PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PDTI

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PDTI 2012 2015"

Transcrição

1 AGÊNCIA REGULADORA DE ÁGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL ADASA PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PDTI NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - NTI

2 Aonde fica a saída? Perguntou Alice ao gato que ria. Depende, respondeu o gato. De que? Replicou Alice; Depende de para onde você quer ir... Alice no país das maravilhas É importante ter metas, mas também é fundamental planejar cuidadosamente cada passo para atingi-las. Bernardinho Se eu tenho uma maçã e você tem uma maçã e nós trocamos as maçãs, então nós ainda teremos uma maçã cada. Mas se você tem uma ideia e eu tenho uma ideia e nós trocamos as ideias, então cada um de nós terá duas ideias George Bernard Shaw 2

3 INTRODUÇÃO Este documento tem por objetivo apresentar o Plano Diretor de Tecnologia da Informação da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal ADASA para o período de 2012 a Os PDTIs têm por finalidade promover a capacitação tecnológica da empresa através da melhoria contínua dos produtos ofertados a seus usuários, devendo estes produtos estarem em conformidade com as necessidades de suas Unidades Administrativas, e igualmente alinhados às estratégias adotadas pela organização. Desta forma temos pactuado e representado em um único documento os intuitos que a organização como um todo pretende atingir ao longo de um período de 4 (quatro) anos, garantindo a visibilidade das ações a serem implementadas, o direcionamento adequado de recursos, além da cumplicidade das pessoas da organização em torno de um propósito. Estas ações devem ser conduzidas através de uma governança tecnológica eficaz capaz de reger habilidades e competências pessoais, compreender a estratégia organizacional, e conhecer legislação atinente à contratação de bens e serviços de tecnologia da informação no âmbito do Distrito Federal. No contexto legal temos a Instrução Normativa 04 da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, IN-4/2008, que em seu Art. 3º dita que: As contratações de que trata esta Instrução Normativa deverão ser precedidas de planejamento, elaborado em harmonia com o Plano Diretor de Tecnologia da Informação - PDTI, alinhado à estratégia do órgão ou entidade. Vale salientar que, embora esta Instrução tenha sido publicada por Órgão da esfera federal, o Tribunal de Contas do Distrito Federal a recepcionou em seu inteiro teor, de forma que contratações relacionadas a tecnologias da informação e de comunicações de Órgãos do DF devem, também, obedecer às determinações e recomendações anotadas na referida Instrução. Reconhecendo a obrigatoriedade de sua existência, mas percebendo o incomparável valor intrínseco em planejamento deste vulto, o Núcleo de Tecnologia da Informação dirimiu esforços para a concretização deste PDTI, instrumento, repito, que norteará as ações de TIC a serem executadas no horizonte de

4 SUMÁRIO PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO i. O Núcleo de Tecnologia da Informação O papel e perspectiva futura da área de tecnologia da Informação e comunicações da Agência. ii. Resultados do Último Ciclo do PPA Avanços tecnológicos obtidos no período de referência do Plano Plurianual 2008/2011. iii. iv. Diretrizes Gerais de TIC Sumário do conjunto de Projetos e Atividades prognosticadas para atender as necessidades da Agência, no âmbito das tecnologias de Informação e de Comunicações. Ações Planejadas Definição das Ações a serem adotadas com vistas ao atendimento das necessidades apontadas em Diagnostico realizado. 4

5 O NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - NTI MISSÃO DA UNIDADE: Prover e gerir soluções em tecnologia de informação e de comunicações alinhadas às estratégias da Agência. O QUE QUEREMOS SER: Ser reconhecido pela excelência em gestão da informação, da colaboração e do conhecimento, nos serviços prestados pela Agência. EM QUE NOS ACREDITAMOS: Que a tecnologia aliada à inteligência humana é o diferencial de sucesso da Agência. COMPETÊNCIA REGIMENTAL: Gerir os recursos informacionais da ADASA; prover o adequado suporte tecnológico e orientar ações ao desenvolvimento de soluções tecnológicas para apoio à decisão no âmbito da Diretoria Colegiada e dos Processos Organizacionais, tendo em vista garantir a captação, armazenamento, tratamento e difusão de dados e informações à sociedade, governo, concessionários e demais interessados. OUTRAS COMPETÊNCIAS: Gestão de contratos, Gestão de projetos (PMBOK), Gestão baseada em Balance Score Card (BSC), elaboração de Planos Estratégicos e Planos Diretores de Informação, Gestão do Conhecimento Implantação de Processos ITIL, Segurança da Informação. DIRECIONAMENTOS ESTRATÉGICOS: Desenvolvimento de sistemas; suporte ao cliente; gestão de serviços e de ativos da rede corporativa de computadores; prospecção tecnológica; gerenciamento de contratos, gestão de Níveis de Atendimento de serviço, gestão de projetos. 5

6 RESULTADOS DO ÚLTIMO CICLO DO PPA Adiante são listados alguns avanços obtidos durante a execução do último do PPA, relativos a ações de tecnologia de informação e de comunicações no âmbito da ADASA. Ampliação de capacidade de processamento de dados com a aquisição de 4 servidores de alta capacidade; Ampliação da capacidade de armazenamento de 500 Gigabytes para 8 Terabytes de dados com a aquisição de equipamento tipo Storage ; Mitigação do risco de perda de dados com a aquisição de solução de Backup tipo Tape Library com 28 slots de 1.6 Terabytes cada; Modernização da rede de telefonia com a aquisição de Central Telefônica Digital preparada para telefonia VoIP e correspondentes aparelhos igualmente digitais; Virtualização de Servidores de modo a otimizar a distribuição de produtos da rede corporativa e garantir a disponibilidade de produtos e de serviços; Contratação de serviços de reprografia apartando o custo operacional do custo de investimento, de modo a remunerar o fornecedor somente com o valor das folhas efetivamente impressas, o que representou uma economia de 80% no custo mensal deste serviço; Contratação de serviços de suporte ao cliente, Service Desk, garantindo a resolução de incidentes ocorridos com os usuários da rede ADASA em tempo hábil; Implantação do Service Level Agreement (SLA) (i.e. Acordo de Nível de Serviço) em todos os contratos de Tecnologia da Informação e de Comunicações; Efetivação de contratações baseadas em resultados ou produtos em detrimento das baseadas em Homem-hora; Lançamento de um backbone (i.e. rede de transporte) entre a ADASA e GDF de modo a promover o acesso aos sistemas integrantes do GDF/NET, em alta velocidade, eliminando o custo do pagamento por estes serviços; Contratação de solução de telefonia celular Blackberry na plataforma BES - Business Enterprise Server que proporcionará a comunicação total e unificada entre os usuários, além do acesso remoto às bases de dados da Agência auxiliando na tomada de decisão. Licitação e Contratação de Fábrica de Software a um custo significativamente inferior da contratação anteriormente em vigor para o mesmo objeto, possibilitando assim o desenvolvimento de novos sistemas e a implementação de melhorias nos existentes; Implantação do sistema de informação para gerenciamento de documentos e controle da tramitação de processos - SISGED Implantação Sistema de Recursos Hídricos da ADASA - SISRH que possibilita o cadastramento, outorga e fiscalização de usuários e do uso de recursos hídricos. Lançamento do novo Site da Agência baseado no paradigma Governo Eletrônico egov, onde se tem como proposta a disponibilização de informações e serviços baseados no tripé Cidadão, Empresas do setor de atuação da Agência e ao Governo; Lançamento da Intranet da Agência tendo como base os preceitos de Colaboração (i.e. processo em que duas ou mais pessoas trabalham em função de uma interseção 6

7 de objetivos comuns, compartilhando conhecimentos, aprendizados e processos de produção de consenso proporcionando a oportunidade colaborar e usufruir de uma inteligência coletiva); Implantação do Sistema de monitoramento quantitativo e qualitativo de águas do DF da ADASA; Implantação do cadastro via WEB de usuários de recursos hídricos do DF, possibilitando o conhecimento efetivo da utilização de recursos hídricos do DF, contendo dados dos usuários, local da captação e tipo captação; Instalação de sistema de NoBreak garantindo a disponibilidade dos serviços oferecidos através da rede corporativa de computadores da Agência; Desenvolvimento do Sistema de Gestão de Patrimônio envolvendo o controle de distribuição e depreciação de bens; Desenvolvimento do Sistema de Controle de Deliberações de Diretoria; Desenvolvimento de Gestão de Ouvidoria que acolhe, classifica e dá tratamento adequado a solicitações de ouvidoria (i.e. denúncias, reclamações, informações); Aquisição de software de informação geográfica (ArqGis) para tratamento de imagens e mapas. Ferramenta auxiliar a gestão de recursos hídricos do DF. 7

8 Perspectivas O cenário atual de tecnologia da informação caracteriza-se com a consolidação de conceitos e tecnologias de associados à Cloud Computing, Consumerização, Mobilidade, Big Data e Negócios Sociais. Segundo especialistas estas tendências irão implicar em gestão de TI mas complexa, embora, de outra mão, estas tecnologias propiciarão maiores oportunidades na efetivação de estratégias e ações das organizações. Na direção de barateamento de custos de aquisição e de manutenção as organizações estão cada vez mais correndo a serviços e soluções de TI disponibilizados na nuvem (i.e. Cloud Computing) visto que este conceito revolucionou a forma de entregar e de adquirir tecnologia da informação. A vantagem desta tecnologia consiste no uso de softwares ou hardware disponibilizados como serviço (SaaS, IaaS), contratando-os de acordo com demanda do momento. Assim ampliar ou diminuir o direito de uso de determinada solução conforme as necessidades da organização. Vale salientar que Cloud Computing nada tem a haver com Outsourcing, visto que na Cloud a TI é massificada, publica, e justamente este compartilhamento de infraestrutura e de serviços que proporciona o barateamento de custos, enquanto que na terceirização os serviços normalmente serão endereçados de maneira exclusiva. Em relação ao mercado de TI nacional, relativamente a Computação na Nuvem temos, segundo fonte IDC, que 66% das empresas entrevistadas pretendem investir em Cloud Computing. Relativamente a este PDTI a Nuvem propiciará o desenvolvimento de projetos correspondentes as Diretrizes D1 Sociedade e D5 Comunicação e Colaboração. Cloud Computing Modelos de Cloud 66% 34% Empresas que não irão investir em Cloud Empresa que irão investir em Cloud 21,20% 60,60% 18,20% Nuvem Híbrida Nuvem Privada Nuvem Pública A Mobilidade é outro conceito que ganha força, estima-se um número cada vez maior de usuários de note books, tablets e smartfones consumindo informações endereçadas e modeladas especificamente para estes gadgets, a qualquer hora em qualquer lugar. Observa-se que o número de smarts fones hoje já supera o número de PCs instalados no país. Mayor, analista da Deloitte, acrescenta à exploração da Mobilidade, o aumento da demanda por aplicações de inteligência de negócios, que acabam saltando para os dispositivos móveis, aprimorando e agilizando as tomadas de decisão e ampliando ainda a procura por tablets e Smartsphones. Assim projetos como Business Intelligence (Recursos Hídricos) e de Gestão Administrativa (BSC) além das atividades de fiscalização executadas pela ADASA, podem ser consumidos nestes dispositivos móveis possibilitando aporte a decisão mesmo que remotamente. 8

9 Neste contexto temos o conceito de Consumerização que significa a aquisição pelos usuários de TIC de seus próprios aparelhos (e.g. Tablets, Smartphones, Notebooks), e através deles acessar dados corporativos e mesmo tempo administrar sua vida pessoal. De pronto observa-se aqui a questão de criação de soluções de TIC flexíveis com elevada operabilidade que possa ser consumida por dispositivos de diferentes fabricantes. Outra questão é a segurança da informação, nona diretriz deste PDTI, que agora passa a se preocupar com as consequências da introdução destes dispositivos na da infraestrutura da corporação. Crescimento de Smartphones no Brasil 65% 59% 51% 69% 42% 33% 22% 9% 14% Fonte IDC Relativamente a gestão de dados e informações, segundo o instituto de pesquisa Gartner, o tradicional Data Warehouse empresarial, centralizando todas as informações necessárias as decisões, não terá lugar nesta nova era. Múltiplos sistemas, incluindo gestão de conteúdo, data warehouse, data smarts, sistemas de arquivos especializados, redes sociais unidos como serviços de dados e metadados, irão tornar-se um data warehouse lógico, fincando aqui outra tendência disruptiva, a Big Data, visto que essa busca por análises irá gerar um volume sem precedentes de informações. As atuais tendências de TIC no mundo que o IDC definiu como a terceira onda de tecnologia, redes sociais, explosão de dados, mobilidade e nuvem, segundo Peres analista do IDC são ingredientes disruptivos, que alteram a forma como a tecnologia da Informação será desenvolvida no futuro. Por conta disso o ambiente de TI está ficando mais difícil de ser gerenciado, porem com maior potencial de gerar valor à organização. De certo temos que a informação é o combustível deste século, entretanto uma informação errada ou mal formatada é pior que não possuir informação alguma, logo instrumentos de planejamento como os PDTIs tornam-se cruciais no desenvolvimento de ambientes de TIC. 9

10 DIRETRIZES GERAIS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E DE COMUNICAÇÕES ORIENTAÇÕES RELATIVAS À COORDENAÇÃO DAS AÇÕES DE TIC, A SEREM DESENVOLVIDAS NO PERÍODO DESTE PDTI. ESTAS AÇÕES FORAM DISTRIBUIDAS EM NOVE DIRETRIZES. 10

11 DIRETRIZES GERAIS DE TIC As Diretrizes Gerais de Tecnologia da Informação e de Comunicações, adiante apresentadas, foram traçadas a partir do Diagnostico de Necessidades apontadas pelas diversas Unidades Organizacionais da Agência, da Avaliação dos Serviços executados sob a jurisdição do Núcleo de Tecnologia, e da Análise das Competências necessárias à equipe de tecnologia de informação e comunicações. (D1) SOCIEDADE: Proporcionar maior celeridade e transparência no atendimento de demandas do Cidadão, Governo e Usuários de Água e de Serviços Públicos, através da ampliação da oferta de serviços eletrônicos via Internet. (D2) RECURSOS HÍDRICOS: Possibilitar a apropriação, avaliação, fiscalização e monitoramento de informações referentes aos Recursos Hídricos do DF. (D3) SERVIÇOS PÚBLICOS: Proporcionar a regulação adequada dos Serviços Públicos de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário; Limpeza Urbana e Manejo de Resíduos Sólidos; Drenagem e Manejo de Águas Urbanas; Distribuição de Gás e dos correspondentes Concessionários. (D4) PROCESSOS INTERNOS: Agenciar a automação de Processos de Trabalho e de Gestão, executados nas diversas unidades organizacionais da Agência, buscando o aumento de sua eficácia na produção de resultados. (D5) COMUNICAÇÃO E COLABORAÇÃO: Diversificar os meios e as tecnologias de comunicações entre a Agência a Sociedade, Agentes Regulados, e entes Governamentais. (D6) INFRAESTRUTURA: Reger a Infraestrutura de Tecnologia da Informação de modo a manter seus Ativos e Processos atualizados e alinhados às inovações Tecnológicas. (D7) GOVERNANÇA: Desenvolver um conjunto de processos, costumes, políticas, leis, que regularão a maneira como o NTI deve ser dirigido. Inclui-se também aqui o estudo sobre as relações entre os diversos atores envolvidos (i.e. stakeholders). (D8) COMPETÊNCIA: Promover a identificação e desenvolvimento de aptidões dos profissionais arrolados na área de tecnologia da informação. (D9) SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: Preservar a integridade, confidencialidade e disponibilidade de informações sob a gestão da Agência, além de promover o uso aceitável de recursos computacionais. 11

12 Às Diretrizes estabelecidas foram associadas Ações, adiante relacionadas, necessárias ao seu atendimento incluindo-se a sua prioridade, metas, prazos, e recursos necessários. Em razão de uma possível variação do custo originalmente previsto para cada Ação, os custos reais destas deverão ser consumados por ocasião da definição do orçamento anual do período definido para execução da Ação. (D1) Proporcionar maior celeridade e transparência no atendimento de demandas do Cidadão, Governo e Usuários de Água e de Serviços Públicos, através da ampliação da oferta de serviços eletrônicos via Internet. Ação D1.1: Aprimorar o aplicativo de Cadastramento Eletrônico de Usuários de Recursos Hídricos, disponibilizado no Sítio da Instituição, de modo a facilitar a identificação do perfil destes usuários e os procedimentos de emissão de outorgas. Possibilitar o Cadastramento de usuários de Recursos Hídricos DF Via Internet, através do Sítio institucional da Agência e presencialmente no setor de atendimento da ADASA, para usuários que não possuam acesso a internet. Possibilitar a persistência dos dados de utilização destes recursos hídricos em base de dados eletrônica centralizada, de modo a garantir o compartilhamento de informações com técnicos e interessados. Gerar relatórios gerenciais consolidados tendo como base aos dados cadastrados, buscando facilitar o processo de gestão destes recursos, bem como dar celeridade aos procedimentos de outorgas. Custo: R$ 0,00 Data de Término: Junho 2012 Ação D1.2: Implantar solução tecnológica que possibilite o Acompanhamento Eletrônico a processos e documentos, através do Sítio da Instituição, por cidadãos e interessados. 100% do andamento referente a processos de pedidos de outorga divulgados através do Sítio institucional da Agencia; Envio de informações a interessados via (push mail) referente ao andamento de processos de seu interesse. Custo: R$ ,00 Data de Término: Outubro 2013 Ação D1.3: Desenvolver Sistema de Informação que automatize o processo de Consulta Pública, para plataforma web, a ser disponibilizado no Sítio Institucional da Agência. 12

13 Possibilitar ao cidadão participar das C.P. e registrar suas contribuições estando ele em qualquer lugar a qualquer hora, bastando para tal possuir acesso à Internet; Permitir que as contribuições apresentadas por qualquer cidadão e/ou interessado em C.P. especifica, sejam consultadas pela sociedade em geral, via Internet; Custo: R$ ,00 Data Término: setembro 2012 Ação D1.3: Implementar sistema de informação de possibilite a Gestão de solicitações de ouvidoria encaminhadas diretamente a Agência ou originada em outros Órgãos do Distrito Federal.. Acolher, armazenar e dar tratamento adequado às solicitações, reclamações, sugestões, denúncias e elogios sobre a Agência e entes regulados por ela, enviados pela comunidade em geral, ou por um público específico. Custo: R$ ,00 Data Término: Agosto 2012 Ação D1.4: Implantar a acessibilidade ao Sítio institucional da Agência, em conformidade com os preceitos da Lei de Acessibilidade aos meios de comunicação Atender a Lei de acessibilidade possibilitando a utilização do sítio institucional da Agência por qualquer cidadão, independentemente de sua condição física. Custo: R$ ,00 Data Término: Outubro

14 (D2) RECURSOS HÍDRICOS: Dirigir recursos tecnológicos de modo a propiciar a gestão e monitoramento do uso de recursos hídricos em corpos de água de domínio do DF e delegados pela união ou estados. Ação D2.1: Promover melhorias nos módulos do sistema de recursos hídricos da ADASA, utilizado nos procedimentos de Outorga, Fiscalização e Monitoramento da Quantidade e de Qualidade da Água. 100% do processo de cadastramento de usuários de Recursos Hídricos automatizado; 100% dos dados de usuários de Rec Hídricos exportados periodicamente para ANA; Possibilitar o pedido de requisição de Outorgas via Internet. 100% dos pedidos de Outorga cadastrados em Base de Dados Corporativa 100% dos dados de cadastro de usuários de RH, Outorgas e Outorgas Prévias consolidados em Base de Dados Corporativa. 100% dos dados colhidos por estações telemétricas apropriados em bases de dados 100% das fiscalizações realizadas registradas em base de dados; Gerar mecanismos de alertas para ações a serem tomadas; 100% de Planejamento de fiscalizações a serem realizadas; 100% das multas aplicadas registradas em base de dados Custo: R$ 0,00 Data Término: Junho 2012 Ação D2.2:Desenvolver soluções tecnológicas para aporte ao Centro de Operações da ADASA, o qual atuará no monitoramento de recursos hídricos e da prestação de serviços públicos do DF. Implantar soluções goerreferenciadas e soluções de business intelligence que enderecem informações de bases de dados de usuários de recursos hídricos, outorgas, fiscalizações e de monitoramentos qualitativo e quantitativo do corpo hídricos do DF; Implementar aplicativos para serem consumidos por dispositivos móveis (e.g. tablets e smartfones) para a tomada de decisão e gestão de serviços públicos regulados pela ADASA; Utilizar redes sócias para distribuição de informações de interesse do cidadão. Custo: R$ ,00 Data Término: Outubro

15 (D3) SERVIÇOS PÚBLICOS: Empregar soluções em tecnologia da informação e de comunicações nas atividades de controle e de fiscalização dos padrões de qualidade dos serviços públicos de Saneamento Básico (i.e. abastecimento de agua, esgotamento sanitário, drenagem urbana, limpeza urbana e Resíduos Sólidos); de Gás Canalizado e de Energia Elétrica. Ação D3.1:Promover o desenvolvimento de Sistema Eletrônico de Comunicação de Incidentes e de Interrupções Programadas dos serviços públicos de abastecimento de água de esgotamento sanitário. Gerir incidentes e interrupções programadas dos serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, de modo a propiciar a identificação de oportunidades para melhoria do arcabouço regulatório propiciada pelo acompanhamento sistemático de incidentes. Custo: R$ ,00 Data Término: Março 2014 Ação D3.2:Promover o desenvolvimento do Sistema de Saneamento Básico Facilitar a regulação e monitorar a execução dos serviços de saneamento básico, constituído pelo abastecimento de água e do esgotamento sanitário, para toda área do Distrito Federal, conforme termos do contrato de concessão, firmado entre a ADASA e CAESB. Custo: R$ ,00 Data Término: Outubro

16 (D4) PROCESSOS INTERNOS: Agenciar a automação de Processos de Trabalho e de Gestão, executados nas diversas unidades organizacionais da Agência, buscando o aumento de sua eficácia na produção de resultados: Ação D4.1: Implantar sistema de informação tendo como escopo a Gestão de Pessoas por Competência. Administrar o conjunto de conhecimento, capacitação e habilidades, de cada servidor da Agência, necessários a execução de suas atribuições e responsabilidades, bem como catalogar avaliações de desempenho. Custo: R$ ,00 Data Término: Outubro 2012 Ação D4.2: Desenvolver sistema de informação tendo como escopo a Gestão de Bens Patrimoniais da Agência. Cadastrar Bens Patrimoniais de propriedade da Agência e promover a sua gestão durante o ciclo de vida do bem (e.g. movimentação e depreciação). Custo: R$ ,00 Data Término: Junho 2012 Ação D4.3: Desenvolver sistema de informação para Controle de Deliberações da Diretoria-Colegiada Controlar a distribuição de processos para Diretor Relator; o agendamento de reuniões; o sorteio de Diretor-Relator; memoria de reunião, Ata e extrato de Decisão. Custo: R$ 0,00 Data Término: Junho 2012 Ação D4.4: Implementar sistema de informação para apoio a Gestão Administrativa da Agência, com base na metodologia de Balance Score Card (BSC). Lançar projetos e ações previstas no Planejamento Estratégico da Agência que por sua vez está relacionado com o PPA, em base de dados específica, possibilitando o acompanhamento através de indicadores. Custo: R$ ,00 Data Término: Março

17 Ação D4.5: Implementar sistema de informação tendo como escopo a gestão eletrônica de documentos, em conformidade com a tecnologia de ECM. Informatização de Processos administrativos autuados pela Agência tornando-os totalmente eletrônicos; Promover a guarda eletrônica de documentos; Propiciar a eliminação de parte do papel ora utilizado na Agência; Tramitar processos eletronicamente; Assinar eletronicamente documentos via certificados digitais Custo: R$ ,00 Data Término: Agosto

18 D5) COMUNICAÇÃO E COLABORAÇÃO: Diversificar os meios e as tecnologias de comunicações entre a Agência a Sociedade, Agentes Regulados, e entes Governamentais. Ação D5.1:Implementar solução de tecnológica visando a unificação de meios de comunicação (i.e. mensagem instantânea, correio eletrônico, sinal de presença, vídeo conferencia). Conectar equipes de forma que elas possam se comunicar e trabalhar juntas, seja na agência, em casa ou em transito; Custo: R$ ,00 Data Término: Setembro 2014 Ação D5.2: Desenvolver um Portal de Informações que funcione como um centro agregador e distribuidor de conteúdo técnico referente a Recursos Hídricos, Saneamento Básico e Gás Canalizado. Integrar conteúdo, write papers, teses e conceitos técnicos inerentes destes setores em um único local virtual na internet; Desenvolver fóruns blogs virtuais para discussões on line referentes a temas relevantes a estes setores; Implementar biblioteca virtual (wikipedia) do setor. Custo: R$ ,00 Data Término: Maio 2014 Ação D5.3: Contratar serviços de Conectividade IP (acesso à Internet). Garantir o acesso a Rede Mundial de Computadores aos usuários da Agência; Disponibilizar o Sitio Institucional da ADASA na Internet; Criar Extranets e Linhas privadas para troca de informações específicas. Custo: R$ ,01 Data Término: Serv. Continuado Ação D5.4: Contratar serviços de Manutenção da Central Telefônica da Agência Disponibilizar o acesso a serviços telefônicos; Consertar, corrigir e configurar a central telefônica da ADASA; Promover manutenções preventivas e corretivas. Custo: R$ ,01 Data Término: Serv. Continuado 18

19 (D6) INFRAESTRUTURA: Manutenir a Infraestrutura de Tecnologia da Informação de modo a conservar seus Ativos, Processos e soluções atualizados quanto às inovações Tecnológicas, e alinhados as necessidades de Agência. Ação D6.1:Contratar serviço técnico especializado em manutenção de infraestrutura da rede física de computadores. Possibilitar a correção e substituição de pontos e de elementos de rede defeituosos; Possibilitar a expansão da rede física. Custo: R$ ,00 Data Término: Serv. Continuado Ação D6.2: Contratar serviços técnicos e especializados em Network Operation Center (NOC). Monitorar os serviços e softwares disponibilizados através da rede corporativa da Agência; Diminuir o número de incidentes ocorridos na Sala de Servidores da Agência, Monitorar os serviços de rede além do horário normal de expediente. Custo: R$ ,00 Data Término: Serv. Continuado Ação D6.3: Adquirir soluções e serviços por meio de soluções de Cloud Computing. (Computação na Nuvem). Pagar softwares e soluções de acordo com a demanda. Transformar custos fixos em variáveis, Barateamento de soluções tecnológicas Custo: R$ ,00 Data Término: Maio 2013 Ação D6.4: Adquirir soluções e licenças de back e front end (e.g Licenças de banco de dados; gestão da rede; sistemas operacionais e pacote Office). Atualizar licenças de uso de softwares e soluções para rede corporativa; Privilegiar a aquisição de licenças perpétuas. Custo: R$ ,00 Data Término: Dezembro

20 Ação D6.5: Adquirir Ativos de back e front end (e.g Switches, Servidores, Desktops, No breaks, Tablets, Racks, rede wireless) Modernizar o parque computacional da Agência, Substituir ativos antigos e onerosos por soluções eficazes, Promover o barateamento de soluções tecnológicas, Melhorar a segurança no acesso sala de Servidores, Implantar rede wireless. Custo: R$ ,00 Data Término: Dezembro 2013 Ação D6.6: Contratar serviços de Suporte Tecnológico e de Consultoria. Dar aporte na correção de incidentes ocorridos rede corporativa (back end); Colaborar na implantação e configuração de soluções tecnológicas. Custo: R$ ,00 Data Término: Serv. Continuado Ação D6.7: Contratar serviços de Atendimento a Usuários. Dar assistência aos usuários da rede corporativa Solucionar incidentes ocorridos nos equipamentos de front end (e.g. Desktops); Promover atendimento por telefone ou presencial. Custo: R$ ,00 Data Término: Serv. Continuado 20

21 (D7) GOVERNANÇA: Desenvolver um conjunto de processos, costumes, políticas, leis, que regularão a maneira como a unidade de tecnologia da Agência devera ser dirigida. Ação D7.1: Capacitar servidores da unidade de tecnologia da informação e de comunicações em metodologias e boas práticas do setor. Padronizar processos de TIC em conformidade com as metodologias Information Tecnology Infrastructure Library (ITIL) e Control Objectves for Information Technology (COBIT); Custo: R$ ,00 Data Término: Julho 2013 Ação D7.2: Prospectar aplicações e soluções baseadas em software livre, na busca de barateamento de custos. Maximizar a utilização de software livre no processo de desenvolvimento de sistemas de informação; Custo: R$ ,00 Data Término: Julho 2013 Ação D7.3: Adotar o padrão interoperabilidade e-ping, de modo a estabelecer condições de interação com os demais órgãos governamentais e com a sociedade em geral. Propiciar a integração de soluções de TIC com outros órgãos governamentais de forma segura e coerente. Custo: R$ 0,00 Data Término: Agosto

22 (D8) COMPETÊNCIA: Promover a identificação e desenvolvimento de aptidões dos profissionais arrolados na área de tecnologia da informação. Ação D8.1: Capacitar servidores nos aspectos jurídicos e legais de contratação e gestão de contratos de soluções de TIC para o serviço público. Formar analista de negocio, capaz de realizar e gerir contratações de TIC, definir SLAs, identificar requisitos de sistemas, e promover estudos de prospecção de mercado. Custo: R$ ,00 Data Término: Julho

AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE SERVIDORES DA COTEC

AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE SERVIDORES DA COTEC MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ADMINISTRAÇÃO E LOGÍSTICA Coordenação-Geral de Administração e Tecnologia da Informação Coordenação

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Art. 1º - A Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação DTIC da Universidade FEDERAL DO ESTADO DO RIO

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor Gestão e Governança de TI Modelo de Governança em TI Prof. Marcel Santos Silva PMI (2013), a gestão de portfólio é: uma coleção de projetos e/ou programas e outros trabalhos que são agrupados para facilitar

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 13/06/2014 14:08:02 Endereço IP: 177.1.81.29 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Diretoria de Informática

Diretoria de Informática Diretoria de Informática Estratégia Geral de Tecnologias de Informação para 2013-2015 EGTI 2013-2015 Introdução: Este documento indica quais são os objetivos estratégicos da área de TI do IBGE que subsidiam

Leia mais

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DA SUPERINTENDÊNCIA Capítulo I - DA

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

Convergência TIC e Projetos TIC

Convergência TIC e Projetos TIC TLCne-051027-P1 Convergência TIC e Projetos TIC 1 Introdução Você responde essas perguntas com facilidade? Quais os Projetos TIC mais frequentes? Qual a importância de BI para a venda de soluções TIC (TI

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Dezembro/2010 2 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Missão: Prover soluções efetivas de tecnologia

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA

REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA Art. 1º. A Secretaria de Tecnologia de Informação e Comunicação SETIC é um Órgão Suplementar Superior

Leia mais

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta as atribuições e responsabilidades da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá

Leia mais

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Março COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - CGTIC 2 ÍNDICE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO... 3 Apresentação...

Leia mais

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA Levantamento da Gestão de TIC Cotação: 23424/09 Cliente: PRODABEL Contato: Carlos Bizzoto E-mail: cbizz@pbh.gov.br Endereço: Avenida Presidente Carlos

Leia mais

Contrato de Suporte End.: Telefones:

Contrato de Suporte End.: Telefones: Contrato de Suporte Contrato de Suporte Desafios das empresas no que se refere à infraestrutura de TI Possuir uma infraestrutura de TI que atenda as necessidades da empresa Obter disponibilidade dos recursos

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

TRIBUTAÇÃO NA NUVEM. Tax Friday 21 de outubro de 2011 AMCHAM - RJ

TRIBUTAÇÃO NA NUVEM. Tax Friday 21 de outubro de 2011 AMCHAM - RJ TRIBUTAÇÃO NA NUVEM Tax Friday 21 de outubro de 2011 AMCHAM - RJ PROGRAMA 1. INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO EM NUVEM CONCEITOS APLICÁVEIS 2. PRINCIPAIS OPERAÇÕES E ASPECTOS TRIBUTÁRIOS POLÊMICOS INTRODUÇÃO À

Leia mais

CLEUSA REGINA HALFEN Presidente do TRT da 4ª Região/RS

CLEUSA REGINA HALFEN Presidente do TRT da 4ª Região/RS 1624/2014 Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região 2 A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições, e considerando o que consta no PA nº 0008096-80.2014.5.04.0000,

Leia mais

Sistemas de Informação Gerenciais

Sistemas de Informação Gerenciais Faculdade Pitágoras de Uberlândia Pós-graduação Sistemas de Informação Gerenciais Terceira aula Prof. Me. Walteno Martins Parreira Júnior www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com Maio -2013 Governança

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 12/06/2014 13:58:56 Endereço IP: 200.252.42.196 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (PETI) Secretaria de Tecnologia da Informação Florianópolis, março de 2010. Apresentação A informatização crescente vem impactando diretamente

Leia mais

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 29 de setembro de 2009 PLANO DE TRABALHO - PDTI O presente Plano de Trabalho objetiva o nivelamento do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima aos requisitos de tecnologia da informação

Leia mais

TRIBUTAÇÃO NAS NUVENS Uma Regulação em Debate

TRIBUTAÇÃO NAS NUVENS Uma Regulação em Debate TRIBUTAÇÃO NAS NUVENS Uma Regulação em Debate Workshop Divisão Tributária 18.04.2013 CIESP - CAMPINAS PROGRAMA 1. BREVE INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2. PRINCIPAIS OPERAÇÕES E ASPECTOS TRIBUTÁRIOS POLÊMICOS

Leia mais

A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você

A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você A Escola A Escola Superior de Redes da RNP privilegia um ensino totalmente prático. Os laboratórios são montados de forma

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

Serviços da TI Nacional aplicados à Modernização dos Gabinetes. STIC - Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação

Serviços da TI Nacional aplicados à Modernização dos Gabinetes. STIC - Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Serviços da TI Nacional aplicados à Modernização dos Gabinetes STIC - Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Agenda Desafios Como superá-los? Governança Instrumentos de Atuação Nacional Serviços

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Relatório de Informações Gerenciais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Relatório de Informações Gerenciais PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Relatório de Informações Gerenciais Setorial do 1º Semestre de 2013 DIRETORIA GERAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÂO DGTEC RELATÓRIO DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 1º

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 08/08/2014 19:53:40 Endereço IP: 150.164.72.183 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Segurança nas Nuvens Onde Coloco Meus Dados?

Segurança nas Nuvens Onde Coloco Meus Dados? Segurança nas Nuvens Onde Coloco Meus Dados? Expectativa de 20 minutos Uma abordagem prática e sensata de usar os Serviços em Nuvem de forma segura. Segurança nas Nuvens O que é? Quais as Vantagens das

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup

Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup ATIVAS encerra o ano como a empresa que mais cresceu no mercado brasileiro de serviços de TI ATIVAS é formalmente apresentada ao mercado CEMIG Telecom adquire

Leia mais

Soluções em Mobilidade

Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Desafios das empresas no que se refere a mobilidade em TI Acesso aos dados e recursos de TI da empresa estando fora do escritório, em qualquer lugar conectado

Leia mais

)))* "*+$ Núcleo de Projetos Especiais Divisão de Processos e Segurança da Informação "$%&'(

)))* *+$ Núcleo de Projetos Especiais Divisão de Processos e Segurança da Informação $%&'( )))* "*+$!"# Núcleo de Projetos Especiais Divisão de Processos e Segurança da Informação "$%&'( , $-. Cecom Centro de Computação: atendimento das demandas corporativas da universidade. LCC Laboratório

Leia mais

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e PDTI - Definição Instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação que visa atender às necessidades tecnológicas e de informação de um órgão ou entidade

Leia mais

CONHEÇA MAIS SOBRE A MICROWARE:

CONHEÇA MAIS SOBRE A MICROWARE: CONHEÇA MAIS SOBRE A MICROWARE: A Microware é especialista no desenvolvimento e na execução de projetos de T.I.C. Atuamos nas áreas de Serviços Profissionais, Datacenter, Conectividade, Workplace e Processos

Leia mais

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0 TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Brivaldo Marinho - Consultor Versão 1.0 CONTROLE DA DOCUMENTAÇÃO Elaboração Consultor Aprovação Diretoria de Informática Referência do Produto

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Elaboração Luiz Guilherme D CQSMS 10 00 Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes Avaliação da Necessidade de Treinamento

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 18/05/2016 16:38:00 Endereço IP: 200.198.193.162

Leia mais

PORTARIA P N. 422, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA P N. 422, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA P N. 422, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2014. Revisa o Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI para o período 2013-2018 e dá outras providências. O Presidente do TRE-RS, no uso de suas atribuições

Leia mais

Apresentação da Empresa e seus Serviços.

Apresentação da Empresa e seus Serviços. Apresentação da Empresa e seus Serviços. 1 Conteúdo do Documento Sobre a MSCTI... 3 Portfólio de Serviços... 4 O que a consultoria MSCTI faz?... 5 Outros Serviços e Soluções... 6 Certificações... 7 Clientes

Leia mais

Caesb conquista uma série de benefícios com projeto de Integração de Soluções

Caesb conquista uma série de benefícios com projeto de Integração de Soluções Caesb conquista uma série de benefícios com projeto de Integração de Soluções Perfil A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal - Caesb é uma sociedade de economia mista, regida pela Lei das

Leia mais

Fone: 55 11 2384-7736 - www.wissenconsulting.com.br - atendimento@wissenconsulting.com.br

Fone: 55 11 2384-7736 - www.wissenconsulting.com.br - atendimento@wissenconsulting.com.br Nosso método de trabalho foi criado para atender VOCÊ A WISSEN CONSULTING têm como compromisso ajudá-lo a alcançar o sucesso na implementação de ferramentas de gestão e colaboração para que você possa

Leia mais

Portfólio de Serviços Dominit 2016

Portfólio de Serviços Dominit 2016 Portfólio de Serviços Dominit 2016 A Dominit é uma empresa nacional que atua como integradora de soluções de tecnologia da informação. Temos como diferencial a proposta de parceria para nossos clientes

Leia mais

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 4, 5 e 6 de junho de 2012 A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Pablo Sandin Amaral Renato Machado Albert

Leia mais

É viável terceirizar o ambiente de backup de dados?

É viável terceirizar o ambiente de backup de dados? É viável terceirizar o ambiente de backup de dados? Na era da informação, o próprio nome sugere que o ativo mais valioso da organização são os dados que geram as informações. Em alguns casos esses dados

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com Planejamento Estratégico de TI Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com VPN Virtual Private Network Permite acesso aos recursos computacionais da empresa via Internet de forma segura Conexão criptografada

Leia mais

Capítulo XIII SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Capítulo XIII SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Capítulo XIII SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO FINALIDADE A Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação, órgão de direção especializada, subordinada ao diretor-geral da Secretaria

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI Plano de Trabalho Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

Número do Recibo:83500042

Número do Recibo:83500042 1 de 21 06/06/2012 18:25 Número do Recibo:83500042 Data de Preenchimento do Questionário: 06/06/2012. Comitête Gestor de Informática do Judiciário - Recibo de Preenchimento do Questionário: GOVERNANÇA

Leia mais

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC Incentivar a inovação em processos funcionais Aprendizagem e conhecimento Adotar práticas de gestão participativa para garantir maior envolvimento e adoção de soluções de TI e processos funcionais. Promover

Leia mais

Fone: 55 11 2384-7736 - www.wissenconsulting.com.br - atendimento@wissenconsulting.com.br

Fone: 55 11 2384-7736 - www.wissenconsulting.com.br - atendimento@wissenconsulting.com.br Nosso método de trabalho foi criado para atender VOCÊ A WISSEN CONSULTING têm como compromisso ajudá-lo a alcançar o sucesso na implementação de ferramentas de gestão e colaboração para que você possa

Leia mais

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos Eficiência operacional no setor público Dez recomendações para cortar custos 2 de 8 Introdução Com grandes cortes no orçamento e uma pressão reguladora cada vez maior, o setor público agora precisa aumentar

Leia mais

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica...

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica... 1 de 1 19/4/212 17:17 EGTI 211/212 - Autodiagnostico 21 Imprimir Identificação 1. Qual a identificação do órgão? AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS 2. Qual o âmbito de preenchimento do formulário?

Leia mais

Objetivos. PDI - Plano Diretor de Informática. O que é? Como é feito? Quanto dura sua elaboração? Impactos da não execução do PDI

Objetivos. PDI - Plano Diretor de Informática. O que é? Como é feito? Quanto dura sua elaboração? Impactos da não execução do PDI Objetivos Assegurar que os esforços despendidos na área de informática sejam consistentes com as estratégias, políticas e objetivos da organização como um todo; Proporcionar uma estrutura de serviços na

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI (2013-2015) - UFPel

Planejamento Estratégico de TI (2013-2015) - UFPel Planejamento Estratégico de TI (2013-2015) - UFPel 1 Missão Prover soluções de TI, com qualidade, à comunidade da UFPel. 2 Visão Ser referência em governança de TI para a comunidade da UFPel até 2015.

Leia mais

O acesso a informações públicas será assegurado mediante:

O acesso a informações públicas será assegurado mediante: SIMRECI Sistema de Relacionamento com o Cidadão O SIMRECI é um programa de computador que oferece ferramentas para a gestão do relacionamento com o cidadão e, especialmente garante ao poder público atender

Leia mais

Tema: Eficiência Operacional. Tribunal de Origem Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região. Nome do projeto Processo Virtual

Tema: Eficiência Operacional. Tribunal de Origem Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região. Nome do projeto Processo Virtual Tema: Eficiência Operacional Tribunal de Origem Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região Nome do projeto Processo Virtual Finalidade do projeto Implementar o projeto Processo Virtual no âmbito do TRT

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

Porquê na ITIL nas empresas? o Para termos uma resposta efetiva é preciso entender o porque da governança; o Entender gerenciamento de riscos.

Porquê na ITIL nas empresas? o Para termos uma resposta efetiva é preciso entender o porque da governança; o Entender gerenciamento de riscos. ITIL V3 Porquê na ITIL nas empresas? o Para termos uma resposta efetiva é preciso entender o porque da governança; o Entender o gerenciamento de riscos. Porquê Governança? Porque suas ações e seus requisitos

Leia mais

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS SUBCHEFIA DE ASSUNTOS FEDERATIVOS Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal Mapa de obras contratadas pela CEF, em andamento com recursos do Governo Federal 5.048

Leia mais

IT SERVICES. 1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia. LOCAL: Rio de Janeiro -RJ 13/02/2014

IT SERVICES. 1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia. LOCAL: Rio de Janeiro -RJ 13/02/2014 IT SERVICES 1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia LOCAL: Rio de Janeiro -RJ 13/02/2014 TEMA DA PALESTRA: Desafios da Gestão de TI no Mercado Jurídico

Leia mais

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Marta Suplicy Ministra da Cultura Ana Cristina Wanzeler Secretária-Executiva Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Paulo Cesar Kluge Coordenador-Geral de Tecnologia

Leia mais

Reunião Comitê de TI. Acompanhamento do PDTI 08 de agosto de 2012

Reunião Comitê de TI. Acompanhamento do PDTI 08 de agosto de 2012 Reunião Comitê de TI Acompanhamento do PDTI 08 de agosto de 2012 Agenda Aprovação da Ata PDTI: Andamento do PDTI Apresentação de Novas Metas Definições/encaminhamentos sobre Metas Deliberações Assuntos

Leia mais

Processo Aplicado Contabilidade EV Doc

Processo Aplicado Contabilidade EV Doc Processo Aplicado Contabilidade EV Doc EV DOC DIGITALIZAÇÃO E GESTÃO ELETRÔNICA DE DOCUMENTOS (GED) Digitalize e gerencie de forma simples os documentos e informações de sua empresa utilizando uma plataforma

Leia mais

Coordenadoria de Tecnologia da Informação. Documentos Formais. Governança de Auditoria Interna de TI com AGIL-GPR

Coordenadoria de Tecnologia da Informação. Documentos Formais. Governança de Auditoria Interna de TI com AGIL-GPR Coordenadoria de Tecnologia da Informação Documentos Formais Governança de Auditoria Interna de TI com AGIL-GPR NOV/2011 1 Sumário 1 Introdução... 03 2 Políticas de Governança de Auditoria Interna de TI...

Leia mais

DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009.

DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009. DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009. Institui a Política de Tecnologia da Informação e Comunicação no Governo do Estado do Piauí, cria o Sistema de Governança de Tecnologia da Informação e

Leia mais

Continuidade de Negócio de TI O Sucesso da sua empresa também depende disso. Qual é sua necessidade...

Continuidade de Negócio de TI O Sucesso da sua empresa também depende disso. Qual é sua necessidade... Continuidade de Negócio de TI O Sucesso da sua empresa também depende disso. Qual é sua necessidade... Reduzir custo de TI; Identificar lentidões no ambiente de TI Identificar problemas de performance

Leia mais

Dispositivos móveis como serviço - IaaS. Nilton Cardoso Tiago Miranda

Dispositivos móveis como serviço - IaaS. Nilton Cardoso Tiago Miranda Dispositivos móveis como serviço - IaaS Nilton Cardoso Tiago Miranda Cenário Atual da Utilização de Dispositivos Móveis Demanda por Mobilidade A ascensão e o consumo acelerado de Smartphones e Tablets,

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 24/05/2016 12:51:35 Endereço IP: 187.4.152.90 Designação

Leia mais

Coren-MG - Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão Modelos de Soluções

Coren-MG - Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão Modelos de Soluções Coren-MG - Tecnologia da Informação Sistema Integrado de Gestão Modelos de Soluções Infraestrutura Projeto Inicial de Infraestrutura Formação de equipe de TI interna; Estruturação de Datacenter; Redução

Leia mais

Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail

Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail Engenharia de Negócios 1 Agenda 1 Sobre a TIVIT 2 IT Outsourcing 3 Parceria TIVIT & Symantec 4 Projeto

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PLANO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TRIÊNIO /2015 DSI/CGU-PR Publicação - Internet 1 Sumário 1. RESULTADOS

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019. Versão 0 1.0

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019. Versão 0 1.0 PETI Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019 Versão 0 1.0 Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019 Presidente Luiz Otávio Pimentel Vice-Presidente Mauro Sodré

Leia mais

Soluções Completas. Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de:

Soluções Completas. Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de: Soluções Completas Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de: - Conexões compartilhada (.IP) e dedicada (.LINK); - Data Center com servidores virtuais

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho Universitário da UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições regimentais e estatutárias,

Leia mais

Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informações gerencias, editora Pearson, 2010. Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informação, editora LTC, 1999

Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informações gerencias, editora Pearson, 2010. Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informação, editora LTC, 1999 FSI capítulo 2 Referências bibliográficas: Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informações gerencias, editora Pearson, 2010 Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informação, editora LTC, 1999 Porter M., Competitive

Leia mais

Questionário de Governança de TI 2016

Questionário de Governança de TI 2016 Questionário de Governança de TI 2016 De acordo com o Referencial Básico de Governança do Tribunal de Contas da União, a governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança,

Leia mais

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM Rogério Schueroff Vandresen¹, Willian Barbosa Magalhães¹ ¹Universidade Paranaense(UNIPAR) Paranavaí-PR-Brasil rogeriovandresen@gmail.com, wmagalhaes@unipar.br

Leia mais

EXIN Cloud Computing Fundamentos

EXIN Cloud Computing Fundamentos Exame Simulado EXIN Cloud Computing Fundamentos Edição Maio 2013 Copyright 2013 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio. Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist

Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio. Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist 05 De onde vem o termo nuvem? Business Servidores SAN WAN SAN LANs Roteador NAS Switch

Leia mais

A TI E O PPA 2012-2015

A TI E O PPA 2012-2015 Governo do Estado de Mato Grosso Conselho Superior do Sistema Estadual de Informação e Tecnologia da Informação Sistema Estadual de Informação e Tecnologia da Informação WORKSHOP A TI E O PPA 2012-2015

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

Governança de TIC. CobiT 4.1

Governança de TIC. CobiT 4.1 Governança de TIC CobiT 4.1 Conceitos Governança: A expressão governar tem origem na expressão navegar... E o que quem navega faz? Ele faz um mapa, dá a direção, faz as regras de convivência. Tomáz de

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO TRIBUNAL DE JUSTIÇÃO DO ESTADO DE MATO GROSSO. Unidade Responsável: Coordenadoria de Tecnologia da Informação - CTI

ESTADO DE MATO GROSSO TRIBUNAL DE JUSTIÇÃO DO ESTADO DE MATO GROSSO. Unidade Responsável: Coordenadoria de Tecnologia da Informação - CTI ESTADO DE MATO GROSSO TRIBUNAL DE JUSTIÇÃO DO ESTADO DE MATO GROSSO INSTRUÇÃO NORMATIVA STI Nº 02/2011 Versão: 01 Publicação: DJE nº xxxx em / / Unidade Responsável: Coordenadoria de Tecnologia da Informação

Leia mais

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer lugar e independente da plataforma, bastando para isso

Leia mais

Tecnologia a serviço da cidadania

Tecnologia a serviço da cidadania Tecnologia a serviço da cidadania Quem somos A Dataprev fornece soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação para o aprimoramento e execução de políticas sociais do Estado brasileiro. É a empresa

Leia mais

Minuta Relatório de resultados do PDTI anterior

Minuta Relatório de resultados do PDTI anterior RELATÓRIO DE RESULTADOS DO PDTI ANTERIOR Outubro de 2011 Elaborado pelo Grupo de Trabalho Intersetorial para elaboração do Plano Diretor de Tecnologia de Informação PDTI, nos termos da Portaria nº 4551,

Leia mais

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio?

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? A Tecnologia da Informação vem evoluindo constantemente, e as empresas seja qual for seu porte estão cada

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA DO SISP

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA DO SISP SERVIÇOS DE CONSULTORIA EIXO TEMÁCO: GOVERNANÇA DE Implantação de Metodologia de Elaborar e implantar uma metodologia de gerenciamento de projetos no órgão solicitante, com a finalidade de inserir as melhores

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

MECANISMOS PARA GOVERNANÇA DE T.I. IMPLEMENTAÇÃO DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

MECANISMOS PARA GOVERNANÇA DE T.I. IMPLEMENTAÇÃO DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MECANISMOS PARA IMPLEMENTAÇÃO DA GOVERNANÇA DE T.I. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza CICLO DA GOVERNANÇA DE TI O CICLO DA GOVERNANÇA DE TI O Ciclo da Governança de T.I. ALINHAMENTO

Leia mais

Administração e Desenvolvimento de Soluções em TI

Administração e Desenvolvimento de Soluções em TI Administração e Desenvolvimento de Soluções em TI Projeto Corporativo Missão: Oferecer soluções corporativas em Tecnologia da Informação, fornecendo e integrando produtos e serviços profissionais de alta

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA-EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE GESTÃO DE PESSOAS

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA-EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE GESTÃO DE PESSOAS MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA-EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE GESTÃO DE PESSOAS DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO, TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO BOLETIM

Leia mais

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos O que você vai mudar em sua forma de atuação a partir do que viu hoje? Como Transformar o Conteúdo Aprendido Neste Seminário em Ação! O que debatemos

Leia mais