ANDREI MITSUO DE BARROS NACAGAWA TUTORIAL ORACLE FORMS BUILDER

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANDREI MITSUO DE BARROS NACAGAWA TUTORIAL ORACLE FORMS BUILDER"

Transcrição

1 FNDÇÃO D NSINO RÍPIDS SORS D ROCH CNRO NIVRSIÁRIO RÍPIDS D MRÍLI NIVM BCHRLDO M CIÊNCI D COMPÇÃO NDRI MISO D BRROS NCGW ORIL ORCL FORMS BILDR MRÍLI SP 200

2 2 NDRI MISO D BRROS NCGW ORIL ORCL FORMS BILDR Mf p Clh Cu Bchl m Ciêc Cmpuçã C iviá uípi Míl, mi pl Fuçã uípi S Rch, p bçã íul Bchl m Ciêc Cmpuçã Oi: Pf D mu S Sp MRÍLI SP 200

3 3 NDRI MISO D BRROS NCGW ORIL ORCL FORMS BILDR Bc xm mf p Clh Cu Bchl m Ciêc Cmpuçã C iviá uípi Míl, p bçã íul Bchl m Ciêc Cmpuçã Rul: ORINDOR: Pf D mu S Sp XMINDOR: Pf D Vl Vi Cm 2 XMINDOR: Pf D Fáim L S Nu Mqu Míl, 04 Dzmb 200

4 4 Dic blh qul qu m jum p lbçã mm

5 5 GRDCIMNOS G c pimm Du, qu m fcu ciçõ p qu blh f vlvi ç mih fmíl, qu mp m u fç mm ifíc, u pí lbçã blh À mih iv, m mih v, p m mm, mp m p ju mu m, qu mp m chmm p m um cvj p lx, ci j cv f ç D (Pf Oi), qu m cuziu cmih c p qu u pu qui um p mu bjiv Ob Hii pl um m Ilê mui b J pl um m phl Ob hu Wll, pl m úv Vlu Rf, pl ju fmçã x fiu ç mbém à mih imã C, pl fç ju vá mm qu pci Mui Ob

6 NCGW, i M B ul Ocl Fm Buil fl Mf C iviá uípi Míl, Fuçã uípi S Rch, Míl, 200 RSMO O Ocl Fm Buil é um ifc vlvim plicçõ cli-vi wb, qu pmi çã plicçõ vç uiliz um bc Ocl ul m um u c um mp cl fc Dm -Rlcm cip çã bl pi, fm vlvi pliciv uiliz écic fum fm, m p p cm fzê-l vé ul, p á ifmáic p uiliz écic qui u vlv u póp m Plv-chv: Ocl Fm Buil Fmulá Blc bl

7 7 NCGW, i M B ul Ocl Fm Buil fl Mf C iviá uípi Míl, Fuçã uípi S Rch, Míl, 200 BSRC h Ocl Fm Buil ifc f vlpm f pplic cli-v wb, h llw h f vc pplic ui b Ocl h ul hw uy f c f b cmpy uppl h iy-rlhip Dm cip f f bl cci h, i w vlp h pplicy ui h chiqu fuml f h l, w m p by p hw hm huh h ul, vy p f h cmpu cic c u h chiqu u h vlp h w ym Kyw: Ocl Fm Buil Fm D blck bl

8 8 NCGW, i M B ul Ocl Fm Buil fl Mf C iviá uípi Míl, Fuçã uípi S Rch, Míl, 200 RSMN l Ocl Fm Buil é u ifc ll plicció cli-vi wb, qu pmi l ció plicc vz hci u u bc Ocl ul xp um u c u mp bl y pv l Dm -Rlcmi y l cip ció l bl P, hub i ll l pliciv uiliz l écic y fum l hmi y m p p p cm hcl P m ul, culqui p l á ifmáic pu hc u l écic quí uiliz ll u pp m Plb-clv: Ocl Fm Buil Fmul Blc bl

9 9 LIS D ILSRÇÕS Fiu - Sm Iiv 7 Fiu 2- Mu Biá Mm l Ocl Fm 9 Fiu 3 - Mu Pm B Mu Ocl Fm 20 Fiu 4 - Mu Pull-w u Pp-up 20 Fiu 5 - Pív izçõ mu 2 Fiu Sm jl 23 Fiu 7 xmpl Cix Diál ip i 25 Fiu 8 xmpl Cix Diál ip Bã Pã 25 Fiu 9 xmpl Cix Diál ip L Slçã Úic 2 Fiu 0 xmpl Cix Diál ip L Slçã Úic 2 Fiu xmpl Cix Diál ip Slçã Im 27 Fiu 2 - mbi Lium PL/SQL 28 Fiu 3 - uu um blc PL/SQL 30 Fiu 4: Blc PL/SQL ôim, Pcim Fuçã 3 Fiu 5 uu um xcp 32 Fiu uu um i 34 Fiu 2 Obj Ocl Fm 38 Fiu 22 xmpl um Rlcm M-Dlh 39 Fiu 23 xmpl um Móul Mu 40 Fiu 24 Bã p M Quy 42 Fiu 25 Bã p xcu Cul 43 Fiu 2 Bã p Ccl Cul 43 Fiu 27 Bã p Ii R 44

10 0 Fiu 28 Bã p xclui R 44 Fiu 29 quiu muli-cm uiliz Ocl Fm Buil, vã 9i 49 Fiu 20 Vã l quiu Fm Svic 50 Fiu 3 çõ G mi (C ) 52 Fiu 32 Cl C Cli 53 Fiu 33 C ç 54 Fiu 34 Cl C V 54 Fiu 35 Cl qu 55 Fiu 3 Cl Pi 5 Fiu 37 Cl Pu 5 Fiu 38 Dm -Rlcm 57 Fiu 4 l Iicl Ocl Fm 58 Fiu 42 clh ip Blc D 59 Fiu 43 plicçã C Fiu 44 l clh Gilh 2 Fiu 45 l pliciv C C 4 Fiu 4 Cul um LOV 5 Fiu 47 l 8 Fiu 48 Blc M B bl Pi 9 Fiu 49 C Rlcm Blc 9 Fiu 40 clh Clu iã Rlcm 70 Fiu 4 pliciv cm Blc Rlc (M-Dlh) 7 Fiu 42 pliciv C Pi 72 Fiu 43 clh ip blc 73 Fiu 44 pliciv Mu b m um Blc Cl 74

11 LIS D BLS BL 2 Cmp c Cix Diál 24

12 2 LIS D BRVIRS SIGLS SQL: Sucu Quy Lu PL/SQL: Pcul Lu/Sucu Quy Lu WIMP: Wiw, Ic, Mu, Pi Dvic DML: D Dfii Lu DDL: D Mipul Lu LOV: L f Vlu

13 3 SMÁRIO INRODÇÃO 4 Objiv 5 Mivçã 5 uu blh CPÍLO - FNDMNÇÃO ÓRIC 7 7 Içã Slçã Mu 9 2 Sm Jl 22 3 Cix Diál 23 2 PL/SQL 27 2 Ccíic uu um blc PL/SQL ip Blc m xcçõ 3 25 i (ilh) mp v Dp ip 35 CPÍLO 2 - ORCL FORMS BILDR Móul Ocl Fm 2 uu um móul Fm uu um móul Mu uu um móul Liby 4 22 ip cul 4 23 M Opçã 4 23 M Quy M Nml LOV - L Vl

14 4 25 ip i Có i cp i 4 2 Vlçã Võ Ocl Fm Buil 47 CPÍLO 3 - VISÃO GRL DO SISM 5 3 C 5 32 Dm -Rlcm 57 CPÍLO 4 - ORIL 58 4 Iic Ocl Fm C um Blc D B m bl Cçã um LOV (L Vl) 3 44 Cçã um Mu l 5 45 Cçã um Blc M-Dlh 8 4 Cçã um Blc Cl 72 CONCLSÃO 75 RFRÊNCIS BIBLIOGRÁFICS 7 NXO 79

15 5 INRODÇÃO O Ocl Fm Buil é um ifc vlvim plicçõ clivi wb, qu pmi çã plicçõ vç uiliz um bc Ocl O vlv pliciv fzm pj fmulá cul cm Ocl Fm Buil; uuá f pm ã u fmulá p mipul bc Ocl ifc p uuá é ii p v, u p cl fuçã u cl uméic O Ocl Fm Buil fc um uu plicçã p p qu iclui um cju i cu, -, vuliz viv pl pp O vlv cum c áfic, fmulá bc fic lm iiv, lém lóic cpiv cm míim fç m v Ocl Fm Buil é qu plicçõ vlv vé l fzm cmuicçã cm bc m qu jm pc có x p vã m ul Ocl Fm Buil é 9i N ul, pu- p uiliz vã pqu u võ ã picm iu p vlvim pliciv, qu Vã ci máqu mui m p é fácil cfiu, vi f b cci quiu m u cm ã xii cfiuçã um vi pliciv vm Vã 9i é qu p uiliz quiu muli-cm, u pliciv ã c m um bw Wb fl cpíul 2 é um xplicçã m pfu m cm vã 9i fuc

16 O ul m Ocl Fm Buil pp blh é um liv piz à p i m chc fm mui p p vlvim m i cm bc Nl ã p picip cci ifc, Lium SQL póp fm P im p ul, fi uiliz cm xmpl um m um mp mbl, pibiliz c u cip cçã bl cá p pj Objiv O p blh m iui c um ul fm Ocl Fm i, m cçã bl bc Ocl é vlvim plicçõ qu fçm içõ cm bl P- im fmiliz li cm fmulá vlvim pc, p qu pi ã pm u póp plicçõ mp cci ml qui b Mivçã O Ocl Fm é um fm mui p p vlvim plicçõ Mm im, há um cêc ml páic qu i iic vlv u póp pj É cm iui pch cêc qu fi vlvi ul

17 7 im, vlv qu jm chcim fm pm cmph p p vlvim um m Bc D Rlcl uiliz écic ifc uu blh N Cpíul ã p picip cci içã, PL/SQL m u, Cpíul 2, ã p cci cmp Ocl Fm Buil N Cpíul 3 é um vã l m, p c u m -lcm, fliz, Cpíul 4, é m ul Ocl Fm Buil

18 8 FNDMNÇÃO ÓRIC N cpíul é fi um iuçã óic picip cci lc Ocl Fm Buil Iiclm ã p fiiçõ f à içã m u, ã m picip cci báic m PL/SQL Içã m m iiv, ilu Fiu, pui cmp plicçã cmp ifc O cmp plicçã é lm pávl pl p fucl m, u j, qu fm m í vé plicçã um fuçã à O cmp ifc hmm-máqu é lm pávl p uzi çõ uuá m ivçõ fucl plicçã, pmii qu ul pm bv c içã (LCN, 998) m u plv, ifc é pávl pl mpm çõ uuá b piiv m pi pcm fci pl plicçã, pl pçã ul puzi fm qu Fiu - Sm Iiv

19 9 D iíc cmpuçã, é u, ifc pm clific m 4 çõ il (SILV, 997) pim çã, 50 0, fz u cõ pfu, qu qu ã x ifc cm uuá cmuicçã pum xul impul p cm p cul pl m m u, 0 80, uiu u çã ifc, cuj içã v- vé um mi mcmáic um cl lfuméic N mi, m m l pçõ cm uuá iiv có cm xcu pi 80 é hj, pm c çã ifc ifc, chm WIMP (Wiw, Ic, Mu, Pi Dvic) fc uuá múlipl c p c cl múlipl jl O u íc áfic, mu pull-w, bõ écic clli uzm qu iiçã I um ficiêc içã qu ã ã ilóf xpi cmpu cívl uuá qu êm fb cl Qu bv vluçã ê úlim çõ ifc, fic cl u qu vm fi cl p m fácil ul içã uuá cmpu Cm ciuçã êc, m- uim um qu çã ifc biz p lu u (DM, 997) cm ifc pó-wimp Cm picip ccíic ifc, cm-: cpc chcim fl, piciplm, mp écic Rl Viul O il içã, u m iál, ã fm cm qu m i cm uuá m l, vá il ã p m um mm ifc O il cmum u ã: lçã mu, lium cm, lium ul cix iál

20 20 Slçã Mu N içã vé mu, c p ã p uuá pçõ pív im há um qu qu iiçã, uz m fç mmizçã cá, já qu uuá pc p lmb fuçã c c im O m mu c m um cju liv p uuá, mm fm cm l iv lc um p cáp um u (LCN, 998) O mu pm clific m iâmic áic O mu áic vm m p p: uuá v; uuá xpi qu ã ã fmiliz cm lum p m; uuá c qu pcm lmb lum fuçã; u qu lici qu pç mu áic l v miimiz O mu iâmic ã m ú p uuá ív xpiêc pqu u cú ã impvív l pm fc um b ul pçõ Su Luc (999) mu pm p um u clificçã cfm u clh Mu biá p clh ip "Sim/Nã" N Ocl Fm, ip mu lm é u p m l uuá, cm é p Fiu 2 Fiu 2- Mu Biá Mm l Ocl Fm

21 2 Mu pm, ilu Fiu 3, pc cm, pmii, qulqu mm, um lçã im j Fiu 3 - Mu Pm B Mu Ocl Fm Mu pull-w u pp-up, ilu Fiu 4, pc l m cqüêc um pi p p uuá; qu c é uppiçã u mmbm um v l à qu v m u, c v i pçã u ifmçã Fiu 4 - Mu Pull-w u Pp-up

22 22 pp izçã uu mu é fuml p uçã mp O i mu pm iz m um mu impl, m um qüêc l mu, m áv, u m (LOH, 998) N mu impl pçõ ã m um ó mu, iic p m pqu, cm c m qu á vlvi N mu qüêc l é xib um qüêc mu (ip pçõ uuá) N mu m áv, cfm clh uuá, é p um u mu N mu m p m qu pvêm cmih çõ i Cm xmpl, p clc mlh, ciui- m hipx, cfm ilu Fiu 5 Fiu 5 - Pív izçõ mu

23 23 lum v mu p p (SHNIDRMN, 983) ã: uçã iiçã; uçã mp pizm; cõ uu; pmi u fm cm iál pmi fácil up p mu M mbém ã ci lum v cm: p p mui mu; p v p uuá fqü; cm pç l qu ply ápi Su Fi (993), úm i (mpliu) úm ív (pfu) m um mu vm bv u cmpvm qu c mu v 4 8 i, máxim, ã m qu 3 u 4 ív O um pfu imiui vlc pcã, um vz qu ã cá m lçõ, um i ificul êc uuá, qu v fz buc pl im j m um cju m O i m um mu vm p fm ul Nã hv um qüêc óbv, um liv p : lfbéic, fqüêc uilizçã u impâc 2 Sm Jl O m jl é um m fic m cmuicçã hmm/máqu É pívl "bi jl" m vá lc l clc, fuc m c um l, um p fw pliciv bu imulâ jl múlipl pvi pqu pç fci pl mi u ví máqu D m, p- vá pc pblm u b ifmçõ mm mp, m p cl c cm m p m- um xmpl jl

24 24 Fiu, é m pá picipl Ocl Fm u picip fm: Nv Obj; i Lyu; Pl Pp Fiu Sm jl 3 Cix Diál cix iál ã p uuá cm ciuí p cmp c cmp á c um m um ip, qu m cmpm cmp, u m qu á

25 25 Cfm Fi (993), cmp c à cix iál ã p bl pç cmp pá fuçã cix iál pçõ qu l pá bl Cmp c Cix Diál Cmp i Ofc um Dciçã i, cm fucl cá, p qu uuá Bã Pã ubm Fiu 7 Ciui- um bã qu p p vé cl u L Slçã Úic vé cliqu mu Fiu 8 C um l qul uuá p lc um im, lc cu cm cl p cl, u cm um cliqu mu Fiu L Slçã Múlipl 9 Pmi uuá lc vá i l, lc cu cm cl mc i j vé pã b pç, u uiliz Slçã Im mu Fiu 0 Pmi qu uuá lc pçõ fix Fiu

26 2 Fiu 7 xmpl Cix Diál ip i Fiu 8 xmpl Cix Diál ip Bã Pã

27 27 Fiu 9 xmpl Cix Diál ip L Slçã Úic Fiu 0 xmpl Cix Diál ip L Slçã Úic

28 28 Fiu xmpl Cix Diál ip Slçã Im 2 PL/SQL lium pmçã Pcul Lu/Sucu Quy Lu (PL/SQL) u il mul liu, cm Pcl C, à vil c bc b v SQL (MORLLI, 2002) Su Pbll (200), PL/SQL fc cu h fw m, cm, p xmpl, p cpul, p m xcçõ, p culçã ifmçõ, p içã bj im p, z cu pmçã m m p Ocl Sv l O PL/SQL icp mui cu vç fi m liu pmçã pj u éc lém ci mipulçã, l mbém pmi qu uçõ cul SQL jm icluí m u pcu có

29 29 uu m blc, PL/SQL um lium pcm çõ p Cm PL/SQL, p- u uçõ SQL p f Ocl uçõ cl PL/SQL p pc Fiu 2 - mbi Lium PL/SQL O mbi Lium PL/SQL p pl Fiu 2 ( PBLL, 200), m cm Lium PL/SQL cmuic cm xcu uçã SQL (i) SGBD Ocl Su Rmlh (997), v u PL/SQL ã vá mlm c à pfmc fcil pmçã, cm : Ruçã úm chm um plicçã p vi; Pbil plfm m qu Ocl é xcu; Dcçã cm

30 30 PL/SQL, vi p cb iv cm um ó vz, uzi im áf plicçã vi lém uzi úm chm I/O (RMLHO, 997) 2 Ccíic pçõ pmi m PL/SQL ã: Mipulçã D: lçã, limçã, icluã lçã; C viáv c h ip mh u viáv c u clu bl; C cu p ul um cul qu 0 u m lih; C p u ul um cu u cmp bl, h ip mh clu; ; C lbl p cl flux xcuçã; iliz cm piçã cmpçã C (ilh) p i (içõ), uç, c 22 uu um blc PL/SQL Su huj (2002), uu um blc PL/SQL é cmp p um á clçã, um á cm um á xcçõ, cm Fiu 3:

31 3 DCLR (pcl) Dclçõ viáv, cu, c, uu, bl xcçõ fi pl uuá BGIN (bó) uu xcuáv (cm) Iuçõ SQL (mipul bc ) Iuçõ PL/SQL (mipul blc) XCPION (pcl) m xcçõ (p c u blc) çõ m mph q cm u ciçõ m ND; (bó) Fiu 3 - uu um blc PL/SQL 23 ip Blc Blc ôim: ã blc m m l ã cl m um p pliciv l vm xcu ã p p mcm PL/SQL p m xcu m mp xcuçã (v Fiu 4) Subpm (pcim u fuçõ): ã blc PL/SQL m qu pm umi pâm pm chm P- clá-l cm pcim u cm fuçõ, m Fiu 4

32 32 ôim Pcim Fuçã Fiu 4 - Blc PL/SQL ôim, Pcim Fuçã 24 m xcçõ m xcçã p um iupçã ml pcim um pcu u fuçã (MORLLI, 2002) Qulqu pm bm ci m um cpc m ili cm pívl cupçã O PL/SQL implm m vé xcçõ m xcçõ xcçõ pm c Ocl u fii pl uuá Qu c um, é lv um xcçã, cl é fi p blc m xcçõ Difm u liu, pó xcuçã blc m xcçõ, blc PL/SQL m Glm uçã, p fuçã blc, iclui- um llbck uu um m xcçã é m ui, Fiu 5

33 33 DCLR BGIN XCPION WHN NO_D_FOND HN m; m2; WHN OO_MNY_ROWS HN m; WHN NO_D_FOND HN m; m2; m3; ND; Fiu 5 uu um xcp 25 i (ilh) pm u pm qu ã xcu, umicm, u p um cm p, qu p um DML, cm um DDL u mm um v ci Db (um cxã, p xmpl) (MORLLI, 2002)

34 34 ã mlh pcim fuçõ pl f m blc PL/SQL m cm çõ cliv, xcuáv m xcçõ l cm pc, êm mz b ã pm lc m lçã um blc N, um pcim é xcu xplicim pi u blc vé um chm pcim, qu mbém p p um m i é xcu implicim mp qu ccim ii uc ã ci um O xcu um i é chci cm p i O ccim ii é um pçã DML (INSR, PD u DL) um bl b pm uiliz p mui pçõ, iclui: M içõ i cmplx, qu ã ã pív vé içõ cliv iv cçã bl; fu ui à ifmçõ um bl, lçõ fu qum fuu; Iic umicm u pm qu é cá fu um çã, qu ã fu lçõ um bl uu um i é m ui, Fiu :

35 35 CR OR RPLC RIGGR m i {BFOR / FR} DL OR INSR OR PD OF (m_clu, m_clu2, ) ON m bl RFRNCING [OLD S ] [NW S v] FOR CH ROW WHN ciçã DCLR Viáv, c, c BGIN ND {ã clc m i}; Fiu uu um i 25 mp O mp i iic qu i á iv m lçã p v O mp um i pm : BFOR : v FR : p v

36 3 252 v Dp O v p iic qul pçã mipulçã b um bl pá i O v p pm : INSR PD DL N c v p ip PD, clu vm pcific pó plv OF 253 ip O ip i iic qu vz i pá p Qu ip, um i p : Cm : mipul um up um bl xcu um úic vz xmpl: DL p um up lih Lih : mipul lih um bl p xcu um u m vz xmpl: INSR PD p lih pcífic Qu p um cm mipulçã f múlipl lih, i cm p um vz i lih p um vz p c lih f pl cm

37 37 2 ORCL FORMS BILDR O Ocl Fm é um fm cuçã pliciv ch cu qu puz l qul puçã uiliz mz m um bc (BBY l, 997) Su F (2002), ccíic um plicçã Ocl Fm ã ui: Pibili çã, ulizçã, xcluã cul u um v ifc áfic; p uiliz- i ip x im; Pmi vlvim plicçõ uiliz jl çõ bc ; Pui içã cm pu Ocl Rp Ocl Gphic, pmii uilizçã cu pu; p- b fm mu Su F (2002), vlv pliciv p: uiliz vá f lém bc Ocl; cui plicçõ pm uiliz fm áfic; vlv plicçõ páv p u plfm (icluiv m m cc); cp u mv bj u pp cmp plicçõ; uiliz ifc fmil cmp Dvlp, cm p xmpl, Lyu i Objc Nv; O Ocl Fm pui ê cmp: Ocl Fm G - ip fiiçõ um móul, c um quiv xcuávl

38 38 Ocl Fm Rufm - xcu um quiv xcuávl um plicçã Ocl Fm O quiv uiliz mm xcuçã já vm i pl Ocl Fm G Ocl Fm Di - pmi i mzm pcificçõ um móul ip Fm, Mu u Liby Pmi mbém ivc u cmp Fm G Fm Rufm 2 Móul Ocl Fm m plicçã Ocl Fm p cmp mui móul móul pm ip: Fm, Mu u Liby 2 uu um móul Fm Móul Fm cm cp picipl um plicçã Ocl Fm pm bj qu uuá pm v u ii O picip bj um móul Fm ã: I - Sã bj qu pm vl uuá u, p ip im, pmim p ii cm fm I ã licm up m blc vivlm j m cv; Blc - É lóic um im m um blc i ã licm lc l pm, p xmpl, pc clu um mm bl u fz p um mm cicl vçã

39 39 Cv - É upfíci bj vu ã j (p imiá-l cm l um pi) m móul Fm p vá cv P ful, cv ficm mm jl, m pm lc jl p p c cv ui, Fiu 2, m- mçã bj Fiu 2 Obj Ocl Fm O blc pm clific ê m: blc b m bl, blc b m Slc, blc cl O Blc b m bl é qul qu á c cm um bl (u viw) C blc p m um bl c l, é pívl c u bl, pm- vé N cçã um blc b m bl ã umicm c i p cul bl b; O Blc b m Slc é um blc b m um cm Slc, qu á xcu p cul fu blc

40 40 Já Blc Cl é um blc qu ã á c hum bl b É u p clc bõ qu pã clc m um Cv P up lcm blc u bl b é pívl fii um blc cm lh um u (m) É chci cm Rlcm MDlh I pmi vl chv pimá chv l vé blc, hv fm icm O Ocl Fm umicm có cá p up lcm m lh N Fiu 22 m- xmpl um Rlcm M-Dlh, p cim cv cém blc M, p bix cém blc Dlh Fiu 22 xmpl um Rlcm M-Dlh N blc é pívl fii qu m blc ã m p vz: Blc Sil-c M um c vz Blc Muli-c M m um c vz

41 4 O i blc pm if ip, cfm já pcific Sçã 3 22 uu um móul Mu m móul mu é um móul uu hiáquic qu pvê um mé ápi fácil pçã p um plicçã Ocl Fm Móul Mu ã ch móul Fm é um picip cmp um plicçã N p up Fiu 23 m- um xmpl Mu: Fiu 23 xmpl um Móul Mu m mu é um l pçõ lc C pçã xcu um çã if xm 3 ip mu:

42 42 Mi Mu: é mu picipl M hizlm b mu Cém pçõ (Mu I) qu ã lm mu iiviu; Iiviul Mu: é mu iiviul, qu é m viclm Sub-mu: m viclm à ii Mu Im qu chmu 23 uu um móul Liby Móul ip Liby é um cju ub-pm PL/SQL (cm m u fm PL/SQL) 22 ip cul xm m p cul : Icicl: lc lih clu p blc m lçã bl b m pcific ciçã Cicl: lc m lih qu fçm ciçõ pcific p clu p blc m lçã bl b 23 M Opçã O Ocl Fm pui m pçã: m Nml m Quy

43 43 23 M Quy É m pçã qu pmi cié pqu p um cul N m Quy é pmii: Cul ; Cul uiliz um cié; Cul pcific- um cláuul WHR m cmplx p um cul N c m- qu uiliz pçã & N m Quy ã é pmii: Nv f blc c; Si ã Rufm; c fuçõ, cm Nx Rc; Ii ; uliz ; xclui N pliciv c Ocl Fm lu bõ ã pibiliz p qu jm fi cul N Fiu 24 é m bã p m Quy N Fiu 25 é ilu bã p xcu cul Fiu 2 é p bã cclm cul Fiu 24 Bã p M Quy

44 44 Fiu 25 Bã p xcu Cul Fiu 2 Bã p Ccl Cul 232 M Nml É m pçã qu pmi çã, ulizçã xcluã (lih) Bc N m ml é pmii: Cul ; Ii v ; uliz ; xclui ; fiv muç (Cmmi); Si ã Rufm N m Nml ã é pmii: xcu um cul cicl; iliz iál Quy Wh

45 45 N Fiu 27 é p bã à çã v plicçõ Já Fiu 28 é p bã xcluã Fiu 27 Bã p Ii R Fiu 28 Bã p xclui R 24 LOV - L Vl m LOV é um ip bj uiliz p pv p um l vl iâmic LOV ã fi ívl fmulá, u j pm uiliz p m um im m qulqu blc móul fmulá Qu c um LOV xm 3 ip bj vlvi: Gup R - bj uiliz p mz y vl p pl l P c u fz p pc cçã LOV 2 LOV - l vl ppm i p vl, pi Gup R, qu pã lc p p i fm 3 x i - Im ip x fm c à l vl (LOV), pi qul l vl pá chm

46 4 25 m um i xm ê cmp cá p u cuçã: ip i, cp i, cp i 25 ip i Cciz v qu fz cm qu i p pim p m (pfix) u um pã qu pmi iificçã ip i buil-i i ã c um v u m mp cêm um pfix ui híf (-) O ip ã: PR-: i é p qu c um v um çã (xmpl: um cul é xcu PR-QRY); POS-: i é p qu c um v p um çã (xmpl: um cul é xcu POS-QRY); WHN-: i é p m içã pcm pã, pmi um fucl (xmpl: vlçã um im WHN-VLID-IM); ON-: i é p m ubiuiçã pcm pã, pmii um fucl (p xmpl qu c um ON-RROR)

47 Có i É um çã qu i xcu qu p cv um blc PL/SQL ôim uiliz PL/SQL i, p uiliz mlm cu Lium PL/SQL 253 cp i O cp um i é m pl u xpiçã hqu bj fm, u j, mbix qu ip bj fi c i O ív ã: Nívl Fm: i pc móul é p qu v qul l á c c m qulqu piçã fm (qulqu blc, qulqu im); Nívl Blc: i pc blc m é p qu v qul á c c blc ( m qulqu im blc i); Nívl im: i pc im m é p qu v qul l á c c im (pcífic) O il xcuçã é pp i qu cl qu cc qu há m um i mm ip m if ív fiiçõ p il xcuçã ã: Ovi: Sm i m pcífic é p; f: i é p p p i mm ip m ívl m l ( xi); Bf: i é p p i mm ip m um ívl m l ( xi)

48 48 2 Vlçã O Ocl Fm xcu pc vlçã m vá ív p i qu vl iiviu m m Nív m qu cm vlçõ: Im: O Ocl Fm u c im m m á váli S um im é l ã á mc cm váli ã Ocl Fm pim xcu chcm vlçã pã cfm pp im chc ã xcu p i WHN-VLID-IM Rc: Dp ix, Ocl Fm vific é váli i WHN-VLID-RCORD é p, p Qu p chc l é l p váli Blck Fm: bix ívl ã vlp xmpl, COMMI fm, ã fm ã vl, m qu çã j upim 27 Võ Ocl Fm Buil picipl ifç u úlim võ Ocl Fm Buil é qu vã é b quiu u cm vã 9i quiu muli-cm S im, vã 9i é cá cfiuçã vi pliciv Su Riu (2002), plicçõ b quiu u cm, chc mbém cm Cli/Svi, fucm ivii plicçã çõ vi N pim cm (cli), c pçã,

49 49 óc c, é fi quiçã ifmçõ qu cm vi im, ccm à u cm (vi), há lçã cm SGBD (Sm Gc Bc D) qu v cli qu fi lici lçã máqu cli vi é fi im vé pcl cmuicçã (x CP/IP) u Riu (2002), plicçõ vlv quiu mulicm ã vluçã ml cli/vi, u um (u m) cm imiá p cli vi O p fuml ml é ivã i cm ã há imã um u ivã é fi Cm pçã, Cm Nóc Cm D (RODRIGS, 2002) Cm Nóc é chc mbém cm Svi plicçã é imiá cli vi, l pávl p cb quiçõ cli fz c vi É plicçã p 3, 4 u cm, b cc úm cm cá N Fiu 29, ( BL, 200) é m cm é fucm vã 9i Ocl Fm Buil cm cli cém bw Wb pliciv ã c cm m é vi pliciv plicçõ lóic fw vi ã N cm Bc D á vi Bc D mp ã mz

50 50 Fiu 29 quiu muli-cm Ocl Fm Buil, vã 9i (BL, 200) Su Gm (2002), plicçõ Ocl Fm Buil 9i m I vi Ocl Fm Svic, um cmp x Ocl9i pplic Sv l é cmp bicm p qu cmp: Fm Svl, Jv Cli (u Fm Cli), Fm L Svl, Fm Ruim i O Fm Svl é um vl Jv qu c micm um quiv HML O Fm Cli é um ppl Jv éic qu é micm bix umicm c máqu cli O Fm L Svl é pávl pl cm cçã pc xcuáv Ocl Fm Buil l c mbém cmuicçã cli pliciv vé vi Wb O Fm Ruim i é pávl p fucl fmulá, xcu có ci plicçõ Fiu 20 ( GMR, 2002) m vã l quiu Fm Svic

51 5 Fiu 20 Vã l quiu Fm Svic (GMR, 2002) mb Ocl Fm Buil uiliz ppl Jv p m fmulá bw cli, um vlv pliciv ã pc chc Jv p pm m Fm É imp l qu p cv um fmulá vã p vã 9i b p bi fmulá Ocl Fm Buil vã 9i cmpilá-l l á umicm uliz

52 52 3 VISÃO GRL DO SISM N cpíul é um vã l m, p c u m -lcm m u, á m cip çã bl cá m 3 C P vlv ul fi u cm b um pj m um mp cl p lj if m l vé pcificçõ c uuá, fm vlvi c u cm uxíl fm p chic N m implm, mi iá cl qu m l, c cli, pi c v N Fiu 3 é m vã l cm mi iá ii cm m

53 53 u çõ m i C l q u l C ic lv C li «x» C ç m i «x» C l P i «x i» C lc V Fiu 3 çõ G mi (C ) móul N C Cli mi pá c, l, p u cul lcá-l v p N 32 é xib cli, qu ifiu pçã móul ui, m p p c fucl uiliz pã ál ML : - p um çã ifc - - p f - - p um çã pj

54 54 ClCCli C ç C C l clv V li R l cli ClC mi Cli p CulCli Fiu 32 l V Cl C Cli c v cli, uuá vá c um ç lc l O á fmulá l V c m um ã pm l V c P ç v ã c c ui, Fiu 33, ã p c ç

55 55 C ç c i l f C ç S l c l f S l c C i C c m i Fiu 33 C ç m- mbém um c v, uuá pá i, cul, i l u p N çã, uuá vá lc um ju cu l V l V v N Fiu 34 é m vã móul Cl CV l V l V ju _cu l V l V l V l V C ju C V l V l V Cu l V l V l V C l V l V l C m i V l V l V p l V l V l V l V ul V l VC l V Fiu 34 l V Cl C V l V l V l V l V l V

56 5 N Fiu 35 é m móul cl qu, uuá iá fz pçõ qu, qu í pu l Picm, ã fi c qu fim vific l fíic cf cm l m C l q u D q u ip lpv m i C l q u C q u B ix q u Fiu 35 Cl qu N Fiu 3 é xibi móul ã cl pi mp

57 57 C l P i C u l P i l m i C l P i p i p C N v P i i Fiu 3 Cl Pi l V ipu N cl uuá iá c ip cl blh pl mp, lh m é pu N móul mbém á pívl cul, l p Fiu 37 p móul C l P u ii V ii il l V C N v l ii V ii i V il l V P u l ii V ii i V il l V l p u m i C l P u p C u l P u Fiu 37 l V Cl Pu ii i il l V V

58 58 32 Dm -Rlcm ui, Fiu 38, é xibi m -lcm p vlvim m xmpl O cip çã bl qu ã uiliz á x Fiu 38 Dm -Rlcm

59 59 4 ORIL Sá iic ul Fm Ocl Fm, á cuí m mc cpíul 4 Iic Ocl Fm iic Ocl Fm l Fiu 4 á vuliz Fiu 4 l Iicl Ocl Fm P vuliz Pl Pp b clic cl F4, p vuliz Cv m- lh cm cl F2 Ou lh imp é cl F3, qu z

60 0 Nv Obj É imp m m lh pqu l vlvim pliciv ci- cm muç áp um jl p u 42 C um Blc D B m bl Iiclm, á c um blc p c P ciá-l, vá Nv Obj cliqu m Blc D ã vá à b fm qu c ll cliqu m (C) Sá ã b l Fiu 42, m qu uuá clh iá fz um blc u u fz- mulm Glm p- p vlv um blc mulm qu j p um blc cl, m qu l j b m qulqu bl: Fiu 42 clh ip Blc D Slc pçã u clic m Ok á m um l á clhi blc á b m um bl u vã, u á b m um pcim mz úlim é m u p pm vç, p, ã u bl clic m vç, vá clh qul bl uiliz blc N c, bl m u ã m clu bl p qu

61 jm iic qu ã uiliz pl pliciv Slc ê clu p pliciv Clic m vç, Fm á pçã lc blc qu á c cm um já x Nã á uiliz pçã Cliqu m vç vm cliqu m c umicm á b Lyu, cfiu pêc pliciv Pimm iá pc um l lçã úic v- clh m qul Cv plicçã ficá Cm ã m hum, p pl pçã Nv Cv ix ip l cm Cú Clic m vç clh qu cmp qu ã m Cv, já qu m cmp pcm vív plicçã P pliciv ã cá ê Cliqu m vç vm pcá pçã ju mh cmp, m ã é cá fz, p vé Vuliz Cv f fic m fácil Cliqu m vç clh qu ip Lyu á uiliz plicçã: Fmulá, qu m um c vz; u bul, qu m vá Slc pçã bul cliqu m vç N v l m- qu um m Cv, p ii C cmp íul Qu N cmp R xibi p p m 0 liu bã Mcçã Im p qu j m b lm Cliqu m vç p, pim blc Ocl Fm fi c N Fiu 43 é m plicçã qu fi cuí

62 2 Fiu 43 plicçã C lc clu CD_F Nv Obj vá à Pl Pp Mu ip im p Im xibiçã Cm uuá ã pá cm hum vl clu, p p vi hum c á c um i qu, i um v, pch clu umicm Ci i Vá blc, cliqu m Gilh m u m C ã l Fiu 44 á m

63 3 Fiu 44 l clh Gilh clh ã i PR-INSR i x ii blc PL/SQL i: bi lc vl(mx(c_uf),0)+ i :c_uf fm ; ; cmpil pliciv xcu- Fç çõ lu p qu pm u m

64 4 43 Cçã um LOV (L Vl) P Sçã é cá blc C C P fzê-l mm p pliciv C, c um v fmulá um blc b bl C ifç pliciv é qu á pc c có f à c P á fi u um LOV mbém é pc c um cmp ã b m bl, qu é um cmp p p m lum qu ã á bl blc c Cm bl C mz có, p uuá ifmçã ã é cmpl, m- qu c um i POS-QRY ívl blc p qu l lim cmp qu iá m il lc à c Vá ã m Gilh, l bix m blc ci um i cm ui uçã SQL: bi lc _uf i :c_uf fm wh c_uf = :cc_uf; ; Cm ã é pc m cmp CD_F vá à Pl Pp l cmp Cv p ul pó c cmp SG_F, vá à Pl Pp l cmp Im Bc D p Nã, l cmp Cv clh m qu vcê u l cçã blc um ã piçã cmp p qu fiqum cm Fiu 45 Nã quç c um i p pch cmp CD_CIDD umicm

65 5 Fiu 45 l pliciv C C P c LOV vá Nv Obj, cliqu m LOV p m C Op p u cliqu m Ok N im x Iuçã Cul SQL cm uçã qu á clu CD_F SG_F: lc c_uf, _uf fm Cliqu m vç lc u clu p LOV Cliqu m vç cmp Vl R clqu u clu f cmp blc, CIDDCD_F CIDDSG_F Cliqu m vç vm ê um íul à LOV Dp clh qu lih ã m l pó lc qu ã cmp

66 qu cbã LOV Slc cmp cliqu m vç, LOV á c P cul pliciv LOV qu fi c, ix cu b cmp SG_F vá à b mu, m i, cliqu m xibi L É ó lc j cul LOV á FIGR 4 Fiu 4 Cul um LOV P pliciv ç, cli, fucá v, fucl u ã picm mm v é qui, cm vlçã LOV p uxil çõ 44 Cçã um Mu l Fqüm ci- um mu l p m uuá pçõ cmih ui, u p p z m N Sçã é c um mu l éic p m uuá qu lum c

67 7 Vá à pçã l, Nv Obj cliqu m C Vá à Pl Pp mu m p LR_GNRICO N im iqu Bã 2 pu qu á ci O l já á c, pc- c um pcim qu l cú mm mu l m mp xcuçã Vá é Pm Nv Obj cliqu m C ã ci ui pcim: PROCDR l ( m vch2 -- pâm ) IS l_i l; -- viávl qu iá cb ID l l_bu umb; -- viãvl qu iá cb l BGIN l_i := Fi_l('LR_GNRICO'); S_l_Ppy(l_i, l_m_x, m ); -- mu x l l_bu := Shw_l( l_i ); ND; mp qu f pc m um mm v á u l Cm xmpl é c i vlçã cmp SG_F N blc, c uuá cm um vl im cmp SG_F, clu qu ã pc à bl C, pc- um i qu clc có f àqul il cmp CD_F P é c i WHN-VLIDIM im SG_F clc ui uçã l:

68 8 bi lc c_uf i :cc_uf fm wh _uf = :c_uf; xcp wh fu h -- chm pcu qu l mm l l('sil ã c bl SDO'); -- ccl i fm_i_filu; wh _my_w h l('sil c m um vz bl SDO'); fm_i_filu; ; Qu f i um il qu ã á c Ocl Fm á mu l Fiu 47

69 9 Fiu 47 l 45 Cçã um Blc M-Dlh P cçã pliciv pi á cá cçã um blc m blc lh O blc m á b bl Pi, blc lh bl Pcl PP O pim p á c blc m Ci- cm uxíl Blc D cm m Sçã 42, ci um LOV p qu j lc

70 70 cli qu fz pi Clqu mbém lu i ã b m bl p m ç cli i vm ppul m qu jm p çã qu cul m cçã blc v- l pci à Fiu 48 Fiu 48 Blc M B bl Pi m cçã blc m ci pim blc lh l á b bl Pcl P ciá-l, u Blc D Op p fz blc b m bl lc bl Pi Cliqu m vç á p Fiu 49 Dmqu pçã Fz juçã umáic blc cliqu m C Rlcm Fiu 49 C Rlcm Blc

71 7 m u clh p c lçã b m um ciçã uiã clh bl qu iá lc cm qu á c iiqu qu clu vã iul bl Fç cm Fiu 40 clh clu _pi Fiu 40 clh Clu iã Rlcm, cm lcm c, pc cçã blc é iul u blc qulqu O Cv ficá cm pêc Fiu 4

72 72 Fiu 4 pliciv cm Blc Rlc (M-Dlh) P c blc lh lc à bl PP v- ui mm p bl Pcl Pic- l bix blc pi ã, fliz pliciv m- jl p Fiu 42

73 73 Fiu 42 pliciv C Pi 4 Cçã um Blc Cl Dvi f cá chm p pliciv, ivé um mu, ci um blc cl cm bõ qu chmm pciv pliciv Qu m- um m cm mui pliciv, cm é cçã mu

74 74 P c blc cl, vá v bj lc Blc D m u cliqu m c p p vlv um blc mulm, cm p Fiu 43 Fiu 43 clh ip blc Slc ip blc, ci bõ qu chmã plicçõ P, ci um im, Pl Pp mu ip Im p cl m u lc Cv bã vi pc im iqu clqu qul á iqu bã Cm bã c, fç i qu á p qu bã f p i iá chm pciv pliciv lc Ci i ívl im WHN-BON-PRSSD ui có PL/SQL: bi cll_fm('c_',_hi,_plc,_quy_ly,_h_liby_); ; P chm u pliciv, ci bõ ui mm ml p m O mu ficá iul à Fiu 44

75 75 Fiu 44 pliciv Mu b m um Blc Cl

76 7 CONCLSÕS Cm p bv ul, Ocl Fm Buil é um fm fácil im, fácil pmçã Dvi f fm fz cmuicçã cm bc m qu hj c có x, pm p pcup p cm ifc m uuá ã mz ifmçõ Fi pívl bv mbém qu lum pçõ Ocl Fm Buil ã cá m qulqu plicçã vlv xmpl êm- l qu ã m qulqu mm, qu ã p c v, blc b m bl blc lc fl implmçã m - qu c u uiliz cm xmpl p ul, p u mbém p u ip mp p pqu, ci p lum mificçõ picul O blh ul i- cci écic p cuçã fmulá ã fi cul c P çã ló é pc uilizçã u fm Ocl, Ocl Rp Buil vé l cuím ló z qu cm m bl ã imp m blh fuu á cçã um ul fm blh u u bjiv m p li mf picip ccíic u Fm Dvlp Ki Ocl vlvim pliciv Bc D Rlcl m xplic u úlim võ x, 9i

77 77 RFRÊNCIS BIBLIOGRÁFICS BBY, M; CORY, M J Ocl: Gu uá Sã Pul: Mk Bk, 997 BL, K Ocl 9i Fm L Svl Dpívl m: <hp://clilbxcm/cum/p-publhi/cl-9i-fm-l-vl23> c m : 22 v 200 FRNNDS, L Ocl 9i: P Dvlv Ocl i Cu Cmpl xcl Bk, 2002 FRINR, S Pl Içã Hmm-máqu 990 0f Dçã (M m Ciêc Cmpuçã) - iv R G Sul, P l, 990 GMR, P Ocl 9i Fm Dvlp: Nw Fu Ocl Cp, 2002 LOH, Y & VVSSORI, F B Mé Huíic p vlçã Pj Ifc Hmm-Sfw Dpívl m: <hp://lucplchb/~lh/ifchm> c m : 8 v 2005 LCN, F N & LISNBRG, H K Ifc Hmm- Cmpu: m Pim Iuçã Dpívl m: <hp://wwwccuicmpb/pj-xch//iic hml> c m : 22 v 2005

78 78 LCN, M ál cu p cuçã ifc fumçã pj ifc Dpívl m: <hp://cuwlc/~m/public/xm/ xmhml> c m : 03 mç 200 MORLLI, Ocl 9i Fuml: SQL, PL/SQL miçã Sã Pul: Éic, 2002 OLIVIR, R Gu Cul Ráp Ocl 0 SQL Sã Pul: Nvc, 2004 PBLL, N; NHN P Iuc Ocl 9i: PL/SQL Su Gui Vlum Juh 200 POD, Gu Cul Ráp Ocl Fm i Sã Pul: Nvc, 200 RMLHO, J Ocl Pl Ocl 73 & Pw Objc 20 Sã Pul: Mk Bk, 997 RODRIGS, H Sm Mulicm cm Dlphi DSp DBxp: Cci, Implmçã Mc Flópl: VulBk, 2002 SHNIDRMN, B Dic Mipul: p By Pmmi Lu, I Cmpu, Vl, N 8, p 57-9 u 983 SILV, J C bi cfiuáv p vlvim ifc vu I Wkhp Rl Viul, Sã Cl, SP, 997

79 79 VN DM, S P-wimp u ifc Cmmuic f CM, Vl 40 N 2, Fbuy 997

80 80 NXO c bl ( c_uf umb(4,0) ull, _uf vch2(35) ull, _uf vch2(2) ull, pimy ky (c_uf) ); c bl c ( c_c umb(8,0) ull, c_uf umb(4,0) ull, _c vch2(40) ull, _ umb(4,0), pimy ky (c_c) ); c bl c ( c_ umb(0,0) ull, c_c umb(8,0) ull, _cp vch2(8) ull, _ vch2(5) ull, m_u vch2(30) ull, c_l umb(0,0), c_cli umb(0,0), c_fuc umb(5,0), c_v umb(3,0),

81 8 pimy ky (c_) ); c bl lf ( c_l umb(0,0) ull, _ umb(3,0) ull, _l umb(0,0) ull, _mil vch2(40), pimy ky (c_l) ); c bl cli ( c_cli umb(0,0) ull, z_cl vch2(40) ull, m_f vch2(40) ull, _cpj vch2(4) ull, c_v umb(3,0) ull, pimy ky (c_cli) ); c bl pi ( _pi umb(2,0) ull, _pi ull, _pi vch2() ull, _ ull, q_pi umb(0,0) ull, v_pi umb(8,2) ull, p_p ch() ull,

82 82 c_cli umb(0,0) ull, pimy ky (_pi) ); c bl v ( c_v umb(3,0) ull, _cpf vch2(4) ull, m_v vch2(40) ull, pc_cm umb(5,2) ull, _iic ull, pimy ky (c_v) ); c bl ju_cu ( c_ju umb(5,0) ull, v_ju umb(,2) ull, _ju ull, c_v umb(3,0) ull, pimy ky (c_ju,c_v) ); c bl pu ( c_p umb(5,0) ull, _p vch2(40) ull, q_l umb(,2) ull, q_l umb(,2) ull, _c vch2(20) ull, q_q umb(,2) ull,

83 83 _ul_c ull, pimy ky (c_p) ); c bl fuc ( c_fuc umb(5,0) ull, m_fuc vch2(40) ull, _m ull, v_l umb(8,2) ull, _cpf vch2(4) ull, pimy ky (c_fuc) ); c bl pcl ( _pcl umb(3,0) ull, _vc ull, v_pcl umb(7,2) ull, _p, _pi umb(2,0) ull, pimy ky (_pcl,_pi) ); c bl pp ( _pi umb(2,0) ull, c_p umb(5,0) ull, q_p umb(0,0) ull, v_p umb(,2) ull, pimy ky (_pi,c_p)

84 84 ); -- c fi ky c l bl c fi ky (c_uf) fc (c_uf) ; l bl c fi ky (c_c) fc c (c_c) ; l bl c fi ky (c_l) fc lf (c_l) ; l bl pi fi ky (c_cli) fc cli (c_cli) ; l bl c fi ky (c_cli) fc cli (c_cli) ; l bl pcl fi ky (_pi) fc pi (_pi) ; l bl pp fi ky (_pi) fc pi (_pi) ; l bl c fi ky (c_v) fc v (c_v) ; l bl ju_cu fi ky (c_v) fc v (c_v) ; l bl cli fi ky (c_v) fc v (c_v) ; l bl pp fi ky (c_p) fc pu (c_p) ; l bl c fi ky (c_fuc) fc fuc (c_fuc) ;

Visão Geral Métodos construtivos Métodos construtivos O Mercado Visão de Negócios Alguns números Principais diferenciais

Visão Geral Métodos construtivos Métodos construtivos O Mercado Visão de Negócios Alguns números Principais diferenciais Shw C TÓPICOS Vã Gl Mé cv Mé cv O Mc Vã Ngóc Alg ú Pcp fc Rl N vç Pc Q fz Vã Gl A ESTRUTURA ECOLÓGICA CONSTRUTORA, g c l é c cçã à v pcpçã q lz écc clógc. Sb p v é pf pívl v, p g cl c fã. N çã ppc c, c

Leia mais

LEITURA NA EJA: ENFOQUE NOS GÊNEROS TEXTUAIS RESUMO

LEITURA NA EJA: ENFOQUE NOS GÊNEROS TEXTUAIS RESUMO LEITURA NA EJA: ENFOQUE NOS GÊNEROS TEXTUAIS T K Dí Mz 1 (UFAL) mz.p@hm.m V C B 2 (UFAL) v2@yh.m.b M Lm Qz F 3 (UFAL) 12@hm.m RESUMO N g pm p á bvçõ z m m m pó-fbzçã jv, m m púb. O f vgçã - fmçã p zçã

Leia mais

O EMPREITEIRO. Copatrocínio

O EMPREITEIRO. Copatrocínio KH T M W TÃ G A N F NAL UC Lp D CA -A 1200 ÁT X A JT - / A ã 5 1 0 2 D m 26 A A ç p 27 MW c áb fz h C J F g c h Lb 290/ -116 6 1 0 y 2 w h çã f pc G pc m D x f L ª 4 G c M A Jg q A b é C gh H V V g ã M

Leia mais

PLR Por quê? d L i i q u e z b l d d R t i i e n a a e b d E i t a d d d P t i i ro u v a e é l l d B F t i R t u s c a e r n c a e p o e su a o

PLR Por quê? d L i i q u e z b l d d R t i i e n a a e b d E i t a d d d P t i i ro u v a e é l l d B F t i R t u s c a e r n c a e p o e su a o .. u p v g c C C O ) F h C I ( É, - p c c ç u u g w w p g c u F C I ã ) A U E ( C D h W k N f N h C F. z c v p ç p g u ) k M U ( E ã A M ) P S ( M P S E k M G p v h F C O ã b S Apc gc Agc Ag c R z O v

Leia mais

Engenharia do Produto. Engenharia do Produto. Engenharia do Produto. Engenharia do Produto. Engenharia do Produto. Engenharia do Produto

Engenharia do Produto. Engenharia do Produto. Engenharia do Produto. Engenharia do Produto. Engenharia do Produto. Engenharia do Produto Cu A f ê glblz fçã pu u f hv u p. v ég p pl, vé pç fl pu, qul pp vçã uz. O Hj Tp P v é á v v pê âb gh lg pu u fz ppçã qu. P v u f é á lz p u l up à ê, u p p. Só é pívl l lv u v vlv pê ful à gh pu. Qul

Leia mais

Cleber Giorgetti Assessoria e Consultoria. Business & Strategy Marketing & Sales Products & Services Technology & Innovation

Cleber Giorgetti Assessoria e Consultoria. Business & Strategy Marketing & Sales Products & Services Technology & Innovation Cb Gg A C B & Sgy Mkg & S P & Sv Thgy & v Qm Sm N m 2002, mp v x mp çm bjv gó, m m f óg, pb-h m mpv. Apçã hm é gó q vé xpê 20 f, q xm pçõ gã m pçõ m: G Tg, Avy, L Thg, B Lb, AT&T, SD T,. R m p m gó g,

Leia mais

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D O P A R A N Á L E T Í C I A M A R I A G R O B É R I O

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D O P A R A N Á L E T Í C I A M A R I A G R O B É R I O U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D O P A R A N Á L E T Í C I A M A R I A G R O B É R I O A B O R T O : U M A Q U E S T Ã O M O R A L, L E G A L, C U L T U R A L E E C O N Ô M I C A C U R I T I B A

Leia mais

A N E X O P L A N O M U N I C I P A L D E E D U C A Ç Ã O 2 0 1 5 2024

A N E X O P L A N O M U N I C I P A L D E E D U C A Ç Ã O 2 0 1 5 2024 E S T A D O D E S A N T A C A T A R I N A P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E M A J O R V I E I R A S E C R E T A R I A M U N I C I P A L D E E D U C A Ç Ã O, C U L T U R A E D E S P O R T O C N

Leia mais

Módulo I MOTORES DE BUSCA NA INTERNET

Módulo I MOTORES DE BUSCA NA INTERNET Módul MOTORES E BUSCA NA NTERNET duç Pqu d ç d gé Pqu d ç B d d Ulzç d d -l F d duç -l @2007 v 1 O qu é? A é d udl d d d ud qu uç l qulqu ud d ud, d lh u C u? Avé d u ju d l (g d uç TCP/P) qu ê gd vg d

Leia mais

Uma publicação que é referência no setor

Uma publicação que é referência no setor ublic qu é rfrêci Vlt r rfiii ii frcêuc, viári, c, bitclgi, litíci, quíic fi, quit hitlr, i vi qu cl cti é u xigêci, rvit Cl Cti fc luçõ tclógic r rli brilir. C iibui irigi, ublic g rtt ghri ut, r Quli,

Leia mais

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e :

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ 13 DE JULH DE 2015! Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : Caso vo cê nunca t e nh a pa

Leia mais

INCLUSO. consulte RELÓGIO DIGITAL. Vinhedo Tel: 55 (19) 3886-3003 Daniela - (19) 3515-5673

INCLUSO. consulte RELÓGIO DIGITAL. Vinhedo Tel: 55 (19) 3886-3003 Daniela - (19) 3515-5673 ML E 9.9.235.582 O V - º37 - BL/MO/JUHO/2013 V E O O HOW-OOM EEL E M E OM.04 07 quím E LO.01 lu MELHO EÇO MEO OVE!!! M u MEO E EEU.02.08 MEE f EE ul l B Ep p qu m: m Vál 01 /m 3013 /julh 2013 LUO ul ELO

Leia mais

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E J A R D I M

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E J A R D I M N Ú C L E O D E C O M P R A S E L I C I T A Ç Ã O A U T O R I Z A Ç Ã O P A R A R E A L I Z A Ç Ã O D E C E R T A M E L I C I T A T Ó R I O M O D A L I D A D E P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 027/ 2

Leia mais

Nota10 ESCOLAS DA DIVERSIDADE

Nota10 ESCOLAS DA DIVERSIDADE A fl Clg, Al Glbg: l g q PÁGINA 8 N10 A 13 ú 48 bl//jh 2013 Pblçã l Fçã AlMl Bl ESCOLAS DA DIVERSIDADE Pj Fçã AlMl Bl úbl b blh lã ç fê l l l PÁGINAS 4 E 5 ARUIVO FUNDAÇÃO ARCELORMITTAL BRASIL O l Jé f

Leia mais

GUIA DE EMPREENDEDORISMO NA FLORESTA

GUIA DE EMPREENDEDORISMO NA FLORESTA h Té Ifçã: UIA MPRNORIMO NA LORTA Cçã: b : A v f P vv Pj ub âb Iv Cuá QUAL. Pj -f : Mb P vv: u: & x, L. (Chv) AIACT - Açã vv Ig A Cg Tâg (V R) gu - çã Açõ Ag T (V R) - Açã Pug (V R) ICNB -Pqu N P-ê (PNP)

Leia mais

PROPESP DIVULGA A REABERTURA DE RECONHECIMENTO DE TÍTULOS OBTIDOS NO EXTERIOR

PROPESP DIVULGA A REABERTURA DE RECONHECIMENTO DE TÍTULOS OBTIDOS NO EXTERIOR Níc PROPESP DIVULGA A REABERTURA DE RECONHECIMENTO DE TÍTULOS OBTIDOS NO EXTERIOR A Pó-R Pq Pó-Gçã PROPESP, públc p chc, REABERTURA cb pc Rchc Dpl c b x c b P N.º 0746/2016-GR/UFAM. PROPESP vlg çõ p c

Leia mais

Questionário sobre o Ensino de Leitura

Questionário sobre o Ensino de Leitura ANEXO 1 Questionário sobre o Ensino de Leitura 1. Sexo Masculino Feminino 2. Idade 3. Profissão 4. Ao trabalhar a leitura é melhor primeiro ensinar os fonemas (vogais, consoantes e ditongos), depois as

Leia mais

TEMA 5 2º/3º ciclo. A LIndo de perguntas. saudável? Luísa, 15 anos

TEMA 5 2º/3º ciclo. A LIndo de perguntas. saudável? Luísa, 15 anos 2º/3º cicl s O Ã Ç T N E M I d pguns u m mu um p z pdms f ps O qu sudávl? blnç d i c n c id p Sá d p d n cm p, ic mbém é g á s n v ic. Dsc ís f m f civ b id v m u i d lóics. c s impânc s g õs sb ç n s

Leia mais

Quem falou foi Henrieta, toda arrumada com a camisa de goleira. E tinha mais um monte de gente: Alice, Cecília, Martinha, Edilene, Luciana, Valdete,

Quem falou foi Henrieta, toda arrumada com a camisa de goleira. E tinha mais um monte de gente: Alice, Cecília, Martinha, Edilene, Luciana, Valdete, Cpítul 3 N ã p! Abu! On já viu? Et qu é n! Cê minh mã? Qun mnin chgm p jg nqul ming, qu ncntm? Um gup mnin. D cmit, têni, clçã muit ipiçã. E g? Afinl, qum tinh ti qul ii mluc? D qun vcê gtm futl? pguntu

Leia mais

Módulo II. Sistemas Internos de Informação. Redes e serviços de comunicação Sistema interno de informação da ESTV. Módulo II

Módulo II. Sistemas Internos de Informação. Redes e serviços de comunicação Sistema interno de informação da ESTV. Módulo II Módul S d ç Rd vç d uç S d ç d ESTV @2007 Módul v 1 Rd Svç d Cuç C d d l Cl d d d uç C b d u d Rd Eh W Tlg d à Svç @2007 Módul v 2 C d d l Tl =? U d d l é u d uç uíd vé d lgç d v ud u dv, ldd d ç lh u

Leia mais

Quadro de conteúdos. Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano. Lição 1 As crianças e os lugares onde vivem

Quadro de conteúdos. Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano. Lição 1 As crianças e os lugares onde vivem Quadro de conteúdos Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano Língua Portuguesa Matemática História Geografia Ciências Naturais Arte Inglês ABC da passarinhada O alfabeto Quantidade A ideia de quantidade Eu, criança

Leia mais

GLOSSÁRIO PREV PEPSICO

GLOSSÁRIO PREV PEPSICO GLOSSÁRIO PREV PEPSICO A T A A ABRAPP Aã Aã I Aí I R ANAPAR A A M A A A Lí Aá S C é ç í ê çõ 13ª í ã. Açã B E F Pê P. Cí ê, ã ê. V Cê Aã P ( á). N í, - I R P Fí (IRPF), S R F, à í á, ( 11.053 2004), çã.

Leia mais

! "#" $ %&& ' ( )%*)&&&& "+,)-. )/00*&&& 1+,)-. )/00*&2) (5 (6 7 36 " #89 : /&*&

! # $ %&& ' ( )%*)&&&& +,)-. )/00*&&& 1+,)-. )/00*&2) (5 (6 7 36  #89 : /&*& ! "#" %&& ' )%*)&&&& "+,)-. )/00*&&& 1+,)-. )/00*&2) 3 4 5 6 7 36 " #89 : /&*& #" + " ;9" 9 E" " """

Leia mais

Prgrmçã O Mu s u Év r, p r l ém f rcr s s i g ns «vi s i t s cl áss i cs» qu cri m s p nt s c nt ct nt r s di v rs s p úb l ic s qu vi s it m s c nt ú d s d s u ri c s p ó l i, p r cu r, c nc m i t nt

Leia mais

Tratamento hidrófilo do permutador com produção e velocidade do ciclo de descongelamento melhorada.

Tratamento hidrófilo do permutador com produção e velocidade do ciclo de descongelamento melhorada. 05W APRESENTAÇÃO - CARATERÍSTICAS 04 SA CA/MCA SP/MSP MB/XB MC MD/XD XC Cbu -ã ã áu T hóf u uã g h M 2 gu áx ê u x -15 C A fu, u x u bx (DC-INVERTER -15ºC) Cfguã ub b z u u gé T G F ó uã é ã qu fã bóg

Leia mais

ano Literatura, Leitura e Reflexão m e s t re De quem e a vez? José Ricardo Moreira

ano Literatura, Leitura e Reflexão m e s t re De quem e a vez? José Ricardo Moreira S 1- Litt, Lit Rflxã 3- t D q vz? Jé Rid Mi Cpítl 1 P gt Td é di pfit p l: U liv lgl, d lid. E t d di fz d! P Hê: U di vô lá íti, vid hitói d tp q l id gt. P Hit: Ah, di d ihd, it l, it ág, it hi! P L:

Leia mais

PRODUÇÃO AUDIOVISUAL EM EAD: AUTORIA ENQUANTO SUBSÍDIO PARA A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO DOCENTE

PRODUÇÃO AUDIOVISUAL EM EAD: AUTORIA ENQUANTO SUBSÍDIO PARA A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO DOCENTE PROUÇÃO AUIOVISUAL EM EA: AUTORIA ENQUANTO SUBSÍIO PARA A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO OCENTE 2 PROUÇÃO AUIOVISUAL EM EA: AUTORIA ENQUANTO SUBSÍIO gpara A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO OCENTE Slv BA Abl 2013 g -NTE/IAT/SEC/BA-7@gl.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UIVRIDD FDRL D PRMBUCO PROGRM D PÓ-GRDUÇÃO M GHRI D PRODUÇÃO UTILIZÇÃO DO FLUXOGRM D PROCO PR DIGÓTICO ITGRÇÃO D CDI LOGÍTIC UPPLY CHI MGMT DIRTÇÃO UBMTID À UFP PR OBTÇÃO D GRU D MTR POR JOÉ RICRDO BRU

Leia mais

n o m urd ne Hel e n o mis

n o m urd ne Hel e n o mis Em nosso cotidiano existem infinitas tarefas que uma criança autista não é capaz de realizar sozinha, mas irá torna-se capaz de realizar qualquer atividade, se alguém lhe der instruções, fizer uma demonstração

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA DEPARTAMENTO DE SAÚDE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA REABILITAÇÃO NEUROMUSCULAR DE LESÕES NO JOELHO: UMA PRÁTICA DOMICILIAR DESENVOLVIDA PELO PROFISSIONAL DE

Leia mais

'!"( )*+%, ( -. ) #) 01)0) 2! ' 3.!1(,,, ".6 )) -2 7! 6)) " ) 6 #$ ))!" 6) 8 "9 :# $ ( -;!: (2. ) # )

'!( )*+%, ( -. ) #) 01)0) 2! ' 3.!1(,,, .6 )) -2 7! 6))  ) 6 #$ ))! 6) 8 9 :# $ ( -;!: (2. ) # ) !" #$%&& #% 1 !"# $%& '!"( )*+%, ( -. ) #) /)01 01)0) 2! ' 3.!1(,,, " 44425"2.6 )) -2 7! 6)) " ) 6 #$ ))!" 6) 4442$ ))2 8 "9 :# $ ( -;!: (2. ) # ) 44425"2 ))!)) 2() )! ()?"?@! A ))B " > - > )A! 2CDE)

Leia mais

Resenhas. VIII Inverno HARDCORE. August BURNS Red Leveler (2011) SURVIVE TRINO. Evora (2009) Destroy And Revolutionize (2011)

Resenhas. VIII Inverno HARDCORE. August BURNS Red Leveler (2011) SURVIVE TRINO. Evora (2009) Destroy And Revolutionize (2011) l E f fl. v g. g g vg l á bé çõ v gg l x. à O v. f à l h çõ ç B E g j f q q é fz D N v D v ç l. D h. G lg v z C g í lv fé f l f P à l R l. g j l fl Já - g. S gé g ç v -l fz fé ví g gg. L. v D. A bl g z

Leia mais

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 D A T A D E A B E R T U R A : 2 9 d e d e z e m b r o d e 2 0 1 0 H O R Á R I O : 9:0 0 h o r a s L O C A L D A S E S S Ã O P Ú B L I C A: S a l a d a C P L/

Leia mais

Mackenzie Voluntario. Caro apoiador, Redes sociais: 8668 de 30/11/1981), que atua em solo brasileiro há 141 anos.

Mackenzie Voluntario. Caro apoiador, Redes sociais: 8668 de 30/11/1981), que atua em solo brasileiro há 141 anos. C, O Mkz Vlá é m j sl Mkz, sm fs lvs (D º 8668 3/11/1981), q m sl bsl há 141 s. Iml m 24, m m l fl ssblz, mblz g s s ss gs, gss, lbs, fsss, ls, gs ls, fs, s, mgs fmls m mvm xmçã s ms q bgm s ss m, lém

Leia mais

7 * ": ) : : I* 5 6 7 < : # G I9 9 4 M N O* P " 7 "! M * : : # M

7 * : ) : : I* 5 6 7 < : # G I9 9 4 M N O* P  7 ! M * : : # M 7 ": ) : : I 5 6 7 < : # G I9 9 4 M N O P " 7 "! M : : # M # Q 7 97 8 ! # # I ) H3"K # : R : : 9 M ) # 9# Q ; : 9 : IM Q ; 9M O H8 7B3B K : 9 ) 4 4; 9 < : ) 9 # : M :!# ; : N : " 3 S T! S U # I T S # H3"K

Leia mais

O (doce) lanche DA criança brasileira. Um retrato inédito

O (doce) lanche DA criança brasileira. Um retrato inédito O (d) l ç bl U éd É VITL é d df d pí vl b à ldd fl à dçã à dç f. Ml bé à dçã. N x f q d pó d : d bdd ç. O ú ã dd fl pl d jv dl d p. Já çã q d d d pplçã ql x. Tl ldd x çã d pf d úd d v d p d dd d. p d dd

Leia mais

Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de

Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação!" !" $%& '( ) %) * +, - +./0/1/+10,++$.(2

Leia mais

Tabela de Vinculação de pagamento Manteve o mesmo nome DDM SIAFI-TABELA-VINCULA-PAGAMENTO

Tabela de Vinculação de pagamento Manteve o mesmo nome DDM SIAFI-TABELA-VINCULA-PAGAMENTO Segue abaixo dados das DDMs que mudaram para o PCASP, tanto as que mudaram de nome como as que mantiveram o mesmo nome. Para estas, os campos que serão excluídos (em 2015) estão em vermelho e os campos

Leia mais

P a. e s. q u i. Gestão de Recursos. I n. s s a d a s. Entrada

P a. e s. q u i. Gestão de Recursos. I n. s s a d a s. Entrada SO TS 16949:2002 A uu d pcfcçã écnc E g pná cnc d m d gã d quldd, uu d pcfcçã écnc SO TS 16949:2002 bdgm d m d quldd umv. A pcfcçã écnc SO TS 16949:2002 é bd n pncíp d gã d quldd pnd n nm NBR SO 9001:2000:

Leia mais

LUDMILA SANTOS DE ANDRADE

LUDMILA SANTOS DE ANDRADE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO PROGRAMA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM ARQUITETURA E URBANISMO ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: TECNOLOGIA A CONTRIBUIÇÃO DOS SISTEMAS BIM PARA

Leia mais

8 Atividades. para a prevenção às violências, criando laços de solidariedade e respeito às diferenças. Mark Rotko

8 Atividades. para a prevenção às violências, criando laços de solidariedade e respeito às diferenças. Mark Rotko 8 Av p pvçã à vlêc, c lç l p à fç. Mk Rk 12 14 O G EDVARD MUNCH Gu Pz CÂNDIDO PORTINARI 13 S SALVADOR DALI 15 Dg EDWARD HOOPER 2 Sú pvçã vlêc SUMÁRIO Iuçã 04 Av 1- Ví u 06 EXPEDIENTE Av 2 É vlêc? 08 Fuçã

Leia mais

Rita Alexandra Manso Araújo. As relações negociais entre jornalistas e fontes: o caso da Saúde. Universidade do Minho Instituto de Ciências Sociais

Rita Alexandra Manso Araújo. As relações negociais entre jornalistas e fontes: o caso da Saúde. Universidade do Minho Instituto de Ciências Sociais Rita Alexandra Manso Araújo As relações negociais entre jornalistas e fontes: o caso da Saúde UMinho 2012 Rita Alexandra Manso Araújo As relações negociais entre jornalistas e fontes: o caso da Saúde Universidade

Leia mais

PATR IMÔNIO PALEONTOLÓG IC O

PATR IMÔNIO PALEONTOLÓG IC O PATR IMÔNIO PALEONTOLÓG IC O O s depós itos fos s ilíferos, o s s ítios paleontológ icos (paleobiológicos ou fossilíferos) e o s fós s eis q u e a p r e s e n ta m valores científico, educativo o u cultural

Leia mais

PROJETOHORTAEMCASA. Manualdo. Apoio. Realização CDHU PREFEITUR A DE SÃO PAULO VERDE E MEIO AMBIENTE. Instituto GEA

PROJETOHORTAEMCASA. Manualdo. Apoio. Realização CDHU PREFEITUR A DE SÃO PAULO VERDE E MEIO AMBIENTE. Instituto GEA M RJETHRTAEMCAA CM LANTAR E CLHER ALIMENT EM CAA 201 A Rzçã Ch Dvv Hb Ub CDHU I GEA é b REFEITUR A DE Ã AUL VERDE E MEI AMBIENTE FhTé Ebçã Tx Agô Jé Lz Ch T Nh Rh Rvã A M Dg Lz Egá j Nh Rh Rq L R Rf Tv

Leia mais

O (doce) lanche. brasileira. Um retrato inédito

O (doce) lanche. brasileira. Um retrato inédito O (d) l ç bl U éd É VITL çã U bíl N lb vl d l q q d f q ff d d d v lld q d l q v q x qd.tb q q lb.f q d.offd f q dl b d d x f d qbx q qq bl dl d b x d vl dl l q q q ll d v. N f dl d q q xd d blb f x f

Leia mais

Servidor de e-mail Interno ou na Nuvem?

Servidor de e-mail Interno ou na Nuvem? Svi -il It Nv? 4 CLOUD SOLUTIONS Pgt q t p vi fz p ã p pi. Svi -il It Nv? 4 Pgt q t p vi fz p ã p pi. CLOUD SOLUTIONS Mi. S Epilit Cl. E-il é lg tã pt i i p, tã bái p fit qlq gizçã, q ã é p igi q l fi

Leia mais

CONTROLE AVES DE VENDA EXPOSIÇÃO 2014 ORLANDO NASCIMENTO- 21 98825-5609/96739-8619

CONTROLE AVES DE VENDA EXPOSIÇÃO 2014 ORLANDO NASCIMENTO- 21 98825-5609/96739-8619 CONTROLE AVES DE VENDA EXPOSIÇÃO 2014 CRIADOR TELEFONE GAIOLA ANEL SEXO NOMENCLATURA VALOR OBS ORLANDO NASCIMENTO- 21 98825-5609/96739-8619 1 IB-105-40-13 FM CN OP AM MF IN 100,00 BANCO: 2 BB-3992-44-11

Leia mais

Ferramentas para Usinagens

Ferramentas para Usinagens S Fmt lt F m t l t M í. 43 Máx. 54 R E G U L A G E M Ø 43 - Ø 54 EMS - 92585000142 EDIÇÃO - 01/08 Pjt Gáfic - ROBERTO CAMPOS YNOWA FERRAMENTAS LTDA RUA CLÁUDIA SOARES, Nº 153 - BAIRRO PORTAL DO SOL SÃO

Leia mais

REVIS TA CONTATO LEITOR GALERIA COLUNAS EDIÇÕES ANTIGAS ASSINATURA. 30/7/2014 Salão de Gramado encerra nesta quinta-feira.

REVIS TA CONTATO LEITOR GALERIA COLUNAS EDIÇÕES ANTIGAS ASSINATURA. 30/7/2014 Salão de Gramado encerra nesta quinta-feira. Q u a, 3 0 d e J u l h o d e 2 0 1 4 search... REVIS TA CONTATO LEITOR GALERIA COLUNAS EDIÇÕES Selecione a Edição ANTIGAS C l i q u e n o l i n k a b a i xo p a r a a c e s s a r a s e d i ç õ e s a n

Leia mais

! " ! % #! $% & % '() *$! +, ) *$-.) +,) */ 0 *$+1).-+,) */2.+%3 4 5 ) ' & -))) 6 *$ 7 5 8*$

!  ! % #! $% & % '() *$! +, ) *$-.) +,) */ 0 *$+1).-+,) */2.+%3 4 5 ) ' & -))) 6 *$ 7 5 8*$ xfghdfgh!" # ! " $$! % #! $% & % '() *$! +, ) *$-.) +,) */ 0 *$+1).-+,) */2.+%3 4 5 ) ' & -))) 6 *$ 7 5 8*$ &! '! -! 95,()!! +)- *$ - :! ' ')!0 ') );!4 ' -! ',*$!7 < )) 6 +=!>? @ ) *$!)2 3 ) - :! -), "

Leia mais

REGULAMENTO DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM No u s o d a c o mp e t ê n c i a p r e v i s t a al í n e a v ) d o n. º 1 d o ar t i g o 64º d o De c r e t o -Le i n. º 1

Leia mais

Entidades autorizadas a exercer a atividade de transporte de doentes e respetivos veículos

Entidades autorizadas a exercer a atividade de transporte de doentes e respetivos veículos Tipo de entidade Rótulos de Linha 3101 Cruz Vermelha Portuguesa - Delegação De Aldreu 96-46-HD 37-36-XP 66-NX-49 75-IS-24 78-32-MM 3102 Cruz Vermelha Portuguesa - Delegação De Amares 25-98-LI 03-88-QU

Leia mais

Ministério Público Federal, B rasília 8 de junho de 2009. Leonardo C. Fleck, C ons ervação E s tratég ica

Ministério Público Federal, B rasília 8 de junho de 2009. Leonardo C. Fleck, C ons ervação E s tratég ica Ministério Público Federal, B rasília 8 de junho de 2009 Leonardo C. Fleck, C ons ervação E s tratég ica P r e o c u p a ç ã o c o m a q u a lid a d e d o s g a s to s p ú b lic o s e m c e n á r io

Leia mais

AQUECEDORES & PRESSURIZADORES. AF114 Catalogo Aquecedores 2014 AB 400x200mm.indd 1 04/06/14 10:32

AQUECEDORES & PRESSURIZADORES. AF114 Catalogo Aquecedores 2014 AB 400x200mm.indd 1 04/06/14 10:32 QUEEDORES & PRESSURIZDORES 2014 F114 lg qud 2014 400x200.indd 1 04/06/14 10:32 Linh Águ Qun Obi. Mi fiin, i unávl. S unávl é uiliz u nui d f i inlign. É iiz uld, duzi dpdíi, g i i fiz. É i qu Linh Águ

Leia mais

Quem são? Um refugiado é toda pessoa que devido a temores de ser perseguida por motivos de raça,

Quem são? Um refugiado é toda pessoa que devido a temores de ser perseguida por motivos de raça, g u f R d Qum ã? Um fugd é td p qu dvd tm d pgud p mtv d ç, lgã, ncnldd, p ptnc dtmnd gup cl p u pnõ plítc, ncnt f d pí d u ncnldd nã p u nã qu c à ptçã d tl pí. Ou qu, ccnd d ncnldd tnd f d pí nd tv u

Leia mais

MATERIAL DO ALUNO PARA RECORTAR

MATERIAL DO ALUNO PARA RECORTAR MATERIAL DO ALUNO PARA RECORTAR O Sonho de Renato O Sonho de Renato a e i o u A E I O U so nho de Re na to Eu sou Renato Valadares Batista. Tenho 14 anos. Sou filho de Pedro Batista e Luzia Valadares.

Leia mais

SITUAÇÃO DE REVISÃO DE DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA PARA OS MANUAIS ELABORADOS OU TRADUZIDOS PELA HELIBRAS (SRD 350)

SITUAÇÃO DE REVISÃO DE DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA PARA OS MANUAIS ELABORADOS OU TRADUZIDOS PELA HELIBRAS (SRD 350) SITUAÇÃO DE REVISÃO DE DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA PARA OS MANUAIS ELABORADOS OU TRADUZIDOS PELA HELIBRAS (SRD 350) NOTAS IMPORTANTES 1. Documento atualizado mensalmente com o objetivo de ser o referencial do

Leia mais

MONITORAMENTO DE INFORMAÇÃO

MONITORAMENTO DE INFORMAÇÃO Consórcio muda d ndrço Corrio Lagano - 20/01/2016 5 - Colunista - Olivt Salmória Mídia Imprssa Co m d n 1 Içara prd vantagm comptitiva 9/01) Diário d Notícias/Criciúma - 20/01/2016 7 - Gral Mídia Imprssa

Leia mais

Minha vida está mudando.

Minha vida está mudando. U jt v vv. Mh v tá. Q á, z, t Q. 11 h t M é Alc b h l t g, c FLR DA IDAD. t ql. c l, ã, q é pcólg c z. l íc f tã é ã cêc Sb, t l t c é É, t, t b. h c M. g c p lh! t q h c Pq t, tbé c t j, q é, bc, á c.

Leia mais

Dia Mundial da Criança

Dia Mundial da Criança up u Uã up é um t mmtv lb ulmt up 9 M. t lh flt 9 M 1950 m qu tt fê bt hum vçu m ppt um t up upl. ppt fu h m Dlçã hum é mbã tul Uã up. gup Ggf lbu- m um xpçã luv pát tl m um pv ypp lu 3º l. pv pypp tu

Leia mais

Folhas de Cálculo. O EXCEL como Folha de Cálculo

Folhas de Cálculo. O EXCEL como Folha de Cálculo Flh d Clul O qu é: U Flh d Clul é, dç, u ju d élul qu u glh u bl qu d l- vé d xõ lóg /u O qu : Ogzç ç d bl l d vl; F, í,, qu jud xu lul lx; Auzç d, vé d gç u d ódg d lul u d uld; Rç g d ç; d bl ulzd çõ

Leia mais

IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS

IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS 1. Objetivo: 1. Esta rotina permite importar para o banco de dados do ibisoft Empresa o cadastro de pessoas gerado por outro aplicativo. 2. O cadastro de pessoas pode

Leia mais

White Paper. Boas Práticas de E-mail Marketing

White Paper. Boas Práticas de E-mail Marketing White Paper Boas Práticas de E-mail Marketing Saiba como alguns cuidados simples podem melhorar os resultados de suas campanhas de e-mail marketing Para garantir a qualidade no mix de comunicação atual,

Leia mais

NPQV Variável Educação Prof. Responsáv el : Ra ph a el B i c u d o

NPQV Variável Educação Prof. Responsáv el : Ra ph a el B i c u d o NPQV Variável Educação Prof. Responsáv v el :: Ra ph aa el BB ii cc uu dd o ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ÁREA DE EDUCAÇÃO 2º Semestre de 2003 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ÁREA DE EDUCAÇÃO As atividades realizadas

Leia mais

Organização e Arquitetura de computadores

Organização e Arquitetura de computadores gaização Aquiua compuao oução Pipliigéuma écica implmação m qu váia iuçõ ão obpoa a xcução Exmplo: lavagm oupa Mlhoao o mpho com pipliig Pof. D. Luciao Joé Sg Pipliig abalho é iviio m apa ou ágio Técica

Leia mais

Questionário de Exame de Saúde Específico

Questionário de Exame de Saúde Específico Qá d Exm d Súd Epcífc 1 Eá d méd p bx pã? - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -1:m 2:ã 2 Eá d méd p bx glc m l? - - - - - - - - - - - - - - 1:m 2:ã 3 Eá d méd p bx ívl d cll? - - - - - -

Leia mais

Sumário. 4 caligrafia a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z

Sumário. 4 caligrafia a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z Escrever é sempre um prazer. neste livro você vai escrever com letras juntas umas das outras para formar cada palavra. Elas são chamadas letras cursivas ou manuscritas. prepare-se para deixar a sua letra

Leia mais

91/enloria áo' engenhelro áe csouia!l.janáetra

91/enloria áo' engenhelro áe csouia!l.janáetra &xttlt 91/li á ghl á Si!lJát tjll Czi O t içõ t t Ftz lv á git lõ: I O vi t i é fit i i l t gi t fix :;:ã;"4 l ll 1tlt xit á fi " """" t i t j it z 1 t A gitçã Iti ttt v i á g l vt bt l é itt q gã i fiíi

Leia mais

RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO

RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO 1. RESULTADOS QUESTIONÁRIO I - PARTES/ CONCILIAÇÃO 1.1- QUESTIONÁRIO I - PARTES/ CONCILIAÇÃO: AMOSTRA REFERENTE AS

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARTE 2

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARTE 2 IDUÇÃ À DMIIÇÃ UL 10 PLJM ÉGIC P 2 ÉGI stratégia Palavra herdada dos gregos, que usavam para designar a arte dos generais. strategos eram os comandantes supremos escolhidos para planejar e fazer a guerra

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL (SGE) À EFETIVAÇÃO DA ESTRATÉGIA DE PRODUÇÃO - ESTUDO DE CASO EM UMA SIDERURGIA

CONTRIBUIÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL (SGE) À EFETIVAÇÃO DA ESTRATÉGIA DE PRODUÇÃO - ESTUDO DE CASO EM UMA SIDERURGIA A i i uiv b ufu uáv. Ri Ji, RJ, Bi, 13 16 uub 2008 CONTRIBUIÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL (SGE) À EFETIVAÇÃO DA ESTRATÉGIA DE PRODUÇÃO - ESTUDO DE CASO EM UMA SIDERURGIA Cb Ch Gzz (UFSCAR) bzz@i..b

Leia mais

A OLIMPÍADA BRASILEIRA DE FÍSICA EM GOIÁS ENQUANTO FERRAMENTA PARA A ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA: TRADUÇÃO DE UMA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL

A OLIMPÍADA BRASILEIRA DE FÍSICA EM GOIÁS ENQUANTO FERRAMENTA PARA A ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA: TRADUÇÃO DE UMA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS E MATEMÁTICA Kll Kll Sá A OLIMPÍADA BRASILEIRA DE FÍSICA EM GOIÁS ENQUANTO FERRAMENTA PARA A ALFABETIZAÇÃO

Leia mais

RELÉS 24V CA / CC 24 240V CA/CC 3RR21 41-1AA30 3RR21 41-1AW30 3RR21 42-1AA30 3RR21 42-1AW30

RELÉS 24V CA / CC 24 240V CA/CC 3RR21 41-1AA30 3RR21 41-1AW30 3RR21 42-1AA30 3RR21 42-1AW30 Reles de Monitoramento de Corrente SIRIUS Os reles de monitoramento de corrente supervisionam não apenas os motores ou outras cargas, mas adicionam facilidades para o monitoramento da corrente ideal do

Leia mais

Desempenho dos negros nos vestibulares da USP 2001 a 2005

Desempenho dos negros nos vestibulares da USP 2001 a 2005 Dmph g vtibul USP 2001 2005 Ati Ségi Alf Guimã Dptmt Scilgi USP Em 2001, 9,8% tut qu igm USP clm pt u p, qu- fiiçã g, utiliz pl mvimt g bili qu iviicm ct p c à uivi públic 1. Em 2005, igt g m 12,3% ttl.

Leia mais

CONTROLADOR ADAPTATIVO POR MODELO DE REFERÊNCIA E ESTRUTURA VARIÁVEL APLICADO AO CONTROLE DE UM GERADOR SÍNCRONO

CONTROLADOR ADAPTATIVO POR MODELO DE REFERÊNCIA E ESTRUTURA VARIÁVEL APLICADO AO CONTROLE DE UM GERADOR SÍNCRONO OROLAOR AAAIVO OR MOELO E REFERÊIA E ESRUURA VARIÁVEL ALIAO AO OROLE E UM GERAOR SÍROO MARUS V A FERAES ARE LIMA E ALAYR ARAÚJO Lboóo Acoo ool Ição o Eh Eléc Uv Fl o Ro G o o 9-9 - l R Bl E-l: cv@lco @yhooco

Leia mais

GASTRONOMIA. Cer ti fi que-se de que está es cre ven do de acor do com o tema pro pos to e dê um tí tu lo a seu tex to.

GASTRONOMIA. Cer ti fi que-se de que está es cre ven do de acor do com o tema pro pos to e dê um tí tu lo a seu tex to. GASTRONOMIA Instruções Cer ti fi que-se de que está es cre ven do de acor do com o tema pro pos to e dê um tí tu lo a seu tex to. Res pe i te mar gens e en tra das de pa rá gra fo. Use as in for ma ções

Leia mais

Anatomia de ataques a servidores SIP

Anatomia de ataques a servidores SIP Anatomia de ataques a servidores SIP João M. Ceron, Klaus Steding-Jessen, Cristine Hoepers ceron@cert.br, jessen@cert.br, cristine@cert.br CERT.br Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes

Leia mais

21/07/2015 13:36:51 ARTE MODA ARTE ARQUITETURA ARQUITETURA ENTRETENIMENTO MODA DESTINO GASTRONOMIA GASTRONOMIA MODA POLINÉSIA FRANCESA. CAPA 24.

21/07/2015 13:36:51 ARTE MODA ARTE ARQUITETURA ARQUITETURA ENTRETENIMENTO MODA DESTINO GASTRONOMIA GASTRONOMIA MODA POLINÉSIA FRANCESA. CAPA 24. R 3 R R D S VL L Ó S L U D K LÃ W -S / 3 SH FW -S Ã P UL F S SP / / : 8:3 3// 8/ 3/ : 6: SPCL - PRU C VCÊ UC VU.in 7 R Ú 8 9 - R$,,9 R$ CP.in S D PP R S G GS S - R$, 9 R D : : U Q R VG D R SÃ PU L FS H

Leia mais

! " #! $! %! " & ' ( )!! " * + " *, %

!  #! $! %!  & ' ( )!!  * +  *, % ! " #! $! % "! &' ( )!! " * + " *, % ! " # $ %!"#$%#&'()%#*&+ *', #%!-").%",')/&%001 #2% '.32"!'.)%#%2'%%4"'&)'#.)* *.'*#' 2)%#&"'&)' *'!&%5'/65*#'& &*#78% 2*5#%#2)'29:* #;!')*

Leia mais

Estratégico. III Seminário de Planejamento. Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011

Estratégico. III Seminário de Planejamento. Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011 Estratégico III Seminário de Planejamento Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011 G es tão Em pre sa rial O rie nta ção pa ra om erc ado Ino vaç ão et

Leia mais

Classificação Periódica dos Elementos

Classificação Periódica dos Elementos Classificação Periódica dos Elementos 1 2 3 1 Massa atômica relativa. A incerteza no último dígito é 1, exceto quando indicado entre parênteses. Os valores com * referemse Número Atômico 18 ao isótopo

Leia mais

FACULDADES UNIFICADAS DA. Curso de Direito Escritório de Assistência Jurídica Registro OAB 6614 DA F UNDAÇ Ã O EDUCACIONAL DE B ARRETOS

FACULDADES UNIFICADAS DA. Curso de Direito Escritório de Assistência Jurídica Registro OAB 6614 DA F UNDAÇ Ã O EDUCACIONAL DE B ARRETOS FACULDADES UNIFICADAS DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS Curso de Direito Escritório de Assistência Jurídica Registro OAB 6614 REGULAMENTO DO NÚ CLEO DE PRÁ TICA JURÍ DICA DA F UNDAÇ Ã O EDUCACIONAL DE

Leia mais

Mother s D. Recepção. A Festa. continua...

Mother s D. Recepção. A Festa. continua... 3 Ediçã 35 Mi 2013 Fi c i cih q s ls, fsss clbs d FC cçã di ds ãs. Cd lh d Mh's Dy fi sd ibi d cih dçã dd ls ãs. Os ls si bs fz c q d ccss c fiçã: c s cgfis, s sis s ls úss. Cd sçã fi cid c bs s s sdds

Leia mais

lh e c o n fe re o in c is o II d o a rt. 4 º d o Re g u la m e n to d o D e p a rta m e n to -G e ra l d o Pe s s o a l (R-1 56 ), a p ro v a d o

lh e c o n fe re o in c is o II d o a rt. 4 º d o Re g u la m e n to d o D e p a rta m e n to -G e ra l d o Pe s s o a l (R-1 56 ), a p ro v a d o PORTARIA Nº 1 6 4 -D G P, D E 4 D E NOV E M B RO D E 2 0 1 1. Alte ra a d is trib u iç ã o d e e fe tiv o d e m ilita re s te m p o rá rio s, p a ra o a n o d e 2 0 1 1. O CHEFE DO DEPARTAMENTO-GERAL DO

Leia mais

Telecomunicações Básico

Telecomunicações Básico Telecomunicações Básico Prof. MSc. Eng. ! "!"!"#$ %!"# #% # $ &# #!% '($ ) ) *+, ) $-!.) / 0 1#() 0!2) $% & '() * %# ') % &# /) *%+,,%-, 334-3564.7 &3897.%& / /% 0 0% 1 0 :'( : : $00'( :'(;< : 4.*6 :4.*6

Leia mais

MONITORAMENTO DE INFORMAÇÃO

MONITORAMENTO DE INFORMAÇÃO A Casan 5/09) Diário do Sul/Tubarão - 29/09/2015 2 - Colunista - Arilton Barriros Mídia Imprssa A Ca www.clipagm.com.br 1 Mídia Imprssa Pr Projto d li ncaminha Balnário Piçarras ao tratamnto d sgoto 8/09)

Leia mais

P i s cina s : 2 P i s ci n a e x te rior de á g u a d e m a r a q u e cida P i s ci n a i n te ri or d e á g u a

P i s cina s : 2 P i s ci n a e x te rior de á g u a d e m a r a q u e cida P i s ci n a i n te ri or d e á g u a E M P R IM E I R A MÃO T h e O i ta v os é o e x c lu s i v o h o te l d e 5 e s tre la s q u e co m p le t a e v a l ori za a ofe rta d a Q u i n ta d a M a ri n h a, co n s olid a n d o -a c om o d e

Leia mais

TECNOLOGIA PETCHANNEL EM. 4K 60P HEVC 20 Mb. Nelson Faria

TECNOLOGIA PETCHANNEL EM. 4K 60P HEVC 20 Mb. Nelson Faria TECNOLOGIA PETCHANNEL EM 4K 60P HEVC 20 Mb Nln Fi TV nlógic cmç dligd m 2015. ADOÇÃO ADOÇÃO DA DA TECNOLOGIA TECNOLOGIA 4K 4K DIAGRAMA DIAGRAMA DE DE UMA UMA INSTALAÇÃO INSTALAÇÃO POR POR IP IP EQUIPAMENTOS

Leia mais

(Às Co missões de Re la ções Exteriores e Defesa Na ci o nal e Comissão Diretora.)

(Às Co missões de Re la ções Exteriores e Defesa Na ci o nal e Comissão Diretora.) 32988 Quarta-feira 22 DIÁRIO DO SENADO FEDERAL Ou tu bro de 2003 Art. 3º O Gru po Parlamentar reger-se-á pelo seu regulamento in ter no ou, na falta deste, pela decisão da ma i o ria absoluta de seus mem

Leia mais

Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março. Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março

Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março. Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Prova Escrita de Física e Química A Prova Escrita

Leia mais

AS MARCAS DO ABUSO SEXUAL

AS MARCAS DO ABUSO SEXUAL ESPECIAL 1 CRREI BRAZILIENSE AS MARCAS D ABUS SEXUAL MANUELA, 35 ANS: ABUSADA NA INFÂNCIA PELS NAMRADS DA MÃE MAIS SILENCIS DS CRIMES ACNTECE DENTR DE CASA, CNDENA AS VÍTIMAS A UMA DR SEM DESCANS, DESTRÓI

Leia mais

KV-29FS150. Manual de instruções. Conexión de equipo adicional 3-210-910-51(2) 2007 Sony Corporation Impresso no Brasil

KV-29FS150. Manual de instruções. Conexión de equipo adicional 3-210-910-51(2) 2007 Sony Corporation Impresso no Brasil xó q 3-2-9-5(2 õ K-29F5 L h 27 y B Ê ÇÕ v í hq é, xh v à hv z hq é, z x q j ÇÃ HQ LÉ Ã B ÇÃ v hq é: Ã B v, é q y í ó á õ,, q hq é í ó á q à õ (v õ q h h v ( v óx í ê ÇÃ Ç h v -22 5/6 Hz HQ LÉ, X L L LÉ

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL SENADOR ATTÍLIO FONTANA C.E.S.A.F. PLANO DE TRABALHO DOCENTE (PTD)

COLÉGIO ESTADUAL SENADOR ATTÍLIO FONTANA C.E.S.A.F. PLANO DE TRABALHO DOCENTE (PTD) COLÉGIO ESTADUAL SENADOR ATTÍLIO FONTANA C.E.S.A.F. PLANO DE TRABALHO DOCENTE (PTD) Diili: Mái A liv: 2014 9º ANO A Pf(): Silvi Cll Fig CONTEÚDO ESTRUTURANTE 1º BIMESTRE Nú Álgb. CONTEÚDO BÁSICO: CONTEÚDO

Leia mais

Resolução de Matemática da Prova Objetiva FGV Administração - 06-06-10

Resolução de Matemática da Prova Objetiva FGV Administração - 06-06-10 QUESTÃO 1 VESTIBULAR FGV 010 JUNHO/010 RESOLUÇÃO DAS 15 QUESTÕES DE MATEMÁTICA DA PROVA DA MANHÃ MÓDULO OBJETIVO PROVA TIPO A O mon i tor de um note book tem formato retangular com a di ag o nal medindo

Leia mais

Folheto/Encarte/Distribuição

Folheto/Encarte/Distribuição D 2 Dv X*, DT P f q y Hll K P z! 6 Il ç l, l f l lh y4 P Pl l! ç v Il q ã b 6 lh v fl h, lz l l jv x lç, ç v 76 à v: D 2,7 74 à v: lh v : : 85852 ó $ 4,5 vlh : 67 ó: 848 lh v : 2, 24, 46 : 886 ó: 857,65

Leia mais

Seccas do Ceará- que se recommend pelo.npólé

Seccas do Ceará- que se recommend pelo.npólé c J SECOA CE_&i" RO"lph Thphil A8li:& Li i Cá 19Ql D c AliLi> àcb vi á l bi liv Scc Cá q c plo pól q fi pl i:pci ó 1 pp PF vz c! i11llig ci i E i li v q ciiç> cip R_ ljjh Thphil yl cbl lii cá cj lihg illcl

Leia mais

G r u p o P E T C o m p u t a ç ã o. U n i v e r s i d a d e F e d e r a l d e C a m p i n a G r a n d e U F C G

G r u p o P E T C o m p u t a ç ã o. U n i v e r s i d a d e F e d e r a l d e C a m p i n a G r a n d e U F C G M E T O D O L O G I A U T I L I Z A D A P E L O P E T C O M P U T A Ç Ã O D A U F C G P A R A M I N I S T R A R C U R S O S DE I N F O R M À T I C A B À S I C A G r u p o P E T C o m p u t a ç ã o C u

Leia mais

!"#"$%& '( &)*$+,-& '( +!,& ".!(,()/"'& "& (."!/"0()/& '( (&1!"23" '& ()/!& '( 34)*3", +0")",( "/+!"3,'" )35(!,3'"'( ('(!"$ '&,.6!

!#$%& '( &)*$+,-& '( +!,& .!(,()/'& & (.!/0()/& '( (&1!23 '& ()/!& '( 34)*3, +0),( /+!3,' )35(!,3''( ('(!$ '&,.6! !"#"$%& '( &)*$+,-& '( +!,& ".!(,()/"'& "& (."!/"0()/& '( (&1!"23" '& ()/!& '( 34)*3", +0")",( "/+!"3,'" )35(!,3'"'( ('(!"$ '&,.6!3/& ")/& *&0&!(7+3,3/&."!*3"$."!" " &#/()8-& '& 1!"+ '( "*%"!($ (0 (&1!"23"!3()/"'&!!$9+'3&+3:;")&/($$3

Leia mais

Análises de sistemas no domínio da frequência

Análises de sistemas no domínio da frequência prmno d Engnhri Químic d Prólo UFF iciplin: TEQ0- COTROLE E PROCESSOS náli d im no domínio d frquênci Prof inok Boorg Rpo d Frquênci Cliqu pr dir o ilo do xo mr COCEITO: Coni d um méodo gráfico-nlíico

Leia mais

O trabalho com textos na alfabetização de crianças do 1º e 2º anos do ensino fundamental

O trabalho com textos na alfabetização de crianças do 1º e 2º anos do ensino fundamental O trabalho com textos na alfabetização de crianças do 1º e 2º anos do ensino fundamental Izac Trindade Coelho 1 1. I n t r o d u ç ão Ai de mim, ai das crianças abandonadas na escuridão! (Graciliano Ramos)

Leia mais