UMA VISÃO ESTRATÉGICA: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA RETENÇÃO E PROSPECÇÃO DE NOVOS CLIENTES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UMA VISÃO ESTRATÉGICA: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA RETENÇÃO E PROSPECÇÃO DE NOVOS CLIENTES"

Transcrição

1 CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACISA GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DENISE CAROLINE DE PAIVA FERREIRA UMA VISÃO ESTRATÉGICA: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA RETENÇÃO E PROSPECÇÃO DE NOVOS CLIENTES BELO HORIZONTE 2012

2 DENISE CAROLINE DE PAIVA FERREIRA UMA VISÃO ESTRATÉGICA: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA RETENÇÃO E PROSPECÇÃO DE NOVOS CLIENTES Relatório de Estágio Supervisionado apresentado ao curso de Administração de Empresas, da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas, do Centro Universitário Newton Paiva, como requisito parcial para obtenção do título de Bacharel em Administração. Orientadores: Rosane Catarina de Castro (Metodologia) Franz Lima Petrucelli (Conteúdo) BELO HORIZONTE 2012

3 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO METODOLOGIA Metodologia DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES Diagnóstico da situação atual da Comercial Pandoro Entrevista com o Gestor Observação do processo de atendimento ao cliente Análise do atual sistema de atendimento ao cliente Pesquisa de software que melhor se adequa às necessidades da Comercial Pandoro Pesquisa na internet Definição do software junto com o Gestor Implantação do software escolhido Implantação do CRM Instrução dos colaboradores para a utilização da nova ferramenta de T.I Padronização do atendimento ao cliente Instrução dos funcionários Análise das funcionalidades do software análise dos resultados CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS... 37

4 À minha família pelo carinho, paciência e apoio despendidos durante esses quatro anos. Ao meu namorado pelo amor e compreensão oferecidos com tanta dedicação.

5 AGRADECIMENTOS A Deus, por abençoar meu caminho e me dar forças para chegar ao final. Ao orientador Franz Lima Petrucelli, que se mostrou prestativo, amigo e, ao mesmo tempo, rigoroso, permitindo-me elaborar um excelente trabalho. Ao gestor Múcio, por consentir que, juntos, pudéssemos desenvolver uma gestão eficaz do relacionamento da empresa com os seus clientes. Aos professores, por fornecerem informações fundamentais para a construção do meu conhecimento e por compartilhar suas experiências durante as aulas. Tê-los conhecido foi um privilégio e uma honra para mim. Aos meus pais e ao meu namorado, pelo amor, paciência, dedicação e companheirismo que foram a minha base de sustentação nos momentos difíceis. Vocês são as pessoas mais importantes da minha vida e eu me orgulho muito disso.

6 Ser competente é acertar um alvo que ninguém acertou, ser administrador é acertar um alvo que ninguém viu. Erlandson F. A. Andrade

7 7 1 INTRODUÇÃO Entende-se que a tecnologia da informação contribui para o crescimento das organizações por fornecer informações precisas e em tempo real, o que possibilita a tomada de decisão com maior rapidez, além de facilitar a identificação de novas oportunidades por difundir informações específicas a cada área de interesse. Na visão de O Brien (2010, p.6) sistema de informação é um conjunto organizado de pessoas, hardware, software, redes de comunicações e recursos de dados que coleta, transforma e dissemina informações em uma organização. Tais características mencionadas acima elevam o grau de conhecimento da empresa e, consequentemente, contribuem para o aumento do potencial de crescimento da mesma. O presente relatório refere-se à implantação de uma tecnologia da informação cujo objetivo foi fidelizar os clientes da Comercial Pandoro através da implantação de um software de CRM preparado para gerenciar as relações com os clientes. Tal projeto é relevante, pois a padaria é um sistema aberto que, como afirma Batista (2006, p. 18), sofre interação dos seus subsistemas (departamentos) e do ambiente externo (mercado em que atua)., ou seja, influência e é influenciada por seus stakeholders. A Comercial Pandoro é uma empresa localizada em Belo Horizonte e que está no mercado a mais de 30 anos. Apresenta um crescimento constante e conta com uma equipe de 19 funcionários. A padaria possui um mix de produtos diversificado, que vai do pão francês ao churrasco na chapa, além de itens de mercearia, como por exemplo, refrigerantes, sucos, biscoitos, iogurtes, pó de café, achocolatados, entre outros. Vale ressaltar que seu sistema de atendimento ao cliente é limitado, ou seja, possui apenas um banco de dados com os códigos dos produtos e seus referidos preços, no intuito de facilitar e tornar mais rápido o atendimento aos clientes. O grande problema enfrentado pela Comercial Pandoro é a competitividade elevada e falta de políticas de retenção junto aos seus clientes, uma vez que estes encontram uma variedade imensa de produtos, com qualidade e preços muito similares em todos os concorrentes. Sendo assim, a pergunta norteadora deste projeto foi: Como a implantação de um software para gerenciar as relações com os

8 8 clientes pode contribuir para a retenção dos mesmos e consequente aumento das vendas? O projeto justificou-se, portanto, por apresentar uma solução que personalizou o atendimento ao cliente, bem como proporcionou à empresa uma forma inovadora de atrair e reter clientes: o acúmulo de pontos conseguidos a cada compra e que são trocados, posteriormente, por produtos previamente determinados. Para a sociedade a o projeto justificou-se por permitir que as pessoas influenciem nas decisões da padaria através de sugestões, críticas e avaliações dos produtos e serviços Vale ressaltar ainda, que o projeto proporcionou à estagiária grande conhecimento acerca da área de tecnologia da informação: sua importância e aplicabilidade. Além de ter permitido que a mesma conciliasse a teoria com a prática durante todo o desenvolvimento do mesmo, o que lhe proporcionou uma vasta experiência não só na área de TI, como também na área de Gestão de Pessoas e Relacionamento com o Cliente. Foi definido, portanto, que o objetivo do projeto seria implantar um sistema para auxiliar os gestores no gerenciamento das relações da empresa com os clientes, através da realização das seguintes atividades: diagnostico da situação atual da Comercial Pandoro, pesquisa do software que melhor se adequa às necessidades da empresa, implantação do software escolhido, instrução dos colaboradores na utilização da nova ferramenta de T.I. e avaliação dos resultados obtidos.

9 9 2 METODOLOGIA A seguir foi descrita a metodologia utilizada para desenvolvimento do projeto. 2.1 Metodologia O método é um caminho, uma forma e/ou uma lógica de pensamento que determina o tipo de pesquisa a ser realizada e esta pode ser definida a partir de dois critérios: quanto aos fins e quanto aos meios. Quanto aos fins, uma pesquisa pode ser classificada como exploratória, descritiva, explicativa, metodológica, aplicada e/ou intervencionista. Já quanto aos meios, esta pode ser definida como: pesquisa de campo, bibliográfica, experimental, estudo de caso, entre outros. (VERGARA, 2004) A pesquisa realizada classificou-se, quanto aos fins, como intervencionista, uma vez que modificou os processos de atendimento ao cliente através da implantação de um CRM, no intuito de auxiliar o gestor a fidelizar os clientes da empresa. Isto porque, segundo Vergara (2008, p. 47), uma pesquisa intervencionista tem como objetivo interpor-se, interferir na realidade estudada, para modificá-la. Vergara (2008) ainda afirma que, a pesquisa intervencionista não se contenta em apenas explicar os problemas, mas também em resolvê-los efetiva e participativamente. A pesquisa descritiva expõe características de determinada população ou determinado fenômeno. (VERGARA, 2008, p. 47). Além de não ter o compromisso de explicar os fenômenos que descreve, embora sirva de base para tal explicação. (VERGARA, 2008, p. 47). Sendo assim, a pesquisa desempenhada foi definida também como descritiva, uma vez que expôs os dados da empresa e seu histórico, bem como o problema a ser resolvido. No que tange aos meios de investigação utilizados, foi contemplada a pesquisa de campo, que, na visão de Vergara (2008, p. 47) é investigação empírica realizada no local onde ocorre ou ocorreu um fenômeno ou que dispõe de elementos para explicá-lo. Isto porque, foram realizadas entrevistas com o gestor e observação do processo de atendimento ao cliente.

10 10 Nota-se ainda, que no referencial teórico foi desenvolvida uma pesquisa bibliográfica, a qual, conforme Vergara (2008, p.48) é o estudo sistematizado desenvolvido com base em material publicado em livros, revistas, jornais, redes eletrônicas, isto é, material acessível ao público em geral. Compreende-se que a pesquisa conceituou a área envolvida e o objeto de estudo do trabalho, bem como estabeleceu a relação entre os dois. Vale ressaltar que a coleta de dados, realizada através da pesquisa de campo, ocorreu por meio da observação simples, na qual o pesquisador mantém certo distanciamento do grupo ou da situação que tenciona estudar (VERGARA, 2008, p.54). A partir do conceito apresentado, foi possível classificá-la com tal, uma vez que o observador não esteve engajado na situação, ou seja, ele a observou sem participar em momento algum. Foi preciso também, a aplicação de um questionário aberto, cujas respostas livres são dadas pelos respondentes (VERGARA, 2008, p.55). Entende-se que este questionário pôde assim ser definido, uma vez que se foram realizadas perguntas referentes à história da empresa, momentos marcantes e situação atual, sobre as quais o entrevistado discorreu livremente. Outro meio de coleta de dados utilizado foi a entrevista com o gestor, a qual ocorreu de duas formas: entrevista informal e entrevista por pauta. A entrevista informal é quase uma conversa jogada fora, mas tem um objetivo específico (VERGARA, 2008, p.55), ou seja, foram realizadas entrevistas abertas, nas quais o gestor relatou as dificuldades da empresa e as necessidades de mudança, que auxiliaram na definição do projeto realizado dentro da mesma. Além disso, houve um momento em que foi necessário aplicar uma entrevista por pauta, na qual, segundo Vergara (2008, p.55), o entrevistador agenda vários pontos para serem explorados com o entrevistado.. Vale ressaltar que nesta entrevista o gestor informou vários dados da empresa, como endereço, telefone, registros, logomarca, entre outros, bem como seus objetivos e metas para o futuro.

11 11 3 DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES O desenvolvimento das atividades propostas é fundamental para a realização deste projeto, que tem o intuito de melhorar o relacionamento da Comercial Pandoro com seus clientes e consequentemente fidelizá-los. Além de oferecer à estagiária a oportunidade de adquirir maior conhecimento a cerca área de tecnologia da informação e suas aplicações, ou seja, verificar, na prática, como funciona a teoria aprendida em sala de aula. 3.1 Diagnóstico da situação atual da Comercial Pandoro A execução desta atividade permitiu conhecer melhor o processo de atendimento ao cliente, bem como identificar a visão do Gestor referente ao posicionamento da empresa perante os seus clientes. Estas informações são de suma importância para o desenvolvimento do projeto, além de oferecer maior credibilidade aos resultados alcançados Entrevista com o Gestor A Comercial Pandoro está inserida em um ambiente altamente competitivo, o qual torna ainda mais difícil a fidelização de seus clientes. Sabe-se também, que as estratégias adotadas pela padaria no intuito de alcançar um diferencial são muito similares às de seus concorrentes, o que torna a decisão de compra dos clientes muito variável tendo em vista as diversas opções que o mercado oferece. No intuito de identificar a situação atual da empresa, bem como conhecer melhor o posicionamento da Comercial Pandoro perante seus clientes, foi realizada uma entrevista com o Gestor no dia 16 de agosto de 2012 às 10h00min. Vale ressaltar que a entrevista foi agendada com uma semana de antecedência e que a mesma teve uma duração de 45 minutos. Esta entrevista foi realizada a partir de um questionário aberto composto por 11 questões, que podem ser verificadas, juntamente com as respostas do Gestor, no APÊNDICE 01.

12 12 A partir da entrevista realizada foi possível verificar que a Comercial Pandoro precisava ouvir seus consumidores, além visualizar e atender às suas necessidades antes que seus concorrentes o fizessem. Afinal, a padaria tinha grande necessidade de se diferenciar dos mesmos e o melhor meio de se alcançar este objetivo será através da implantação de um software de CRM, que fornece à empresa informações importantes sobre seus clientes e, consequentemente, oferece um diferencial competitivo que a mantém sempre a frente de seus concorrentes Observação do processo de atendimento ao cliente O Fluxograma (FIG. 01) foi desenvolvido durante a visita realizada dia 08 de agosto de 2012 às 18h30min, com duração de 30 minutos. O método utilizado foi a observação simples, através do qual o observador pode tomar nota de todo o processo referente ao atendimento ao cliente sem influenciar no mesmo. É importante informar que a visita não foi previamente agendada com o Gestor uma vez que o processo observado não dependia da participação do mesmo. O desenvolvimento do fluxograma permitiu avaliar que o atendimento ao cliente é bastante informal e que a cortesia baseia-se no cumprimento, ou seja: bom dia, boa tarde, boa noite e obrigada. Após a elaboração e análise do fluxograma foi possível perceber que a maior oportunidade da Comercial Pandoro estava no melhor Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente, por se tratar, principalmente, de uma estratégia difícil de ser copiada pelos concorrentes. Foi então que a estagiária percebeu que a Comercial Pandoro precisava tornar o atendimento ao cliente mais personalizado, para que as necessidades deste fossem identificadas e atendidas. Além de oferecer novos meios para divulgação e promoção da padaria, táticas estas, muito eficazes no que se refere a fidelização de clientes.

13 13 FIGURA 01 Fluxograma do atendimento ao cliente Fonte: Elaborado pela aluna, 2012.

14 Análise do atual sistema de atendimento ao cliente A visita para análise do atual sistema de atendimento da Comercial Pandoro ocorreu no dia 15 de setembro de 2012 às 13h30min e teve duração de 2h15min. A visita foi agendada com uma semana de antecedência, atendendo à data e horário definidos pela Gestora de Vendas da padaria. A aplicabilidade e a funcionalidade do sistema utilizado pela Comercial Pandoro foram verificadas por meio da observação direta, a partir da qual foi possível participar da situação, ou seja, a estagiária teve acesso ao sistema e pode utilizá-lo durante o processo. No entanto, antes de iniciar a observação, houve uma conversa informal com a Gestora de Vendas a partir da qual a estagiária notou que, apesar das diversas funções administrativas oferecidas pelo sistema, os Gestores da padaria atem-se apenas ao básico e estritamente necessário. Ao iniciar o processo de observação a estagiária percebeu que, embora o sistema disponibilize várias funções administrativas, que vão desde a construção da Curva ABC até relatórios para apuração dos custos e verificação da receita, o software atual da Comercial Pandoro não oferece opções para atendimento e relacionamento com o cliente. No que se refere ao processo de vendas, através do qual o atendente lida diretamente com o cliente, as funções disponibilizadas pelo sistema são extremamente simples, como pode ser notado a seguir: a) Observe na FIG.02 que a tela principal identifica os produtos através do código inserido via leitor de código de barras e disponibiliza um campo para informar a quantidade que o cliente está adquirindo. A seguir, esta mesma tela informa o valor da compra, conforme mostra a FIG.03

15 15 FIGURA 02 Tela Principal Fonte: Foto tirada pela aluna, FIGURA 03 Verificação do Valor Fonte: Foto tirada pela aluna, 2012.

16 16 b) Na tela seguinte, FIG.04, o atendente tem a opção de definir a forma de pagamento, bem como de registrar o valor a ser pago pelo cliente. Caso o pagamento seja em dinheiro, o sistema automaticamente calcula e informa ao caixa qual o valor que deve ser devolvido de troco para o mesmo. FIGURA 04 Forma de Pagamento Fonte: Foto tirada pela aluna, c) Neste instante a transação é encerrada e o sistema retorna à tela principal. No decorrer da observação, foi possível notar que o atendimento ao cliente é bastante limitado, do ponto de vista do software, pois sua função se restringe a identificar o que entrou/saiu, quando entrou/saiu, bem como seus valores e custos. Esta análise reforçou ainda mais a necessidade de implantação de um software de CRM que permita gerenciar de forma efetiva o relacionamento da padaria com seus consumidores, bem com aumentar as chances de prospecção de novos clientes, como também, saber exatamente as preferências de compra de cada cliente. 3.2 Pesquisa de software que melhor se adequa às necessidades da Comercial Pandoro Esta pesquisa foi importante para o sucesso do projeto, pois além de identificar as ferramentas que cada software disponibiliza, permitiu verificar quais se adequavam

17 17 mais às necessidades da empresa como também á sua disponibilidade financeira. Vale ressaltar que antes de definir o software a ser implantado, foram realizados testes no intuito de garantir que o resultado alcançado fosse além das expectativas Pesquisa na internet A pesquisa por um software de CRM iniciou-se com a empresa PlusECF, responsável pelo sistema atual da Comercial Pandoro, no entanto, a mesma nos informou que não possui o software solicitado e que, por esta razão, não poderia atender à nossa demanda. Esta situação gerou a necessidade de buscar um novo parceiro e o meio utilizado para esta pesquisa foi principalmente a internet. A pesquisa teve o objetivo de identificar programas que fossem compatíveis com o sistema da PlusECF, bem como com a estrutura de hardware da empresa. Vale ressaltar ainda, que a qualidade destes softwares foi garantida por referências encontradas na própria internet. A pesquisa se estendeu por cerca de 10 dias, contados a partir do dia 24 de agosto 2012, e o site de pesquisa utilizado foi exclusivamente o Google. A pesquisa envolveu também contato telefônico e troca de s com os representantes de possíveis parceiros. Os softwares apresentados ao gestor foram escolhidos a partir das referências encontradas e das funções que cada um desempenha Definição do software junto com o Gestor A partir da pesquisa foi possível identificar potenciais fornecedores do CRM, além das principais funções executadas por cada software, conforme descrito na TAB.01:

18 18 TABELA 01 Confrontando as funções de cada software FUNÇÕES Art CRM Hime CRM SISTEMAS Gestão de Clientes Cigam CRM Cadastro de Clientes x x x x Registro das vendas x x x x Mail marketing x x x x Agenda corporativa x x x Gerenciamento de clientes x x x Acompanhamento de Clientes x x x Pesquisas de Mercado Telemarketing Vendas por cliente x x x Elaboração de orçamentos x x Estatísticas de Atendimento x x Integração com o site 30 campos livres x Valor de implantação Gratuito R$ 4.575,00 Gratuito R$ 3.748,45 Fonte: Elaborada pela aluna, x x x A tabela acima foi apresentada aos Gestores da Comercial Pandoro no dia 15 de setembro de 2012 às 13h30min, para a primeira análise que culminou na eliminação dos softwares das empresas Hime e Cigam. O principal motivo que ocasionou na dispensa destes softwares foi que, do ponto de vista do gestor, a padaria pagaria um valor muito alto pela licença, implantação e manutenção de softwares que disponibilizavam mais funções do que a padaria realmente necessita. Ou seja, a empresa pagaria por algo que não utilizaria pois considerava desnecessário, por exemplo: o serviço de telemarketing e a integração com o site. É importante salientar que a visita teve duração de 2h15min e que foi agendada com uma semana de antecedência, atendendo à solicitação da Gestora de Vendas que também influenciou no processo decisório. A segunda etapa para definição do software aconteceu dia 24 de setembro de 2012 às 19h00min e teve duração de 1h10min aproximadamente. Esta visita também foi previamente agendada com os dois Gestores uma vez que seria necessária a participação de ambos para a tomada de decisão.

19 19 Nesta etapa os sistemas das empresas Art CRM e Gestão de Clientes foram instalados no notebook da estagiária. O intuito desta instalação foi verificar o desempenho de cada um destes programas por meio da simulação de algumas situações reais e, consequentemente, escolher o que mais se adequa às necessidades da Comercial Pandoro. Após a instalação e análise do ambiente oferecido por cada um dos softwares, optou-se pelo Gestão de Clientes, uma vez que este demonstrou ser mais completo, pois disponibiliza as funções de gerenciamento e acompanhamento de clientes, bem como estatísticas de atendimento e relatório de vendas por cliente, atividades não executadas pelo Art CRM. Além disso, o sistema Gestão de Clientes provou fornecer as informações com maior rapidez e confiabilidade, uma vez que o programa Art CRM travou em determinados momentos da simulação, o que atrasou a disseminação de informações para os clientes através do mail marketing, bem com prejudicou todo o processo de atendimento ao cliente, o que seria inaceitável se ocorresse em um ambiente real. 3.3 Implantação do software escolhido A implantação do software significa a concretização do projeto, ou seja, é a etapa que garante que o objetivo foi alcançado. Vale ressaltar que para chegar nesta atividade foi preciso que suas predecessoras fossem finalizadas com êxito, no intuito de garantir a efetividade do programa para a Comercial Pandoro Implantação do CRM A implantação do software de Gestão de Clientes ocorreu no dia 06 de outubro de 2012 às 10h00min e teve duração de 50 minutos. Esta visita foi agendada com a Gestora de Vendas com 5 dias de antecedência, o processo foi bastante simples e contou com a participação de uma funcionária da padaria, que acompanhou a instalação do programa na primeira máquina e repetiu o processo nas outras 02 com acompanhamento da estagiária.

20 20 Ensinar a funcionária a implantar o software e permitir que a mesma realizasse o procedimento foi considerado importante pela estagiária, pois assim a empresa teria um funcionário capacitado para realizar esta instalação caso ocorresse problemas com o sistema. Segue abaixo o passo a passo para implantação do software: a) Ao iniciar a instalação aparece uma tela de boas vindas, a qual informa que o sistema de Gestão do Relacionamento com Clientes CRM será instalado em seu computador, conforme FIG. 05. É recomendado o fechamento de todos os outros aplicativos antes de continuar a instalação. Para prosseguir deve-se clicar em Next. FIGURA 05 Tela Inicial Fonte: Foto tirada pela aluna, b) Nesta tela é apresentado o contrato de instalação do software. Após ler o contrato, se os termos do mesmo forem aceitos, deve-se marcar a opção I accept the agreement e clicar em Next, conforme FIG. 06.

21 21 FIGURA 06 Leitura e Aceitação do Contrato Fonte: Foto tirada pela aluna, c) Na tela a seguir é solicitado a seleção do local de instalação, além de informar que pelo padrão de instalação é criado um atalho no menu de iniciação, vide FIG. 07. Para prosseguir deve-se clicar em Next. FIGURA 07 Seleção do local de instalação Fonte: Foto tirada pela aluna, 2012.

22 22 d) Na próxima tela tem-se a opção de criar um ícone na área de trabalho, devese marcar esta opção e clicar em Next, de acordo com a FIG. 08. FIGURA 08 Criação um de ícone na Área de Trabalho Fonte: Foto tirada pela aluna, e) Na tela seguinte é oferecida a opção de continuar com a instalação ou cancelar a mesma. Para prosseguir com a instalação deve-se clicar em Install, conforme a FIG.09. FIGURA 09 Instalar o software Fonte: Foto tirada pela aluna, 2012.

23 23 f) Será exibida a tela de progresso da instalação, vide FIG. 10. FIGURA 10 Progresso da Instalação Fonte: Foto tirada pela aluna, g) Será aberta uma tela para informar que a instalação foi concluída, deve-se então clicar em Finish, conforme FIG.11. FIGURA 11 Instalação Concluída Fonte: Foto tirada pela aluna, 2012.

24 Instrução dos colaboradores para a utilização da nova ferramenta de T.I Padronização do atendimento ao cliente A padronização do atendimento ao cliente é importante pois, apesar de cada cliente ter suas particularidades, o funcionário precisa estar ciente de que certos padrões de qualidade precisam ser mantidos, independente do volume ou frequência de compras do cliente. O novo modelo de atendimento ao cliente pode ser observado na FIG.12, o qual foi desenvolvido no dia 06 de outubro de 2012 às 11h00min e teve duração de 30 minutos. O novo modelo de atendimento ao cliente foi desenvolvido pela estagiária e contou com a participação da Gestora de Vendas, que no decorrer da elaboração contribuiu com algumas informações. Vale ressaltar que a sua contribuição foi voltada, em especial, para a atitude de seus funcionários, uma vez que, segundo a Gestora, os mesmos têm o hábito de tratar seus clientes com muita indiferença, o que não poderia ocorrer a partir daquele momento. A forma como os funcionários devem tratar os clientes não está expressa na FIG.01, portanto, segue a descrição da mesma: a) Além do cumprimento cortês de bom dia, boa tarde ou boa noite, a partir daquele momento os funcionários deverão sempre completar o atendimento dizendo -Como vai o Sr.(a)?. b) Os funcionários devem se demonstrar contentes sempre que o cliente se dirigir a eles. O objetivo é fazer com que o cliente se sinta acolhido e bem tratado, além de enfatizar a simpatia da equipe, o que refletirá na opinião deste cliente sobre a padaria como um todo. Ao definir estas informações a estagiária conseguiu transformar o que antes se baseava em apenas atender, em relacionamento com o cliente. Além disso, este novo modelo reafirma a missão da Comercial Pandoro que é Satisfazer e superar as expectativas de seus clientes de maneira honesta e eficiente, garantindo a estes, excelência na qualidade dos produtos e serviços oferecidos pela empresa.

25 25 FIGURA 12 Fluxograma do atual processo de atendimento ao cliente Fonte: Elaborado pela aluna, 2012.

26 Instrução dos funcionários A visita ocorreu no dia 07 de outubro de 2012 às 19h00min e teve duração de aproximadamente 1h20min. Este período foi utilizado para instrução dos funcionários, sendo que estes foram divididos em duas turmas de 04 pessoas, vide FIG.13. Vale ressaltar que cada instrução teve duração de aproximadamente 35 minutos e que os funcionários do turno da manhã retornaram à padaria neste horário apenas para participar da instrução. FIGURA 13 Treinamento da primeira turma. Fonte: Elaborada pela estagiária, A instrução dos funcionários fez-se necessária para que estes se tornem aptos a utilizarem o software e para que conheçam o novo modelo de atendimento ao cliente. Além disso, o treinamento permitiu que mostrássemos aos funcionários a importância destas mudanças para a Comercial Pandoro. Durante o treinamento surgiram algumas dúvidas sobre o cadastro de clientes, como por exemplo: Nem todos gostam do fornecer informações sobre CPF ou outros documentos, podemos fazer o cadastro sem estas informações?. Além destas, apareceram também questões referentes ao modelo criado para relacionamento com o cliente, como por exemplo: Se um mesmo cliente aparece na padaria mais de uma vez por dia eu devo atendê-lo com um comprimento e perguntando como ele está?. Vale ressaltar que todas as dúvidas foram respondidas da forma mais clara

27 27 possível e que, ao final do treinamento, todos os funcionários se demonstraram bastante animados com a mudança. Com relação à utilização do sistema, percebeu-se que os funcionários apresentaram facilidade em lidar com o mesmo e não tiveram dúvidas referentes à sua utilização. A estagiária acredita que isso ocorreu pois os funcionários são jovens e lidam diariamente com as diversas tecnologias da informação disponíveis no mercado. 3.5 Análise das funcionalidades do software No dia 10 de novembro de 2012 às 14h20min foi realizada uma visita no intuito de identificar e analisar algumas funcionalidades do software de Gestão de Clientes. A visita foi previamente agendada com a Gestora de Vendas e teve duração de aproximadamente 1h15min. A estagiária iniciou sua análise com a identificação de algumas funções relevantes do software. Vale ressaltar que a Gestora de Vendas não permitiu a apresentação dos nomes de seus clientes e/ou informações sobre os mesmos, portanto, a estagiária realizou um cadastro fictício em seu nome, o qual foi utilizado para exposição neste trabalho, conforme pode ser observado a seguir: a) A FIG.14 é referente à tela utilizada para cadastro dos clientes. Nota-se que além das informações de identificação, o software também disponibiliza opções para cadastro de contatos, cobrança e sócios, além do campo outras informações, no qual os clientes podem ser classificados por grupos.

28 28 FIGURA 14 Cadastro de clientes. Fonte: Foto tirada pela aluna, b) A seguir, na FIG.15, pode-se observar a tela de atendimento ao cliente, na qual são destacadas algumas ocorrências decorrentes do atendimento ao cliente, bem como o diagnóstico/solução para as mesmas. FIGURA 15 Atendimento ao cliente. Fonte: Foto tirada pela aluna, 2012.

29 29 Mediante o cadastro de seus consumidores a Comercial Pandoro passou a contabilizar as vendas por clientes, o que permitiu à mesma identificar quais os grupos de maior volume dentro de sua carteira e qual a participação de cada grupo em seu faturamento. Estas informações são importantes para auxiliar no gerenciamento de seus clientes e no planejamento estratégico de suas vendas, especialmente se estas forem confrontadas com uma pesquisa de mercado bem elaborada. Segue abaixo o GRAF.01, responsável do demonstrar a composição da carteira de clientes da Comercial Pandoro, ou seja, quantos clientes cada grupo possui do total de consumidores cadastrados. GRÁFICO 01 Composição da Carteira. Fonte: Dados obtidos através de relatório emitido do software Gestão de Clientes, No GRAF.02, pode-se observar qual a participação que cada grupo cadastrado possui no faturamento da empresa. Percebe-se, a partir da análise deste gráfico, que uma pequena parcela do faturamento não foi direcionada para nenhum grupo, isto porque nem todos os clientes da empresa foram cadastrados até o momento.

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS John F. Eichstaedt, Toni Édio Degenhardt Professora: Eliana V. Jaeger RESUMO: Este artigo mostra o que é um SIG (Sistema de Informação gerencial) em uma aplicação prática

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 ÍNDICE Introdução...3 A Necessidade do Gerenciamento e Controle das Informações...3 Benefícios de um Sistema de Gestão da Albi Informática...4 A Ferramenta...5

Leia mais

Laudinei Rossi Barbatto JUNIOR 1 Gilson Rodrigo Silvério POLIDORIO 2

Laudinei Rossi Barbatto JUNIOR 1 Gilson Rodrigo Silvério POLIDORIO 2 COMO QUEBRAR PARADIGMAS SEM CAUSAR UM IMPACTO NEGATIVO NO PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DO MARKETING DE RELACIONAMENTO, CRM E DBM EMPRESARIAL: UM ESTUDO DE CASO Laudinei Rossi Barbatto JUNIOR 1 Gilson Rodrigo

Leia mais

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04 Práticas de Gestão Editorial Geovanne. 02 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) Como faço isso? Acesse online: 03 e 04 www. No inicio da década de 90 os

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

FAQ REGISTRO DE INTERAÇÕES

FAQ REGISTRO DE INTERAÇÕES Sumário 1. O que são interações?... 3 2. Posso registrar uma interação com um parceiro?... 3 3. Posso registrar interações para empresas?... 3 4. Quando converso informalmente com um cliente, parceiro

Leia mais

Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado.

Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado. TECNICAS E TECNOLOGIAS DE APOIO CRM Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado. Empresas já não podem confiar em mercados já conquistados. Fusões e aquisições

Leia mais

ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA

ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA MANUAL DE VISITA DE ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA Material exclusivo para uso interno. O QUE LEVA UMA EMPRESA OU GERENTE A INVESTIR EM UM ERP? Implantar um ERP exige tempo, dinheiro e envolve diversos

Leia mais

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras Por Marcelo Bandeira Leite Santos 13/07/2009 Resumo: Este artigo tem como tema o Customer Relationship Management (CRM) e sua importância como

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Autor: Jeferson Correia dos Santos ARTIGO TÉCNICO INOVAÇÃO NA GESTÃO DE PÓS-VENDAS: SETOR AUTOMOTIVO RESUMO A palavra inovação tem sido atualmente umas das mais mencionadas

Leia mais

A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA

A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA Elaine Schweitzer Graduanda do Curso de Hotelaria Faculdades Integradas ASSESC RESUMO Em tempos de globalização, a troca de informações

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Recursos Humanos Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos 1.

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL Aldemar Dias de Almeida Filho Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Élica Cristina da

Leia mais

7.1 Introdução. Monitoramento e Avaliação 427

7.1 Introdução. Monitoramento e Avaliação 427 7.1 Introdução O processo de monitoramento e avaliação constitui um instrumento para assegurar a interação entre o planejamento e a execução, possibilitando a correção de desvios e a retroalimentação permanente

Leia mais

Processos Gerenciais

Processos Gerenciais UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Processos Gerenciais Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais. 1.

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Marketing Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Marketing. 1. Introdução Os Projetos

Leia mais

I. A empresa de pesquisa de executivos deve lhe fornecer uma avaliação precisa e cândida das suas capacidades para realizar sua pesquisa.

I. A empresa de pesquisa de executivos deve lhe fornecer uma avaliação precisa e cândida das suas capacidades para realizar sua pesquisa. DIREITO DOS CLIENTES O que esperar de sua empresa de Executive Search Uma pesquisa de executivos envolve um processo complexo que requer um investimento substancial do seu tempo e recursos. Quando você

Leia mais

ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS

ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS ÍNDICE em ordem alfabética: Artigo 1 - ENDOMARKETING: UMA FERRAMENTA ESTRATÉGICA PARA DESENVOLVER O COMPROMETIMENTO... pág. 2 Artigo 2 - MOTIVANDO-SE... pág. 4 Artigo 3 - RECURSOS

Leia mais

COLETA DE INFORMAÇÕES E PREVISÃO DE DEMANDA

COLETA DE INFORMAÇÕES E PREVISÃO DE DEMANDA COLETA DE INFORMAÇÕES E PREVISÃO DE DEMANDA 1) Quais são os componentes de um moderno sistema de informações de marketing? 2) Como as empresas podem coletar informações de marketing? 3) O que constitui

Leia mais

Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços

Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços Guia Fundamental para Gestão de Qualidade em Serviços Objetivo Capacitar os participantes a interpretarem os requisitos da Norma ISO 9001:2008, relacionados aos

Leia mais

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Miriam Regina Xavier de Barros, PMP mxbarros@uol.com.br Agenda Bibliografia e Avaliação 1. Visão Geral sobre o PMI e o PMBOK 2. Introdução

Leia mais

Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM

Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM Fábio Pires 1, Wyllian Fressatti 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil pires_fabin@hotmail.com wyllian@unipar.br RESUMO. O projeto destaca-se

Leia mais

GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO * César Raeder Este artigo é uma revisão de literatura que aborda questões relativas ao papel do administrador frente à tecnologia da informação (TI) e sua

Leia mais

PARA QUE SERVE O CRM?

PARA QUE SERVE O CRM? Neste mês, nós aqui da Wiki fomos convidados para dar uma entrevista para uma publicação de grande referência no setor de varejo, então resolvemos transcrever parte da entrevista e apresentar as 09 coisas

Leia mais

Sistemas de Apoio. Prof.: Luiz Mandelli Neto. Sistemas de Apoio. ERP (Enterprise Resource Planning) PLANEJAMENTO DE RECURSOS EMPRESARIAIS

Sistemas de Apoio. Prof.: Luiz Mandelli Neto. Sistemas de Apoio. ERP (Enterprise Resource Planning) PLANEJAMENTO DE RECURSOS EMPRESARIAIS Sistemas de Apoio Prof.: Luiz Mandelli Neto Sistemas de Apoio ERP (Enterprise Resource Planning) PLANEJAMENTO DE RECURSOS EMPRESARIAIS Mapa de TI da cadeia de suprimentos Estratégia Planejamento Operação

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

Título do Case: Departamento Comercial com foco nas expectativas do cliente Categoria: Projeto Interno

Título do Case: Departamento Comercial com foco nas expectativas do cliente Categoria: Projeto Interno Título do Case: Departamento Comercial com foco nas expectativas do cliente Categoria: Projeto Interno Resumo O presente case mostra como ocorreu o processo de implantação do Departamento Comercial em

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Cenário de TI nas organizações Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

Aprender a Distância na Previdência

Aprender a Distância na Previdência Relatório de Encerramento Aprender a Distância na Previdência (ADP-001-09) Brasília, 05 de março de 2009. 1 1. Identificação: Curso: Aprender a distância na Previdência Descrição do curso: Módulo introdutório

Leia mais

Gestão do Conhecimento A Chave para o Sucesso Empresarial. José Renato Sátiro Santiago Jr.

Gestão do Conhecimento A Chave para o Sucesso Empresarial. José Renato Sátiro Santiago Jr. A Chave para o Sucesso Empresarial José Renato Sátiro Santiago Jr. Capítulo 1 O Novo Cenário Corporativo O cenário organizacional, sem dúvida alguma, sofreu muitas alterações nos últimos anos. Estas mudanças

Leia mais

I - Você e a DBA. II - Construir relacionamentos

I - Você e a DBA. II - Construir relacionamentos O código de ética DBA representa a necessidade de reforço aos valores e à cultura da empresa através da ética. Assim, é fundado nos valores essenciais da corporação e pode ser definido pelas normas padrões

Leia mais

CRM. Customer Relationship Management

CRM. Customer Relationship Management CRM Customer Relationship Management CRM Uma estratégia de negócio para gerenciar e otimizar o relacionamento com o cliente a longo prazo Mercado CRM Uma ferramenta de CRM é um conjunto de processos e

Leia mais

1. DOTPROJECT. 1.2. Tela Inicial

1. DOTPROJECT. 1.2. Tela Inicial 1 1. DOTPROJECT O dotproject é um software livre de gerenciamento de projetos, que com um conjunto simples de funcionalidades e características, o tornam um software indicado para implementação da Gestão

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 2 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória

Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória Não há mais dúvidas de que para as funções da administração - planejamento, organização, liderança e controle

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

A PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS SOBRE OS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS PROFISSIONAIS DA AREA DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1

A PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS SOBRE OS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS PROFISSIONAIS DA AREA DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1 A PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS SOBRE OS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS PROFISSIONAIS DA AREA DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1 Tatiana Pereira da Silveira 1 RESUMO O objetivo deste trabalho é apresentar os resultados da

Leia mais

O uso da tecnologia CRM em uma empresa de pequeno porte no município de Bambuí-MG

O uso da tecnologia CRM em uma empresa de pequeno porte no município de Bambuí-MG O uso da tecnologia CRM em uma empresa de pequeno porte no município de Bambuí-MG Caroline Passatore¹, Dayvid de Oliveira¹, Gustavo Nunes Bolina¹, Gabriela Ribeiro¹, Júlio César Benfenatti Ferreira² 1

Leia mais

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais

MODELO PLANO DE NEGÓCIO

MODELO PLANO DE NEGÓCIO MODELO PLANO DE NEGÓCIO Resumo dos Tópicos 1 EMPREENDEDOR... 3 1.1. O EMPREENDIMENTO... 3 1.2. OS EMPREENDEDORES... 3 2 GESTÃO... 4 2.1. DESCRIÇÃO DO NEGÓCIO... 4 2.3. PLANO DE OPERAÇÕES... 4 2.4. NECESSIDADE

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 1 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes Mais que implantação, o desafio é mudar a cultura da empresa para documentar todas as interações com o cliente e transformar essas informações em

Leia mais

Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT

Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT CIÊNCIAS CONTÁBEIS e ADMINISTRAÇÃO Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT maio/2014 APRESENTAÇÃO Em um ambiente onde a mudança é a única certeza e o número de informações geradas é desmedido,

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS CST em Marketing 4ª Série Gestão do Relacionamento com os Consumidores A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensino-aprendizagem desenvolvido por

Leia mais

PESQUISA DE SATISFAÇÃO SOBRE O SERVIÇO DE SUPORTE TÉCNICO DE TI

PESQUISA DE SATISFAÇÃO SOBRE O SERVIÇO DE SUPORTE TÉCNICO DE TI PESQUISA DE SATISFAÇÃO SOBRE O SERVIÇO DE SUPORTE TÉCNICO DE TI APRESENTAÇÃO Este documento fornece um resumo do relatório da pesquisa de satisfação que foi realizada no Tribunal de Justiça de Pernambuco

Leia mais

Módulo 4 O que é CRM?

Módulo 4 O que é CRM? Módulo 4 O que é CRM? Todos nós já sabemos a importância de manter os clientes fiéis e a qualidade do atendimento que temos que oferecer para fidelizar cada vez mais os clientes. Atualmente, uma das principais

Leia mais

Obtendo resultados reais através do CRM

Obtendo resultados reais através do CRM Porque investir em CRM? Aresposta é simples: Seus clientes consideram o foco da empresa no consumidor como prérequisito, não como diferencial. Eles esperam poder negociar com você quando, onde e como quiserem.

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro

PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro Anexo 3 PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro 1. Capa 2. Sumário 3. Sumário executivo 4. Descrição da empresa 5. Planejamento Estratégico do negócio 6. Produtos e Serviços 7. Análise de Mercado 8. Plano de Marketing

Leia mais

Transformação do call center. Crie interações com o cliente mais lucrativas e agregue valor adicionando insights e eficiência em todas as chamadas.

Transformação do call center. Crie interações com o cliente mais lucrativas e agregue valor adicionando insights e eficiência em todas as chamadas. Transformação do call center Crie interações com o cliente mais lucrativas e agregue valor adicionando insights e eficiência em todas as chamadas. Lucre com a atenção exclusiva de seus clientes. Agora,

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO

GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO Indicadores e Diagnóstico para a Inovação Primeiro passo para implantar um sistema de gestão nas empresas é fazer um diagnóstico da organização; Diagnóstico mapa n-dimensional

Leia mais

Módulo 15 Resumo. Módulo I Cultura da Informação

Módulo 15 Resumo. Módulo I Cultura da Informação Módulo 15 Resumo Neste módulo vamos dar uma explanação geral sobre os pontos que foram trabalhados ao longo desta disciplina. Os pontos abordados nesta disciplina foram: Fundamentos teóricos de sistemas

Leia mais

UNG CIC Tópicos Especiais de TI. Aula 13

UNG CIC Tópicos Especiais de TI. Aula 13 Aula 13 1. Data Warehouse Armazém de Dados (Continuação) 1 Erros na implantação de um Data Warehouse Segundo o Data Warehousing Institute existem dez erros mais comuns na implantação de um Data Warehouse

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV MANUAL DA QUALIDADE Manual da Qualidade - MQ Página 1 de 15 ÍNDICE MANUAL DA QUALIDADE 1 INTRODUÇÃO...3 1.1 EMPRESA...3 1.2 HISTÓRICO...3 1.3 MISSÃO...4 1.4 VISÃO...4 1.5 FILOSOFIA...4 1.6 VALORES...5

Leia mais

Rodrigo Rennó Questões CESPE para o MPU 12

Rodrigo Rennó Questões CESPE para o MPU 12 Rodrigo Rennó Questões CESPE para o MPU 12 Questões sobre o tópico Desenvolvimento e treinamento de pessoal: levantamento de necessidades, programação, execução e avaliação. Olá Pessoal, hoje veremos outro

Leia mais

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal 29/11/2012 Índice ÍNDICE... 2 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. O QUE É E-COMMERCE?... 4 3. LOJA FOCCO... 4 4. COMPRA... 13 5. E-MAILS DE CONFIRMAÇÃO... 14 6.

Leia mais

PARTE IV Consolidação do Profissional como Consultor. Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

PARTE IV Consolidação do Profissional como Consultor. Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc. FATERN Faculdade de Excelência Educacional do RN Coordenação Tecnológica de Redes e Sistemas Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

Leia mais

Mariana Costa Consultora de Negócios

Mariana Costa Consultora de Negócios Mariana Costa Consultora de Negócios CRM E PÓS-VENDA EM MEIOS DE HOSPEDAGEM CRM é uma estratégia de negócio, voltada ao entendimento e à antecipação das necessidades dos clientes atuais e potenciais de

Leia mais

Sistemas de Produtividade

Sistemas de Produtividade Sistemas de Produtividade Os Sistemas de Produtividade que apresentaremos em seguida são soluções completas e podem funcionar interligadas ou não no. Elas recebem dados dos aplicativos de produtividade,

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

CONSULTORIA E PROJETOS ELÉTRICOS JÚNIOR

CONSULTORIA E PROJETOS ELÉTRICOS JÚNIOR Título do Case: Impulsionando a Captação de Projetos Através do Marketing Digital Categoria: Projeto Interno Temática: Mercado Resumo: Sabe-se que grande parte dos projetos realizados pelas empresas juniores

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Antônio Modelo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The Inner

Leia mais

Indicadores de Rendimento do Voluntariado Corporativo

Indicadores de Rendimento do Voluntariado Corporativo Indicadores de Rendimento do Voluntariado Corporativo Avaliação desenvolvida por Mónica Galiano e Kenn Allen, publicado originalmente no livro The Big Tent: Corporate Volunteering in the Global Age. Texto

Leia mais

INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Adriana Beal, Eng. MBA Maio de 2001

INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Adriana Beal, Eng. MBA Maio de 2001 INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, Eng. MBA Maio de 2001 Apresentação Existe um consenso entre especialistas das mais diversas áreas de que as organizações bem-sucedidas no século XXI serão

Leia mais

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria Agentes Financiadores Notícias e atualidades sobre Agentes Financiadores nacionais e internacionais página inicial A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores

Leia mais

25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1

25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 RECURSOS HUMANOS EM UMA ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR COM PERSPECTIVA DE DESENVOLVIVENTO DO CLIMA ORGANIZACONAL: O CASO DO HOSPITAL WILSON ROSADO EM MOSSORÓ RN

Leia mais

Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos. White Paper

Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos. White Paper Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos White Paper TenStep 2007 Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos Não há nenhuma duvida

Leia mais

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br Corporativo Transformar dados em informações claras e objetivas que possibilitem às empresas tomarem decisões em direção ao sucesso. Com essa filosofia a Star Soft Indústria de Software e Soluções vem

Leia mais

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios UNIMEP MBA em Gestão e Negócios Módulo: Sistemas de Informações Gerenciais Aula 3 TI com foco nos Negócios: Áreas envolvidas (Parte I) Flávio I. Callegari O perfil do profissional de negócios Planejamento

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA AS EMPRESAS

A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA AS EMPRESAS A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA AS EMPRESAS Gilmar da Silva, Tatiane Serrano dos Santos * Professora: Adriana Toledo * RESUMO: Este artigo avalia o Sistema de Informação Gerencial

Leia mais

1. Objetivo do Projeto

1. Objetivo do Projeto PROPOSTA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS VISNET - INTERNET E COMUNICAÇÃO Desenvolvimento de Site para CDL 1. Objetivo do Projeto O CDL Online é o mais novo sistema interativo especialmente projetado para criar

Leia mais

O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS

O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS Nadia Al-Bdywoui (nadia_alb@hotmail.com) Cássia Ribeiro Sola (cassiaribs@yahoo.com.br) Resumo: Com a constante

Leia mais

GESTÃO DO NÍVEL DE SERVIÇO E SEGMENTAÇÃO DE MERCADO PARA DIFERENCIAÇÃO DOS SERVIÇOS DE RH. PROFa. EVELISE CZEREPUSZKO

GESTÃO DO NÍVEL DE SERVIÇO E SEGMENTAÇÃO DE MERCADO PARA DIFERENCIAÇÃO DOS SERVIÇOS DE RH. PROFa. EVELISE CZEREPUSZKO GESTÃO DO NÍVEL DE SERVIÇO E SEGMENTAÇÃO DE MERCADO PARA DIFERENCIAÇÃO DOS SERVIÇOS DE RH PROFa. EVELISE CZEREPUSZKO O QUE É NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO? É a qualidade com que o fluxo de bens e serviços

Leia mais

Política de Recursos Humanos do Grupo Schindler

Política de Recursos Humanos do Grupo Schindler Política de Recursos Humanos do Grupo Schindler 2 Introdução A política corporativa de RH da Schindler define as estratégias relacionadas às ações para com seus colaboradores; baseia-se na Missão e nos

Leia mais

FIGURA 1: Capacidade de processos e maturidade Fonte: McCormack et al., 2003, 47p. Maturidade SCM Foco SCM. Inter-organizacional. Alta.

FIGURA 1: Capacidade de processos e maturidade Fonte: McCormack et al., 2003, 47p. Maturidade SCM Foco SCM. Inter-organizacional. Alta. Pesquisa IMAM/CEPEAD descreve os níveis de maturidade dos logísticos de empresas associadas Marcos Paulo Valadares de Oliveira e Dr. Marcelo Bronzo Ladeira O Grupo IMAM, em conjunto com o Centro de Pós-Graduação

Leia mais

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior Aula IV Unidade II E-mail: egpjunior@gmail.com

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior Aula IV Unidade II E-mail: egpjunior@gmail.com Governança de T.I Professor: Ernesto Junior Aula IV Unidade II E-mail: egpjunior@gmail.com Governança de TI Os modelos atuais para governança partem de processos empresariais serviços prestados, modelos

Leia mais

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico CUSTOMER SUCCESS STORY Abril 2014 Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico PERFIL DO CLIENTE Indústria: Mídia Companhia: Valor Econômico Funcionários:

Leia mais

FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FEA USP ARTIGO

FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FEA USP ARTIGO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FEA USP ARTIGO COMO AS MUDANÇAS NAS ORGANIZAÇÕES ESTÃO IMPACTANDO A ÁREA DE RECURSOS HUMANOS Paola Moreno Giglioti Administração

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS GESTÃO POR COMPETÊNCIAS STM ANALISTA/2010 ( C ) Conforme legislação específica aplicada à administração pública federal, gestão por competência e gestão da capacitação são equivalentes. Lei 5.707/2006

Leia mais

CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS

CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS Cesar Aparecido Silva 1 Patrícia Santos Fonseca 1 Samira Gama Silva 2 RESUMO O presente artigo trata da importância do capital

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação Tecnologia da Informação Gestão Organizacional da Logística CONCEITOS O nome Supply Chain, cujo termo têm sido utilizado em nosso país como Cadeia de Suprimentos, vem sendo erroneamente considerado como

Leia mais

M A N U A L TREINAMENTO. Mecânica de Veículos Piçarras Ltda. Manual Prático de Procedimento do Treinamento

M A N U A L TREINAMENTO. Mecânica de Veículos Piçarras Ltda. Manual Prático de Procedimento do Treinamento M A N U A L TREINAMENTO 1. Introdução A velocidade das mudanças tecnológicas, o aumento da diversidade nos locais de trabalho e a acentuada mobilidade dos trabalhadores atuais são aspectos do mundo contemporâneo

Leia mais

Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM

Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM Universidade Federal do Vale do São Francisco Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM Prof. Ricardo Argenton Ramos Aula 6 ERP Enterprise Resource Planning Sistemas Integrados de Gestão Empresarial

Leia mais

Tendências em Gestão de Pessoas

Tendências em Gestão de Pessoas Tendências em Gestão de Pessoas Iniciamos um novo ano, 2011. Dois meses já se passaram, e voltamos aos artigos sobre RH estratégico, Tendências de Recursos Humanos, Novos Rumos para a área de Recursos

Leia mais

Formulário de Avaliação de Desempenho

Formulário de Avaliação de Desempenho Formulário de Avaliação de Desempenho Objetivos da Avaliação de Desempenho: A avaliação de desempenho será um processo anual e sistemático que, enquanto processo de aferição individual do mérito do funcionário

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. CRM e AFV

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. CRM e AFV Bloco Comercial CRM e AFV Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre os Módulos CRM e AFV, que fazem parte do Bloco Comercial. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Com uma abordagem inovadora e lúdica, o professor Paulo Gerhardt tem conquistado plateias em todo o Brasil. Seu profundo

Leia mais

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão e Tecnologia da Informação - Turma 25 20/03/2015. Big Data Analytics:

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão e Tecnologia da Informação - Turma 25 20/03/2015. Big Data Analytics: Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão e Tecnologia da Informação - Turma 25 20/03/2015 Big Data Analytics: Como melhorar a experiência do seu cliente Anderson Adriano de Freitas RESUMO

Leia mais

A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO

A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO 1 A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO Porto Alegre RS Abril 2010 Bianca Smith Pilla Instituto Federal de Educação,

Leia mais

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Dezembro/2012 2 Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Sumário de Informações do Documento Título do Documento: Resumo:

Leia mais

2 - Sabemos que a educação à distância vem ocupando um importante espaço no mundo educacional. Como podemos identificar o Brasil nesse contexto?

2 - Sabemos que a educação à distância vem ocupando um importante espaço no mundo educacional. Como podemos identificar o Brasil nesse contexto? A EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA E O FUTURO Arnaldo Niskier 1 - Qual a relação existente entre as transformações do mundo educacional e profissional e a educação à distância? A educação à distância pressupõe uma

Leia mais

USO DA COMUNICAÇÃO ALINHADA A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E TOMADA DE DECISÃO

USO DA COMUNICAÇÃO ALINHADA A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E TOMADA DE DECISÃO USO DA COMUNICAÇÃO ALINHADA A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E TOMADA DE DECISÃO Alexandra Lemos Ferraz 1 Evandro Oliveira da Silva 2 Edimar Luiz Bevilaqua 3 Fernando Nobre gomes da silva 4 Matheus Trindade

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

FAQ Escrita de Cases

FAQ Escrita de Cases FAQ Escrita de Cases 1. Sobre o que escrever um case e com qual foco? Sua EJ poderá escrever cases de sucesso ou insucesso que tenha trazido muito aprendizado e superação, ou seja, cases distintos da realidade

Leia mais

A pesquisa de campo foi realizada com questões para os núcleos administrativo, pessoal e acadêmico e procura explorar duas situações distintas:

A pesquisa de campo foi realizada com questões para os núcleos administrativo, pessoal e acadêmico e procura explorar duas situações distintas: 4 Pesquisa de campo Neste capitulo será apresentado o resultado dos questionários da pesquisa de campo que serviu para o estudo de caso. A coleta de dados será dividida em: Núcleo administrativo Núcleo

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação Tecnologia da Informação Gestão Organizacional da Logística Sistemas de Informação Sistemas de informação ERP - CRM O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para

Leia mais