História do Direito. Direito na Pré História. made with

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "História do Direito. Direito na Pré História. made with"

Transcrição

1 - História do Direito Direito na Pré História made with

2 - Direito na Pré História Introdução ao Direito na Pré História O Direito na Pré História teve relevante importância na criação das formas de se organizar a sociedade e de pensar o mundo jurídico levando em consideração a não existência da escrita. Há aproximadamente a.c. as sociedades antigas, ainda pré-históricas, viviam em um sistema de organização onde o que importava era apenas o âmbito coletivo. Era em nome do bem comum e da sobrevivência que toda uma sociedade funcionava e se organizava. Assim, não existiam indivíduos mais importantes do que outros dentro dessa dinâmica social. Sociedades outras, após o surgimento da escrita e a fixação das primeiras cidades, passaram a diferenciar membros e tarefas de um grupo privilegiando não só a coletividade, mas destacando algum ou outro indivíduo. Dentro dessa perspectiva, com o tempo, chegou-se a separações sociais tão distintas a ponto de alguém ser chamado de governante e outro de governado.

3 Fonte Normativa: Costumes e Precedentes Geralmente é tendência associar Direito à leis e documentos escritos. Todavia, as sociedades primitivas criaram formas de se organizar e de pensar o mundo jurídico levando em consideração a não existência da escrita. Os povos antigos tiravam suas normas de conduta dos costumes, entendendo como obrigatória a observância de regras decorrentes de práticas reiteradas, realizadas ao longo de um determinado tempo. Outra fonte normativa do Direito na Pré História, eram os chamados precedentes, decisões anteriormente tomadas que acabavam sendo reutilizadas para a solução de uma determinada situação. Dessa forma, as tradições e regras de organização de um determinado grupo eram transmitidas de forma oral, criando entre si certa coesão social.

4 Sanções Aplicadas A vida em sociedade, em todos os tempos, sempre gerou conflito de interesses. As sanções negativas punições, foram instrumentos criados para controlar as ações humanas e resguardar a sociedade daqueles indivíduos que não sabiam ou não queriam contribuir para a manutenção e o crescimento da coletividade. Existiam regras a serem seguidas e a consequente penalização de condutas contrárias à essas regras. As penas aplicadas nesse período, eram desumanas e desproporcionais em relação ao dano causado pelo infrator da norma. As penalizações aplicadas às sociedades sem escrita, foram divididas em três fases: fase da vingança divina, fase da vingança privada e fase da vingança pública. A vingança divina era resultado da influência da religião na vida dos povos primitivos. A resposta negativa da natureza era considerada uma manifestação divina contra as ofensas praticadas ao grupo social. Para a satisfação da divindade atingida, o infrator era castigado fisicamente ou até mesmo penalizado com a morte. A vingança privada consistia em uma vingança entre os diversos grupos sociais existentes, levando a inúmeras batalhas e podendo causar a extinção de uma determinada tribo. A punição de um membro do grupo geralmente era o banimento e, se a infração fosse praticada por alguém estranho ao grupo social poderia se estabelecer uma guerra entre as sociedades envolvidas. Por fim, a fase da vingança pública no Direito na Pré História, foi um período em que teve como característica a participação de um terceiro sujeito que iria impor e aplicar, em nome da sociedade, as penalidades àqueles que contrariassem os preceitos existentes.

5 Os três períodos de vingança foram considerados cruéis, desumanos, intimidatórios e desproporcionais em relação a infração que era cometida e ao tipo de penalidade aplicada. Características das Normas do Direito na Pré História As normas existentes no tempo dos povos ágrafos possuíam as seguintes características: As normas eram abstratas e costumeiras uma vez que o instrumento da escrita ainda não havia sido descoberto; O Direito, a Moral e a Religião eram institutos que se confundiam sendo que as normas eram revestidas de cunho religioso; As normas eram numerosas e diferenciadas pois cada grupo social possuía suas próprias regras.

6 O Direito na Pré História era um direito em constante formação. As obrigações, as sanções e os costumes dos homens estavam em nascimento e assim se iniciava a formação de uma concepção jurídica de normatização social. Surgimento da Escrita A escrita surge no início da história antiga como um instrumento voltado para a organização das tarefas em sociedade, principalmente em relação às questões tributárias. Isso proporcionou o desenvolvimento econômico das cidades e viabilizou a dominação social através do Direito. A lógica da organização focada na coletividade perdeu espaço e a sociedade passou a lidar com uma dinâmica de convivência onde o indivíduo era considerado mais relevante do que o todo. Com o passar do tempo, pessoas determinadas começaram a ser escolhidas para dizer o direito e aplicar a norma e aqueles que sabiam ler e escrever (que era a minoria) passaram a conhecer o poder da escrita.

7 - Mais Sobre o Direito Para acessar diversos cursos online sobre o estudo do Direito, clique no botão abaixo. O Cuca Cursos disponibiliza vários cursos online de Direito gratuitos ou a preços acessíveis. ACESSE OS CURSOS DE DIREITO made with

* Agradecimento especial ao Prof. Ney Arataú, da AEDB, responsável por parte do roteiro desta aula.

* Agradecimento especial ao Prof. Ney Arataú, da AEDB, responsável por parte do roteiro desta aula. * Agradecimento especial ao Prof. Ney Arataú, da AEDB, responsável por parte do roteiro desta aula. 1. Direito Natural 2. Direito Positivo x Consuetudinário 3. Direito Objetivo x Subjetivo Não é escrito

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: História Ano: 6º - Ensino Fundamental Professora: Viviane Silva Gonzaga

Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: História Ano: 6º - Ensino Fundamental Professora: Viviane Silva Gonzaga Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: História Ano: 6º - Ensino Fundamental Professora: Viviane Silva Gonzaga Atividades para Estudos Autônomos Data: 3 / 4 / 2017 Aluno(a): N o :

Leia mais

Conceito da Ética Destacando as teorias da formação dos conceitos, o objeto e o objetivo da Ética

Conceito da Ética Destacando as teorias da formação dos conceitos, o objeto e o objetivo da Ética Conceito da Ética Destacando as teorias da formação dos conceitos, o objeto e o objetivo da Ética. Definições e Conceitos O termo ética deriva do grego ethos (caráter, modo de ser de uma pessoa). Ética

Leia mais

Colômbia proíbe juízes de citar e usar a Bíblia nos seus julgamentos

Colômbia proíbe juízes de citar e usar a Bíblia nos seus julgamentos Depois de uma recente decisão do Tribunal Constitucional da Colômbia, os funcionários públicos que estão no exercício das suas funções não podem citar passagens da Bíblia. Esta decisão surge quando o supremo

Leia mais

O Desespero dos Egípcios

O Desespero dos Egípcios O Desespero dos Egípcios 1 2 AURENY BONIFÁCIO FILHO O DESESPERO DOS EGÍPCIOS 3 E OS EGÍPCIOS APERTAVAM AO POVO, APRESSANDO-SE PARA LANÇÁ-LOS DA TERRA; PORQUE DIZIAM: TODOS SEREMOS MORTOS. Êxodo 12:33.

Leia mais

SOCIEDADE INTERNACIONAL. SUJEITOS NAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS. PROFA. ME. ÉRICA RIOS

SOCIEDADE INTERNACIONAL. SUJEITOS NAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS. PROFA. ME. ÉRICA RIOS SOCIEDADE INTERNACIONAL. SUJEITOS NAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS. PROFA. ME. ÉRICA RIOS ERICA.CARVALHO@UCSAL.BR QUEM SÃO OS SUJEITOS INTERNACIONAIS? Todos aqueles entes ou entidades cujas condutas estão diretamente

Leia mais

TEORIA GERAL DA PENA PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES

TEORIA GERAL DA PENA PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES TEORIA GERAL DA PENA PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES 1 - Conceito de Pena: Uma das espécies de sanção penal, ao lado da medida de segurança. É a resposta estatal consistente na privação ou restrição de um

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br. Injúria racial. Gilbran Queiroz de Vasconcelos. 1. Considerações iniciais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br. Injúria racial. Gilbran Queiroz de Vasconcelos. 1. Considerações iniciais BuscaLegis.ccj.ufsc.br Injúria racial Gilbran Queiroz de Vasconcelos 1. Considerações iniciais O crime de Injúria Racial está alocado no artigo 140, 3º, no Título I, capítulo V, da Parte Especial do Código

Leia mais

A Função de Compliance na Banca Comercial Objetivos Gerais: Já faz algum tempo que as Auditorias das organizações expandiram muito o escopo de seus trabalhos e a complexidade das suas atividades e, como

Leia mais

1. A IMPORTÂNCIA DA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO

1. A IMPORTÂNCIA DA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO 1. A IMPORTÂNCIA DA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO Um relato supõe uma seleção de fatos a partir da sua relevância, por critérios estabelecidos por alguém. Como ele o estuda? Porque? Quais os pressupostos teóricos

Leia mais

TEXTO BASE: PRÉ-HISTÓRIA

TEXTO BASE: PRÉ-HISTÓRIA TEXTO BASE: PRÉ-HISTÓRIA A Pré-História é um termo utilizado para definir o período que compreende desde o surgimento dos primeiros gêneros humanos (por volta de 4 milhões de anos) no leste do continente

Leia mais

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade...

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade... ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS Folha 1/8 ÍNDICE 1. Objetivo...2 2. Abrangência...2 3. Definições...2 4. Diretrizes...3 5. Materialidade...7 Folha 2/8 1. Objetivos 1. Estabelecer as diretrizes que devem orientar

Leia mais

Linha do tempo. Arq. Atualidade ac d. C d. C.

Linha do tempo. Arq. Atualidade ac d. C d. C. PRÉ-HISTÓRIA Linha do tempo 500.000 ac 1789 d. C. 1453 d. C. Atualidade Arq. Pré-História identifica dividido em período Anterior a invenção da escrita Paleolítico Neolítico Idade dos Metais 2 milhões

Leia mais

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS TEORIA GERAL DO DIREITO

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS TEORIA GERAL DO DIREITO PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS TEORIA GERAL DO DIREITO P á g i n a 1 Questão 1. Hans Kelsen em sua obra Teoria Pura do Direito : I. Define a Teoria Pura do Direito como uma teoria do Direito positivo

Leia mais

De acordo com as ideias do texto Estado social e princípio

De acordo com as ideias do texto Estado social e princípio texto Diego Amorim Texto Diego Amorim Texto 1 4 7 10 13 16 19 22 25 28 A ideia de solidariedade acompanha, desde os primórdios, a evolução da humanidade. Aristóteles, por exemplo, em clássica passagem,

Leia mais

A ENTIDADE QUE LUTA POR VOCÊ

A ENTIDADE QUE LUTA POR VOCÊ A ENTIDADE QUE LUTA POR VOCÊ LEGISLAÇÃO DISCIPLINAR EDUARDO HENRIQUE KNESEBECK ENCONTRO DE ENTIDADES REPRESENTATIVAS CURITIBA, 18 DE MAIO DE 2016 > Interpretação da legislação disciplinar Há necessidade

Leia mais

SANÇÕES SOCIAIS E O DIREITO

SANÇÕES SOCIAIS E O DIREITO SANÇÕES SOCIAIS E O DIREITO As sanções são consideradas como uma espécie de estímulo relativo à conduta. São o conjunto de regras aprováveis e reprováveis dentro de uma sociedade dentro de (leis) que devem

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS AMBIENTAIS

POLÍTICAS PÚBLICAS AMBIENTAIS POLÍTICAS PÚBLICAS AMBIENTAIS As primeiras manifestações de gestão ambiental procuraram solucionar problemas de escassez de recurso, mas só após a Revolução Industrial os problemas que concernem à poluição

Leia mais

Faculdades Cathedral Curso de Direito DIREITO CIVIL - I. Professor Vilmar A Silva

Faculdades Cathedral Curso de Direito DIREITO CIVIL - I. Professor Vilmar A Silva Faculdades Cathedral Curso de Direito DIREITO CIVIL - I Professor Vilmar A Silva NORMA JURÍDICA É a condição garantida pelo poder coercitivo do Estado, tendo como objetivo teórico a garantia da vida em

Leia mais

Patrimonialismo, Burocracia e Administração por Objetivos

Patrimonialismo, Burocracia e Administração por Objetivos Patrimonialismo, Burocracia e Administração por Objetivos Três modelos gerenciais básicos e suas respectivas fontes de legitimação nas organizações. Fundamentos da Administração Origens históricas do Patrimonialismo

Leia mais

Artigo 1º (DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREIROS DO HOMEM)

Artigo 1º (DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREIROS DO HOMEM) ( de quem verificou que o infrator pagou a sua multa) Artigo 1º (DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREIROS DO HOMEM) Todos os seres humanos nascem livres em dignidade e em direitos Sabia que: tem o direito e o

Leia mais

Professor Marcelo Saraiva A preocupação contemporânea com a degradação ambiental possui um histórico recente. Somente após a segunda guerra mundial o tema passa a ocupar efetivamente a agenda de discussões

Leia mais

Direito Administrativo. Lista de Exercícios. Poderes Administrativos

Direito Administrativo. Lista de Exercícios. Poderes Administrativos Direito Administrativo Lista de Exercícios Poderes Administrativos 1. Considere que a prefeitura de determinado município tenha concedido licença para reforma de estabelecimento comercial. Nessa situação

Leia mais

Roteiro da Apresentação. 1. Evolução Histórica 2. Problemas de Aplicabilidade 3. Reflexões

Roteiro da Apresentação. 1. Evolução Histórica 2. Problemas de Aplicabilidade 3. Reflexões Roteiro da Apresentação 1. Evolução Histórica 2. Problemas de Aplicabilidade 3. Reflexões Evolução Histórica da Legislação Brasileira Período Colonial (século XVI a XIX) contrabando de animais (rota marítima

Leia mais

Prof. Luís Fernando Xavier Soares de Mello

Prof. Luís Fernando Xavier Soares de Mello Unidade II DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES Prof. Luís Fernando Xavier Soares de Mello Imunidades tributárias Aliomar Baleeiro (1976, p. 87): Vedações absolutas ao poder de tributar certas pessoas (subjetivas)

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional Direito Constitucional Aula 02 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos

Leia mais

PODERES ADMINISTRATIVOS

PODERES ADMINISTRATIVOS PODERES ADMINISTRATIVOS Direito Administrativo Prof. Rodrigo Cardoso PODER HIERÁRQUICO É o que consta no art. 116, da Lei n. 8.112/1990: Art. 116. São deveres do servidor: (...) IV cumprir as ordens superiores,

Leia mais

DIMENSÕES DOS DANOS AMBIENTAIS, JURIDICIDADE E FORMAS DE REPARAÇÃO

DIMENSÕES DOS DANOS AMBIENTAIS, JURIDICIDADE E FORMAS DE REPARAÇÃO DIMENSÕES DOS DANOS AMBIENTAIS, JURIDICIDADE E FORMAS DE REPARAÇÃO Fernanda Luiza Fontoura de Medeiros Pesquisadora do CNPq Doutora em Direito (UFSC/Coimbra) Mestre em Direito (PUCRS) Professora Adjunta

Leia mais

CRIMES AMBIENTAIS. Giseli Araújo COTRIM 1 Roberta da Silva Ramos RADTKE 2

CRIMES AMBIENTAIS. Giseli Araújo COTRIM 1 Roberta da Silva Ramos RADTKE 2 CRIMES AMBIENTAIS Giseli Araújo COTRIM 1 Roberta da Silva Ramos RADTKE 2 RESUMO: Os crimes ambientais estão presentes em todo o território nacional englobando toda uma atmosférica intensa de degradação

Leia mais

CONDÔMINO ANTISSOCIAL

CONDÔMINO ANTISSOCIAL CONDÔMINO ANTISSOCIAL Identificação: Prática reiterada de condutas colidentes com a Convenção e Regimento Interno. Potencial ofensivo grave. Repercussão geral na coletividade. Denominação: Conceito aberto

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE FILOSOFIA ENSINO MÉDIO - 2º ANO A FILOSOFIA DA GRÉCIA CLÁSSICA AO HELENISMO

QUESTIONÁRIO DE FILOSOFIA ENSINO MÉDIO - 2º ANO A FILOSOFIA DA GRÉCIA CLÁSSICA AO HELENISMO QUESTIONÁRIO DE FILOSOFIA ENSINO MÉDIO - 2º ANO A FILOSOFIA DA GRÉCIA CLÁSSICA AO HELENISMO ESTUDAR PARA A PROVA TRIMESTRAL DO SEGUNDO TRIMESTRE PROFESSORA: TATIANA SILVEIRA 1 - Seguiu-se ao período pré-socrático

Leia mais

Professora: Susana Rolim S. Silva

Professora: Susana Rolim S. Silva Professora: Susana Rolim S. Silva Sociólogo, filósofo e antropólogo francês. Conferiu a Sociologia o reconhecimento acadêmico. Considerado por muitos o pai da Sociologia. Sua grande preocupação: estabelecer

Leia mais

Abolio da escravatura - Lei urea

Abolio da escravatura - Lei urea Abolio da escravatura - Lei urea Questo: 1 Abolição da Escravatura - Lei Áurea Introdução Na época em que os portugueses começaram a colonização do Brasil, não existia mão-de-obra para a realização de

Leia mais

PODERES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Paula Freire 2012

PODERES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Paula Freire 2012 PODERES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Paula Freire 2012 PODERES DA ADMINISTRAÇÃO Prerrogativas e instrumentos. Finalidade: interesse público primário. Se manifestam nos atos administrativos. São: Poder de Polícia;

Leia mais

Administração. Arte, Ideologia, Ciência ou Costume Moral

Administração. Arte, Ideologia, Ciência ou Costume Moral Administração Arte, Ideologia, Ciência ou Costume Moral Administração como Arte Os administradores possuem habilidade inatas, uma espécie de talento com o qual já nascem. A administração pode ser aperfeiçoada

Leia mais

Localização geográfica

Localização geográfica O Egito Antigo Localização geográfica Norte da África região desértica cortada pelo Rio Nilo, que através de seu regime de cheias e vazantes possibilitou a fertilidade do solo e a prática da agricultura.

Leia mais

Direito empresarial e. trabalhista. Profa. Dra. Silvia bertani. Profa. Dra. Silvia Bertani 1

Direito empresarial e. trabalhista. Profa. Dra. Silvia bertani. Profa. Dra. Silvia Bertani 1 Direito empresarial e Profa. Dra. Silvia bertani trabalhista Profa. Dra. Silvia Bertani 1 Profa. Dra. Silvia Bertani 2 Direito empresarial e trabalhista O que vamos estudar? Empresa empresário estabelecimento

Leia mais

Curso de Especialização DIREITO AMBIENTAL

Curso de Especialização DIREITO AMBIENTAL Curso de Especialização DIREITO AMBIENTAL ÁREA DO CONHECIMENTO: Direito Meio ambiente. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Direito Ambiental. PERFIL PROFISSIONAL: Conhecer

Leia mais

O ENSINO RELIGIOSO NA ESCOLA ORIENTAÇÕES LEGAIS

O ENSINO RELIGIOSO NA ESCOLA ORIENTAÇÕES LEGAIS O ENSINO RELIGIOSO NA ESCOLA ORIENTAÇÕES LEGAIS A CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 210 DETERMINA O ENSINO RELIGIOSO, MESMO FACULTATIVO PARA O ALUNO, DEVE ESTAR PRESENTE COMO DISCIPLINA DOS HORÁRIOS NORMAIS DA

Leia mais

Redução da maioridade penal: justiça ou vingança? Camila Valle[1]

Redução da maioridade penal: justiça ou vingança? Camila Valle[1] Camila Valle[1] O objetivo da redução da maioridade penal é fazer com que o Direito Penal (e a justiça correspondente) seja aplicado aos que hoje são tutelados pelo Estatuto da Criança e do Adolescente

Leia mais

Discriminação Racial. Lei 7.716, de 05 de janeiro de 1989

Discriminação Racial. Lei 7.716, de 05 de janeiro de 1989 Discriminação Racial Lei 7.716, de 05 de janeiro de 1989 Art. 1º. Serão punidos, na forma da Lei, os crimes resultantes de discriminações ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.

Leia mais

Código de Ética Elaborado em Janeiro de 2016 Atualizado em Junho de 2016 1. INTRODUÇÃO Este Código de Ética estabelece as regras e princípios que nortearão os padrões éticos e de conduta profissional,

Leia mais

Disciplina: Teoria das Organizações AULA 4

Disciplina: Teoria das Organizações AULA 4 Disciplina: Teoria das Organizações AULA 4 Assunto: Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA Especialista em Gestão Empresarial pela UEFS Graduada em Administração pela UEFS Contatos: E-mail:

Leia mais

Questão 1. Em relação às situações de exculpação, é incorreto afirmar:

Questão 1. Em relação às situações de exculpação, é incorreto afirmar: PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO PENAL P á g i n a 1 Questão 1. Em relação às situações de exculpação, é incorreto afirmar: a) O fato punível praticado sob coação irresistível é capaz de excluir

Leia mais

GRUPO IV 2 o BIMESTRE PROVA A

GRUPO IV 2 o BIMESTRE PROVA A Sistema de Ensino PROVA IV 2 o BIMESTRE PROVA A Valor da prova: 3,0 Tempo Toda mudança requer uma nova aprendizagem e, por isso, é um desafio. As mudanças não seguem um determinado ritmo ou velocidade,

Leia mais

Asseguram também, em seu art. 5º, o direito a vida privada e a livre locomoção.

Asseguram também, em seu art. 5º, o direito a vida privada e a livre locomoção. Limitações ao Direito de Greve A Constituição impõe limites a esse direito, tendo em vista que, antes de tudo, a nossa Lei Maior assegura o direito à vida, à liberdade, à segurança (art. 5º). Asseguram

Leia mais

ADOLESCENTE INFRATOR-UM OLHAR PARA COMPORTAMENTOS NA INFÂNCIA

ADOLESCENTE INFRATOR-UM OLHAR PARA COMPORTAMENTOS NA INFÂNCIA ADOLESCENTE INFRATOR-UM OLHAR PARA COMPORTAMENTOS NA INFÂNCIA Eliana Arara da Costa 1 Neila Rodrigues Oliveira 2 Elisângela Maura Catarino 3 Resumo Este trabalho apresenta a problemática de menores infratores

Leia mais

A função social da empresa

A função social da empresa A função social da empresa Considerações iniciais A função social da empresa tem como fundamento fornecer a sociedade bens e serviços que possam satisfazer suas necessidades. A propriedade privada é um

Leia mais

Ética aplicada: ética, moral, valores e virtudes. Professora Renata Lourdes.

Ética aplicada: ética, moral, valores e virtudes. Professora Renata Lourdes. Ética aplicada: ética, moral, valores e virtudes Professora Renata Lourdes. renatalourdesrh@hotmail.com CONCEITO DE ÉTICA Estudo dos juízos de apreciação referentes à conduta humana suscetível de qualificação

Leia mais

Filosofia e Direito. Filosofia e Direito

Filosofia e Direito. Filosofia e Direito 2016-2 HORÁRIO DO 1º SEMESTRE 1ª Aula Humanidades em Direito Redação e Linguagem Jurídica Filosofia e Direito Ciência Política e Teoria do Estado Introdução ao Estudo do Direito 2ª Aula Humanidades em

Leia mais

Platão, desiludido com a. escola de filosofia a Academia.

Platão, desiludido com a. escola de filosofia a Academia. Platão era filho da aristocracia ateniense. Foi discípulo de Sócrates. Sua obra reflete o momento caótico pelo qual passou Atenas no decorrer de sua vida A crise da sociedade ateniense está ligada à guerra

Leia mais

ÍNDICE SISTEMÁTICO. Abreviaturas e siglas usadas. Apresentação

ÍNDICE SISTEMÁTICO. Abreviaturas e siglas usadas. Apresentação ÍNDICE SISTEMÁTICO Abreviaturas e siglas usadas Apresentação Capítulo 1 Gênese do direito 1. Escola jusnaturalista ou do direito natural 1.1. Origem do jusnaturalismo 2. Escola teológica 2.1. Origem da

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014

MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014 MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014 ÍNDICE Apresentação Principais Botões Login Usúario Resultado Método Quantum Preencher Método Quantum Extrato On-Line Engenharia de Função Grupos

Leia mais

Educação Difusa: a tradição oral

Educação Difusa: a tradição oral Educação Difusa: a tradição oral A educação existe onde não há escola e por toda parte podem haver redes e estruturas sociais de transferência de saber de uma geração a outra, onde ainda não foi sequer

Leia mais

ESCOLA DE MISSÕES FORMAÇAO MINISTERIAL TENDA (FMT)

ESCOLA DE MISSÕES FORMAÇAO MINISTERIAL TENDA (FMT) ESCOLA DE MISSÕES FORMAÇAO MINISTERIAL TENDA (FMT) A FMT-Escola oferece este Curso para aqueles que tem um chamado para a obra de missões, mas que também queiram servir na igreja local. O CURSO A) CURSO

Leia mais

Declaração Universal dos Direitos da Mãe Terra. Ter, 11 de Maio de :24

Declaração Universal dos Direitos da Mãe Terra. Ter, 11 de Maio de :24 Declaração Universal dos Direitos da Mãe Terra. Ter, 11 de Maio de 2010 19:24 Projeto de Declaração Universal dos Direitos da Mãe Terra Elaborado na Conferência Mundial dos Povos sobre Mudança Climática

Leia mais

É o ramo da biologia que estuda as relações entre os seres vivos e o meio ambiente em que vivem, bem como suas recíprocas influências.

É o ramo da biologia que estuda as relações entre os seres vivos e o meio ambiente em que vivem, bem como suas recíprocas influências. Da Ordem Social: do Meio Ambiente e dos Índios. Cretella Júnior e Cretella Neto Direito Ambiental Prof. Dr. João Miguel da Luz Rivero jmlrivero@gmail.com Do meio ambiente A CF de 1988 consagra o direito

Leia mais

Estratificação Social. Fronteira territorial entre o bairro Morumbi e a comunidade de Paraisópolis. Município de São Paulo.

Estratificação Social. Fronteira territorial entre o bairro Morumbi e a comunidade de Paraisópolis. Município de São Paulo. Estratificação Social Fronteira territorial entre o bairro Morumbi e a comunidade de Paraisópolis. Município de São Paulo. Ao longo da história, podemos observar sinais de desigualdades sociais em todos

Leia mais

Introdução...1. Parte I A Religião e o Mundo do Trabalho

Introdução...1. Parte I A Religião e o Mundo do Trabalho SUMÁRIO Introdução...1 Parte I A Religião e o Mundo do Trabalho Capítulo 1 Religião, Direitos Humanos e Espaço Público: Algumas Nótulas Preliminares...7 1. Religião e Direitos Humanos...7 2. O Regresso

Leia mais

15. Europa Ocidental: das migrações ao mundo Carolíngio. Páginas 30 à 43.

15. Europa Ocidental: das migrações ao mundo Carolíngio. Páginas 30 à 43. 15. Europa Ocidental: das migrações ao mundo Carolíngio Páginas 30 à 43. Recordando... Marcando o tempo... IDADE MÉDIA Das invasões bárbaras e da destruição do Império Romano do Ocidente (por volta do

Leia mais

DICAS DO PROFESSOR. História 6º Ano

DICAS DO PROFESSOR. História 6º Ano DICAS DO PROFESSOR História 6º Ano ROMA ANTIGA fases: séculos: IIIdC JC I ac VI ac VIIIaC IMPÉRIO REPÚBLICA MONARQUIA Auge da civilização romana; Pão e circo e Pax Romana; Cristianismo; Bárbaros; Crise.

Leia mais

22/10/2008 INTERESSE DIREITO

22/10/2008 INTERESSE DIREITO EM DEFESA DO DIREITO A TER DIREITOS Prof. MSc. Guilhardes de Jesus Júnior INTERESSE DIREITO 1 Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR Pró-Reitoria de Administração - PRA Departamento de Serviços Gerais DSG Divisão de Notificação - DNOT

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR Pró-Reitoria de Administração - PRA Departamento de Serviços Gerais DSG Divisão de Notificação - DNOT Fotografia: Samira Chami Neves (27/07/16) UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR Pró-Reitoria de Administração - PRA Departamento de Serviços Gerais DSG Divisão de Notificação - DNOT DIVISÃO DE NOTIFICAÇÃO

Leia mais

Curso de Direito nas Ciências Econômicas. Profa. Silvia Mara Novaes Sousa Bertani

Curso de Direito nas Ciências Econômicas. Profa. Silvia Mara Novaes Sousa Bertani Curso de Direito nas Ciências Econômicas Profa. Silvia Mara Novaes Sousa Bertani 2014 1. O Direito 2 Direito é um conjunto de regras que disciplina as diversas dimensões de nossas vidas. Todos nós, na

Leia mais

FILOSOFIA CRISTÃ. Jesus Cristo Pantocrator, Uma das mais antigas imagens de Jesus (séc. VI-VII). Monastério Sta. Catarina, Monte Sinai.

FILOSOFIA CRISTÃ. Jesus Cristo Pantocrator, Uma das mais antigas imagens de Jesus (séc. VI-VII). Monastério Sta. Catarina, Monte Sinai. Jesus Cristo Pantocrator, Uma das mais antigas imagens de Jesus (séc. VI-VII). Monastério Sta. Catarina, Monte Sinai. FILOSOFIA CRISTÃ Unidade 01. Capítulo 04: pg. 53-54 Convite a Filosofia Unidade 08.

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS 12) Segundo Marx,as relações de produção ou a natureza da produção e a organização do trabalho, determinam a organização de uma sociedade em um específico momento histórico. Em relação ao pensamento de

Leia mais

HISTÓRIA DO DIREITO PENAL

HISTÓRIA DO DIREITO PENAL HISTÓRIA DO DIREITO PENAL Segundo nos revelam os dados históricos, o Direito Penal não existiu sempre. Seu aparecimento se dá, propriamente, no período superior da barbárie, com a primeira grande divisão

Leia mais

Processo Seletivo

Processo Seletivo Processo Seletivo 2017-1 1. Quem Somos O Engenheiros Sem Fronteiras ESF - é uma organização internacional que tem por objetivo incentivar o uso da capacitação em engenharia para auxiliar em carências existentes

Leia mais

Conceito de Moral. O conceito de moral está intimamente relacionado com a noção de valor

Conceito de Moral. O conceito de moral está intimamente relacionado com a noção de valor Ética e Moral Conceito de Moral Normas Morais e normas jurídicas Conceito de Ética Macroética e Ética aplicada Vídeo: Direitos e responsabilidades Teoria Exercícios Conceito de Moral A palavra Moral deriva

Leia mais

Clóvis de Barros Filho

Clóvis de Barros Filho Clóvis de Barros Filho Sugestão Formação: Doutor em Ciências da Comunicação pela USP (2002) Site: http://www.espacoetica.com.br/ Vídeos Produção acadêmica ÉTICA - Princípio Conjunto de conhecimentos (filosofia)

Leia mais

Aplicação de multas em condomínios edilícios

Aplicação de multas em condomínios edilícios BuscaLegis.ccj.ufsc.br Aplicação de multas em condomínios edilícios André Luiz Junqueira Advogado, formado pela Universidade Veiga de Almeida (RJ). Consultor Jurídico de empresas do mercado imobiliário.

Leia mais

COPYRIGHT TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - SABER E FÉ

COPYRIGHT TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - SABER E FÉ Aviso importante! Esta matéria é uma propriedade intelectual de uso exclusivo e particular do aluno da Saber e Fé, sendo proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo, exceto em breves citações

Leia mais

MITO E RAZÃO. A passagem do mito à Filosofia

MITO E RAZÃO. A passagem do mito à Filosofia MITO E RAZÃO A passagem do mito à Filosofia O QUE PERGUNTAVAM OS PRIMEIROS FILÓSOFOS? Por que os seres nascem e morrem? Por que os semelhantes dão origem aos semelhantes, de uma árvore nasce outra árvore,

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL CONCEITOS BÁSICOS

ADMINISTRAÇÃO GERAL CONCEITOS BÁSICOS ADMINISTRAÇÃO GERAL CONCEITOS BÁSICOS Atualizado em 27/10/2015 CONCEITOS BÁSICOS Administração, em seu conceito tradicional, é definida como um conjunto de atividades, princípios, regras, normas que têm

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Atualizado em 04/11/2015 IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA A exigência de uma atuação moral se relaciona com o dever de probidade, ética e honestidade da Administração

Leia mais

Evolução do Direito das Obrigações

Evolução do Direito das Obrigações Evolução do Direito das Obrigações Até o apare i e to de Ro a como potência: Não havia entre os grupos tribais entendimento de direitos obrigacionais e individuais. Co o passar do te po, tor ou-se necessária

Leia mais

4ª FASE. Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes

4ª FASE. Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes 4ª FASE Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes A A Unidade I Natureza-Sociedade: questões ambientais. 2 A A Aula 9.2 Conteúdo As Grandes Civilizações Ocidentais Grécia II 3 A A Habilidade Conhecer a respeito

Leia mais

História do Basquetebol

História do Basquetebol História do Basquetebol Foi inventado por um professor Canadiano, James Naismith no ano de 1891. Em Dezembro do mesmo ano, teve lugar o primeiro jogo, no Springfield College, nos EUA. O seu primeiro nome

Leia mais

EXERCÍCIO DE REVISÃO DE HISTÓRIA BOM TRABALHO! (d) é somente o conjunto de ações de governantes e heróis.

EXERCÍCIO DE REVISÃO DE HISTÓRIA BOM TRABALHO! (d) é somente o conjunto de ações de governantes e heróis. COLÉGIO FRANCO-BRASILEIRO NOME: N : TURMA: PROFESSOR(A): ANO: DATA: / / 2014 EXERCÍCIO DE REVISÃO DE HISTÓRIA Organize uma rotina de estudos. Comece o quanto antes. Organize seu tempo para o estudo da

Leia mais

Política de Confidencialidade Colaboradores Venturestar

Política de Confidencialidade Colaboradores Venturestar Política de Confidencialidade Colaboradores Venturestar (versão 05.2016) 1 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 POLÍTICA DE CONFIDENCIALIDADE... 4 2 INTRODUÇÃO Esta Política de Confidencialidade dos Colaboradores da

Leia mais

Biografia Básica. Austríaco. Judeu

Biografia Básica. Austríaco. Judeu Biografia Básica 1881 1973 Austríaco Judeu Biografia Básica 1 ed. Teoria Pura do Direito 1934 O que é Justiça? 1957 2 ed. Teoria Pura do Direito 1960 Histórico Revolução francesa. Liberdade, igualdade

Leia mais

ÉMILE DURKHEIM ( )

ÉMILE DURKHEIM ( ) AVISO: O conteúdo e o contexto das aulas referem-se aos pensamentos emitidos pelos próprios autores que foram interpretados por estudiosos dos temas RUBENS expostos. RAMIRO Todo exemplo JR (TODOS citado

Leia mais

1. Introdução ao Direito Ambiental

1. Introdução ao Direito Ambiental Dra.%Patrícia%Bianchi% 1. Introdução ao Direito Ambiental! O conhecimento jurídico que é formal, legalista e de forças econômicas dominantes, não contribuem para despertar o olhar crítico e reflexivo do

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Quando o perigo é a diversidade Antonio Baptista Gonçalves* Ainda no começo do mestrado lemos na fantástica obra de Hobbes que o homem vive e fomenta um perpétuo estado de guerra,

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CEAP

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CEAP CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CEAP DIREITO PENAL DA AÇÃO PENAL À EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE 4º DIV 2014 Profº Msc. Sybelle Serrão sybelleserrão@gmail.com DA SANÇÃO PENAL SANÇÃO PENAL PENA E MEDIDA DE

Leia mais

UNIDADE = LEI CONCEITO

UNIDADE = LEI CONCEITO UNIDADE = LEI CONCEITO Preceito jurídico (norma) escrito, emanado (que nasce) de um poder estatal competente (legislativo federal, estadual ou municipal ou poder constituinte) com características (ou caracteres)

Leia mais

O MARCO CIVIL COMO EXEMPLO

O MARCO CIVIL COMO EXEMPLO O MARCO CIVIL COMO EXEMPLO Após anos de debate, foi aprovado pela Câmara dos Deputados o Projeto de Lei nº 2126/11, mais conhecido como Marco Civil da Internet (ou, simplesmente, Marco Civil). Trata-se

Leia mais

ECONOMIA E GESTÃO DO SETOR PÚBLICO MÓDULO 1 TEORIA DO ESTADO E CONCEITOS BÁSICOS DE ECONOMIA DO SETOR PÚBLICO

ECONOMIA E GESTÃO DO SETOR PÚBLICO MÓDULO 1 TEORIA DO ESTADO E CONCEITOS BÁSICOS DE ECONOMIA DO SETOR PÚBLICO ECONOMIA E GESTÃO DO SETOR PÚBLICO MÓDULO 1 TEORIA DO ESTADO E CONCEITOS BÁSICOS DE ECONOMIA DO SETOR PÚBLICO Índice 1. Teoria do estado e conceitos básicos de economia do setor público...3 1.1. Estado,

Leia mais

Objetivos: 1. Definir Infrações Penais, apresentando as diferenças entre o Crime e Contravenção. Distinguir o Crime Doloso do Culposo.

Objetivos: 1. Definir Infrações Penais, apresentando as diferenças entre o Crime e Contravenção. Distinguir o Crime Doloso do Culposo. Assunto: Infrações Penais Objetivos: 1. Definir Infrações Penais, apresentando as diferenças entre o Crime e Contravenção. Distinguir o Crime Doloso do Culposo. Sumário: 1. Introdução 2. Desenvolvimento

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br Breves Comentários sobre a Função Social dos Contratos Alessandro Meyer da Fonseca* O Código Civil, composto de uma parte geral e cinco partes especiais, estabelece as regras de

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação. Aula 7- Novas Tecnologias de Sistemas nos negócios

Administração de Sistemas de Informação. Aula 7- Novas Tecnologias de Sistemas nos negócios Aula 7- Novas Tecnologias de Sistemas nos negócios Conteúdo Programático desta aula Conhecer os conceitos básicos de Sistemas Especialistas; e identificar os Impactos Éticos e Sociais causados pelo uso

Leia mais

Professor Roberson Calegaro

Professor Roberson Calegaro L I B E R D A D E L I B Ousadia E R D A D E Liberdade, em filosofia, pode ser compreendida tanto negativa quanto positivamente. Negativamente: a ausência de submissão; isto é, qualifica a ideia de que

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICO EM RECURSOS

Leia mais

Lição 12 As autoridades e a posição do crente Texto Bíblico: Romanos

Lição 12 As autoridades e a posição do crente Texto Bíblico: Romanos Lição 12 As autoridades e a posição do crente Texto Bíblico: Romanos 13.1-7 A sociedade organizada pressupõe uma liderança que possa conduzi-los. Nos tempos mais remotos da civilização, os povos já possuíam

Leia mais

Histórico da escrita

Histórico da escrita Histórico da escrita Antes de falar especificamente sobre a Educação de Jovens e Adultos, é necessário fazer uma viagem no tempo, partindo do ponto onde tudo começou, ou seja, o surgimento da escrita.

Leia mais

ORIGEM DO ESTADO E FORMAS DE ORGANIZAÇÃO POLÍTICA

ORIGEM DO ESTADO E FORMAS DE ORGANIZAÇÃO POLÍTICA ORIGEM DO ESTADO E FORMAS DE ORGANIZAÇÃO POLÍTICA CONCEPÇÕES DA ORIGEM DO ESTADO Existem cinco principais correntes que teorizam a este respeito: A corrente teológica; A corrente familiar ou patriarcal;

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br Análise da perspectiva de Justiça na conjuntura do Liberalismo e do Comunitarismo Carolina Cunha dos Reis A possibilidade de fundamentação da ação política sobre os princípios éticos

Leia mais

Teoria Realista das Relações Internacionais (I)

Teoria Realista das Relações Internacionais (I) Teoria Realista das Relações Internacionais (I) Janina Onuki janonuki@usp.br BRI 009 Teorias Clássicas das Relações Internacionais 25 de agosto de 2016 Realismo nas RI Pressuposto central visão pessimista

Leia mais

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE As normas elaboradas pelo Poder Constituinte Originário são colocadas acima de todas as outras manifestações de direito. A própria Constituição Federal determina um procedimento

Leia mais

A HISTÓRIA DO PENSAMENTO JURÍDICO. Aula n.º 02

A HISTÓRIA DO PENSAMENTO JURÍDICO. Aula n.º 02 A HISTÓRIA DO PENSAMENTO JURÍDICO Aula n.º 02 A HISTÓRIA DO PENSAMENTO JURÍDICO Correntes de pensamento que tem o objetivo de explicar a origem do direito; Cada uma afirma que o direito provém de uma fonte

Leia mais