SAÍDA DE PRAIA ENCANTO SLIM

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SAÍDA DE PRAIA ENCANTO SLIM"

Transcrição

1

2 SAÍDA DE PRAIA ENCANTO SLIM 6 novelos Encanto Slim cor 5203 (Greenery); Agulha para crochê Círculo 3,0mm; Agulha para tapeçaria Círculo; Papel vegetal; Lápis; Tesoura Pontos utilizados Corr. correntinha, p.bx. ponto baixíssimo, p.b. ponto baixo, p.a. ponto alto, p.a.d. ponto alto duplo, 4 p.a.f.j. 4 pontos altos fechados juntos no mesmo p. de base, picô 3 corr., 1 p.bx., laçando a 1ª corr.. A cor Greenery é a cara do verão, por isso pode ser usada sem medo para confeccionar belas peças, como essa saída de praia de mangas flare. O modelo, além de lindo, é dois em um. Colocando um forro por baixo, a saída de praia pode ser usada como vestido. Abreviaturas Nov. - novelo, carr. carreira, ag.: agulha, rep. repita, diag. diagrama, trab. trabalhe transfira os moldes para o papel vegetal para usar como referência na execução da peça. Costas e frentes - square Com o fio Encanto Slim na cor verde e ag. de crochê de 3,0mm, inicie o motivo fazendo o anel mágico. 1ª carr.: 1 corr., 12 p.b., 1 p.bx. para fechar a carr.. Da 2ª até a 3ª carr. continue seguindo o diag. 1. Faça a união dos squares a partir do segundo motivo entre os arcos de 5 corr., com p.bx. Para compor a barra da peça costas e frente faça a união de 24 squares. Após o termino desta etapa trab. o corpo da peça acompanhando o diag. 2 e os p. de rep.. À de comprimento desde o inicio trab. cada lado separadamente. Na parte das costas para formar as cavas arremate de cada lado 2cm. À 71cm de comprimento desde o início arremate o fio. Na parte da frente a de comprimento desde o início do diag. 2 para formar as cavas arremate de cada lado 2cm. À 45cm de comprimento desde o inicio do diag. 2 arremate para formar o decote os p. centrais sobre 20cm. À 71cm de comprimento desde o início arremate o fio. Manga Inicie pelo punho da manga faça a união de 10 squares. Prossiga acompanhando o diag. 2 e os p. de rep.. À 28cm de comprimento desde o inicio do diag. 2 inicie os arremates nas laterais da peça a cada carr. 1 p., usando o molde como referencia. À 36cm de comprimento do inicio do diag. 2, arremate o fio. Faça a outra manga igual e reserve-as. Montagem e acabamento Use o fio Encanto Slim na cor verde e a ag. de tapeçaria costure os ombros () feche as mangas e costure-as ao redor das cavas. Retorne para a ag. de crochê de 3,0mm e trab. ao redor do decote, barra e punhos o bico de acabamento acompanhando o diag.3 e o p. de rep.

3 GRÁFICO: SAÍDA DE PRAIA ENCANTO SLIM Esquema de medidas: 28cm 14cm 7cm 15cm 15cm 20cm 14cm Diag. 2 Costas 14cm Diag. 2 Frente 45cm Diag. 2 Manga 24cm 36cm 3cm Diag. 3 3cm Diag. 3 3cm 35cm Diag. 3 Diagrama 3 - Bico de acabamento Diagrama 1 - Square Diagrama 2 - Ponto fantasia Legenda corr.: correntinha p.bx.: ponto baixíssimo p.b.: ponto baixo p.a.: ponto alto p.a.d.: ponto alto duplo 4 p.a.f.j.: 4 pontos altos fechados juntos no mesmo p. de base picô (3 corr., 1 p.bx. na 1ª das 3 corr.) sentido do trabalho anel mágico Peça curinga no armário! Essa blusa pode ser usada o ano todo, combinada com short, calça jeans, saia. Perfeita para o dia a dia. início arremate

4 * * * * * * * * BLUSA MOTIVOS 4 novelos Círculo Cléa 5 cor 5203 (Greenery), Agulha para crochê Círculo nº 1,50. Pontos utilizados Correntinha (corr.). Ponto baixíssimo (p.bxmo.): Introduza a ag., laç., puxe o p. e passe diretamente no p. da ag.. Ponto baixo (p.b.): introduza a ag., laç., puxe o p. e com outra laç., rem. todos os p.. Ponto alto (p.a.): laç., introduza a ag., laç., puxe o p. laç., rem., 2 p. e com outra laç., rem. todos os p.. Ponto alto duplo (p.a. duplo): 2 laç., introduza a ag., * laç., puxe o p. laç., rem., 2 p.* (2 v.) e com outra laç., rem. todos os p.. Motivos: siga o gráfico. Rede de ponto alto duplo: siga o gráfico. Barrado: siga o gráfico. Bico: siga o gráfico. Esquema de montagem: siga o gráfico. GRÁFICO: BLUSA MOTIVOS Esquema de montagem Gola cava Barrado Ponto fantasia Ponto fantasia Ponto fantasia = Motivo cava Bico Legenda = corr. = p.bxmo. = p.b. = p.a. = p.a. duplo Repetir de * a * Motivo Amostras Cada motivo mede 5 cm x 5 cm Frente e costas São trabalhadas juntas. Comece pelos motivos. Faça uma corr. de 4 p. feche em círculo e trabalhe o motivo seguindo o gráfico. Faça motivos iguais unindo-os entre si e em círculo na quantidade para cada faixa na seguinte ordem: 14 motivos para a 1ª faixa, 20 motivos para a 2ª e 3ª faixa e 24 motivos para a 4ª faixa. Estando todas as faixar prontas, comece a união com a rede de p.a. duplo. Em um dos lados da 1ª faixa faça 4 carr. em rede de p.a. duplo seguindo o gráfico. Durante a 4ª carr. da rede de p.a. duplo prenda a 2ª faixa. Faça no outro lado da 2ª faixa 4 carr. em rede de p.a. duplo seguindo o gráfico. Durante a 5ª carr. da rede de p.a. duplo prenda a 3ª faixa. Faça 2 carr. em rede de p.a. duplo seguindo o gráfico. Durante a 2ª carr. da rede de p.a. duplo prenda a 4ª faixa. Faça no outro lado da 4ª faixa o barrado seguindo o gráfico. Siga o esquema de montagem para a união dos motivos com a rede de p.a. duplo e o barrado. Faça na parte inferior da blusa e cavas o bico seguindo o gráfico. Barrado Rede de ponto alto Tam: 42/44

5 SAIA VERDE BARROCO MAXCOLOR Barroco MaxColor (400g), 1 nov. na cor 5203 (verde); Agulha para tricô Círculo nº 6; Agulha circular para tricô nº 6 de (80cm) Círculo; Agulha para trança Círculo; Ag. para costura de 12mm; 1 retrós Círculo Maxxi retrós na cor 868 (verde); Clips marcadores de tricô; 1 zíper de comprimento; Papel vegetal; Lápis; Tesoura. Abreviaturas p.: ponto, pts.: pontos, m.: meia, t.: tricô, tric.: tricote, ag.: agulha, rem. rematar, dim.: diminuir ou diminuições. Ponto utilizado Barra 2/2: siga o diag. 1; Ponto arroz: siga o diag. 2; Ponto de trança: siga o diag. 3. Amostra Um quadrado de em p. arroz, na ag. nº 6 = 14p. x 26 carr. A saia de tricô com Barroco Maxcolor 6 fica divina para produções tanto para o dia, quanto para a noite. Os pontos básicos, combinados com as tranças laterais, garantem elegância e modernidade à peça. Transfira os moldes para o papel vegetal para usar como referência na execução da peça. Observe as setas no esquema de medidas com a indicação do sentido do trabalho. Atenção ao acompanhar os diag. 1, 2 e 3, para o uso com as ag. circular de tricô nº 6 e para a ag. de tricô nº 6. Divida os pts. na ag. circular para tricô usando clips marcadores de tricô. Saia Tric.parte da frente e detrás de uma só vez, iniciando pela barra. Monte 140 pts. na ag. circular para tricô nº 6 e tric. acompanhando o diag. 1 e o p. de rep. da 1ª até a 6ª carr. Na carr. seguinte tric. da seguinte maneira: 13 pts. (trança), 22 pts. (p. arroz), 13 pts. (trança), 22 pts. (p. arroz), 13 pts. (trança), 22 pts. (p. arroz), 13 pts. (trança), 22 pts. (p. arroz), acompanhe os diag. para ag. circular de tricô 2 e 3. À 24cm de comprimento do inicio da peça inicie as dim. antes e após os p. de trança dim. 1 p. de cada lado (3 v.). Continue no p. de arroz e de trança até atingir 31cm de comprimento desde o inicio. demarque meio da peça parte detrás e a partir deste p. tric. com o par de ag. para tricô nº 6 acompanhando os diag. 2 e 3 por 6cm. A seguir tric. por mais 6 carr. no p. barra 2/2 acompanhado o diag. 1. Rem. o fio. Montagem e acabamento - Use o fio Maxxi retrós na cor verde e ag. de costura de 12mm e costure o ziper na parte detrás da peça com p. de alinhavo a mão. OBS: Caso não tenha habilidade em tric. com ag. circular você pode tric. a peça toda com o par de ag. para tricô nº 6 acompanhando os diag.s indicado tric. direito e avesso da peça. Após o termino da peça use ag. de tapeçaria para fechar as laterais da peça.

6 GRÁFICO: SAIA VERDE BARROCO MAXCOLOR 4cm 4cm Esquema de distribuição dos pontos: Parte da frente e detrás da saia 16 pts. 16 pts. 16 pts. 16 pts. Diag. 2 D.3 Diag. 2 D.3 Diag. 2 D.3 Diag. 2 D.3 22 pts. 13pts. 22 pts. 13pts. 22 pts. 13pts. 22 pts. 13pts. 86cm 6cm 7cm 20cm 41cm Esquema de medidas: Parte da frente 34cm 43cm cordão torcido 1m 41cm Parte detrás 34cm 43cm zíper Diagrama 1 - Barra 2/2 ao tric. com a ag. circular para tricô nº 6. Diagrama 2 - Ponto arroz (avesso) Diagrama 1 - Barra 2/2 ao tric. com a ag. para tricô nº 6 Diagrama 2 - Ponto arroz Legenda meia tricô colocar 3 pts. à espera numa ag. auxiliar na frente do trabalho, 3 m., retorne o pts. deixados à espera para a ag. de tricô e trab. em m. colocar 3 pts. à espera numa ag. auxiliar atrás do trabalho, 3 m., retorne o pts. deixados à espera para a ag. de tricô e trab. em m. início arremate sentido do trabalho diminuição ao tric. com a ag. circular para tricô nº 6. (avesso) ao tric. com a ag. para tricô nº 6 Diagrama 3 - Trança Diagrama 3 - Trança O fio Charme possui a cor de Os ombros bufantes, a barra peplum e o Greenery, reunidos em uma única peça, resultam em um modelo que é a tendência do momento. ao tric. com a ag. circular para tricô nº 6. ao tric. com a ag. para tricô nº 6

7 BLUSA PEPLUM 3 novelos Círculo Charme cor 5203 (Greenery); Agulha para tricô Círculo nº 3,5; Agulha circular para tricô nº 3,5 de (80cm) Círculo; Agulha para tapeçaria Círculo nº 16; Papel vegetal; Lápis; Tesoura. GRÁFICO: BLUSA PEPLUM Esquema de medidas: Abreviaturas p.: ponto, pts.: pontos, m.: meia, t.: tricô, tric.: tricote, ag.: agulha, v.: vez ou vezes, dim.: diminuir, aum.: aumente, rem. rematar, rep., trab. trabalhe. Pontos utilizados no tricô - Ponto de arroz: 1ª carr.: *1 m., 1 t.*, rep. de *a*. 2ª carr.: como a 1ª mas desencontrando os pts. (tric. os pts. m. sobre os pts.. em t., e os pts. t. sobre os pts. em m.. Ponto meia: direito em m., avesso em t.; Frente 8cm 17cm 8cm 5cm Amostra Um quadrado de em ponto meia, na ag. nº 3,5 = 24pts. x 29 carr. 31cm Transfira os moldes para o papel vegetal para usar como referência na execução da peça. Observe as setas no esquema de medidas com a indicação do sentido do trabalho. Costas Monte 150 pts. nas ag. de tricô nº 3.5 e tric. em p. de arroz por 2cm. Prossiga a peça em p. meia. Divida o trabalho da seguinte maneira 50 pts. para a lateral direita, 50 pts. centrais e 50 pts. para a lateral esquerda. Na parte central e laterais dim. a cada 2 carr. 1 p. (20 v.), prossiga reto por mais. A partir da carr. seguinte aum. de cada lado da peça 1 p. (10 v.). Na carr. seguinte dim. para as cavas de cada lado 4 pts. (1 v.). À 52cm de comprimento desde o inicio rem. todos os p. da ag. e reserve-a. Frente Monte 150 pts. nas ag. de tricô nº 6 e tric. em p. de arroz por 2cm. Prossiga a peça em p. meia. Divida o trabalho da seguinte maneira 50 pts. para a lateral direita, 50 pts. centrais e 50 pts. para a lateral esquerda. Na parte central e laterais dim. a cada 2 carr. 1 p. (20 v.), prossiga reto por mais. A partir da carr. seguinte aum. de cada lado da peça 1 p. (10 v.). Na carr. seguinte dim. para as cavas de cada lado 4 pts. (1 v.). À 5cm de comprimento a partir das cavas inicie o decote, rem. os 6 pts. centrais e prossiga cada lado separadamente. Para formar o decote a cada 4 carr. dim. 1 p. (6 v.), na carr. seguinte a cada 2 carr. dim. 1 p. (4 v.). À 52cm de comprimento desde o inicio rem. todos os pts. da ag. Faça o outro lado igual e reserve-a. Manga Com o fio Neon na cor verde monte 62 pts. nas ag. de tricô nº 3.5 e tric. em p. de arroz por 2cm. Prossiga a peça em p. meia. À 7cm de comprimento desde o inicio forme cava rem. de cada lado a cada 2 carr. 5 pts. (1 v.), 3 pts. (3 v.), 2 pts. (3 v.) e 1 p. (3 v.). À 15cm de comprimento desde o início rem. todos os pts. da ag. Faça a outra manga igual e reserve-as. Montagem e acabamento - Use a ag. de tapeçaria nº 16 e o fio Neon na cor verde e feche as laterais (36cm) deixando a abertura superior de () para cada cava. Feche os ombros (8cm). Feche as mangas (7cm) e costure-as ao redor das cavas. Inicie o decote (V) monte 8 pts. na ag. de tricô nº 3,5 e tric. em p. de arroz por 8cm. Rem. os pts. e faça o outro lado igual. Trav. Tric. a gola acima do decote (V) e ao redor do decote parte das costas monte 90 pts. na ag. circular nº 3,5 e tric. por 3cm. Costas 34cm 31cm 65cm 65cm Aumentos laterais: Diminuições parte central inferior e laterais Diminuições decote: 8cm 7cm Manga 8cm 28cm

Técnica: Boneca de tecido ( Cisne Shok/ Cisne Super Bebê)

Técnica: Boneca de tecido ( Cisne Shok/ Cisne Super Bebê) 1 Criação e execução: Vilma Maurer Material 1 nov. de Cisne Shok (nov. de 100g) na cor 24 (lilás) e 1117 (marrom mescla). 1 nov. de Cisne Super Bebê (nov. de 100g) na cor 5030 (lilás). Tecido de algodão

Leia mais

Técnica: Pegadores de panela Laranja, Uvas e Relógio

Técnica: Pegadores de panela Laranja, Uvas e Relógio BR 0/0 Pegador de panela Laranja Criação e execução - Melaine Muttão Medidas aprox. 0 cm de diâmetro Linha Camila (nov. 00 m): nov. na cor 0 (laranja). Linha Camila Fashion (nov. 00 m): nov. na cor (verde).

Leia mais

Camisa Clássica Feminina RenataPerito.com

Camisa Clássica Feminina RenataPerito.com Camisa Clássica Feminina Molde de camisa feminina de mangas longas, levemente acinturada, com pala e colarinho. Possui pence horizontal na frente e pences verticais nas costas. O abotoamento frontal é

Leia mais

Sistema Integrado de Administração de Materiais e Serviços - SIAD Catálogo de Materiais e Serviços - CATMAS KIT ENXOVAL PARA RECÉM-NASCIDOS

Sistema Integrado de Administração de Materiais e Serviços - SIAD Catálogo de Materiais e Serviços - CATMAS KIT ENXOVAL PARA RECÉM-NASCIDOS KIT ENXOVAL PARA RECÉM-NASCIDOS ESPECIFICAÇÕES: KIT ENXOVAL PARA RECÉM-NASCIDOS COMPOSTO DE: - 01 cobertor; - 02 macacões curtos tipo short; - 02 conjuntos tipo pagão; - 02 gorros de moletom; - 02 calças

Leia mais

Modelos Uniformes. Edição 2015

Modelos Uniformes. Edição 2015 Modelos Uniformes doifpr Edição 2015 Ficha técnica Projeto Gráfico Assessoria de Comunicação Especificações técnicas Diretoria de Assuntos Estudantis e Atividades Especiais Por que devo usar? Este manual

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DOS UNIFORMES SESI-SP / EDUCAÇÃO

PADRONIZAÇÃO DOS UNIFORMES SESI-SP / EDUCAÇÃO PADRONIZAÇÃO DOS UNIFORMES SESI-SP / EDUCAÇÃO Anexo a instrução de serviço 05/08 de novembro de 2008 Índice Jaqueta...5 Calça Forrada...10 Camiseta - Decote Careca...15 Camiseta Polo...17 Camiseta Regata...20

Leia mais

EDITORA LIBERATO Fascículo Nº 2 R$ 6,20

EDITORA LIBERATO Fascículo Nº 2 R$ 6,20 7 89868 08097 EDITORA LIBERATO Fascículo Nº 2 R$ 6,20 EDITORA LIBERATO DE PUBLICAÇÕES LTDA. MANUAL DE TRICOT Volume II Seu Mais Novo Aliado DIREÇÃO Diretor Geral: Antônio Liberato de Alencar Diretora Financeira:

Leia mais

Catálogo 2015. Plataformas Cubos Escadas. Acessórios para acesso à piscina

Catálogo 2015. Plataformas Cubos Escadas. Acessórios para acesso à piscina Catálogo 2015 Plataformas Cubos Escadas Acessórios para acesso à piscina Acessibilidade A Actual dedica-se ao desenvolvimento, fabricação e comercialização de plataformas para fundo de piscina e escadas

Leia mais

MOLDE. .com.br. Molde: V005 - Um Vestido Longo e Prático Molde: V008 - Tendo o Dégradé Como Detalhe Tamanhos: PP; P; M; G e GG.

MOLDE. .com.br. Molde: V005 - Um Vestido Longo e Prático Molde: V008 - Tendo o Dégradé Como Detalhe Tamanhos: PP; P; M; G e GG. MOLDESROBERTO M ARQUES MOLDE.com.br na sua medida Molde: V005 - Um Vestido Longo e Prático Molde: V008 - Tendo o Dégradé Como Detalhe Tamanhos: PP; P; M; G e GG PESO DESTE ARQUIVO: 73 KB. NºS DE FOLHAS

Leia mais

Para começar esse passo a passo, temos que falar primeiramente sobre os materiais usados na produção dessa tela:

Para começar esse passo a passo, temos que falar primeiramente sobre os materiais usados na produção dessa tela: Neste trabalho o objetivo é fazer uma apresentação de todas as fases da pintura espatulada do tema ARARA VERMELHA de uma forma descontraída para que os artistas participantes possa observar todos os recursos

Leia mais

PROFESSOR: Guilherme Franklin Lauxen Neto

PROFESSOR: Guilherme Franklin Lauxen Neto ALUNO TURMA: 2 Ano DATA / /2015 PROFESSOR: Guilherme Franklin Lauxen Neto DEVOLUTIVA: / /2015 1) Dado um cilindro de revolução de altura 12 cm e raio da base 4 cm, determine: a) a área da base do cilindro.

Leia mais

1 - POLÍGONOS REGULARES E CIRCUNFERÊNCIAS

1 - POLÍGONOS REGULARES E CIRCUNFERÊNCIAS Matemática 2 Pedro Paulo GEOMETRIA PLANA X 1 - POLÍGONOS REGULARES E CIRCUNFERÊNCIAS 1.2 Triângulo equilátero circunscrito A seguir, nós vamos analisar a relação entre alguns polígonos regulares e as circunferências.

Leia mais

1 Circuitos Pneumáticos

1 Circuitos Pneumáticos 1 Circuitos Pneumáticos Os circuitos pneumáticos são divididos em várias partes distintas e, em cada uma destas divisões, elementos pneumáticos específicos estão posicionados. Estes elementos estão agrupados

Leia mais

O quadro abaixo tem as indicações de agulhas, linhas e comprimento de pontos adequados aos vários tipos de tecidos:

O quadro abaixo tem as indicações de agulhas, linhas e comprimento de pontos adequados aos vários tipos de tecidos: Relação de Tecido, Agulha, Linha e Ponto Para obter os melhores resultados, escolha sempre uma agulha de número e ponta adequados ao tecido. A agulha mais fina é de nº 9 e a mais grossa é de nº 18. Quanto

Leia mais

Material. 2 Cristiane Débora

Material. 2 Cristiane Débora Feltro : - Cor de pele - Verde claro - verde escuro - Branco - Cáqui - Marrom - Laranja - Bege Papelão Paraná Palito de churrasco Manta siliconada 2 mini botões/ 2 meio pérolas pretas Linhas das cores

Leia mais

Componentes básicos de Bijutaria em Arame Parte 2

Componentes básicos de Bijutaria em Arame Parte 2 Componentes básicos de Bijutaria em Arame Parte 2 Introdução Para além do arame, um dos materiais que dá mais interesse às peças de bijutaria são as contas. Podem ser de vidro, cristal, metal, madeira,

Leia mais

COLÉGIO SHALOM 9 ANO Professora: Bethânia Rodrigues 65 Geometria. Aluno(a):. Nº.

COLÉGIO SHALOM 9 ANO Professora: Bethânia Rodrigues 65 Geometria. Aluno(a):. Nº. COLÉGIO SHALOM 9 ANO Professora: Bethânia Rodrigues 65 Geometria Aluno(a):. Nº. Trabalho de Recuperação E a receita é uma só: fazer as pazes com você mesmo, diminuir a expectativa e entender que felicidade

Leia mais

UNIPAC- CAMPUS TEÓFILO OTONI CURSO: ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FÍSICA I PERÍODO: 2 VALOR: 5 PONTOS. PROFESSOR: ARNON RIHS.

UNIPAC- CAMPUS TEÓFILO OTONI CURSO: ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FÍSICA I PERÍODO: 2 VALOR: 5 PONTOS. PROFESSOR: ARNON RIHS. UNIPAC- CAMPUS TEÓFILO OTONI CURSO: ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FÍSICA I PERÍODO: 2 VALOR: 5 PONTOS. PROFESSOR: ARNON RIHS. DATA: 16 /02 /16 TRABALHO AVALIATIVO DE FÍSICA I NOME: O sucesso é um professor

Leia mais

Mini-maletinha de desenho by Patricia Escanho

Mini-maletinha de desenho by Patricia Escanho Mini-maletinha de desenho by Patricia Escanho Material necessário 30 cm tecido 1 (neste projeto: estampado) 30 cm tecido 2 (neste projeto: xadrez) 20 cm tecido 3 (neste projeto: bolinhas) retalhos de entretela

Leia mais

Olá pessoal, estou lançando esse livro para nós mulheres que temos dificuldades com nossos cabelos.. Nesse livro você ira conferir variás dicas boas

Olá pessoal, estou lançando esse livro para nós mulheres que temos dificuldades com nossos cabelos.. Nesse livro você ira conferir variás dicas boas O meu cabelo Olá pessoal, estou lançando esse livro para nós mulheres que temos dificuldades com nossos cabelos.. Nesse livro você ira conferir variás dicas boas e truques para sempre sair linda e arrasar.

Leia mais

Instruções para Instalação

Instruções para Instalação Instruções para Instalação 1- PARA MARCAR A POSIÇÃO DE COLOCAÇÃO DA FECHADURA NA PORTA: Marque uma linha horizontal na altura que será colocada a fechadura, sugerimos que a maçaneta fique a 1,10m de altura

Leia mais

FANFARRA VILSON FERNANDES

FANFARRA VILSON FERNANDES SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO DOS UNIFORMES FANFARRA VILSON FERNANDES Aquisição de uniformes destinados a Fanfarra Municipal Vilson Fernandes, do município de Joviânia,

Leia mais

ANEXO VIII ESPECIFICAÇÕES DETALHADAS E DESENHOS

ANEXO VIII ESPECIFICAÇÕES DETALHADAS E DESENHOS ANEXO VIII ESPECIFICAÇÕES DETALHADAS E DESENHOS ITEM 125 Código: 1085448 Frasco de 120g Detalhe da tampa com abertura Flip Top (Meramente ilustrativo) : CARACTERÍSTICAS: Creme bloqueador solar, mínimo

Leia mais

built build to ANDAIMES MP

built build to ANDAIMES MP uilt build to ANDAIMES ANDAIMES MP Andaime_Multidirecional MP 150 Empresa Projetos Produtos Andaimes e coberturas ANDAIME Multidirecional MP O sistema multidirecional MP é a solução moderna que reflete

Leia mais

- DICAS E TRUQES PARA OS BIOTIPOS

- DICAS E TRUQES PARA OS BIOTIPOS - DICAS E TRUQES PARA OS BIOTIPOS Descubra quais as regras de ouro, os tipos de roupa ideais e o que evitar para o seu tipo de corpo. BIOTIPO PERA - Suas jaquetas, casaquetos, blazers e blusas precisam

Leia mais

FICHAS REFERENCIAIS UNIFORMES SENAC

FICHAS REFERENCIAIS UNIFORMES SENAC FICHAS REFERENCIAIS UNIFORMES SENAC RECEPÇÃO - SECRETARIA ESCOLAR - CENTRAL DE MATRÍCULA CAIXAS - CONTACT CENTER - BIBLIOTECA FEMININO - INVERNO 01 RECEPÇÃO - SECRETARIA ESCOLAR - CENTRAL DE MATRÍCULA

Leia mais

TAMANHO 40 = 1, 05 m de. comprimento. TAMANHO 42 e 44 = 1, 10 m de. comprimento. TAMANHO 46 e 48 = 1, 15 m de. comprimento.

TAMANHO 40 = 1, 05 m de. comprimento. TAMANHO 42 e 44 = 1, 10 m de. comprimento. TAMANHO 46 e 48 = 1, 15 m de. comprimento. MOLDESROBERTO MARQUES.com.br na sua medida Molde: S009 - Saia godê, com um toque de sensualidade. Tamanhos: 36; 38; 40; 42; 44; 46 e 48 Confira periodicamente as medidas para saber, de acordo com a nossa

Leia mais

COBRANÇA BANCÁRIA CAIXA

COBRANÇA BANCÁRIA CAIXA COBRANÇA BANCÁRIA CAIXA ESPECIFICAÇÃO DE CÓDIGO DE BARRAS PARA BLOQUETOS DE COBRANÇA COBRANÇAS RÁPIDA E SEM REGISTRO GESER NOVEMBRO/2000 ÍNDICE PÁGINA 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESPECIFICAÇÕES...4 2.1 FORMATO......

Leia mais

Projeção ortográfica e perspectiva isométrica

Projeção ortográfica e perspectiva isométrica Projeção ortográfica e perspectiva isométrica Introdução Para quem vai ler e interpretar desenhos técnicos, é muito importante saber fazer a correspondência entre as vistas ortográficas e o modelo representado

Leia mais

BIT 374 LAÇAMENTO PEUGEOT 3008

BIT 374 LAÇAMENTO PEUGEOT 3008 CIRCULAR REDE De : DIREÇÃO PEÇAS E SERVIÇOS Para : Rede de Concessionárias Data : 03/11/2010 Código Circular: 374 Depto 11/10 Página (s) : 07 Cc: Gerentes regionais Peças e Serviços Peugeot Direção PBRA

Leia mais

ANEXO IX ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Referente ao Pregão nº 038/2010

ANEXO IX ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Referente ao Pregão nº 038/2010 ANEXO IX ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Referente ao Pregão nº 038/2010 LOTE 01: ESPECIFICAÇÕES DO ITEM 1: Blusa para usuários do sexo feminino, colarinho, com pence de busto no sentido horizontal frente e pence

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL PORTARIA Nº 467, DE 04 DE OUTUBRO DE 2011

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL PORTARIA Nº 467, DE 04 DE OUTUBRO DE 2011 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL PORTARIA Nº 467, DE 04 DE OUTUBRO DE 2011 Altera a Portaria nº 248, de 29 de abril de 2010, para adequar quantitativos e especificações de uniformes

Leia mais

7. A importância do aterramento na Qualidade da Energia.

7. A importância do aterramento na Qualidade da Energia. 7. A importância do aterramento na Qualidade da Energia. Em primeiro lugar é preciso esclarecer o que significa e para que serve o aterramento do sistema elétrico. Ao contrário do que é usual considerar,

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO CASA CIVIL SUPERVISÃO ADMINISTRATIVA ANEXO ÚNICO (ESPECIFICAÇÕES, QUANTITATIVOS E MODELOS DO FARDAMENTO)

ESTADO DO MARANHÃO CASA CIVIL SUPERVISÃO ADMINISTRATIVA ANEXO ÚNICO (ESPECIFICAÇÕES, QUANTITATIVOS E MODELOS DO FARDAMENTO) ANEXO ÚNICO (ESPECIFICAÇÕES, QUANTITATIVOS E MODELOS DO FARDAMENTO) FARDAMENTO PARA OS SETORES: ASSESSORIA, ATENDIMENTO, BIBLIOTECA, ARQUIVO, EXPEDIÇÃO, FINANCEIRO E RECEPÇÃO. ITEM ESPECIFICAÇÕES (SOCIAL)

Leia mais

Página 1 de 6 KIT ENXOVAL PARA RECÉM-NASCIDOS COMPOSTO DE: - 01 cobertor; - 02 macacões curto tipo short; - 02 conjuntos tipo pagão;

Página 1 de 6 KIT ENXOVAL PARA RECÉM-NASCIDOS COMPOSTO DE: - 01 cobertor; - 02 macacões curto tipo short; - 02 conjuntos tipo pagão; KIT ENXOVAL PARA RECÉM-NASCIDOS COMPOSTO DE: - 01 cobertor; - 02 macacões curto tipo short; - 02 conjuntos tipo pagão; - 02 gorros de moletom; - 02 calças compridas; - 02 pares de meia recém-nascido; -

Leia mais

Manual das Biseladoras Externas ISD/ ISF/ SKD/ HYD

Manual das Biseladoras Externas ISD/ ISF/ SKD/ HYD Manual das Biseladoras Externas ISD/ ISF/ SKD/ HYD Antes de iniciar qualquer manutenção ou operação mantenha o equipamento desligado das fontes de energia, retire os bits da máquina, em seguida meça o

Leia mais

UNIFORME SESI. Especificação Técnica

UNIFORME SESI. Especificação Técnica UNIFORME SESI Especificação Técnica 2015 SUMÁRIO 1. CAMISETA MANGA CURTA 3 2. CAMISETA MANGA LONGA 10 3. REGATA 17 4. POLO MASCULINA 24 5. POLO FEMININA 32 6. JAQUETA MASCULINA - TACTEL 40 7. JAQUETA MASCULINA

Leia mais

Manual de como eu fiz (Passo a passo)

Manual de como eu fiz (Passo a passo) Manual de como eu fiz (Passo a passo) 2015 - Ano II - Manual - II Deixo um exemplo de como fazer. Assim como eu fiz, Façam vocês também Editorial Presados companheiros de hobby, Com estes manuais com pequenas

Leia mais

Diebold Procomp. We won t t rest. Treinamento Técnico. agosto/2009

Diebold Procomp. We won t t rest. Treinamento Técnico. agosto/2009 Treinamento Técnico agosto/2009 Modelo de Impressora Mecanismo impressor para TSP143MF Características técnicas Velocidade de impressão 100 mm/s Interface de comunicação Serial (RS232) Nível de sinal:

Leia mais

STV 8 SET 2008 2. uma polaridade de sincronismo negativa, com os pulsos de sincronismo na posição para baixo, como mostrado na figura abaixo

STV 8 SET 2008 2. uma polaridade de sincronismo negativa, com os pulsos de sincronismo na posição para baixo, como mostrado na figura abaixo STV 8 SET 2008 1 ANÁLISE DOS SINAIS DE VÍDEO as três partes do sinal composto de vídeo, ilustradas na figura abaixo, são: 1 o sinal da câmera correspondendo às variações de luz na cena 2 os pulsos de sincronismo

Leia mais

FÍSICA EXPERIMENTAL 3001

FÍSICA EXPERIMENTAL 3001 FÍSICA EXPERIMENTAL 3001 EXPERIÊNCIA 1 CIRCUITO RLC EM CORRENTE ALTERNADA 1. OBJETIOS 1.1. Objetivo Geral Apresentar aos acadêmicos um circuito elétrico ressonante, o qual apresenta um máximo de corrente

Leia mais

13. INFORMAÇÕES DE SERVIÇO DIAGNÓSTICO DE DEFEITOS 13-1 TRANSMISSÃO/SELETOR DE MARCHAS

13. INFORMAÇÕES DE SERVIÇO DIAGNÓSTICO DE DEFEITOS 13-1 TRANSMISSÃO/SELETOR DE MARCHAS 13. TRANSMISSÃO/SELETOR INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 13-1 DIAGNÓSTICO DE DEFEITOS 13-1 DESCRIÇÃO DO SISTEMA 13-2 DESMONTAGEM DA TRANSMISSÃO 13-6 INSPEÇÃO DA TRANSMISSÃO 13-6 MONTAGEM DA TRANSMISSÃO 13-7 INFORMAÇÕES

Leia mais

D O S S I Ê T É C N I C O

D O S S I Ê T É C N I C O D O S S I Ê T É C N I C O Modelagem de bolsas em tecido Salete Dal Mas Rogério Da Ré Graziela Vendreme SENAI-RS Centro de Educação Profissional SENAI Giuseppe Fasolo Maio 2011 Copyright Serviço Brasileiro

Leia mais

Campo Magnético. Prof a. Michelle Mendes Santos michelle.mendes@ifmg.edu.br

Campo Magnético. Prof a. Michelle Mendes Santos michelle.mendes@ifmg.edu.br Campo Magnético Prof a. Michelle Mendes Santos michelle.mendes@ifmg.edu.br O Magnetismo O magnetismo é um efeito observado e estudado há mais de 2000 anos. O magnetismo descreve o comportamento de objetos

Leia mais

7) (F.C.CHAGAS) Determine a área da região hachurada nos casos:

7) (F.C.CHAGAS) Determine a área da região hachurada nos casos: EXERCÍCIOS - PARTE 1 1) (PUC) Se a área do retângulo é de 32 cm 2 e os triângulos formados são isósceles, então o perímetro do pentágono hachurado, em cm, é: 39 a) b) 10+7 2 c) 10 + 12 2 d) 32 e) 70 2

Leia mais

Aula Prática 1 - Gerador Van de Graaff e interação entre corpos carregados

Aula Prática 1 - Gerador Van de Graaff e interação entre corpos carregados Aula Prática 1 - Gerador Van de Graaff e interação entre corpos carregados Disciplinas: Física III (DQF 06034) Fundamentos de Física III (DQF 10079) Departamento de Química e Física- CCA/UFES Objetivo:

Leia mais

12 26, 62, 34, 43 21 37, 73 30 56, 65

12 26, 62, 34, 43 21 37, 73 30 56, 65 1 Questão 1 Solução a) Primeiro multiplicamos os algarismos de 79, obtendo 7 9 = 63, e depois somamos os algarismos desse produto, obtendo 6 + 3 = 9. Logo o transformado de é 79 é 9. b) A brincadeira de

Leia mais

Guia Prático de Instalação Completo Forros Minerais OWA. Revisão: 2

Guia Prático de Instalação Completo Forros Minerais OWA. Revisão: 2 Guia Prático de Instalação Completo Forros Minerais OWA Revisão: 2 Guia Prático de Instalação Forros Minerais OWA Cuidados Iniciais Cuidados iniciais: SEMPRE manter as mãos limpas para manusear os forros

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO SINALIZAÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO SINALIZAÇÃO PROPRIETÁRIO: PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTALINA OBRA: SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL MEMORIAL DESCRITIVO SINALIZAÇÃO INTRODUÇÃO Devido ao pequeno tráfego de pessoas nos locais a serem pavimentados foi

Leia mais

Módulo 8 Entradas Digitais 24 Vdc Monitorado. Os seguintes produtos devem ser adquiridos separadamente para possibilitar a utilização do produto:

Módulo 8 Entradas Digitais 24 Vdc Monitorado. Os seguintes produtos devem ser adquiridos separadamente para possibilitar a utilização do produto: Descrição do Produto O módulo, integrante da Série Ponto, possui 8 pontos de entrada digital +24 Vdc isolada e monitorada, é indicado para aplicações onde a situação de linha rompida necessita ser detectada

Leia mais

ANEXO V PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA PREGÃO N. 038/2010

ANEXO V PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA PREGÃO N. 038/2010 À DME Distribuição S/A - DMED PREGÃO N. 038/2010 A empresa..., inscrita no CNPJ/MF sob o n..., estabelecida à Av./Rua..., n..., bairro..., na cidade de..., CEP..., telefone..., fax..., e-mail..., vem pela

Leia mais

Comparativo. Uniforme Escoteiro X. Vestuário Escoteiro

Comparativo. Uniforme Escoteiro X. Vestuário Escoteiro Comparativo Uniforme Escoteiro X Vestuário Escoteiro VOCÊ SABIA QUE MUDAREMOS NOSSO TRAJE? SABE O QUE É UNIFORME ESCOTEIRO? CONHECE O NOVO VESTUÁRIO? Vamos começar do começo, para que todos possam entender

Leia mais

CATÁLOGO DE ACESSÓRIOS

CATÁLOGO DE ACESSÓRIOS CATÁLOGO DE ACESSÓRIOS ÍNDICE INTRODUÇÃO... 1 ACESSÓRIOS... 2 COSTURA CIRCULAR... 2 PREGAS E FRANZIR... 3 BOBINAS... 3 CONJUNTO DE SAPATILHA PARA BORDAR COM FIOS... 4 PALHETA PARA NERVURAS... 4 SAPATILHAS...

Leia mais

Traçado da pence básica

Traçado da pence básica ltura dos quadrís ltura dos quadrís Traçado da pence básica Para traçar a pence básica necessita-se da medida da mesma, obtida pela diferença entre ½ c.busto e ½ c.tórax (ver pag.59). Esse número será

Leia mais

Editorial Módulo: Física

Editorial Módulo: Física 1. No gráfico a seguir, está representado o comprimento L de duas barras e em função da temperatura θ. Sabendo-se que as retas que representam os comprimentos da barra e da barra são paralelas, pode-se

Leia mais

Instalação de Carta de Correção Eletrônica Spalla

Instalação de Carta de Correção Eletrônica Spalla Instalação de Carta de Correção Eletrônica Spalla Introdução A Carta de Correção Eletrônica(CC-e) é um evento legal e tem por objetivo corrigir algumas informações da NF-e, desde que o erro não esteja

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS SEGURANÇA Cada etapa de fabricação dos produtos é acompanhada por uma equipe especializada, que também presta assessoria e desenvolve soluções adequadas às necessidades dos clientes.

Leia mais

MANUAL DE MONTAGEM DA FECHADURA SYNTER EXECUÇÃO DO ALOJAMENTO DA FECHADURA:

MANUAL DE MONTAGEM DA FECHADURA SYNTER EXECUÇÃO DO ALOJAMENTO DA FECHADURA: MANUAL DE MONTAGEM DA FECHADURA SYNTER EXECUÇÃO DO ALOJAMENTO DA FECHADURA: Para fazer o alojamento da Máquina da Fechadura em uma porta, é necessário deixar 1,10m do centro do furo quadrado da maçaneta

Leia mais

Manual de Instalação e Manutenção. Torniquete Hexa. revisão: 6 data de atualização:16/01/09

Manual de Instalação e Manutenção. Torniquete Hexa. revisão: 6 data de atualização:16/01/09 Manual de Instalação e Manutenção Torniquete Hexa revisão: 6 data de atualização:16/01/09 Índice 1 - Apresentação pg.03 2 - Dimensões principais e vão livre para manutenção pg.04 3.1. Identificação dos

Leia mais

AÇO PARA CONSTRUÇÃO CIVIL

AÇO PARA CONSTRUÇÃO CIVIL AÇO PARA CONSTRUÇÃO CIVIL GG 0 O vergalhão que está por dentro das melhores obras. VERGALHÃO GERDAU GG 0 Para o seu projeto sair do papel com segurança e qualidade, use o Vergalhão Gerdau GG 0. Produzido

Leia mais

Especificação do Código de Barras para Bloquetos de Cobrança Sem Registro e Registrada no SIGCB

Especificação do Código de Barras para Bloquetos de Cobrança Sem Registro e Registrada no SIGCB 1 INTRODUÇÃO... 2 2 ESPECIFICAÇÕES GERAIS... 2 2.1 FORMATO... 2 2.2 GRAMATURA DO PAPEL... 2 2.3 DIMENSÃO... 2 2.4 NÚMERO DE VIAS OU PARTES... 2 2.5 DISPOSIÇÃO DAS VIAS OU PARTES... 2 2.6 COR DA VIA/IMPRESSÃO...

Leia mais

Trabalhando com Mala Direta e Etiquetas de Endereçamento no BrOffice/LibreOffice

Trabalhando com Mala Direta e Etiquetas de Endereçamento no BrOffice/LibreOffice Departamento de Tecnologia da Informação Divisão de Relacionamento e Gestão do Conhecimento Trabalhando com Mala Direta e Etiquetas de Endereçamento no BrOffice/LibreOffice Criação de Etiquetas passo a

Leia mais

Deadlocks. Sistemas Operacionais - Professor Machado

Deadlocks. Sistemas Operacionais - Professor Machado Deadlocks Sistemas Operacionais - Professor Machado 1 Deadlock - Definição Um conjunto de processos está em situação de deadlock se todo processo pertencente ao conjunto estiver esperando por um evento

Leia mais

Lista de Exercícios: Geometria Plana. Um triângulo isósceles tem base medindo 8 cm e lados iguais com medidas de 5 cm. A área deste triângulo é:

Lista de Exercícios: Geometria Plana. Um triângulo isósceles tem base medindo 8 cm e lados iguais com medidas de 5 cm. A área deste triângulo é: Lista de Exercícios: Geometria Plana Questão 1 Um triângulo isósceles tem base medindo 8 cm e lados iguais com medidas de 5 cm. A área deste triângulo é: A( ) 20 cm 2. B( ) 10 cm 2. C( ) 24 cm 2. D( )

Leia mais

INSTALAÇÃO MÓDULO VIDRO TURY LVX10AC TOYOTA LAND CRUISER PRADO 2005/2006

INSTALAÇÃO MÓDULO VIDRO TURY LVX10AC TOYOTA LAND CRUISER PRADO 2005/2006 INSTALAÇÃO MÓDULO VIDRO TURY LVX10AC TOYOTA LAND CRUISER PRADO 2005/2006 PASSO 1: DESMONTAGEM DOS ACABAMENTOS DAS PORTAS E PAINEL FIGURA 2A FIGURA 1 Figura 1: Interruptor de porta: desconecte e deixe como

Leia mais

Filtração por Contato

Filtração por Contato Filtração por Contato A construção de grandes tanques de decantação com raspadores de geralmente resultam em investimentos de alto custo. A operação destes decantadores podem ser bastante irregulares,

Leia mais

Projeto 49 Semanas - Blocos 11 a 20 Por Eliana Zerbinatti (Tia Lili)

Projeto 49 Semanas - Blocos 11 a 20 Por Eliana Zerbinatti (Tia Lili) Projeto 49 Semanas - Blocos 11 a 20 Por Eliana Zerbinatti (Tia Lili) www.panoxadrez.com.br Visite a nossa loja virtual com quase 2.000 tecidos nacionais e importados e centenas de acessórios para patchwork

Leia mais

Clube Automovel de Lousada REGULAMENTO TÉCNICO. II Edição TROFÉU DE RESISTENCIAS CLUBE AUTOMOVEL DE LOUSADA

Clube Automovel de Lousada REGULAMENTO TÉCNICO. II Edição TROFÉU DE RESISTENCIAS CLUBE AUTOMOVEL DE LOUSADA Clube Automovel de Lousada REGULAMENTO TÉCNICO II Edição TROFÉU DE RESISTENCIAS CLUBE AUTOMOVEL DE LOUSADA Aprovado em 18/02/2015 1 Os concorrentes, que pretendam, participar nas provas do Troféu de resistência

Leia mais

ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO

ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO MARINGÁ 2016 ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO Elaborado por: Carmen Torresan * MARINGÁ 2016 Bibliotecária / CRB9

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE DIVISÓRIAS PARA O ESCRITÓRIO REGIONAL DE BELO HORIZONTE MG ER 04

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE DIVISÓRIAS PARA O ESCRITÓRIO REGIONAL DE BELO HORIZONTE MG ER 04 PREGÃO AMPLO 009/2003 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANATEL ER04 MINAS GERAIS CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE DIVISÓRIAS PARA O ESCRITÓRIO REGIONAL DE BELO HORIZONTE

Leia mais

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 267 - TELEFONE: 6823-8800 Revisado em 24/10/2006 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 www.linear-hcs.com.

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 267 - TELEFONE: 6823-8800 Revisado em 24/10/2006 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 www.linear-hcs.com. LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 267 - TELEFONE: 6823-8800 Revisado em 24/10/2006 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 www.linear-hcs.com.br CENTRAL ELETRÔNICA MONOFÁSICA DE CONTROLE DE PORTÃO rev8 CARACTERÍSTICAS

Leia mais

PORTARIA DAAE Nº 0031/10 ANEXO I MANUAL DE INSTALAÇÃO: PADRONIZAÇÃO DAS LIGAÇÕES DE ÁGUA

PORTARIA DAAE Nº 0031/10 ANEXO I MANUAL DE INSTALAÇÃO: PADRONIZAÇÃO DAS LIGAÇÕES DE ÁGUA PORTARIA DAAE Nº 0031/10 ANEXO I MANUAL DE INSTALAÇÃO: PADRONIZAÇÃO DAS LIGAÇÕES DE ÁGUA O Novo Padrão de Ligações Residenciais do DAAE facilita muito sua vida. Algumas vantagens que o Novo Padrão traz

Leia mais

Hoje revelo a vocês a minha paixão recente: a família de couros da Circulo.

Hoje revelo a vocês a minha paixão recente: a família de couros da Circulo. Olá gente linda e talentosa! Hoje revelo a vocês a minha paixão recente: a família de couros da Circulo. Tanto o Couro Tricô quanto o Couro Tricô Tiras são itens maravilhosos que possibilitam muitas criações

Leia mais

Projeto 49 Semanas - Blocos 01 a 10 Por Eliana Zerbinatti (Tia Lili) www.panoxadrez.com.br

Projeto 49 Semanas - Blocos 01 a 10 Por Eliana Zerbinatti (Tia Lili) www.panoxadrez.com.br Projeto 49 Semanas - Blocos 01 a 10 Por Eliana Zerbinatti (Tia Lili) www.panoxadrez.com.br Visite a nossa loja virtual com quase 2.000 tecidos nacionais e importados e centenas de acessórios para patchwork

Leia mais

pra você BEM VINDA LOFTGIRL!

pra você BEM VINDA LOFTGIRL! pra você BEM VINDA LOFTGIRL! Se você recebeu este manual, é porque se cadastrou para receber novidades da Loft747 online. Aqui vamos falar de produtos incríveis e de ferramentas úteis que serão seus aliados

Leia mais

Venha viver a emoção de nadar, pedalar e correr num cenário paradisíaco e desafiador: o Recreio dos Bandeirantes.

Venha viver a emoção de nadar, pedalar e correr num cenário paradisíaco e desafiador: o Recreio dos Bandeirantes. O Rio Triathlon A Tri Fitness, sob a supervisão da Federação de Triathlon do Estado do Rio de Janeiro, traz para a Cidade Maravilhosa e Olímpica o projeto Rio Triathlon. Venha viver a emoção de nadar,

Leia mais

EVENTOS NACIONAIS: Equipamentos: Eventos onde as regras serão observadas: Responsabilidade: Patch: PATCH COSTURADO Patch COSTURADO costura

EVENTOS NACIONAIS: Equipamentos: Eventos onde as regras serão observadas: Responsabilidade: Patch: PATCH COSTURADO Patch COSTURADO costura EVENTOS NACIONAIS: Este documento baseado no JUDOGUI REQUERIMENTS AND JUDOGUI CONTROL PROCEDURE da Federação Internacional de Judô FIJ, visa estabelecer o padrão nacional para a utilização dos judoguis

Leia mais

Departamento de Clínica Cirúrgica

Departamento de Clínica Cirúrgica Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências da Saúde Departamento de Clínica Cirúrgica Disciplina de Técnica Operatória e Cirurgia Experimental TIPOS DE SUTURAS Edevard J de Araujo - eja2536@gmail.com

Leia mais

Canguru sem fronteiras 2005

Canguru sem fronteiras 2005 Duração: 1h30mn Destinatários: alunos dos 7 e 8 anos de Escolaridade Não podes usar calculadora. Há apenas uma resposta correcta em cada questão. Inicialmente tens 30 pontos. Por cada questão errada, és

Leia mais

Colégio Adventista de Rio Preto. Prof. Daniel Prandi Prof. Sheila Molina

Colégio Adventista de Rio Preto. Prof. Daniel Prandi Prof. Sheila Molina Colégio Adventista de Rio Preto Prof. Daniel Prandi Prof. Sheila Molina Futebol de Salão - Futsal Caracterização: É um jogo coletivo desportivo, entre duas equipes, sendo cada uma constituída por doze

Leia mais

1.1- Vamos começar com a planta baixa, na escala 1:20. Obs: passe a planta, com as medidas indicadas em uma folha separada, na escala 1:20.

1.1- Vamos começar com a planta baixa, na escala 1:20. Obs: passe a planta, com as medidas indicadas em uma folha separada, na escala 1:20. 1 PONTO DE FUGA 1.1- Vamos começar com a planta baixa, na escala 1:20. Obs: passe a planta, com as medidas indicadas em uma folha separada, na escala 1:20. 30 1.2- Coloque essa planta na parte de cima

Leia mais

FICHA TÉCNICA DATA: 18-05-12 FARDAMENTO ALUNO TÉCNICO

FICHA TÉCNICA DATA: 18-05-12 FARDAMENTO ALUNO TÉCNICO 1 FICHA TÉCNICA FARDAMENTO ALUNO TÉCNICO DATA: 18-05-12 DESCRIÇÃO: CAMISETA COM RECORTES LATERAIS, MANGA MEIA CAVA COM RECORTE NO CORPO DA CAMISETA, GOLA EM ESTILO MANDARIM COM ABERTURA EM ZÍPER E PUNHO

Leia mais

Boneca Alice Lista de Materiais:

Boneca Alice Lista de Materiais: Lista de Materiais: Feltro nas cores: Azul turquesa, preto, amarelo, branco, pele, vermelho e rosa Linha pesponto nas cores: Azul turquesa, preto, branco, pele e amarela Fibra siliconada para enchimento

Leia mais

Escalas ESCALAS COTAGEM

Escalas ESCALAS COTAGEM Escalas Antes de representar objectos, modelos, peças, etc. Deve-se estudar o seu tamanho real. Tamanho real é a grandeza que as coisas têm na realidade. Existem coisas que podem ser representadas no papel

Leia mais

GEOMETRIA. sólidos geométricos, regiões planas e contornos PRISMAS SÓLIDOS GEOMÉTRICOS REGIÕES PLANAS CONTORNOS

GEOMETRIA. sólidos geométricos, regiões planas e contornos PRISMAS SÓLIDOS GEOMÉTRICOS REGIÕES PLANAS CONTORNOS PRISMAS Os prismas são sólidos geométricos muito utilizados na construção civil e indústria. PRISMAS base Os poliedros representados a seguir são denominados prismas. face lateral base Nesses prismas,

Leia mais

Curso de Formação de Oficiais Conhecimentos Específicos ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CADERNO DE QUESTÕES

Curso de Formação de Oficiais Conhecimentos Específicos ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CADERNO DE QUESTÕES Curso de Formação de Oficiais Conhecimentos Específicos ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CADERNO DE QUESTÕES 2014 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 a) (0,30) Defina gramáticas livre de contexto. b) (0,30) Crie uma gramática

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS FOR IPLÁS

CATÁLOGO DE PRODUTOS FOR IPLÁS CATÁLOGO DE PRODUTOS FOR IPLÁS SEXTAVADA LISA FP001 FP002 FP003 FP004 FP005 FP006 FP033 FP034 FP040 FP060 17x17 MEIA 30x30 30x30 25,7x25,7 5cm 4,5cm 3cm 3cm 35 pçs por m² 28 pçs por m² Meia 1/2 11,5pçs

Leia mais

Subestação. Conceito:

Subestação. Conceito: Sistema Eletrosul Conceito: Subestação Instalações elétricas que compreendem máquinas ou aparelhos, instalados em ambiente fechado ou ao ar livre, destinadas à transformação da tensão, distribuição da

Leia mais

FÍSICA. A) 2 J B) 6 J C) 8 J D) 10 J E) Zero. A) 6,2x10 6 metros. B) 4,8x10 1 metros. C) 2,4x10 3 metros. D) 2,1x10 9 metros. E) 4,3x10 6 metros.

FÍSICA. A) 2 J B) 6 J C) 8 J D) 10 J E) Zero. A) 6,2x10 6 metros. B) 4,8x10 1 metros. C) 2,4x10 3 metros. D) 2,1x10 9 metros. E) 4,3x10 6 metros. FÍSICA 16) Numa tempestade, ouve-se o trovão 7,0 segundos após a visualização do relâmpago. Sabendo que a velocidade da luz é de 3,0x10 8 m/s e que a velocidade do som é de 3,4x10 2 m/s, é possível afirmar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ UNIFAP PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO - PROGRAD DEPARTAMENTO DE CIENCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS-DCET CURSO DE FÍSICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ UNIFAP PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO - PROGRAD DEPARTAMENTO DE CIENCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS-DCET CURSO DE FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ UNIFAP PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO - PROGRAD DEPARTAMENTO DE CIENCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS-DCET CURSO DE FÍSICA Disciplina: Física Básica III Prof. Dr. Robert R.

Leia mais

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 4 PROBABILIDADE E GEOMETRIA

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 4 PROBABILIDADE E GEOMETRIA SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 4 PROBABILIDADE E GEOMETRIA Leitura e Análise de Texto O π e a agulha de Buffon O estudo da probabilidade, aparentemente, não tem uma ligação direta com a Geometria. A probabilidade

Leia mais

Fonte de alta tensão CA/CC simultânea. Manual de operação

Fonte de alta tensão CA/CC simultânea. Manual de operação Fonte de alta tensão CA/CC simultânea Manual de operação Atenção! Risco de Vida! Este equipamento gera tensões e correntes que podem ser letais! Leia este manual até o fim, e somente tente utilizar o equipamento

Leia mais

Paquímetro. Paquímetro de Relógio. Paquímetro Digital. Paquímetro

Paquímetro. Paquímetro de Relógio. Paquímetro Digital. Paquímetro Paquímetro RESOLUÇÃO LEITURA COMP. (mm) COMP. (mm) TIPO CURSOR (mm) ÚTIL (mm) BOCA ORELHA GDM04025005 0.05 150 40 15 4 funções monobloco 34,87 GDM04045005 0.05 150 40 15 4 funções composto 27,88 Escala

Leia mais

3381-1110. Certificado de Garantia. Acessórios Porta Gancheira Kit Prateleira. Porta Etiqueta. e Gancheiras

3381-1110. Certificado de Garantia. Acessórios Porta Gancheira Kit Prateleira. Porta Etiqueta. e Gancheiras Acessórios Porta Gancheira Kit Prateleira Porta Etiqueta e Gancheiras Cores: Azul, Amarelo, Verde, Vermelho Certificado de Garantia Este documento descreve os termos gerais de garantia dos produtos da

Leia mais

1.Determine o raio do círculo de centro O. Dados: AB=3x-3 e AO=x-3 R. 12

1.Determine o raio do círculo de centro O. Dados: AB=3x-3 e AO=x-3 R. 12 Eercício de Círculo e Circunferência (Relações Métricas) 1.Determine o raio do círculo de centro O. Dados: =3-3 e O=-3 R. 12 o 2. Determine o valor de nos casos: a. s é perpendicular a. =3-5 = +7 R. 6

Leia mais

PROVA DE AFERIÇÃO DO ENSINO BÁSICO 2011 A PREENCHER PELO ALUNO

PROVA DE AFERIÇÃO DO ENSINO BÁSICO 2011 A PREENCHER PELO ALUNO PROVA DE AFERIÇÃO DO ENSINO BÁSICO 2011 A PREENCHER PELO ALUNO Rubrica do Professor Aplicador Nome A PREENCHER PELO AGRUPAMENTO Número convencional do Aluno Número convencional do Aluno A PREENCHER PELA

Leia mais

Matemática Discreta - 08

Matemática Discreta - 08 Universidade Federal do Vale do São Francisco urso de Engenharia da omputação Matemática Discreta - 08 Prof. Jorge avalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti www.twitter.com/jorgecav

Leia mais

NDMAT Núcleo de Desenvolvimentos Matemáticos

NDMAT Núcleo de Desenvolvimentos Matemáticos 01) (UFPE) Uma ponte deve ser construída sobre um rio, unindo os pontos e B, como ilustrado na figura abaixo. Para calcular o comprimento B, escolhe-se um ponto C, na mesma margem em que B está, e medem-se

Leia mais

Autoria: Fernanda Maria Villela Reis Orientadora: Tereza G. Kirner Coordenador do Projeto: Claudio Kirner. Projeto AIPRA (Processo CNPq 559912/2010-2)

Autoria: Fernanda Maria Villela Reis Orientadora: Tereza G. Kirner Coordenador do Projeto: Claudio Kirner. Projeto AIPRA (Processo CNPq 559912/2010-2) Autoria: Fernanda Maria Villela Reis Orientadora: Tereza G. Kirner Coordenador do Projeto: Claudio Kirner 1 ÍNDICE Uma palavra inicial... 2 Instruções iniciais... 3 Retângulo... 5 Quadrado... 6 Triângulo...

Leia mais

TORNEIRO MECÂNICO OPERAÇÃO

TORNEIRO MECÂNICO OPERAÇÃO DEFINIÇÃO: TORNEIRO MECÂNICO OPERAÇÃO ABRIR ROSCA MÚLTIPLA (EXTERNA E INTERNA) É abrir rosca na superfície externa ou interna do material, através de um sistema de divisões de avanço da ferramenta, que

Leia mais