Prof. Marcelo Langer. Curso de Biologia. Aula 26 Genética

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prof. Marcelo Langer. Curso de Biologia. Aula 26 Genética"

Transcrição

1 Prof. Marcelo Langer Curso de Biologia Aula 26 Genética

2 MATERIAL GENÉTICO A primeira atividade é a de orientação do DNA para formar a proteína, que será responsável pela característica genética. DNA é transcrito = RNAm. Que gerara códons, que serão lidos e traduzidos pelo RNAt e pelos ribossomos que unem os aminoácidos da fita do RNAm, dando origem à proteína. No vírus que possui somente RNA como material genético (nos retrovírus), é utilizada a enzima transcriptase reversa, que se aloja em uma célula hospedeira e tem sua sequencia transcrita, formando novos DNA (DNA viral feito de DNA celular do hospedeiro.

3 MATERIAL GENÉTICO A enzina transcriptase reversa faz com que o RNA viral funcione como m RNAm, e de modo inverso comanda a montagem do DNA, por meio dos nucleotídeos do DNA da célula invadida pelo vírus.

4 DNA RECOMBINANTE A engenharia genética procura identificar os genes e isolá-los do DNA a que pertençam. Extrai-se o DNA de uma célula doadora, que é segmentado com um ou mais genes. Em seguida são inseridos em pequenas moléculas de DNA, que se tornam os portadores ou vetores do fragmento de DNA (DNA recombinante). Essas novas células (p.e., os plasmídios de bactérias) são colocados em meio nutritivo para reproduzirem-se intensamente, com clones do DNA recebido. Esses novos clones podem ser incorporados a outros organismos formando o material transgênico.

5 GENES Os genes são descontínuos (segmentos ativos éxons; e inativos íntrons). Ambos fazem parte do RNAm (RNA heteronuclear hnrna) No núcleo, os íntrons são removidos e os éxons são reunidos, surgindo o RNA funcional final (splicing - emenda) Ainda é incerto a origem e o destino destes íntrons descartados.

6 GENES Há uma nova teoria sobre os splicings, que pode originar diferentes proteínas por meio da combinação dos diferentes éxons (splicing alternativo), derrubando a teoria de que um gene dá origem a uma única proteína. Cada nova combinação dos éxons dará origem a uma novo RNAm e que determinará uma nova proteína.

7 ELEMENTOS TRANSPONÍVEIS DNA das extremidades dos cromossomos que não se fixam adequadamente e podem mover-se de um lado para o outro do cromossomo (Transpósons). São bases nitrogenadas iguais, porém invertidas. Ajuda a identificar a função de um gene, pois a inclusão deste transpóson pode inativar um gene.

8 ENZIMAS DE RESTRIÇÃO Bactérias podem produzir enzimas especiais não encontradas nos organismos superiores (ENZIMAS DE RESTRIÇÃO ou ENDONUCLEASES de restrição). Podem ter função de romper o DNA de vírus invasores e cortar as cadeias de nucleotídeos do DNA, de acordo com as diferentes bases nitrogenadas. Exemplos: Eco RI (guanina e adenina); Hind III (entre duas adeninas) quando estão em sequência. Possuem grande aplicação e uso na indústria farmacêutica.

9 TESTES DE DNA Conhecidos popularmente para testes de paternidade, são denominados de digitais genéticas, pois revelam as impressões genéticas únicas de cada indivíduo (fingerprint). Trechos de DNA são cortados pelas enzimas de restrição, separadas e submetidas a um processo de identificação que forma as bandas (sequência de genes) que lembram um código de barra. Nos testes os cógidos de barras são exclusivos de cada individuo, somente em gêmeos univitelinos são iguais. Nos testes de paternidade, compara-se o código do filho com os do pai e da mãe. Também são empregados para solução de diferentes crimes.

10 MÉTODO PCR Desenvolvido na década de 80, para fazer cópias de DNA a partir de quantidades muito pequenas de DNA de um ser vivo. Usada para diversos fins, como: sequencia de genes, identificação de doenças hereditárias, testes de paternidade, crimes, doenças infecciosas e criação de OGM.

11 MUTAÇÕES GENÉTICAS Alteração gênica em qualquer ponto da sequência de nucleotídeos do DNA. Causas naturais, externos (radiações), físicas, químicas ou biológica. Único modo de surgir novos genes. Pode ser positivo ou negativo (deletérias). Ocorre principalmente pela alteração das bases, perdas ou adição.

12 MUTAÇÃO Transformação de base algumas bases podem perder radicais, p.e., citosina perde uma amina (NH 2 ) e se transforma em Uracila, mudando a ordem de emparelhamento de um nucleotídeo, pois se unirá com a adenina ao invés da guanina. Surge a molécula mutante. A molécula mutante, pode copiar-se gerando descendentes idênticos e torna-se hereditária. Se ocorrer nas gônadas, então passará de pai para filho (transmissão hereditária).

13 MUTAÇÃO Substituição da base uma base nitrogenada por outra (pode alterar a proteína ou não), devido ao fato de que alguns aminoácidos são codificados por mais de um códon. Podem ser silenciosas, quando a troca da base não altera a característica genética. Substituição de uma base em um dos códons. Em outros casos, gera a alteração da proteína (mutação do sentido errado) exemplo da proteína insulina alterada que causa a diabete. Pode alterar a sequencia da síntese proteica, quando a alteração do códon gera um códon de finalização (pode ser letal) Mutação sem sentido.

14 MUTAÇÃO Por perda ou por adição vários fatores podem determinar uma mutação por perda ou adição de base. A perda pode ser um processo natural nas células humanas até 5000 por dia do seu DNA. Porém, a taxa de mutação é muito baixa (insignificante), devido as enzimas de reparo, que reconhecem os erros, os cortam e os descartam. Genoma humano possui 6 bilhões de bases nitrogenadas, mas somente 40 bases são trocadas por ano (média).

15

genética molecular genética clássica DNA RNA polipeptídio GENÉTICA Exercícios 1. Julgue os itens que se seguem.

genética molecular genética clássica DNA RNA polipeptídio GENÉTICA Exercícios 1. Julgue os itens que se seguem. GENÉTICA clássica molecular DNA RNA polipeptídio Exercícios 1. Julgue os itens que se seguem. 01. As cadeias de RNA mensageiros são formadas por enzimas que complementam a sequência de bases de um segmento

Leia mais

ESTRUTURA E FUNÇÃO DOS GENES E CROMOSSOMOS

ESTRUTURA E FUNÇÃO DOS GENES E CROMOSSOMOS Faculdade Ciência da Vida Disciplina: Genética Básica Aula 2 ESTRUTURA E FUNÇÃO DOS GENES E CROMOSSOMOS PROFESSORA: Fernanda Guimarães E-MAIL: guimaraes.biologia@gmail.com NÚCLEO Abriga do material genético

Leia mais

DNA: Replicação e Transcrição. Professora: MSc Monyke Lucena

DNA: Replicação e Transcrição. Professora: MSc Monyke Lucena EXTRA, EXTRA Se a mãe for (DD) e o pai (D), nenhum dos descendentes será daltónico nem portador. Se a mãe (DD) e o pai for (d), nenhum dos descendentes será daltônico, porém as filhas serão portadoras

Leia mais

Duplicação do DNA e Síntese de PROTEÍNAS

Duplicação do DNA e Síntese de PROTEÍNAS Duplicação do DNA e Síntese de PROTEÍNAS Nucleotídeos É a unidade formadora dos ácidos nucléicos: DNA e RNA. É composto por um radical fosfato, uma pentose (ribose RNA e desoxirribose DNA) e uma base nitrogenada

Leia mais

Duplicação do DNA e Síntese de PROTEÍNAS. Telmo Giani Fonte: Internet

Duplicação do DNA e Síntese de PROTEÍNAS. Telmo Giani Fonte: Internet Duplicação do DNA e Síntese de PROTEÍNAS Telmo Giani Fonte: Internet OS ÁCIDOS NUCLEICOS DNA Ácido fosfórico Desoxirribose Bases Púricas: A e G Bases Pirimídicas: C e T Dupla fita RNA Ácido fosfórico Ribose

Leia mais

Introdução à Bioquímica

Introdução à Bioquímica Introdução à Bioquímica Nucleotídeos e Ácidos Nucléicos Dra. Fernanda Canduri Laboratório de Sistemas BioMoleculares. Departamento de Física.. UNESP São José do Rio Preto - SP. Genoma! O genoma de um organismo

Leia mais

REVISÃO: Terceira Unidade Nutrição

REVISÃO: Terceira Unidade Nutrição REVISÃO: Terceira Unidade Nutrição Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto JUL/2011 HISTÓRICO 1957 CRICK e GAMOV Dogma Central da Biologia Molecular A Célula DIFERENCIAÇÃO Núcleo: DNA CRESCIMENTO

Leia mais

Síntese de Proteínas. Professora: Luciana Ramalho 2017

Síntese de Proteínas. Professora: Luciana Ramalho 2017 Síntese de Proteínas Professora: Luciana Ramalho 2017 Introdução O que torna Você diferente do seu amigo? Ou de um fungo? R: É o DNA! Como o DNA influencia nas suas características? R: Ele codifica as

Leia mais

Duplicação do DNA & Síntese de proteínas

Duplicação do DNA & Síntese de proteínas Duplicação do DNA & Síntese de proteínas Aula de Biologia Tema: Duplicação do DNA & Síntese Protéica Daniel Biólogo Planetabiologia.com ÁCIDOS NUCLÉICOS 1) Conceito: Os Ácidos Nucléicos são macromoléculas,

Leia mais

Assinale abaixo quais os processos que resultam na expressão das características individuais:

Assinale abaixo quais os processos que resultam na expressão das características individuais: Atividade extra Questão 1 O DNA é formado por pedaços capazes de serem convertidos em algumas características. Esses pedaços são chamados de genes. Assinale abaixo quais os processos que resultam na expressão

Leia mais

Profº André Montillo

Profº André Montillo Profº André Montillo www.montillo.com.br Definição: É um polímero, ou seja, uma longa cadeia de nucleotídeos. Estrutura Molecular dos Nucleotídeos: Os nucleotídeos são constituídos por 3 unidades: Bases

Leia mais

Anabolismo Nuclear e Divisão Celular

Anabolismo Nuclear e Divisão Celular 1. (UFRN) Uma proteína X codificada pelo gene Xp é sintetizada nos ribossomos, a partir de um RNAm. Para que a síntese aconteça, é necessário que ocorram, no núcleo e no citoplasma, respectivamente, as

Leia mais

14/02/2017. Genética. Professora Catarina

14/02/2017. Genética. Professora Catarina 14/02/2017 Genética Professora Catarina 1 A espécie humana Ácidos nucleicos Tipos DNA ácido desoxirribonucleico RNA ácido ribonucleico São formados pela união de nucleotídeos. 2 Composição dos nucleotídeos

Leia mais

Organização estrutural e funcional do núcleo. Professor Otaviano Ottoni Netto

Organização estrutural e funcional do núcleo. Professor Otaviano Ottoni Netto Organização estrutural e funcional do núcleo Professor Otaviano Ottoni Netto Núcleo Celular Estrutura do Núcleo Alberts et al., 1994 - págs 335 e 345 _Tráfego de proteínas entre núcleo e citoplasma_

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA DEPARTAMENTO DE PARASITOLOGIA, MICROBIOLOGIA E IMUNOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA DEPARTAMENTO DE PARASITOLOGIA, MICROBIOLOGIA E IMUNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA DEPARTAMENTO DE PARASITOLOGIA, MICROBIOLOGIA E IMUNOLOGIA Genética Bacteriana Disciplina: Biologia de Microrganismos Professora: Alessandra Machado Genética Bacteriana

Leia mais

03/02/2010. Estrutura de Ácidos. Nucléicos e. Organização do. Genoma Humano. DNA por Watson & Crick, (Nature 171: ).

03/02/2010. Estrutura de Ácidos. Nucléicos e. Organização do. Genoma Humano. DNA por Watson & Crick, (Nature 171: ). DNA por Watson & Crick, 1953 Estrutura de Ácidos Nucléicos e Organização do Genoma Humano (Nature 171: 737-738). Modelo de estrutura tridimensional do DNA, baseado principalmente nos estudos de difração

Leia mais

Genética Molecular. Tema 1: Genética Molecular. Prof. Leandro Parussolo

Genética Molecular. Tema 1: Genética Molecular. Prof. Leandro Parussolo Instituto Federal de Santa Catarina Câmpus Florianópolis Unidade Curricular: Biologia I Tema 1: Genética Molecular Genética Molecular Prof. Leandro Parussolo leandro.parussolo@ifsc.edu.br Genética Estuda

Leia mais

ÁCIDOS NUCLEICOS E BIOLOGIA MOLECULAR. Prof.: Anderson Marques de Souza 2016

ÁCIDOS NUCLEICOS E BIOLOGIA MOLECULAR. Prof.: Anderson Marques de Souza 2016 ÁCIDOS NUCLEICOS E BIOLOGIA MOLECULAR Prof.: Anderson Marques de Souza 2016 Hereditariedade sem identidade os fatores de Mendel Em 1865, Mendel apresenta seus trabalhos sobre a hereditariedade. Em 1900

Leia mais

Resoluções das atividades

Resoluções das atividades Resoluções das atividades Aula 8 Ácidos nucleicos Atividades para sala 01 D 02 B No DNA, ocorrem duas fitas de polinucleotídios. As duas fitas são unidas por pontes de hidrogênio estabelecidas entre os

Leia mais

1. Produção de DNA recombinante (plasmídio de uma bactéria/gene do vaga-lume). 3. Multiplicação da célula de tabaco com o gene do vaga-lume.

1. Produção de DNA recombinante (plasmídio de uma bactéria/gene do vaga-lume). 3. Multiplicação da célula de tabaco com o gene do vaga-lume. 01. Analise a figura a seguir, que representa um determinado experimento: 1. Produção de DNA recombinante (plasmídio de uma bactéria/gene do vaga-lume). 2. Introdução do DNA em célula de tabaco. 3. Multiplicação

Leia mais

Biologia. Código Genético. Professor Enrico Blota.

Biologia. Código Genético. Professor Enrico Blota. Biologia Código Genético Professor Enrico Blota www.acasadoconcurseiro.com.br Biologia CÓDIGO GENÉTICO NÚCLEO E SÍNTESE PROTEICA O núcleo é de fundamental importância para grande parte dos processos que

Leia mais

2 Contexto Biológico Genômica

2 Contexto Biológico Genômica 15 2 Contexto Biológico Neste capítulo abordaremos o contexto biológico para o entendimento deste trabalho. Serão abordados os aspectos gerais da genômica, expostos os processos do sequenciamento genético

Leia mais

Do DNA à Proteína: Síntese protéica. Profa. Dra. Viviane Nogaroto

Do DNA à Proteína: Síntese protéica. Profa. Dra. Viviane Nogaroto Do DNA à Proteína: Síntese protéica TRADUÇÃO: informação genética em moléculas de mrna é traduzida nas sequências de aminoácidos de proteínas de acordo com especificações do código genético. DO DNA À PROTEÍNA

Leia mais

Figura 1. Exemplo da estrutura de um nucleotídeo

Figura 1. Exemplo da estrutura de um nucleotídeo 2 - ÁCIDOS NUCLÉICOS Na natureza há dois tipos de ácidos nucléicos: DNA ou ácido desoxirribonucléico e RNA ou ácido ribonucléico. Analogamente a um sistema de comunicação, essas informações são mantidas

Leia mais

Princípios de Sistemática Molecular

Princípios de Sistemática Molecular ! Ciências teóricas e sistemática biológica "! DNA, genes, código genético e mutação! Alinhamento de seqüências! Mudanças evolutivas em seqüências de nucleotídeos! Otimização em espaços contínuos e discretos!

Leia mais

ÁCIDOS NUCLÉICOS 15/6/2010. Universidade Federal de Mato Grosso Disciplina de Bioquímica. - Desoxirribose, presente no DNA; - Ribose, presente no RNA.

ÁCIDOS NUCLÉICOS 15/6/2010. Universidade Federal de Mato Grosso Disciplina de Bioquímica. - Desoxirribose, presente no DNA; - Ribose, presente no RNA. Universidade Federal de Mato Grosso Disciplina de Bioquímica ÁCIDOS NUCLÉICOS Prof. Msc. Reginaldo Vicente Ribeiro Cuiabá Maio de 2010 São as biomoléculas com a função de armazenamento e expressão da informação

Leia mais

Vírus, um grupo a parte.

Vírus, um grupo a parte. Vírus, um grupo a parte. Vírus, um grupo a parte. Estrutura típica de um vírus: 01)Observe a figura a seguir, onde está representado, esquematicamente, o vírus HIV e analise as proposições quanto à sua

Leia mais

Noções de Genética: COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE CURSINHO PRÉ-ENEM PROFESSORA: MSc MONYKE LUCENA

Noções de Genética: COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE CURSINHO PRÉ-ENEM PROFESSORA: MSc MONYKE LUCENA Noções de Genética: COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE CURSINHO PRÉ-ENEM PROFESSORA: MSc MONYKE LUCENA Noções de Genética: Genética: É o estudo da hereditariedade. Hereditariedade: fenômeno que explica as semelhanças

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Monitoria da disciplina de Biologia Molecular (CBI 613) Monitor responsável: Bruno Jhônatan Costa Lima (13.2.2032) Assunto: Síntese proteica e regulação da expressão gênica GENES E CROMOSSOMOS 1. Identifique

Leia mais

a) Baseando-se nos resultados acima, qual é a sequência mais provável desses 4 genes no cromossomo, a partir do gene A? b) Justifique sua resposta.

a) Baseando-se nos resultados acima, qual é a sequência mais provável desses 4 genes no cromossomo, a partir do gene A? b) Justifique sua resposta. CAP. 08: HERANÇA QUANTITATIVA OU POLIGENICA CAP. 09: MAPAS DE LIGAÇÃO GÊNICA - LINKAGE CAP. 10: O MATERIAL GENÉTICO E A GENÉTICA DO FUNCIONAMENTO DOS GENES 1. Considere dois genes e seus respectivos alelos:

Leia mais

Transcrição: Síntese de RNA Tradução: Síntese Proteica

Transcrição: Síntese de RNA Tradução: Síntese Proteica Transcrição: Síntese de RNA Tradução: Síntese Proteica A estrutura química da molécula de RNA apresenta pequenas diferenças em relação ao DNA. http://www.nature.com/scitable/learning-path/theelaboration-of-the-central-dogma-701886#url

Leia mais

Nutrição. Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ABR/2011

Nutrição. Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ABR/2011 Introdução a Biologia i Molecular: DNA Nutrição Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ABR/2011 HISTÓRICO Organização Células DNA + Proteínas Corpo Informação das proteínas e RNAs que serão sintetizadas

Leia mais

EXERCÍCIOS DE MONITORIA 2º PERÍODO AGOSTO BIOLOGIA RECUP. PARCIAL

EXERCÍCIOS DE MONITORIA 2º PERÍODO AGOSTO BIOLOGIA RECUP. PARCIAL 1ª série Ens. Médio 1. A figura a seguir refere-se à hereditariedade: a) EXERCÍCIOS DE MONITORIA 2º PERÍODO AGOSTO BIOLOGIA RECUP. PARCIAL b) Explique de que forma a molécula de DNA atua no fenômeno da

Leia mais

DEFINIÇÕES EM EPIDEMIOLOGIA MOLECULAR E CONCEITOS BÁSICOS EM BIOLOGIA MOLECULAR

DEFINIÇÕES EM EPIDEMIOLOGIA MOLECULAR E CONCEITOS BÁSICOS EM BIOLOGIA MOLECULAR DEFINIÇÕES EM E DEFINIÇÕES EM E CONCEITOS BÁSICOS EM BIOLOGIA PARA QUE SERVE ESTA AULA 1. DEFINIÇÕES EM CONCEITUAÇÃO DE DIFERENCIAÇÃO ENTRE, TAXONOMIA E FILOGENIA 2. CONCEITOS EM BIOLOGIA APRESENTAR (REVER)

Leia mais

UN.2 -PATRIMÓNIO GENÉTICO E ALTERAÇÕES AO MATERIAL GENÉTICO Cap.2.1. Alterações do Material Genético Engenharia genética.

UN.2 -PATRIMÓNIO GENÉTICO E ALTERAÇÕES AO MATERIAL GENÉTICO Cap.2.1. Alterações do Material Genético Engenharia genética. UN.2 -PATRIMÓNIO GENÉTICO E ALTERAÇÕES AO MATERIAL GENÉTICO Cap.2.1. Alterações do Material Genético Engenharia genética Biologia 12º ano UN.2 -PATRIMÓNIO GENÉTICO E ALTERAÇÕES AO MATERIAL GENÉTICO Situação

Leia mais

Número de genes versus número de proteínas em eucariotos

Número de genes versus número de proteínas em eucariotos Número de genes versus número de proteínas em eucariotos Bioquímica II SQM0416 Júlia Assirati Tomie Kuriyama Victória Montenegro de Campos Resumo Introdução Características do genoma humano Como foram

Leia mais

Introdução a Biologia Molecular: DNA Nutrição

Introdução a Biologia Molecular: DNA Nutrição Introdução a Biologia Molecular: DNA Nutrição Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ABR/2011 HISTÓRICO Organização Células DNA + Proteínas Informação das proteínas e RNAs que serão sintetizadas

Leia mais

3 Nucleotídeos e Ácidos Nucléicos

3 Nucleotídeos e Ácidos Nucléicos 1 3 Nucleotídeos e Ácidos Nucléicos - São compostos ricos em energia - Funcionam como sinais químicos - São reservatórios moleculares da informação genética a) Nucleotídeos - São encontrados polimerizados

Leia mais

Síntese de Proteínas e Divisão Celular

Síntese de Proteínas e Divisão Celular Síntese de Proteínas e Divisão Celular Síntese de Proteínas e Divisão Celular 1. Normalmente não se encontram neurônios no cérebro em plena divisão celular. Entretanto, no Mal de Alzheimer, grandes quantidades

Leia mais

Nutrição. Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto

Nutrição. Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto Nutrição Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto JUN/2011 Princípios Básicos As proteínas são vinculo entre genótipo e fenótipo; A expressão gênica é o processo pelo qual o DNA coordena a síntese

Leia mais

1. (Acafe 2016) Cientistas identificam nova mutação genética relacionada à obesidade.

1. (Acafe 2016) Cientistas identificam nova mutação genética relacionada à obesidade. 1. (Acafe 2016) Cientistas identificam nova mutação genética relacionada à obesidade. Um estudo realizado por pesquisadores do departamento de medicina da Imperial College London, na Inglaterra, revelou

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Pág. 93 Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ PROBLEMATIZAÇÃO O que

Leia mais

Genética Bacteriana. Julliane Dutra Medeiros

Genética Bacteriana. Julliane Dutra Medeiros Genética Bacteriana Julliane Dutra Medeiros 1 A célula bacteriana 2 Relembrando conceitos... Genoma informação genética de uma célula (cromossomo e plasmídeos) Estruturas contendo DNA que transportam fisicamente

Leia mais

DESVENDANDO O GENOMA HUMANO

DESVENDANDO O GENOMA HUMANO 2º EM Biologia Professor João DESVENDANDO O GENOMA HUMANO Um breve histórico da Genética Hereditariedade (1865); Localização dos genes nos cromossomos (1911); É proposta a molécula helicoidal de DNA (1953);

Leia mais

COLÉGIO PEDRO II CAMPUS TIJUCA II. DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS COORD.: PROFa. CRISTIANA LIMONGI

COLÉGIO PEDRO II CAMPUS TIJUCA II. DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS COORD.: PROFa. CRISTIANA LIMONGI COLÉGIO PEDRO II CAMPUS TIJUCA II DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS COORD.: PROFa. CRISTIANA LIMONGI 1º & 2º TURNOS 3ª SÉRIE / ENSINO MÉDIO REGULAR & INTEGRADO ANO LETIVO 2015 PROFESSORES: FRED & PEDRO

Leia mais

Estágio Docência. Vanessa Veltrini Abril Doutoranda em. Março de 2007

Estágio Docência. Vanessa Veltrini Abril Doutoranda em. Março de 2007 Ação Gênica Estágio Docência Vanessa Veltrini Abril Doutoranda em Genética e Melhoramento Animal Março de 2007 Qual é a função do DNA? Como a informação genética é transportada? Genes TRANSFERÊNCIA DE

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 07 ÁCIDOS NUCLEICOS

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 07 ÁCIDOS NUCLEICOS BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 07 ÁCIDOS NUCLEICOS Nome do Nucleotídeo Adenina Guanina Timina Citosina Base Adenina (A) Guanina (G) Timina (T) Citosina (C) Purina / Pirimidina Purin Purina Pirimidina Pirimidina

Leia mais

GENES, DNA E RNA CONTEÚDOS. Transcrição e tradução gênica Mutações gênicas O fenótipo e o genótipo. Figura 1 Dupla Hélice de DNA Fonte: Microsoft

GENES, DNA E RNA CONTEÚDOS. Transcrição e tradução gênica Mutações gênicas O fenótipo e o genótipo. Figura 1 Dupla Hélice de DNA Fonte: Microsoft GENES, DNA E RNA Figura 1 Dupla Hélice de DNA Fonte: Microsoft CONTEÚDOS Transcrição e tradução gênica Mutações gênicas O fenótipo e o genótipo AMPLIANDO SEUS CONHECIMENTOS Transcrição e tradução gênica

Leia mais

Vírus - Caracterização Geral

Vírus - Caracterização Geral Noções de Vírus By Profª. Cynthia Vírus - Caracterização Geral Vírus = veneno ou fluído venenoso (Latim) Acelulares/ Partículas Infecciosas Composição química de nucleoproteínas (DNA ou RNA+Proteínas)

Leia mais

Biologia Ensino Médio 2º ano classe: Prof. Cesinha Nome: nº

Biologia Ensino Médio 2º ano classe: Prof. Cesinha Nome: nº PRIMEIR LETR TEREIR LETR Biologia Ensino Médio 2º ano classe: Prof. esinha Nome: nº Valor: 10 Nota:. Lista de ExercíciosTarefa- Segundos nos prof. esinha 2015 1. (ff 2010) figura a seguir representa um

Leia mais

Prof. João Carlos Setubal

Prof. João Carlos Setubal Prof. João Carlos Setubal QBQ 102 Aula 3 (biomol) Transcrição e tradução Replicação Dogma Central da Biologia Molecular Transcrição RNA mensageiro Usa Uracila ao invés de Timina Tradução de mrnas Ocorre

Leia mais

Síntese de Proteínas, Divisão Celular e Embriologia

Síntese de Proteínas, Divisão Celular e Embriologia Síntese de Proteínas, Divisão Celular e Embriologia 1. Em um segmento de cadeia ativa de DNA, que servirá de molde para a fita de RNA mensageiro, há 30 timinas e 20 guaninas. No segmento correspondente

Leia mais

- Ácidos Nucleicos e Síntese Proteica - Profª Samara

- Ácidos Nucleicos e Síntese Proteica - Profª Samara - Ácidos Nucleicos e Síntese Proteica - Profª Samara A verdade por trás da descoberta da estrutura do DNA Rosalind Franklin Mãe do DNA (1920-1958) Erwin Chargaff (1905-2002) FOTO 51 1953 James Watson e

Leia mais

Síntese de RNA e Proteínas

Síntese de RNA e Proteínas Síntese de RNA e Proteínas BCM I T.04 Transcrição e tradução são os meios da célula expressar as instruções génicas o fluxo de informação genética é do DNA para o RNA para as Proteínas Os genes podem ser

Leia mais

Aulas Multimídias Santa Cecília. Profa. Renata Coelho

Aulas Multimídias Santa Cecília. Profa. Renata Coelho Aulas Multimídias Santa Cecília Profa. Renata Coelho Duplicação, transcrição e tradução DNA Modelo de Watson e Crick, proposto em 2 de abril de 1953: DNA é formado por 2 fitas (dupla hélice) Cada filamento

Leia mais

Núcleo. Vera Andrade Robert Brown (1833) descreveu o núcleo celular

Núcleo. Vera Andrade  Robert Brown (1833) descreveu o núcleo celular Vera Andrade http://histologiavvargas.wordpress.com/ Núcleo Robert Brown (1833) descreveu o núcleo celular Nux (grego) = semente, por ser considerado tão importante para a célula quanto a semente é para

Leia mais

15/10/2009 GENÉTICA BACTERIANA. Disciplina: Microbiologia Geral Curso: Nutrição Prof. Renata Fernandes Rabello. Informação genética essencial.

15/10/2009 GENÉTICA BACTERIANA. Disciplina: Microbiologia Geral Curso: Nutrição Prof. Renata Fernandes Rabello. Informação genética essencial. GENÉTICA BACTERIANA GENOMA BACTERIANO Cromossoma (nucleóide) Informação genética essencial. Ácido desoxirribonucléico (DNA). Disciplina: Microbiologia Geral Curso: Nutrição Prof. Renata Fernandes Rabello

Leia mais

Nome: Curso: Nº. 1 º Teste Engenharia Genética 22 de Novembro de 2012 Duração: 2h.

Nome: Curso: Nº. 1 º Teste Engenharia Genética 22 de Novembro de 2012 Duração: 2h. 1 Nome: Curso: Nº 1 º Teste Engenharia Genética 22 de Novembro de 2012 Duração: 2h. As proteínas sensoras dos sistemas reguladores de dois components são usadas por bactérias para detectar e responder

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Moléculas, células e tecidos - biotecnologia Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Moléculas, células e tecidos - biotecnologia Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Moléculas, células e tecidos - biotecnologia Prof. Enrico Blota Biologia Moléculas, células e tecidos - Biotecnologia É a área da biologia que estuda o conjunto de técnicas que

Leia mais

Sequenciamento de genoma e transcriptomas

Sequenciamento de genoma e transcriptomas Sequenciamento de genoma e transcriptomas Durante décadas o método de Sanger foi praticamente a única opção utilizada para sequenciamento de DNA Nos últimos anos surgiram novas tecnologias de sequenciamento

Leia mais

Introdução à Bioquímica

Introdução à Bioquímica Introdução à Bioquímica Nucleotídeos e Ácidos Nucléicos Dra. Fernanda Canduri Laboratório de Sistemas BioMoleculares. Departamento de Física.. UNESP São José do Rio Preto - SP. Tópicos! Estrutura e função

Leia mais

Estudando partes das plantas ao microscópio descobre o núcleo das células.

Estudando partes das plantas ao microscópio descobre o núcleo das células. Linha do Tempo e Gabarito. 1665 Robert Hooke Publica os primeiros desenhos de células observadas ao microscópio: células mortas de cortiça. 1831 Robert Brown Estudando partes das plantas ao microscópio

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (em 2004) Sobre a atividade e a expressão dos genes, assinale o que for correto. 01) Durante a transcrição de um gene normal e funcional, as fitas opostas servem de molde para a síntese de RN mensageiros

Leia mais

IFSC Campus Lages. Transcrição. Biologia Molecular Prof. Silmar Primieri

IFSC Campus Lages. Transcrição. Biologia Molecular Prof. Silmar Primieri IFSC Campus Lages Transcrição Biologia Molecular Prof. Silmar Primieri RNA - estrutura Semelhante ao DNA, com ribose como glicídio e uracila como base nitrogenada, no lugar da timina do DNA. RNA é unifilamentar

Leia mais

1) (FMSA-SP) Os fenômenos 1, 2 e 3 no esquema ao lado são respectivamente:

1) (FMSA-SP) Os fenômenos 1, 2 e 3 no esquema ao lado são respectivamente: 1) (FMSA-SP) Os fenômenos 1, 2 e 3 no esquema ao lado são respectivamente: a) tradução, transcrição, duplicação b) duplicação, transcrição, tradução c) duplicação, tradução, transcrição d) tradução, duplicação,

Leia mais

PROF: L. CLAUDIO BIOLOGIA

PROF: L. CLAUDIO BIOLOGIA NOME: 1ºANO- EXERCICIOS DE RECUPERAÇÃO PROF: L. CLAUDIO BIOLOGIA 1. (G2) Quais são as duas propriedades fundamentais do DNA que permitem a essa substância desempenhar o papel de material genético? 2. (G2)

Leia mais

Genética. Aula 02 Profº Ricardo Dalla Zanna

Genética. Aula 02 Profº Ricardo Dalla Zanna Genética Aula 02 Profº Ricardo Dalla Zanna Plano de Ensino e Aprendizagem Conteúdo programático: o Unidade 1: Introdução à genética o Importância da genética na vida, na sociedade e para o estudo da biologia

Leia mais

No entanto, as três funções enumeradas acima não são as únicas funções que as moléculas de RNA possuem na célula.

No entanto, as três funções enumeradas acima não são as únicas funções que as moléculas de RNA possuem na célula. A Evolução Funcional do RNA 1. Três funções principais para o RNA hoje. Poderíamos dizer, de uma maneira grosseira, que na maior parte dos organismos que conhecemos hoje, há uma grande divisão de trabalho

Leia mais

Cap. 1: Genética A ciência da hereditariedade. Equipe de Biologia

Cap. 1: Genética A ciência da hereditariedade. Equipe de Biologia Cap. 1: Genética A ciência da hereditariedade Equipe de Biologia Por que a Mônica é baixinha, dentuça e gorducha? Disponível em: . Acesso em: 04 Fev. 2012 Obrigatoriamente,

Leia mais

((lambda (h q) (list h (list q h) (list q q))) (quote (lambda (h q) (list h (list q h) (list q q)))) (quote quote))

((lambda (h q) (list h (list q h) (list q q))) (quote (lambda (h q) (list h (list q h) (list q q)))) (quote quote)) The depressing truth Ultimately, it all comes down to 3 facts: 1.All things eventually disappear. 2.Making copies can delay this. 3.With limited resources, what is left is that which makes good copies

Leia mais

TECNOLOGIA DO DNA RECOMBINANTE: HISTÓRICO, ENZIMAS DE RESTRIÇÃO E VETORES Aula 3

TECNOLOGIA DO DNA RECOMBINANTE: HISTÓRICO, ENZIMAS DE RESTRIÇÃO E VETORES Aula 3 TECNOLOGIA DO DNA RECOMBINANTE: HISTÓRICO, ENZIMAS DE RESTRIÇÃO E VETORES Aula 3 LGN0232 Genética molecular Maria Carolina Quecine Departamento de Genética mquecine@usp.br Homo sapiens: UMA ESPÉCIE TECNOLÓGICA

Leia mais

Lista de Exercícios. Aluno(a): Nº. Professor: Mário Neto 3 Ano Disciplina: Ciências da Natureza - Biologia. Pré Universitário Uni-Anhanguera

Lista de Exercícios. Aluno(a): Nº. Professor: Mário Neto 3 Ano Disciplina: Ciências da Natureza - Biologia. Pré Universitário Uni-Anhanguera Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor: Mário Neto Série: 3 Ano Disciplina: Ciências da Natureza - Biologia Pré Universitário Uni-Anhanguera 1 1) (UFES-ES) O modelo abaixo representa a configuração

Leia mais

Disciplina : Biologia Molecular: conceitos e Técnicas. Professora. Dra. Andrea Soares da Costa Fuentes

Disciplina : Biologia Molecular: conceitos e Técnicas. Professora. Dra. Andrea Soares da Costa Fuentes Disciplina : Biologia Molecular: conceitos e Técnicas Professora. Dra. Andrea Soares da Costa Fuentes Revisão Geral Sumário História da Genética Molecular DNA e RNA Dogma Central Replicação Transcrição

Leia mais

CAPÍTULO 6: COMPOSTOS ORGÂNICOS PROTEÍNAS CAP. 7: COMPOSTOS ORGÂNICOS ÁCIDOS NUCLEICOS E VITAMINAS

CAPÍTULO 6: COMPOSTOS ORGÂNICOS PROTEÍNAS CAP. 7: COMPOSTOS ORGÂNICOS ÁCIDOS NUCLEICOS E VITAMINAS CAPÍTULO 6: COMPOSTOS ORGÂNICOS PROTEÍNAS CAP. 7: COMPOSTOS ORGÂNICOS ÁCIDOS NUCLEICOS E VITAMINAS 1. Dentre os diferentes compostos orgânicos das células temos as proteínas. Sobre estas responda: a) Cite

Leia mais

Departamento de Genética Nilce M. Martinez Rossi

Departamento de Genética Nilce M. Martinez Rossi ORGANIZAÇÃO E FUNCIONALIDADE DO GENOMA HUMANO Departamento de Genética Nilce M. Martinez Rossi Fenótipo = GENÓTIPO + Ambiente O que é o genoma? Projetos Genoma Genoma: sequencia de DNA de todos os cromossomos

Leia mais

Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Bacharelado em Gestão Ambiental Biologia Aplicada Aula 7

Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Bacharelado em Gestão Ambiental Biologia Aplicada Aula 7 Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Bacharelado em Gestão Ambiental Biologia Aplicada Aula 7 Professor Antônio Ruas 1. Créditos: 60 2. Carga horária semanal: 4 3. Semestre: 1 4. Assunto: (i) Síntese

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS BARREIRO

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS BARREIRO ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS BARREIRO Disciplina de BIOLOGIA E GEOLOGIA 11º ano 1º Teste Formativo 11º A TEMA: DNA e Síntese de Proteínas 45 minutos 21 de Outubro de 2011 Nome: Nº Classificação: _,

Leia mais

MÓDULO 3 BIOLOGIA MOLECULAR

MÓDULO 3 BIOLOGIA MOLECULAR MÓDULO 3 BIOLOGIA MOLECULAR Aula 1 - Estrutura e Propriedades dos Ácidos Nucleicos Evidências de que o DNA constitui o material genético Experimento de Frederick Griffith (1928) Pneumococcus pneumoniae

Leia mais

Introdução a Bioinformática Curso de Verão Nivelamento na área de Biológicas

Introdução a Bioinformática Curso de Verão Nivelamento na área de Biológicas Introdução a Bioinformática Curso de Verão 2011 Nivelamento na área de Biológicas 1 O que é genoma? Um genoma é o DNA completo de um organismo, incluindo os genes. Os genes levam a informação para produzir

Leia mais

Tema da aula/lista de exercício: Aula 7 Replicação/Transcrição/Tradução

Tema da aula/lista de exercício: Aula 7 Replicação/Transcrição/Tradução Disciplina: Biologia Profa: Laure Turma: TR / / Tema da aula/lista de exercício: Aula 7 Replicação/Transcrição/Tradução 1. (Unicamp) Em um experimento, um segmento de DNA que contém a região codificadora

Leia mais

PROCESSAMENTO DE RNA. Prof. Marcelo A. Soares. Universidade Federal do Rio de Janeiro

PROCESSAMENTO DE RNA. Prof. Marcelo A. Soares. Universidade Federal do Rio de Janeiro PROCESSAMENTO DE RNA Prof. Marcelo A. Soares Laboratório rio de Virologia Molecular Universidade Federal do Rio de Janeiro Curso de Genética Molecular I - Ciências Biológicas Transcrição/Tradução Em procariotos

Leia mais

PRINCÍPIOS GERAIS DA RECOMBINAÇÃO DO DNA

PRINCÍPIOS GERAIS DA RECOMBINAÇÃO DO DNA PRINCÍPIOS GERAIS DA RECOMBINAÇÃO DO DNA ÍNDICE Introdução Evolução: mutação e recombinação do DNA Erros de Recombinação: Câncer? Engenharia Genética e Transgênicos Recombinação homóloga - Modelo Holliday

Leia mais

Introdução à Bioquímica Celular

Introdução à Bioquímica Celular Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Biologia Introdução à Bioquímica Celular Prof. Msc. Macks Wendhell Gonçalves mackswendhell@gmail.com O que é Biologia Celular? É o ramo da ciência

Leia mais

EXERCÍCIOS DE VESTIBULAR

EXERCÍCIOS DE VESTIBULAR EXERCÍCIOS DE VESTIBULAR PRÉ-VESTIBULAR BIOLOGIA PROF. MARCONI 1º Bimestre 01. (Ufal 2006) Como as células vivas não conseguem distinguir os elementos radioativos dos não radioativos, elas incorporam ambos

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS BARREIRO

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS BARREIRO ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS BARREIRO 3º Teste Sumativo DISCIPLINA DE BIOLOGIA 12ºano Turma A TEMA : Património genético. 24 de janeiro de 2012 90 minutos Nome: Nº Classificação: valores A professora:

Leia mais

Núcleo celular: O centro de comando. Unidade 4 Pág 34

Núcleo celular: O centro de comando. Unidade 4 Pág 34 Núcleo celular: O centro de comando. Unidade 4 Pág 34 NÚCLEO O núcleo é o centro de coordenação das atividades da célula. Em geral há um núcleo por célula; células sem núcleo são apenas uma fase da vida;

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias. Disciplina BIOLOGIA MOLECULAR

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias. Disciplina BIOLOGIA MOLECULAR Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias Disciplina BIOLOGIA MOLECULAR DBI05366 CAMPUS: Centro de Ciências Agrárias CURSO: Ciências Biológicas HABILITAÇÃO: Bacharelado em Ciências

Leia mais

IFSC Campus Lages. Tradução. Biologia Molecular Prof. Silmar Primieri

IFSC Campus Lages. Tradução. Biologia Molecular Prof. Silmar Primieri IFSC Campus Lages Tradução Biologia Molecular Prof. Silmar Primieri Relação DNA RNA Proteína Estrutura das proteínas Gene - Proteína Hipótese Gene - Proteina Os genes são responsáveis pelo funcionamento

Leia mais

GENÉTICA DNA AMINOÁCIDOS PROTEÍNAS TRADUÇÃO TRANSCRIÇÃO MRNA

GENÉTICA DNA AMINOÁCIDOS PROTEÍNAS TRADUÇÃO TRANSCRIÇÃO MRNA GENÉTICA É a ciência que estuda a hereditariedade Estuda os gens, como eles transportam informações, são replicados e passados para as gerações subseqüentes de células ou transmitidos entre organismos

Leia mais

Actividade prática: Constrói os teus Kits de Genética!

Actividade prática: Constrói os teus Kits de Genética! Actividade prática: Constrói os teus Kits de Genética! Mais uma vez vais vestir a tua bata de cientista e investigador e preparar o teu dia a dia no laboratório. Hoje é um dia especial, vais receber a

Leia mais

Introdução a Biologia Molecular: DNA Genética Humana

Introdução a Biologia Molecular: DNA Genética Humana Introdução a Biologia Molecular: DNA Genética Humana Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto JAN/2012 HISTÓRICO Organização Células DNA + Proteínas Informação das proteínas e RNAs que serão sintetizadas

Leia mais

Dra. Maria Izabel Gallão. Síntese de proteínas

Dra. Maria Izabel Gallão. Síntese de proteínas Síntese de proteínas DNA RNAm proteína - citoplasma 20 aa formar uma pt RNAt específico subunidades do ribossomos precarregada com fatores protéicos auxiliares. a síntese protéica começa quando todos estes

Leia mais

BIOLOGIA QUESTÃO 01. Observe o esquema abaixo que apresenta as diferentes etapas do processo de coagulação sangüínea. Ca ++ e tromboplastina

BIOLOGIA QUESTÃO 01. Observe o esquema abaixo que apresenta as diferentes etapas do processo de coagulação sangüínea. Ca ++ e tromboplastina Processo Seletivo/UNIFAL- janeiro 008 - ª Prova Comum TIPO BIOLOGIA QUESTÃO 0 Observe o esquema abaixo que apresenta as diferentes etapas do processo de coagulação sangüínea. Fibrinogênio Coágulo Ca ++

Leia mais

Estrutura e Função de Ácidos Nucléicos

Estrutura e Função de Ácidos Nucléicos UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA DQMC BIOQUÍMICA BIO0001 Estrutura e Função de Ácidos Nucléicos Prof Karine P. Naidek Novembro/2016 O RNA

Leia mais

Do DNA à Proteína: Síntese proteica. Prof. Dr. Marcelo Ricardo Vicari

Do DNA à Proteína: Síntese proteica. Prof. Dr. Marcelo Ricardo Vicari Do DNA à Proteína: Síntese proteica Do DNA à proteína Resumo das etapas que vão do gene até a proteína Estrutura da proteína Fórmula geral dos aminoácidos Estrutura das proteínas Principais ligações Tradução

Leia mais

Principais funções dos sais minerais:

Principais funções dos sais minerais: A Química da Vida Água Água mineral é a água que tem origem em fontes naturais ou artificiais e que possui componentes químicos adicionados, como sais, compostos de enxofre e gases que já vêm dissolvidas

Leia mais

1. CITOQUÍMICA QUESTÕES DE 01-10

1. CITOQUÍMICA QUESTÕES DE 01-10 1. CITOQUÍMICA QUESTÕES DE 01-10 QUESTÃO - 01 01- Proteínas são moléculas essenciais à vida, atuando como enzimas, hormônios, anticorpos, antibióticos e agentes anti-tumorais, além de estar presentes nos

Leia mais

Estrutura do DNA HISTÓRICO HISTÓRICO ÁCIDOS NUCLÉICOS JAMES WATSON e FRANCIS CRICK. 1953: Watson and Crick GREGOR MENDEL

Estrutura do DNA HISTÓRICO HISTÓRICO ÁCIDOS NUCLÉICOS JAMES WATSON e FRANCIS CRICK. 1953: Watson and Crick GREGOR MENDEL ISTÓI Estrutura do DA 1953: Watson and rick 1865 - GEG MEDEL Estudou cruzamento entre diferentes tipos de ervilhas demonstrando que certas características físicas dessas plantas eram transmitidas de geração

Leia mais

Os primeiros indícios de que o DNA era o material hereditário surgiram de experiências realizadas com bactérias, sendo estas indicações estendidas

Os primeiros indícios de que o DNA era o material hereditário surgiram de experiências realizadas com bactérias, sendo estas indicações estendidas GENERALIDADES Todo ser vivo consiste de células, nas quais está situado o material hereditário. O número de células de um organismo pode variar de uma a muitos milhões. Estas células podem apresentar-se

Leia mais

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: Fred. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: Fred. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: Fred DISCIPLINA: Biologia SÉRIE: 1º ALUNO(a): No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: - É fundamental

Leia mais