1 - Publituris, , Viagens e Turismo avaliados em 3 mil ME

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1 - Publituris, 23-02-2007, Viagens e Turismo avaliados em 3 mil ME"

Transcrição

1 Noticias APAVT - Fevereiro 2007

2 Revista de Imprensa Publituris, , Viagens e Turismo avaliados em 3 mil ME 2 - Diário Económico, , Segmento de negócios representa metade do turismo em Portugal 3 - Jornal da Madeira, , APAVT lança anuário Expresso, , A transportadora faliu, o bilhete voou Tribuna da Madeira, , Turismo vai beneficiar com Portugal na presidência da União Europeia 6 - Correio da Manhã, , Turismo quer aproveitar a presidência portuguesa 7 - Diário XXI, , Presidência portuguesa da UE 8 - Atlântico Expresso, , Passageiros sem direitos 9 - DN Madeira, , Falências preocupam agentes de viagens 10 - Jornal de Negócios, , Passageiros de companhias aéreas sem protecção 11 - Turisver, , Quer maior protecção para passageiros aéreos 12 - Jornal da Madeira, , Agências reclamam protecção 13 - JN - Edição Centro, , Passageiros sem direitos no caso de falência de companhias aéreas 14 - Jornal de Notícias.pt, , Passageiros sem direitos no caso de falência de companhias aéreas 15 - turisver.com, , APAVT apela a mais protecção aos passageiros de companhias falidas 16 - ambitur.pt, , APAVT condena inoperância da CE quanto a falência de transportadoras aéreas 17 - Público.pt, , Agências de viagens querem seguros para falência de companhias aéreas 18 - Viajar, , Falências na aviação deixam passageiros sem apoio: Mecanismo de protecção urgente

3 3

4 4

5 5

6 6

7 7

8 8

9 9

10 10

11 11

12 12

13 13

14 14

15 15

16 16

17 17

18 18

19 19

20 20

21 Jornal de Notícias.pt, Passageiros sem direitos no caso de falência de companhias aéreas joão girão / arquivo jn Entre 2000 e 2005, foram afectados 63 mil passageiros Ricardo David Lopes Os consumidores não estão protegidos em caso de falência das companhias aéreas, alertou ontem a Confederação Europeia das Agências de Viagens (ECTAA). Em comunicado difundido pela associação portuguesa do sector (APAVT), lamenta que a Comissão Europeia (CE) não tome medidas "firmes" e apela à criação de um "plano de contingência" para protecção dos consumidores. Segundo a ECTAA, "quando as companhias aéreas declaram falência ou cessam operações, os passageiros não dispõem de qualquer recurso para recuperar o valor do bilhete que não chegaram a usar ou mesmo a ser repatriados se já estão no estrangeiro". A situação, sublinha a associação, voltou a ganhar relevo com as falências recentes da Air Madrid e Club Air, que deixaram centenas de passageiros sem soluções. Apesar de, entre 2000 e 2005, terem falido, segundo dados da União Europeia, cerca de 50 companhias, deixando mais de 63 mil passageiros fora dos seus países, Bruxelas não toma medidas, lamenta a ECTAA, assumindo-se "desapontada" com a CE, que se limita a prometer fazer "um controlo mais apertado da solidez financeira das companhias". A ECTAA também lamenta que a associação internacional das companhias aéreas não crie contas cativas para devolver o valor dos bilhetes, sistema que os agentes de viagens, por exemplo, têm de manter. Segundo o porta-voz da APAVT, os consumidores só estão protegidos da falência das companhias aéreas se o bilhete em causa tiver sido comprado num pacote de férias. "Neste caso, a agência é obrigada a devolver o valor", ou directamente, ou por via da caução que é obrigada a depositar junto da Direcção-Geral de Turismo no momento em que inicia actividade e que pode ser accionada. Caso o bilhete tenha sido comprado fora de um pacote - ou directamente junto da companhia -, a agência não tem de devolver a importância, alerta. Para Paulo Fonseca, da Deco, os consumidores estão "desprotegidos" pela Lei em vigor. "Podem reclamar judicialmente, invocando a falência, e exigir os seus créditos, mas é um processo demorado e dispendioso que nem dá garantia de devolução integral do dinheiro", alerta. É que, entrando neste processo, o consumidor é integrado na assembleia de credores, onde estão fornecedores, trabalhadoras da companhia e todas as partes. "Cada um recebe na proporção da sua dívida, se houver bens da companhia para vender", lembra o jurista, que defende a obrigatoriedade de também as companhias terem um sistema de garantias, para salvaguardar os consumidores que são a "parte mais fraca" nestes processos. Em Portugal, a falência da Air Luxor suscitou "algumas queixas" na Deco, mas a associação nada pode fazer. "Explicámos que as pessoas teriam de reclamar a devolução judicialmente", disse o responsável. O JN questionou a TAP sobre os mecanismos de protecção do consumidor, mas não teve resposta até ao fecho da edição. 21

22 turisver.com, APAVT apela a mais protecção aos passageiros de companhias falidas A Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo alerta para a necessidade de mecanismos de protecção a estes passageiros. A confederação europeia de associações de agências, ECTAA declara-se desapontada com a falta de uma acção firme por parte da Comissão Europeia. A IATA é também alvo de críticas. Em comunicado da APAVT pode-se ler que quando as companhias aéreas declaram falência ou cessam operações, os passageiros não dispõem de qualquer recurso para recuperar o valor do bilhete que não chegaram a utilizar ou mesmo a ser repatriados se já estão no estrangeiro. A Associação sublinha que, num contexto de mais 50 companhias aéreas falidas desde o ano 2000, continua a não existir qualquer mecanismo que proteja os passageiros destas situações. Entre 2000 e 2005 foram 63 mil os passageiros que se viram sem voo de regresso a casa devido a estas falências. Os dados são de um estudo da União Europeia, que conclui que o risco de falência tem vindo a aumentar, existindo assim argumentos para a implementação de um mecanismo de protecção ao passageiro. Quanto à ECTAA, que a APAVT integra, está desapontada com a falta de uma acção firme da Comissão Europeia a este respeito. Apesar de a Comissão Europeia se propor fazer um controle mais apertado da solidez financeira das companhias aéreas, a APAVT sublinha que isto não previne nem a sua falência nem garante qualquer protecção ao dinheiro dos passageiros. Também alvo de críticas é a IATA, Associação Internacional do Transporte Aéreo, que a ECTAA critica por não criar automaticamente contas cativas para a devolução do valor do valor dos bilhetes em caso de falência de uma companhia aérea. Como exemplo aponta-se o caso recente da falência da Air Madrid, no qual os agentes de viagens foram forçados a liquidar cerca de 30 milhões de dólares (23 milhões de euros) relativos às vendas de Novembro e duas horas depois de o dinheiro ser transferido a transportadora anunciou a suspensão de todas as suas operações: No comunicado lamenta-se ainda o abandono, por pressão das transportadoras, de uma taxa de protecção sobre os bilhetes emitidos através do BSP. Jan Van Steen, presidente da ECTAA, afirma que a suspensão de operações da Air Madrid e da italiana Club Air foi a última gota de água, e que é necessário um plano de contingência, para assegurar uma protecção adequada aos nossos clientes em caso de falência de uma companhia aérea. Van Steen realça ainda que se as agências e operadores são obrigados a apresentar garantias financeiras, não existe qualquer protecção contra a falências das companhias aéreas. 03/02/

23 ambitur.pt, APAVT condena inoperância da CE quanto a falência de transportadoras aéreas 12:49h - 02/02/2007 A APAVT manifestou-se hoje através de um comunicado divulgado à imprensa sobre a questão da falência das transportadoras aéreas e a falta de protecção dos viajantes nestes casos. A Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) e a ECTAA (Confederação das associações de agências de viagens europeias) mostram-se desapontadas com a falta de uma acção firma da Comissão Europeia quanto ao facto de os passageiros não disporem de qualquer recurso para recuperar o valor do bilhete ou quanto ao facto de os turistas não serem repatriados do estrangeiro se a companhia abrir falência ou cessar funções. De acordo com um estudo encomendado pela União Europeia, 50 companhias aéreas declararam falência no período de cinco anos entre 2000 e 2005, deixando mais de passageiros fora dos seus países sem assegurar o seu regresso a casa. A CE propõe-se fazer um controlo mais apertado da solidez financeira das companhias aéreas, mas isto não previne nem a sua falência nem garante qualquer protecção ao dinheiro dos passageiros. A ECTAA também lamenta que a IATA (Associação Internacional do Transporte Aéreo) não crie automaticamente contas cativas para a devolução do valor dos bilhetes em caso de falência de uma companhia aérea. 23

24 Público.pt, Agências de viagens querem seguros para falência de companhias aéreas Segundo a APAVT h37&#160 Lusa A confederação europeia representativa das agências de viagens, que integra a associação portuguesa, defendeu hoje a necessidade da criação pela União Europeia de mecanismos protectores dos passageiros afectados pela falência de companhias aéreas. Num comunicado divulgado pela Associação Portuguesa das Agência de Viagens e Turismo (APAVT), é referido que, "apesar da falência de mais de 50 companhias aéreas desde 2000, como a espanhola Air Madrid e a italiana Club Air", continua a não existir "qualquer mecanismo que proteja os passageiros destas situações". A confederação europeia, ECTAA, "está desapontada com a falta de uma acção firme da Comissão Europeia a este respeito" e lamenta que a IATA (associação internacional do transporte aéreo) "não crie automaticamente contas cativas para a devolução do valor dos bilhetes em caso de falência de uma companhia aérea". "Precisamos de um plano de contingência para assegurar uma protecção adequada aos nossos clientes em caso de falência de uma companhia aérea", defende o presidente da ECTAA, Jan Van Steen. Envie a um amigo Escreva-nos Comente este artigo 24

25 25

1 - ambitur.pt, 27-01-2007, Porto Santo vai receber Congresso da APAVT em 2008? 2 - Diário de Viseu, 25-01-2007, Bolsa de Turismo de Lisboa

1 - ambitur.pt, 27-01-2007, Porto Santo vai receber Congresso da APAVT em 2008? 2 - Diário de Viseu, 25-01-2007, Bolsa de Turismo de Lisboa Notícias APAVT - Janeiro 2007 Revista de Imprensa 03-10-2007 1 - ambitur.pt, 27-01-2007, Porto Santo vai receber Congresso da APAVT em 2008? 2 - Diário de Viseu, 25-01-2007, Bolsa de Turismo de Lisboa

Leia mais

1 - ambitur.pt, 23-02-2009, Agências registam quebra na procura para Carnaval

1 - ambitur.pt, 23-02-2009, Agências registam quebra na procura para Carnaval Noticias APAVT - Fevereiro 2009 Revista de Imprensa 08-04-2009 1 - ambitur.pt, 23-02-2009, Agências registam quebra na procura para Carnaval 2 - Presstur.com, 22-02-2009, APAVT estima numa centena o número

Leia mais

3 - Presstur.com, 30-11-2006, O caminho das agências médias é união e especialização

3 - Presstur.com, 30-11-2006, O caminho das agências médias é união e especialização Noticias APAVT - Novembro 2006 Revista de Imprensa 12-01-2007 1 - ambitur.pt, 30-11-2006, APAVT fecha acordo histórico com Sindicato dos Trabalhadores das Agências de Viagens 2 - OJE, 30-11-2006, «Operadores

Leia mais

Michel De Blust: "O conceito-chave para a Distribuição é a Adaptabilidade" Entrevista: Paulo Brehm Fotos: Rafael G. Antunes

Michel De Blust: O conceito-chave para a Distribuição é a Adaptabilidade Entrevista: Paulo Brehm Fotos: Rafael G. Antunes O retalho tem futuro desde que se saiba adaptar, os pacotes tradicionais estão a ser ameaçados pelos pacotes dinâmicos, os operadores estão a diversificar canais de vendas. As Low Costs vieram para ficar

Leia mais

entre o Senhor Secretário Regional da Economia, Vasco Cordeiro, e o Senhor Ministro da Economia e Trabalho, Álvaro dos Santos Pereira, tendo

entre o Senhor Secretário Regional da Economia, Vasco Cordeiro, e o Senhor Ministro da Economia e Trabalho, Álvaro dos Santos Pereira, tendo Exma. Senhora Presidente da Assembleia Ex. mas Senhoras e Senhores Deputados. Ex. mo Senhor Presidente do Governo, Senhoras e Senhores membros do Governo, Foi no dia 18 Agosto de 2011, em Lisboa, que ocorreu

Leia mais

Famílias falidas esquecem-se do perdão do resto da dívida

Famílias falidas esquecem-se do perdão do resto da dívida Famílias falidas esquecem-se do perdão do resto da dívida ENDIVIDAMENTO DAS FAMÍLIAS Tem meio ano para pedir insolvência Nem sempre é fácil perceber quando se entra em insolvência. Raul Gonzalez dá um

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 Resumo de Imprensa Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Não espero mais surpresas no BCP (págs. 1, 4 a 9) A nova administração pede 1,3 mil milhões de euros aos accionistas e cancela

Leia mais

Defesa do Consumidor na União Europeia

Defesa do Consumidor na União Europeia PUBLICADO NA EDIÇÃO IMPRESSA SEGUNDA-FEIRA, 27 DE MAIO DE 2013 POR JM Defesa do Consumidor na União Europeia O direito comunitário também protege os consumidores em caso de encomendas por via postal, pela

Leia mais

DIREITOS DOS PASSAGEIROS DOS TRANSPORTES AÉREOS FORMULÁRIO DE RECLAMAÇÃO UE

DIREITOS DOS PASSAGEIROS DOS TRANSPORTES AÉREOS FORMULÁRIO DE RECLAMAÇÃO UE DIREITOS DOS PASSAGEIROS DOS TRANSPORTES AÉREOS FORMULÁRIO DE RECLAMAÇÃO UE ESTE FORMULÁRIO PODE SER UTILIZADO PARA APRESENTAR UMA RECLAMAÇÃO JUNTO DE UMA TRANSPORTADORA AÉREA E/OU DE UM ORGANISMO NACIONAL

Leia mais

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS?

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? HOTEL TIVOLI LISBOA, 18 de Maio de 2005 1 Exmos Senhores ( ) Antes de mais nada gostaria

Leia mais

Congresso regressa à Madeira

Congresso regressa à Madeira 17 Vida Associativa APAVT SOLIDÁRIA COM REGIÃO Congresso regressa à Madeira Contribuir para o rápido regresso à normalidade do negócio turístico na Madeira foi a primeira preocupação da APAVT na sequência

Leia mais

Conheça os seus direitos em caso de: Recusa de embarque Cancelamento de voo Atrasos prolongados Colocação em classe inferior Viagens organizadas

Conheça os seus direitos em caso de: Recusa de embarque Cancelamento de voo Atrasos prolongados Colocação em classe inferior Viagens organizadas OS DIREITOS DOS PASSAGEIROS DE TRANSPORTE AÉREO AS NOVAS REGRAS Dia 17 de Fevereiro entra em vigor o Regulamento (CE) n.º 261/2004, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 11 de Fevereiro de 2004, que

Leia mais

1. (PT) - Jornal de Notícias, 01/08/2014, Viaturas médicas mais disponíveis para acidentes 1

1. (PT) - Jornal de Notícias, 01/08/2014, Viaturas médicas mais disponíveis para acidentes 1 01-08-2014 Revista de Imprensa 01-08-2014 1. (PT) - Jornal de Notícias, 01/08/2014, Viaturas médicas mais disponíveis para acidentes 1 2. (PT) - Diário de Notícias, 01/08/2014, 1,3 milhões de utentes sem

Leia mais

Restituição de cauções aos consumidores de electricidade e de gás natural Outubro de 2007

Restituição de cauções aos consumidores de electricidade e de gás natural Outubro de 2007 Restituição de cauções aos consumidores de electricidade e de gás natural Outubro de 2007 Ponto de situação em 31 de Outubro de 2007 As listas de consumidores com direito à restituição de caução foram

Leia mais

RISCO DAS AGÊNCIAS DE TURISMO NO BRASIL x FUNDO GARANTIDOR DE PORTUGAL.

RISCO DAS AGÊNCIAS DE TURISMO NO BRASIL x FUNDO GARANTIDOR DE PORTUGAL. RISCO DAS AGÊNCIAS DE TURISMO NO BRASIL x FUNDO GARANTIDOR DE PORTUGAL. Joandre Antonio Ferraz 1 Desde a entrada em vigor do Código de Defesa do Consumidor, em março de 1991, aumentou o risco da agências

Leia mais

De entre vários direitos que o diploma contém destacamos os seguintes:

De entre vários direitos que o diploma contém destacamos os seguintes: NATAL. UMA ÉPOCA FESTIVA ONDE AS FRONTEIRAS NÃO TÊM LUGAR... Uma vez que se aproxima mais um Natal, é importante não descurar e conhecer os seus direitos. Esta quadra, ainda que nos acompanhe por poucos

Leia mais

OS DIREITOS DOS PASSAGEIROS DE TRANSPORTE AÉREO

OS DIREITOS DOS PASSAGEIROS DE TRANSPORTE AÉREO OS DIREITOS DOS PASSAGEIROS DE TRANSPORTE AÉREO Dia 17 de Fevereiro entrou em vigor o Regulamento (CE) n.º 261/2004, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 11 de Fevereiro de 2004, que estabelece regras

Leia mais

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 14 de Abril de 2008 Resumo de Imprensa Segunda-feira, 14 de Abril de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Crise custa 860 milhões aos bancos portugueses (págs. 1, 4 a 6) Quase mil milhões. É este o custo da crise internacional para os

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 822/XII/4.ª

PROJETO DE LEI N.º 822/XII/4.ª Grupo Parlamentar PROJETO DE LEI N.º 822/XII/4.ª ELIMINA AS COMISSÕES POR REEMBOLSO ANTECIPADO E DE TERMO DO CONTRATO, INSTITUINDO AINDA A OBRIGATORIEDADE E GRATUITIDADE DE EMISSÃO DO DISTRATE E DE DECLARAÇÃO

Leia mais

Apoio judiciário a Vale e Azevedo contestado em Inglaterra

Apoio judiciário a Vale e Azevedo contestado em Inglaterra Apoio judiciário a Vale e Azevedo contestado em Inglaterra Lusa, 15.03.2012 Vale e Azevedo tem vários processos pendentes em Portugal É já enorme a quantia de dinheiro dos contribuintes portugueses que

Leia mais

Considerando que a Officer S.A. Distribuidora de Produtos de Tecnologia. ( Officer ) encontra-se em processo de recuperação judicial, conforme

Considerando que a Officer S.A. Distribuidora de Produtos de Tecnologia. ( Officer ) encontra-se em processo de recuperação judicial, conforme São Paulo, 26 de outubro de 2015. C O M U N I C A D O A O S F O R N E C E D O R E S E R E V E N D A S D A O F F I C E R D I S T R I B U I D O R A Prezado Parceiro, Considerando que a Officer S.A. Distribuidora

Leia mais

Sendo manifesto que estas incertezas e insegurança económica sentidas por. milhões de cidadãos Portugueses e Europeus são um sério bloqueio para o

Sendo manifesto que estas incertezas e insegurança económica sentidas por. milhões de cidadãos Portugueses e Europeus são um sério bloqueio para o equilíbrio das famílias, crianças e jovens Europeus e Portugueses. milhões de cidadãos Portugueses e Europeus são um sério bloqueio para o milhões de cidadãos Europeus e Portugueses, o receio quanto ao

Leia mais

XXXIV Congresso APAVT - MACAU 2008

XXXIV Congresso APAVT - MACAU 2008 XXXIV Congresso APAVT - MACAU 2008 Março 2008 Revista de Imprensa 03-04-2008 1 - Presstur.com, 20-03-2008, Abreu lança programa "Macau, Estrela do Oriente" desde 1.350 euros durante o "Mundo Abreu" 2 -

Leia mais

Por Denize BACOCCINA. Isto é Dinheiro - sexta-feira, 03 de maio de 2013 Seção: Economia / Autor: Por Denize BACOCCINA

Por Denize BACOCCINA. Isto é Dinheiro - sexta-feira, 03 de maio de 2013 Seção: Economia / Autor: Por Denize BACOCCINA O poder de compra alimenta o dragão A persistência da inflação em torno de 6,5% ao ano tem um componente virtuoso: o crescimento do setor de serviços, que lidera a criação de empregos e aumenta a renda

Leia mais

Vantagem é para quem compra coberturas 'top de linha'. Planos são oferecidos por internet ou por intermédio de corretores.

Vantagem é para quem compra coberturas 'top de linha'. Planos são oferecidos por internet ou por intermédio de corretores. Seguro saúde 'importado' sai mais barato que o nacional Vantagem é para quem compra coberturas 'top de linha'. Planos são oferecidos por internet ou por intermédio de corretores. Data: 16/11/2007 Na esteira

Leia mais

O Programa experts plus é válido para o período de viagens de 01.08.2008 a 31.12.2008.

O Programa experts plus é válido para o período de viagens de 01.08.2008 a 31.12.2008. Condições de Participação no Programa experts plus Última actualização: 01 de Agosto de 2008 Com o Programa experts plus, a Deutsche Lufthansa AG (doravante designada por Lufthansa ou LH ) e a Swiss International

Leia mais

""Companhias Aéreas devem dar garantias aos passageiros"" Justin Fleming (ABTA):

Companhias Aéreas devem dar garantias aos passageiros Justin Fleming (ABTA): Justin Fleming (ABTA): As companhias aéreas devem dar garantias aos passageiros, defende o presidente da ABTA, lembrando que este é um tema pelo qual a associação dos agentes de viagens britânicos pugna

Leia mais

Bulgária. Sempre que brilha o sol

Bulgária. Sempre que brilha o sol Bulgária Sempre que brilha o sol 2007 Viaje ainda mais seguro... por apenas Quem viaja conhece as situações inesperadas, os imprevistos, os pequenos acidentes, a perda da carteira e documentos,

Leia mais

Novo Aeroporto de Lisboa e privatização da ANA

Novo Aeroporto de Lisboa e privatização da ANA Novo Aeroporto de Lisboa e privatização da ANA O turismo de Portugal não precisa de uma cidade aeroportuária nem de um mega aeroporto; O desenvolvimento do turismo de Portugal, num quadro de coesão territorial

Leia mais

I ENCONTRO NACIONAL DAS EMPRESAS DO SECTOR DA CONSTRUÇÃO E IMOBILIÁRIO Lisboa, 5 de Junho de 2012

I ENCONTRO NACIONAL DAS EMPRESAS DO SECTOR DA CONSTRUÇÃO E IMOBILIÁRIO Lisboa, 5 de Junho de 2012 I ENCONTRO NACIONAL DAS EMPRESAS DO SECTOR DA CONSTRUÇÃO E IMOBILIÁRIO Lisboa, 5 de Junho de 2012 Intervenção do Presidente da Direcção da APEGAC Associação Portuguesa da Empresas de Gestão e Administração

Leia mais

(Atos não legislativos) REGULAMENTOS

(Atos não legislativos) REGULAMENTOS L 115/12 Jornal Oficial da União Europeia 27.4.2012 II (Atos não legislativos) REGULAMENTOS REGULAMENTO DELEGADO (UE) N. o 363/2012 DA COMISSÃO de 23 de fevereiro de 2012 respeitante às normas processuais

Leia mais

PREÇO VS. SERVIÇO. Imagem das Agências de Viagens

PREÇO VS. SERVIÇO. Imagem das Agências de Viagens Análise Imagem das Agências de Viagens PREÇO VS. SERVIÇO Os portugueses que já recorreram aos serviços de uma Agência de Viagens fizeram-no por considerar que esta é a forma de reservar viagens mais fácil

Leia mais

GUIA PRÁTICO FUNDO DE GARANTIA SALARIAL INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO FUNDO DE GARANTIA SALARIAL INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO FUNDO DE GARANTIA SALARIAL INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Fundo de Garantia Salarial (2003 v4.05) PROPRIEDADE Instituto da Segurança Social, I.P. AUTOR

Leia mais

Política aeroportuária: as dúvidas e as questões

Política aeroportuária: as dúvidas e as questões Política aeroportuária: as dúvidas e as questões J. Paulino Pereira (Instituto Superior Técnico Universidade de Lisboa) Professor Universitário e Consultor 1 Sistema Aeroportuário Nacional 2 Questões levantadas

Leia mais

1 - Expresso, 29-03-2008, Dengue ataca cariocas. 2 - Publituris, 28-03-2008, APAVT vai ter concorrente?

1 - Expresso, 29-03-2008, Dengue ataca cariocas. 2 - Publituris, 28-03-2008, APAVT vai ter concorrente? Noticias APAVT - Março 2008 Revista de Imprensa 01-05-2008 1 - Expresso, 29-03-2008, Dengue ataca cariocas 2 - Publituris, 28-03-2008, APAVT vai ter concorrente? 3 - RTP 1, 25-03-2008, 08:15 - Dengue no

Leia mais

Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates

Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates 11.02.2009 1. A execução da Iniciativa para o Investimento e o Emprego A resposta do Governo à crise económica segue uma linha de

Leia mais

BCN A EXPERIÊNCIA COM A PROVEDORIA DO CLIENTE

BCN A EXPERIÊNCIA COM A PROVEDORIA DO CLIENTE BCN A EXPERIÊNCIA COM A PROVEDORIA DO CLIENTE A GABINETE DE PROVEDORIA DO CLIENTE B ESTATÍSTICAS C PRINCIPAIS MEDIDAS ADOPTADAS GABINETE DE PROVEDORIA DO CLIENTE Com o objectivo de proteger os nossos Clientes

Leia mais

VENDAS Á DISTÂNCIA. Decreto-Lei n.º 7/2004 de 07 01: Comércio Electrónico. Decreto-Lei n.º 24/2014 de 14-02: Vendas à Distância

VENDAS Á DISTÂNCIA. Decreto-Lei n.º 7/2004 de 07 01: Comércio Electrónico. Decreto-Lei n.º 24/2014 de 14-02: Vendas à Distância VENDAS Á DISTÂNCIA Enquadramento Legal Decreto-Lei n.º 7/2004 de 07 01: Comércio Electrónico Decreto-Lei n.º 24/2014 de 14-02: Vendas à Distância No que respeita à forma da contratação electrónica, estipula

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA As presentes Condições Gerais de Venda particularizadas abaixo (aqui designadas "condições gerais") determinam exclusivamente as relações contratuais entre todo cliente utilizador

Leia mais

Assunto: Condições de contrato de transporte aéreo

Assunto: Condições de contrato de transporte aéreo CIRCULAR Nº 062 / 2009 (SF) RF/MS/RC Lisboa, 14 de Agosto de 2009 Assunto: Condições de contrato de transporte aéreo Caro Associado, Tendo em consideração os deveres legais de informação para a venda de

Leia mais

Acelerar a resolução de litígios entre empresas e chamar arbitragens internacionais a Portugal são dois propósitos do novo quadro legal

Acelerar a resolução de litígios entre empresas e chamar arbitragens internacionais a Portugal são dois propósitos do novo quadro legal RESOLUÇÃO ALTERNATIVA DE LITÍGIOS Arbitragem voluntária tem nova lei a boleia da troika Acelerar a resolução de litígios entre empresas e chamar arbitragens internacionais a Portugal são dois propósitos

Leia mais

Reacções à Entrevista do Dr. Miguel Horta e Costa à Agência Lusa

Reacções à Entrevista do Dr. Miguel Horta e Costa à Agência Lusa Reacções à Entrevista do Dr. Miguel Horta e Costa à Agência Lusa 06 de Novembro de 2003 Clipping de Media (07 de Novembro de 2003) Meio: Semanário Económico Pág.: 1 Meio: Semanário Económico Pág.: 2 Meio:

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA COMISSÃO DE ASSUNTOS EUROPEUS PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 557/X/4.ª

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA COMISSÃO DE ASSUNTOS EUROPEUS PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 557/X/4.ª PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 557/X/4.ª Iniciativa Europeia Proposta de Decisão - Quadro COM (2007) 654 final SEC (2007) 1422 e 1453, relativa à utilização dos dados do Registo de Identificação de Passageiros

Leia mais

Novas regras para insolvência avançam em Maio, mas falta regular actividade dos gestores.

Novas regras para insolvência avançam em Maio, mas falta regular actividade dos gestores. Administradores de insolvência ainda sem estatuto Novas regras para insolvência avançam em Maio, mas falta regular actividade dos gestores. Económico, 23-04-12 As novas regras para o processo de insolvência

Leia mais

Perguntas e respostas sobre timeshare e produtos de férias de longa duração

Perguntas e respostas sobre timeshare e produtos de férias de longa duração MEMO/07/231 7 de Junho de 2007 Perguntas e respostas sobre timeshare e produtos de férias de longa duração Que direitos têm actualmente os consumidores relativamente aos contratos de timeshare? Em conformidade

Leia mais

Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras e Senhores Deputados, Senhor Presidente, Senhora e Senhores membros do Governo

Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras e Senhores Deputados, Senhor Presidente, Senhora e Senhores membros do Governo Intervenção Proferida pelo deputado Luís Henrique Silva, Novembro de 06, aquando da discussão do Plano e Orçamento para 2007 Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras e Senhores Deputados, Senhor Presidente,

Leia mais

Responsabilidades no crédito II

Responsabilidades no crédito II Responsabilidades no crédito II PUBLICADO NA EDIÇÃO IMPRESSA SEGUNDA-FEIRA, 26 DE MARÇO DE 2012 POR JM A Central de Responsabilidades de Crédito do Banco de Portugal tem como principal objectivo apoiar

Leia mais

Discurso de Abertura do Presidente da APAVT no 40º Congresso da Associação Pedro Costa Ferreira Évora, 5 de dezembro de 2014

Discurso de Abertura do Presidente da APAVT no 40º Congresso da Associação Pedro Costa Ferreira Évora, 5 de dezembro de 2014 Discurso de Abertura do Presidente da APAVT no 40º Congresso da Associação Pedro Costa Ferreira Évora, 5 de dezembro de 2014 (protocolo) Exmo. Senhor Vice Primeiro Ministro de Portugal, cumprimento o,

Leia mais

Venda de voos internacionais atinge em 2010 87,4% de todas as vendas BSP

Venda de voos internacionais atinge em 2010 87,4% de todas as vendas BSP Venda de voos pelas agências portuguesas acaba 2010 a cair, mas ainda fica acima de 2009 A venda de voos regulares pelas agências de viagens IATA portuguesas, um mercado que em 2008 ultrapassou os 900

Leia mais

Condições Gerais Norwegian Cruise Line

Condições Gerais Norwegian Cruise Line Condições Gerais Norwegian Cruise Line 1. CONFIRMAÇÃO DA VIAGEM A confirmação da viagem da NCL (Bahamas) Ltd., negociando como Norwegian Cruise Line (a seguir Norwegian), é a aceitação do seu pedido de

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Quarta-feira, dia 29 de Abril de 2009

RESUMO DE IMPRENSA. Quarta-feira, dia 29 de Abril de 2009 RESUMO DE IMPRENSA Quarta-feira, dia 29 de Abril de 2009 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Moody s em Lisboa para avaliar o risco da economia portuguesa. Fernando Ulrich diz que Portugal tem argumentos para evitar uma

Leia mais

Novembro 2008. XXXIV Congresso APAVT - Macau

Novembro 2008. XXXIV Congresso APAVT - Macau Novembro 2008 XXXIV Congresso APAVT - Macau Revista de Imprensa 12-12-2008 1 - RTP 1, 23-11-2008, Férias no Natal 2 - Expresso, 22-11-2008, Portugal vendido na Ásia 3 - Jornal de Notícias, 22-11-2008,

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 23 de Abril de 2008

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 23 de Abril de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO Resumo de Imprensa Quarta-feira, 23 de Abril de 2008 1. BCE ameaça subir juros para controlar preços (págs. 1 e 16) Com a subida dos preços, há uma viragem nas expectativas: em vez de

Leia mais

Bruxelas, 18 de Março de 2002

Bruxelas, 18 de Março de 2002 Bruxelas, 18 de Março de 2002 O tratado da UE institui uma política comercial comum cuja execução é da competência da Comissão Europeia : A política comercial comum assenta em princípios uniformes, designadamente

Leia mais

Intervenção do Governador Carlos da Silva Costa sobre a decisão de aplicação de uma medida de resolução ao Banco Espírito Santo, S.A.

Intervenção do Governador Carlos da Silva Costa sobre a decisão de aplicação de uma medida de resolução ao Banco Espírito Santo, S.A. 1 de 5 04-08-2014 8:34 www.bportugal.pt O Banco e o Eurosistema > Intervenções públicas Intervenção do Governador Carlos da Silva Costa sobre a decisão de aplicação de uma medida de resolução ao Banco

Leia mais

4. Síria. Repressão aumenta e EUA agravam sanções (págs. 1 e 14)

4. Síria. Repressão aumenta e EUA agravam sanções (págs. 1 e 14) RESUMO DE IMPRENSA Domingo, 01 de Maio de 2011 PÚBLICO (DOMINGO, 01) 1. Uma multidão em nome de João Paulo II. A beatificação de um papa obscurantista, ou do obreiro de um renascimento católico? (manchete,

Leia mais

Cartilha de Câmbio. Envio e recebimento de pequenos valores

Cartilha de Câmbio. Envio e recebimento de pequenos valores 2009 Cartilha de Câmbio Envio e recebimento de pequenos valores Apresentação O Banco Central do Brasil criou esta cartilha para orientar e esclarecer você, que precisa negociar moeda estrangeira, sobre

Leia mais

Santander Totta. Santander Totta. Especializado no Negócio de PME

Santander Totta. Santander Totta. Especializado no Negócio de PME Santander Totta Santander Totta Especializado no Negócio de PME O Banco Santander Totta está integrado num dos maiores Grupos Financeiros a nível Mundial. Distingue-se pela sua capacidade de oferecer as

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 18.10.2007 COM(2007) 619 final 2007/0216 (COD) Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO que altera o Regulamento (CE) n. 2252/2004 do Conselho

Leia mais

A C O R D O. a) A APAVT é uma Associação representativa dos interesses de 557 agências de viagens e turismo com sede em Portugal;

A C O R D O. a) A APAVT é uma Associação representativa dos interesses de 557 agências de viagens e turismo com sede em Portugal; ENTRE GRUPO SATA E APAVT A C O R D O CONTRATANTES: A) SATA Air Açores - Sociedade Açoriana de Transportes Aéreos, S. A., pessoa colectiva nº 5122005095 e SATA Internacional - Serviços e Transportes Aéreos,

Leia mais

Agências de Viagens e Turismo. guia para empresários e empreendedores

Agências de Viagens e Turismo. guia para empresários e empreendedores Agências de Viagens e Turismo guia para empresários e empreendedores Agências de Viagens e Turismo guia para empresários e empreendedores Índice pág. 1. Viagens Turísticas 5 2. Agências de Viagens e Turismo

Leia mais

Recomendação n.º 8 /B/2004 [art.º 20.º, n.º 1, alínea b), da Lei n.º 9/91, de 9 de Abril]

Recomendação n.º 8 /B/2004 [art.º 20.º, n.º 1, alínea b), da Lei n.º 9/91, de 9 de Abril] Número: 8/B/2004 Data: 17-06-2004 Entidade visada: Ministra da Justiça Assunto: Código das Custas Judiciais Prazo de validade dos cheques. Decreto n.º 12 487, de 14 de Outubro de 1926 Prazo de reclamação

Leia mais

Decreto-Lei n. o 221/2000 09-09-2000

Decreto-Lei n. o 221/2000 09-09-2000 Decreto-Lei n. o 221/2000 09-09-2000 Assunto: Transpõe para a ordem jurídica interna, apenas no que aos sistemas de pagamento diz respeito, a Diretiva n.º 98/26/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho,

Leia mais

REGRAS DE EXECUÇÃO DA DECISÃO N.º 32/2011 RELATIVA AO REEMBOLSO DAS DESPESAS DE VIAGEM DOS DELEGADOS DOS MEMBROS DO CONSELHO

REGRAS DE EXECUÇÃO DA DECISÃO N.º 32/2011 RELATIVA AO REEMBOLSO DAS DESPESAS DE VIAGEM DOS DELEGADOS DOS MEMBROS DO CONSELHO REGRAS DE EXECUÇÃO DA DECISÃO N.º 32/2011 RELATIVA AO REEMBOLSO DAS DESPESAS DE VIAGEM DOS DELEGADOS DOS MEMBROS DO CONSELHO Bruxelas, 1 de Março de 2011 SN 1704/11 1. INTRODUÇÃO O presente documento descreve

Leia mais

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições 1997R2027 PT 30.05.2002 001.001 1 Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições B M1 REGULAMENTO (CE) N. o 2027/97 DO CONSELHO de 9 de Outubro de 1997 relativo à

Leia mais

ANÚNCIO PRELIMINAR DE LANÇAMENTO DE OFERTA PÚBLICA GERAL DE AQUISIÇÃO DE ACÇÕES REPRESENTATIVAS DO CAPITAL SOCIAL DA PORTUGAL TELECOM, SGPS, SA.

ANÚNCIO PRELIMINAR DE LANÇAMENTO DE OFERTA PÚBLICA GERAL DE AQUISIÇÃO DE ACÇÕES REPRESENTATIVAS DO CAPITAL SOCIAL DA PORTUGAL TELECOM, SGPS, SA. SONAECOM, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta Sede: Lugar do Espido, Via Norte, Maia Pessoa Colectiva nº 502 028 351 Matriculada na Conservatória de Registo Comercial da Maia sob o nº 45 466 Capital Social

Leia mais

COMISSÃO EUROPEIA. Bruxelas, 20-08-2003 C (2003) 3103

COMISSÃO EUROPEIA. Bruxelas, 20-08-2003 C (2003) 3103 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 20-08-2003 C (2003) 3103 Objecto: Auxílio estatal n.º NN 173/01 - Portugal - Prorrogação do dispositivo de cobertura dos riscos inerentes ao transporte aéreo com a garantia

Leia mais

XXXVII Congresso Nacional APAVT - Turismo: Prioridade Nacional Viseu, 01 a 04 de Dezembro de 2011. Diogo Gaspar Ferreira

XXXVII Congresso Nacional APAVT - Turismo: Prioridade Nacional Viseu, 01 a 04 de Dezembro de 2011. Diogo Gaspar Ferreira XXXVII Congresso Nacional APAVT - Turismo: Prioridade Nacional Viseu, 01 a 04 de Dezembro de 2011 Diogo Gaspar Ferreira 1. PONTOS FRACOS E FORTES DO TURISMO RESIDENCIAL PORTUGUÊS 2. PLANO ESTRATÉGICO A

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO LICENCIATURA EM GESTÃO LICENCIATURA EM MAEG LICENCIATURA EM FINANÇAS

INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO LICENCIATURA EM GESTÃO LICENCIATURA EM MAEG LICENCIATURA EM FINANÇAS INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO LICENCIATURA EM GESTÃO LICENCIATURA EM MAEG LICENCIATURA EM FINANÇAS CONTABILIDADE GERAL I III - CADERNO DE EXERCÍCIOS Terceiros e Antecipações Exercício 17 A empresa

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 378/XII/2.ª INTRODUZ O REGIME FACULTATIVO DE CONTABILIDADE DE CAIXA DO IVA PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

PROJETO DE LEI N.º 378/XII/2.ª INTRODUZ O REGIME FACULTATIVO DE CONTABILIDADE DE CAIXA DO IVA PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Grupo Parlamentar PROJETO DE LEI N.º 378/XII/2.ª INTRODUZ O REGIME FACULTATIVO DE CONTABILIDADE DE CAIXA DO IVA PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Exposição de motivos As micro, pequenas e médias empresas

Leia mais

Data de Entrada das Inscrições Artigo 2º Para efeitos de estabelecer a ordem de entrada da Inscrição, considera-se a data do envio do e-mail.

Data de Entrada das Inscrições Artigo 2º Para efeitos de estabelecer a ordem de entrada da Inscrição, considera-se a data do envio do e-mail. Regulamento para Inscrições Carnaval na Neve 10 Preâmbulo Este regulamento visa estabelecer os critérios de inscrição (Carnaval na Neve), nomeadamente em relação aos pagamentos, devoluções, cheques, entrada

Leia mais

COORDENADAS. DURAÇÃO: 6 noites NR. PARTICIPANTES: 20 a 30 TIPOLOGIA DE QUARTO: DBLS/SGLS DATA: 17 a 24 Outubro 2010

COORDENADAS. DURAÇÃO: 6 noites NR. PARTICIPANTES: 20 a 30 TIPOLOGIA DE QUARTO: DBLS/SGLS DATA: 17 a 24 Outubro 2010 COORDENADAS DURAÇÃO: 6 noites NR. PARTICIPANTES: 20 a 30 TIPOLOGIA DE QUARTO: DBLS/SGLS DATA: 17 a 24 Outubro 2010 País de beleza natural, em plena reconstrução, com gente afável e alegre PROGRAMA PRELIMINAR

Leia mais

Serviço de Intervenção e Cobranças Condições do Serviço de Intervenção e Cobranças

Serviço de Intervenção e Cobranças Condições do Serviço de Intervenção e Cobranças Serviço de Intervenção e Cobranças Condições do Serviço de Intervenção e Cobranças A Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã, através do seu Departamento Jurídico e Fiscal, presta auxílio a empresas

Leia mais

Decreto-Lei n.º 221/2000, de 9 de Setembro *

Decreto-Lei n.º 221/2000, de 9 de Setembro * Decreto-Lei n.º 221/2000, de 9 de Setembro * O presente diploma transpõe para a ordem jurídica interna, apenas no que aos sistemas de pagamentos diz respeito, a Directiva n.º 98/26/CE, do Parlamento Europeu

Leia mais

XXXIII Congresso APAVT - 2007

XXXIII Congresso APAVT - 2007 XXXIII Congresso APAVT - 2007 Dossier Imprensa - Novembro 2007 Revista de Imprensa 20-12-2007 1 - Diário Digital.pt, 30-11-2007, Turismo: APAVT analisa em Búzios evolução do sector 2 - Diário Digital.pt,

Leia mais

Seminário Nacional Direito da Agricultura e da Produção Agroindustrial. Faculdade da Universidade de Direito de Coimbra 9 de Outubro de 2015

Seminário Nacional Direito da Agricultura e da Produção Agroindustrial. Faculdade da Universidade de Direito de Coimbra 9 de Outubro de 2015 Seminário Nacional Direito da Agricultura e da Produção Agroindustrial Faculdade da Universidade de Direito de Coimbra 9 de Outubro de 2015 A política agrícola comum e o Programa de Desenvolvimento Rural

Leia mais

EMPRÉSTIMO OBRIGACIONISTA GALP ENERGIA 2013/2018 FICHA TÉCNICA. Galp Energia, SGPS, S.A. Euro. 100.000 (cem mil euros) por Obrigação.

EMPRÉSTIMO OBRIGACIONISTA GALP ENERGIA 2013/2018 FICHA TÉCNICA. Galp Energia, SGPS, S.A. Euro. 100.000 (cem mil euros) por Obrigação. EMPRÉSTIMO OBRIGACIONISTA GALP ENERGIA 2013/2018 FICHA TÉCNICA ENTIDADE EMITENTE: MODALIDADE: MOEDA: MONTANTE DA EMISSÃO: REPRESENTAÇÃO: VALOR NOMINAL: PREÇO DE SUBSCRIÇÃO: Galp Energia, SGPS, S.A. Emissão

Leia mais

Manual de GUIA PRÁTICO ADOÇÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P. ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/13

Manual de GUIA PRÁTICO ADOÇÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P. ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/13 Manual de GUIA PRÁTICO ADOÇÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/13 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Adoção (32 V4.08) PROPRIEDADE Instituto da Segurança Social,

Leia mais

EFA- TÉCNICO DE CONTABILIDADE UFCD 567 NOÇÕES DE FISCALIDADE

EFA- TÉCNICO DE CONTABILIDADE UFCD 567 NOÇÕES DE FISCALIDADE EFA- TÉCNICO DE CONTABILIDADE UFCD 567 NOÇÕES DE FISCALIDADE INTERPRETAÇÃO E APLICAÇÃO DA LEI FISCAL Trabalho realizado: -Patrícia Alves; -Joaquim Mira; -Maria Antónia; -Ana Maltêz; 22 de Maio de 2014

Leia mais

A crise na Zona Euro - Implicações para Cabo Verde e respostas possíveis:

A crise na Zona Euro - Implicações para Cabo Verde e respostas possíveis: A crise na Zona Euro - Implicações para Cabo Verde e respostas possíveis: Uma Mesa-Redonda Sector Público-Privado 7/10/2011 Centro de Políticas e Estratégias, Palácio do Governo, Praia. A crise na Zona

Leia mais

Defesa do Consumidor alerta para casos práticos II

Defesa do Consumidor alerta para casos práticos II Defesa do Consumidor alerta para casos práticos II PUBLICADO NA EDIÇÃO IMPRESSA TERÇA-FEIRA, 29 DE ABRIL DE 2013 POR JM As companhias aéreas não serão consideradas responsáveis se tiverem tomado todas

Leia mais

Recuperação Extrajudicial, Judicial e Falência. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Recuperação Extrajudicial, Judicial e Falência. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Recuperação Extrajudicial, Judicial e Falência Recuperação Extrajudicial, Judicial e Falência Decreto-lei nº 7.661, de 21 de junho de 1945 Lei de Falências revogado. Lei nº 11.101, de 09 de fevereiro de

Leia mais

Os momentos do Congr. Sala cheia com José Hermano Saraiva. Transporte aéreo em debate. Isabel

Os momentos do Congr. Sala cheia com José Hermano Saraiva. Transporte aéreo em debate. Isabel Os momentos do Congr Sala cheia com José Hermano Saraiva Transporte aéreo em debate 12 REVISTA APAVT JANEIRO 2007 Isabel esso da APAVT Rui Silva na defesa o Incoming arata a anfitriã REVISTA APAVT JANEIRO

Leia mais

Têxteis: Pinho enaltece recuperação competitiva do sector

Têxteis: Pinho enaltece recuperação competitiva do sector MEDIA: Agência Lusa Data publicação: 23Out Página: Jornalista: Data Recolha: 23Out Data Evento: 23 Out Têxteis: Pinho enaltece recuperação competitiva do sector 23 de Outubro de 20, 17:15 Famalicão, 23

Leia mais

b) Envio e Inscrição: A intenção da inscrição deverá ser enviada através do e-mail aferreira.neve@gmail.com

b) Envio e Inscrição: A intenção da inscrição deverá ser enviada através do e-mail aferreira.neve@gmail.com Carnaval na Neve 12 Regulamento para Inscrições Preâmbulo Este regulamento visa estabelecer os critérios de inscrição (Carnaval na Neve), nomeadamente em relação aos pagamentos, devoluções, cheques, entrada

Leia mais

Resumo de Imprensa. Dos dias, 5 e 6 de Abril de 2008

Resumo de Imprensa. Dos dias, 5 e 6 de Abril de 2008 Resumo de Imprensa Dos dias, 5 e 6 de Abril de 2008 JORNAL DE NOTÍCIAS (dia, 6) 1. Teixeira dos Santos não partilha pessimismo sobre crise económica (pág. 25) Ministro das Finanças acompanha a crise internacional

Leia mais

PORTUGAL INDEPENDENTE, DENTRO OU FORA DO EURO, ACABOU. DENUNCIEI, BUT... NINGUÉM LIGOU - MALDITOS!

PORTUGAL INDEPENDENTE, DENTRO OU FORA DO EURO, ACABOU. DENUNCIEI, BUT... NINGUÉM LIGOU - MALDITOS! PORTUGAL INDEPENDENTE, DENTRO OU FORA DO EURO, ACABOU. DENUNCIEI, BUT... NINGUÉM LIGOU - MALDITOS! FINISPORTUGAL! PRIVATIZAÇÕES. (Publicado em 20 Dezembro 2012) 1- Conceito Estratégico de Defesa Naciona

Leia mais

Os Direitos do Consumidor:

Os Direitos do Consumidor: DIREITOS E DEVERES Segundo a legislação, consumidores são todas as pessoas que compram bens para uso pessoal, a alguém que faça da venda a sua profissão. A Lei n.º 24/96, de 31 de Julho estabelece os direitos

Leia mais

Glossário da crise financeira

Glossário da crise financeira Glossário da crise financeira Focus A crise financeira que teve início em 2008 com a falência do banco de investimento norte-americano Lehman Brothers alastrou-se a todo o mundo e transformou-se na pior

Leia mais

Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão. Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão

Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão. Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão Diário de noticias, por Hugo Filipe Coelho 17-10-11 Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão Dinheiro público. PSD e CDS

Leia mais

CARTÕES UNIBANCO APRESENTAÇÃO

CARTÕES UNIBANCO APRESENTAÇÃO CARTÕES UNIBANCO APRESENTAÇÃO A UNICRE UNICRE Instituição Financeira de Crédito, S.A Especialista em cartões de pagamento desde 1974 Sede: Av. António Augusto de Aguiar, 122 Lisboa www.unicre.pt Emissora

Leia mais

1. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 1. 2. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 2

1. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 1. 2. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 2 Radios_25_Maio_2015 Revista de Imprensa 1. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 1 2. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 2 3. PS quer alterar o Código do IVA,

Leia mais

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior REGULAMENTO DE ACÚMULO DE PONTOS NO PROGRAMA BRADESCO COM TRANSFERÊNCIA PARA O PROGRAMA FIDELIDADE

Leia mais

Seja bem-vindo à página do Provedor do estudante da Escola Superior de Enfermagem de São José de Cluny.

Seja bem-vindo à página do Provedor do estudante da Escola Superior de Enfermagem de São José de Cluny. Provedor do Estudante Seja bem-vindo à página do Provedor do estudante da Escola Superior de Enfermagem de São José de Cluny. Ao Provedor do Estudante cabe promover e defender os direitos e interesses

Leia mais

Autor: Deputado Paulo Campos. passageiros e respetiva bagagem [COM(2013)1301. Comissão de Economia e Obras Públicas

Autor: Deputado Paulo Campos. passageiros e respetiva bagagem [COM(2013)1301. Comissão de Economia e Obras Públicas 1 1 1 1 1 1 1 1111111 1 1 1 Í 1 1 1 1 1 74ssJEMBLF:IA [)A EPÚBL1CA Parecer da Comissão de Economia e Obras Públicas Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO que altera o Regulamento

Leia mais

Responsabilidade Social Shareholders vs Stakeholders: A experiência Groundforce. Ângelo Esteves 16 de Maio de 2005

Responsabilidade Social Shareholders vs Stakeholders: A experiência Groundforce. Ângelo Esteves 16 de Maio de 2005 Responsabilidade Social Shareholders vs Stakeholders: A experiência Groundforce Ângelo Esteves 16 de Maio de 2005 O conceito de criação de valor por parte de uma empresa pode ser vista em várias perspectivas

Leia mais

6 INTERMEDIÁRIOS FINANCEIROS

6 INTERMEDIÁRIOS FINANCEIROS 6. INTERMEDIÁRIOS FINANCEIROS 6. Intermediários Financeiros O QUE SÃO INTERMEDIÁRIOS FINANCEIROS? Intermediários financeiros são as empresas prestadoras dos serviços que permitem aos investidores actuar

Leia mais

em nada nem constitui um aviso de qualquer posição da Comissão sobre as questões em causa.

em nada nem constitui um aviso de qualquer posição da Comissão sobre as questões em causa. DOCUMENTO DE CONSULTA: COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO EUROPEIA SOBRE OS DIREITOS DA CRIANÇA (2011-2014) 1 Direitos da Criança Em conformidade com o artigo 3.º do Tratado da União Europeia, a União promoverá os

Leia mais

VALORES ABAIXO EM US$ POR PESSOA

VALORES ABAIXO EM US$ POR PESSOA SOUTH BEACH HOTEL O South Beach Hotel fica localizado no coração da costa sul de Barbados, em frente à praia de Accra. Com conforto e comodidade o hotel dispõe de uma piscina, salas de reuniões, lavanderia,

Leia mais

GUIA PRÁTICO SUBSÍDIO DE FUNERAL

GUIA PRÁTICO SUBSÍDIO DE FUNERAL Manual de GUIA PRÁTICO SUBSÍDIO DE FUNERAL INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/8 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Subsídio de Funeral (4003 v4.15) PROPRIEDADE Instituto

Leia mais