Órgãos do Tribunal de Justiça

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Órgãos do Tribunal de Justiça"

Transcrição

1

2 Tribunal Pleno Des. Leo Lima Des. Aristides Pedroso de Albuquerque Neto Des. Vasco Della Giustina Des. Danúbio Edon Franco Des. Arminio José Abreu Lima da Rosa Des. Marcelo Bandeira Pereira Des. Marco Aurélio dos Santos Caminha Des. Gaspar Marques Batista Des. Arno Werlang Des. Vicente Barroco de Vasconcellos Des. Marco Antônio Ribeiro de Oliveira Des. Newton Brasil de Leão Des. Sylvio Baptista Neto Des. Rui Portanova Des. Jorge Luís Dall Agnol Des. Jaime Piterman Des. Francisco José Moesch Des. Luís Gonzaga da Silva Moura Des. Ivan Leomar Bruxel Des. Amilton Bueno de Carvalho Des. Nelson Antonio Monteiro Pacheco Des. Luiz Felipe Brasil Santos Desa. Maria Isabel de Azevedo Souza Des. Cláudio Augusto Rosa Lopes Nunes Des. Otávio Augusto de Freitas Barcellos Des. Constantino Lisbôa de Azevedo Des. Irineu Mariani Des. Manuel José Martinez Lucas Des. Sérgio Fernando de Vasconcellos Chaves Des. Rubem Duarte Desa. Elaine Harzheim Macedo Des. Voltaire de Lima Moraes Desa. Genacéia da Silva Alberton Des. Aymoré Roque Pottes de Mello Des. Ricardo Raupp Ruschel Des. José Antônio Cidade Pitrez Des. Marco Aurélio Heinz Des. José Aquino Flôres de Camargo Des. Guinther Spode Des. Marcel Esquivel Hoppe Des. Carlos Rafael dos Santos Júnior Des. Jorge Alberto Schreiner Pestana Desa. Mara Larsen Chechi Desa. Liselena Schifino Robles Ribeiro Des. Bayard Ney de Freitas Barcellos Desa. Lais Rogéria Alves Barbosa Des. Marco Aurélio de Oliveira Canosa Des. Genaro José Baroni Borges Desa. Ana Maria Nedel Scalzilli Des. Orlando Heemann Júnior Des. Carlos Roberto Lofego Caníbal Desa. Matilde Chabar Maia 1

3 Des. Sejalmo Sebastião de Paula Nery Des. Alexandre Mussoi Moreira Des. Luís Augusto Coelho Braga Des. André Luiz Planella Villarinho Des. Alzir Felippe Schmitz Desa. Naele Ochoa Piazzeta Des. Carlos Cini Marchionatti Des. Luiz Felipe Silveira Difini Des. Cláudio Baldino Maciel Desa. Lúcia de Castro Boller Des. Breno Pereira da Costa Vasconcellos Des. Carlos Eduardo Zietlow Duro Des. Ergio Roque Menine Des. Nereu José Giacomolli Des. Rogério Gesta Leal Des. Angelo Maraninchi Giannakos Des. Antônio Corrêa Palmeiro da Fontoura Des. João Batista Marques Tovo Des. Pedro Celso Dal Prá Des. Pedro Luiz Rodrigues Bossle Des. Artur Arnildo Ludwig Des. Carlos Alberto Etcheverry Desa. Fabianne Breton Baisch Desa. Isabel de Borba Lucas Desa. Angela Terezinha de Oliveira Brito Des. Umberto Guaspari Sudbrack Desa. Iris Helena Medeiros Nogueira Desa. Marilene Bonzanini Des. Antônio Maria Rodrigues de Freitas Iserhard Des. Dálvio Leite Dias Teixeira Des. Paulo Roberto Lessa Franz Desa. Judith dos Santos Mottecy Des. Glênio José Wasserstein Hekman Des. Tasso Caubi Soares Delabary Des. Paulo Sérgio Scarparo Des. Jorge Luiz Lopes do Canto Des. Nelson José Gonzaga Des. Gelson Rolim Stocker Desa. Agathe Elsa Schmidt da Silva Desa. Nara Leonor Castro Garcia Des. Luiz Renato Alves da Silva Desa. Bernadete Coutinho Friedrich Desa. Mylene Maria Michel Desa. Liége Puricelli Pires Des. Jorge Maraschin dos Santos Des. Romeu Marques Ribeiro Filho Desa. Sandra Brisolara Medeiros Desa. Denise Oliveira Cezar Des. Ricardo Moreira Lins Pastl Des. Luiz Roberto Imperatore de Assis Brasil Des. José Luiz Reis de Azambuja Desa. Katia Elenise Oliveira da Silva Des. Eduardo Delgado Des. Fernando Flores Cabral Júnior Des. Almir Porto da Rocha Filho Desa. Vanderlei Teresinha Tremeia Kubiak 2

4 Des. Túlio de Oliveira Martins Desa. Walda Maria Melo Pierro Desa. Ana Lúcia Carvalho Pinto Vieira Rebout Des. Marco Antonio Angelo Des. Mário Crespo Brum Des. Ney Wiedemann Neto Desa. Lúcia de Fátima Cerveira Des. Marcelo Cezar Müller Desa. Isabel Dias Almeida Des. Altair de Lemos Junior Des. Leonel Pires Ohlweiler Des. Eduardo Uhlein Des. Ivan Balson Araujo Des. João Moreno Pomar Desa. Laura Louzada Jaccottet Des. Breno Beutler Junior Des. Roberto Sbravati Desa. Ângela Maria Silveira Desa. Laís Ethel Corrêa Pias Des. José Conrado Kurtz de Souza Des. Eduardo João Lima Costa Desa. Helena Marta Suárez Maciel Des. Ícaro Carvalho de Bem Osório 1 Des. João Barcelos de Souza Júnior 10 Empossado em: (1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) (10) Aposentadorias: Des. Mario Rocha Lopes Filho Des. Luiz Ari Azambuja Ramos 1º Des. José Antônio Hirt Preiss Desa. Maria José Schmitt Sant Anna Desa. Rejane Maria Dias de Castro Bins Des. Paulo Roberto Félix 1º Des. José Francisco Pellegrini Des. Aramis Nassif Desa. Maria Lúcia Aguiar Vieira 3 1º Des. Odone Sanguiné Des. Dorval Braulio Marques Convocado pelo Superior Tribunal de Justiça: Des. Vasco Della Giustina Desa. Leila Vani Pandolfo Machado 2 Des. Eugênio Facchini Neto 4 Desa. Ana Beatriz Iser 5 Des. Miguel Ângelo da Silva 6 Desa. Catarina Rita Krieger Martins 7 Des. Francesco Conti 8 Des. Diógenes Vicente Hassan Ribeiro 9 3

5 Órgão Especial Órgãos Jurisdicionais Membros Natos / Antiguidade Des. Leo Lima Presidente Des. Aristides Pedroso de Albuquerque Neto Des. Vasco Della Giustina Des. Danúbio Edon Franco Des. Arminio José Abreu Lima da Rosa Des. Marcelo Bandeira Pereira Des. Marco Aurélio dos Santos Caminha Des. Gaspar Marques Batista Des. Arno Werlang Des. Vicente Barroco de Vasconcellos Des. Marco Antônio Ribeiro de Oliveira Des. Newton Brasil de Leão Des. Francisco José Moesch Membros Eleitos Des. Sylvio Baptista Neto Des. Voltaire de Lima Moraes Des. Aymoré Roque Pottes de Mello Des. Ricardo Raupp Ruschel Des. José Aquino Flôres de Camargo Des. Carlos Rafael dos Santos Júnior Desa. Liselena Schifino Robles Ribeiro Des. Genaro José Baroni Borges Des. Orlando Heemann Júnior Des. Alexandre Mussoi Moreira Des. Alzir Felippe Schmitz Des. Cláudio Baldino Maciel Membros Suplentes Eleitos Des. Ivan Leomar Bruxel Desa. Maria Isabel de Azevedo Souza Des. Irineu Mariani Des. Rubem Duarte Des. Marco Aurélio Heinz Des. Carlos Roberto Lofego Caníbal Des. Dálvio Leite Dias Teixeira Desa. Judith dos Santos Mottecy Desa. Vanderlei Teresinha Tremeia Kubiak Des. Túlio de Oliveira Martins O Tribunal Pleno, em Órgão Especial, reúne-se, em sessão ordinária, na primeira e na terceira segundas- -feiras de cada mês e, extraordinariamente, quando convocado pelo Presidente. Secretária: Bela. Mariana Santos dos Santos 4

6 Seções, Grupos e Câmaras Cíveis Direito Público As Presidências dos Grupos Cíveis são exercidas pelo Desembargador mais antigo do Grupo, de acordo com o art. 23 do COJE, com redação dada pela Lei n /02. Des. Irineu Mariani Presidente Des. Carlos Roberto Lofego Caníbal 1ª Câmara Des. Luiz Felipe Silveira Difini Cível Des. Jorge Maraschin dos Santos Secretária: Bela. Ana Cristina Chiocchetta 1º Grupo Cível Des. Arno Werlang Presidente Des. Pedro Luiz Rodrigues Bossle 2ª Câmara Desa. Sandra Brisolara Medeiros Cível Des. Almir Porto da Rocha Filho Secretária: Bela. Denise Duarte Ahrends Des. Nelson Antonio Monteiro Pacheco Presidente Desa. Matilde Chabar Maia 3ª Câmara Des. Rogério Gesta Leal Cível Des. Eduardo Delgado Secretária: Bela. Susan Mara Palma 2º Grupo Cível Des. Alexandre Mussoi Moreira Presidente Desa. Agathe Elsa Schmidt da Silva 4ª Câmara Des. José Luiz Reis de Azambuja Cível Des. Eduardo Uhlein Secretária: Bela. Ivanir Nunes de Souza Des. Arminio José Abreu Lima da Rosa Presidente Des. Francisco José Moesch 21ª Câmara Des. Marco Aurélio Heinz Cível Des. Genaro José Baroni Borges Secretária: Bela. Néli Rosália Wagner dos Santos 11º Grupo Desa. Maria Isabel de Azevedo Souza Presidente Cível Desa. Mara Larsen Chechi 22ª Câmara Des Carlos Eduardo Zietlow Duro Cível Desa. Denise Oliveira Cezar Dr. Niwton Carpes da Silva Secretário: Bel. Artur Santiago Damazio Secretária dos Grupos de Direito Público: Bela. Ana Helena da Costa Lima Veiga Sanhudo Continua... 5

7 SEÇÕES, GRUPOS E CÂMARAS CÍVEIS (Continuação) Direito Privado As Presidências dos Grupos Cíveis são exercidas pelo Desembargador mais antigo do Grupo, de acordo com o art. 23 do COJE, com redação dada pela Lei n /02. Des. Jorge Luiz Lopes do Canto Presidente Des. Gelson Rolim Stocker 5ª Câmara Des. Romeu Marques Ribeiro Filho Cível Desa. Isabel Dias Almeida Secretário: Bel. Osmar Bezerra de Vasconcelos Júnior 3º Grupo Cível Des. Luís Augusto Coelho Braga Presidente Des. Antônio Corrêa Palmeiro da Fontoura 6ª Câmara Des. Artur Arnildo Ludwig Cível Des. Ney Wiedemann Neto Secretário: Bel. Gervásio Barcellos Júnior Des. Jorge Luís Dall Agnol Presidente Des. Sérgio Fernando de Vasconcellos Chaves 7ª Câmara Des. André Luiz Planella Villarinho Cível Dr. Roberto Carvalho Fraga Secretária: Bela. Adriana Zarosa dos Santos Cunha 4º Grupo Cível Des. Rui Portanova Presidente Des. Luiz Felipe Brasil Santos 8ª Câmara Des. Alzir Felippe Schmitz Cível Des. Ricardo Moreira Lins Pastl Secretária: Bela. Maria Teresa Nedel Duarte Desa. Iris Helena Medeiros Nogueira Presidente Desa. Marilene Bonzanini 9ª Câmara Des. Tasso Caubi Soares Delabary Cível Des. Leonel Pires Ohlweiler Secretário: Bel. Ródger Guerra Bernardi 5º Grupo Cível Des. Jorge Alberto Schreiner Pestana Presidente Des. Paulo Roberto Lessa Franz 10ª Câmara Des. Túlio de Oliveira Martins Cível Des Ivan Balson Araujo Secretário: Bel. Antônio Augusto de Assumpção Mazzini Secretário dos Grupos de Direito Privado: Bel. Gerson Luiz Christimann Continua... 6

8 SEÇÕES, GRUPOS E CÂMARAS CÍVEIS (Continuação) Direito Privado As Presidências dos Grupos Cíveis são exercidas pelo Desembargador mais antigo do Grupo, de acordo com o art. 23 do COJE, com redação dada pela Lei n /02. Des. Bayard Ney de Freitas Barcellos Presidente Des. Antônio Maria Rodrigues de Freitas Iserhard 11ª Câmara Des. Luiz Roberto Imperatore de Assis Brasil Cível Desa. Katia Elenise Oliveira da Silva 6º Grupo Cível Secretária: Bela. Censita Aparecida Minuzzi Trindade Des. Orlando Heemann Júnior Presidente Des. Umberto Guaspari Sudbrack 12ª Câmara Desa. Ana Lúcia Carvalho Pinto Vieira Rebout Cível Des. Mário Crespo Brum Secretário: Bel. Patrick Roger Michel Almeida de Brito Desa. Lúcia de Castro Boller Presidente Des. Breno Pereira da Costa Vasconcellos 13ª Câmara Desa. Angela Terezinha de Oliveira Brito Cível Desa. Vanderlei Teresinha Tremeia Kubiak Secretária: Bela. Iraci Dolores Ferronatto 7º Grupo Cível Des. Sejalmo Sebastião de Paula Nery Presidente Desa. Judith dos Santos Mottecy 14ª Câmara Des. Roberto Sbravati Cível Dr. Léo Romi Pilau Junior Dr. Niwton Carpes da Silva Secretária: Bela. Berenice Janovich Henkin Pinto Des. Vicente Barroco de Vasconcellos Presidente Des. Otávio Augusto de Freitas Barcellos 15ª Câmara Des. Angelo Maraninchi Giannakos Cível Desa. Ana Beatriz Iser Dr. Niwton Carpes da Silva 8º Grupo Cível Secretário: Bel. Reinaldo Trein Diefenthaeler Des. Marco Aurélio dos Santos Caminha Presidente Desa. Ana Maria Nedel Scalzilli 16ª Câmara Des. Ergio Roque Menine Cível Des. Paulo Sérgio Scarparo Secretário: Bel. Pedro Luís Vargas Viegas Secretário dos Grupos de Direito Privado: Bel. Gerson Luiz Christimann Continua... 7

9 SEÇÕES, GRUPOS E CÂMARAS CÍVEIS (Continuação) As Presidências dos Grupos Cíveis são exercidas pelo Desembargador mais antigo do Grupo, de acordo com o art. 23 do COJE, com redação dada pela Lei n /02. Desa. Elaine Harzheim Macedo Presidente 17ª Câmara Cível Des. Luiz Renato Alves da Silva Desa. Bernadete Coutinho Friedrich Desa. Liége Puricelli Pires Secretária: Bela. Elenise Lanes Volkweis Direito Privado 9º Grupo Cível 10º Grupo Cível 18ª Câmara Cível 19ª Câmara Cível 20ª Câmara Cível Des. Cláudio Augusto Rosa Lopes Nunes Presidente Des. Pedro Celso Dal Prá Des. Nelson José Gonzaga Desa. Nara Leonor Castro Garcia Dr. Niwton Carpes da Silva Secretária: Bela. Carla Regina Armiliato Des. Guinther Spode Presidente Des. Carlos Rafael dos Santos Júnior Desa. Mylene Maria Michel Des. Eugênio Facchini Neto Secretária: Bela. Verusca Ardissoni Rizardo Des. Rubem Duarte Presidente Des. Carlos Cini Marchionatti Des. Glênio José Wasserstein Hekman Desa. Walda Maria Melo Pierro Secretária: Bela. Paula Salete Sardi Secretário dos Grupos de Direito Privado: Bel. Gerson Luiz Christimann 8

10 Grupos e Câmaras Criminais As Presidências dos Grupos Criminais são exercidas pelo Desembargador mais antigo do Grupo, de acordo com o art. 20 do COJE, com redação dada pela Lei n /02. 1º Grupo Criminal 2º Grupo Criminal 1ª Câmara Criminal 2ª Câmara Criminal 3ª Câmara Criminal 4ª Câmara Criminal Des. Marco Antônio Ribeiro de Oliveira Presidente Des. Newton Brasil de Leão Des. Manuel José Martinez Lucas Des. Marcel Esquivel Hoppe Dra. Osnilda Pisa Secretário: Bel. Artur Vasques Duarte Des. Jaime Piterman Presidente Des. José Antônio Cidade Pitrez Desa. Lais Rogéria Alves Barbosa Des. Marco Aurélio de Oliveira Canosa Dra. Osnilda Pisa Dra. Rosane Ramos de Oliveira Michels Secretário: Bel. João Carlos Mello Moreira Des. Ivan Leomar Bruxel Presidente Des. Nereu José Giacomolli Desa. Catarina Rita Krieger Martins Des. Francesco Conti Secretário: Bel. Almir Anglin Fontana Des. Aristides Pedroso de Albuquerque Neto Presidente Des. Marcelo Bandeira Pereira Des. Gaspar Marques Batista Des. Constantino Lisbôa de Azevedo Dra. Marlene Landvoigt Secretária: Bela. Adriana Schmidt Secretária dos Grupos Criminais: Bela. Rúbia Marta Gajesck Rabin Continua... 9

11 GRUPOS E CÂMARAS CRIMINAIS (Continuação) As Presidências dos Grupos Criminais são exercidas pelo Desembargador mais antigo do Grupo, de acordo com o art. 20 do COJE, com redação dada pela Lei n /02. 3º Grupo Criminal 4º Grupo Criminal 5ª Câmara Criminal 6ª Câmara Criminal 7ª Câmara Criminal 8ª Câmara Criminal Des. Luís Gonzaga da Silva Moura Presidente Des. Amilton Bueno de Carvalho Desa. Genacéia da Silva Alberton Des. Diógenes Vicente Hassan Ribeiro Secretária: Bela. Luiza Fahrion Des. Aymoré Roque Pottes de Mello Presidente Des. Cláudio Baldino Maciel Des. João Batista Marques Tovo Des. Ícaro Carvalho de Bem Osório Secretária: Bela. Marta Severo Soares Des. Sylvio Baptista Neto Presidente Desa. Naele Ochoa Piazzeta Des. Carlos Alberto Etcheverry Des. José Conrado Kurtz de Souza Secretária: Bela. Gislaine de Oliveira Pacheco Des. Danúbio Edon Franco Presidente Desa. Fabianne Breton Baisch Desa. Isabel de Borba Lucas Des. Dálvio Leite Dias Teixeira Dra. Marlene Landvoigt Secretário: Bel. Júlio César Ferreira Jardim Secretária dos Grupos Criminais: Bela. Rúbia Marta Gajesck Rabin 10

12 Câmaras Especiais 1ª Câmara Especial Cível 2ª Câmara Especial Cível 3ª Câmara Especial Cível Des. João Moreno Pomar Presidente Desa. Laura Louzada Jaccottet Des. Breno Beutler Junior Des. Eduardo João Lima Costa Des. João Barcelos de Souza Júnior Dr. Jorge André Pereira Gailhard Secretária: Bela. Anete Hilgemann Des. Fernando Flores Cabral Júnior Presidente Des. Marco Antonio Angelo Desa. Lúcia de Fátima Cerveira Des. Marcelo Cezar Müller Des. Altair de Lemos Junior Secretário: Bel. João Luís Leite Rodrigues Desa. Ângela Maria Silveira Presidente Desa. Laís Ethel Corrêa Pias Desa. Helena Marta Suárez Maciel Desa. Leila Vani Pandolfo Machado Des. Miguel Ângelo da Silva Secretária: Bela. Bernardette da Silva 11

13 Órgão de Apoio aos Desembargadores e à Jurisdição Centro de Estudos do Tribunal de Justiça Des. Nereu José Giacomolli Coordenador-Geral Des. Alexandre Mussoi Moreira Coordenador-Adjunto na área de Direito Público Des. Alzir Felippe Schmitz Coordenador-Adjunto na área de Direito de Família Des. Odone Sanguiné Coordenador-Adjunto na área de Direito Penal Desa. Isabel Dias Almeida Coordenadora-Adjunta na área de Direito Privado Secretária: Sra. Rosane Espartel Bohrer Registram-se a seguir as atividades desenvolvidas pelo Centro de Estudos no exercício 2011, na seguinte ordem cronológica: Março No dia 22, o Centro de Estudos divulgou o curso de especialização: Direito Penal Econômico, Lavagem de Capitais e Direitos Fundamentais, promovido pela Escola Superior da Magistratura. No dia 25, aconteceu o 20º Encontro do Projeto Mesa-Redonda, Documentação Audiovisual de Audiências: Transcrição, direcionado somente para magistrados. O encontro foi ministrado pelos Des. Voltaire de Lima Moraes e Ivan Leomar Bruxel, bem como os Drs. Antonio Vinicius Amaro da Silveira, Roberto José Ludwig, Marcelo Mairon Rodrigues e Liliane Michels Ortiz. Abril O Centro de Estudos apoiou o II Congresso Internacional de Ciências Criminais na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, que ocorreu entre os dias 6 e 8. No dia 19, foi promovida a 9ª Palestra do Projeto Horizontes do Conhecimento, Sociologia e Justiça Penal Teoria e Prática da Pesquisa Sociocriminológica, ministrada pelo Prof. Dr. Rodrigo Ghiringhelli de Azevedo. Maio No dia 10, aconteceu o 21º Encontro do Projeto Mesa-Redonda, Admissibilidade do Processo Eletrônico no Primeiro e no Segundo Grau, direcionado aos Desembargadores da área Criminal e ministrado pelo Des. Carlos Alberto Etcheverry. No dia 18, foi realizada a 10ª Palestra do Projeto Horizontes do Conhecimento, Justiça de Transição, ministrada pelo Prof. Dr. José Carlos Moreira da Silva Filho. Junho No dia 29, ocorreu a 11ª Palestra do Projeto Horizontes do Conhecimento, A Quadruplicação de uma Fábrica de Celulose: um Escândalo Político-Ambiental, ministrada pelo Dr. Flávio Lewgoy. 12

14 No dia 30, aconteceu o 1º Congresso Luso-Brasileiro de Direito Constitucional Cooperativo, promovido pelo SESCOOP-RS, para o qual foram disponibilizados 10 convites cortesia para os magistrados. Julho No dia 14, aconteceu o 22º Encontro do Projeto Mesa-Redonda, Nova Lei sobre as Medidas Cautelares, ministrado pelo Des. Ivan Leomar Bruxel, bem como pelos Drs. Gilberto Thums e Aury Lopes Júnior. Nos dias 21 e 22, o Centro de Estudos apoiou o I Simpósio de Direito, As Alterações Jurídicas no Nosso Ordenamento, promovido pelo Instituto dos Advogados do Rio Grande do Sul. Agosto O Centro de Estudos apoiou o evento que ocorreu entre os dias 16 e 19, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, As Reformas do Processo Civil. No dia 16, foi realizada a 12ª Palestra do Projeto Horizontes do Conhecimento, Um Professor Brasileiro na Antártida, ministrada pelo Prof. Roussel de Carvalho. A EMAGIS organizou o Seminário de Processo Civil, que ocorreu entre os dias 18 e 19, para o qual foram disponibilizadas 20 vagas para os magistrados do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. No dia 19, aconteceu o 23º Encontro do Projeto Mesa-Redonda, Código Florestal e Pacto Federativo, ministrado pelos Drs. Paulo Régis, Edson Brum e Marta Leiria Leal Pacheco. O Centro de Estudos ainda apoiou, no dia 22, a realização da palestra Um Professor Brasileiro na Antártida, ministrada pelo Prof. Roussel de Carvalho na Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul. O Centro de Estudos divulgou o Seminário O Império do Crime, que ocorreu nos dias 22 e 23. Setembro No dia 1º, foi divulgado o Projeto Ressanear, Saneamento e Resíduos Sólidos em Pauta, promovido pelo Ministério Público, através do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional em parceria com os Centros de Apoio Operacional do Meio Ambiente, da Ordem Urbanística e Questões Fundiárias e do Consumidor do Ministério Público, para o qual foram disponibilizadas 30 vagas para os magistrados do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. Outubro Nos dias 13 e 14, o Centro de Estudos apoiou o Encontro Nacional de Direito Processual Penal, que aconteceu na Escola da AJURIS. No dia 17, aconteceu o 24º Encontro do Projeto Mesa-Redonda, Medidas Preventivas nos Gastos Públicos e Tribunal de Contas, ministrado pelo Des. Adroaldo Furtado Fabrício (aposentado), bem como pelos Drs. Geraldo da Camino e Rozangela Motiska Bertolo. Novembro O Centro de Estudos divulgou a V Jornada de Direito Civil, realizada pelo Centro de Estudos Judiciários do Conselho da Justiça Federal, que ocorreu entre os dias 8 e 10. Apoiou, também, a XV Jornada IARGS de Direito de Família, que aconteceu na Assembleia Legislativa entre os dias 17 e 19. O Centro de Estudos apoiou o II Congresso de Direito dos Seguros do Cone Sul, que aconteceu na Escola da Magistratura entre os dias 17 e 18, para o qual foram disponibilizadas vagas para magistrados e assessores com isenção de inscrição. 13

15 No dia 17, aconteceu o 13º Encontro do Projeto Horizontes do Conhecimento, O Contrato de Seguro: seus elementos objetivos e subjetivos, formais e técnicos, a palestra foi ministrada pela Dra. Andrea Signorino Barbat. No dia 28, aconteceu o 25º Encontro do Projeto Mesa-Redonda, Poder Judiciário, Arbitragem e Mediação: Diálogo Necessário na Escola da AJURIS, ministrado pelo Min. Nelson Jobim, pelas Desas. Elaine Harzheim Macedo e Genacéia da Silva Alberton, bem como pelos Drs. Fredie Didier Júnior, Francisco José Cahali, Ulf Christian Eiras Nordenstahl, Maristela Basso e Adriana Braghetta. Dezembro O Centro de Estudos divulgou e apoiou a VII Jornada de Processo e Constituição em Homenagem ao Professor Michele Taruffo, promovida pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. A jornada ocorreu nos dias 7, 8 e 9. O Centro de Estudos disponibilizou a sala para reuniões dos Desembargadores da 1ª Câmara Especial Cível e da 21ª Câmara Cível, entre outras câmaras. 14

16 Presidência Presidente: Desembargador LEO LIMA Secretaria da Presidência Gabinete da Presidência Secretária: Bela. Vanizi Herzog Meurer A Secretaria da Presidência é órgão de apoio direto ao Presidente do Tribunal de Justiça. É por intermédio deste setor que a Presidência estabelece contato com os magistrados, com os demais setores/ departamentos que integram o Poder Judiciário Estadual, com os Poderes Executivo e Legislativo, com as entidades de classe e com o público externo em geral, objetivando possibilitar soluções mais ágeis e menos burocráticas às questões submetidas à apreciação da Administração do Tribunal de Justiça. A Secretaria da Presidência também é o elo do Poder Judiciário Gaúcho com os Tribunais de todo o País, bem como com o Conselho Nacional de Justiça. Inserem-se entre as atribuições da Secretaria o acompanhamento de expedientes que tramitam no Conselho Nacional de Justiça tendo o Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul como interessado, requerente ou requerido; o envio das informações solicitadas pelo Conselho; e a remessa mensal, à Corregedoria Nacional de Justiça, do Relatório de Produtividade dos magistrados que integram o Tribunal. Igualmente, cabe à Secretaria da Presidência o cadastramento dos magistrados de 2º Grau no Sistema de Informações da Corregedoria Nacional de Justiça, além da permanente atualização. Cabe anotar que o âmbito de atuação da Secretaria da Presidência cinge-se a matérias de cunho administrativo. Nessa esteira, procede ao exame dos expedientes e documentos levados à conclusão e consideração do Presidente do Tribunal de Justiça, dando-lhes o encaminhamento devido. 15

17 Outrossim, concentra-se na Secretaria da Presidência toda a comunicação do Presidente a magistrados, servidores e serviços auxiliares do Poder Judiciário expedida através dos regramentos administrativos, tais como atos, portarias e ordens de serviço, que, após publicação no Diário da Justiça Eletrônico, encontram-se disponíveis na página do Tribunal de Justiça ( Abaixo, apresenta-se quadro demonstrativo contendo um resumo quantitativo das principais atividades desenvolvidas pela Secretaria da Presidência no ano 2011: Principais Atividades N. Atos 27 Ordens de Serviço 12 Portarias 43 Expedientes Iniciados 404 Expedientes que Tramitaram no Período Decisões/Despachos Fonte: Secretaria da Presidência. Dados apurados até

18 Subsecretaria da Presidência Tribunal Pleno Órgão Especial Subsecretária: Bela. Mariana Santos dos Santos De acordo com o Ato n. 14/00-P, à Subsecretaria da Presidência incumbem as atividades pertinentes ao Tribunal Pleno e ao Órgão Especial e as atribuições constantes do art. 120 do Anexo ao Ato Regimental n. 01/99. Na Subsecretaria da Presidência tramitam processos administrativos e jurisdicionais originários, os quais, despachados pelo Presidente e pelos Desembargadores-Relatores, foram apreciados pelo Órgão Especial. Jan. Fev. Mar. Abr. Maio Jun. Jul. Ago. Set. Out. Nov. Dez. Total Sessões Jurisdicionais Processos Jurisdicionais Julgados Sessões Administrativas Convocações do Tribunal Pleno Sessões Solenes de Gabinete Sessões Solenes do Pleno Processos Administrativos Distribuídos Continua... 17

19 Continuação Jan. Fev. Mar. Abr. Maio Jun. Jul. Ago. Set. Out. Nov. Dez. Total Assuntos Administrativos Apreciados pelo Órgão Especial Portarias Atos Atos Regimentais Emendas Resoluções Assentos Regimentais 1 1 Fonte: Subsecretaria da Presidência. 18

20 Assessoria Especial Administrativa Juízes-Assessores: Dr. Antonio Vinicius Amaro da Silveira Juiz-Corregedor Dr. Rinez da Trindade Juiz de Direito Convocado para Assuntos Parlamentares A Assessoria Especial Administrativa da Presidência tem por finalidade prestar assessoramento direto ao Presidente, bem como ao Conselho da Magistratura e às Comissões em assuntos de natureza jurídica e jurídico- -administrativa, emitindo pronunciamentos acerca de processos e expedientes que exijam interpretação de leis ou de normas que disciplinem a administração de pessoal, material e orçamento, além das especificações de que trata o art. 5º do Anexo ao Ato Regimental n. 01/99. Para tanto, é organizada em Núcleos (Pessoal; Licitações e Contratos Administrativos; Precatórios; e Jurisdicional), cujo trabalho é prestado por 11 Assessores e coordenado por um Juiz de Direito na titularidade de Assessoria à Presidência, cumprindo-lhe a análise de todos os expedientes, bem ainda a emissão de pareceres relativos a matérias de interesse da Magistratura, servidores e organização interna do Poder. Diante da atuação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e por efeito das questões institucionais resultantes da EC n. 45/04 e da nova política econômica, financeira e orçamentária do Governo do Estado, agregaram-se outras atribuições ao Juiz-Assessor, quais sejam, informações e acompanhamento de processos junto ao Conselho Nacional de Justiça; o acompanhamento processual de feitos do interesse do Tribunal de Justiça, junto ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Conselho Nacional de Justiça, Superior Tribunal de Justiça e Supremo Tribunal Federal; assessoramento na elaboração de projetos de lei, reuniões e audiências públicas envolvendo os demais Poderes do Estado, Ministério Público e Procuradoria-Geral do Estado; representações do Presidente; supervisão das atividades da Assessoria de O&M; acompanhamento das sessões junto ao Tribunal Pleno e ao Conselho da Magistratura; audiências com magistrados, servidores, advogados e Procuradores do Estado; acompanhamento das atividades junto à Assembleia Legislativa, participação em Comissões, auxílio no controle das ações judiciais junto à PGE; e assessoramento à Direção-Geral, ressaltando que o trabalho do Corpo de Assessores também resultou intensificado em razão do atendimento diário (consultas, orientações e reuniões) aos Departamentos integrantes da Administração. Ainda, para subsidiar as decisões proferidas pelo Presidente, a ASSESP-ADM realiza a elaboração de minutas dos agravos regimentais propostos contra suas decisões, informações em mandados de segurança, elaboração de projetos de voto nas matérias de competência exclusiva da Presidência, pareceres administrativos relativos às prestações de contas dos magistrados, elaboração de peças recursais a serem apresentadas aos Tribunais Superiores; acompanhamento dos processos em trâmite junto ao Tribunal de Contas do Estado, relativamente às auditorias, registros de atos, pedidos de revisão e recursos junto àquela Corte, realização de sindicâncias e inquéritos administrativos; orientação jurídica à Comissão Permanente de Licitações e aos Pregoeiros, ao Setor de Precatórios, além de atribuições setorizadas aos núcleos de acordo com as matérias que lhes são afetas. 19

21 No período de janeiro a dezembro de 2011, foram analisados feitos, correspondentes, por Núcleos e matéria extra, aos seguintes números: Licitações Pessoal Jurisdicional Precatórios Total

22 Assessoria Militar Assessor Militar: Cel. QOEM Ladimir da Silva O Núcleo de Inteligência do Poder Judiciário, coordenado pela Assessoria Militar, foi criado pelo Ato n. 08/03-P, de 23 de abril de 2003, sendo alterado pelos Atos de n. 46 e 48/09-P, com a principal atribuição de prover a segurança dos magistrados que, em razão de seu exercício profissional, estejam sob ameaça e/ou com sua integridade física e/ou de seus familiares em situação de risco. O resgate da composição original do Núcleo de Inteligência do Judiciário, integrando os policiais militares especialistas nas áreas de inteligência, contrainteligência e segurança de dignitários e guardas de segurança de carreira do Tribunal de Justiça que apresentam perfil e preparo técnico de acordo com a exigência que o cargo requer, oportunizou a execução de um trabalho interdisciplinar. Além das suas atribuições originais, ao Núcleo compete ainda: (a) controle, planejamento e execução dos recolhimentos das armas de fogo, munições e acessórios para destruição no Exército Brasileiro; (b) assessoramento referente à compra e legalização de armas de fogo de porte dos magistrados; (c) assessoramento em assuntos vinculados à área de segurança pública; (d) gerenciamento das vagas dos integrantes do Corpo Voluntário de Militares Inativos que atuam na guarda de foros; (e) consulta de informações referente a candidatos a conciliadores, estagiários, integrantes dos serviços gerais, empresas terceirizadas, setor de concursos e direção-geral; (f) segurança dos magistrados responsáveis pela fiscalização das casas prisionais das Varas de Execuções Criminais de Porto Alegre e de Novo Hamburgo; (g) segurança de dignitários em visita ao Poder Judiciário do Estado; (h) zelar pela segurança institucional e pela produção de conhecimento de Inteligência no interesse do Poder Judiciário do Estado; (i) bem como outras atividades excepcionalmente atribuídas à Assessoria, tal como a participação no Projeto Mutirão Carcerário. Insta frisar que a metodologia adotada pelo Núcleo de Inteligência do Judiciário na execução da atribuição de recolhimento de material bélico desde 2005 somente corroborou com a determinação do Conselho Nacional de Justiça normatizada através da Resolução n. 134, de 21 de junho de 2011, que dispõe a respeito do depósito judicial de armas de fogo e munições e a sua destinação. Com a realização do Projeto Mutirão Carcerário desenvolvido de 14 de março a 15 de abril de 2011 e frente a sua relevância e à imprescindibilidade da manutenção da integridade física dos magistrados envolvidos na atividade, o Núcleo de Inteligência do Judiciário designou várias equipes para a segurança das referidas excelências. Além disso, os agentes exerceram as seguintes atribuições: (a) contatos realizados com os órgãos de inteligência das instituições responsáveis pela segurança pública; (b) assessoramento ao magistrado coordenador quando da realização de inspeções em casas prisionais, bem como do local escolhido como sede do polo; (c) reconhecimento das sedes dos polos; (d) elaboração do Estudo de Situação das sedes-polo através da coleta dos contatos das instituições responsáveis pela segurança pública (Comandantes da Brigada Militar, Delegados da Polícia Civil, 21

23 Agentes de Inteligência); (e) coleta das casas prisionais, tais como localização, capacidade de lotação, relação dos seus respectivos Diretores, dados telefônicos e outras informações relevantes; (f) relação nominal dos magistrados diretores dos respectivos fóruns das cidades sedes, bem como meio de contato; e (g) informativo dos principais hotéis existentes para sugestão de hospedagem aos magistrados. Neste ano que finda, o esforço principal, permeado pelo contínuo atendimento a expressiva demanda de recolhimento de material bélico e por vários atendimentos a magistrados e assessoramento especializado a Corregedoria-Geral da Justiça, foi de especializar e nivelar conhecimentos dos servidores do NIJ, almejando a excelência no exercício de suas atribuições. É de bom alvitre registrar que, por uma evidente e inquestionável razão de sigilo e preservação, não será objeto deste relatório a descrição qualificativa dos atendimentos realizados a magistrados. Este horizonte permite adiantar a avaliação da necessidade de sensibilizar e capacitar todos os quadros do TJRS no que diz respeito a condutas de segurança e proteção ao conhecimento sensível, tais como a custódia de documentos e o uso da tecnologia da informação, o que permitirá inclusive maior preparo para enfrentar questões na vida privada, como, por exemplo, golpes criminosos através de telefonemas e/ou de correios eletrônicos fraudulentos. Desse modo, atuando proativamente e focado no aprimoramento do serviço prestado no âmbito da segurança institucional, pessoal e de inteligência, o Núcleo de Inteligência mantém a eficácia na execução de seus trabalhos, bem como possui grande capacidade de se aperfeiçoar para atender as demandas vindouras. Destacam-se abaixo os resultados obtidos pelo Núcleo de Inteligência no ano 2011: a) Atendimento a magistrados: Descrição Quantidade Fatos Envolvendo Magistrados 40 Segurança de Autoridades Judiciais 03 Fatos Envolvendo Servidores 03 Fonte: NIJ/TJRS. b) Gerenciamento do CVMI Policiais Militares Inativos: Descrição Quantidade Guardas de Foro Empregados 316 Comarcas Atendidas por Guardas de Foro 129 Fonte: NIJ/TJRS. 22

24 c) Recursos Humanos: Descrição Quantidade Consulta de Informações Conciliadores 223 Consulta de Informações Estagiários Zeladoria do TJ Serviço Terceirizado 287 Consulta de Informações Terceirizados que Prestam Serviços ao TJ 18 Fonte: NIJ/TJRS. d) Segurança na fiscalização de presídios: Descrição Quantidade Fiscalização em Casas Prisionais 96 Quilômetros Percorridos Presos Ouvidos 800 Retorno da Situação Jurídica dos Presos Entregues nos Presídios 782 Fonte: NIJ/TJRS. e) Atendimento a levantamento fotográfico de óbitos: Descrição Quantidade Óbitos de Presos 54 Fonte: NIJ/TJRS. f) Triagem de presos na sala da VEC destinadas à Equipe: Descrição Quantidade Triagem e Encaminhamento de Presos 301 Fonte: NIJ/TJRS. 23

25 g) Recolhimento de material bélico: Descrição Quantidade Arma Branca Arma de Fogo Munições Comarcas Atendidas 107 Distância Percorrida Fonte: NIJ/TJRS. Desta forma, em comunhão de esforços entre os Poderes Judiciário e Executivo, foram desencadeadas ações no Estado a fim de atingir as metas traçadas para o exercício do presente ano, objetivando a otimização, a qualificação e o aperfeiçoamento dos serviços prestados pelo Núcleo. 24

26 Assessoria de Comunicação Social Assessor de Comunicação Social: Jorn. Gilberto Delmar Jasper Júnior Unidade de Imprensa Assessora-Coordenadora de Imprensa: Jorn. Adriana Arend Seguindo as diretrizes estabelecidas pelo Planejamento Estratégico e pelo Conselho de Comunicação Social do Tribunal de Justiça, a Unidade de Imprensa centrou esforços para promover a aproximação do Judiciário com a sociedade. Comunicação Externa Entre os projetos que desenvolveu e integrou neste sentido, estão: Lançamento, em outubro de 2011, da Rádio Themis. Hospedada na internet do TJRS, está 24h no ar e veicula notícias do Judiciário, informações de interesse geral e um repertório musical com clássicos nacionais e internacionais. Abrange mais de 300 rádios no RS e cerca de 2 mil no Brasil, além de audiências em outros países, como Estados Unidos, Argentina, Portugal, Uruguai, Inglaterra e Índia. No primeiro mês, alcançou mais de 620 emissoras, sendo 70% do RS e 30% de outros Estados do País. Cada notícia produzida obteve uma média de 100 aproveitamentos. O serviço é coordenado pela Unidade de Imprensa do TJ e produzido e distribuído pela empresa RADIOWEB. Manutenção do Twitter do TJRS que, até dez./11, contabilizava mais de 6 mil seguidores. Produção de vídeo e spot de rádio protagonizado pelo personagem Guri de Uruguaiana, informando a sociedade gaúcha sobre a implantação do processo eletrônico, com veiculação em emissoras de rádio e TV no Estado. Criação da campanha Qualidade no Atendimento, destinada a integrantes do Judiciário, advogados e público em geral. Criação de logotipo para a Conciliação em 1º e 2º Graus. Elaboração, em parceria com o Memorial do Judiciário, de livro de passatempos com atividades relacionadas à Justiça, para distribuição a crianças na Casa do Judiciário na EXPOINTER. 25

27 Criação do layout do Programa de Virtualização do Judiciário e desenvolvimento de materiais relacionados ao projeto: folders interno e externo, hot site e vídeo sobre o processo eletrônico. Teve continuidade o programa de TV Justiça Gaúcha, em formato telejornal, com duração de 30 minutos, exibido semanalmente pela UniTV e TV Assembleia. Todos os programas estão disponíveis na íntegra no site do TJRS, link Justiça Gaúcha. A coordenação é da Assessoria de Imprensa do TJRS, sob a supervisão do Conselho de Comunicação Social do Tribunal. A repercussão obtida junto aos meios de comunicação (rádio, TV, jornais e sites), em mídia espontânea (sem custos para o Judiciário), dobrou em relação ao ano anterior, alcançando uma média de R$ 4 milhões ao mês. Teve prosseguimento o envio de mailing diário, aos meios de comunicação, da íntegra das notícias publicadas no site do TJRS. Manteve-se coluna semanal no jornal O Sul, com artigos jurídicos redigidos por magistrados, e envio mensal de artigos ao Correio do Povo, para publicação no Espaço Jurídico. Ao longo do ano, os profissionais da equipe de imprensa realizaram uma média de 20 atendimentos a jornalistas ao dia, inclusive fora do horário de expediente, em períodos noturnos, feriados e fins de semana, em atendimento de plantão. Em 2011, a Assessoria de Imprensa do TJRS conquistou o Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça. Com o projeto Petição 10, Sentença 10, venceu na categoria Projeto Temático, pela elaboração do layout das peças gráficas e do hot site, disponível no site do TJRS. A entrega ocorreu no encerramento do VII Congresso dos Assessores de Comunicação da Justiça. Comunicação Interna Por meio do Ato n. 15/11-P, foi unificada a elaboração de materiais em meio impresso, eletrônico e audiovisual do Judiciário Estadual, cabendo à Unidade de Imprensa estabelecer um padrão gráfico, visual e de linguagem das peças produzidas. O Informativo Eletrônico, anteriormente enviado a todos os magistrados e s setoriais, passou a ser remetido a todos os usuários do TJ. Entre as novidades, estão a veiculação de votos de louvor e uma página dedicada a talentos de servidores e magistrados. Também foi efetuada a circulação mensal do boletim Notícias do Foro da Capital. O link de Notícias Internas superou 1 mil matérias de interesse do público interno. No link Judiciário na Mídia, na intranet, manteve-se a clipagem de notícias relacionadas ao Poder Judiciário veiculadas em jornais, rádios, televisões e sites pelos principais veículos do Rio Grande do Sul e do País. 26

28 Ainda no link Judiciário na Mídia, foram agregados dois novos conteúdos: o link Opinião, que traz artigos de magistrados publicados em veículos externos, e o link Banco de Criação, que disponibiliza arquivos dos materiais de divulgação criados pela Unidade de Imprensa do TJRS. Houve a divulgação de aproximadamente 400 telas login e mensagens instantâneas, com informes de interesse da Administração, de magistrados e servidores de 1º e de 2º Graus. A Unidade de Imprensa é responsável também pelo recebimento e encaminhamento, para publicação, de mensagens no link Destaques na internet/intranet. Eventos e coberturas A produção, edição e divulgação de notícias compreendeu o acompanhamento de atividades da Presidência, administrativas e jurisdicionais no âmbito do Judiciário, tanto internas quanto externas. Todos os eventos contaram com a respectiva cobertura fotográfica e manutenção de arquivo de imagens. Unidade de Relações Públicas Assessora-Coordenadora de Relações Públicas: Bela. Ana Luiza Groisman Lopes A Unidade assessorou a Presidência do Tribunal de Justiça na área de Relações Públicas e Cerimonial e apoiou a Administração no desenvolvimento de projetos e sua respectiva aplicação, abrangendo os públicos interno e externo. Precedeu e acompanhou o Presidente em 32 eventos e providenciou a representação do Tribunal em 170 eventos na Capital, 49 no Interior do Estado e 9 em outros Estados. Organizou as viagens do Presidente ou de seu representante, sendo 15 para outros Estados. Organizou, coordenou e acompanhou solenidades e atos oficiais realizados em todo o Estado, promovidos pelo Poder Judiciário, com a presença da Presidência ou representante. Entre os atos destacamos as Solenidades de Posse dos Des. Leila Vani Pandolfo Machado, Maria Lúcia Aguiar Vieira, Eugênio Facchini Neto, Ana Beatriz Iser, Miguel Ângelo da Silva, Catarina Rita Krieger Martins, Francesco Conti, Diógenes Vicente Hassan Ribeiro e João Barcelos de Souza Júnior; Abertura do Ano Judiciário, Lançamento do Anuário da Justiça do RS, Cerimônia de Instalação do Núcleo de Conciliação do 2º Grau, Instalação do 2º Juizado da 1ª Vara Cível da Comarca de Rio Grande, Abertura do XXII Encontro de Juízes Vitaliciandos em Bento Gonçalves, Sessão Solene em Homenagem à Semana da Pátria, Ato de Lançamento do AR Digital, Inauguração dos Novos Prédios dos Foros das 27

29 Comarcas de Portão, Vacaria, Arroio Grande, Três de Maio, Butiá, São Luiz Gonzaga e Iraí, Inauguração das Novas Dependências dos Prédios dos Foros das Comarcas de Charqueadas, São Sebastião do Caí, Sapucaia do Sul, Passo Fundo e Rosário do Sul, Inauguração do Novo Prédio do Foro Regional do 4º Distrito, V Encontro Nacional do Judiciário, Ato de Descerramento da Fotografia do Des. Arminio José Abreu Lima da Rosa, Sessão Solene Alusiva à Declaração Universal dos Direitos Humanos, Lançamento Oficial do Processo Eletrônico e Ato de Abertura da Semana da Conciliação. Apoiou eventos como reuniões do CONAD e do CONINF, VII Fórum de Qualidade de Vida no Trabalho, Cerimônias de Jubilamento de Magistrados e Servidores e Inauguração da Casa do Judiciário da Expointer. Acompanhou e assessorou o Presidente em visita aos Foros das Comarcas de Canoas, Cachoeirinha, São Leopoldo, Alvorada, Gravataí, Santo Ângelo, Bagé, Cruz Alta, Getúlio Vargas, Erechim, Santa Cruz do Sul, Venâncio Aires e Foro Regional da Restinga. No ano 2011, a Unidade de Relações Públicas agendou 195 audiências, sendo delas 23 com comitivas de comarcas do Interior. Acompanhou o Presidente em visitas protocolares, entre elas ao Embaixador do Vietnã, Ministério Público, Cônsul do Japão e Consulado Americano de São Paulo. Controlou e organizou os murais de divulgação de eventos relacionados à área do Direito e de comunicação interna para os servidores, recepcionou 34 universidades em visitas previamente agendadas, com o objetivo de conhecerem as dependências e o funcionamento do Tribunal; planejou e coordenou a I Feira de Páscoa, além de apoiar ações beneficentes, como a Campanha de Páscoa, que arrecadou chocolates para a Confraternização de Páscoa do INAMEX Instituto de Amparo ao Excepcional, Campanha do Agasalho, que arrecadou agasalhos para as crianças que vivem na Ilha do Pavão, Campanha de Dia das Crianças, que arrecadou fraldas infantis para as crianças da Fundação de Proteção Especial (Unidade Ipanema) e também para a Unidade Materno Infantil da Penitenciária Madre Pelletier, e Campanha de Natal, que arrecadou refrigerantes para as crianças e adultos do Amparo Santa Cruz. 28

30 Assessoria de Gestão Estratégica e Qualidade Assessora: Bela. Rosália Maria Costa Fonseca Plano de Gestão pela Qualidade do Judiciário Secretária Executiva: Dra. Eliane Garcia Nogueira Juíza-Corregedora Secretário Executivo Suplente: Dr. José Luiz Leal Vieira Juiz de Direito Assessora de Gestão Estratégica e Qualidade: Bela. Rosália Maria Costa Fonseca O ano 2011 foi extremamente profícuo em termos de inovação e resultados para a Assessoria de Gestão Estratégica e Qualidade, órgão executivo do PGQJ, traduzidos em ações voltadas às pessoas e aos processos de trabalho, conforme se depreende do que a seguir é relatado. PREMIAÇÕES Programa de Qualidade de Vida no Trabalho O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul foi agraciado com o Prêmio de Melhor Case de 2011 do Brasil na área. Votaram 600 empresas públicas e privadas, bem como professores universitários de renome nacional. O Prêmio foi concedido pela Associação Brasileira de Qualidade de Vida no Trabalho, em outubro, em São Paulo. Assessoramento em Gestão em Áreas de Alta Criticidade A AGEQ foi premiada, com o primeiro lugar, na categoria Gestão Estratégica, pelo trabalho de consultoria técnica e comportamental desenvolvido nas unidades judiciárias de 1º Grau. A premiação foi concedida durante a XI Mostra Nacional de Trabalhos da Qualidade do Poder Judiciário, em novembro, em Brasília. 29

31 PROGRAMA DE HABILIDADES PARA A VIDA O Programa visa a proporcionar às pessoas condições de incorporarem e/ou aperfeiçoarem habilidades no seu cotidiano laboral e pessoal de maneira a melhorarem as relações interpessoais e aumentarem sua qualidade de vida no trabalho, a partir de comportamentos que favoreçam a saúde física, mental e espiritual. Evento pioneiro no TJRS, contou com a participação de 35 servidores. 1 1º Data Tema Palestrante Projeto de vida: conciliando aspirações pessoais com perspectivas organizacionais Comunicação com superiores e colegas: saber ouvir; pedir, dar e receber feedback, assertividade Relações interpessoais: como administrar conflitos no grupo de trabalho; controle das emoções no ambiente de trabalho Psic. Zeila Bedin Dra. Silvia Generali da Costa Psic. Marta Borghetti Bastos Saúde: a mente como terra fértil Dr. Paulo Bregolin Alimentação saudável; lanches funcionais Nutr. Eliana Bonatto Autoconhecimento e autodesenvolvimento Marta Verena Lucian Depressão ou tristeza? Abordagens psicoterápicas Psic. Luciana Dorfmann Orçamento sobre controle: finanças pessoais Sérgio Dias Rotta Administração do tempo Roberto Correa de Correa Conciliando trabalho e vida pessoal Psic. Neli Sortica Abaixo a avaliação do Programa. Em Relação ao Evento MS S RS NS No conjunto o programa foi 90% 10% Horário da realização 30% 60% 10% Dia de realização 60% 35% 5% Carga horária 45% 45% 10% MS = Muito Satisfatório S = Satisfatório RS = Razoavelmente Satisfatório NS = Não Satisfatório 30

32 CONVÊNIO EM ATENDIMENTO PSICOLÓGICO E PSIQUIÁTRICO Iniciativa da AGEQ que contou com o apoio da Alta Administração, traz o benefício de suprir uma lacuna do IPE-Saúde, plano utilizado por parte dos integrantes do Judiciário, que não conta com psicólogos credenciados. Outra vantagem é que, pelo convênio firmado com o Instituto Contemporâneo, não há limite de consultas mensais. A instituição conveniada, situada em Porto Alegre, proporciona atendimento aos sábados, possibilitando que servidores do Interior também possam utilizar o serviço. Além disso, disponibiliza atendimento até as 21h. O convênio possibilita que o servidor tenha acesso ao serviço de atendimento psicoterápico ou psiquiátrico por valores bastante acessíveis e de acordo com a faixa salarial. PESQUISA DA SAÚDE OCUPACIONAL Projeto desenvolvido pela AGEQ em parceria com a PUCRS, através do Grupo de Pesquisa em Psicologia da Saúde Ocupacional e pelo Núcleo de Estudos e Pesquisa em Trauma e Estresse do Programa de Pós-Graduação em Psicologia, com a finalidade de investigar a qualidade de vida percebida pelos servidores do Tribunal de Justiça do Estado do RS e sua relação com o trabalho. O objetivo da pesquisa é levantar indicadores biopsicossociais relativos aos servidores, de forma a subsidiar um plano de prevenção e promoção da saúde. Participaram da pesquisa quantitativa, pela metodologia da amostragem, 600 servidores. Da pesquisa qualitativa, participaram 10 servidores de diversas funções e um grupo focal de 8 Oficiais de Justiça. O relatório final será apresentado pela PUCRS em janeiro de PROGRAMA DE APOIO ÀS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA O Programa visa à melhoria na qualidade de vida no trabalho dos servidores do 1º e 2º Graus com deficiência. Inicialmente, realizou-se um levantamento das necessidades específicas, a fim de que se pudesse adotar providências para as adequações necessárias. Em parceria com a CEA Comissão Especial de Acesso, realizou-se o I Seminário sobre Acessibilidade e Inclusão, que contou com a participação de 110 pessoas, e uma palestra sobre Inclusão, da qual participaram 87 pessoas. CERIMÔNIA DE JUBILAMENTO Evento semestral que tem como objetivo expressar um reconhecimento aos anos de serviços prestados por magistrados e servidores, foi oficializado pelo Ato n. 032/10-P, em Neste ano foram realizadas duas cerimônias, nas quais foram homenageados 17 magistrados e 69 servidores. 31

33 CADHOCC E CADHOTJ CENTROS DE APOIO E DESENVOLVIMENTO HUMANO E ORGANIZACIONAL DA COMARCA DA CAPITAL E DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Os Centros têm como missão o desenvolvimento humano e organizacional, a promoção da saúde e do bem- -estar das pessoas. Destacam-se as seguintes atividades, cuja coordenação geral é de responsabilidade da AGEQ. Atividade N. de Participantes Programa de Desenvolvimento de Equipes 59 Programa de Desenvolvimento de Lideranças 47 Treinamento em Habilidades Sociais 45 Diálogos sobre o Trabalho Oficiais de Transporte 27 Diálogos sobre o Trabalho Feminino 15 Diálogos sobre o Trabalho Oficiais de Justiça 12 Seleções de Estagiários para os Diversos Cartórios 63 Seleção de Estagiários para o CADHOCC/CADHOTJ 27 Consultorias Internas às Chefias 22 Atendimentos Individuais 68 Apoio à Direção do Foro da Comarca da Capital 51 Atividades Extras (Grupos, Atendimentos, Entrevistas, Benchmarking) 36 Total 472 PROGRAMA DE PREPARAÇÃO PARA A APOSENTADORIA O PPA tem como objetivo preparar os participantes para essa nova etapa de sua vida, bem como minimizar conflitos e tensões próprios do período de final de carreira, possibilitando, assim, que a pessoa tenha o mesmo grau de envolvimento, qualidade e produtividade em suas atribuições até o momento de seu jubilamento. Este ano, realizaram-se duas edições: uma em Porto Alegre e uma em Frederico Westphalen. Participaram dos eventos, entre magistrados e servidores, 58 pessoas. CICLO DE PALESTRAS Palestras mensais, em diversos locais da instituição, abordando temas relacionados à saúde física, mental e espiritual. Busca subsidiar com informações de prevenção a doenças e ao estresse e conscientizar as pessoas sobre sua participação como sujeitos de sua qualidade de vida. 32

Órgãos do Tribunal de Justiça

Órgãos do Tribunal de Justiça Órgãos do Tribunal de Justiça Des. Leo Lima Des. Aristides Pedroso de Albuquerque Neto Des. Vasco Della Giustina Des. Danúbio Edon Franco Des. Luiz Ari Azambuja Ramos Des. Arminio José Abreu Lima da Rosa

Leia mais

Posses. 16/03 Desembargadora Isabel Dias Almeida. 18/05 Desembargador Altair de Lemos Junior

Posses. 16/03 Desembargadora Isabel Dias Almeida. 18/05 Desembargador Altair de Lemos Junior Memória 1 Posses 16/03 Desembargadora Isabel Dias Almeida 18/05 Desembargador Altair de Lemos Junior 10/08 Desembargadores Leonel Pires Ohlweiler e Eduardo Uhlein Memória 2 Eventos 18/03 Evento Poder Judiciário

Leia mais

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM DECRETO nº 1098, de 12 de fevereiro de 2009 Dispõe sobre alocação, denominação e atribuições dos órgãos que compõem a estrutura organizacional do Gabinete da Prefeita e dá outras providências. A PREFEITA

Leia mais

DECRET0 Nº 2.250, DE 30 DE MAIO DE 2008

DECRET0 Nº 2.250, DE 30 DE MAIO DE 2008 DECRET0 Nº 2.250, DE 30 DE MAIO DE 2008 Publicado no Jornal Correio Paranaense Em, 04.06.2008 Dispõe sobre a Estrutura Regimental da Secretaria Municipal de Governo. O Prefeito Municipal de São José dos

Leia mais

Tribunal Pleno. Órgãos do Tribunal de Justiça 2

Tribunal Pleno. Órgãos do Tribunal de Justiça 2 1 Tribunal Pleno Des. Marco Antônio Barbosa Leal Presidente Des. José Eugênio Tedesco Des. Osvaldo Stefanello Des. Paulo Augusto Monte Lopes Des. Aristides Pedroso de Albuquerque Neto Des. Vladimir Giacomuzzi

Leia mais

DATA DE POSSE: 15 de outubro de 2012, com nomeação pela Presidenta Dilma Rousseff, publicada no D.O.U do dia 09.10.2012

DATA DE POSSE: 15 de outubro de 2012, com nomeação pela Presidenta Dilma Rousseff, publicada no D.O.U do dia 09.10.2012 TÂNIA REGINA SILVA RECKZIEGEL DESEMBARGADORA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO DATA DE POSSE: 15 de outubro de 2012, com nomeação pela Presidenta Dilma Rousseff, publicada no D.O.U

Leia mais

Conselho da Magistratura

Conselho da Magistratura Des. José Aquino Flôres de Camargo Presidente Des. Luiz Felipe Silveira Difini 1º Vice-Presidente Des. Manuel José Martinez Lucas 2º Vice-Presidente Des. Francisco José Moesch 3º Vice-Presidente Des. Tasso

Leia mais

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Nome da Escola : Agrupamento de Escolas de Almancil, Loulé Horário n.º: 27-18 horas 2013-10-09 Grupo de Recrutamento: 420 - Geografia LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Ordenação Graduação

Leia mais

Prof. Ms. Anchieta Silveira

Prof. Ms. Anchieta Silveira Prof. Ms. Anchieta Silveira Aula 2 Comunicação com a sociedade O Judiciário e os MCM Assessorias e monografias Resumo da aula 1 Comunicação como processo Cultura organizacional Redes, fluxos, tipos de

Leia mais

Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011

Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011 Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011 Dispõe sobre o Plano Nacional de Capacitação Judicial de magistrados e servidores do Poder Judiciário (Publicada no DJ-e nº

Leia mais

HYGINO FERREIRA MARQUES

HYGINO FERREIRA MARQUES HYGINO FERREIRA MARQUES Formação acadêmica: Universidad Del Museo Social Argentino Doutorado em Ciências Jurídicas e Sociais Início: Janeiro de 2011 Conclusão: Julho de 2012 Universidade Cândido Mendes

Leia mais

Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal

Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA Introdução É importante ressaltar que um plano de comunicação tem a finalidade de tornar conhecida

Leia mais

AGENDA DE ATIVIDADES 2011

AGENDA DE ATIVIDADES 2011 AGENDA DE ATIVIDADES 2011 JANEIRO Administração Financeira e Orçamentária (Promovido pela Enfam) Docente: Doutor Daniel Veloso Couri - Auditor Federal de Controle Externo do Tribunal de Contas da União

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

FACULDADE DE DIREITO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CAPÍTULO I DA FINALIDADE ART. 1º - O Núcleo de Prática Jurídica, subordinado à Faculdade de Direito

Leia mais

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino Corrida da Saúde Classificação geral do corta-mato, realizado no dia 23 de Dezembro de 2007, na Escola E.B. 2,3 de Valbom. Contou com a participação dos alunos do 4º ano e do 2º e 3º ciclos do Agrupamento

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ, no uso de suas atribuições legais e com fundamento no art. 19, XX, da Lei Complementar nº 85, de 27 de dezembro de 1999, Considerando

Leia mais

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA CLASSIFICAÇÕES DO SEGUNDO TESTE E DA AVALIAÇÃO CONTINUA Classificações Classificação Final Alex Santos Teixeira 13 13 Alexandre Prata da Cruz 10 11 Aleydita Barreto

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 010/2013

ATO NORMATIVO Nº 010/2013 ATO NORMATIVO Nº 010/2013 Organiza as ações de comunicação social, no âmbito do Ministério Público do Estado da Bahia. OPROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso das atribuições que lhe confere

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO PORTARIA Nº 59, DE 14 DE MARÇO DE 2008. Dispõe sobre alterações no Manual de Atribuições da Seção Judiciária do Paraná e estabelece outras providências. O VICE-PRESIDENTE, NO EXERCÍCIO DA PRESIDÊNCIA DO

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho IMPRENSA IT. 36 07 1 / 8 1. OBJETIVO Administrar o fluxo de informações e executar ações de comunicação junto aos públicos interno e externo do Crea GO de forma transparente, ágil, primando pela veracidade

Leia mais

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Gabinete/Cargo Nome Extensão E-mail Diretor Luiz Felipe Rocha de Faria 1450 lef@isep.ipp.pt Sub-diretor(es) António Constantino Lopes 1462 acm@isep.ipp.pt

Leia mais

Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação

Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação Aprovado por: Diretoria de Informação Institucional 1 OBJETIVO Definir e padronizar os procedimentos referentes

Leia mais

Órgãos do Tribunal de Justiça

Órgãos do Tribunal de Justiça Tribunal Pleno Des. José Aquino Flôres de Camargo Presidente Des. Aristides Pedroso de Albuquerque Neto Des. Arminio José Abreu Lima da Rosa Des. Marcelo Bandeira Pereira Des. Vicente Barroco de Vasconcellos

Leia mais

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre Jorge Costelha Seabra 2 18,2 110402182 Ana Catarina Linhares

Leia mais

1ª. Reunião de Análise Estratégica - 2012. Núcleo de Gestão Estratégica. Manaus, 05 de março de 2012

1ª. Reunião de Análise Estratégica - 2012. Núcleo de Gestão Estratégica. Manaus, 05 de março de 2012 1ª. Reunião de Análise Estratégica - 2012 Núcleo de Gestão Estratégica Manaus, 05 de março de 2012 Objetivos Divulgar os resultados da Metas Nacionais de 2011 e apresentar os desafios para 2012. Calendário

Leia mais

ROSA MARIA WEBER CANDIOTA DA ROSA

ROSA MARIA WEBER CANDIOTA DA ROSA ROSA MARIA WEBER CANDIOTA DA ROSA Ministra do Supremo Tribunal Federal, empossada em 19 de dezembro de 2011. Nascida em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, em 02 de outubro de 1948. Filha do médico José Júlio

Leia mais

PORTFÓLIO DE PROJETOS ESTRATÉGICOS PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE MS

PORTFÓLIO DE PROJETOS ESTRATÉGICOS PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE MS PORTFÓLIO DE PROJETOS ESTRATÉGICOS PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE MS Elaboração e Implantação de Modelo e Software de Gestão de Desempenho dos Oficiais de Justiça Implantar software de gestão de desempenho

Leia mais

LEI N.º 3.590 de 2 de maio de 2006.

LEI N.º 3.590 de 2 de maio de 2006. LEI N.º 3.590 de 2 de maio de 2006. O PREFEITO MUNICIPAL DE URUGUAIANA: Dispõe sobre a Estrutura Administrativa e institui organograma da Câmara Municipal de Uruguaiana e dá outras providências. Faço saber,

Leia mais

I CORPOS DE BOMBEIROS

I CORPOS DE BOMBEIROS I CORPOS DE BOMBEIROS Artigo 1 PESSOAL A Quadro de Comando 1-Nomeações 2-Exonerações 3-Renomeações 4-Licenças O CORPO DE BOMBEIROS DA MADALENA: Que, no período de 01 a 31de JUL10, esteve em gozo de licença,

Leia mais

Escola Secundária de S. Pedro do Sul (AESPS)

Escola Secundária de S. Pedro do Sul (AESPS) Sala B5 KFS ALEXANDRE DE ALMEIDA SILVA ALEXANDRE HENRIQUE DA ROCHA OLIVEIRA ALEXANDRE MIGUEL DE ALMEIDA PEREIRA ALEXANDRE SILVA FIGUEIREDO ANA CATARINA GOMES MOREIRA ANA CATARINA MARQUES GOMES ANA MARGARIDA

Leia mais

PARÁ: O histórico do Ministério Público Paraense no enfrentamento à Violência contra a mulher

PARÁ: O histórico do Ministério Público Paraense no enfrentamento à Violência contra a mulher PARÁ: O histórico do Ministério Público Paraense no enfrentamento à Violência contra a mulher Lucinery Helena Resende Ferreira do Nascimento Túlio Carlos Souza Ortiz Desde o nascimento da Lei 11.340, em

Leia mais

Áreas de Atuação. Conheça as expertises de Gomes & Aguiar Advogados Associados

Áreas de Atuação. Conheça as expertises de Gomes & Aguiar Advogados Associados Institucional Gomes & Aguiar Advogados Associados, fundada em 2001, é uma sociedade de advogados sediada no Centro Histórico da cidade de Porto Alegre. Possui moderna infraestrutura e é integrada por advogados

Leia mais

COMUNICADO. Fonte de Consulta. BARROSO, Luís Roberto. Curso de direito constitucional contemporâneo. 2ª edição. São Paulo: Saraiva, 2010.

COMUNICADO. Fonte de Consulta. BARROSO, Luís Roberto. Curso de direito constitucional contemporâneo. 2ª edição. São Paulo: Saraiva, 2010. ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESPÍRITO SANTO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO COMUNICADO A MESA DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE INTEGRADA BRASIL AMAZÔNIA FIBRA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE INTEGRADA BRASIL AMAZÔNIA FIBRA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE INTEGRADA BRASIL AMAZÔNIA FIBRA Regula o funcionamento do Núcleo de Prática Jurídica NPJ do curso de Direito Bacharelado da Fibra. CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO COM FOCO EM COMPETÊNCIAS:

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO COM FOCO EM COMPETÊNCIAS: AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO COM FOCO EM COMPETÊNCIAS: Implantação do sistema de Avaliação de Desempenho com Foco em Competências no Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região Belém PA 2013 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

Leia mais

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Apresentação 1.Identificação do órgão:tribunal do Trabalho da Paraíba/ Assessoria de Comunicação Social 2.E-mail para contato:rdaguiar@trt13.jus.br, rosa.jp@terra.com.br

Leia mais

Direito Processual do Trabalho

Direito Processual do Trabalho Faculdade de Direito Milton Campos Reconhecida pelo Ministério da Educação Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Direito do Trabalho Direito Processual do Trabalho Carga Horária: 64 h/a 1- Ementa O curso

Leia mais

PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. Regulamenta as atribuições da Secretaria de Controle Interno do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá outras providências. A PRESIDENTE DO, no uso de

Leia mais

Curso de Pós-Graduação em Direito do Trabalho e de Processo de Trabalho 2010/2011

Curso de Pós-Graduação em Direito do Trabalho e de Processo de Trabalho 2010/2011 Curso de Pós-Graduação em Direito do Trabalho e de Processo de Trabalho 2010/2011 INICIO: 11 de Fevereiro de 2011 COORDENAÇÃO: Dr. Paulo Morgado de Carvalho / Prof. Doutor Júlio Vieira Gomes Com a participação

Leia mais

Portaria nº 3156, de 5 de dezembro de 2013.

Portaria nº 3156, de 5 de dezembro de 2013. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, CONSIDERANDO o Planejamento Estratégico Participativo em execução (2009/2014), aprovado pela Resolução Administrativa

Leia mais

Peticionar Inquérito e Outros Documentos

Peticionar Inquérito e Outros Documentos Peticionar Inquérito e Outros Documentos Este manual se destina a orientar a Polícia Civil a realizar o Peticionamento de Inquéritos e Outros Documentos (exceto Auto de Prisão em Flagrante) para o Tribunal

Leia mais

Art. 1º Fica aprovado, na forma do Anexo, o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. JOSÉ EDUARDO CARDOZO ANEXO

Art. 1º Fica aprovado, na forma do Anexo, o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. JOSÉ EDUARDO CARDOZO ANEXO PORTARIA Nº 2.588, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 Aprova o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições previstas nos incisos I e II do parágrafo

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Esta iniciativa busca a modernização e a ampliação das ações e dos instrumentos de Comunicação para atender às necessidades de divulgação e alinhamento de informações

Leia mais

ESCOLA NACIONAL DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE MAGISTRADOS MINISTRO SÁLVIO DE FIGUEIREDO TEIXEIRA RESOLUÇÃO Nº 3, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2013.

ESCOLA NACIONAL DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE MAGISTRADOS MINISTRO SÁLVIO DE FIGUEIREDO TEIXEIRA RESOLUÇÃO Nº 3, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2013. ESCOLA NACIONAL DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE MAGISTRADOS MINISTRO SÁLVIO DE FIGUEIREDO TEIXEIRA RESOLUÇÃO Nº 3, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2013. Dispõe sobre o curso oficial para ingresso, o curso de formação

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES Serviços da Assessoria de Comunicação Social

GUIA DE ORIENTAÇÕES Serviços da Assessoria de Comunicação Social A Assessoria de Comunicação Social (ASCOM) da Universidade Federal de Alfenas UNIFAL-MG é uma unidade de apoio e assessoramento da Instituição, diretamente ligada ao Gabinete da Reitoria, que dentre suas

Leia mais

Técnicos Especializados

Técnicos Especializados Nome da Escola : Data final da candidatura : Disciplina Projeto: Agrupamento de Escolas Alexandre Herculano, Porto Nº Escola : 153000 2015-09-03 Nº Horário : 75 Escola de Referência para a Educação Bilingue

Leia mais

U n i v e r s i d a d e d o E s t a d o d o R i o d e J a n e i r o. C e n t r o d e C i ê n c i a s S o c i a i s

U n i v e r s i d a d e d o E s t a d o d o R i o d e J a n e i r o. C e n t r o d e C i ê n c i a s S o c i a i s GRADE HORÁRIA MANHÃ/TARDE 2014/2 2º SEMESTRE 1º PERÍODO SALA 7002 F História do do Pensamento Político I História do Política I Política I I I História do Política I Política I Introdução à Introdução

Leia mais

ATA DE REUNIÃO. Ata da Sessão Plenária nº 3409 Data: 19/02/2013 Folha: 01/02

ATA DE REUNIÃO. Ata da Sessão Plenária nº 3409 Data: 19/02/2013 Folha: 01/02 Ata da Sessão Plenária nº 3409 Data: 19/02/2013 Folha: 01/02 1. PRESENÇAS: 1.1. Conselheiros Titulares: Adm. Wagner Siqueira Presidente Adm. Jorge Humberto Moreira Sampaio V.P. de Planej. e Desenvolv.

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

ATO REGULAMENTAR Nº 9, DE 7 DE MAIO DE 2010

ATO REGULAMENTAR Nº 9, DE 7 DE MAIO DE 2010 Publicada no Diário da Justiça Eletrônico, em 11/5/2010. ATO REGULAMENTAR Nº 9, DE 7 DE MAIO DE 2010 Altera dispositivos do Regulamento da Secretaria. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, nos termos

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

Órgão/Sigla: SISTEMA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO - SMPG SECRETARIA MUNICIPAL DE URBANISMO E TRANSPORTE - SEMUT

Órgão/Sigla: SISTEMA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO - SMPG SECRETARIA MUNICIPAL DE URBANISMO E TRANSPORTE - SEMUT Órgão/Sigla: SISTEMA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO - SMPG Natureza Jurídica: Gestão: Finalidade: ÓRGÃO COLEGIADO SECRETARIA MUNICIPAL DE URBANISMO E TRANSPORTE - SEMUT Coordenar as ações planejadas

Leia mais

ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE SERVIDORES ESACS/RJ COMUNICADO SOBRE PENDÊNCIAS EM AÇÕES DE TREINAMENTO

ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE SERVIDORES ESACS/RJ COMUNICADO SOBRE PENDÊNCIAS EM AÇÕES DE TREINAMENTO ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE SERVIDORES ESACS/RJ COMUNICADO SOBRE PENDÊNCIAS EM AÇÕES DE TREINAMENTO A ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE SERVIDORES ESACS/RJ torna público que a COMISSÃO

Leia mais

EDIFÍCIO-SEDE DA PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETES DE PROCURADORES DE JUSTIÇA

EDIFÍCIO-SEDE DA PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETES DE PROCURADORES DE JUSTIÇA MINISTÉRIO PÚBLICO DA PARAÍBA PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA TELEFONES E ENDEREÇOS DA SEDE E ANEXOS EDIFÍCIO-SEDE DA PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA (Av. Dom Pedro II, s/n Centro João Pessoa/PB CEP: 58.013-030)

Leia mais

(ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES

(ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES (ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES Indicador 01 INDICADOR: Índice de confiança no Poder Judiciário (1 CNJ) Confiança da sociedade no Poder Judiciário CNJ Pesquisa de opinião contratada pelo CNJ Identificar

Leia mais

Processo Judicial Eletrônico: Juizados Especiais Cíveis

Processo Judicial Eletrônico: Juizados Especiais Cíveis Processo Judicial Eletrônico: Juizados Especiais Cíveis BPM Day Serra Gaúcha 2013 Carolina Möbus Volnei Rogério Hugen O Poder Judiciário De acordo com o fundamento do Estado, o Poder Judiciário tem a Missão

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 13/2010 Aprova o Regimento Interno do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho IMPRENSA IT. 36 08 1 / 6 1. OBJETIVO Administrar o fluxo de informações e executar ações de comunicação junto a imprensa sediada na capital e no interior de forma transparente, ágil, primando pela veracidade

Leia mais

MINAS GERAIS 12/04/2008. Diário do Judiciário. Portaria 2.176/2008

MINAS GERAIS 12/04/2008. Diário do Judiciário. Portaria 2.176/2008 MINAS GERAIS 12/04/2008 Diário do Judiciário Chefe de Gabinete: Dalmar Morais Duarte 11/04/2008 PRESIDÊNCIA Portaria 2.176/2008 Institucionaliza o Programa Conhecendo o Judiciário do Tribunal de Justiça.

Leia mais

LISTA DE GRADUAÇÃO DOS CANDIDATOS GRUPO DE RECRUTAMENTO 600. Horário 28

LISTA DE GRADUAÇÃO DOS CANDIDATOS GRUPO DE RECRUTAMENTO 600. Horário 28 LISTA DE GRADUAÇÃO DOS CANDIDATOS GRUPO DE RECRUTAMENTO 600 Horário 28 Graduação Profissional Nº Candidato Nome 24,508 4716699811 Vanda Isabel do Vale Silva Almeida 24,203 8219102942 Cristina Maria da

Leia mais

Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência

Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência Número Nome Nota Obs 10780 ALEXANDRE JOSÉ SIMÕES SILVA 15 11007 ALEXANDRE REIS MARTINS 7,7 11243 Álvaro Luis Cortez Fortunato 11,55

Leia mais

ATA DA 2ª REUNIÃO ORDINÁRIA DA COMISSÃO DE DIREITO DE FAMÍLIA SECIONAL DE SÃO PAULO REALIZADA NO DIA 16 DE JUNHO DE 2010.

ATA DA 2ª REUNIÃO ORDINÁRIA DA COMISSÃO DE DIREITO DE FAMÍLIA SECIONAL DE SÃO PAULO REALIZADA NO DIA 16 DE JUNHO DE 2010. ATA DA 2ª REUNIÃO ORDINÁRIA DA COMISSÃO DE DIREITO DE FAMÍLIA SECIONAL DE SÃO PAULO REALIZADA NO DIA 16 DE JUNHO DE 2010. Data: 16/06/2010 Início: 15h30 Término: 17h54 Local: Rua Anchieta, 35 9º andar

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA PARAÍBA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA COMISSÃO INSTITUCIONAL DE GESTÃO AMBIENTAL

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA PARAÍBA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA COMISSÃO INSTITUCIONAL DE GESTÃO AMBIENTAL MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA PARAÍBA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA COMISSÃO INSTITUCIONAL DE GESTÃO AMBIENTAL REGIMENTO INTERNO A Comissão Institucional de Gestão Ambiental CIGA, do Ministério Público

Leia mais

Parágrafo único É obrigatória a promoção de magistrado que figure, por três vezes consecutivas ou cinco alternadas, em lista de merecimento.

Parágrafo único É obrigatória a promoção de magistrado que figure, por três vezes consecutivas ou cinco alternadas, em lista de merecimento. RESOLUÇÃO Nº 9, DE 4 DE MAIO DE 2006 Dispõe sobre a aferição do merecimento para promoção de magistrados e acesso ao Tribunal de Justiça. O Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, tendo em vista a decisão

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 Bairro de Lourdes CEP 30180 140 Belo Horizonte MG RESOLUÇÃO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 Bairro de Lourdes CEP 30180 140 Belo Horizonte MG RESOLUÇÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 Bairro de Lourdes CEP 30180 140 Belo Horizonte MG RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO N. 162/2015 Institui o Regimento Interno da Escola Judicial Militar do Estado

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 94 DE 14 DE OUTUBRO DE 2014.

ATO NORMATIVO Nº 94 DE 14 DE OUTUBRO DE 2014. ATO NORMATIVO Nº 94 DE 14 DE OUTUBRO DE 2014. REGULAMENTA A APLICAÇÃO DOS DISPOSITIVOS PREVISTOS NAS RESOLUÇÕES TJAL Nº 02/2014 E 18/2014, REVOGA OS ATOS NORMATIVOS Nº 12, DE 19 DE MARÇO DE 2014 E Nº 19,

Leia mais

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840721 ADRIANA XAVIER DA SILVA FERNANDES 38 Pré-A1 PT1840722 ALEXANDRA FILIPA AZEVEDO SANTOS 52 A1 PT1840723

Leia mais

ALCATEIA ACAGRUP 2014 - SIERRA NORTE - MADRID - ESPANHA PARTICIPANTES: 26 60% INCIDÊNCIA NO GRUPO 20%

ALCATEIA ACAGRUP 2014 - SIERRA NORTE - MADRID - ESPANHA PARTICIPANTES: 26 60% INCIDÊNCIA NO GRUPO 20% ALCATEIA Sec NIN NOME NIN NOME Lob 1215050143005 Alice Neto Santos Nascimento 1215050143015 Afonso da Fonseca Machado Lob 1215050143010 Amélia Maria Mesquita Aleixo Alves 1115050143010 Afonso Jesus Dias

Leia mais

PROPOSTAS PARA O ESTADO BRASILEIRO - NÍVEIS FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL

PROPOSTAS PARA O ESTADO BRASILEIRO - NÍVEIS FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL PROPOSTAS PARA O ESTADO BRASILEIRO - NÍVEIS FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL MEDIDAS CONCRETAS PARA O ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO ÂMBITO DOMÉSTICO/FAMILIAR A presente Matriz insere-se no

Leia mais

CNJ REDUZ PRESSÃO SOBRE TRIBUNAIS E JUÍZES EM 2.011

CNJ REDUZ PRESSÃO SOBRE TRIBUNAIS E JUÍZES EM 2.011 CNJ REDUZ PRESSÃO SOBRE TRIBUNAIS E JUÍZES EM 2.011 Mariana Ghirello Todo ano, o Conselho Nacional de Justiça se reúne com os presidentes dos Tribunais de Justiça para identificar as necessidades do Poder

Leia mais

ÍNDICE. Introdução 2. Missão 4. Visão de Futuro 5. Objetivos Estratégicos 6. Mapa Estratégico 7. Metas, Indicadores e Ações 8. Considerações Finais 22

ÍNDICE. Introdução 2. Missão 4. Visão de Futuro 5. Objetivos Estratégicos 6. Mapa Estratégico 7. Metas, Indicadores e Ações 8. Considerações Finais 22 ÍNDICE Introdução 2 Missão 4 Visão de Futuro 5 Objetivos Estratégicos 6 Mapa Estratégico 7 Metas, Indicadores e Ações 8 Considerações Finais 22 1 INTRODUÇÃO O Plano Estratégico do Supremo Tribunal de Federal,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARÁ RESOLUÇÃO Nº 005/2008-GP.

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARÁ RESOLUÇÃO Nº 005/2008-GP. PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARÁ RESOLUÇÃO Nº 005/2008-GP. Dispõe sobre a Implantação e estabelece normas para o funcionamento do processo judicial eletrônico no Poder Judiciário

Leia mais

JUSTIÇA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL

JUSTIÇA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA JUDICIÁRIA ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL EJERS ATIVIDADES JÁ REALIZADAS PELA ESCOLA 17.09.2010 - Exposição do Ministro Ricardo Lewandowski - Sobre as Eleições 2010. Realizado no Plenário do TRE-RS.

Leia mais

COMISSÃO ELEITORAL REDUZIDA. Ata da Quarta Reunião

COMISSÃO ELEITORAL REDUZIDA. Ata da Quarta Reunião ELEIÇÃO PARA OS ÓRGÃOS SOCIAIS DA ASSOCIAÇÃO DE ESTUDANTES DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DO PORTO COMISSÃO ELEITORAL REDUZIDA Ata da Quarta Reunião Ao sexto dia do mês de novembro de dois mil

Leia mais

Centro Universitário de Brusque - UNIFEBE Conselho Universitário - CONSUNI

Centro Universitário de Brusque - UNIFEBE Conselho Universitário - CONSUNI REGULAMENTO DA CLÍNICA ESCOLA E SERVIÇOS DE PSICOLOGIA - CESP Aprovado pela Resolução CONSUNI nº 11/15 de 08/04/15. CAPÍTULO I DO OBJETIVO DO REGULAMENTO Art. 1º A Clínica Escola de Psicologia é o ambiente

Leia mais

Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso

Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso (artigo 7º da Lei nº, de de de 2008.) GRUPO OCUPACIONAL DE ATIVIDADES TÉCNICAS

Leia mais

COMISSÃO DIRETORA. Praça dos Três Poderes Senado Federal CEP: 70165 900 Brasília DF

COMISSÃO DIRETORA. Praça dos Três Poderes Senado Federal CEP: 70165 900 Brasília DF A estrutura administrativa do Senado Federal está dividida em três áreas que compreendem os órgãos superiores de execução, órgãos de assessoramento superior e órgão supervisionado. Conheça a estrutura

Leia mais

Portfolio Escritório de Advocacia

Portfolio Escritório de Advocacia Portfolio Escritório de Advocacia Ivan Ribeiro & Advogados Rua Senador Dantas, n º 75 Edifício Christian Barnard - Grupo 171311715 Centro - Rio de Janeiro -RJ CEP: 20.031-201 Telefones: (021) 2532-4677

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE NITERÓI (COMCITEC)

CONSELHO MUNICIPAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE NITERÓI (COMCITEC) CONSELHO MUNICIPAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE NITERÓI (COMCITEC) COMCITEC Gestão Plenárias Conferência Eventos Legislação QUEM SOMOS? O COMCITEC é um órgão autônomo que atua em estreita articulação com

Leia mais

CURSO PÓS-GRADUADO EM DIREITO DA CONTRATAÇÃO PÚBLICA Direito Internacional e Europeu, Direito nacional e Concorrência

CURSO PÓS-GRADUADO EM DIREITO DA CONTRATAÇÃO PÚBLICA Direito Internacional e Europeu, Direito nacional e Concorrência CURSO PÓS-GRADUADO EM DIREITO DA CONTRATAÇÃO PÚBLICA Direito Internacional e Europeu, Direito nacional e Concorrência Coordenadores gerais: Professor Doutor Eduardo Paz Ferreira e Professora Doutora Maria

Leia mais

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos 3452 - Escola E.B.2,3 do Cávado : A 137 1 Adriana Manuela Gomes Pinheiro 14 S S 20 2 Alexandra Pereira Ferreira 28 3 Ângelo Rafael Araújo Gomes S 28 4 Beatriz da Costa Oliveira S 2 5 Domingos Gonçalo Ferreira

Leia mais

Estimados Professores, Estudantes e Funcionários

Estimados Professores, Estudantes e Funcionários UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA Autorizada pelo Decreto Federal Nº 77.496 DE 27.4.1976 Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 874/86 de 19.12.86 Recredenciada pelo Decreto Estadual 9.271, de

Leia mais

PAUTA DA 4ª REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2014

PAUTA DA 4ª REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2014 PAUTA DA 4ª REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2014 DIA 5 DE MAIO DE 2014, SEGUNDA-FEIRA, ÀS 14H, NO PLENÁRIO Nº 6 DA ALA SENADOR NILO COELHO I LEITURA DO EXPEDIENTE II ORDEM DO DIA ITEM 1 Audiência Pública Violência

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 006 /2007

ATO NORMATIVO Nº 006 /2007 ATO NORMATIVO Nº 006 /2007 Dispõe sobre os cargos em comissão do Ministério Público do Estado da Bahia, e dá outras providências. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso das atribuições

Leia mais

Notas do exame da época de recurso de Contabilidade Financeira II 2008/09 Curso de Gestão

Notas do exame da época de recurso de Contabilidade Financeira II 2008/09 Curso de Gestão Notas do exame da época de recurso de Contabilidade Financeira II 2008/09 Curso de Gestão Exame Nota No. Nome Regime Recurso Final 22528 Adriana da Silva Afonso Ordinário 1.25 R 21342 Alexandra Crespo

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RECOMENDAÇÃO Nº 37, DE 15 DE AGOSTO DE 2011

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RECOMENDAÇÃO Nº 37, DE 15 DE AGOSTO DE 2011 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RECOMENDAÇÃO Nº 37, DE 15 DE AGOSTO DE 2011 Recomenda aos Tribunais a observância das normas de funcionamento do Programa Nacional de Gestão Documental e Memória do Poder Judiciário

Leia mais

MPPA PARTICIPA DA CAMPANHA 16 DIAS DE ATIVISMO PELO FIM DA VIOLENCIA DOMESTICA.

MPPA PARTICIPA DA CAMPANHA 16 DIAS DE ATIVISMO PELO FIM DA VIOLENCIA DOMESTICA. MPPA PARTICIPA DA CAMPANHA 16 DIAS DE ATIVISMO PELO FIM DA VIOLENCIA DOMESTICA. A convite da Coordenadora Estadual de Politicas para Mulheres Presidenta do Conselho Estadual de Promoção e Defesa dos Direitos

Leia mais

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Modelo de Currículo Vagas no CNJ e no CNMP

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Modelo de Currículo Vagas no CNJ e no CNMP Nome Tribunal de origem JOÃO MAURICIO GUEDES ALCOFORADO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO. Data de posse 13/10/1992. Vaga a que deseja concorrer JUIZ DO CNMP Atuação Profissional Atual: Juiz Titular da

Leia mais

Panorama da educação a distância na formação dos magistrados brasileiros

Panorama da educação a distância na formação dos magistrados brasileiros Panorama da educação a distância na formação dos magistrados brasileiros Práticas e desafios 7 e 8 de maio de 2015 Encontro de integração das Escolas da Magistratura Práticas e Desafios da Educação a Distância

Leia mais

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016 13948 5 A 2.º Ciclo do Ensino Básico Ana Gabriela Pedro Fernandes Escola Básica n.º 2 de São Pedro do Sul 13933 5 A 2.º Ciclo do Ensino Básico Ana Júlia Capela Pinto Escola Básica n.º 2 de São Pedro do

Leia mais

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 066/2011 Dispõe sobre a estrutura da Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região e dá outras

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 066/2011 Dispõe sobre a estrutura da Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região e dá outras PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 066/2011 Dispõe sobre a estrutura da Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região e dá outras providências. O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL

Leia mais

ESCOLA NACIONAL DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE MAGISTRADOS ENFAM FUNDAMENTAÇÃO CONSTITUCIONAL

ESCOLA NACIONAL DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE MAGISTRADOS ENFAM FUNDAMENTAÇÃO CONSTITUCIONAL 1 ESCOLA NACIONAL DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE MAGISTRADOS ENFAM FUNDAMENTAÇÃO CONSTITUCIONAL No tocante à composição e gestão da Enfam (art. 105, parágrafo único, I): Funcionarão junto ao Superior

Leia mais

Relatório de Atividades 2014. Comissão de Ética

Relatório de Atividades 2014. Comissão de Ética Comissão de Ética Introdução As ações desenvolvidas pela Comissão de Ética em 2014 foram pautadas nos parâmetros do Questionário de Avaliação da Ética elaborado pela Comissão de Ética Pública (CEP) que

Leia mais

Análise dos procedimentos adotados pelas empresas e orientação nos aspectos atinentes à Relação de Trabalho, contratos individuais e coletivos.

Análise dos procedimentos adotados pelas empresas e orientação nos aspectos atinentes à Relação de Trabalho, contratos individuais e coletivos. Perfil Especializado no Direito Empresarial, SANT'ANA E LAPORTI ADVOGADOS oferece serviços jurídicos a uma grande variedade de empresas que atuam em diversos setores. Com profissionais altamente capacitados

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Núcleo de Prática Jurídica Faculdade de Direito FAAP SUMÁRIO 1. O que é Estágio... 3 2. O Estágio Supervisionado na Faculdade de Direito... 3 3. Planejamento e desenvolvimento

Leia mais

1 Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães ESTADO DA BAHIA

1 Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães ESTADO DA BAHIA A 1 CNPJ 04.214.41910001-05 DECRETO N 3.091, DE 05 DE JANEIRO DE 2014. "Dispõe sobre a estrutura organizacional da Procuradoria Geral do Município ". O PREFEITO MUNICIPAL DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES,, no

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DO MOVIMENTO PELA CONCILIAÇÃO DE 2009

PLANO DE AÇÃO DO MOVIMENTO PELA CONCILIAÇÃO DE 2009 MOVIMENTO NACIONAL PELA CONCILIAÇÃO PLANO DE AÇÃO DO MOVIMENTO PELA CONCILIAÇÃO DE 2009 Conciliar é legal Janeiro de 2009 ÓRGÃO REALIZADOR Tribunal de Justiça do Estado de Goiás GESTOR Tribunal de Justiça

Leia mais

Desenvolvimento e Mudanças na Gestão Pública

Desenvolvimento e Mudanças na Gestão Pública UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CEAD / UNIRIO PROGRAMA NACIONAL DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PNAP CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE ORGANIZAÇÃO

Leia mais

PROMOTORIA DE JUSTIÇA SECRETARIAS DE VARA

PROMOTORIA DE JUSTIÇA SECRETARIAS DE VARA O original deste documento é eletrônico e foi assinado digitalmente por JOSE TARCILIO SOUZA DA SILVA e FRANCISCO JAIME MEDEIROS NETO e ANTONIO PADUA SILVA e EDITE BRINGEL OLINDA ALENCAR em 10/07/2012 às

Leia mais

ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005

ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005 ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005 Estabelece as competências da Secretaria de Segurança Legislativa do Senado Federal e das Subsecretarias e Serviços a ela subordinados. O DIRETOR-GERAL DO SENADO FEDERAL,

Leia mais