Peelings Químicos. Dra Dolores Gonzalez Fabra

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Peelings Químicos. Dra Dolores Gonzalez Fabra"

Transcrição

1 Peelings Químicos Dra Dolores Gonzalez Fabra

2 Conceito O peeling químico consiste no uso de uma ou mais substâncias químicas esfoliantes, para se obter a destruição controlada de porções da epiderme e/ou derme, e promover subsequentemente sua regeneração. A principal indicação cosmiátrica é o fotoenvelhecimento, incluindo as queratoses, melanoses actínicas, rítides, melasmas, perda da elasticidade da pele, efélides, acne ativa e cicatricial.

3 Peelings Químicos Os dermatologistas foram pioneiros ao realizar o peeling para efeito terapêutico. Em 1882, P.G.Unna, dermatologista alemão, descreveu as propriedades do ácido salicílico, resorcinol, fenol, e ácido tricloroacético (ATA). Durante a primeira metade do século XX, fenol e ATA foram usados com frequência.

4 Aspectos Históricos Mackee, dermatologista britânico começou a usar fenol para cicatrizes de acne em Em 1941, Eller e Wolff publicaram fórmulas de peeling para esfoliação. Eram descritas pastas de enxofre e resorcina.

5 Aspectos Históricos Em 1986, foi relatado o primeiro peeling médio combinado, com ATA e dióxido de carbono sólido. No início dos anos 90, vimos a glorificação, dos peelings superficiais. Estudos constantes continuam a aprimorar cada vez mais os peelings.

6 Classificação Os peelings podem ser classificados de acordo com a profundidade : A - Muito superficiais (esfoliação) - destruição do extrato córneo. B Superficiais - destruição da epiderme total ou parcialmente. C Médio - destruição da epiderme e derme papilar total ou parcialmente. D Profundo - destruição da epiderme e derme papilar até a derme reticular.

7 Mecanismo de ação Os peelings químicos agem na pele através de três mecanismos: Estimulam o crescimento da epiderme, que é induzido pela remoção do extrato córneo; Destroem camadas específicas da pele danificada, com subseqüente regeneração. A pele é substituída por um tecido de melhor qualidade,com ótimo resultado principalmente em queratoses actínicas e discromias. Promove indução da reação inflamatória tecidual profunda, cujos mediadores induzem a produção de um novo colágeno.

8 Fatores que determinam a profundidade do peeling A penetração do agente químico depende de uma série de fatores que devem ser lembrados no momento da aplicação:

9 Fatores que determinam a profundidade do peeling Concentração do agente químico Características do agente quimico (penetração, coagulação), Quantidade de camadas aplicadas, Duração do contato do agente quimico com a pele (particularmente os AHAs), Técnica de aplicação (pressão, fricção). Tipo de pele do paciente, Localização anatômica do peeling,

10 Fatores relativos a pele e seu preparo na ação dos peelings Limpeza e desengorduramento da pele, Preparo da pele antes do peeling (uso de ácido retinóico ou AHAs). Tipo de lesão e fototipo do paciente (nos fototipos mais baixos, a penetração é mais rápida; porém nas áreas onde existe degeneração actínica da pele as lesões queratósicas impedem a penetração do agente, diminuindo seu efeito ).

11 Fatores relativos a pele e seu preparo na ação dos peelings Localização anatômica do peeling (devido às diferentes unidades estéticas - regiões com diferentes espessuras da pele, diferente número de glândulas sebáceas, quantidade de pêlos,etc.). Peelings anteriores recentes. Espessura e oleosidade da pele (no sexo masculino a oleosidade é maior e a penetração é menor).

12 Avaliação e Seleção do paciente para o Peeling Químico Na escolha do agente químico e da profundidade do peeling,é importante realizar um exame detalhado da pele e do fototipo do paciente,documentando todas as características da pele do paciente que possam afetar na penetração do agente quimico e na sua cicatrização.

13 Avaliação e Seleção do Paciente Podemos classificar o tipo de pele dos pacientes pelo sistema de classificação de Fitzpatrick, simplesmente perguntando o que acontece quando ele se expõe ao Sol. De modo geral, os fototipos de I a lll quase nunca desenvolvem hiper pigmentação pós-inflamatória, sendo excelentes candidatos para o peeling químico

14 Avaliação e Seleção do Paciente Os fototipos IV a VI têm maior risco de desenvolver alterações pigmentares (mas isso não signifca que não poderão se submeter aos peelings). A classificação de Glogau ajuda na documentação do nível do dano actínico presente.

15 Avaliação e Seleção do Paciente A lâmpada de Wood ajuda a avaliar a hiperpigmentação e sua profundidade. Uma história pertinente a um método de esfoliação inclui uma história de cicatrização anormal, uso prévio de isotretinoína, imunodeficiência, fumo, herpes simples recorrente, uso de hormônio e hábitos ao sol.

16 Classificação de Glocau Grupo I: leve (28 a 35 anos) Queratoses ausentes Poucas rítides Ausência de cicatrizes Grupo II: moderado (35 a 50 anos) Queratoses actínicas recentes (pele amarelada) Rugas recentes Poucas cicatrizes

17 Classificação de Glocau Grupo III: avançado (50 a 65 anos) Queratoses actínicas presentes Rugas presentes ao descanso Cicatriz de acne moderada Grupo IV: severo (60 a 75 anos) Queratoses actínicas e câncer de pele Rugas actínicas, gravitacionais e dinâmicas Cicatriz de acne severa

18 Preparo da Pele É um conceito importante, quando o assunto for peeling, e tem vários objetivos: Reduzir o tempo de cicatrização, acelerando a reepitelização, o que diminui o risco de infecção. Permite uma penetração mais uniforme do agente químico, afinando o estrato córneo (cuja espessura é variável nas diferentes áreas da face).

19 Preparo da Pele Diminui o risco de hiperpigmentação pósinflamatória. O ácido retinóico dispersa os grânulos de melanina pela epiderme, e o uso de inibidores da tirosinase diminuem a capacidade da pele de criar melanina. Reforça o conceito de uma manutenção e determina quais produtos a pele do paciente tolera. Estabelece a aderência do paciente e elimina o paciente inadequado.

20 Preparo da Pele Método Os agentes comumente usados são: ácido retinóico, AHAs, hidroquinona, ácido kójico, filtro solar de amplo espectro AHAs podem ser usados em pacientes com pele sensível, com telangiectasias, ou que se expõem muito ao sol, porém não se sabe se realmente eles aceleram a reepitelização como o ácido retinóico

21 Preparo da Pele Método O tempo mínimo de preparo da pele é de 2 semanas A concentração do ácido retinóico e AHAs varia de paciente para paciente, mas não deve criar dermatite. Se o peeling for feito na pele inflamada, a esfoliação resultante será mais profunda. O melhor é diminuir a concentração do ácido e realizar o peeling com o paciente estabilizado.

22 Fórmula de Kigliman e Willis É uma fórmula com bom desempenho pré e pós peeling, mas não deve ser utilizada por tempo prolongado. Hidroquinona % Tretinoína ,1% Dexametasona----0,1% Etanol 95% ,40% Propilenoglico ,40% Obs.: devido à atrofia que a dexametasona produz, não deve ser usada por tempo prolongado.

23 Preparo dos Pacientes com Discromias Pacientes com discromias precisam ser preparados com agentes clareadores, seja qual for a profundidade do peeling (assim como pacientes com risco de hiperpigmentação pós-inflamatória) Os agentes mais usados são a hidroquinona e o ácido kójico, que bloqueiam o conversão da tirosina para L-dopa.

24 Preparo dos Pacientes com Discromias Normalmente eles são introduzidos quando se inicia o uso do ácido retinóico ou AHAs. O ácido kójico pode ser usado nos pacientes que não toleram a hidroquinona, Outra opção seria o ácido azeláico, que é irritante para a maioria dos pacientes

25 Cuidados com Peeling A pele reepiteliza através da migração de queratinócitos das unidades pilo-sebáceas Essa pele precisa ser tratada com algum produto que crie um ambiente favorável a uma rápida reepitelização e que deixe o paciente comfortável, pois o paciente pode sentir prurido e ardor devido ao ressecamento provocado pela descamação.

26 Peelings Regionais Os peelings regionais são feitos nas unidades cosméticas, pois principalmente nos peelings mais profundos, a alteração da cor e textura da pele se apresenta diferente da pele na qual o peeling não foi realizado. Mesmo assim,se a linha de demarcação ficar muito aparente, podemos minimizá-la aplicando clareadores e ácido retinóico ou AHAs na pele que envolve a área do peeling; ou diluindo a solução na borda da área do peeling.

27 Peelings não Faciais No caso de áreas não faciais, a reepitelização é mais demorada,devido à menor quantidade de unidades pilo-sebáceas ( a face têm 30 vezes mais unidades pilo-sebáceas que o pescoço e o tórax, e 40 vezes mais que o dorso, braços e mãos), por isso o risco de complicações é maior. Além disso, certas áreas do corpo são mais propensas a cicatrizes hipertróficas, sendo prudente evitar peelings dérmicos

28 Peelings não Faciais Outras regras que se aplicam nos peelings não faciais: Como a recuperação é mais demorada, o paciente precisa saber se tem o tempo necessário para a recuperação antes de fazê-lo Peelings dérmicos devem ser evitados nestas áreas, pelo maior risco de cicatrizes. Além disso, pigmentações dérmicas e a maioria dos tipos de cicatrizes não têm melhora significativa com peelings nestas áreas.

29 Peelings não Faciais Peelings não faciais intradérmicos devem ser seriados para alcançar melhores resultados, já que um único peeling não é suficiente para dar aos pacientes o melhor resultado para rugas e discromias, Cuidado com agentes químicos com potencial tóxico, já que normalmente o peeling é realizado em áreas mais amplas que a face, Áreas maiores dificultam os cuidados e as chances de complicações aumentam.

30 Peeling de Jesner FÓRMULA Ácido salicílico, 14g Resorcinol, 14g Ácido lático (85%), 14g Etanol para 100 ml

31 Peeling de Jesner É usado para peelings leves ou no preparo para peeling de ácido tricloroacético. A primeira resposta da pele quando a penetração do peeling de Jessner muito superficial é um leve eritema, podendo também aparecer um esbranquiçamento suave (não é um frosting, mas uma precipitação da solução que pode ser retirado com algodão úmido). Neste nível, há 1 ou 2 dias de descamação, que ás vezes não ocorre.

32 Peeling de Jesner Se for aplicada camadas adicionais da solução, a pele fica mais eritematosa, e pontos de frosting ficam visíveis. Os pacientes sentem certo ardor por 15 a 30 minutos, sensação de formação de máscara de plástico por 2 a 3 dias e a descamação ocorre por 2 a 4 dias. No nível 3 de profundidade, o eritema é mais intenso, com áreas de frosting na maior parte da pele e a descamação pode durar até 10 dias. Obs.: esperar 6 minutos para avaliar a pele antes de aplicar uma nova camada.

33 Peeling de Jesner A limpeza da pele pode ser feita com álcool, acetona, clorexedine ou outro produto para desengordurar e remover maquiagem e impurezas. Não há necessidade de fazê-lo com muita agressividade, já que o objetivo é apenas desengordurar para proceder o peeling superficial.

34 Peeling de Jesner A solução pode ser aplicada com um pincel, gaze ou algodão. Seja qual for o aplicador, o importante é aplicar de maneira uniforme em toda a área. Esfregar a solução com uma gaze aumenta a penetração do agente e pode ser feito nos pacientes com pele mais grossa e sebácea para alcançar um peeling mais uniforme.

35 Peeling de Jesner No pós peeling, o uso de cremes emolientes é útil para diminuir a sensação de repuxamento. Se a pele ficar sensível, podemos empregar corticóide tópico de baixo potencial,2 a 3 vezes ao dia. Durante a reepitelização, os pacientes poderão usar maquiagem, mas não devem usar adstringentes, ácidos ou esfoliantes.

36 Peeling de Jesner As complicações são raras, já que se trata de um peeling superficial. Dos 3 agentes químicos da solução, a resorcina tem mais tendência a causar reação alérgica. A resorcina e o ácido salicílico são substâncias potencialmente tóxicas e a quantidade absorvida pela pele vai depender da área tratada e o número da camadas aplicadas.

37 Peeling de Jesner As chances de infecção em um peeling intraepidérmico é remota. Um pequeno número de pacientes pode ter eritema persistente que será sempre autolimitado

38 Peeling de Ácido Glicólico Os alfa-hidroxiácidos fazem parte do grupo dos ácidos orgânicos, encontrados em fontes naturais, como a cana de açúcar (ácido glicólico), soro do leite (ácido lático), frutas cítricas (ácido cítrico), maçã (ácido málico), e uvas (ácido tartárico) O ácido glicólico usado para peelings é resultado de reações químicas entre monóxido de carbono e formaldeído, e não pelo processamento da cana de açúcar, apesar de nele poder ser encontrado.

39 Peeling de Ácido Glicólico Com a finalidade de peeling, o ácido glicólico pode ser usado nas concentrações de 30 a 70%. (quando utilizada por médicos, é usada uma concentração de 50 a 70%) Este peeling é o mais utilizado nos Estados Unidos, oferecendo vantagens por não ser tóxico, e geralmente produzem peelings superficiais, com poucas complicações.

40 Peeling de Ácido Glicólico O peeling de ácido glicólico deve ser neutralizado quando alcançar a profundidade desejada. A neutralização é feita utilizando um produto alcalino (a base neutraliza o ácido) ou lavando com água, diluindo o ácido.

41 Peeling de Ácido Glicólico A solução de bicarbonato de sódio é um agente neutralizador que, durante o processo neutralizante, cria dióxido de carbono visto como uma creptação na pele e calor (eritema) pela reação exotérmica que provoca. Outros agentes neutralizantes são mais cosméticos mas não produzem sinais visíveis de neutralização.

42 Peeling de Ácido Glicólico Existem no mercado soluções de peeling de ácido glicólico de 30 a 70% parcialmente neutralizados (que aumenta o ph) ou não. Phs mais baixos podem provocar maior irritação e mais chances de penetrar irregularmente.

43 Peeling de Ácido Glicólico Antes de iniciar o peeling, certifique-se que o agente neutralizador estará por perto!!! Caso contrário, o peeling será aprofundado até que se ache o neutralizador. Após desengordurar, aplicar o ácido (em gel ou solução) com pincel em leque ou gaze, de maneira rápida e uniforme, iniciando pela região frontal (que é menos sensível e poderá aguentar por mais tempo o contato com o ácido).

44 Peeling de Ácido Glicólico A profundidade do peeling de ácido glicólico não parece estar relacionado com a quantidade do mesmo. Após a aplicação, devemos examinar a face constantemente, procurando por áreas de eritema ou epidermólise que precisam ser neutralizados.

45 Peeling de Ácido Glicólico Alguns pacientes desenvolvem eritema uniforme, mas eles devem estar atentos para informar se alguma área está mais sensível que outras pois pode significar uma penetração mais profunda nesta área. A maioria dos pacientes sentem certo desconforto enquanto o ácido está em contato com a pele, e após a neutralização este deverá cessar rapidamente.

46 Peeling de Ácido Glicólico Como cada paciente difere no tempo de reação ao agente, devemos observar o eritema: Eritema leve: peeling nível 1 Eritema médio: peeling nível 2 Eritema intenso: peeling nível 3 Cor acinzentada significa epidermólise. O frosting verdadeiro parece indicar lesão dérmica

47 Peeling de Ácido Glicólico Algumas áreas, como a asa nasal, comissura oral e sulco nasolabial mostram eritema antes do resto da face e podem ser neutralizados antes do resto da face. A remoção do ácido, além da neutralização com a base (bicarbonato de sódio), pode ser feita com água corrente ou ambos.

48 Peeling de Ácido Glicólico Nos cuidados pós-peeling, se houver inflamação, um esteróide tópico melhora a resolução. Áreas com crostas devem ser tratadas com emolientes com antibióticos e examinadas a cada 1 ou 2 dias. Se a pele apresenta apenas um pouco de sensibilidade, apenas emolientes serão necessários.

49 Peeling de Ácido Retinóico Método de peeling seriados (Cucé) Método modificado a 5% (Odo)

50 Peeling de Ácido Salicílico O ácido salicílico é considerado um betahidróxiácido. Sua ação é superficial, mas quando oclusivo, pode ter sua penetração aprofundada. Pode ser utilizado na sua fórmula líquida ou pastosa.

51 Peeling de Ácido Salicílico FÓRMULA LÍQUIDA (beta-lift-x) Ácido salicílico a 30% Etanol 96GL ml Copolímero de acrilato qs (forma um filme de ácido salicílico devido a sua ação adesiva sobre a pele, enquanto o etanol evapora) A aplicação sobre a face melhora os comedões e pigmentações.

52 Peeling de Ácido Salicilico Após desengorduramento, a aplicação é feita com esponja ou cotonete. Produz sensação de pinicação que melhora em torno de 5 minutos Ocorre então a cristalização do ácido 9não é frosting), formando uma máscara branca sobre a pele. Após 5 minutos a face deve ser lavada com água corrente.

53 Peeling de Ácido Salicílico FÓRMULA PASTOSA (Mark Rubin) Ácido salicílico % Metil-salicilato gotas Aquafor g Usado para efélides, melanoses e queratoses actínicas no dorso de mãos e antebraços.

54 Peeling de Ácido Salicílico Como formas leves de salicilismo são comuns neste peeling, o mesmo deve ser realizado em apenas um braço por vez. Após preparo e desengorduramento, protegemos as áreas as quais não queremos a ação do peeling, como espaços interdigitais e laterais dos dedos com esparadrapo.

55 Peeling de Ácido Salicílico Após aplicação da pasta, é feita a oclusão com filmes plásticos, que é retirado em 48 horas. Para evitar sinais de salicilismo, 2 litros de água diários devem ser ingeridos. Após a remoção do plástico, a pasta é removida e tratada com unguentos com antibióticos. O paciente deve ser examinado a cada 2 a 4 dias, para assegurarmos que ele (ou ela) está se recuperando bem. A recuperação se dá entre 10 a 16 dias.

56 Peeling de Ácido Tricloroacético São vários os agentes químicos usados para peelings superficiais, porém o ATA é o mais comumente utilizado para peelings médios. Pode ser usado para peelings profundos, porém parece induzir uma maior incidência de cicatriz hipertrófica que o fenol.

57 Peeling de Ácido Tricloroacético Após preparo e desengorduramento da pele, o paciente deve se apoiar na mesa com a cabeça elevada a 45 graus. Assim, o paciente se sente mais confortável e as chances do ácido cair perto dos olhos são menores. É preferível o uso de gaze para aplicação, pois pode ser necessário esfregar o ácido na pele.

58 Peeling de Ácido Tricloroacético Seqüência de aplicação: hemifronte superior direita até setor temporal, hemifronte esquerda, nariz, infraorbital direito e esquerdo (até a borda da mandíbula), perioral. A borda do peeling deve atingir 1 cm para dentro da linha de implantação do cabelo.

59 Peeling de Ácido Tricloroacético O ATA é um agente que coagula as proteínas da pele formando o chamado frosting. A intensidade do frosting é usado para julgar a profundidade do peeling. Em geral, ATA de 10 a 25% é usado como agente de peeling intraepidérmico, e ATA de 30 a 40% para peeling até a derme papilar.

60 Peeling de Ácido Tricloroacético Nível 0:sem frosting (muito superficial) Nível 1: frost leve e irregular. Nível 2: frost branco com o fundo rosa forte, Remove toda a epiderme, e a recuperação se dá em 5 dias. Nível 3: frost branco sólido. O peeling se estende à derme papilar, e demora 5 a 7 dias para recuperação.

61 Peeling de Ácido Tricloroacético Após o frost apropriado ser alcançado, podemos lavar com água corrente, não para neutralizar, mas para diluir o agente. Então podemos aplicar um creme com hidrocortisona a 1% para acalmar a pele.

62 Peeling de Ácido Tricloroacético Para os peelings de níveis 1,2 e 3, é importante o uso de emolientes com freqüência, evitando que a pele descame prematuramente. Nos peelings de ATA não faciais, devemos evitar aprofundar (fazer só peelings epidérmicos), devido à cicatrização.

63 Peeling de Ácido Tricloroacético Os peelings de ATA modificado (soft peel, máscara de ATA, easy peel) facilitam uma aplicação mais homogênia do ATA.

64 Peeling de Ácido Tricloroacético Os peelings combinados (solução de Jessner e ATA, dióxido de carbono sólido e ATA, ácido glicólico e ATA) permitem aprofundar o peeling. Este método é usado porque acredita-se que concentrações altas de ATA (acima de 40 a 50%) são mais aptas à produzir cicatrizes.

65 Peelings Combinados O peeling combinado de Jessner e ATA foi popularizado por Dr. Gary Monheit. Após o preparo habitual da pele, 1 a 4 camadas de solução de Jessner são aplicadas até alcançar um eritema uniforme com áreas de frost leve. Assim, ao aplicar ATA 35%, a penetração será mais rápida, uniforme e mais profunda (demonstrada histologicamente).

66 Peeling de Ácido Tricloroacético A profundidade do peeling depende do tipo da pele do paciente, de como a pele foi preparada, como o ácido foi aplicado, quantas camadas de ácido foram aplicadas, e o quanto o aplicador estava úmido pelo ácido. A concentração do ácido é o fator mais importante na determinação da profundidade do peeling.

67 Peelings Combinados O peeling de ATA e dioxido de carbono sólido foi popularizado por Dr. Hal Brody, provocando um aprofundamento do peeling. Quanto maior a pressão na aplicação do dioxido de carbono sólido, maior a profundidade.

68 Peelings Combinados O peeling combinado de ácido glicólico e ATA foi descrito por Dr. William Coleman, também com o objetivo de alcançar um peeling mais uniforme e profundo que o ATA. Antes da aplicação do ATA, o ácido glicólico é aplicado e deixado por 2 minutos e lavado com água corrente.

69 Complicações LÁGRIMAS ESCORRENDO PARA O PESCOÇO DESCAMAÇÃO PREMATURA INFECÇÃO ERUPÇÃO ACNEIFORME EQUIMOSES HIPERPIGMENTAÇÃO PÓS-INFLAMATÓRIA HIPOPIGMENTAÇÃO REAÇÕES ALÉRGICAS ERITEMA PERSISTENTE CICATRIZES

70 Lágrimas Quando uma substância cáustica é aplicada ao redor dos olhos, a ação reflexa é o desenvolvimento de lágrimas, o que dilui o ácido e o faz menos cáustico. Esta lágrima pode escorrer pela face, formando uma faixa de peeling mais superficial.

71 Lágrimas A lágrima pode escorrer até o pescoço, causando uma faixa de peeling no pescoço. Para evitar estes acidentes, devemos estar atentos e lavar o pescoço, tratando como qualquer outra área de peeling.

72 Descamação Prematura A camada de pele necrosada pelo peeling funciona como uma camada protetora que permite que o tecido mais profundo se recupere até que seja exposta. A descamação prematura leva a infecção, eritema persistente, hiperpigmentação pósinflamatória, e cicatrizes.

73 Descamação Prematura Para áreas não reepitelizadas, o uso de antibiótico tópico e/ou oral deve ser considerada. Para áreas reepitelizadas, porém inflamadas, podemos usar corticóides tópicos, sistêmicos, ou antiinflamatórios orais. Evitar traumas mecânicos na pele em reepitelização, e aplicar emolientes várias vezes ao dia.

74 Infecção A incidência de infecção aumenta com a profundidade do peeling e formação de crostas. Como ela pode levar à formação de cicatriz, deve ser tratada agressivamente quando houver suspeita. Os agentes patogênicos mais comuns são: Staphylococcus e Streptococcus. Outros: Pseudomonas, Enterobacter, herpes simples, candida.

75 Infecção Na suspeita de infecção, deve ser feita cultura e coloração para Gram e tratamento com antibiótico tópico e oral de amplo espectro. Assumir que qualquer lesão dolorosa é herpes até que se prove o contrário. Se a área suspeita se manter ou piorar apesar do tratamento, considerar a possibilidade de dermatite de contato a algum dos agentes tópicos.

76 Erupção Acneiforme A verdadeira erupção acneiforme (pápulas foliculares eritematosas) deve ser distinguida da oclusão folicular causada por emolientes (pústulas superficiais). Ela responde prontamente à terapia antibiótica usada para acne (clindamicina e eritromicina tópica, tetraciclina, minociclina ou erotromicina sistêmica).

77 Equimoses As equimoses podem se desenvolver na área infraorbital num pequeno número de pacientes. Geralmente estes pacientes têm pele atrófica e fotodanificada, com edema na área periorbital no pós-peeling.

78 Hiperpgmentação A hiperpigmentação é mais freqüentemente associada com peles morenas. Eliminar a inflamação é um jeito de evitar a hiperpigmentação. A hiperpigmentação pós-inflamatória epidérmica responde bem aos tratamentos.

79 Hipopgmentação As chances de hipopigmentação aumentam com a profundidade. Peelings que atingem a derme reticular sempre causam algum grau de hipopigmentação permanente. É importante aplicar ácidos, clareadores e protetor solar na área do pescoço também, para diminuir a demarcação da coloração.

80 Reações Alérgicas São rara e a resorcina tem a maior incidência de dermatite de contato. Reconhecê-la e tratá-la prontamente é necessário para uma recuperação mais rápida e com menor risco de complicações. Devemos suspeitar de uma reação alérgica se o paciente sentir prurido ou edema poucas horas após o peeling, apresentar eritema/edema ou urticária em outras áreas do corpo.

81 Eritema Persistente Se alguma área de eritema persistir após 3 semanas do peeling, pode significar uma área de formação de cicatriz. Estas áreas devem ser tratadas com corticóide tópico potente, fitas de corticóide ou laser (pulsed dye laser).

82 Cicatrizes Os riscos para esta complicação são: história de quelóide, peelings profundos, uso de isotretinoína recente, desenvolvimento de infecção durante o peeling, cirurgia facial recente. Ao menor sinal de eritema ou induração, começão imediatamente o uso de corticóide potente ou placa de silicone. Outros tratamentos: CE intralesional, revisão da cicatriz, crioterapia, radiação, laser.

LUZ INTENSA PULSADA FOTOREJUVENESCIMENTO. Princípios Básicos - P arte II. Dra Dolores Gonzalez Fabra

LUZ INTENSA PULSADA FOTOREJUVENESCIMENTO. Princípios Básicos - P arte II. Dra Dolores Gonzalez Fabra LUZ INTENSA PULSADA Princípios Básicos - P arte II FOTOREJUVENESCIMENTO Dra Dolores Gonzalez Fabra O Que é Fotorejuvescimento? Procedimento não ablativo e não invasivo. Trata simultaneamente hiperpigmentações,

Leia mais

Peeling Diamante. Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele

Peeling Diamante. Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele Promove o rejuvenescimento da pele Atenua rugas e linhas finas Eficaz no tratamento de estrias Altamente indicado no tratamento de cicatrizes de acne

Leia mais

TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA. Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos

TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA. Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos A etnia confere características herdadas que devem ser valorizadas na indicação de procedimentos e tratamentos e na avaliação de

Leia mais

Despigmentantes ou agentes clareadores:

Despigmentantes ou agentes clareadores: Despigmentantes ou agentes clareadores: Na pele os melanócitos estão presentes na camada basal da epiderme,na junção dermoepiderme e são responsáveis pela produção de melanina. Ocorrem numa taxa de aproximadamente

Leia mais

A verdade Sobre os Cosméticos e suas Ações Sobre a Pele

A verdade Sobre os Cosméticos e suas Ações Sobre a Pele Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira A verdade Sobre os Cosméticos e suas Ações Sobre a Pele A cosmetologia atualmente vem ganhando notoriedade,

Leia mais

24/03/2014. Enzimocosmética, peeling químico e despigmentantes: Clareamento de Pele 100% seguro para todos os fototipos

24/03/2014. Enzimocosmética, peeling químico e despigmentantes: Clareamento de Pele 100% seguro para todos os fototipos Enzimocosmética, peeling químico e despigmentantes: Clareamento de Pele 100% seguro para todos os fototipos Marcela Altvater canaldoprofissional@buonavita.com.br ENZIMOCOSMÉTICA NA RENOVAÇÃO CELULAR Para

Leia mais

Peelings cosméticos Nova abordagem conceitual e técnica

Peelings cosméticos Nova abordagem conceitual e técnica Peelings cosméticos Nova abordagem conceitual e técnica Prof. Paschoal Rossetti Filho Março/2012 Fatores que influenciam na profundidade e conseqüente a classificação do peeling: 1. Escolha do agente queratolítico

Leia mais

A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR

A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR INTRODUÇÃO Zeferina Alexandra Trizotti da Silva Talita de Oliveira da Silva A acne é uma das alterações cutâneas mais comuns, sua

Leia mais

Um novo conceito em peeling sequencial. Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista

Um novo conceito em peeling sequencial. Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista Um novo conceito em peeling sequencial Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista O QUE É O PEELING 3D? Método diferenciado e patenteado de peeling superficial sequencial

Leia mais

1. Ato de esfoliar ou descamar a pele. 2. Denominada esfoliação ou peeling. 3. Técnica utilizada em adição à limpeza da pele.

1. Ato de esfoliar ou descamar a pele. 2. Denominada esfoliação ou peeling. 3. Técnica utilizada em adição à limpeza da pele. 1. Ato de esfoliar ou descamar a pele. 2. Denominada esfoliação ou peeling. 3. Técnica utilizada em adição à limpeza da pele. 4. São preparações cosméticas que aceleram a descamação natural dos corneócitos

Leia mais

Tratamentos Pós-Escleroterapia. Guia de Formulações para Hipercromia Pós-Inflamatória e Por Deposição de Hemossiderina

Tratamentos Pós-Escleroterapia. Guia de Formulações para Hipercromia Pós-Inflamatória e Por Deposição de Hemossiderina Tratamentos Guia de Formulações para Hipercromia Pós-Inflamatória e Por Deposição de Hemossiderina Escleroterapia na Cirurgia Vascular e Dermatologia Overview, Complicações da Escleroterapia, Hiperpigmentação

Leia mais

abscessos interconectados e cicatrizes.

abscessos interconectados e cicatrizes. Tabela 1. Tipologia da acne e suas características clinicas TIPO DE ACNE CARACTERÍSTICA Acne Vulgar ou Juvenil Forma mais comum da acne, de elevada prevalência na adolescência (85%) acomete ambos os sexos.

Leia mais

Acne. Como Podemos Tratar em Parceria

Acne. Como Podemos Tratar em Parceria Acne Como Podemos Tratar em Parceria Ademir Júnior - Médico Fabiana Padovez Esteticista Espaço de Medicina e Saúde Dr Ademir Júnior Universidade Anhembi Morumbi Acne Nome popular: Cravos e Espinhas Doença

Leia mais

e a Derme em 2 camadas mais espessas: Papilar e Reticular

e a Derme em 2 camadas mais espessas: Papilar e Reticular Peelings Autor: Prof. Dr. Miguel Francischelli Neto Mestre e Doutor em Cirurgia Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Campinas Professor do Curso de Pós-Graduação em Medicina Estética da Universidade

Leia mais

PROTOCOLO FACIAL PARA: PRÉ E PÓS LIMPEZA DE PELE

PROTOCOLO FACIAL PARA: PRÉ E PÓS LIMPEZA DE PELE PROTOCOLO FACIAL PARA: PRÉ E PÓS LIMPEZA DE PELE Indicação Pele oleosa, acnecia. Pode ser feito após 5 dias da limpeza de pele, como uma sessão de retorno. Pele áspera, grossa e desvitalizada. Frequência:

Leia mais

PROTOCOLO FACIAL 4 EM 1

PROTOCOLO FACIAL 4 EM 1 PROTOCOLO FACIAL 4 EM 1 Indicação Pele Desvitalizada e oleosa/ acneica. Pele com melasmas e rugas finas de expressão Duração: 1 hora Passo 1. Assepsia. Aplicar o Spray Higienizante Lakma nas mãos e punhos.

Leia mais

TRINULOX. hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico. 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g

TRINULOX. hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico. 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g TRINULOX hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g TRINULOX hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida APRESENTAÇÕES Creme para

Leia mais

Ácido Retinóico (Tretinoina)

Ácido Retinóico (Tretinoina) Material Técnico Ácido Retinóico (Tretinoina) Identificação Fórmula Molecular: C 20 H 28 O 2 Peso molecular: 300,4 DCB / DCI: 08848 Tretinoina CAS: 302-79-4 INCI: Não aplicável Denominação botânica: Não

Leia mais

A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções:

A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções: CUIDADOS COM A PELE A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções: Regular a temperatura do nosso corpo; Perceber os estímulos dolorosos e agradáveis; Impedir a entrada

Leia mais

www.lakma.com.br Protocolo Facial Limpeza de Pele D e r m o c o s m é t i c o s

www.lakma.com.br Protocolo Facial Limpeza de Pele D e r m o c o s m é t i c o s Limpeza de Pele Indicação Pele acneica Grau 1, 2 e 3 Pele com oleosidade excessiva Home Care: Sabonete Facial anti-acne (2x ao dia) Loção Tônica Adstringente (1x ao dia) Serum Hidratante e Secativo (uso

Leia mais

Especial Melanodermias Diversidade de ativos seguros e completos que tratam as hipercromias faciais nos mais diversos estágios

Especial Melanodermias Diversidade de ativos seguros e completos que tratam as hipercromias faciais nos mais diversos estágios Especial Melanodermias Diversidade de ativos seguros e completos que tratam as hipercromias faciais nos mais diversos estágios Bioafinidade dermo epidérmica para o Clareamento & Controle da pele hiperpigmentada.

Leia mais

A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado.

A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado. Histórico A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado. A pele bronzeada tornou-se moda, sinal de status e saúde. Histórico

Leia mais

A indústria cosmética e a medicina contam com as mais diversas fórmulas para combater o envelhecimento e os sinais faciais presentes com a idade.

A indústria cosmética e a medicina contam com as mais diversas fórmulas para combater o envelhecimento e os sinais faciais presentes com a idade. A indústria cosmética e a medicina contam com as mais diversas fórmulas para combater o envelhecimento e os sinais faciais presentes com a idade. Cremes, loções, preenchimento, peelings, máscaras e lasers

Leia mais

TREINAMENTO TÉCNICO PONTEIRAS DIAMANTADAS

TREINAMENTO TÉCNICO PONTEIRAS DIAMANTADAS TREINAMENTO TÉCNICO PONTEIRAS DIAMANTADAS BIOSET Indústria de Tecnologia Eletrônica Ltda. EPP Av. 55, 1212 -Jardim Kennedy - Rio Claro SP - CEP 13501-540 SAC: (19) 3534-3693 www.bioset.com.br CNPJ: 68.099.431/0001-90

Leia mais

Limpeza de Pele para todos os tipos de pele (exceto acneica)

Limpeza de Pele para todos os tipos de pele (exceto acneica) Limpeza de Pele para todos os tipos de pele (exceto acneica) Marezi Tulípia. Remover com lenço de papel ou algodão umedecido em água. 2 - Esfoliação: Aplicar Creme Esfoliante Tulípia em toda a face, realizando

Leia mais

Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Facial Prof a. Bianca. Lesões elementares

Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Facial Prof a. Bianca. Lesões elementares Lesões elementares Modificações da pele determinadas por processos inflamatórios, circulatórios, metabólicos, degenerativos, tumorais, defeitos de formação. Lesões Elementares Lesões Primárias Alteração

Leia mais

PEELING ORAL FOTOENVELHECIMENTO DA PELE EFÉLIDES HIPERCROMIAS 13/3/2014. Cloasma ou Melasma. Efélides ou Sardas

PEELING ORAL FOTOENVELHECIMENTO DA PELE EFÉLIDES HIPERCROMIAS 13/3/2014. Cloasma ou Melasma. Efélides ou Sardas FOTOENVELHECIMENTO DA PELE Mudanças do fotoenvelhecimento da pele incluem pigmentação irregular, rugas e perda de elasticidade. (Rendon et al., 2010) Profª Luisa Amábile Wolpe Simas DISCROMIAS HIPERCROMIAS

Leia mais

AS 7,5% AS 15% AS 30%

AS 7,5% AS 15% AS 30% PEELING DE ÁCIDO SALICÍLICO EM MACROGOL Promove efeitos dérmicos sem causar inflamação Doutor, o nosso objetivo é divulgar para o senhor uma nova forma de peeling de ácido salicílico em macrogol (PEG),

Leia mais

Sistema de Cuidados com a Pele com Tendência a Acne Mary Kay

Sistema de Cuidados com a Pele com Tendência a Acne Mary Kay Sistema de Cuidados com a Pele com Tendência a Acne Mary Kay O que é Acne? Acne é uma condição da pele que ocorre quando os pelos ficam obstruídos por sebo e células mortas, ficando colonizados por bactérias

Leia mais

2- Causas A Acne é causada por alteração em 4 fatores principais

2- Causas A Acne é causada por alteração em 4 fatores principais ACNE Autor: Prof. Dr. Miguel Francischelli Neto Mestre e Doutor em Cirurgia Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Campinas Professor do Curso de Pós-Graduação em Medicina Estética da Universidade

Leia mais

O QUE É REJUVENESCIMENTO A LASER

O QUE É REJUVENESCIMENTO A LASER O QUE É REJUVENESCIMENTO A LASER O TITAN, A LUZ PULSADA e o ND: YAG Clínica Naturale 2008 Autor Prof. Dr. Miguel Francischelli Neto Clínica Naturale Av. Moema, 87 cj 51-52, Moema, São Paulo - SP, Brasil

Leia mais

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE FARMÁCIA

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE FARMÁCIA UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE FARMÁCIA ANDRESSA JANSEN GOMES UTILIZAÇÃO DO PEELING FACIAL NO MUNICÍPIO DE BLUMENAU FURB 2009 ANDRESSA JANSEN GOMES UTILIZAÇÃO DO

Leia mais

MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA. Manual do Usuário. Versão 1.0

MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA. Manual do Usuário. Versão 1.0 MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA Manual do Usuário Versão 1.0 1 Sumário 1. DIREITOS AUTORAIS... 3 2. INTRODUÇÃO... 4 3. TRATAMENTOS... 5 4. UTILIZAÇÃO... 5 5. ESCOLHA DO TAMANHO IDEAL... 6 6. CUIDADOS APÓS

Leia mais

Composição Cada grama de Ilosone Gel Tópico contém: eritromicina base... 20 mg excipiente q.s.p... 1 g

Composição Cada grama de Ilosone Gel Tópico contém: eritromicina base... 20 mg excipiente q.s.p... 1 g Ilosone Gel Tópico eritromicina Forma farmacêutica e apresentação Gel Tópico: Cartucho com 1 bisnaga contendo 60 g. USO ADULTO E PEDIÁTRICO USO EXTERNO Composição Cada grama de Ilosone Gel Tópico contém:

Leia mais

ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico

ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico FICHA RESUMO Hiperpigmentação da Pele Condições-chave Hiperpigmentação da pele: Excesso

Leia mais

Prática Nutrição Externa

Prática Nutrição Externa Prática Nutrição Externa Demonstração prática de uso dos produtos de nutrição externa e seus efeitos imediatos. Como a pele é o maior órgão do corpo os produtos são recomendados tanto para homens quanto

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). A PELE CONHECENDO

Leia mais

Câncer de Pele. Os sinais de aviso de Câncer de Pele. Lesões pré câncerigenas. Melanoma. Melanoma. Carcinoma Basocelular. PEC SOGAB Júlia Käfer

Câncer de Pele. Os sinais de aviso de Câncer de Pele. Lesões pré câncerigenas. Melanoma. Melanoma. Carcinoma Basocelular. PEC SOGAB Júlia Käfer Lesões pré câncerigenas Os sinais de aviso de Câncer de Pele Câncer de Pele PEC SOGAB Júlia Käfer Lesões pré-cancerosas, incluindo melanoma, carcinoma basocelular e carcinoma espinocelular. Estas lesões

Leia mais

Tratamento cosmetológico da pele

Tratamento cosmetológico da pele A pele Considerada o maior órgão do corpo humano, constituindo 16% do peso corporal. Funções de: Revestir as superfícies externas do corpo protegendo contra: Raios UV; Poluição; Mudanças climáticas controle

Leia mais

Limpeza de Pele. Limpeza de Pele. Etapas da Limpeza de Pele 09/03/2015. Indicada para todos os tipos de pele. Remove todos os tipos de impurezas

Limpeza de Pele. Limpeza de Pele. Etapas da Limpeza de Pele 09/03/2015. Indicada para todos os tipos de pele. Remove todos os tipos de impurezas Limpeza de Pele Indicada para todos os tipos de pele Remove todos os tipos de impurezas Tonifica, hidrata e nutri a pele, facilitando assim uma maior absorção de princípios ativos Ft. Elaine C. S. Ovalle

Leia mais

REVISAGE 3D Dr. Milton Beltrão Jr. Consultor Facial - Onodera

REVISAGE 3D Dr. Milton Beltrão Jr. Consultor Facial - Onodera REVISAGE 3D Dr. Milton Beltrão Jr. Consultor Facial - Onodera Revisage3D Você verá nesta aula: Definição Envelhecimento; Sistema Tegumentar; Alterações Envelhecimento; Revisage 3D; Indicações e Contra-Indicações;

Leia mais

Gomagem e Esfoliação. Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi

Gomagem e Esfoliação. Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi Gomagem e Esfoliação Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi Membrana que recobre toda a superfície corpórea Maior órgão do corpo humano (2m² e 4kg) Resistente e flexível

Leia mais

Tralen 28% tioconazol. Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml.

Tralen 28% tioconazol. Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml. Tralen 28% tioconazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Tralen Nome genérico: tioconazol APRESENTAÇÕES Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml. VIA DE ADMINISTRAÇÃO:

Leia mais

Folheto informativo: Informação para o utilizador Finacea, 150 mg/g, gel Ácido azelaico

Folheto informativo: Informação para o utilizador Finacea, 150 mg/g, gel Ácido azelaico Folheto informativo: Informação para o utilizador Finacea, 150 mg/g, gel Ácido azelaico Leia com atenção todo este folheto antes de começar a utilizar este medicamento pois contém informação importante

Leia mais

PROTOCOLOS. O poder dos ácidos no tratamento intenso de recuperação da pele MATERIAL EXCLUSIVO PARA PROFISSIONAIS

PROTOCOLOS. O poder dos ácidos no tratamento intenso de recuperação da pele MATERIAL EXCLUSIVO PARA PROFISSIONAIS S O poder dos ácidos no tratamento intenso de recuperação da pele MATERIAL EXCLUSIVO PARA PROFISSIONAIS SUPORTE AO PROFISSIONAL Um canal exclusivo para você Com o objetivo de reforçar o trabalho do profissional

Leia mais

Procedimento AcuPulse

Procedimento AcuPulse Procedimento AcuPulse Planejando o Tempo Os pacientes deverão chegar uma hora antes do procedimento para fotos e aplicação do anestésico tópico Seleção do Paciente Durante o tratamento com o paciente ocorrerão

Leia mais

Falando sobre o 10/6/2010

Falando sobre o 10/6/2010 Falando sobre o C 1 Cosméticos: Tudo que muda a aparência 2 Skin Care Conhecimentos básicosb 3 O que é Skin Care? É uma categoria formada por produtos, de alta tecnologia, destinados ao tratamento da pele;

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO DIRETORIA DE ENFERMAGEM SERVIÇO DE EDUCAÇÃO EM ENFERMAGEM

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO DIRETORIA DE ENFERMAGEM SERVIÇO DE EDUCAÇÃO EM ENFERMAGEM UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO DIRETORIA DE ENFERMAGEM SERVIÇO DE EDUCAÇÃO EM ENFERMAGEM MINICURSO: Assistência de enfermagem ao cliente com feridas Ferida cirúrgica 1º Semestre de 2013 Instrutora:

Leia mais

Uso do ácido glicólico em produtos cosméticos para tratamento tópico da acne

Uso do ácido glicólico em produtos cosméticos para tratamento tópico da acne Uso do ácido glicólico em produtos cosméticos para tratamento tópico da acne 1 Ana Paula Wippel - Acadêmica do Curso de Tecnologia em Cosmetologia e Estética, da Universidade do Vale do Itajaí, Balneário

Leia mais

Workshop de Conhecimentos sobre Pele

Workshop de Conhecimentos sobre Pele Workshop de Conhecimentos sobre Pele Objetivos Após concluir o treinamento você será capaz de compartilhar com suas clientes: Como funciona a pele. Características de cada tipo de pele. Como classificar

Leia mais

Fungirox Esmalte Ciclopirox

Fungirox Esmalte Ciclopirox Fungirox Esmalte Ciclopirox Apresentação Frasco com 6 g de esmalte, 2 frascos com removedor de esmalte e 24 lixas para unha. Esmalte Uso tópico USO ADULTO COMPOSIÇÃO Ciclopirox... 80 mg Veículo q.s.p....1

Leia mais

Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos

Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos Os cuidados com a aparência física e a busca incessante pelo ideal de beleza levam as pessoas a se submeterem aos mais variados tratamentos estéticos

Leia mais

TECNOLOGIA FARMACÊUTICA E DE COSMÉTICOS -ACNE TRATAMENTOS - 12/05/2015. Manifestações clínicas. Geral:

TECNOLOGIA FARMACÊUTICA E DE COSMÉTICOS -ACNE TRATAMENTOS - 12/05/2015. Manifestações clínicas. Geral: Geral: TECNOLOGIA FARMACÊUTICA E DE COSMÉTICOS -ACNE TRATAMENTOS - Profa. Ms. Priscila Torres ACNE: síndrome cutânea exteriorizada clinicamente por elementos eruptivos, onde podem estar presente comedões,

Leia mais

Corticóides na Reumatologia

Corticóides na Reumatologia Corticóides na Reumatologia Corticóides (CE) são hormônios esteróides produzidos no córtex (área mais externa) das glândulas suprarrenais que são dois pequenos órgãos localizados acima dos rins. São produzidos

Leia mais

Adapel. Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Gel 1 mg/g

Adapel. Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Gel 1 mg/g Adapel Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Gel 1 mg/g ADAPEL adapaleno APRESENTAÇÃO Gel de 1 mg/g: embalagem com 20 g. USO DERMATOLÓGICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 12 ANOS COMPOSIÇÃO Cada grama de

Leia mais

Tralen 1% tioconazol. Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas.

Tralen 1% tioconazol. Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas. Tralen 1% tioconazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Tralen Nome genérico: tioconazol APRESENTAÇÕES Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas. VIA

Leia mais

LUZ INTENSA PULSADA. Princípios Básicos. Dra Dolores Gonzalez Fabra

LUZ INTENSA PULSADA. Princípios Básicos. Dra Dolores Gonzalez Fabra LUZ INTENSA PULSADA Princípios Básicos Dra Dolores Gonzalez Fabra Fazemos o Uso da L.I.P. ( não é laser) e do laser de Nd Yag, conforme a necessidade. * L.I.P. para lesões pigmentares, telangectasias,

Leia mais

MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA FACIAL

MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA FACIAL Lançamento MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA FACIAL Higienização, esfoliação, revitalização e hidratação: o básico para tratamentos faciais em tamanhos econômicos e free parabenos HIGIENIZAÇÃO, ESFOLIAÇÃO

Leia mais

D E R M A T I T E S HISTÓRIA

D E R M A T I T E S HISTÓRIA D E R M A T I T E S As dermatoses ocupacionais, conhecidas como dermatites de contato, manifestam-se através de alterações da pele e decorrem direta ou indiretamente de certas atividades profissionais.

Leia mais

FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: - Vitacid Gel Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%.Gel e Creme: bisnaga com 25g.

FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: - Vitacid Gel Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%.Gel e Creme: bisnaga com 25g. Vitacid Gel tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: - Vitacid Gel Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%.Gel e Creme: bisnaga com 25g. COMPOSIÇÃO:

Leia mais

O que é Depilação com Laser?

O que é Depilação com Laser? O que é Depilação com Laser? Autor Prof. Dr. Miguel Francischelli Neto Clínica Naturale Av. Moema, 87 cj 51-52, Moema, São Paulo - SP, Brasil Fone 11 50511075 Clínica Naturale 2008 Pêlos indesejáveis são

Leia mais

APOSTILA TÈCNICA 18 K

APOSTILA TÈCNICA 18 K 1 APOSTILA TÈCNICA 18 K Colori preziosi A ESTRUTURA DO CABELO O cabelo é composto de três partes: Cutícula, Córtex e Medula. Os principais componentes da fibra capilar são proteínas (Queratina), lipídios,

Leia mais

Para o Rejuvenescimento Facial a Clínica Naturale oferece 3 tipos de tratamento :

Para o Rejuvenescimento Facial a Clínica Naturale oferece 3 tipos de tratamento : Tratamento para Rejuvenescimento Facial da Clínica Naturale. Autor: Prof. Dr. Miguel Francischelli Neto Mestre e Doutor em Cirurgia Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Campinas Professor do

Leia mais

PREVENÇÃO DA FORMAÇÃO DE ESTRIAS

PREVENÇÃO DA FORMAÇÃO DE ESTRIAS PREVENÇÃO DA FORMAÇÃO DE ESTRIAS Existem fatores extrínsecos e intrínsecos que predispõem a ocorrência das estrias. O principal fator extrínseco é o trauma mecânico ( estresse mecânico), porém, ainda mais

Leia mais

A Estética da Mama CLÍNICA FERNANDO BASTO

A Estética da Mama CLÍNICA FERNANDO BASTO A Estética da Mama A estética da mama responde a costumes étnicos, sociais e culturais. Há não muitos anos, no Brasil as mulheres solicitavam a diminuição do volume do seio, quando a aspiração do inconsciente

Leia mais

Clindoxyl Control peróxido de benzoíla

Clindoxyl Control peróxido de benzoíla Clindoxyl Control peróxido de benzoíla APRESENTAÇÕES Gel 50 mg/g (5%) ou 100 mg/g (10%) em bisnaga de 45g USO EXTERNO VIA TÓPICA USO ADULTO E PACIENTES ACIMA DE 12 ANOS COMPOSIÇÃO Clindoxyl Control 5%

Leia mais

Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo

Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%. Gel e Creme: bisnaga com 25g. COMPOSIÇÃO: Cada grama de VITACID

Leia mais

MICROBIOTA OU FLORA NORMAL DO CORPO HUMANO

MICROBIOTA OU FLORA NORMAL DO CORPO HUMANO MICROBIOTA OU FLORA NORMAL DO CORPO HUMANO Disciplina: Microbiia e Parasitia Patrícia de Lima Martins INTRODUÇÃO O que é Microbiota? MICROBIOTA São os microrganismos (bactérias, fungos, vírus e protozoários)

Leia mais

Palavras-chaves: Peeling químico; Cosméticos; Esfoliação; Princípios Ativos; Renovação celular.

Palavras-chaves: Peeling químico; Cosméticos; Esfoliação; Princípios Ativos; Renovação celular. 1 PEELINGS QUÍMICOS FACIAIS UTILIZADOS EM PROTOCOLOS ESTÉTICOS Bruna de Souza Pinto1 1 Samanta Fernanda da Rosa 2 2 Daniela da Silva 3 A procura por procedimentos estéticos vem em um constante crescente

Leia mais

DESCUBRA O PODER DO ALOÉ

DESCUBRA O PODER DO ALOÉ DESCUBRA O PODER DO ALOÉ O que é a Coleção de Aloé Vera? A Coleção de Aloé Vera consiste em produtos de alta qualidade com fórmulas delicadas, criada com base em aloé certificado, que dá um amplo cuidado

Leia mais

Produtos de beleza e higiene para homens por até 30 reais

Produtos de beleza e higiene para homens por até 30 reais Data: 07/07/2015 Cliente: PAULA BELLOTTI Endereço: http://vejario.abril.com.br/ Site: VEJA RIO ONLINE Assunto: PRODUTOS PARA HOMENS Produtos de beleza e higiene para homens por até 30 reais Pós-barba,

Leia mais

TRI-LUMA hidroquinona, tretinoína e fluocinolona CREME. 40 mg/g, 0,1 mg/g e 0,5 mg/g

TRI-LUMA hidroquinona, tretinoína e fluocinolona CREME. 40 mg/g, 0,1 mg/g e 0,5 mg/g TRI-LUMA hidroquinona, tretinoína e fluocinolona CREME 40 mg/g, 0,1 mg/g e 0,5 mg/g TRI-LUMA hidroquinona tretinoína fluocinolona acetonida APRESENTAÇÕES Creme para uso tópico, contendo 40mg de hidroquinona,

Leia mais

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética.

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética. Acne e Hidratação. Objetivo da Escolha do Tema A hidratação da pele é de fundamental importância para a manutenção dos mecanismos fisiológicos e bioquímicos da pele como os mecanismos celulares de proteção

Leia mais

Índice Remissivo. Copywrite. Sobre o Autor. Região de Aparecimento das Rugas. Medidas para Auxiliar a Prevenção

Índice Remissivo. Copywrite. Sobre o Autor. Região de Aparecimento das Rugas. Medidas para Auxiliar a Prevenção Índice Remissivo Copywrite Sobre o Autor Região de Aparecimento das Rugas Medidas para Auxiliar a Prevenção Medidas para Prevenção e Tratamento Tópico Medidas para Prevenção e Tratamento Sistêmico Medidas

Leia mais

MENOPAUSA E PELE. Dra Cintia Lima Procopio

MENOPAUSA E PELE. Dra Cintia Lima Procopio MENOPAUSA E PELE Dra Cintia Lima Procopio Graduação em Medicina pela Universidade de Cuiabá- UNIC. Pós-graduação em Dermatologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro- UFRJ Titulo de Especialista

Leia mais

CARBOXITERAPIA E MICROAGULHAMENTO

CARBOXITERAPIA E MICROAGULHAMENTO CARBOXITERAPIA E MICROAGULHAMENTO ESTIMULANDO A REGENERAÇÃO NA PELE Dra. Sandra Barbosa Fisioterapeuta Mestre em Ciências Médicas Especialista em Biomecânica Diretora Técnica do Spaço Dosha DEFINIÇÃO Técnica

Leia mais

MODELO DE FORMATO DE BULA

MODELO DE FORMATO DE BULA APRESENTAÇÕES OMCILON-A M (triancinolona acetonida + sulfato de neomicina + gramicidina + nistatina) pomada é apresentado em embalagens contendo 1 tubo com 30 g. USO TÓPICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO COMPOSIÇÃO

Leia mais

PROTOCOLOS LIMPEZA DE PELE Um procedimento eficaz para cada necessidade da pele MATERIAL EXCLUSIVO PARA PROFISSIONAIS

PROTOCOLOS LIMPEZA DE PELE Um procedimento eficaz para cada necessidade da pele MATERIAL EXCLUSIVO PARA PROFISSIONAIS S Um procedimento eficaz para cada necessidade da pele MATERIAL EXCLUSIVO PARA PROFISSIONAIS SUPORTE AO PROFISSIONAL Um canal exclusivo para você Com o objetivo de reforçar o trabalho do profissional de

Leia mais

Capítulo 3 Úlceras Tróficas de Perna

Capítulo 3 Úlceras Tróficas de Perna 10 Capítulo 3 Úlceras Tróficas de Perna As úlceras tróficas de perna constituem uma doença mutilante comum, que surge geralmente a partir de um pequeno trauma ou de uma infecção secundária em regiões da

Leia mais

Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5%

Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5% Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5% Creme: apresentado em bisnagas com 25 g. USO TÓPICO. USO ADULTO E EM PACIENTES ACIMA DE 12 ANOS. Cada g de creme contém: Peróxido de Benzoíla... 50 mg Enxofre...

Leia mais

PRURIDO VULVAR DIFÍCIL ABORDAGEM

PRURIDO VULVAR DIFÍCIL ABORDAGEM PRURIDO VULVAR DE DE DIFÍCIL DIFÍCIL ABORDAGEM ABORDAGEM Diretora Administrativa da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) Conselheira do Conselho Regional de Medicina

Leia mais

COMPARAR A EFICÁCIA DO TRATAMENTO COM ÁCIDO GLICÓLICO E ÁCIDO SALICÍLICO EM ACNE GRAU II

COMPARAR A EFICÁCIA DO TRATAMENTO COM ÁCIDO GLICÓLICO E ÁCIDO SALICÍLICO EM ACNE GRAU II 1 COMPARAR A EFICÁCIA DO TRATAMENTO COM ÁCIDO GLICÓLICO E ÁCIDO SALICÍLICO EM ACNE GRAU II COMPARE THE EFFECTIVENESS OF TREATMENT AND GLYCOLIC SALICYLIC ACID IN ACNE GRADE II ACID SILVA, Aline Gabriela

Leia mais

PEELINGS QUÍMICOS COMBINADOS

PEELINGS QUÍMICOS COMBINADOS PEELINGS QUÍMICOS COMBINADOS Autores: Rômulo Mêne, Cirurgião Plástico - RJ Wilson Rubens Andreoni, Cirurgião Plástico - SP Paulo Moraes, Dermatologista - RJ Odinaldo Mendonça, Medicina Estética - RJ INTRODUÇÃO

Leia mais

ACADEMIA DE PRODUTOS. Linha Even Complexion

ACADEMIA DE PRODUTOS. Linha Even Complexion ACADEMIA DE PRODUTOS Linha Even Complexion Tipos de Manchas É definida pelo agente produtor daquela mancha: 1. Melasma O melasma é o tipo mais comum de mancha na pele, manifestando-se como pequenas manchas

Leia mais

AA 2-G (Vitamina C estabilizada)

AA 2-G (Vitamina C estabilizada) AA 2-G (Vitamina C estabilizada) INCI NAME: Ácido ascórbico-2-glicosilado CAS Number: 129499-78-1 Descrição: O AA2G (Ácido Ascórbico 2-Glicosídeo) é a vitamina C (ácido ascórbico) estabilizada com glicose.

Leia mais

A Utilização da Vitamina C e do Peeling de Diamante no Tratamento do Melasma Facial: um estudo comparativo

A Utilização da Vitamina C e do Peeling de Diamante no Tratamento do Melasma Facial: um estudo comparativo A Utilização da Vitamina C e do Peeling de Diamante no Tratamento do Melasma Facial: um estudo comparativo The Use of Vitamin C and Peeling Diamond in the Treatment of Facial Melasma: a comparative study

Leia mais

Glaucoma. O que é glaucoma? Como acontece?

Glaucoma. O que é glaucoma? Como acontece? Glaucoma O que é glaucoma? Glaucoma é uma doença crônica do olho (que dura toda a vida), que ocorre quando há elevação da pressão intra-ocular (PIO), que provoca lesões no nervo ótico e, como conseqüência,

Leia mais

Relatório Especial de Milagre Para A Acne

Relatório Especial de Milagre Para A Acne www.milagreparaaacne.com 1 A Acne: Chega de Mentiras Relatório Especial de Milagre Para A Acne www.milagreparaaacne.com 2 Existem pessoas que, durante toda sua vida, nunca sofrem de acne, enquanto outras

Leia mais

CONHEÇA A LINHA MED PROTECTION E SURPREENDA-SE COM O MELHOR CUSTO/BENEFÍCIO DO MERCADO.

CONHEÇA A LINHA MED PROTECTION E SURPREENDA-SE COM O MELHOR CUSTO/BENEFÍCIO DO MERCADO. Produtos MED PROTECTION CONHEÇA A LINHA MED PROTECTION E SURPREENDA-SE COM O MELHOR CUSTO/BENEFÍCIO DO MERCADO. Profissionais que lidam diariamente com substâncias nocivas à pele estão sujeitos a doenças

Leia mais

Tratamentos de Rosto 1. Limpeza de Pele 1 Benefícios: Duração: Preço: 2. Limpeza de Pele 2 Duração: Preço:

Tratamentos de Rosto 1. Limpeza de Pele 1 Benefícios: Duração: Preço: 2. Limpeza de Pele 2 Duração: Preço: Tratamentos de Rosto 1. Limpeza de Pele para rosto e pescoço com extracção manual de impurezas com vapor. 2. Limpeza de Pele para rosto e pescoço com aplicação de mousse. 3. Limpeza de Pele com peeling

Leia mais

TEXTO DE BULA. Vitanol-A tretinoína Gel alcoólico a 0,01% - 0,025% - 0,05% Creme a 0,025% - 0,05% - 0,1%

TEXTO DE BULA. Vitanol-A tretinoína Gel alcoólico a 0,01% - 0,025% - 0,05% Creme a 0,025% - 0,05% - 0,1% 1 TEXTO DE BULA Vitanol-A tretinoína Gel alcoólico a 0,01% - 0,025% - 0,05% Creme a 0,025% - 0,05% - 0,1% USO EXTERNO EM ADULTO E EM PACIENTES ACIMA DE 12 ANOS VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA Apresentação:

Leia mais

CLINDACNE. Theraskin Farmacêutica Ltda. Gel. Clindamicina 10 mg/g

CLINDACNE. Theraskin Farmacêutica Ltda. Gel. Clindamicina 10 mg/g CLINDACNE Theraskin Farmacêutica Ltda. Gel Clindamicina 10 mg/g CLINDACNE clindamicina APRESENTAÇÃO Gel de clindamicina 10 mg/g (1 %) em bisnagas de alumínio contendo 25 g. USO TÓPICO USO ADULTO E PACIENTES

Leia mais

Cuidar da região do pescoço evita o envelhecimento precoce Seg, 24 de Junho de 2013 17:52 - Última atualização Ter, 25 de Junho de 2013 11:46

Cuidar da região do pescoço evita o envelhecimento precoce Seg, 24 de Junho de 2013 17:52 - Última atualização Ter, 25 de Junho de 2013 11:46 Se nós, mulheres, cuidássemos do pescoço com a mesma disciplina que dedicamos ao rosto, essa área seria menos vulnerável aos danos do tempo e à falta de cuidados diários. "De fato, é uma região quase sempre

Leia mais

PEELING QUÍMICO: PREPARAÇÕES FARMACÊUTICAS PARA A RENOVAÇÃO CELULAR

PEELING QUÍMICO: PREPARAÇÕES FARMACÊUTICAS PARA A RENOVAÇÃO CELULAR 1 FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE ALEGRE CURSO DE FARMÁCIA MAGNO BELONE DA CUNHA PEELING QUÍMICO: PREPARAÇÕES FARMACÊUTICAS PARA A RENOVAÇÃO CELULAR ALEGRE 2014 2 MAGNO BELONE DA CUNHA PEELING

Leia mais

Envelhecimento. O envelhecimento não é um acontecimento misterioso que ocorre aleatoriamente, é um processo programado que começa no nível celular

Envelhecimento. O envelhecimento não é um acontecimento misterioso que ocorre aleatoriamente, é um processo programado que começa no nível celular Envelhecimento O envelhecimento não é um acontecimento misterioso que ocorre aleatoriamente, é um processo programado que começa no nível celular Dr. Efrain Olszewer Envelhecimento Intrínseco Esperado,

Leia mais

Guia do Laser de Dióxido de Carbono Fracionado

Guia do Laser de Dióxido de Carbono Fracionado Os lasers de dióxido de carbono (CO 2 ) fracionados ou pixilados são um dos últimos avanços nos tratamento de rejuvenescimento cutâneo não cirúrgico. O CO 2 possui o comprimento de onda mais longo de todos

Leia mais

Figura 1. Representação esquemática das estruturas da pele envolvidas no processo de transpiração.

Figura 1. Representação esquemática das estruturas da pele envolvidas no processo de transpiração. HEXATRATE (Vevy/Itália) Ativo antiperspirante e desodorante O suor O suor, produzido pelas glândulas sudoríparas, é constituído por água, na qual se encontram dissolvidos sais minerais e outras substâncias.

Leia mais

Limpeza de Pele 4 Passos Dr. Milton Beltrão Jr. Consultor Facial - Onodera

Limpeza de Pele 4 Passos Dr. Milton Beltrão Jr. Consultor Facial - Onodera Limpeza de Pele 4 Passos Dr. Milton Beltrão Jr. Consultor Facial - Onodera Você verá nesta aula: Aspectos Atuais Tratamento Esteticos; Limpezade Pele em4 Passos; Indicações e Contra-Indicações; Protocolo;

Leia mais

Campanha de prevenção do cancro da pele

Campanha de prevenção do cancro da pele Campanha de prevenção do cancro da pele Use o protetor solar adequado. Proteja-se com chapéu e óculos de sol. Evite a exposição solar entre as 11:00 e as 17:00. www.cm-loures.pt facebook.com/municipiodeloures

Leia mais