Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas"

Transcrição

1 Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas LGN SEMINÁRIOS EM GENÉTICA E MELHORAMENTO DE PLANTAS Melhoramento do Maracujá: Avanços e Perspectivas Aluno: Marcelo Fideles Braga Orientador: Maria Lúcia Carneiro Vieira Departamento de Genética Avenida Pádua Dias, 11 - Caixa Postal 83, CEP: Piracicaba - São Paulo - Brasil Telefone: (0xx19) / 4125 / Fax: (0xx19)

2 Introdução Passifloras: breve histórico Melhoramento no Brasil Principais Cultivares Perspectivas 13:27 2

3 Introdução Família Passifloraceae 12 gêneros e 596 espécies Gênero Passiflora 420 espécies no mundo Brasil: >150 espécies Maracujá Amarelo P. edulis f. flavicarpa Deg Brasil (IBGE, 2008): 49 mil ha 684 mil t R$484 milhões (valor da produção) 13:27 3

4 Maracujá Azedo: Panorama Mundial de Produção (t) em 2001 EUA Asia Outros Países Latinos Colombia Equador Peru Brasil Africa Total Mundial Australia, Nova Zelandia Fonte: 13:27 4

5 Passifloras: breve histórico Séc. XV Descobrimento do Novo Mundo Várias espécies americanas difundidas na Europa 13:27 5

6 Passifloras: breve histórico Maracujá Roxo Séc. XIX Descrição de Passiflora edulis Popularização na Europa Difusão e cultivo na Austrália e Hawaii Séc. XX Expanção até 1943 Fusariose na Austrália e Hawaii Passiflora edulis Sims (1818) Maracujá roxo Passiflora edulis silvestres no Brasil (roxo e amarelo) Maxwell Masters (1872) in Flora Brasiliensis 13:27 6

7 Passifloras: breve histórico Maracujá Amarelo Séc. XX Introdução Austrália (1915) Introdução Hawaii (1923) Descrição (1932) Expanção entre 1950 e 1970 Produção Industrial Brasil: 1970 Passiflora edulis f. Flavicarpa Deg (1932) Maracujá Amarelo 13:27 7

8 Melhoramento no Brasil Década de 1980 Formação de Bancos de Germoplasma UNESP (caracterização e introdução de espécies silvestres, acessos regionais e acessos de outros países) Seleção massal e seleção recorrente: Seleção Maguary (Bioplanta e Maguary) Seleção SulBrasil (produtores) 13:27 8

9 Cultivar ou Seleção FB100 - Maguary Peso Fruto g 95,7 Rendimento Polpa % 34,1 Acidez Total % 6,4 Grau Brix % 17,4 Produtividade Sequeiro t/há/ano 28,1 Diametro Longitudinal cm 7,8 Diam Transversal cm 7 Espessura casca mm 6 No. Sementes/Fruto unidade 291 Responsável Flora Brasil Fonte : Melo, 1999, em Brasília-DF Maguary 13:27 9

10 Marília Sul Brasil Cultivar ou Seleção Marília Sul Brasil Peso Fruto g 118 Rendimento Polpa % 32,9 Acidez Total % 5,7 Grau Brix % 15,4 Produtividade Sequeiro t/há/ano 32,3 Diametro Longitudinal cm 8,4 Diam Transversal cm 7,4 Espessura casca mm 6 No. Sementes/Fruto unidade 342 Responsável AFRUVEC Fonte : Melo, 1999, em Brasília-DF 13:27 10

11 Melhoramento no Brasil Década de 1990 Ampliação de Bancos de Germoplasma e coleções de trabalho principalmente espécies silvestres e acessos de material cultivado) Hibridações interespecíficas Trabalhos com cultura de tecidos: micropropagação, limpeza viral, germoplasma in vitro, hibridações somáticas Primeiras transformações genéticas Seleção massal e seleção recorrente: Cultivares Registrados (primeiros) IAC Composto 27 (IAC273, IAC275 e IAC277) Amarelo (Feltrin) 13:27 11

12 Monte Alegre Cultivar ou Seleção IAC273 -Monte Alegre Peso Fruto g Rendimento Polpa % 47 Acidez Total % nf Grau Brix % 14,6 Produtividade Sequeiro t/há/ano 52 Diametro Longitudinal cm 8,8 Diam Transversal cm 7,5 Espessura casca mm nf No. Sementes/Fruto unidade nf Responsável IAC Fonte : Meletti (2000) 13:27 12

13 Maravilha Cultivar ou Seleção IAC275 - Maravilha Peso Fruto g Rendimento Polpa % 51 Acidez Total % nf Grau Brix % 14-17,6 Produtividade Sequeiro t/há/ano Diametro Longitudinal cm 8 Diam Transversal cm 6,5 Espessura casca mm <5 No. Sementes/Fruto unidade nf Responsável IAC Fonte : Meletti (2000) 13:27 13

14 Jóia Cultivar ou Seleção IAC277 - Joia Peso Fruto g 230 Rendimento Polpa % 49 Acidez Total % nf Grau Brix % Produtividade Sequeiro t/há/ano 47 Diametro Longitudinal cm 9 Diam Transversal cm 7,6 Espessura casca mm 5 No. Sementes/Fruto unidade nf Responsável IAC Fonte : Meletti (2000) 13:27 14

15 Amarelo Cultivar ou Seleção Amarelo Peso Fruto g Rendimento Polpa % nf Acidez Total % nf Grau Brix % nf Produtividade Sequeiro t/há/ano nf Diametro Longitudinal cm 6-9 Diam Transversal cm 5-8 Espessura casca mm nf No. Sementes/Fruto unidade nf Responsável Feltrin Fonte : Feltrin (2010) 13:27 15

16 Melhoramento no Brasil Década de 2000 Estudos de diversidade genética de acessos através de marcadores moleculares Diversidade genética de X. axonopodis pv. passiflorae e sua detecção molecular Acompanhamento de retrocruzamentos com marcadores moleculares Mapas de ligação de marcadores moleculares (RAPD, AFLP, SSR) Metodologias de mapeamento e análise de QTL de F1 segregante (OneMap) Mapeamento de QTL para características de produção e resistência a bacteriose Obtenção de trasngênicos com resistência a bacteriose (Atacina A) e virose (silenciameno pós-transcricional, proteína capsidial) Uso de delineamentos genéticos para estimativa de parâmetros genéticos (Delineamento I) Seleção massal e seleção recorrente Cultivares Registrados (vários registros) 13:27 16

17 Redondo Amarelo Cultivar ou Seleção Peso Fruto g 160 Rendimento Polpa % nf Acidez Total % nf Grau Brix % nf Produtividade Sequeiro t/há/ano nf Diametro Longitudinal cm nf Diam Transversal cm nf Espessura casca mm nf No. Sementes/Fruto unidade nf Responsável Agristar/Top Seed Fonte : Agristar (2010) 13:27 17

18 Gigante Amarelo Cultivar ou Seleção BRS Gigante Amarelo Peso Fruto g 120 a 350 Rendimento Polpa % 40 Acidez Total % nf Grau Brix % Produtividade Irrigado t/há/ano Diametro Longitudinal cm nf Diam Transversal cm nf Espessura casca mm nf No. Sementes/Fruto unidade nf Responsável Embrapa Cerrados Fonte : Embrapa Cerrados (2008) 13:27 18

19 Ouro Vermelho Cultivar ou Seleção BRS Ouro Vermelho Peso Fruto g 120 a 350 Rendimento Polpa % 40 Acidez Total % nf Grau Brix % Produtividade Irrigado t/há/ano 40 Diametro Longitudinal cm nf Diam Transversal cm nf Espessura casca mm nf No. Sementes/Fruto unidade nf Responsável Embrapa Cerrados Fonte : Embrapa Cerrados (2008) 13:27 19

20 Sol do Cerrado Cultivar ou Seleção BRS Sol do Cerrado Peso Fruto g Rendimento Polpa % 38 Acidez Total % nf Grau Brix % Produtividade Irrigado t/há/ano 25 a 40 Diâmetro Longitudinal cm nf Diâmetro Transversal cm nf Espessura casca mm nf No. Sementes/Fruto unidade nf Responsável Embrapa Cerrados Fonte : Embrapa Cerrados (2008) 13:27 20

21 Yellow Master Cultivar ou Seleção FB200 - Yellow Master Peso Fruto g 240 Rendimento Polpa % 36 Acidez Total % nf Grau Brix % 14 Produtividade t/há/ano 50 Diametro Longitudinal cm nf Diam Transversal cm nf Espessura casca mm nf No. Sementes/Fruto unidade nf Responsável Flora Brasil Fonte : Flora Brasil (2010) 13:27 21

22 Sol Amarelo Cultivar ou Seleção Sol Amarelo Peso Fruto g Rendimento Polpa % nf Acidez Total % nf Grau Brix % nf Produtividade Sequeiro t/há/ano nf Diametro Longitudinal cm 10 Diam Transversal cm 9 Espessura casca mm nf No. Sementes/Fruto unidade nf Responsável Feltrin Fonte : Feltrin (2010) 13:27 22

23 Ornamentais P. coccinea x P. setacea Resp. Embrapa 13:27 23

24 Perspectivas Tecnologias para criopreservação de sementes (longo prazo) Desenvolvimento de metodologias específicas para avaliação de doenças Estudo de diversidade genética dos principais patógenos Manutenção e caracterização de germoplasma in situ enfoque populacional Amplicação da resolução dos mapas de ligação, localização de QTL de características de interessse em diversas populações Refinamento de delineamentos experimentais para determinação de parâmetros genéticos e do uso de métodos de seleção assistidos por maracadores genéticos Busca por fontes de resistência horizontal (acessos de agrossistemas e silvestres) Implantação de ensaios nacionais com as principais cultivares lançadas Cultivares resistêntes à bacteriose, virose e fusariose Cultivares para mercados não tradicionais como o farmacêutico, de alimentos funcionais, de plantas ornamentais e outros nichos (p.ex. maracujá doce) Etc 13:27 24

25 Perspectivas Melhoramento do Maracujá: Avanços e Perspectivas Mercado x Ambiente (Interação Dinâmica) = Desafios da Pesquisa Agropecuária 13:27 25

RENDIMENTO DE SUCO E TEOR DE SÓLIDOS SOLÚVEIS TOTAIS EM GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO AMARELO

RENDIMENTO DE SUCO E TEOR DE SÓLIDOS SOLÚVEIS TOTAIS EM GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO AMARELO RENDIMENTO DE SUCO E TEOR DE SÓLIDOS SOLÚVEIS TOTAIS EM GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO AMARELO Orlando Maciel Rodrigues Junior 1 ; Walnice Maria Oliveira do Nascimento 2, Olivia Domingues Ribeiro 1, Juliana

Leia mais

Algumas prioridades e demandas da pesquisa relacionadas ao

Algumas prioridades e demandas da pesquisa relacionadas ao Capítulo 2 Demandas para as Pesquisas Relacionadas ao Melhoramento Genético Fábio Gelape Faleiro; José Ricardo Peixoto; Alexandre Pio Viana; Claudio Horst Bruckner; Francisco Ferraz Laranjeira; Flávio

Leia mais

Informações básicas sobre os tratos culturais do maracujá

Informações básicas sobre os tratos culturais do maracujá Informações básicas sobre os tratos culturais do maracujá Clima e solo Escolha da cultivar Fábio Gelape Faleiro Posso utilizar sementes de plantios anteriores? Tecnologia do mudão Correção e preparo do

Leia mais

MELHORAMENTO GENÉTICO do MARACUJÁ: Passado e Futuro" Laura Maria Molina Meletti Marta D. Soares-Scott Luís Carlos Bernacci Ilene Ribeiro da S.

MELHORAMENTO GENÉTICO do MARACUJÁ: Passado e Futuro Laura Maria Molina Meletti Marta D. Soares-Scott Luís Carlos Bernacci Ilene Ribeiro da S. MELHORAMENTO GENÉTICO do MARACUJÁ: Passado e Futuro" Laura Maria Molina Meletti Marta D. Soares-Scott Luís Carlos Bernacci Ilene Ribeiro da S. Passos SITUAÇÃO ATUAL DOS POMARES BRASIL : 1996 44.000 ha

Leia mais

Novas Variedades. Validação e Transferência de Tecnologia. Rogério de Sá Borges Embrapa Transferência de Tecnologia Escritório de Negócios de Campinas

Novas Variedades. Validação e Transferência de Tecnologia. Rogério de Sá Borges Embrapa Transferência de Tecnologia Escritório de Negócios de Campinas Novas Variedades Validação e Transferência de Tecnologia Rogério de Sá Borges Embrapa Transferência de Tecnologia Escritório de Negócios de Campinas Transferência de tecnologias propostas e desenvolvidas

Leia mais

maracujazeiro Guia de plantas e propágulos de

maracujazeiro Guia de plantas e propágulos de Guia de plantas e propágulos de maracujazeiro No Brasil, o maracujá-amarelo, também chamado de maracujáazedo, ocupa posição de destaque na fruticultura tropical, sobretudo na agricultura de pequeno porte.

Leia mais

Proponente: Fábio Gelape Faleiro. Instituição Executora: Embrapa Cerrados. Edital: MCT/CNPq 02/2006 Universal

Proponente: Fábio Gelape Faleiro. Instituição Executora: Embrapa Cerrados. Edital: MCT/CNPq 02/2006 Universal Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Conservação e caracterização de espécies silvestres de maracujazeiro (Passiflora spp.) e utilização potencial no melhoramento genético, como

Leia mais

Descritores. morfoagronômicos ilustrados para Passiflora spp.

Descritores. morfoagronômicos ilustrados para Passiflora spp. Descritores morfoagronômicos ilustrados para Passiflora spp. Onildo Nunes de Jesus Eder Jorge de Oliveira Fábio Gelape Faleiro Taliane Leila Soares Eduardo Augusto Girardi Editores Técnicos Empresa Brasileira

Leia mais

CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS DE DEZ ACESSOS DE

CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS DE DEZ ACESSOS DE CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS DE DEZ ACESSOS DE Passiflora nitida Kunth PROCEDENTES DO CENTRO-NORTE DO BRASIL Erivanda Carvalho Santos 1, Keize Pereira Junqueira 1, Nilton Tadeu Vilela Junqueira 1, Marcelo

Leia mais

Termos para indexação: maracujá-suspiro, Passiflora nitida, casca, propriedades funcionais

Termos para indexação: maracujá-suspiro, Passiflora nitida, casca, propriedades funcionais CARACTERIZAÇÃO DE MACRO E MICRO NUTRIENTES EM CASCAS DE FRUTOS DE MARACUJÁ-SUSPIRO (Passiflora nitida KUNTH.) André Lorena de Barros Santos 1,2, Fábio Gelape Faleiro 1, Ana Maria Costa 1, Angélica Vieira

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DE GERMOPLASMA E MELHORAMENTO GENÉTICO DO MARACUJAZEIRO ASSISTIDOS POR MARCADORES MOLECULARES

CARACTERIZAÇÃO DE GERMOPLASMA E MELHORAMENTO GENÉTICO DO MARACUJAZEIRO ASSISTIDOS POR MARCADORES MOLECULARES CARACTERIZAÇÃO DE GERMOPLASMA E MELHORAMENTO GENÉTICO DO MARACUJAZEIRO ASSISTIDOS POR MARCADORES MOLECULARES Fábio Gelape Faleiro1, Nilton Tadeu Vilela Junqueira1, Marcelo Fideles Braga1, José Ricardo

Leia mais

Importância e objetivos do melhoramento de plantas

Importância e objetivos do melhoramento de plantas Universidade Federal de Rondônia Curso de Eng. Florestal Melhoramento genético Florestal Importância e objetivos do melhoramento de plantas Emanuel Maia emanuel@unir.br www.lahorta.acagea.net Introdução

Leia mais

Programa de Pós Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas

Programa de Pós Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas Programa de Pós Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas LGN 5799 - SEMINÁRIOS EM GENÉTICA E MELHORAMENTO DE PLANTAS Aluna: Alessandra Carolina Palhares Orientadora: Profª. Drª. Maria Lucia Carneiro

Leia mais

MARCADORES MOLECULARES

MARCADORES MOLECULARES ESALQ/USP MARCADORES MOLECULARES Base genética dos marcadores e usos no melhoramento de plantas e em estudos de diversidade genética e conservação Departamento de Genética ESTUDO DIRIGIDO 1. O que são

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas

Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas LGN 5799 SEMINÁRIOS EM GENÉTICA E MELHORAMENTO DE PLANTAS O PROGRAMA DE MELHORAMENTO GENÉTICO DA BATATA DA EMBRAPA Aluno: Roberto Fritsche

Leia mais

AVALIAÇÃO FÍSICA, FÍSICO-QUÍMICA E ESTIMATIVAS DE PARÂMETROS GENÉTICOS DE 32 GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO- AZEDO CULTIVADOS NO DISTRITO FEDERAL

AVALIAÇÃO FÍSICA, FÍSICO-QUÍMICA E ESTIMATIVAS DE PARÂMETROS GENÉTICOS DE 32 GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO- AZEDO CULTIVADOS NO DISTRITO FEDERAL Original Article 360 AVALIAÇÃO FÍSICA, FÍSICO-QUÍMICA E ESTIMATIVAS DE PARÂMETROS GENÉTICOS DE 32 GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO- AZEDO CULTIVADOS NO DISTRITO FEDERAL PHYSICAL ASSESSMENT, AND PHYSICAL CHEMISTRY

Leia mais

Vitória da Conquista, 10 a 12 de maio de 2017

Vitória da Conquista, 10 a 12 de maio de 2017 1 CARACTERIZAÇÃO BIOMÉTRICA DE FRUTOS DE Passiflora spp. COMERCIALIZADOS EM VITÓRIA DA CONQUISTA, BA Ana Carolina Santos Lima 1, Adriana Dias Cardoso 2, Fabrício Vieira Dutra 1, Genilson Lima Santos 1,

Leia mais

PONTOS PARA A PROVA DIDÁTICA

PONTOS PARA A PROVA DIDÁTICA Página 1 de 6 DISCIPLINAS: Estatística Pontos das Disciplinas: 1. CONCEITOS BASICOS, ORGANIZAÇÃO E APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS, DISTRIBUIÇÃO DE FREQUÊNCIA. 2. MEDIDAS DE POSIÇÃO 3. MEDIDAS DE DISPERSÃO

Leia mais

CULTIVARES DE ALGODOEIRO HERBÁCEO RECOMENDADAS PARA OS CERRADOS DO MEIO- NORTE DO BRASIL

CULTIVARES DE ALGODOEIRO HERBÁCEO RECOMENDADAS PARA OS CERRADOS DO MEIO- NORTE DO BRASIL CULTIVARES DE ALGODOEIRO HERBÁCEO RECOMENDADAS PARA OS CERRADOS DO MEIO- NORTE DO BRASIL José Lopes Ribeiro (1), Eleusio Curvelo Freire 2), Francisco José Correia Farias 2), Francisco Pereira de Andrade

Leia mais

Doenças do Maracujazeiro. Grupo: Carolina Colin Gabriela Venancio Luiza Soares

Doenças do Maracujazeiro. Grupo: Carolina Colin Gabriela Venancio Luiza Soares Doenças do Maracujazeiro Grupo: Carolina Colin Gabriela Venancio Luiza Soares Maracujá Passiflora sp.; Família: Passifloraceae; Algumas espécies: P. edulis e P. alata; Originário da América tropical; Planta

Leia mais

NOVAS TÉCNICAS RECOMENDADAS NO MANEJO DE DOENÇAS DO MARACUJAZEIRO

NOVAS TÉCNICAS RECOMENDADAS NO MANEJO DE DOENÇAS DO MARACUJAZEIRO NOVAS TÉCNICAS RECOMENDADAS NO MANEJO DE DOENÇAS DO MARACUJAZEIRO José Carlos Cavichioli Engº Agrº, Dr., PqC do Polo Regional Alta Paulista/APTA jccavichioli@apta.sp.gov.br Laura Maria Molina Meleti Engª

Leia mais

Oh fruto sagrado que caiu do céu! Vegetal tesouro por onde encontrado! Planta genuína do nobre Cerrado. Generosa espécie espalhada ao léu Por vales,

Oh fruto sagrado que caiu do céu! Vegetal tesouro por onde encontrado! Planta genuína do nobre Cerrado. Generosa espécie espalhada ao léu Por vales, Oh fruto sagrado que caiu do céu! Vegetal tesouro por onde encontrado! Planta genuína do nobre Cerrado. Generosa espécie espalhada ao léu Por vales, montanhas, ladeiras e serras. Que tanto valoriza as

Leia mais

A cultura do maracujá: Informações básicas para o produtor

A cultura do maracujá: Informações básicas para o produtor A cultura do maracujá: Informações básicas para o produtor Fábio Gelape Faleiro Cerrados Home-page do minicurso www.cpac.embrapa.br/minicursomaracuja A cultura do maracujá: Informações básicas para o produtor

Leia mais

INFLUÊNCIA DE TÉCNICAS DE CULTIVO DE MARACUJÁ AMARELO (Passiflora edulis Sims. f. flavicarpa Deg.) NA QUALIDADE E PRODUÇÃO DE FRUTOS

INFLUÊNCIA DE TÉCNICAS DE CULTIVO DE MARACUJÁ AMARELO (Passiflora edulis Sims. f. flavicarpa Deg.) NA QUALIDADE E PRODUÇÃO DE FRUTOS INFLUÊNCIA DE TÉCNICAS DE CULTIVO DE MARACUJÁ AMARELO (Passiflora edulis Sims. f. flavicarpa Deg.) NA QUALIDADE E PRODUÇÃO DE FRUTOS Jakeline Moreira da Silva (1); Fernanda Freitas Souza (1); Fernanda

Leia mais

Aula 1 -Importância e Objetivos do Melhoramento Genético

Aula 1 -Importância e Objetivos do Melhoramento Genético Aula 1 -Importância e Objetivos do Melhoramento Genético Piracicaba, 2011 Início do Melhoramento (início do desenvolvimento de cultivares) Domesticação de plantas e animais: homem deixou as coletas para

Leia mais

Resultados de Pesquisa dos Ensaios de Melhoramento de Soja Safra 2008/09

Resultados de Pesquisa dos Ensaios de Melhoramento de Soja Safra 2008/09 Resultados de Pesquisa dos Ensaios de Melhoramento de Soja Safra 2008/09 Alberto Francisco Boldt; Engenheiro agrônomo, pesquisador do Instituto Mato-Grossense do Algodão IMAmt; Caixa Postal: 149, CEP 78.850-000;

Leia mais

"Espécies de maracujá: caracterização e conservação da biodiversidade"

Espécies de maracujá: caracterização e conservação da biodiversidade "Espécies de maracujá: caracterização e conservação da biodiversidade" Luís Carlos Bernacci* Laura Maria Molina Meletti Marta Dias Soares-Scott Ilene Ribeiro da Silva Passos Nilton N.T. Junqueira O Brasil

Leia mais

c u r s o Biotecnologia Aplicada à Agropecuária 20 a 31 de julho de 2009

c u r s o Biotecnologia Aplicada à Agropecuária 20 a 31 de julho de 2009 c u r s o Biotecnologia Aplicada à Agropecuária 20 a 31 de julho de 2009 Introdução A Biotecnologia, conceitualmente, é a união de biologia com tecnologia, é um conjunto de técnicas que utilizam os seres

Leia mais

No mais puro pensar de um poeta Flor igual em beleza não há. Cujo nome é Maracujá, E faz parte da nossa dieta.

No mais puro pensar de um poeta Flor igual em beleza não há. Cujo nome é Maracujá, E faz parte da nossa dieta. No mais puro pensar de um poeta Flor igual em beleza não há. Cujo nome é Maracujá, E faz parte da nossa dieta. Germoplasma e melhoramento genético do maracujazeiro - Desafios da pesquisa Fábio Gelape Faleiro

Leia mais

MELHORAMENTO DE FRUTEIRAS DE CLIMA TEMPERADO

MELHORAMENTO DE FRUTEIRAS DE CLIMA TEMPERADO UFPR MELHORAMENTO DE PLANTAS ANO 2010 MELHORAMENTO DE FRUTEIRAS DE CLIMA TEMPERADO Prof. Moeses Andrigo Danner Características gerais de espécies de propagação vegetativa Genótipos (potenciais genitores)

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO FÍSICA DE FRUTOS DE GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO AZEDO PRODUZIDOS NO ACRE

CARACTERIZAÇÃO FÍSICA DE FRUTOS DE GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO AZEDO PRODUZIDOS NO ACRE CARACTERIZAÇÃO FÍSICA DE FRUTOS DE GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO AZEDO PRODUZIDOS NO ACRE Romeu de Carvalho Andrade Neto 1 ; Ana Maria Alves de Souza Ribeiro 2 ; Ueliton Oliveira de Almeida 3, Jacson Rondinelli

Leia mais

AVALIAÇÃO DE CULTIVARES E LINHAGENS DE ALGODOEIRO NO CERRADO MATOGROSSENSE *

AVALIAÇÃO DE CULTIVARES E LINHAGENS DE ALGODOEIRO NO CERRADO MATOGROSSENSE * AVALIAÇÃO DE CULTIVARES E LINHAGENS DE ALGODOEIRO NO CERRADO MATOGROSSENSE * Fábio Akiyoshi Suinaga 1, Eleusio Curvelo Freire 2, Francisco José Correa Farias 3, Luiz Gonzaga Chitarra 4, Mário Cezar Coelho

Leia mais

Carlos Henrique Siqueira de Carvalho. Embrapa Café/Fundação Procafé

Carlos Henrique Siqueira de Carvalho. Embrapa Café/Fundação Procafé Carlos Henrique Siqueira de Carvalho Embrapa Café/Fundação Procafé 105 espécies conhecidas Espécies de Café Espécies de Importância Comercial: - Coffea arabica: 65% (Café arábica) - Coffea canephora: 35%

Leia mais

CONSERVAÇÃO DE AMENDOIM (Arachis hypogaea L.) A LONGO PRAZO. Introdução

CONSERVAÇÃO DE AMENDOIM (Arachis hypogaea L.) A LONGO PRAZO. Introdução ISSN1516-4349 CONSERVAÇÃO DE AMENDOIM (Arachis hypogaea L.) A LONGO PRAZO Introdução O amendoim (Arachis hypogaea L), originário da América do Sul, é uma fonte importante de proteína para dieta do povo

Leia mais

COMPORTAMENTO DE LINHAGENS DE MAMONA (Ricinus communis L.), EM BAIXA ALTITUDE NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE 1

COMPORTAMENTO DE LINHAGENS DE MAMONA (Ricinus communis L.), EM BAIXA ALTITUDE NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE 1 Página 1650 COMPORTAMENTO DE LINHAGENS DE MAMONA (Ricinus communis L.), EM BAIXA ALTITUDE NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE 1 Marcelo Abdon Lira 1 ; Máira Milani 2 ; Hélio Wilson Lemos de Carvalho 3 ; João

Leia mais

Melhoramento de autógamas por hibridação. João Carlos Bespalhok Filho

Melhoramento de autógamas por hibridação. João Carlos Bespalhok Filho Melhoramento de autógamas por hibridação João Carlos Bespalhok Filho O que necessitamos para fazer melhoramento? Variabilidade genética Populações com diferentes genótipos Como criar variabilidade genética?

Leia mais

Pinta com cores fecundas a mata perdida Frutos e flores exalam perfumes que a nós Leva além do Divino sabor É inspiração nos poemas de amor

Pinta com cores fecundas a mata perdida Frutos e flores exalam perfumes que a nós Leva além do Divino sabor É inspiração nos poemas de amor Pinta com cores fecundas a mata perdida Frutos e flores exalam perfumes que a nós Leva além do Divino sabor É inspiração nos poemas de amor É o maracujá... É o fruto da paixão É o maracujá... É minha inspiração

Leia mais

AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MANGA VISANDO O MERCADO DE CONSUMO IN NATURA LAERTE SCANAVACA JUNIOR 1 ; NELSON FONSECA 2

AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MANGA VISANDO O MERCADO DE CONSUMO IN NATURA LAERTE SCANAVACA JUNIOR 1 ; NELSON FONSECA 2 AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MANGA VISANDO O MERCADO DE CONSUMO IN NATURA LAERTE SCANAVACA JUNIOR ; NELSON FONSECA INTRODUÇÃO A seleção de variedades de mangueira para consumo de frutas frescas depende de

Leia mais

ABACATE 1 Indicação de cultivares 2 Levantamento, identificação, caracterização e manejo de doenças 3 Instruções de cultivo 4 Banco de germoplasma 5

ABACATE 1 Indicação de cultivares 2 Levantamento, identificação, caracterização e manejo de doenças 3 Instruções de cultivo 4 Banco de germoplasma 5 ABACATE 1 Indicação de cultivares 2 Levantamento, identificação, caracterização e manejo de doenças 3 Instruções de cultivo 4 Banco de germoplasma 5 Treinamento/capacitação-Curso ACEROLA 6 Levantamento,

Leia mais

Métodos de condução de populações segregantes para teor de fibra em feijoeiro-comum

Métodos de condução de populações segregantes para teor de fibra em feijoeiro-comum Métodos de condução de populações segregantes para teor de fibra em feijoeiro-comum Vilmar de Araújo PONTES JÚNIOR 1 ; Patrícia Guimarães Santos MELO 2 ; Leonardo Cunha MELO 3 ; Helton Santos PEREIRA 3

Leia mais

LINHAGENS FINAIS DE ALGODÃO DE FIBRAS MÉDIAS E LONGAS NO CERRADO DA BAHIA, SAFRA

LINHAGENS FINAIS DE ALGODÃO DE FIBRAS MÉDIAS E LONGAS NO CERRADO DA BAHIA, SAFRA Página 1417 LINHAGENS FINAIS DE ALGODÃO DE FIBRAS MÉDIAS E LONGAS NO CERRADO DA BAHIA, SAFRA 200910. 1 Murilo Barros Pedrosa 1 ; Nelson Dias Suassuna 2, Camilo de Lelis Morello 2 ; Eleusio Curvelo Freire

Leia mais

Documentos. ISSN ISSN online Abril, Germoplasma e Melhoramento Genético do Maracujazeiro histórico e perspectivas

Documentos. ISSN ISSN online Abril, Germoplasma e Melhoramento Genético do Maracujazeiro histórico e perspectivas Documentos ISSN 1517-5111 ISSN online 2176-5081 Abril, 2011 307 Germoplasma e Melhoramento Genético do Maracujazeiro histórico e perspectivas ISSN 1517-5111 ISSN online 2176-5081 Abril, 2011 Empresa Brasileira

Leia mais

Melhoramento Genético do Arroz

Melhoramento Genético do Arroz CULTURA DO ARROZ 7 - Cultivares Melhoramento Genético do Arroz Brasil -1937 - O IAC iniciou um programa de melhoramento de arroz com enfoque para o sistema de terras altas. -1938 O IRGA (RS) iniciou o

Leia mais

Capítulo IV Variedades

Capítulo IV Variedades Capítulo IV Variedades Sebastião de Oliveira e Silva Janay Almeida dos Santos-Serejo Zilton José Maciel Cordeiro 4.1. Variedades Tradicionais As variedades mais difundidas no Brasil são a Prata, Pacovan,

Leia mais

Aspectos Práticos da Micropropagação de Plantas

Aspectos Práticos da Micropropagação de Plantas Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Aspectos Práticos da Micropropagação de Plantas Tatiana Góes Junghans Antônio da Silva Souza Editores Técnicos

Leia mais

CONFIRMAÇÃO DE HÍBRIDOS INTERESPECÍFICOS ARTIFICIAIS NO GÊNERO Passiflora POR MEIO DE MARCADORES RAPD 1

CONFIRMAÇÃO DE HÍBRIDOS INTERESPECÍFICOS ARTIFICIAIS NO GÊNERO Passiflora POR MEIO DE MARCADORES RAPD 1 191 CONFIRMAÇÃO DE HÍBRIDOS INTERESPECÍFICOS ARTIFICIAIS NO GÊNERO Passiflora POR MEIO DE MARCADORES RAPD 1 KEIZE PEREIRA JUNQUEIRA 2, FÁBIO GELAPE FALEIRO 3, NILTON TADEU VILELA JUNQUEIRA 3, GRACIELE

Leia mais

Progresso genético em 22 anos de melhoramento do feijoeiro-comum do grupo carioca no Brasil.

Progresso genético em 22 anos de melhoramento do feijoeiro-comum do grupo carioca no Brasil. Progresso genético em 22 anos de melhoramento do feijoeiro-comum do grupo carioca no Brasil. Luís Cláudio de Faria 1, Patrícia Guimarães Santos Melo 2, Leonardo Cunha Melo 1, 1, 1, Antônio Joaquim Braga

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE FITOTECNIA PROGRAMA DE DISCIPLINA OBJETIVOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE FITOTECNIA PROGRAMA DE DISCIPLINA OBJETIVOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE FITOTECNIA PROGRAMA DE DISCIPLINA CÓDIGO AGR 066 CARGA HORÁRIA (CRÉDITOS) TOTAL TEÓRICA PRÁTICA 60

Leia mais

Brasileira espécie que atrai a atenção De cientistas, curiosos, músicos e poetas. De abelhas, mamangavas, toda a classe insecta. E do mais indefeso

Brasileira espécie que atrai a atenção De cientistas, curiosos, músicos e poetas. De abelhas, mamangavas, toda a classe insecta. E do mais indefeso Brasileira espécie que atrai a atenção De cientistas, curiosos, músicos e poetas. De abelhas, mamangavas, toda a classe insecta. E do mais indefeso ao mais sábio e forte, Contempla com fascínio e tal devoção

Leia mais

Págiina 1 de 5 webmail assinantes shopping vídeos músicas games na Web Busca.... Compre aqu OK Instruções............ Fruta Frutas A à Z Economia Informações Técnicas Banco de Germoplasma e Coleções BANCOS

Leia mais

COLETA DE GERMOPLASMA DE CAJUEIRO COMUM EM PLANTIOS SEGREGANTES INTRODUÇÃO

COLETA DE GERMOPLASMA DE CAJUEIRO COMUM EM PLANTIOS SEGREGANTES INTRODUÇÃO COLETA DE GERMOPLASMA DE CAJUEIRO COMUM EM PLANTIOS SEGREGANTES Joquebede Bezerra Cacau 1 ; João Rodrigues de Paiva 2 ; João Ribeiro Crisóstomo 2 ; José Maurício Magalhães 3 1 Estudante de Graduação de

Leia mais

Retrocruzamento. Allard, Cap. 14 Fehr, Cap. 28

Retrocruzamento. Allard, Cap. 14 Fehr, Cap. 28 Retrocruzamento Allard, Cap. 14 Fehr, Cap. 28 Retrocruzamento Retrocruzamento (RC) Hibridação recorrente pela qual uma característica desejável é transferida para uma cultivar (que seja deficiente nesse

Leia mais

RESSALVA. Atendendo solicitação do autor, o texto completo desta dissertação será disponibilizado somente a partir de 17/04/2016.

RESSALVA. Atendendo solicitação do autor, o texto completo desta dissertação será disponibilizado somente a partir de 17/04/2016. RESSALVA Atendendo solicitação do autor, o texto completo desta dissertação será disponibilizado somente a partir de 17/04/2016. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - UNESP CÂMPUS DE JABOTICABAL ATRIBUTOS PRODUTIVOS

Leia mais

CULTIVARES DE CAFÉ SELECIONADAS PELO INSTITUTO AGRONÔMICO DE CAMPINAS 1

CULTIVARES DE CAFÉ SELECIONADAS PELO INSTITUTO AGRONÔMICO DE CAMPINAS 1 Genética CULTIVARES DE CAFÉ SELECIONADAS PELO INSTITUTO AGRONÔMICO DE CAMPINAS 1 Luiz Carlos Fazuoli (2,4) Herculano Penna Medina Filho (2,4) Oliveiro Guerreiro Filho (2,4) Wallace Gonçalves (2,4) Maria

Leia mais

A agricultura: Atividade económica do setor primário; A palavra agricultura significa a cultura do campo;

A agricultura: Atividade económica do setor primário; A palavra agricultura significa a cultura do campo; A agricultura A agricultura: Atividade económica do setor primário; A palavra agricultura significa a cultura do campo; Paisagem agrária: É a forma de cultivo e a divisão dos campos; É condicionada por

Leia mais

AULA Nº 6. aparelhos de circulação de ar forçada ou folhas de papel para seca-las à sombra

AULA Nº 6. aparelhos de circulação de ar forçada ou folhas de papel para seca-las à sombra AULA Nº 6 aparelhos de circulação de ar forçada ou folhas de papel para seca-las à sombra em local ventilado. As sementes ortodoxas devem ser conservadas em sacolas ventiladas até que sejam levadas ao

Leia mais

Coleção 500 Perguntas 500 Respostas

Coleção 500 Perguntas 500 Respostas Coleção 500 Perguntas 500 Respostas O produtor pergunta, a Embrapa responde Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Cerrados Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento O produtor

Leia mais

MARACUJÁ DO CULTIVO À COMERCIALIZAÇÃO

MARACUJÁ DO CULTIVO À COMERCIALIZAÇÃO Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Mandioca e Fruticultura Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento MARACUJÁ DO CULTIVO À COMERCIALIZAÇÃO Tatiana Góes Junghans Onildo Nunes

Leia mais

Prof. Dilson A. Bisognin, PhD. Núcleo de Melhoramento e Propagação Vegetativa de Plantas MPVP Universidade Federal de Santa Maria

Prof. Dilson A. Bisognin, PhD. Núcleo de Melhoramento e Propagação Vegetativa de Plantas MPVP Universidade Federal de Santa Maria Prof. Dilson A. Bisognin, PhD. Núcleo de Melhoramento e Propagação Vegetativa de Plantas MPVP Universidade Federal de Santa Maria 6º CBMP 1 a 4 de agosto de 2011, Búzios, RJ Importância das hortaliças

Leia mais

Identificação de alelos que conferem o fenótipo de milho-doce no banco ativo de germoplasma de milho 1

Identificação de alelos que conferem o fenótipo de milho-doce no banco ativo de germoplasma de milho 1 Identificação de alelos que conferem o fenótipo de milho-doce no banco ativo de germoplasma de milho 1 Aline Martineli Batista 2 e Flavia França Teixeira 3 1 Trabalho financiado pela FAPEMIG 2 Estudante

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GENÉTICA E MELHORAMENTO

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GENÉTICA E MELHORAMENTO EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GENÉTICA E MELHORAMENTO DAG4097 - Análise Multivariada Aplicada à Agricultura Ementa: Distribuições multinormal, Wishart e T2 de Hotelling. Análise

Leia mais

Importância e objetivos do melhoramento de plantas. (Notas da aula em )

Importância e objetivos do melhoramento de plantas. (Notas da aula em  ) Importância e objetivos do melhoramento de plantas (Notas da aula em www.uenf.br ) A origem da agricultura Dependência - alimentação (plantas e derivados) Vestuário Combustível Medicamentos Kates (1994),

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DAS CULTIVARES DE ARROZ IRRIGADO INDICADAS PARA SEMEIO NA SAFRA 2009/10 EM RORAIMA

CARACTERÍSTICAS DAS CULTIVARES DE ARROZ IRRIGADO INDICADAS PARA SEMEIO NA SAFRA 2009/10 EM RORAIMA CARACTERÍSTICAS DAS CULTIVARES DE ARROZ IRRIGADO INDICADAS PARA SEMEIO NA SAFRA 2009/10 EM RORAIMA Antonio Carlos Centeno Cordeiro Eng. Agr. Dr. Pesquisador da Embrapa Roraima Em Roraima, o agronegócio

Leia mais

VARIEDADES DE ABACAXI RESISTENTES À FUSARIOSE

VARIEDADES DE ABACAXI RESISTENTES À FUSARIOSE VARIEDADES DE ABACAXI RESISTENTES À FUSARIOSE Aristoteles Pires de Matos, PhD, Embrapa Mandioca e Fruticultura, CP 07, Cruz das Almas, Bahia, 44380-000; apmatos@cnpmf.embrapa.br Davi Theodoro Junghans,

Leia mais

Predição de Híbridos e Macho Esterilidade Genético Citoplasmática

Predição de Híbridos e Macho Esterilidade Genético Citoplasmática Universidade de São Paulo - USP Escola Superior de Agricultura Luiz De Queiroz - ESALQ Departamento de Genética LGN-313 Melhoramento Genético Predição de Híbridos e Macho Esterilidade Genético Citoplasmática

Leia mais

Avaliação de variedades sintéticas de milho em três ambientes do Rio Grande do Sul. Introdução

Avaliação de variedades sintéticas de milho em três ambientes do Rio Grande do Sul. Introdução Avaliação de variedades sintéticas de milho em três ambientes do Rio Grande do Sul Machado, J.R. de A. 1 ; Guimarães, L.J.M. 2 ; Guimarães, P.E.O. 2 ; Emygdio, B.M. 3 Introdução As variedades sintéticas

Leia mais

Melhoramento genético Evolução e novas tecnologias

Melhoramento genético Evolução e novas tecnologias 24/09/2011 Melhoramento genético Evolução e novas tecnologias Prof. Dr. José Bento Sterman Ferraz Departamento de Ciências Básicas Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos Universidade de São Paulo

Leia mais

REAÇÃO DE PROGÊNIES DE MARACUJAZEIRO-AZEDO À Septoria passiflorae

REAÇÃO DE PROGÊNIES DE MARACUJAZEIRO-AZEDO À Septoria passiflorae UNIVERSIDADE DE BRASILIA UnB FACULDADE DE AGRONOMIA E MEDICINA VETERINARIA - FAV REAÇÃO DE PROGÊNIES DE MARACUJAZEIRO-AZEDO À Septoria passiflorae DIEGO FELIPE ALVES MELO BRASÍLIA - DF 2013 DIEGO FELIPE

Leia mais

VARIEDADES PARA A PRODUÇÃO DE UVAS SEM SEMENTES NO NORDESTE BRASILEIRO. Patrícia Coelho de Souza Leão¹; Emanuel Élder Gomes da Silva²

VARIEDADES PARA A PRODUÇÃO DE UVAS SEM SEMENTES NO NORDESTE BRASILEIRO. Patrícia Coelho de Souza Leão¹; Emanuel Élder Gomes da Silva² VARIEDADES PARA A PRODUÇÃO DE UVAS SEM SEMENTES NO NORDESTE BRASILEIRO Patrícia Coelho de Souza Leão¹; Emanuel Élder Gomes da Silva² 1 Eng. Agr, M.Sc., Pesquisadora Embrapa Semi-Árido, BR 428, Km 152,

Leia mais

Produtividade e qualidade de frutos de cultivares de maracujazeiro amarelo com ou sem polinização artificial

Produtividade e qualidade de frutos de cultivares de maracujazeiro amarelo com ou sem polinização artificial Produtividade e qualidade de frutos de cultivares de maracujazeiro amarelo com ou sem polinização artificial Willian Krause (1), Leonarda Grillo Neves (1), Alexandre Pio Viana (2), Carlos Antônio Távora

Leia mais

Citogenética Clássica e Molecularem Passifloras:

Citogenética Clássica e Molecularem Passifloras: Citogenética Clássica e Molecularem Passifloras: M arta Dias Soares-Scott Laura Maria Molina Meletti Luís Carlos Bernacci Ilene Ribeiro da Silva Passos 1 Citogenética -É a ciência que estuda os constituintes

Leia mais

COMPARAÇÃO ENTRE MANEJOS DA CULTURA DO MARACUJAZEIRO (Passiflora edulis SIMS. f. flavicarpa DEG.), EM DUAS PROPRIEDADES DA SERRA DE CUITÉ-PB.

COMPARAÇÃO ENTRE MANEJOS DA CULTURA DO MARACUJAZEIRO (Passiflora edulis SIMS. f. flavicarpa DEG.), EM DUAS PROPRIEDADES DA SERRA DE CUITÉ-PB. COMPARAÇÃO ENTRE MANEJOS DA CULTURA DO MARACUJAZEIRO (Passiflora edulis SIMS. f. flavicarpa DEG.), EM DUAS PROPRIEDADES DA SERRA DE CUITÉ-PB. Valéria Milena Dantas de Castro (1); Laryssa Emely de Lima

Leia mais

CURSO BIOTECNOLOGIA. Aplicada à Agropecuária. 9 a 20 de julho de Embrapa Cerrados Auditório Roberto Engel Aduan. 4 a edição

CURSO BIOTECNOLOGIA. Aplicada à Agropecuária. 9 a 20 de julho de Embrapa Cerrados Auditório Roberto Engel Aduan. 4 a edição CURSO BIOTECNOLOGIA Aplicada à Agropecuária 9 a 20 de julho de 2012 Embrapa Cerrados Auditório Roberto Engel Aduan 4 a edição Introdução A Biotecnologia, conceitualmente, é a união de biologia com tecnologia,

Leia mais

CURSO. 8 a edição BIOTECNOLOGIA. Aplicada à Agropecuária. 18 a 29 de julho de Embrapa Cerrados. Auditório Roberto Engel Aduan

CURSO. 8 a edição BIOTECNOLOGIA. Aplicada à Agropecuária. 18 a 29 de julho de Embrapa Cerrados. Auditório Roberto Engel Aduan CURSO 8 a edição BIOTECNOLOGIA Aplicada à Agropecuária 18 a 29 de julho de 2016 Embrapa Cerrados Auditório Roberto Engel Aduan Introdução A Biotecnologia, conceitualmente, é a união de biologia com tecnologia,

Leia mais

Influência de hidrocolóides na cor de estruturado de maracujá-do-mato

Influência de hidrocolóides na cor de estruturado de maracujá-do-mato Influência de hidrocolóides na cor de estruturado de maracujá-do-mato Influence of hydrocolloids in the color of structured Passiflora cincinnata Ana Júlia de Brito Araújo 1 ; Patrícia Moreira Azoubel

Leia mais

Variabilidade de Caracteres de Frutos de Acessos de Abóbora do Banco Ativo de Germoplasma de Cucurbitáceas da Embrapa Semi-Árido

Variabilidade de Caracteres de Frutos de Acessos de Abóbora do Banco Ativo de Germoplasma de Cucurbitáceas da Embrapa Semi-Árido 74 Variabilidade de Caracteres de Frutos de Acessos de Abóbora do Banco Ativo de Variabilidade de Caracteres de Frutos de Acessos de Abóbora do Banco Ativo de Germoplasma de Cucurbitáceas da Embrapa Semi-Árido

Leia mais

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Cerrados Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Biotecnologia

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Cerrados Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Biotecnologia Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Biotecnologia estado da arte e aplicações na agropecuária Editores Técnicos Fábio Gelape Faleiro Solange

Leia mais

RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS SOBRE A SIGATOKA-NEGRA DA BANANEIRA

RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS SOBRE A SIGATOKA-NEGRA DA BANANEIRA Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Mandioca e Fruticultura Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS SOBRE A SIGATOKA-NEGRA DA BANANEIRA Zilton José Maciel

Leia mais

O Melhoramento Convencional e Populacional do Arroz de Terras altas no Brasil

O Melhoramento Convencional e Populacional do Arroz de Terras altas no Brasil O Melhoramento Convencional e Populacional do Arroz de Terras altas no Brasil Orlando Peixoto de Morais Embrapa Arroz e Feijão (peixoto@cnpaf.embrapa.br) O Melhoramento Convencional do Arroz de Terras

Leia mais

MELHORAMENTO GENÉTICO DO TRITICALE. Palestrante: Allan Henrique da Silva. Introdução

MELHORAMENTO GENÉTICO DO TRITICALE. Palestrante: Allan Henrique da Silva. Introdução MELHORAMENTO GENÉTICO DO TRITICALE Palestrante: Allan Henrique da Silva Introdução Primeiro cereal criado pelo homem; Reduzir a deficiência de alimento; Uso: Forragem verde e feno Silagem Grãos secos para

Leia mais

QUALIDADE DOS FRUTOS E PONTO DE COLHEITA DAS CULTIVARES DE MARACUJÁ: BRS GIGANTE AMARELO, BRS OURO VERMELHO, BRS SOL DO CERRADO

QUALIDADE DOS FRUTOS E PONTO DE COLHEITA DAS CULTIVARES DE MARACUJÁ: BRS GIGANTE AMARELO, BRS OURO VERMELHO, BRS SOL DO CERRADO QUALIDADE DOS FRUTOS E PONTO DE COLHEITA DAS CULTIVARES DE MARACUJÁ: BRS GIGANTE AMARELO, BRS OURO VERMELHO, BRS SOL DO CERRADO JULIANA LAUREDO VALLE DOS SANTOS UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE FLUMINENSE

Leia mais

Murcha bacteriana, tolerância a altas temperaturas e pegamento de frutos em tomateiro

Murcha bacteriana, tolerância a altas temperaturas e pegamento de frutos em tomateiro Universidade Federal Rural de Pernambuco Programa de Pós-Graduação em Melhoramento Genético de Plantas Murcha bacteriana, tolerância a altas temperaturas e pegamento de frutos em tomateiro Aluno: Lucas

Leia mais

LGN215 - Genética Geral

LGN215 - Genética Geral LGN215 - Genética Geral Aula 6: Ligação II Prof. Dr. Antonio Augusto Franco Garcia Colaboradora: Maria Marta Pastina Piracicaba SP Ligação 2ª lei de Mendel: Lei da Segregação Independente Para genes situados

Leia mais

Desenvolvimento e Produção de Sementes de Feijão Adzuki em Função da Adubação Química

Desenvolvimento e Produção de Sementes de Feijão Adzuki em Função da Adubação Química Desenvolvimento e Produção de Sementes de Feijão Adzuki em Função da Adubação Química Flívia Fernandes de Jesus 1, Fabrícia C. Adriano 2, Fabrício de C. Peixoto 3, Adilson Pelá 4, Nei Peixoto 5 1. Bolsista

Leia mais

subsídios para um PLANO DE AÇÃO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO para o decênio

subsídios para um PLANO DE AÇÃO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO para o decênio Discutir diferentes temas da área do melhoramento genético florestal visando colher subsídios para um PLANO DE AÇÃO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO para o decênio 2010-2020 1 Conservação genética Melhoramento

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO QUÍMICA, RENDIMENTO EM POLPA BRUTA E SUCO DE DIFERENTES GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO AZEDO

CARACTERIZAÇÃO QUÍMICA, RENDIMENTO EM POLPA BRUTA E SUCO DE DIFERENTES GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO AZEDO CARACTERIZAÇÃO QUÍMICA, RENDIMENTO EM POLPA BRUTA E SUCO DE DIFERENTES GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO AZEDO Romeu de Carvalho Andrade Neto 1 ; Ana Maria Alves de Souza Ribeiro 2 ; Ueliton Oliveira de Almeida

Leia mais

BRS 1035 Híbrido Simples de Milho

BRS 1035 Híbrido Simples de Milho 125 ISSN 1679-0162 Sete Lagoas, MG Dezembro, 2005 BRS 1035 Híbrido Simples de Milho Sidney Netto Parentoni1 Cleso Antônio Patto Pacheco1 Paulo Evaristo de Oliveira Guimarães1 Pedro Hélio Estevam Ribeiro1

Leia mais

TEMPO DE COZIMENTO DE RAÍZES DE GENÓTIPOS DE MANDIOCA DE MESA (Manihot esculenta Crantz) SOB SISTEMA IRRIGADO E DE SEQUEIRO)

TEMPO DE COZIMENTO DE RAÍZES DE GENÓTIPOS DE MANDIOCA DE MESA (Manihot esculenta Crantz) SOB SISTEMA IRRIGADO E DE SEQUEIRO) TEMPO DE COZIMENTO DE RAÍZES DE GENÓTIPOS DE MANDIOCA DE MESA (Manihot esculenta Crantz) SOB SISTEMA IRRIGADO E DE SEQUEIRO) Rosangela Nascimento da Silva Ribeiro 1 ; Maurício Antônio Coelho Filho 2 ;

Leia mais

PONTOS PARA PROVAS ESCRITA E DIDÁTICA EDITAL 048/2013. Disciplinas: Fenômenos de Transporte, Mecânica dos Fluidos, Termodinâmica Aplicada (Angicos)

PONTOS PARA PROVAS ESCRITA E DIDÁTICA EDITAL 048/2013. Disciplinas: Fenômenos de Transporte, Mecânica dos Fluidos, Termodinâmica Aplicada (Angicos) PONTOS PARA PROVAS ESCRITA E DIDÁTICA EDITAL 048/2013 Disciplinas: Fenômenos de Transporte, Mecânica dos Fluidos, Termodinâmica Aplicada (Angicos) 1. Estática dos fluidos. 2. Análise integral para volume

Leia mais

Título - Arial 44pt - Bold

Título - Arial 44pt - Bold Variedades resistentes: intersecção entre rusticidade e qualidade a experiência brasileira Título - Arial 44pt - Bold Patricia Ritschel Outras João Informações Dimas G. Maia - Arial 28pt Umberto Almeida

Leia mais

Profa. Rosana Rodrigues (LMGV, P4, Sala 110)

Profa. Rosana Rodrigues (LMGV, P4, Sala 110) Resistência Genética a Doenças em Plantas Profa. Rosana Rodrigues (LMGV, P4, Sala 110) 1807 Prevost doenças: agente causal carvão do trigo - fungo Fins do séc. XIX Smith doenças - bactérias O que é DOENÇA?

Leia mais

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS CULTIVARES DE FEIJÃO COM SEMENTES DISPONÍVEIS NO MERCADO

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS CULTIVARES DE FEIJÃO COM SEMENTES DISPONÍVEIS NO MERCADO PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS CULTIVARES DE FEIJÃO COM SEMENTES DISPONÍVEIS NO MERCADO IAPAR 81 Cultivar do grupo carioca, de porte ereto, recomendada para cultivo a partir de junho de 1997. Apresenta

Leia mais

CULTIVARES DE SOJA. BAHIA Safra 2011/12. Soja. Transferência de Tecnologia

CULTIVARES DE SOJA. BAHIA Safra 2011/12. Soja. Transferência de Tecnologia Soja Rod. Carlos João Strass, s/n, acesso Orlando Amaral Distrito de Warta, CP 231, CEP 86001-970, Londrina, PR Fone (43) 3371 6000 Fax (43) 3371 6100 www.cnpso.embrapa.br sac@cnpso.embrapa.br Transferência

Leia mais

SELEÇÃO DE GENÓTIPOS EXPERIMENTAIS DE BATATA-DOCE COM BASE NA PRODUTIVIDADE E TEOR DE AMIDO COM POTENCIAL PARA A PRODUÇÃO DE ETANOL

SELEÇÃO DE GENÓTIPOS EXPERIMENTAIS DE BATATA-DOCE COM BASE NA PRODUTIVIDADE E TEOR DE AMIDO COM POTENCIAL PARA A PRODUÇÃO DE ETANOL SELEÇÃO DE GENÓTIPOS EXPERIMENTAIS DE BATATA-DOCE COM BASE NA PRODUTIVIDADE E TEOR DE AMIDO COM POTENCIAL PARA A PRODUÇÃO DE ETANOL Danilo Alves Porto da Silva Lopes; Tiago Ferreira Alves 1; Nascimento

Leia mais

TBIO SELETO - Rusticidade, precocidade e bom potencial de rendimento

TBIO SELETO - Rusticidade, precocidade e bom potencial de rendimento TBIO SELETO - Rusticidade, precocidade e bom potencial de rendimento Igor Tonin 1, André Cunha Rosa 2, Ottoni Rosa Filho 3 Ana Silvia de Camargo 4 1 Eng. Agrônomo, Biotrigo Genética Ltda (BIOTRIGO), Rua

Leia mais

Melhoramento de mandioca

Melhoramento de mandioca Melhoramento de mandioca Teresa Losada Valle teresalv@iac.sp.gov.br Temas Características do melhoramento de mandioca Obtenção de variedades para fins específicos Por que fazer melhoramento de mandioca?

Leia mais

Cultivares comerciais de milho não transgenico de instituições publicas

Cultivares comerciais de milho não transgenico de instituições publicas Cultivares comerciais de milho não transgenico de instituições publicas características Espécie variedade Finalidades (aptidões) Regiões indicadas Cor Tamanho/tipo planta Ciclo Resistência Há algum indicativo

Leia mais

Graças a sua adaptação, o arroz é atualmente cultivado em quase todos os países de todos os continentes, a exceção da Antártida.

Graças a sua adaptação, o arroz é atualmente cultivado em quase todos os países de todos os continentes, a exceção da Antártida. HISTÓRICO Graças a sua adaptação, o arroz é atualmente cultivado em quase todos os países de todos os continentes, a exceção da Antártida. É a única espécie cultivada e explorada em áreas pantanosas, ocupando

Leia mais

FiberMax. Mais que um detalhe: uma genética de fibra.

FiberMax. Mais que um detalhe: uma genética de fibra. FiberMax. Mais que um detalhe: uma genética de fibra. Requisitos para o cultivo de algodoeiro GlyTol LibertyLink, além de boas práticas de manejo integrado de plantas daninhas. Cap 1: Descrição do Produto

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DOS ESTÁDIOS DE MATURAÇÃO DE BANANA RESISTENTE À SIGATOKA NEGRA VARIEDADE CAIPIRA

CARACTERIZAÇÃO DOS ESTÁDIOS DE MATURAÇÃO DE BANANA RESISTENTE À SIGATOKA NEGRA VARIEDADE CAIPIRA CARACTERIZAÇÃO DOS ESTÁDIOS DE MATURAÇÃO DE BANANA RESISTENTE À SIGATOKA NEGRA VARIEDADE CAIPIRA Melissa de Lima Matias 1 ; Ebenézer de Oliveira Silva 2 ; Raimundo Wilane Figueiredo 3 ; Andréia Hansen

Leia mais