WINDOWS EXPLORER: UMA FERRAMENTA NO GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "WINDOWS EXPLORER: UMA FERRAMENTA NO GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES"

Transcrição

1 8 WINDOWS EXPLORER: UMA FERRAMENTA NO GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES WINDOWS EXPLORER: UMA FERRAMENTA NO GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES. Adriano Geraldo Leão de Oliveira 1 Resumo: O presente trabalho tem como objetivo descrever a modelagem inicial de uma base de armazenamento de dados, utilizando a ferramenta Windows Explorer do sistema operacional da Microsoft Company. Nossa abordagem baseia-se na necessidade dos acadêmicos de aprender a administrar informações, interagindo a ciência da computação com a administração de Sistema de Informação, através do gerenciamento de pastas/arquivos administrativos. Assim, nossos objetivos são: levar o acadêmico a conhecer as ferramentas utilizadas no gerenciamento e construção de pastas/arquivos; confeccionar e organizar, dentro de padrões específicos, pastas/arquivos numa unidade ou repartição específica de armazenamento no HD. 1. Introdução A Informática no final do século XX e início deste, sem dúvida nenhuma, provocou e vem provocando cada vez mais impactos nas sociedades organizadas e, conseqüentemente, na disparidade entre os conhecimentos adquiridos no decorrer da formação educacional. Podemos destacar diversos impactos, de âmbito social, como a desigualdade de conhecimento com relação à qualificação no emprego, e outros estruturais, como os existentes nas organizações como um todo. A incorporação da informática nos ambientes educacionais indubitavelmente provoca mudanças. Essas mudanças representam impactos dos mais variados tipos, porém o objetivo da Informática na Administração e no ambiente educacional faz-se necessário justamente para atualizar e aperfeiçoar esse valioso relacionamento com as inovações tecnológicas. O mercado atual e a globalização criam, assim, impactos estruturais (física e equipamentos) e sociais: na cultura, na economia, na 1 Especialista em Metodologia do Ensino Superior e Informática em Educação. Professor da disciplina Informática, da Faculdade de Ciências Administrativas de Curvelo. 117

2 REVISTA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DE CURVELO formação de produção, na formação de aprendizado, facilitando, enfim, o uso e estudo de métodos nos mais variados campos das Ciência. 2- Informática e Administração de Sistema de Informação A competitividade, um dos fomentos provocados pela informática, está diretamente ligado à Teoria da Administração. Esta, por sua vez, une-se à Ciência da Computação (Informática). Podemos assim definir a informática como sendo o simples tratamento da informação de modo automatizado. Portanto, informática pressupõe o uso de computadores eletrônicos no tratamento da informação (VELLOSO, 1997). A Administração de Sistema de Informação, Ciência da Informação, está plenamente voltada para o tratamento da informação. Nota-se que, além de fundir a consciência na busca pelo conhecimento, transmite a necessidade de se armazená-la. As informações, transformadas em dados, tem grande grau de relevância em algumas organizações. Assim, podemos definir Administração de Sistema de Informação como ciência voltada ao armazenamento e veiculação de informações precisas sobre determinado assunto ou tema. A tarefa de processar dados, na Administação de Sistema de Informação e na Informática, é realizada pelo que se denominou sistema - a ação conjunta de equipamentos, instruções e pessoas objetivando a solução de um determinado problema Sistema Operacional O Sistema Operacional é o sistema que gerencia a máquina no que diz respeito à comunicação com os periféricos e a conseqüente operacionalização das ações dos usuários, ou seja, são programas responsáveis pela inicialização boot do computador, controlando, assim, periféricos, hardware e software. Os sistemas operacionais mais conhecidos são: MS-DOS 2 (PCs), Windows 3 (PCs), OS/2 4 (PCs), UNIX 5 (específicos), LINUX 6 (todos) e SYSTEM 7 (Mac). 118

3 WINDOWS EXPLORER: UMA FERRAMENTA NO GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES 2.2. O Windows Explorer e sua importância na Administração de Sistemas de Informação. 8 A administração de sistemas de informação tem por finalidade a coleta, organização, armazenamento e processamento de dados para a geração de informações compatíveis com as necessidades do usuário final. O avanço das tecnologias de informação proporcionou um aumento na quantidade e na velocidade de transmissão das informações. Em um contexto caracterizado pela globalização e pela alta competitividade, a existência de informações de qualidade é fundamental para a tomada de decisões e para a geração de diferenciais competitivos. Entretanto, o simples acúmulo de informações não é suficiente para agregar valor às atividades desenvolvidas pelas empresas. É necessário que haja um eficiente sistema de gerenciamento de dados, de forma que se possam armazenar os dados de maneira organizada, localizar e extrair as informações quando elas forem solicitadas. Dentre as diversas funções de um sistema operacional, incluise o gerenciamento de arquivos. No caso do sistema operacional da Microsoft (Windows), o aplicativo responsável pelo gerenciamento de arquivos é o Windows Explorer. Através desse aplicativo, é possível manter-se uma base de dados organizada, e obter facilmente as informações (arquivos) necessárias para a realização de uma determinada atividade. Dessa forma, o Windows Explorer contribui para a Administração de Sistemas de Informação na medida em que atua como uma importante ferramenta para a organização, armazenamento e localização de arquivos. Juntamente com os demais aplicativos de um sistema operacional, é possível realizar todo o gerenciamento de um sistema computacional. (Ricardo Lanna Campos). 2 MS-DOS - Sistema Operacional Desenvolvido pela Microsoft Company (USA), lançado no mercado em Windows - Sistema Operacional Desenvolvido pela Microsoft Company (USA), lançado no mercado em 1985 em substituição ao MS-DOS. 4 OS/2 - Sistema Operacional Dois, desenvolvido pela IBM com atributos compatível com o sistema operacional da Microsoft. 5 UNIX - Linguagem criada por Ritchie e Thompson desenvolvida partindo da linguagem C para B e ambos reescreveram dando origem ao Unix. 6 LINUX - Linguagem baseada no Unix, utilizada em vários servidores de Web. 7 SYSTEM - Sistema Operacional da Macintosh. 8 Lauda escrita pelo professor da disciplina Administração de Sistema de Informação, Ricardo Lanna Campos, (M.Sc), da Faculdade de Ciências Administrativas de Curvelo, referente à importância do aplicativo no gerenciamento de arquivos. 119

4 REVISTA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DE CURVELO 3- Um Modelo de Arquivamento Administrativo O que é um modelo? Devemos fazer algumas considerações para podermos compreender o gerenciamento de informações. Primeiramente, consiste em conceituarmos a palavra modelo: aquilo que representa e descreve os elementos relevantes de um processo ou uma situação e as interações existentes entre eles. BEUREN (2000:17). Um arquiteto, por meio de uma maquete, visualiza a casa a ser construída, consegue observar melhor os elementos e interrelações em análises e perceber quais as mudanças que devem ser feitas. Dessa forma, ao observarmos e analisarmos um simples arquivo num lado da sala, podemos visualizar inúmeras coisas a âmbito administrativo, desde a organização interna das pastas/arquivos, até os dados e informações que posteriormente deverão ser colocadas ou retiradas. 3.2-Modelos e Métodos para construção de arquivos administrativos. Segundo CHINELATO (1998): 120 toda e qualquer organização tem sua atividade voltada para a estrutura harmoniosa dos recursos disponíveis, com o intuito de promover uma atuação sistêmica eficiente e, assim, obter a esperada eficácia de conjunto. Assim, a escolha do método faz-se segundo a escolha de variáveis e uma especificação de suas inter-relações, projetadas para representar um processo ou um sistema real de modo total ou parcial. Esse método pode ser a descrição do funcionamento de um sistema, representando uma construção em particular. Utiliza-se assim, a teoria a experiência e a contínua convivência com a computação, como principal suporte conceitual. Cabe aqui salientar que, na construção ou gerenciamento de pasta/arquivos, podemos utilizar software e sistemas de integração de dados utilizando linguagens de programação diferenciadas. No anexo 1, podemos visualizar a codificação para a construção de um aplicativo para o gerenciamento de informações e dados, utilizando a linguagem PHP 9.

5 WINDOWS EXPLORER: UMA FERRAMENTA NO GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES 3.3- Nosso Modelo - Exemplo. Assim, resolvemos criar um modelo de estrutura administrativa, que servirá de exemplo na construção e organização de nossos arquivos. Tomando como paradigma o modelo administrativo de uma Empresa de Gestão Educacional, elaboramos um possível organograma que servirá de referência para a construção de nosso arquivo: Figura n 1 Com base no organograma acima, cuja função é demonstrar a estrutura organizacional, e conseqüentemente a eficiência e a eficácia, através de aplicação de certas técnicas científicas, elaboramos uma hierarquia de pastas e subpastas, que servirá de referência para a demonstração da construção de pastas/arquivos utilizando a ferramenta: Windows Explorer Desenho do Processo A estrutura desenhada para a construção de pastas/arquivos reflete a uma possível rotina de arquivamento de documentos em uma Empresa de Gestão Educacional, com as quantidades de ações necessárias para a construção da mesma, utilizando as ferramentas do Windows Explorer. 9 PHP- Linguagem de programação concebido em 1994 por Rasmus Lerdorf. Versões iniciais não lançadas foram usadas em sua home page para manter uma trilha de quem estava olhando o seu currículo virtual. 121

6 REVISTA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DE CURVELO Raiz Descrição N de ações para construção de pastas e subpastas Unidade C:/ Repartição do HD Indefinida 10 Pasta Principal Pontifícia Universidade Potiguá 01 Subpasta nível 1 a) Congregação 02 b) Diretoria Administrativa 05 c) Diretoria de Operações 01 d) Diretoria Pedagógica 03 e) Presidência 03 f) Reitoria 03 g) Secretaria 17 Subpasta nível 2 Congregação Atas 06 Resoluções 06 Diretoria Administrativa Contadoria 02 Licitações Pendências Jurídicas 06 Resoluções 06 Diretoria de Operações Patrimônio 01 Diretoria Pedagógica Atas 01 Docentes 01 Resoluções 01 Presidência Decretos 01 Deliberações 01 Nomeações 01 Reitoria Decretos 01 Deliberações 01 Nomeações 01 Secretaria Alunos Atos de Legislação 01 Avaliação das condições de ofertas 01 Avaliação/Docentes 01 Avaliação Institucional A unidade C:/ pode ter centenas de pastas, conforme a configuração do Micro no que diz respeito a software e Hardware.

7 WINDOWS EXPLORER: UMA FERRAMENTA NO GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES Calendários Escolares 01 Circulares 01 Congregação 01 Conselhos Departamentais 01 Consultoria Técnica 01 Contratos 01 Convênios 01 Crédito Educativo 01 Editais 01 Grade de Avaliações 01 Grade Horária 01 Mantenedora 01 Subpasta nível 3 Alunos Fonte: Simulação de uma possível rotina no processo de arquivamento de documentos desenhada pelo autor. O desenvolvimento das rotinas para a construção das pastas/arquivos acima descrita, apresenta-se com 117 ações distribuídas entre os comandos utilizados para criar pastas/arquivos, necessários ao gerenciamento de informações em microcomputadores. 4- Conhecendo o Windows Explorer Apresentação do Aplicativo Windows Explorer O Windows Explorer é o gerenciador de documentos mais importante desenvolvido pela Microsoft. O sistema de gerenciamento do Windows 3.0 acabou, por fim, com a plataforma ambiental MS DOS, criando uma interface gráfica com ferramentas gerenciais copiadas dos comando MS DOS. Na figura 2, podemos visualizar o comando principal para iniciarmos o aplicativo de gerenciamento do Windows. Utilizamos o seguinte comando no sistema operacional Windows: Iniciar / Programas / Windows Explorer. 123

8 REVISTA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DE CURVELO Podemos também executar o Windows Explorer utilizando os seguintes atalhos configurados no Sistema Operacional: a) Através dos seguintes comandos: Clique com o botão do lado direito do mouse no ícone Iniciar (figura 3), depois clique em Explorar, para visualizar a Janela do Windows Explorer. Figura 3 Figura 2 b) Utiliza-se também o atalho no teclado do computador (tecla Win + Letra E simultaneamente), para executar o comando que acionará o Windows Explorer Visão Geral da Janela do Windows (NT) Explorer A figura 4 mostra a janela principal do Windows Explorer. Composta de várias barras como: Barra de título, Menu principal, Barra de Ferramentas, etc, que apresentam todos os recursos e ferramentas necessárias (comandos) e disponíveis no gerenciamento do Windows. Figura 4 124

9 WINDOWS EXPLORER: UMA FERRAMENTA NO GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES 4.3. Principais Comandos do Windows Explorer O Menu Arquivo, seus atalhos e comandos. No Menu principal, temos as seguintes pastas com comandos/atalhos: Arquivo, Editar, Exibir, Ir, Favoritos, Ferramentas, Ajuda. Cada um com sua função específica. Na Pasta Arquivo estão os comandos demonstrados na figura 5. Figura n 6 Figura n 5 Figura n 7 Destacamos, aqui, alguns comandos da pasta Arquivo : a) A opção Enviar (figura 6) é utilizada para transportarmos arquivos para diversos lugares do microcomputador, tais como: Meu porta-arquivos e Meus Documentos, além de enviar o arquivo especificado para a unidade externa Disquete de 31/2, na unidade A Disco Flexível. b) A opção Novo demonstra os comandos para criação de Pastas, Atalhos ou documentos em branco, tais como: Documentos de textos, Documentos do Word, Power Point, etc, como demonstrados na figura O Menu Editar, seus atalhos e comandos Nesta pasta Editar (figura 8), podemos visualizar os principais comandos utilizados na construção e gerenciamento de arquivos, tendo como ferramentas principais os comandos Recortar, Copiar e Colar. 125

10 REVISTA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DE CURVELO Esses comandos, aliados ao comando Novo da pasta Arquivo, constituem os principais comandos no gerenciamento de arquivos no Windows Explorer. Figura n O menu Exibir, seus atalhos e comandos. O menu Exibir demonstra, conforme figura 9, opções de atalhos que poderão ser acrescentadas à janela do Windows Explorer. Compõe-se de vários comandos, utilizados de acordo com a necessidade do usuário, para configurar a janela de trabalho. Podemos visualizar melhor as barras e as disposições dos ícones na figura O Menu Ir, seus atalhos e comandos. O menu Ir (figura 10) funciona como um atalho específico para navegação dentro da própria janela do aplicativo, como a outros aplicativos do Sistema Windows. 126 Figura n 9

11 WINDOWS EXPLORER: UMA FERRAMENTA NO GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES Figura n O Menu Favoritos, seus atalhos e comandos. O menu Favoritos (figura 11) é um controlador da Barra de Ferramentas dos links. (Veja figura 9). Através dele, podem adicionar e gerenciar os principais endereços e atalhos de diversas páginas da Internet 11. Figura n O Menu Ferramentas, seus atalhos e comandos. O menu Ferramentas (figura 12), através de seus comandos, compõe, juntamente com os comandos: Pasta Editar: Recortar, Copiar e Colar, e Pasta Arquivo: Novo, as principais ferramentas no gerenciamento de arquivos do Windows Explorer. 11 INTERNET - Terminologia empregada para definir a Rede de Comunicação Mundial. 127

12 REVISTA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DE CURVELO Através do comando Localizar: Arquivos ou pastas..., é possível no Windows Explorer, localizar arquivos com diversas extensões diferentes, tais como: *.doc, *.exe, *.txt, *.mdb etc., formando, assim, o composto essencial para a Administração de Sistemas de Arquivos e Pastas. Oferece ainda opções de mapeamento de computadores nas redes a que estiver interligado, além de executar o Internet Explorer 12, para a busca de página na Web. Figura n A Ferramenta Localizar Arquivos, seus comandos. A importância desse aplicativo interno (figura 13), na Barra de Ferramentas, do Windows Explorer, é que, através dele, podem-se localizar arquivos, aplicando diversos filtros de mesclagem nas inúmeras opções seletivas de comandos, como data de criação do arquivo. Figura n A Raiz do computador: Área de gerenciamento específica. Visualizando a janela do Windows Explorar (figura 14), deparamos com duas áreas distintas: A e B. A área A demonstra a unidade de 12 INTERNET EXPLORER, ferramenta de navegação na Web, desenvolvido pela empresa Microsoft. 128

13 WINDOWS EXPLORER: UMA FERRAMENTA NO GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES disco C, também denominada partição do HD, especificada com o nome Adriano (C:). Ligadas a essa partição, estão a disposição, pastas e subpastas criadas automaticamente quando da instalação do Sistema Operacional Windows. A área B demonstra o conteúdo da pasta aberta na área A. Em outras palavras, ao selecionarmos (abrir), uma pasta da extensão C:, seu conteúdo aparecerá na área B representada no desenho. Assim, ao abrirmos a repartição C: do HD, esta mostrará, na área B, as pastas e subpastas da unidade. Figura n 14 Figura n 15 Na figura 14, a subpasta demonstrada no endereço Backup é composta de uma subpasta System e um arquivo de extensão EXE 13 demonstrado na área B. Posicionando-se o botão do mouse em cima do arquivo e pressionando-se o botão do lado direito, podemos visualizar 13 Aplicativo Executável. Neste caso, um aplicativo utilizado para gerar cópias de segurança de determinados arquivos ou aplicativos do(s) Sistema(s). 129

14 REVISTA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DE CURVELO (figura 15) as propriedades dos arquivos, pastas e atalhos criados na raiz do computador. Também esse comando demonstra diversas funções e atalhos já demonstrados no tópico Propriedades de Arquivos Utilizando no Menu o comando Arquivo/Propriedades e tendo como modelo um outro arquivo executável (ARJ.EXE), podemos visualizar a janela Propriedades de Arj, que mostra através da figura 17, um fichário contendo as seguintes pastas: Geral, Programas, Fonte, Memória, Tela, Misc. Figura n 16 Figura n 17 A ficha Geral (figura 17) demonstra o tipo de arquivo, o local onde está localizado (path 14 ), seu tamanho, nome, data de criação, etc. A ficha Programas (figura 18) demonstra o nome do arquivo/ aplicativo, a linha de comando e outras características aplicáveis a ele pelo programador responsável (criador do aplicativo). A ficha Fonte (figura 19) serve de configuração para determinarmos, neste caso, o tamanho da fonte - tamanho de letra a ser configurada pelo usuário na execução do aplicativo. 14 Tradução do inglês, caminho, utilizado para demonstrar em que local, pasta ou subpasta se encontra o determinado arquivo ou pasta. 130

15 WINDOWS EXPLORER: UMA FERRAMENTA NO GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES Figura n 18 Figura n 19 A ficha Memória (figura 20) demonstra a capacidade de memória do arquivo executável, a ser utilizada pelo aplicativo (arquivo/aplicativo), normalmente configuradas no programador responsável. A ficha Tela (figura 21), visualizamos as possíveis opções de exibição da janela do arquivo executável. Na ficha Misc (figura 22), visualizamos as possíveis opções de configuração de teclas de atalhos e demais comandos de configuração também para exibição da janela do arquivo executável. Figura n 20 Figura n 21 As propriedades dos arquivos são próprias, diferenciando-se de acordo com a extensão de cada um deles. Normalmente (figura 22), a maioria dos arquivos com extensão de aplicativos apresenta-se apenas com a ficha Geral (figura 23), discriminados. 131

16 REVISTA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DE CURVELO Figura n 22 Figura n Criando Pastas/Arquivos utilizando o Windows Explorer. A criação de Pastas/Arquivos, com finalidade de gerenciamento de informações, deve ser desenvolvida empregando-se técnicas de Organização de Sistemas e Métodos. Uma das técnicas utilizadas em O&M é a Racionalidade. Dentre elas, a existência de normas escritas assegura a continuidade e a interpretação exatas das operações, permitindo a padronização da qualidade e economizando custos e esforços. Uma das finalidades principais na construção de Pastas/Arquivos é conseguir a eficiência no fluxo de documentos e melhorar o desempenho dos empregados, otimizando as máquinas e equipamentos utilizados Criando Pastas/Arquivos. A criação de Pastas/Arquivos no Aplicativo Windows Explorer dá-se utilizando o seguinte comando: Arquivo/Novo. Após selecionarmos a repartição C:, e executando o comando acima descrito, aparecerá (figura 23), na área B, a referida pasta a ser nomeada. Utiliza-se o método descrito e elaborado pelo analista em fluxograma para criação de Pastas/Arquivos e Subpastas, até atingir os objetivos esperados na Administração de Sistemas de Informação. 132

17 WINDOWS EXPLORER: UMA FERRAMENTA NO GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES Figura n Copiar e Colar arrastando com o mouse Recursos disponíveis no menu Editar, os comandos Colar e Copiar, são uma das ferramentas mais utilizadas no gerenciamento de Pastas/Arquivos. Na figura 25, deparamos com as seguintes situações: a) Notamos, na opção A, que a pasta Backup está aberta, e que dentro dela existe uma subpasta com o nome System e o arquivo Msbackup.exe. b) Na opção B, demonstramos a transferência do arquivo executável Msbackup para a pasta Hyper Terminal. Nota-se que, nas duas extremidades da reta B, existe o nome do mesmo arquivo. c) A transferência dá-se ao clicarmos o botão esquerdo do mouse em cima do arquivo e movendo-o em direção até a referida pasta Hiper Terminal, como demonstrado na opção D. d) A opção C reflete o escurecimento da pasta para a qual o arquivo será transferido. Essas opções de comando vieram desbancar o gerenciamento do Sistema Operacional MS-DOS, rudimentar, e que requer diversas linhas de comandos para copiar, transferir e remover Pastas/Arquivos. Figura n

18 REVISTA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DE CURVELO Outras opções podem ser utilizadas para o gerenciamento de Pastas/Arquivos no aplicativo Windows Explorer. Ao selecionarmos um determinado arquivo ou pasta, podemos transferi-lo (la) para outras pastas e subpastas, utilizando os comandos Copiar/Colar demonstrados nas figuras 26 e 27. Figura n 26 Figura n Consideração sobre a Administração de Arquivos e sua manipulação. Num sistema, as informações devem ser incluídas (Inputs), ou precessadas (Administração) e retiradas (Outputs) com confiabilidade, demonstrando, assim, eficiência e eficácia na administração das informações. A avaliação do resultado entre inputs e outputs pode ser facilitada com a aplicação de computadores em determinadas áreas da ciência. Porém a informática usa, para a construção de sistemas, 134

19 WINDOWS EXPLORER: UMA FERRAMENTA NO GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES modelos estatísticos que permitam apurar o valor da informação 15, como resultado final. Infelizmente, na abordagem da informática, no que se refere ao processamento das informações, deparamos com restrições, visto que a teoria estatística da decisão trabalha com a seleção de uma ação, pressupondo determinadas expectativas. Por isso, muitas vezes, devemos adotar outros métodos (qualitativos em vez de quantitativos), a fim de comparar os custos que serão incorridos para gerar uma informação e os supostos benefícios que a mesma apresentará. 6. Apresentação e Otimização do Processo. Empregando Métodos de Processos de Otimização 16 (figura 28), que compreende o estudo e pesquisas de inúmeros procedimentos a serem eliminados, deparamos com a seguinte mudança no processo: Figura n 28 O quadro comparativo abaixo demonstra a otimização através de redesenho dos processos, a partir da pasta base denominada Pontifícia Universidade Curvelo. PROCESSO ANALISADO SITUAÇÃO SITUAÇÃO PROPOSTA OTIMIZAÇÃO Pastas/Arquivos Subpastas Total VALOR DA INFORMAÇÃO - Expressão utilizada nas linguagens de programação, referindo-se a uma determinada palavra na apuração de dados, um determinado valor matemático. Assim, cada expressão tem significado de número, baseando-se no processo de Codificação Binária ou ASC II (Código de caracteres latino americano). 16 Redesenhando Grupos e Processos, O & M Integrado à Informática, Capítulo

20 REVISTA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DE CURVELO Utilizando as opções do menu Editar (demonstrados na figura 8), podemos otimizar ações para a construção de Pastas/Arquivos utilizando as opção Copiar/Colar. Nota-se no Anexo II que as pastas Atas, Resoluções, Balanços Patrimoniais, Licitações, Pendências Jurídicas, Resoluções e Alunos têm as mesmas subpastas: 1998, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, contribuindo, assim, para a otimização do processo através das ferramentas acima descritas. 7- Consideração Finais. A otimização de procedimentos no gerenciamento de Pastas/Arquivos é de fundamental importância, evitando-se assim a duplicação de informações na organização. Existem várias formas e métodos de construção de Pastas/Arquivos, aplicados nos diversos software de gerenciamento existentes no mercado. Cabe aqui ressaltar que o gerenciamento de Sistemas de Informação deve ser administrado por pessoas qualificadas para tal, além da importância do aplicativo a ser utilizado. Existem, hoje, no mercado, milhares de aplicativos desenvolvidos para diversas finalidades, desde o gerenciamento de malas diretas, a aplicativos sofisticados de gerenciamento de informações. No anexo I, encontramos a demonstração da codificação de arquivos construídos com a extensão PHP, utilizados nos sistemas de Informação disponíveis na Internet. Atualmente, na Internet, boa gama das informações estão disponíveis em sites de pesquisas, formando, assim, em associação à plataforma LINUX, um dos principais sistemas operacionais utilizados no gerenciamento via Web. A codificação salva em arquivos com extensão em php, aliada à programação em HTML 17, permite criar links para acessar as informações devidas, criando, portanto, um sistema de gerenciamento independente, conforme a necessidade da organização. 17 HTML - Codificação desenvolvida para criação de página na internet, atualmente aliadas com codificações tipo java-script dentre outras. 136

21 WINDOWS EXPLORER: UMA FERRAMENTA NO GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES E importante frisar que o desenvolvimento e gerenciamento de Sistemas de Informação, requer diversos padrões de segurança aliados a sofisticados aplicativos como o Samba, utilizado com Farewall no sistema LINUX. A utilização de Sistemas de Segurança na Plataforma Windows é feita pelas plataformas NT Server, Windows 2000/2003 Server, e em especial para Web através do Internet Infomation Server. O Gerenciamento de Informações é de fundamental importância para a organização, visto que, através dele, o fluxo nas decisões que requerem métodos estatísticos, baseadas em valor da informação, é processado em milésimos de segundos, demonstrando resultados expressivos, como demonstrativos financeiros e outros. 8. Anexos Anexos I - Codificação em PHP para construção de Sistema de Gerenciamento de Informações. O modelo MVC, de Model View Controller ou Modelo Controlador Visão, é um dos mais bem sucedidos, criados para a construção de aplicações interativas. A idéia básica do modelo é separar as responsabilidades dos componentes de uma aplicação em três camadas, encarregadas respectivamente de: a) Regras de negócio, acesso e armazenamento de dados (Model) b) Apresentação das informações e cursos alternativos de ação ao usuário (View) c) Controle do fluxo de informações e encadeamento de telas/janelas/formulários (Controller) Apresentação das codificações específicas. No início da Internet comercial buscou-se uma maneira de integrar facilmente aplicações de gerenciamento de Sistemas de Informações. O resultado foi a CGI ou Common Gataway Interface: um programa em modo texto recebe argumentos pela linha de comando ou variável de ambiente e envia texto contendo tags HTML para sua saída padrão. 137

22 REVISTA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DE CURVELO O foco da primeira geração de aplicações era criar sites agradáveis visualmente para comércio eletrônico, mecanismos de busca e portais de notícias. Atualmente a linguagem HTML associada ao PHP, permite às empresas criarem complexos sistemas de gerenciamento O arquivos de codificação em php As codificações em php salvas com o nomes abaixo, permite a criação de uma interface gráfica utilizada para inclusão de dados em uma determinada base de dados. a) appcgi.php Arquivo executável que gera o layout da página em html. #!usr/bin/php <?php $con = mysql_connect(,, ); mysql_select_db( banco ($con)); $sql = SELECT id, nome, , tel FROM contato ORDER BY nome ; $res = mysql_query($sql,$con); echo( Content-type: text\html\n ); Echo( \n ); Echo( <html><body>\n ); Echo( table border=0>\n ); Echo( tr color =\ #a0a0a0\ >\n ); Echo( <d>nome</td><td> </ td><td>telefone</td>\n ); Echo( </tr>\n ); While ($row = mysql_fetch_array ($res)) { Echo( <tr color= \ #e0e0e0\ >\n ); Echo(<td>$row[1]<$row[3],/td>\n ); Echo( </tr>\n ); } Echo( </table>\n ); Mysql_free_result($res); Mysql_close($con); Echo( </body></html>\n );?> b) contato.sql Arquivo de criação do Banco de Dados drop table f exist contato; create table contato ( id integer primary key auto_increment, nome char(40), char(30), tel char(14) ); insert into contato (nome, , tel) values ( Gerente1, ); insert into contato (nome, , tel) values ( Gerente2, ); insert into contato (nome, , tel) values ( Gerente3, ); 138

23 WINDOWS EXPLORER: UMA FERRAMENTA NO GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES c) Appsss.php Arquivo de acesso ao banco de dados. <body> <table border= 0" cellpadding= 2"> <tr bgcolor= #a0a0a0"> <td>nome</td><td> </ td><td>telefone</td> </tr> <?php $com = mysql_connect(,, ); mysql_select_db( banco, $con); $sql = SELECT id, nome, , tel FROM contato ORDER BY nome ; $res = mysql_query($sql, $con); While ($row=mysql_fetch_array ($res)):?> <tr bgcolor= #e0e0e0"> <td><?=$row[1]?></td> <td><?=$row[2]?></td> <td><?=$row[3]?></td> <td> <?php endwhile; mysql_free_result($res); mysql_close($con);?> </table> </body> </html> Representação Eletrônica do Layout desenvolvido com aplicação das codificações acima. d) applib.php Arquivo de controle de lógica de acesso aos dados da base. <?php include ( lib.php );?> <html> <boby> <table borde= 0" cellpadding = 2 > <tr bgcolor = #a0a0a0"> (td> Nome</td> <td> E mail</td> <td> Telefone</td> </tr> <?php $con $res = le_contstos($con); while ($row = mysql_fetch_array ($res)):?> <tr bgcolo= #e0e0e0"> <td><?=$row[1]?></td> <td><?=$row[2]?></td> <td></=$row[3}?></td> </tr> </php endwhile; encerra($res, $con);?> </table> 139

Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional

Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional Elaboração: Prof. Éverton Loreto everton@uffs.edu.br 2010 Objetivo Conhecer as características e recursos do Sistema Operacional

Leia mais

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning www.pwi.com.br 1 Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado,

Leia mais

Programação WEB II. PHP e Banco de Dados. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza

Programação WEB II. PHP e Banco de Dados. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza PHP e Banco de Dados progweb2@thiagomiranda.net Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão disponíveis em: www.thiagomiranda.net PHP e Banco de Dados É praticamente impossível

Leia mais

Informática Básica. Microsoft Word XP, 2003 e 2007

Informática Básica. Microsoft Word XP, 2003 e 2007 Informática Básica Microsoft Word XP, 2003 e 2007 Introdução O editor de textos Microsoft Word oferece um conjunto de recursos bastante completo, cobrindo todas as etapas de preparação, formatação e impressão

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares SENAI São Lourenço do Oeste Introdução à Informática Adinan Southier Soares Informações Gerais Objetivos: Introduzir os conceitos básicos da Informática e instruir os alunos com ferramentas computacionais

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE MS-WINDOWS. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA

CONCEITOS BÁSICOS DE MS-WINDOWS. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CONCEITOS BÁSICOS DE MS-WINDOWS Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA SISTEMA OPERACIONAL DA EMPRESA MICROSOFT Interface gráfica WIMP GUI Windows, Icons, Menus, Pointer, Graphical User

Leia mais

8/9/2010 WINDOWS. Breve Histórico. Profa. Leda G. F. Bueno. Seu desenvolvimento iniciou-se em 1981

8/9/2010 WINDOWS. Breve Histórico. Profa. Leda G. F. Bueno. Seu desenvolvimento iniciou-se em 1981 Conceitos Básicos e Gerenciamento de Arquivos WINDOWS EXPLORER Profa. Leda G. F. Bueno WINDOWS Sistema operacional criado pela Microsoft Corporation Característica Principal características o uso de janelas

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Aula 02 Software e Operações Básicas. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 02 Software e Operações Básicas. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 02 Software e Operações Básicas Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Revisando Como um computador funciona: Entrada (Dados) Processamento (Análise dos Dados)

Leia mais

Windows Explorer. Prof. Valdir

Windows Explorer. Prof. Valdir Do Inglês Explorador de Janelas, o é o programa para gerenciamento de discos, pastas e arquivos no ambiente Windows. É utilizado para a cópia, exclusão, organização e movimentação de arquivos além de criação,

Leia mais

PLANO DE ENSINO/AULA

PLANO DE ENSINO/AULA GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO PEDAGÓGICA E INCLUSÃO EDUCACIONAL COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL ESCOLA TÉCNICA DE BRASÍLA PLANO DE ENSINO/AULA

Leia mais

AFRE. a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento, como o LILO ou o GRUB. a. ( ) Data Werehouse ; Internet ; Linux

AFRE. a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento, como o LILO ou o GRUB. a. ( ) Data Werehouse ; Internet ; Linux 1. De que forma é possível alterar a ordem dos dispositivos nos quais o computador procura, ao ser ligado, pelo sistema operacional para ser carregado? a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento,

Leia mais

Professor: Roberto Franciscatto. Curso: Engenharia de Alimentos 01/2010 Aula 3 Sistemas Operacionais

Professor: Roberto Franciscatto. Curso: Engenharia de Alimentos 01/2010 Aula 3 Sistemas Operacionais Professor: Roberto Franciscatto Curso: Engenharia de Alimentos 01/2010 Aula 3 Sistemas Operacionais Um conjunto de programas que se situa entre os softwares aplicativos e o hardware: Gerencia os recursos

Leia mais

SIMULADO Windows 7 Parte V

SIMULADO Windows 7 Parte V SIMULADO Windows 7 Parte V 1. O espaço reservado para a Lixeira do Windows pode ser aumentado ou diminuído clicando: a) Duplamente no ícone lixeira e selecionando Editar propriedades b) Duplamente no ícone

Leia mais

GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas

GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas GerNFe 1.0 Manual do usuário Página 1/13 GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas O programa GerNFe 1.0 tem como objetivo armazenar em local seguro e de maneira prática para pesquisa,

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Iniciando o Windows XP...2 Desligar o computador...3 Área de trabalho...3

Leia mais

13 Conectando PHP com MySQL 13.1 Introdução

13 Conectando PHP com MySQL 13.1 Introdução 13 Conectando PHP com MySQL 13.1 Introdução Agora que você já tem uma idéia básica de comandos MySQL, poderemos ver como a linguagem PHP pode interagir com este banco de dados através de inúmeras funções.

Leia mais

Configuração do Ambiente de Trabalho

Configuração do Ambiente de Trabalho pag. 1 Configuração do Ambiente de Trabalho 1. Utilização da Área de Trabalho Criação de Atalhos: O Windows NT apresenta um Ambiente de Trabalho flexível, adaptável às necessidades e preferências do utilizador.

Leia mais

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Aula 3 Cap. 4 Trabalhando com Banco de Dados Prof.: Marcelo Ferreira Ortega Introdução O trabalho com banco de dados utilizando o NetBeans se desenvolveu ao longo

Leia mais

Informática Aplicada

Informática Aplicada Informática Aplicada SO Windows Aula 3 Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2014 APRESENTAÇÃO Todo computador precisa de um sistema operacional. O Windows

Leia mais

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA Autores Karina de Oliveira Wellington da Silva Rehder Consultores em Informática Editora Viena Rua Regente Feijó, 621 - Centro - Santa Cruz do Rio Pardo - SP CEP 18.900-000 Central de Atendimento (0XX14)

Leia mais

É o UniNorte facilitando a vida de nossos docentes e discentes.

É o UniNorte facilitando a vida de nossos docentes e discentes. ACESSO REMOTO Através do Acesso Remoto o aluno ou professor poderá utilizar em qualquer computador que tenha acesso a internet todos os programas, recursos de rede e arquivos acadêmicos utilizados nos

Leia mais

Você acessa seu DISCO Virtual do mesmo modo como faz para seu HD, através de:

Você acessa seu DISCO Virtual do mesmo modo como faz para seu HD, através de: Manual DISCO VIRTUAL Gemelo Backup Online DESKTOP É um Disco que se encontra em seu PC junto às unidades de discos locais. A informação aqui existente é a mesma que você efetuou backup com sua Agenda ou

Leia mais

Unidade 2. ROM BIOS (Basic Input/Output System) Sistema Operativo. Interacção entre as diferentes partes num computador: software e hardware

Unidade 2. ROM BIOS (Basic Input/Output System) Sistema Operativo. Interacção entre as diferentes partes num computador: software e hardware Interacção entre as diferentes partes num computador: software e hardware Unidade 2 Utilização do ambiente operativo Windows Aplicações Sistema Operativo ROM BIOS Processador+memória+... Software aplicacional

Leia mais

WINDOWS EXPLORER Pro r f. f. R o R be b rt r o t A n A d n r d a r de d

WINDOWS EXPLORER Pro r f. f. R o R be b rt r o t A n A d n r d a r de d WINDOWS EXPLORER Prof. Roberto Andrade Roteiro desta aula 1. OqueéoWindowsExplorer 2. Acionamento do Windows Explorer 3. Entendendo Unidades, Pastas e Arquivos 4. Ambiente gráfico(janela, Barras e Botões)

Leia mais

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral Índice 03 Capítulo 1: Visão Geral 04 Capítulo 2: Conta de Usuário 04 Criação 08 Edição 09 Grupo de Usuários 10 Informações da Conta 12 Capítulo 3: Download do Backup Online Embratel 16 Capítulo 4: Cópia

Leia mais

Informática I. Aula 19. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/11/06 1

Informática I. Aula 19. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/11/06 1 Informática I Aula 19 http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/11/06 1 Ementa Histórico dos Computadores Noções de Hardware e Software Microprocessadores Sistemas Numéricos e Representação

Leia mais

Pastas São indicadas pelo ícone correspondente a uma pasta suspensa.

Pastas São indicadas pelo ícone correspondente a uma pasta suspensa. Janela do Windows Explorer Logo abaixo dos componentes que já conhecemos (barra de título, barra de menus e barra de ferramentas), existe uma divisão vertical, é a exibição de todas as pastas. Modos de

Leia mais

Informática :: Presencial

Informática :: Presencial MAPA DO PORTAL (HT T P: //WWW. PORT AL DAINDUST RIA. COM. B R/CNI/MAPADOSIT E /) SITES DO SISTEMA INDÚSTRIA (HT T P: //WWW. PORT AL DAINDUST RIA. COM. B R/CANAIS/) CONT AT O (HT T P: //WWW. PORT AL DAINDUST

Leia mais

CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD

CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Turismo Pós-Graduação em Gestão de Negócios CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD EMENTA

Leia mais

Curso Técnico de Nível Médio

Curso Técnico de Nível Médio Curso Técnico de Nível Médio Disciplina: Informática Básica 3. Software Prof. Ronaldo Software Formado por um conjunto de instruções (algoritmos) e suas representações para o

Leia mais

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM...

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM... 1 de 30 INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 3.1. ONDE SE DEVE INSTALAR O SERVIDOR BAM?... 4 3.2. ONDE SE DEVE INSTALAR O PROGRAMADOR REMOTO BAM?... 4 3.3. COMO FAZER

Leia mais

Lição 4 - Primeiros passos no Linux Ubuntu 11.04

Lição 4 - Primeiros passos no Linux Ubuntu 11.04 Lição 4 - Primeiros passos no Linux Ubuntu 11.04 Olá Aluno Os objetivos específicos desta lição são: - reconhecer o Ubuntu como mais uma alternativa de sistema operacional; - conhecer os elementos da área

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS

SISTEMAS OPERACIONAIS SISTEMAS OPERACIONAIS Conceitos Básicos Sistema Operacional: Um Sistema Operacional é um programa que atua como intermediário entre o usuário e o hardware de um computador. O Propósito do SO é fornecer

Leia mais

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0 Ajuda ao Usuário A S S I S T E N T E P I M A C O + 2.2.0 Ajuda ao usuário Índice 1. BÁSICO 1 1. INICIANDO O APLICATIVO 2 2. O AMBIENTE DE

Leia mais

Conceitos Fundamentais de Microsoft Word. Professor Rafael rafampsilva@yahoo.com.br www.facebook.com/rafampsilva

Conceitos Fundamentais de Microsoft Word. Professor Rafael rafampsilva@yahoo.com.br www.facebook.com/rafampsilva Conceitos Fundamentais de Microsoft Word Professor Rafael www.facebook.com/rafampsilva Introdução É um editor de texto ou processador de texto? editores de texto: editam texto (assim como uma máquina de

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

INFORMÁTICA WORD. TELA DO WORD Nome do Arquivo que esta sendo editado: Botão Office Diversos Textos Barra de Títulos Nome do programa: Microsoft Word

INFORMÁTICA WORD. TELA DO WORD Nome do Arquivo que esta sendo editado: Botão Office Diversos Textos Barra de Títulos Nome do programa: Microsoft Word WORD INTRODUÇÃO O MS Word é um editor de textos cujos recursos facilitam a criação de documentos, memorandos, cartas comerciais ou pessoais, enfim, tudo aquilo que se relaciona a texto. Até mesmo páginas

Leia mais

1 UNIT Universidade do Trabalhador Dr. Abel dos Santos Nunes

1 UNIT Universidade do Trabalhador Dr. Abel dos Santos Nunes 1 UNIT Universidade do Trabalhador Dr. Abel dos Santos Nunes Janelas são estruturas do software que guardam todo o conteúdo exibido de um programa, cada vez que um aplicativo é solicitado à janela do sistema

Leia mais

PROVA DE NOÇÕES DE MICROINFORMÁTICA

PROVA DE NOÇÕES DE MICROINFORMÁTICA 18 PROVA DE NOÇÕES DE MICROINFORMÁTICA AS QUESTÕES DE 41 A 60 CONSIDERAM O ESQUEMA PADRÃO DE CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA OPERACIONAL MICROSOFT WINDOWS ME E DAS FERRAMENTAS MICROSOFT WINDOWS EXPLORER, MICRO-

Leia mais

Mini-curso Informática Básica

Mini-curso Informática Básica Mini-curso Informática Básica Módulo II Sistema Operacional (Windows) Grupo PET-Computação (pet@dsc.ufcg.edu.br) DSC/CCT/UFCG Sumário 1. Introdução 2. Inicializando e Fechando o Windows 3. Usando o Mouse

Leia mais

MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007

MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007 MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007 MÓDULO - I APRESENTAÇÃO... 1 AMBIENTE DE TRABALHO... 2 A folha de cálculo... 2 O ambiente de trabalho do Excel... 3 Faixas de Opções do Excel... 4 - Guia

Leia mais

Windows. Introdução. Introdução Sistema Operacional. Introdução Sistema Operacional. Introdução Sistema Operacional. Introdução Sistema Operacional

Windows. Introdução. Introdução Sistema Operacional. Introdução Sistema Operacional. Introdução Sistema Operacional. Introdução Sistema Operacional Windows Prof. Leandro Tonietto Cursos de Informática Unisinos Março-2008 O que é Sistema operacional? O que é Windows? Interface gráfica: Comunicação entre usuário e computador de forma mais eficiente

Leia mais

1 - O que é o Conectividade Social? 03. 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04

1 - O que é o Conectividade Social? 03. 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04 Conteúdo 1 - O que é o Conectividade Social? 03 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04 3 - O que é necessário para instalar o Conectividade Social?.... 05 4 - Como faço para executar

Leia mais

TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO UNIDADE 2 Sistema Operativo em Ambiente Gráfico 1 CONTEÚDOS Ambiente gráfico Operações básicas do sistema operativo Definição de sistema operativo Obtenção de ajuda

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

Prof. Daniel Gondim danielgondimm@gmail.com. Informática

Prof. Daniel Gondim danielgondimm@gmail.com. Informática Prof. Daniel Gondim danielgondimm@gmail.com Informática Componentes de um SC Softwares O que é Software? Conjunto de instruções/funções/tarefas que definem o que o computador deve executar para chegar

Leia mais

O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft.

O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft. WINDOWS O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft. Área de Trabalho Ligada a máquina e concluída a etapa de inicialização, aparecerá uma tela, cujo plano de fundo

Leia mais

Projeto solidário para o ensino de Informática Básica

Projeto solidário para o ensino de Informática Básica Projeto solidário para o ensino de Informática Básica Parte 2 Sistema Operacional MS-Windows XP Créditos de desenvolvimento deste material: Revisão: Prof. MSc. Wagner Siqueira Cavalcante Um Sistema Operacional

Leia mais

4 DIGITAR, CONSULTAR E ALTERAR DADOS DIGITAR DADOS

4 DIGITAR, CONSULTAR E ALTERAR DADOS DIGITAR DADOS Sphinx APRENDIZ - p.94 4 DIGITAR, CONSULTAR E ALTERAR DADOS DIGITAR DADOS Depois de o questionário estar pronto, seus formulários definidos e as respostas coletadas ou prontas a coletar/importar, é possível

Leia mais

Manual do Visualizador NF e KEY BEST

Manual do Visualizador NF e KEY BEST Manual do Visualizador NF e KEY BEST Versão 1.0 Maio/2011 INDICE SOBRE O VISUALIZADOR...................................................... 02 RISCOS POSSÍVEIS PARA O EMITENTE DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA.................

Leia mais

Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader. Sistemas operacionais em concursos públicos

Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader. Sistemas operacionais em concursos públicos Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader Sistemas operacionais em concursos públicos Antes de tudo é importante relembrarmos que o sistema operacional é um tipo de software com a

Leia mais

APOSTILA LINUX EDUCACIONAL

APOSTILA LINUX EDUCACIONAL MUNICÍPIO DE NOVO HAMBURGO DIRETORIA DE INCLUSÃO DIGITAL DIRETORIA DE GOVERNO ELETRÔNICO APOSTILA LINUX EDUCACIONAL (Conteúdo fornecido pelo Ministério da Educação e pela Pró-Reitoria de Extensão da UNEB)

Leia mais

Aspectos Avançados. Conteúdo

Aspectos Avançados. Conteúdo Aspectos Avançados Conteúdo Vendo o que existe em seu computador Ambiente de Rede Lixeira Organizando arquivos e pastas Usando o Windows de maneira eficaz Trabalhando com documentos 34 Vendo o que existe

Leia mais

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador Microsoft Internet Explorer Browser/navegador/paginador Browser (Navegador) É um programa que habilita seus usuários a interagir com documentos HTML hospedados em um servidor web. São programas para navegar.

Leia mais

Aula 5 Microsoft PowerPoint 2003: Criando uma Apresentação

Aula 5 Microsoft PowerPoint 2003: Criando uma Apresentação Universidade de São Paulo/Faculdade de Saúde Pública Curso de Saúde Pública Disciplina: HEP 147 - Informática Aula 5 Microsoft PowerPoint 2003: Criando uma Apresentação 1 Introdução ao Microsoft PowerPoint

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES WINDOWS 8

CADERNO DE QUESTÕES WINDOWS 8 CADERNO DE QUESTÕES WINDOWS 8 1) No sistema operacional Microsoft Windows 8, uma forma rápida de acessar o botão liga/desliga é através do atalho: a) Windows + A. b) ALT + C. c) Windows + I. d) CTRL +

Leia mais

Iniciação à Informática

Iniciação à Informática Meu computador e Windows Explorer Justificativa Toda informação ou dado trabalhado no computador, quando armazenado em uma unidade de disco, transforma-se em um arquivo. Saber manipular os arquivos através

Leia mais

Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática. Flaviano Aguiar Liziane Santos Soares Jugurta Lisboa Filho (Orientador)

Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática. Flaviano Aguiar Liziane Santos Soares Jugurta Lisboa Filho (Orientador) Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática,1752'8d 2,1)250É7,&$ Flaviano Aguiar Liziane Santos Soares Jugurta Lisboa Filho (Orientador) PROJETO UNESC@LA Junho de 2000 Conteúdo 1. CONCEITOS

Leia mais

Introdução... 1. Instalação... 2

Introdução... 1. Instalação... 2 ONTE DO Introdução... 1 O que é IPP?... 1 Qual é a função de um software Samsung IPP?... 1 Instalação... 2 Requisitos do sistema... 2 Instalar o software Samsung IPP... 2 Desinstalar o software Samsung

Leia mais

Alinhamento Prático Ferramenta ARIS Operação Básica

Alinhamento Prático Ferramenta ARIS Operação Básica Alinhamento Prático Ferramenta ARIS Operação Básica AGENDA Ferramenta ARIS Operação do módulo básico ARIS Explorer Estruturação dos componentes Login na base de dados Manipulação de grupos Objetos Conexões

Leia mais

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Digitalização Este capítulo inclui: Digitalização básica na página 4-2 Instalando o driver de digitalização na página 4-4 Ajustando as opções de digitalização na página 4-5 Recuperando imagens na página

Leia mais

Organização do Curso. Instalação e Configuração. Módulo II. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores

Organização do Curso. Instalação e Configuração. Módulo II. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores 1 Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Prof.: Nelson Monnerat Instalação e Configuração 1 Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Módulo

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Volpe Enterprise Resource Planning

Volpe Enterprise Resource Planning Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado, reproduzido, traduzido ou reduzido a qualquer mídia eletrônica ou máquina de leitura, sem a expressa

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Introdução ao Windows 7

Professor: Macêdo Firmino Introdução ao Windows 7 Professor: Macêdo Firmino Introdução ao Windows 7 O hardware não consegue executar qualquer ação sem receber instrução. Essas instruções são chamadas de software ou programas de computador. O software

Leia mais

Criação de Web Sites I

Criação de Web Sites I WebDesigner / IBPINET Criação de Web Sites I Anexos Avaliação e Projetos Publicação do site Anexos página 1 1. Avaliação e Projetos 1.1. Questões As questões tratam de assuntos discutidos em sala de aula

Leia mais

Informática para Concursos 1 leitejuniorbr@yahoo.com.br

Informática para Concursos 1 leitejuniorbr@yahoo.com.br QUESTÕES TRE / TJ FCC 2007 CARGO: TÉCNICO JUDICIÁRIO ÁREA QUESTÃO 11 -. Com relação a hardware, é correto afirmar que: (A) Computadores com placas-mãe alimentadas por fontes ATX suportam o uso do comando

Leia mais

Conhecendo o Sistema Operacional

Conhecendo o Sistema Operacional Prefeitura de Volta Redonda Secretaria Municipal de Educação NTM Núcleo de Tecnologia Educacional Municipal Projeto de Informática Aplicada à Educação de Volta Redonda - VRlivre Conhecendo o Sistema Operacional

Leia mais

Programa de Edição de Textos- Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 2

Programa de Edição de Textos- Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 2 Programa de Edição de Textos- Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 2 2. MANIPULAÇÃO DE DOCUMENTOS Os processadores de textos possibilitam a criação e a manipulação de diversos modelos de documentos. Com eles

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle

Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle No INSEP, o ambiente virtual de aprendizagem oferecido ao acadêmico é o MOODLE. A utilização dessa ferramenta é fundamental para o sucesso das atividades em EAD,

Leia mais

Informática. Informática. Valdir

Informática. Informática. Valdir Informática Informática Valdir Questão 21 A opção de alterar as configurações e aparência do Windows, inclusive a cor da área de trabalho e das janelas, instalação e configuração de hardware, software

Leia mais

Java na Web. Aplicações Web

Java na Web. Aplicações Web Montando o ambiente com HSQLDB JSP com um conteúdo de banco de dados: JDBC Integre JSPs com servlets aplicando o Modelo-Visualização- Controle Montando o ambiente com HSQLDB Faça a transferênci da página

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

6 - Gerência de Dispositivos

6 - Gerência de Dispositivos 1 6 - Gerência de Dispositivos 6.1 Introdução A gerência de dispositivos de entrada/saída é uma das principais e mais complexas funções do sistema operacional. Sua implementação é estruturada através de

Leia mais

Informática básica Telecentro/Infocentro Acessa-SP

Informática básica Telecentro/Infocentro Acessa-SP Informática básica Telecentro/Infocentro Acessa-SP Aula de hoje: Periférico de entrada/saída, memória, vírus, Windows, barra tarefas. Prof: Lucas Aureo Guidastre Memória A memória RAM é um componente essencial

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TREINAMENTO EM INFORMÁTICA MÓDULO V

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TREINAMENTO EM INFORMÁTICA MÓDULO V UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TREINAMENTO EM INFORMÁTICA MÓDULO V MACAPÁ-AP 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas Conjunto Agrotécnico Visconde da Graça CAVG Disciplina: Informática Apresentação Gráfica

Universidade Federal de Pelotas Conjunto Agrotécnico Visconde da Graça CAVG Disciplina: Informática Apresentação Gráfica Apresentação Gráfica Microsoft Office Power Point 1 Sumário 1. MICROSOFT POWER POINT... 4 1.1. INICIANDO O MICROSOFT POWER POINT... 4 2. CONHECENDO A INTERFACE DO POWER POINT... 5 2.1. O DOCUMENTO DO POWER

Leia mais

SICAP Sistema de Cadastro e Prestação de Contas

SICAP Sistema de Cadastro e Prestação de Contas SICAP Sistema de Cadastro e Prestação de Contas Módulo de Cadastramento SICAP Coletor Manual de Instalação Versão 2009 ÍNDICE Manual de Instalação e Operação SICAP Coletor Índice...0 O que é o SICAP...1

Leia mais

Programação de Computadores

Programação de Computadores Programação de Computadores Aula 04: Sistema Operacional Material Didático do Livro: Introdução à Informática Capron,, H. L. e Johnson, J. A Pearson Education Sistemas Operacionais: Software Oculto Serve

Leia mais

Informática Aplicada Revisão para a Avaliação

Informática Aplicada Revisão para a Avaliação Informática Aplicada Revisão para a Avaliação 1) Sobre o sistema operacional Windows 7, marque verdadeira ou falsa para cada afirmação: a) Por meio do recurso Windows Update é possível manter o sistema

Leia mais

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO Intranets FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO As intranets são redes internas às organizações que usam as tecnologias utilizadas na rede mundial

Leia mais

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. 04 2 ACESSO AOS SISTEMAS. 05 3 DOCUMENTOS MANUTENÇÃO. 08 08 3.2 10 3.3 OCR. 11 4 REGISTRO DE DOCUMENTOS. 13 5 GERANDO DOCUMENTOS

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. 04 2 ACESSO AOS SISTEMAS. 05 3 DOCUMENTOS MANUTENÇÃO. 08 08 3.2 10 3.3 OCR. 11 4 REGISTRO DE DOCUMENTOS. 13 5 GERANDO DOCUMENTOS ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 04 2 ACESSO AOS SISTEMAS... 05 3 DOCUMENTOS MANUTENÇÃO... 08 3.1Tipos de Documentos... 08 3.2 Relações entre Documentos... 10 3.3 OCR... 11 4 REGISTRO DE DOCUMENTOS... 13 5 GERANDO

Leia mais

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 3

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 3 AULA Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 3 Continuando nossa saga pelas ferramentas do Visual FoxPro 8.0, hoje vamos conhecer mais algumas. A Ferramenta Class Designer A Class Designer é a ferramenta

Leia mais

Princípios de TI - Computadores. Sistema Operacional. CECOMP Colegiado de Engenharia da Computação. Prof. Fábio Nelson. Slide 1

Princípios de TI - Computadores. Sistema Operacional. CECOMP Colegiado de Engenharia da Computação. Prof. Fábio Nelson. Slide 1 Sistema Operacional Slide 1 Sistema Operacional Um conjunto de programas que se situa entre os softwares aplicativos e o hardware: Gerencia os recursos do computador (CPU, dispositivos periféricos). Estabelece

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP Aprenda a criar Websites dinâmicos e interativos com PHP e bancos de dados Juliano Niederauer 19 Capítulo 1 O que é o PHP? O PHP é uma das linguagens mais utilizadas na Web.

Leia mais

em meados dos anos 1990, ao olhar o parque industrial, levaria um grande susto. Quanta coisa mudou!

em meados dos anos 1990, ao olhar o parque industrial, levaria um grande susto. Quanta coisa mudou! A UU L AL A Software Se alguém adormecesse em 1960 e acordasse em meados dos anos 1990, ao olhar o parque industrial, levaria um grande susto. Quanta coisa mudou! Um problema O que mais impressiona são

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT Power Point Básico Santa Maria, julho de 2006 O Power Point é um aplicativo do Microsoft Office direcionado à criação de apresentações.

Leia mais

Sistemas Operacionais. (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO. Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto

Sistemas Operacionais. (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO. Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Sistemas Operacionais (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Estrutura 1. Definições 2. Classificações 3. CPU 4. Memória 5. Utilitários O que se

Leia mais

Informática Software. Prof. Marcos André Pisching, M.Sc.

Informática Software. Prof. Marcos André Pisching, M.Sc. Informática Software Prof. Marcos André Pisching, M.Sc. Objetivos Definir e classificar os principais tipos de softwares Básico Aplicativos Software Categorias Principais de Software Básico Chamado de

Leia mais

SAMUEL SEAP 01-04-2015 INFORMÁTICA. Rua Lúcio José Filho, 27 Parque Anchieta Tel: 3012-8339

SAMUEL SEAP 01-04-2015 INFORMÁTICA. Rua Lúcio José Filho, 27 Parque Anchieta Tel: 3012-8339 SEAP 01-04-2015 SAMUEL INFORMÁTICA Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional que trás uma melhor performance não apenas em recursos sistêmicos como também nos atrai pelo seu belo visual

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0 G-Bar Software para Gerenciamento de Centrais de Corte e Dobra de Aço Módulo Básico Versão 4.0 Pedidos de Vendas Manual do Usuário 1 As informações contidas neste documento, incluindo links, telas e funcionamento

Leia mais

O que um Servidor Samba faz?

O que um Servidor Samba faz? O que é o Samba? O Samba é um "software servidor" para Linux (e outros sistemas baseados em Unix) que permite o gerenciamento e compartilhamento de recursos em redes formadas por computadores com o Windows

Leia mais

SIMÃO PEDRO PINTO MARINHO MANUAL DO PARTE 1 - USO RÁPIDO

SIMÃO PEDRO PINTO MARINHO MANUAL DO PARTE 1 - USO RÁPIDO SIMÃO PEDRO PINTO MARINHO MANUAL MANUAL DO IHMCCmapTools PARTE 1 - USO RÁPIDO Simão Pedro P. Marinho IHCM CMAP TOOLS MANUAL DE USO RÁPIDO Manual criado para uso dos alunos das disciplinas Informática no

Leia mais

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.0A-01 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Prof. Arthur Salgado

Prof. Arthur Salgado Prof. Arthur Salgado O que é um sistema operacional? Conjunto de programas de sistemas situados entre os softwares aplicativos e o hardware Estabelece uma interface com o usuário Executa e oferece recursos

Leia mais