Índice. Agradecimentos... 13

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Índice. Agradecimentos... 13"

Transcrição

1 Índice Agradecimentos Introdução. Trabalho e políticas de emprego: passado com lastro, presente conturbado e futuro indeterminado Manuel Carvalho da Silva, Pedro Hespanha, Nuno Teles e José Castro Caldas Capítulo 1. O trabalho como variável de ajustamento: da teoria à prática Nuno Teles Capítulo 2. Crise e novas tendências do mercado de trabalho Carla Valadas Capítulo 3. O labirinto das políticas de emprego Pedro Hespanha e Jorge Caleiras Capítulo 4. Emprego e desemprego: o que mostram e o que escondem as estatísticas? Jorge Caleiras, José Castro Caldas Capítulo 5. A grande regressão da negociação coletiva: os desafios e as alternativas Maria da Paz Campos Lima

2 8 TRABALHO E POLÍTICAS DE EMPREGO Capítulo 6. A Concertação Social em tempo de crise. 301 João Ramos de Almeida, Manuel Carvalho da Silva, António Casimiro Ferreira e Hermes Augusto Costa Em jeito de conclusão. O futuro do trabalho e do emprego em aberto Pedro Hespanha, Manuel Carvalho da Silva, José Castro Caldas e Nuno Teles Lista de acrónimos e siglas

3 Índice de figuras, gráficos e tabelas Índice de figuras Figura 4 1. Sobreposições entre categorias estatísticas Índice de gráficos Gráfico 4 1. Subemprego de trabalhadores a tempo parcial 217 Gráfico 4 2. População inativa com 15 e mais anos Gráfico 4 3. População inativa disponível mas que não procura emprego Gráfico 4 4. Fluxos anuais de emigrantes permanentes, total e anos Gráfico 4 5. Desempregados ocupados (médias trimestrais) 219 Gráfico 4 6. População desempregada e soma do desemprego registado com desempregados ocupados Gráfico 4 7. Taxa de desemprego (INE) e taxa de desemprego ajustada (escala da esquerda); diferença em pontos percentuais (p.p.) das duas taxas (escala da direita) Gráfico 4 8. Taxa de desemprego ancorada e taxa de desemprego ajustada (escala da esquerda); Diferença em pontos percentuais (p.p.) das duas taxas (escala da direita) Gráfico 5 1. N.º de convenções coletivas atualizadas, segundo o tipo e n.º de portarias de extensão ( ) 275 Gráfico 5 2. N.º de trabalhadores abrangidos por convenções atualizadas ( ) (milhares)

4 10 TRABALHO E POLÍTICAS DE EMPREGO Gráfico 5 3. Taxas de cobertura (%) das convenções atualizadas e em vigor ( ) Gráfico 5 4. Percentagem de TPCO abrangidos por alterações salariais e período médio de eficácia das tabelas salariais Gráfico 5 5. TPCO abrangidos por alterações salariais (escala da esquerda) e variação salarial nominal e real (escala da direita) ( ) Gráfico 6 1. Número de reuniões da CPCS Gráfico 6 2. Tópicos abordados na CPCS (março de 2010 a dezembro de 2015) Gráfico 7 1. Portugal: projeções demográficas Gráfico 7 2. Portugal, : formação líquida de capital fixo (preços de 2010) Gráfico 7 3. Portugal: evolução do PIB potencial, estimativas do FMI ( ) Gráfico 7 4. Portugal: evolução do PIB potencial, estimativas do FMI ( ) Gráfico 7 5. Portugal : peso dos salários no PIB 386 Índice de tabelas Tabela 2 1. Taxa de desemprego (%), total e por sexo, Tabela 2 2. Taxa de desemprego (%) por grupo etário, Tabela 2 3. Taxa de jovens (15 34 anos) desempregados (%), por nível de escolaridade, (quarto trimestre) 88 Tabela 2 4. Proporção da população desempregada que participa em atividades de educação e formação (%), por sexo, Tabela 2 5. Desemprego de longa duração (DLD) (% média anual), por sexo, Tabela 2 6. Proporção da população DLD que participa em atividades de educação e formação (%), por sexo,

5 índice 11 Tabela 2 7. População inativa, população à procura de emprego mas não disponível (10 3 ) e população inativa disponível mas que não procura emprego (10 3 ), Tabela 2 8. Emigrantes permanentes e emigrantes temporários (milhares), por sexo, Tabela 2 9. Fluxos trimestrais entre inatividade e desemprego e emprego, e entre desemprego e atividade e emprego (10 3 ), (segundo trimestre) Tabela População desempregada INE e IEFP (10 3 ), por sexo, Tabela Pedidos de emprego, (situação no final do ano) Tabela Desemprego registado por grupo etário e tempo de inscrição, Situação no final do ano Tabela Desemprego registado por sexo e nível de escolaridade, Situação no final do ano Tabela População empregada (10 3 ), por situação na profissão, Tabela População empregada por regime de duração do trabalho (10 3 ), Tabela Subemprego visível e subemprego da população empregada a tempo parcial, por sexo, (10 3 ) 109 Tabela 3 1. Categorias e subcategorias de medidas de política de emprego Tabela 3 2. Despesa com as políticas de mercado de trabalho por tipo de ação (em milhões de euros) Tabela 3 3. Distribuição da despesa do IEFP por rubricas (em milhares de euros) Tabela 3 4. IEFP : execução financeira (em euros) segundo a área de intervenção e medida Tabela 3 5. IEFP : população abrangida pelas medidas (execução física) segundo a área de intervenção e medida Tabela 4 1. População desempregada, empregada, ativa e taxa de desemprego no 1.º trimestre de 2011 e de 2016 (milhares de pessoas)

6 12 TRABALHO E POLÍTICAS DE EMPREGO Tabela 5 1. Memorando da Troica medidas com incidência direta Tabela 5 2. Convenções coletivas em vigor e trabalhadores abrangidos segundo o tipo de convenção e taxa de cobertura ( ) Tabela 5 3. Convenções coletivas atualizadas segundo o tipo, número de trabalhadores abrangidos e taxa de cobertura ( ) Tabela 5 4. Convenções coletivas atualizadas e dinâmica salarial ( )

Taxa de desemprego de 17,7%

Taxa de desemprego de 17,7% 9 de maio de 2013 Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2013 Taxa de desemprego de 17,7% A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2013 foi de 17,7%. Este valor é superior em 2,8 pontos percentuais

Leia mais

A taxa de desemprego estimada foi de 15,6%

A taxa de desemprego estimada foi de 15,6% 7 de novembro de 2013 Estatísticas do Emprego 3º trimestre de 2013 A taxa de desemprego estimada foi de 15,6% A taxa de desemprego estimada para o 3º trimestre de 2013 foi de 15,6%. Este valor é inferior

Leia mais

Portugal subiu nove lugares no ranking do desemprego com o Governo PS/ Sócrates. Desemprego aumentou desde que o Governo PS/Sócrates tomou posse

Portugal subiu nove lugares no ranking do desemprego com o Governo PS/ Sócrates. Desemprego aumentou desde que o Governo PS/Sócrates tomou posse Portugal subiu nove lugares no ranking do desemprego com o Governo PS/ Sócrates Desemprego aumentou desde que o Governo PS/Sócrates tomou posse Portugal passou do 14º para o 5º lugar do ranking do desemprego

Leia mais

Taxa de desemprego estimada em 12,4%

Taxa de desemprego estimada em 12,4% 11 de maio de 216 Estatísticas do Emprego 1.º trimestre de 216 Taxa de desemprego estimada em 12,4 A taxa de desemprego no 1.º trimestre de 216 foi 12,4. Este valor é superior em,2 pontos percentuais (p.p.)

Leia mais

A taxa de desemprego situou-se em 10,5% no 4.º trimestre e em 11,1% no ano de 2016

A taxa de desemprego situou-se em 10,5% no 4.º trimestre e em 11,1% no ano de 2016 8 de fevereiro de 217 Estatísticas do Emprego 4.º trimestre de 216 A taxa de desemprego situou-se em 1,5 no 4.º trimestre e em 11,1 no ano de 216 A taxa de desemprego do 4.º trimestre de 216 foi de 1,5.

Leia mais

A taxa de desemprego estimada foi 13,5%

A taxa de desemprego estimada foi 13,5% 4 de fevereiro de 2015 Estatísticas do Emprego 4º trimestre de 2014 A taxa de desemprego estimada foi 13,5 A taxa de desemprego estimada para o 4º trimestre de 2014 foi 13,5. Este valor é superior em 0,4

Leia mais

A taxa de desemprego estimada foi de 16,4%

A taxa de desemprego estimada foi de 16,4% 7 de agosto de 2013 Estatísticas do Emprego 2º trimestre de 2013 A taxa de desemprego estimada foi de 16,4% A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2013 foi de 16,4%. Este valor é superior

Leia mais

A taxa de desemprego estimada foi 13,1%

A taxa de desemprego estimada foi 13,1% 5 de novembro de 2014 Estatísticas do Emprego 3º trimestre de 2014 A taxa de desemprego estimada foi 13,1 A taxa de desemprego estimada para o 3º trimestre de 2014 foi de 13,1. Este valor é inferior em

Leia mais

A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9%

A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9% 05 de agosto de 2014 Estatísticas do Emprego 2º trimestre de 2014 A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9 A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9.

Leia mais

A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9%

A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9% 5 de agosto de 2014 Estatísticas do Emprego (corrigido às 16:40) 2º trimestre de 2014 (substituição do gráfico 1, na página 2, e do gráfico 3, na página 3, por existir um erro nos eixos das ordenadas)

Leia mais

A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2014 foi 15,1%

A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2014 foi 15,1% 09 de maio de 2014 Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2014 A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2014 foi 15,1 A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2014 foi 15,1. Este

Leia mais

AS DESIGUALDADES ENTRE HOMENS E MULHERES NÃO ESTÃO A DIMINUIR EM PORTUGAL

AS DESIGUALDADES ENTRE HOMENS E MULHERES NÃO ESTÃO A DIMINUIR EM PORTUGAL A situação da mulher em Portugal Pág. 1 AS DESIGUALDADES ENTRE HOMENS E MULHERES NÃO ESTÃO A DIMINUIR EM PORTUGAL RESUMO DESTE ESTUDO No 8 de Março de 2008, em que se comemora o Dia Internacional da Mulher,

Leia mais

A Economia Portuguesa Dados Estatísticos Páginas DADOS ESTATÍSTICOS

A Economia Portuguesa Dados Estatísticos Páginas DADOS ESTATÍSTICOS DADOS ESTATÍSTICOS A Economia Portuguesa Dados Estatísticos Páginas I. DADOS NACIONAIS 1. POPULAÇÃO 1.1 População Residente por Sexo e Grupo Etário: Censos 1 1.2 População Residente - Estimativas 1 2.

Leia mais

Mercado de Trabalho da Região Norte Eduardo Pereira

Mercado de Trabalho da Região Norte Eduardo Pereira Mercado de Trabalho da Região Norte Eduardo Pereira 1 a sessão NORTE & PESSOAS 12 MAIO Instituto de Design de Guimarães www.ccdr-n.pt/norte-pessoas O Mercado de Trabalho da Região Norte 1. Da viragem do

Leia mais

Grupo de Trabalho sobre Estatísticas do Trabalho, Acidentes de Trabalho e Doenças Profissionais alínea b) Relatório de Actividade

Grupo de Trabalho sobre Estatísticas do Trabalho, Acidentes de Trabalho e Doenças Profissionais alínea b) Relatório de Actividade DOCT/1608/CSE/DSFA Grupo de Trabalho sobre Estatísticas do Trabalho, Acidentes de Trabalho e Doenças Profissionais alínea b) Relatório de Actividade 1. Introdução A Secção Permanente de Estatísticas Demográficas

Leia mais

A taxa de desemprego estimada para novembro foi 13,9%

A taxa de desemprego estimada para novembro foi 13,9% 06 de janeiro de 2015 Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego embro de A taxa de desemprego estimada para novembro foi 13,9% A taxa de desemprego (15 a 74 anos) ajustada de sazonalidade estimada para

Leia mais

Estatísticas do Emprego 4º trimestre de A taxa de desemprego do 4º trimestre de 2008 foi de 7,8% 17 de Fevereiro de 2009

Estatísticas do Emprego 4º trimestre de A taxa de desemprego do 4º trimestre de 2008 foi de 7,8% 17 de Fevereiro de 2009 Estatísticas do Emprego 4º trimestre de 2008 17 de Fevereiro de 2009 A taxa de desemprego do 4º trimestre de 2008 foi de 7,8% A taxa de desemprego estimada para o 4º trimestre de 2008 foi de 7,8%. Este

Leia mais

Estimativa da taxa de desemprego em maio: 13,2%

Estimativa da taxa de desemprego em maio: 13,2% Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego o de 29 de junho de Estimativa da taxa de desemprego em maio: 13,2% A estimativa provisória da taxa de desemprego para maio de situa-se em 13,2%, valor superior

Leia mais

PROVA-MODELO DE EXAME 2

PROVA-MODELO DE EXAME 2 Prova-modelo de Exame 191 PROVA-MODELO DE EXAME I As questões que se seguem são de escolha múltipla. Das quatro respostas (A a D), apenas uma está correta. Assinale -a com uma cruz sobre a letra correspondente

Leia mais

A taxa de desemprego de novembro de 2016 foi de 10,5%

A taxa de desemprego de novembro de 2016 foi de 10,5% Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego embro de 30 de janeiro de 2017 A taxa de desemprego de novembro de foi de 10,5% A taxa de desemprego de novembro de situou-se em 10,5%, menos 0,1 pontos percentuais

Leia mais

Estatísticas do Emprego. 4.º Trimestre. Estatísticas oficiais

Estatísticas do Emprego. 4.º Trimestre. Estatísticas oficiais Estatísticas do Emprego 2011 4.º Trimestre Edição 2011 e Estatísticas oficiais Estatísticas do Emprego 2011 4.º Trimestre Edição 2011 FICHA TÉCNICA Em Abril de 1996 o Fundo Monetário Internacional (FMI)

Leia mais

A Madeira no Feminino

A Madeira no Feminino A Madeira no Feminino 2000-2014 ELABORAÇÃO: Direção de Serviços de Estatísticas do Trabalho Direção Regional do Trabalho 2 de março 2015 1 A MADEIRA NO FEMININO (indicadores de evolução 2000-2014) População

Leia mais

Panorama do Mercado de Trabalho PNAD Contínua. Centro de Políticas Públicas do Insper

Panorama do Mercado de Trabalho PNAD Contínua. Centro de Políticas Públicas do Insper Panorama do Mercado de Trabalho PNAD Contínua Centro de Políticas Públicas do Insper Dezembro de 2016 Apresentação Com o objetivo de ampliar o debate sobre a economia brasileira e o mercado de trabalho

Leia mais

Desemprego e Inatividade no Estado do Pará: Evidências da Técnica de Regressão Logística Multinomial

Desemprego e Inatividade no Estado do Pará: Evidências da Técnica de Regressão Logística Multinomial Desemprego e Inatividade no Estado do Pará: Evidências da Técnica de Regressão Logística Multinomial 1 Introducão Mônica Josélly Gonçalves Soares 1 Marinalva Cardoso Maciel 2 Natália Cyntia Cordeiro 3

Leia mais

Macroeconomia, FDUNL Exercícios. Escolha a resposta correcta de entre as alternativas colocadas.

Macroeconomia, FDUNL Exercícios. Escolha a resposta correcta de entre as alternativas colocadas. Macroeconomia, FDUNL Exercícios O Que é a Macroeconomia? Escolha a resposta correcta de entre as alternativas colocadas. 1. Qual dos seguintes pontos não é um assunto essencialmente macroeconómico? a)

Leia mais

Estatísticas do Emprego. 1.º Trimestre. Estatísticas oficiais

Estatísticas do Emprego. 1.º Trimestre. Estatísticas oficiais Estatísticas do Emprego 2012 1.º Trimestre Edição 2012 e Estatísticas oficiais Estatísticas do Emprego 2012 1.º Trimestre Edição 2012 FICHA TÉCNICA Em Abril de 1996 o Fundo Monetário Internacional (FMI)

Leia mais

A taxa de desemprego de março foi de 9,8%

A taxa de desemprego de março foi de 9,8% Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego il de 30 de maio de A taxa de desemprego de março foi de 9,8% A taxa de desemprego de março de situou-se em 9,8%, menos 0,1 pontos percentuais (p.p.) do que

Leia mais

ESTATÍSTICAS DO EMPREGO Região Norte (NUTS III)

ESTATÍSTICAS DO EMPREGO Região Norte (NUTS III) Informação à Comunicação Social 16 de Outubro de 2 ESTATÍSTICAS DO EMPREGO Região Norte (NUTS III) 2º Trimestre de 2 No segundo trimestre de 2, a taxa de desemprego na região Norte cifrou-se em 4,1%, registando

Leia mais

Macroeconomia, FDUNL Exercícios. O Que é a Macroeconomia? Escolha a resposta correcta de entre as alternativas colocadas.

Macroeconomia, FDUNL Exercícios. O Que é a Macroeconomia? Escolha a resposta correcta de entre as alternativas colocadas. Macroeconomia, FDUNL Exercícios Miguel St. Aubyn, 18.Fev.2009 O Que é a Macroeconomia? Escolha a resposta correcta de entre as alternativas colocadas. 1. Qual dos seguintes pontos não é um assunto essencialmente

Leia mais

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de Fevereiro de 2011

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de Fevereiro de 2011 Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de Fevereiro de 2011 Banco de Portugal divulga as Estatísticas da Balança de Pagamentos e da Posição de Investimento Internacional referentes a 2010 O Banco de

Leia mais

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

DIA INTERNACIONAL DA MULHER 4 de Março de 2004 Dia Internacional da Mulher DIA INTERNACIONAL DA MULHER O Instituto Nacional de Estatística não quis deixar de se associar à comemoração do Dia Internacional da Mulher, 8 de Março, apresentando

Leia mais

VAB das empresas não financeiras aumenta 3,7%, em termos nominais, em 2014

VAB das empresas não financeiras aumenta 3,7%, em termos nominais, em 2014 Empresas em Portugal 2010-28 de setembro de 2015 VAB das empresas não financeiras aumenta 3,7%, em termos nominais, em Os dados preliminares de das estatísticas das empresas reforçam os sinais positivos

Leia mais

Factos e Tendências no Emprego e Desemprego: Implicações de Política. Francisco Lima IST, Universidade de Lisboa

Factos e Tendências no Emprego e Desemprego: Implicações de Política. Francisco Lima IST, Universidade de Lisboa Factos e Tendências no Emprego e Desemprego: Implicações de Política Francisco Lima IST, Universidade de Lisboa Verifica-se uma segmentação no mercado de trabalho: uma parte dos trabalhadores não conseguem

Leia mais

Divulgar este estudo é lutar também contra a discriminação que a mulher continua sujeita em Portugal Pág. 1

Divulgar este estudo é lutar também contra a discriminação que a mulher continua sujeita em Portugal Pág. 1 Divulgar este estudo é lutar também contra a discriminação que a mulher continua sujeita em Portugal Pág. 1 DISCRIMINAÇÃO DAS MULHERES DEU EM 2009 ÀS EMPRESAS UM LUCRO EXTRAORDINÁRIO SUPERIOR A 5.500 MILHÕES

Leia mais

Macroeconomia, FDUNL Exercícios Escolha a resposta correcta de entre as alternativas colocadas.

Macroeconomia, FDUNL Exercícios Escolha a resposta correcta de entre as alternativas colocadas. Macroeconomia, FDUNL Exercícios 18.02.2015 O Que é a Macroeconomia? Escolha a resposta correcta de entre as alternativas colocadas. 1. Qual dos seguintes pontos não é um assunto essencialmente macroeconómico?

Leia mais

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de fevereiro de 2013

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de fevereiro de 2013 Nota de Informação Estatística Lisboa, de fevereiro de 3 Banco de Portugal divulga estatísticas da balança de pagamentos e da posição de investimento internacional referentes a O Banco de Portugal publica

Leia mais

Índice. Indicadores Emprego

Índice. Indicadores Emprego NUT III Península de Índice População Residente Empregada Setor Primário (%)...3 População Residente Empregada Setor Secundário (%)...3 População Residente Empregada Setor Terciário (%)...4 População em

Leia mais

Estatísticas do Emprego. 2.º Trimestre. Estatísticas oficiais

Estatísticas do Emprego. 2.º Trimestre. Estatísticas oficiais Estatísticas do Emprego 2012 2.º Trimestre Edição 2012 e Estatísticas oficiais Estatísticas do Emprego 2012 2.º Trimestre Edição 2012 FICHA TÉCNICA Em Abril de 1996 o Fundo Monetário Internacional (FMI)

Leia mais

Emprego. População Empregada, por Sexo Anos de 2001 e 2011

Emprego. População Empregada, por Sexo Anos de 2001 e 2011 População Empregada, por Sexo Anos de 2001 e 2011 População Empregada, por Sexo Total Masculino Feminino 2001 2011 2001 2011 2001 2011 Portugal 4 650 947 4 361 187 2 599 088 2 275 974 2 051 859 2 085 213

Leia mais

INICIATIVA NOVAS OPORTUNIDADES. Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social Ministério da Educação

INICIATIVA NOVAS OPORTUNIDADES. Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social Ministério da Educação INICIATIVA NOVAS OPORTUNIDADES Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social Ministério da Educação INDICE 1. OBJECTIVO 2. PORQUÊ A INICIATIVA? 3. PARA OS JOVENS: UMA OPORTUNIDADE NOVA 4. PARA OS ADULTOS:

Leia mais

O novo Norte Conjuntura Eduardo Pereira

O novo Norte Conjuntura Eduardo Pereira O novo Norte Conjuntura Eduardo Pereira 2 a sessão NORTE & TERRITÓRIO 30 setembro Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro www.ccdr-n.pt/norte-territorio O Norte Conjuntura ao 11º ano de publicação:

Leia mais

Estatísticas do Emprego. 3.º Trimestre. Estatísticas oficiais

Estatísticas do Emprego. 3.º Trimestre. Estatísticas oficiais Estatísticas do Emprego 2012 3.º Trimestre Edição 2012 e Estatísticas oficiais Estatísticas do Emprego 2012 3.º Trimestre Edição 2012 FICHA TÉCNICA Em Abril de 1996 o Fundo Monetário Internacional (FMI)

Leia mais

Poupança e Investimento

Poupança e Investimento Poupança e Investimento Fernando Alexandre Ordem dos Economistas, Lisboa 19 de abril 2017 Poupança e Financiamento da Economia Portuguesa 1. A importância da poupança 2. Desequilíbrios e estagnação: uma

Leia mais

OS MEDIA E AS ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS 2012

OS MEDIA E AS ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS 2012 OS MEDIA E AS ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS 2012 Número de emigrantes em 2012 foi superior ao total de nascimentos Público.pt - 30/10/2013 Num só ano, mais de 120 mil portugueses deixaram o país. São ordens

Leia mais

Quadro 1a. Perspectivas Macroeconómicas nível (10 6 euros) taxa de variação. taxa de variação

Quadro 1a. Perspectivas Macroeconómicas nível (10 6 euros) taxa de variação. taxa de variação Quadro 1a. Perspectivas Macroeconómicas 2013 2013 2014 2015 2016 2017 nível (10 6 euros) 1. PIB (real) 1 B1*g 162852,2-1,4 1,2 1,5 1,7 1,8 1,8 2. PIB (nominal) B1*g 165666,3 0,3 2,0 2,4 3,4 3,7 3,7 Componentes

Leia mais

Mulheres e Homens em Portugal, Retrato Estatístico da Década de 90

Mulheres e Homens em Portugal, Retrato Estatístico da Década de 90 Informação à Comunicação Social 16 de Maio de 2000 Mulheres e Homens em Portugal, Retrato Estatístico da Década de 90 Encontra-se disponível um documento de trabalho com cerca de 50 páginas sobre este

Leia mais

PED PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO. Evolução da População Metropolitana de São Paulo

PED PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO. Evolução da População Metropolitana de São Paulo PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Agosto de 2003 Nota Técnica Nº 9: Atualização dos Valores Absolutos das Séries Divulgadas pela Com a divulgação dos dados definitivos

Leia mais

Projecto de Lei n.º 620/X

Projecto de Lei n.º 620/X Grupo Parlamentar Projecto de Lei n.º 620/X Altera as Regras da Atribuição do Subsídio de Desemprego, introduzindo uma maior justiça social A crise económica e financeira mundial tem vindo a gerar recessão

Leia mais

Desemprego corrigido é muito superior ao desemprego oficial Pág 1

Desemprego corrigido é muito superior ao desemprego oficial Pág 1 Desemprego corrigido é muito superior ao desemprego oficial Pág 1 O DESEMPREGO REAL EM PORTUGAL É MUITO SUPERIOR AOS NÚMEROS OFICIAIS DO DESEMPREGO RESUMO DESTE ESTUDO O desemprego real em Portugal é muito

Leia mais

Condição de Atividade (em mil pessoas)

Condição de Atividade (em mil pessoas) NA REGIÃO METROPOLITANA E FORTALEZA 1 EZEMBRO E 2009 Ano 2 ivulgação Nº 12 esemprego mantém tendência de declínio, e a taxa de dezembro é a menor no ano. Os principais resultados da Pesquisa de Emprego

Leia mais

Portugal : Retrato Económico e Social em gráficos

Portugal : Retrato Económico e Social em gráficos Portugal 198-1: Retrato Económico e Social em gráficos E.E.F. Mercados Financeiros Setembro 15 Perante o processo de ajustamento efectuado nos últimos quatro anos, é nosso propósito mostrar e realçar que

Leia mais

PESQUISA MENSAL DE EMPREGO

PESQUISA MENSAL DE EMPREGO PESQUISA MENSAL DE EMPREGO ESTIMATIVAS PARA O MÊS DE J ANE I R O DE 2004 REGIÕES METROPOLITANAS DE: RECIFE, SALVADOR, BELO HORIZONTE, RIO DE JANEIRO, SÃO PAULO e PORTO ALEGRE I) INTRODUÇÃO Para o primeiro

Leia mais

Poupança e financiamento da economia portuguesa

Poupança e financiamento da economia portuguesa Poupança e financiamento da economia portuguesa Fernando Alexandre (U Minho), Luís Aguiar-Conraria (U Minho), Miguel Portela (U Minho) e Pedro Bação (U Coimbra) Associação Portuguesa de Seguradores 21

Leia mais

Investimento e Comércio Entre Portugal e Brasil

Investimento e Comércio Entre Portugal e Brasil Investimento e Comércio Entre Portugal e Brasil Realizado para: Última Atualização 11/03/2016 Próxima Atualização 11/04/2016 I. Principais indicadores macroeconómicos entre Portugal-Brasil 2016 População,

Leia mais

Portugal: evolução do comércio externo e do mercado de trabalho

Portugal: evolução do comércio externo e do mercado de trabalho Dep. Estudos Económicos e Financeiros Contactos: +351 21 31 11 86 Fax: 21 353 56 94 E-mail: deef@bancobpi.pt Portugal: evolução do comércio externo e do mercado de trabalho Agosto 217 Vâni a P atr ícia

Leia mais

Aprendizagem ao Longo da Vida Inquérito à Educação e Formação de Adultos 2007

Aprendizagem ao Longo da Vida Inquérito à Educação e Formação de Adultos 2007 Aprendizagem ao Longo da Vida Inquérito à Educação e Formação de Adultos 2007 25 de Novembro de 2009 A publicação Aprendizagem ao Longo da Vida Inquérito à Educação e Formação de Adultos 2007, apresenta,

Leia mais

MERCADO DE TRABALHO. GRÁFICO - Taxa de actividade segundo os Censos (%) nos Municípios - Ranking. Fontes/Entidades: INE, PORDATA

MERCADO DE TRABALHO. GRÁFICO - Taxa de actividade segundo os Censos (%) nos Municípios - Ranking. Fontes/Entidades: INE, PORDATA MERCADO DE TRABALHO O quadro sociodemográfico apresentado tem consequências directas no mercado de trabalho. Segundo os últimos Censos, os concelhos de Penamacor, Idanha-a-Nova e Vila Velha de Ródão surgiam

Leia mais

MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA EM 2011

MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA EM 2011 PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA 2011 Ano 4 Número Especial MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA EM 2011 Os resultados apresentados referem-se aos

Leia mais

Panorama do Mercado de Trabalho Brasileiro

Panorama do Mercado de Trabalho Brasileiro Brasileiro Centro de Políticas Públicas do Insper Março de 2014 Panorama Educacional Apresentação Com o objetivo de ampliar o debate sobre a economia brasileira e o mercado de trabalho e difundir informações

Leia mais

Objetivos Evolução e diversidade nas famílias monoparentais

Objetivos Evolução e diversidade nas famílias monoparentais 1 Objetivos Evolução e diversidade nas famílias monoparentais Quais as mudanças e as continuidades ocorridas nestas famílias entre 1991-2011? Qual o impacto das mudanças na conjugalidade e na parentalidade,

Leia mais

Impacto da demografia no mercado de trabalho e emprego em Portugal

Impacto da demografia no mercado de trabalho e emprego em Portugal Impacto da demografia no mercado de trabalho e emprego em Portugal José Rebelo dos Santos ESCE / IPS jose.rebelo@esce.ips.pt Lisboa, 7 de outubro de 2016 Sumário: Objetivos Contextualização do desemprego

Leia mais

Conjuntura da Construção n.º 76 junho / 2014 CONSTRUÇÃO CAI 6% NO 1.º TRIMESTRE COM PERSPETIVAS MAIS FAVORÁVEIS PARA O 2.

Conjuntura da Construção n.º 76 junho / 2014 CONSTRUÇÃO CAI 6% NO 1.º TRIMESTRE COM PERSPETIVAS MAIS FAVORÁVEIS PARA O 2. Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas Conjuntura da Construção n.º 76 junho

Leia mais

Quadro 1a. Perspectivas Macroeconómicas nível (10 6 euros) taxa de variação

Quadro 1a. Perspectivas Macroeconómicas nível (10 6 euros) taxa de variação Quadro 1a. Perspectivas Macroeconómicas 2012 2012 2013 2014 2015 2016 nível (10 6 euros) 1. PIB (real) 1 B1*g 165644,9-3,2-2,3 0,6 1,5 1,8 2,2 2. PIB (nominal) B1*g 165409,2-3,3-0,6 1,8 2,7 3,5 3,7 Componentes

Leia mais

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL ABRIL DE Ocupação cresce ligeiramente e taxa de desemprego permanece praticamente estável

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL ABRIL DE Ocupação cresce ligeiramente e taxa de desemprego permanece praticamente estável PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL ABRIL DE 2011 Ocupação cresce ligeiramente e taxa de desemprego permanece praticamente estável De acordo com as informações captadas pela Pesquisa de

Leia mais

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL MARÇO DE Em comportamento típico para o período, taxa de desemprego assinala aumento

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL MARÇO DE Em comportamento típico para o período, taxa de desemprego assinala aumento PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL MARÇO DE 2011 Em comportamento típico para o período, taxa de desemprego assinala aumento Em março, a Pesquisa de Emprego e Desemprego captou crescimento

Leia mais

Estratégia de Especialização Inteligente para a Região de Lisboa

Estratégia de Especialização Inteligente para a Região de Lisboa Workshop O Sistema Nacional de Investigação e Inovação - Desafios, forças e fraquezas rumo a 2020 Estratégia de Especialização Inteligente para a Região de Lisboa Eduardo Brito Henriques, PhD Presidente

Leia mais

DESEMPREGO. Estudo / Proposta para Redução do Desemprego

DESEMPREGO. Estudo / Proposta para Redução do Desemprego DESEMPREGO Estudo / Proposta para Redução do Desemprego 1. Introdução A concelhia de Pinhel do CDS-PP, debruçou-se sobre a problemática do desemprego, sobretudo a nível do concelho de Pinhel, para verificar

Leia mais

Educação: Falta de planeamento compromete desenvolvimento do país*

Educação: Falta de planeamento compromete desenvolvimento do país* Educação: Falta de planeamento compromete desenvolvimento do país* Por Eugénio Rosa** RESUMO A educação é um factor determinante quer do desenvolvimento de um país, quer do nível de rendimento das famílias.

Leia mais

Desemprego da Construção em máximo histórico

Desemprego da Construção em máximo histórico Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas Conjuntura da Construção n.º 62 Agosto

Leia mais

Estatísticas do Emprego

Estatísticas do Emprego População e Sociedade B tema ISSN - 0872-7570 Estatísticas do Emprego 4º Trimestre 2008 Boletins e Folhas de Informação Rápida População e Sociedade B tema Estatísticas do Emprego 4º Trimestre 2008 Boletins

Leia mais

Estatísticas do Emprego. 4.º Trimestre. Estatísticas oficiais

Estatísticas do Emprego. 4.º Trimestre. Estatísticas oficiais Estatísticas do Emprego 2012 4.º Trimestre Edição 2012 e Estatísticas oficiais Estatísticas do Emprego 2012 4.º Trimestre Edição 2012 FICHA TÉCNICA Em Abril de 1996 o Fundo Monetário Internacional (FMI)

Leia mais

Portugal: o PIB do 3T surpreende em alta e acelera para 0,8% t/t

Portugal: o PIB do 3T surpreende em alta e acelera para 0,8% t/t dezembro 6 ANÁLISE ECONÓMICA Portugal: o PIB do 3T surpreende em alta e acelera para,8% t/t Myriam Montañez O crescimento da economia portuguesa durante o 3T de 6 alcançou os,8% t/t, um nível consideravelmente

Leia mais

População residente em Portugal volta a diminuir em 2012

População residente em Portugal volta a diminuir em 2012 9 95 29 9 954 958 9 974 391 1 8 659 1 43 693 1 84 196 1 133 758 1 186 634 1 249 22 1 33 774 1 394 669 1 444 592 1 473 5 1 494 672 1 511 988 1 532 588 1 553 339 1 563 14 1 573 479 1 572 721 1 542 398 1

Leia mais

ALMADA FICHA TÉCNICA. Título Território e População Retrato de Almada segundo os Censos 2011

ALMADA FICHA TÉCNICA. Título Território e População Retrato de Almada segundo os Censos 2011 DMPATO DPU Divisão de Estudos e Planeamento A ALMADA FICHA TÉCNICA Título Território e População Retrato de Almada segundo os Censos 2011 Serviço Divisão de Estudos e Planeamento Departamento de Planeamento

Leia mais

Situação dos migrantes e seus descendentes directos no mercado de trabalho Módulo ad hoc do Inquérito ao Emprego de 2008

Situação dos migrantes e seus descendentes directos no mercado de trabalho Módulo ad hoc do Inquérito ao Emprego de 2008 6. TEMA EM ANÁLISE Situação dos migrantes e seus descendentes directos no mercado de trabalho Módulo ad hoc do Inquérito ao Emprego de 2008 Graça Magalhães* Instituto Nacional de Estatística 1. Introdução

Leia mais

Boletim de Estatísticas. Fevereiro Banco de Cabo Verde

Boletim de Estatísticas. Fevereiro Banco de Cabo Verde Boletim de Estatísticas Fevereiro 2016 Banco de Cabo Verde BANCO DE CABO VERDE Departamento de Estudos Económicos e Estatísticas Avenida Amílcar Cabral, 27 CP 7600-101 - Praia - Cabo Verde Tel: +238 260

Leia mais

Desempregados da Construção já ultrapassam os 110 mil

Desempregados da Construção já ultrapassam os 110 mil Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas Conjuntura da Construção n.º 67 Fevereiro

Leia mais

O MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA EM 2009

O MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA EM 2009 NA REGIÃO METROPOLITANA E FORTALEZA 2009 Ano 2 Número Especial O MERCAO E TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA E FORTALEZA EM 2009 Os resultados aqui apresentados referem-se aos valores anuais médios dos principais

Leia mais

GANHOS MÉDIOS. Abril Direção de Serviços de Estatísticas do Trabalho da Direção Regional do Trabalho e da

GANHOS MÉDIOS. Abril Direção de Serviços de Estatísticas do Trabalho da Direção Regional do Trabalho e da GANHOS MÉDIOS Abril 2015 Fonte: Inquérito aos Ganhos e Duração do Trabalho Direção de Serviços de Estatísticas do Trabalho da Direção Regional do trabalho e da Ação Inspetiva e Gabinete de Estratégia e

Leia mais

Estatísticas do Emprego. 4.º Trimestre. Edição 2010

Estatísticas do Emprego. 4.º Trimestre. Edição 2010 Estatísticas do Emprego 2010 4.º Trimestre Edição 2010 Estatísticas do Emprego 2010 4.º Trimestre Edição 2010 FICHA TÉCNICA Em Abril de 1996 o Fundo Monetário Internacional (FMI) criou o Special Data

Leia mais

DESEMPREGO DA CONSTRUÇÃO: O PIOR AINDA ESTÁ PARA VIR?

DESEMPREGO DA CONSTRUÇÃO: O PIOR AINDA ESTÁ PARA VIR? (%) (%) DESEMPREGO DA CONSTRUÇÃO: O PIOR AINDA ESTÁ PARA VIR? É possível evitar o colapso e as suas consequências para o País? 1) DESEMPREGO NA CONSTRUÇÃO: UM FLAGELO SOCIAL O desemprego global da economia

Leia mais

Taxa de desemprego em relativa estabilidade

Taxa de desemprego em relativa estabilidade PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NA REGIÃO DO ABC 1 PED ABC JUNHO 2 DE 2016 DIVULGAÇÃO N o 62 Taxa de desemprego em relativa estabilidade Aumenta o nível de ocupação nos Serviços e se reduz na Indústria

Leia mais

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL. Mercado de trabalho no Distrito Federal em 2011

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL. Mercado de trabalho no Distrito Federal em 2011 PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL Mercado de trabalho no em 2011 Os resultados apresentados referem-se aos valores anuais médios dos principais indicadores da Pesquisa de Emprego e Desemprego

Leia mais

GANHOS MÉDIOS. Abril Direção de Serviços de Estatísticas do Trabalho da Direção Regional do Trabalho

GANHOS MÉDIOS. Abril Direção de Serviços de Estatísticas do Trabalho da Direção Regional do Trabalho GANHOS MÉDIOS Abril 2014 Fonte: Inquérito aos Ganhos e Duração do Trabalho Direção de Serviços de Estatísticas do Trabalho da Direção Regional do Trabalho/GEE do ME - Gabinete de Estratégia e Estudos do

Leia mais

GRUPO I (7 valores) 3. Identifique uma das principais características do sistema de economia mista.

GRUPO I (7 valores) 3. Identifique uma das principais características do sistema de economia mista. INSTITUTO POLITÉCNICO DE VIANA DO CASTELO Unidade Orgânica: Escola Superior de Ciências Empresariais Prova de de acesso ao Regime Especial Maiores de 23 anos para o ano letivo 2016/2017 Junho 2016 Leia

Leia mais

MERCADO DE TRABALHO NA CIDADE DE PORTO ALEGRE

MERCADO DE TRABALHO NA CIDADE DE PORTO ALEGRE MERCADO DE TRABALHO NA CIDADE DE PORTO ALEGRE Abril/2013 Para abril de 2013, taxa de desemprego apresenta redução 1. Em abril, as informações da Pesquisa de Emprego e Desemprego de mostraram redução na

Leia mais

Investimento e Comércio Entre Portugal e Brasil

Investimento e Comércio Entre Portugal e Brasil Investimento e Comércio Entre Portugal e Brasil Realizado para: Última Atualização 19/05/2016 Próxima Atualização 15/06/2016 Copyright 2016 Portugal Economy Probe PE Probe Preparado pelo PE Probe para

Leia mais

- Alterações ao Código de Trabalho: Subsídio de Desemprego

- Alterações ao Código de Trabalho: Subsídio de Desemprego 19-01 01-2012 - Alterações ao Código de Trabalho: Subsídio de Desemprego Agora que o acordo de concertação social está concluido, eis algumas das novidades relativas ao subsídio de desemprego, pelo que

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004

Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004 Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004 Região Metropolitana do Rio de Janeiro Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE 1 PESQUISA MENSAL DE EMPREGO ESTIMATIVAS PARA O MÊS DE MAIO DE 2004 REGIÃO

Leia mais

16 de maio de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA

16 de maio de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA 16 de maio de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA janeiro a março 2016 Na Região Autónoma dos Açores, no mês de março, os estabelecimentos hoteleiros registaram 95,1 mil dormidas, representando um acréscimo homólogo

Leia mais

REVISÃO DA PROTECÇÃO SOCIAL NO DESEMPREGO REPRESENTA UM PROFUNDO RETROCESSO SOCIAL

REVISÃO DA PROTECÇÃO SOCIAL NO DESEMPREGO REPRESENTA UM PROFUNDO RETROCESSO SOCIAL REVISÃO DA PROTECÇÃO SOCIAL NO DESEMPREGO REPRESENTA UM PROFUNDO RETROCESSO SOCIAL Está em curso uma nova revisão da legislação que regula o subsídio de desemprego, depois das ocorridas em 2006 e em 2010.

Leia mais

15 de junho de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA

15 de junho de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA 15 de junho de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA janeiro a abril 2016 Na Região Autónoma dos Açores, no mês de abril, os estabelecimentos hoteleiros registaram 117,6 mil dormidas, representando um acréscimo homólogo

Leia mais

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Prova Escrita de Economia A 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Prova 712/Prova Especial 15 Páginas Duração da Prova: 120 minutos.

Leia mais

MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE EM 2013

MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE EM 2013 MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE EM 2013 Ano 19 Nº 13-2013 MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE EM 2013 Os resultados apresentados referem-se aos valores

Leia mais

Relatório do Orçamento do Estado para 2014 Errata

Relatório do Orçamento do Estado para 2014 Errata Relatório do Orçamento do Estado para 2014 Errata Nota Prévia: Foi introduzida na secção do Sumário Executivo a versão final da intervenção da Senhora Ministra de Estado e das Finanças, conforme proferida

Leia mais

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO. Crescimento da ocupação reduz desemprego

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO. Crescimento da ocupação reduz desemprego PED PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO DIVULGAÇÃO N o 271 266 JUNHO DE 2007 Crescimento da ocupação reduz desemprego Depois de seis meses sem aumento, ocupação na indústria

Leia mais

Condição perante a atividade económica dos Jovens Jovens Inativos A população inativa corresponde ao conjunto de indivíduos que, na semana de referência no momento censitário, não são considerados economicamente

Leia mais

Consumo de cimento em 2012: o menor dos últimos 39 anos

Consumo de cimento em 2012: o menor dos últimos 39 anos FEPICOP - FEDERAÇÃO PORTUGUESA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E OBRAS PÚBLICAS Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais

Leia mais

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL JANEIRO DE 2007

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL JANEIRO DE 2007 PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL JANEIRO DE 2007 Taxa de desemprego registra variação negativa, devido a saída de pessoas do mercado de trabalho. As informações captadas pela Pesquisa

Leia mais

15 de março de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA

15 de março de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA 15 de março de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA janeiro a fevereiro 2016 Na Região Autónoma dos Açores, no mês de fevereiro, os estabelecimentos hoteleiros registaram 63,6 mil dormidas, representando um acréscimo

Leia mais