SEQUÊNCIA DIDÁTICA: MENTIRA DA BARATA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SEQUÊNCIA DIDÁTICA: MENTIRA DA BARATA"

Transcrição

1 SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO INFANTIL E FUNDAMENTAL DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL SEQUÊNCIA DIDÁTICA: MENTIRA DA BARATA

2 APRESENTAÇÃO A proposta a seguir trata-se de uma sequência de atividades elaboradas para trabalhar com as crianças que apresentaram baixo desempenho nas avaliações diagnósticas e, portanto, necessitam de intervenção pedagógica mais direcionada. Neste trabalho, priorizamos o Eixo Apropriação do Sistema de Escrita porque nele estão as capacidades que os alunos desse nível de desempenho, precisam consolidar para avançar no processo de alfabetização, sem perder de vista o letramento. Vale ressaltar, desta forma, a necessidade e a importância do trabalho com a diversidade textual na escola, pois, ela permite aos alunos a aquisição de um conhecimento amplo dos textos que circulam na sociedade, de seu funcionamento nas práticas sociais. Assim, com certeza, as crianças terão facilidade de compreendê-los e produzi-los quando precisarem. Lembramos que este material é apenas uma sugestão que visa auxiliar no trabalho de intervenção. Ele não é engessado e não tem fim em si mesmo, portanto, está passível de mudanças e sugestões de melhoria. Contamos com a criatividade do professor para aplicá-lo e enriquecê-lo.

3 É preciso definir: 1. Público-alvo: alunos do 3º ano de escolaridade que ainda não consolidaram o processo de alfabetização. OBS: nossa prioridade neste momento são os alunos do 3º ano. Este material também é passível de ser trabalhado com alunos de outros anos de escolaridade ainda não alfabetizados ou ainda com turmas de 1º e 2º anos. Vale ressaltar apenas a necessidade de adaptações de acordo com a idade dos alunos. Ex: para alunos maiores, selecionar um texto mais compatível com a idade. 2. Metodologia: Trabalho em pequenos grupos, fora da sala de aula. Cabe à escola definir qual a melhor estratégia de atendimento, prevendo: - Dias e horários de atendimento; - Local da intervenção; - Responsáveis por sua aplicação. OBS: Sugerimos grupos entre 4 e 10 alunos, no máximo. Se tiver mais de dez alunos formar dois grupos de intervenção. Orientamos que converse com a dupla de Analistas da SRE responsável pelo atendimento à sua escola para maiores detalhes. 3. Período de duração: até que os alunos avancem no processo de alfabetização. 4. Funções: - DIRETOR: cabe a você gerenciar o trabalho de intervenção, propiciando as condições necessárias para que ele aconteça; - ESPECIALISTA: sua função é a de acompanhar e auxiliar o trabalho do professor da intervenção. Ajude-o no preparo de materiais; acompanhe e monitore o desenvolvimento dos alunos; promova o intercâmbio entre o professor da intervenção e o(s) da(s) turma(s) regular(es) onde esses alunos se encontram;

4 - PROFESSOR: seu papel é fundamental neste trabalho. Pedimos que leia a proposta com bastante atenção e prepare os materiais com antecedência. Contamos também com suas sugestões e opiniões. DESEJAMOS SUCESSO NO TRABALHO! Equipe Central do PIP Agosto/2012

5 Para iniciar, é preciso construir os materiais abaixo: 1º cartaz Letras de imprensa maiúscula 2º cartaz Letra cursiva A BARATA DIZ QUE TEM SETE SAIAS DE FILÓ! É MENTIRA DA BARATA ELA TEM É UMA SÓ! A BARATA DIZ QUE TEM UM ANEL DE FORMATURA! É MENTIRA DA BARATA ELA TEM É CASCA DURA! A BARATA DIZ QUE TEM UM SAPATO DE VELUDO E É MENTIRA DA BARATA O PÉ DELA É PELUDO! A barata diz que tem Sete saias de filó! É mentira da barata Ela tem é uma só! A barata diz que tem Um anel de formatura! É mentira da barata Ela tem é casca dura!

6 Eixo: Leitura CAPACIDADE (Caderno 2 SEE/Ceale) Desenvolver atitudes e disposições favoráveis à leitura HABILIDADE H9 Ler pequenos textos. - Organizar a sala para a leitura do texto, deixando os alunos bem à vontade, mas atentos à leitura que você fará. Contextualizar o texto: - Informe o gênero, explicando o que é uma quadrinha e que esta música é formada de três quadrinhas. - Diga que ele (texto) está escrito em um cartaz (que é o suporte). - Explique porque você selecionou este texto, criando nas crianças a expectativa em conhecê-lo (use toda sua criatividade! Cante a música.) Desenvolver capacidades necessárias à leitura com fluência e compreensão: - Ler o texto para os alunos e trabalhar as questões de compreensão oralmente. a) Vocês já viram uma barata? Como ela é? b) Em quais lugares encontramos baratas? Por quê? (i) Identificar finalidades e funções da leitura, em função do reconhecimento do suporte, do gênero e da contextualização c) Você sabe o que é mentira? É correto mentir? d) O que é uma saia de filó? e) Vocês já viram uma barata vestida? Ela usa, saia? Anel? Sapato? Eixo: Apropriação do sistema de escrita

7 CAPACIDADE Dominar convenções gráficas: (i) Compreender a orientação e o alinhamento da escrita da língua portuguesa. HABILIDADE H4 - Conhecer as direções e o alinhamento da escrita da língua portuguesa. - Mostre o 1º cartaz com o a quadrinha escrita em letra imprensa maiúscula; - Leia a quadrinha pausadamente, passando o dedo em cima de cada palavra; - Repita a leitura até que os alunos estejam familiarizados com as palavras da quadrinha a ponto de saber repeti-la sozinhos; Você também pode cantá-la e/ou encená-la (fazendo gestos). - Peça então para que os alunos leiam a quadrinha (enquanto eles leem, vá passando a régua em cima de cada palavra lida, mostrando que a leitura é feita da esquerda para direita e de cima para baixo); - Peça também para que um aluno (ou um aluno de cada vez) vá até o cartaz e leia a quadrinha. Oriente-os a ir passando a régua em cada palavra como você fez. - Peçam para que identifiquem a primeira e a última palavra da quadrinha e/ou de cada verso (falando em voz alta ou apontando no texto). SUGESTÕES DE ATIVIDADES 1) Pedir para os alunos copiarem no caderno a quadrinha. Observar se eles respeitam as direções da escrita (esquerda para a direita; parte superior para a parte inferior) e as margens, se utilizam corretamente as linhas, se iniciam a escrita no local adequado. 2) Pedir para os alunos colorirem de vermelho a primeira palavra de cada linha e de azul a última palavra. CAPACIDADE Dominar convenções gráficas: HABILIDADE H7 - Compreender - Distribua a quadrinha (texto) para cada aluno e peça para

8 (ii) Compreender a função de segmentação dos espaços em branco e da pontuação a função de segmentação dos espaços em branco na delimitação de palavras em textos escritos (consciência de palavras). que eles coloram de lápis amarelo os espaços em branco; - Leve o aluno a perceber que após cada espaço temos uma nova palavra; - Peça para que eles contem o número de palavras encontradas na primeira linha; - Repita o procedimento com as demais linhas. Atenção: verifique o número encontrado por cada aluno. Caso haja divergências (erros), discuta sobre palavras x espaçamento. - Proponha a contagem do número de letras que compõe cada palavra. Se for o caso, mostre que existem palavras que são representadas por poucas letras ( a ; o ; é ; de são exemplos nessa quadrinha). - Circular de vermelho a palavra com mais de 8 letras; - Circular de rosa as palavras com 6 letras; - Circular de verde as palavras com 1 letra. - Questionar: Nesse texto tem alguma palavra repetida? (Deixar que os alunos descubram). Vamos sublinhá-las? Agora, vamos contar quantas vezes cada uma delas aparece no texto? SUGESTÕES DE ATIVIDADES 1) FRASES COM PALAVRAS EMENDADAS - Divida os alunos em grupos. - Distribua para cada grupo fichas que contenham frases da quadrinha com as palavras emendadas. Ex: ABARATADIZQUETEM / SETESAIASDEFILÓ/ ÉMENTIRADABARATA Obs: utilizar letra de imprensa maiúscula, pois foi este o tipo de letra usada até então. - Disponha sobre a mesa fichinhas individuais com as palavras da quadrinha. - Cada grupo deve organizar (formar) a frase corretamente (com os espaçamentos entre as palavras). 2) CLASSIFICANDO AS PALAVRAS QUANTO AO NÚMERO DE LETRAS

9 - Aproveitando a atividade anterior, distribuir a tabela para cada aluno. 1 letra 2 letras 3 letras 4 letras 5 letras 6 letras 7 letras 9 letras - Pedir para que os alunos copiem as palavras da quadrinha no espaço correspondente. - Concluído o passo anterior, distribuir revistas, jornais ou outros impressos e pedir para que os alunos selecionem (recortem) palavras. Em seguida, classificá-las quanto ao número de letras, colando-as na mesma tabela. Professor: esteja atento durante o desenvolvimento da atividade e, caso os alunos não selecionem palavras com 1 letra apenas, oriente e problematize essa questão. Mostre a eles que temos palavras compostas dessa maneira também. CAPACIDADE HABILIDADE

10 Compreender diferenças entre a escrita alfabética e outras formas gráficas. H2 Diferenciar letras de outros sinais gráficos, como números, sinais de pontuação ou de outros sistemas de representação. - Mostre que os objetos podem ser representados através de DESENHOS ou através de um conjunto de LETRAS (peça aos alunos que façam desenhos e/ou números no lugar de algumas palavras); Professor: Nomeie também os outros símbolos que aparecem na quadrinha (sinais de pontuação). SUGESTÕES DE ATIVIDADES 1) JOGO DA MEMÓRIA - Divida os alunos em grupos; - Distribua fichinhas sobre a mesa com os desenhos; - Distribua também fichinhas com a representação gráfica (escrita em caixa alta) desses desenhos; - Embaralhe e coloque as fichinhas com os desenhos e escritas viradas para baixo; - Um aluno joga por vez. Definir quem começa por sorteio, 2x1, par ou ímpar, etc; - O primeiro aluno vira 2 cartas (uma por vez). Se formar par, continua jogando. Se não formar par, passa a vez. E assim, sucessivamente. Ganha quem forma o maior número de pares. - Pedir para registrarem as palavras do jogo no caderno. 2) REESCREVA A LETRA DA MÚSICA, SUBSTITUINDO OS DESENHOS POR PALAVRAS

11 CAPACIDADE Conhecer o alfabeto (i) Compreender a categorização gráfica e funcional das letras HABILIDADE H1 Identificar letras do alfabeto - Verifique e esteja atento ao conhecimento prévio que os alunos têm sobre o alfabeto; - Distribua um conjunto de alfabeto móvel (com as 26 letras imprensa maiúscula) para cada aluno (ou para grupos de alunos). Obs: podem ser fichas de papel com as letras, caso não disponibilize do alfabeto em E.V.A., madeira ou outros. - Aponte, no cartaz do alfabeto, uma letra e diga seu nome. - Peça para que os alunos a identifiquem no alfabeto móvel, repetindo seu nome; - Faça o mesmo procedimento com várias letras. Atenção! Procure observar cada aluno individualmente e registrar suas dificuldades. - Varie a atividade das seguintes formas: 1) Sem apontar no cartaz, diga uma letra e peça para que os alunos a identifiquem no alfabeto móvel. 2) Retorne ao cartaz e aponte uma letra. Peça para que os alunos identifiquem no alfabeto móvel a letra que vem antes/depois daquela que você apontou. RETORNANDO À QUADRINHA... Distribua novamente a quadrinha (texto) para cada aluno; Peça que identifiquem palavras que tenham a letra B, colorindo-o de azul; Depois, peçam para que identifiquem a letra L, colorindo-o de vermelho. Atenção! Observe se os alunos concentram a atenção apenas na identificação de letras no início de palavras. Se necessário, oriente/chame a atenção quanto às diferentes posições das letras L nas palavras início, meio e fim. Repita o procedimento com outras letras. SUGESTÕES DE ATIVIDADES

12 1) FORMANDO PALAVRAS COM O ALFABETO MÓVEL - Selecione um grupo de figuras de acordo com a quadrinha. Entregue-as aos grupos de alunos e peça para que os mesmos escrevam os nomes das figuras, utilizando o alfabeto móvel. 2) ESCREVA AS LETRAS DO SEU NOME QUE APARECEM EM CADA PALAVRA 3) DITADO DE LETRAS 4) PROCURANDO NOVAS PALAVRAS - Distribua fichas com as palavras da quadrinha e peça para que cada aluno selecione 2 ou 3 palavras; - Pedir para identificarem a 1ª letra de cada palavra; - Construir no caderno uma tabela. Faça um modelo para os alunos no quadro. Exemplo: se o aluno selecionou as palavras BARATA e SAPATO, a tabela ficará assim: B S - Disponibilizar revistas, jornais e outros impressos. - Pedir para recortarem palavras que comecem iguais às palavras selecionadas (mesma letra inicial). - Colar na tabela. CAPACIDADE HABILIDADE

13 Conhecer o alfabeto: (ii) Conhecer e utilizar diferentes tipos de letras (de fôrma e cursiva) H3 Distinguir, como leitor, diferentes tipos de letras. - Introduza agora o 2º cartaz (letra cursiva); - Compare-o com o 1º cartaz (letra imprensa maiúscula); - Faça perguntas que induzam a pensar na diferença do 2º para o 1º cartaz; - Mostre que podemos representar letras e palavras com diferentes tipos de letras; - Distribua fichinhas sobre a mesa com palavras da quadrinha escritas com os diferentes tipos de letras apresentados (imprensa e cursiva maiúscula e minúscula) e peça para que os alunos unam os pares. Professor: mostre, problematize e discuta com os alunos o porquê de algumas letras aparecerem em letra maiúscula (no 2º cartaz). Conclua que é porque estão no início de frase. SUGESTÕES DE ATIVIDADES 1) BINGO DE LETRAS COM DIFERENTES ESCRITAS (GRAFIAS) - Construa diferentes cartelas com letras do alfabeto em imprensa minúscula; - Faça um saquinho com as mesmas letras, só que em letra imprensa maiúscula; - Retire uma letra por vez e mostre aos alunos ou cante a letra; - Aquele que tiver a letra correspondente marca; - Ganha quem preencher primeiro a cartela. Variação do jogo: construir cartelas com letras cursivas e/ou cartelas mescladas (maiúscula, minúscula e cursiva). - Ao final da atividade, todos os alunos devem copiar no caderno as palavras que conquistaram no jogo, com as diferentes grafias apresentadas. 2) Copiar a quadrinha com letra cursiva no caderno.

14 CAPACIDADE Reconhecer unidades fonológicas como sílabas, rimas, terminações de palavras, etc. DESCRITOR H5 Identificar, ao ouvir uma palavra, o número de sílabas (consciência silábica). Utilizar novamente o cartaz com a quadrinha; SÍLABAS - Escolher uma palavra da quadrinha; - Falar a palavra pausadamente (silabando) e perguntar aos alunos: Quantos pedaços tem esse palavra? ou Quantas vezes abrimos a boca para falá-la?. Bater palmas a cada sílaba. Atenção! Explicar que esses pedaços são as sílabas. - Repetir o procedimento com cada palavra da quadrinha. - Distribuir a quadrinha (texto) para que cada aluno: - Colora de vermelho palavras com 1 sílaba; - Colora de verde palavras com 2 sílabas; - Colora de azul palavras com 3 sílabas; - Colora de amarelo palavras com 4 sílabas. SUGESTÕES DE ATIVIDADES 1) TABELA - Registrar as palavras da quadrinha no caderno, em forma de tabela, classificando-as quanto ao número de sílabas. 1 sílaba 2 sílabas 3 sílabas 4 sílabas 2) SEPARE AS PALAVRAS EM LETRAS E SÍLABAS CAPACIDADE Reconhecer unidades fonológicas como HABILIDADE H6 Identificar sons de SÍLABA INICIAL - Escolher uma palavra da quadrinha e escrevê-la no

15 sílabas, rimas, terminações de palavras, etc. sílabas (consciência fonológica e fonêmica) quadro. Ex: BARATA ; - Pedir aos alunos para identificar o primeiro pedaço (sílaba) = BA. Destacá-lo; - Escrever abaixo, outra palavra que também comece com BA, como no exemplo: BARATA BARALHO - Pedir para dizerem outras palavras que começam com o mesmo som. Ex: BALA ; BANANA ;... - Repetir o procedimento com outras palavras da quadrinha; DICA: Inicie com palavras de padrão silábico mais simples - as sílabas canônicas (Consoante+Vogal) até chegar aos outros padrões silábicos. SUGESTÕES DE ATIVIDADES 1) LÁ VEM O CAMINHÃO CARREGADO DE... - Sentar os alunos em círculos; - Selecionar palavras da quadrinha e propor a brincadeira. Ex: Lá vem o caminhão carregado de... palavras que comecem como FILÓ. 2) FORME PALAVRAS QUE TENHAM A MESMA SÍLABA INICIAL DE VELUDO VE VE VE VE VE CAPACIDADE Reconhecer unidades fonológicas como DESCRITOR H6 Identificar sons de SÍLABA FINAL (RIMAS)

16 sílabas, rimas, terminações de palavras, etc. sílabas (consciência fonológica e fonêmica) - Utilizar o cartaz ou escrever a quadrinha no quadro: - Grifar/colorir as palavras, destacando as rimas: VELUDO, PELUDO. - Pedir para os alunos dizerem o que essas palavras têm em comum (Deixar que eles concluam que elas terminam iguais ou que combinam ). Se for necessário, explicar que são rimas. - Escrever no quadro outra palavra da quadrinha e fazer uma rima, como no exemplo abaixo: BARATA BATATA MATA - Ao verificar que todos entenderam, propor que os alunos criem novas rimas a partir da palavra selecionada; - Variar a formação de rimas com outras palavras da quadrinha, como por exemplo: ANEL MEL RAPUNZEL PÉ CAFÉ RAPÉ SUGESTÕES DE ATIVIDADES 1) CONTE AS PALAVRAS QUE TERMINAM COM A MESMA SÍLABA, E COLORA, NO GRÁFICO, A QUANTIDADE CORRESPONDENTE. FORMATURA BARATA CABELUDO PÉ BARRIGUDO SAPO SAPATO FILÓ DURA VELUDO CASCA PELUDO ANEL MENTIRA BARRACA GRÁFICO DE BARRAS RA CA DO

17 2) LÁ VEM O CAMINHÃO CARREGADO DE... a. Selecionar palavras da quadrinha e propor a brincadeira. Ex: Lá vem o caminhão carregado de... palavras que terminem como SAPATO, etc. 3) RIMANDO - Distribuir a quadrinha abaixo e as figuras separadamente. - Nomear cada figura: - Ler o poema para os alunos, pedindo para que os alunos coloquem as figuras nos espaços em que rimem. - A DIZ QUE TEM UM DE. É MENTIRA DA O É DA MÃE DELA. A DIZ QUE TEM O CACHEADO. É MENTIRA DA ELA TEM RASPADO. CAPACIDADE Reconhecer unidades fonológicas como sílabas, rimas, terminações de DESCRITOR H6 Identificar sons de sílabas (consciência fonológica e SÍLABA MEDIANA - Escrever no quadro a palavra VELUDO, separada em sílabas; - Pedir para os alunos identificarem o 2º pedacinho (sílaba)

18 palavras, etc. fonêmica) desta palavra LU, destacando-o; VE LU DO - Escrever logo abaixo, a palavra PELUDO, repetindo o mesmo procedimento. PE LU DO - Questionar se os pedaços destacados são iguais. - Insira agora a palavra MALUCO. - Torne a perguntar se são iguais. - Agora, vamos inserir a palavra CALADO. - Perguntar: E agora, são iguais? - Discutir com os alunos, chamando a atenção para a diferença sonora. - Adaptar este procedimento com outras palavras da quadrinha, dando preferências às palavras trissílabas, com sílaba medial canônica (MENTIRA; SAPATO). SUGESTÕES DE ATIVIDADES 1) IDENTIFICANDO A SÍLABA MEDIAL - Apresentar o desenho para a turma. - Cada grupo localiza a palavra correspondente no texto e circula. - Os grupos devem dizer 1 palavra que tenha a sílaba do meio igual a de cada figura: (não vale palavras repetidas). Desenvolvimento: * Utilizar as mesmas figuras - Cada grupo deverá dizer palavras que tenham o mesmo fonema inicial. - Cada grupo deverá dizer palavras que tenham o mesmo fonema final. CAPACIDADE Compreender a natureza alfabética do sistema de escrita. DESCRITOR H8 Ler palavras H25 Escrever - Selecionar 2 palavras da quadrinha e escrevê-la no quadro. - Pedir para que os alunos digam o número de sílabas das palavras. - Reescrever as palavras no quadro, separando bem as

19 palavras sílabas. Exemplo: se as palavras escolhidas forem MENTIRA e ANEL, MEN TI RA A NEL - Questionar: Todas as sílabas são iguais? Em que elas são diferentes? - Levar os alunos a perceberem que sílabas são formadas por 1, 2, 3 ou mais letras. - Pedir para que os alunos contem o número de letras em cada sílaba da palavra. - Chamar a atenção para os sons das sílabas individualmente, pronunciando cada fonema prolongadamente. Ex: na 1ª sílaba de MENTIRA; pronunciar MENNNN, prolongando o som do [N]; Trabalhar com outras palavras da quadrinha, repetindo todos os procedimentos acima. SUGESTÕES DE ATIVIDADES DE CONSOLIDAÇÃO E/OU AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM 1) FORMANDO NOVAS PALAVRAS - Que outras palavras posso formar com o final da palavra BARATA? ATA ATA ATA ATA ATA CAPACIDADE Dominar as relações entre fonemas e grafemas: (i) Dominar DESCRITOR H25 Escrever palavras. VAMOS ESTUDAR A LETRA R? - Distribuir novamente a quadrinha (texto) para os alunos e marcar todas as palavras que contem a letra R. Atenção! Auxilie os alunos a encontrarem todas as palavras que

20 regularidades ortográficas; (ii) Dominar irregularidades ortográficas. tenham o R, pois alguns podem ter dificuldade de encontrá-la no meio das palavras. - Copiar no caderno as palavras encontradas, em forma de lista (uma embaixo da outra); - Na frente de cada palavra, reescrevê-la, separando-a em sílabas. - Marcar, em cada sílaba separada, a letra R. - Criar uma tabela no quadro e solicitar que os alunos copiem no caderno: R no início da palavra R no meio da palavra R no final da palavra - Pedir para que eles preencham a tabela, colando palavras, recortadas de revistas, nas respectivas colunas. - Questionar: O que vocês aprenderam sobre o uso da letra R? - Chamar a atenção para o som da letra R nas diferentes palavras e/ou sílabas. Atenção! Se acontecer de encontrarem palavras com RR, discuta o uso e o som desse dígrafo. SUGESTÕES DE ATIVIDADES DE CONSOLIDAÇÃO E/OU AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM 1) FORCA

21 Divida os alunos em duplas. Utilizando as palavras da quadrinha, um aluno deve fazer a forca para que o outro grupo adivinhe. Faça um modelo no quadro, trabalhando coletivamente, para que os alunos aprendam a brincadeira. Em seguida, os alunos devem formar frases com as palavras da forca. CAPACIDADE Não há capacidade corresponde ao descritor no Eixo Apropriação do sistema de escrita. DESCRITOR H9 Ler pequenos textos. - Ler o texto novamente para os alunos, chamando agora a atenção para as questões de interpretação; de compreensão. - Trabalhar com o sentido de palavras. Ele está mais ligado ao Eixo Leitura. SUGESTÕES DE ATIVIDADES DE CONSOLIDAÇÃO E/OU AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM 1. TEXTO FATIADO Divida os alunos em grupos. Distribua para cada grupo fichas com as frases da quadrinha fora da ordem. Os alunos devem organizar as frases na ordem correta. 2. COMPREENDENDO O TEXTO Trabalhar oralmente questões como: a) Escreva quantas saias a barata diz que tem. b) Quantas saias a barata tem? USE TODA SUA CRIATIVIDADE PARA CRIAR NOVAS ATIVIDADES E BRINCADEIRAS!!!!!! SUCESSO NO TRABALHO! Equipe Central do PIP Agosto/2012

Proposta de trabalho: Sequência Didática

Proposta de trabalho: Sequência Didática Proposta de trabalho: Sequência Didática Equipe Central/ SEE/ EENSA 2013 Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais Subsecretaria de Desenvolvimento da Educação Básica Superintendência de Desenvolvimento

Leia mais

Avaliação diagnóstica da alfabetização 1 AQUISIÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA

Avaliação diagnóstica da alfabetização 1 AQUISIÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA Avaliação diagnóstica da alfabetização 1 http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/proletr/fasciculo_port.pdf Antônio Augusto Gomes Batista Ceris S. Ribas Silva Maria das Graças de Castro Bregunci Maria

Leia mais

APRENDER A ESCREVER. Como ajudar as crianças a se alfabetizar no início da vida escola

APRENDER A ESCREVER. Como ajudar as crianças a se alfabetizar no início da vida escola http://luizsoaresdecassia.blogspot.com.br APRENDER A ESCREVER Como ajudar as crianças a se alfabetizar no início da vida escola Todos os anos, milhares de meninos e meninas do ensino fundamental de todo

Leia mais

Alfabetização e Letramento

Alfabetização e Letramento Alfabetização e Letramento Material Teórico A Escrita no Processo de Alfabetização Responsável pelo Conteúdo e Revisor Textual: Profª. Ms Denise Jarcovis Pianheri Unidade A Escrita no Processo de Alfabetização

Leia mais

1ª a 5ª série. (Pró-Letramento, fascículo 1 Capacidades Linguísticas: Alfabetização e Letramento, pág.18).

1ª a 5ª série. (Pró-Letramento, fascículo 1 Capacidades Linguísticas: Alfabetização e Letramento, pág.18). SUGESTÕES PARA O APROVEITAMENTO DO JORNAL ESCOLAR EM SALA DE AULA 1ª a 5ª série A cultura escrita diz respeito às ações, valores, procedimentos e instrumentos que constituem o mundo letrado. Esse processo

Leia mais

CONHECIMENTOS E CAPACIDADES ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO 1

CONHECIMENTOS E CAPACIDADES ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO 1 . PREFEITURA MUNICIPAL DO SALVADOR Secretaria Municipal de Educação e Cultura SMEC Coordenadoria de Ensino e Apoio Pedagógico CENAP CONHECIMENTOS E CAPACIDADES ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO E

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA. Sequência Didática II Brincadeira Amarelinha

RELATO DE EXPERIÊNCIA. Sequência Didática II Brincadeira Amarelinha ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ EVARISTO COSTA RELATO DE EXPERIÊNCIA Sequência Didática II Brincadeira Amarelinha Professoras: Maria Cristina Santos de Campos. Silvana Bento de Melo Couto. Público Alvo: 3ª Fase

Leia mais

A apropriação do Sistema de Escrita Alfabética e a Consolidação do Processo de Alfabetização. Unidade 3

A apropriação do Sistema de Escrita Alfabética e a Consolidação do Processo de Alfabetização. Unidade 3 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA A apropriação do Sistema de Escrita Alfabética e a Consolidação

Leia mais

CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PLANO DE TRABALHO ELABORAÇÃO: JOSIANE DE LIMA GÊNERO: Notícia PERÍODO APROXIMADAMENTE: 4º Ano CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - Ritmo, fluência e entonação na leitura; - Apreensão das ideias

Leia mais

Trabalhe rimas, aliterações e consciência silábica para facilitar o processo de alfabetização

Trabalhe rimas, aliterações e consciência silábica para facilitar o processo de alfabetização Reportagens ALFABETIZAÇÃO De sílaba em sílaba Trabalhe rimas, aliterações e consciência silábica para facilitar o processo de alfabetização Por Eloísa Bombonatti* Refletir sobre o sistem a alfabético Estim

Leia mais

GUIA DE CORREÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE RESULTADOS

GUIA DE CORREÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE RESULTADOS GUIA DE CORREÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE RESULTADOS TESTE 2 SEGUNDO SEMESTRE 2010 Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Presidência do Instituto Nacional

Leia mais

SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA ENSINO FUNDAMENTAL I NOME PRÓPRIO

SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA ENSINO FUNDAMENTAL I NOME PRÓPRIO SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA ENSINO FUNDAMENTAL I NOME PRÓPRIO A Secretaria Municipal da Educação (SME) apresenta sugestões de atividades que podem ser incorporadas ao planejamento pedagógico do 1º ao

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. 2º Ano

LÍNGUA PORTUGUESA. 2º Ano LÍNGUA PORTUGUESA 2º Ano ELABORAÇÃO: JOSIANE DE LIMA PIRAQUARA 2015 SALADA DE FRUTA INGREDIENTES 2 MAMÕES PAPAIA PEQUENOS 1 LARANJA MÉDIA 5 BANANAS 2 MAÇÃS 5 MORANGOS MADUROS 1 PÊSSEGO 10 GRÃOS DE UVA

Leia mais

Orientações para o professor da Intervenção Pedagógica

Orientações para o professor da Intervenção Pedagógica A CONSTRUÇÃO DO SISTEMA ALFABÉTICO: AS CAPACIDADES NECESSÁRIAS PARA A ALFABETIZAÇÃO. Material organizado para o trabalho com a intervenção pedagógica Orientações para o professor da Intervenção Pedagógica

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ EVARISTO COSTA RELATO DE EXPERIÊNCIA. Autora: Bia Villela. Professoras: Maria Cristina Santos de Campos. Período: Três semanas.

ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ EVARISTO COSTA RELATO DE EXPERIÊNCIA. Autora: Bia Villela. Professoras: Maria Cristina Santos de Campos. Período: Três semanas. ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ EVARISTO COSTA RELATO DE EXPERIÊNCIA Sequência Didática I Era uma vez um gato xadrez... Autora: Bia Villela. Professoras: Maria Cristina Santos de Campos. Silvana Bento de Melo Couto.

Leia mais

Projeto - Mães empreendedoras: Minha mãe, nossas mães

Projeto - Mães empreendedoras: Minha mãe, nossas mães Projeto - Mães empreendedoras: Minha mãe, nossas mães A proposta a seguir refere-se a um Projeto Didático (PD) elaborado para trabalhar com as crianças do 1º e 2º períodos da Educação Infantil (4 e 5 anos

Leia mais

Unidade II ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO. Profa. Ma. Adriana Rosa

Unidade II ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO. Profa. Ma. Adriana Rosa Unidade II ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO Profa. Ma. Adriana Rosa Ementa Propostas para aquisição da língua escrita. Oralidade e comunicação. A escola e o desenvolvimento da linguagem. O ensino da escrita.

Leia mais

CURRÍCULO 1º ANO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM

CURRÍCULO 1º ANO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM CURRÍCULO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM ORALIDADE Formar frases com seqüência e sentido. Relacionar palavras que iniciam com vogais. Associar primeira letra/som em palavras iniciadas por vogal. Falar

Leia mais

CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. Representar as idéias do texto através de desenho, modelagem e dramatização;

CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. Representar as idéias do texto através de desenho, modelagem e dramatização; PLANO DE TRABALHO DE LÍNGUA PORTUGUESA ELABORAÇÃO: JOSIANE DE LIMA ANO: 1º GÊNERO: PARLENDA PERÍDO APROXIMADAMENTE: CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ideia de representação; (desenho, modelagem

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA: Sequência Didática Poesia: O Pato.

RELATO DE EXPERIÊNCIA: Sequência Didática Poesia: O Pato. PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA RELATO DE EXPERIÊNCIA: Sequência Didática Poesia: O Pato. Professoras: Maria Cristina Santos de Campos e Silvana Bento de Melo Couto. Escola: E. M. José

Leia mais

PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA Rotina de Sala de Aula TEMA GERADOR: Bicharada

PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA Rotina de Sala de Aula TEMA GERADOR: Bicharada PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARIPE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DO PROGRAMA LUZ DO SABER INFANTIL PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA Rotina de Sala de Aula TEMA GERADOR:

Leia mais

dicas para usar o celular nas aulas

dicas para usar o celular nas aulas E-book 11 dicas para usar o celular nas aulas Sugestões de atividades com os aplicativos mais básicos e simples de um aparelho Por Talita Moretto É permitido compartilhar e adaptar este material, desde

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA FÁBULAS

SEQUÊNCIA DIDÁTICA FÁBULAS SEQUÊNCIA DIDÁTICA FÁBULAS Uma estratégia de ensino em favor do desenvolvimento dos cinco Eixos da Alfabetização e Letramento. BAIXO DESEMPENHO. Identificação de letras do alfabeto C1. Uso adequado da

Leia mais

O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DA LINGUA ESCRITA: FUNDAMENTADO EM EMILIA FERREIRO E ANA TEBEROSKY.

O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DA LINGUA ESCRITA: FUNDAMENTADO EM EMILIA FERREIRO E ANA TEBEROSKY. O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DA LINGUA ESCRITA: FUNDAMENTADO EM EMILIA FERREIRO E ANA TEBEROSKY. Silvana da Silva Nogueira (FECLESC/UECE) Priscila Cavalcante Silva (FECLESC/UECE) Resumo O processo de aquisição

Leia mais

A APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA E A CONSOLIDAÇÃO DO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO. Ano 02 Unidade 03

A APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA E A CONSOLIDAÇÃO DO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO. Ano 02 Unidade 03 CONCURSO DA EDUCAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE CARGO: PROFESSOR 1 / 2015 A APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA E A CONSOLIDAÇÃO DO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO Ano 02 Unidade 03 ( F

Leia mais

Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/coordenador-pedagogico/projeto-formacao-professoresmatematica-623627.shtml

Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/coordenador-pedagogico/projeto-formacao-professoresmatematica-623627.shtml Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/coordenador-pedagogico/projeto-formacao-professoresmatematica-623627.shtml Projeto de formação de professores em Matemática Um projeto exclusivo

Leia mais

Escola de Educação Básica São Judas Tadeu. APAE Jaguariaíva/PR Modalidade de Educação Especial. Professora: Héber Fabiana Vieira de Souza Mello.

Escola de Educação Básica São Judas Tadeu. APAE Jaguariaíva/PR Modalidade de Educação Especial. Professora: Héber Fabiana Vieira de Souza Mello. Escola de Educação Básica São Judas Tadeu. APAE Jaguariaíva/PR Modalidade de Educação Especial. Professora: Héber Fabiana Vieira de Souza Mello. Relatório de Prática Pedagógica Ensino Fundamental Fase

Leia mais

Índice. 5.1. Correção das Palavras do Texto... 5 5.2. Autocorreção... 5 5.3. Pontuação... 6 5.4. Escrita Ortográfica... 6. Grupo 5.

Índice. 5.1. Correção das Palavras do Texto... 5 5.2. Autocorreção... 5 5.3. Pontuação... 6 5.4. Escrita Ortográfica... 6. Grupo 5. GRUPO 5.4 MÓDULO 5 Índice 1. Reconstrução do Código Linguístico da Criança...3 2. Textos...3 3. Jogos de Análise Linguística...4 4. Letra Cursiva e Letra de Fôrma...4 5. Ortografia e Gramática...5 5.1.

Leia mais

ROTEIRO PARA OFICINA DE DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS

ROTEIRO PARA OFICINA DE DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2011 ROTEIRO PARA OFICINA DE DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS sadeam2011 Oficina de Apropriação dos Resultados 4 ROTEIRO DE OFICINA Multiplicador Este roteiro deverá ser utilizado por você como subsídio para

Leia mais

Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador

Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador Alfabetização de Crianças O Professor Alfabetizador é o profissional responsável por planejar e implementar ações pedagógicas que propiciem,

Leia mais

Por que é importante planejar o fazer didático?

Por que é importante planejar o fazer didático? SECRETARIA DA EDUCAÇÃO BÁSICA SEDUC COORDENADORIA DE COOPERAÇÃO COM OS MUNICÍPIOS - COPEM PROGRAMA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA PAIC ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS PARA O 1º ANO Caro professor (a), Iniciamos mais

Leia mais

1.º Ciclo do Ensino Básico Critérios de Avaliação

1.º Ciclo do Ensino Básico Critérios de Avaliação 1.º Ciclo do Ensino Básico Critérios de Avaliação PORTUGUÊS Domínios em Domínios/Competências Fatores de ponderação Instrumentos de Domínio Cognitivo Compreensão oral 20% Registos e grelhas de observação

Leia mais

PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA - PIP MATRIZ CURRICULAR LÍNGUA PORTUGUESA CICLO DA ALFABETIZAÇÃO - 1º, 2º E 3º ANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL

PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA - PIP MATRIZ CURRICULAR LÍNGUA PORTUGUESA CICLO DA ALFABETIZAÇÃO - 1º, 2º E 3º ANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL 1. Compreensão e valorização da cultura escrita SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO INFANTIL E FUNDAMENTAL

Leia mais

Profa. Ma. Adriana Rosa

Profa. Ma. Adriana Rosa Unidade III ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO Profa. Ma. Adriana Rosa Aula anterior O fim das cartilhas em sala de aula; Comunicação e linguagem; Sondagem da escrita infantil; Ao desenhar, a criança escreve;

Leia mais

Sugestão de planejamento anual para a classe de alfabetização:

Sugestão de planejamento anual para a classe de alfabetização: Sugestão de planejamento anual para a classe de alfabetização: O planejamento que se segue está dividido em semanas durante o ano letivo e nele constam apenas os conteúdos. Cabe ao professor (ou a equipe

Leia mais

- Ler com ritmo, fluência e entonação adequada ao gênero estudado em sala de aula, compreendendo as idéias contidas no texto.

- Ler com ritmo, fluência e entonação adequada ao gênero estudado em sala de aula, compreendendo as idéias contidas no texto. PLANO DE LÍNGUA PORTUGUESA ELABORAÇÃO: JOSIANE DE LIMA GÊNERO: História em quadrinho PERÍDO APROXIMADAMENTE: 5º Ano CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - Ritmo, fluência e entonação na leitura;

Leia mais

ORTOGRAFIA NA ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

ORTOGRAFIA NA ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS ORTOGRAFIA NA ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS O que é ortografia? A ortografia é uma convenção social criada para facilitar a comunicação escrita. Dominando-a, temos uma forma comum de escrever cada

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ Secretaria da Educação Coordenadoria de Cooperação com os Municípios PROGRAMA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA PAIC

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ Secretaria da Educação Coordenadoria de Cooperação com os Municípios PROGRAMA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA PAIC GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ Secretaria da Educação Coordenadoria de Cooperação com os Municípios PROGRAMA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA PAIC Caro (a) professor (a), ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS PARA O 2º ANO Cientes

Leia mais

Professora Sandra Bozza, você é a favor da alfabetização através do método fônico?

Professora Sandra Bozza, você é a favor da alfabetização através do método fônico? Professora Sandra Bozza, você é a favor da alfabetização através do método fônico? Não! A concepção de linguagem na qual acredito é a que tem como pressuposto que a linguagem (tanto oral, quanto escrita)

Leia mais

OBJETIVO RICO- PRÁTICA DO PROFESSOR ALFABETIZADOR DIANTE DA NOVA APRENDIZAGEM

OBJETIVO RICO- PRÁTICA DO PROFESSOR ALFABETIZADOR DIANTE DA NOVA APRENDIZAGEM A FORMAÇÃO TEÓRICO RICO- PRÁTICA DO PROFESSOR ALFABETIZADOR DIANTE DA NOVA NOVA CONCEPÇÃO DE ENSINO- APRENDIZAGEM PROFª.. MS. MARIA INÊS MIQUELETO CASADO 28/05/2009 OBJETIVO - Contribuir para a reflexão

Leia mais

GUIA DE APLICAÇÃO. Teste 1

GUIA DE APLICAÇÃO. Teste 1 GUIA DE APLICAÇÃO Teste 1 PRIMEIRO SEMESTRE 2011 Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Presidência do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

Público-alvo: Ampliar o conhecimento que os alunos já possuem sobre o alfabeto. Identificar palavras de acordo com a letra inicial solicitada.

Público-alvo: Ampliar o conhecimento que os alunos já possuem sobre o alfabeto. Identificar palavras de acordo com a letra inicial solicitada. PROPOSTA DIDÁTICA Tema: Público-alvo: Duração: Área de conhecimento envolvida: Abordagem de tema transversal: Trabalho com o Alfabeto Professores do 1º ano 7 aulas Língua Portuguesa Pluralidade Cultural

Leia mais

Orientações de Como Estudar Segmento II

Orientações de Como Estudar Segmento II Orientações de Como Estudar Segmento II Aprender é uma tarefa árdua que exige esforço e método e por isso organizamos algumas dicas para ajudá-lo(la) a aprender Como Estudar! Você verá que as orientações

Leia mais

Apropriação do sistema de escrita: capacidades a serem atingidas ao longo do ciclo de alfabetização na Educação Infantil

Apropriação do sistema de escrita: capacidades a serem atingidas ao longo do ciclo de alfabetização na Educação Infantil Maria Celia Montagna de Assumpção Apropriação do sistema de escrita: capacidades a serem atingidas ao longo do ciclo de alfabetização na Educação Infantil Nessa aula, você verá alguns conhecimentos que

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL CURRÍCULO DE LINGUAGEM

EDUCAÇÃO INFANTIL CURRÍCULO DE LINGUAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL CURRÍCULO DE LINGUAGEM COMUNICAÇÃO FASE I FASE II ORALIDADE Transmitir recados simples. Formar frases com seqüência. Argumentar para resolver conflitos. Verbalizar suas necessidades e

Leia mais

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 C O L É G I O L A S A L L E Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 2000 - Fone (045) 3252-1336 - Fax (045) 3379-5822 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ PROGRAMA DE 2014 DISCIPLINA: LINGUAGEM

Leia mais

Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Prof. Juliana Pinto Viecheneski

Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Prof. Juliana Pinto Viecheneski Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa Prof. Juliana Pinto Viecheneski LIVRO DIDÁTICO ONTEM E HOJE A escola tem um papel fundamental para garantir o contato com livros desde a primeira infância:

Leia mais

MEU DICIONÁRIO Sua coleção de palavras

MEU DICIONÁRIO Sua coleção de palavras 1 a a 4 a Séries Ensino Fundamental Software Necessário: Microsoft Word 2000 MEU DICIONÁRIO Sua coleção de palavras Áreas: LP Guia do professor RESUMO Para dominar a arte da leitura, as crianças devem

Leia mais

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Português 1.º ano 2015/2016

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Português 1.º ano 2015/2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110 Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Português 1.º ano 2015/2016 Domínio (Unidade / Tema) Subdomínio / Conteúdos

Leia mais

Apropriação do SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA

Apropriação do SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA Unidade 3 6º encontro Orientadora: Elaine R. Cruz Ortega Apropriação do SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA Apropriação do SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA Ano 1: A escrita alfabética: por que ela é um sistema

Leia mais

NOME DO PROJETO PROJETO MERGULHANDO NA LEITURA 2013 PÚBLICO ALVO Educação Infantil e Ensino Fundamental I

NOME DO PROJETO PROJETO MERGULHANDO NA LEITURA 2013 PÚBLICO ALVO Educação Infantil e Ensino Fundamental I NOME DO PROJETO PROJETO MERGULHANDO NA LEITURA 2013 PÚBLICO ALVO Educação Infantil e Ensino Fundamental I OBJETIVOS GERAIS: Promover o hábito da leitura entre os alunos; Proporcionar ao aluno o prazer

Leia mais

Formas de organização do trabalho de alfabetização e letramento

Formas de organização do trabalho de alfabetização e letramento Formas de organização do trabalho de alfabetização e letramento Isabel Cristina Alves da Silva Frade(1) Introdução Como realizar um planejamento de trabalho de alfabetização e letramento com crianças de

Leia mais

Ah! Ah! Ah! Oh! Oh! Oh! Ela tem é de capim!

Ah! Ah! Ah! Oh! Oh! Oh! Ela tem é de capim! PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BNCO DE QUESTÕES - LÍNGU PORTUGUES -2 NO - ENSINO FUNDMENTL ==================================================================== Texto 1 BRT DIZ QUE TEM Barata diz que tem

Leia mais

English Adventure. By Carmen Castellani Consultant and Teacher trainer

English Adventure. By Carmen Castellani Consultant and Teacher trainer English Adventure By Carmen Castellani Consultant and Teacher trainer " Eu toco o futuro, eu ensino." Christa McAuliffe Você está pronto para levar seus alunos para uma English Adventure? Principais características

Leia mais

4. Implicações pedagógicas

4. Implicações pedagógicas Esta criança tem 4 de idade. Verifica-se que se utiliza das letras de seu nome e apenas vai rearranjando sua ordem. Sua leitura é global. Caracterizando-se, portanto no nível 2 diferenciação na escrita.

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA: ALUNO (A): ANO: ATIVIDADE 1. CALENDÁRIO DO MÊS

ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA: ALUNO (A): ANO: ATIVIDADE 1. CALENDÁRIO DO MÊS ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA: ALUNO (A): ANO: ATIVIDADE 1. CALENDÁRIO DO MÊS OS MESES SÃO DIVIDIDOS EM SEMANAS. E CADA SEMANA TEM 7 DIAS. SÃO ESTES OS DIAS DA SEMANA: VAMOS CONSTRUIR O CALENDÁRIO DO MÊS.

Leia mais

Profa. Ma. Adriana Rosa

Profa. Ma. Adriana Rosa Unidade I ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO Profa. Ma. Adriana Rosa Ementa A teoria construtivista: principais contribuições, possibilidades de trabalho pedagógico. Conceito de alfabetização: história e evolução.

Leia mais

Rotinas da escola e da sala de aula: possibilidades de organização do trabalho pedagógico na perspectiva do letramento. Prof. Juliana P.

Rotinas da escola e da sala de aula: possibilidades de organização do trabalho pedagógico na perspectiva do letramento. Prof. Juliana P. Rotinas da escola e da sala de aula: possibilidades de organização do trabalho pedagógico na perspectiva do letramento Prof. Juliana P. Viecheneski O que nos vem à mente quando falamos em rotina? Na prática

Leia mais

GUIA DE SUGESTÕES DE AÇÕES PARA IMPLEMENTAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA

GUIA DE SUGESTÕES DE AÇÕES PARA IMPLEMENTAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA GUIA DE SUGESTÕES DE AÇÕES PARA IMPLEMENTAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA ALFABETIZAÇÃO NO TEMPO CERTO NAs REDES MUNICIPAIS DE ENSINO SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS

Leia mais

SER CRIANÇA É MUITO BOM

SER CRIANÇA É MUITO BOM SER CRIANÇA É MUITO BOM Débora Rodrigues Elen Liedke UNIDADEæ1 Educação infantil LIVRO DO PROFESSOR NOME: DATA: ESTA É A TURMA DO NOSSO AMIGUINHO. ELES QUEREM DIZER PRA VOCÊ QUE SER CRIANÇA É MUITO BOM.

Leia mais

QUEM É O PROFESSOR QUE ALFABETIZA NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE BELO HORIZONTE? Maria do Socorro Macedo (FAE/UFMG)

QUEM É O PROFESSOR QUE ALFABETIZA NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE BELO HORIZONTE? Maria do Socorro Macedo (FAE/UFMG) 1 QUEM É O PROFESSOR QUE ALFABETIZA NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE BELO HORIZONTE? Maria do Socorro Macedo (FAE/UFMG) Este trabalho tem por objetivo traçar um perfil dos professores alfabetizadores da rede

Leia mais

PROJETO DE LEITURA E ESCRITA LEITURA NA PONTA DA LÍNGUA E ESCRITA NA PONTA DO LÁPIS

PROJETO DE LEITURA E ESCRITA LEITURA NA PONTA DA LÍNGUA E ESCRITA NA PONTA DO LÁPIS PROJETO DE LEITURA E ESCRITA LEITURA NA PONTA DA LÍNGUA E ESCRITA NA PONTA DO LÁPIS A língua é um sistema que se estrutura no uso e para o uso, escrito e falado, sempre contextualizado. (Autor desconhecido)

Leia mais

Compreender a importância do nome. Identificar as letras do nome. Escrever o nome. Ler e identificar os nomes dos colegas.

Compreender a importância do nome. Identificar as letras do nome. Escrever o nome. Ler e identificar os nomes dos colegas. PLANEJAMENTO (Identidade) Professor (a): Marilde Manara Tres Competências: Leitura Oralidade Escrita Produção textual Objetivos: Estratégias em Língua Portuguesa (contemplando os 4 eixos: Leitura; Produção

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA MATEMÁTICA ALFA Título do Perímetro e área em situações reais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA MATEMÁTICA ALFA Título do Perímetro e área em situações reais SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA MATEMÁTICA ALFA Título do Perímetro e área em situações reais Podcast Área Matemática Segmento Ensino Fundamental Programa de Alfabetização de Jovens e Adultos Duração 6min32seg

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. 2º Ano

LÍNGUA PORTUGUESA. 2º Ano LÍNGUA PORTUGUESA 2º Ano JOSIANE DE LIMA PIRAQUARA 2015 SALADA DE FRUTA INGREDIENTES 2 MAMÕES PAPAIA PEQUENOS 1 LARANJA MÉDIA 5 BANANAS 2 MAÇÃS 5 MORANGOS MADUROS 1 PÊSSEGO 10 GRÃOS DE UVA (QUALQUER VARIEDADE)

Leia mais

1) 2) 3) CD 4 Faixas: 80 80.

1) 2) 3) CD 4 Faixas: 80 80. 1ª Aula a) Cumprimentar cada criança cantando seu nome e dando um beijinho com fantoche. Nas primeiras aulas use sempre um fantoche na hora do cumprimento para ganhar a aproximação do aluno. Depois pode

Leia mais

Responsabilidade. Responsabilidade - NÃO

Responsabilidade. Responsabilidade - NÃO Exercitando o Caráter 6 a 9 anos Responsabilidade Caráter é o jeito que a gente realmente é. É o modo como agimos quando não há ninguém olhando... As pessoas boas fazem coisas boas, não para ganhar aprovação

Leia mais

PLANEJAMENTO (Poesia/poema) Expressão na oralidade, leitura fluente, produção textual, compreensão de texto poético.

PLANEJAMENTO (Poesia/poema) Expressão na oralidade, leitura fluente, produção textual, compreensão de texto poético. PLANEJAMENTO (Poesia/poema) Professor (a): Janete Fassini Alves Poesia: Das Flores Competências Objetivo Geral Objetivos Específicos Autor: Armando Wartha Expressão na oralidade, leitura fluente, produção

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE VARGINHA PROJETO IDENTIDADE

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE VARGINHA PROJETO IDENTIDADE Projeto Identidade Quem sou eu??? NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE VARGINHA PROJETO IDENTIDADE ELABORAÇÃO: Míria Azevedo de Lima Bartelega --------------------------------Agosto / 2010 I A Questão

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA A REUNIÃO GERAL DOS RATOS

SEQUÊNCIA DIDÁTICA A REUNIÃO GERAL DOS RATOS SEQUÊNCIA DIDÁTICA A REUNIÃO GERAL DOS RATOS LÍGUA PORTUGUESA ESCOLA: NOME: DATA: / / TURMA: PROFESSORA: A REUNIÃO GERAL DOS RATOS Uma vez, os ratos, que viviam com medo de um gato, resolveram fazer uma

Leia mais

A APRENDIZAGEM DO SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA UNIDADE 3 ANO 1. Fevereiro de 2013

A APRENDIZAGEM DO SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA UNIDADE 3 ANO 1. Fevereiro de 2013 A APRENDIZAGEM DO SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA UNIDADE 3 ANO 1 Fevereiro de 2013 SUMÁRIO / PAUTA DO ENCONTRO A APRENDIZAGEM DO SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA Iniciando a conversa (pág.5) Aprofundando o

Leia mais

PLANOS DE TRABALHO MATEMÁTICA 2º ANO

PLANOS DE TRABALHO MATEMÁTICA 2º ANO PLANOS DE TRABALHO MATEMÁTICA 2º ANO Adriana da Silva Santi Coordenação Pedagógica de Matemática Piraquara Março/2014 PLANO DE TRABALHO - 2º ANO CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Geometria: -

Leia mais

ROTEIRO PARA OFICINA DE ANALISE DO DESEMPENHO ESCOLAR E ELABORAÇÃO DO PLANO DE ENSINO

ROTEIRO PARA OFICINA DE ANALISE DO DESEMPENHO ESCOLAR E ELABORAÇÃO DO PLANO DE ENSINO ROTEIRO PARA OFICINA DE ANALISE DO DESEMPENHO ESCOLAR E ELABORAÇÃO DO PLANO DE ENSINO DOCUMENTOS BÁSICOS: - Cadernos Paebes; - Ata de resultados finais da Escola em 2010; - Guia de Intervenção Pedagógica;

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA/UFSC/SC RELATÓRIO SUCINTO: MÊS JUNHO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA/UFSC/SC RELATÓRIO SUCINTO: MÊS JUNHO 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA/UFSC/SC 1. Dados do Município ou GERED a) Município: FLORIANÓPOLIS b)município/gered: SECRETARIA MUNICIPAL RELATÓRIO

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL e 1 o ANO

EDUCAÇÃO INFANTIL e 1 o ANO EDUCAÇÃO INFANTIL e 1 o ANO (Materiais Complementares) SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA A CONSTRUÇÃO DA BASE ALFABÉTICA 1. Jogo do correio: as crianças escrevem mensagens e as colocam num envelope com o nome

Leia mais

Alfabetização. Introdução

Alfabetização. Introdução Alfabetização Introdução As parcerias entre o Instituto Ayrton Senna e governos estaduais e municipais são firmadas porque ambas as partes acreditam na importância do desenvolvimento do potencial das crianças

Leia mais

PLANEJAMENTO IDENTIDADE

PLANEJAMENTO IDENTIDADE Professora: Clévis Appio PLANEJAMENTO IDENTIDADE Planejamento: Atividades envolvendo o nome Competências Leitura, escrita, oralidade e análise linguística. Objetivos Estratégias em Língua Portuguesa (contemplando

Leia mais

As Cartilhas e a Alfabetização

As Cartilhas e a Alfabetização As Cartilhas e a Alfabetização Métodos globais: aprender a ler a partir de histórias ou orações Conhecer e respeitar as necessidades e interesses da criança; partir da realidade do aluno e estabelecer

Leia mais

PLANOS DE AULA PARA TRABALHAR AS CAPACIDADES

PLANOS DE AULA PARA TRABALHAR AS CAPACIDADES PLANOS DE AULA PARA TRABALHAR AS CAPACIDADES 2012 Trabalhando com as capacidades O sucesso de um projeto pedagógico de alfabetização depende, crucialmente, do envolvimento dos profissionais comprometido

Leia mais

Relação Dígito-Quantidade

Relação Dígito-Quantidade Relação Dígito-Quantidade 1) Objetivo Geral Com material reciclável, trabalhar os dígitos e quantidades, as operações básicas matemáticas, sem deixar de enfocar a importância da coleta seletiva dos objetos

Leia mais

CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. - Lêr com ritmo, fluência e entonação os gêneros estudados em sala apreendendo suas principais ideias;

CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. - Lêr com ritmo, fluência e entonação os gêneros estudados em sala apreendendo suas principais ideias; PLANO DE LÍNGUA PORTUGUESA ELABORAÇÃO: JOSIANE DE LIMA GÊNERO: Receita PERÍDO APROXIMADAMENTE: 5º Ano CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - Ritmo, fluência e entonação na leitura; - Apreensão das

Leia mais

Beatriz Santomauro (bsantomauro@fvc.org.br) === PARTE 1 ==== Clique para ampliar

Beatriz Santomauro (bsantomauro@fvc.org.br) === PARTE 1 ==== Clique para ampliar Um novo jeito de ensinar a tabuada Discutir com os alunos sobre a relação dos produtos da multiplicação e as propriedades envolvidas nos cálculos ajuda a memorizar os resultados e a encontrar os que eles

Leia mais

Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância [SNIPI]

Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância [SNIPI] Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância [SNIPI] Informação para os pais Estimulando a linguagem das crianças Do nascimento aos 2 anos O bebé recém-nascido tenta comunicar com os pais através

Leia mais

Objetivos Específicos. Estratégias em Língua Portuguesa. Leitura de histórias em quadrinhos. Desenhos próprios. Gibisão data show.

Objetivos Específicos. Estratégias em Língua Portuguesa. Leitura de histórias em quadrinhos. Desenhos próprios. Gibisão data show. PLANEJAMENTO Folclore Professor (a): Vanessa da Rosa Competências Leitura; Oralidade; Produção textual, Ortografia, Ritmo e Memória. Avançar em seus conhecimentos sobre a escrita, ao escrever segundo suas

Leia mais

PLANEJAMENTO (ADIVINHAS, UM GÊNERO PRESENTE NO FOLCLORE) ADIVINHAS, UM GÊNERO DO FOLCLORE BRASILEIRO

PLANEJAMENTO (ADIVINHAS, UM GÊNERO PRESENTE NO FOLCLORE) ADIVINHAS, UM GÊNERO DO FOLCLORE BRASILEIRO Professora: Raquel de Lemos Tochetto PLANEJAMENTO (ADIVINHAS, UM GÊNERO PRESENTE NO FOLCLORE) ADIVINHAS, UM GÊNERO DO FOLCLORE BRASILEIRO Competências Linguagem oral, leitura e escrita. Objetivo geral:

Leia mais

Jogo ProvocAção. ProvocAção 5.-

Jogo ProvocAção. ProvocAção 5.- Jogo ProvocAção Aprender brincando! Este foi o objetivo do desenvolvimento desse jogo. É um importante instrumento de aprendizagem, possuiu múltiplos usos e garante muita diversão e conhecimento para crianças,

Leia mais

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PORTUGUESA DE LÍNGUA. Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) MARÇO

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PORTUGUESA DE LÍNGUA. Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) MARÇO EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM DE LÍNGUA PORTUGUESA MARÇO 2013 Expectativas de Aprendizagem de Língua Portuguesa dos anos iniciais do Ensino Fundamental 1º ao 5º ano Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º

Leia mais

PLANO DE CURSO REFERENCIAL LÍNGUA PORTUGUESA/GESTAR 6ª SÉRIE (7º ANO)

PLANO DE CURSO REFERENCIAL LÍNGUA PORTUGUESA/GESTAR 6ª SÉRIE (7º ANO) PLANO DE CURSO REFERENCIAL LÍNGUA PORTUGUESA/GESTAR 6ª SÉRIE (7º ANO) Processo Avaliativo Unidade Didática PRIMEIRA UNIDADE Competências e Habilidades Aperfeiçoar a escuta de textos orais - Reconhecer

Leia mais

GUIA DE CORREÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE RESULTADOS

GUIA DE CORREÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE RESULTADOS GUIA DE CORREÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE RESULTADOS LEITURA TESTE 2 2012 ELABORAÇÃO: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) Diretoria de Avaliação da Educação Básica (Daeb)

Leia mais

Como estudar melhor?

Como estudar melhor? Universidade Federal da Paraíba Departamento de Física PET - Programa de Educação Tutorial Autores: Integrantes do grupo PET - Física/UFPB Bruno C. B. N. de Souza (ex-bolsista Geraldo F. de Santana Jr.

Leia mais

ALFABETIZAÇÃO DE CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO ENSINO REGULAR

ALFABETIZAÇÃO DE CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO ENSINO REGULAR ALFABETIZAÇÃO DE CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO ENSINO REGULAR Luciana Barros Farias Lima e Claudia Regina Pinheiro Machado Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro UNIRIO lucpeda@gmail.com

Leia mais

Políticas e práticas de alfabetização no Brasil: avanços e desafios. João Batista Araujo e Oliveira Presidente do Instituto Alfa e Beto

Políticas e práticas de alfabetização no Brasil: avanços e desafios. João Batista Araujo e Oliveira Presidente do Instituto Alfa e Beto Políticas e práticas de alfabetização no Brasil: avanços e desafios João Batista Araujo e Oliveira Presidente do Instituto Alfa e Beto joao@alfaebeto.org www.alfaebeto.org.br Desempenho dos alunos no SAEB

Leia mais

Marcos de Aprendizagem de Língua Inglesa

Marcos de Aprendizagem de Língua Inglesa PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR Secretaria Municipal da Educação e Cultura SMEC Coordenação de Ensino e Apoio Pedagógico CENAP Marcos de Aprendizagem de Língua Inglesa Ciclo de Aprendizagem I e II MARCOS

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL MAPA DE CONTEÚDOS E OBJETIVOS 1º BIMESTRE 2º ANO. Português

ENSINO FUNDAMENTAL MAPA DE CONTEÚDOS E OBJETIVOS 1º BIMESTRE 2º ANO. Português ENSINO FUNDAMENTAL Cruzeiro 3213-3838 Octogonal 3213-3737 www.ciman.com.br MAPA DE CONTEÚDOS E OBJETIVOS 1º BIMESTRE 2º ANO ESCUTA/ LEITURA/ PRODUÇÃO DE TEXTO ORAL E ESCRITO Textos narrativos Contos de

Leia mais

O trabalho com as cantigas e parlendas

O trabalho com as cantigas e parlendas O trabalho com as cantigas e parlendas nós na sala de aula - módulo: língua portuguesa 1º ao 3º ano - unidade 4 Cantigas e parlendas ajudam a introduzir a criança no mundo da leitura. Isso porque são textos

Leia mais

O canto coletivo, ensinando a canção Samba lelê

O canto coletivo, ensinando a canção Samba lelê O canto coletivo é a prática musical mais elementar na educação musical, grandes educadores musicais como Dalcroze, Kodaly, Willems, Villa-Lobos e outros, utilizavam a voz e o canto coletivo como ponto

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO DIREÇÃO DE SERVIÇOS DA REGIÃO ALGARVE Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas (Sede: Escola Secundária José Belchior Viegas) PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO METAS Domínios/ Conteúdos

Leia mais

PNAIC. CEAD-UFOP: Coordenadora Geral: Profa. Dra. Gláucia Jorge Coordenador Adjunto: Prof. Dr. Hércules Corrêa

PNAIC. CEAD-UFOP: Coordenadora Geral: Profa. Dra. Gláucia Jorge Coordenador Adjunto: Prof. Dr. Hércules Corrêa PNAIC POLO DE POÇOS OS DE CALDAS Equipe do PNAIC-CEAD CEAD-UFOP: Coordenadora Geral: Profa. Dra. Gláucia Jorge Coordenador Adjunto: Prof. Dr. Hércules Corrêa Supervisão de avaliação ão: Profa. Dra. Carla

Leia mais

ISBN 5708-9594. Apresentação

ISBN 5708-9594. Apresentação Laboratório Orgânico Apresentação O Laboratório Orgânico é um jogo de tabuleiro que tem como objetivo ensinar, de forma lúdica, a associação dos compostos pertencentes às funções orgânicas: ácido orgânico,

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES E JOGOS: MATERIAL DOURADO E OUTROS RECURSOS

CADERNO DE ATIVIDADES E JOGOS: MATERIAL DOURADO E OUTROS RECURSOS SECRETARIA DE EDUCAÇÃO / DIRETORIA PEDAGÓGICA GERÊNCIA DE ENSINO FUNDAMENTAL CADERNO DE ATIVIDADES E JOGOS: MATERIAL DOURADO E OUTROS RECURSOS Regina Aparecida de Oliveira Assessoria Pedagógica de Matemática

Leia mais