-- REGISTROS CONCEDIDOS_2013 O MAPA disponibilizou em seu site tabela com os primeiros 14 registros de 2013.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "-- REGISTROS CONCEDIDOS_2013 O MAPA disponibilizou em seu site tabela com os primeiros 14 registros de 2013."

Transcrição

1 1 Notícias da AENDA Fevereiro 2013 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA 01. ATOS SOBRE REGISTROS DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS Em fevereiro a CGAA publicou no Diário Oficial da União: -- em 07fev = o Ato 05 (04fev) referente a alterações diversas (10 itens) -- em 13fev = o Ato 04 (29jan) referente a pedidos de RET (14 itens) -- em 25fev = o Ato 06 (08fev) referente a pedidos de RET (15 itens) -- em 25fev = o Ato 07 (08fev) referente a pedidos de REX ( 4 itens) -- em 25fev = o Ato 08 (20fev) referente a registros concedidos em 2012 (51 produtos) QUADRO DOS ATOS EM FEVEREIRO -- Registros de produtos de 2012 = Inclusão de fabricantes = 1 -- Pedidos de RET = Inclusão de formuladores = 1 -- Pedidos de REX = 4 -- Alteração da composição = 1 -- Transferência de titularidade = 4 -- Alteração da recomendação de uso = 1 -- Reclassificação toxicológica = 1 -- Autorização de importação = 1 -- REGISTROS CONCEDIDOS_2013 O MAPA disponibilizou em seu site tabela com os primeiros 14 registros de Nº Registro Marca comercial Ingrediente Ativo Tipo Empresa Glifosato Tecnico PM Milenia Glifosato PTE Milenia Ametrin Tecnico CCAB Ametrina PTE CCAB Ametrina Tecnico ALTA Ametrina PTE ALTA Tebuconazole 200 EC Volcano Tebuconazole PF/PTE Volcano Fusta BR Glifosato PF Monsanto Metarriz WP Biocontrol Metharhizium anisopliae Biologico Biocontrol Cotesia Fioagro Cotesia flavipes Biológico Fitoagro Metribuzim Tecnico Milenia Metribuzim PTE Milenia Nicosulfuron Tradecorp Tecnico Nicosulfuron PTE Tradecorp Heat Saflufenacil PF Basf Cotesia Agrobio Cotesia flavipes PF Tonon Glifosato G Tecnico Rainbow Glifosato PTE Rainbow Shelter Fipronil PF/PTE Milenia Ametryn Technical Ametrina PTE Consagro -- RECLASSIFICAÇÃO TOXICOLÓGICA (a) O produto Scout_reg (GLIFOSATO da MONSANTO) foi reclassificado da Classe IV para a Classe Toxicológica III 1

2 2 -- REGISTROS CONCEDIDOS_2012 Este mês o Diário Oficial trouxe os últimos registros de 2012, do n o 118 ao n o 168. Os registros de 2012 foram publicados em Diário Oficial através dos Atos: -- Ato 44/2012set 001 ao Ato 45/2012set 041 ao Ato 51/2012out 082 ao Ato 08/2013fev 118 ao 168 Todos esses registros já foram apresentados neste boletim, pois o site do MAPA antecipa os registros em tabela específica. -- TRANSFERENCIA DE TITULARIDADE (a) Os registros dos produtos Cipermetrina Fersol 100 SC_reg (CIPERMETRINA), Cipermetrina Técnica Fersol_reg (CIPERMETRINA), Clorpirifos Tecnico Fersol_reg (CLORPIRIFÓS) e Clorpirifos Fersol 480 EC_reg (CLORPIRIFÓS), Acefato Fersol 750 SP_reg (ACEFATO), Avant 750 SP_reg (ACEFATO), Acefato Técnico Fersol_reg (ACEFATO), Permetrina Fersol 384 EC_reg (PERMETRINA) e Permetrina Tecnica Fersol_reg (PERMETRINA), da empresa FERSOL, foram transferidos para a empresa AMERIBRÁS. (b) O registro do produto Sonata_reg (BACILLUS PUMILUS) e o Registro Especial Temporário do produto Requiem_reg (CHENOPODIUM AMBROSIOIDES), da empresa PROPHYTO, foram transferidos para a empresa BAYER. -- RETIFICAÇÕES (a) Retificação Ato 45_DOU 26set12 (item 21), em vez de Marca Comercial: Secession, o correto é Sucession. (b) Retificação Ato 51_DOU 09out12 (item 18), em vez de...processo / , o correto é...processo / (c) Retificação Ato 51_DOU 09out12 (item 19), em vez de...processo / , O correto é...processo / CORREÇÃO DE DADOS NO AGROFIT O Ofício 45/2013 da CGAA informa que o módulo de produção do AGROFIT ficará disponível entre 20fev e 08mar para as empresas providenciarem eventuais correções de dados de todos os semestres. 03. PRODUTOS IMPORTADOS SOB ANUÊNCIA DO MAPA A IN 51/2011 dispõe sobre importação de animais, vegetais e insumos agropecuários e apresenta procedimentos de fiscalização, inspeção, controle de qualidade e análise de riscos. O anexo dessa IN 51 lista todos os produtos (NCMs) que devem ter anuência prévia do MAPA para serem importados. Esse anexo foi atualizado em 14fev

3 3 04. ENFISA 2013 O 11º Encontro de Fiscalização e Seminário Nacional sobre Agrotóxicos vai começar. São 3 etapas regionais e uma nacional. A 1ª regional será em Belém/PA de 05 a 07mar. 05. MEMBROS DO GT-COSAVE Os membros do GT-COSAVE brasileiro para 2013 serão: -- Comissão de Medidas Fitossanitárias = Alexandre Moreira Palma e Tatiane Almeida do Nascimento -- Amostragem, Inspeção e Certificação = Débora Maria Rodrigues Cruz e Sheila Diana Castro Ribeiro -- Quarentena Vegetal = Fernanda Antinolfi Lovato e Jefé Leão Ribeiro -- Sanidade Florestal = Edson Tadeu Iede e Helder Moreira Borges -- Vigilância Fitossanitária = Eriko Tadashi Sedoguchi e Fátima Maria Eugenio de Oliveira 3

4 4 06. TRÂNSITO DE HOSPEDEIROS DO ÁCARO HINDU Foi alterada a Instrução Normativa n o 08/2011 que dispões sobre o trânsito de vegetais hospedeiros do ácaro hindu dos citros. Foi acrescido um Parágrafo Único ao Artigo 1º daquela IN, nos seguintes termos: IN 08/2011 Art. 1º - Proibir o trânsito de vegetais e suas partes das espécies Citrus spp., Cocos nucífera, Acacia sp., Azadiractha indica, Melia azedarach e Sorghum bicolor, hospedeiras do Ácaro Hindi dos Citros (Schizotetranychus hindustanicus), quando oriundas de Unidades da Federação (UF) onde seja constatada, por laudo laboratorial oficial, a presença da praga. Parágrafo Único Excetuam-se desta proibição o material in vitro e a madeira serrada de todas as espécies relacionadas no caput deste artigo, assim como os frutos de Cocos nucifera secos e descascados. 07. REGRAS PARA CACAU NO MERCOSUL Os requisitos fitossanitários para importação e/ou exportação de Cacau (Theobroma cação) entre os países do MERCOSUL foram internalizadas pela Instrução Normativa n o 03. Destacamos que a Argentina exige material livre de Corcyra cephalonica quando a origem for do Brasil. Nota da Aenda: Corcyra cephalonica é a traça do arroz, considerada uma séria praga para o arroz armazenado e uma praga secundária para outros produtos armazenados. 08. REGRAS PARA IMPORTAR ALHO DA CHINA Foram estabelecidos os requisitos fitossanitários para importar bulbos de Alho (Allium sativus) produzidos na China. A remessa deve estar livre dos ácaros Microtydeus hylinus, Rhizoglyphus echinopus, Rhizoglyphus robini e Rhizoglyphus setosus; e, deve ser comprovado o tratamento preventivo para essas pragas, indicando o produto, a dose, temperatura e tempo de exposição. 09. COMISSÃO DE GENGIBRE, INHAME E TARO Foram designados os membros da Comissão Técnica para a Produção de Gengibre, Inhame e Taro, a qual será presidida pelo representante da INCAPER do Espírito Santo, Carlos Alberto Simões do Carmo. Participantes: SEBRAE (Alagoas), SEAGRI (Alagoas), EMEPA (Paraíba) e INCAPER (Espírito Santo). 10. TÉCNICOS EM EVENTOS INTERNACIONAIS -- Congresso Internacional de Financiamento Agropecuario na Colombia: Para o 1º Congresso Internacional de financiamento e Comercialização Agropecuária que ocorre em Cartagena, de 27fev a 02mar, o MAPA selecionou os seguintes representantes: (a) Caio Tibério Dornelles da Rocha (Secretário da SDC/MAPA) e que vai proferir palestra sobre a Política de Comercialização do Brasil (b) José Guilherme Tollstadius Leal (Diretor do DEPROS/SDC) ª Sessão do Comitê do Codex Alimentarius na Tailândia: A Fiscal Agropecuária Cláudia Valéria Gonçalves Cordeiro de Sá (Sec. Defesa) foi designada para participar do Sistemas de Inspeção e Certificação da Importação e Exportação de Alimentos (CCFICS), que elabora os Princípios e Diretrizes para os Sistemas Nacionais de Controle de Alimentos, em Chiang Mai, entre 15 a 23fev. 4

5 5 -- Comissão de Alimentos do Mercosul no Uruguai: Os Fiscais Agropecuários Jesulindo Nery de Souza Junior (Sec de Relações Internacionais), Emival Martins Araujo (Sec Defesa Agro) e Marlos Schuck Vicenzi (Sec Defesa Agro) participam da Comissão de Alimentos do Mercosul, em Motevidéu, no período de 10 a 16mar. -- Reunião para discutir propostas de NIMFs no URUGUAI: O Fiscal agropecuário Alexandre Moreira Palma (Sec Defesa Agro) e a Técnica Tatiane Almeida do Nascimento (Sec Defesa Agro) participam desta reunião sobre Medidas Fitossanitárias em Montevidéu, de 11 a 16mar. -- Reunião do Comitê Diretivo do COSAVE no Uruguai: Para essa reunião o MAPA estará representado por Cosam de Carvalho Coutinho, Diretor da DSV. A reunião será em Montevidéu, de 18 a 23mar. -- Comitê Codex sobre Métodos de Análises na Hungria: A Técnica Marta Palma de Freitas Severo (LANAGRO/RS) participa da 34ª Reunião Plenária do Comitê do Codex sobre Métodos de Análises e Amostragens, em Budapeste, de 02 a 10mar. 11. MUDANÇA NA SEÇÃO DE REGISTROS DA CGAA O fiscal Carlos Ramos Venâncio passa a ocupar o lugar de Letícia Altafin como Substituto da Chefia da Seção de Registros da CGAA. Nota da Aenda: Como, neste momento, a chefe titular Marcella Alves Teixeira está afastada para cursar seu doutourado no exterior, na prática Carlos Venâncio assume a Chefia. 12. NOVO ADIDO EM PEQUIM Foi aprovada em processo seletivo Andrea Curiacos Bertolini para a função de Adida Agrícola em Pequim e Antônio Alberto Rocha Oliveira como seu suplente. 13. CONAB_5ª ESTIMATIVA DA SAFRA DE GRÃOS 2012/2013 O levantamento foi realizado entre 21 e 25 de janeiro. Culturas Produção (mil t) Área Plantada (mil ha) Algodão (pluma) Arroz Feijão (3 safras) Milho (2 safras) Soja Trigo Demais (1) Brasil (2) (1) Demais = Girassol, Mamona, Sorgo, Aveia, Canola, Centeio. Cevada e Triticale (2) Esse número exclui a produção de algodão (pluma) e inclui a produção de algodão (caroço) 14. CÂMARA DE INSUMOS CTIA Na reunião deste mês a ANDEF apresentou: (a) Faturamento de DEFENSIVOS = Segundo levantamento do SINDAG, em nov2012 o valor foi de R$ 2,5 bilhões, o que leva a R$ 16,8 bilhões a somatória jan-nov. (b) Relações de Troca entre o valor do produto agrícola versus o valor de uma cesta de defensivos para aquela cultura. O trabalho é realizado pelo Instituto de Economia Agrícola e é relativo a dados de out.2012: 5

6 6 -- Algodão = Relação desfavorável ao produtor rural comparando com out.2011, devido a queda dos preços recebidos. -- Café = Relação desfavorável quando comparada a out.2011, em razão da queda dos preços do café. -- Cana-de-açúcar = Relação estável do preço da cana colhida x Feijão (águas) = Relação favorável x Laranja = Relação desfavorável x 2011, devido a super-oferta de suco num momento de retração da demanda internacional. -- Milho = Relação estável x Brasil agora passou a 2º exportador mundial e paradoxalmente passou a importar milho. -- Soja = Relação altamente favorável x 2011, devido principalmente à seca americana que empurrou os preços para cima. ANVISA/SAÚDE ANVISA SETOR FITOSSANITÁRIO 01. MONOGRAFIAS EM CONSULTA PÚBLICA -- IMAZAPIR (Herbicida) Inclusão de Soja, em aplicação de pós-emergência (LMR = 3,0 mg/kg e IS = 60 dias); -- IMAZAPIQUE (Herbicida) - Inclusão de Soja, em pós=emergência (LMR = 0,3 mg/kg e IS = 60 dias). 02. PRODUTOS TÉCNICOS DE REFERÊNCIA Foi alterada a listagem dos PTs de Referência para o registro de PTs Equivalentes: -- Da lista anterior, disponibilizada em 31out2012, foram retirados: (a) AMICARBAZONA Dinamic Técnico_reg (b) INDOXACARBE Indoxacarbe Técnico_reg A nova lista (08fev2013) acrescenta: (a) FLUDIOXONIL Maxim Técnico_reg 5897 (b) PIRIPROXIFEM Cordial Tecnico_reg 5098 (c) TRIFLOXIXTROBINA Trifloxystrobin Técnico_reg EXONERAÇÃO DA GERÊNCIA DE NORMATIZAÇÃO Letícia Rodrigues da Silva solicitou exoneração do cargo comissionado de Gerência de Normatização da GGTOX, conforme disposto na Portaria n o PRORROGADA A AUDITORIA NA GGTOX Foi prorrogada por mais 60 dias o prazo da Auditoria Especial na GGTOX instituída pela Portaria de 29nov2012, depois da exoneração de gerentes e suspeição de fraudes e corrupção. A prorrogação foi definida na Portaria 412 de 15fev NOVO DIRETOR É INDICADO Para ocupar a vaga do ex-diretor Agnelo Queiroz na Diretoria Colegiada foi indicado pela Presidência da República o atual Secretário-Executivo da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos, Ivo Bucaresky. Para ser efetivado, o Senado deve promover uma sabatina. 6

7 7 06. TÉCNICOS PARTICIPAM DE REUNIÕES DO CODEX -- Laila Sofia Mouawad e Renata de Araujo Ferreira, especialistas em regulação e vigilância sanitária, foram designadas para participar da 45ª Reunião do Comitê Codex de Aditivos Alimentares, em Pequim, de 12 a 24mar. -- Maria do Céu Borralho e Albuquerque, especialista em regulação e vigilância sanitária, vai participar da 34ª Reunião do Comitê do Codex sobre os Métodos de Análise e Amostragem, em Budapeste/Hungria, de 3 a 10mar. 07. REORGANIZAÇÃO ESTRUTURAL A Gerência de Tabaco foi reorganizada e a área de Portos, Aeroportos e Fronteiras tem novo formato. -- A Gerência de Tabaco, que fica no Rio de Janeiro/RJ, passa a ser Gerência-Geral -- A área de Portos&Aeroportos&Fronteiras passa a considerar todos os 80 Postos em condições de igualdade na estrutura de Recursos Humanos da Agência. Assim, todos os Postos terão Chefia com remuneração compatível com esse posto. Na sede, essa Gerência-Geral passará a contar com o Gerente-Geral, dois Gerentes e oito Coordenadores, duplicando a estrutura atual. 08. GERENCIAS COM COMPETÊNCIA PARA ATOS A Portaria 413 delega competência às Gerencias-Gerais para divulgação de informações e publicações de atos administrativos relativos a processos administrativos sanitários oriundos das áreas de Portos&Aeroportos, de Alimentos, de Toxicologia, de Tecnologia em Serviços de Saúde e de Produtos Derivados do Tabaco. -- Em tempo: A Portaria 465 revogou a Portaria 413. IBAMA E MMA 01. DATAS PARA ATENDIMENTO DAS EMPRESAS Através do Ofício 2860/2013 o IBAMA informou as datas para o atendimento às empresas em 2013, pelo MAPA, ANVISA e IBAMA: -- MAR = dias 19 e JUN = dias 18 e SET = dias 17 e NOV = dias 26 e INFRAÇÕES AMBIENTAIS A Instrução Normativa N o 10/2012, que trata de apuração de infrações administrativas por conduta lesiva ao meio ambiente, teve alguns dispositivos modificados pela Instrução Normativa N o 4/ SOFTWARE PARA AVALIAÇÃO AMBIENTAL DE DEFENSIVOS Os processos de avaliação ambiental e registro de agroquímicos, realizados pelo IBAMA, passam a contar com uma inovadora ferramenta de computação para avaliar o risco ambiental. O software denominado ARAquá é resultado de um projeto de pesquisa da Embrapa, o ARAquá foi desenvolvido com a participação de colaboradores da Faculdade de Tecnologia (FATEC) e da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) da Universidade Estadual Paulista (UNESP) de Botucatu (SP). O ARAquá permite,por exemplo, a simulação da contaminação de águas superficiais e subterrâneas, por meio de modelos matemáticos. 7

8 8 04. VISTAS E CÓPIAS DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS A Instrução Normativa n o 02 (de 30jan2013), que disciplinou o direito de vista e de cópias de processos administrativos e documentos que não sejam considerados sigilosos, foi republicada por ter citado no caput a Portaria 604/2011 ao invés de um Decreto de 16mai2012. Nota da Aenda: A republicação não citou o n o desse Decreto, mas deve ser o Decreto que regulamenta a Lei /2011 e que trata do acesso às informações. 05. CONFERÊNCIA SOBRE ESPÉCIES AMEAÇADAS O IBAMA designou Vanda Ferreira Carvalho para participar da 16ª Reunião da Conferência das Partes da CITES, em Bangkok/Tailândia, de 28fev a 15mar. CITES é a Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas da Fauna e Flora Selvagens. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO - MDIC 01. SERVIÇOS DE PROTOCOLOS DA SECEX Segundo a Portaria n o 03, o Serviço de Protocolo da Secretaria de Comercio Exterior (SEP/SECEX) funcionará das 8 às 18 horas, no andar térreo do Edifício do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, situado na EQN 102/103 Norte, Lote 1, Asa Norte, CEP , Brasília/DF. Esse é o protocolo geral. O Protocolo Setorial e Arquivo do Departamento de Defesa Comercial (DECOM) atuará de forma separada e independente. O Protocolo do DECOM funcionará das 8:30hs às 17:30hs, na EQN 102/103 Norte, Lote 1, Mezanino, Sala 108, CEP , Brasília/DF. 02. ALTERAÇÕES NA PORTARIA SECEX 23/ Os artigos 13, 36, 42, 43 e 44 da Portaria Secex n o 23/2011 que trata das regras operacionais do Comércio Exterior foram alterados através da Portaria Secex n o 4/ Também foi alterado o artigo 15 da Portaria Secex n o 23/2011 para ajustar aspectos da Declaração de Origem. A modificação foi processada através da Portaria Secex n o 6. BACEN 01. RESOLUÇÕES O Conselho Monetario Nacional deliberou e o BACEN publicou no DOU de 01fev essas Resoluções: -- Res = Altera prazo no financiamento de estoques em 2012, contratados via Funcafé -- Res = Prorroga prazo da linha de crédito Agricultura Familiar na região Sul afetada por seca -- Res = Prorroga prazo para financiamento com subvenção econômica previstos nas Leis /2009 e / Res = Equipara de forma facultativa o Proagro Mais (ao amparo do FTRA) ao programa PRONAF nas condições das parcelas de crédito de investimento rural para aquisição de imóveis. 8

9 9 CÂMARA FEDERAL 01. TCU VAI AUDITAR A ANVISA A Comissão da Agricultura solicitou investigação do Tribunal de Contas da União a respeito das irregularidades com a expedição de Informes de Avaliação Toxicológica de agrotóxicos efetuados na GGTOX/ANVISA. O pleito foi acolhido pelo TCU no dia 05fev, que decidiu promover uma auditoria operacional naquele órgão. ESTADOS 01. AMAPÁ -- Regras para gestão da Reserva Extrativista Terra Grande-Pracuúba: Ao estabelecer as regras o ICMBio determinou que é proibida a utilização de agrotóxicos nas áreas de roça. Em casos extremos de pragas (surtos) em que há risco de perda total da lavoura, sempre buscar alternativa de produtos naturais e em último caso, uso de agrotóxicos, desde que com autorização do ICMBio. -- Em tempo: No Diário Oficial da União de 28fev a Portaria 159 que determinava as regras para a gestão da Reserva Terra Grande-Pracuúba foi revogada. As razões não foram reveladas. 02. BAHIA -- Renova credenciamento para MEHMERI E LORDELO: A empresa prestadora de serviços FitoQuarentenários Mehmeri e Lordelo Ltda ME, de Livramento de Nossa Senhora, renovou seu credenciamento para: (a) Fumigação em Contêineres; (b) fumigação em Silos Herméticos; (c) Fumigação em Porões de Navio; e, (d) Fumigação em Câmaras de Lona. 03. ESPÍRITO SANTO -- Audiência pública sobre o uso de defensivos: O Sindicato Rural de Jaguaré realizou audiência pública como forma de esclarecimento da necessidade do uso de Defensivos através de aeronaves, que está sendo proibido em municípios vizinhos. -- IDAF tem novo Presidente: O especialista em Políticas Públicas Davi Diniz de Carvalho é o novo Diretor-Presidente do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal. Davi comandava há dois anos o Departamento de Administração e Recursos humanos do IDAF. -- Troca de embalagens vazias por mudas de árvores nativas: O INCAPER (Instituto de pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural) desenvolve um programa para incentivar os agricultores a devolverem as embalagens vazias de agroquímicos. Por essa iniciativa, os agricultores recebem mudas de ipê, jacarandá, palmito juçara ou paineira. 04. GOIÁS -- Estação Experimental PLANTECLAB: Foi credenciada pela SFA/GO a Estação Experimental da Planteclab Laboratórios Ltda., localizada na Rodovia BR 060, km 77 (à direita), Zona Rural, em Anápolis, para realizar testes agronômicos e de resíduos com agroquímicos. 05. MARANHÃO -- Renova credenciamento de GMS SERVIÇOS MARÍTIMOS: Foi renovada a autorização para a empresa GMS Serviços Marítimos Gerais Ltda, de São Luis, prestar serviços FitoQuarentenários nas modalidades de: (a) Fumigação em Porões de Navio;e, (b) Fumigação em Contêineres, ambos com Fosfina. 9

10 10 -- Renova credenciamento de TANAKA DEDETIZAÇÃO: Foi renovada a autorização para a empresa Tanaka Dedetização e Serviços Gerais Ltda, de São Luis, prestar serviços FitoQuarentenários nas modalidades de: (a) Fumigação em Porões de Navio; (b) Fumigação em Contêineres; (c) Fumigação em Silos Herméticos; e, (d) Fumigação em Câmaras de Lona. 06. MATO GROSSO DO SUL -- Taxa de cadastro para mar e abr: A UFERMS nesses meses será de R$ 17,63. A taxa de cadastro de produto custará R$ 793,35 (45 UFERMS). 07. PARAIBA -- Taxa de cadastro para mar.2013: O valor da UFR-PB será alterado para R$ 35,18 em março. Um cadastro de produto custará 6 UFR-PB x R$ 35,18 = R$ 211, PARANÁ -- IAP dispensa de licença o programa BHC: O Instituto Ambiental do Paraná dispensou de licenciamento ambiental o transporte e o armazenamento de BHC para disposição final. A Portaria n o 25 estabelece ainda alguns pontos de coleta. 09. PIAUÍ -- ADAPI interdita o produto LOCKER: litros do produto LOCKER 425 SC foram interditados em 2 fazendas. Esse produto teve o seu registro suspenso até que as possíveis atividades ilícitas ocorridas na expedição do Informe de Avaliação Toxicológica (GGTOX/ANVISA) sejam apuradas. 10 RIO DE JANEIRO -- Nova norma sobre ICMS: A Portaria SSER n o 35 dispõe sobre o entendimento da Receita Estadual referente a base de cálculo do ICMS na transferência de mercadoria fabricada no Rio de Janeiro para estabelecimento de sua titularidade instalado em outro Estado. Segundo a Portaria 35 essa base de cálculo deve ser o custo da produção industrial. O assunto é controverso. A Súmula n o 166 do Superior Tribunal de Justiça determina que não constitui fato gerador do ICMS o simples deslocamento de mercadoria de um para outro estabelecimento do mesmo contribuinte. 11. RIO GRANDE DO SUL -- Situação do PARAQUAT: SYNGENTA e HELM obtiveram liminar na Justiça e podem vender seus produtos à base do ingrediente ativo. SINON não conseguiu reverter a decisão judicial e continua sem poder vender seu produto no RS. CROSS LINK não reclamou na Justiça a determinação da FEPAM, e seu produto está com o cadastro suspenso. -- A vespa-da-galha do Eucalipto foi detectada no RS: A vespa Leptocybe invasa foi encontrada em uma propriedade em São Borja. A praga é originária da Austrália e já foi detectada na Argentina, Uruguai e oito Estados brasileiros. 10

11 RONDÔNIA -- IDARON interdita produtos ilegais: 854 litros de Defensivos sem cadastro no Estado foram interditados em uma revenda de União Bandeirantes, distrito de Porto Velho. Além disso, 71 lts do produto Proteneem (comercializado como inseticida composto) e 1 lt do fertilizante foliar Biorgânico foram interditados em Buritis, por não terem registro no MAPA. 13. RORAIMA -- Lei Estadual de Agrotóxicos: No dia 21dez2012 foi promulgada a Lei n o 881, dispondo sobre o cadastro e outras atividades com Defensivos Agrícolas e com Produtos Saneantes. O cadastro de Defensivos é na ADERR Agência de Defesa Agropecuária de Roraima e o cadastro de Saneantes é na Secretaria de Estado da Saúde (esta ainda não estabeleceu procedimentos). O cadastro de produto tem validade de 1 ano. -- Taxa de cadastro para 2013: A Lei 881 estabeleceu o valor do cadastro em 3 UFERRs. A Portaria 915/2012 da Secretaria da Fazenda estabeleceu o valor da UFERR em R$ 260,29 para o ano de Com isso, a taxa de cadastro de produto custa R$ 780, SANTA CATARINA -- Empresa que vendia embalagens de agroquímicos é interditada: A empresa RELIMPLEX, de Lages, limpava e triturava embalagens de defensivos agrícolas para vender a recicladoras, e não tinha autorização. A empresa foi interditada pela Polícia Militar Ambiental e pela CIDASC, e o proprietário responderá a processo administrativo e criminal. -- Renova credenciamento de MKB FUMIGAÇÃO: A empresa MKB Fumigação Ltda, de São Francisco do Sul, renovou seu credenciamento para prestar os seguintes serviços FitoQuarentenários: (a) fumigação em Cont6eineres com Fosfina e brometo de metila; (b) Fumigação em Silos Herméticos com Fosfina; (c) Fumigação em Porões de Navio com Fosfina; (d) Fumigação em Câmaras de Lona com Fosfina e Brometo de metila; e, (e) Tratamento Térmico. -- Renova credenciamento de F. L. FRIGO: A empresa F. L. Frigo Ltda, Ponte Serrada, renovou sua licença para realizar o serviço FitoQuarentenário denominado Tratamento Térmico. -- Credenciamento definitivo para MADEIRAS FAQUEADAS IPUMIRIM: A empresa Indústria de Madeiras Faqueadas Ipumirim S/A, de Ipumirim, obteve autorização em definitivo para realizar Tratamento Térmico para fins FitoQuarentenários. 15. SÃO PAULO -- Credencia Estação Experimental de Tatuí: Com a Portaria SFA/SP n o 48 foi credenciada a realizar testes agronômicos e de resíduos com agroquímicos a Estação Experimental de Tatuí, subordinada à APTA (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios), localizada na Rodovia Mário Batista Mori, km 38, Vila São Cristovão, CEP , em Tatuí/SP. -- Cancro Cítrico volta a crescer: Com a interrupção das inspeções realizadas pela FUNDECITRUS, o cancro cítrico (bactéria Xanthomonas citri) aumentou 39% de incidência de 2011 para 2012, estando presente em 1,39% dos talhões de citros do Estado. 11

12 12 EMPRESAS & INSTITUIÇÕES & PRODUTOS 01. MP 582 E OS DEFENSIVOS AGRÍCOLAS Em janeiro informamos neste Boletim que a decisão da reunião de advogados ocorrida no SINDAG (23jan) havia recomendado não aplicar o que reza a MP 582. Não foi bem assim. Na verdade algumas dúvidas persistiram e as recomendações foram: -- Incidência de 1% de COFINS sobre produtos formulados importados: Até o momento da reunião as empresas relataram que importaram sem pagar o COFINS (a Lei /2004 reduziu a zero as alíquotas de PIS e COFINS na importação de Defensivos Agrícolas) e não houve qualquer sanção. Realmente houve consenso sobre o não pagamento, mas não houve recomendação. -- Contribuição ao INSS de 1% da receita bruta mensal no lugar de 20% da folha de pagamento: as discussões concluíram que para algumas empresas essa alteração diminuía a Contribuição, mas para outras aumentava. -- Como não cumprir as determinações da MP 582 representa um risco em termos de sanções, o SINDAG solicitou uma audiência com as autoridades federais para esclarecer o assunto, mas até esse momento sem êxito. 02. FIESP REVISA NÚMEROS DE IMPORTAÇÃO DO MDIC A FIESP fez um trabalho junto ao MDIC para rever os números de importação de insumos agropecuários, numa tentativa de ajustar melhor os NCMs alcançados e aproximar mais os números do MDIC aos reais números do mercado. Para Defensivos o levantamento apresentou: IMPORTAÇÃO DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS EM US$ MILHÕES - FOB FIESP (estimado) MDIC original (publicado) Considerando como base o ano de 2007, até 2011 houve um aumento de 140% nos valores importados. Se considerarmos de 2007 a 2012 (5 anos) o aumento foi de 163%. 03. NÚMEROS DO INPEV EM 2012 O Instituto deu destinação correta a toneladas de embalagens vazias de Defensivos Agrícolas, um crescimento de 9% em relação a NORMAS ABNT SOBRE PRESERVATIVOS PARA MADEIRA -- Revisão da NBR 6232: A última versão era de Agora, a norma atualizou os métodos analíticos, os equipamentos e acrescentou ensaios de retenção. O título da norma é Penetração e Retenção de Preservativos em Madeira Tratada sob Pressão. -- NBR Norma sobre Sistema de Categoria de Uso em Preservação de Madeiras: Essa é uma nova norma lançada para auxiliar na decisão sobre qual espécie de madeira escolher para um determinado projeto arquitetônico e qual o tratamento adequado contra insetos e fungos, por exemplo. 12

13 SINDAG-AVIAÇÃO RECLAMA DA ORIENTAÇÃO 01 DO MAPA Segundo o SINDAG-AVIAÇÃO a Orientação Técnica 01/2011 da CGAA/MAPA repassa aos Estados a fiscalização sobre a atividade de aviação agrícola e isso traz um complicador em razão de interpretações diversas sobre aspectos não muito claros na legislação. A fiscalização pela União já havia ultrapassado essa fase de interpretações diversas. A entidade também quer participar de recém criado GT para discutir a legislação da aviação agrícola. 06. SINDAG-DEFENSIVOS COMUNICA Na reunião de fev a Comissão de Comunicação anunciou: -- No mês de março será iniciada a Comunicação para a Imprensa, já dentro do novo escopo definido na Comissão. -- Trabalho de agência contratada pela ANDEF recomenda que o setor evite a palavra agrotóxico em suas comunicações, substituindo por Defensivos Agrícolas ou Agroquímicos -- O boletim CONEXÃO do SINDAG passa por reestruturação e será bem mais robusto e via Internet, como parte do novo portal que está sendo desenvolvido. -- O SINDAG-DEFENSIVOS, para diferenciação do SINDAG-AVIAÇÃO, irá alterar seu nome para SINDIVEG. 07. RIZOFLORA DESENVOLVE FUNGO CONTRA NEMATÓIDE A empresa Rizoflora Biotecnologia, vinculada à Universidade Federal de Viçosa, está desenvolvendo uma cepa do fungo Pochonia chlamydosporia para combate a nematoides. O produto já tem marca comercial, será Rizotec. 08. CONFAEAB TEM NOVA DIRETORIA A Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil elegeu sua nova Diretoria para a gestão Presidente Ângelo Petto (SP) Vice-Presidente Emílio Elias Mouchrek Filho (MG) Vice-Presidentes (regiões) Antonio Joaquim do Espírito Santo (Norte AM); Naum de Araújo (Nordeste SE); Helder Paulo Carnielli (Sudeste ES); Walter Valverde Junior (Centro-Oeste MT); e, Luiz Antonio Corrêa Lucchesi (Sul PR). Primeiro Secretário = Raul Zucatto (SC); Segundo Secretário = Maria Helena Araujo (CE) Primeiro Tesoureiro = Arício R. Silva (SE); Segundo Tesoureiro = Dinaldo R. Trindade (PA) Conselho Fiscal (efetivos) = Francisco Auricélio de Oliveira Costa (RN); José Renato Catarino (GO); e José Vieira Jucá (TO) Departamentos: (a) Política Profissional Kleber Souza dos Santos (DF); (b) Relações Públicas Antonio Alberto Diniz de Medeiros (PB); (c) Técnico Científico Dirson Artur Freitag (MS); e, (d) Relações Internacionais João Sebastião de Paula Araujo (RJ) EVENTOS FEVEREIRO ESALQ: SIMPÓSIO DO FEIJÃO O Depto. Produção Vegetal promoveu de 04 a 06fev o XII Simpósio da Cultura do Feijão, no Anfiteatro da UNIMEP (Rodovia do Açúcar-SP 308, km 156, entre Piracicaba e Rio das Pedras). Contato: e (19) /

14 CONGRESSO PAULISTA DE FITOPATOLOGIA O XXXVI Congresso Paulista de Fitopatologia foi realizado entre 19 e 21fev2013 na cidade de São Paulo. O evento é uma promoção da Associação Paulista de Fitopatologia - APF e do Instituto Biológico. Contato: (19) / (19) ou 03. TROPICAL FUSARIUM 2013 O Departamento de Fitopatologia da Universidade Federal de Lavras/MG convidou para o Tropical Fusarium Workshop Lavras 2013, de 25fev a 01mar. É um curso teórico-prático. 04. SHOW RURAL COOPAVEL 2013 Feira tradicional (25 anos) de Cascavel/PR, foi realizada de 04 a 08fev2013. Contato: (45) ou 05. VIÇOSA: MESTRADO EM DEFESA FITOSSANITÁRIA Até 28fev as inscrições ficaram abertas para o Mestrado Profissional em Defesa Sanitária vegetal, na Universidade Federal de Viçosa/MG. Contato: Ângelo Pallini Filho (Coordenador), Fone: (31) e II CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM DEFESA SANITÁRIA VEGETAL Esse curso é administrado pelo Prof. Dr. Marcelo de Costa Ferreira e organizado pela FUNEP em Jaboticabal/SP. Será realizado entre 22fev a 22jun, inclusive com aulas quinzenais às sextasfeiras e aos sábados. Informação: MARÇO EXPODIRETO 2013 A cooperativa COTRIJAL, de Não-me-toque/RS, organiza entre 04 e 08mar, a 14ª edição da Feira Internacional EXPODIRETO. Informações: 02. EXPO UMUARAMA 2013 De 07 a 17mar a cidade de Umuarama/PR estará apresentando sua 39ª Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial (12ª Internacional), no Parque de Exposições Dario Pimenta Nóbrega. Contatos: Sociedade Rural de Umuarama (44) ; 03. AGROCAFÉ 2013 SALVADOR O 14º Simpósio Nacional do Agronegócio Café AGROCAFÉ estará acontecendo no Hotel Othon Palace, em Salvador/BA, de 11 a 13mar. Ver e fone (71) CURSO GHS DA ABIQUIM Nos dias 13 e 14mar a ABIQUIM realizará o curso Critérios de ClassificaçÃO E Rotulagem de Produtos Químicos e a Comunicação de Perigos, segundo o GHS. Para detalhes e incrição acessar 14

15 SEMINÁRIO GHS NO MERCOSUL Haverá em Montevidéu/Uruguai, no dia 15mar, no Hotel Holiday Inn (Colônia 823) um Seminário da ECONORMAS par apresentação dos resultados do levantamento normativo e proposta para a implementação do Sistema Globalmente Harmonizado de Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos. Ver 06. FENICAFÉ 2013 Nos dias 20, 21 e 22mar, a cidade de Araguari/MG apresenta a FENICAFÉ Feira Nacional de Irrigação em Cafeicultura (Pica-Pau Country Club), e simultaneamente, o XV Simpósio de Pesquisa em Cafeicultura Irrigada. Informações com a Associação dos Cafeeicultores do Araguari ACA, (34) ; 07. EXPOAGRO AFUBRA A Associação dos Fumicultores do Brasil AFUBRA organiza entre 20 a 21mar uma exposição agropecuária que objetiva mostrar o potencial da região do Vale do Rio Pardo. Será no Parque de Exposições Expoagro Afubra, na BR-471, km 143, Rincão Del Rey, Rio Pardo/RS, CEP Informações: 08. V CURSO DE TRATAMENTO DOMISSANITÁRIO O Centro de Convenções da UNESP de Jaboticabal/SP hospedará entre 20 e 22mar o V Curso de Tratamento Domissanitário Manejo de Vetores e Pragas urbanas. Informações pelo telefone (16) ou 09. SHOW AGRÍCOLA DE PALMA SOLA/SC O grupo Crestani apresenta entre 20 a 24mar o seu 12º SHOW AGRÍCOLA na Rodovia SC-471, km 13 (Trevo), CEP , em Palma Sola/SC. Informes: fone (49) ABRIL ENCONTRO DE FRUTICULTURA DE JARINU/SP A Associação Hortifrutiflores de Jarinu convida para o 9º Encontro de Fruticultura que será realizado no dia 12abr. Contate Deyse Santos Soranz pelos fones (11) e Veja detalhes no 02. WORKSHOP SOBRE ESTRESSE ABIÓTICO EM PLANTAS A UNESP de Jaboticabal fará em 18 e 19 de abril esse Workshop. Alguns pesquisadores entendem que a compreensão dos mecanismos de resposta aos estresses é fundamental para o aumento nas produtividades agrícolas. E atribuem efeitos fisiológicos que alguns fungicidas apresentam, à presença de compostos que induzem a redução dos estresses, como o ácido jasmônico. Contato: 03. CONGRESSO DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS NATURAIS O VI Congresso Brasileiro de Defensivos Agrícolas Naturais VI COBRADAN será realizado em João Pessoa/PB, de 23 a 26abr. Veja 15

16 16 NOTÍCIAS DIVERSAS 01. JUSTIÇA DEFINE O INÍCIO DO PRAZO PARA PATENTES Com a adesão do Brasil ao acordo TRIPS, cujos princípios nortearam a Lei de Propriedade Industrial n o 9.279/1996, surgiu o regime denominado PIPELINE. Por esse regime as patentes concedidas no exterior foram validadas automaticamente no Brasil, com prazo máximo de 20 anos. A discussão que tem ido para a Justiça é sobre o início da contagem desse prazo. Para o INPI o prazo é iniciado a partir do 1º depósito da patente no exterior. Para alguns fabricantes, o prazo deve ser iniciado a partir da última data de depósito no exterior, em razão de prorrogações obtidas. Até 2009 o INPI era derrotado na Justiça, mas a partir do julgamento do antihipertensivo Diovan da NOVARTIS, o entendimento do Tribunal foi alterado. A partir daí o INPI passou a ganhar todos os processos. O mais recente envolveu três produtos farmacêuticos da PFIZER. A decisão foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico no início deste mês. 02. NOTA DA CNA SOBRE MONSANTO E OS ROYALTIES A CNA divulgou em seu site uma Nota Oficial rejeitando a proposta que a MONSANTO está apresentando aos produtores de soja, a qual inclui compromisso com termo de licenciamento por tecnologias que sequer estão no mercado. 03. STJ NEGA RENOVAÇÃO DA PATENTE DA SOJA RR O Supremo Tribunal Federal negou em 22fev o pedido de renovação ou porrogação da patente da MONSANTO relativa à biotecnologia da soja Roundup Ready (RR), resistente ao herbicida GLIFOSATO. Com isso a multinacional perde o direito de cobrar royalties sobre essa tecnologia. Ainda cabe recurso. 04. MONSANTO SUSPENDE ROYALTIES A MONSANTO comunicou que vai suspender a cobrança de royalties sobre o uso da soja transgênica com a tecnologia Roundup Ready (chamada RR1) até que a Justiça bata o martelo sobre a validade da patente da companhia no Brasil. A empresa apresentou ainda uma nova proposta de acordo com os agricultores, excluindo do texto anterior ops termos de licenciamento da soja Intacta. 05. BB AGRONEGÓCIO GIRO Essa é a nova linha para crédito rotativo de capital de giro. As taxas variam entre 1,15% a 2,36% ao mês. É uma forma de atender rapidamente necessidades urgentes do agricultor. 06. CAIXA ECONÔMICA APOSTA NO CRÉDITO RURAL A Caixa Econômica Federal prepara expansão do atendimento a crédito rural em todo o país. As operações começaram por 63 agências e a rede será expandida em

17 ARTIGO DO PRESIDENTE DA ANDEF João Lammel, Presidente do Conselho Diretor da ANDEF, assina artigo no jornal Correio Braziliense sobre a distribuição de alimentos no mundo e o esforço brasileiro para aumento de produtividade nas lavouras, com a intensificação de tecnologias. 08. BASF LANÇA SERVIÇO AGRODECTA Com base em monitoramento agrometeorológico e informações sobre ocorrência de doenças processadas em modelo matemático a BASF lançou essa ferramenta de assistência técnica para que o agricultor saiba qual o momento mais indicado para realizar o controle fitossanitário. Para dar suporte ao sistema a empresa dispõe de 250 estações espalhadas em 10 Estados. A ocorrência de uma doença pode ser prevista com 10 dias de antecedência. 09. BASF PATROCINA VILA ISABEL A Escola de Samba Unidos de Vila Isabel, do Rio de Janeiro, homenageou o agricultor brasileiro no Carnaval deste ano. O enredo (A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo água no feijão que chegou mais um...) mostrou a importância do trabalho do agricultor e a relevância da agricultura brasileira. Foram componentes e 32 alas que desfilaram. Alegorias sobre fruticultura, colheita de grãos, girassóis e até sobre as pragas que atacam as lavouras. Estima-se que a BASF investiu R$ 6 milhões. Anotamos os versos do samba-enredo: O galo cantou com os passarinhos no esplendor da manhã agradeço a deus por ver o dia raiar o sino da igrejinha vem anunciar preparo o café, pego a viola, parceira de fé caminho da roça, e semear o grão... saciar a fome com a plantação é a lida... arar e cultivar o solo ver brotar o velho sonho alimentar o mundo, bem viver a emoção vai florescer Ô muié, o cumpadi chegou puxa o banco, vem prosear bota água no feijão já tem lenha no fogão faz um bolo de fubá Pinga o suor na enxada a terra é abençoada preciso investir, conhecer progredir, partilhar, proteger... cai a tarde, acendo a luz do lampião a lua se ajeita, enfeita a procissão de noite, vai ter cantoria e está chegando o povo do samba é a Vila, chão da poesia, celeiro de bamba Vila, chão da poesia, celeiro de bamba Festa no arraiá, é pra lá de bom ao som do fole, eu e você a Vila vem plantar felicidade no amanhecer" 10. PRODUTORES TÊM NOVO PRAZO PARA DÍVIDAS Os produtores rurais com passivos inscritos na Dívida Ativa da União (DAU) têm até 31ago2013 para repactuar ou liquidar débitos provenientes de operações de crédito rural, segundo a Portaria PGFN n o INDENIZAÇÃO PARA EX-TRABALHADORES DA SHELL Este mês houve audiência de conciliação no Tribunal Superior do Trabalho entre representantes da SHELL e BASF (antiga fábrica de Agroquímicos em Paulínia/SP) e representantes de exempregados para discutirem as indenizações. Não houve acordo. 17

18 18 AENDA EM NOTÍCIAS 01. AENDA COORDENA CURSO SOBRE FIVE-BATCH Em parceria com a WBC Consultoria, a AENDA organiza a 1ª turma de 10 pessoas para treinamento do teste analítico conhecido por 5-Batch Analysis, que é a base para registrar produtos técnicos. A 1ª turma está prevista para 24 e 25abr. -- Como no 2º dia de inscrição foi fechada a 1ª turma, e no 3º dia a 2ª turma; estamos programando uma 3ª turma. -- Técnicos de empresas não associadas também são aceitos. 02. NOVOS PRODUTOS EM 2012 A revista AGROW todo início de ano faz uma compilação dos ingredientes ativos registrados, lançados ou apresentados em encontros científicos no ano que passou. Na AENDA nós traduzimos esse compilado e separamos o que realmente foi um NOVO INGREDIENTE ATIVO em relação às edições anteriores. Em 2012 tivemos: -- Bioherbicida = PHOMA MACROSTOMA e STREPTOMYCES ACIDISCABIES -- Fungicida = ENESTROBURIN, FENPYRAZAMINE, FLUOPYRAM e SEXADANE -- Biofungicida = AUREOBASIDIUM PULLULANS, BACILLUS AMYLOLIQUEFA- CIENS e TRICHODERMA VIRENS+TRICHODERMA HARZIANUM RIFAI -- Bactericida = CLAVIBACTER MICHIGANENSIS subsp. MICHIGANENSIS (Bacteriófago) -- Inseticida = CYANTRANILIPROLE e PYRIFLUQUINAZON -- Bioinseticida = HELICOVERPA ARMIGERA e PASTEURIA MISHIZAWAE -- Fumigante = PHOSPHANE 03. MERCADO DE PESTICIDAS 2012_PRELIMINAR Ainda sem os números por categoria, por cultura e por estado, encaminhamos os demais dados deste nosso Relatório Anual sobre os Defensivos no Brasil. Neste Relatório constam: -- Faturamento anual dos Defensivos, desde Cenários das principais culturas em Variação geral dos preços em Crédito Agrícola -- Seguro Rural -- Dados Econômicos em geral (PIB, Juros básicos, Câmbio, Inflação) -- Importação e Exportação, segundo o MDIC, segundo a FIESP e segundo o SINDAG -- Especialidades x Genéricos -- Distribuição da Renda Rural -- Preço da Terra -- Antidumping do Glifosato -- Destinação de embalagens vazias -- Legislação de Defensivos Agrícolas e de Domissanitários Desinfestantes (Monografias novas, Reavaliações, Leis, Decretos, Portarias, Resoluções, Inst. Normativas, C. Públicas) -- Destaques da Fiscalização, e -- Setor de Transgênicos 18

19 FUTUROS NOVOS ATIVOS NO BRASIL AENDA analisou as tabelas disponíveis de processos em andamento na ANVISA e descobriu os seguintes ingredientes ativos ainda desconhecidos no Brasil: Ciflumetofem (Arysta) Aminociclopiraclor (Dow) Flucarbazone-sódico (Arysta) Aminociclopiraclor+Benzovindiflupir(Dow) Paecilomyces lilacinus (Ballagro) Espinetoram (Dow) Ametoctradin (Basf) Piroxulam (Dow) Diimoxistrobina (Basf) Ciantraniliprole (Du Pont) Fluxapiroxade (Basf) Piribenzoxim (FMC) Metaflumizona (Basf) Dinotefuram (Iharabras) Saflufenacil (Basf)(*) Metominostrobina (Iharabras) Bixafen (Bayer) Bistriflurom (Iharabras) Fluopiram (bayer) Flutolanil (Iharabras) Indaziflam (Bayer) Tolfenpirade (Iharabras) Penflufen (Bayer) Benalaxil-M (Isagro) Tiencarbendazona-metil (Bayer) Icaridina (Pirisa) Ipconazole (Chemtura) Reynoutria sachalinensis (Prophyto) Valifenate (Chemtura) Piridalil (Sumitomo) Fenazaquim (Cross Link) Benzovindiflupir (Syngenta) Oximatrine (Dinagro) Sedaxane (Syngenta) (*) O registro foi publicado este mês 05. ARTIGO MONITORAMENTO DE RESÍDUOS O artigo da AENDA enaltece o esforço do MAPA no monitoramento de resíduos dos agroquímicos, efetivado diretamente no campo. Discute as inconformidades em algumas culturas e traz ideias para uma revisão da Instrução Normativa 001/2010 que veio para ampliar o registro de produtos para pequenas culturas, mas que ainda não deslanchou. 06. DADOS DO GOVERNO SOBRE VOLUME DE AGROQUÍMICOS AENDA resolveu solicitar ao governo que disponibilize os dados sobre quantidade de ingredientes ativos comercializados no Brasil e que são coletados pelo IBAMA, MAPA e ANVISA, junto às empresas. A petição foi baseada na Lei de Acesso à Informação. Esses dados podem possibilitar: 1) Possibilitar o acompanhamento dos ingredientes ativos utilizados para projetar redução na utilização de ingredientes ativos mais tóxicos (saúde e meio ambiente). 2) Verificar a possibilidade de diminuir o número de intoxicações a campo, através de medidas de mitigação de risco, mediante o confronto dos dados com as intoxicações agudas. 3) Verificar quais ingredientes ativos detêm registros, mas não são mais comercializados, de modo a possibilitar um questionamento às associadas acerca dos reais motivos que manteriam esses registros ativos e, se for o caso, solicitar a esta que proceda ao respectivo cancelamento. 4) Verificar o volume de produtos realmente produzidos no Brasil, mediante confronto com os dados existentes no mercado relativo ao volume de importações. 5) Analisar a possibilidade de desabastecimento de produtos no Brasil em uma eventual emergência fitossanitária. 6) Confrontar os dados de produção/formulação local, com futuros pleitos de alteração nas alíquotas de imposto de importação. 19

20 RELATÓRIOS MENSAIS DA AENDA -- Notícias da Aenda = Disponível mensalmente no site -- Novidades em Produtos = Notícias internacionais sobre empresas e produtos, são enviadas todos os meses para associados e interessados cadastrados. -- Aenda Sinais = Notícias internacionais sobre produtos sinalizando os primeiros lançamentos e desenvolvimentos (verde), as ameaças (amarelo), re-registros e reavaliações (cinza) e proibição de produtos (vermelho), são enviadas todos os meses aos associados e a interessados cadastrados. -- Relatório dos Atos de registro do MAPA = Relação de todos os Atos de fev2013, classificados por objetivos. Exclusivo para associados. 08. PARTICIPAÇÃO EM REUNIÕES E EVENTOS -- Reunião no CONAMA sobre herbicidas aquáticos -- Reunião na ABAS sobre Produtos Saneantes para Gramados Esportivos -- Reunião da Comissão de Comunicação no SINDAG -- Reunião do Conselho do inpev -- Reunião na ANCHAM sobre enquete ANVISA -- Reuniões do GT de reavaliação do Imidacloprid -- Câmara de Insumos da Secretaria da Agricultura de São Paulo -- Entrevista com economista da UNICAMP sobre o setor de agroquímicos -- Entrevista com jornalista da revista RETRATO sobre o setor de agroquímicos -- Reunião sobre preparativos para o ENFISA 09. REUNIÕES INTERNAS DA AENDA -- Conselho Diretor = Houve reunião em 21fev, ocasião em que foram pautados os seguintes assuntos: (a) Programação para Assembléia (Data, Orçamento, Metas, Eleição de Conselho); (b) Projeto de Lei 3062 (aumento de taxas na ANVISA); (c) Regulamentação para Mistura em Tanque; (d) Litígio da Classificação Toxicológica de Produtos Formulados; (e) Propostas para solucionar a inoperância do sistema de registro; (f) Planejamento estratégico; e, (g) Discussão sobre Ação Judicial referente a não cumprimento do prazo para análise dos pedidos de registro. AENDA Associação Brasileira dos Defensivos Genéricos Av. Dr. Vieira de Carvalho, 172 8º andar CEP: São Paulo / SP PABx: (11) Esta é uma resenha basicamente voltada para os associados da AENDA, que ao longo do mês recebem essas informações de maneira mais detalhada. Por alcançar fatos e notícias de uma ampla área do universo fitossanitário, proporcionando uma visão abrangente do setor, a associação resolveu divulgá-la também a uma carteira selecionada do público externo. 20

-- REGISTROS CONCEDIDOS_2013 O MAPA disponibilizou em seu site tabela com os primeiros 14 registros de 2013.

-- REGISTROS CONCEDIDOS_2013 O MAPA disponibilizou em seu site tabela com os primeiros 14 registros de 2013. 1 Notícias da AENDA Fevereiro 2013 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA 01. ATOS SOBRE REGISTROS DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS Em fevereiro a CGAA publicou no Diário Oficial da União: -- em 07fev = o Ato 05 (04fev) referente

Leia mais

SITUAÇÃO DO MERCADO DE AGROTÓXICOS NO MUNDO E NO BRASIL

SITUAÇÃO DO MERCADO DE AGROTÓXICOS NO MUNDO E NO BRASIL SITUAÇÃO DO MERCADO DE AGROTÓXICOS NO MUNDO E NO BRASIL - Fontes oficiais de diversos estudos realizados por: BNDES, FIESP, SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS, DIEESE E ANVISA CAMPANHA NACIONAL

Leia mais

SUMÁRIO. 1 - Lavouras... 5. 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra 2012 Brasil...

SUMÁRIO. 1 - Lavouras... 5. 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra 2012 Brasil... ...... PRODUÇÃO DAS LAVOURAS EM MARÇO DE 2012 SUMÁRIO 1 - Lavouras... 5 TABELAS DE RESULTADOS Safra 2012 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra

Leia mais

4º ENCONTRO DE FISCALIZAÇÃO E SEMINÁRIO REGIONAL SOBRE AGROTÓXICOS Regional Sul/ Sudeste/ Centro-Oeste. Carta de Goiânia

4º ENCONTRO DE FISCALIZAÇÃO E SEMINÁRIO REGIONAL SOBRE AGROTÓXICOS Regional Sul/ Sudeste/ Centro-Oeste. Carta de Goiânia 4º ENCONTRO DE FISCALIZAÇÃO E SEMINÁRIO REGIONAL SOBRE AGROTÓXICOS Regional Sul/ Sudeste/ Centro-Oeste Carta de Goiânia Aos 15 dias do mês de abril do ano de, nesta cidade de Goiânia, GO, representantes

Leia mais

EVOLUÇÃO DO CONSUMO DE AGROTOXICOS NO BRASIL 2003-2007

EVOLUÇÃO DO CONSUMO DE AGROTOXICOS NO BRASIL 2003-2007 EVOLUÇÃO DO CONSUMO DE AGROTOXICOS NO BRASIL 2003-2007 Resumo com base em dados publicados pela Andef- Associação Nacional das Empresas de Defensivos Agrícolas (ORGANIZADOS pelo Diretor executivo da ANDEF

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Política Econômica CMN 29.07.2009 Votos Agrícolas Brasília-DF, 29 de julho de 2009. RESUMO DOS VOTOS DA ÁREA AGRÍCOLA REUNIÃO DO CMN JULHO 2009 1 ESTABELECE NOVO PRAZO

Leia mais

25/06/2015 PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Câmpus de Jaboticabal DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO. Sinonímias: Agrotóxicos

25/06/2015 PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Câmpus de Jaboticabal DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO. Sinonímias: Agrotóxicos UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Câmpus de Jaboticabal Depto. Fitossanidade Tecnologia de Aplicação Introdução Cultivo de plantas graníferas (culturas anuais) na safra 2014/15: Área de 57,21 milhões de ha

Leia mais

48º Congresso Brasileiro de Olericultura

48º Congresso Brasileiro de Olericultura Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 48º Congresso Brasileiro de Olericultura Lei dos agrotóxicos e implicações em minor crops Dr. Débora Maria Rodrigues Cruz Maringá, 29 de julho de 2008

Leia mais

Ações de apoio à Produção Agrícola Gilson Bittencourt

Ações de apoio à Produção Agrícola Gilson Bittencourt Ações de apoio à Produção Agrícola Gilson Bittencourt gilson.bittencourt@fazenda.gov.br 1 Ações de apoio à Produção Agrícola Safra 2008/2009 Lançamento do Plano de Safra da Agricultura Empresarial com

Leia mais

Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente Cenário Mundial. Recife, 04 de dezembro de 2008

Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente Cenário Mundial. Recife, 04 de dezembro de 2008 Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente Cenário Mundial Recife, 04 de dezembro de 2008 Lei 7.802/1989 artigo 3º Agrotóxicos só poderão ser produzidos, importados, exportados, manipulados comercializados

Leia mais

Sobre a incompetência do sistema de registro de agrotóxicos

Sobre a incompetência do sistema de registro de agrotóxicos Sobre a incompetência do sistema de registro de agrotóxicos Reginaldo Minaré A produção agrícola ocupa posição de destaque na comunidade brasileira, produz, de fato, os alimentos necessários à população

Leia mais

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Organização Internacional do Café - OIC Londres, 21 de setembro de 2010. O Sistema Agroindustrial do Café no Brasil - Overview 1 Cafés

Leia mais

Acesso a Sementes, Soberania e Segurança alimentar Painel da Mesa de Controvérsias sobre Transgênicos

Acesso a Sementes, Soberania e Segurança alimentar Painel da Mesa de Controvérsias sobre Transgênicos Acesso a Sementes, Soberania e Segurança alimentar Painel da Mesa de Controvérsias sobre Transgênicos CONSEA Vicente Almeida Presidente do SINPAF O que é o SINPAF? É o Sindicato Nacional que representa

Leia mais

Etapas para a Certificação do Café: Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café

Etapas para a Certificação do Café: Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café Etapas para a Certificação do Café: Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café Marcus Vinícius Martins M.Sc. em Agronomia Fiscal Federal Agropecuária

Leia mais

Legislação Federal e o Sistema de Registro de Agrotóxicos no Brasil

Legislação Federal e o Sistema de Registro de Agrotóxicos no Brasil Seminário Legislação de Agrotóxicos, Receituário Agronomico, Comercialização e Uso - Aspectos Técnicos e Legais Legislação Federal e o Sistema de Registro de Agrotóxicos no Brasil Engº Agrº Júlio Sérgio

Leia mais

Instrumento de Defesa Sanitária. Programa de Seguro Sanitário da Citricultura

Instrumento de Defesa Sanitária. Programa de Seguro Sanitário da Citricultura Instrumento de Defesa Sanitária Programa de Seguro Sanitário da Citricultura 1 Reportagem com comentários do Dr. Lourival Monaco e Dr. Juliano Ayres do FUNDECITRUS O setor produtivo e pesquisadores estimam

Leia mais

PLATAFORMA DE GESTÃO AGROPECUÁRIA ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA CNA/MAPA

PLATAFORMA DE GESTÃO AGROPECUÁRIA ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA CNA/MAPA PLATAFORMA DE GESTÃO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA CNA/MAPA Histórico 1997 - U E publica Council Regulation CE 820/97 Inicio da Rastreabilidade para os membros do bloco e para países exportadores para o

Leia mais

23ª ABERTURA DA COLHEITA DO ARROZ. Restinga Seca - RS. Diretoria de Agronegócios (DF)

23ª ABERTURA DA COLHEITA DO ARROZ. Restinga Seca - RS. Diretoria de Agronegócios (DF) 23ª ABERTURA DA COLHEITA DO ARROZ Restinga Seca - RS 21-02-2013 Protagonista do Agronegócio Mundial Brasil Protagonista do Agronegócio Mundial População crescerá 2,15 bilhões de habitantes até 2050, elevando

Leia mais

O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010

O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010 O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010 O IBGE realizou, em outubro, o primeiro prognóstico para

Leia mais

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Resultados incluem primeiro ano de cultivo de milho geneticamente modificado, além das já tradicionais

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural PROJETO FIP-ABC. Produção sustentável em áreas já convertidas para o uso agropecuário (com base no Plano ABC)

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural PROJETO FIP-ABC. Produção sustentável em áreas já convertidas para o uso agropecuário (com base no Plano ABC) Serviço Nacional de Aprendizagem Rural Serviço Nacional de Aprendizagem Rural PROJETO FIP-ABC Produção sustentável em áreas já convertidas para o uso agropecuário (com base no Plano ABC) Descrição do contexto

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE OS ROYALTIES DA RR1

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE OS ROYALTIES DA RR1 PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE OS ROYALTIES DA RR1 1) De que se trata a ação das entidades de Mato Grosso contra a Monsanto? A Famato - Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso - em parceria

Leia mais

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA O uso da terra no Brasil Evolução das Áreas de Produção Milhões de hectares 1960 1975 1985 1995 2006 Var.

Leia mais

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Relatório com as principais notícias divulgadas pela mídia

Leia mais

ENTREVISTA COLETIVA. Senadora Kátia Abreu Presidente da CNA. 10 de julho de 2013. Compromisso com o Brasil

ENTREVISTA COLETIVA. Senadora Kátia Abreu Presidente da CNA. 10 de julho de 2013. Compromisso com o Brasil ENTREVISTA COLETIVA Senadora Kátia Abreu Presidente da CNA 10 de julho de 2013 Compromisso com o Brasil 1 Uso do Solo no Brasil Cidades e Infraestrutura 0,2% Terras Devolutas do Incra 17,6% Outros Usos:

Leia mais

Palavras chave: sustentabilidade, insumos agrícolas, empresas transnacionais.

Palavras chave: sustentabilidade, insumos agrícolas, empresas transnacionais. SEMEANDO A (IN) SUSTENTABILIDADE: DISCUSSÃO SOBRE A UTILIZAÇÃO DE INSUMOS QUÍMICOS NA AGRICULTURA Autora: Doris Sayago 1 Instituição: Centro de Desenvolvimento Sustentável CDS/UnB Palavras chave: sustentabilidade,

Leia mais

adota a seguinte Consulta Pública e eu, Diretor Presidente, determino a sua publicação:

adota a seguinte Consulta Pública e eu, Diretor Presidente, determino a sua publicação: Agência Nacional de Vigilância Sanitária www.anvisa.gov.br Consulta Pública nº 37, de 15 de junho de 2009. D.O.U de 17/06/09 A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso das

Leia mais

POLÍTICA de GARANTIA de PREÇOS MÍNIMOS - PGPM

POLÍTICA de GARANTIA de PREÇOS MÍNIMOS - PGPM Diretoria de Política Agrícola e Informações - Dipai Superintendencia de Gestão da Oferta - Sugof POLÍTICA de GARANTIA de PREÇOS MÍNIMOS - PGPM Por: Carlos Eduardo Tavares Maio de 2012 RAZÃO DA POLÍTICA

Leia mais

Um ano de farta colheita

Um ano de farta colheita Um ano de farta colheita Estamos muito felizes, pois o trabalho que realizamos em 2012 rendeu uma farta colheita, como demonstramos neste balanço: o Balanço de Atividades ANDEFedu de 2012. Além de palestras

Leia mais

PRONAMP PROGRAMA NACIONAL DE APOIO AO MÉDIO PRODUTOR RURAL. novembro de 2013

PRONAMP PROGRAMA NACIONAL DE APOIO AO MÉDIO PRODUTOR RURAL. novembro de 2013 PRONAMP PROGRAMA NACIONAL DE APOIO AO MÉDIO PRODUTOR RURAL novembro de 2013 EVOLUÇÃO DO FINANCIAMENTO RURAL 160,0 1200% 140,0 1100% 1000% 120,0 900% BILHÕES 100,0 80,0 60,0 40,0 424% 349% 800% 700% 600%

Leia mais

Ministério da Saúde Conselho Nacional de Saúde/CNS

Ministério da Saúde Conselho Nacional de Saúde/CNS Ministério da Saúde Conselho Nacional de Saúde/CNS Ministério da Saúde Conselho Nacional de Saúde/CNS Comissão Nacional de Ética em Pesquisa 256ª Reunião Ordinária CNS Jorge Alves de Almeida Venancio 09/04/2014

Leia mais

1 Lavouras. 1.1 Produção de cereais, leguminosas e oleaginosas quinta estimativa da safra 2012, em relação à produção obtida em 2011

1 Lavouras. 1.1 Produção de cereais, leguminosas e oleaginosas quinta estimativa da safra 2012, em relação à produção obtida em 2011 1 Lavouras 1.1 Produção de cereais, leguminosas e oleaginosas quinta estimativa da safra 212, em relação à produção obtida em 211 A quinta avaliação da safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO (VBP) AGROPECUÁRIO Julho/2015 R$ milhões VBP PRINCIPAIS PRODUTOS AGRÍCOLAS LAVOURAS

Leia mais

comparações interlaboratoriais propostos pelo MAPA e avaliação do desempenho dos técnicos do laboratório em treinamentos.

comparações interlaboratoriais propostos pelo MAPA e avaliação do desempenho dos técnicos do laboratório em treinamentos. ANEXO CRITÉRIOS PARA CREDENCIAMENTO, RECONHECIMENTO, EXTENSÃO DE ESCOPO E MONITORAMENTO DE LABORATÓRIOS NO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA Art. 1º Os critérios constantes deste

Leia mais

AJUSTE E FIXAÇÃO DE ÍNDICES DE RENDIMENTO

AJUSTE E FIXAÇÃO DE ÍNDICES DE RENDIMENTO AJUSTE E FIXAÇÃO DE ÍNDICES DE RENDIMENTO QUE INFORMAM O CONCEITO DE PRODUTIVIDADE Março 2005 APLICAÇÃO DOS ÍNDICES Função Social da Propriedade exige níveis satisfatórios de produtividade Vistoria do

Leia mais

CADASTRO E PLANO DE TRABALHO SIMPLIFICADO ANTECIPAÇÃO DO VAZIO SANITÁRIO DA SOJA - SAFRA 2015/16

CADASTRO E PLANO DE TRABALHO SIMPLIFICADO ANTECIPAÇÃO DO VAZIO SANITÁRIO DA SOJA - SAFRA 2015/16 CADASTRO E PLANO DE TRABALHO SIMPLIFICADO ANTECIPAÇÃO DO VAZIO SANITÁRIO DA SOJA - SAFRA 2015/16 IDENTIFICAÇÃO DO IRRIGANTE Nome do Produtor: Nome da Propriedade: Endereço da Lavoura: CEP: Município: Estado:

Leia mais

IV - somente tiverem registro de importação em data anterior a 12 de agosto de 1997.

IV - somente tiverem registro de importação em data anterior a 12 de agosto de 1997. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 6, DE 16 DE MAIO DE 2005 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição

Leia mais

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 ROSEMEIRE SANTOS Superintendente Técnica Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária

Leia mais

P R O A G R O. Programa de Garantia da Atividade Agropecuária. Deoclécio Pereira de Souza. Rio Branco (AC) 22-07-2008

P R O A G R O. Programa de Garantia da Atividade Agropecuária. Deoclécio Pereira de Souza. Rio Branco (AC) 22-07-2008 P R O A G R O Programa de Garantia da Atividade Agropecuária Deoclécio Pereira de Souza Rio Branco (AC) 22-07-2008 1 1.a S E G U R O A - M U N D O ANO > 1347 LOCAL > GÊNOVA - Itália FATO > 1º CONTRATO

Leia mais

BOLETIM LEGISLATIVO. Para localizar palavras neste documento pressione juntas, a tecla Ctrl e depois a tecla L União, Estado e Município de São Paulo

BOLETIM LEGISLATIVO. Para localizar palavras neste documento pressione juntas, a tecla Ctrl e depois a tecla L União, Estado e Município de São Paulo Federação do Comércio do Estado de SP, sexta-feira, O texto integral destes atos poderão ser vistos no site www.fecomerciosp.org.br Para localizar palavras neste documento pressione juntas, a tecla Ctrl

Leia mais

Evolução, Perspectivas e Desafios. J.C. Zukowski

Evolução, Perspectivas e Desafios. J.C. Zukowski SEAF Evolução, Perspectivas e Desafios J.C. Zukowski Coordenador Geral do SEAF SEGUROS AGRÍCOLAS NO BRASIL Emergência ou Básico Agricultura Familiar Agricultura Comercial Garantia-Safra Subsídio ao Prêmio

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento POLITICA de GARANTIA de PREÇOS MINIMOS

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento POLITICA de GARANTIA de PREÇOS MINIMOS POLITICA de GARANTIA de PREÇOS MINIMOS 04 de maio de 2009 RAZÃO DA POLÍTICA AGRÍCOLA CARACTERÍSTICA DA PRODUÇÃO Concentrada no tempo Consumo ao longo do ano Perecibilidade Baixo valor agregado Alta dispersão

Leia mais

Regulamento Prêmio Sebrae de Jornalismo 6ª edição Nacional

Regulamento Prêmio Sebrae de Jornalismo 6ª edição Nacional Regulamento Prêmio Sebrae de Jornalismo 6ª edição Nacional 1. DOS OBJETIVOS DO PRÊMIO 1.1. O Prêmio Sebrae de Jornalismo (PSJ) é um concurso jornalístico instituído pelo Sebrae Nacional Serviço Brasileiro

Leia mais

L A T I N A M E R I C A

L A T I N A M E R I C A SAFRA 2008 2009: TENDÊNCIAS E DESAFIOS DEFENSIVOS AGRÍCOLAS Engº Agrº José Otavio Menten Diretor Executivo ANDEF Associação Nacional de Defesa Vegetal 01/10/2008 ABMR / SP SAFRA 2008 2009 TENDÊNCIAS E

Leia mais

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS Nota Técnica 7/13 (7 de Maio) Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Núcleo de Assuntos Econômico-Fiscais NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS IMPACTOS DA DIVISÃO DO

Leia mais

GRUPO TÉCNICO SOBRE RESÍDUOS DE PESTICIDAS - GT PR CODEX ALIMENTARIUS - BRASIL REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I

GRUPO TÉCNICO SOBRE RESÍDUOS DE PESTICIDAS - GT PR CODEX ALIMENTARIUS - BRASIL REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I GRUPO TÉCNICO SOBRE RESÍDUOS DE PESTICIDAS - GT PR CODEX ALIMENTARIUS - BRASIL REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I NATUREZA E FINALIDADES Art. 1º - O Grupo Técnico sobre Resíduos de Pesticidas GT-PR, instituído

Leia mais

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE ALIMENTOS OUTUBRO DE 2015 PRODUTOS INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NO BRASIL 2012 EXPORTAÇÕES US$ 43 Bilhões (23%) 23% Ásia 22% União Europeia FATURAMENTO

Leia mais

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr Imagem: Santa Casa de Santos fundada em 1543 Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr ópicos Filantró Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB Objetivos do Projeto Governança Metodologia Seleção

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SDA/SDC/ANVISA/IBAMA Nº 1, DE 24 DE MAIO DE 2011.

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SDA/SDC/ANVISA/IBAMA Nº 1, DE 24 DE MAIO DE 2011. INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SDA/SDC/ANVISA/IBAMA Nº 1, DE 24 DE MAIO DE 2011. O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA, o SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR

CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR 1 DELAI, Lucas da Silva; 1 ALVES Victor Michelon; 1 GREJIANIN, Gustavo; 1 PIRANHA, Michelle Marques

Leia mais

CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO

CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio brasileiro estimado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e pelo Centro de Estudos Avançados

Leia mais

Agronegócio Internacional

Agronegócio Internacional Boletim do Agronegócio Internacional Agronegócio Internacional Recordistas de vendas no valor total exportado pelo Brasil jan-jul 2014/2013 Edição 03 - Agosto de 2014 O agronegócio representou 44% das

Leia mais

Secretaria de Desenvolvimento Territorial - Notícias Territoriais Nº 35

Secretaria de Desenvolvimento Territorial - Notícias Territoriais Nº 35 Notícias em Destaque >> No domingo (13) teve início, no Rio de Janeiro (RJ), o seminário Construção do Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário. O evento foi promovido pela Articulação Nacional de

Leia mais

Sublimites estaduais de enquadramento para. Nacional 2012/2013. Vamos acabar com essa ideia

Sublimites estaduais de enquadramento para. Nacional 2012/2013. Vamos acabar com essa ideia Sublimites estaduais de enquadramento para o ICMS no Simples Nacional 2012/2013 Vamos acabar com essa ideia 4 CNI APRESENTAÇÃO Os benefícios do Simples Nacional precisam alcançar todas as micro e pequenas

Leia mais

ANVISA DETERMINA A RETIRADA PROGRAMADA DO INGREDIENTE ATIVO METAMIDOFÓS

ANVISA DETERMINA A RETIRADA PROGRAMADA DO INGREDIENTE ATIVO METAMIDOFÓS Circular n 009/2.011 São Paulo, 17 de Janeiro de 2.011 ANVISA DETERMINA A RETIRADA PROGRAMADA DO INGREDIENTE ATIVO METAMIDOFÓS Prezado Associado: A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância

Leia mais

SUMÁRIO. Avaliação da Safra Agrícola 2007/20087 Segundo Levantamento de Intenção de Plantio Novembro/2007 1

SUMÁRIO. Avaliação da Safra Agrícola 2007/20087 Segundo Levantamento de Intenção de Plantio Novembro/2007 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2 2. METODOLOGIA 2 3. ESTIMATIVA DA ÁREA PLANTADA 3 4. ESTIMATIVA DA PRODUÇÃO 4 5. AVALIAÇÃO DAS CULTURAS 6 6. ESTIMATIVAS DE ÁREA, PRODUÇÃO E PRODUTIVIDADE 13 7. BALANÇO DE OFERTA

Leia mais

REGISTRO NACIONAL DE CULTIVARES - RNC -

REGISTRO NACIONAL DE CULTIVARES - RNC - Tópicos Especiais em Proteção de Cultivares e Regulação de Plantas Transgênicas no Brasil REGISTRO NACIONAL DE CULTIVARES - RNC - Virgínia Arantes Ferreira Carpi Fiscal Federal Agropecuário Chefe do SCSM/CSM/DFIA/SDA

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO OUTUBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO OUTUBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO OUTUBRO DE 2015 CALENDÁRIO AGRÍCOLA - FEIJÃO Safra 1ª - Safra das Águas 2ª - Safra da Seca 3ª - Safra de Inverno Principais Regiões Sul, Sudeste,

Leia mais

SEGURO RURAL BRASILEIRO

SEGURO RURAL BRASILEIRO SEGURO RURAL BRASILEIRO Gestão de Risco Rural Programa de Subvenção Econômica ao Prêmio do Seguro Rural 2011 O QUE É O SEGURO RURAL? O seguro rural é uma importante ferramenta de gestão de riscos que protege

Leia mais

PERFIL DAS EMPRESAS APOIADAS PELO PROGRAMA DE SUBVENÇÃO ECONÔMICA 2006 A 2009

PERFIL DAS EMPRESAS APOIADAS PELO PROGRAMA DE SUBVENÇÃO ECONÔMICA 2006 A 2009 2011 Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) Diretoria de Inovação (DRIN) Departamento de Acompanhamento (DAC) PERFIL DAS EMPRESAS APOIADAS PELO PROGRAMA DE SUBVENÇÃO ECONÔMICA 2006 A 2009 Janeiro/2011

Leia mais

Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar PGPAF

Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar PGPAF PGPAF Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar PGPAF O QUE É O PGPAF Programa do Governo Federal que garante aos agricultores familiares que tem financiamento no âmbito do Pronaf a indexação

Leia mais

Impactos dos Agrotóxicos sobre a Saúde Humana Karen Friedrich

Impactos dos Agrotóxicos sobre a Saúde Humana Karen Friedrich Impactos dos Agrotóxicos sobre a Saúde Humana Karen Friedrich INCQS/FIOCRUZ Agosto/2014 CENÁRIO NACIONAL - Brasil maior mercado mundial de agrotóxicos desde 2008 (ANVISA) - U$ 7,3 bilhões em 2010; U$ 8,5

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR Foi realizado no dia 12 de julho de 2012 em Londrina (PR), o painel de custos de produção de grãos. A pesquisa faz parte do Projeto Campo Futuro da Confederação

Leia mais

Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco - ADAGRO

Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco - ADAGRO Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco - ADAGRO 11 ENFISA: Encontro de Fiscalização e Seminário sobre Agrotóxicos Etapa Regional Nordeste Petrolina, Abril de 2013 Cronograma de Metas

Leia mais

INTEGRAÇÃO CONTRATUAL

INTEGRAÇÃO CONTRATUAL INTEGRAÇÃO CONTRATUAL Uma Estratégia de Acesso ao Mercado Internacional Pedro Viana Borges Esp. Pol. Públicas P e Gestão Governamental Internacionalização de Cooperativas Integração Regional no Mercosul

Leia mais

REQUERIMENTO (Do Sr. Homero Pereira) Senhor Presidente:

REQUERIMENTO (Do Sr. Homero Pereira) Senhor Presidente: REQUERIMENTO (Do Sr. Homero Pereira) Requer o envio de Indicação ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, no sentido de implantar um Programa de Redução de Perdas de Produtos Agrícolas. Senhor

Leia mais

Audiência Pública Senado Federal Comissão de Assuntos Econômicos Subcomissão de Marcos Regulatórios. Brasília, 1º de outubro de 2007

Audiência Pública Senado Federal Comissão de Assuntos Econômicos Subcomissão de Marcos Regulatórios. Brasília, 1º de outubro de 2007 Audiência Pública Senado Federal Comissão de Assuntos Econômicos Subcomissão de Marcos Regulatórios Brasília, 1º de outubro de 2007 A ANVISA Autarquia sob regime especial Independência administrativa e

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 3235. I - os prazos estabelecidos nos quadros previstos no MCR 4-1- 28 e 29 são máximos, admitidos prazos inferiores;

RESOLUÇÃO Nº 3235. I - os prazos estabelecidos nos quadros previstos no MCR 4-1- 28 e 29 são máximos, admitidos prazos inferiores; RESOLUÇÃO Nº 3235 Promove ajustes complementares na regulamentação sobre Empréstimos do Governo Federal (EGF) para atender a financiamentos da safra 2004/2005. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art.

Leia mais

Governo do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP

Governo do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP Governo do Brasil Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP Integração Contratual para Acesso a Mercado Rodolfo Osorio de Oliveira Coordenador

Leia mais

TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS

TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS SETEMBRO DE 2015 1 2 PRODUTOS PARTICIPAÇÃO NO PIB 2013 Outros Serviços 33,7% Administração, saúde e educação públicas

Leia mais

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr Imagem: Santa Casa de Santos fundada em 1543 Atualização: 26/outubro Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr ópicos Filantró Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB Objetivos do Projeto Governança

Leia mais

Controle de Resíduos GT Revisão Resolução CONAMA 05/93

Controle de Resíduos GT Revisão Resolução CONAMA 05/93 Controle de Resíduos GT Revisão Resolução CONAMA 05/93 Oscar de Aguiar Rosa Filho Fiscal Federal Agropecuário Vigilância Agropecuária Internacional Secretaria de Defesa Agropecuária A agropecuária no Brasil:

Leia mais

Contas Regionais do Brasil 2010

Contas Regionais do Brasil 2010 Diretoria de Pesquisas Contas Regionais do Brasil 2010 Coordenação de Contas Nacionais frederico.cunha@ibge.gov.br alessandra.poca@ibge.gov.br Rio, 23/11/2012 Contas Regionais do Brasil Projeto de Contas

Leia mais

ZONEAMENTO AGRÍCOLA DE RISCO CLIMÁTICO SPA/MAPA

ZONEAMENTO AGRÍCOLA DE RISCO CLIMÁTICO SPA/MAPA ZONEAMENTO AGRÍCOLA DE RISCO CLIMÁTICO SPA/MAPA III Reunião Técnica do CEMADEN Tema: Extremos Climáticos e Colapso de Produção Agrícola Fortaleza/CE 02 e 03 de abril de 2012 Antecedentes Altos índices

Leia mais

Vantagens do uso do Selo da Agricultura Familiar para os empreendimentos da Bahia

Vantagens do uso do Selo da Agricultura Familiar para os empreendimentos da Bahia Vantagens do uso do Selo da Agricultura Familiar para os empreendimentos da Bahia Guilherme Cerqueira Mateus e Souza 1 Daniel Costa Ferreira 2 Jeandro L. Ribeiro 3 1 Economista (UFBA), Consultor do PNUD/MDA/

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica

Nota Fiscal Eletrônica Receita Federal do Brasil Ricardo Rezende Barbosa nfe@sefaz.pi.gov.br 06 de dezembro de 2007 Secretaria da Fazenda do Estado do Piauí Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica Luiz Antonio Baptista

Leia mais

Impactos da Lei Geral (LG) nas Micro e Pequenas Empresas no Brasil

Impactos da Lei Geral (LG) nas Micro e Pequenas Empresas no Brasil Impactos da Lei Geral (LG) nas Micro e Pequenas Empresas no Brasil Observatório das MPEs SEBRAE-SP Março/2008 1 Características da pesquisa Objetivos: Identificar o grau de conhecimento e a opinião dos

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006 SELEÇÃO E CREDENCIAMENTO DE PARCEIROS PARA OPERAÇÃO DESCENTRALIZADA DO PROGRAMA DE APOIO À PESQUISA EM EMPRESAS NA MODALIDADE SUBVENÇÃO A MICRO E PEQUENAS

Leia mais

ANO XXVI - 2015 3ª SEMANA DE FEVEREIRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 08/2015

ANO XXVI - 2015 3ª SEMANA DE FEVEREIRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 08/2015 ANO XXVI - 2015 3ª SEMANA DE FEVEREIRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 08/2015 IPI NOMENCLATURA COMUM DO MERCOSUL NCM PARTE I - CONSULTA À RECEITA FEDERAL... Pág. 101 ICMS RJ ESTADOS SIGNATÁRIOS DO PROTOCOLO

Leia mais

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE:

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Lista de Siglas d CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Boletim Ano VI - Edição nº 2/211 Boletim Ano VI - Edição nº 1 / 211 Painel de Indica Nº 1/215 Técnicos Respon Equipe

Leia mais

Subsídios para uma nova política agropecuária com gestão de riscos

Subsídios para uma nova política agropecuária com gestão de riscos Subsídios para uma nova política agropecuária com gestão de riscos Evandro Gonçalves Brito Diretoria de Agronegócios / Banco do Brasil Uberlândia (MG), 18 de novembro de 2010. Desafios Globais Os dez maiores

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO CHEFE DA SECRETARIA ESPECIAL DE POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

O MINISTRO DE ESTADO CHEFE DA SECRETARIA ESPECIAL DE POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA PORTARIA N o, DE DE DE 2009. Aprova o regimento da II Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial O MINISTRO DE ESTADO CHEFE DA SECRETARIA ESPECIAL DE POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL

Leia mais

SITUAÇÃO ATUAL DA LEGISLAÇÃO DE BATATA SEMENTE

SITUAÇÃO ATUAL DA LEGISLAÇÃO DE BATATA SEMENTE SITUAÇÃO ATUAL DA LEGISLAÇÃO DE BATATA SEMENTE V SEMINÁRIO BRASILEIRO DA BATATA 21 DE OUTUBRO 2010 UBERLÂNDIA - MG SAMIRA OMAR MOHAMAD EL TASSA FISCAL FEDERAL AGROPECUÁRIO SERVIÇO DE FISCALIZAÇÃO DE INSUMOS

Leia mais

Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí - AMAVI

Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí - AMAVI Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí - AMAVI José Ângelo Merini Presidente Paulo Cezar Schlichting da Silva 1º Vice-Presidente Hildon Kühl 2º Vice-Presidente Augustinho Fusinato Secretário

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica Emissão de Nota Fiscal Eletrônica DANFE - Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica. É um documento que serve para acobertar a circulação da mercadoria. Impresso em via única; Validade em meio digital

Leia mais

TÍTULO. Políticas de Financiamento e Proteção da Produção - MDA

TÍTULO. Políticas de Financiamento e Proteção da Produção - MDA TÍTULO Políticas de Financiamento e Proteção da Produção - MDA Lei 11.326/06 Art. 3o Para os efeitos desta Lei, considera-se agricultor familiar e empreendedor familiar rural aquele que pratica atividades

Leia mais

2014 DEZEMBRO. Caderno de Informação da Saúde Suplementar. Beneficiários, Operadoras e Planos

2014 DEZEMBRO. Caderno de Informação da Saúde Suplementar. Beneficiários, Operadoras e Planos 2014 DEZEMBRO Caderno de Informação da Saúde Suplementar Beneficiários, Operadoras e Planos Elaboração, distribuição e informações: MINISTÉRIO DA SAÚDE Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) Diretoria

Leia mais

Índice de Confiança do Agronegócio. Realização Parceiros Pesquisa

Índice de Confiança do Agronegócio. Realização Parceiros Pesquisa Índice de Confiança do Agronegócio Realização Parceiros Pesquisa Motivações Motivações Medir, trimestralmente, as expectativas dos diferentes agentes do agronegócio, como indústria de insumos, cooperativas,

Leia mais

PLATAFORMA DE GESTÃO AGROPECUÁRIA ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA CNA/MAPA

PLATAFORMA DE GESTÃO AGROPECUÁRIA ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA CNA/MAPA PLATAFORMA DE GESTÃO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA CNA/MAPA Histórico 2009/novembro Governo edita lei 12.097 que dispões sobre a rastreabilidade bovídea no Brasil: - Marca a Fogo - Guia de Transito Animal

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL TEMAS VOLUME DE RECURSOS Do aporte nacional, garantir para o RS no mínimo 20% (vinte por cento) dos recursos para financiamento agropecuário de forma oportuna, tempestiva e suficiente. Aumentar os limites

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE ROYALTIES RR1

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE ROYALTIES RR1 PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE ROYALTIES RR1 1) De que se trata a ação das entidades de Mato Grosso contra a Monsanto? A Famato - Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso - em parceria

Leia mais

As Américas podem ser o primeiro continente

As Américas podem ser o primeiro continente As Américas podem ser o primeiro continente no mundo, livre de aftosa sem vacinação Por: Sebastião Costa Guedes - Vice-Presidente do Conselho Nacional da Pecuária de Corte - CNPC. Presidente do Grupo Interamericano

Leia mais

CFMV Conselho Federal de Medicina Veterinária

CFMV Conselho Federal de Medicina Veterinária CFMV Conselho Federal de Medicina Veterinária Zoot. Adeilton Ricardo da Silva Conselheiro Efetivo Professor da FIMCA e UNIRON Agência IDARON adeiltonricardo@ibest.com.br Sistema CFMV/CRMV: É uma Autarquia

Leia mais

DIAGNÓSTICO DA FISCALIZAÇÃO DE USO E COMÉRCIO DE AGROTÓXICOS NO BRASIL

DIAGNÓSTICO DA FISCALIZAÇÃO DE USO E COMÉRCIO DE AGROTÓXICOS NO BRASIL CGAA/DFIA/SDA/MAPA DIAGNÓSTICO DA FISCALIZAÇÃO DE USO E COMÉRCIO DE AGROTÓXICOS NO BRASIL Luís Eduardo Pacifici Rangel Coordenador Geral de Agrotóxicos e Afins odilson.silva@agricultura.gov.br Objetivos

Leia mais

PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DO MS BALANÇO GERAL SAFRA 2012/2013 RELATÓRIO SEMANAL DE 23 A 30 DE SETEMBRO DE 2013.

PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DO MS BALANÇO GERAL SAFRA 2012/2013 RELATÓRIO SEMANAL DE 23 A 30 DE SETEMBRO DE 2013. ANO II / Nº56 PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DO MS BALANÇO GERAL SAFRA 2012/2013 RELATÓRIO SEMANAL DE 23 A 30 DE SETEMBRO DE 2013. Uma safra inteira se passou desde o início dos trabalhos do Programa Fitossanitário

Leia mais

Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil): Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café

Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil): Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil): Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café Marcus Vinícius Martins M.Sc. em Agronomia Coordenador de Produção Integrada da Cadeia Agrícola Secretaria

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA SOBRE AS Micro e pequenas empresas RANKING DOS ESTADOS 2012

CARGA TRIBUTÁRIA SOBRE AS Micro e pequenas empresas RANKING DOS ESTADOS 2012 CARGA TRIBUTÁRIA SOBRE AS Micro e pequenas empresas RANKING DOS ESTADOS 2012 Tributos incluídos no Simples Nacional Brasília 19 de setembro de 2013 ROTEIRO 1 2 3 4 O PROJETO RESULTADOS DIFERENÇA NAS ALÍQUOTAS

Leia mais

PROCERRADO PROJETO DE REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS NO CERRADO DO PIAUÍ TERMO DE REFERÊNCIA

PROCERRADO PROJETO DE REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS NO CERRADO DO PIAUÍ TERMO DE REFERÊNCIA PROCERRADO PROJETO DE REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS NO CERRADO DO PIAUÍ Acordo de Doação Nº TF016192 TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA INDIVIDUAL DE LONGO

Leia mais

PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR 2010/2011

PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR 2010/2011 PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR 2010/2011 Mais crédito, mais segurança e juros menores. Do Plano Safra 2002/2003 ao Plano Safra 2010/2011, o volume de recursos oferecidos por meio do Pronaf para custeio

Leia mais