Framework.NET (2/2) Sumário. A Linguagem C# Introdução. A Linguagem C# Exemplos (1/2) Plataforma.NET Características Gerais. Framework.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Framework.NET (2/2) Sumário. A Linguagem C# Introdução. A Linguagem C# Exemplos (1/2) Plataforma.NET Características Gerais. Framework."

Transcrição

1 Framework.NET (2/2) Introdução ao Visual Studio.NET Criação de Aplicações Móveis em C# Aula 1 ASP.NET Construído sobre as bibliotecas de classes da framework.net; Fornece um modelo de aplicações web através de um conjunto de controlos e de uma infra-estrutura que permite a criação fácil de aplicações web; Inclui controlos que encapsulam elementos HTML comuns (caixas de texto, caixas de selecção, etc); Permite definir serviços web apoiados na mesma infraestrutura (web services); Computação Móvel Pedro Sousa Pedro Sousa - INESC-ID / IST 5 Sumário Visual Studio.NET Plataforma.NET Características Gerais Framework.NET Introdução à linguagem C# C# vs. C++, C# vs. Java Compact Framework.NET A Linguagem C# Introdução Linguagem de eleição em.net Linguagem orientada a objectos: Muito semelhante a Java/C++; É fácil começar a programar em C#. Sistema unificado de tipos Tudo pode ser visto como um objecto Suporte directo à Programação Baseada em Componentes Propriedades, Eventos e Atributos Assemblies Pedro Sousa - INESC-ID / IST 2 Pedro Sousa - INESC-ID / IST 6 Plataforma.NET Características Gerais A Linguagem C# Exemplos (1/2) Desenvolvimento de aplicações web ASP.NET, web services, aplicações desktop e aplicações móveis. Permite programar em várias linguagens sobre mesma framework, utilizando o mesmo IDE. (Full) Framework.NET Aplicações WinForms / Web Forms / Web Services Compact Framework.NET Desenvolvimento de aplicações para PDAs, Smartphones, outros dispositivos baseados em Windows CE.NET using System; public class HelloWorld public static void Main(string[] args) Console.WriteLine("Hello World!"); Linguagem case-sensitive Instrução termina com ; Métodos estão dentro de classes Importação de outros namespaces com using Pedro Sousa - INESC-ID / IST 3 Pedro Sousa - INESC-ID / IST 7 Framework.NET (1/2) A Linguagem C# Exemplos (2/2) CLR Common Language Runtime Gestão da alocação de memória e garbage collection; Iniciar e terminar threads e processos; Gestão de políticas de segurança; Gestão de dependências de outros componentes Especificação aberta (portável para outros SOs). Bibliotecas de classes unificadas Fornece ao programador bibliotecas de classes orientadas a objectos, hierárquicas e extensíveis, utilizáveis em qualquer linguagem suportada pela framework; Permite ter herança, tratamento de erros e depuração entre linguagens diferentes. public class Pessoa private string Nome; private int Idade; public Pessoa(string nome, int idade) this.nome = nome; this.idade = idade; public void MostraInfo() Console.WriteLine("0, tem 1 anos", Nome, Idade); Pessoa Cliente = new Pessoa("Carlos", 25); Cliente.MostraInfo(); Pedro Sousa - INESC-ID / IST 4 Pedro Sousa - INESC-ID / IST 8

2 C# Tudo é um objecto (1/3) Boxing e unboxing: int val = ; object obj = val; int k = (int) obj; // k fica c/ valor C# Controlo de Execução (2/2) foreach Iterar sobre valores contidos em objectos que implementem a interface IEnumerable Enquanto decorre a iteração a lista e o elemento actual são apenas de leitura. val obj System.Int32 Boxing int[] tabela = 1, 2, 3; foreach (int i in tabela) Console.WriteLine("0", i); k Unboxing Pedro Sousa - INESC-ID / IST 9 Pedro Sousa - INESC-ID / IST 13 C# Tudo é um objecto (2/3) C# Sistema de Tipos Fim das classes de wrapping: String string Nome; C# Hashtable ht = new Hashtable(); ht.add(1, "Xpto"); ht.add(2, "Xpti"); Object Array Class Enum int[] tabela; class Pessoa... enum Estado Ligado, Desligado Java Hashtable ht = new Hashtable(); ht.put(new Integer(1), "Xpto"); ht.put(new Integer(2), "Xpti"); ValueType Struct bool byte char short sbyte ushort struct Ponto int x; int y; decimal float int uint decimal conta; double long ulong Pedro Sousa - INESC-ID / IST Pedro Sousa - INESC-ID / IST 14 C# Tudo é um objecto (3/3) Tudo deriva de System.Object Métodos: Equals GetType ToString Finalize MemberwiseClone GetHashCode C# Passagem de Parâmetros (1/2) ref passagem de value types por referência:... char c = 'c'; g(ref c); out passagem de value types não inicializados por referência:... int x; f(out x); Pedro Sousa - INESC-ID / IST 11 Pedro Sousa - INESC-ID / IST 15 C# Controlo de Execução (1/2) if, for, do, while, switch, foreach... switch sem fall-through (excepto se for explícito): switch(value) case 0: i += 3; goto case 1; case 1: i -= 27; goto case 2; case 2: i = j; break; Mas switch(value) case 0: case 1: case 2: i += j; break; está correcto. C# Passagem de Parâmetros (2/2) params passagem de n.º variável de parâmetros public static void Main() UseParams(1, 'a', "test"); int[] myarray = new int[3], 11, 12; UseParams(myarray); public static void UseParams(params object[] list) for (int i=0; i < list.length; i++) Console.WriteLine(list[i]); Console.WriteLine(); Pedro Sousa - INESC-ID / IST 12 Pedro Sousa - INESC-ID / IST 16

3 C# Herança (1/3) Os métodos não são virtuais por omissão public class Pessoa private string Nome; private int Idade; public Pessoa(string nome, int idade) this.nome = nome; this.idade = idade; public virtual void MostraInfo() Console.WriteLine("0, tem 1 anos", Nome, Idade); C# Redefinição de Operadores (1/2) Em C# é possível redefinir os operadores existentes Lista A = new Lista(); Lista B = new Lista(); A.Add(1); A.Add(2); B.Add(3); B.Add(4); Lista C = A + B; // Junta ambas as listas Pedro Sousa - INESC-ID / IST 17 Pedro Sousa - INESC-ID / IST 21 C# Herança (2/3) C# Redefinição de Operadores (2/2) public class Empregado : Pessoa private string Empresa; public Empregado(string nome, int idade, int empresa) : base(nome, idade) this.empresa = empresa; public override void MostraInfo() base.mostrainfo(); Console.WriteLine("Empresa: 0", Empresa); public class Lista private object[] Elementos; public static Lista operator+(lista a, Lista b) Lista resultado = new Lista(); // Copia os elementos de <a> e <b> para // a lista <resultado> return resultado; Pedro Sousa - INESC-ID / IST 18 Pedro Sousa - INESC-ID / IST 22 C# Herança (3/3) C# Unsafe Code public class Base void Xpto() Console.WriteLine("Base.Xpto()"); virtual void Xpti() Console.WriteLine("Base.Xpti()"); public class Derivada : Base new void Xpto() Console.WriteLine("Deriv.Xpto()"); override void Xpti() Console.WriteLine("Deriv.Xpti()"); O C# suporta elementos avançados, como a utilização de ponteiros Sempre que são utilizados estes elementos, o código tem de ser colocado dentro de um contexto unsafe int total = 0; unsafe int* ptr = &total; *ptr = ; Derivada d = new Derivada(); d.xpto(); // Resulta em "Deriv.Xpto()" d.xpti(); // Resulta em "Deriv.Xpti()" Base dref = d; dref.xpto(); // Resulta em "Base.Xpto()" dref.xpti(); // resulta em "Deriv.Xpti()" public unsafe void FastCopy(byte* dst, byte* src, int count) for (int i=0; i<count; i++) *dst++ = *src++; Pedro Sousa - INESC-ID / IST 19 Pedro Sousa - INESC-ID / IST 23 C# Interfaces C# vs. Java interface ILeitorCD void TocaCD(CD cd); public class Aparelhagem : ILeitorCD void TocaCD(CD cd) public class Computador : ILeitorCD void TocaCD(CD cd) CD GreatestHits = new CD(); Aparelhagem sony = new Aparelhagem(); Computador pc = new Computador(); ILeitorCD leitor; leitor = sony; leitor.tocacd(greatesthits); leitor = pc; leitor.tocacd(greatesthits); Só há um Main Várias classes num ficheiro namespaces em vez de packages goto Redefinição de operadores Enumerações Value types e Boxing Código inseguro (unsafe) ref serve para passar por referência Pedro Sousa - INESC-ID / IST 20 Pedro Sousa - INESC-ID / IST 24

4 Documentação em XML (1/2) Compact Framework.NET (2/2) /// <summary> /// Este método calcula o ordenado de uma pessoa, /// baseado nos seus dias de trabalho. /// </summary> /// /// <param name="diastrabalho"> /// O número de dias que trabalhou. /// </param> /// /// <returns>o salário da pessoa.</returns> public int CalculaOrdenado(int diastrabalho) Ligação com o SQL Server CE 2.0 através de ADO.NET Não disponível para smartphones Desenvolvimento suportado pelo mesmo IDE, com possibilidade de depuração e de execução de código no dispositivo real ou num simulador. A maior parte do desenvolvimento para dispositivos móveis é feito utilizando o simulador. O restante desenvolvimento, feito no dispositivo, é usado para verificar/confirmar o comportamento no dispositivo real ou para poder utilizar acessórios não disponíveis no simulador (e.g. câmaras fotográficas incorporadas). Pedro Sousa - INESC-ID / IST 25 Pedro Sousa - INESC-ID / IST 29 Documentação em XML (2/2) OpenNETCF.org SDF Smart Device Framework Conjunto de bibliotecas que complementam as existentes na.net Compact Framework Inclui APIs próprias de dispositivos móveis e alguns controlos extra que não estão incluídos na.net CF Estado da bateria, envio SMS, API de notificações, API para Bluetooth, API para receptores GPS, etc. Gerador do.net Ferramenta NDoc (open source) Pedro Sousa - INESC-ID / IST 26 Pedro Sousa - INESC-ID / IST 30 C# Acesso a APIs Nativas Na arquitectura.net podem invocar-se métodos em código nativo, através da declaração da assinatura dos métodos unmanaged. Exemplo: [DllImport("coredll.dll")] public static extern unsigned int GetTickCount(); Especialmente útil na Compact Framework, onde grande parte das APIs dos dispositivos não existem em código managed Procurar a funcionalidade pretendida noutras bibliotecas (e.g. SDF) antes de desenvolver! Outros Recursos (1/2) Newsgroups da Microsoft, acessíveis através do Google Groups ou do site da Microsoft: dotnet.framework.compactframework microsoft.public.dotnet.framework Sites: Artigos e projectos de exemplo Fóruns de discussão e bibliotecas de classes open-source Pedro Sousa - INESC-ID / IST 27 Pedro Sousa - INESC-ID / IST 31 Compact Framework.NET (1/2) Permite desenvolver aplicações para dispositivos móveis PDAs (plataforma PocketPC), smartphones, dispositivos baseados em Windows CE.NET Versão reduzida da framework para desktop Apenas cerca de 25% das classes está disponível Não existe acesso através de código managed ao Pocket Outlook (contactos, agenda) nem às APIs específicas do dispositivo Sistema de notificações, estado da bateria, SMS Outros Recursos (2/2) Livro de introdução à linguagem C#: Microsoft Visual C#.NET Step by Step Version 2003 John Sharp Microsoft Press, ISBN Livros sobre a Compact Framework.NET:.NET Compact Framework Programming with C# Paul Yao Addison-Wesley, ISBN The Definitive Guide to the.net Compact Framework Dan Fergus APress, ISBN Microsoft.NET Compact Framework Core Reference Andy Wigley Microsoft Press, ISBN Pedro Sousa - INESC-ID / IST 28 Pedro Sousa - INESC-ID / IST 32

5 Visual Studio IDE Elementos Gerais Ambiente de desenvolvimento com as ferramentas habituais de desenvolvimento (depuração, gestão de ficheiros de projecto, etc.). Soluções Elementos agregadores que contêm um ou mais projectos relacionados / dependentes entre si. Projectos Contêm os vários itens (referências, ligações de dados, pastas e ficheiros) relacionados com a aplicação ou biblioteca que está a ser desenvolvida. Pedro Sousa - INESC-ID / IST 33 Exercício 1 Abra o Visual Studio.NET Crie um novo projecto em C# do tipo Smart Device Application chamado Exercicio1 No ecrã seguinte escolha a plataforma Windows CE.NET, e o tipo de aplicação Windows Application Crie uma aplicação Hello World Use o método Show da classe MessageBox, para mostrar uma caixa de diálogo no evento OnLoad do form principal Pedro Sousa - INESC-ID / IST 34 Exercício 2 (1/2) Crie um novo projecto C# (SDA, WinCE.NET) do tipo Windows Application Adicione um novo ficheiro de classes (.cs) Defina a interface IListaNomes, que deverá incluir interfaces para: Adicionar um novo nome à lista de nomes Retornar a listagem de todos os nomes presentes na lista de nomes, sob a forma de uma cadeia de caracteres Limpar o conteúdo da lista de nomes (continua ) Pedro Sousa - INESC-ID / IST 35 Exercício 2 (2/2) Crie uma classe que implemente IListaNomes e crie uma instância dessa classe no seu Windows Form; Utilize a classe ArrayList para guardar os nomes Construa o Windows Form de forma a utilizar todas as funcionalidades fornecidas pela interface IListaNomes; Coloque breakpoints em cada método da classe e verifique que cada método da mesma é chamado e executado correctamente. NOTA Se o projecto for criado na mesma solução do exercício anterior, deve-se seleccionar o novo projecto com o botão direito do rato e seleccionar Set as Startup Project, para que o projecto a ser executado aquando do comando Start (F5) seja o novo projecto e não o do Exercício 1. Pedro Sousa - INESC-ID / IST 36

PADI 2015/16. Aula 1 Introdução à Plataforma.NET

PADI 2015/16. Aula 1 Introdução à Plataforma.NET PADI 2015/16 Aula 1 Introdução à Plataforma.NET 1 Sumário 1. Framework.NET Arquitectura 2. Linguagem C# 2.0 Sintaxe C# vs. Java vs. C++ 3. IDE: MS Visual Studio 2005 ou superior Ferramentas Console/Win

Leia mais

Fundament n os s da platafo f rm r a. NE N T André Menegassi

Fundament n os s da platafo f rm r a. NE N T André Menegassi Fundamentos da plataforma.net André Menegassi O que é o.net Framework?.NET é uma plataforma de software para desenvolvimento de aplicações que conecta informações, sistemas, pessoas e dispositivos através

Leia mais

GRUPO: Igor de Oliveira Nunes Mateus Tassinari Ferreira Renan Sarcinelli

GRUPO: Igor de Oliveira Nunes Mateus Tassinari Ferreira Renan Sarcinelli GRUPO: Igor de Oliveira Nunes Mateus Tassinari Ferreira Renan Sarcinelli Surgimento do C# No final de 1990 a Microsoft tinha diversas tecnologias e linguagens de programação. Toda vez que um programador

Leia mais

Introdução ao C# . Visão geral do.net Framework

Introdução ao C# . Visão geral do.net Framework Introdução ao C# Microsoft.NET (comumente conhecido por.net Framework - em inglês: dotnet) é uma iniciativa da empresa Microsoft, que visa uma plataforma única para desenvolvimento e execução de sistemas

Leia mais

Framework.NET, Microsoft Visual C# 2010 Express e Elementos da Linguagem C#

Framework.NET, Microsoft Visual C# 2010 Express e Elementos da Linguagem C# Linguagem de Programação 3 Framework.NET, Microsoft Visual C# 2010 Express e Elementos da Linguagem C# Prof. Mauro Lopes 1-31 35 Objetivos Nesta aula iremos apresentar a tecnologia.net, o ambiente de desenvolvimento

Leia mais

A interface do Microsoft Visual Studio 2005

A interface do Microsoft Visual Studio 2005 Tarefa Orientada 1 A interface do Microsoft Visual Studio 2005 Objectivos: Introdução à framework.net Iniciar o Visual Studio 2005. Criar um novo projecto de Windows Forms em Visual Basic Introdução à

Leia mais

Seminário - C# DSO II. Desenvolvimento de Sistemas Orientados a Objetos 2. Equipe: Diorges, Leonardo, Luís Fernando, Ronaldo

Seminário - C# DSO II. Desenvolvimento de Sistemas Orientados a Objetos 2. Equipe: Diorges, Leonardo, Luís Fernando, Ronaldo Seminário - C# DSO II Desenvolvimento de Sistemas Orientados a Objetos 2 Equipe: Diorges, Leonardo, Luís Fernando, Ronaldo Roteiro Breve Histórico Plataforma.NET Características da Linguagem Sintaxe Versões

Leia mais

Programando em C# Orientado a Objetos. By: Maromo

Programando em C# Orientado a Objetos. By: Maromo Programando em C# Orientado a Objetos By: Maromo Agenda Módulo 1 Plataforma.Net. Linguagem de Programação C#. Tipos primitivos, comandos de controle. Exercícios de Fixação. Introdução O modelo de programação

Leia mais

Professor: Douglas Sousa Cursos de Computação

Professor: Douglas Sousa Cursos de Computação Linguagem de Programação C# Professor: Douglas Sousa Cursos de Computação Agenda Conceitos Básicos; Principais Características; Visual Studio; Meu Primeiro Programa; A Linguagem C#; Sistemas de Tipos;

Leia mais

Alfamídia Programação: Desenvolvendo com C#

Alfamídia Programação: Desenvolvendo com C# Alfamídia Programação: Desenvolvendo com C# Todos os direitos reservados para Alfamídia Prow AVISO DE RESPONSABILIDADE As informações contidas neste material de treinamento são distribuídas NO ESTADO EM

Leia mais

Guia do Programador Joel Saade

Guia do Programador Joel Saade C# Guia do Programador Joel Saade Novatec Copyright 2011 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta obra, mesmo parcial,

Leia mais

Desenvolvimento ASP.net

Desenvolvimento ASP.net Desenvolvimento ASP.net Desenvolvimento ASP.net Framework.net Common Language Runtime Assembly Garbage Collection Conceitos de C# Características da Linguagem Operadores e estruturas 1 Framework.net Visão.net

Leia mais

Programação para Dispositivos Móveis Aula 1. Prof. William Yamamoto

Programação para Dispositivos Móveis Aula 1. Prof. William Yamamoto Programação para Dispositivos Móveis Aula 1 Prof. William Yamamoto Visual Studio É uma ferramenta de desenvolvimento completa que atende praticamente a todas as plataformas de desenvolvimento, como: Web

Leia mais

Introdução ao Desenvolvimento.NET Paulo Sousa

Introdução ao Desenvolvimento.NET Paulo Sousa Introdução ao Desenvolvimento.NET Paulo Sousa Instituto Superior de Engenharia do Porto Instituto Politécnico do Porto Índice Plataforma.net C# Desenvolvimento Plataforma.net Introdução ao desenvolvimento.net

Leia mais

Informática para Gestão de Negócios Linguagem de Programação III. Prof. Me. Henrique Dezani dezani@fatecriopreto.edu.br. Agenda

Informática para Gestão de Negócios Linguagem de Programação III. Prof. Me. Henrique Dezani dezani@fatecriopreto.edu.br. Agenda Informática para Gestão de Negócios Linguagem de Programação III Prof. Me. Henrique Dezani dezani@fatecriopreto.edu.br Professor Apresentação Agenda Ementa, Objetivo, Conteúdo Programático, Bibliografia,

Leia mais

Parte I Princípios básicos do Microsoft.NET Framework

Parte I Princípios básicos do Microsoft.NET Framework Sumário Parte I Princípios básicos do Microsoft.NET Framework Capítulo 1 A arquitetura da plataforma de desenvolvimento.net Framework.............................. 35 Compilando código-fonte em módulos

Leia mais

Como Programar com. ASP.NET e C# Alfredo Lotar. Novatec

Como Programar com. ASP.NET e C# Alfredo Lotar. Novatec Como Programar com ASP.NET e C# Alfredo Lotar Novatec capítulo 1 Introdução ao C# e.net Framework.NET Framework é um componente integrado ao Windows que suporta a execução e o desenvolvimento de uma nova

Leia mais

Web Services Novembro de 2011

Web Services Novembro de 2011 Web Services Novembro de 2011 1. Criação do Web Service Somar na plataforma.net. Colocação do serviço na máquina Dot. 2. Criação de uma aplicação de consola para teste deste serviço. 3. Criação de um Cliente

Leia mais

Principais características

Principais características .Net Framework O que é.net? Proprietário da Microsoft Versão simplificada para Linux Versão compacta para dispositivos móveis Plataforma de desenvolvimento e execução Interface com usuário, conectividade

Leia mais

ASP.NET. Guia do Desenvolvedor. Felipe Cembranelli. Novatec Editora. www.novateceditora.com.br

ASP.NET. Guia do Desenvolvedor. Felipe Cembranelli. Novatec Editora. www.novateceditora.com.br ASP.NET Guia do Desenvolvedor Felipe Cembranelli Novatec Editora www.novateceditora.com.br 1 Introdução à plataforma.net A plataforma Microsoft.NET.NET é uma nova plataforma de software para desenvolvimento

Leia mais

Treinar - Cursos e Treinamentos C# Módulo I. Carga horária: 32 Horas

Treinar - Cursos e Treinamentos C# Módulo I. Carga horária: 32 Horas Treinar - Cursos e Treinamentos C# Módulo I Carga horária: 32 Horas Pré-requisito: Para que os alunos possam aproveitar este treinamento ao máximo, é importante que eles tenham participado dos treinamentos

Leia mais

Ambiente de Programação Visual. Framework.NET. Prof. Mauro Lopes. Ambiente de Programação Visual Prof. Mauro Lopes

Ambiente de Programação Visual. Framework.NET. Prof. Mauro Lopes. Ambiente de Programação Visual Prof. Mauro Lopes Ambiente de Programação Visual Framework.NET Prof. Mauro Lopes 1-31 13 Objetivos Nesta aula iremos apresentar a tecnologia.net. Ao final desta aula, o aluno terá compreendido a Arquitetura de uma aplicação.net.

Leia mais

Módulo 06 Desenho de Classes

Módulo 06 Desenho de Classes Módulo 06 Desenho de Classes Última Atualização: 13/06/2010 1 Objetivos Definir os conceitos de herança, polimorfismo, sobrecarga (overloading), sobreescrita(overriding) e invocação virtual de métodos.

Leia mais

Trabalho Prático Nº1 Introdução ao C#.NET

Trabalho Prático Nº1 Introdução ao C#.NET Trabalho Prático Nº1 Introdução ao C#.NET 1. OBJECTIVOS - Entender o contexto da plataforma.net - Desenvolver programas simples em C#.NET - Saber efectuar entradas de dados em modo Consola e Windows Forms

Leia mais

Programação por Objectos. Java

Programação por Objectos. Java Programação por Objectos Java Parte 1: Introdução MEEC@IST Java 1/27 História versões (1) [1995] Versão 1.0, denominada Java Development Kit (JDK) 212 classes em 8 pacotes Lento, muitos bugs, mas com Applets

Leia mais

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 09 Introdução à Java Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Java: Sintaxe; Tipos de Dados; Variáveis; Impressão de Dados.

Leia mais

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA 1) Qual será o valor da string c, caso o programa rode com a seguinte linha de comando? > java Teste um dois tres public class Teste { public static void main(string[] args) { String a = args[0]; String

Leia mais

Arquivos de Textos no C - Básico

Arquivos de Textos no C - Básico OpenStax-CNX module: m47676 1 Arquivos de Textos no C - Básico Joao Carlos Ferreira dos Santos This work is produced by OpenStax-CNX and licensed under the Creative Commons Attribution License 3.0 TRABALHANDO

Leia mais

FERRAMENTAS NECESSÁRIAS PARA O DESENVOLVIMENTO EM C#

FERRAMENTAS NECESSÁRIAS PARA O DESENVOLVIMENTO EM C# FERRAMENTAS NECESSÁRIAS PARA O DESENVOLVIMENTO EM C# Camila Sanches Navarro 1,2, Willian Magalhães 2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil sanchesnavarro@gmail.com wmagalhaes@unipar.br

Leia mais

Apostila de C# & Asp.Net

Apostila de C# & Asp.Net Apostila de C# & Asp.Net 1 de 168 2 de 168.Net Framework Tópicos: Microsoft.NET CLR Common Language Runtime Metadata Assemblies Linguagens habilitadas ao.net Common Type System Web Services ADO.NET Microsoft.NET

Leia mais

19/05/2009. Módulo 1

19/05/2009. Módulo 1 ASP.NET Módulo 1 Objetivo Mostrar os conceitos fundamentais da plataforma Microsoft.Net e suas ferramentas; Apresentar os conceitos fundamentais de aplicações web e seus elementos; Demonstrar de forma

Leia mais

Comparando Java e C#

Comparando Java e C# Por: Lincon Alexandre Marques Jonathan T. Dos Santos Ricardo Fumio Tanimoto Abril, 2009 Comparando Java e C# Introdução Escolhemos como tema deste artigo um comparativo entre as linguagens Java e C#, duas

Leia mais

JavaScript 2.0X 1.0 3.0X 1.1 4.0 4.05 1.2 4.06 4.61 1.3 5.0 1.4 6.0 1.5

JavaScript 2.0X 1.0 3.0X 1.1 4.0 4.05 1.2 4.06 4.61 1.3 5.0 1.4 6.0 1.5 JavaScript Diego R. Frank, Leonardo Seibt FIT Faculdades de Informática de Taquara Fundação Educacional Encosta Inferior do Nordeste Av. Oscar Martins Rangel, 4500 Taquara RS Brasil difrank@terra.com.br,

Leia mais

Anderson Martins dos Anjos. Arleson Nunes Silva. Fábio Antonio Oliveira Novais. Silas Queiroz

Anderson Martins dos Anjos. Arleson Nunes Silva. Fábio Antonio Oliveira Novais. Silas Queiroz Anderson Martins dos Anjos Arleson Nunes Silva Fábio Antonio Oliveira Novais Silas Queiroz.NET Framework e linguagem C# Salvador 2009 Anderson Martins dos Anjos Arleson Nunes Silva Fábio Antônio Oliveira

Leia mais

Ambiente de Programação Visual. Framework.NET. Prof. Mauro Lopes. Ambiente de Programação Visual Prof. Mauro Lopes

Ambiente de Programação Visual. Framework.NET. Prof. Mauro Lopes. Ambiente de Programação Visual Prof. Mauro Lopes Ambiente de Programação Visual Framework.NET Prof. Mauro Lopes 1-31 16 Objetivos Nesta aula iremos apresentar a tecnologia.net. Ao final desta aula, o aluno terá compreendido a Arquitetura de uma aplicação.net.

Leia mais

Como acompanhar a evolução dos aplicativos? Console >> Desktop >> Web >> Mobile >> Cloud. Como aproveitar o melhor de cada programador?

Como acompanhar a evolução dos aplicativos? Console >> Desktop >> Web >> Mobile >> Cloud. Como aproveitar o melhor de cada programador? Como acompanhar a evolução dos aplicativos? Console >> Desktop >> Web >> Mobile >> Cloud Como aproveitar o melhor de cada programador? Clientes querem tudo pra ontem. Como atender essa necessidade? Microsoft.NET

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Locais na Plataforma Microsoft

Desenvolvimento de Aplicações Locais na Plataforma Microsoft Desenvolvimento de Aplicações Locais na Plataforma Microsoft Profª. Angelina V.S. Melaré angelinamelare@gmail.com Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1ºsem/2008 Objetivo da Aula Saber diferenciar

Leia mais

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel Programação de Computadores - I Profª Beatriz Profº Israel As 52 Palavras Reservadas O que são palavras reservadas São palavras que já existem na linguagem Java, e tem sua função já definida. NÃO podem

Leia mais

Java. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br

Java. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br Java Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br 3. Considere as instruções Java abaixo: int cont1 = 3; int cont2 = 2; int cont3 = 1; cont1 += cont3++; cont1 -= --cont2; cont3 = cont2++; Após a

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Engenharia da Computação Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Dados Pessoais Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto MSc. em ciência da computação (UFPE) rosalvo.oliveira@univasf.edu.br

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery Linguagem de Programação JAVA Técnico em Informática Professora Michelle Nery Agenda Regras paravariáveis Identificadores Válidos Convenção de Nomenclatura Palavras-chaves em Java Tipos de Variáveis em

Leia mais

Aula 2. Objetivos. Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this.

Aula 2. Objetivos. Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this. Aula 2 Objetivos Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this. Encapsulamento, data hiding é um conceito bastante importante em orientação a objetos. É utilizado para restringir o acesso

Leia mais

Linguagem de Programação Procedural (VB) Prof. MSc Eng Marcelo Bianchi AULA 01 - INTRODUÇÃO AO VB

Linguagem de Programação Procedural (VB) Prof. MSc Eng Marcelo Bianchi AULA 01 - INTRODUÇÃO AO VB Linguagem de Programação Procedural (VB) Prof. MSc Eng Marcelo Bianchi AULA 01 - INTRODUÇÃO AO VB Visão Geral do Visual Basic.NET Conceitos Básicos Antes de codificar um programa dentro do Visual Studio

Leia mais

Ambientes Visuais. Ambientes Visuais

Ambientes Visuais. Ambientes Visuais Ambientes Visuais Inicialmente, apenas especialistas utilizavam os computadores, sendo que os primeiros desenvolvidos ocupavam grandes áreas e tinham um poder de processamento reduzido. Porém, a contínua

Leia mais

CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS. João Gabriel Ganem Barbosa

CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS. João Gabriel Ganem Barbosa CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS João Gabriel Ganem Barbosa Sumário Motivação História Linha do Tempo Divisão Conceitos Paradigmas Geração Tipos de Dados Operadores Estruturada vs

Leia mais

1. INTRODUÇÃO AO WINDOWS MOBILE... 7. 1.1 Primeiros computadores portáteis 10. 1.2 Personal Digital Assistant 12

1. INTRODUÇÃO AO WINDOWS MOBILE... 7. 1.1 Primeiros computadores portáteis 10. 1.2 Personal Digital Assistant 12 ~ INDICE o. CONSIDERAÇÕES PRÉVIAS............ 1 0.1 Domínio do livro 1 0.2 Requisitos 2 0.3 Público-alvo 2 0.4 Código fonte 2 0.5 Convenções 3 0.6 Organização do livro 3 0.7 Suporte 5 1. INTRODUÇÃO AO

Leia mais

Linguagens de. Aula 02. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br

Linguagens de. Aula 02. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagens de Programação III Aula 02 Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagens de Programação Técnica de comunicação padronizada para enviar instruções a um computador. Assim

Leia mais

Como Programar com. ASP.NET e C# Segunda edição. Revisado e atualizado para a versão 4.0. Alfredo Lotar. Novatec

Como Programar com. ASP.NET e C# Segunda edição. Revisado e atualizado para a versão 4.0. Alfredo Lotar. Novatec Como Programar com ASP.NET e C# Segunda edição Revisado e atualizado para a versão 4.0 Alfredo Lotar Novatec Copyright 2007, 2010 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela

Leia mais

ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento Eclipse Introdução à Linguagem de Programação JAVA

ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento Eclipse Introdução à Linguagem de Programação JAVA P. Fazendeiro & P. Prata POO FP1/1 ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento Eclipse Introdução à Linguagem de Programação JAVA 0 Inicie o ambiente de desenvolvimento integrado

Leia mais

2 Orientação a objetos na prática

2 Orientação a objetos na prática 2 Orientação a objetos na prática Aula 04 Sumário Capítulo 1 Introdução e conceitos básicos 1.4 Orientação a Objetos 1.4.1 Classe 1.4.2 Objetos 1.4.3 Métodos e atributos 1.4.4 Encapsulamento 1.4.5 Métodos

Leia mais

Programação por Objectos. Java

Programação por Objectos. Java Programação por Objectos Java Parte 2: Classes e objectos LEEC@IST Java 1/24 Classes (1) Sintaxe Qualif* class Ident [ extends IdentC] [ implements IdentI [,IdentI]* ] { [ Atributos Métodos ]* Qualif:

Leia mais

JAVA 1.5 na plataforma J2SE 5.0 Tiger Novas Construções, Sintaxe, Tipos e Polimorfismo

JAVA 1.5 na plataforma J2SE 5.0 Tiger Novas Construções, Sintaxe, Tipos e Polimorfismo JAVA 1.5 na plataforma J2SE 5.0 Tiger Novas Construções, Sintaxe, Tipos e Polimorfismo GENERICS (Tipos Parametrizados, Classes Parametrizadas) : têm o objectivo de tornar as Colecções seguras em termos

Leia mais

Algoritmia e Programação APROG. Linguagem JAVA. Básico. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31

Algoritmia e Programação APROG. Linguagem JAVA. Básico. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31 APROG Algoritmia e Programação Linguagem JAVA Básico Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31 Linguagem Java Estrutura de um Programa Geral Básica Estruturas de Dados Variáveis Constantes Tipos de Dados

Leia mais

Programação Avançada

Programação Avançada Índice 1.1 - Introdução História A plataforma Java 1.2 - Conceitos Fundamentais na programação por objectos Objectos Encapsulamento Classes Herança Polimorfismo Interfaces Pacotes 1/24 1.1 Introdução 1.1

Leia mais

É uma das linguagens de programação que fazem parte da Plataforma.NET (em inglês: dotnet) criada pela Microsoft (Microsoft.NET).

É uma das linguagens de programação que fazem parte da Plataforma.NET (em inglês: dotnet) criada pela Microsoft (Microsoft.NET). C ( C-Sharp ) LPI 1. A Plataforma.NET (em inglês: dotnet) Visão Geral C é uma linguagem de programação. É uma das linguagens de programação que fazem parte da Plataforma.NET (em inglês: dotnet) criada

Leia mais

Prof. M.Sc. Fábio Procópio Prof. M.Sc. João Maria Criação: Fev/2010

Prof. M.Sc. Fábio Procópio Prof. M.Sc. João Maria Criação: Fev/2010 Prof. M.Sc. Fábio Procópio Prof. M.Sc. João Maria Criação: Fev/2010 Primeira Dica Afirmação O que é Java? Características do Java Como Java Funciona Plataforma Java Edições Java Java SE Java EE Java ME

Leia mais

INTRODUÇÃO AO C++ SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DR. EDNALDO B. PIZZOLATO

INTRODUÇÃO AO C++ SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DR. EDNALDO B. PIZZOLATO INTRODUÇÃO AO C++ SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DR. EDNALDO B. PIZZOLATO Tópicos Estrutura Básica B de Programas C e C++ Tipos de Dados Variáveis Strings Entrada e Saída de Dados no C e C++ INTRODUÇÃO O C++ aceita

Leia mais

3 Classes e instanciação de objectos (em Java)

3 Classes e instanciação de objectos (em Java) 3 Classes e instanciação de objectos (em Java) Suponhamos que queremos criar uma classe que especifique a estrutura e o comportamento de objectos do tipo Contador. As instâncias da classe Contador devem

Leia mais

Universidade da Beira Interior Cursos: Matemática /Informática e Ensino da Informática

Universidade da Beira Interior Cursos: Matemática /Informática e Ensino da Informática Folha 1-1 Introdução à Linguagem de Programação JAVA 1 Usando o editor do ambiente de desenvolvimento JBUILDER pretende-se construir e executar o programa abaixo. class Primeiro { public static void main(string[]

Leia mais

Introdução à Programação Orientada a Objetos. Programação e Sistemas de Informação

Introdução à Programação Orientada a Objetos. Programação e Sistemas de Informação Introdução à Programação Orientada a Objetos Programação e Sistemas de Informação Paradigmas de programação (1) Um paradigma de programação fornece (e determina) a visão que o programador possui sobre

Leia mais

Guia do Programador Joel Saade

Guia do Programador Joel Saade C# Guia do Programador Joel Saade Novatec Copyright 2011 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta obra, mesmo parcial,

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Prof. Francisco de Assis S. Santos, Dr. São José, 2014. Introdução ao Java: Definições Linguagem desenvolvida pela SUN para manter o poder computacional do C++ e promover

Leia mais

NetBeans. Conhecendo um pouco da IDE

NetBeans. Conhecendo um pouco da IDE NetBeans Conhecendo um pouco da IDE Professor: Edwar Saliba Júnior Sumário Apresentação:...1 Criando Um Novo Projeto de Software:...1 Depurando Um Código-fonte:...4 Entendendo o Código-fonte:...7 Dica

Leia mais

ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento NetBeans Introdução à Linguagem de Programação JAVA

ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento NetBeans Introdução à Linguagem de Programação JAVA P. Fazendeiro & P. Prata POO FP1/1 ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento NetBeans Introdução à Linguagem de Programação JAVA 0 Iniciar o ambiente de desenvolvimento integrado

Leia mais

O que significa programar e a razão da sua importância. os sistemas informáticos dependem da interacção de inúmeros programas

O que significa programar e a razão da sua importância. os sistemas informáticos dependem da interacção de inúmeros programas Capítulo 1 Introdução Enquadramento da disciplina O que significa programar e a razão da sua importância basilar em qualquer curso de computação os sistemas informáticos dependem da interacção de inúmeros

Leia mais

Programação Estruturada e Orientada a Objetos. Tratamento de Exceções

Programação Estruturada e Orientada a Objetos. Tratamento de Exceções Programação Estruturada e Orientada a Objetos Tratamento de Exceções 2013 O que veremos hoje? Introdução Tratamento de exceções Exercícios Transparências baseadas no material do Prof. Gilbert Azevedo Referencias

Leia mais

MINI-CURSO DE C# (CSHARP)

MINI-CURSO DE C# (CSHARP) MINI-CURSO DE C# (CSHARP) Introdução a.net C# (CSharp) é uma linguagem de programação orientada a objetos desenvolvida pela Microsoft como parte da plataforma.net(lê-se DOTNET). A sua sintaxe orientada

Leia mais

A Introdução à Programação Orientada a Objetos. Programação e Sistemas de Informação

A Introdução à Programação Orientada a Objetos. Programação e Sistemas de Informação A Introdução à Programação Orientada a Objetos Programação e Sistemas de Informação Objectos (1) Objectos são coisas que temos no mundo real e abstraímos no mundo virtual para que possamos manipulá-los

Leia mais

PROGRAMAÇÃODE COMPUTADORES I:C# LuizHenriqueC.Corêa

PROGRAMAÇÃODE COMPUTADORES I:C# LuizHenriqueC.Corêa PROGRAMAÇÃODE COMPUTADORES I:C# LuizHenriqueC.Corêa INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO PROGRAMAÇÃODE COMPUTADORES I:C# LuizHenriqueC.Corêa INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO Autor Luiz Henrique C. Corrêa Profissional com mais

Leia mais

Programação Orientada a Objetos em Java

Programação Orientada a Objetos em Java Programação Orientada a Objetos em Java Rone Ilídio da Silva Universidade Federal de São João del-rei Campus Alto Paraopeba 1:14 1 Objetivo Apresentar os principais conceitos de Programção Orientada a

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE AULA 1

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE AULA 1 DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE AULA 1 CAMPUS SANTO ANDRÉ CELSO CANDIDO SEMESTRE 2014 1 Características da Plataforma.NET A plataforma.net Framework 4.0 (.NET 4.0) é uma plataforma de softwares que fornece

Leia mais

Introdução à linguagem

Introdução à linguagem A Tecnologia Java 1 Introdução à linguagem Origens do JAVA Projecto Green, programação para a electrónica de Consumo (Dezembro 1990): Pouca memória disponível Processadores fracos Arquitecturas muito diferentes

Leia mais

Guião de Introdução ao Eclipse IDE Índice

Guião de Introdução ao Eclipse IDE Índice Índice 1. Introdução... 2 1.1. O que é um ambiente de desenvolvimento (IDE)?... 2 1.2. Visão geral sobre o Eclipse IDE... 2 2. Iniciar o Eclipse... 3 2.1. Instalação... 3 2.2. Utilizar o Eclipse... 3 3.

Leia mais

Connection String usada por uma Class Library

Connection String usada por uma Class Library Connection String usada por uma Class Library Vamos considerar uma Class Library com o modelo de dados e com acesso à base de dados através do Entity Framework. Aonde deve ser colocada a connection string

Leia mais

Programação por Objectos. Java

Programação por Objectos. Java Programação por Objectos Java Parte 3: Métodos LEEC@IST Java 1/45 Métodos (1) Sintaxe Qualif Tipo Ident ( [ TipoP IdentP [, TipoP IdentP]* ] ) { [ Variável_local Instrução ]* Qualif: qualificador (visibilidade,

Leia mais

Revisão da linguagem Java

Revisão da linguagem Java Revisão da linguagem Java Laboratório de Programação Pedro Vasconcelos, DCC/FCUP Fevereiro 2015 Java TM linguagem de programação de propósito genérico desenvolvida pela Sun (e agora Oracle) suporta tipos

Leia mais

C# e Orientação a Objetos

C# e Orientação a Objetos TREINAMENTOS C# e Orientação a Objetos C# e Orientação a Objetos 9 de abril de 2013 Sumário i Sobre a K19 1 Seguro Treinamento 2 Termo de Uso 3 Cursos 4 1 Introdução 5 1.1 Objetivo...............................................

Leia mais

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java Linguagem Java Objetivos Compreender como desenvolver algoritmos básicos em JAVA Aprender como escrever programas na Linguagem JAVA baseando-se na Linguagem Portugol aprender as sintaxes equivalentes entre

Leia mais

Criar uma aplicação JPA2 com EclipseLink e H2

Criar uma aplicação JPA2 com EclipseLink e H2 Criar uma aplicação JPA2 com EclipseLink e H2 1) Criar uma aplicação Java no NetBeans. File > New Project > Java, Java Application > Project name: JPA2 Finish. 2) Acrescentar ao Projeto NetBeans a biblioteca

Leia mais

Algoritmos e Programação Estruturada

Algoritmos e Programação Estruturada Algoritmos e Programação Estruturada Virgínia M. Cardoso Linguagem C Criada por Dennis M. Ritchie e Ken Thompson no Laboratório Bell em 1972. A Linguagem C foi baseada na Linguagem B criada por Thompson.

Leia mais

Guia e Utilização do Visual Studio 6.0

Guia e Utilização do Visual Studio 6.0 Guia e Utilização do Visual Studio 6.0 Objectivo Este guia acompanha-o através do processo de criação de uma aplicação C++ utilizando o ambiente de desenvolvimento Visual Studio 6.0. Passo 1: Criação de

Leia mais

Fundamentos de Programação II. Introdução à linguagem de programação C++

Fundamentos de Programação II. Introdução à linguagem de programação C++ Fundamentos de Programação II Introdução à linguagem de programação C++ Prof. Rafael Henrique D. Zottesso Material cedido por Prof. Msc. Everton Fernando Baro Agenda IDE HelloWorld Variáveis Operadores

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicação Windows Mobile Acessando um WebService

Desenvolvimento de Aplicação Windows Mobile Acessando um WebService Faculdade de Negócios e Administração de Sergipe Disciplina: Integração Web Banco de Dados Professor: Fábio Coriolano Desenvolvimento de Aplicação Windows Mobile Acessando um WebService Professor: Fabio

Leia mais

Introdução à orientação a objetos. João Tito Almeida Vianna 25/05/2013

Introdução à orientação a objetos. João Tito Almeida Vianna 25/05/2013 Introdução à orientação a objetos João Tito Almeida Vianna 25/05/2013 Roteiro Aula 2 Motivação Revisão dos conceitos da aula 1 Preparação para os exercícios Exercícios propostos 2 Motivação A orientação

Leia mais

Java Laboratório Aula 1. Divisões da Plataforma. Introdução a Plataforma Java. Visão geral da arquitetura da

Java Laboratório Aula 1. Divisões da Plataforma. Introdução a Plataforma Java. Visão geral da arquitetura da Java Laboratório Aula 1 Programação orientada a objetos Profa. Renata e Cristiane Introdução a Plataforma Java O que é Java? Tecnologia Linguagem de Programação Ambiente de Execução (JVM) Tudo isso é a

Leia mais

Programação Orientada a Objetos! Java - Fundamentos. Prof. Sérgio Almagro! e-mail: sergio.ricardo.almagro@gmail.com

Programação Orientada a Objetos! Java - Fundamentos. Prof. Sérgio Almagro! e-mail: sergio.ricardo.almagro@gmail.com Programação Orientada a Objetos! Java - Fundamentos Prof. Sérgio Almagro! e-mail: sergio.ricardo.almagro@gmail.com Estrutura de Programação Bibliografia HORSTMANN, Cay S., CORNELL, Gray. Core Java 2 Volume

Leia mais

Microsoft.NET. Desenvolvimento Baseado em Componentes

Microsoft.NET. Desenvolvimento Baseado em Componentes Microsoft.NET Lirisnei Gomes de Sousa lirisnei@hotmail.com Jair C Leite jair@dimap.ufrn.br Desenvolvimento Baseado em Componentes Resolução de problemas específicos, mas que podem ser re-utilizados em

Leia mais

Criação de uma aplicação Web ASP.NET MVC usando Code First

Criação de uma aplicação Web ASP.NET MVC usando Code First Criação de uma aplicação Web ASP.NET MVC usando Code First Visual Studio > File > New Project > (Visual C#, Web) ASP.NET MVC 4 Web Application Name: MvcApplication11 Project Template: View Engine: Internet

Leia mais

Prof. Esp. Adriano Carvalho

Prof. Esp. Adriano Carvalho Prof. Esp. Adriano Carvalho O que é um Programa? Um arquivo contendo uma sequência de comandos em uma linguagem de programação especifica Esses comandosrespeitam regras de como serem escritos e quais

Leia mais

Programação Estruturada I

Programação Estruturada I Programação Estruturada I Introdução a Linguagem C Prof. Thiago Caproni Tavares 1 Prof. Mateus dos Santos 2 1 thiago.tavares@ifsuldeminas.edu.br 2 mateus.santos@ifsuldeminas.edu.br Última Atualização:

Leia mais

INF1337 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS

INF1337 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS INF1337 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS Departamento de Informática PUC-Rio Andrew Diniz da Costa andrew@les.inf.puc-rio.br Programa Capítulo 2 Visão Geral da Tecnologia Java Aplicação Hello

Leia mais

Curso de Java. Orientação a objetos e a Linguagem JAVA. TodososdireitosreservadosKlais

Curso de Java. Orientação a objetos e a Linguagem JAVA. TodososdireitosreservadosKlais Curso de Java Orientação a objetos e a Linguagem JAVA Roteiro A linguagem Java e a máquina virtual Objetos e Classes Encapsulamento, Herança e Polimorfismo Primeiro Exemplo A Linguagem JAVA Principais

Leia mais

Visual Basic.NET. Universidade Federal da Bahia. Departamento de Ciência da Computação. Disciplina MATA76 Linguagens para Aplicação comercial.

Visual Basic.NET. Universidade Federal da Bahia. Departamento de Ciência da Computação. Disciplina MATA76 Linguagens para Aplicação comercial. Universidade Federal da Bahia Departamento de Ciência da Computação Disciplina MATA76 Linguagens para Aplicação comercial. Aluno: Nailton Gonzaga dos Santos. Visual Basic.NET Salvador, setembro de 2008.

Leia mais

Módulo 02 Programação Orientada a Objetos. Última atualização: 07/06/2010

Módulo 02 Programação Orientada a Objetos. Última atualização: 07/06/2010 Módulo 02 Programação Orientada a Objetos Última atualização: 07/06/2010 1 Objetivos Definir conceitos de orientação a objetos: o abstração, encapsulamento, pacotes. Discutir reutilização de código em

Leia mais

Programação Orientada por Objetos

Programação Orientada por Objetos PPROG Paradigmas da Programação Programação Orientada por Objetos Relações entre Dependência Agregação Composição Associação (Livro Big Java, Late Objects Capítulo 12) Nelson Freire (ISEP DEI-PPROG 2014/15)

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia da Produção / Elétrica Algoritmos e Programação Parte 05 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Programação Orientada a Objetos OOP. IFES Campus Vitória Engenharia Elétrica 2015-2 Professor: Danilo A. Silva

Programação Orientada a Objetos OOP. IFES Campus Vitória Engenharia Elétrica 2015-2 Professor: Danilo A. Silva Programação Orientada a Objetos OOP IFES Campus Vitória Engenharia Elétrica 2015-2 Professor: Danilo A. Silva Sobre a disciplina Carga horária : 60 horas (30 teóricas e 30 práticas) Material do curso estará

Leia mais

Arquitectura de Computadores II. Máquinas Virtuais

Arquitectura de Computadores II. Máquinas Virtuais Arquitectura de Computadores II 3º Ano Máquinas Virtuais João Luís Ferreira Sobral Departamento do Informática Universidade do Minho Março 2003 Máquinas Virtuais Questões que levaram à introdução de máquinas

Leia mais

Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre

Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre Cap. 02 Fundamentos de Linguagens Sumário : Linguagem, alfabeto e gramática

Leia mais