Bruno Jurkovski Lucas Fialho Zawacki. Site do curso:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Bruno Jurkovski Lucas Fialho Zawacki. Site do curso: www.inf.ufrgs.br/pet/cursos/ruby"

Transcrição

1 Bruno Jurkovski Lucas Fialho Zawacki Site do curso:

2 Por que Ruby? Sintaxe limpa e intuitiva:

3 Por que Ruby? Fortemente orientada à objetos Note que não temos os tipos primitivos, até mesmo um inteiro é um objeto e possui métodos.

4 Por que Ruby? Ruby é dinâmica A tipagem das variáveis é dinâmica, determinada em tempo de execução pelo interpretador.

5 Por que Ruby? Ruby é mais dinâmica Até mesmo as classes do core do Ruby são abertas e podemos modificá-las em tempo de execução.

6 Por que Ruby? DRY Don t Repeat Yourself Ruby favorece código pequeno e elegante.

7 Por que Ruby? Comunidade Existe uma grande comunidade de Ruby na internet, é muito fácil achar informações, exemplos de código, projetos open-source e mais. Durante o curso sugeriremos sites que podem ser de interesse para o programador Ruby ;)

8 Por que Ruby? A sintaxe fácil e a filosofia da linguagem favorecem um desenvolvimento mais ágil. O framework Ruby on Rails, que ganha cada vez mais espaço atualmente, é um exemplo dos resultados que se pode obter. Convention over Configuration Don t Repeat Yourself

9 Começando... É bom saber que a instalação de Ruby inclui o irb (Interactive Ruby Shell), um interpretador que nos permite escrever código e receber imediatamente o retorno. Também vem incluso o RI (documentação) e o fxri, que possui a documentação mais um interpretador.

10 Começando... Hello World! Observamos aqui: usamos o método print para imprimir a string Hello World no console. Notem que a delimitação dos comandos é uma nova linha.

11 Começando... Continuando:

12 Escopo das Variáveis Como em Ruby só declaramos as variáveis no momento estritamente necessário precisamos ficar atentos para o escopo das mesmas. Temos os seguintes escopos de variaveis: Local - declaradas normalmente com letra minúscula ou começando com o caracter _ Global - declaradas com '$' na frente do nome Classe - declaradas com na frente do nome

13 Escopo das Variáveis Exemplificando...

14 Operadores Em Ruby temos operadores aritméticos e booleanos muito semelhantes aos de outras linguagens. Observem a tabela a seguir:

15 Operadores Operador Descrição + - Soma e subtração * / % Multiplicação, divisão e módulo da divisão ** Exponenciação <= < > => ==!= Operadores de comparação && and E lógico (precedências diferentes) or Ou lógico (precedências diferentes)! not Negação lógica

16 Operadores Existem duas coisas dignas de atenção na última tabela. O operador ** de exponenciação, e a duplicidade dos operadores lógicos.

17 Operadores Vamos tentar abrir o irb e testar alguns desses operadores. Sugestões: , 3/2, 3/2.0, 10**10 3!= 5 && 5!= 3, 10 >= 0 10 <= 0

18 Constantes

19 Constantes Um aspecto interessante em Ruby é que nós podemos mudar o valor de constantes sem culpa. O interpretador reclama mas consente. Tente você mesmo! Veremos mais sobre constantes mais tarde.

20 Tipagem Dinâmica e Forte Ruby é dinamica e estaticamente tipada. Isso quer dizer que as variáveis são do tipo do objeto que elas referenciam em determinado momento no programa. Porém ela também é forte, ou seja, não podemos fazer algumas gracinhas, como demonstramos a seguir...

21 Tipagem Dinâmica e Forte O operador += não está definido para a soma de um Fixnum com uma String, portanto foi gerado um erro. Ruby evita fazer conversões implícitas.

22 Métodos Em linguagens como C ou C++ temos funções, mas em Ruby nosso trabalho será feito por métodos, o que faz sentido já que tudo é um objeto.

23 Métodos Cada método é um novo escopo, portanto podemos ter variáveis locais. Não é possível declarar constantes dentro de métodos.

24 Métodos O último valor executado no método, será retornado.

25 Métodos Em Ruby é possível utilizar os carcteres? e! no nome dos métodos. Como convenção informal podemos usar esses caracteres para deixar nossos métodos mais intuitivos.? em métodos query (fazem uma pergunta)! em métodos destrutivos (modificam o objeto)

26 Métodos Métodos query, uma pergunta que geralmente é respondida com um boolean.

27 Métodos Métodos destrutivos

28 Exercícios 1. Sabendo que a distância da Terra até a Lua é km, faça um método que, dado o número de viagens da Terra até a Lua (ida e volta), calcule a distância total percorrida. 2. Escreva um programa que diga quantos anos tem uma pessoa que já viveu segundos.

29 Respostas 1. 2.

30 Recolhendo input Em nossos programas usaremos o método gets para receber o input. Ele nos retorna uma string com o texto digitado até que ENTER seja apertado. Importante saber que o \n (line feed) vai estar presente na string recolhida.

31 Recolhendo input Como podemos usá-lo? Outro exemplo...

32 Conversão do input to_i: converte para integer; to_s: converte para string; to_f: converte para float. Por enquanto não vamos nos preocupar com a consistência do que é digitado.

33 Estruturas de Controle Como estruturas de controle, temos: IF ELSIF UNLESS CASE

34 Estruturas de Controle Observemos o uso do if Somente FALSE (duh) e nil avaliam para false em um teste

35 Estruturas de Controle Também temos o operador IF ternário, semelhante ao que existe em outras linguagens. Podemos optar por usar o if após a expressão de resposta, para deixar o código mais legível

36 Estruturas de Controle Aqui demonstrado o uso do ELSIF

37 Estruturas de Controle Outra alternativa é a versão negada do IF, o UNLESS

38 Estruturas de Controle Para termos a mesma funcionalidade do SWITCH de outras linguagens, existe a construção CASE... WHEN.

39 Estruturas de Repetição Como estruturas de repetição, temos: WHILE FOR UNTIL BEGIN LOOP

40 Estruturas de Repetição - While

41 Estruturas de Repetição - For

42 Estruturas de Repetição - For

43 Estruturas de Repetição - For

44 Estruturas de Repetição - Until

45 Estruturas de Repetição - Begin

46 Estruturas de Repetição - Begin

47 Estruturas de Repetição - Loop

48 Classes nativas de Ruby Ruby já vem com muitas classes embutidas que facilitam a vida do programador e o impedem de reinventar a roda. Vamos dar uma olhada agora em: Fixnum e Bignum; Arrays;

49 fonte:

50 Fixnum e Bignum Herdando da classe Integer, os dois representam números inteiros, com a diferença na magnitude do mesmo; Fixnum trata de números até 31 bits e Bignum trata de números maiores; Ruby cuida das conversões entre eles para você.

51 Arrays Arrays em Ruby são um pouco diferentes do que vocês podem estar acostumados e incluem vários métodos interessantes. É preciso saber que aqui os arrays podem conter objetos de mais de uma classe ao mesmo tempo.

52 Arrays Observem:

53 Arrays Aqui também:

54 Arrays Temos algumas opções...

55 Arrays O método each é um exemplo de um iterator. O essencial em Ruby é evitar usar os loops da maneira como estamos acostumados em outras linguagens. A estrutura do próprio objeto deve nos permitir iterar sobre ele.

56 Blocos de Código Uma das grandes features de Ruby são os blocos de código. Eles funcionam como as funções anônimas (closures) presentes em outras linguagens. Nós já usamos eles várias vezes...

57 Blocos de Código Observe aqui que, blocos de código são como funções que são definidas e usadas imediatamente. Note que se tornam muito poderosos combinados com os outros aspectos de Ruby.

58 Blocos de Código Agora vamos lembrar dos métodos each e times que usamos várias vezes. Eles recebem um bloco de código e o executam sob algumas circunstâncias. O core do Ruby está cheio deles, mas também podemos escrever nossos próprios.

59 Blocos de Código O comando yield executa o bloco de código que foi recebido.

60 Blocos de Código Blocos de código, são outra coisa em Ruby que não é um objeto, porém eles podem ser convertidos para um objeto da classe Proc, que pode ser usado da seguinte maneira.

61 Exercícios 3. Crie um método que receba um array como parâmetro e o preencha com strings inseridas pelo usuário até ser digitada a palavra 'pare'. Use esse método para preencher dois arrays e imprima a intersecção dos dois. 4. Abra o fxri e experimente os métodos das classes Array e String. Use o método.methods. Ex.: String.methods

62 Respostas 3.

63 Métodos para Arrays sort: [5, 1, 6, 2].sort => [1, 2, 5, 6] include? : [ um, dois ].include?( um ) => true all?: [1, 15, 20].all? { x x>0} => true [1, 15, 20].all? { x x>1} => false any?: [1, 15, 20].any? { x x>10} => true [1, 15, 20].any? { x x>30} => false fetch: [ a, b, c, x ].fetch(0) => a [ a, b, c, x ].fetch(5, -1) => -1 length: [ p, e, t ].length => 3 empty?: [ ].empty? => true

64 Métodos para strings capitalize: ruby.capitalize => Ruby reverse: ruby.reverse => ybur upcase: ruby.upcase => RUBY downcase: RUBY.downcase => ruby length: ruby.length => 4 swapcase: RuBy.swapcase => ruby next: ruby.next => rubz empty?: ruby.empty? => false chop: ruby.chop => rub include? string : ruby.include? ub => true

65 Por hoje é só pessoal... Dúvidas?

História. Nasceu em 1993, numa discussão entre Yuhikiro Matsumoto e um colega.

História. Nasceu em 1993, numa discussão entre Yuhikiro Matsumoto e um colega. 1 1. Overview 2 História Nasceu em 1993, numa discussão entre Yuhikiro Matsumoto e um colega. Matz procurava por uma linguagem de script orientada a objetos. A primeira versão estável de Ruby (1.2) foi

Leia mais

2 echo "PHP e outros.";

2 echo PHP e outros.; PHP (Hypertext Preprocessor) Antes de qualquer coisa, precisamos entender o que é o PHP: O PHP(Hypertext Preprocessor) é uma linguagem interpretada gratuita, usada originalmente apenas para o desenvolvimento

Leia mais

Ruby. Conceitos básicos. Prof. Ms. Leonardo Botega. Diego Gabriel Pereira

Ruby. Conceitos básicos. Prof. Ms. Leonardo Botega. Diego Gabriel Pereira Ruby Conceitos básicos Prof. Ms. Leonardo Botega Diego Gabriel Pereira Quem somos nós Leonardo Botega Bacharel em Ciência da Computação UNIVEM Mestre em Ciência da Computação UFSCar Doutorando em Ciência

Leia mais

Bruno Jurkovski Lucas Fialho Zawacki. Site do curso: www.inf.ufrgs.br/pet/cursos/ruby

Bruno Jurkovski Lucas Fialho Zawacki. Site do curso: www.inf.ufrgs.br/pet/cursos/ruby Bruno Jurkovski Lucas Fialho Zawacki Site do curso: www.inf.ufrgs.br/pet/cursos/ruby Recapitulando... Escopos Constantes Tipagem Métodos Input Estruturas de Controle e Repetição Classes Nativas Blocos

Leia mais

Introdução à Linguagem

Introdução à Linguagem Introdução à Linguagem Curso de Nivelamento do PPGMNE Janeiro / 2011 Juliano J. Scremin jjscremin@jjscremin.t5.com.br Um pouco de história Um pouco de história: Nascimento do Python Um pouco de história:

Leia mais

Minicurso de Python Aula 1. Raphael Lupchinski Marcelo Millani

Minicurso de Python Aula 1. Raphael Lupchinski Marcelo Millani Minicurso de Python Aula 1 Raphael Lupchinski Marcelo Millani Introdução Python é uma linguagem de programação poderosa e fácil de aprender Possui estruturas de dados eficientes e de alto nível, além de

Leia mais

Javascript 101. Parte 2

Javascript 101. Parte 2 Javascript 101 Parte 2 Recapitulando O Javascript é uma linguagem de programação funcional Os nossos scripts são executados linha a linha à medida que são carregados. O código que está dentro de uma função

Leia mais

Algoritmos em Javascript

Algoritmos em Javascript Algoritmos em Javascript Sumário Algoritmos 1 O que é um programa? 1 Entrada e Saída de Dados 3 Programando 4 O que é necessário para programar 4 em JavaScript? Variáveis 5 Tipos de Variáveis 6 Arrays

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Agrárias

Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Agrárias Professor: Renato Dourado Maia Disciplina: Programação de Computadores Curso: Engenharia de Alimentos Turma: Terceiro Período 1 Introdução

Leia mais

Programação de Computadores

Programação de Computadores Programação de Computadores INTRODUÇÃO AOS ALGORITMOS E À PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES PARTE 2 Renato Dourado Maia Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Exemplo Inicial Uma

Leia mais

OPERADORES E ESTRUTURAS DE CONTROLE

OPERADORES E ESTRUTURAS DE CONTROLE OPERADORES E ESTRUTURAS DE CONTROLE 3.1 Operadores Os operadores indicam o tipo de operação matemática que será executada gerando novos valores a partir de um ou mais operadores. São muito utilizados em

Leia mais

Linguagem de Programação. Introdução ao PHP. Prof Mauricio Lederer Ciência da Computação - UNIANDRADE 1

Linguagem de Programação. Introdução ao PHP. Prof Mauricio Lederer Ciência da Computação - UNIANDRADE 1 Linguagem de Programação Introdução ao PHP 1 O que é PHP? - significa: Hypertext Preprocessor - uma das linguagens mais utilizadas para web - transforma sites estáticos em dinâmicos - atualização de páginas

Leia mais

PHP() é uma linguagem de integração de servidor que permite a criação de paginas dinâmicas. Como todas

PHP() é uma linguagem de integração de servidor que permite a criação de paginas dinâmicas. Como todas O que é PHP? Acrônimo de PHP: Hipertext Language PostProcessor Inicialmente escrita para o desenvolvimento de aplicações Web Facilidade para iniciantes e recursos poderosos para programadores profissionais

Leia mais

Para testar seu primeiro código utilizando PHP, abra um editor de texto (bloco de notas no Windows) e digite o código abaixo:

Para testar seu primeiro código utilizando PHP, abra um editor de texto (bloco de notas no Windows) e digite o código abaixo: Disciplina: Tópicos Especiais em TI PHP Este material foi produzido com base nos livros e documentos citados abaixo, que possuem direitos autorais sobre o conteúdo. Favor adquiri-los para dar continuidade

Leia mais

Os objetivos indicados aplicam-se a duas linguagens de programação: C e PHP

Os objetivos indicados aplicam-se a duas linguagens de programação: C e PHP AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTA COMBA DÃO CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS 2012-2015 PROGRAMAÇÃO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MÓDULO 2 Mecanismos de Controlo de

Leia mais

Java - Introdução. Professor: Vilson Heck Junior. vilson.junior@ifsc.edu.br

Java - Introdução. Professor: Vilson Heck Junior. vilson.junior@ifsc.edu.br Java - Introdução Professor: Vilson Heck Junior vilson.junior@ifsc.edu.br Agenda O que é Java? Sun / Oracle. IDE - NetBeans. Linguagem Java; Maquina Virtual; Atividade Prática. Identificando Elementos

Leia mais

APOSTILA PHP PARTE 1

APOSTILA PHP PARTE 1 APOSTILA PHP PARTE 1 1. Introdução O que é PHP? PHP significa: PHP Hypertext Preprocessor. Realmente, o produto foi originalmente chamado de Personal Home Page Tools ; mas como se expandiu em escopo, um

Leia mais

Resumo da Matéria de Linguagem de Programação. Linguagem C

Resumo da Matéria de Linguagem de Programação. Linguagem C Resumo da Matéria de Linguagem de Programação Linguagem C Vitor H. Migoto de Gouvêa 2011 Sumário Como instalar um programa para executar o C...3 Sintaxe inicial da Linguagem de Programação C...4 Variáveis

Leia mais

Curso: Ciência da Computação Disciplina: Construção de Compiladores Período: 2010-1 Prof. Dr. Raimundo Moura

Curso: Ciência da Computação Disciplina: Construção de Compiladores Período: 2010-1 Prof. Dr. Raimundo Moura UFPI CCN DIE Curso: Ciência da Computação Disciplina: Construção de Compiladores Período: 2010-1 Prof. Dr. Raimundo Moura O projeto Desenvolver um compilador de um subconjunto básico da linguagem PORTUGOL.

Leia mais

Curso de Linguagem C

Curso de Linguagem C Curso de Linguagem C 1 Aula 1 - INTRODUÇÃO...4 AULA 2 - Primeiros Passos...5 O C é "Case Sensitive"...5 Dois Primeiros Programas...6 Introdução às Funções...7 Introdução Básica às Entradas e Saídas...

Leia mais

Introdução ao Javascript

Introdução ao Javascript Programação WEB I Introdução ao Javascript Apresentação da Disciplina,Introdução a linguagem Javascript Objetivos da Disciplina Apresentar os principais conceitos da linguagem Javascript referente à programação

Leia mais

Algoritmos e Programação Conceitos e Estruturas básicas (Variáveis, constantes, tipos de dados)

Algoritmos e Programação Conceitos e Estruturas básicas (Variáveis, constantes, tipos de dados) Algoritmos e Programação Conceitos e Estruturas básicas (Variáveis, constantes, tipos de dados) Os algoritmos são descritos em uma linguagem chamada pseudocódigo. Este nome é uma alusão à posterior implementação

Leia mais

INTRODUÇÃO AO JAVA PARA PROGRAMADORES C

INTRODUÇÃO AO JAVA PARA PROGRAMADORES C PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB INTRODUÇÃO AO JAVA PARA PROGRAMADORES C Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Apresentar a grande semelhança entre Java e C Apresentar a organização diferenciada

Leia mais

Linguagens de programação

Linguagens de programação Prof. André Backes Linguagens de programação Linguagem de Máquina Computador entende apenas pulsos elétricos Presença ou não de pulso 1 ou 0 Tudo no computador deve ser descrito em termos de 1 s ou 0 s

Leia mais

Oracle PL/SQL Overview

Oracle PL/SQL Overview Faculdades Network Oracle PL/SQL Overview Prof. Edinelson PL/SQL Linguagem de Programação Procedural Language / Structured Query Language Une o estilo modular de linguagens de programação à versatilidade

Leia mais

Programação WEB I Estruturas de controle e repetição

Programação WEB I Estruturas de controle e repetição Programação WEB I Estruturas de controle e repetição Operadores de Incremento Operadores de incremento servem como expressões de atalho para realizar incrementos em variáveis Operadores de Incremento Vamos

Leia mais

Organização de programas em Python. Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br

Organização de programas em Python. Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Organização de programas em Python Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Vamos programar em Python! Mas... } Como um programa é organizado? } Quais são os tipos de dados disponíveis? } Como variáveis podem

Leia mais

2.3. PHP Tipos de dados e operadores

2.3. PHP Tipos de dados e operadores Programação para Internet II 2.3. PHP Tipos de dados e operadores Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Tipos de dados Embora não seja necessário declarar os tipos de dados das variáveis,

Leia mais

Ruby. Simplicidade e produtividade

Ruby. Simplicidade e produtividade Ruby Simplicidade e produtividade Ruby é... Uma linguagem de tipagem dinâmica e forte, com gerenciamento de memória automático, open source com foco na simplicidade e na produtividade. Tem uma sintaxe

Leia mais

ENG1000 Introdução à Engenharia

ENG1000 Introdução à Engenharia ENG1000 Introdução à Engenharia Aula 04 Introdução a Linguagem Lua Edirlei Soares de Lima Linguagem Lua Lua é uma linguagem de programação projetada para dar suporte à programação

Leia mais

Universidade da Beira Interior Cursos: Matemática /Informática e Ensino da Informática

Universidade da Beira Interior Cursos: Matemática /Informática e Ensino da Informática Folha 1-1 Introdução à Linguagem de Programação JAVA 1 Usando o editor do ambiente de desenvolvimento JBUILDER pretende-se construir e executar o programa abaixo. class Primeiro { public static void main(string[]

Leia mais

Sintaxe Básica de Java Parte 1

Sintaxe Básica de Java Parte 1 Sintaxe Básica de Java Parte 1 Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marcioubeno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Estrutura de Programa Um programa

Leia mais

Algoritmos e Estrutura de Dados. Introdução a Linguagem Python (Parte I) Prof. Tiago A. E. Ferreira

Algoritmos e Estrutura de Dados. Introdução a Linguagem Python (Parte I) Prof. Tiago A. E. Ferreira Algoritmos e Estrutura de Dados Aula 1 Introdução a Linguagem Python (Parte I) Prof. Tiago A. E. Ferreira Linguagem a ser Utilizada? Nossa disciplina é de Algoritmos e Estrutura de Dados, e não de linguagem

Leia mais

Programação WEB II. Introdução. Variáveis, Constantes, Operadores, Estruturas de Seleção e Repetição Arrays e Vetores. Thiago Miranda dos Santos Souza

Programação WEB II. Introdução. Variáveis, Constantes, Operadores, Estruturas de Seleção e Repetição Arrays e Vetores. Thiago Miranda dos Santos Souza Introdução Variáveis, Constantes, Operadores, Estruturas de Seleção e Repetição Arrays e Vetores Apresentação Thiago Miranda Email: mirandathiago@gmail.com Site: www.thiagomiranda.net Ementa da Disciplina

Leia mais

Programação Básica em Arduino Aula 2

Programação Básica em Arduino Aula 2 Programação Básica em Arduino Aula 2 Execução: Laboratório de Automação e Robótica Móvel Variáveis são lugares (posições) na memória principal que servem para armazenar dados. As variáveis são acessadas

Leia mais

Práticas de Desenvolvimento de Software

Práticas de Desenvolvimento de Software Aula 3. 09/03/2015. Práticas de Desenvolvimento de Software Aula 3 - Introdução à linguagem de programação Ruby Oferecimento Ruby (1) Ruby Ruby (2) Ruby Linguagem de programação dinâmica, de código aberto,

Leia mais

Python. Introdução à Programação SI1 - BSI

Python. Introdução à Programação SI1 - BSI Python Introdução à Programação SI1 - BSI Conteúdo História Instalação Apresentação da Interface Comandos Básicos Exercícios 07/06/2013 2 História Criada em 1989 pelo holandês Guido van Rossum no Centrum

Leia mais

Programação WEB. Prof. André Gustavo Duarte de Almeida andre.almeida@ifrn.edu.br docente.ifrn.edu.br/andrealmeida. Aula III Introdução PHP

Programação WEB. Prof. André Gustavo Duarte de Almeida andre.almeida@ifrn.edu.br docente.ifrn.edu.br/andrealmeida. Aula III Introdução PHP Programação WEB Prof. André Gustavo Duarte de Almeida andre.almeida@ifrn.edu.br docente.ifrn.edu.br/andrealmeida Aula III Introdução PHP Introdução PHP PHP=Hypertext Pre-Processor Linguagem de script open

Leia mais

Programando em C# Orientado a Objetos. By: Maromo

Programando em C# Orientado a Objetos. By: Maromo Programando em C# Orientado a Objetos By: Maromo Agenda Módulo 1 Plataforma.Net. Linguagem de Programação C#. Tipos primitivos, comandos de controle. Exercícios de Fixação. Introdução O modelo de programação

Leia mais

Criar a classe Aula.java com o seguinte código: Compilar e Executar

Criar a classe Aula.java com o seguinte código: Compilar e Executar Introdução à Java Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br Programação Orientada a Objetos Código Exemplo da Aula Criar a classe Aula.java com o seguinte código: public class Aula { public static void

Leia mais

Programação Elementar de Computadores Jurandy Soares

Programação Elementar de Computadores Jurandy Soares Programação Elementar de Computadores Jurandy Soares Básico de Computadores Computador: dispositivos físicos + programas Dispositivos físicos: hardware Programas: as instruções que dizem aos dispositivos

Leia mais

Linguagem e Técnicas de Programação I Operadores, expressões e funções. Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa.

Linguagem e Técnicas de Programação I Operadores, expressões e funções. Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa. Linguagem e Técnicas de Programação I Operadores, expressões e funções Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa. Ameliara Freire Operadores básicos Toda linguagem de programação, existem

Leia mais

e à Linguagem de Programação Python

e à Linguagem de Programação Python Introdução a Algoritmos, Computação Algébrica e à Linguagem de Programação Python Curso de Números Inteiros e Criptografia Prof. Luis Menasché Schechter Departamento de Ciência da Computação UFRJ Agosto

Leia mais

Apostila Básica de Lógica e Programação para Game Maker por Giosepe Luiz 1

Apostila Básica de Lógica e Programação para Game Maker por Giosepe Luiz 1 Apostila Básica de Lógica e Programação para Game Maker por Giosepe Luiz 1 Sumário 1. Introdução a Lógica... 03 2. Verdadeiro e Falso... 03 3. Conectivo E e OU... 03 4. Negação... 04 5. Introdução a Programação...

Leia mais

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10 1. TIPOS DE DADOS... 3 1.1 DEFINIÇÃO DE DADOS... 3 1.2 - DEFINIÇÃO DE VARIÁVEIS... 3 1.3 - VARIÁVEIS EM C... 3 1.3.1. NOME DAS VARIÁVEIS... 3 1.3.2 - TIPOS BÁSICOS... 3 1.3.3 DECLARAÇÃO DE VARIÁVEIS...

Leia mais

JSP - ORIENTADO A OBJETOS

JSP - ORIENTADO A OBJETOS JSP Orientação a Objetos... 2 CLASSE:... 2 MÉTODOS:... 2 Método de Retorno... 2 Método de Execução... 2 Tipos de Dados... 3 Boolean... 3 Float... 3 Integer... 4 String... 4 Array... 4 Primeira:... 4 Segunda:...

Leia mais

JAVA NETBEANS PGOO Prof. Daniela Pires Conteúdo

JAVA NETBEANS PGOO Prof. Daniela Pires Conteúdo Conteúdo Estruturas de repetição (loops, laços)... 2 WHILE (enquanto)... 2 DO... WHILE (faça... enquanto)... 2 FOR... 3 FOREACH... 4 EXERCICIO LOOP FOR... 4 Novo Projeto... 5 Controles SWING... 10 1 Estruturas

Leia mais

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA 1) Qual será o valor da string c, caso o programa rode com a seguinte linha de comando? > java Teste um dois tres public class Teste { public static void main(string[] args) { String a = args[0]; String

Leia mais

Aula 1. // exemplo1.cpp /* Incluímos a biblioteca C++ padrão de entrada e saída */ #include <iostream>

Aula 1. // exemplo1.cpp /* Incluímos a biblioteca C++ padrão de entrada e saída */ #include <iostream> Aula 1 C é uma linguagem de programação estruturada desenvolvida por Dennis Ritchie nos laboratórios Bell entre 1969 e 1972; Algumas características: É case-sensitive, ou seja, o compilador difere letras

Leia mais

Ruby e Ruby on Rails

Ruby e Ruby on Rails Ruby e Ruby on Rails Universidade Federal de São Carlos Anderson Kenji Mise kenji@vardump.com Ruby? linguagem de programação orientada a objetos (tudo é objeto) Ruby on Rails? RoR é um framework para desenvolvimento

Leia mais

Instituto Federal do Sertão-PE. Curso de PHP. Professor: Felipe Correia

Instituto Federal do Sertão-PE. Curso de PHP. Professor: Felipe Correia Instituto Federal do Sertão-PE Curso de PHP Professor: Felipe Correia Conteúdo Parte I Parte II Introdução Funções de strings Instalação Constantes Sintaxe Operadores Variáveis if else elseif Echo/Print

Leia mais

Quem sou eu? Daniel Coelho de Andrade. Graduando em Engenharia de Computação - UEFS. Membro da Empresa Júnior de Engenharia de Computação da UEFS

Quem sou eu? Daniel Coelho de Andrade. Graduando em Engenharia de Computação - UEFS. Membro da Empresa Júnior de Engenharia de Computação da UEFS Quem sou eu? Daniel Coelho de Andrade Graduando em Engenharia de Computação - UEFS Membro da Empresa Júnior de Engenharia de Computação da UEFS Ruby? Linguagem dinâmica Foco na simplicidade e produtividade

Leia mais

CAPÍTULO 3 - TIPOS DE DADOS E IDENTIFICADORES

CAPÍTULO 3 - TIPOS DE DADOS E IDENTIFICADORES CAPÍTULO 3 - TIPOS DE DADOS E IDENTIFICADORES 3.1 - IDENTIFICADORES Os objetos que usamos no nosso algoritmo são uma representação simbólica de um valor de dado. Assim, quando executamos a seguinte instrução:

Leia mais

Fundamentos de Programação II. Introdução à linguagem de programação C++

Fundamentos de Programação II. Introdução à linguagem de programação C++ Fundamentos de Programação II Introdução à linguagem de programação C++ Prof. Rafael Henrique D. Zottesso Material cedido por Prof. Msc. Everton Fernando Baro Agenda IDE HelloWorld Variáveis Operadores

Leia mais

PL/pgSQL por Diversão e Lucro

PL/pgSQL por Diversão e Lucro PL/pgSQL por Diversão e Lucro Roberto Mello 3a. Conferência Brasileira de PostgreSQL - PGCon-BR Campinas - 2009 1 Objetivos Apresentar as partes principais do PL/pgSQL Apresentar casos de uso comum do

Leia mais

Linguagem de Programação. Helder Lucas S. Silas Valdemar

Linguagem de Programação. Helder Lucas S. Silas Valdemar Linguagem de Programação Helder Lucas S. Silas Valdemar Perl, Smalltalk, Eiffel, Ada e Lisp. Mais poderosa do que Perl, e mais orientada a objetos do que Python. Yukihiro Matsumoto Matz Coral ou Ruby?

Leia mais

Desenvolvido por: Juarez A. Muylaert Filho - jamf@estacio.br Andréa T. Medeiros - andrea@iprj.uerj.br Adriana S. Spallanzani - spallanzani@uol.com.

Desenvolvido por: Juarez A. Muylaert Filho - jamf@estacio.br Andréa T. Medeiros - andrea@iprj.uerj.br Adriana S. Spallanzani - spallanzani@uol.com. UAL é uma linguagem interpretada para descrição de algoritmos em Português. Tem por objetivo auxiliar o aprendizado do aluno iniciante em programação através da execução e visualização das etapas de um

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE II. Aula 07 A linguagem de programação C# e sua sintaxe

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE II. Aula 07 A linguagem de programação C# e sua sintaxe DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE II Aula 07 A linguagem de programação C# e sua sintaxe Na aula passada... Avaliamos o conceito de Integrated Development Environment (IDE); Aprendemos um pouco da evolução do

Leia mais

Conceitos de Linguagens de Programação

Conceitos de Linguagens de Programação Conceitos de Linguagens de Programação Aula 07 Nomes, Vinculações, Escopos e Tipos de Dados Edirlei Soares de Lima Introdução Linguagens de programação imperativas são abstrações

Leia mais

Algoritmia e Programação APROG. Linguagem JAVA. Básico. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31

Algoritmia e Programação APROG. Linguagem JAVA. Básico. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31 APROG Algoritmia e Programação Linguagem JAVA Básico Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31 Linguagem Java Estrutura de um Programa Geral Básica Estruturas de Dados Variáveis Constantes Tipos de Dados

Leia mais

Edwar Saliba Júnior. Dicas, Comandos e Exemplos Comparativos entre Linguagem Algorítmica e Linguagem C / C++

Edwar Saliba Júnior. Dicas, Comandos e Exemplos Comparativos entre Linguagem Algorítmica e Linguagem C / C++ Edwar Saliba Júnior Dicas, Comandos e Exemplos Comparativos entre Linguagem Algorítmica e Linguagem C / C++ Belo Horizonte 2009 Sumário 1 Nota:... 2 2 Comandos e Palavras Reservadas:... 3 3 Dicas... 4

Leia mais

Curso de Programação Computadores

Curso de Programação Computadores 3 O Primeiro Programa em C Unesp Campus de Guaratinguetá Curso de Programação Computadores Prof. Aníbal Tavares Profa. Cassilda Ribeiro 3 O Primeiro Programa em C 3.1 - Introdução Depois dos conceitos

Leia mais

ESTRUTURA DE UM PROGRAMA EM C++ Estrutura de um Programa em C++

ESTRUTURA DE UM PROGRAMA EM C++ Estrutura de um Programa em C++ ESTRUTURA DE UM PROGRAMA EM C++ Estrutura de um Programa em C++ #include { Este trecho é reservado para o corpo da função, com a declaração de suas variáveis locais, seus comandos e funções

Leia mais

Introdução à estrutura de dados com Python

Introdução à estrutura de dados com Python Introdução à estrutura de dados com Python CLEIBSON APARECIDO DE ALMEIDA UFPR Universidade Federal do Paraná PPGMNE Programa de Pós Graduação em Métodos Numéricos em Engenharia Centro Politécnico CEP 81.531-980

Leia mais

Internet e Programação Web

Internet e Programação Web COLÉGIO ESTADUAL PEDRO MACEDO Ensino Profissionalizante Internet e Programação Web 3 Técnico Prof. Cesar 2014 1 SUMÁRIO Criar sites dinâmicos em PHP --------------------------------------------------------

Leia mais

Componentes da linguagem C++

Componentes da linguagem C++ Componentes da linguagem C++ C++ é uma linguagem de programação orientada a objetos (OO) que oferece suporte às características OO, além de permitir você realizar outras tarefas, similarmente a outras

Leia mais

Introdução a lógica de programação. Aula 02: Linguagens de Programação e Introdução ao Visual C# Express

Introdução a lógica de programação. Aula 02: Linguagens de Programação e Introdução ao Visual C# Express Introdução a lógica de programação Aula 02: Linguagens de Programação e Introdução ao Visual C# Express Roteiro da aula Linguagem de Programação Visual C#: Introdução a C# através de comandos de entrada

Leia mais

A4 Projeto Integrador e Lista de Jogos

A4 Projeto Integrador e Lista de Jogos A4 Projeto Integrador e Lista de Jogos 1ª ETAPA PROJETO INTEGRADOR (2 pontos na A4) Como discutido em sala de aula, a disciplina de algoritmos I também fará parte do projeto integrador, para cada grupo

Leia mais

Alunos. Hudson Martins da Silva Laércio Pedro Hoppe

Alunos. Hudson Martins da Silva Laércio Pedro Hoppe Alunos Hudson Martins da Silva Laércio Pedro Hoppe Desenvolvida no Japão em 1995, por Yukihiro "Matz" Matsumoto. Linguagem de script. Mais poderosa do que Perl, e mais orientada a objetos do que Python.

Leia mais

Aritmética e Álgebra COM10615-Tópicos Especiais em Programação I edmar.kampke@ufes.br

Aritmética e Álgebra COM10615-Tópicos Especiais em Programação I edmar.kampke@ufes.br Aritmética e Álgebra COM10615-Tópicos Especiais em Programação I edmar.kampke@ufes.br Introdução Forte relação entre Matemática e Computação Aritmética e Álgebra são as partes mais elementares da matemática

Leia mais

CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA

CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA Introdução para Iniciantes Prof. M.Sc. Daniel Calife Índice 1 - A programação e a Linguagem Java. 1.1 1.2 1.3 1.4 Linguagens de Programação Java JDK IDE 2 - Criando o primeiro

Leia mais

Algoritmos e programação

Algoritmos e programação Algoritmos e programação Introdução à Programação Prof. Bonadia dos Santos Conceitos básicos Desde o início de sua existência, o homem procurou criar máquinas que o auxiliassem em seu trabalho. Dentre

Leia mais

Python: Comandos Básicos. Claudio Esperança

Python: Comandos Básicos. Claudio Esperança Python: Comandos Básicos Claudio Esperança Primeiros passos em programação Até agora só vimos como computar algumas expressões simples Expressões são escritas e computadas imediatamente Variáveis podem

Leia mais

A Linguagem Java. Alberto Costa Neto DComp - UFS

A Linguagem Java. Alberto Costa Neto DComp - UFS A Linguagem Java Alberto Costa Neto DComp - UFS 1 Roteiro Comentários Variáveis Tipos Primitivos de Dados Casting Comandos de Entrada e Saída Operadores Constantes 2 Comentários /** Classe para impressão

Leia mais

2 Orientação a objetos na prática

2 Orientação a objetos na prática 2 Orientação a objetos na prática Aula 04 Sumário Capítulo 1 Introdução e conceitos básicos 1.4 Orientação a Objetos 1.4.1 Classe 1.4.2 Objetos 1.4.3 Métodos e atributos 1.4.4 Encapsulamento 1.4.5 Métodos

Leia mais

ALGOL 68 FUNDAMENTOS DA LINGUAGEM

ALGOL 68 FUNDAMENTOS DA LINGUAGEM ALGOL 68 FUNDAMENTOS DA LINGUAGEM Aldo Ventura da Silva 1 RESUMO Na década de 60, as linguagens estruturadas imperativas de certa forma atendiam às necessidades da época. Com o tempo e a evolução tecnológica,

Leia mais

Laboratório de Banco de Dados Prof. Luiz Vivacqua. PL/pgSQL A Linguagem de programação do PostgreSQL

Laboratório de Banco de Dados Prof. Luiz Vivacqua. PL/pgSQL A Linguagem de programação do PostgreSQL Laboratório de Banco de Dados Prof. Luiz Vivacqua PL/pgSQL A Linguagem de programação do PostgreSQL 1) Visão Geral A PL/pgSQL é uma linguagem de programação procedural para o Sistema Gerenciador de Banco

Leia mais

Treinamento Python/Zope/Plone. terça-feira, 4 de agosto de 15

Treinamento Python/Zope/Plone. terça-feira, 4 de agosto de 15 Treinamento Python/Zope/Plone Apresentação Luiz Gustavo da Fonseca Ferreira Formação e experiência: Ciência da Computação (UFMG) Mestrado em Ciência da Informação (UFMG) Doutorando em Ciência da Informação

Leia mais

Fábio Rodrigues Jorge. E-mail: fabinhojorgenet@gmail.com

Fábio Rodrigues Jorge. E-mail: fabinhojorgenet@gmail.com Fábio Rodrigues Jorge E-mail: fabinhojorgenet@gmail.com Este minicurso tem por objetivo apresentar uma noção introdutória á linguagem Python. Temas abordados no minicurso: -variáveis -comandos de decisão

Leia mais

Java Como Programar, 8/E

Java Como Programar, 8/E Capítulo 2 Introdução aos aplicativos Java Java Como Programar, 8/E (C) 2010 Pearson Education, Inc. Todos os 2.1 Introdução Programação de aplicativo Java. Utilize as ferramentas do JDK para compilar

Leia mais

www.netcopsecurity.com datalock@linuxmail.org Security BREAK DOWN

www.netcopsecurity.com datalock@linuxmail.org Security BREAK DOWN www.netcopsecurity.com datalock@linuxmail.org Security BREAK DOWN 0x1. Por Quê o PERL? Perl (Practical Extraction and Report Language) começou como um aplicativo UNIX. Hoje Perl é usado em quase todos

Leia mais

Estruturas de controle no nível de sentença

Estruturas de controle no nível de sentença Estruturas de controle no nível de sentença Linguagens de Programação Marco A L Barbosa cba Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Introdução Aula 10: Introdução à linguagem PHP O PHP é uma linguagem interpretada de uso livre, utilizada originalmente para o desenvolvimento

Leia mais

Começando com Ruby on Rails @gibsongabriel

Começando com Ruby on Rails @gibsongabriel Começando com Ruby on Rails @gibsongabriel Yukiriho 'Matz' Matsumoto http://ruby-lang.org/pt/ Ruby é uma linguagem de programação interpretada, com tipagem forte e dinâmica, que tem como foco a simplicidade

Leia mais

Características do PHP. Começando a programar

Características do PHP. Começando a programar PHP Introdução Olá pessoal. Desculpe o atraso na publicação da aula. Pude perceber pelas respostas (poucas) ao fórum que a realização da atividade do módulo I foi relativamente tranquila. Assistam ao vídeo

Leia mais

Computação II Orientação a Objetos

Computação II Orientação a Objetos Computação II Orientação a Objetos Fabio Mascarenhas - 2014.1 http://www.dcc.ufrj.br/~fabiom/java Introdução Esse não é um curso de Java! O objetivo é aprender os conceitos da programação orientada a objetos,

Leia mais

Probabilidade e Estatística I Antonio Roque Aula 8. Introdução ao Excel

Probabilidade e Estatística I Antonio Roque Aula 8. Introdução ao Excel Introdução ao Excel Esta introdução visa apresentar apenas os elementos básicos do Microsoft Excel para que você possa refazer os exemplos dados em aula e fazer os projetos computacionais solicitados ao

Leia mais

5 Apresentando a linguagem C

5 Apresentando a linguagem C 5 Apresentando a linguagem C O criador da linguagem de programação C foi Dennis Ritchie que, na década de 70, programou-a por meio de um computador DEC PDP-11 rodando sistema operacional Unix. Entretanto,

Leia mais

Visual Basic e Java. À primeira vista o Java é completamente diferente do Visual Basic. Realmente as duas linguagens pertencem a mundos distintos.

Visual Basic e Java. À primeira vista o Java é completamente diferente do Visual Basic. Realmente as duas linguagens pertencem a mundos distintos. Visual Basic e Java À primeira vista o Java é completamente diferente do Visual Basic. Realmente as duas linguagens pertencem a mundos distintos. No entanto, elas compartilham uma série de funcionalidades.

Leia mais

Tutorial de Matlab Francesco Franco

Tutorial de Matlab Francesco Franco Tutorial de Matlab Francesco Franco Matlab é um pacote de software que facilita a inserção de matrizes e vetores, além de facilitar a manipulação deles. A interface segue uma linguagem que é projetada

Leia mais

Conceitos básicos da linguagem C

Conceitos básicos da linguagem C Conceitos básicos da linguagem C 2 Em 1969 Ken Thompson cria o Unix. O C nasceu logo depois, na década de 70. Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando o sistema operacional UNIX criado por

Leia mais

SQL Procedural. Josino Rodrigues Neto josinon@gmail.com

SQL Procedural. Josino Rodrigues Neto josinon@gmail.com SQL Procedural Josino Rodrigues Neto josinon@gmail.com SQL Procedural Agregada em SQL-92 As ferramentas têm nomes para suas linguagens SQL procedurais/embutidas Oracle : PL/SQL Postgres PL/Pgsql SQL Server

Leia mais

Programando em C++ Histórico da Linguagem C

Programando em C++ Histórico da Linguagem C Programando em C++ Joaquim Quinteiro Uchôa joukim@comp.ufla.br DCC-UFLA, 2002 Programando em C++ p.1/38 Histórico da Linguagem C Linguagem C: 1972 - Laboratório Bells, por Dennis Ritchie, a partir da linguagem

Leia mais

Introdução ao PHP. Prof. Késsia Marchi

Introdução ao PHP. Prof. Késsia Marchi Introdução ao PHP Prof. Késsia Marchi PHP Originalmente PHP era um assíncrono para Personal Home Page. De acordo com convenções para atribuições de nomes recursivas do GNU foi alterado para PHP Hypertext

Leia mais

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C Capítulo 2: Introdução à Linguagem C INF1005 Programação 1 Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática Programa Programa é um algoritmo escrito em uma linguagem de programação. No nosso

Leia mais

Python Condicionais e Loops. Introdução à Programação SI1

Python Condicionais e Loops. Introdução à Programação SI1 Python Condicionais e Loops Introdução à Programação SI1 Conteúdo Comando de Decisão Comandos de Repetição Exercícios 13/06/2013 2 Condicional Controle de fluxo É muito comum em um programa que certos

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery Linguagem de Programação JAVA Técnico em Informática Professora Michelle Nery Agenda Regras paravariáveis Identificadores Válidos Convenção de Nomenclatura Palavras-chaves em Java Tipos de Variáveis em

Leia mais

O código JavaScript deve ser colocado entre tags de comentário para ficar escondido no caso de navegadores antigos que não reconhecem a linguagem.

O código JavaScript deve ser colocado entre tags de comentário para ficar escondido no caso de navegadores antigos que não reconhecem a linguagem. 1 - O que é JAVASCRIPT? É uma linguagem de script orientada a objetos, usada para aumentar a interatividade de páginas Web. O JavaScript foi introduzido pela Netscape em seu navegador 2.0 e posteriormente

Leia mais