Desenho Auxiliado por Computador

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Desenho Auxiliado por Computador"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA ENE073 Seminários em Eletrotécnica Desenho Auxiliado por Computador (CAD - Computer Aided Design) Prof. Flávio Vanderson Gomes Aula 02 Introdução ao Desenho Técnico

2 Introdução Desenho Técnico x Desenho Artístico Comunicação gráfica de idéias remonta a a.c. A comunicação usando desenhos precede a comunicação usando a escrita. A escrita antiga faz uso de desenhos:

3 O QUE É O DESENHO TÉCNICO? O DESENHO TÉCNICO é um tipo de representação gráfica rigorosa e tem como principal função ser o elo de ligação entre o projetista e as pessoas que vão executar o objeto. Emissor: projetista ou desenhista; Receptor: operador, inspetor de qualidade, executor...

4 Introdução Desenho Técnico x Desenho Artístico Fig. Exemplo típico de um desenho artístico (desenho livre, ilustração)

5 Introdução Desenho Técnico x Desenho Artístico Fig. Representação técnica e representação artística 5

6 NORMAS TÉCNICAS ANSI = American National Standards Institute JIS = Japan Industrial Standards DIN = Deutsches Institut fur Normung ISO = International Standard Association ABNT = Associação Brasileira de Normas Técnicas

7 NORMAS TÉCNICAS ABNT NBR DESENHO TÉCNICO NORMA GERAL NBR FOLHA DE DESENHO LAYOUT E DIMENSÕES NBR APRESENTAÇÃO DA FOLHA PARA DESENHO TÉCNICO NBR DESENHO TÉCNICO DOBRAMENTO DE CÓPIAS NBR 8402 EXECUÇÃO DE CARACTERES PARA ESCRITA EM DESENHOS TÉCNICOS NBR 8403 APLICAÇÃO DE LINHAS EM DESENHOS TIPOS DE LINHAS LARGURAS DAS LINHAS 7

8 NORMAS TÉCNICAS ABNT NBR10067 PRINCÍPIOS GERAIS DE REPRESENTAÇÃO EM DESENHO TÉCNICO NBR 8196 DESENHO TÉCNICO EMPREGO DE ESCALAS NBR REPRESENTAÇÃO DE ÁREA DE CORTE POR MEIO DE HACHURAS EM DESENHO TÉCNICO NBR10126 COTAGEM EM DESENHO TÉCNICO 8

9 NORMAS TÉCNICAS ABNT NBR8404 INDICAÇÃO DO ESTADO DE SUPERFÍCIE EM DESENHOS TÉCNICOS NBR 6158 SISTEMA DE TOLERÂNCIAS E AJUSTES NBR 8993 REPRESENTAÇÃO CONVENCIONAL DE PARTES ROSCADAS EM DESENHO TÉCNICO 9

10 DESENHO TÉCNICO: Desenvolvimento Manual Através de equipamentos e instrumentos manuais adequados. Auxílio de Computador Através do computador e programas específicos.

11 EQUIPAMENTOS de DESENHO: DESENHO TÉCNICO MANUAL Lápis ou Lapiseira e Grafite de dureza média (HB) Apontador Compasso Borracha Régua

12 EQUIPAMENTOS de DESENHO: DESENHO TÉCNICO MANUAL Esquadro (60º) Esquadro (45º) Esquadro Geométrico (45º) Transferidor (180º)

13 EQUIPAMENTOS de DESENHO: DESENHO TÉCNICO MANUAL Régua T Pranchetas

14 EQUIPAMENTOS de DESENHO: DESENHO TÉCNICO COMPUTACIONAL Computador fixo, monitor, teclado e mouse Impressora Computador portátil Plotter Software específico

15 DESENHO TÉCNICO: MANUAL X CAD Redução do trabalho de desenho: construções geométricas; Redução do tempo de revisão e alteração; Economia direta de custo; Alta precisão de projeto; Melhoria do fluxo de informações; Uso de bibliotecas-padrão; Elaboração de relatórios e catálogos de marketing automatizada; Outros.

16 PERSPECTIVAS: DESENHO TÉCNICO Modos de Representação Quando se quer ter uma visão espacial, rápida; Assemelha-se a uma fotografia do objeto; A informação transmitida é menor que na de múltiplas vistas;

17 VISTAS: DESENHO TÉCNICO Modos de Representação: Obedece a normas e convenções de representação; Tipo de representação mais usado em Engenharia e se baseia no conceito de projeção ortogonal;

18 DESENHO PROJETIVO Perspectiva Vistas Ortográficas LIDEL EDIÇÕES TÉCNICAS 18

19 DESENHO NÃO PROJETIVO

20 EVOLUÇÃO DO CAD 1980: utilização de sistemas CAD em substituição ao desenho tradicional; 20

21 EVOLUÇÃO DO CAD 21

22 EVOLUÇÃO DO CAD 1990: os sistemas CAD evoluíram para representação paramétrica de modelos tridimensionais; Facilidades em obter imagens das peças em qualquer posição; 22

23 EVOLUÇÃO DO CAD 23

24 EVOLUÇÃO DO CAD Para fins promocionais é possível obter imagens fotorrealistas dos objetos enquadrados numa cena, envolvendo materiais e efeitos de luz. 3D Studio Max; SolidWorks 24

25 EVOLUÇÃO DO CAD 25

26 EVOLUÇÃO DO CAD 26

27 EVOLUÇÃO DO CAD 27

28 DESENHO TÉCNICO NAS VÁRIAS FASES DE PROJETO LIDEL EDIÇÕES TÉCNICAS 28

29 Esboço Fase 2 29

30 Desenhos Finais LIDEL EDIÇÕES TÉCNICAS 30

31 Exemplo de Projeto Produto: interruptor elétrico, para aplicação em luminárias. esboço objetivo LIDEL EDIÇÕES TÉCNICAS 31

32 Exemplo de Projeto Construção em CAD 3D Corpo inferior Rectângulo inicial Paralelepípedo LIDEL EDIÇÕES TÉCNICAS 32

33 Exemplo de Projeto Sequência de operações elementares existente em todos os programas de CAD 3D. Furação (hole) boleados (fillet, round) Escavado interior (shell) LIDEL EDIÇÕES TÉCNICAS 33

34 Exemplo de Projeto Forma final da peça LIDEL EDIÇÕES TÉCNICAS 34

35 Exemplo de Projeto Construção do encaixe do parafuso LIDEL EDIÇÕES TÉCNICAS 35

36 Exemplo de Projeto Extrusão até à superfície mais próxima Aplicação de outras operações já descritas, LIDEL EDIÇÕES TÉCNICAS 36

37 Exemplo de Projeto Montagem de componentes (assembly) Relação de colinearidade Relação de concentricidade LIDEL EDIÇÕES TÉCNICAS 37

38 Exemplo de Projeto Desenho de conjunto do interruptor LIDEL EDIÇÕES TÉCNICAS 38

39 Exemplo de Projeto Modelos foto-realistas para divulgação LIDEL EDIÇÕES TÉCNICAS 39

Aula 02/18 CLASSIFICAÇÃO DOS DESENHOS TÉCNICOS DESENHO PROJETIVO: DESENHO NÃO PROJETIVO:+

Aula 02/18 CLASSIFICAÇÃO DOS DESENHOS TÉCNICOS DESENHO PROJETIVO: DESENHO NÃO PROJETIVO:+ EXPRESSÃO GRÁFICA CURSO: Engenharia Mecânica PROFESSOR: José Ricardo Flores Faria Aula 02/18 CLASSIFICAÇÃO DOS DESENHOS TÉCNICOS DESENHO PROJETIVO: Desenho resultante da projeção do objeto, sob um ou mais

Leia mais

ENE 131 - Expressão Gráfica para Engenharia Elétrica

ENE 131 - Expressão Gráfica para Engenharia Elétrica - Expressão Gráfica para Engenharia Elétrica (Desenho Auxiliado por Computador)(Computer Aided Design)(CAD) Alexandre Haruiti alexandre.anzai@engenharia.ufjf.br Baseado nos Materiais do Rodolfo Lacerda

Leia mais

Objetivo da unidade Técnico/a de Refrigeração e Climatização

Objetivo da unidade Técnico/a de Refrigeração e Climatização Técnico de Refrigeração e Climatização Objetivo da unidade Técnico/a de Refrigeração e Climatização Utilizar normalização em desenho Desenhar com rigor construções geométricas básicas Ajustar com precisão

Leia mais

DESENHO TÉCNICO MECÂNICO I (SEM 0564) Notas de Aulas v.2015. Aula 01 Introdução

DESENHO TÉCNICO MECÂNICO I (SEM 0564) Notas de Aulas v.2015. Aula 01 Introdução DESENHO TÉCNICO MECÂNICO I (SEM 0564) Notas de Aulas v.2015 Aula 01 Introdução DEFINIÇÃO Desenho Técnico é a linguagem técnica e gráfica empregada para expressar e documentar formas, dimensões, acabamento,

Leia mais

4/12/2013 DESENHO TÉCNICO. Programa. Datas. Sistema de Avaliação DESENHO TÉCNICO. Lista de material para as aulas

4/12/2013 DESENHO TÉCNICO. Programa. Datas. Sistema de Avaliação DESENHO TÉCNICO. Lista de material para as aulas FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL Cursos: Agronomiae Eng. Florestal1 o Semestre Prof. responsável: Lorena Stolle Programa 1 - Materiais e instrumentos de desenho, convenções e normalização

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Refrigeração, Ventilação e Ar Condicionado Disciplina: Desenho Técnico Tema: Introdução ao Desenho Técnico Profº

Curso Superior de Tecnologia em Refrigeração, Ventilação e Ar Condicionado Disciplina: Desenho Técnico Tema: Introdução ao Desenho Técnico Profº Curso Superior de Tecnologia em Refrigeração, Ventilação e Ar Condicionado Disciplina: Desenho Técnico Tema: Introdução ao Desenho Técnico Profº Milton 2014 DEFINIÇÃO Desenho Técnico é a linguagem técnica

Leia mais

Disciplina : Desenho Técnico Professora: Mariza Andrade. Mariza Andrade

Disciplina : Desenho Técnico Professora: Mariza Andrade. Mariza Andrade Disciplina : Desenho Técnico Professora: Mariza Andrade Nossas Aulas Ementa 1ª Parte: - Introdução ao Desenho Técnico; - Padronização do Desenho ; - Normas ABNT; - Instrumentos de Desenho e sua utilização;

Leia mais

Introdução ao DESENHO TÉCNICO

Introdução ao DESENHO TÉCNICO Introdução ao DESENHO TÉCNICO Introdução Comunicação gráfica de idéias remonta a 12000 a.c. A comunicação usando desenhos precede a comunicação usando a escrita. A escrita antiga faz uso de desenhos: Uma

Leia mais

DESENHO TÉCNICO. Prof. Melissa Passamani Boni

DESENHO TÉCNICO. Prof. Melissa Passamani Boni DESENHO TÉCNICO Prof. Melissa Passamani Boni Ementa do Curso: Expressão de ideias através da comunicação visual. Normas gerais do Desenho Técnico (ABNT). Conceituação básica da compreensão das figuras

Leia mais

URI- Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões Campus de Frederico Westphalen Curso: Química Industrial.

URI- Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões Campus de Frederico Westphalen Curso: Química Industrial. URI- Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões Campus de Frederico Westphalen Curso: Química Industrial Desenho Técnico Prof.ªElisa Maria Pivetta Cantarelli elisa@fw.uri.br Origem do

Leia mais

Capítulo 1 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DESENHO TÉCNICO

Capítulo 1 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DESENHO TÉCNICO Capítulo 1 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DESENHO TÉCNICO Definição de Desenho Técnico O desenho técnico é uma forma de expressão gráfica que tem por finalidade a representação de forma, dimensão e posição de

Leia mais

Curso Técnico em Eletromecânica

Curso Técnico em Eletromecânica Curso Técnico em Eletromecânica Edição 2011-1 2 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS DE ARARANGUÁ

Leia mais

DESENHO TÉCNICO E SUAS APLICAÇÕES

DESENHO TÉCNICO E SUAS APLICAÇÕES DESENHO TÉCNICO E SUAS APLICAÇÕES CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO NOME: FELIPE VESCOVI ORIENTADOR: FABIO REDIN DO NASCIMENTO CARAZINHO, DEZEMBRO DE 2011. DESENHO TÉCNICO E SUAS APLICAÇÕES PALAVRA CHAVES:

Leia mais

Capítulo 1 - Introdução:

Capítulo 1 - Introdução: Capítulo 1 - Introdução: Todo desenho comunica uma ideia e a expressão gráfica é uma linguagem que passa o pensamento para o papel ou computador, facilitando a comunicação de quem envia ou recebe uma informação.

Leia mais

Os caracteres de escrita

Os caracteres de escrita III. Caracteres de Escrita Os caracteres de escrita ou letras técnicas são utilizadas em desenhos técnicos pelo simples fato de proporcionarem maior uniformidade e tornarem mais fácil a leitura. Se uma

Leia mais

INSTRUMENTOS USADOS Lápis e lapiseiras Os lápis médios são os recomendados para uso em desenho técnico, a seleção depende sobretudo de cada usuário.

INSTRUMENTOS USADOS Lápis e lapiseiras Os lápis médios são os recomendados para uso em desenho técnico, a seleção depende sobretudo de cada usuário. INSTRUMENTOS USADOS Lápis e lapiseiras Os lápis médios são os recomendados para uso em desenho técnico, a seleção depende sobretudo de cada usuário. INSTRUMENTOS USADOS Esquadros São usados em pares: um

Leia mais

Mecânica Leitura e Interpretação de Desenho Técnico Mecânico

Mecânica Leitura e Interpretação de Desenho Técnico Mecânico _ CPM - Programa de Certificação de Pessoal de Manutenção Mecânica Leitura e Interpretação de Desenho Técnico Mecânico _ Departamento Regional do Espírito Santo 3 _ Leitura e Interpretação de Desenho Técnico

Leia mais

Desenho Técnico. Desenho. Desenho Artístico. Representação de coisas, seres, e objetos através de linhas e pontos. Expressão gráfica da forma.

Desenho Técnico. Desenho. Desenho Artístico. Representação de coisas, seres, e objetos através de linhas e pontos. Expressão gráfica da forma. Desenho Técnico Desenho Técnico e CAD Prof. Luiz Antonio do Nascimento Desenho 2/29 Representação de coisas, seres, e objetos através de linhas e pontos. Expressão gráfica da forma. Pode ser: Desenho Artístico

Leia mais

Desenho Técnico. Desenho. Desenho Artístico. Representação de coisas, seres, e objetos através de linhas e pontos. Expressão gráfica da forma.

Desenho Técnico. Desenho. Desenho Artístico. Representação de coisas, seres, e objetos através de linhas e pontos. Expressão gráfica da forma. Desenho Técnico Desenho Técnico e CAD Prof. Luiz Antonio do Nascimento Desenho 2/29 Representação de coisas, seres, e objetos através de linhas e pontos. Expressão gráfica da forma. Pode ser: Desenho Artístico

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Formação Inicial e Continuada de Trabalhadores (Resolução CNE/CEB 5154/04) PLANO DE CURSO Área Tecnológica: Metalmecânica

Leia mais

A perspectiva é um tipo especial de projeção, na qual são possíveis de se medir três eixos dimensionais em um espaço bi-dimensional.

A perspectiva é um tipo especial de projeção, na qual são possíveis de se medir três eixos dimensionais em um espaço bi-dimensional. Desenho Desenho Artístico Desenho Técnico Desenho Não-Projetivo: gráficos e diagramas fluogramas organogramas Desenho Projetivo: perspectivas vistas ortográficas plantas-baiase cortes 1 Projeções A perspectiva

Leia mais

DESENHO BÁSICO AULA 01

DESENHO BÁSICO AULA 01 DESENHO BÁSICO AULA 01 Introdução à Unidade Curricular Introdução ao Desenho Técnico 31/07/2008 Desenho Desenho Artístico Desenho Técnico Desenho Não-Projetivo: gráficos e diagramas fluxogramas organogramas

Leia mais

NOÇÕES GERAIS DO DESENHO TÉCNICO MÓDULO 01. Aula 01

NOÇÕES GERAIS DO DESENHO TÉCNICO MÓDULO 01. Aula 01 NOÇÕES GERAIS DO DESENHO TÉCNICO MÓDULO 01 Aula 01 NOÇÕES GERAIS DO DESENHO TÉCNICO MÓDULO 01 Aula 01 01. Introdução 02. O Desenho Técnico 03. As Normas Técnicas 04. Os Materiais de Desenho Técnico 05.

Leia mais

Desenho e Projeto de tubulação Industrial

Desenho e Projeto de tubulação Industrial Desenho e Projeto de tubulação Industrial Módulo I Aula 08 1. PROJEÇÃO ORTOGONAL Projeção ortogonal é a maneira que o profissional recebe o desenho em industrias, 1 onde irá reproduzi-lo em sua totalidade,

Leia mais

Desenho Técnico. Prof. Aline Fernandes de Oliveira, Arquiteta Urbanista 2010

Desenho Técnico. Prof. Aline Fernandes de Oliveira, Arquiteta Urbanista 2010 de Oliveira, Arquiteta Urbanista 2010 DEFINIÇÃO VISÃO ESPACIAL HISTÓRIA - O desenho técnico é uma forma de expressão gráfica que tem por finalidade a representação de forma, dimensão e posição de objetos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA APOSTILA 4

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA APOSTILA 4 Gerência da Construção Civil, Geomática e Meio Ambiente Professor: Cristiano Nascimento APOSTILA 4 Desenho Técnico Topográfico (Instrumental e Normas) DESENHO TÉCNICO TOPOGRÁFICO (INSTRUMENTAL E NORMAS)

Leia mais

BACHARELADO EM ENGENHARIA AMBIENTAL EaD UAB/UFSCar Expressão Gráfica para Engenharia NORMAS TÉCNICAS

BACHARELADO EM ENGENHARIA AMBIENTAL EaD UAB/UFSCar Expressão Gráfica para Engenharia NORMAS TÉCNICAS BACHARELADO EM ENGENHARIA AMBIENTAL EaD UAB/UFSCar NORMAS TÉCNICAS APOSTILA DO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL DA UFSCar volume 3 Profª Sheyla Mara Baptista Serra Agosto de 2008 3 NORMAS TÉCNICAS Conhecer

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular

Ficha de Unidade Curricular Ficha de Unidade Curricular Unidade Curricular Designação: Técnicas de Representação Digital I Área Científica: Desenho (DES) Ciclo de Estudos: Licenciatura Carácter: Obrigatória Semestre: 3º ECTS: 6 Tempo

Leia mais

Geometria Descritiva A

Geometria Descritiva A Informação Prova de Equivalência à Frequência Prova 808 2014 Disciplina 11º e 12º anos de Escolaridade Geometria Descritiva A "sinal de separação" ou "seção" 1. Introdução O presente documento visa divulgar

Leia mais

ESTUDO DAS PROJEÇÕES NOÇÕES ELEMENTARES 1. DEFINIÇÃO

ESTUDO DAS PROJEÇÕES NOÇÕES ELEMENTARES 1. DEFINIÇÃO Estudo das projeções ESTUDO DAS PROJEÇÕES NOÇÕES ELEMENTARES 1. DEFINIÇÃO Geometria é a ciência que tem por objetivo a medida das linhas, superfícies e dos volumes. Descrever significa representar, contar

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Ano letivo 2014/2015 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Decreto Lei n.º 139/2012, de 5 de Julho Disciplina: GEOMETRIA DESCRITIVA A Prova/Código: 808 Ano(s) de Escolaridade: 12º ano (AEDC)

Leia mais

Desenho Técnico. Aula 2 Prof. Daniel Cavalcanti Jeronymo. Introdução ao Desenho Técnico

Desenho Técnico. Aula 2 Prof. Daniel Cavalcanti Jeronymo. Introdução ao Desenho Técnico Desenho Técnico CP41F Introdução ao Desenho Técnico Aula 2 Prof. Daniel Cavalcanti Jeronymo Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) Engenharia de Computação 3º Período 2016.1 1/20 Desenho Técnico

Leia mais

Normas da ABNT para Desenho Técnico

Normas da ABNT para Desenho Técnico UFMG - Curso de Graduação em Engenharia Metalúrgica Disciplina: DESENHO D Prof. Marcelo Borges Mansur (DEMET-UFMG) Normas da ABNT para Desenho Técnico Associação Brasileira de Normas Técnicas TERMINOLOGIA

Leia mais

Curso Técnico em Eletromecânica

Curso Técnico em Eletromecânica Curso Técnico em Eletromecânica Edição 2010-1 2 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS DE ARARANGUÁ

Leia mais

DESENHO TÉCNICO. Aula 03

DESENHO TÉCNICO. Aula 03 FACULDADE DE TECNOLOGIA SHUNJI NISHIMURA POMPÉIA - SP DESENHO TÉCNICO Aula 03 Prof. Me. Dario de A. Jané DESENHO TÉCNICO 1. PRINCÍPIOS BÁSICOS DE DESENHO TÉCNICO Normas Instrumentos Folhas (dobra, moldura,

Leia mais

TEMÁRIO CATIA V5 CATIA V5 FUNDAMENTALS 40 HORAS

TEMÁRIO CATIA V5 CATIA V5 FUNDAMENTALS 40 HORAS TEMÁRIO CATIA V5 CATIA V5 FUNDAMENTALS 40 HORAS EDU-CAT-E-V5F-F Objectivo Geral: O FORMANDO DEVERÁ SER CAPAZ DE UTILIZAR DE FORMA ADEQUADA O CATIA V5 COMO FERRAMENTA AUXILIAR DE TRABALHO. Objectivos Específicos:

Leia mais

DESENHO TÉCNICO. Aula 03

DESENHO TÉCNICO. Aula 03 FACULDADE DE TECNOLOGIA SHUNJI NISHIMURA POMPÉIA - SP DESENHO TÉCNICO Aula 03 Prof. Me. Dario de A. Jané DESENHO TÉCNICO 1. PRINCÍPIOS BÁSICOS DE DESENHO TÉCNICO Normas Instrumentos Folhas (dobra, moldura,

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ENGENHARIA CAMPUS DE GUARATINGUETÁ

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ENGENHARIA CAMPUS DE GUARATINGUETÁ UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ENGENHARIA CAMPUS DE GUARATINGUETÁ DESENHO TÉCNICO: Fundamentos Teóricos e Introdução ao CAD Prof. VÍCTOR O. GAMARRA ROSADO Março de 2005 2 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

NOÇÕES DE INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS E DESENHO TÉCNICO - Prof. João Artur Izzo NOÇÕES DE INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS E DESENHO TÉCNICO

NOÇÕES DE INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS E DESENHO TÉCNICO - Prof. João Artur Izzo NOÇÕES DE INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS E DESENHO TÉCNICO 1 NOÇÕES DE INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS E DESENHO TÉCNICO 2 A comunicação gráfica de idéias A comunicação gráfica é tão antiga quanto o homem e tem, ao longo dos tempos, um desenvolvimento paralelo ao desenvolvimento

Leia mais

AULA 02 Normatização, Formatação, Caligrafia e Introdução ao Desenho técnico instrumentado. 2013/01. Prof. Esp. Arq. José Maria

AULA 02 Normatização, Formatação, Caligrafia e Introdução ao Desenho técnico instrumentado. 2013/01. Prof. Esp. Arq. José Maria AULA 02 Normatização, Formatação, Caligrafia e Introdução ao Desenho técnico instrumentado. 2013/01 Prof. Esp. Arq. José Maria Norma: Trata-se de um princípio, previamente acordado, que deve ser tomado

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALVES REDOL ESCOLA SEDE: ESCOLA SECUNDÁRIA ALVES REDOL. Educação Tecnológica. Desenho Técnico

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALVES REDOL ESCOLA SEDE: ESCOLA SECUNDÁRIA ALVES REDOL. Educação Tecnológica. Desenho Técnico AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALVES REDOL ESCOLA SEDE: ESCOLA SECUNDÁRIA ALVES REDOL Educação Tecnológica Desenho Técnico O desenho técnico pode ser considerado uma «linguagem», pois tem uma gramática, uma ortografia

Leia mais

Prof. Sérgio Viana. Estas notas de aula são destinadas aos alunos que. Gráfica, para um posterior estudo mais profundo.

Prof. Sérgio Viana. Estas notas de aula são destinadas aos alunos que. Gráfica, para um posterior estudo mais profundo. EXPRESSÃO GRÁFICA Prof. Sérgio Viana Estas notas de aula são destinadas aos alunos que desejam ter um conhecimento básico de Expressão Gráfica, para um posterior estudo mais profundo. 1 Caligrafia Técnica

Leia mais

Expressão Gráfica II 1 I INTRODUÇÃO

Expressão Gráfica II 1 I INTRODUÇÃO Expressão Gráfica II 1 I INTRODUÇÃO O Desenho Técnico é uma representação gráfica de objetos e suas relações, de maneira clara e sem ambiguidades através da descrição da forma e tamanho. É uma linguagem

Leia mais

ENG 05230 TÉCNICAS DE REPRESENTAÇÕES INSDUSTRIAIS

ENG 05230 TÉCNICAS DE REPRESENTAÇÕES INSDUSTRIAIS Universidade Federal de Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias Departamento de Engenharia Rural Alto Universitário, s/nº - Cx Postal 16, Guararema - 29500-000 Alegre-ES ENG 05230 TÉCNICAS DE REPRESENTAÇÕES

Leia mais

Conceitos Básicos de Desenho Técnico

Conceitos Básicos de Desenho Técnico Conceitos Básicos de Desenho Técnico 1. Utilização Das Ferramentas E Papel De Desenho 1.1. Ferramentas de Desenho 1.1.1. Apresentação O Desenho Arquitetônico uma especialização do Desenho Técnico, o qual

Leia mais

DESENHO ARQUITETÔNICO

DESENHO ARQUITETÔNICO DESENHO ARQUITETÔNICO PROFESSORES: ADRIANA DINIZ BALDISSERA, ALEX BEDIN, FABIANO CZARNOBAY Chapecó, 2015. Elaboração: ADRIANA DINIZ BALDISSERA, ALEX BEDIN, FABIANO CZARNOBAY Propriedade da Faculdade Empresarial

Leia mais

Aula 7 - Normatização em Desenho Técnico, Formatos, Margens, Legenda e Dobramento de Cópia

Aula 7 - Normatização em Desenho Técnico, Formatos, Margens, Legenda e Dobramento de Cópia Universidade Federal do Oeste da Bahia UFOB CENTRO DAS CIÊNCIAS EXATAS E DAS TECNOLOGIAS CET0176 Introdução ao Desenho Técnico Aula 7 - Normatização em Desenho Técnico, Formatos, Margens, Legenda e Dobramento

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Formação Inicial e Continuada (Decreto Federal nº 5154/04 e Lei Federal nº 11741/08) PLANO DE CURSO Área: METALMECÂNICA Aperfeiçoamento

Leia mais

PROF. FLAUDILENIO EDUARDO LIMA UNIDADE 3. Projeções Ortogonais

PROF. FLAUDILENIO EDUARDO LIMA UNIDADE 3. Projeções Ortogonais UNIDADE 3 Projeções Ortogonais PROF. FLAUDILENIO E. LIMA Entendendo desenho técnico t mecânico Como introdução ao desenho técnico, na grande maioria dos cursos é feita o desenho mecânico. Abaixo temos

Leia mais

1. Desenho artístico e técnico

1. Desenho artístico e técnico 1. Desenho artístico e técnico O desenho artístico possibilita uma ampla liberdade de figuração e apreciável subjetividade na representação. Dois artistas ao tratarem o mesmo tema transmitem, a quem observa

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS CENTRO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA DESENHO TÉCNICO I

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS CENTRO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA DESENHO TÉCNICO I UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS CENTRO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA DESENHO TÉCNICO I Prof. Dr. EDISON ROBERTO POLETI 2003 SUMÁRIO 1. Noções Fundamentais para o Desenho

Leia mais

Jorji Nonaka (jorji.nonaka@ufpe.br) Engenharia Naval e Oceânica

Jorji Nonaka (jorji.nonaka@ufpe.br) Engenharia Naval e Oceânica Jorji Nonaka (jorji.nonaka@ufpe.br) Engenharia Naval e Oceânica Trabalho Evolução do SPLINE ao NURBS no projeto e construção naval Slides de PPT 10/10/2011 Grupo de até 3 alunos ABNT NBR 12298 Hachuras

Leia mais

TOLERÂNCIAS E AJUSTES (SISTEMA ISO) NBR 6158

TOLERÂNCIAS E AJUSTES (SISTEMA ISO) NBR 6158 TOLERÂNCIAS E AJUSTES (SISTEMA ISO) NBR 6158 GENERALIDADES O sistema ISO de tolerâncias e ajustes é relativo às tolerâncias para dimensões de peças uniformes e os ajustes correspondem a sua montagem. Para

Leia mais

DESENHO BÁSICO AULA 01. Desenho Técnico. Desenho. História do Desenho Técnico. Desenho Artístico Desenho Técnico

DESENHO BÁSICO AULA 01. Desenho Técnico. Desenho. História do Desenho Técnico. Desenho Artístico Desenho Técnico desenho de planta-baixa DESENHO BÁSICO AULA 01 Introdução ao Desenho Técnico Desenho Desenho Artístico Desenho Técnico Desenho Técnico Ramos do Desenho Técnico Mecânico Desenho Não-Projetivo: peças máquinas

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro 2005

DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro 2005 OCUPAÇÃO 0 5 DESCRITIVO TÉCNICO MECÂNICO - CAD DESENHO Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro 2005 A Comissão de Diretores do SENAI Coordenadora das Olimpíadas do Conhecimento determina,

Leia mais

RESUMO DAS NORMAS TÉCNICAS DA ABNT

RESUMO DAS NORMAS TÉCNICAS DA ABNT RESUMO DAS NORMAS TÉCNICAS DA ABNT A padronização ou normalização do desenho técnico tem como objetivo uniformizar o desenho por meio de um conjunto de regras ou recomendações que regulamentam a execução

Leia mais

CEUNSP - FEA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

CEUNSP - FEA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO CEUNSP - FEA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO DESENHO ARQUITETÔNICO _ AULA 1 TURMAS 82111_82113 _ 82123 Professores Sumara Querino Elizabeth Correia Roberto D ALessandro Eduardo Balceiro PLANO DE ENSINO

Leia mais

UNIMAR - UNIVERSIDADE DE MARÍLIA FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E TECNOLOGIA

UNIMAR - UNIVERSIDADE DE MARÍLIA FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E TECNOLOGIA UNIMAR - UNIVERSIDADE DE MARÍLIA FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E TECNOLOGIA ANOTAÇÕES DE AULAS DESENHO TÉCNICO CARLOS EDUARDO TROCCOLI PASTANA. Sugestões: pastana@flash.tv.br MARÍLIA. 2006. Revisão

Leia mais

Introdução. Desenho técnico é uma linguagem de caráter universal.

Introdução. Desenho técnico é uma linguagem de caráter universal. Introdução Desenho técnico é uma linguagem de caráter universal. Através de símbolos, convenções e normas disseminados e adotados em todo mundo torna um desenho técnico, feito dentro das regras, de fácil

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE SERGIPE COORDENADORIA DO CURSO DE CONSTRUÇÃO CIVIL COORDENADORIA DE DESENHO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

INSTITUTO FEDERAL DE SERGIPE COORDENADORIA DO CURSO DE CONSTRUÇÃO CIVIL COORDENADORIA DE DESENHO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO INSTITUTO FEDERAL DE SERGIPE COORDENADORIA DO CURSO DE CONSTRUÇÃO CIVIL COORDENADORIA DE DESENHO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Disciplina: Desenho Geométrico, Técnico e Noções de Desenho Arquitetônico I Cursos:

Leia mais

RELAÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS CMJF 2016. Relação de Material Didático para o 6º Ano do Ensino Fundamental

RELAÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS CMJF 2016. Relação de Material Didático para o 6º Ano do Ensino Fundamental RELAÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS CMJF 2016 Relação de Material Didático para o 6º Ano do Ensino Fundamental CFB 01 pasta catálogo com no mínimo 30 plásticos 01 Minidicionário da (nova ortografia) com 90

Leia mais

DESENHO DE ARQUITETURA PLANTA BAIXA AULA 01 PROF ALINE FERNANDES

DESENHO DE ARQUITETURA PLANTA BAIXA AULA 01 PROF ALINE FERNANDES DESENHO DE ARQUITETURA PLANTA BAIXA PLANTA BAIXA PLANTA BAIXA PLANTA BAIXA PLANTA BAIXA PLANTA BAIXA PROJETO ARQUITETÔNICO SÍMBOLOS GRÁFICOS PASSOS PARA MONTAGEM DE PLANTA BAIXA: 1. Deve-se estimar o tamanho

Leia mais

Utilização de modelos virtuais no ensino de desenho técnico para engenheiros florestais

Utilização de modelos virtuais no ensino de desenho técnico para engenheiros florestais Utilização de modelos virtuais no ensino de desenho técnico para engenheiros florestais UNIPLAC fabiterezo@hotmail.com 1. Introdução Com o advento dos computadores, dos programas de desenho, das impressoras

Leia mais

DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO

DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO AULA 01 - APRESENTAÇÃO Mundi - Centro de Formação Técnica Unidade Vitória da Conquista BA Curso Técnico de Edificações APRESENTAÇÃO Philipe do Prado Santos - contato@philipeprado.eng.br

Leia mais

Caderno de Respostas

Caderno de Respostas Caderno de Respostas DESENHO TÉCNICO BÁSICO Prof. Dr.Roberto Alcarria do Nascimento Ms. Luís Renato do Nascimento CAPÍTULO 1: ELEMENTOS BÁSICOS DO DESENHO TÉCNICO 1. A figura ilustra um cubo ao lado de

Leia mais

Desenho bidimensional

Desenho bidimensional Desenho bidimensional As empresas tem migrado do desenho 2D para o 3D pelos seguintes motivos: Diminuição do ciclo de desenvolvimento do produto; Fornecimento de informações atualizadas; Evitar ou diminuir

Leia mais

Relação de materiais. Relação de materiais. Instrumentos. Jogo de esquadros 45º e 30º/60º, sem graduação. Papel formato A4 margeado

Relação de materiais. Relação de materiais. Instrumentos. Jogo de esquadros 45º e 30º/60º, sem graduação. Papel formato A4 margeado Instrumentos Janine Gomes da Silva, Arq. M.Sc Engenharia Civil Relação de materiais Jogo de esquadros 45º e 30º/60º, sem graduação Papel formato A4 margeado Lapiseira 0.7 HB; lapiseiras 0.5 grafite 2B

Leia mais

DESENHO TÉCNICO. Aula 1

DESENHO TÉCNICO. Aula 1 DESENHO TÉCNICO Aula 1 DESENHO Representação gráfica bidimensional da realidade, de uma idéia, pensamento ou emoção. Descreva este objeto: Cubo (Dado) Caneca Funil Tambor DESENHO A linguagem verbal não

Leia mais

Desenho Técnico I. Engenharia Mecânica. UMC Universidade de Mogi das Cruzes Reprodução não autorizada 1º sem. 2015

Desenho Técnico I. Engenharia Mecânica. UMC Universidade de Mogi das Cruzes Reprodução não autorizada 1º sem. 2015 1 Desenho Técnico I Engenharia Mecânica 1º semestre de 2015 2 EXPRESSÃO GRÁFICA I O objetivo da disciplina é estudar essa linguagem, obtendo conhecimento para realizá-la e interpretá-la corretamente. O

Leia mais

Estudo das projeções. Projeções noções elementares.

Estudo das projeções. Projeções noções elementares. COLÉGIO PEDRO II U E EN II 2ª série Ensino Médio Estudo das Projeções Março/ 2011 Aluno(a): N o Turma: Disciplina: DESENHO Coordenação: Prof. Jorge Marcelo Prof.ª: Soraya Izar Apostila extra 1 Estudo das

Leia mais

O que é desenho técnico

O que é desenho técnico A U L A O que é desenho técnico Introdução Quando alguém quer transmitir um recado, pode utilizar a fala ou passar seus pensamentos para o papel na forma de palavras escritas. Quem lê a mensagem fica conhecendo

Leia mais

Caderno de exercício. Desenho 1

Caderno de exercício. Desenho 1 Caderno de exercício Desenho 1 Prof: Viviane Dorneles SENAI Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 1 1.1 Criando um desenho técnico O desenho é uma forma de linguagem usada pelos artistas. Desenho técnico

Leia mais

INTRODUÇÃOAO DESENHO TÉCNICO

INTRODUÇÃOAO DESENHO TÉCNICO ÁREA DE REFRIGERAÇÃO E AR CONDICIONADO INTRODUÇÃOAO DESENHO TÉCNICO Professores: Gilson Jandir de Souza Sérgio Pereira da Rocha Agosto de 2010 Aluno:...Turma:...Desenho Técnico A SUMÁRIO 1 1 INTRODUÇÃO...2

Leia mais

Introdução. Montagem do Elevador de Vidro

Introdução. Montagem do Elevador de Vidro Introdução Todo o processo de montagem, e dos equipamentos usados no decorrer da instalação, relacionado abaixo, é rigorosamente testado e aprovado por nosso controle de qualidade e pelo controle de qualidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA Pós-Graduação Lato Sensu em Plantas Ornamentais e Paisagismo DESENHO TÉCNICO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA Pós-Graduação Lato Sensu em Plantas Ornamentais e Paisagismo DESENHO TÉCNICO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA Pós-Graduação Lato Sensu em Plantas Ornamentais e Paisagismo DESENHO TÉCNICO Tadayuki Yanagi Junior 1 José Francisco Rodarte 2 Leandro Ferreira

Leia mais

LEVANTAMENTO FOTOGRAMÉTRICO DE MONUMENTOS E DE EDIFÍCIOS ANTIGOS

LEVANTAMENTO FOTOGRAMÉTRICO DE MONUMENTOS E DE EDIFÍCIOS ANTIGOS Pág.: 1 / 5 1. INTRODUÇÃO A fotogrametria é um método de levantamento baseado na observação do mesmo objecto de dois ou três ângulos diferentes, possibilitando a reconstituição de uma imagem espacial a

Leia mais

Curso(s): Licenciaturas em Engenharia Total de horas Aulas Teórico-Práticas 60 h

Curso(s): Licenciaturas em Engenharia Total de horas Aulas Teórico-Práticas 60 h UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA F A C U L D A D E D E E NGE N H ARIA Disciplina de DESENHO Contexto da Disciplina Horas de Trabalho do Aluno Curso(s): Licenciaturas em Engenharia Total de horas Aulas

Leia mais

Geometria Descritiva A

Geometria Descritiva A Prova de Exame Nacional de Geometria Descritiva A Prova 708 2011 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Para: Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO VISUAL (14) Abril de 2015

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO VISUAL (14) Abril de 2015 Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços Região Algarve Agrupamento de Escolas Manuel Teixeira Gomes - Cód.145464 ESCOLA EB 2.3 PROFESSOR JOSÉ BUÍSEL INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA

Leia mais

Habilidades Específicas. Arquitetura e Urbanismo

Habilidades Específicas. Arquitetura e Urbanismo Habilidades Específicas Arquitetura e Urbanismo 1. INTRODUÇÃO Avaliar a capacidade do candidato de compreender o espaço e de se expressar com o uso de linguagem gráficoespacial (não verbal) tem sido preocupação

Leia mais

DESENHO ASSISTIDO POR COMPUTADOR COM MODELAÇÃO DE SÓLIDOS A 3D USANDO

DESENHO ASSISTIDO POR COMPUTADOR COM MODELAÇÃO DE SÓLIDOS A 3D USANDO INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA DESENHO ASSISTIDO POR COMPUTADOR COM MODELAÇÃO DE SÓLIDOS A 3D USANDO SOLID EDGE João M. Pereira Dias Versão 1 Novembro de 1999 Solid Edge

Leia mais

NORMALIZAÇÃO. desenho técnico

NORMALIZAÇÃO. desenho técnico NORMALIZAÇÃO desenho técnico 2004/2005 II Formatos do papel (NP 48) Normalização No mundo actual cada vez mais é necessário haver um conjunto de regras ou normas que permitam uma uniformização, quer nos

Leia mais

DESENHO TÉCNICO. Apresentar de forma sintética, as normas e convenções usuais referente às

DESENHO TÉCNICO. Apresentar de forma sintética, as normas e convenções usuais referente às CURSO: DESIGN DE INTERIORES DISCIPLINA: DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO TURNO: Manhã / Noite PERÍODO: 1º PROFESSORAS: Dodora DESENHO TÉCNICO Dimensões de papéis para desenhos técnicos: Objetivo: pranchas

Leia mais

Prof.: Tiago Francesconi 1º semestre de 2010

Prof.: Tiago Francesconi 1º semestre de 2010 Engenharia de Produção Prof.: Tiago Francesconi 1º semestre de 2010 Esta apostila foi desenvolvida relacionado varias referências bibliográficas: Referências (livros) Referências (apostilas) Titulo: Desenho

Leia mais

DESENHO TÉCNICO MECÂNICO

DESENHO TÉCNICO MECÂNICO DESENHO TÉCNICO MECÂNICO Engenharia Mecânica CSO-Ifes-55-2009 DESENHO TÉCNICO MECÂNICO JOÃO PAULO BARBOSA São Mateus, Maio de 2013. CSO-Ifes-55-2009 Sumário 1. Introdução...2 2. Letras e Algarismos...9

Leia mais

Projeção ortográfica da figura plana

Projeção ortográfica da figura plana A U L A Projeção ortográfica da figura plana Introdução As formas de um objeto representado em perspectiva isométrica apresentam certa deformação, isto é, não são mostradas em verdadeira grandeza, apesar

Leia mais

Habilidades Específicas - Arquitetura

Habilidades Específicas - Arquitetura Habilidades Específicas - Arquitetura 1. INTRODUÇÃO O curso de Arquitetura e Urbanismo da Unicamp prepara o profissional arquiteto para compreender e projetar soluções viáveis e criativas para as necessidades

Leia mais

Como escolher sua broca

Como escolher sua broca pdrilling Content w Como escolher sua broca Como escolher sua broca 1 Defina o diâmetro da broca e profundidade do furo Procure as faixas de diâmetro e profundidade do furo para as brocas relacionadas

Leia mais

Etapas do Projeto de Arquitetura. Normas técnicas. Desenhos componentes do Projeto de Arquitetura. Folhas de desenho

Etapas do Projeto de Arquitetura. Normas técnicas. Desenhos componentes do Projeto de Arquitetura. Folhas de desenho Etapas do Projeto de Arquitetura Normas técnicas Desenhos componentes do Projeto de Arquitetura Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - FAU Departamento de Projeto,

Leia mais

Tecnologias CAx na Manufatura. Valter Vander de Oliveira Disciplina: Sistemas Industriais

Tecnologias CAx na Manufatura. Valter Vander de Oliveira Disciplina: Sistemas Industriais Tecnologias CAx na Manufatura Valter Vander de Oliveira Disciplina: Sistemas Industriais Tecnologias CAx Conteúdo: Conceito de tecnologia CAx Evolução das tecnologias CAx Sistemas CAD/CAE/CAPP/CAM/CAI

Leia mais

Modelação de uma Bicicleta em CAD 3D (Solidworks)

Modelação de uma Bicicleta em CAD 3D (Solidworks) Relatório de Concepção e Fabrico Assistido por Computador Modelação de uma Bicicleta em CAD 3D (Solidworks) Trabalho Realizado por: Eduardo André de Sousa Marques Pedro Artur Valadares de Pinho Turma:

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DESENHO TÉCNICO. Prof. Esp. Kevin Reiny Rocha Mota

INTRODUÇÃO AO DESENHO TÉCNICO. Prof. Esp. Kevin Reiny Rocha Mota INTRODUÇÃO AO DESENHO TÉCNICO Prof. Esp. Kevin Reiny Rocha Mota Apresentação e uso de instrumentos RÉGUA TÊ (cabeça fixa ou móvel): com 0,80 m A régua Tê serve principalmente para traçar linhas paralelas

Leia mais

Ensaios Mecânicos de Materiais. Conceitos Fundamentais. Prof. MSc. Luiz Eduardo Miranda J. Rodrigues

Ensaios Mecânicos de Materiais. Conceitos Fundamentais. Prof. MSc. Luiz Eduardo Miranda J. Rodrigues Ensaios Mecânicos de Materiais Aula 1 Definição e Conceitos Fundamentais Tópicos Abordados Nesta Aula Definição de Ensaios Mecânicos. Noções Preliminares. Tipos e Ensaios. Conteúdo do Curso Aula 1 - Definição

Leia mais

Simples, resistente e fácil de montar.

Simples, resistente e fácil de montar. Simples, resistente e fácil de montar. Economia e resistência são as principais qualidades da telha Vogatex. Possui peso reduzido e simplicidade estrutural, exigindo o mínimo de mão-de-obra e madeiramento

Leia mais

Governador Cid Ferreira Gomes. Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho. Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho

Governador Cid Ferreira Gomes. Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho. Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho Governador Cid Ferreira Gomes Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho Secretário Adjunto Maurício Holanda Maia Secretário Executivo Antônio

Leia mais

DESENHO TÉCNICO GENERALIDADES. Prof. Dr. Rodrigo Couto Santos

DESENHO TÉCNICO GENERALIDADES. Prof. Dr. Rodrigo Couto Santos MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS F A C U L D A D E D E C I Ê N C I A S A G R Á R I A S E n g e n h a r i a A g r í c o l a DESENHO TÉCNICO GENERALIDADES Prof. Dr. Rodrigo

Leia mais

METODOLOGIA DE PROJETO ASSISTIDO POR COMPUTADOR COMO SUPORTE AO ENSINO DE ENGENHARIA

METODOLOGIA DE PROJETO ASSISTIDO POR COMPUTADOR COMO SUPORTE AO ENSINO DE ENGENHARIA METODOLOGIA DE PROJETO ASSISTIDO POR COMPUTADOR COMO SUPORTE AO ENSINO DE ENGENHARIA Osiris Canciglieri Junior - e-mail: osiris@rla01.pucpr.br Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) Laboratório

Leia mais

CPM - Programa de Certificação de Pessoal de Manutenção. Mecânica Leitura e Interpretação de Desenho Técnico Mecânico

CPM - Programa de Certificação de Pessoal de Manutenção. Mecânica Leitura e Interpretação de Desenho Técnico Mecânico _ CPM - Programa de Certificação de Pessoal de Manutenção Mecânica Leitura e Interpretação de Desenho Técnico Mecânico _ 3 _ Sumário Leitura e Interpretação de Desenho Técnico Mecânico... 03 Introdução...

Leia mais

Modelação e Animação de um Motor a quatro tempos de um Aeromodelo

Modelação e Animação de um Motor a quatro tempos de um Aeromodelo Modelação e Animação de um Motor a quatro tempos de um Aeromodelo Alexandre Wragg Freitas, Soraia Castro Pimenta Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Rua Dr. Roberto Frias, s/n, 4200-465 Porto

Leia mais

FIGURA 01 Logotipo da ABNT

FIGURA 01 Logotipo da ABNT 1 Desenho Técnico O desenho artístico é uma forma de linguagem usada pelos artistas. Desenho técnico é usado pelos técnicos para transmitir detalhes técnicos de elementos, que deve ser feita da maneira

Leia mais