REUNIÃO ORDINÁRIA DO COP Gestão 2014/2015 LOCAL: Auditório da SMA DATA: 29 de julho de 2014, às 18 horas PAUTA: 1. Informes; 2. Assuntos internos.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REUNIÃO ORDINÁRIA DO COP Gestão 2014/2015 LOCAL: Auditório da SMA DATA: 29 de julho de 2014, às 18 horas PAUTA: 1. Informes; 2. Assuntos internos."

Transcrição

1 REUNIÃO ORDINÁRIA DO COP Gestão 2014/2015 LOCAL: Auditório da SMA DATA: 29 de julho de 2014, às 18 horas PAUTA: 1. Informes; 2. Assuntos internos. COORDENAÇÃO: Dinar Melo de Souza, Região Extremo Sul; e Ronaldo Endler, Gerência do Orçamento Participativo. ATA ORDINÁRIA Nº 018/2014 CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Boa noite a todos e a todas! Na coordenação hoje a Rosa Labandeira. De início, nós já vamos chamar o Maurício Melo e o Maricato, que eles vão dar uma falinha rapidinha aqui e distribuir os ingressos do circo para o pessoal. Maricato e Maurício Melo, por gentileza. SR. MAURÍCIO MELO: Boa noite a todos e a todas, conselheiros e conselheiras, agentes de governo! Pessoal, eu quero dizer para vocês que nós temos, aqui em Porto Alegre, o privilégio de ter três circos, sendo que um na Juca Batista e o do Centro. Eu quero dizer que quando guri eu vendia, sim, algodão, maçã no circo. Eu sempre gostei de circo. Depois que tiraram os animais do circo, o circo praticamente quase morreu. Então, eu sou parceiro, sim, de parques e circos, quero ajudar. E quero dizer para vocês que aqui no Centro, do lado das cuias, está instalado o Circo Mágico. E o Circo Mágico, a gente foi ali, pedimos umas cortesias e oferecemos, através do gabinete, se quisesse alguma ajuda. Aí fazendo contato com o Fábio a gente conseguiu chamar a Descentralização da Cultura para que fosse ali e também fechasse uma parceria. Eu quero dizer que nós estamos tentando, junto a Câmara de Vereadores, fazer um projeto que esteja na cidade de Porto Alegre, todas as capitais tem e Porto Alegre ainda não tem, que é o espaço para ter um circo, um espaço para vim os parques, com água, luz, para que possa atender e em contrapartida dar ingressos às comunidades carentes da nossa região. Então, graças ao Leonardo, que de pronto atendimento foi nesta reunião, conseguiu articular que viesse em torno de 10 mil cortesias para que fossem distribuídas ao Conselho do Orçamento Participativo. Certo? Então, isso foi ás mãos do gerente Carlos Siegle, na qual está aqui agora, e a gente está distribuindo. O OP é composto pelo CAR e também pelos conselheiros, temos que ter esse entendimento. Então, vai ter aqui em torno de 200 por região e temática. Claro que alguns conselheiros talvez não queiram. Aqueles que não queiram, deem para aqueles que têm mais comunidade. Esses ingressos são válidos das 20h30, de hoje até sexta-feira, porque é uma semana só. Eles só vão ficar até domingo e vão embora. Então, aqueles que puderem articular, seus familiares, vocês, a comunidade, peguem esses ingressos no dia de hoje, liguem para as pessoas: Olha aqui, vamos fazer um pouco de cultura, vamos ao circo.. Esse ingresso é gratuito para adulto e para criança. Certo? Parabenizar a todos, à Gerência do OP também, que conseguiu dar esse apoio, passou a tarde toda contando ali para que pudesse distribuir nas 17 regiões e 6 temáticas. Obrigado! Eu vou passar aqui para o Maricato. (Palmas). SR. LEONARDO MARICATO (Descentralização da Cultura): Boa noite, pessoal! Tudo bem? Eu vim hoje aqui também trazer esses convites que nós brigamos para conseguir, mas também gostaria de fazer um agradecimento a todo o COP e os CARs também, que foram parceiros no nosso projeto Exibições Públicas. Em todas as regiões que nós fomos nós tivemos a parceria dos CARs, a parceria dos delegados, o pessoal do OP foi sensacional. A gente, inclusive, tem a filmagem dos eventos, depois nós vamos

2 disponibilizar para vocês. Toda vez que trocava a apresentação nós agradecíamos ao OP, agradecíamos ao CAR, para o pessoal entender a força que tem o Orçamento Participativo. E também gostaria de sugerir para vocês, quem quiser elaborar algum projeto nessa linha aqui, que a gente consiga ir atrás de eventos culturais para trazer para vocês, eu sou parceiro e me coloco á disposição, porque isso aqui nada mais é do que uma contrapartida. Então, a gente tem que correr atrás de outras contrapartidas para poder beneficiar, porque o pessoal que sai de casa, não tem remuneração, tem que ser pelo menos bem tratado e tem que ter acesso à cultura. Tá? Então, vocês podem contar comigo como esse parceiro. Muito obrigado por me receberem aqui, pessoal! (Palmas). CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Pessoal, enquanto ela vai falando aqui eu vou pegando os nomes para o informe. É ordinária hoje, então vai ter o informe. Eu vou passar para a nossa colega aqui. Pessoal, nós vamos fazer agora a entrega dos ingressos para o circo, porque o pessoal está pedindo para ser agora, então a gente já vai adiantar e vamos entregar agora. Nós temos inscritos para falar o Felisberto, o Manoel e a Irma. Quem mais aí? CONSELHEIRA ROSA MARIA DUARTE LABANDEIRA (Região Centro-Sul): Pessoal, nós vamos entregar rapidamente os convites para o circo, a pedido do Maricato e do Maurício é que a gente entregue agora para vocês. Rapidamente já entrando na nossa pauta, que é a questão dos recursos, que nós vamos discutir hoje as inviabilidades que nos foram oferecidas aqui, tá? Em seguida nós já vamos entrar na pauta. Tem os informes e a nossa pauta é essa hoje. Vamos lá. Todos assinaram a lista de presença, pessoal? É para dividir com os colegas esses convites, com outros conselheiros também, não é só para si. CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Fica bem claro para vocês que são 100, mas é para o outros conselheiro também, tá? É para todos os conselheiros. (Falas concomitantes na Plenária). Me disseram que era 100. É o bloquinho. CONSELHEIRA ROSA MARIA DUARTE LABANDEIRA (Região Centro-Sul): São 200 ingressos para dividir entre os quatro conselheiros. SR. MAURÍCIO MELO: Conselheiros, eu só peço que assinem o nome de vocês e botem OP. Certo? Coloquem isso, porque eu quero dizer que outra vez que a gente fez foi gente lá para frente vender ingresso. CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Pessoal, o horário do circo é às 20h00, tá legal? Felisberto com a palavra. CONSELHEIRO FELISBERTO SEABRA LUISI (Temática Desenvolvimento Econômico, Tributação, Turismo e Trabalho): Boa noite a todos e a todas! São três coisas. A primeira é que nós temos que tirar a Comissão de Receita e Despesa. Então, eu quero propor que seja tirada hoje. Então, esse é o primeiro assunto. O segundo é que nós temos que ter presente que o governo, hoje no Jornal do Comércio, rebatendo ás criticas ou as colocações que eu fiz, que tem R$ 400 milhões para as demandas a serem gastos até 2015 e que não havia um valor previsto para as demandas novas, fala do secretário da Governança titular nesse momento, Carlos Siegle, o Nenê. Então, nós temos que ter uma definição de quais são os valores realmente. Tem o valor ou não tem o valor? Isso vai ser o assunto da pauta e nós vamos ter que discutir. Por fim, a Temática de Desenvolvimento Econômico, Tributação, Turismo e Trabalho estará fazendo, no mês de agosto, quatro reuniões, que eu queria que os conselheiros e delegados de algumas regiões pudessem vir. Dia 07 estaremos fazendo a reunião com a SMPEO para discutir as demandas atrasadas e as novas. Dia 14 está em aberto. Dia 21 nós estaremos com o Inova POA, que é uma secretaria nova, que trabalha com tecnologia e com a inovação, então ela vai estar aqui nessa sala ou na outra, aí vamos ter que combinar com a Gerência do OP, para apresentar essa secretaria e ver quais os projetos que ela tem para que a gente também possa demandar recursos para as nossas regiões e temáticas. E dia 28 terá uma discussão muito importante, essa 2

3 eu gostaria de contar com a casa cheia. Dia 28 nós teremos o Tarson Nuñez, o Luciano Fedozzi, a Adriana Furtado e o Rodrigo, das Relações Internacionais, para a gente discutir uma pesquisa que foi feita no início do Governo Fogaça pelo Banco Mundial. Então, é uma pesquisa que nós temos que dar maior divulgação e que todos têm que ter conhecimento. Quanto mais gente souber dessa pesquisa, desse trabalho, melhor para a cidade e para nós do processo do Orçamento Participativo. Por enquanto era isso. Obrigado pela atenção! CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Obrigado! Manoel. MANOEL (CAR Nordeste): Boa noite a todos e a todas, conselheiros e conselheiras, a mesa! Eu quero fazer um convite a todos e a todas, principalmente àquelas lideranças envolvidas ou que discutem de alguma forma a questão da moradia na sua região. Vai acontecer agora dia 31, quinta-feira, ali no nº 1000 da Praça da Alfândega, no auditório da Caixa Econômica Federal, uma discussão sobre as questões do Minha Casa, Minha Vida. Envolve, por exemplo, a aprovação de projetos, a agilização dos projetos através da CADAP, Prefeitura Municipal e a Caixa Econômica. Então, é um painel muito importante dirigido a entidades que discutem essa questão do financiamento de projetos habitacionais. Então, está todo mundo convidado, a partir das 09h00 até às 12h00, são três painéis com bastante informação para todas as lideranças, depois das 13h30 até às 17h00. Quem não puder ir pela parte da manhã, se agenda para ir à tarde. É importante de alguma forma participar. Obrigado! CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Obrigado! A Dona Irma. Pessoal, mais alguém vai falar? Só falta o Ivo e o Emerson. Tem mais gente aí que vai...? No final da fala dela encerramos as inscrições então. CONSELHEIRA IRMA MIRANDA DA ROSA (Região Nordeste): Boa noite! Eu gostaria de informar a todos os conselheiros e também a Secretaria de Cultura que a gente tem sentido muita falta na Região Nordeste, apesar dos problemas com adolescentes lá, os jovens, a gente não tem a presença da Secretaria de Cultura na região. Nós estamos organizando todas as quintas-feiras, a partir do dia 07 de agosto, às 09h30, a Associação Nacipaz está organizando novamente a caminhada pela paz na região, junto das escolas, associações e SASE. Precisamos da Secretaria de Cultura lá. Viu, Maricato? Está certo. Obrigada! O dia da caminhada pela paz é no dia 25 de setembro e as reuniões acontecem todas as quintas-feiras, a partir do dia 07/08 às 09h30, na Associação Nacipaz. Obrigada! CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Obrigado! Ivo. CONSELHEIRO IVO AZEREDO DE OLIVEIRA (Região Partenon): Boa noite a todos! Boa noite a todas! Eu venho trazer para vocês uma informação lá do Partenon, um assunto bem polêmico, que é a venda do Presídio Central. Então, nós, do CAR, achamos viável trazer essa discussão para dentro do CAR, trazendo todas as associações adjacentes do presídio e entidades interessadas, né, buscando a parceria com escolas, enfim, todos os seguimentos da região. Estamos formatando um documento através de uma comissão que foi formada nas nossas reuniões lá e vamos levar o documento ao governo dizendo o que o Partenon quer do Presídio Central, porque a nossa campanha, o slogan é: O presídio é nosso. O presídio é nosso foi um legado que o Partenon teve, né, conviveu tanto tempo com o presídio, então é mais do que justo que agora nós tenhamos as beneficias, para ter um Centro de Saúde ali, ter uma creche, uma praça, que nós não temos praça na região. Entendeu? Então, estamos informando a vocês que essa discussão é bem pertinente. Estamos nos reunindo lá nos FROPs e contamos com o apoio dos senhores, essa é a informação que eu quero dar aos senhores. Obrigado! CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Obrigado! Emerson. CONSELHEIRO EMERSON SANTOS (Temática Habitação, Organização da Cidade, Desenvolvimento Urbano e Ambiental): Boa noite a mesa, conselheiros! Quero 3

4 cumprimentar também o grupo de cooperativas internacionais participando aqui do COP, começando pela COOMAR, Dois Irmãos, COOHAGIG, Mãos Dadas, COOPAN, Ilha do Sol, CONTRAPOA e COOHAF DMAE. Então, o pessoal está aí presenciando a plenária do OP. Bem, pessoal, semana passada nós tivemos uma agenda com o diretor do DEMHAB em exercício, Marcos Botelho, para discutir sobre os recursos do PPA previstos para o Programa de Incentivo ao Cooperativismo, que é um recurso que entra via Temática HOCDUA. Como foi levantado várias questões em relação aos recursos das cooperativas, a gente tomou essa iniciativa com o Grupo de Cooperativas, procuramos o DEMHAB para tratar sobre tal assunto. Dentro dessa discussão junto ao DEMHAB descobrimos uma notícia importante, que não nos foi comentada na última reunião, que teria uma estimativa de R$ 320 milhões para atender demandas de PIs anteriores, já apontado aqui pelo jornal que seria em R$ 400 milhões. Está melhorando. Era R$ 60 milhões, foi para R$ 320 milhões, agora está em R$ 400 milhões. Então, dentro desse levantamento decidimos, entre a Temática HOCDUA, conselheiros e delegados, elaborar um documento e entregamos ao Prefeito. Nós queremos ter também a garantia de saber que nós temos esse recurso previsto. Como a gente não interfere em nenhuma região e nenhuma temática em relação a recursos, a gente quer também ter o respeito deste conselho. Somos parceiros, como hoje estivemos na reunião a tarde, de ir buscar mais recursos. Todo mundo sabe que eu fui contrário ao valor de R$ 60 milhões. Eu acho um absurdo nós discutirmos R$ 60 milhões para todas as regiões de Porto Alegre e seis temáticas, todo mundo está prejudicado com esse valor. Então, nós temos que achar uma alternativa. Foram encaminhadas algumas questões hoje a tarde, algumas propostas. Em parte eu concordo, mas tem algumas coisas que a gente tem que colocar. Nós, da Temática, apresentamos um documento e apontamos as dificuldades da Temática, e o mesmo eu pedi hoje à tarde, mas não teve o entendimento das pessoas que cada região e temática apresentasse os seus problemas para o Prefeito e depois marcasse uma reunião para uma ampla discussão baseada no relatório, porque é muito vago a gente apontar dois assuntinhos e querer que o Prefeito dê solução para tudo, até porque nós sabemos as dificuldades do município, está com déficit, a gente sabe disso, desde 2011, mas temos que ser parceiros e unidos, principalmente, para nós acharmos uma alternativa, porque de problema já está cheio. CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Para concluir, Emerson. CONSELHEIRO EMERSON SANTOS (Temática Habitação, Organização da Cidade, Desenvolvimento Urbano e Ambiental): Então, seria isso. Obrigado! (Palmas). CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Pessoal, nós temos o nosso delegado do Centro... Só um minutinho, pessoal. Vamos escutar aqui, senão fica ruim. Eu estou meio ruim da garganta, fica ruim eu ficar gritando. Vocês têm que ouvir, né. Chiquinho, respeito é bonito. O Chiquinho está me mandando sair da mesa porque eu disse para ele que eu estava ruim da garganta. Foi o Chiquinho, não foi nada contigo aí, meu amigo, foi o Chiquinho quem disse que eu deveria sair da mesa se eu não estivesse bem. Tá bom? Nós temos um delegado do Centro, ele quer dar um informe sobre o Seminário de Políticas Públicas, né, que é o Flores. Então, nós vamos botar em votação. Vocês concordam que ele dê esse informe? Isto. É regimental. Concordam ou não concordam? Quem concorda que ele fale fique com as mãos como estão. Todo mundo concordou, então ele vai falar. (Falas concomitantes no Plenário). Pessoal, o seguinte: quem concorda fica como está. Vamos votar quem concorda que ele fale. Querem votar quem não concorda também, pode levantar a mão quem não concorda agora. (Falas concomitantes no Plenário). Pode falar, Seu Flores. Vamos ouvir, pessoal. SR. ADACIR FLORES (ARCCOV): Boa noite a todos! Esse é o ofício da democracia, por isso que a 4

5 gente pode concordar e discordar. Então, viva a democracia! Eu quero aqui fazer um convite. Nós estamos fazendo um seminário de 11 a 15 de agosto. Dia 17 de agosto é dia do patrimônio cultural. Nós, da ARCCOV, e o Movimento Amigos do Viaduto, em conjunto com o pessoal da Cultura, da DETT, a temática a qual eu sou delegado, estamos fazendo esse seminário no Forte Apache, na Praça da Matriz, ali no nº 110, a partir das 19h00, a questão é políticas públicas e patrimônio cultural. Porque a questão da cultura, se nós não trabalharmos nela, o que nós vamos deixar para os nossos filhos na questão do patrimônio cultural? Então, são cinco mesas, e no dia 15 vai ser apresentado o projeto da restauração e humanização do Viaduto Otávio Rocha, o qual é o único projeto aprovado pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano, pela RP1, a qual eu sou delegado lá, o Jakubaszko também, hoje conselheiro na RP!. Então, é nesse sentido que eu venho convidar o pessoal a participar desse seminário, porque o nosso Viaduto Otávio Rocha é uma obra única no mundo. A restauração dele vai ser uma restauração para 30 anos, com material de primeiro mundo. E agora nós estamos trabalhando na busca de recursos junto a Caixa Econômica Federal e algumas outras instituições para o financiamento da obra, porque quando o Governo Fogaça começou disseram: Ah, vocês têm que nos ajudar., aí nós fundamos a ARCCOV. Então, para isso a gente é parceiro, estamos construindo junto, buscando soluções, e não criticando. Obrigado! (Palmas). CONSELHEIRA ROSA MARIA DUARTE LABANDEIRA (Região Centro-Sul): Bem, pessoal, vamos entrar na nossa pauta. Eu vou pedir, por gentileza, silêncio, gente. Aí a gente presta melhor atenção, né? Na terça-feira passada tirou-se o encaminhamento que um representante de cada região se faria presente hoje a tarde no CMDCA, ali no 22º andar, no auditório do CMDCA, para nós tirarmos os encaminhamentos e trazermos para este conselho referente às nossas demandas, os valores que chegaram para nós dos recursos das regiões. Muitos descontentes, né, aliás, todos nós descontentes com a questão da Secretaria da Educação, a SMED, e com a Secretaria da Saúde, que nos negaram recursos, deu inviabilidade técnica em todas as demandas de toda a cidade, não atenderam nenhuma demanda, isso é inadmissível. Então, O encaminhamento que se tirou hoje à tarde trouxemos para este conselho para vocês aprovarem ou não. A proposta que nós trouxemos é que... Porque já se encaminhou um para o Prefeito pedindo uma reunião com ele para tratar desse assunto e não tivemos a resposta, então o parecer que teve lá de todos os que estavam presentes, eu acho que quatro pessoas que não votaram, é que se tire uma comissão agora mais enxuta e uma reunião com o Prefeito, a Secretária Cleci e o Secretário da Saúde para a gente resolver esse problema, saber o porquê de ter dado inviabilidade técnica para todas as regiões. Como nós estamos aguardando o retorno do Prefeito e ele até agora não deu retorno nenhum, foi discutido, o André me corrige se eu estiver errada, que o Prefeito nos receba com esses secretários para nos dar explicação, porque nós não vamos aceitar assim, da forma com que veio para nós o não, e nós também não aceitamos o valor de R$ 60 milhões, nós queremos aumentar este valor, que aumente esse recurso para nós, que são R$ 60 milhões para dividir com as temáticas e regiões. Então, não aceitamos também os R$ 60 milhões, queremos o aumento desses recursos. Então, foi esse o encaminhamento que nós estamos trazendo para vocês. Caso o Prefeito não nos receba, nós, então, paramos com o OP até que ele nos receba e a gente resolva esse impasse que está. Todas as regiões e temáticas estão sendo prejudicadas. Até lá nós não teremos mais reuniões se o Prefeito não nos receber. Todos entenderam a proposta, pessoal? Então, tá. Então, nós queremos o aumento dos recursos e o Prefeito nos recebendo para nós discutirmos, ok? (Manifestação da Plenária fora do microfone). Eu estou perguntando se está todo mundo bem esclarecido. Alguém quer falar? A gente pega o nome aqui e vamos para o debate. 5

6 Vamos ler os nomes dos inscritos aqui. Por gentileza, vamos manter o silêncio. CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Pessoal, eu vou dar uma lida aqui. Chiquinho, Itamar, Silvana, Felisberto, Negro, Irma, Emerson, Cely, Ivo, Rosi da Nordeste, Ernandi e Seu Zé. Então, Chiquinho. CONSELHEIRO JOÃO ALBERTO DE LIMA SOUZA Chiquinho dos Anjos (Região Centro): Boa noite a todos e a todas! Pessoal, é assim: mais um filme que a gente já viu, né? Quando a gente fica velho, a gente fica de cabelinho branco, tem tempo de estrada e a gente vê. Regiões, tomem cuidado. Essa conversa: Ah, tem que vim mais dinheiro para dividir para todas as regiões é papo furado. Por que é papo furado? Porque tem região que não priorizou, que não demandou e que nessa conversinha vai ganhar. Com isso diminui o recurso de quem demandou, de quem priorizou. Outra conversinha legal: Ah, o OP vai parar.. Pô! O OP não pode parar, cara, nós temos que nos mobilizar. O OP não pode parar. Vamos nos reunir aqui e vamos bater no Gabinete do Prefeito, vamos fazer uma caminhada até lá, caramba! Agora, que conversa é essa do OP parar? Vamos parar com esse negócio aí, tchê! O OP não para, o OP tem que andar, pessoal. O nosso querido Prefeito, é o último mandato dele, depois ele vai entregar para outro. Então, assim: concordo com o que votaram, com o que decidiram, desde que respeitem os critérios de hierarquização das regiões. Ah, vai vim mais dinheiro? Beleza. Que bom! Que ótimo! Mas para as regiões que priorizaram, para as temáticas que priorizaram, porque tu vais lá, tu mobilizas o povo para a educação, tu mobilizas o povo para a saúde e aí o recurso vai para a outra região que não mobilizou nada. Não é legal isso, pessoal. Vamos parar com isso aí, porque essa aí eu já vi, essa aí para mim já é velha. Chama todo mundo, reúne e aí decide lá... Tá, pessoal? Vamos devagar. (Manifestações da Plenária fora do microfone). Tem tempo aqui. Me diz o que é então. Eu entendi isso. Eu não ouvi alguém dizer: Pessoal, nós queremos recursos para quem priorizou. Eu não ouvi isso. Entendeu? (Manifestações da Plenária fora do microfone). Pessoal, eu tenho o direito de não entender, é por isso que eu estou aqui tentando compreender. E no meu tentar compreender eu posso deixar as coisas alinhavadas. No meu não, violão. Peço desculpas para ti, mas tu falaste que não está legal, aí eu estou preocupado com a tua saúde, né. Tem gente aí para te substituir. (Palmas). CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Tá bom, Chiquinho. Eu sei que tu se preocupa muito comigo, tá? CONSELHEIRA ROSA MARIA DUARTE LABANDEIRA (Região Centro- Sul): Pessoal, a título de esclarecimento, quando nós falamos em aumentar os recursos para as regiões é para aquelas regiões que priorizaram o seu tema bonitinho, quem não demandou não vai levar nada! (Palmas). O Tema que ela não demandou ela não vai levar. Nós temos quatro regiões que não demandaram o tema habitação e não vão levar nada, quem não demandou pavimentação também não vai levar. É dentro dos temas priorizados, é disso que nós estamos falando. Bem claro? Então, é para as regiões que priorizaram que tem que aumentar os recursos. Muito obrigada! CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Pessoal, vamos ouvir o Itamar. CONSELHEIRO ITAMAR GUEDES DA SILVA (Região Humaitá/Navegantes): Bem, meus amigos e minhas amigas, eu quero esclarecer até onde eu fui contra e até onde eu fui a favor de a gente votar, que eu fui um dos quatro que votei contra por um motivo, porque eu concordei e falei para o André: Eu concordo com a saúde, educação e o aumento dos R$ 60 milhões. ; discordei dessas ameaças, que têm que terminar, gente. Qualquer coisinha: Ah, porque se isso não funcionar vamos parar tudo, vamos parar o OP.. Parar o OP por quê? Somos conselheiros covardes? Eu acho que não. Cada um dos senhores e senhoras, quando bateram no seu peito, nós viemos aqui para discutir cara a cara, olho no olho e dente por dente, gente, discutir com os bons cidadãos. 6

7 (Manifestações da Plenária fora do microfone). A gente faz pressão, mas com educação e respeito, sabendo respeitar o outro, porque quando um fala, é muito bonito a gente escutar para a gente compreender e aprender, porque eu estou aqui falando e posso estar errando, mas posso estar aprendendo com a próxima fala do companheiro ou a companheira que estiver aqui falando. (Palmas). Então, por isso, gente, para nós continuarmos ganhando, nós temos que discutir com os nossos governantes sejam do partido que forem, mas com qualidade, com educação, para nós podermos levar o melhor para as nossas regiões e para Porto Alegre crescer, porque eu estou aqui não só conselheiro da minha região, mas para ajudar a construir Porto Alegre com cada um dos senhores e senhoras. Pode haver discordância entre nós, mas cada um de nós tem qualidade de sentar a uma mesa e discutir aquilo que nós precisamos. Nós discutirmos com qualidade, não daquele jeito que hoje de tarde nós ficamos discutindo, gente. Pelo amor de Deus! Bater na mesa, gritar? Não é assim que se discute o Orçamento Participativo. Naquele momento que nós estávamos discutindo deixamos de estar discutindo o Orçamento Participativo. Me desculpem, mas é a minha sinceridade, e eu falo para qualquer um. Se eu tiver que falar para o Prefeito, eu falo para o Prefeito também, para qualquer governo, qualquer secretaria. Secretaria da Saúde está pecando conosco, está pecando com Porto Alegre toda. Então, gente, a Educação está pecando conosco. E o pilinha também, né, para as nossas regiões está muito pouco. Temos que discutir. André, mas com qualidade, não com ameaça, não dizendo que vamos parar com o OP. O OP nós temos que fortalecer, nós temos que fazer ele crescer, porque ele está meio balançando, mas a coordenação do OP, se nós, conselheiros, pecarmos, eu falo por mim, se eu pecar, falhar contigo, André, pode me chamar a atenção. CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Para concluir. CONSELHEIRO ITAMAR GUEDES DA SILVA (Região Humaitá/Navegantes): Eu respeito a todos e a todas. E o dia que eu estiver errado, companheiros e companheiras, podem me chamar a atenção, mas com educação e elegância. Muito obrigado! CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Obrigado, Seu Itamar! Pessoal, nós estamos controlando o tempo. O Itamar estava falando com o tempo da Dona Cely, por isso que ele ficou mais. Silvana. O próximo é o Seu Felisberto, ele já está próximo aqui. CONSELHEIRA SILVANA D ÁVILA CARDOSO (Temática Habitação, Organização da Cidade, Desenvolvimento Urbano e Ambiental): Boa noite! Eu só quero frisar, porque eu vou entregar a mesa esse documento, que foi protocolado ontem no Gabinete do Prefeito, da nossa temática: Entendemos que os recursos estão garantidos no PPA de 2014 a Os mesmos não são de fundo perdido, e sim financiado. Exaltamos que os valores previstos no PPA só poderão ser alterados ou readequados pelo Executivo, conforme a legislação municipal vigente.. Pessoal, eu só quero todos nós, que somos negros velhos de cabelo branco, aprendamos alguma coisa com essa gurizada que começou os movimentos na rua. O gigante acordou, e é o Orçamento Participativo. Está na hora dos conselheiros pararem na frente da Prefeitura e chamarem o Prefeito para a rua. Uma boa noite para vocês! (Palmas). CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Felisberto com o tempo da Rosi da Nordeste. CONSELHEIRO FELISBERTO SEABRA LUISI (Temática Desenvolvimento Econômico, Tributação, Turismo e Trabalho): Boa noite a todos e a todas de novo! Agradecer aqui quem me cedeu o tempo. Assim: na época em que se fala em gigante e anão, que teve um diplomata lá de Israel que disse que o Brasil é um anão diplomático, né, só se esqueceu de dizer que o Brasil foi quem potencializou a criação de Israel em Então, a falta de informação sempre faz com que as pessoas falem bobagem. Então, quanto mais informação a gente tiver, melhor. Está na hora deste conselho criar a comissão de receita 7

8 e despesa. Nós temos que criar hoje. Tem que tirar, no final, a criação dessa comissão, porque essa comissão, ela tem que ser permanente, porque ela discute os recursos. O que a Prefeitura faz com os recursos? Ela joga de acordo com os seus interesses. Nós temos que valorizar aquilo que está nas nossas demandas, aquilo que nós priorizamos. Quatro prioridades? São as quatro prioridades da cidade. Bom, as quatro prioridades da cidade são as que têm que ter mais recursos, independente de algumas terem recursos constitucionais gravados, que é a saúde e a educação, habitação e assistência social não tem. (Manifestações da Plenária fora do microfone). Não. Não tem constitucionalmente uma determinação, quem tem é a educação e a saúde, tanto a nível estadual como municipal e federal. Então, é importante que a gente potencialize mais recursos para a nossa primeira prioridade também, que é habitação. E, diga-se de passagem, é prioridade na maioria das 17 regiões. Então, por que ela é prioridade? Porque é uma luta de anos deste conselho, de pessoas que passaram por aqui e defenderam habitação. Então, nós temos que aumentar o recurso porque tem verba federal. O governo tem que ter projeto para a Minha Casa, Minha Vida. As cooperativas estão fazendo o papel delas há anos, não é de hoje. Então, nós não podemos chegar aqui: Ah, vamos tirar dinheiro de lá. Não. Eu acho que tem que ser para todas, porque é um fundo rotativo, aqueles que ganham mais vão pagar mais, aqueles que ganham menos vão ter subsídio. Entendeste? Não dá para viabilizar, porque senão o governo vai dizer: Não temos mais recursos.. Temos que tirar de quem tem dinheiro. Então, tem que pagar. Todos tem que pagar de acordo com a sua renda. O Governo Federal faz o seu papel. É pouco o recurso? Ainda é pouco, porque nós temos que nos mobilizar. A Educação se mobilizou e conseguiu o Plano Nacional de 10% do orçamento. Vocês viram o Plano Nacional de Educação? Tem uma lei aprovada que é 10% do orçamento geral. Então, o que quer dizer? Isso é luta, pessoal. Nós temos que lutar. Agora, não nos botar um contra os outros. E concordo, só trabalham pessoas com o bafo na nuca. O OP não pode parar e não vai parar. O OP é uma construção coletiva de todos nós. CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Para concluir, Seu Felisberto. CONSELHEIRO FELISBERTO SEABRA LUISI (Temática Desenvolvimento Econômico, Tributação, Turismo e Trabalho): Já estou concluindo. E o respeito que nós adquirimos foi pela nossa luta. Nós temos que ter capacidade de mostrar para o governo onde que está o recurso. E tem recurso para viabilizar as nossas demandas. Eram R$ 320 milhões, já passou para R$ 400 milhões. Bom, tem que ser transparente no sentido da discussão. Não transparente porque escondeu dados. Não. Transparente em divulgar para todos nós. Obrigado! (Palmas). CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Muito obrigado! Negro. CONSELHEIRO CLEBER NOÉ DA SILVA LESCANO Negro (Temática Cultura e Juventude): Tu sentiste falta do meu chapéu aí. Participei da reunião hoje. Na última hora tive que criar uma proposta, porque, gente, parecia que nós estávamos na Faixa de Gaza. A Temática de Cultura era a palestina, estava levando tiro de tudo que era lado. Tanto é que eu peguei, fiz uns cálculos em cima de uns números que eu ouvi e no final descobri que os meus cálculos estavam todos errados, que nem de temática estávamos falando, que era só região. Mas eu quero dizer que a Temática, embora não fosse a pauta lá, a Temática é parceira, ela faz parte, ela constrói essa cidade. Nós nunca vamos nos omitir de falar sobre o OP. O que eu fico triste, aborrecido, e digo claramente, eu defendo a proposta do Itamar como sempre defendi. Nada contra ninguém, mas nós nos acadelarmos, dizer assim: Vai acabar o OP. O COP não vai funcionar. Vamos parar com o OP enquanto isso.... Não, senhor! Vamos para a rua, vamos ao Gabinete, porque nós somos constituídos pelos pelo voto dos frágeis, pela liberdade de expressão de todos companheiros que saem das 8

9 suas casa, vão lá, dão o voto para nós, para os nossos seguimentos, e aí, de repente, por um mal entendido, por uma falta de argumentação, até mesmo de projeto, enfim, pedir demissão, sair fora. Não vamos deixar isso acontecer. Pelo contrário, temos que afrontar, temos que ter coragem de afrontar o sistema. (Palmas). Para isso eu sou parceiro, para outras coisas não contem comigo. Eu gostaria que ajudassem esses companheiros, né, que é a proposta vencida, se lembrassem da temática. Essa cidade pede cultura e vocês estão vendo o que está acontecendo. Sou parceiro para lutar sempre. Um abraço a todos! (Palmas). CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): O Emerson. CONSELHEIRO EMERSON SANTOS (Temática Habitação, Organização da Cidade, Desenvolvimento Urbano e Ambiental): Bem, hoje foi comentado que temática não tem pontuação. Foi levantado lá na nossa reunião que temática não tem. Pegar aqui o regimento interno do OP, fala na pontuação das temáticas. Então, tem que ter um gráfico da pontuação das temáticas. A gente pede para a SMPEO nos encaminhar também esse gráfico para saber o que é prioridade dentro das temáticas e qual a pontuação, até para entrar na discussão dos recursos, porque senão não tem graça. Como é que nós vamos participar, colocar um monte de gente e nada vai ser atendido? Ou vai vim uma merreca lá para atender às temáticas. Tá? Outro ponto, pessoal, em relação ao ciclo do OP: dia 30 de julho agora seria o último prazo, no caso, para a LDO, Lei de Diretrizes Orçamentárias, não foi discutido a LDO, e nós temos até 30 de setembro para discutir a LOA. E daí vem uma proposta que nós temos que parar com as reuniões caso o Prefeito não nos atenda. Então, é brincadeira daí, né. Nós vamos atrasar o processo do OP, nós vamos atrasar o atendimento das demandas e também vamos nos atrasar. O que nós vamos falar para os nossos delegados lá em outubro? Então, não tem o que falar. Então, assim, pessoal, nós temos a reunião com o Prefeito, eu acho que é uma exigência desse conselho e o Prefeito tem que ter o respeito com esse conselho, são pessoas que batalham pela cidade, que constroem a cidade, que lutam por essa cidade e que quiseram crescer essa cidade. Tem muita coisa que aconteceu na cidade em razão de vocês, conselheiros do OP. Então, se nós não temos a condição de sermos atendidos pelo prefeito dessa cidade, daí sim, tem que terminar o OP, daí não tem que ter nem os 25 anos, porque daí é um desrespeito com todos que estão participando do OP. CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Concluindo, Emerson. CONSELHEIRO EMERSON SANTOS (Temática Habitação, Organização da Cidade, Desenvolvimento Urbano e Ambiental): Então, eu quero colocar isso aí. O Prefeito tem que nos atender. Se vai ser um, dois, três ou todo mundo, tem que nos atender ainda, se possível se não for até o final do mês, no início do mês tem que ser feita essa reunião. Obrigado! CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Obrigado, Emerson! Ivo. CONSELHEIRO IVO AZEREDO DE OLIVEIRA (Região Partenon): Tivemos uma reunião hoje, uma reunião bastante complexa, né. E acho que o André foi bastante feliz na colocação dele, só que eu defendo a seguinte condição: no aspecto de parar o OP, não. Isso não. O OP não pode parar. Mas após nós darmos um prazo para o Prefeito para ele vir á nossa reunião e ele não comparecer, todo OP vai ter que ir à Prefeitura e ficar na frente da Prefeitura, o dia todo lá até ele receber a comissão para que nós possamos nos expressar e fazer o convite para ele vir aqui ao COP. Mas parar, não. Eu sou contra que o OP pare. Não pode parar. Entendeu? Mas acho que nós temos gente suficiente aqui para nós irmos á Prefeitura e passar o dia na Prefeitura para que o Prefeito nos receba e ouça o OP, até porque o OP é que respalda a Prefeitura, pessoal. Então, essa é a minha proposta, tá? Obrigado! (Palmas). CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Eixo Baltazar): André Seixas. Mas antes do André, eu só quero dizer para vocês, pessoal, que dentro 9

10 dessa reunião que a gente teve hoje, que foi discutida lá no CMDCA, não foi essa a proposta que o pessoal está falando aqui, em ir para a frente da Prefeitura, não sei o quê. Essa proposta foi levada lá hoje. Foi aprovada essa primeira aí, teve quatro votos contra. Então, eu quero dizer para vocês: essa proposta é nova, que está chegando aqui, nós não discutimos hoje à tarde lá. Então, deixar bem claro que agora estão sendo diferentes as propostas, essa proposta ninguém colocou em votação hoje. Tá? Se alguém tivesse colocado essa proposta, de repente a gente até poderia ter aprovado essa aí em vez dessa que a gente está trazendo aqui. Tá bom? (Manifestações da Plenária fora do microfone). Foi ventilada, mas não foi botada em votação. Não foi. Tu estavas e não foi votado. Eu não vou discutir, eu estou só esclarecendo que não foi colocado em votação essa proposta aí. Pode ter sido ventilada, mas em votação não foi colocada. Com a palavra, André. CONSELHEIRO ANDRÉ LUIZ DA SILVA SEIXAS (Região Restinga): Meus amigos, é o seguinte: nós marcamos, na terça passada, para hoje, às 14h00 lá no CMDCA, na plenária lá, um representante de cada região e temática. Das 23, nós tivemos 21 regiões e temáticas. E a Saúde e Assistência Social está informando ali que não recebeu a ligação, a Dona Deloí, para confirmar o horário. Bom, mas nós tivemos 21 representantes de regiões e temáticas, onde faltou só a Saúde e a Ilhas. Bom, nós fizemos um acalorado debate de o que tem de verba, de quais são as piores secretarias na questão de viabilidade, a gente viu que os piores problemas são 98% de inviabilidade da SMED, nós vimos que a grande maioria, 70% ou 80% de inviabilidade da Saúde. Tem regiões que demandaram saúde e não tem nenhuma viável. E que a gente está acostumado que o Casartelli se esconde atrás do Conselho Municipal de Saúde para não pagar a demanda do OP, porque ele só paga onde ele quer. Por isso que nós estamos fazendo uma proposta para pressionar a Prefeitura, pressionar o Prefeito Municipal, José Fortunati, para que nos receba, porque nós, na quarta-feira passada, em nome da coordenação e em nome do COP, enviamos um ao Prefeito e a vários secretários, inclusive o Vice Melo, que a gente estava pedindo uma reunião urgente para discutir as inviabilidades, por exemplo, da SMED. Não obtivemos resposta. Bom, meus amigos, na reunião passada um grupo pediu para não aprovarmos os R$ 60 milhões. Nós não aprovamos nem discordamos dos R$ 60 milhões. Mas hoje, nessa reunião com um representante de cada região e temática, todos puderam falar. Foi cansativo, foi pressão, foi brigaçada? Foi, mas é o estilo do OP, meus camaradas. Quem não conhece o OP em comunidade não está acostumado com isso. Então, o debate é acalorado, sim, nós estamos acostumados com isso nas regiões. Nós colocamos três propostas em votação. Foi consenso que a Saúde e a SMED tem que ter uma conversa. Inclusive, a proposta inicial era conversar ou com o Melo ou com o Fortunati, a proposta saiu para conversar diretamente com o Fortunati, com o Prefeito Municipal. Então, a proposta que foi votada por ampla maioria das regiões e temáticas, 17 regiões e temáticas votaram a favor da proposta, que é: pedir uma reunião do Prefeito Municipal com uma pequena comissão enxuta para discutir as inviabilidades da SMED e da Saúde. Por que uma pequena? Porque se tu tens um pequeno grupo, tu consegues fazer um debate. Tu falas, o secretário responde, tu contrapões, e assim tu ficas fazendo um debate. Porque se for um coletivo grande, tu não consegues debater. Tu vais falar, o secretário ou a secretária vai falar 20 minutos, depois outro fala, fala mais 20 minutos, é o que é aqui no COP. Então, é um pequeno grupo ser recebido pelo Prefeito para discutir inviabilidades da SMED e da Saúde. E o segundo tema é que o Prefeito Municipal abra imediatamente a negociação para aumentar o recurso que hoje está em R$ 60 milhões, que é porque a gente entende que R$ 60 milhões ainda é pouco para as demandas novas, Marcelo. Então, isso é uma venda casada. Bom, pessoal, eu entendo, e eu estou 10

11 há muito tempo no OP, vários de vocês são muito mais antigos do que eu, é na pressão... Eu quero dizer que pelo tema relevante que é hoje, nós temos um quórum baixo, Felisberto. Então, eu acho que nós temos que iniciar pressionando, sim. Bom, eu quero dizer para vocês que aquela tentativa de uma proposta de um abaixo assinado para anunciar uma possível renúncia coletiva era uma pressão. Não vingou, o pessoal não entendeu. Mas o 11 de agosto foi pressão. Fazer plenária a partir de 11 de agosto, encurralando o Prefeito Municipal, encurralando a Prefeitura, porque eles marcaram para dia 21 de julho, nós não, demos até um prazo maior, marcamos para 11 de agosto, porque sabíamos que a Prefeitura não tinha condições de executar. Que tem crise, todo mundo sabia, só que a Prefeitura estava dizendo que dia 21 de julho tinha condição. Mas como é que dia 21 de julho tinha condição e 11 não? Então, isso foi pressionar o Prefeito e a Prefeitura, tanto que veio para a conversação, apareceram as inviabilidades, apareceram os R$ 60 milhões, que isso não aparecia. Então, foi através de pressão, Itamar, que a gente fez isso. Bom, meus amigos, a SMPEO está solicitando discutir a LDO na próxima terça-feira e na outra terça-feira. Por quê? Porque sabe que está na correria do tempo. Mas eu quero dizer que a Rodada Única do OP era julho e agosto, foi para outubro, Marcelo. As coisas têm que serem discutidas, ter seus prazos, mas quem rompeu os prazos foi o governo, não foi esse plenário aqui. Não foi a sociedade civil, foi o governo. Por isso que eu não vejo a diferença entre pressionar de que a gente não discuta até que a gente seja recebido pelo Prefeito, para iniciar a negociação para R$ 61, R$ 71, R$ 81, R$ 90, R$ 100, não sei quantos milhões, mas se a gente conseguir um centavo a mais já é lucro, porque está em R$ 60 milhões, Irma. Então, abrir negociação para aumentar o valor, Ervino, foi isso que hoje de tarde, foram 17 votos a favor e 4 contra, aprovaram. Aprovar que o Prefeito receba uma comissão para falar sobre inviabilidades da saúde e da educação foi o que foi aprovado por 17 x 4. Isto é a nossa proposta dos representantes que estavam da comissão como grande maioria, e é isso que nós estamos pedindo para vocês, que apoiem a proposta. Enquanto a gente não seja recebido e que a Prefeitura não abra a negociação, a gente dá um stand by, para o OP para que eles sintam nos 25 anos. Para concluir, Dinar. Nos 25 anos nós não aprovarmos a LDO, não aprovarmos um orçamento e ficar feio no tal do seminário de novembro, nos 25 anos do OP, essa vergonha a Prefeitura não vai passar. Então, eu queria sugestionar para vocês, todo mundo já falou sobre as propostas, no que estão pensando, essa é a proposta da comissão enquanto sua grande maioria, que se coloque em votação. (Palmas). CONSELHEIRA ROSA MARIA DUARTE LABANDEIRA (Região Centro-Sul): Encerraram os debates, nós vamos colocar em votação. (Falas concomitantes na Plenária). Pessoal, todo mundo falou. Quem concorda que se abra para mais duas falas aqui, gente? (Falas concomitantes na Plenária). Todos entenderam a proposta então, né, pessoal? Regime de votação então. (Falas concomitantes na Plenária). CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Só um minutinho aí, pessoal. Nós vamos botar em votação. (Falas concomitantes na Plenária). CONSELHEIRA ROSA MARIA DUARTE LABANDEIRA (Região Centro-Sul): Pessoal, só um pouquinho. Quem está coordenando somos nós aqui. Seu André, chegou um pedido á mesa, que foi uma decisão do grupo que estava lá... (Falas concomitantes na Plenária). CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Nós só vamos esperar vocês se acalmarem para a gente botar em votação. CONSELHEIRA ROSA MARIA DUARTE LABANDEIRA (Região Centro-Sul): Pessoal, eu só quero registrar que eu estava nessa reunião também. Foi tirado um representante de cada região e temática, e são soberanos para irem lá discutir esse assunto. Eu, conselheira da Centro-Sul, também... (Falas concomitantes na Plenária). Conselheiros da Centro-Sul, nós também temos este parecer 11

12 para discutir com o Prefeito e secretarias o porquê da não viabilidade. Essa é a decisão que nós tomamos lá, e é isso que nós estamos colocando em votação agora. (Falas concomitantes na Plenária). É discutir com o Prefeito, Chiquinho, é só isso. Pessoal, está havendo um mal entendido. Nós estamos tirando uma votação para discutir com o Prefeito, a Saúde e a Educação, é isso que está em discussão. Quem concorda com essa posição, levante a mão. Pessoal, todos estão atentos? Querem que a votação seja nominal? (Manifestações da Plenária fora do microfone). Nominal, vamos lá então. (Falas concomitantes na Plenária). Estamos votando que nós queremos uma reunião, uma comissão vai se reunir com o Prefeito, a Secretária da Educação e o Secretário da Saúde para nós discutirmos a inviabilidade técnica. (Falas concomitantes na Plenária). Gente, eu quero explicar o que aconteceu. André, então faz tu o encaminhamento. CONSELHEIRO ANDRÉ LUIZ DA SILVA SEIXAS (Região Restinga): Pessoal, só uma questão de ordem para encaminhamento para o Ronaldo. O Ronaldo tem um pedido da SMPEO para pauta dia 05 e dia 12 para a LDO. Se essa proposta for aprovada, não tem reunião nenhuma até que o Prefeito nos receba. É isto. Não tem que votar nada, não tem que fazer nada até o Prefeito nos receber. (Falas concomitantes na Plenária). CONSELHEIRA ROSA MARIA DUARTE LABANDEIRA (Região Centro-Sul): Pessoal, a proposta é o Prefeito receber a comissão para nós discutirmos as inviabilidades técnicas, é isso que nós estamos votando. Querem voto nominal? Vamos embora então. Vamos lá, André. Em regime de votação, gente. Temática Educação, Esporte e Lazer, Ervino. (Falas concomitantes na Plenária). André, as falas foram bem claras que não há acordo com parar o OP, é isso que está em discussão. (Manifestações da Plenária fora do microfone). Lá foi aprovado, mas aqui não, André. Vamos lá. Ervino votando no microfone. CONSELHEIRO ERVINO PITCHIL (Temática Educação, Esporte e Lazer): Pessoal, é o seguinte... CONSELHEIRA ROSA MARIA DUARTE LABANDEIRA (Região Centro-Sul): É sim ou não, Ervino. CONSELHEIRO ERVINO PITCHIL (Temática Educação, Esporte e Lazer): Sim. CONSELHEIRA ROSA MARIA DUARTE LABANDEIRA (Região Centro-Sul): Temática Saúde e Assistência Social: Pedro. (Manifestações da Plenária fora do microfone). Não, tem que ser no microfone para gravar. (Falas concomitantes na Plenária). Tá bem. HOCDUA, Emerson: não. (Falas concomitantes na Plenária). Perdão. Temática Saúde e Assistência Social, Dona Deloí. Perdão, Deloí. CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Dona Deloí é sim. Silvana. CONSELHEIRA SILVANA D ÁVILA CARDOSO (Temática Habitação, Organização da Cidade, Desenvolvimento Urbano e Ambiental): Não. Para mim é não. CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Temática Cultura e Juventude, Cleber: não. Felisberto: não. Edson Campos da Silva, sim ou não? Sim. Itamar da Silva: não. Lurimar: não. (Palmas). Região Noroeste, Nair: sim. Cely: não. Região Leste, Nilceu. CONSELHEIRO NILCEU MARTINS FIGUEIREDO (Região Leste): É sim. CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Maria Elizabeth: sim. Região Lomba do Pinheiro, Rosi: sim. Região Norte, Kaká: não. Lino. (Falas concomitantes na Plenária). Pessoal, por gentileza, só um minuto de silêncio. Olha aqui, o pessoal que está gravando a ata não está conseguindo gravar. Nós vamos ter que parar com esse barulho ou não vai dar para ficar gravado ali. Ninguém está conseguindo entender nada. Eu já estou rouco de tanto pedir, ninguém quer sentar, a gente não sabe o que vai fazer. Eles não estão conseguindo gravar ali. Vamos fazer silêncio para a gente continuar, pessoal? Vamos continuar então. Eu parei na Região Norte, Lino: sim. Agora vamos para a Região Nordeste, Rosi: sim. A Dona Irma, da Região Nordeste: sim. Região Partenon, Ivo: sim. Região Restinga, André Seixas: sim. 12

13 Kelly: sim. Kelly Key (risos). Região Glória, Sirlei: sim. Renan Silva: sim. Região Cruzeiro. CONSELHEIRA GESSI BERNADETE FAGUNDES DORNELLES (Região Cruzeiro): Bom, eu, como participei da reunião, sei o assunto que foi discutido. Estou muito impressionada porque o rádio corredor correu aqui dentro trazendo informações diferentes do que foi discutido lá. Ninguém em nenhum momento falou em terminar com o OP, em encerrar. Ninguém falou, mas já saiu aqui. (Falas concomitantes na Plenária). Ela sabe que não foi. Depois a ata vai vim. Gente, o meu voto é sim. (Manifestações da Plenária). CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Inaiá, da Cruzeiro. (Falas concomitantes na Plenária). Pessoal, não vai dá para gravar. Eu já chamei dez vezes a Dona Inaiá. Inaiá: sim. Região Cristal, Jurema: sim. Região Centro- Sul, Rosa: sim. José: sim. Região Extremo Sul, Dinar: sim. Região Sul, Ernandi: sim. Região Centro, João Alberto. CONSELHEIRO JOÃO ALBERTO DE LIMA SOUZA Chiquinho dos Anjos (Região Centro): Pessoal, o Orçamento Participativo antigamente tinha o hábito de discutir com as suas regiões. Fazer uma reunião de tarde para tomar a decisão de noite é complicado. (Manifestações da Plenária). CONSELHEIRA ROSA MARIA DUARTE LABANDEIRA (Região Centro-Sul): Chiquinho, é sim ou não. CONSELHEIRO JOÃO ALBERTO DE LIMA SOUZA Chiquinho dos Anjos (Região Centro): Eu respeito todo mundo que foi lá á tarde, mas uma comissão, ela tem a obrigação, depois que tomar uma decisão representando sua região, discutir com a sua região aí depois trazer para cá a votação. Meu voto é não. CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Rosi. CONSELHERA ELOÍZA ROSIMARI MARTINS BILHALVA (Região Centro): Eu votei à tarde a favor do sim e continuo votando no sim. (Palmas). CONSELHEIRA ROSA MARIA DUARTE LABANDEIRA (Região Centro-Sul): Pessoal, agora nós temos que tirar a comissão. (Falas concomitantes na Plenária). CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Tu votaste sim? CONSELHEIRO CARLOS ELI PAIXÃO (Região Norte): Pensando melhor, eu vou votar sim. (Palmas). CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Pessoal, eu quero dar o resultado aqui. 23 sim e 8 não. (Manifestações da Plenária). CONSELHEIRA ROSA MARIA DUARTE LABANDEIRA (Região Centro-Sul): Pessoal, calma. Agora nós temos o encaminhamento que o governo vai ler, e nós vamos tirar a comissão que vai participar da reunião com o Prefeito. (Falas concomitantes na Plenária). Vamos nos organizar aqui, gente. Um representante de cada região que quiser para participar da reunião quando o Prefeito agendar. Vamos colocar nomes aqui para constar em ata. (Falas concomitantes na Plenária). CONSELHEIRO ANDRÉ LUIZ DA SILVA SEIXAS (Região Restinga): Pessoal, só vamos fazer o encaminhamento aqui, que a parte da votação já teve. Nós tínhamos hoje de tarde um encaminhamento que fosse uma comissão mais enxuta. Por quê? Porque se for lá 10, 20, 30 delegados, é a mesma coisa que não dá. Pessoal, para encaminhar. (Falas concomitantes na Plenária). Quem não quer deixar falar é porque não quer falar com o Prefeito, eu acho que é isso. Silvana, eu quero te dizer o seguinte: o encaminhamento da tarde, que ficou para ser votado hoje aqui, era uma comissão enxuta, porque senão tu não consegues fazer um debate. Mas nós estamos propondo hoje, reformulando, já que tem um bandão de gente querendo ir, que vá um representante de cada região e temática, até porque senão vai virar COP, e não existe COP lá. (Manifestações da Plenária fora do microfone). Não. Não é. É encaminhamento. A proposta da comissão é posterior a votação. Então, é o seguinte: já que todo mundo quer, meus camaradas, seria ou uma proposta de cinco, seis representantes... (Falas concomitantes na Plenária). Dá para escutar, para a gente poder encaminhar? É por isso 13

14 que o pessoal não entende. Depois o pessoal fica dizendo: Não entendi. Não entendi.. Felisberto, quer falar a proposta? (Manifestações da Plenária fora do microfone). Mas aí tu vais falar depois de mim então. Tá bem. (Falas concomitantes na Plenária). Tu não vais querer falar, Felisberto? Pessoal, dá para sentar para a gente terminar de encaminhar a comissão? Senão fica difícil. (Manifestações da Plenária fora do microfone). Já está votado, Chiquinho. Chiquinho, eu vou explicar o seguinte para ti, que não foi de tarde, a Região Centro mandou a Rosi representando lá: a proposta lá era uma e a comissão seria posterior. O que nós tiramos do indicativo, e o Ervino e a Naná estavam lá, era uma proposta de uma comissão enxuta, porque 10, 15, 20 conselheiros falando tu não consegues fazer o debate com o Prefeito nem com o Secretário. Bom, alguns não vão falar, só que no calor as pessoas vão lá e falam o que querem. E o tema saúde e o tema educação, têm conselheiros, independente de ser representante da temática ou região, são temas mais específicos. Daqui a pouco tem região que: Olha, pessoal, eu abro mão de ir porque discutir inviabilidade da SMED e discutir inviabilidade da Saúde é uma coisa mais específica. Certo? Infelizmente, eu sei, não é um problema que o pessoal não queira saber, mas talvez tenha conselheiros que, de repente, vão lá e não vão estar apropriados do tema educação e saúde. Então, por isso que era uma comissão mais enxuta. Bom, essa é uma proposta que poderia ser feita. (Manifestações da Plenária fora do microfone). Bom, então, o que seria uma proposta? Pessoal, uma comissão mais enxuta, que nós pensamos, tipo: um ou dois da coordenação mais cinco ou seis do geral. Seria uma comissão enxuta. A outra alternativa é liberar um representante de cada um para que nenhuma temática ou região possa dizer: Nós não estávamos lá., mas o problema é chegar e falar. É por isso que nós estamos propondo. A alternativa é: uma comissão enxuta de cinco representantes da plenária e mais dois da coordenação ou um de região e temática. Eu continuo dizendo que uma comissão enxuta de cinco, seis, sete pessoas mais ligadas ao tema, isso vai ser produtivo para o debate com o Prefeito, porque todo mundo quer falar, aí um fala dois minutos, no máximo quatro, o Prefeito ou o Secretário fala 20 minutos... (Manifestações da Plenária fora do microfone). Não. Isso era o encaminhamento, Chiquinho, por isso que eu estou tentando te dizer. Então, eu queria fazer esse encaminhamento que fosse uma comissão enxuta de cinco membros do geral e mais dois da coordenação. CONSELHEIRA ROSA MARIA DUARTE LABANDEIRA (Região Centro Sul): Felisberto. CONSELHEIRO FELISBERTO SEABRA LUISI (Temática Desenvolvimento Econômico, Tributação, Turismo e Trabalho): O representante da temática... Eu quero colocar para todos os conselheiros, quero que conste em ata, porque ata é prova, o representante que nós enviamos não tinha poder de decisão, então não poderia ter votado. (Manifestações da Plenária fora do microfone). Então, é isso mesmo. Obrigado pelo aparte, André. Então, a Temática Desenvolvimento Econômico, Tributação e Turismo não faz questão de estar nessa reunião e quer que o Prefeito venha aqui com a sua Secretária da Educação e com o seu Secretário da Saúde, e não lá no Gabinete com meia dúzia decidindo pela cidade. CONSELHEIRO JOÃO ALBERTO DE LIMA SOUZA "Chiquinho dos Anjos" (Região Centro): Bom, pessoal, tudo isso faz parte. Tá, pessoal? As pessoas têm direito a terem posições contrárias. Então, eu estou aqui. Apesar de ter sido feita uma discussão com um representante de cada região, eu não consegui me apropriar muito bem da discussão, me apropriei aqui na discussão, aí já veio uma votação. Tudo bem, tranquilo. Eu quero que respeitem aí a decisão de uma comissão enxuta, sim, uma comissão com uma pessoa da coordenação e três da região. Então, nós, regiões, vamos escolher quem vai ser o nosso representante de região lá. Tá? Essa é a minha proposta. CONSELHEIRO ANDRÉ LUIZ DA SILVA SEIXAS (Região Restinga): Pessoal, a proposta da comissão é 14

15 dois representantes da coordenação e mais cinco, no máximo sete pessoas. É isto. CONSELHEIRO RENAN DA SILVA (Região Glória): Pessoal, eu não pude estar junto á tarde na reunião que estava convocada para as 14h00, mas eu estou começando a ficar preocupado com essas decisões que estão sendo tomadas na ponta da faca aí. Entendeu? Tem meia dúzia de pessoas dentro da plenária que estão achando que estão comandando a reunião, não estão respeitando os votos dos conselheiros, e eu não estou acostumado dessa forma. Eu aprendi, dentro do Orçamento Participativo, que cada um tem direito de voto e de fala. Então, vamos parar com esse negócio de estar ameaçando aí, porque não é bem por aí. Outra coisa: essa comissão, eu sou de acordo, André, desde que ela venha a defender os interesses da cidade na questão da educação e da saúde, que não tem recurso pelas inviabilidades das demandas, e que aumente o recurso de R$ 60 milhões. Tá? Isso eu quero deixar bem claro. Não a questão de parar o OP. Estão querendo enfiar as coisas goela abaixo nas pessoas, e não é bem por aí. (Falas concomitantes na Plenária). CONSELHEIRA ROSI BAUERFELDT MENDES (Região Nordeste): Pessoal, dá para a gente se respeitar, pelo menos? Porque eu acho que está faltando respeito aqui dentro. Não adianta escanear depois. Foi feita uma reunião semana passada pedindo ao COP que colocasse uma pessoa de cada região. Foi ou não foi feito isso? (Manifestações da Plenária). Concordaram ou não concordaram? (Manifestações da Plenária). Então, não fiquem fazendo as pessoas de bobas. E eu acho o seguinte: não adianta irem 30 lá para dentro falar com o Prefeito, e tem gente que não vai saber exatamente o que vai falar. Eu sou conselheira da minha região, mas eu não estou dizendo que eu sei tudo o que acontece dentro da minha região, e creio que ninguém aqui deve saber também tudo o que acontece dentro da sua região. Então, eu acho que a gente tem que se respeitar, tem que respeitar o que foi colocado no COP e hoje à tarde na reunião. E nós devemos ter uma comissão, como ele diz, enxuta mesmo (palmas), porque nós não precisamos brigar entre nós, nós temos que nos unir e não ficar brigando por um voto lá ou não. Agora, se vocês querem um jogo de beleza, quem é que fica na frente do Prefeito, é outra coisa. Eu acho que vocês têm que brigar é para defender as regiões, e não jogo de beleza. Eu tenho, dentro da Região Nordeste, a Irma que participa da nossa comissão de saúde e de educação. Então, eu considero ela uma pessoa capaz de ir para lá e representar as regiões. E acho que poderiam conversar entre si e passar os seus problemas para aqueles sete, não precisa ir 50 lá para dentro e ninguém falar nada. Vocês têm que aprender a se decidir. Vocês estão em uma democracia ou o que é? CONSELHEIRA MARIA DELOÍ SILVEIRA CARDOSO (Temática Saúde e Assistência Social): Até para que a gente possa entender e se acalmar um pouco, é muito estressante a gente vir e estarmos brigando uns com os outros. (Palmas). Somos parceiros, sim. Estamos juntos, sim. Vamos fazer as coisas, sim, mas com respeito e com tranquilidade. Assim não tem coração que resista. Chega de companheiro morrendo pelo OP para não resolver nada. Então, quando esta comissão enxuta que foi hoje à tarde, eu não estava lá. Eu não quero fazer jogo de beleza, porque eu não sou a única. Eu acho que o poderoso que nós temos aqui é Deus nosso senhor e a Virgem Maria. Nós não somos isso, somos pessoas que lutamos, sim, pela nossa comunidade e pela nossa querida cidade. Então, eu só quero dizer, Ronaldo, que infelizmente o governo falhou, e grande, quando ficou de avisar os conselheiros. Quando o meu companheiro foi avisado, porque ele ia à Temática, e ninguém me disse nada, porque somos dois conselheiros. Então, eu não estava porque a Prefeitura também não me disse. E ontem eu estava dentro da Prefeitura e ninguém me falou. Então, isso aí tem que tornar claro para que vocês saibam que ninguém está dormindo. A Temática da Saúde se sentiu, sim, contemplada quando os que foram lá, embora eu não estivesse, 15

16 porque eu sou Temática e Porto Alegre, estão pedindo a defesa da saúde. E nós não temos nada na Nordeste, né? Estamos pedindo horrores e depois não temos nada. Então, tudo é institucional, mas onde é que fica a temática? O nosso secretário, quantos anos eles não põem os pés aqui dentro da Temática? Então, quando eu votei sim para isto aí, não para parar o OP, isto eu estou assumindo. Eu, Maria Deloí. (Palmas). Para continuar o OP, mas vamos fazer a pressão para o Sr. Prefeito de Porto Alegre contemplar todos nós. Não é só o André, não é só o Pedro ou o Paulo, todos nós, porque somos eleitos por toda uma comunidade. Então, isso tem que ser respeitado. Vamos fazer esta comissão enxuta, vamos lá pressionar o queridinho do Prefeito. Ele vai ter que vir aqui. Ou ele é prefeito ou não é, porque nós temos força para tirá-lo também de dentro da Prefeitura. O povo pode fazer isso, e nós podemos fazer isso. Sem medo de errar, gente. Sem medo de errar. CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Para concluir, porque o pessoal está indo embora. CONSELHEIRA MARIA DELOÍ SILVEIRA CARDOSO (Temática Saúde e Assistência Social): Para concluir, eu acho assim: vamos fazer essa comissão. E ele vai ter que vir contemplar todos, dizer o que ele vai fazer e o que vai aumentar, todos nós ouvindo para não ficar de boca em boca porque um diz A e o outro diz B, então todo mundo ouve a mesma coisa. Esta é a minha posição para que a gente possa ficar tranquilo e fazer o nosso trabalho. Obrigada! (Palmas). CONSELHEIRO DINAR MELO DE SOUZA (Região Extremo Sul): O Ronaldo vai dar um esclarecimento aí. SR. RONALDO ENDLER (Gerência do OP): A Dona Deloí sempre com muita propriedade, fala muito bem. Mas só para avisar para vocês que na realidade eu não estive na última reunião, mas, pelo que eu soube, na última reunião foi avisado que era para vir um representante de cada região e de cada temática. Se não estava no COP, eu lamento muito. Tá? Obrigado! CONSELHEIRO DINAR MELHO DE SOUZA (Região Extremo Sul): Pessoal, eu acho que agora nós vamos encaminhar a comissão que vai representar... Pessoal, são sete ou cinco? Quantos? (Manifestações da Plenária fora do microfone). Dois da coordenação e cinco das regiões? Quem são as pessoas? (Manifestações da Plenária fora do microfone). CONSELHEIRO ANDRÉ LUIZ DA SILVA SEIXAS (Região Restinga): Pessoal, vamos lá ligeirinho, para colaborar. Educação, Esporte e Lazer, Ervino. Cinco votinhos, vamos lá. Só tem que ser bem ligeirinho. Itamar, Nair, Chiquinho, Ervino e Sirlei. Saúde e Assistência Social, Pedrinho: Jurema, Bernadete, Pedro, Kaká e Ervino. Maria Deloí: Pedro, Bernadete, Irma, Sirlei e Cleber. HOCDUA, Emerson: Chiquinho, Nair, Itamar, Lurimar e Cleber. Cultura, Cleber: Cleber, Chiquinho, Itamar, Kaká e Lurimar. Humaitá, Itamar: Chiquinho, Cleber, Itamar, Lurimar e Ervino. Lurimar: Chiquinho, Itamar, Cleber, Ervino e Lurimar. Nair: Nair, Ervino, Chiquinho, Itamar e Sirlei. Nilceu: Jurema, Bernadete, Rosi da Lomba, Beth e Cleber. Lomba do Pinheiro, Rosi: Sirlei, Bernadete, Irma, Rosi e Jurema. Beth: Rosi da Lomba, Jurema, Beth, Nair e Sirlei. Kaká: Ervino, Kaká, Cleber, Chiquinho e Nair. Lino: Chiquinho, Ervino, Kaká, Beth e Itamar. Rosi da Nordeste: Rosi da Lomba, Irma, Jurema, Ervino e Sirlei. Irma: Rosi da Lomba, Jurema, Ervino, Irma e Sirlei. Restinga, o André: Rosi da Lomba, Sirlei, Kaká, Bernadete e Beth. Kelly: Pedro, Beth, Sirlei, Bernadete e Rosi. Sirlei, Glória: Bernadete, Rosi, Jurema, Sirlei e Irma. Renan: Irma, Sirlei, Jurema, Rosi e Bernadete. Cruzeiro, Bernadete: Jurema, Bernadete, Rosi, Sirlei e Irma. Inaiá: Jurema, Bernadete, Rosi, Sirlei e Irma. Cristal, Jurema: Rosi, Jurema, Bernadete, Irma e Sirlei. Centro-Sul, Rosa: Sirlei, Cleber, Chiquinho, Kaká e Seu Zé. Seu Zé agora: Ervino, Pedro, José, Kaká e Cleber. Extremo Sul, Dinar: Chiquinho, Jurema, Beth, Itamar e Cleber. Centro, Chiquinho: Cleber, Ervino, Chiquinho, Itamar e Lurimar. Rosi do Centro: Jurema, Bernadete, Rosi da Lomba, Tia Beth e Sirlei. É isto, pessoal. Bom, a Jurema teve 13 votos, a Bernadete teve 12, a Rosi 13, a Beth 7, o Chiquinho 11, a Nair 5, o Itamar 9, 16

17 a Lurimar 4, a Irma 9, a Sirlei 17, o Ervino 11, o Pedro 4, o Zé 2, o Kaká 7 e o Cleber 11. Então, foram eleitos a Jurema com 13, a Bernadete com 12, a Rosi com 13, a Sirlei com 17, e tem um empate. É isso? Tem o Chiquinho com 11, o Ervino com 11 e o Cleber com 11. É isso? (Falas concomitantes na Plenária). Pessoal, tem três. Eu tenho uma sugestão: o Ervino é da Temática de Educação. (Manifestações da Plenária fora do microfone). Poderia ser, mas vocês que tem que dizer uma forma. (Manifestações da Plenária fora do microfone). Quem é que ficou de fora? Tem o Chiquinho, o Ervino e o Cleber. O Cleber e o Chiquinho abrem mão para o Ervino. Está eleito o Ervino também. (Palmas). Está é a comissão para quando o Prefeito chamar. Depois a coordenação vai escolher os dois, e é isso. Pessoal, conforme decisão deste conselho, até que o Prefeito chame essa comissão, com mais dois representantes da coordenação, para falar das inviabilidades da Educação e da Saúde e abra a negociação para aumentar o valor de R$ 60 milhões, este COP está suspenso. Boa noite a todos! - Encerram-se os trabalhos e os registros taquigráficos às 21h30min. Taquígrafa: Patrícia Costa Ribeiro Registro nº / FEPLAM TG Tachys Graphen CNPJ /

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

22/05/2006. Discurso do Presidente da República

22/05/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de assinatura de protocolos de intenções no âmbito do Programa Saneamento para Todos Palácio do Planalto, 22 de maio de 2006 Primeiro, os números que estão no

Leia mais

Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça

Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça Serviço de Rádio Escuta da Prefeitura de Porto Alegre Emissora: Rádio Guaíba Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça Data: 07/03/2007 14:50 Programa: Guaíba Revista Apresentação:

Leia mais

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal.

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal. -...eu nem te conto! - Conta, vai, conta! - Está bem! Mas você promete não contar para mais ninguém? - Prometo. Juro que não conto! Se eu contar quero morrer sequinha na mesma hora... - Não precisa exagerar!

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 14 Discurso: em encontro com professores

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

05/12/2006. Discurso do Presidente da República

05/12/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, no encerramento da 20ª Reunião Ordinária do Pleno Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social Palácio do Planalto, 05 de dezembro de 2006 Eu acho que não cabe discurso aqui,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível).

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível). , Luiz Inácio Lula da Silva, durante a inauguração da República Terapêutica e do Consultório de Rua para Dependentes Químicos e outras ações relacionadas ao Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack São

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Autora: Tell Aragão Personagens: Voz - não aparece mendigo/pessoa Nervosa/Ladrão faz os três personagens Menina 1 Menina 2 Voz: Era uma vez, duas irmãs que ganharam dois

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Copenhague-Dinamarca, 01 de outubro de 2009 Bem, primeiro dizer a vocês da alegria de poder estar

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI)

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) II 1 Indicadores Desqualificação Não poder fazer nada do que preciso, quero fazer as coisas e não posso ; eu senti-me velho com 80 anos. Aí é que eu já

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal Sobral-CE, 17 de março de 2004 Meu caro governador do estado do Ceará, Lúcio Alcântara, Meu caro companheiro

Leia mais

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores?

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Noemi: É a velha história, uma andorinha não faz verão,

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Brasília-DF, 30 de outubro de 2006 Jornalista Ana Paula Padrão: Então vamos às perguntas, agora ao vivo, com

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA Carolina e, acompanhados de, estão na biblioteca, no mesmo lugar em que o segundo episódio se encerrou.os jovens estão atrás do balcão da biblioteca,

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

A DIVERSIDADE NA ESCOLA

A DIVERSIDADE NA ESCOLA Tema: A ESCOLA APRENDENDO COM AS DIFERENÇAS. A DIVERSIDADE NA ESCOLA Quando entrei numa escola, na 1ª série, aos 6 anos, tinha uma alegria verdadeira com a visão perfeita, não sabia ler nem escrever, mas

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1

LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1 LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1 TESOUREIRO 41 ANOS DE TRABALHO Empresa Horizonte Nascido em Itapipoca, Ceará Idade: 76 anos Esposa: Maria Pinto de Oliveira Praciano Filhos: Lucineide Eu entrei na Empresa

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais

Dicas para investir em Imóveis

Dicas para investir em Imóveis Dicas para investir em Imóveis Aqui exploraremos dicas de como investir quando investir e porque investir em imóveis. Hoje estamos vivendo numa crise política, alta taxa de desemprego, dólar nas alturas,

Leia mais

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)?

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)? Entrevista concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de apresentação dos resultados das ações governamentais para o setor sucroenergético no período 2003-2010 Ribeirão

Leia mais

02/12/2004. Discurso do Presidente da República

02/12/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de entrega do Prêmio Finep e sanção da Lei de Inovação de Incentivo à Pesquisa Tecnológica Palácio do Planalto, 02 de dezembro de 2004 Meus companheiros ministros,

Leia mais

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1 Entrevista G1.1 Entrevistado: E1.1 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 51 anos Masculino Cabo-verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : São Tomé (aos 11 anos) Língua materna:

Leia mais

Precisamos fortalecer cada vez mais nossa profissão. Através dos conselhos e de uma nova regulamentação!

Precisamos fortalecer cada vez mais nossa profissão. Através dos conselhos e de uma nova regulamentação! Resultado da pesquisa feita no dia 10/03/2014, através do Site do Conselho Regional de Relações Públicas 4ª Região, a respeito da Lei 6601/13. Foi disponibilizado uma enquete, com a seguinte pergunta:

Leia mais

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Texto e Pesquisa de Imagens Arthur de Carvalho Jaldim e Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR

Leia mais

Projeto Gráfico e Editoração Coordenadoria de Comunicação Social. Revisão gramatical Lucia Anilda Miguel

Projeto Gráfico e Editoração Coordenadoria de Comunicação Social. Revisão gramatical Lucia Anilda Miguel Elaboração Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude e Coordenadoria de Comunicação Social do Ministério Público do Estado de Santa Catarina. Contato Rua Bocaiúva, 1.750, 4º andar - Centro -

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 37 Discurso na cerimónia de retomada

Leia mais

ENTRE FRALDAS E CADERNOS

ENTRE FRALDAS E CADERNOS ENTRE FRALDAS E CADERNOS Entre Fraldas e Cadernos Proposta metodológica: Bem TV Educação e Comunicação Coordenação do projeto: Márcia Correa e Castro Consultoria Técnica: Cláudia Regina Ribeiro Assistente

Leia mais

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista Uma longa viagem começa com um único passo. - Lao-Tsé Ser Otimista não é uma tarefa fácil hoje em dia, apesar de contarmos hoje

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão , Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão Santa Cruz de Cabrália-BA, 28 de setembro de 2005 Meu caro governador Paulo Souto, governador do estado da Bahia, Meu querido companheiro Miguel

Leia mais

CENTRO HISTÓRICO EMBRAER. Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira. São José dos Campos SP. Abril de 2011

CENTRO HISTÓRICO EMBRAER. Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira. São José dos Campos SP. Abril de 2011 CENTRO HISTÓRICO EMBRAER Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira São José dos Campos SP Abril de 2011 Apresentação e Formação Acadêmica Meu nome é Eustáquio, estou com sessenta anos, nasci em Minas Gerais,

Leia mais

R I T A FERRO RODRIGUES

R I T A FERRO RODRIGUES E N T R E V I S T A A R I T A FERRO RODRIGUES O talento e a vontade de surpreender em cada projecto deixou-me confiante no meu sexto sentido, que viu nela uma das pivôs mais simpáticas da SIC NOTÍCIAS.

Leia mais

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto.

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto. O Coração Sujo Personagens - Tuca - Teco - Tatá - Tia Tuca e Tatá estão conversando. Teco chega. Teco Oi, meninas, sobre o que vocês estão falando? Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse?

Leia mais

internetsegura.fde.sp.gov.br

internetsegura.fde.sp.gov.br PROJETO: HISTORIA: PÁGINA: ANO:! internetsegura.fde.sp.gov.br Internet Segura. Bom para você! Olá! A campanha Internet Segura. Bom para você! apresenta duas histórias em quadrinhos em que seus personagens

Leia mais

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - Sou so profes r a, Posso m a s n ão parar d aguento m e ai ensinar s? d a r a u la s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A

Leia mais

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO COP Gestão 2013/2014 LOCAL: Auditório da SMED DATA: 11 de março de 2014, às 18 horas PAUTA: CAR s. COORDENAÇÃO: (Lomba do

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO COP Gestão 2013/2014 LOCAL: Auditório da SMED DATA: 11 de março de 2014, às 18 horas PAUTA: CAR s. COORDENAÇÃO: (Lomba do 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO COP Gestão 2013/2014 LOCAL: Auditório

Leia mais

Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver

Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver SESSÃO: 255-S0 DATA: 27/08/15 FL: 1 DE 5 O SR. TONINHO VESPOLI (PSOL) - Boa tarde novamente a todos e a todas. Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver

Leia mais

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro!

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro! Capítulo 3 N o meio do caminho tinha uma casa. A casa da Laila, uma menina danada de esperta. Se bem que, de vez em quando, Fredo e Dinho achavam que ela era bastante metida. Essas coisas que acontecem

Leia mais

PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com

PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com Tema:Humor Você vai ler a seguir um fragmento da peça teatral Lua nua, de Leilah Assunção, que foi encenada em várias cidades do país entre 1986 e 1989, sempre com grande sucesso de público e de crítica.

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, por ocasião da visita à Comunidade Linha Caravaggio

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, por ocasião da visita à Comunidade Linha Caravaggio Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, por ocasião da visita à Comunidade Linha Caravaggio Chapecó-SC, 23 de junho de 2006 Presidente: É um programa, talvez

Leia mais

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo Era uma vez a família Rebolo, muito simpática e feliz que vivia na Amadora. Essa família era constituída por quatro pessoas, os pais Miguel e Natália e os seus dois filhos Diana e Nuno. Estávamos nas férias

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer.

Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer. CAPITULO 3 Ele não é o Homem que eu pensei que era. Ele é como é. Não se julga um Homem pela sua aparência.. Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer. Eu costumava saber como encontrar

Leia mais

Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias

Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias 1/35 Pai, Estou Te Esperando Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias Fotos de Emma Raynes, 2007 2/35 Retratos dos Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante cerimônia de lançamento do PAC Saneamento e Urbanização no estado de Sergipe

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante cerimônia de lançamento do PAC Saneamento e Urbanização no estado de Sergipe Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante cerimônia de lançamento do PAC Saneamento e Urbanização no estado de Sergipe Aracaju - SE, 26 de julho de 2007 Meus queridos companheiros

Leia mais

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO MANUAL DO JOVEM DEPUTADO Edição 2014-2015 Este manual procura expor, de forma simplificada, as regras do programa Parlamento dos Jovens que estão detalhadas no Regimento. Se tiveres dúvidas ou quiseres

Leia mais

Não é o outro que nos

Não é o outro que nos 16º Plano de aula 1-Citação as semana: Não é o outro que nos decepciona, nós que nos decepcionamos por esperar alguma coisa do outro. 2-Meditação da semana: Floresta 3-História da semana: O piquenique

Leia mais

[Comentários sobre isso. Não transcrito, mas explicado em diário de campo]

[Comentários sobre isso. Não transcrito, mas explicado em diário de campo] [Visionamento das fotos] [Comentários sobre isso. Não transcrito, mas explicado em diário de campo] E- Então o que é que achaste das fotos? E7- Boas. Tá fixe. E- Faz-te lembrar coisas boas ou más? E7-

Leia mais

Vai ao encontro! de quem mais precisa!

Vai ao encontro! de quem mais precisa! Vai ao encontro! 2ª feira, 05 de outubro: Dos mais pobres Bom dia meus amigos Este mês vamos tentar perceber como podemos ajudar os outros. Vocês já ouviram falar das muitas pessoas que estão a fugir dos

Leia mais

5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades Extraclasse Complementares de Língua Portuguesa Nome: SER FILHO É PADECER NO PURGATÓRIO

5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades Extraclasse Complementares de Língua Portuguesa Nome: SER FILHO É PADECER NO PURGATÓRIO 5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades Extraclasse Complementares de Língua Portuguesa Nome: Leia este texto com atenção: SER FILHO É PADECER NO PURGATÓRIO 1 Psssiu, psssiu. Eu? virou-se Juvenal

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt São Paulo-SP, 05 de dezembro de 2008 Presidente: A minha presença aqui

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Nada de telefone celular antes do sexto ano

Nada de telefone celular antes do sexto ano L e i n º1 Nada de telefone celular antes do sexto ano Nossos vizinhos da frente estão passando uma semana em um cruzeiro, então me pediram para buscar o jornal e a correspondência todos os dias, enquanto

Leia mais

Duração: Aproximadamente um mês. O tempo é flexível diante do perfil de cada turma.

Duração: Aproximadamente um mês. O tempo é flexível diante do perfil de cada turma. Projeto Nome Próprio http://pixabay.com/pt/cubo-de-madeira-letras-abc-cubo-491720/ Público alvo: Educação Infantil 2 e 3 anos Disciplina: Linguagem oral e escrita Duração: Aproximadamente um mês. O tempo

Leia mais

Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira?

Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira? Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira? - Tem alguém com quem você gostaria de fazer contato? - Porque você não o fez até agora? - Por que é importante aprender a fazer esses contatos?

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

SAMUEL, O PROFETA Lição 54. 1. Objetivos: Ensinar que Deus quer que nós falemos a verdade, mesmo quando não é fácil.

SAMUEL, O PROFETA Lição 54. 1. Objetivos: Ensinar que Deus quer que nós falemos a verdade, mesmo quando não é fácil. SAMUEL, O PROFETA Lição 54 1 1. Objetivos: Ensinar que Deus quer que nós falemos a verdade, mesmo quando não é fácil. 2. Lição Bíblica: 1 Samuel 1 a 3 (Base bíblica para a história o professor) Versículo

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo São Paulo-SP, 20 de outubro de 2004 Meus queridos companheiros e minhas queridas companheiras

Leia mais

Material: Uma copia do fundo para escrever a cartinha pra mamãe (quebragelo) Uma copia do cartão para cada criança.

Material: Uma copia do fundo para escrever a cartinha pra mamãe (quebragelo) Uma copia do cartão para cada criança. Radicais Kids Ministério Boa Semente Igreja em células Célula Especial : Dia Das mães Honrando a Mamãe! Principio da lição: Ensinar as crianças a honrar as suas mães. Base bíblica: Ef. 6:1-2 Texto chave:

Leia mais

Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça?

Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça? Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça? Caro amigo (a) Se sua empresa está sofrendo com a falta de clientes dispostos a comprar os

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 1 JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 ENTREGADOR DE CARGAS 32 ANOS DE TRABALHO Transportadora Fácil Idade: 53 anos, nascido em Quixadá, Ceará Esposa: Raimunda Cruz de Castro Filhos: Marcílio, Liana e Luciana Durante

Leia mais

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência 43 5 ADOLESCÊNCIA O termo adolescência, tão utilizado pelas classes médias e altas, não costumam fazer parte do vocabulário das mulheres entrevistadas. Seu emprego ocorre mais entre aquelas que por trabalhar

Leia mais

DISCURSO DE POSSE. Sinto-me extremamente honrado ao assumir a Presidência da ACISB/CDL nesta cerimônia, agradeço a Deus por este momento.

DISCURSO DE POSSE. Sinto-me extremamente honrado ao assumir a Presidência da ACISB/CDL nesta cerimônia, agradeço a Deus por este momento. DISCURSO DE POSSE Boa Noite a todos! Cumprimento o ex-diretor presidente Sebastião Calais, o Prefeito Leris Braga, o vice-prefeito Alcemir Moreira, o presidente da Câmara de Vereadores Juarez Camilo, o

Leia mais

Conselho do Orçamento Participativo. Seção Ordinária do dia 13 de setembro de 2005.

Conselho do Orçamento Participativo. Seção Ordinária do dia 13 de setembro de 2005. Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria de Coordenação Política e Governança Local Gerência do Orçamento Participativo Conselho do Orçamento Participativo ATA: 16 PAUTA: Matriz Orçamentária Seção

Leia mais

AGORA É ASSIM: VOCÊ DECIDE, A PREFEITURA FAZ.

AGORA É ASSIM: VOCÊ DECIDE, A PREFEITURA FAZ. AGORA É ASSIM: VOCÊ DECIDE, A PREFEITURA FAZ. Você já ouviu falar Nesse tal de orçamento? O que entra de recursos Na administração Terá que ser todo gasto Em prol da população ISS, IPTU Fundo de Participação

Leia mais

Desafio para a família

Desafio para a família Desafio para a família Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da espiritualidade. O sonho de Deus para a família é que seja um

Leia mais

O que procuramos está sempre à nossa espera, à porta do acreditar. Não compreendemos muitos aspectos fundamentais do amor.

O que procuramos está sempre à nossa espera, à porta do acreditar. Não compreendemos muitos aspectos fundamentais do amor. Capítulo 2 Ela representa um desafio. O simbolismo existe nas imagens coloridas. As pessoas apaixonam-se e desapaixonam-se. Vão onde os corações se abrem. É previsível. Mereces um lugar no meu baloiço.

Leia mais

Eu quero, mais uma vez, cumprimentar o nosso amigo Jacques Diouf, diretor-geral da FAO,

Eu quero, mais uma vez, cumprimentar o nosso amigo Jacques Diouf, diretor-geral da FAO, Discurso do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de apresentação da agenda das ações preparatórias da comemoração do Dia Mundial da Alimentação Data: 07/10/2004 Eu quero, mais

Leia mais

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus Ensino - Ensino 11 - Anos 11 Anos Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus História Bíblica: Mateus 3:13 a 17; Marcos 1:9 a 11; Lucas 3:21 a 22 João Batista estava no rio Jordão batizando as pessoas que queriam

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 53 Discurso na solenidade de lançamento

Leia mais