SISTEMA CARDIOVASCULAR HISTOLOGIA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMA CARDIOVASCULAR HISTOLOGIA"

Transcrição

1 SISTEMA CARDIOVASCULAR HISTOLOGIA Profa. Dra. Constance Oliver Profa. Dra. Maria Célia Jamur

2 SISTEMA CARDIOVASCULAR Sistema Cardiovascular: Transporta gases, nutrientes e resíduos A pressão é mantida, em grande parte, pelo bombeamento efetuado pelo coração Os materiais transportados são contidos dentro dos vasos sangüíneos e linfáticos

3 CORAÇÃO https://www.youtube.com/watch?v=5tuwof6wenk Átrio direito recebe sangue desoxigenado da circulação venosa sistêmica Ventrículo direito bombea sangue desoxigenado através dos pulmões e para o átrio esquerdo Aorta Válvula Pulmonar Átrio direito Válvula tricúspide Ventrículo direito Átrio esquerdo Válvula aórtica Válvula mitral Ventrículo esquerdo Átrio esquerdo recebe sangue oxigenado das veias pulmonares Ventrículo esquerdo bombea sangue oxigenado para todo o corpo O coração bate: vezes por dia 35 milhões de vezes por ano Mais de 2,5 bilhões de vezes durante a vida

4 PAREDE DO CORAÇÃO Características Histológicas

5 CORAÇÃO Características Histológicas Parede Atrial Coração Epicárdio Epicárdio - membrana serosa (mesotélio + tecido conjuntivo frouxo) Parede Atrial Miocárdio Miocárdio constituído por fibras musculares cardíacas Endocárdio Endocárdio homólogo à túnicia íntima dos vaso sanguíneos

6 CORAÇÃO Epicárdio Mesotélio Epicárdio Tecido conjuntivo Tecido adiposo Miocárdio Epicárdio: Revestido por uma camada única de células epiteliais achatadas o mesotélio Localizado abaixo do mesotélio está o tecido conjuntivo com muitas fibras elásticas Localizado logo abaixo o tecido conjuntivo está o tecido adiposo com artérias, veias e fibras nervosas

7 CORAÇÃO Miocárdio Miocárdio Disco intercalado Músculo cardíaco Disco intercalado Miocárdio: Porção mais volumosa do coração Constitui o elemento contrátil composto por fibras musculares especializadas músculo cardíaco A quantidade de miocárdio varia de acordo com a carga de trabalho

8 MÚSCULO CARDÍACO Núcleo Características: Fibras anastomosadas, núcleo central, disco intercalar (setas) Microscopia eletrônica: abundância em mitocôndrias

9 DISCO INTERCALAR Junções do tipo desmossoma Junção Communicante As fibras musculares cardíacas unem-se umas às outras, linearmente, por estruturas intercelulares especializadas denominadas discos intercalares. A onda de despolarização se propaga para células adjacentes via junção comunicante. Estas junções podem fechar para isolar tecido danificado ou morto como ocorre no infarto do miocárdio.

10 Endocárdio: CORAÇÃO Endocárdio Revestimento interno de todas as quatro câmaras cardíacas Composto por três camadas Camada subendocárdica tecido conjuntivo frouxo com vasos sangüíneos, nervos e fibras de Purkinje Camada subendotelial: tecido conjuntivo, fibroblastos e fibras musculares lisas Endotélio: epitélio pavimentoso simples

11 Atrial CORAÇÃO Endocárdio Ventricular Subendocárdio Endotélio Subendotélio Endocárdio Atrial Subendocárdio Endocárdio ventricular Subendotélio Endotélio Endocárdio: Possui espessura variável Mais espesso nos átrios Mais delgado nos ventrículos

12 CORAÇÃO - VÁLVULAS O batimento cardíaco normalmente tem dois sons lub-dub. O primeiro som é proveniente do fechamento das válvulas mitral e transcúspide. O segundo som é proveniente do fechamento das válvulas aórticas e pulmonárias.

13 CORAÇÃO Válvula cardíaca Válvula cardíaca Parede ventricular Folheto valvular Endotélio Tecido conjuntivo Válvula cardíaca: Constituída por uma placa de tecido conjuntivo elástico e colágeno denso Recoberta por endocárdio contínuo com o das câmaras do coração Não possui vasos sangüíneos https://www.youtube.com/watch?v=qmpd82mpvo4

14 CORAÇÃO Geração e Condução de Impulso Nodo SA Nodo AV Ramo Direto Feixe de His Ramo Esquerdo Fibras de Purkinje Sistema gerador e condutor de Impulsos: Células musculares modificadas geram o estímulo para as várias regiões do miocárdio Nodo sinoatrial (SA) é o marcapasso do coração Nodo atrioventricular (AV) Feixe AV (Feixe de His) Fibras de Purkinje

15 NODO SINOATRIAL Nodo Sinoatrial O impulso elétrico se inicia espontaneamente no NS. O NS funciona como marca passo - gera impulso mais rapidamente que outras áreas que tem o mesmo potencial. Todas as células cardíacas são capazes de propagar o impulso elétrico que desencadeiam a contração.

16 CORAÇÃO Nodo Sinoatrial (SA) Nodo Sinoatrial: Localizado perto da junção da veia cava superior com o átrio direito Nodo SA Miocárdio Constituído por uma massa de células musculares cardíacas pequenas, fusiformes, parcialmente isolada do miocárdio por uma bainha de tecido conjuntivo Os eventos elétricos que dão início aos batimentos cardíacos se originam no nodo SA O impulso parte do nodo SA, atravessa a parede do átrio e vai para o nodo AV

17 CORAÇÃO Nodo Atrioventricular 1. SA 2. AV Nodo Atrioventricular (AV): Localizado na porção inferior do septo interatrial Recebe impulsos que se originam no nodo SA As células do nodo AV se assemelham as do nodo SA Miocárdio Nodo AV Miocárdio

18 Corção Feixe de His Nodo Sinoatrial Nodo Atrioventricular Átrio Esquerdo Feixe de His (Atrioventricular) Ramos: Esquerdo e Direto Ventrículo Esquerdo Fibras de Purkinje https://www.youtube.com/watch?v=fzt9vlbl2ua Feixe de His: Tem origem no nodo AV Penetra no esqueleto cardíaco para entrar no compartimento ventricular do coração Divide-se nos ramos direito e esquerdo que caminham pelo subendocárdio nos dois lados do septo interventricular O feixe de His é formado por células que se assemelham a células musculares cardíacas dos nodos SA e AV Na região distal o feixe é formado pelas fibras de Purkinje,,,,

19 CORAÇÃO Fibras de Purkinje Miocárdio Miocárdio Fibras de Purkinje Endocárdio Fibras de Purkinje Fibras de Purkinje: Ramos do sistema de condução cardíaca São fibras musculares cardíacas modificadas As fibras de Purkinje se ramificam no subendocárdio ventrícular Em seu ponto mais distal, as fibras deixam o subendocárdio e terminam em associação íntima com as células cardíacas Possuem o citoplasma claro e rico em glicogênio Têm poucas miofibrilas

20 Regulação da Condução dos Impulsos A velocidade dos impulsos é regulada pela inervação externa A velocidade de condução é alterada por: Estimulação do nervo simpático (aumenta) pela liberação de norepinefrina Estimulação do nervo vago (diminui) pela liberação de acetilcolina Isquemia/hipóxia (diminui) Drogas (adnérgica e colinérgica aumenta ou diminui)

21 INFARTO Agudo (<5 dias) 4-12 Horas Isquemia resulta em Necrose Coagulativa: hemorragia e edema Crônico Agudo Horas Inicia-se a infiltração leucocitário Crônico 1-3 Dias Ocorre perda de estriações, de núcleos e contração das bandas Região clara de colágeno entre as fibras cardíacas

22 ATEROMA Artéria Coronária Infiltração da túnica íntima com material gorduroso (colesterol) Trombo Aumento na deposição de fibras elásticas e colágenas Resulta no espessamento da túnica íntima= placa ateromatosa Diminuição do fluxo sangüíneo Conseqüências: angina, trombose (infarto, derrame, gangrena, aneurisma)

23

24 VASOS SANGÜÍNEOS Estrutura Geral Artéria Veia Estrutura geral: A parede da maioria dos vasos sangüíneos têm três camadas Túnica íntima Túnica média Túnica adventícia As camadas são mais definidas nas artérias Estas três camadas não estão presentes nos capilares

25 VASOS SANGÜÍNEOS Túnica Íntima Veia Grande Luz Túnica íntima: Mais interna e voltada para a luz O endotélio é contínuo com o endotélio presente em todo o sistema cardiovascular O endotélio é um epitélio pavimentoso simples

26 VASOS SANGÜÍNEOS Túnica Media Veia Grande Luz Túnica média: É proeminente nas artérias e pouco distinta nas veias Camada mais espessa da parede arterial Nas artérias é formada, principalmente, por células musculares lisas e por componentes de tecido elástico Nas veias é formada por tecido conjuntivo e músculo liso

27 VASOS SANGÜÍNEOS Túnica Adventícia Veia Grande Fibras Colágenous Luz Túnica adventícia: Camada mais externa da parede de um vaso sangüíneo Nas veias é a camada mais espessa e mais proeminente Nas artérias é pouco desenvolvida Contém tecido conjuntivo e pode conter músculo liso Músculo liso

28 REDE VASCULAR Estrutura e Função

29 VASOS SANGÜÍNEOS Artérias Grandes Aorta Túnica íntima Aorta Túnica média Túnica adventícia Vaso H. E. Vasorum Weigert-fibras elásticas c a. Túnica íntima b. Túnica média Fibras elasticas c. Túnica adventícia Artérias grandes são artérias elásticas, como a aorta e as artérias carótidas comuns Artérias de maior diâmetro do corpo Túnica íntima é constituída por endotélio e tecido conjuntivo subendotelial com fibras colágenas e elásticas, fibroblastos e também fibras musculares lisas Túnica média é especialmente espessa com camadas de lâminas elásticas fenestradas Túnica adventícia é constituída por uma camada de tecido conjuntivo frouxo contendo fibras nervosas, vasos linfáticos, células adiposa e vaso vasorum

30 ANEURISMA Aneurisma é uma artéria com parede delgada permanentemente dilatada O aneurisma ocorre com o envelhecimento Causado pela degeneração do tecido elástico nas artérias elásticas e de células musculares lisas nas artérias musculares Estes tecidos são substituídos por colágeno, promovendo a perda de elasticidade. Aneurisma Sacular: Ocorre afinamento ou desaparecimento da camada de músculo liso da média Ocorre fragmentação ou ausência da lâmina elástica (*)

31 VASOS SANGÜÍNEOS Artérias Médias TA Luz TI TM Artéria média (muscular) Túnica íntima constituída de 3 camadas: endotelial, subendotelial e lâmina elástica interna Túnica média é espessa possuindo camadas de fibras musculares lisas Túnica adventícia tem a mesma espessura da túnica média Consiste em tecido conjuntivo frouxo com vaso vasorum, fibras nervosas, células adiposas, fibroblastos, fibras elásticas e fibras colágenas

32 VASOS SANGÜÍNEOS Artérias Pequenas Artéria Pequena (muscular): Túnica íntima constituída por uma única camada de endotélio Túnica íntima repousa diretamente sobre a lâmina elástica interna Túnica média é constituída por 5-10 camadas de fibras musculares lisas Túnica adventícia é composta por uma delgada camada de tecido conjuntivo

33 VASOS SANGÜÍNEOS Arteríolas Arteríola As arteríolas possuem parede espessa e luz menor do que as veias Arteríolas: Vasos terminais do sistema arterial Vasos de resistência e reguladores Local de maior resistência ao fluxo sangüíneo Regulam o fluxo sangüíneo para os leitos capilares A túnica média é formada por uma ou duas camadas de músculo liso Nas arteríolas maiores têm uma lâmina elástica interna

34 LEITO CAPILAR Espaço Intersticial Arteríola Músculo liso esfincter pré-capilar Capilar arterial Capilar Canal Capilar venoso Vênula O leito capilar conecta o sistema arterial com o venoso. Leito Capilar (Molde em Látex)

35 Capilares Núcleo Capilar Capilares: Vasos do sistema cardiovascular de menor diâmetro Segmento mais extenso deste sistema o corpo humano contém aproximadamente km de capilares O diâmetro da luz de um capilar varia de 4-10mm, uma hemácia têm em média 7-8mm de diâmetro =4yBMY9Wj7z0

36 Capilares Função: Troca de gases e metabólitos entre as células e a corrente sangüínea Suas paredes são delgadas e, freqüentemente, fenestradas ou constituídas por espaços relativamente largos Estão em íntima proximidade com a células metabolicamente ativas e nos espaços dos tecidos A extensa superfície endotelial em relação ao volume capilar, favorece o movimento de materiais através da parede do vaso

37 G. Maul, J Ultrastruc Res, 1971 Capilares Classificação dos capilares: Sinusóides - encontrados principalmente nos órgãos onde ocorre passagem de moléculas muito grandes e células. São descontínuos no endotélio e na lâmina basal (abertura μm diâmetro). Fígado, baço, tecido hematopoético e adrenal Contínuos encontrados principalmente nos tecidos e órgãos nos quais ocorrem trocas de eletrólitos e pequenos metabólitos solúveis Sistema nervoso central, músculo, pulmão L P H PV Vesículas pinocíticas Fenestrados - encontrados principalmente nos órgãos onde ocorre trocas de grandes volumes de fluidos, eletrólitos e moléculas grandes Glândulas endócrinas, rim e mucosa gastrointestinal Luz Bloom and Fawcett, A Textbook of Histology, 1994

38 Capilares Célula Endotelial Pericito Hemácia Membrana Basal Componentes da parede Células Endoteliais Principal componente celular da parede do capilar Uma célula endotelial pavimentosa pode cobrir toda a circunferência do capilar Lâmina basal situada na superfície adluminal Pericitos São encontrados com maior freqüência na extremidade venosa do leito capilar

39 Pericitos Pericitos na vênula São células contráteis que afetam o fluxo sangüíneo que passa pelo capilar São semelhantes a células mesenquimais Relativamente indiferenciadas Podem se diferenciar em fibroblastos, músculo liso e macrófagos. Estão envolidos no desenvolvimento de várias patologias como: hipertensão, esclerose múltipla, microangiopatia diabética e vascularização de tumores Bloom and Fawcett, A Textbook of Histology, 1994

40 VASOS SANGÜÍNEOS Vênulas Vênula Arteríola Capilar As vênulas possuem parede fina e luz mais ampla do que as arteríolas Vênulas: Vênulas pós-capilares são vênulas menores - Os capilares drenam para estas vênulas Vênulas coletoras: os pericitos formam uma camada contínua e aparecem fibras colágenas circundantes Vênulas musculares: Os pericitos são substituídos por uma ou duas camadas de células musculares lisas

41 VASOS SANGÜÍNEOS Veias Pequenas TM TI TA Veia Pequena: Túnica íntima é delgada constituída por uma camada de endotélio e uma membrana basal muito delgada Túnica média é composta por 2 ou 3 camadas de fibras musculares lisas com fibras colágenas e elásticas entremeadas Túnica adventícia é uma camada de tecido conjuntivo mais espessa que a túnica média. Poucas fibras colágenas e poucos fibroblastos

42 VASOS SANGÜÍNEOS Veias Médias TI Sangue Luz TM TA Veia média Túnica íntima é formada por um endotélio achatado com membrana basal e uma delgada camada de tecido conjuntivo subendotelial contendo fibras musculares lisas Túnica média é composta por várias camadas de fibras musculares lisas Túnica adventícia é bem desenvolvida e constitui a maior parte da parede Tecido conjuntivo frouxo contendo fibras colágenas, fibroblastos, vaso vasorum e fibras musculares lisas

43 As grandes veias têm um diâmetro maior que 10mm Pertencem a este grupo as veias cava, pulmonar, braquiocefálica, renal, esplênica e mesentéria superior Túnica íntima é constituída por uma camada única de endotélio e uma camada de tecido conjuntivo subendotelial contendo fibras musculares lisas Túnica média é pouco desenvolvida e delgada na maioria destas veias; tem músculo liso Túnica adventícia é extremamente espessa e bem desenvolvida e possui três zonas Zona mais interna é um tecido conjuntivo fibro-elástico denso Zona média contém principalmente feixes de fibras musculares lisas Zona mais externa é composta por rede grosseira de fibras colágenas e elásticas Vaso vasorum estão presentes em toda a adventícia VASOS SANGÜÍNEOS Veias Grandes Túnica íntima Veia Cava Inferior Túnica média Túnica adventícia

44 VASOS SANGÜÍNEOS Veias - Válvulas Sangue Válvula Túnica Íntima Túnica Media Válvula Túnica Adventícia Válvulas: São características das veias nas quais o sangue se move contra a gravidade Permitem o fluxo de sangue em direção ao coração Impedem o fluxo na direção oposta As veias da extremidade inferior têm válvulas bem desenvolvidas Em geral não existem válvulas nas veias encefálicas e viscerais

AULA PRÁTICA 13. SISTEMA CIRCULATÓRIO e MÚSCULO CARDÍACO

AULA PRÁTICA 13. SISTEMA CIRCULATÓRIO e MÚSCULO CARDÍACO AULA PRÁTICA 13 SISTEMA CIRCULATÓRIO e MÚSCULO CARDÍACO O sistema circulatório é constituído por dois componentes funcionais: o sistema vascular sanguíneo e o sistema vascular linfático. O sistema vascular

Leia mais

Sistema Circulatório. Diogo Magalhães Cavaco Instituto de Histologia e Embriologia Faculdade de Medicina de Lisboa 2006

Sistema Circulatório. Diogo Magalhães Cavaco Instituto de Histologia e Embriologia Faculdade de Medicina de Lisboa 2006 Sistema Circulatório Diogo Magalhães Cavaco Instituto de Histologia e Embriologia Faculdade de Medicina de Lisboa 2006 Aparelho cardiovascular Pulmão Artéria pulmonar Veias pulmonares Órgãos e tecidos

Leia mais

Sistema Circulatório. Sistema Vascular Sanguíneo Coração Sistema Vascular Linfático

Sistema Circulatório. Sistema Vascular Sanguíneo Coração Sistema Vascular Linfático Sistema Circulatório Sistema Vascular Sanguíneo Coração Sistema Vascular Linfático Componentes Macrocirculação Sistema Vascular Sanguíneo (fechado) Sistema Vascular Linfático (aberto) Coração Artérias

Leia mais

Sistema Circulatório

Sistema Circulatório Sistema Circulatório Luís Eugênio Vieira Oliveira Neste breve capítulo, discorreremos sobre as principais características histológicas do Sistema Circulatório, descrevendo, pois, algumas estruturas gerais

Leia mais

Sistema Circulatório. Prof. a Dr. a Tatiana Montanari Departamento de Ciências Morfológicas ICBS UFRGS

Sistema Circulatório. Prof. a Dr. a Tatiana Montanari Departamento de Ciências Morfológicas ICBS UFRGS Sistema Circulatório Prof. a Dr. a Tatiana Montanari Departamento de Ciências Morfológicas ICBS UFRGS SISTEMA VASCULAR SANGUÍNEO SISTEMA VASCULAR LINFÁTICO SISTEMA VASCULAR SANGUÍNEO Esse sistema transporta

Leia mais

ACERVO DIGITAL FASE II. Histologia do Sistema Circulatório

ACERVO DIGITAL FASE II. Histologia do Sistema Circulatório ACERVO DIGITAL FASE II Histologia do Sistema Circulatório I Material: Aorta Técnica: Weigert Observação com aumento total de 40x: Nesse aumento e nesse campo microscópico é possível observar-se a luz da

Leia mais

OBS: o sangue (tecido sanguíneo) é o líquido impulsionado por este sistema.

OBS: o sangue (tecido sanguíneo) é o líquido impulsionado por este sistema. Coração ( bomba ); Vasos sanguíneos ( tubos ); OBS: o sangue (tecido sanguíneo) é o líquido impulsionado por este sistema. Transporte de substâncias (O 2, CO 2, nutrientes, hormônios, metabólitos, etc.);

Leia mais

Sistema cardiovascular. Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS

Sistema cardiovascular. Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Sistema cardiovascular Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Sistema sanguíneo Tem como função transportar nutrientes até às células e retirar as excretas. Constituído por coração, artérias, veias e capilares.

Leia mais

MEDIASTINO MEDIASTINO MEDIASTINO MÉDIO MEDIASTINO MÉDIO. Conceito. Limites Divisão. Conteúdo: pericárdio coração

MEDIASTINO MEDIASTINO MEDIASTINO MÉDIO MEDIASTINO MÉDIO. Conceito. Limites Divisão. Conteúdo: pericárdio coração SISTEMA CIRCULATÓRIO SISTEMA CIRCULATÓRIO MEDIASTINO MEDIASTINO Conceito Mediastino Pleura direita Limites Divisão Mediastino superior Mediastino anterior Mediastino médio Pleura direita Mediastino posterior

Leia mais

Prof. Ms. SANDRO de SOUZA

Prof. Ms. SANDRO de SOUZA Prof. Ms. SANDRO de SOUZA Sistema Cardiovascular Função: distribuição do O2 e dos nutrientes; remoção do CO2 e de outros resíduos metabólicos; transporte de hormônios; termorregulação; manutenção do equilíbrio

Leia mais

AULA-10 FISIOLOGIA DO SISTEMA CARDIOVASCULAR

AULA-10 FISIOLOGIA DO SISTEMA CARDIOVASCULAR AULA-10 FISIOLOGIA DO SISTEMA CARDIOVASCULAR Profª Tatiani UNISALESIANO Fornecer e manter suficiente, contínuo e variável o fluxo sanguíneo aos diversos tecidos do organismo, segundo suas necessidades

Leia mais

FISIOLOGIA DA CONTRAÇÃO MUSCULAR DISCIPLINA: FISIOLOGIA I

FISIOLOGIA DA CONTRAÇÃO MUSCULAR DISCIPLINA: FISIOLOGIA I FISIOLOGIA DA CONTRAÇÃO MUSCULAR DISCIPLINA: FISIOLOGIA I PROFESSOR RESPONSÁVEL: FLÁVIA SANTOS Musculatura corporal Músculo Cardíaco Músculo atrial Contração = esquelética Músculo ventricular Maior duração

Leia mais

Comparação entre dois métodos de retirada do suporte ventilatório em pacientes no pós-operatório de cirurgia cardíaca 1

Comparação entre dois métodos de retirada do suporte ventilatório em pacientes no pós-operatório de cirurgia cardíaca 1 Sistema cardiovascular Sistema condutor do sangue e seus nutrientes por todo o corpo ANATOMIA E FISIOLOGIA CARDÍACA Formação: Coração: órgão propulsor da corrente sangüínea Sistema vascular: composto por

Leia mais

SISTEMA CARDIOVASCULAR. Prof. Victor Uchôa

SISTEMA CARDIOVASCULAR. Prof. Victor Uchôa SISTEMA CARDIOVASCULAR Prof. Victor Uchôa Introdução O sistema cardiovascular ou circulatório é formado por uma vasta rede de vasos de vários tipos e calibres, que põe em comunicação todas as partes do

Leia mais

Artéria Elástica (aorta)

Artéria Elástica (aorta) CORAÇÃO Devido á existência de grande número de fibras musculares cardíacas, anastomosadas, estriações longitudinais e núcleo central pode concluir-se tratarse de uma preparação de coração. É um órgão

Leia mais

Cardiologia do Esporte Aula 1 Sistema circulatório. Prof a. Dr a Bruna Oneda

Cardiologia do Esporte Aula 1 Sistema circulatório. Prof a. Dr a Bruna Oneda Cardiologia do Esporte Aula 1 Sistema circulatório Prof a. Dr a Bruna Oneda Sistema Circulatório Composto pelo coração, vasos sanguíneos (artérias, veias e capilares) e sangue Responsável, pela condução,

Leia mais

Aula 5: Sistema circulatório

Aula 5: Sistema circulatório Aula 5: Sistema circulatório Sistema circulatório Sistema responsável pela circulação de sangue através de todo o organismo; Transporta oxigênio e todos os nutrientes necessários para a manutenção das

Leia mais

Cardiologia do Esporte Aula 1 Sistema. Prof a. Dr a Bruna Oneda 2013

Cardiologia do Esporte Aula 1 Sistema. Prof a. Dr a Bruna Oneda 2013 Cardiologia do Esporte Aula 1 Sistema circulatório Prof a. Dr a Bruna Oneda 2013 Sistema Circulatório Composto pelo coração, vasos sanguíneos (artérias, veias e capilares) e sangue Responsável, através

Leia mais

Prof: Clayton de Souza da Silva

Prof: Clayton de Souza da Silva Prof: Clayton de Souza da Silva Sangue O sangue é a massa líquida contida num compartimento fechado, o aparelho circulatório, que a mantém em movimento regular e unidirecional, devido essencialmente às

Leia mais

muscular circular interna serosa mesotélio adventícia

muscular circular interna serosa mesotélio adventícia HISTOLOGIA DOS ÓRGÃOS E SISTEMAS Organização tecidual dos órgãos tubulares: OBJETIVOS PARA O TÓPICO: - descrever a organização das diferentes túnicas e suas camadas nos órgãos tubulares ou ocos - explicar

Leia mais

SISTEMA CIRCULATÓRIO. Prof a Cristiane Oliveira

SISTEMA CIRCULATÓRIO. Prof a Cristiane Oliveira SISTEMA CIRCULATÓRIO Prof a Cristiane Oliveira SISTEMA CIRCULATÓRIO QUAIS SUAS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS? Rede de tubos pelos quais circulam o sangue e a linfa (vasos sanguíneos e linfáticos, respectivamente).

Leia mais

Faculdade Maurício de Nassau Disciplina: Anatomia Humana. Natália Guimarães Barbosa

Faculdade Maurício de Nassau Disciplina: Anatomia Humana. Natália Guimarães Barbosa Faculdade Maurício de Nassau Disciplina: Anatomia Humana Natália Guimarães Barbosa Natal - RN 2016 Levar material nutritivo e oxigênio às células; Transportar produtos residuais do metabolismo celular;

Leia mais

SISTEMA CARDIOVASCULAR

SISTEMA CARDIOVASCULAR SISTEMA CARDIOVASCULAR O coração consiste em duas bombas em série Circulação Pulmonar Circulação Sistêmica Pequena Circulação ou Circulação Pulmonar Circulação coração-pulmão-coração. Conduz o sangue venoso

Leia mais

Bombear e forçar o sangue através dos vasos sanguíneos do corpo, fornecendo a cada célula do corpo nutrientes e oxigénio.

Bombear e forçar o sangue através dos vasos sanguíneos do corpo, fornecendo a cada célula do corpo nutrientes e oxigénio. Função : Bombear e forçar o sangue através dos vasos sanguíneos do corpo, fornecendo a cada célula do corpo nutrientes e oxigénio. Dimensão, forma e localização: Tamanho de um punho fechado; Forma de um

Leia mais

SISTEMA CARDIO-RESPIRATÓRIO. O Organismo Humano em Equilíbrio

SISTEMA CARDIO-RESPIRATÓRIO. O Organismo Humano em Equilíbrio SISTEMA CARDIO-RESPIRATÓRIO O Organismo Humano em Equilíbrio SISTEMA CARDIO-RESPIRATÓRIO As nossas células necessitam de: Oxigénio; Nutrientes; Eliminar Dióxido de Carbono; Entre outros. O nosso organismo

Leia mais

Anatomia e Fisiologia Humana

Anatomia e Fisiologia Humana Componentes A) Coração B) Vasos Sanguíneos Coração É um órgão muscular tetracavitário (4 cavidades); Situado no centro do tórax, entre os pulmões; Tamanho de um mão fechada e pesa cerca de 300 gramas;

Leia mais

Sistema circulatório

Sistema circulatório Texto de apoio ao professor T2 Sistema circulatório Constituintes Características Funções Introdução: O sistema circulatório é um circuito fechado e é responsável pelo transporte de substâncias no nosso

Leia mais

SISTEMA CARDIOVASCULAR. Fisiologia Humana I

SISTEMA CARDIOVASCULAR. Fisiologia Humana I SISTEMA CARDIOVASCULAR Fisiologia Humana I Fornecer e manter suficiente, contínuo e variável o fluxo sanguíneo aos diversos tecidos do organismo, segundo suas necessidades metabólicas para desempenho das

Leia mais

SISTEMA CARDIOVASCULAR

SISTEMA CARDIOVASCULAR SISTEMA CARDIOVASCULAR O CORAÇÃO COMO BOMBA: ESTRUTURA E FUNÇÃO Anatomia Cardíaca Bomba Cardíaca: Função Ventricular e Ciclo Cardíaco Débito Cardíaco e seus Componentes FC: Regulação Intrínseca e Extrínseca

Leia mais

Sistema cardiovascular

Sistema cardiovascular Sistema cardiovascular Sistema cardiovascular SISTEMA CARDIOVASCULAR ÓRGÃO PROPULSOR CORAÇÃO SISTEMA DE VASOS ARTÉRIAS, ARTERÍOLAS, CAPILARES, VÉNULAS E VEIAS onde circula SANGUE Coração Órgão situado

Leia mais

SISTEMA CIRCULATÓRIO. Prof. Dr. José Gomes Pereira

SISTEMA CIRCULATÓRIO. Prof. Dr. José Gomes Pereira SISTEMA CIRCULATÓRIO Prof. Dr. José Gomes Pereira SISTEMA CIRCULATÓRIO 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS Sistema cardiovascular transporte sangue - Circuitos pulmonar pulmões sistêmico tecidos do corpo constituídos

Leia mais

Sistema Cardiovascular. Prof. Dr. Leonardo Crema

Sistema Cardiovascular. Prof. Dr. Leonardo Crema Sistema Cardiovascular Prof. Dr. Leonardo Crema Visão Geral do Sistema Circulatório: A função da circulação é atender as necessidades dos tecidos. Sistema Circulartório= Sistema Cardiovascular É uma série

Leia mais

Biofísica da circulação. Hemodinâmica cardíaca. Forças e mecanismos físicos relacionados à circulação sanguínea

Biofísica da circulação. Hemodinâmica cardíaca. Forças e mecanismos físicos relacionados à circulação sanguínea Biofísica da circulação Hemodinâmica cardíaca Forças e mecanismos físicos relacionados à circulação sanguínea Sistema circulatório 1) Sistema cardiovascular coração, vasos sanguíneos, sangue, sistema de

Leia mais

Músculo estriado esquelético:

Músculo estriado esquelético: Músculo estriado esquelético: Organização do músculo m esquelético: Epimísio Perimísio Endomísio Anatomia fisiológica do músculo m esquelético Sarcolema: Miofibrilas: Actina,, miosina, tropomiosina,

Leia mais

Sistema Circulatório. Prof. Dr.Thiago Cabral

Sistema Circulatório. Prof. Dr.Thiago Cabral Circulação Pulmonar e Sistêmica Passagem do sangue através do coração e dos vasos. Ocorre através de duas correntes sanguíneas que partem ao mesmo tempo do coração: 1 Sai do ventrículo direito através

Leia mais

Sistema Circulatório. Aparelho Circulatório Aparelho cárdio-vascular. Sistema Vascular Sistema Cárdio-Vascular. Angiologia

Sistema Circulatório. Aparelho Circulatório Aparelho cárdio-vascular. Sistema Vascular Sistema Cárdio-Vascular. Angiologia Sistema Circulatório Aparelho Circulatório Aparelho cárdio-vascular Sistema Vascular Sistema Cárdio-Vascular Angiologia Sistema Circulatório Funções Meio de transporte Ligação metabólica entre diferentes

Leia mais

Sistema Circulatório. rio

Sistema Circulatório. rio Sistema Circulatório rio Sistema cardiovascular - Transporte de sangue: coração tecidos (bidirecional) Sistema vascular linfático - Transporte de linfa: tecidos coração (unidirecional) Sistema Cardiovascular

Leia mais

Fisiologia do Sistema Cardiovascular. Profa. Deise Maria Furtado de Mendonça

Fisiologia do Sistema Cardiovascular. Profa. Deise Maria Furtado de Mendonça Fisiologia do Sistema Cardiovascular Profa. Deise Maria Furtado de Mendonça Introdução ao Sistema Cardiovascular Coração e sistema fechado de vasos. Sangue move-se continuamente por gradiente de pressão.

Leia mais

SISTEMA CARDIOVASCULAR. Elab.: Prof. Gilmar

SISTEMA CARDIOVASCULAR. Elab.: Prof. Gilmar 1 SISTEMA CARDIOVASCULAR 2 Funções Gerais: Transporte de gases respiratórios:o sangue carrega oxigênio dos pulmões para as células do corpo e dióxido de carbono das células para aos pulmões. Transporte

Leia mais

Sistema Cardiovascular. Prof. Dr. Leonardo Crema

Sistema Cardiovascular. Prof. Dr. Leonardo Crema Sistema Cardiovascular Prof. Dr. Leonardo Crema Visão Geral do Sistema Circulatório: A função da circulação é atender as necessidades dos tecidos. Sistema Circulartório= Sistema Cardiovascular É uma série

Leia mais

Unidade 6. Sistema circulatório. Planeta Terra 9.º ano. Adaptado por Ana Mafalda Torres

Unidade 6. Sistema circulatório. Planeta Terra 9.º ano. Adaptado por Ana Mafalda Torres Unidade 6 Sistema circulatório Adaptado por Ana Mafalda Torres O que é o sistema cardiorrespiratório? + Sistema circulatório Sistema respiratório O que é o sistema circulatório? O sistema circulatório

Leia mais

Aterosclerose. Aterosclerose

Aterosclerose. Aterosclerose ATEROSCLEROSE TROMBOSE EMBOLIA Disciplinas ERM 0207/0212 Patologia Aplicada à Enfermagem Profa. Dra. Milena Flória-Santos Aterosclerose Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Saúde Pública Escola

Leia mais

Fisiologia. Iniciando a conversa. O sistema circulatório

Fisiologia. Iniciando a conversa. O sistema circulatório Fisiologia 6 O sistema circulatório Iniciando a conversa O sistema circulatório é um sistema de distribuição e vigilância. O oxigênio e os nutrientes obtidos nos pulmões e no intestino são levados para

Leia mais

- CAPÍTULO 3 - O SISTEMA CIRCULATÓRIO

- CAPÍTULO 3 - O SISTEMA CIRCULATÓRIO - CAPÍTULO 3 - O SISTEMA CIRCULATÓRIO 01. Quais são as três estruturas básicas que compõem nosso sistema circulatório ou cardiovascular? 02. Que funções o sistema circulatório desempenha em nosso organismo?

Leia mais

TECIDO MUSCULAR (parte 2)

TECIDO MUSCULAR (parte 2) TECIDO MUSCULAR (parte 2) Profª Patrícia Mendes Disciplina: Histologia Geral e Embriologia Curso: Medicina Veterinária www.faculdadevertice.com.br TIPO: MÚSCULO CARDÍACO Músculo Cardíaco Características

Leia mais

PROPRIEDADES FUNCIONAIS DO CORAÇÃO

PROPRIEDADES FUNCIONAIS DO CORAÇÃO Universidade Federal do Rio Grande Instituto de Ciências Biológicas Programa de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas Fisiologia Animal Comparada PROPRIEDADES FUNCIONAIS DO CORAÇÃO O sistema circulatório-sanguíneo

Leia mais

21/9/2010. distribuição do O2 e dos nutrientes; remoção do CO2 e de outros resíduos metabólicos; transporte de hormônios; termorregulação;

21/9/2010. distribuição do O2 e dos nutrientes; remoção do CO2 e de outros resíduos metabólicos; transporte de hormônios; termorregulação; Email: consultoriass@gmail.com BLOG: sandrodesouza.wordpress.com Sistema Cardiovascular Função: distribuição do O2 e dos nutrientes; remoção do CO2 e de outros resíduos metabólicos; transporte de hormônios;

Leia mais

Respostas cardiovasculares ao esforço físico

Respostas cardiovasculares ao esforço físico Respostas cardiovasculares ao esforço físico Prof. Gabriel Dias Rodrigues Doutorando em Fisiologia UFF Laboratório de Fisiologia do Exercício Experimental e Aplicada Objetivos da aula 1. Fornecer uma visão

Leia mais

FISIOLOGIA CARDIOVASCULAR

FISIOLOGIA CARDIOVASCULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Programa de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas Lab. Regulação Central do Sistema Cardiovascular Prof. Hélder Mauad FISIOLOGIA CARDIOVASCULAR Aula 6 DÉBITO CARDÍACO

Leia mais

Sistema Respiratório Disciplina Citologia e Histologia II. Docente: Sheila C. Ribeiro Agosto/2016

Sistema Respiratório Disciplina Citologia e Histologia II. Docente: Sheila C. Ribeiro Agosto/2016 Sistema Respiratório Disciplina Citologia e Histologia II Docente: Sheila C. Ribeiro Agosto/2016 Introdução Sistema Respiratório Porção Condutora Fossas Nasais Nasofaringe Laringe Traqueia Brônquios Bronquíolos

Leia mais

Sistema Circulatório

Sistema Circulatório Universidade Federal do Pampa Campus Uruguaiana Daniela Brum Sistema Circulatório Sistema Cardiovascular e Sistema linfático Coração e vasos 3 túnicas Constituição Coração Artérias Capilares Veias Capilares

Leia mais

Sistema Circulatório Capítulo 6

Sistema Circulatório Capítulo 6 Sistema Circulatório Capítulo 6 O sistema circulatório é composto pelo sistema vascular sanguíneo e pelo sistema vascular linfático. 1 SISTEMA VASCULAR SANGUÍNEO 1.1 Funções Esse sistema transporta o sangue

Leia mais

Sistemas Humanos. Prof. Leonardo F. Stahnke 13/07/2017

Sistemas Humanos. Prof. Leonardo F. Stahnke 13/07/2017 Sistemas Humanos Prof. Leonardo F. Stahnke É responsável pelo transporte (circulação) de gases respiratórios, nutrientes (subst. orgânicas e inorgânicas), excretas metabólicas, água e hormônios. Tipos

Leia mais

CARACTERÍSTICAS. Certos componentes das células musculares recebem nomes especiais: sarcoplasmático. o Membrana plasmática sarcolema;

CARACTERÍSTICAS. Certos componentes das células musculares recebem nomes especiais: sarcoplasmático. o Membrana plasmática sarcolema; TECIDO MUSCULAR TECIDO MUSCULAR CARACTERÍSTICAS GERAIS Responsável pelos movimentos corporais; Constituído por células alongadas (fibras), contendo grande quantidade de filamentos citoplasmáticos (miofibrilas),

Leia mais

DISFUNÇÕES HEMODINÂMICAS

DISFUNÇÕES HEMODINÂMICAS Cursos de Graduação em Farmácia e Enfermagem DISFUNÇÕES HEMODINÂMICAS PARTE 2 Disciplina: Patologia Geral http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 DISFUNÇÕES HEMODINÂMICAS

Leia mais

Introdução ao Sistema Cardiovascular Propriedades da Fibra cardíaca Regulação da FC: Efeitos do Exercício. Lisete C. Michelini

Introdução ao Sistema Cardiovascular Propriedades da Fibra cardíaca Regulação da FC: Efeitos do Exercício. Lisete C. Michelini Introdução ao Sistema Cardiovascular Propriedades da Fibra cardíaca Regulação da FC: Efeitos do Exercício Lisete C. Michelini Para que serve o Sistema Cardiovascular? Organismos Unicelulares (não necessitam

Leia mais

Transporte de nutrientes e oxigénio até às células

Transporte de nutrientes e oxigénio até às células Transporte de nutrientes e oxigénio até às células Sistema Circulatório Apresentação feita por Prof. Mónica Moreira Conceito e função do sistema circulatório O sistema circulatório é responsável pela circulação

Leia mais

Funções: Constituição: Distribuição nutrientes e oxigénio; Eliminação dióxido de carbono; Transporte hormonas; Manutenção temperatura corporal e ph;

Funções: Constituição: Distribuição nutrientes e oxigénio; Eliminação dióxido de carbono; Transporte hormonas; Manutenção temperatura corporal e ph; Funções: Distribuição nutrientes e oxigénio; Eliminação dióxido de carbono; Transporte hormonas; Manutenção temperatura corporal e ph; Prevenção desidratação e infeções; Constituição: Coração + vasos sanguíneos

Leia mais

Sistema Urinário. Carla Beatriz Silva. Introdução

Sistema Urinário. Carla Beatriz Silva. Introdução Sistema Urinário Carla Beatriz Silva Introdução O aparelho urinário é formado pelos dois rins, dois ureteres, a bexiga e a uretra. A urina é produzida nos rins, passa pelos ureteres até a bexiga e é lançada

Leia mais

Funções: distribuição de substâncias (nutrientes, gases respiratórios, produtos do metabolismo, hormônios, etc) e calor.

Funções: distribuição de substâncias (nutrientes, gases respiratórios, produtos do metabolismo, hormônios, etc) e calor. Funções: distribuição de substâncias (nutrientes, gases respiratórios, produtos do metabolismo, hormônios, etc) e calor Componentes: Vasos sanguíneos, Coração, Sangue http://www.afh.bio.br/cardio/cardio3.asp

Leia mais

Anatomia II. Coração e Vasos

Anatomia II. Coração e Vasos Anatomia II Coração e Vasos Mediastino O Mediastino é uma região central larga que separa as duas cavidades pleurais lateralmente colocadas. Estende-se: Do esterno aos corpos das vértebras; Da abertura

Leia mais

Sistema circulatório

Sistema circulatório Sistema circulatório O sangue Líquido vermelho e viscoso que circula no nosso organismo, sem parar, e que tem várias funções no organismo: Transporte de gases e nutrientes Regulação da temperatura Defesa

Leia mais

Bio. Semana 17. Rubens Oda (Hélio Fresta)

Bio. Semana 17. Rubens Oda (Hélio Fresta) Semana 17 Rubens Oda (Hélio Fresta) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. Circulação humana

Leia mais

REVISÃO DO SISTEMA CARDIOVASCULAR. Fisioterapia Aplicada às Disfunções Cardiovasculares/6º Período Profa. Ivana Arigoni Pinheiro

REVISÃO DO SISTEMA CARDIOVASCULAR. Fisioterapia Aplicada às Disfunções Cardiovasculares/6º Período Profa. Ivana Arigoni Pinheiro REVISÃO DO SISTEMA CARDIOVASCULAR Fisioterapia Aplicada às Disfunções Cardiovasculares/6º Período Profa. Ivana Arigoni Pinheiro Sistema fechado e unidirecional de circulação de sangue para transporte de

Leia mais

8 GLÂNDULAS ANEXAS DO SISTEMA DIGESTIVO

8 GLÂNDULAS ANEXAS DO SISTEMA DIGESTIVO 8 GLÂNDULAS ANEXAS DO SISTEMA DIGESTIVO Objectivo 1. Identificar as glândulas salivares parótida, submandibular e a sublingual, com base na sua estrutura histológica e no tipo de secreção que produzem.

Leia mais

UNIPAMPA Disciplina de Histologia, citologia e embriologia Curso de Nutrição TECIDO EPITELIAL. Prof.: Cristiano Ricardo Jesse

UNIPAMPA Disciplina de Histologia, citologia e embriologia Curso de Nutrição TECIDO EPITELIAL. Prof.: Cristiano Ricardo Jesse UNIPAMPA Disciplina de Histologia, citologia e embriologia Curso de Nutrição TECIDO EPITELIAL Prof.: Cristiano Ricardo Jesse CONSIDERAÇÕES INICIAIS Organismos Sistemas Órgãos Tecidos Células CONSIDERAÇÕES

Leia mais

MEDICINA - U.AVEIRO - ICBAS - U.PORTO

MEDICINA - U.AVEIRO - ICBAS - U.PORTO Sistema Circulatório - Vasos http://plastynarium.pl/en/galeria/uklad-krwionosny/ Sistema Circulatório - Vasos Endotélio, do Grego, endon= dentro + thélé= mamilo 1 Sistema Circulatório - Vasos enzimas e

Leia mais

FISIOLOGIA CARDIOVASCULAR DOS MAMÍFEROS

FISIOLOGIA CARDIOVASCULAR DOS MAMÍFEROS Disciplina de Fisiologia Veterinária FISIOLOGIA CARDIOVASCULAR DOS MAMÍFEROS Prof. Fabio Otero Ascoli OBJETIVOS DA AULA Revisão da anatomia do coração dos mamíferos Eletrofisiologia Cardíaca Atividade

Leia mais

Cardiologia. Prof. Claudia Witzel

Cardiologia. Prof. Claudia Witzel Cardiologia Introdução Disfunções circulatórias levam as pessoas a adoecerem. Origem congênita ( já nasce com a doença, como a deficiência na formação de válvulas cardíacas) Origem infecciosa ( bactérias

Leia mais

25/08/2015. https://odontousp.wordpress.com/ APARELHO RESPIRATÓRIO Usado vezes por dia

25/08/2015. https://odontousp.wordpress.com/ APARELHO RESPIRATÓRIO Usado vezes por dia https://odontousp.wordpress.com/ APARELHO RESPIRATÓRIO Usado 23.000 vezes por dia 1 APARELHO RESPIRATÓRIO Usado 23.000 vezes por dia APARELHO RESPIRATÓRIO Usado 23.000 vezes por dia Funções: RESPIRAÇÃO

Leia mais

AULA PRÁTICA 05. Tecidos Conectivos - Matriz e Classificação LÂMINA Nº 90 - DIFERENTES CORTES DE PELE - ORCEÍNA

AULA PRÁTICA 05. Tecidos Conectivos - Matriz e Classificação LÂMINA Nº 90 - DIFERENTES CORTES DE PELE - ORCEÍNA AULA PRÁTICA 05 Tecidos Conectivos - Matriz e Classificação LÂMINA Nº 90 - DIFERENTES CORTES DE PELE - ORCEÍNA Pela técnica da HE, as fibras elásticas coram-se mal e irregularmente. Para a observação destas

Leia mais

BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA FUNÇÃO CARDIO-VASCULAR E EXERCÍCIO

BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA FUNÇÃO CARDIO-VASCULAR E EXERCÍCIO BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA FUNÇÃO CARDIO-VASCULAR E EXERCÍCIO Prof. Sergio Gregorio da Silva, PhD 1 Qual é o objetivo funcional do sistema CV? Que indicador fisiológico pode ser utilizado para demonstrar

Leia mais

Exercícios de Circulação Comparada

Exercícios de Circulação Comparada Exercícios de Circulação Comparada 1. (PUC) Relacione as descrições dos Sistemas Circulatórios com seus respectivos Filos animais: I - Ausente. O alimento é distribuído diretamente da cavidade gastrovascular.

Leia mais

ACERVO DIGITAL FASE II. Histologia do Sistema Urinário

ACERVO DIGITAL FASE II. Histologia do Sistema Urinário ACERVO DIGITAL FASE II Histologia do Sistema Urinário I-Rim Técnica: HE Observação com aumento total de 40x: Observe a região cortical mais acima, e a camada medular, que é a mais clara, mais abaixo. SU

Leia mais

Sistema Circulatório. Ms. Roberpaulo Anacleto

Sistema Circulatório. Ms. Roberpaulo Anacleto Sistema Circulatório Ms. Roberpaulo Anacleto Sistema Circulatório É o sistema pelo qual são transportados nutrientes: Gases; Hormônios; Hemácias. Para as células do organismo e também a partir delas, a

Leia mais

CURSO de BIOMEDICINA - Gabarito

CURSO de BIOMEDICINA - Gabarito UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2010 e 1 o semestre letivo de 2011 CURSO de BIOMEDICINA - Gabarito INSTRUÇÕES AO CANDIDATO? Verifique se este caderno contém : PROVA

Leia mais

Sistema Cardiovascular. Parte II 25/03/2013. Suprimento Sanguíneo do Coração Face Auricular aurícula esquerda seccionada

Sistema Cardiovascular. Parte II 25/03/2013. Suprimento Sanguíneo do Coração Face Auricular aurícula esquerda seccionada UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Campus Curitibanos Curso de Medicina Veterinária Anatomia II Sistema Cardiovascular Suprimento Sanguíneo do Coração Aa. Coronárias Direita e Esquerda Originam-se

Leia mais

Os tecidos. Tecidos biológicos. Aula 1 e 2. Tecido epitelial Tecido conjuntivo. 1º bimestre. Professora calina

Os tecidos. Tecidos biológicos. Aula 1 e 2. Tecido epitelial Tecido conjuntivo. 1º bimestre. Professora calina 1º bimestre Professora calina Aula 1 e 2 Tecidos biológicos Tecido epitelial Tecido conjuntivo Tecidos do corpo humano Tecido é um conjunto de células desempenham uma mesma função. semelhantes que Tecido

Leia mais

SISTEMA CARDIOVASCULAR. Prof. Jair

SISTEMA CARDIOVASCULAR. Prof. Jair SISTEMA CARDIOVASCULAR Prof. Jair FUNÇÕES Transporte de gases dos pulmões aos tecidos e dos tecidos aos pulmões Transporte dos nutrientes das vias digestivas aos tecidos Transporte de toxinas Distribuição

Leia mais

Sistema Músculo Esquelético. Profª Talita Silva Pereira

Sistema Músculo Esquelético. Profª Talita Silva Pereira Sistema Músculo Esquelético Profª Talita Silva Pereira SISTEMA MUSCULAR O tecido muscular é de origem mesodérmica, sendo caracterizado pela propriedade de contração e distensão de suas células, o que determina

Leia mais

O sistema circulatório. Autores: Inês Salvador e Tiago Cardoso Adaptação: Profa. Conceição Leal Fonte: Slide Share

O sistema circulatório. Autores: Inês Salvador e Tiago Cardoso Adaptação: Profa. Conceição Leal Fonte: Slide Share O sistema circulatório Autores: Inês Salvador e Tiago Cardoso Adaptação: Profa. Conceição Leal Fonte: Slide Share Evolução do sistema circulatório Reinos Monera, Protista e Fungi: ausência de um sistema

Leia mais

Cap. 8: A arquitetura corporal dos animais. Equipe de Biologia

Cap. 8: A arquitetura corporal dos animais. Equipe de Biologia Cap. 8: A arquitetura corporal dos animais Equipe de Biologia Histologia Estuda os tecidos orgânicos. Tecido: Agrupamento de células com as mesmas características e função. Além de suas próprias células,

Leia mais

SISTEMA DIGESTÓRIO. Prof. Dr. José Gomes Pereira

SISTEMA DIGESTÓRIO. Prof. Dr. José Gomes Pereira SISTEMA DIGESTÓRIO Prof. Dr. José Gomes Pereira SISTEMA DIGESTÓRIO Glândulas Anexas Salivares Fígado Pâncreas exócrino Vesícula biliar I. Glândulas Salivares 1. Considerações Gerais Origem: ectodérmica

Leia mais

Histologia. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA

Histologia. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Histologia. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Histologia Ramo da Biologia que estuda os tecidos; Tecido - é um conjunto de células, separadas ou não por substâncias intercelulares e que realizam determinada

Leia mais

ANATOMIA SISTÊMICA Profa.Ms. Marcelo Lima

ANATOMIA SISTÊMICA Profa.Ms. Marcelo Lima Sistema Cardiovascular ANATOMIA SISTÊMICA Profa.Ms. Marcelo Lima INTRODUÇÃO: CONCEITO: O sistema cardiovascular ou circulatório é formado por uma vasta rede de tubos, que põe em comunicação todas as partes

Leia mais

HISTOLOGIA TECIDO NERVOSO

HISTOLOGIA TECIDO NERVOSO HISTOLOGIA TECIDO NERVOSO https://www.youtube.com/watch?v=nvd1xbnamou Classificação SNC corpos celulares dos neurônios (substância cinzenta) prolongamentos (substância branca) SNP Nervos sensitivos (aferentes)

Leia mais

ORGANIZAÇÃO MORFOFUNCIONAL DO SISTEMA CARDIOVASCULAR

ORGANIZAÇÃO MORFOFUNCIONAL DO SISTEMA CARDIOVASCULAR ORGANIZAÇÃO MORFOFUNCIONAL DO SISTEMA CARDIOVASCULAR Introdução Cada seguimento do sistema circulatório tem uma estrutura histológica própria, e seu papel no processo geral da circulação é diferente. Termos

Leia mais

HISTOLOGIA TECIDO NERVOSO

HISTOLOGIA TECIDO NERVOSO HISTOLOGIA TECIDO NERVOSO Classificação SNC corpos celulares dos neurônios (substância cinzenta) prolongamentos (substância branca) SNP Nervos sensitivos (aferentes) Entrada Saída Nervos cranianos e nervos

Leia mais

TECIDO MUSCULAR CONTINUAÇÃO...

TECIDO MUSCULAR CONTINUAÇÃO... TECIDO MUSCULAR CONTINUAÇÃO... MÚSCULO CARDÍACO Células alongadas e ramificadas Se prendem por meio de junções intercelulares complexas Estriações transversais Um ou dois núcleos centralmente Circundadas

Leia mais

Roteiro de Estruturas

Roteiro de Estruturas Roteiro de Estruturas 1.1.-Configuração Externa 1.1.1-Sulcos: coronário interatrial anterior interatrial posterior terminal interventricular anterior interventricular posterior 1.1.2.Átrio Direito: veia

Leia mais

HISTOLOGIA DO TECIDO EPITELIAL - 3

HISTOLOGIA DO TECIDO EPITELIAL - 3 Junções intercelulares HISTOLOGIA DO TECIDO EPITELIAL - 3 Vera Regina Andrade, 2015 São estruturas da membrana plasmática que contribuem para a adesão e comunicação entre as células Também podem ser vedantes,

Leia mais

Tecido Epitelial de Revestimento

Tecido Epitelial de Revestimento Tecido Epitelial de Revestimento Prof. a Dr a. Sara Tatiana Moreira UTFPR Campus Santa Helena 1 Tecido Epitelial Revestimento Secreção/ Glandular 2 1 Revestimento das superfícies corporais externas 3 Revestimento

Leia mais

Filtração Glomerular. Prof. Ricardo Luzardo

Filtração Glomerular. Prof. Ricardo Luzardo Filtração Glomerular Prof. Ricardo Luzardo O que é a filtração glomerular? Passagem de líquido plasmático, através de uma membrana filtrante, para o espaço de Bowman. O que é a filtração glomerular? Primeira

Leia mais

inadequada ou muito lenta.

inadequada ou muito lenta. Fisiologia Comparativa da Circulação Circulação: proporciona transporte rápido de grande volume para distâncias onde a difusão é inadequada ou muito lenta. PRINCIPAIS FUNÇÕES DO SISTEMA CIRCULATÓRIO Transporte

Leia mais

Conjunto de células semelhantes e interdependentes. Condição básica da multicelularidade. Vantagens: aumento do tamanho, divisão de trabalho

Conjunto de células semelhantes e interdependentes. Condição básica da multicelularidade. Vantagens: aumento do tamanho, divisão de trabalho Conjunto de células semelhantes e interdependentes Condição básica da multicelularidade Vantagens: aumento do tamanho, divisão de trabalho Origens embrionárias dos tecidos animais: Ectoderme Mesoderme

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA SISTEMA MUSCULAR Dra. Flávia Cristina Goulart CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Campus de Marília flaviagoulart@marilia.unesp.br Histologia do M.Esquelético É formado por células

Leia mais

RESUMO APARELHO CARDIOVASCULAR

RESUMO APARELHO CARDIOVASCULAR Veia (vaso que volta ao coração) Artéria (vaso que sai do coração) No lado direito do coração só circula sangue venoso, e no lado esquerdo só circula sangue artrial. Refira funções do aparelho cardiovascular

Leia mais

SISTEMA REPRODUTOR FEMININO. Prof. Dr. José Gomes Pereira

SISTEMA REPRODUTOR FEMININO. Prof. Dr. José Gomes Pereira Prof. Dr. José Gomes Pereira 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS 2. CONSTITUINTES 2.1. Ovários 2.2. Tubas Uterinas 2.3. Útero 2.4. Cérvix 2.5. Vagina 2.6. Vulva 2.7. Clitóris 2.8 Uretra Ovários Glândula Exócrina e

Leia mais

Filtração Glomerular

Filtração Glomerular Filtração Glomerular Profa. Jennifer Lowe O que é a filtração glomerular? Passagem de líquido plasmático, através de uma membrana filtrante, para o espaço de Bowman. 1 O que é a filtração glomerular? Primeira

Leia mais

Anatomia(e(Fisiologia(para(a(Massagem(

Anatomia(e(Fisiologia(para(a(Massagem( Anatomia(e(Fisiologia(para(a(Massagem( A(PELE( A pele é o maior órgão do nosso corpo, correspondendo a 16% do peso corporal, extensãoaproximadade2m²emumadulto,e5mmdeespessuramédia. É constituída por duas

Leia mais