Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná"

Transcrição

1 Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática Especificação de Requisitos e Modelagem Orientada a Objeto Edmar André Bellorini Erasmus Hanke Ercoles Everton Pedrolo CASCAVEL 2006

2 SUMÁRIO TÍTULO Página 1.0 MOTIVAÇÃO A EMPRESA E O PROBLEMA REQUISITOS FUNCIONAIS TÉCNICA I* Modelo de Dependências Estratégicas 4.2 Modelo de Razões Estratégicas 5.0 REQUISITOS NÃO-FUNCIONAIS Requisito de Processo 5.2 Requisitos de Produto Usabilidade Segurança Desempenho Custo 6.0 TÉCNICA NFR FRAMEWORK E GRAFO SIG CASOS DE USO DIAGRAMA DE CLASSES CONCLUSÃO REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

3 LISTA DE FIGURAS NOME Página Figura 4.1 Modelo SD... 7 Figura 4.2 Modelo SR... 9 Figura 6.1 Grafo SIG Figura 7.1 Diagrama de Casos de Uso Figura 8.1 Diagrama de Classes

4 1.0 MOTIVAÇÃO A busca da eficiência no atendimento a clientes e a organização de uma empresa, além de estarem naturalmente relacionados, são essenciais para o funcionamento de qualquer tipo de negócio. Facilitar a consulta, o cadastro, a inserção e exclusão de clientes ou produtos, por meio de um sistema de informação e; proporcionar expansão de uma empresa perante o mercado, é a preocupação desse projeto. O objetivo é diminuir o tempo gasto para acessar e efetuar operações básicas, tais como consultas, proporcionando aos funcionários maior disponibilidade para o atendimento aos clientes, e para a solução de outras questões relativas à empresa. 2.0 A EMPRESA E O PROBLEMA O projeto é para uma pequena empresa no ramo de locação de vídeos em formato VHS/SVHS e DVD, chamada Star Video. A empresa já possui um sistema próprio, responsável pelo cadastro de clientes e gerenciamento do acervo da videoteca. O contato com a empresa foi com a proprietária, sendo ela a maior dependente do sistema existente. Através de entrevistas e testes no sistema da empresa, chegamos à seguinte relação de problemas: - Existe a necessidade da substituição do software atual por motivo de atualização. - O sistema contém diversas funcionalidades não utilizadas, em contrapartida, há falta de algumas operações necessárias. - A gerente não confia no controle financeiro do sistema. - Ausência da opção de emitir relatórios. - O sistema não dispõe interface amigável. - O sistema é altamente burocrático quanto à política multiusuário. - A gerente sente a necessidade de uma busca mais personalizada, pois a mesma se diz mais familiarizada com os sobrenomes dos clientes do que os nomes. Com base nas informações adquiridas nas entrevistas, elaborou-se este documento, que possui a descrição de forma mais detalhada dos requisitos do sistema. Dentre os vários diagramas apresentados a seguir, temos o de classes e o de caso de uso, que nos dão uma maior visão de como o sistema será implementado. 4

5 3.0 REQUISITOS FUNCIONAIS Descrevem os serviços que o sistema deve oferecer, como deve agir às certas entradas, e como se comportar em determinadas situações. Neste projeto foram estudados, juntamente com a gerente da locadora Star Video, os seguintes requisitos funcionais, numerados em ordem de prioridade: [RF 01] Cadastrar Cliente O sistema deverá adicionar, remover ou alterar o cadastro de clientes. Caso seja efetuada a tentativa de adicionar um cliente já existente, deve-se exibir uma mensagem informando que o mesmo já existe. [RF 02] Cadastrar Fornecedor O sistema deverá adicionar, remover ou alterar o cadastro de fornecedores. Caso seja efetuada a tentativa de adicionar um fornecedor já existente, deve-se exibir uma mensagem informando que o mesmo já existe. [RF 03] Cadastrar Funcionário O sistema deverá adicionar, remover ou alterar o cadastro de funcionários. Caso seja efetuada a tentativa de adicionar um funcionário já existente, deve ser exibida uma mensagem informando que o mesmo já existe. [RF 04] Cadastrar Filmes O sistema deverá adicionar, remover ou alterar o cadastro de filmes. Caso seja efetuada a tentativa de adicionar um filme já existente, deve ser exibida uma mensagem informando que o mesmo já existe. [RF 05] Controlar Financeiro O sistema deve controlar a parte financeira (contas a pagar e contas a receber) relativa às atividades diárias desenvolvidas pela empresa. Os dados para se efetuar o controle serão resultantes das atividades de locação/devolução de filmes por parte dos clientes, da compra de novos filmes pela gerência, do desconto dos pagamentos de contas e salários, e mais tudo o que envolver a parte burocrática (impostos e outros) para que a empresa continue na ativa. [RF 06] Obter Relatórios O sistema disponibilizará geração de relatórios ao fim do dia/mês/ano, para que possa ser efetuado um controle manual por parte da gerência da empresa. Os relatórios gerados serão da parte financeira, parte de locação/devolução de filmes, compra de filmes, e da relação de clientes cadastrados. 5

6 [RF 07] Registrar Locação Serão registradas no sistema as locações/devoluções efetuadas pelos clientes, e possíveis pendências. [RF 08] Consultar O sistema disponibilizará consultas ao banco de dados, no que diz respeito aos clientes, locações, filmes (se existe no acervo, se está disponível no momento), fornecedores e funcionários. [RF 09] Acessar Catálogo O sistema vai gerar um documento no formato HTML, para que os clientes possam acessar o catálogo de filmes da locadora através da Internet. Como o sistema não estará conectado a Internet, o upload do documento deverá ser feito manualmente, não através do sistema. 4.0 TÉCNICA I* Representa os requisitos funcionais detalhadamente. Utilizada na realização de uma modelagem organizacional, para compreender as regras de negócio do ambiente a ser analisado, a fim de obter um modelo para implantar o sistema de software, atendendo requisitos organizacionais. Identifica os relacionamentos entre os atores (entidades que desempenham função) em dois níveis de modelagem, vistos a seguir. 4.1 Modelo de Dependências Estratégicas (SD Strategic Dependency) Grafo onde cada nó representa um ator, e as arestas indicam relação de dependência entre dois atores (depender e dependee) em determinado objetivo, tarefa, recurso ou objetivo soft (semelhante ao requisito não-funcional, explicado adiante). O modelo aqui proposto, consiste na descrição de uma configuração particular de relacionamentos de dependências entre os atores organizacionais. 6

7 Figura 4.1 Modelo SD 7

8 4.2 Modelo de Razões Estratégicas (SR Strategic Rationale) Fornece um nível mais detalhado do modelo SD, permitindo analisar internamente os processos e relacionamentos dos atores, ou seja, a razão ou motivação que cada ator tem sobre suas metas e sobre seus relacionamentos com outros atores, é descrita. Os elementos (objetivos, tarefas, recursos e objetivos soft) são expandidos como funções dos atores, explicitando a forma que cada um funciona individualmente. Apresenta dois tipos de ligações: ligação meio-fim: onde fim é objetivo alcançado por uma ou mais tarefas (meios) ligação da decomposição da tarefa: seria um conjunto de tarefas necessárias para a realização de outra Que respectiva e analogamente seriam como os conectivos lógicos OU e E. Na expansão do Sistema, nota-se que os cadastros (de filme, fornecedor, cliente ou funcionário) consistem nas tarefas de primeiro verificar se todos os dados foram passados, depois verificar se são válidos, no sentido de que correspondam ao tipo esperado (por exemplo, para o Nome espera-se uma String, e assim por diante). A consulta consiste em identificar primeiramente qual tipo de consulta foi escolhida, depois, carrega esses dados solicitados, para então apresentá-los na saída escolhida (tela ou impressão). De maneira semelhante funciona a obtenção de relatórios, o relatório escolhido é processado, seus dados são obtidos e, depois, o relatório solicitado é emitido. Podemos notar também que as tarefas de registro de devolução e locação são constituídas pelas tarefas de, primeiro, localizar o cadastro do funcionário que está efetuando tal ação, e depois, registrar (adicionar ou remover) a locação no cadastro do cliente. Na expansão do Gerente, temos que a tarefa de efetuar pedidos ao fornecedor consiste nas tarefas de fazer o levantamento dos filmes que existem no estoque, e então, efetuar o pedido. 8

9 Figura 4.2 Modelo SR 9

10 5.0 REQUISITOS NÃO-FUNCIONAIS São requisitos que não podem ser alcançados diretamente pelo sistema, resultados de otimizações ou técnicas que auxiliam o projeto. Relaciona o desenvolvimento do sistema com a viabilidade operacional (estudo de viabilidade). Equivalentes ao objetivo soft da técnica i* (visto anteriormente), um requisito desejável, porém, não é indispensável para o sistema, objetivos que não possuem uma definição clara para garantir que foram satisfeitos ou não. 5.1 Requisito de Processo [RNF/ PROC 01] Junto à implementação será criado um documento contendo o diagrama de classes e informações sobre o código fonte. [RNF/ PROC 02] O sistema será implementado de modo a ser compatível com os sistemas operacionais Linux e Windows. 5.2 Requisitos de Produto Usabilidade [RNF/ USAB 03] O sistema será implementado de modo a oferecer uma interface amigável para os funcionários da empresa, em outras palavras, a interface do sistema será agradável e objetiva, isto é, suas funcionalidades e informações deverão estar bem visíveis e disponíveis. [RNF/ USAB 04] As opções mais usadas (básicas) pelos funcionários estarão de fácil alcance, facilitando e melhorando assim o atendimento e outras atividades internas. [RNF/ USAB 05] As mensagens de erro do sistema deverão ser precisas e informativas, apontando sua origem e como proceder após sua ocorrência. [RNF/ USAB 06] O sistema disponibilizará de ajuda, que trará de forma objetiva as respostas de como usar as opções que o sistema oferece. 10

11 5.2.2 Segurança [RNF/ SEG 07] Os usuários do sistema terão login, senha, e um nível de acessibilidade que decidirá quais funções do sistema o usuário terá acesso, os níveis irão de gerência (acesso a todas as funcionalidades do sistema) a funcionário (só poderá acessar e efetuar operações em algumas das funcionalidades do sistema). [RNF/ SEG 08] Desempenho O sistema realizará backup dos arquivos periodicamente. [RNF/ DES 09] Para obter uma maior eficiência e rapidez do sistema, é preciso adquirir equipamento de maior tecnologia Custo [RNF/ CUS 10] A utilização de ferramentas free proporcionará um menor custo ao projeto, devido à economia na aquisição dos programas usados no processo de criação do software. 11

12 6.0 TÉCNICA NFR FRAMEWORK E GRAFO SIG Uma forma muito utilizada na representação dos requisitos não-funcionais, é a proposta de Chung et al. (2000), cujo trabalho define uma técnica denominada NFR Framework. Esta representação trata um requisito não-funcional sob o termo softgoal. Em contraste com as abordagens voltadas à funcionalidade, a NFR Framework usa os requisitos não-funcionais para guiar todo o processo de projeto e oferece uma estrutura Gráficos de Interdependência de Softgoals (SIG) para representar e armazenar os passos e raciocínios do projeto. Um grafo SIG não representa apenas um meio de tratar requisitos não-funcionais, mas pode ser visto como um registro do histórico do desenvolvimento que pode ser usado para posterior revisão, justificativa e mudanças. Além do gráfico, a NFR Framework oferece também catálogos (de tipos, métodos e interdependências) que são usados para expressar, previamente, o conhecimento sobre os requisitos não-funcionais, e assim, servirem como apoio para a posterior definição de SIGs. Figura 6.1 Grafo SIG 12

13 7.0 CASOS DE USO Casos de uso são utilizados para descrever o uso de um sistema por atores. Um ator representa qualquer elemento externo que interage com o sistema. Um caso de uso descreve uma seqüência de passos/operações que um usuário realiza quando interage com um sistema visando realizar uma determinada tarefa/objetivo. Assim, o aspecto comportamental de um sistema a ser desenvolvido pode ser descrito. Segue abaixo a descrição dos casos de uso utilizados neste projeto: [Caso de uso 001]: Manter Cliente Descrição: O sistema deverá cadastrar, remover, alterar ou consultar clientes. Atores envolvidos: Gerente e Funcionário Pré-condição: Exceto pela operação de inclusão, o cliente já deve estar cadastrado no sistema. Cenário Principal de Sucesso: 1. O caso de uso é iniciado quando o usuário seleciona a opção desejada. 2. O Sistema apresenta opções de Cadastrar, Alterar, Excluir e Consultar Cliente. 3. Escolhe operação desejada. 4. O sistema pede os dados necessários para a operação. 5. Os dados são preenchidos. 6. De acordo com a operação escolhida, o sistema retorna os resultados obtidos. [Caso de uso 002]: Manter Filme Descrição: O sistema deverá cadastrar, remover, alterar ou consultar filmes. Atores envolvidos: Gerente e Funcionário Pré-condição: Exceto pela operação de inclusão, o filme já deve estar cadastrado no sistema. Cenário Principal de Sucesso: 1. O caso de uso é iniciado quando o usuário seleciona a opção desejada. 2. O Sistema apresenta opções de Cadastrar, Alterar, Excluir e Consultar Filmes. 3. Escolhe operação desejada. 4. O sistema pede os dados necessários para a operação. 5. Os dados são preenchidos. 6. De acordo com a operação escolhida, o sistema retorna os resultados obtidos. [Caso de uso 003]: Manter Funcionário Descrição: O sistema deverá cadastrar, remover, alterar ou consultar funcionários. Ator envolvido: Gerente Pré-condição: Exceto pela operação de inclusão, o funcionário já deve estar cadastrado no sistema. Cenário Principal de Sucesso: 1. O caso de uso é iniciado quando o usuário seleciona a opção desejada. 2. O Sistema apresenta opções de Cadastrar, Alterar, Excluir e Consultar Funcionários. 3. Escolhe operação desejada. 4. O sistema pede os dados necessários para a operação. 5. Os dados são preenchidos. 6. De acordo com a operação escolhida, o sistema retorna os resultados obtidos. 13

14 [Caso de uso 004]: Manter Relatório Descrição: O sistema deverá gerar relatórios. Ator envolvido: Gerente Cenário Principal de Sucesso: 1. O caso de uso é iniciado quando o usuário escolhe o tipo de relatório. 2. O Sistema apresenta as opções de Filmes, Clientes, Financeiro, e Locações. 3. Escolhe operação desejada. 4. O sistema mostra uma janela requerendo os dados necessários para a operação. 5. Os dados são preenchidos. 6. De acordo com a operação escolhida, o sistema consulta o banco de dados e retorna uma janela contendo os resultados obtidos e as opções gerar PDF e Imprimir. [Caso de uso 005]: Locar Filme Descrição: Permite a locação de vídeo. Atores envolvidos: Gerente e Funcionário Pré-condição: O cliente deve estar devidamente cadastrado e sem pendências de pagamento ou filmes. O filme deve estar disponível para locação. Cenário Principal de Sucesso: 1. O caso de uso é iniciado quando o usuário escolhe a opção de locação. 2. O sistema efetua uma busca pelo cliente e retorna seu nome completo e status. 3. O sistema verifica o status do cliente. 4. O usuário efetua uma ou mais locações ao cliente. 5. O sistema verifica a disponibilidade do(s) filme(s). 5. O funcionário pede ao cliente a forma de pagamento. 6. Atualiza o status do cliente. 7. Emite o cupom de locação. [Caso de uso 006]: Devolução Filme Descrição: Permite a devolução do filme. Atores envolvidos: Gerente e Funcionário Cenário Principal de Sucesso: 1. O caso de uso é iniciado quando o usuário seleciona a opção de devolução. 2. O Funcionário preenche o campo Código do filme. 3. O sistema executa uma busca pelo filme no banco de dados e retorna o nome e status do cliente. 4. É comparada a data atual com a data de entrega. 5. O sistema verifica o status de pagamento. 6. Funcionário cobra o cliente e clica em finalizar. 7. Atualiza o status do cliente. 14

15 Figura 7.1 Diagrama de Casos de Uso 8.0 DIAGRAMA DE CLASSES Um diagrama de classes é utilizado para mostrar a existência das classes e as relações entre elas sob o ponto de vista lógico. Durante a etapa de análise, esses diagramas são utilizados para indicar os papéis e as responsabilidades das entidades que fornecem o comportamento do sistema e assumem a função de capturar a estrutura das classes que compõem a arquitetura do sistema durante a etapa de desenvolvimento. Cliente Neste trabalho foram geradas e estudadas as seguintes classes: Esta classe representa os usuários da locadora, ou seja, seus clientes. Seus atributos são Nome, Código, Endereço, Telefone, Data de Nascimento, Sexo, CPF, RG, Inadimplente, Divida, Locado. Estes atributos consistem nos dados necessários para se efetuar o cadastro de um novo cliente no sistema. Seus métodos são do tipo set e get, usados para obter e alterar os atributos. Esta classe possui uma relação com a classe funcionário, no sentido de que vários clientes existem para pelo menos um funcionário, e tem que existir pelo menos um funcionário para atender os clientes. 15

16 Funcionário Esta classe representa os funcionários da locadora (e do sistema). Seus atributos são Nome, Código, Endereço, Telefone, Data de Nascimento, Sexo e Salário. Estes dados são necessários para efetuar o cadastro de um novo funcionário no sistema (cabe ao gerente). Seus métodos são do tipo set e get, e também possui métodos para cadastrar clientes e funcionários, alterar cadastro dos clientes, realizar consultas diversas e realizar a locação/devolução de filmes para um cliente. Gerente Possui relação com todas as demais classes, exceto a classe Fornecedor. A classe Gerente herda todos os atributos e métodos da classe Funcionário, que é a sua super classe, pois para o sistema, todo gerente também é um funcionário, possuindo algumas particularidades a mais. São acrescentados os métodos de cadastrar funcionário (o gerente tem permissão exclusiva para adicionar novos funcionários ao sistema), cadastrar fornecedores (só o gerente pode escolher e adicionar novas fontes de compra de filmes), alterar e excluir cadastros de funcionários e fornecedores, fazer pedido e obter relatórios em geral. Sua relação com a classe Funcionário é de que existe um gerente para zero ou mais funcionários (o que faz sentido se pensarmos na hierarquia de uma empresa). Também possui uma relação com a classe Fornecedor, existirão fornecedores apenas se existir um gerente, já que apenas esse pode efetuar as operações de adicionar, alterar e excluir fornecedores. Filme Consiste nos produtos que estarão disponíveis para que as locações sejam efetuadas. Os atributos desta classe são Código, Título, Gênero, Formato e Ano. Os métodos são do tipo set e get, para efetuar alteração e consulta dos atributos. Possui relação com a classe Funcionário, se não existir funcionários então não existirão filmes. Fornecedor A classe Fornecedor consiste nas empresas/pessoas e outras fontes de aquisição de filmes que a locadora possuir. Seus atributos: Código, Nome, Endereço, CNPJ e Telefone, são necessários para efetuar o cadastro de um novo fornecedor no sistema. Seus métodos são do tipo set e get, para alterar e consultar os atributos. Sua relação é com a classe Gerente, para existir fornecedores, deve existir um gerente, já que apenas ele pode efetuar as operações com esta classe. 16

17 17 Figura 8.1 Diagrama de Classes

18 9.0 CONCLUSÃO A especificação dos requisitos funcionais e não-funcionais de um sistema, juntamente com a modelagem orientada a objetos, torna o processo de implementação mais prático, eficiente e seguro, devido a todos os passos seguidos na engenharia de requisitos durante o projeto, que está bem próximo do que o usuário final realmente deseja REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (datas de acesso: setembro de 2005) 18

19 FORMULÁRIO DE RELATÓRIO DA EQUIPE Descrição de papéis e contribuições de cada membro da equipe: Nome % Esforço da equipe Assinatura Edmar André Bellorini 33% Erasmus Hanke Ercoles 33% Everton Pedrolo 33% 19

Processo de Engenharia de Software II

Processo de Engenharia de Software II UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná CCET Centro de ciências Exatas e Tecnológicas Colegiado de Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Processo de Engenharia

Leia mais

Processo de Engenharia de Software II

Processo de Engenharia de Software II UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná CCET Centro de ciências Exatas e Tecnológicas Colegiado de Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Processo de Engenharia

Leia mais

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná Curso de Bacharelado em Informática Estudo de Requisitos CASCAVEL 2009

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná Curso de Bacharelado em Informática Estudo de Requisitos CASCAVEL 2009 Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática Estudo de Requisitos Alunos: Professor: Disciplina:

Leia mais

Processo De Engenharia de Software II

Processo De Engenharia de Software II UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Processo De Engenharia de Software

Leia mais

PROJETO DA DISCIPLINA. PES II Processo De Engenharia de Software II

PROJETO DA DISCIPLINA. PES II Processo De Engenharia de Software II UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná CCET - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática PROJETO DA DISCIPLINA PES II Processo De

Leia mais

Sistema Gerenciador de Hotel. Adriano Douglas Girardello. Ana Paula Fredrich. Tiago Alexandre Schulz Sippert

Sistema Gerenciador de Hotel. Adriano Douglas Girardello. Ana Paula Fredrich. Tiago Alexandre Schulz Sippert UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática Sistema Gerenciador de Hotel Adriano Douglas Girardello

Leia mais

UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná Bacharelado em Informática 4 ano

UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná Bacharelado em Informática 4 ano UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná Bacharelado em Informática 4 ano Alexandre Specian Cardoso, Jhonata Rodrigo de Peder, Marcelo Schuck PES II Cesta Básica Especial Final Cascavel PR 2009-11-18

Leia mais

Documento de Requisitos

Documento de Requisitos UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO Documento de Requisitos Sistema Gerenciador de Atendimento de Chamados Técnicos Grupo: Luiz Augusto Zelaquett

Leia mais

Processo de Engenharia de Software II

Processo de Engenharia de Software II UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná CCET Centro de ciências Exatas e Tecnológicas Colegiado de Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Processo de Engenharia

Leia mais

ESTÁGIO DE DOCÊNCIA II

ESTÁGIO DE DOCÊNCIA II FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ Centro de Tecnologia - CTC Departamento de Informática - DIN Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação PCC ESTÁGIO DE DOCÊNCIA II Disciplina: Engenharia

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

O Processo Unificado: Captura de requisitos

O Processo Unificado: Captura de requisitos O Processo Unificado: Captura de requisitos Itana Gimenes Graduação em Informática 2008 Captura de Requisitos Modelagem do negócio: Visão de negócios Modelo de objetos de negócio de negócio Especificação

Leia mais

SISTEMA VANIA MODAS. Processo de Engenharia de Software II 4º Ano do Curso de Bacharelado em Informática

SISTEMA VANIA MODAS. Processo de Engenharia de Software II 4º Ano do Curso de Bacharelado em Informática UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Informática Curso de Bacharelado e Informática SISTEMA VANIA MODAS Processo de Engenharia de Software

Leia mais

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML.

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML. MODELAGEM ORIENTADA A OBJETOS APLICADA À ANÁLISE E AO PROJETO DE SISTEMA DE VENDAS ALTEMIR FERNANDES DE ARAÚJO Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas ANDRE LUIZ DA CUNHA DIAS Discente da

Leia mais

PROJETO DA DISCIPLINA. PES II Processo de Engenharia de Software II

PROJETO DA DISCIPLINA. PES II Processo de Engenharia de Software II UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná CCET - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática PROJETO DA DISCIPLINA PES II Processo de

Leia mais

Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Universidade Estadual do Oeste do Paraná Universidade Estadual do Oeste do Paraná Estudo de Requisitos de um software para uma loja de lentes de contato Bruno Eduardo Soares Leonardo Zanotto Baggio Maykon Valério da Silva Cascavel, 10 de Junho

Leia mais

Engenharia de Software III

Engenharia de Software III Engenharia de Software III Casos de uso http://dl.dropbox.com/u/3025380/es3/aula6.pdf (flavio.ceci@unisul.br) 09/09/2010 O que são casos de uso? Um caso de uso procura documentar as ações necessárias,

Leia mais

LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES

LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES LIVRO ENGENHARIA FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES WILSON PADUA PAULA FILHO CAPÍTULO REQUISITOS 1 DEFINIÇÃO DOS REQUISITOS 2 DEFINIÇÃO DOS REQUISISTOS Os pontos mais importantes são as identificações dos

Leia mais

Processo de Engenharia de Software II

Processo de Engenharia de Software II UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Processo de Engenharia de Software

Leia mais

Análise de Requisitos de Software

Análise de Requisitos de Software Universidade Estadual do Oeste do Paraná UNIOESTE Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas CCET Curso de Bacharelado em Informática Docente: Victor Francisco Araya Santander Análise de Requisitos de Software

Leia mais

Análise de Requisitos

Análise de Requisitos Faculdade de Ciências Sociais de Aplicadas de Petrolina FACAPE Disciplina: Projeto de Sistemas Análise de Requisitos Profª. Cynara Carvalho cynaracarvalho@yahoo.com.br Análise de Requisitos O tratamento

Leia mais

Levantamento de Requisitos

Levantamento de Requisitos Levantamento de Requisitos 1 Segurança No início do programa, a primeira tela a aprecer será uma tela denominada Login. Só terá acesso ao sistema da locadora quem estiver logado e cadastrado no sistema

Leia mais

Elaborado por SIGA-EPT. Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado

Elaborado por SIGA-EPT. Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado Elaborado por SIGA-EPT Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado Versão Dezembro - 2009 Sumário 1 Introdução 5 1.1 Entrando no sistema e repassando as opções................... 5 1.2 Administração......................................

Leia mais

Especificação dos Requisitos do Software. White Label

Especificação dos Requisitos do Software. White Label Ubee Especificação dos Requisitos do Software White Label Review 0.3 Autores: Airton Sampaio de Sobral (asds@cin.ufpe.br) Alan Gomes Alvino (aga@cin.ufpe.br) Glauco Roberto Pires dos Santos (grps@cin.ufpe.br)

Leia mais

Universidade Federal Rural de Pernambuco. Bacharelado em Sistemas de Informação. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas de Informação

Universidade Federal Rural de Pernambuco. Bacharelado em Sistemas de Informação. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas de Informação Universidade Federal Rural de Pernambuco Bacharelado em Sistemas de Informação Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas de Informação Docente: Rodrigo Aluna: Thays Melo de Moraes Diagramas do Projeto

Leia mais

DOCUMENTO DE REQUISITOS

DOCUMENTO DE REQUISITOS DOCUMENTO DE REQUISITOS ID documento: Data: / / Versão : Responsável pelo documento: ID Projeto: HISTÓRICO DE REVISÕES Data de criação/ atualização Descrição da(s) Mudança(s) Ocorrida(s) Autor Versão do

Leia mais

Usuários. Manual. Pergamum

Usuários. Manual. Pergamum Usuários Manual Pergamum Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 1-2 2 CADASTRANDO UM NOVO USUÁRIO/OPERADOR... 2-1 3 UTILIZANDO O MÓDULO DE USUÁRIOS... 3-2 3.1 CONFIGURAÇÃO DE GUIAS NO EXPLORER... 3-3 4 CADASTRO...

Leia mais

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Desenvolvido por Fábrica de Software Coordenação de Tecnologia da Informação Pág 1/22 Módulo: 1 Responsável: Desenvolvimento Ti Data: 01/11/2012 Versão: 1.0 Empresa:

Leia mais

PROJETO DA DISCIPLINA. PES II Processo de Engenharia de Software II

PROJETO DA DISCIPLINA. PES II Processo de Engenharia de Software II UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná CCET - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática PROJETO DA DISCIPLINA PES II Processo de

Leia mais

Modelagem do Sistema EMD Vanice Pinheiro do Amaral Silva, Alberto da Silva Lobo

Modelagem do Sistema EMD Vanice Pinheiro do Amaral Silva, Alberto da Silva Lobo Modelagem do Sistema EMD Vanice Pinheiro do Amaral Silva, Alberto da Silva Lobo NTI Núcleo de Tecnologia e Informação Fundação Unirg 1. Introdução A utilização da informática surgiu como uma ferramenta

Leia mais

InfoMix Tecnologia. Soluções em Tecnologia da Informação. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias. Documento Requisitos Versão 1.

InfoMix Tecnologia. Soluções em Tecnologia da Informação. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias. Documento Requisitos Versão 1. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias Documento Requisitos Versão 1.1 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 06/09/2009 1.0 Elaboração da para análise da 1º versão Marcos Silva do documento

Leia mais

DOCUMENTO DE REQUISITOS

DOCUMENTO DE REQUISITOS 1/38 DOCUMENTO DE REQUISITOS GED Gerenciamento Eletrônico de Documentos Versão 1.1 Identificação do Projeto CLIENTE: NOME DO CLIENTE TIPO DO SISTEMA OU PROJETO Participantes Função Email Abilio Patrocinador

Leia mais

Palavras-Chaves: engenharia de requisitos, modelagem, UML.

Palavras-Chaves: engenharia de requisitos, modelagem, UML. APLICAÇÃO DA ENGENHARIA DE REQUISITOS PARA COMPREENSÃO DE DOMÍNIO DO PROBLEMA PARA SISTEMA DE CONTROLE COMERCIAL LEONARDO DE PAULA SANCHES Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas RENAN HENRIQUE

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

Documento de Casos de Uso. MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho

Documento de Casos de Uso. MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho Documento de Casos de Uso MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho 1. Índice 2. Introdução 3 3. Descrição dos atores 3 4. Diagrama de caso de uso 4 5. 5.1 5.2

Leia mais

Controle de Almoxarifado

Controle de Almoxarifado Controle de Almoxarifado Introdução O módulo de Controle de Almoxarifado traz as opções para que a empresa efetue os cadastros necessários referentes a ferramentas de almoxarifado, além do controle de

Leia mais

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

Especificação de Requisitos

Especificação de Requisitos Projeto Locadora de Vídeo Passatempo Especificação de Requisitos 1. Introdução Este documento contém a especificação de requisitos e a modelagem de análise para o projeto de informatização da vídeo-locadora

Leia mais

Modelagem de Casos de Uso (Parte 2)

Modelagem de Casos de Uso (Parte 2) Modelagem de Casos de Uso (Parte 2) Roteiro (1) Método para Modelagem de Casos De Uso Estudo de Caso: Sistema de Controle para Videolocadora Levantamento Inicial dos Casos de Uso Identificação dos Casos

Leia mais

IF-718 Análise e Projeto de Sistemas

IF-718 Análise e Projeto de Sistemas Centro de Informática - Universidade Federal de Pernambuco Especificação de Requisitos do Software Sistema de Gerenciamento de Restaurantes IF-718 Análise e Projeto de Sistemas Equipe: Jacinto Filipe -

Leia mais

Especificação de Requisitos e Modelagem

Especificação de Requisitos e Modelagem Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática Especificação de Requisitos e Modelagem Hudson João

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS

ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS [SGL Sistema Gerenciador de Livraria] EDDY YUKI ERIC MATTHEWS JOÃO RICARDO NELSON LUIS THYAGO PONTES ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS 3º CICLO (NOTURNO) Índice ESPECIFICAÇÃO

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA)

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA) SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA) Alessandra Lubbe 1 Alexandre Evangelista 2 Jeandro Perceval 3 José Ramiro Pereira 4 Luiz Gustavo Mahlmann 5 RESUMO

Leia mais

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MANUAL

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

Manual NOV - PDV. Versão 1.0

Manual NOV - PDV. Versão 1.0 Manual NOV - PDV Versão 1.0 Sumário 01 Captura de Nota Fiscal...3 02 Remessa de Entrada...6 03 Remessa de Saída......9 04 Pedido Normal...12 05 Pedido Especial...16 06 Nota Fiscal Avulsa...18 07 Controle

Leia mais

Documento de Requisitos Projeto SisVendas Sistema de Controle de Vendas para Loja de Informática.

Documento de Requisitos Projeto SisVendas Sistema de Controle de Vendas para Loja de Informática. Documento de Requisitos Projeto SisVendas Sistema de Controle de Vendas para Loja de Informática. 1 Introdução 1.1 Propósito O propósito deste documento de especificação de requisitos é definir os requisitos

Leia mais

Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software SILC - SISTEMA DE LOCAÇÃO E CONTROLE

Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software SILC - SISTEMA DE LOCAÇÃO E CONTROLE 1 Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software SILC - SISTEMA DE LOCAÇÃO E CONTROLE EDILBERTO SILVA 1, ALESSANDRA DE CARVALHO COSTA (0911272) 2, CRISTIANO LEOPOLDINO DA SILVA. (911343) 3, MARCELO

Leia mais

Especificações de Casos de Uso UC04 Cadastro de Funcionários

Especificações de Casos de Uso UC04 Cadastro de Funcionários Especificações de Casos de Uso UC04 Cadastro de Funcionários Sistema Gerenciador de Locadora Documento de Caso de Uso UC04 Versão 1.1 Responsável: Gustavo Teles UC04 Cadastro de Funcionários Página 1 de

Leia mais

Manual do usuário. Acesso ao GEFAU

Manual do usuário. Acesso ao GEFAU Manual do usuário Acesso ao GEFAU Fev/2015 GEFAU PORTAL DO EMPREENDEDOR Conteúdo Introdução... 2 1. Acesso ao GEFAU... 3 2. Cadastro de empreendimentos... 5 2.1. Consulta aos empreendimentos do usuário...

Leia mais

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual Aplicativo da Manifestação do Destinatário Manual Novembro de 2012 1 Sumário 1 Aplicativo de Manifestação do Destinatário...4 2 Iniciando o aplicativo...4 3 Menus...5 3.1 Manifestação Destinatário...5

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS V PORTAL WEB Revisão: 07 Versão: 7.9.109 JM Soft Informática Março, 2015 SUMÁRIO 1 AVALIAÇÕES... 9 2 PLANO DE DESENVOLVIMENTO INDIVIDUAL...

Leia mais

Documento de Requisitos

Documento de Requisitos UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Documento de Requisitos Projeto de Promoções Dirigidas em Shoppings Equipe: Professora: Carla Taciana (ctlls@cin.ufpe.br)

Leia mais

Manual. ID REP Config Versão 1.0

Manual. ID REP Config Versão 1.0 Manual ID REP Config Versão 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-Requisitos... 3 3. Instalação do ID REP Config... 4 4. Visão Geral do Programa... 8 4.1. Tela Principal... 8 4.2. Tela de Pesquisa... 12

Leia mais

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Processos de Compras Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar 1 Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Controle de Compras... 4 Parametrização... 4 Funcionamento... 4 Processo de Controle...

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE CASOS DE USO

ESPECIFICAÇÕES DE CASOS DE USO ESPECIFICAÇÕES DE CASOS DE USO CASO DE USO: INCLUIR CLIENTE Sumário: este caso de uso se inicia quando o usuário precisa incluir um cliente no sistema. Atores: Atendente Pré-condições: Documentação do

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o. CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o. PROFESSOR: Andrey DISCIPLINA: Técnicas Alternativas de Programação AULA: 08 APRESENTAÇÃO Na aula de hoje vamos apresentar e discutir como definir

Leia mais

Modelagem de Casos de Uso (Parte 2)

Modelagem de Casos de Uso (Parte 2) Modelagem de Casos de Uso (Parte 2) Roteiro (1) Método para Modelagem de Casos De Uso Estudo de Caso: Sistema de Controle para Videolocadora Levantamento Inicial dos Casos de Uso Identificação dos Casos

Leia mais

Versão <1.0> Documento de Requisitos. Documento de Requisitos. Equipe:

Versão <1.0> Documento de Requisitos. Documento de Requisitos. Equipe: Versão Documento de Requisitos Documento de Requisitos Equipe: Bruno Harada (bhhc) Edilson Augusto Junior (easj) José Ivson Soares da Silva (jiss) Pedro Rodolfo da Silva Gonçalves (prsg) Raphael

Leia mais

MANUAL VERSÃO 2.13 1

MANUAL VERSÃO 2.13 1 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. O QUE É O EOL?... 3 2. ACESSANDO O EOL... 3 3. TELA INICIAL... 4 4. EXAMES ADMISSIONAIS... 4 5. MUDANÇA DE FUNÇÃO... 6 6. EXAMES DEMISSIONAL E RETORNO AO TRABALHO... 7 7. EXAMES

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Documento de Requisitos

Documento de Requisitos UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM Ciência DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA 2013.1 Documento de Requisitos IF716 ESPECIFICAÇÃO E VALIDAÇÃO DE REQUISITOS Alunos: Felipe Duarte (fds) Gabriela

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

Manual. ID REP Config Versão 1.0

Manual. ID REP Config Versão 1.0 Manual ID REP Config Versão 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-Requisitos... 3 2.1. Atualização... 3 3. Instalação do ID REP Config... 4 4. Visão Geral do Programa... 6 4.1. Tela Principal... 6 4.2.

Leia mais

Processo de garantia da qualidade baseado no modelo MPS.BR. Acadêmico: Anildo Loos Orientador: Everaldo Artur Grahl

Processo de garantia da qualidade baseado no modelo MPS.BR. Acadêmico: Anildo Loos Orientador: Everaldo Artur Grahl Processo de garantia da qualidade baseado no modelo MPS.BR Acadêmico: Anildo Loos Orientador: Everaldo Artur Grahl Roteiro introdução objetivos do trabalho fundamentação teórica desenvolvimento da ferramenta

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

Modelos de Sistemas Casos de Uso

Modelos de Sistemas Casos de Uso Modelos de Sistemas Casos de Uso Auxiliadora Freire Fonte: Engenharia de Software 8º Edição / Ian Sommerville 2000 Slide 1 Casos de Uso Objetivos Principais dos Casos de Uso: Delimitação do contexto de

Leia mais

Manual do Usuário. Controle Financeiro. Copyright 2014 - ControleNaNet

Manual do Usuário. Controle Financeiro. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Controle Financeiro Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo Menu Principal...3 Clientes... 4 Consulta... 5 Inclusão...6 Alteração... 8 Exclusão...8 Fornecedores...9 Consulta... 10 Inclusão...

Leia mais

MANUAL C R M ÍNDICE. Sobre o módulo de CRM... 2. 1 Definindo a Campanha... 3

MANUAL C R M ÍNDICE. Sobre o módulo de CRM... 2. 1 Definindo a Campanha... 3 ÍNDICE Sobre o módulo de CRM... 2 1 Definindo a Campanha... 3 1.1 Incluir uma campanha... 3 1.2 Alterar uma campanha... 4 1.3 Excluir... 4 1.4 Procurar... 4 2 Definindo os clientes para a campanha... 4

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Desktop

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Desktop MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Desktop 1 1 INICIANDO O APLICATIVO PELA PRIMEIRA VEZ... 3 2 PÁGINA PRINCIPAL DO APLICATIVO... 4 2.1 INTERFACE INICIAL... 4 3 INICIANDO PROCESSO DE LEITURA...

Leia mais

Anote aqui as informações necessárias:

Anote aqui as informações necessárias: banco de mídias Anote aqui as informações necessárias: URL E-mail Senha Sumário Instruções de uso Cadastro Login Página principal Abrir arquivos Área de trabalho Refine sua pesquisa Menu superior Fazer

Leia mais

Sistema Gerenciador de Hotel. Adriano Douglas Girardello Ana Paula Fredrich Tiago Alexandre Schulz Sippert

Sistema Gerenciador de Hotel. Adriano Douglas Girardello Ana Paula Fredrich Tiago Alexandre Schulz Sippert UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática Sistema Gerenciador de Hotel Adriano Douglas Girardello

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

Índice. http://www.gosoft.com.br/atualiza/gosoftsigadmservico.pdf Versão 4.0

Índice. http://www.gosoft.com.br/atualiza/gosoftsigadmservico.pdf Versão 4.0 Índice I ENVIO DE BOLETOS POR E-MAIL... 2 APRESENTAÇÃO... 2 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONDOMÍNIO... 4 ALTERAÇÕES NO SIGADM IMÓVEIS... 6 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONCILIAÇÃO BANCÁRIA... 8 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONDOMÍNIO

Leia mais

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios Portal Sindical Manual Operacional Empresas/Escritórios Acesso ao Portal Inicialmente, para conseguir acesso ao Portal Sindical, nos controles administrativos, é necessário acessar a página principal da

Leia mais

Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática. Professor Jaelson F. B. de Castro

Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática. Professor Jaelson F. B. de Castro Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática COTAÇÃO EXPRESS ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS Professor Jaelson F. B. de Castro Equipe Agay Borges Ciência da Computação Felipe Muniz Engenharia da

Leia mais

Documento de Análise e Projeto VideoSystem

Documento de Análise e Projeto VideoSystem Documento de Análise e Projeto VideoSystem Versão Data Versão Descrição Autor 20/10/2009 1.0 21/10/2009 1.0 05/11/2009 1.1 Definição inicial do documento de análise e projeto Revisão do documento

Leia mais

Documento de Visão REPOSITÓRIO DE ARQUIVOS V1.0

Documento de Visão REPOSITÓRIO DE ARQUIVOS V1.0 Documento de Visão REPOSITÓRIO DE ARQUIVOS V1.0 Macaíba/2014 1 REPOSITÓRIO DE ARQUIVOS Histórico Data Versão Descrição Autor 11/06/2014 1.0 Fim do levantamento de requisitos e casos de uso Renan Farias

Leia mais

1. INTRODUÇÃO. 1.1. Sobre a Organização. 1.2. O Problema Identificado

1. INTRODUÇÃO. 1.1. Sobre a Organização. 1.2. O Problema Identificado HISTÓRICO DE REVISÕES Revisão Data Descrição Autor (Login) 01 04/11 Levantamento dos requisitos Jcblc 02 06/11 Reunião para Estruturação do documento de Requisitos bpn, Jcblc 03 10/11 Elaboração do capítulo

Leia mais

Trabalho de Engenharia de Software

Trabalho de Engenharia de Software Trabalho de Engenharia de Software Jonathan de Carvalho Luz Diretor Executivo 19/10/2009 Especificação de Requisitos do Software Contextualização Em entrevista com o cliente nós pudemos levantar a eminente

Leia mais

MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar

MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar MANUAL DO PERSUS - OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS Índice 1. INTRODUÇÃO...5 2. MÓDULO DE GESTÃO DE

Leia mais

Manual do Módulo SAC

Manual do Módulo SAC 1 Manual do Módulo SAC Índice ÍNDICE 1 OBJETIVO 4 INICIO 4 SAC 7 ASSOCIADO 9 COBRANÇA 10 CUSTO MÉDICO 10 ATENDIMENTOS 11 GUIAS 12 CREDENCIADO 13 LIVRETO 14 BUSCA POR RECURSO 15 CORPO CLÍNICO 16 MENU ARQUIVO

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo

Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo FARMAINFOR Modernização da Farmácia do Hospital Mater Day Documento de Requisitos Versão 2.0 Histórico de Revisão

Leia mais

GUIA DE USUÁRIO - GU-

GUIA DE USUÁRIO - GU- 1/22 Revisão 00 de 20//12 1. OBJETIVO Orientar o usuário para a pesquisa e visualização detalhada de todas as ordens de compra emitidas, emitir confirmações de aceite, submeter solicitação de alteração,

Leia mais

Portal Gestão de Recebimentos

Portal Gestão de Recebimentos Portal Gestão de Recebimentos Introdução O Portal Gestão de Recebimentos proporciona agilidade e rapidez na interação dos clientes HSBC com seus fornecedores. Permite a você consultar as operações liberadas

Leia mais

Fox Gerenciador de Sistemas

Fox Gerenciador de Sistemas Fox Gerenciador de Sistemas Índice 1. FOX GERENCIADOR DE SISTEMAS... 4 2. ACESSO AO SISTEMA... 5 3. TELA PRINCIPAL... 6 4. MENU SISTEMAS... 7 5. MENU SERVIÇOS... 8 5.1. Ativação Fox... 8 5.2. Atualização

Leia mais

Documento de Requisitos do sistema CondoMine

Documento de Requisitos do sistema CondoMine Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática - CIn Elicitação de requisitos e validação de sistemas Professora Carla Silva Documento de Requisitos do sistema CondoMine 1 1. Introdução Este

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA. Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA. Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos Autor: Evandro Bastos Tavares Orientador: Antônio Claudio Gomez

Leia mais

Almox Express Especificação de Requisitos

Almox Express Especificação de Requisitos 1. Introdução Almox Express Especificação de Requisitos Este documento descreve um sistema de gerenciamento de almoxarifado, denominado de Almox Express, a ser desenvolvido por um grupo de estudo. Nele

Leia mais

Documento de Requisitos Sistema WEB GEDAI

Documento de Requisitos Sistema WEB GEDAI Universidade Federal de São Carlos Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia Departamento de Computação GEDAI-Grupo de Estudo e Desenvolvimento em Automação Industrial Documento de Requisitos Sistema WEB

Leia mais

PAV - PORTAL DO AGENTE DE VENDAS AGL Versão 2.0.6. Manual de Instalação e Demonstração AGL Sistemas Corporativos

PAV - PORTAL DO AGENTE DE VENDAS AGL Versão 2.0.6. Manual de Instalação e Demonstração AGL Sistemas Corporativos PAV - PORTAL DO AGENTE DE VENDAS AGL Versão 2.0.6 Manual de Instalação e Demonstração AGL Sistemas Corporativos Add-on responsável pela integração do SAP Business One com o setor comercial através da internet.

Leia mais