Lista de Produtos SALUS E AJUTEC / VITAE 2015 AJUDAS MÉDICAS AJUDAS TÉCNICAS PARA A COMUNICAÇÃO AJUDAS TÉCNICAS PARA A HIGIENE PESSOAL E ROUPAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Lista de Produtos SALUS E AJUTEC / VITAE 2015 AJUDAS MÉDICAS 19968 AJUDAS TÉCNICAS PARA A COMUNICAÇÃO AJUDAS TÉCNICAS PARA A HIGIENE PESSOAL E ROUPAS"

Transcrição

1 AJUDAS MÉDICAS AJUDAS MÉDICAS AJUDAS TÉCNICAS PARA A COMUNICAÇÃO AJUDAS TÉCNICAS PARA A COMUNICAÇÃO APARELHOS DE SURDEZ ENSINO DE LINGUAGEM GESTUAL HARDWARE INTERCOMUNICADORES PUBLICAÇÕES EM BRAILLE PUBLICAÇÕES SONORAS SINALIZAÇÃO SOFTWARE AJUDAS TÉCNICAS PARA A HIGIENE PESSOAL E ROUPAS AJUDAS TÉCNICAS PARA A HIGIENE PESSOAL E ROUPAS AJUDAS TÉCNICAS PARA A MOBILIDADE E ACESSIBILIDADE ADAPTAÇÕES PARA A HABITAÇÃO ADAPTAÇÕES TÉCNICAS PARA AUTOMÓVEIS AJUDAS TÉCNICAS PARA A MOBILIDADE E ACESSIBILIDADE CADEIRAS DE RODAS CANADIANAS ELEVADORES DE ESCADAS ELEVADORES PARA VEÍCULOS PRÓTESES E ORTÓTESES TRACTORINOS AJUDAS TÉCNICAS PARA A REABILITAÇÃO PROFISSIONAL AJUDAS TÉCNICAS PARA A REABILITAÇÃO PROFISSIONAL MATERIAL DIDÁCTICO AJUDAS TÉCNICAS PARA A VIDA DIÁRIA AJUDAS TÉCNICAS PARA A VIDA DIÁRIA ALMOFADAS ORTOPÉDICAS COLCHÕES ORTOPÉDICOS MATERIAL DE INCONTINÊNCIA MOBILIÁRIO GERIÁTRICO AJUDAS TÉCNICAS PARA DESPORTO E TEMPOS LIVRES AJUDAS TÉCNICAS PARA DESPORTO E TEMPOS LIVRES ASSOCIAÇÕES / INSTITUIÇÕES ASSOCIAÇÕES / INSTITUIÇÕES ASSOCIAÇÕES DE APOIO NACIONAIS ASSOCIAÇÕES DE APOIO PRIVADAS pág. 1 de 5 mod. 093a.02

2 ASSOCIAÇÕES PROFISSIONAIS NACIONAIS ASSOCIAÇÕES PROFISSIONAIS PRIVADAS INSTITUIÇÕES DE APOIO NACIONAIS INSTITUIÇÕES DE APOIO PRIVADAS INSTITUIÇÕES DE MANUTENÇÃO FÍSICA INSTITUIÇÕES DE RECUPERAÇÃO INSTITUTIÇÕES DE APOIO NACIONAIS ORDEM PROFISSIONAL SINDICATO PROFISSIONAL SOCIEDADES MÉDICAS BIOMEDICINA BIOMEDICINA BIOTECNOLOGIA BIOTECNOLOGIA COMUNICAÇÃO ESPECIALIZADA / PUBLICAÇÕES TÉCNICAS COMUNICAÇÃO ESPECIALIZADA / PUBLICAÇÕES TÉCNICAS CONSTRUÇÃO HOSPITALAR CONSTRUÇÃO HOSPITALAR CONSULTODORIA E CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE DO SECTOR DA SAÚDE CONSULTODORIA E CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE DO SECTOR DA SAÚDE CONSUMÍVEIS ASPIRADORES E NEBULIZADORES CONSUMÍVEIS ESTERILIZADORES MÁQUINAS DE SELAR SACOS DE PAPEL MATERIAL DE CIRURGIA MATERIAL DE DRENAGEM MATERIAL DE EMERGÊNCIA MÉDICA HOSPITALAR MATERIAL DE ESTERILIZAÇÃO MATERIAL DE PENSO MATERIAL E EQUIPAMENTO DE ESTERILIZAÇÃO MEDICAMENTOS MEIAS E COLLANTS DE COMPRESSÃO PRODUTOS DE ESTÉTICA PRODUTOS DE HIGIENE E DESINFECÇÃO HOSPITALAR PRODUTOS DE HIGIENE PESSOAL PRODUTOS FARMACÊUTICOS PRODUTOS NATURAIS UTENSILIOS EM AÇO INOXIDÁVEL VESTUÁRIO CLÍNICO pág. 2 de 5 mod. 093a.02

3 CONTROLE DE ISOLAMENTOS PARA BLOCOS OPERATÓRIOS E UNIDADES DE CUIDADOS INTENSIVOS CONTROLE DE ISOLAMENTOS PARA BLOCOS OPERATÓRIOS E UNIDADES DE CUIDADOS INTENSIVO DIVERSOS DERMOCOSMÉTICA DIVERSOS EQUIPAMENTO DE ELECTROMEDICINA EQUIPAMENTO DE ELECTROMEDICINA EQUIPAMENTO DE RECUPERAÇÃO EQUIPAMENTO DE HIDROMASSAGEM EQUIPAMENTO DE RECUPERAÇÃO EQUIPAMENTO DE TREINO FÍSICO EQUIPAMENTOS DE FISIOTERAPIA EQUIPAMENTOS DE HIDROTERAPIA EQUIPAMENTOS DE MECANOTERAPIA MATERIAL DE FISIOTERAPIA MATERIAL DE HIDROTERAPIA MATERIAL DE MECANOTERAPIA MATERIAL DE REABILITAÇÃO CEREBRAL MATERIAL DE REABILITAÇÃO FÍSICA MATERIAL DE REABILITAÇÃO PSICOLÓGICA MATERIAL DE RECUPERAÇÃO MATERIAL DIVERSO PARA HOSPITAIS PRODUTOS PARA FARMÁCIAS EQUIPAMENTO DE RECUPERAÇÃO FUNCIONAL / PRODUTOS DE APOIO EQUIPAMENTO DE HIDROTERAPIA EQUIPAMENTO DE RECUPERAÇÃO FUNCIONAL / PRODUTOS DE APOIO EQUIPAMENTO DE TREINO FÍSICO EQUIPAMENTO ELÉCTRICO E DE ELEVAÇÃO EQUIPAMENTO HOSPITALAR CAMAS HOSPITALARES EQUIPAMENTO HOSPITALAR LAVADORES DESINFECTADORES DE ARRASTADEIRAS MÁQUINA DE LAVAR E DESINFECTAR INSTRUMENTOS CIRURGICOS E MATERIAL DE ANESTESIA MATERIAL DIVERSO PARA HOSPITAIS MOBILIÁRIO P/ HOSPITAIS, CLÍNICAS E CONSULTÓRIOS POLTRONAS HOSPITALARES RECOLHA, TRANSPORTE E TRATAMENTO DE RESÍDUOS HOSPITALARES EXPLORAÇÃO DE UNIDADES HOSPITALARES, CLÍNICAS E CONSULTÓRIOS EXPLORAÇÃO DE UNIDADES HOSPITALARES, CLÍNICAS E CONSULTÓRIOS pág. 3 de 5 mod. 093a.02

4 FARMÁCIAS EQUIPAMENTO P/ FARMÁCIAS FARMÁCIAS PRODUTOS P/ FARMÁCIAS GERIATRIA PRODUTOS, EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS PARA A 3ª IDADE HOSPITAIS, CLÍNICAS E CONSULTÓRIOS HOSPITAIS, CLÍNICAS E CONSULTÓRIOS TRATAMENTO DE RESÍDUOS HOSPITALARES INFORMAÇÕES INFORMAÇÕES SINALÉTICA INFORMÁTICA MÉDICA INFORMÁTICA MÉDICA SISTEMAS DE GESTÃO HOSPITALAR E CLÍNICA TELECOMUNICAÇÕES TELEMEDICINA LABORATÓRIOS EQUIPAMENTO DE LABORATÓRIO LABORATÓRIO DE ANÁLISES AMBIENTAIS LABORATÓRIOS LABORATÓRIOS DE ANÁLISES CLÍNICAS MATERIAL DE LABORATÓRIO MEDICINA ALTERNATIVA/NÃO CONVENCIONAL ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PRODUTOS, MATERIAL, SERVIÇOS E EQUIPAMENTOS MEDICINA DENTÁRIA EQUIPAMENTOS, ACESSÓRIOS E SERVIÇOS PARA MEDICINA DENTÁRIA/SAÚDE ORAL PODOLOGIA MATERIAL, EQUIPAMENTO E SERVIÇO PRODUTOS E TRATAMENTOS NATURAIS AROMATERAPIA COSMÉTICA NATURAL E DE HIGIENE FITOTERAPIA HOMEOPATIA PLANTAS MEDICINAIS pág. 4 de 5 mod. 093a.02

5 SERVIÇOS ASSISTÊNCIA DOMICILIÁRIA ASSISTÊNCIA TÉCNICA HOSPITALAR FORMAÇÃO PROFISSIONAL GESTÃO HOSPITALAR E CLÍNICA MANUTENÇÃO HOSPITALAR SEGURADORAS SEGUROS SERVIÇOS SERVIÇOS ASSISTENCIAIS E DE PROTECÇÃO COM RISCOS DE DOENÇA SERVIÇOS DE HIGIENE SERVIÇOS DE LIMPEZA SERVIÇOS DE SEGURANÇA SISTEMAS LEASING TRANSPORTE DE DOENTES SPA SPA TERMALISMO TECNOLOGIA MÉDICA TECNOLOGIA MÉDICA UNIDADES DE DIAGNÓSTICO EQUIPAMENTO DE DIAGNÓSTICO PRODUTOS DE DIAGNÓSTICO UNIDADES DE DIAGNÓSTICO pág. 5 de 5 mod. 093a.02

ética rigor confiança

ética rigor confiança ELNOR PHARMA wherever you are we take care ética rigor confiança ELNOR PHARMA A Elnor Pharma é uma empresa privada de direito angolano, com sede em Luanda, vocacionada para a distribuição de Consumíveis,

Leia mais

Lista de Produtos EXPOCOSMÉTICA 2016 20521 ACESSÓRIOS DE MODA AGÊNCIAS DE MODELOS E DE IMAGEM AGÊNCIAS DE VIAGENS ALIMENTOS E BEBIDAS ASSOCIAÇÕES

Lista de Produtos EXPOCOSMÉTICA 2016 20521 ACESSÓRIOS DE MODA AGÊNCIAS DE MODELOS E DE IMAGEM AGÊNCIAS DE VIAGENS ALIMENTOS E BEBIDAS ASSOCIAÇÕES ACESSÓRIOS DE MODA 20521 ACESSÓRIOS DE MODA 21792 ALTA BIJUTARIA 21793 BIJUTARIA 22877 BIJUTARIA PARA NOIVAS 21794 BIJUTARIA PARA O CABELO 11392 CALÇADO 22878 MARROQUINARIA E ADEREÇOS 16315 ÓCULOS DE SOL

Leia mais

BANCO DE DADOS DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA EM SAÚDE BEPSAÚDE TÉCNICO

BANCO DE DADOS DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA EM SAÚDE BEPSAÚDE TÉCNICO FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ ESCOLA POLITÉCNICA DE SAÚDE JOAQUIM VENÂNCIO Laboratório do Trabalho e da Educação Profissional em Saúde Observatório dos Técnicos em Saúde BANCO DE DADOS DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

Índice. Para ver o canal Fisioclinic na Tv, prima o botão verde do comando MEO e insira o número 870772.

Índice. Para ver o canal Fisioclinic na Tv, prima o botão verde do comando MEO e insira o número 870772. Guia do Utilizador Índice 1. Cartão Fisioclinic Saúde Desporto 1.1. Como funciona o cartão 1.2. Onde utilizar o cartão 2. s Para ver o canal Fisioclinic na Tv, prima o botão verde do comando MEO e insira

Leia mais

Média salarial - Brasil

Média salarial - Brasil Média salarial - Brasil Área geral Área específica Cargo Valor Administração Administração Diretor de Administração Gerente de Administração R$ 17.716 R$ 6.246 Administração Administrador R$ 6.001 Administração

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A AUXILIAR DE SAÚDE. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a Auxiliar de Saúde Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/9

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A AUXILIAR DE SAÚDE. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a Auxiliar de Saúde Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/9 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A AUXILIAR DE SAÚDE PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a Auxiliar de Saúde Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/9 ÁREA DE ACTIVIDADE - SAÚDE OBJECTIVO GLOBAL SAÍDA(S) PROFISSIONAL(IS)

Leia mais

QUALIDADE E SEGURANÇA EM ASSISTÊNCIA DOMICILIAR E HOSPITALAR

QUALIDADE E SEGURANÇA EM ASSISTÊNCIA DOMICILIAR E HOSPITALAR QUALIDADE E SEGURANÇA EM ASSISTÊNCIA DOMICILIAR E HOSPITALAR HOME CARE Ajudar o paciente a resgatar a qualidade de vida em sua própria residência, é o compromisso do NADH. O atendimento personalizado é

Leia mais

45 anos no DF. 67 anos no Brasil. 07 unidades operativas

45 anos no DF. 67 anos no Brasil. 07 unidades operativas Senac: Pronatec abril/2014 Senac breve história 45 anos no DF. 67 anos no Brasil. 07 unidades operativas Sobradinho Gama Taguatinga Norte 903 Sul SCS (duas) Ceilândia Você quer trabalhar? Ter renda? Brasil:

Leia mais

Existe um contrato/plano de manutenção para os equipamentos de uso clínico

Existe um contrato/plano de manutenção para os equipamentos de uso clínico 1 - Organização e Procedimentos 1.1 Existe um contrato/plano de manutenção para os equipamentos de uso clínico 1.1.1 Estão disponíveis os manuais relevantes dos equipamentos de uso clínico Equipamentos

Leia mais

SERVIÇO: ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA PESSOAS ADULTAS

SERVIÇO: ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA PESSOAS ADULTAS SERVIÇO: ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA PESSOAS ADULTAS DESCRIÇÃO: Modalidade: Centro Dia para pessoa Idosa Serviço voltado para o atendimento, regime parcial, de pessoas idosas de 60 anos ou mais, de

Leia mais

Média salarial - Brasil

Média salarial - Brasil Média salarial - Brasil Área geral Área específica Cargo Valor Diretor R$ 15.714 Gerente R$ 6.728 Administrador R$ 6.049 R$ 3.313 Analista Sênior R$ 2.416 Farmacêutico R$ 2.249 Analista Pleno R$ 1.858

Leia mais

Ficha de Protocolo. Beneficios e Vantagens: 10% de desconto em todos os serviços incluídos na tabela em anexo

Ficha de Protocolo. Beneficios e Vantagens: 10% de desconto em todos os serviços incluídos na tabela em anexo Ficha de Protocolo Resumo do Protocolo Entidade: Corpo e Alma Serviço de Apoio Domiciliário, Lda Local: Porto (Área Metropolitana Cidades do Porto, Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Gondomar, Valongo, Espinho,

Leia mais

Técnico Auxiliar de Saúde

Técnico Auxiliar de Saúde Técnico Auxiliar de Saúde Trabalho elaborado por: Luís Damas Índice Introdução... 3 Técnico Auxiliar de Saúde... 4 O que faz o Técnico Auxiliar de Saúde?... 4 As atividades principais a desempenhar por

Leia mais

ANEXO III REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES POR CARGO/FUNÇÃO

ANEXO III REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES POR CARGO/FUNÇÃO ANEXO III REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES POR CARGO/FUNÇÃO ANALISTA EM SAÚDE/ ASSISTENTE SOCIAL PLANTONISTA REQUISITOS: Certificado ou Declaração de conclusão do Curso de Serviço Social, registrado no MEC; E

Leia mais

FEITO NA FRANÇA Logistica Hopitalar

FEITO NA FRANÇA Logistica Hopitalar FEITO NA FRANÇA Logistica Hopitalar 2 Logística de Hospital O grupo CIMA - ALTITUDE - ALUX-PIERSON representa um pólo de inovações no mercado, nomeadamente no domínio da logística hospitalar... O Grupo

Leia mais

EIXO TECNOLÓGICO : Ambiente, Saúde e Segurança

EIXO TECNOLÓGICO : Ambiente, Saúde e Segurança EIXO TECNOLÓGICO : Ambiente, Saúde e Segurança Formação Inicial e Continuada Educação Profissional de Nível Médio Agente comunitário de saúde Agente Comunitário de Saúde Agente de combate às endemias Monitor

Leia mais

ANEXO I - EMPREGOS, PRÉ-REQUISITOS, VAGAS, CARGA HORÁRIA, SALÁRIOS E DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES. ENSINO SUPERIOR - ESPECIALISTA EM SAÚDE: MÉDICO

ANEXO I - EMPREGOS, PRÉ-REQUISITOS, VAGAS, CARGA HORÁRIA, SALÁRIOS E DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES. ENSINO SUPERIOR - ESPECIALISTA EM SAÚDE: MÉDICO FUNDAÇÃO DE APOIO AO HOSPITAL DAS CLÍNICAS EDITAL Nº 01/2012 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL DA FUNDAÇÃO DE APOIO AO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFG (FUNDAHC) ANEXO I - EMPREGOS, PRÉ-REQUISITOS,

Leia mais

PROJETO DE ARQUITETURA ARQUITETURA HOSPITALAR

PROJETO DE ARQUITETURA ARQUITETURA HOSPITALAR PROJETO DE ARQUITETURA ARQUITETURA HOSPITALAR Roteiro para desenvolvimento das atividades previstas na Disciplina PA: Edifícios Complexos Adoção do Partido na Arquitetura Laert Pedreira Neves ISBN: 8523202196

Leia mais

ANEXO 3 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE CLÍNICAS DE IDOSOS E SIMILARES

ANEXO 3 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE CLÍNICAS DE IDOSOS E SIMILARES ANEXO 3 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE CLÍNICAS DE IDOSOS E SIMILARES PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE CLÍNICAS DE IDOSOS E SIMILARES Data da vistoria: / / A CADASTRO

Leia mais

PROTOCOlOINSTlTUCIONAl

PROTOCOlOINSTlTUCIONAl Ficha de Protocolo Resumo do Protocolo Entidade: Mundo dos Cuidados Serviço de Apoio Domiciliário Local: Viseu Serviços/Produtos: Companhia ao Domicílio, Ajuda ou apoio nas tarefas domésticas de higiene

Leia mais

Informação sobre funcionamento e garantias do serviço! Central de Marcação de Consultas!

Informação sobre funcionamento e garantias do serviço! Central de Marcação de Consultas! Informação sobre funcionamento e garantias do serviço! Através da linha de atendimento permanente o cliente poderá solicitar informações sobre o produto ou solicitar esclarecimentos quanto aos procedimentos.!

Leia mais

FUTURO DO EMPREENDEDORISMO MÉDICO COM RELEVÂNCIA NAS RADIOFREQUÊNCIAS APLICADAS À BIOTECNOLOGIA

FUTURO DO EMPREENDEDORISMO MÉDICO COM RELEVÂNCIA NAS RADIOFREQUÊNCIAS APLICADAS À BIOTECNOLOGIA FUTURO DO EMPREENDEDORISMO MÉDICO COM RELEVÂNCIA NAS RADIOFREQUÊNCIAS APLICADAS À BIOTECNOLOGIA Manuel Pais Clemente Organização: Introdução Empreendedorismo Médico Turismo de Saúde e Bem-estar Dispositivos

Leia mais

TERAPIA POR ONDAS DE CHOQUE

TERAPIA POR ONDAS DE CHOQUE Guia do Utilizador TERAPIA POR ONDAS DE CHOQUE Tratamento rápido e eficaz no alívio da dor OMBRO DOLOROSO DOR NO LADO PALMAR DO PUNHO COTOVELO DO TENISTA BURSITE TROCANTÉRICA EPICONDILITE DOR NAS INSERÇOES

Leia mais

Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN

Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN DIMENSIONAMENTO DE SERVIÇOS ASSISTENCIAIS E DA GERÊNCIA DE ENSINO E PESQUISA BRASÍLIA-DF, 27 DE MARÇO DE 2013. Página 1 de 20 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 3 1.1.

Leia mais

Profª Márcia Rendeiro

Profª Márcia Rendeiro Profª Márcia Rendeiro CONHECIMENTO CIENTÍFICO TECNOLOGIAS PRÁTICA ODONTOLÓGICA AMBIENTES INSTRUMENTOS MATERIAIS RECURSOS HUMANOS O PROCESSO DE TRABALHO ODONTOLÓGICO VEM SOFRENDO TRANSFORMAÇÕES AO LONGO

Leia mais

SERVIÇOS DOMÉSTICOS E ASSISTENCIAIS. Fazemos mais fácil a sua vida. www.serhogarsystem.com

SERVIÇOS DOMÉSTICOS E ASSISTENCIAIS. Fazemos mais fácil a sua vida. www.serhogarsystem.com SERVIÇOS DOMÉSTICOS E ASSISTENCIAIS CARTA DE APRESENTAÇÃO Quem somos? O conceito da SerHogarsystem, surgiu em Saragoça em 2003 como resultado de anos de investigação levadas a cabo por entidades credenciadas

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE APLICAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE - SUS

ORIENTAÇÕES SOBRE APLICAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE - SUS ORIENTAÇÕES SOBRE APLICAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE - SUS 1) PAB FIXO Podem ser custeados com o PAB-FIXO, todos os procedimentos pertinentes à atenção básica da saúde (ambulatorial),

Leia mais

XVIII Repartição dos Activos

XVIII Repartição dos Activos XVIII Repartição dos Activos 1. Introdução... 2 2. Activos da Entidade Gestora do Edifício... 3 2.1 Terreno... 3 2.2 Construções... 3 2.3.1 Instalações e Equipamentos de Águas e Esgotos... 4 2.3.2 Instalações

Leia mais

Áreas e Sub-Áreas de Formação CIME

Áreas e Sub-Áreas de Formação CIME de Formação CIME e Sub- de Formação CIME Sub- 09. Desenvolvimento Pessoal 090. Desenvolvimento Pessoal 14.Formação de Professores/Formadores e Ciências da Educação 141.Formação de Professores e Formadores

Leia mais

Edital n 37/2011 Concurso Público para Provimento de Cargos de Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico. Anexo I Cargos e Vagas

Edital n 37/2011 Concurso Público para Provimento de Cargos de Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico. Anexo I Cargos e Vagas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO Edital n 37/2011 Concurso Público para Provimento de Cargos de Professor

Leia mais

1. O QUE GARANTE O VALOR SAÚDE... 4. 2. A REDE DE PRESTADORES... 5 2.1. Em Portugal... 5 2.2. Em Espanha... 6 3. O CARTÃO DE SAÚDE...

1. O QUE GARANTE O VALOR SAÚDE... 4. 2. A REDE DE PRESTADORES... 5 2.1. Em Portugal... 5 2.2. Em Espanha... 6 3. O CARTÃO DE SAÚDE... GUIA Valor Saúde ÍNDICE 1. O QUE GARANTE O VALOR SAÚDE... 4 2. A REDE DE PRESTADORES... 5 2.1. Em Portugal... 5... 6... 7... 7... 7 4.2. Assistência Médica Hospitalar... 8 4.3. Assistência Médica Ambulatória...

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÕES/ APRESENTAÇÕES 2015

PROGRAMA DE FORMAÇÕES/ APRESENTAÇÕES 2015 PROGRAMA DE FORMAÇÕES/ APRESENTAÇÕES 2015 Reconhecendo que as necessidades na área da mobilidade reduzida e que as respostas a estas necessidades estão em constante evolução, é com muita satisfação que

Leia mais

DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE VILA VELHA DE RODAO ( POR CLASSIFICAÇÃO ORGÂNICA/ECONÓMICA ) DO ANO 2007

DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE VILA VELHA DE RODAO ( POR CLASSIFICAÇÃO ORGÂNICA/ECONÓMICA ) DO ANO 2007 ENTIDADE ORÇAMENTO DA DESPESA DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE VILA VELHA DE RODAO ( POR CLASSIFICAÇÃO ORGÂNICA/ECONÓMICA ) DO ANO 2007 PÁGINA : 1 01 CAMARA MUNICIPAL 1.433.053,00 01.01 OPERAÇOES FINANCEIRAS

Leia mais

A Direcção, Dora Dias Susana Silva

A Direcção, Dora Dias Susana Silva A Mais Família é uma empresa recente, sediada no centro de Matosinhos. Somos uma empresa de APOIO DOMICILIÁRIO, tutelada pelo Instituto da Segurança Social, com o alvará nº 23/2011, prestando assistência

Leia mais

Viver com Saúde vantagens e benefícios

Viver com Saúde vantagens e benefícios ÍNDICE 1. Seja bem-vindo! 2. Planos de Saúde MEDICARE 3. Plano de Saúde MEDICARE Silver 4. Plano de Saúde MEDICARE Dental Prestige 5. Plano de Saúde MEDICARE Platinium 6. Plano de Saúde MEDICARE SÉNIOR

Leia mais

ANEXO I Descrição dos Cargos

ANEXO I Descrição dos Cargos ANEXO I Descrição dos Cargos DESCRIÇÃO: 1. - Auxiliar de Enfermagem: Prestar cuidados diretos de enfermagem ao paciente, por delegação e sob a supervisão do enfermeiro e do médico. Administrar medicação

Leia mais

GUIA PRÁTICO DOENÇA PROFISSIONAL - PRESTAÇÕES EM ESPÉCIE

GUIA PRÁTICO DOENÇA PROFISSIONAL - PRESTAÇÕES EM ESPÉCIE GUIA PRÁTICO DOENÇA PROFISSIONAL - PRESTAÇÕES EM ESPÉCIE INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Pág. 1/9 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Doença Profissional Prestações em Espécie (N27 v4.09) PROPRIEDADE

Leia mais

ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA:

ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA: C o b e r t u r a C o n t r a t u a l ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA: -ATENDIMENTO 24 horas; I - AS CONSULTAS DE URGÊNCIA serão realizadas com médico plantonista no HOSPITAL

Leia mais

Ficha de Protocolo. Entidade: Rehab4Life Centro Internacional de Medicina Física e de Reabilitação Intensiva

Ficha de Protocolo. Entidade: Rehab4Life Centro Internacional de Medicina Física e de Reabilitação Intensiva Ficha de Protocolo Resumo do Protocolo Entidade: Rehab4Life Centro Internacional de Medicina Física e de Reabilitação Intensiva Local: Faro Serviços/Produtos: Serviços e produtos de saúde de Fisioterapia,

Leia mais

ANEXO III AUTORIZAÇÃO PARA GERAÇÃO DA NFSE A PARTIR DE 01/02/2015. Descrição do Código CNAE 2.0

ANEXO III AUTORIZAÇÃO PARA GERAÇÃO DA NFSE A PARTIR DE 01/02/2015. Descrição do Código CNAE 2.0 7740-3/00 Gestão de ativos intangíveis não-financeiros 03.02 9311-5/00 Gestão de instalações de esportes 03.03 8211-3/00 Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 03.03 8230-0/02 Casas de

Leia mais

Página 1. 1.31 Auxiliar de enfermagem da estratégia de Saúde da Família 0

Página 1. 1.31 Auxiliar de enfermagem da estratégia de Saúde da Família 0 1. FUNCIONÁRIOS EFETIVOS Cirurgião dentista clínico geral 0 1.1 Cirurgião dentista endodontista 6 1.2 Cirurgião dentista periodontista 16h 0 1.3 Cirurgião dentista periodontista 20h 3 1.4 Cirurgião dentista

Leia mais

Regulamento Interno da Clínica Dr. Ruy Puga. Capítulo I Disposições Gerais. Artigo1º Objecto

Regulamento Interno da Clínica Dr. Ruy Puga. Capítulo I Disposições Gerais. Artigo1º Objecto Regulamento Interno da Clínica Dr. Ruy Puga Capítulo I Disposições Gerais Artigo1º Objecto A Clínica Dr. Ruy Puga tem como Objecto prestar cuidados de saúde oftalmológicos aos doentes que a procuram, no

Leia mais

Resumo. As nossas prestações para si

Resumo. As nossas prestações para si Resumo As nossas prestações para si Seguro de saúde obrigatório BASIS Seguro básico Tratamentos ambulatoriais Medicina complementar Promoção da saúde Prevenção Implantes Por médicos, quiropráticos e pessoal

Leia mais

Gabinete de Apoio ao Licenciamento CHECK-LIST

Gabinete de Apoio ao Licenciamento CHECK-LIST Gabinete de Apoio ao Licenciamento CHECK-LIST Aspectos relativos aos requisitos de instrução do processo e requisitos técnicos : Dec-Lei nº 127/2014 de 22 de agosto Portaria nº 268/2010 de 12 de Maio com

Leia mais

EDITAL 01 NÍVEL SUPERIOR

EDITAL 01 NÍVEL SUPERIOR EDITAL NÍVEL SUPERIOR Quantidade de empregos por ocupação Concurso 25 Fundasus Emprego Público de Nível Superior Médico 100h 200h Médico Acupuntura 02 - em Saúde Anestesiologia 02 - Angiologia 03 - Antroposofia

Leia mais

Freguesia de Paços de Brandão

Freguesia de Paços de Brandão Pág. n.º 1 101 EQUIPAMENTO INFORMÁTICO: 01 HARDWARE: 101 01 01 Bastidores (armário)... 1 417,45 101 01 02 Computadores... 8 8 125,52 101 01 07 Impressoras... 2 440,59 101 01 09 Leitores ópticos... 1 16,61

Leia mais

Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício da Enfermagem, e dá outras providências

Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício da Enfermagem, e dá outras providências Decreto Nº 94.406 / 1987 (Regulamentação da Lei nº 7.498 / 1986) Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício da Enfermagem, e dá outras providências O Presidente da

Leia mais

CATEGORIA A7 OUTROS SERVIÇOS E EQUIPAMENTOS DE APOIO IDENTIFICAÇÃO

CATEGORIA A7 OUTROS SERVIÇOS E EQUIPAMENTOS DE APOIO IDENTIFICAÇÃO Ministério do Turismo Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico Coordenação Geral de Regionalização Inventário da Oferta Turística uf:

Leia mais

Prof. Carolina Borges e prof. Márcia Redendeiro

Prof. Carolina Borges e prof. Márcia Redendeiro Prof. Carolina Borges e prof. Márcia Redendeiro PRÁTICA ODONTOLÓGICA= FATORES EXTERNOS + FATORES INTERNOS CONHECIMENTO CIENTÍFICO TECNOLOGIAS PRÁTICA ODONTOLÓGICA RECURSOS HUMANOS AMBIENTES RECURSOS HUMANOS

Leia mais

Rui Filipe Ferreira Linhares

Rui Filipe Ferreira Linhares INFORMAÇÃO PESSOAL Rui Filipe Ferreira Linhares Rua do Terreiro, nº 285 - Vila Frescaínha S.Martinho, 4750-830 Barcelos (Portugal) 915359834 rfflinhares@gmail.com Data de nascimento 3 out 89 Nacionalidade

Leia mais

Curso de Técnico Auxiliar de Saúde (Auxiliar de Ação Médica)

Curso de Técnico Auxiliar de Saúde (Auxiliar de Ação Médica) Curso de Técnico Auxiliar de Saúde (Auxiliar de Ação Médica) Área de Formação: 729. Serviços de Saúde O Técnico Auxiliar de Saúde, vulgarmente designado por Auxiliar de Ação Médica, é o profissional capacitado

Leia mais

Experiências de sucesso na relação da Universidade e Formação Profissional o caso CESPU

Experiências de sucesso na relação da Universidade e Formação Profissional o caso CESPU Experiências de sucesso na relação da Universidade e Formação Profissional o caso CESPU 1 O sistema educativo português Estrutura organizacional do Grupo CESPU Grupo CESPU ENSINO SAÚDE ENSINO SUPERIOR

Leia mais

Câmara Municipal de Volta Redonda Estado do Rio de Janeiro

Câmara Municipal de Volta Redonda Estado do Rio de Janeiro Lei Municipal Nº 3.704 1 CAPÍTULO V DO LICENCIAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS Artigo 68 - Nenhum estabelecimento sediado no município e que se enquadram no presente Código Sanitário poderá funcionar sem prévia

Leia mais

MPS PERIODO : JANEIRO A NOVEMBRO - 2014/11/30 2014/12/15 2014 1 DOTAÇÃO MOVIMENTO DO PERIODO MOVIMENTO ACUMULADO SALDO

MPS PERIODO : JANEIRO A NOVEMBRO - 2014/11/30 2014/12/15 2014 1 DOTAÇÃO MOVIMENTO DO PERIODO MOVIMENTO ACUMULADO SALDO MPS PERIODO : JANEIRO A NOVEMBRO - 2014/11/30 2014/12/15 2014 1 010101 TITULARES DE ÓRGÃOS DE SOBERANIA E 98.400,00 98.400,00 98.373,57 77.242,97 77.242,97 98.400,00 98.373,57 77.242,97 77.242,97 26,43

Leia mais

ANEXO II REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DO PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICIDA DA SECRETARIA DE SAÚDE

ANEXO II REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DO PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICIDA DA SECRETARIA DE SAÚDE ANEXO II REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DO PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICIDA DA SECRETARIA DE SAÚDE 1 ATENÇÃO PRIMÁRIA 1.1 MÉDICO CLINICO GERAL Medicina. ATRIBUIÇÕES: Atendimento aos pacientes em área

Leia mais

Manual de Normas, Rotinas e Procedimentos Sumário COMISSÃO DE CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR

Manual de Normas, Rotinas e Procedimentos Sumário COMISSÃO DE CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR PROGRAMA PREVENÇÃO E CONTROLE DE Sumário COMISSÃO DE CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR ORGANIZAÇÃO DA CCIH Estrutura Atividades FUNCIONAMENTO Coleta de Dados Análise dos Dados Divulgação dos Dados Recursos

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Estética e Cosmética

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Estética e Cosmética CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Estética e Cosmética Características Gerais O curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética visa à formação de profissionais para atuar no segmento de Estética, Cosmética

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ. ANEXO I DO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO n. o 001/2007-PMC CARREIRAS/CARGOS/ÁREAS DE CONHECIMENTO/REQUISTOS BÁSICOS/VAGAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ. ANEXO I DO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO n. o 001/2007-PMC CARREIRAS/CARGOS/ÁREAS DE CONHECIMENTO/REQUISTOS BÁSICOS/VAGAS PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ ANEXO I DO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO n. o 001/2007-PMC CARREIRAS/CARGOS/ÁREAS DE CONHECIMENTO/REQUISTOS BÁSICOS/VAGAS Carreira: Regulação e Fiscalização Especialista em

Leia mais

A Câmara Municipal de Uruaçu, Estado de Goiás, aprova e eu, Prefeita Municipal, sanciono a seguinte Lei:

A Câmara Municipal de Uruaçu, Estado de Goiás, aprova e eu, Prefeita Municipal, sanciono a seguinte Lei: Lei nº 1.265 /2003 Uruaçu-Go., 11 de dezembro de 2003. Altera e dá nova redação a dispositivos da Lei nº 1000, de 16.12.97, e dá outras providências A Câmara Municipal de Uruaçu, Estado de Goiás, aprova

Leia mais

TABELA II SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA TAXAS

TABELA II SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA TAXAS Lei nº 5.655/91 TABELA II SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA TAXAS DISCRIMINAÇÃO DE INCIDÊNCIA Divisão de Controle da Qualidade dos Alimentos - D.C.Q.A. 1 Estabelecimentos que lidam com gêneros alimentícios

Leia mais

1.25. CBO-S (especialidade) 1312.05 Diretor clínico. 1312.05 Diretor de departamento de saúde. 1312.05 Diretor de divisão médica

1.25. CBO-S (especialidade) 1312.05 Diretor clínico. 1312.05 Diretor de departamento de saúde. 1312.05 Diretor de divisão médica 1.25. CBO-S (especialidade) Código Descrição 1312.05 Diretor clínico 1312.05 Diretor de departamento de saúde 1312.05 Diretor de divisão médica 1312.05 Diretor de serviços de saúde 1312.05 Diretor de serviços

Leia mais

Critérios de decisão na escolha dos dispositivos médicos. Departamento da Qualidade na Saúde. Divisão da Qualidade Clínica e Organizacional

Critérios de decisão na escolha dos dispositivos médicos. Departamento da Qualidade na Saúde. Divisão da Qualidade Clínica e Organizacional Amália Espada IACS DA GESTÃO À PRÁTICA CLINICA I. as JORNADAS DE CONTROLO DA INFECÇÃO DO CENTRO HOSPITALAR DO PORTO 8e 9de Novembro de 2010 HOSPITAL DE SANTO ANTÓNIO Auditório Profº Alexandre Moreira Critérios

Leia mais

Seminário sobre introdução à credenciação dos profissionais da área da Medicina

Seminário sobre introdução à credenciação dos profissionais da área da Medicina Seminário sobre introdução à credenciação dos profissionais da área da Medicina 1. Pergunta: O curso em Medicina Clínica está disponível nas modalidades de 5 e 7 anos, qual é a diferença? A modalidade

Leia mais

QUESTIONÁRIO SOBRE ESTRUTURA DA UBS 1. Denise Silveira, Fernando Siqueira, Elaine Tomasi, Anaclaudia Gastal Fassa, Luiz Augusto Facchini

QUESTIONÁRIO SOBRE ESTRUTURA DA UBS 1. Denise Silveira, Fernando Siqueira, Elaine Tomasi, Anaclaudia Gastal Fassa, Luiz Augusto Facchini QUESTIONÁRIO SOBRE ESTRUTURA DA UBS 1 Denise Silveira, Fernando Siqueira, Elaine Tomasi, Anaclaudia Gastal Fassa, Luiz Augusto Facchini BLOCO A - IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE 1. UF: 2. Município:

Leia mais

Instituições. Módulo II Organizações de Apoio à Comunidade. Disciplina Ação Social VAS - 2014/15

Instituições. Módulo II Organizações de Apoio à Comunidade. Disciplina Ação Social VAS - 2014/15 Instituições Módulo II Organizações de Apoio à Comunidade Disciplina Ação Social VAS - 2014/15 Instituições O que é uma instituição? Estabelecimento de utilidade pública, organização ou fundação Organização

Leia mais

RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014/01

RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014/01 RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014/01 A Associação Beneficente de Saúde ASBESAAN, entidade de direito privado e sem fins lucrativos, qualificado como Organização Social, através do Decreto

Leia mais

Ficha de Protocolo. Aplicável a: Sócios/as e respetivos familiares, ascendentes e descendentes (cônjuge, filhos, pais e sogros)

Ficha de Protocolo. Aplicável a: Sócios/as e respetivos familiares, ascendentes e descendentes (cônjuge, filhos, pais e sogros) Ficha de Protocolo Resumo do Protocolo Entidade: Miminho aos Avós Unidade de Torres Vedras Local: Área da Grande Lisboa Serviços/Produtos: Apoio domiciliário e cuidados geriátricos, bem como acesso aos

Leia mais

MENSALIDADES CAMPUS PARALELA

MENSALIDADES CAMPUS PARALELA 1 MENSALIDADES CAMPUS PARALELA Bacharelados Campus Paralela 10% 15% Administração R$ 834,92 R$ 789,00 R$ 710,10 R$ 670,65 Arquitetura e Urbanismo R$ 951,32 R$ 899,00 R$ 809,10 R$ 764,15 Ciências Contábeis

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL (TSB)

CURSO TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL (TSB) CURSO TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL (TSB) INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO CARGA HORÁRIA: 1.200 HORAS COM ESTÁGIO DURAÇÃO : 2 ANOS PERIODICIDADE: SEMANAL (2ª, 3ª E 4ª) HORÁRIO DAS AULAS: 19H AS 21H INFORMAÇÕES SOBRE

Leia mais

MAPA ANEXO. Grupos de pessoal Nível Área funcional Carreira Categoria

MAPA ANEXO. Grupos de pessoal Nível Área funcional Carreira Categoria 3464 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B N. o 163 17-7-1998 PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS E MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA SAÚDE Portaria n. o 413/98 17 Julho O quadro pessoal do Hospital Sousa Martins

Leia mais

Programa Ciência sem Fronteiras (Portugal) Ofertas formativas de Graduação para o ano letivo 2013/14

Programa Ciência sem Fronteiras (Portugal) Ofertas formativas de Graduação para o ano letivo 2013/14 Programa Ciência sem Fronteiras (Portugal) Ofertas formativas de Graduação para o ano letivo 2013/14 (Atualizado a 17.04.2013) Universidade dos Açores Universidade do Algarve Ciências Biológicas e da Saúde

Leia mais

CRF/PR. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Farmácia do Paraná CNPJ: 76.693.886/0001-68. Página:1/6. Funções.

CRF/PR. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Farmácia do Paraná CNPJ: 76.693.886/0001-68. Página:1/6. Funções. Conselho Regional de Farmácia do Paraná CNPJ: 76.693.886/0001-68 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 14.028.00 12.940.689,80 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESAS CORRENTES 13.375.00 1.082.192,20 1.082.192,20

Leia mais

Riscos Ambientais e de Saúde PúblicaP

Riscos Ambientais e de Saúde PúblicaP Resíduos Hospitalares e a sua Perigosidade Segurança a e Higiene na Produção e Tratamento de Resíduos Hospitalares Riscos Ambientais e de Saúde PúblicaP 1. Gestão de Resíduos O Tratamento dos RSH é um

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 16/3/2009, Seção 1, Pág. 21. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 16/3/2009, Seção 1, Pág. 21. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 16/3/2009, Seção 1, Pág. 21. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Ministério da Educação/Secretaria de Educação

Leia mais

INSTRUÇÕES DA TABELA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR

INSTRUÇÕES DA TABELA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR INSTRUÇÕES DA TABELA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR 1. DA ASSISTÊNCIA DOMICILIAR: 1.1. A assistência domiciliar caracteriza-se pela prestação de serviços médicos e terapias adjuvantes na residência do paciente

Leia mais

Abrangência. >400.000 conceitos definidos. >1.400.000 relações semânticas

Abrangência. >400.000 conceitos definidos. >1.400.000 relações semânticas Dr. João de Lucena Gonçalves Consultor Técnico da CNS consultoria@ahcrj.com.br () 53-0540 Fonação-audição TROCA Linguagem Palavras SINTAXE Frases Conceitos SEMÂNTICA ANS UMLS SNOMED CT ICD TROCA SINTAXE

Leia mais

MENSALIDADES CAMPUS PARALELA

MENSALIDADES CAMPUS PARALELA 1 MENSALIDADES CAMPUS PARALELA Bacharelados Campus Paralela 10% 15% Administração R$ 834,92 R$ 789,00 R$ 705,51 R$ 663,76 Arquitetura e Urbanismo R$ 951,32 R$ 899,00 R$ 803,87 R$ 756,30 Ciências Contábeis

Leia mais

Apêndice IV ao Anexo A do Edital de Credenciamento nº 05/2015, do COM8DN DEFINIÇÃO DA TERMINOLOGIA UTILIZADA NO PROJETO BÁSICO

Apêndice IV ao Anexo A do Edital de Credenciamento nº 05/2015, do COM8DN DEFINIÇÃO DA TERMINOLOGIA UTILIZADA NO PROJETO BÁSICO Apêndice IV ao Anexo A do Edital de Credenciamento nº 05/2015, do COM8DN DEFINIÇÃO DA TERMINOLOGIA UTILIZADA NO PROJETO BÁSICO - Abordagem multiprofissional e interdisciplinar - assistência prestada por

Leia mais

Anexo 1. Listagem das actividades do sector terciário que responderam ao inquérito municipal. nº

Anexo 1. Listagem das actividades do sector terciário que responderam ao inquérito municipal. nº Anexo 1 Listagem das actividades do sector terciário que responderam ao inquérito municipal. nº empresas C.A.E. Sector terciário 46 41200 Construção de edifícios (residenciais e não residenciais). 37 56301

Leia mais

AS COMPETÊNCIAS NECESSÁRIAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E HOTELARIA

AS COMPETÊNCIAS NECESSÁRIAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E HOTELARIA INTRODUÇÃO A mobilidade de doentes para cuidados médicos tem sido prática comum desde há séculos, embora limitada pelas distâncias geográficas. No Século XX verificou-se um grande progresso da medicina

Leia mais

Apresentação do projecto alusivo ao Mês da Perda Auditiva Audiologia Psicologia Clinica Terapia da Fala

Apresentação do projecto alusivo ao Mês da Perda Auditiva Audiologia Psicologia Clinica Terapia da Fala A Perda Auditiva como um Problema de Saúde Pública em Angola Apresentação do projecto alusivo ao Mês da Perda Auditiva Audiologia Psicologia Clinica Terapia da Fala Sumário I. Introdução II. Objectivos

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO AUXILIAR DE SAÚDE Planificação anual de Higiene, Segurança e Cuidados Gerais- 11.º ano 2012/2013

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO AUXILIAR DE SAÚDE Planificação anual de Higiene, Segurança e Cuidados Gerais- 11.º ano 2012/2013 CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO AUXILIAR DE SAÚDE Planificação anual de Higiene, Segurança e Cuidados Gerais- 11.º ano 2012/2013 Turma: 11.º G Professora: Andreia Monteiro 1 - Estrutura e Finalidades da

Leia mais

Rua 12 nº 36 Bairro dos Aeroviários CEP-74.435-190 - Goiânia/GO SITE: www.asupremacomercial.com.br FONE / FAX: (62) 3295-1144 9205-8876

Rua 12 nº 36 Bairro dos Aeroviários CEP-74.435-190 - Goiânia/GO SITE: www.asupremacomercial.com.br FONE / FAX: (62) 3295-1144 9205-8876 Rua 12 nº 36 Bairro dos Aeroviários CEP-74.435-190 - Goiânia/GO SITE: www.asupremacomercial.com.br FONE / FAX: (62) 3295-1144 9205-8876 A SUPREMA COMERCIAL LTDA. É uma empresa brasileira que atua nas áreas

Leia mais

OSMAR DE LIMA MAGALHÃES Secretário do Governo Municipal

OSMAR DE LIMA MAGALHÃES Secretário do Governo Municipal PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº 1663, DE 02 DE JULHO DE 2012. Aprova o detalhamento das funções/especialidades dos cargos do Quadro Permanente da Função Saúde da Administração Pública

Leia mais

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE 18 MARÇO 2015 Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa PATROCINDADORES Apoio Patrocinadores Globais APDSI APDSI Conferência As TIC e a Saúde no Portugal de Hoje SESSÃO

Leia mais

CRF/PB. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Farmácia da Paraíba CNPJ: 08.338.774/0001-39. Página:1/6

CRF/PB. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Farmácia da Paraíba CNPJ: 08.338.774/0001-39. Página:1/6 Conselho Regional de Farmácia da Paraíba CNPJ: 08.338.774/0001-39 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 4.500.00 3.539.976,99 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESAS CORRENTES 3.533.00 955.295,01 955.295,01

Leia mais

MEDIGRAF - TELEMEDICINA SUSTENTABILIDADE 2013

MEDIGRAF - TELEMEDICINA SUSTENTABILIDADE 2013 MEDIGRAF - TELEMEDICINA SUSTENTABILIDADE 2013 Enquadramento A plataforma de telemedicina Medigraf é uma solução idealizada e desenvolvida pela PT no âmbito de uma necessidade identificada junto dos profissionais

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001 MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001 DO 9-E, de 12/1/01 O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria SAS/MS nº 224, de

Leia mais

Curso de Técnico Auxiliar de Geriatria

Curso de Técnico Auxiliar de Geriatria Curso de Técnico Auxiliar de Geriatria Área de Formação: 762. Trabalho Social e Orientação O Técnico Auxiliar de Geriatria é o profissional com múltiplas competências para poder desempenhar as suas funções

Leia mais

CURSO DE TÉCNICO AUXILIAR DE SAÚDE

CURSO DE TÉCNICO AUXILIAR DE SAÚDE CURSO DE TÉCNICO AUXILIAR DE SAÚDE Em Portugal estão a abrir um conjunto muito vasto de equipamentos de saúde, nomeadamente unidades de cuidados continuados. Para este tipo de estabelecimento são necessários

Leia mais

OFERTAS DE EMPREGO PROFISSÃO PASTELEIRO ENGENHEIRO MECÂNICO

OFERTAS DE EMPREGO PROFISSÃO PASTELEIRO ENGENHEIRO MECÂNICO 1 / 5 588466123 588466568 588466715 588466758 588466783 588466835 PASTELEIRO ENGENHEIRO MECÂNICO ASSISTENTE DE VENDA DE ALIMENTOS AO BALCÃO ASSISTENTE DE VENDA DE ALIMENTOS AO BALCÃO CANALIZADOR EMPREGADO

Leia mais

(*) - A eliminação desta exigência aguarda revisão pela Tutela das atribuições da Autoridade de Saúde.

(*) - A eliminação desta exigência aguarda revisão pela Tutela das atribuições da Autoridade de Saúde. Portaria Clínicas ou Consultórios Dentários 1. Objecto O presente diploma estabelece os requisitos mínimos relativos à organização e funcionamento, recursos humanos e instalações técnicas para o exercício

Leia mais

ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO

ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO FUNÇÃO / REMUNERAÇÃO Médico Infectologista REQUISITO Medicina e Título de Especialista concedido pela Respectiva Sociedade de Classe ou Residência

Leia mais

1-4 Auxílio de assistência à criança portadora de deficiência

1-4 Auxílio de assistência à criança portadora de deficiência Assistência 1. Assistência infantil 福 祉 Estão previstos os seguintes auxílios à criação infantil. Há também regiões que oferecem um sistema de pagamento peculiar. Detalhes podem ser obtidos no guichê responsável

Leia mais

Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências Médicas Campo Mártires da Pátria, 130 1169-056 Lisboa Tel.: (..351) 21 880 30 95

Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências Médicas Campo Mártires da Pátria, 130 1169-056 Lisboa Tel.: (..351) 21 880 30 95 Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências Médicas Campo Mártires da Pátria, 130 1169-056 Lisboa Tel.: (..351) 21 880 30 95 bonecada Praça Central. Colombo 27 de abril a 3 de maio Somos estudantes

Leia mais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS INDIVIDUAL. Condições Especiais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS INDIVIDUAL. Condições Especiais SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS INDIVIDUAL Condições Especiais Processo SUSEP Nº 15414.004703/2010-01 0 ÍNDICE CLÁUSULA ADICIONAL DE DIÁRIAS DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR DECORRENTE DE ACIDENTE DIH Acidente 1.

Leia mais

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N o 001 / 2015 ANEXO I. Vagas Gerais. para o cargo. Graduação de Nível Superior em qualquer área

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N o 001 / 2015 ANEXO I. Vagas Gerais. para o cargo. Graduação de Nível Superior em qualquer área EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N o 001 / 2015 ANEXO I N O DE VAGAS PARA OS CARGOS DO CONCURSO PÚBLICO DEFINIÇÃO DOS GRUPOS GRUPO I Função Analista de Planejamento, Orçamento e Gestão Analista de Sista Arquiteto

Leia mais

Freguesia de Santa Maria Maior e Monserrate e Meadela

Freguesia de Santa Maria Maior e Monserrate e Meadela Pág. n.º 1 101 EQUIPAMENTO INFORMÁTICO: 01 HARDWARE: 101 01 02 Computadores... 8 1 875,74 101 01 03 Equipamento de rede... 7 70,19 101 01 07 Impressoras... 14 869,03 101 01 08 Leitores de CD-ROM... 1 0,00

Leia mais

UNIDADES DE SAÚDE com SAÚDE INFANTIL

UNIDADES DE SAÚDE com SAÚDE INFANTIL UCF CRIANÇA e ADOLESCENTE UNIDADES DE SAÚDE com SAÚDE INFANTIL Identificação do Estabelecimento Data: / / Designação: Morada: Freguesia: Concelho: Telefone: Fax: Correio Electrónico: Director / Coordenador

Leia mais

FLUXOS DE CAIXA CONSOLIDADOS

FLUXOS DE CAIXA CONSOLIDADOS CÂMARA MUNICIPAL DO / SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE TRANSPORTES COLECTIVOS DO RECEBIMENTOS Saldo da gerência anterior 2.363.424,49 Execução Orçamental 1.404.990,71 Operações de Tesouraria 958.433,78 Total

Leia mais