Cálculo da necessidade total de potência para centros de dados

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cálculo da necessidade total de potência para centros de dados"

Transcrição

1 Cálculo da necessidade total de potência para centros de dados Por Victor Avelar Relatório APC N 3 Revisão 1

2 Resumo executivo Parte do projeto e planejamento de um Data Center consiste em alinhar as necessidades de potência e de refrigeração dos equipamentos de TI com a capacidade dos equipamentos da infraestrutura para atender essas necessidades. Este relatório apresenta métodos para calcular a potência e a refrigeração, e fornece orientação para a determinação da capacidade de potência elétrica total requerida para alimentar um Data Center, incluindo os equipamentos de TI, equipamentos de refrigeração, iluminação e sistema de reserva de energia. Índice Clique na seção para ir para o texto Introdução 3 Avaliação da necessidade 3 Determinação da capacidade de potência elétrica necessária 4 Cálculo final da capacidade elétrica 7 Conclusão 12 Recursos 13 2

3 Introdução Com a adoção de arquiteturas de no-breaks escaláveis que permitem investir em função do crescimento da empresa, está ficando mais fácil instalar esses sistemas. Assim, o administrador do Data Center pode acrescentar módulos simplesmente à medida que crescem as necessidades do Data Center. No entanto, é fácil perder de vista as necessidades elétricas futuras do Data Center ou da sala de servidores em uma infraestrutura maior. O dimensionamento das instalações elétricas para um Data Center ou sala de servidores exige o conhecimento da potência necessária para o sistema de refrigeração, para o sistema do no-break e para as cargas de TI críticas. Os requisitos de potência desses equipamentos podem variar substancialmente de um para outro, mas podem ser estimados com precisão utilizando regras simples, quando a potência da carga de TI projetada for determinada. Além de estimar o dimensionamento da instalação elétrica, estes elementos podem ser utilizados para estimar a capacidade de potência de saída de um sistema gerador de reserva, caso seu uso seja necessário para as cargas do Data Center. Avaliação das necessidades Todas as iniciativas para melhorar a capacidade do ambiente de um Data Center, independente da dimensão ou escala, deve começar com uma avaliação das necessidades. Essencialmente, a avaliação das necessidades estabelece as necessidades de disponibilidade dos aplicativos comerciais processados pelos equipamentos de TI. Um processo comercial que não precisa ser executado em função do tempo ou opere por um processo em lotes pode determinar a potência e a capacidade de condicionamento de ar para a carga em uma configuração N, sem redundâncias internas para aumentar a disponibilidade. Instalações que requerem o processamento em função do tempo podem exigir um certo grau de redundância em sistemas com componentes-chave e serem configuradas com uma topologia N+1. Cada elemento chave do sistema teria um equipamento redundante, de tal forma que ainda que um equipamento falhasse, o sistema poderia continuar funcionando e mantendo sua função para a carga crítica de TI. As aplicações mais críticas para Data Centers que requerem disponibilidade total (7x24 horas) teriam uma topologia 2N, onde os sistemas críticos seriam totalmente redundantes. Um sistema crítico poderia falhar, mas o outro manteria as cargas operacionais. Isto também permite um certo grau de manutenção paralela, enquanto a manutenção é feita em um sistema o outro alimenta a carga. Para obter mais informação sobre diversos tipos de configurações de sistemas, consulte o Relatório APC N 75 "Comparação de configurações para projeto de sistemas No- Break". Independente de qual for a configuração real do projeto do sistema No-Break (N, N+1, 2N), o problema central de fornecer potência suficiente à carga crítica e mantê-la refrigerada é o mesmo, e deve ser abordado cuidadosamente. Subestimar a capacidade requerida pode resultar em interrupções no fornecimento de energia no futuro quando for necessário o aumento da capacidade de energia elétrica, e superestimar a capacidade gera custos iniciais excessivos de instalação e maiores gastos com manutenção contínua. 3

4 Determinação da capacidade de potência elétrica necessária A maioria dos Data Centers faz parte de um prédio maior. Os passos para determinar a capacidade elétrica apresentados a seguir vão ajudá-lo a estimar a capacidade necessária para a parte do prédio destinada ao Data Center ou sala de servidores. A diferença entre uma potência em estado estável e a potência de pico é importante quando são calculados os requisitos de capacidade de potência, por isso é indicada ao longo deste artigo. Para obter mais informação sobre por que existem variações de potência, consulte o Relatório APC N 43 Variações dinâmicas da potência em Data Centers e salas de servidores. Para as instalações que compartilham e utilizam componentes críticos, tais como ar condicionado, sistemas de resfriamento ou geradores de reserva para alimentar outras cargas além do Data Center, o dimensionamento do sistema requer uma análise mais completa e complexa que deve ser feita por um engenheiro consultor. A Figura 1 ilustra a divisão típica da capacidade de potência elétrica entre as diversas cargas de um Data Center. Esta divisão considera um Data Center de 465 metros quadrados com uma carga crítica inicial em estado estável de 50 kw, mais uma carga estável futura de 50 kw. O sistema de refrigeração considerado foi o de expansão direta (DX) e a tensão recebida do sistema elétrico é de 480 VCA. Figura 1 Distribuição da capacidade elétrica necessária para um Data Center Sistema de refrigeração DX 50% Iluminação 3% Carga de bateria/ falha do No-Break 11% Cargas críticas 36% Cargas críticas Um exercício de projeto adequado ao desenvolver um Data Center, para um ambiente de um rack único até um Data Center completo, começa com a determinação do tamanho da carga crítica que deve ser alimentada e protegida. A carga crítica é a totalidade dos componentes de hardware de TI que compõem a arquitetura comercial de TI: servidores, roteadores, computadores, dispositivos de armazenamento, equipamentos de telecomunicações, etc., bem como os sistemas de segurança, e os sistemas contra incêndios e de 4

5 monitoramento que os protegem. Esse processo começa com uma lista de todos os equipamento, com a potência e a tensão nominal de cada um deles indicadas pelo fabricante, e se são monofásicos ou trifásicos. A informação fornecida pelo fabricante deve ser ajustada para refletir a carga antecipada real. As potências nominais indicadas pelos fabricantes são os valores de consumo de energia nos piores casos, conforme especificado pelo Underwriter s Laboratory e, quase sempre, se encontram bem por cima do nível de energia esperada para a operação. Estudos realizados por firmas renomadas de engenharia consultiva e fabricantes de fontes de alimentação indicam que os valores nominais indicados pelos fabricantes da maior parte dos dispositivos de TI ultrapassam amplamente a carga de operação real em um fator de pelo menos 33%. O Código Elétrico Nacional (NEC) dos Estados Unidos e órgãos regulamentadores internacionais similares também reconhecem este fato e permitem aos planejadores de sistemas elétricos somar os valores fornecidos pelos fabricantes para as cargas estimadas e multiplicá-los por um fator de diversidade, considerando que nem todos os dispositivos operam com carga plena o tempo todo. Alternativamente, pode ser utilizada uma calculadora de dimensionamento avançado, como a obtida no site indicado a seguir. Calculadoras deste tipo trazem dados de consumo de energia de uma ampla variedade de fabricantes além de especificar diversas configurações de equipamentos. Seletor de UPS Neste site, um profissional de TI pode configurar vários racks de servidores representativos com base em componentes de marca. Esta ferramenta funciona somando os requisitos de potência conhecidos de cada componente dentro de uma configuração de um determinado servidor. Por exemplo, quando o usuário especifica um servidor, também vai ser solicitado que ele digite a quantidade de CPUs e outros detalhes. A partir dos dados informados pelo usuário, o Seletor de No-Break calculará a potência total requerida para o rack (a potência será indicada em volt-amperes ou VA). A ferramenta inclui também dados importantes sobre a tensão de entrada e o tipo de plugue de alimentação previsto pelos fabricantes. Com a lista de componentes estimados que compõesm a carga crítica, pode ser estabelecida a carga base utilizando uma ferramenta de dimensionamento. Para o caso de equipamentos de TI não contemplados pelos seletores, bem como para o requisito de potência dos sistemas contra incêndios, de segurança e de monitoramento, o seguinte processo pode ser utilizado: 1. Somar as potências indicadas pelo fabricante das cargas estimadas. Se a potência não for indicada no equipamento, esse valor pode ser determinado multiplicando-se a corrente (ampères) pela tensão do dispositivo para obter o valor em VA, que se aproxima à quantidade de watts que o dispositivo irá consumir. 2. Multiplicar o valor em VA estimado por 0,67 para calcular a potência real, em watts, que representará a carga crítica. 3. Dividir o número obtido por 1000 para estabelecer o nível de carga em quilowatts (kw) da carga crítica estimada. 5

6 Cargas futuras As cargas de Data Centers não são estáticas. Após sua construção ou estabelecimento os equipamentos de TI mudarão quase continuamente durante a vida útil do Data Center. As atualizações de TI terão, no mínimo, um ciclo de 3 anos, no qual novos dispositivos, mais potentes ou mais eficientes serão instalados ou substituirão os equipamentos da lista de projeto inicial. Uma avaliação realista do escopo e do momento das alterações e atualizações futuras deve ser desenvolvida pela organização de TI para permitir o planejamento adequado da determinação inicial das necessidades de potência. Os elementos a jusante dos sistemas de potência e distribuição elétrica podem crescer ou podem ser ajustados para cargas conhecidas e cargas futuras (ver Relatório APC N 37 Como evitar os custos do superdimensionamento da infraestrutura de Data Centers e de salas de gerenciamento de redes ), porém as instalações de suprimento elétrico que alimentam os componentes da infraestrutura física do Data Center devem ser calculados adequadamente para alimentar a carga conhecida no início de operação e também as cargas futuras, ou devem ser feitas previsões para instalar capacidade adicional sem que isto signifique um tempo excessivo de inatividade que poderia afetar negativamente a disponibilidade esperada pelo cliente de TI. Uma vez realizada uma estimativa da quantidade de carga futura, ela é acrescentada no valor correspondente da carga base desenvolvida acima para estabelecer o valor da carga crítica elétrica em kw. Cargas do no-break Assumindo que a determinação da disponibilidade na avaliação das necessidades, explicada anteriormente, vai requerer a inclusão da potência do no-break (em quase todos os casos isto é verdadeiro), a potência total da carga elétrica deve incluir um fator para a ineficiência do sistema no-break bem como a potência adicional necessária para o carregamento das baterias. A eficiência do no-break varia entre os modelos do produto e varia de maneira muito evidente em função da carga do no-break. Raramente os no-breaks funcionam em pontos de operação que coincidem com a eficiência anunciada pelo fornecedor. um valor realista e suficientemente preciso para a eficiência do nobreak em uma instalação típica é de 88%. A carga de baterias é um fator de consumo de energia significativo, mesmo que intermitente. Em condições de operação normal com uma bateria carregada, a carga de carregamento das baterias é insignificante. No entanto, quando uma bateria se descarregou parcial ou completamente, a potência de carga da bateria pode ser de aproximadamente 20% da carga nominal do no-break. Embora essa carga ocorra raramente, o gerador e as instalações de entrada de energia elétrica devem ser dimensionados para essa carga. Cargas de iluminação As cargas de iluminação responsáveis pela iluminação da parte do prédio que corresponde ao Data Center é função da área ocupada pelo Data Center. Para calcular este tipo de carga, pode usar-se como regra geral o valor de 21 watts por metro quadrado. 6

7 Cargas de refrigeração Consulte o Relatório APC N 25, Cálculo da necessidade total de refrigeração para Data Centers, para obter uma análise detalhada das cargas térmicas em ambientes de Data Center. O relatório fornece tabelas que ajudam a calcular o nível de refrigeração requerido conforme o calor gerado pelos equipamentos de TI. Permite também que o planejador do projeto estabeleça os níveis de refrigeração necessária para suportar a carga crítica prevista. A eficiência dos sistemas de refrigeração varia bastante, mas pode ser dividida em sistemas de água gelada e sistemas de expansão direta. Os sistemas de água gelada são geralmente mais eficientes e, como regra geral, para o consumo de energia pode se considerar como 70% da carga máxima total que está sendo resfriada. Sistemas de expansão direta requerem aproximadamente 100% da carga máxima total suportada. Deve se salientar que as cargas de refrigeração têm cargas máximas iniciais que excedem os valores em estado estável considerados neste cálculo. A Tabela 1 deste relatório estima a potência elétrica do sistema de refrigeração de acordo com essas regras. Deste modo é possível estabelecer o tamanho do sistema de distribuição elétrica necessário para alimentar o Data Center completo. Dimensionamento do sistema de energia elétrica Foram determinados dois valores importantes que irão ajudar na estimativa do dimensionamento do sistema elétrico que alimentará o ambiente do Data Center: a Carga Crítica Total e a Carga de Refrigeração Total. Em geral, o sistema de suprimento elétrico deve ser suficientemente dimensionado para alimentar à soma destes dois valores, e mais as cargas de iluminação do Data Center. O consumo de energia em estado estável das cargas dentro de um Data Center estabelece o consumo de energia para determinar os custos elétricos. Entretanto, o suprimento de energia elétrica e o gerador que fornecem energia ao Data Center não podem ser dimensionados em função dos valores em estado estável. Estas fontes devem ser dimensionadas de acordo com o consumo máximo de energia das cargas, mais todas as margens de redução ou de superdimensionado do valor nominal requerido pelos códigos em vigor ou pelas normas de engenharia. Na prática, isto faz com que o dimensionamento das instalações elétricas e do gerador seja substancialmente maior do que o esperado, como será mostrado na seção a seguir. Cálculo da capacidade elétrica final Depois que a capacidade elétrica total em quilowatts foi estimada a partir do processo apresentado anteriormente, duas determinações-chave podem ser feitas: a primeira é uma estimativa das instalações elétricas necessárias para alimentar o Data Center, e a segunda é a potência total do gerador reserva que pode ser necessária para atingir a disponibilidade desejada. Dimensionamento das instalações elétricas As instalações elétricas podem ser calculadas da seguinte forma: 1. Tomar a capacidade elétrica total necessária em quilowatts e multiplicá-la por 125% para atender os requisitos do Código Elétrico Nacional e órgãos reguladores similares. 7

8 2. Determinar a tensão trifásica de entrada que será fornecida pela concessionária de energia elétrica. Este valor costuma ser 480 VCA nos Estados Unidos e 230 VCA em grande parte do resto do mundo. 3. Utilizar a fórmula a seguir para determinar a corrente de entrada da instalação elétrica que vai alimentar o Data Center, em ampères (A): A = (kw x 1000) / (volts x 1,73) Isto fornece uma estimativa da capacidade elétrica necessária para alimentar a carga crítica, o sistema de refrigeração e as funções do prédio para um Data Center. Partindo das mesmas hipóteses da Figura 1, a Figura 2 salienta a diferença importante entre potência nominal (máxima) e a potência em estado estável, comparando a necessidade das instalações elétricas para as duas condições. Deve levar-se em consideração que esta é apenas uma estimativa, e que a determinação final das instalações elétricas depende em grande parte de informações precisas e específicas da instalação. Recomenda-se enfaticamente que sejam contratados serviços de um engenheiro consultor qualificado para verificar a estimativa inicial e desenvolver o projeto final do sistema de alimentação elétrica do Data Center. A Tabela 1, que aparece no final deste relatório, pode ser utilizada como uma planilha para ajudar a sintetizar tudo o que foi apresentado anteriormente kw Carga de ar condicionado Carga de No-Break Carga de ar condicionado Carga de No-Break 50 Carga crítica Carga crítica 0 Valor nominal da instalação elétrica Carga crítica Carga de No-Break Redução do serviço elétrico Estado estável da instalação elétrica Carga de iluminação Carga de ar condicionado Figura 2 Suprimento elétrico nominal X suprimento elétrico em estado estável para uma carga crítica típica de 100 kw. O suprimento elétrico nominal é quase 4 vezes o valor da carga crítica em estado estável 8

9 Dimensionamento dos sistemas de potência do gerador reserva Quando o dimensionamento das instalações elétricas for determinado, é necessário considerar o dimensionamento de um gerador reserva apropriado, que fará o suprimento da energia em caso de interrupção no serviço elétrico e aumentará a disponibilidade do Data Center. A Figura 3 a seguir mostra a instalação típica de um gerador: Serviço elétrico Figura 3 Sistema de gerador típico Gerador Switch de transferência Bus de emergência No- Break Cargas mecânicas (ar c.) Outras cargas (iluminação, etc.) Carga crítica de TI A primeira coisa a ser observada no diagrama acima é a premissa de que o Data Center é a única carga e que ela será protegida totalmente pelo gerador de potência reserva. O fornecimento da companhia de eletricidade pode ser apenas uma parte do sistema de distribuição elétrica comercial padrão, de forma tal que este diagrama faria parte de um subconjunto de um sistema elétrico muito maior. Este subconjunto é a parte do Data Center que alimenta as cargas críticas de TI. Para estimar o tamanho do gerador necessário para as cargas críticas, utilize o cálculo incluído na parte inferior da Tabela 1. Entretanto, deve se considerar as características elétricas das cargas que vão ser conectadas ao gerador através da chave de transferência. As cargas mecânicas, por exemplo, requerem altas correntes de partida e geram correntes harmônicas que dificultam a capacidade de um gerador em fornecer a potência necessária. O próprio no-break pode contribuir para agravar esse problema se não operar com um fator de potência de entrada elevado, e também pode provocar a falha do gerador se apresentar um fator de potência adiantado ao gerador. 9

10 kw A escolha de um sistema no-break com características operacionais favoráveis para uma operação confiável do gerador requer uma análise exaustiva, não apresentada neste relatório. É suficiente observar que o nobreak deve ser selecionado com cuidado para atingir a confiabilidade integral. Devem ser evitados os sistemas no-breaks que apresentem características capacitivas elevadas em condições de carga baixa. Certas topologias de no-breaks, como os de conversão delta, são ideais para sistemas alimentados por gerador e não produzirão características operacionais indesejáveis dos sistemas tradicionais de dupla conversão que incluem capacitores de filtro na entrada. Esta decisão apenas ao escolher um no-break pode influir muito no dimensionamento do gerador requerido, freqüentemente em um fator de 3 (o gerador deveria ser de 1,75 a 3 vezes maior para um no-break típico de dupla conversão do que para um no-break com conversão delta). Como no caso da potência do serviço elétrico, a Figura 4 enfatiza a distinção importante entre potência nominal (máxima) e a potência em estado estável, comparando os requisitos elétricos do gerador para as duas condições. Ao selecionar um gerador, tome por base o regime em kw do gerador por questões de simplicidade, porém considere que os geradores são projetados para funcionar com cargas com um fator de potência inferior a 1,0, e costuma ser tipicamente de 0,8. Isso significa que a corrente e a tensão estarão levemente fora de fase e que o gerador deverá suportar essa diferença. Um gerador de 1000 kw projetado para funcionar com cargas que possuam um fator de potência de 0,8 terá um valor nominal de 1200 kva. Não se deve confundir o valor nominal em kva com a verdadeira capacidade de potência do gerador, que sempre é indicada em kw. Para mais informação sobre o fator de potência, consulte o Relatório AP N 15 Watts e volts-amperes: Uma confusão em potência. Figura 4 Potência nominal X potência em estado estável de um gerador elétrico para uma carga crítica típica de 100 kw. O valor nominal do gerador é quase 4 vezes o valor de carga crítica em estado estável Carga de ar condicionado Carga de No-Break Carga crítica Valor nominal gerador Carga de ar condicionado Carga de No-Break Carga crítica Estado estável gerador Carga crítica Carga de iluminação Carga de No-Break Carga de ar c. Superdimensionamento devido a cargas críticas Superdimensionamento devido a cargas de refrigeração 10

11 Tabela 1 Planilha para o cálculo da estimativa de potência necessária para um Data Center Item Dados necessários Cálculo Subtotal kw Necessidade de potência elétrica Carga crítica valor obtido com a calculadora de dimensionamento, do site da APC na internet Para equipamentos não incluídos no seletor, carga crítica valor indicado pelo fabricante Cargas futuras Consumo de potência máxima devido à variação das cargas críticas Valor nominal de cada dispositivo de TI Subtotal de VA (incluir sistemas contra incêndios, de segurança e de monitoração) VA indicado pelo fabricante de cada dispositivo de TI esperado Consumo total de potência da carga crítica em estado estável (Total da calculadora em VA x 0,67 ) / 1000 ( Subtotal de VA x 0,67 ) / 1000 [ (Acrescentar valor nominal de VA para os dispositivos futuros) x 0,67 ] / 1000 N 1 kw N 2 kw N 3 kw ( N 1 + N 2 + N 3 ) x 1,05 N 4 kw Ineficiência do no-break e carga de baterias Iluminação Potência total para atender a demanda elétrica Necessidade de potência Refrigeração Potência total para atender as demandas de refrigeração Requisito total de potência Carga real + cargas futuras (em kw) Área ocupada total, associada ao Data Center Total resultante da soma dos itens. 4, 5 e 6 acima Total de N 7 acima ( N 1 + N 2 + N 3 ) x 0,32 0,0215 x área ocupada (metros quadrados) N 4 + N 5 + N 6 Sistemas ag. gelada N 7 x 0,7 Sistemas DX N 7 x 1,0 N 5 kw N 6 kw N 7 kw N 8 kw Potência total para atender as demandas elétricas e de refrigeração Total resultante da soma dos itens 7 e 8 acima Estimativa do tamanho das instalações elétricas Requisitos para atender a Norma NEC e outras regulamentações Tensão CA trifásica fornecida na entrada da instalação N 7 + N 8 Total do N 9 acima N 9 x 1,25 Tensão em CA N 9 kw N 10 kw N 11 VCA Entrada requerida da companhia de eletricidade em ampères Total do N 10 e tensão CA de N 11 ( N 10 x 1000 ) / ( N 11 x 1,73 ) A Estimativa da potência do gerador reserva (se aplicável) Cargas críticas que requerem alimentação do gerador Cargas de refrigeração que requerem alimentação do gerador Potência do gerador necessário Total de N 7 acima N 7 x 1,3* Total de N 8 acima N 8 x 1,5 Total resultante da soma dos Nros. 12 e 13 acima N 12 + N 13 N 12 kw N 13 kw kw 11

12 *ATENÇÃO: A variável 1,3 aplica-se a um no-break com correção de fator de potência total. Quando são utilizados sistemas no-breaks tradicionais de dupla conversão com filtros de harmônicas na entrada, deve-se utilizar o fator multiplicador 3,0. Conclusão A avaliação da potência elétrica necessária para alimentar e resfriar cargas críticas de um Data Center é essencial no planejamento do projeto de uma instalação que atenda as expectativas de disponibilidade do usuário final. Empregando o processo apresentado acima, pode se realizar uma estimativa razoável das necessidades de potência. Isso ajudará a determinar o tamanho dos componentes da infraestrutura física do Data Center que permitirá atingir os níveis de disponibilidade determinados pela avaliação das necessidades. Assim que a determinação do dimensionamento estiver concluída, o projeto conceitual e detalhado pode continuar com a assistência de um fornecedor competente de sistemas de infraestrurura física crítica para Data Center ou, no caso de Data Centers de maior porte, com a assistência de um engenheiro consultor. A estimativa de custos pode ser realizada em seguida, com base no tamanho e na configuração de disponibilidade, determinados a partir do processo de avaliação das necessidades de potência apresentado acima. Acerca do autor Victor Avelar é analista de pesquisa sênior da APC. É responsável por projeto e pesquisa de operação de Data Centers e faz consultoria para clientes sobre avaliação de riscos e práticas de projeto para otimizar a disponibilidade e eficiência de seus ambientes de Data Center. Victor é graduado em Engenharia Mecânica pelo Renssselaer Polytechnic Institute e possui um MBA pelo Babson College. É membro da AFCOM e da American Society for Quality. 12

13 Recursos Clique no ícone para ir para um dos Relatórios da APC Navegue em todos os Relatórios Técnicos da APC no site Relatórios APC No Comparação de configurações para projeto de sistemas No-Break Relatórios APC No Variações dinâmicas da potência em Data Centers e salas de servidores Relatórios APC No Como evitar os custos do superdimensionamento da infraestrutura de Data Centers e de salas de gerenciamento de redes Relatórios APC No Cálculo da necessidade total de refrigeração para Data Centers Relatórios APC No Watts e volts-amperes: Uma confusão em potência Consulte todas as Ferramentas TradeOff Tools da APC no site Entre em contato Para fornecer feedback e comentários sobre o conteúdo deste relatório técnico, entre em contato com: Data Center Science Center, APC by Schneider Electric Schneider-Electric.com Se você é cliente tem dúvidas específicas sobre o projeto de seu Data Center: Entre em contato com o representante APC by Schneider Electric de sua região 13

Calcular requisitos de potência totais para centros de dados

Calcular requisitos de potência totais para centros de dados Calcular requisitos de potência totais para centros de dados Aplicação Técnica 3 Revisão 1 por Victor Avelar > Sumário Executivo Parte do planeamento e concepção do centro de dados reside nos requisitos

Leia mais

Os modelos convencionais para estimar a eficiência elétrica em data centers são

Os modelos convencionais para estimar a eficiência elétrica em data centers são Resumo executivo Os modelos convencionais para estimar a eficiência elétrica em data centers são bem imprecisos em instalações no mundo real. As estimativas de perdas elétricas são feitas normalmente somando

Leia mais

Opções Práticas para Implementação de Equipamentos de TI em Pequenos Data Centers

Opções Práticas para Implementação de Equipamentos de TI em Pequenos Data Centers Opções Práticas para Implementação de Equipamentos de TI em Pequenos Data Centers White Paper 174 Revisão 0 por Victor Avelar > Sumário executivo Pequenos data centers são geralmente desorganizados, inseguros,

Leia mais

Para superar esses problemas, a metodologia de três partes a seguir está detalhada neste artigo: igualmente à DCiE

Para superar esses problemas, a metodologia de três partes a seguir está detalhada neste artigo: igualmente à DCiE Os benefícios de se determinar a eficiência da infraestrutura do data center como parte de um plano efetivo de gerenciamento de energia são amplamente reconhecidos. A métrica padrão PUE (Eficácia do Uso

Leia mais

Os Diferentes tipos de No-Breaks

Os Diferentes tipos de No-Breaks Os Diferentes tipos de No-Breaks White Paper # 1 Revisão 4 Resumo Executivo Existe muita confusão no mercado a respeito dos diferentes tipos de No-Breaks e suas características. Cada um desses tipos será

Leia mais

Diferentes tipos de sistemas No-Break

Diferentes tipos de sistemas No-Break Diferentes tipos de sistemas No-Break Relatório interno N 1 Revisão 6 por Neil Rasmussen > Resumo executivo Há muita confusão no mercado acerca dos diferentes tipos de sistemas NO-BREAK e suas características.

Leia mais

Aula 5 Infraestrutura Elétrica

Aula 5 Infraestrutura Elétrica Aula 5 Infraestrutura Elétrica Prof. José Maurício S. Pinheiro 2010 1 Ruído Elétrico Os problemas de energia elétrica são as maiores causas de defeitos no hardware das redes de computadores e conseqüente

Leia mais

6 Passos para selecionar o nobreak adequado para sua aplicação. Um guia prático para adquirir a melhor fonte de alimentação ininterrupta de máxima

6 Passos para selecionar o nobreak adequado para sua aplicação. Um guia prático para adquirir a melhor fonte de alimentação ininterrupta de máxima 6 Passos para selecionar o nobreak adequado para sua aplicação. Um guia prático para adquirir a melhor fonte de alimentação ininterrupta de máxima qualidade. Introdução Se você tem planos para comprar

Leia mais

Refrigeração de data centers completos com sistemas por corredor

Refrigeração de data centers completos com sistemas por corredor Refrigeração de data centers completos com sistemas por corredor White Paper 139 Revisão 0 Por Jim VanGilder e Wendy Torell > Sumário Executivo A refrigeração em linha está surgindo como uma solução de

Leia mais

Como o Cabeamento Elevado Economiza Energia em Data Centers

Como o Cabeamento Elevado Economiza Energia em Data Centers Como o Cabeamento Elevado Economiza Energia em Data Centers White Paper 159 Revisão 0 Por Victor Avelar > Sumário Executivo O posicionamento de cabos de energia e de dados do data center em suportes para

Leia mais

UPS CENTRALIZADA E UPS DISTRIBUÍDA: UMA COMPARAÇ Ã O DELTA POWER SOLUTIONS

UPS CENTRALIZADA E UPS DISTRIBUÍDA: UMA COMPARAÇ Ã O DELTA POWER SOLUTIONS UPS CENTRALIZADA E UPS DISTRIBUÍDA: UMA COMPARAÇ Ã O DELTA POWER SOLUTIONS Introdução Onde quer que seja necessária alimentação contínua de energia elétrica, há uma necessidade de Fontes de Alimentação

Leia mais

SMART-UPS VT & GALAXY 3500. Data Center Solutions. Marcio Iamamoto Product Marketing Engineer Schneider Electric IT Business.

SMART-UPS VT & GALAXY 3500. Data Center Solutions. Marcio Iamamoto Product Marketing Engineer Schneider Electric IT Business. SMART-UPS VT & GALAXY 3500 Data Center Solutions Marcio Iamamoto Product Marketing Engineer Schneider Electric IT Business Setembro/2013 Smart-UPS VT & Galaxy 3500 Mais de 11 milhões de unidades vendidas

Leia mais

MANUAL DE ENERGIA NO-BREAKS

MANUAL DE ENERGIA NO-BREAKS MANUAL DE ENERGIA E NO-BREAKS Há muita confusão no mercado a respeito dos diferentes tipos de eventos de energia e sistemas de no-break, incluindo suas características. Temos então uma descrição de cada

Leia mais

Implantação de Data Centers com Eficiência Energética

Implantação de Data Centers com Eficiência Energética Implantação de Data Centers com Eficiência Energética White Paper 114 Revisão 1 Por Neil Rasmussen > Sumário Executivo Os custos de utilização da energia elétrica passaram a ser uma fração crescente do

Leia mais

>Proteção de Energia Trifásica

>Proteção de Energia Trifásica Symmetra PX Proteção de Energia Modular, Escalável e de Alta Eficiência para Data Centers Symmetra PX 100kW Escalável de 10kW até 100kW >Proteção de Energia Trifásica Modular de Alta Performance com Tamanho

Leia mais

Determinando Capacidades de Energia, Refrigeração e Espaço ao Consolidar Data Centers

Determinando Capacidades de Energia, Refrigeração e Espaço ao Consolidar Data Centers Determinando Capacidades de Energia, Refrigeração e Espaço ao Consolidar Data Centers White Paper 177 Revisão 1 Por Wendy Torell e Patrick Donovan > Sumário Executivo Ao planejar a consolidação de vários

Leia mais

Nova Linha de Equipamentos Trifásicos Classic-DSP

Nova Linha de Equipamentos Trifásicos Classic-DSP Nova Linha de Equipamentos Trifásicos Classic-DSP Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento - CP Eletrônica S.A. Rua da Várzea 379 CEP: 91040-600 Porto Alegre RS Brasil Fone: (51)2131-2407 Fax: (51)2131-2469

Leia mais

Discrete Automation and Motion. Conceptpower DPA 500 100 kw 3 MW UPS modular - agora até 3 MW

Discrete Automation and Motion. Conceptpower DPA 500 100 kw 3 MW UPS modular - agora até 3 MW Discrete Automation and Motion Conceptpower DPA 500 100 kw 3 MW UPS modular - agora até 3 MW Tempo de inatividade igual a zero conheça o Conceptpower DPA 500 O Conceptpower DPA 500 da ABB é um sistema

Leia mais

Topologias de UPS estático. apresentados a seguir cheguem à carga a ser protegida e mantida em operação, utilizamos equipamentos

Topologias de UPS estático. apresentados a seguir cheguem à carga a ser protegida e mantida em operação, utilizamos equipamentos 36 Capítulo II Topologias de UPS estático Luis Tossi * Para evitarmos que os distúrbios elétricos de tensão DC, que se altera em nível DC em função de apresentados a seguir cheguem à carga a ser protegida

Leia mais

Preparando a Infraestrutura Física de Data Centers de Recebimento para Consolidação

Preparando a Infraestrutura Física de Data Centers de Recebimento para Consolidação Preparando a Infraestrutura Física de Data Centers de Recebimento para Consolidação White Paper 175 Revisão 1 Por Neil Rasmussen > Sumário Executivo A consolidação de um ou mais data centers em um data

Leia mais

Infra-estrutura para Data Centres

Infra-estrutura para Data Centres Infra-estrutura para Data Centres Planejando Data Centres de Alto Desempenho. Eng. Eletricista José Luiz De Martini Consultor especializado no planejamento e desenvolvimento de soluções de infra-estrutura

Leia mais

Alocação de custos de energia e de emissões de carbono de data centers a usuários de TI

Alocação de custos de energia e de emissões de carbono de data centers a usuários de TI Alocação de custos de energia e de emissões de carbono de data centers a usuários de TI Relatório APC Nº 161, revisão 1 Neil Rasmussen > Índice Introdução 2 Qual é a meta? 2 > Resumo executivo Medição

Leia mais

Implementação de data centers eficientes em termos de energia

Implementação de data centers eficientes em termos de energia Implementação de data centers eficientes em termos de energia Traduzido por Schneider Electric, Critical Power and Cooling Services Division - Brazil Relatório APC No. 114 Resumo executivo Os custos da

Leia mais

TOPOLOGIAS DE NOBREAK

TOPOLOGIAS DE NOBREAK TOPOLOGIAS DE NOBREAK O que é um Nobreak? Nobreaks são equipamentos que possuem a função de fornecer energia ininterrupta para a carga (computadores, servidores, impressoras, etc.). Além desta função,

Leia mais

Diretrizes para a Especificação da Densidade de Potência do Data Center

Diretrizes para a Especificação da Densidade de Potência do Data Center Diretrizes para a Especificação da Densidade de Potência do Data Center White Paper 120 Revisão 1 Por Neil Rasmussen > Sumário Executivo Os métodos convencionais para especificar a densidade do data center

Leia mais

Projeto de instalação de sistemas UPS

Projeto de instalação de sistemas UPS 22 Capítulo IX Projeto de instalação de sistemas UPS Por Luis Tossi e Azarias Macedo Júnior* Neste capítulo, abordaremos os aspectos relacionados ao projeto de sistemas UPS. Trataremos de forma separada

Leia mais

Opções de Alimentação do Rack para Configurações de Alta Densidade em Países de 230 VCA

Opções de Alimentação do Rack para Configurações de Alta Densidade em Países de 230 VCA Opções de Alimentação do Rack para Configurações de Alta Densidade em Países de 230 VCA White Paper 28 Revisão 1 por Neil Rasmussen > Sumário Executivo As alternativas para fornecer energia elétrica para

Leia mais

Nobreak. 160 e 300 kva. senoidal on-line trifásico PERFIL PROTEÇÕES

Nobreak. 160 e 300 kva. senoidal on-line trifásico PERFIL PROTEÇÕES Nobreak senoidal on-line trifásico dupla convers o 60 a 300 kva 60 kva de 80 a 120 kva 160 e 300 kva PERFIL Os nobreaks on-line de dupla conversão da linha Gran Triphases foram desenvolvidos com o que

Leia mais

Comparação quantitatativa de sistemas de distribuição de energia CA vs CC de alta eficiência para data centers

Comparação quantitatativa de sistemas de distribuição de energia CA vs CC de alta eficiência para data centers Comparação quantitatativa de sistemas de distribuição de energia CA vs CC de alta eficiência para data centers Relatório 127 Revisão2 Neil Rasmussen and James Spitaels > Resumo executivo Este relatório

Leia mais

Gerenciamento da alimentação elétrica e de refrigeração para data centers

Gerenciamento da alimentação elétrica e de refrigeração para data centers Gerenciamento da alimentação elétrica e de refrigeração para data centers Relatório 150 Revisão 1 Neil Rasmussen > Resumo executivo Equipamentos de TI de alta densidade exigem maior capacidade de densidade

Leia mais

Dispositivos de Proteção

Dispositivos de Proteção 4 Dispositivos de Proteção Todos os circuitos deverão ser protegidos, a fim de garantir a integridade física das pessoas das instalações e equipamentos. Para isso, existem diversos dispositivos e equipamentos

Leia mais

GREENLOAD CARGA ELETRÔNICA REGENERATIVA TRIFÁSICA

GREENLOAD CARGA ELETRÔNICA REGENERATIVA TRIFÁSICA Informações Técnicas GREENLOAD CARGA ELETRÔNICA REGENERATIVA TRIFÁSICA Informações Gerais A Carga Eletrônica Regenerativa Trifásica da Schneider permite a injeção de energia na rede elétrica proveniente

Leia mais

SUMÁRIO. Sistemas a serem considerados na construção de data centers. A gestão do projeto e a integração dos fornecedores

SUMÁRIO. Sistemas a serem considerados na construção de data centers. A gestão do projeto e a integração dos fornecedores REPORT 04 e fevereiro de 2013 INFRAESTRUTURA FÍSICA E DATA CENTERS SUMÁRIO Introdução O que são data centers Padrões construtivos para data centers Sistemas a serem considerados na construção de data centers

Leia mais

UPS Liebert GXT3 de 6kVA e 10kVA Sistemas UPS Compactos para Aplicações em Racks de Alta Densidade

UPS Liebert GXT3 de 6kVA e 10kVA Sistemas UPS Compactos para Aplicações em Racks de Alta Densidade UPS Liebert GXT3 de 6kVA e 10kVA Sistemas UPS Compactos para Aplicações em Racks de Alta Densidade Energia CA Para a Continuidade da Operação Crítica Liebert GXT3, UPS de 6kVA e 10kVA: Muita Proteção,

Leia mais

Variações dinâmicas do consumo de corrente em centros de dados e salas de servidores

Variações dinâmicas do consumo de corrente em centros de dados e salas de servidores Variações dinâmicas do consumo de corrente em centros de dados e salas de servidores Por Jim Spitaels Aplicação técnica nº 43 Revisão 2 Sumário executivo Os requisitos de alimentação dos centros de dados

Leia mais

Estratégias de Instalação de Servidores Blade em Data Centers

Estratégias de Instalação de Servidores Blade em Data Centers Estratégias de Instalação de Servidores Blade em Data Centers Por Neil Rasmussen Relatório interno N 125 Resumo Executivo Os servidores blade funcionam às densidades de potência mais altas que as capacidades

Leia mais

RIELLO ELETTRONICA. Multi Guard

RIELLO ELETTRONICA. Multi Guard RIELLO ELETTRONICA Multi Guard REDES LOCAIS (LAN) ServIDORES DATA CENTERS DISPOSITIVOS DE TELECOMU- NICAÇÃO E-BUSINESS (Parque de Servidores, ISP/ ASP/POP) DISPOSITIVOS DE EMERGÊNCIA (Luzes/Alarmes) Multi

Leia mais

Infra-Estrutura de Redes

Infra-Estrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul Infra-Estrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Cabeamento Estruturado

Leia mais

Eficiência e Inovação em Conversão de Energia

Eficiência e Inovação em Conversão de Energia Eficiência e Inovação em Conversão de Energia TECTROL, desde 1973, fabricando equipamentos de conversão de energia para os mais variados segmentos tais como: Telecom, Energia, Petroquímico, naval e offshore,

Leia mais

Liebert Série NXr 30KVA a 200KVA (380V) Sistemas de Energia CA para Business-Critical Continuity (Continuidade da Operação Crítica)

Liebert Série NXr 30KVA a 200KVA (380V) Sistemas de Energia CA para Business-Critical Continuity (Continuidade da Operação Crítica) Liebert Série NXr 30KVA a 200KVA (380V) Sistemas de Energia CA para Business-Critical Continuity (Continuidade da Operação Crítica) Antecipando Mudanças Tecnológicas Através de Uma Infraestrutura Adaptável

Leia mais

De: Luis Alberto Katz Data: Janeiro 17 2007 Número: PA1906

De: Luis Alberto Katz Data: Janeiro 17 2007 Número: PA1906 ANÚNCIO DE PRODUTO De: Luis Alberto Katz Data: Janeiro 17 2007 Número: PA1906 Fluke 345 Alicate de medição de qualidade de energia Apresentamos o alicate de medição de qualidade de energia mais avançado

Leia mais

Infra-estrutura Física de Rede Crítica para Redes Wireless LAN de Empresas

Infra-estrutura Física de Rede Crítica para Redes Wireless LAN de Empresas Infra-estrutura Física de Rede Crítica para Redes Wireless LAN de Empresas Por Viswas Purani Relatório Interno No. 84 Resumo Executivo Durante as implantações de redes LAN sem Fio (WLAN) podem surgir requisitos

Leia mais

para cargas críticas.

para cargas críticas. 50 anos NO-BREAKS & ESTABILIZADORES DE TENSÃO Soluções em sistemas de pura ENERGIA para cargas críticas. www.amplimag.com.br EMPRESA Amplimag Controles Eletrônicos Ltda. Empresa 100% Nacional, desde 1962

Leia mais

Este tutorial apresenta os componentes principais e critérios de projeto da infra-estrutura de um Internet Data Center (IDC).

Este tutorial apresenta os componentes principais e critérios de projeto da infra-estrutura de um Internet Data Center (IDC). Infra-estrutura de Internet Data Center (IDC) Este tutorial apresenta os componentes principais e critérios de projeto da infra-estrutura de um Internet Data Center (IDC). Pollette Brancato Diretora de

Leia mais

redes, infraestrutura e telecom

redes, infraestrutura e telecom redes, infraestrutura e telecom Integração de soluções, projetos, implementação e manutenção de redes, infraestrutura de TI e telecom para empresas de grande e médio portes. SERVIÇOS redes, infraestrutura

Leia mais

Liebert Série NXr 15KVA ao 90KVA (208V/220V) Sistemas de Energia CA para Business-Critical Continuity (Continuidade da Operação Crítica)

Liebert Série NXr 15KVA ao 90KVA (208V/220V) Sistemas de Energia CA para Business-Critical Continuity (Continuidade da Operação Crítica) Liebert Série NXr 15KVA ao 90KVA (208V/220V) Sistemas de Energia CA para Business-Critical Continuity (Continuidade da Operação Crítica) Antecipando Mudanças Tecnológicas Através de Uma Infraestrutura

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores - 1º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 05 Infraestrutura

Leia mais

RIELLO ELETTRONICA. Multi Sentry

RIELLO ELETTRONICA. Multi Sentry RIELLO ELETTRONICA Multi Sentry REDES LOCAIS (LAN) servidores DATA CENterS REGISTRA- DORAS DISPOSITIVOS DE TELECOMU- NICAÇÃO E-BUSINESS (Parques de Servidores, ISP/ ASP/POP) PLCS INDUSTRIAIS DISPOSITIVOS

Leia mais

Associação Paralelo Ativo e Passivo Vantagens e Benefícios

Associação Paralelo Ativo e Passivo Vantagens e Benefícios Associação Paralelo Ativo e Passivo Vantagens e Benefícios Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento - CP Eletrônica S.A. Rua da Várzea 379 CEP:91040-600 - Porto Alegre RS - Brasil Fone: (51)21312407

Leia mais

PLAYBOOK. Criando uma Infraestrutura de TI que se Adapta ao Seu Negócio

PLAYBOOK. Criando uma Infraestrutura de TI que se Adapta ao Seu Negócio PLAYBOOK P A R A M U D A N Ç A Criando uma Infraestrutura de TI que se Adapta ao Seu Negócio Durante décadas, os data centers foram sobre provisionados de duas à três vezes em uma tentativa de planejar

Leia mais

Keor t. trifásico ups 10 a 60 kva

Keor t. trifásico ups 10 a 60 kva Keor t trifásico ups 10 a Keor t UPS TRIFÁSICO KEOR T foi projetado com tecnologia avançada e com componentes de última geração, para garantir um ótimo desempenho, alta eficiência, alta disponibilidade

Leia mais

Modo econômico: Benefícios e riscos dos modos de economia de energia da Operação com No-Breaks

Modo econômico: Benefícios e riscos dos modos de economia de energia da Operação com No-Breaks Modo econômico: Benefícios e riscos dos modos de economia de energia da Operação com No-Breaks White Paper 157 Revisão 0 Por Neil Rasmussen > Sumário Executivo Muitos novos sistemas de UPS (no-break) têm

Leia mais

PREGÃO SESC-AN N.º 15/0051-PG ADENDO II

PREGÃO SESC-AN N.º 15/0051-PG ADENDO II PREGÃO SESC-AN N.º 15/0051-PG ADENDO II ESCLARECIMENTO A QUESTIONAMENTOS Referente à tensão de entrada e saída: O documento ANEXO+I+-+15-0051-PG+-+Especificação+Técnica solicita fornecimento de nobreak

Leia mais

Administração de CPD Internet Data Center

Administração de CPD Internet Data Center Administração de CPD Internet Data Center Cássio D. B. Pinheiro pinheiro.cassio@ig.com.br cassio.orgfree.com Objetivos Apresentar os principais conceitos e elementos relacionados a um dos principais tipos

Leia mais

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Aula 1 Ambiente de Data Center Os serviços de comunicação em banda larga estão mais

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO Procuradoria-Geral de Justiça ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO Procuradoria-Geral de Justiça ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Processo SIIG nº 0009881-8/2011. Processo Licitatório nº 013/2011 Pregão Presencial nº 004/2011 Ata de Registro de Preços nº 004/2011 Validade da Ata: 12 (doze) meses. Aos sete

Leia mais

3 - Sistemas em Corrente Alternada. 1 Considerações sobre Potência e Energia. Carlos Marcelo Pedroso. 18 de março de 2010

3 - Sistemas em Corrente Alternada. 1 Considerações sobre Potência e Energia. Carlos Marcelo Pedroso. 18 de março de 2010 3 - Sistemas em Corrente Alternada Carlos Marcelo Pedroso 18 de março de 2010 1 Considerações sobre Potência e Energia A potência fornecida a uma carga à qual está aplicada um tensão instantânea u e por

Leia mais

Custo Total de Exploração para Centro de Dados e Infraestrutura

Custo Total de Exploração para Centro de Dados e Infraestrutura Custo Total de Exploração para Centro de Dados e Infraestrutura White Paper #6 Revisão 2 Resumo Nesta comunicação é descrito um método melhorado para medir o Custo Total de Exploração (TCO) da infraestrutura

Leia mais

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 79/2014 COMPRASNET

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 79/2014 COMPRASNET COTAÇÃO ELETRÔNICA: 79/2014 COMPRASNET Especificação Técnica 1. Objeto Aquisição de 1 (um) NOBREAK DE POTÊNCIA 5 kva Obs.: Os atributos técnicos abaixo relacionados são de atendimento obrigatório. A nomenclatura

Leia mais

Data Center : Conceitos Básicos. Alex Martins de Oliveira

Data Center : Conceitos Básicos. Alex Martins de Oliveira Data Center : Conceitos Básicos Alex Martins de Oliveira Conceitos e Projetos Disponibilidade, Confiabilidade e Redundância Planejamento de Espaços Distribuição Elétrica e UPS (Uniterruptable Power Supply)

Leia mais

Capítulo VII. Sistema de manutenção planejada e em motores elétricos. Manutenção elétrica industrial. Características. Conceitos. Organização do SMP

Capítulo VII. Sistema de manutenção planejada e em motores elétricos. Manutenção elétrica industrial. Características. Conceitos. Organização do SMP 50 Capítulo VII Sistema de manutenção planejada e em motores elétricos Por Igor Mateus de Araújo e João Maria Câmara* O Sistema de Manutenção Planejada (SMP) é formado por instruções, listas e detalhamento

Leia mais

LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA

LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA 42BEspecificação Técnica LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA 3 / 6 / 8 / 10 / 12 / 15 / 20 kva 38BEngetron Engenharia Eletrônica Ind. e Com. Ltda Atendimento ao consumidor: (31) 3359-5800 Web: Hwww.engetron.com.br

Leia mais

Esta aula apresentará os elementos chave para a criação de um sistema elétrico, confiável, para um Data Center. Em seguira serão apresentadas

Esta aula apresentará os elementos chave para a criação de um sistema elétrico, confiável, para um Data Center. Em seguira serão apresentadas Esta aula apresentará os elementos chave para a criação de um sistema elétrico, confiável, para um Data Center. Em seguira serão apresentadas características de controle de um ambiente de DC, envolvendo

Leia mais

Nobreak. 10 a 50 kva. senoidal on-line trifásico PERFIL PROTEÇÕES

Nobreak. 10 a 50 kva. senoidal on-line trifásico PERFIL PROTEÇÕES Nobreak senoidal on-line trifásico dupla conversao ~ 10 a 50 kva PERFIL Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas Sinus Triphases 10 a 50 kva A linha de nobreaks SMS Sinus Triphases

Leia mais

Faturamento de Reativo pelas Concessionárias de Energia Elétrica

Faturamento de Reativo pelas Concessionárias de Energia Elétrica Faturamento de Reativo pelas Concessionárias de Energia Elétrica Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento - CP Eletrônica S.A. Rua da Várzea 379 CEP: 91040-600 Porto Alegre RS Brasil Fone: (51)2131-2407

Leia mais

No item 2.10 é mencionada a ferramenta de controle de acesso. Qual o nível de integração requerido e quais os métodos disponíveis nesta ferramenta?

No item 2.10 é mencionada a ferramenta de controle de acesso. Qual o nível de integração requerido e quais os métodos disponíveis nesta ferramenta? Perguntas: 1. 2. 3. Entendemos que o processo de mudança será realizado através do CMDB atual e que esta mudança deverá ser refletida na solução de DCIM. Além deste processo haverá alguma outra forma de

Leia mais

Como escolher entre refrigeração perimetral, por corredor e por rack para data center

Como escolher entre refrigeração perimetral, por corredor e por rack para data center Como escolher entre refrigeração perimetral, por corredor e por rack para data center White Paper 130 Revisão 2 Por Kevin Dunlap e Neil Rasmussen > Sumário Executivo Os equipamentos de TI mais modernos

Leia mais

Nobreak. 3,2 a 20 kva PERFIL PROTEÇÕES. senoidal on-line - dupla convers o

Nobreak. 3,2 a 20 kva PERFIL PROTEÇÕES. senoidal on-line - dupla convers o Nobreak senoidal on-line - dupla convers o modelos isolados e n o isolados com PFC opcional 3,2 a 20 kva Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas PERFIL O nobreak inteligente

Leia mais

Uma arquitetura de distribuição de energia elétrica escalável, reconfigurável e eficiente para Data Centers

Uma arquitetura de distribuição de energia elétrica escalável, reconfigurável e eficiente para Data Centers Uma arquitetura de distribuição de energia elétrica escalável, reconfigurável e eficiente para Data Centers White Paper 129 Revisão 1 Por Neil Rasmussen > Sumário Executivo Melhorias significativas na

Leia mais

Perfil. Proteções. Nobreak Senoidal On-line Trifásico - Dupla Conversão. 10 a 100 kva

Perfil. Proteções. Nobreak Senoidal On-line Trifásico - Dupla Conversão. 10 a 100 kva 10 a 100 kva Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas de 10 a 50KVA de 60 a 100KVA Perfil Nobreak Senoidal On-line Trifásico - Dupla Conversão A linha de nobreaks SMS Sinus Triphases

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2014-EMAP

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2014-EMAP PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2014-EMAP O Pregoeiro da Empresa Maranhense de Administração Portuária - EMAP, designado pela Portaria nº 149/2013-PRE, de 29 de agosto de 2013, em razão de solicitação da empresa

Leia mais

Maior fabricante nacional de nobreaks e estabilizadores, com mais de 18 milhões de equipamentos vendidos.

Maior fabricante nacional de nobreaks e estabilizadores, com mais de 18 milhões de equipamentos vendidos. 1 SMS. Soluções com um diferencial exclusivo: a experiência de um líder de mercado. A SMS é líder no segmento de equipamentos para proteção de energia. São mais de 18 milhões de equipamentos vendidos em

Leia mais

sorayachristiane@globo.com

sorayachristiane@globo.com sorayachristiane@globo.com 1 CABEAMENTO ESTRUTURADO INTERNACIONAIS EIA/TIA 568 B - Sistemas de Cabeamento para Edificios Comerciais. EIA/TIA 569 A - Adequações e Estruturas Internas para Cabeamento em

Leia mais

Tecnologia Inversor: Freqüência de saída Capacidade de sobrecarga: Fusíveis de Proteção: Proteção da Bateria:

Tecnologia Inversor: Freqüência de saída Capacidade de sobrecarga: Fusíveis de Proteção: Proteção da Bateria: Sistema de proteção e fornecimento de energia elétrica ininterrupto, com tempo limitado a capacidade das baterias, autonomia de 10 (dez) minutos em plena carga, capacidade de 30KVA, 24.000W, entrada e

Leia mais

Soluções em energia segura

Soluções em energia segura CP agora é Soluções em energia segura Catálogo de Produtos 2013 Catálogo de Produtos 2013 / A empresa Soluções // Catálogo de Produtos 2013 > CP agora é Schneider Electric > Por que escolher Schneider

Leia mais

Arquitetura para gerenciamento ativo de energia da Planta ao Plug

Arquitetura para gerenciamento ativo de energia da Planta ao Plug Arquitetura para gerenciamento ativo de energia da Planta ao Plug www.schneider-electric.com 1 em toda a empresa? A arquitetura do sistema EcoStruxure permite a convergência de nossas cinco principais

Leia mais

ESCLARECIMENTO Nº 02

ESCLARECIMENTO Nº 02 ESCLARECIMENTO Nº 02 Segue abaixo, solicitações formuladas por empresas participantes da licitação supra e as respectivas respostas de FURNAS: 1. Pergunta: Solicitamos todas as distâncias entre as salas

Leia mais

Autor. O que você vai encontrar no manual

Autor. O que você vai encontrar no manual O que você vai encontrar no manual 1. Conceitos Fundamentais 2. Como identificar o recurso solar local 3. Como fazer o levantamento do consumo 4. Como escolher o módulo fotovoltaico 5. Produção de energia

Leia mais

Sistemas Modernos de Distribuição de Energia

Sistemas Modernos de Distribuição de Energia Sistemas Modernos de Distribuição de Energia br.geindustrial.com Sistemas Modernos de Distribuição de Energia Negócios Modernos operam com Distribuição de Energia 24/7 No passado, engenheiros de projetos

Leia mais

Transformação do data center do Ministério do Meio Ambiente moderniza infraestrutura e reduz riscos

Transformação do data center do Ministério do Meio Ambiente moderniza infraestrutura e reduz riscos Transformação do data center do Ministério do Meio Ambiente moderniza infraestrutura e reduz riscos Perfil O Ministério do Meio Ambiente (MMA), criado em novembro de 1992, tem como missão promover a adoção

Leia mais

SISTEMAS DE ENERGIA HDS LM FP 0.8 DUPLA CONVERSÃO 6KVA - 10KVA -15KVA -20KVA UPS MANUTENÇÃO RETIFICADORES UPS INDUSTRIAL BATERIAS

SISTEMAS DE ENERGIA HDS LM FP 0.8 DUPLA CONVERSÃO 6KVA - 10KVA -15KVA -20KVA UPS MANUTENÇÃO RETIFICADORES UPS INDUSTRIAL BATERIAS SISTEMAS DE ENERGIA HDS LM FP 0.8 DUPLA CONVERSÃO 6KVA - 10KVA -15KVA -20KVA UPS MANUTENÇÃO RETIFICADORES UPS INDUSTRIAL BATERIAS HDS SISTEMAS DE ENERGIA ANTECIPANDO SOLUÇÕES, GERANDO RESULTADOS A HDS

Leia mais

Proposta Técnica NOBREAK CLASSIC-DSP

Proposta Técnica NOBREAK CLASSIC-DSP Proposta Técnica NOBREAK CLASSIC-DSP Informações A linha de nobreaks Classic-DSP é um avançado Sistema Ininterrupto de Potência (UPS) do tipo on-line de dupla conversão (de acordo com a NBR 15014:2003),

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DEE CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DEE CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA LABORATÓRIO 9: Acionamento de Motores Assíncronos Trifásicos e Monofásicos Objetivo: Verificar alguns tipos de acionamento de motores elétricos de indução trifásicos e monofásicos. Teoria: Os motores elétricos,

Leia mais

Como reduzir sua conta de energia elétrica

Como reduzir sua conta de energia elétrica Como reduzir sua conta de energia elétrica Com REDULIGHT você tem energia de melhor qualidade e economiza até 25% na conta Saiba como O que é e como funciona o filtro REDULIGHT O Redulight é um Filtro

Leia mais

Capítulo V A IEEE 1584 e os métodos para cálculo de energia incidente e distância segura de aproximação

Capítulo V A IEEE 1584 e os métodos para cálculo de energia incidente e distância segura de aproximação 34 Capítulo V A IEEE 1584 e os métodos para cálculo de energia incidente e distância segura de aproximação Por Alan Rômulo e Eduardo Senger* No artigo anterior foram abordados os métodos previstos na NFPA

Leia mais

Watts e Volt-Amperes: Confusão em potência

Watts e Volt-Amperes: Confusão em potência Watts e Volt-Amperes: Confusão em potência Aplicação Técnica 15 Revisão 1 por Neil Rasmussen > Resumo Executivo Esta nota ajuda a explicar as diferenças entre Watts e VA e explica de que forma os termos

Leia mais

Capítulo XII. Ares condicionados. Condicionamento de energia. parte II. Necessidade real de ar condicionado de precisão

Capítulo XII. Ares condicionados. Condicionamento de energia. parte II. Necessidade real de ar condicionado de precisão 18 Capítulo XII Ares condicionados parte II Por Luís Tossi, John Niemann e Carlos Illuminati * Quais as principais diferenças dos sistemas de refrigeração destinados à missão crítica, se compararmos aos

Leia mais

Nobreak. 1,2 e 3,1 kva Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas. senoidal on-line ~ tripla conversao PERFIL PROTEÇÕES

Nobreak. 1,2 e 3,1 kva Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas. senoidal on-line ~ tripla conversao PERFIL PROTEÇÕES Nobreak senoidal on-line ~ tripla conversao 1,2 e 3,1 kva Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas PERFIL A linha de nobreaks Sinus Triad foi especialmente desenvolvida para uso

Leia mais

Bateria de íon-lítio Evolion. Solução ultra-compacta comprovada da Saft para aplicações de telecomunicações

Bateria de íon-lítio Evolion. Solução ultra-compacta comprovada da Saft para aplicações de telecomunicações Bateria de íon-lítio Evolion Solução ultra-compacta comprovada da Saft para aplicações de telecomunicações Saft: Fornecendo energia para instalações de telecomunicações atuais A Saft tem uma gama completa

Leia mais

Medidas de mitigação de harmônicos

Medidas de mitigação de harmônicos 38 Apoio Harmônicos provocados por eletroeletrônicos Capítulo XII Medidas de mitigação de harmônicos Igor Amariz Pires* A maneira mais comum de mitigar harmônicos é por meio da utilização de filtros. O

Leia mais

Sistemas de Informação I

Sistemas de Informação I + Sistemas de Informação I Dimensões de análise dos SI Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br + Introdução n Os sistemas de informação são combinações das formas de trabalho, informações, pessoas

Leia mais

Symmetra PX. Symmetra PX 48kW Escalável de 16kW a 48kW. Proteção elétrica modular, escalável e de alta eficiência para Data Centers

Symmetra PX. Symmetra PX 48kW Escalável de 16kW a 48kW. Proteção elétrica modular, escalável e de alta eficiência para Data Centers Symmetra PX Proteção elétrica modular, escalável e de alta eficiência para Data Centers Symmetra PX 48kW Escalável de 16kW a 48kW > Proteção elétrica trifásica compacta, de alto desempenho e eficiência.

Leia mais

O básico sobre overclock

O básico sobre overclock O básico sobre overclock Se você chegou até aqui, já deve ter percebido que a frequência de operação dos processadores (e também das memórias e outros circuitos) não é fixa, mas sim definida pela combinação

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR GERENCIA DE REDES DE COMPUTADORES 4º PERÍODO Gestão da Tecnologia da Informação Alunos: Erik de Oliveira, Douglas Ferreira, Raphael Beghelli, João

Leia mais

ANEXO I CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO I CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1 ANEXO I CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS EDITAL DO PREGÃO AMPLO Nº 008/2010-ER05-Anatel PROCESSO Nº 53528.001004/2010 Projeto Executivo e Estudos de Adequação da nova Sala de Servidores da rede de

Leia mais

RIELLO ELETTRONICA. Flywheel armazenamento energético

RIELLO ELETTRONICA. Flywheel armazenamento energético RIELLO ELETTRONICA Flywheel armazenamento energético REDES LOCAIS (LAN) ServidoreS DATA CENTERS DISPOSITIVOS DE TELECOMU- NICAÇÃO E-BUSINESS (Parques de Servidores, ISP/ ASP/POP) PROCESSOS INDUSTRIAIS

Leia mais

Analisando graficamente o exemplo das lâmpadas coloridas de 100 W no período de três horas temos: Demanda (W) a 100 1 100 100.

Analisando graficamente o exemplo das lâmpadas coloridas de 100 W no período de três horas temos: Demanda (W) a 100 1 100 100. Consumo Consumo refere-se à energia consumida num intervalo de tempo, ou seja, o produto da potência (kw) da carga pelo número de horas (h) em que a mesma esteve ligada. Analisando graficamente o exemplo

Leia mais

Soluções para energia solar fotovoltaica eficiente. Produtos e soluções para residências, edifícios e usinas de energia

Soluções para energia solar fotovoltaica eficiente. Produtos e soluções para residências, edifícios e usinas de energia Soluções para energia solar fotovoltaica eficiente Produtos e soluções para residências, edifícios e usinas de energia Main Power Circuit Alcançando um futuro mais sustentável ajudando você a fazer o máximo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA RODOLFO RIBEIRO DE OLIVEIRA UMA CONTRIBUIÇÃO À ANÁLISE DE SOLUÇÕES PARA MITIGAÇÃO DE AFUNDAMENTOS MOMENTÂNEOS DE TENSÃO

Leia mais

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração.

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração. O software de tarifação é uma solução destinada a rateio de custos de insumos em sistemas prediais, tais como shopping centers. O manual do sistema é dividido em dois volumes: 1) MANUAL DO INTEGRADOR Este

Leia mais