vaginais ou por via oral.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "vaginais ou por via oral."

Transcrição

1 ÓLEO DE MELALEUCA em creme vaginal Ação cientificamente comprovada no tratamento da C. albicans: 90% de sucesso! Doutor, O objetivo desse Informe Científico é apresentar o creme vaginal com Óleo de Melaleuca como uma eficaz alternativa no tratamento da candidíase. Segundo resultados de um estudo in vitro, o óleo de melaleuca promove morte em 90% das cepas de C. albicans. Candidíase A Candidíase é uma infecção tópica comum da genitália feminina, causada pela Candida albicans, um fungo normalmente presente na microbiota humana. O controle do seu crescimento depende da presença de outros microorganismos na flora vaginal normal. A resistência do organismo diminui com o uso de antibióticos de amplo espectro, gravidez, diabetes, infecções, doenças que causam deficiência imunológica, como a AIDS, ingestão excessiva de carboidratos ou o uso de alguns medicamentos, como anticoncepcionais orais e corticóides. O tratamento inclui o uso de antifúngicos em óvulos, cremes (3, 6) vaginais ou por via oral. ÓLEO DE MELALEUCA: alternativa eficaz no tratamento da candidíase Diversos estudos publicados pela Organização Mundial de Saúde comprovam: (7) O ÓLEO DE MELALEUCA é seguro e eficaz no tratamento contra Trichomonas vaginalis e Candida albicans.

2 Estudo in vitro, comparando a eficácia do Fluconazol e do ÓLEO DE MELALEUCA no tratamento da Candida albicans. (1) Pesquisadores da Universidade de Hacettepe, Turquia, demonstraram que o ÓLEO DE MELALEUCA é eficaz não só sobre a candidíase normal, mas também sobre a candidíase resistente aos medicamentos usualmente utilizados, como o Fluconazol. J Chemother Oct; 14(5): Atividade antifúngica do ÓLEO DE MELALEUCA (Melaleuca alternifolia) contra fungos patogênicos in vitro (10) Estudo realizado pelo Departamento de Dermatologia da Universidade de Leipzig, Alemanha, comprovou a Concentração Inibitória Mínima (MIC) do ÓLEO DE MELALEUCA in vitro, para a Candida albicans e outros fungos patogênicos. O valor da MIC variou entre 2,225 a 4,450mcg/ml, indicando uma susceptibilidade moderada para o ÓLEO DE MELALEUCA contra Candida albicans. A determinação do teste de sensibilidade ao ÓLEO DE MELALEUCA foi realizada pelo método de diluição em ágar. Skin Pharmacol. 1996;9(6): Atividade in vitro dos óleos essenciais, em particular o ÓLEO DE MELALEUCA (Melaleuca alternifolia), na ação contra Candida spp. (2) Estudo realizado pelo Departamento de Microbiologia do Centro Médico Rainha Elizabett II, da Austrália, comprovou: O ÓLEO DE MELALEUCA pode ser aplicado topicamente para tratar infecções superficiais causadas por Candida spp. Legenda: o ÓLEO DE MELALEUCA é ativo contra cepas de Candida spp., principalmente C. albicans. J Antimicrob Chemother Nov;42(5):591-5 ÓLEO DE MELALEUCA (5,9) Óleo extraído das folhas da Melaleuca alternifolia, tendo como principal ativo, o terpinenol.

3 Mecanismo de Ação (5,9) Reduz a taxa de reprodução de agentes patogênicos (bactérias e fungos); Intensifica a resistência a esses agressores; Cicatrizante; Imunoestimulante. Concentração (5) 5 a 10%. Indicação (5,9) Candidíase vaginal. FORMULÁRIO 1.Creme vaginal com ÓLEO DE MELALEUCA (1,2,8) Creme vaginal base qsp 5 g - Veículo. Aplicar 1 dose (em aplicador) por via intravaginal ao deitar, por 7 dias.

4 Terapias Tópicas Importantes 1. Sabonete vaginal anti-séptico - ph fisiológico - Ação bacteriostática para Gram- Triclosan 1% positivos e Gram-negativos. Ácido lático qs ph=4,5 - Acidificante fisiológico. Sabonete neutro qsp 100 ml - Veículo. Utilizar na higienização íntima feminina. 2. Gel lubrificante íntimo Lubrificante íntimo qsp 50 g - Veículo. Utilizar como lubrificante íntimo. 3. Wipe neutro íntimo Wipe íntimo 30 unidades - Veículo. Utilizar na higienização íntima. ph = 4,5 ph = 4,5 Outras Terapias Ativos Dose Informações adicionais Clotrimazol (4) 100mg/dia por 7 a Antifúngico de amplo espectro, 14 dias atua como inibidor de crescimento. Econazol (4) 150mg/dia por 3 Antifúngico de amplo espectro. dias Isoconazol (4) 600mg por 7 dias Antifúngico de amplo espectro. Itraconazol (4) Inibidor do ergosterol. É um bistiazólico sem atividade 200mg dia e noite por um dia antiandrogênica. Miconazol (4) 600mg a 1,8g Inibidor do ergosterol. Antifúngico de amplo espectro, menos tóxico que o Cetoconazol e Fluconazol a Nistatina (4) UI durante 2 semanas Inibidor do ergosterol. Antifúngico poliênico com ação fungistática e fungicida sobre o gênero Candida. 1. Creme vaginal com Clotrimazol Clotrimazol 1 % Creme vaginal qsp 5 g Mande 14 aplicadores. 1 dose (em aplicador) por via intravaginal ao deitar, por 14 dias. 2. Óvulos de Clotrimazol Clotrimazol 500 mg Óvulo base qsp 1 UN

5 Mande 1 óvulo 3. Creme vaginal com Isoconazol Isoconazol Nitrato 1% Creme vaginal qsp 5 g 1 dose (em aplicador) por via intravaginal ao deitar, por 7 dias. 5. Óvulo de Econazol de Nitrato Econazol Nitrato 150 mg Óvulo base qsp 1UN Mande 3 óvulos. Aplicar 1 óvulo ao dia, durante 3 dias, ao deitar. Aplicar 1 óvulo, em dose única, ao deitar. 4. Óvulo de Tioconazol Tioconazol 300 mg Óvulo base qsp 1 UN Mande 1 óvulo. Aplicar 1 óvulo, em dose única, ao deitar. 6. Creme de Nistatina Nistatina UI Creme vaginal qsp 5 g 1 a 2 doses (em aplicador) por via intravaginal ao deitar, por 7 a 10 dias. Referências Bibliográficas 1. Ergin A, Arikan S. Comparison of microdilution and disc diffusion methods in assessing the in vitro activity of fluconazole and Melaleuca alternifolia (tea tree) oil against vaginal Candida isolates. J Chemother Oct;14(5): Hammer KA, Carson CF, Riley TV. In-vitro activity of essential oils, in particular Melaleuca alternifolia (tea tree) oil and tea tree oil products, against Candida spp. J Antimicrob Chemother Nov;42(5): Korolkovas, A. Dicionário Terapêutico Guanabara. Edição 2000/ Teske, M.; Trentini, A. M. Compêndio de fitoterapia Herbarium. 2ª. Ed. Curitiba. Pr Vivier, A. Dermatologia Prática. Editora Manole: São Paulo, World Health Organization. Disponível em: Acesso em: 12/12/ Wiggins, Michael; Sugg, Chris. Tea Tree Oil (Melaleuca altemifolia). Disponível em: Acesso em: 12/12/ Herbmed - Melaleuca alternifolia. Disponível em: Acesso em: 12/12/ Nenoff P, Haustein UF, Brandt W. Antifungal activity of the essential oil of Melaleuca alternifolia (tea tree oil) against pathogenic fungi in vitro. Skin Pharmacol. 1996;9(6): Elaborado por Direitos Autorais Protegidos pela Lei 9610 de 19 de Fev. de Estas informações devem ser analisadas pelo profissional prescritor antes de adotados na clínica, e são de distribuição e uso exclusivo de médicos, farmacêuticos, dentistas e veterinários devidamente inscritos em seus C.R.s.

vaginais ou por via oral.

vaginais ou por via oral. ÓLEO DE MELALEUCA em creme vaginal Ação cientificamente comprovada no tratamento da C. albicans: 90% de sucesso! Doutor, O objetivo desse Informe Científico é apresentar o creme vaginal com Óleo de Melaleuca

Leia mais

Herpes genital é uma infecção comum, em geral transmitida por contato sexual.

Herpes genital é uma infecção comum, em geral transmitida por contato sexual. ÓLEO DE MENTA Eficácia nas lesões herpéticas e inibição de 99% na formação de placas das cepas de HSV-1 e HSV-2 resistentes ao Aciclovir Doutor, O objetivo desse Informe Científico é apresentar o óleo

Leia mais

Trinizol -M Tinidazol Nitrato de miconazol

Trinizol -M Tinidazol Nitrato de miconazol Trinizol -M Tinidazol Nitrato de miconazol Creme vaginal Uso intravaginal APRESENTAÇÃO TRINIZOL -M CREME VAGINAL: caixa contendo bisnaga com 80 g de creme e 1 aplicador. TRINIZOL -M CREME VAGINAL: caixa

Leia mais

CORRIMENTO VAGINAL (VULVOVAGINITES) UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ Setor de Genitoscopia Prof André Luis F. Santos 2010

CORRIMENTO VAGINAL (VULVOVAGINITES) UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ Setor de Genitoscopia Prof André Luis F. Santos 2010 CORRIMENTO VAGINAL (VULVOVAGINITES) UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ Setor de Genitoscopia Prof André Luis F. Santos 2010 CONCEITO (VULVOVAGINITES) Qualquer acometimento infeccioso e/ou inflamatório da vulva e

Leia mais

Corrimento vaginal Resumo de diretriz NHG M38 (primeira revisão, agosto 2005)

Corrimento vaginal Resumo de diretriz NHG M38 (primeira revisão, agosto 2005) Corrimento vaginal Resumo de diretriz NHG M38 (primeira revisão, agosto 2005) Dekker JH, Boeke AJP, Gercama AJ, Kardolus GJ, Boukes FS traduzido do original em holandês por Luiz F.G. Comazzetto 2014 autorização

Leia mais

ANTIFÚNGICOS MICOSES

ANTIFÚNGICOS MICOSES ANTIFÚNGICOS MICOSES Fungos patogênicos Infectam diretamente o hospedeiro oportunistas Raramente causam infecções, mas aproveitam os momentos de queda da resistência imunológica Fungos Células mais complexas

Leia mais

CAPÍTULO 16 PROCESSOS INFLAMATÓRIOS GENITAIS: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO. José Eleutério Junior Francisco das Chagas Medeiros Raquel Autran Coelho

CAPÍTULO 16 PROCESSOS INFLAMATÓRIOS GENITAIS: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO. José Eleutério Junior Francisco das Chagas Medeiros Raquel Autran Coelho CAPÍTULO 16 PROCESSOS INFLAMATÓRIOS GENITAIS: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO José Eleutério Junior Francisco das Chagas Medeiros Raquel Autran Coelho Quadros clínicos de corrimento e prurido genital ocorrem

Leia mais

Betacariofileno: é um germicida natural obtido do óleo essencial da Copaifera officinalis, sendo excelente para prevenção de infecções e inflamações.

Betacariofileno: é um germicida natural obtido do óleo essencial da Copaifera officinalis, sendo excelente para prevenção de infecções e inflamações. TRIPLE A SYSTEM TRIPLO NO COMBATE CONTRA A ACNE Redução de 30% dos comedões e de 65% da oleosidade Aprovado por mais de 85% dos pacientes TRIPLE A SYSTEM é um sistema triplo no combate à acne, formado

Leia mais

CAPÍTULO 16 PROCESSOS INFLAMATÓRIOS GENITAIS: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

CAPÍTULO 16 PROCESSOS INFLAMATÓRIOS GENITAIS: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO CAPÍTULO 16 PROCESSOS INFLAMATÓRIOS GENITAIS: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO José Eleutério Junior Francisco das Chagas Medeiros Raquel Autran Coelho Quadros clínicos de corrimento e prurido genital ocorrem

Leia mais

Vulvovaginites Recorrentes. Maristela Vargas Peixoto

Vulvovaginites Recorrentes. Maristela Vargas Peixoto Vulvovaginites Recorrentes Maristela Vargas Peixoto VULVOVAGINITES Frequência elevada Manifestações clínicas desconfortáveis Atividades cotidianas Desempenho sexual Alterações na pele e mucosas favorecem

Leia mais

CANESTEN I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. clotrimazol

CANESTEN I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. clotrimazol I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO CANESTEN clotrimazol FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES USO ADULTO E PEDIÁTRICO USO TÓPICO Canesten é apresentado na forma de creme dermatológico em bisnaga com 20, 30,

Leia mais

Gino-Pletil tinidazol, nitrato de miconazol

Gino-Pletil tinidazol, nitrato de miconazol Gino-Pletil tinidazol, nitrato de miconazol PARTE I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Gino-Pletil Nome genérico: tinidazol e nitrato de miconazol Forma farmacêutica: creme vaginal Via de administração:

Leia mais

BULA PARA O PACIENTE MICOSTATIN (nistatina) SUSPENSÃO ORAL

BULA PARA O PACIENTE MICOSTATIN (nistatina) SUSPENSÃO ORAL BULA PARA O PACIENTE MICOSTATIN (nistatina) SUSPENSÃO ORAL MICOSTATIN nistatina USO ORAL APRESENTAÇÃO MICOSTATIN 100.000 UI/mL é apresentado em cartuchos com frasco de vidro âmbar contendo 60 ml, com conta-gotas

Leia mais

Shampoo de Ureia Apresenta Eficácia nas Principais Causas da Caspa

Shampoo de Ureia Apresenta Eficácia nas Principais Causas da Caspa Shampoo de Ureia Apresenta Eficácia nas Principais Causas da Caspa Melhora a Hidratação do Couro Cabeludo Remove o Excesso de Queratina Auxilia na Remoção de Placas Reduz o Prurido Aumenta a Permeação

Leia mais

GINO-CANESTEN 3 clotrimazol

GINO-CANESTEN 3 clotrimazol I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO GINO-CANESTEN 3 clotrimazol FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Gino-Canesten 3 é apresentado em embalagem com 20 g de creme vaginal com 2% de clotrimazol, acompanhado de

Leia mais

Herpes genital é uma infecção comum, em geral transmitida por contato sexual.

Herpes genital é uma infecção comum, em geral transmitida por contato sexual. ÓLEO DE MENTA Eficácia nas lesões herpéticas e inibição de 99% na formação de placas das cepas de HSV-1 e HSV-2 resistentes ao Aciclovir Doutor, O objetivo desse Informe Científico é apresentar o óleo

Leia mais

CLOTRIGEL. Glenmark Farmacêutica Ltda. Creme vaginal 100 mg/5g. Clotrigel_VP01

CLOTRIGEL. Glenmark Farmacêutica Ltda. Creme vaginal 100 mg/5g. Clotrigel_VP01 CLOTRIGEL Glenmark Farmacêutica Ltda. Creme vaginal 100 mg/5g CLOTRIGEL clotrimazol I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome genérico: clotrimazol APRESENTAÇÕES Cada bisnaga de Clotrigel contém 20g de creme

Leia mais

GINO-CANESTEN clotrimazol

GINO-CANESTEN clotrimazol I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO GINO-CANESTEN clotrimazol FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Gino-Canesten é apresentado em embalagem com 35 g de creme vaginal a 1% de clotrimazol acompanhado de 6 aplicadores

Leia mais

Resistência aos antimicrobianos em Salmonella spp.

Resistência aos antimicrobianos em Salmonella spp. Resistência aos antimicrobianos em Salmonella spp. Síntese das investigações desde a descoberta de novos antimicrobianos Final do século XIX: Pasteur efetuou relatos sobre antagonismo entre diferentes

Leia mais

Probiótico. Identificação. Descrição / especificação técnica: Pó creme a marrom claro, contendo no mínimo 10 bilhões de UFC/g.

Probiótico. Identificação. Descrição / especificação técnica: Pó creme a marrom claro, contendo no mínimo 10 bilhões de UFC/g. Material Técnico Probióticos Identificação Fórmula Molecular: Não aplicável DCB / DCI: Não aplicável INCI: Não aplicável Peso molecular: Não aplicável CAS: Não aplicável Denominação botânica: Não aplicável

Leia mais

CONHEÇA A LINHA MED PROTECTION E SURPREENDA-SE COM O MELHOR CUSTO/BENEFÍCIO DO MERCADO.

CONHEÇA A LINHA MED PROTECTION E SURPREENDA-SE COM O MELHOR CUSTO/BENEFÍCIO DO MERCADO. Produtos MED PROTECTION CONHEÇA A LINHA MED PROTECTION E SURPREENDA-SE COM O MELHOR CUSTO/BENEFÍCIO DO MERCADO. Profissionais que lidam diariamente com substâncias nocivas à pele estão sujeitos a doenças

Leia mais

ABBOTT LABORATÓRIOS DO BRASIL LTDA.

ABBOTT LABORATÓRIOS DO BRASIL LTDA. Poliginax sulfato de polimixina B...35.000 UI sulfato de neomicina...35.000 UI nistatina...100.000 UI tinidazol...150 mg ABBOTT LABORATÓRIOS DO BRASIL LTDA. óvulo BULA DO PACIENTE I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO:

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. Gyno-Fungix

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. Gyno-Fungix IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Gyno-Fungix terconazol Creme vaginal APRESENTAÇÃO Creme a 0,8% de terconazol em bisnaga com 30 g de creme, acompanhada de 5 aplicadores ginecológicos para 5 g de creme. USO

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO Norma de Origem: NIT-DICLA-016 Folha: 1 Total de Folhas: 5 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO LABORATÓRIO LASA- PESQUISAS LABORATORIAIS LTDA/ DOSAGE S RELACIONADOS

Leia mais

CETOCONAZOL. Antifúngico imidazólico

CETOCONAZOL. Antifúngico imidazólico Informações Técnicas CETOCONAZOL Antifúngico imidazólico SINÔNIMOS: Ketoconazol; Kétoconazole; Ketoconazolum; Ketokonazol; Ketokonazolas. CAS: 65277 42 1. PESO MOLECULAR: 531,4. INTRODUÇÃO O cetoconazol

Leia mais

COLPISTAR. Farmoquímica S/A Creme Vaginal 250 mg/4g + 100.000 UI/4g + 5 mg/4g + 10 mg/4g. Colpistar_AR010914_Bula Paciente

COLPISTAR. Farmoquímica S/A Creme Vaginal 250 mg/4g + 100.000 UI/4g + 5 mg/4g + 10 mg/4g. Colpistar_AR010914_Bula Paciente COLPISTAR Farmoquímica S/A Creme Vaginal 250 mg/4g + 100.000 UI/4g + 5 mg/4g + 10 mg/4g BULA PACIENTE COLPISTAR metronidazol + nistatina + cloreto de benzalcônio + lisozima APRESENTAÇÃO: Creme vaginal

Leia mais

Gino-Loprox ciclopirox olamina

Gino-Loprox ciclopirox olamina Modelo de Bula SANOFI-AVENTIS FARMACÊUTICA LTDA Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. Gino-Loprox ciclopirox olamina Forma farmacêutica e apresentação

Leia mais

A neurite vestibular é uma infecção de ouvido causada por vírus, apresentando vários sintomas, incluindo a vertigem. (1)

A neurite vestibular é uma infecção de ouvido causada por vírus, apresentando vários sintomas, incluindo a vertigem. (1) Resultados satisfatórios no tratamento da Neurite Vestibular Doutor, o objetivo desse informe científico é demonstrar alta eficácia da no tratamento da neurite vestibular. Segundo estudos, administrada

Leia mais

Neste material, você vai obter informações sobre os produtos e dados atualizados do mercado da molécula.

Neste material, você vai obter informações sobre os produtos e dados atualizados do mercado da molécula. Caro leitor, Informação também faz bem à saúde. Por isso, a partir de agora, você receberá uma série de cartilhas sobre os Genéricos Cimed. Nesta primeira edição destacamos os produtos de verão, mais especificamente

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Gino-Canesten 1, 500 mg, Comprimido Vaginal Clotrimazol Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente. Este medicamento pode

Leia mais

nitrato de miconazol Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Creme vaginal 20 mg/g

nitrato de miconazol Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Creme vaginal 20 mg/g nitrato de miconazol Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Creme vaginal 20 mg/g nitrato de miconazol Medicamento Genérico Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÃO Creme vaginal de 20 mg/g: embalagem com 80 g

Leia mais

Cada ml de Nalbix Solução contém 10 mg de clotrimazol. Solução cutânea A solução é límpida, incolor e homogénea, sem contaminação aparente.

Cada ml de Nalbix Solução contém 10 mg de clotrimazol. Solução cutânea A solução é límpida, incolor e homogénea, sem contaminação aparente. RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1. NOME DO MEDICAMENTO Nalbix 10 mg/ml Solução cutânea 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Cada ml de Nalbix Solução contém 10 mg de clotrimazol. Lista completa

Leia mais

Otofoxin cloridrato de ciprofloxacino SOLUÇÃO OTOLÓGICA

Otofoxin cloridrato de ciprofloxacino SOLUÇÃO OTOLÓGICA Otofoxin cloridrato de ciprofloxacino SOLUÇÃO OTOLÓGICA USO ADULTO USO OTOLÓGICO Forma farmacêutica e apresentação Solução otológica: frasco contendo 10 ml com conta-gotas. Composição Cada (1 ml) contém

Leia mais

TIOTRAX EMS S/A. Creme vaginal. 100mg + 150mg

TIOTRAX EMS S/A. Creme vaginal. 100mg + 150mg TIOTRAX EMS S/A Creme vaginal 100mg + 150mg 1-IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: Nome comercial: Tiotrax Nome genérico: tioconazol e tinidazol. APRESENTAÇÕES Tiotrax creme vaginal em embalagem contendo 1 bisnaga

Leia mais

Nistatina. Prati-Donaduzzi Suspensão oral 100.000 UI/mL. Nistatina_bula_profissional

Nistatina. Prati-Donaduzzi Suspensão oral 100.000 UI/mL. Nistatina_bula_profissional Nistatina Prati-Donaduzzi Suspensão oral 100.000 UI/mL Nistatina_bula_profissional INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE nistatina Medicamento genérico Lei n 9.787, de 1999 APRESENTAÇÕES Suspensão

Leia mais

Gino-Canesten 1 Comprimido Vaginal contém a substância ativa clotrimazol pertencente a um grupo de substâncias conhecido como "antifúngicos".

Gino-Canesten 1 Comprimido Vaginal contém a substância ativa clotrimazol pertencente a um grupo de substâncias conhecido como antifúngicos. Folheto informativo: Informação para o utilizador Gino-Canesten 1, 500 mg, Comprimido Vaginal Clotrimazol Leia com atenção todo este folheto antes de começar a utilizar este medicamento, pois contém informação

Leia mais

Mycospor creme (bifonazol) Bayer S.A. Creme dermatológico 10 mg/ g

Mycospor creme (bifonazol) Bayer S.A. Creme dermatológico 10 mg/ g Mycospor creme (bifonazol) Bayer S.A. Creme dermatológico 10 mg/ g MYCOSPOR Bifonazol APRESENTAÇÕES Creme dermatológico contendo 10 mg de bifonazol em cada grama de creme. Embalagem contendo 15 g. USO

Leia mais

Tralen 1% tioconazol. Formas farmacêuticas: creme dermatológico, loção dermatológica, pó dermatológico.

Tralen 1% tioconazol. Formas farmacêuticas: creme dermatológico, loção dermatológica, pó dermatológico. Tralen 1% tioconazol PARTE I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Tralen Nome genérico: tioconazol Formas farmacêuticas: creme dermatológico, loção dermatológica, pó dermatológico. Via de administração:

Leia mais

Conclusões científicas

Conclusões científicas ANEXO II Conclusões científicas e fundamentos para a alteração do Resumo das Características do Medicamento, da Rotulagem e do Folheto Informativo apresentados pela Agência Europeia de Medicamentos 32

Leia mais

Atualização na candidíase de repetição Existem novas propostas de tratamento? Vera Fonseca

Atualização na candidíase de repetição Existem novas propostas de tratamento? Vera Fonseca TROCANDO IDÉIAS XX 16 e 17 de junho de 2016 Windsor Flórida Hotel - Rio de Janeiro - RJ Atualização na candidíase de repetição Existem novas propostas de tratamento? Vera Fonseca Conselheira do Conselho

Leia mais

Tratamento de candidíase oral em pacientes com câncer de cabeça e pescoço: uma revisão sistemática

Tratamento de candidíase oral em pacientes com câncer de cabeça e pescoço: uma revisão sistemática TRATAMENTO DE CANDIDÍASE ORAL EM PACIENTES... Sena et al. Tratamento de candidíase oral em pacientes com câncer de cabeça e pescoço: uma revisão sistemática Treatment of oral candidiasis in patients with

Leia mais

1º Curso de Antimicrobianos da AECIHERJ INTRODUÇÃO A ANTIBIÓTICOS DRA. DEBORA OTERO

1º Curso de Antimicrobianos da AECIHERJ INTRODUÇÃO A ANTIBIÓTICOS DRA. DEBORA OTERO 1º Curso de Antimicrobianos da AECIHERJ INTRODUÇÃO A ANTIBIÓTICOS DRA. DEBORA OTERO Antimicrobianos antimicrobiano (anti+microbiano) Que extermina micróbios ou impede sua proliferação antibiótico (anti+bio+t+ico)

Leia mais

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1. NOME DO MEDICAMENTO Clotrimazol Bluepharma, 10 mg/g, Creme 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Substância ativa: 1 g de creme contém 10 mg de clotrimazol

Leia mais

Oceral (nitrato de oxiconazol) Bayer S.A. Creme dermatológico. 11,47 mg/g de nitrato de oxiconazol

Oceral (nitrato de oxiconazol) Bayer S.A. Creme dermatológico. 11,47 mg/g de nitrato de oxiconazol Oceral (nitrato de oxiconazol) Bayer S.A. Creme dermatológico 11,47 mg/g de nitrato de oxiconazol OCERAL nitrato de oxiconazol APRESENTAÇÕES Creme dermatológico contendo 11,47 mg de nitrato de oxiconazol

Leia mais

Atividade Antifúngica de Três Óleos Essenciais Sobre Cepas

Atividade Antifúngica de Três Óleos Essenciais Sobre Cepas ISSN 1981-3708 Atividade Antifúngica de Três Óleos Essenciais Sobre Cepas de Candida Antifungal Activity of Three Essential Oils on Candida Strains Yuri W. CAVALCANTI 1, Leopoldina F. D. ALMEIDA 2, Wilton

Leia mais

FLUCONAZOL. - 1 - IT_fluconazol_14/04/09

FLUCONAZOL. - 1 - IT_fluconazol_14/04/09 FLUCONAZOL Peso molecular: 306,30 Fórmula molecular: C 13 H 12 F 2 N 6 O CAS: 86386-73-4 DCB: 04109 Ação Terapêutica: antimicótico e antifúngico. Nome químico: 2-(2,4-difluorophenyl)-1,3-bis(1h-1,2,4-traizol-1-yl)propan-

Leia mais

Bio-vagin. Laboratório Farmacêutico Elofar Ltda. Creme vaginal

Bio-vagin. Laboratório Farmacêutico Elofar Ltda. Creme vaginal Bio-vagin Laboratório Farmacêutico Elofar Ltda. Creme vaginal 62,5 mg/g de benzoilmetronidazol + 25.000 UI/g de nistatina + 1,25 mg/g de cloreto de benzalcônio I- IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO BIO-VAGIN

Leia mais

Tralen 1% tioconazol. Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas.

Tralen 1% tioconazol. Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas. Tralen 1% tioconazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Tralen Nome genérico: tioconazol APRESENTAÇÕES Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas. VIA

Leia mais

Infecções Vulvo-vaginais

Infecções Vulvo-vaginais Infecções Vulvo-vaginais Sintomatologia: Leucorréia (Corrimento Vaginal) Prurido Dor Tumoração Lesões Verrucosas Queixas Urinárias (Ardor Miccional, Disúria, etc...) Leucorréia Inespecífica Leucorréia

Leia mais

IV Encontro de Formação OMV, Lisboa 2013

IV Encontro de Formação OMV, Lisboa 2013 Ana Margarida Oliveira, DVM, MsC, Dip ECVD IV Encontro de Formação OMV, Lisboa 2013 Objectivosdo tratamento 1 Eliminar as infecções. 2 Identificar e corrigir factores predisponentes, causas primárias e

Leia mais

Raniê Ralph Microbiologia Quarta-feira, 13 de dezembro de 2006. Profa Mariceli. Drogas antifúngicas. 1. Poliênicos: anfotericina B e nystatin

Raniê Ralph Microbiologia Quarta-feira, 13 de dezembro de 2006. Profa Mariceli. Drogas antifúngicas. 1. Poliênicos: anfotericina B e nystatin Quarta-feira, 13 de dezembro de 2006. Profa Mariceli. Drogas antifúngicas. O número de drogas antifúngicas é limitado porque nossas células são muito semelhantes às células fúngicas (células eucarióticas,

Leia mais

TEMA: URO-VAXON no tratamento da infecção recorrente do trato urinário em paciente portador de DM SUMÁRIO 1. RESUMO EXECUTIVO... 3

TEMA: URO-VAXON no tratamento da infecção recorrente do trato urinário em paciente portador de DM SUMÁRIO 1. RESUMO EXECUTIVO... 3 NT89/2013 Solicitante: Ilmo Dr Des. Bitencourt Marcondes 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais Data: 10/06/2013 Medicamento X Material Procedimento Cobertura Numeração: 1.0313.13.008851-8/001

Leia mais

Poliginax MODELO DE BULA. sulfato de polimixina B sulfato de neomicina nistatina tinidazol

Poliginax MODELO DE BULA. sulfato de polimixina B sulfato de neomicina nistatina tinidazol MODELO DE BULA Poliginax sulfato de polimixina B sulfato de neomicina nistatina tinidazol FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES POLIGINAX Óvulos: caixa com 12 óvulos e 1 aplicador POLIGINAX Creme Vaginal:

Leia mais

Cranberry (Vaccinium macrocarpon) Tratamento e Prevenção da Infecção Urinária

Cranberry (Vaccinium macrocarpon) Tratamento e Prevenção da Infecção Urinária Cranberry (Vaccinium macrocarpon) Tratamento e Prevenção da Infecção Urinária Cranberry é uma planta nativa da América do Norte que apresenta em sua composição antocianidinas, flavonóides, proantocianidinas,

Leia mais

Cada grama de Nalbix creme contém 10 mg de clotrimazol. Creme O creme é branco, homogéneo sem contaminação aparente.

Cada grama de Nalbix creme contém 10 mg de clotrimazol. Creme O creme é branco, homogéneo sem contaminação aparente. RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1. NOME DO MEDICAMENTO Nalbix 10 mg/g Creme 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Cada grama de Nalbix creme contém 10 mg de clotrimazol. Excipientes: Propilenoglicol:

Leia mais

Colpistatin. Aché Laboratórios Farmacêuticos Creme vaginal 62,5 mg/g + 25.000 UI/g + 1,25 mg/g. Colpistatin_BU 01_VP 1

Colpistatin. Aché Laboratórios Farmacêuticos Creme vaginal 62,5 mg/g + 25.000 UI/g + 1,25 mg/g. Colpistatin_BU 01_VP 1 Colpistatin Aché Laboratórios Farmacêuticos Creme vaginal 62,5 mg/g + 25.000 UI/g + 1,25 mg/g Colpistatin_BU 01_VP 1 BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009 I- IDENTIFICAÇÃO DO

Leia mais

MICROBIOTA OU FLORA NORMAL DO CORPO HUMANO

MICROBIOTA OU FLORA NORMAL DO CORPO HUMANO MICROBIOTA OU FLORA NORMAL DO CORPO HUMANO Disciplina: Microbiia e Parasitia Patrícia de Lima Martins INTRODUÇÃO O que é Microbiota? MICROBIOTA São os microrganismos (bactérias, fungos, vírus e protozoários)

Leia mais

Dispensação de Medicamentos Utilizados no Tratamento da Micose Superficial

Dispensação de Medicamentos Utilizados no Tratamento da Micose Superficial Dispensação de Medicamentos Utilizados no Tratamento da Micose Superficial José Vanilton de Almeida. Farmacêutico da Orgânica Farmácia (Sorocaba-SP). Coordenador Depto Farmácia da SBD. Ministrante de cursos

Leia mais

mulher Prof. Ricardo Muniz Ribeiro Professor Livre-Docente da Disciplina de Ginecologia da Faculdade de Medicina da USP

mulher Prof. Ricardo Muniz Ribeiro Professor Livre-Docente da Disciplina de Ginecologia da Faculdade de Medicina da USP Infecção urinária ria na mulher Prof. Ricardo Muniz Ribeiro Professor Livre-Docente da Disciplina de Ginecologia da Faculdade de Medicina da USP Epidemiologia Queixa freqüente ente em atendimentos de ginecologia

Leia mais

TOBREX. Solução Oftálmica Estéril e Pomada Oftálmica Estéril

TOBREX. Solução Oftálmica Estéril e Pomada Oftálmica Estéril TOBREX TOBRAMICINA 0,3% Solução Oftálmica Estéril e Pomada Oftálmica Estéril FORMA FARMACÊUTICA, VIA DE ADMINISTRAÇÃO E APRESENTAÇÃO: Frasco plástico conta-gotas contendo 5 ml de Solução Oftálmica Estéril

Leia mais

ABC. Kley Hertz S/A Indústria e Comércio Creme dermatológico clotrimazol 10mg/g

ABC. Kley Hertz S/A Indústria e Comércio Creme dermatológico clotrimazol 10mg/g ABC Kley Hertz S/A Indústria e Comércio Creme dermatológico clotrimazol 10mg/g IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO ABC clotrimazol APRESENTAÇÃO Creme dermatológico contendo 10 mg de clotrimazol em cada grama

Leia mais

Fungirox Esmalte Ciclopirox

Fungirox Esmalte Ciclopirox Fungirox Esmalte Ciclopirox Apresentação Frasco com 6 g de esmalte, 2 frascos com removedor de esmalte e 24 lixas para unha. Esmalte Uso tópico USO ADULTO COMPOSIÇÃO Ciclopirox... 80 mg Veículo q.s.p....1

Leia mais

TIOTRAX EMS S/A. Creme vaginal. 100mg + 150mg

TIOTRAX EMS S/A. Creme vaginal. 100mg + 150mg TIOTRAX EMS S/A Creme vaginal 100mg + 150mg 1-IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: Nome comercial: Tiotrax Nome genérico: tioconazol e tinidazol. APRESENTAÇÕES Tiotrax creme vaginal em embalagem contendo 1 bisnaga

Leia mais

CARTRAX tioconazol, tinidazol. APRESENTAÇÕES Cartrax creme vaginal em embalagem contendo 1 bisnaga de 35 g, acompanhada de 7 aplicadores descartáveis.

CARTRAX tioconazol, tinidazol. APRESENTAÇÕES Cartrax creme vaginal em embalagem contendo 1 bisnaga de 35 g, acompanhada de 7 aplicadores descartáveis. CARTRAX tioconazol, tinidazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: Nome comercial: Cartrax Nome genérico: tioconazol e tinidazol. APRESENTAÇÕES Cartrax creme vaginal em embalagem contendo 1 bisnaga de 35

Leia mais

Figura 1. Representação esquemática das estruturas da pele envolvidas no processo de transpiração.

Figura 1. Representação esquemática das estruturas da pele envolvidas no processo de transpiração. HEXATRATE (Vevy/Itália) Ativo antiperspirante e desodorante O suor O suor, produzido pelas glândulas sudoríparas, é constituído por água, na qual se encontram dissolvidos sais minerais e outras substâncias.

Leia mais

ENDOFTALMITE uma complicação grave da cirurgia de catarata

ENDOFTALMITE uma complicação grave da cirurgia de catarata MANUELA BERNARDO ENDOFTALMITE uma complicação grave da cirurgia de catarata A perda de visão pode ser severa e irreversível Este trabalho foi elaborado seguindo as recomendações da ESCRS 2013 INCIDÊNCIA

Leia mais

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1. NOME DO MEDICAMENTO Clotrimazol Bluepharma, 10 mg/g, Creme vaginal 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Substância ativa: 1 g de creme vaginal contém 10

Leia mais

Zovirax. aciclovir. Formas farmacêuticas, vias de administração e apresentações comercializadas

Zovirax. aciclovir. Formas farmacêuticas, vias de administração e apresentações comercializadas Creme aciclovir I) Identificação do medicamento Formas farmacêuticas, vias de administração e apresentações comercializadas Creme é apresentado em bisnagas contendo 10 g, para uso tópico. Composição Cada

Leia mais

PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO. 1. Denominação do medicamento

PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO. 1. Denominação do medicamento RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1. Denominação do medicamento LOMEXIN Creme 20 mg/g LOMEXIN Creme vaginal 20 mg/g LOMEXIN Óvulo 200 mg LOMEXIN Pó cutâneo 20 mg/g LOMEXIN Solução para pulverização

Leia mais

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ ÁREA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE ENFERMAGEM NÚCLEO 7 INFECÇÕES VULVOVAGINAIS

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ ÁREA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE ENFERMAGEM NÚCLEO 7 INFECÇÕES VULVOVAGINAIS UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ ÁREA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE ENFERMAGEM NÚCLEO 7 INFECÇÕES VULVOVAGINAIS CANDIDÍASE, VAGINOSE BACTERIANA, TRICOMONÍASE INFECÇÕES VULVOVAGINAIS Considera-se

Leia mais

VULVOVAGINITES XXIII CONGRESSO MÉDICO ESTADUAL DA PARAÍBA MT/CCS/DMI/HULW

VULVOVAGINITES XXIII CONGRESSO MÉDICO ESTADUAL DA PARAÍBA MT/CCS/DMI/HULW VULVOVAGINITES XXIII CONGRESSO MÉDICO ESTADUAL DA PARAÍBA VULVOVAGINITES Todas as manifestações inflamatórias e/ou infecciosas do trato genital feminino inferior Causas: Agentes infecciosos Agentes alérgicos

Leia mais

Gynopac tioconazol + tinidazol secnidazol

Gynopac tioconazol + tinidazol secnidazol Gynopac tioconazol + tinidazol secnidazol Formas farmacêuticas e apresentações Comprimido revestido - Embalagem contendo cartela com 2 ou 4 comprimidos de secnidazol Creme Embalagem contendo bisnaga com

Leia mais

AVALIAÇÃO DE TESTES DE IDENTIFICAÇÃO E SENSIBILIDADE QUE PODEM SER UTILIZADOS EM LABORATÓRIOS CLÍNICOS EM CEPAS DE CANDIDA spp

AVALIAÇÃO DE TESTES DE IDENTIFICAÇÃO E SENSIBILIDADE QUE PODEM SER UTILIZADOS EM LABORATÓRIOS CLÍNICOS EM CEPAS DE CANDIDA spp ALESSANDRA NAVARINI AVALIAÇÃO DE TESTES DE IDENTIFICAÇÃO E SENSIBILIDADE QUE PODEM SER UTILIZADOS EM LABORATÓRIOS CLÍNICOS Tese apresentada ao curso de Pós Graduação da Faculdade de Ciências Médicas da

Leia mais

AVALIAÇÃO DA FREQÜÊNCIA E PERFIL DE SENSIBILIDADE DE MICRORGANISMOS ISOLADOS DE UROCULTURAS REALIZADAS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

AVALIAÇÃO DA FREQÜÊNCIA E PERFIL DE SENSIBILIDADE DE MICRORGANISMOS ISOLADOS DE UROCULTURAS REALIZADAS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 27 AVALIAÇÃO DA FREQÜÊNCIA E PERFIL DE SENSIBILIDADE DE MICRORGANISMOS ISOLADOS DE UROCULTURAS REALIZADAS EM UM HOSPITAL

Leia mais

NEO MISTATIN. (nistatina)

NEO MISTATIN. (nistatina) NEO MISTATIN (nistatina) Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Creme vaginal 25.000UI/g I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: NEO MISTATIN nistatina APRESENTAÇÃO Creme vaginal 25.000UI/g Embalagem

Leia mais

GINO MIZONOL. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Creme Vaginal 20mg/g

GINO MIZONOL. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Creme Vaginal 20mg/g GINO MIZONOL Geolab Indústria Farmacêutica S/A Creme Vaginal 20mg/g MODELO DE BULA PARA O PACIENTE Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento Gino

Leia mais

AULA DO PRODUTO. Curso inicial & Integração Novos Representantes

AULA DO PRODUTO. Curso inicial & Integração Novos Representantes AULA DO PRODUTO Curso inicial & Integração Novos Representantes 1 HELICOBACTER PYLORI A bactéria Helicobacter pylori foi descoberta em 1982 pelos australianos Barry J. Marshall e J. Robin Warren. Até então,

Leia mais

LOCERYL. cloridrato de amorolfina CREME. 2,5mg/g

LOCERYL. cloridrato de amorolfina CREME. 2,5mg/g LOCERYL cloridrato de amorolfina CREME 2,5mg/g 1 LOCERYL cloridrato de amorolfina APRESENTAÇÕES: Creme contendo amorolfina 2,5mg/g (na forma de cloridrato de amorolfina), apresentado em bisnaga de alumínio

Leia mais

Comparação da eficácia antimicrobiana na higienização das mãos: óleo essencial de Melaleuca alternifolia versus triclosan 1

Comparação da eficácia antimicrobiana na higienização das mãos: óleo essencial de Melaleuca alternifolia versus triclosan 1 Rev. Latino-Am. Enfermagem nov.-dez. 2013;21(6):1212-9 DOI: 10.1590/0104-1169.2957.2356 Artigo Original Comparação da eficácia antimicrobiana na higienização das mãos: óleo essencial de Melaleuca alternifolia

Leia mais

Anatomia e Fisiologia do Sistema Reprodutor Feminino...2. Ecossistema Vaginal...6. Vulvovaginites...14. Kolpitrat...18. Bula do Kolpitrat...

Anatomia e Fisiologia do Sistema Reprodutor Feminino...2. Ecossistema Vaginal...6. Vulvovaginites...14. Kolpitrat...18. Bula do Kolpitrat... Índice Anatomia e Fisiologia do Sistema Reprodutor Feminino...2 Sistema Reprodutor Feminino... 2 Ecossistema Vaginal...6 Fatores que Mantêm a Microflora Vaginal Normal... 6 Fatores que Podem Alterar a

Leia mais

Anexo II. Conclusões científicas e fundamentos para a suspensão das Autorizações de Introdução no Mercado

Anexo II. Conclusões científicas e fundamentos para a suspensão das Autorizações de Introdução no Mercado Anexo II Conclusões científicas e fundamentos para a suspensão das Autorizações de Introdução no Mercado 8 Conclusões científicas Resumo da avaliação científica de medicamentos contendo cetoconazol para

Leia mais

Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5%

Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5% Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5% Creme: apresentado em bisnagas com 25 g. USO TÓPICO. USO ADULTO E EM PACIENTES ACIMA DE 12 ANOS. Cada g de creme contém: Peróxido de Benzoíla... 50 mg Enxofre...

Leia mais

Infecções ginecológicas. - Vulvovaginites e DIP -

Infecções ginecológicas. - Vulvovaginites e DIP - Cadeira de Clínica Obstétrica e Ginecológica Infecções ginecológicas. - Vulvovaginites e DIP - C. Calhaz Jorge Ano lectivo de 2009/ 2010 Infecções ginecológicas. Vulvovaginites e DIP Sistemas de defesa

Leia mais

Gyno-Icaden nitrato de isoconazol. Informação importante! Leia com atenção!

Gyno-Icaden nitrato de isoconazol. Informação importante! Leia com atenção! Gyno-Icaden nitrato de isoconazol Informação importante! Leia com atenção! Formas farmacêuticas e apresentações: - Creme vaginal: cartucho contendo 1 bisnaga de 40 g com 7 aplicadores. - Creme vaginal:

Leia mais

Monuríl fosfomicina trometamol. Granulado

Monuríl fosfomicina trometamol. Granulado Monuríl fosfomicina trometamol Granulado Forma farmacêutica e apresentação: Caixa com 1 envelope de granulado com 8g. USO ADULTO - USO ORAL Composição: Granulado Cada envelope contém: 5,631 g de fosfomicina

Leia mais

Nova Associação Reduz Herpes Labial Recorrente

Nova Associação Reduz Herpes Labial Recorrente Nova Associação Reduz Herpes Labial Recorrente Associação Inteligente: Reduz Replicação Viral e Minimiza a Inflamação Local Boa Tolerabilidade em Adolescentes Eficácia no Tratamento do Herpes Simples Tipo

Leia mais

Micogyn Laboratório Farmacêutico Elofar Ltda. Creme vaginal 20 mg/g

Micogyn Laboratório Farmacêutico Elofar Ltda. Creme vaginal 20 mg/g Micogyn Laboratório Farmacêutico Elofar Ltda. Creme vaginal 20 mg/g I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO MICOGYN nitrato de miconazol MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA APRESENTAÇÃO

Leia mais

Como controlar a mastite por Prototheca spp.?

Como controlar a mastite por Prototheca spp.? novembro 2013 QUALIDADE DO LEITE marcos veiga dos santos Professor Associado Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP www.marcosveiga.net O diagnóstico da mastite causada por Prototheca spp.

Leia mais

SAÚDE DAS UNHAS ONICODISTROFIAS. Psoríase Ungueal

SAÚDE DAS UNHAS ONICODISTROFIAS. Psoríase Ungueal SAÚDE DAS UNHAS Os cuidados e a manutenção de unhas saudáveis é a garantia de um ótimo cartão de visitas e está estreitamente relacionada a nossa auto-estima. Independente de qual seja a causa, uma onicodistrofia

Leia mais

Elementos normais em esfregaços cérvicovaginais

Elementos normais em esfregaços cérvicovaginais Colpocitopatologia (Citologia cérvico-vaginal) Para que serve - Pesquisa a presença de células cancerígenas, lesões atípicas no colo do útero e a presença de bactérias, vírus, fungos e parasitas. Como

Leia mais

Tralen 28% tioconazol. Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml.

Tralen 28% tioconazol. Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml. Tralen 28% tioconazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Tralen Nome genérico: tioconazol APRESENTAÇÕES Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml. VIA DE ADMINISTRAÇÃO:

Leia mais

VULNAGEN. (tioconazol + tinidazol)

VULNAGEN. (tioconazol + tinidazol) VULNAGEN (tioconazol + tinidazol) Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Creme Vaginal 100mg + 150mg I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: VULNAGEN tioconazol + tinidazol APRESENTAÇÃO Creme vaginal

Leia mais

Doenças sexualmente transmissíveis

Doenças sexualmente transmissíveis Doenças sexualmente transmissíveis Lília Maria de Azevedo Moreira SciELO Books / SciELO Livros / SciELO Libros MOREIRA, LMA. Doenças sexualmente transmissíveis. In: Algumas abordagens da educação sexual

Leia mais

Uso correcto dos antibióticos

Uso correcto dos antibióticos CAPÍTULO 7 Uso correcto dos antibióticos Quando usados correctamente, os antibióticos são medicamentos extremamente úteis e importantes. Eles combatem diversas infecções e doenças causadas por bactérias.

Leia mais

BAYCUTEN N I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. clotrimazol acetato de dexametasona

BAYCUTEN N I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. clotrimazol acetato de dexametasona I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO BAYCUTEN N clotrimazol acetato de dexametasona FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO USO ADULTO E PEDIÁTRICO USO TÓPICO Baycuten N é apresentado em bisnagas contendo 20, 30

Leia mais

Todas as pacientes com lesões NIC 2 e NIC 3 devem ser tratadas com crioterapia ou CA.

Todas as pacientes com lesões NIC 2 e NIC 3 devem ser tratadas com crioterapia ou CA. Como proporcionar atenção contínua às mulheres Mulheres diagnosticadas com infecção dos órgãos reprodutores devem receber prontamente tratamento segundo as diretrizes da OMS. Embora seja preferível poder

Leia mais