FACULDADE IMPACTA DE TECNOLOGIA MBA, PROJETO E GERENCIAMENTO DE DATA CENTER

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FACULDADE IMPACTA DE TECNOLOGIA MBA, PROJETO E GERENCIAMENTO DE DATA CENTER"

Transcrição

1 FACULDADE IMPACTA DE TECNOLOGIA MBA, PROJETO E GERENCIAMENTO DE DATA CENTER COMUNICAÇÃO UNIFICADA PARA SMB COM MICROSOFT LYNC 2013 São Paulo 2014

2 FACULDADE IMPACTA DE TECNOLOGIA COMUNICAÇÃO UNIFICADA PARA SMB COM MICROSOFT LYNC 2013 Autores: Eduardo Rodrigues Sant Ana Popovici, Henrique Fontenelle Alvarenga Santos, Jonatan Willian R. C. da Silva e Maycon Henrique dos Santos Trabalho para obtenção de nota e conclusão da matéria de Comunicação Unificada e Redes Convergentes, sob orientação do Prof. MSc Claudio T.F. Do Nascimento Filho, pela turma MBAPlanej.Estrateg.02 do primeiro semestre do ano de 2014.

3 O Único Lugar Onde o Sucesso Vem Antes do Trabalho é no Dicionário. Albert Einstein

4 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO TERMO DE ABERTURA DESCRIÇÃO DO PROJETO GERENTE DE PROJETOS DESIGNADO E NÍVEL DE AUTORIDADE OBJETIVOS DO PROJETO PRINCIPAIS ENTREGAS DO PROJETO O QUE NÃO É ESCOPO DO PROJETO STAKEHOLDERS/PARTES INTERESSADAS REQUISITOS CONHECIDOS DOS STAKEHOLDERS PREMISSAS/RESTRIÇÕES BÁSICAS RISCOS INICIAIS (AMEAÇAS EVIDENTES AO PROJETO) TECNOLOGIAS PARA ATENDIMENTO A DESCRIÇÃO DO PROJETO MICROSOFT LYNC SISTEMAS OPERACIONAIS SUPORTADOS ROLES E SERVICES NECESSÁRIAS PARA INSTALAÇÃO DO LYNC COMPATIBILIDADE COM CONTROLADORES DE DOMÍNIO ESQUEMA TÉCNICO DE PLATAFORMA APLICADA CLIENTES LYNCS TRAFEGO WAN REGRAS DE FIREWALL CUSTO MÉDIO FORNECIDO AO CLIENTE FINAL CONCEITO TECNICO APLICADO AO PROJETO STREAMING A ANATEL E O VOIP CODECS CONCEITO DE VIDEOCONFERÊNCIA CONCEITO SOBRE SONORIZAÇÃO METADADOS CONCLUSÃO BIBLIOGRAFIA... 26

5 1. INTRODUÇÃO O trabalho recebe ênfase pela agregação e fornecimento de novos serviços ao catalogo de portfólio da empresa. Tais serviços devem ser baseados em tecnologia IP e receber foco no mercado SMB compreendendo empresas com 100 a 200 funcionários, mais de três Unidades de Negócio no Brasil (escritórios), 20% dos funcionários remotos ou em constante deslocamento e pelo menos uma Unidade de Negócios fora do Brasil. A aplicação deste projeto foi direcionada para uso de características Cloud Computing, recebendo ênfase em produtos integradores de solução como Microsoft System Center, Microsoft Azure, Microsoft Office 365 e Microsoft Lyncs. É necessário aprimoramento da maturidade do uso da largura de banda e da técnica conhecida como Streaming de dados para que a aplicação prática contemple os pré-requisitos do projeto.

6 2. TERMO DE ABERTURA Agregação de novos serviços ao portfólio TERMO DE ABERTURA PROJECT CHARTER* Preparado por Eduardo Popovici Versão 1.0 Aprovado por Ger. Operácional 10/11/ DESCRIÇÃO DO PROJETO Fornecimento de novos serviços ao catalogo de portfólio da empresa. Tais serviços devem ser baseados em tecnologia IP e receber foco no mercado SMB compreendendo empresas com 100 a 200 funcionários, mais de três Unidades de Negócio no Brasil (escritórios), 20% dos funcionários remotos ou em constante deslocamento e pelo menos uma Unidade de Negócios fora do Brasil GERENTE DE PROJETOS DESIGNADO E NÍVEL DE AUTORIDADE Eduardo R. S. Popovici será o gerente do projeto e tem autoridade para selecionar o seu pessoal e determinar o orçamento para este projeto OBJETIVOS DO PROJETO Aquisição de novas soluções SMB ao portfólio, iniciar entrada no mercado de operações em Redes Convergentes com público alvo em médios e grandes clientes de âmbito nacional e internacional PRINCIPAIS ENTREGAS DO PROJETO Prover Telefonia IP fixa e remota, Vídeo conferência baseada em software, Contact Center com até 15 posições de agente e um supervisor, Correio de voz (Voice Mail) com envio de mensagem para , Aplicativo tipo softphone com informação de presença e chat para Notebooks e Tablets.

7 2.5. O QUE NÃO É ESCOPO DO PROJETO Construção de prédio Piso Elevado Cabeamento estruturado Demais itens de infraestrutura Energia elétrica Obras civis, transporte vertical e tela de proteção para GMG 2.6. STAKEHOLDERS/PARTES INTERESSADAS Os stakeholders incluem Prof. MSc Claudio T.F. Do Nascimento Filho Gerente de Projetos, Eduardo Popovici Infraestrutura Tecnológica e Fulano Silva Engenharia de Aplicação. Esses recursos estarão disponíveis para auxiliar o projeto no que for necessário e solicitado pelo Gerente de Projetos REQUISITOS CONHECIDOS DOS STAKEHOLDERS O relatório de recomendações deverá seguir o modelo/template conforme diretrizes do PMO, incluindo informações detalhadas relativas a custo em formato de planilha Excel e cronograma em MS Project. Uma cópia eletrônica do relatório final deverá ficar disponível no servidor DOCS do departamento de TI PREMISSAS/RESTRIÇÕES BÁSICAS O orçamento para o projeto já está aprovado pela Diretoria. Os departamentos de Engenharia e TI darão apoio ao projeto até a conclusão do mesmo. Necessidades conflitantes com relação aos recursos do projeto e prioridades entre este e outros projetos serão resolvidas pelo PMO. Este projeto deve ser aprovado até 20 de Dezembro deste ano RISCOS INICIAIS (AMEAÇAS EVIDENTES AO PROJETO) Devido à pouca experiência nessa área, a implementação de uma solução adequada pode causar mais frustração e mais atrasos junto aos clientes. Como o problema está afetando negativamente os clientes, um atraso no projeto poderia gerar perdas adicionais à empresa. Atrasos no projeto poderão comprometer o cronograma de retorno do investimento aplicado

8 3.0. TECNOLOGIAS PARA ATENDIMENTO A DESCRIÇÃO DO PROJETO A adequação de tecnologias que permitam acesso aos recursos de comunicação da empresa contemplam protocolos e softwares em uma estrutura baseada em Cloud Computing, mais especificamente SaaS e PaaS MICROSOFT LYNC O Microsoft Lync foi a plataforma escolhida para atendimento das premissas do projeto por fornecer uma plataforma de comunicações unificadas pronta para implantação para empresas de médio e grande porte. O Lync conecta pessoas em todos os lugares independendo de características geográficas, tanto no Windows 8.1 quanto em outros dispositivos com sistemas operacionais diversos como Linux, Unix, Android e afins como parte de sua experiência diária de produtividade. O Lync proporciona uma experiência consistente com um único cliente para recursos de presença, mensagens instantâneas, voz, vídeo e experiência de reunião. O Lync em sua versão comercial 2013 oferece suporte a conferências em vídeo HD para vários participantes, recursos para toque ("touch first") para comunicações rápidas naturais e funcionamento em cenários de qualquer lugar que não requerem uma VPN para codificação. Os usuários do Lync 2013 podem se conectar com qualquer pessoa através do Skype, permitindo comunicação avançada com centenas de milhões de pessoas em todo o mundo. A ferramenta Microsoft Lync permite a entrega do projeto e suas premissas, conforme adequado pela tabela 1.0. Recurso Oferecido Cliente Unificado do Lync Aplicativo do Lync para Windows 8 RECURSOS OFERECIDOS PELO LINCS Descrição O Lync 2013 fornece um único cliente unificado para comunicação em tempo real, incluindo chamadas de voz e de vídeo, Reuniões do Lync, presença, mensagens instantâneas e chat persistente. Ter um único aplicativo de Cliente Unificado em vez de vários aplicativos simplifica a implementação, a adoção e o suporte. O Lync é otimizado para toque no Windows 8 (no Windows 8 baseado em x86 e no Windows RT) e aproveita os recursos de "primeiro toque" do Windows 8 para fornecer um controle rápido, natural e prático das comunicações entre uma variedade de dispositivos e arquiteturas. Premissas Correio de voz (Voice Mail) com envio de mensagem para ,

9 Lync Web App Clientes móveis do Lync Ingressar na conferência com um único clique Presença Cartão de Visita Reunião do Lync Exibição de Reunião Galeria de vídeo em HD com vários participantes Chat Persistente O Lync Web App permite a usuários de PC e Mac ingressar em uma reunião do Lync usando um navegador baseado em HTML5 e proporciona uma experiência de reunião completa do Lync, incluindo vídeo em HD com vários participantes, voz sobre IP, mensagens instantâneas, compartilhamento de área de trabalho, de aplicativos e do PowerPoint. Há clientes móveis do Lync disponíveis para Windows Phone, iphone, ipad e Android. Ingressar em uma reunião do Lync requer apenas um único clique ou toque, a partir de um lembrete de reunião do Outlook em um PC com Windows ou do calendário ou painel de reunião em dispositivos com Windows Phone, ios e Android. Veja o status de disponibilidade de um contato com indicadores de presença visual. Os novos estados de presença incluem: Apresentador (enquanto o laptop está conectado a um projetor) e Trabalhando em Outro Lugar (para indicar que está fisicamente fora do escritório, mas ainda trabalhando). Um cartão dinâmico que exibe a foto em alta resolução de um contato, sua presença, observação sobre o status, local e detalhes da empresa e é consistente entre os aplicativos do Microsoft Office. As reuniões do Lync, anteriormente conhecidas como "reuniões online", fornecem recursos para interagir com as pessoas por meio de vídeo em HD com vários participantes, áudio, mensagens instantâneas e compartilhamento de conteúdo. A Exibição de Reunião foi projetada para aproximar o conteúdo e as pessoas, otimizando a experiência da reunião do Lync para as necessidades de cada participante individual. A Exibição de Reunião é selecionada pelo participante. A visualização contínua de vários fluxos de vídeo em HD ou de fotos de cartões de visita em conferência exibidos em um formato de galeria. As fotos substituem o vídeo do palestrante ativo quando o vídeo não está disponível. Os controles da galeria permitem que os participantes selecionem o fluxo de vídeo de interesse, visualizem o nome do participante e identifiquem os oradores ativos. Organize ou participe do tópico com base em salas virtual, onde grupos de trabalho ou colegas designados se reúnem e colaboram em tempo real. Aplicativo tipo softphone com informação de presença e chat para Notebooks e Tablets Prover Telefonia IP fixa e remota Vídeo conferência baseada em software Correio de voz (Voice Mail) com envio de mensagem para ,

10 Compartilhament o do OneNote Arquivo Morto do Exchange Federação do Lync Conectividade com o Skype Consolidação de função de servidor Aprimoramentos de escalonamento e de alta disponibilidade Monitoramento ativo Integração com SystemCenter As discussões podem ser pesquisadas e persistem ao longo do tempo, permitindo o compartilhamento de informações eficientemente. O compartilhamento do OneNote permite aos usuários criar e compartilhar anotações de reunião digital do OneNote em uma reunião do Lync, reduzindo possíveis erros causados pela transcrição posterior e simplificando a comunicação e o acompanhamento. Usando o arquivo morto do Exchange Online, você pode armazenar todos os seus s, mensagens instantâneas e conteúdo de reunião do Lync Online e pesquisá-los facilmente usando a conformidade com Descoberta Eletrônica do Exchange. A Federação do Lync amplia as comunicações unificadas com segurança pela Internet para clientes, fornecedores e parceiros usando o Lync. A Conectividade com o Skype possibilita o compartilhamento de presença, o envio de mensagens instantâneas (MI) e a realização de chamadas de voz com centenas de milhões de usuários do Skype no mundo. O Lync pode reduzir a quantidade de funções de servidor, co-localizando funções que foram anteriormente implantadas ou gerenciadas separadamente, permitindo a implantação e o gerenciamento simplificados. A arquitetura de front-end do Lync Server foi reprojetada, permitindo uma quantidade maior de usuários ativos em um pool e melhorando os recursos de alta disponibilidade que podem ajudar a reduzir o custo total de propriedade. O monitoramento ativo oferece aos administradores do Lync a capacidade de monitorar pools, servidores e redes entre diferentes centros de dados através da Internet pública. A integração com o Microsoft System Center permite a gestão de recursos e distribuição técnica aplicada a comunicação de dados, vídeo de voz Correio de voz (Voice Mail) com envio de mensagem para , Aplicativo tipo softphone com informação de presença e chat para Notebooks e Tablets Contact Center com até 15 posições de agente e um supervisor Tabela 1.0. Comparação de recursos com os Pré-RECs do Projeto

11 O ponto crítico a ser levantado para implantação do Microsoft Lync está relacionado diretamente à estrutura de rede da empresa. A avaliação da rede é uma validação point-in-time de dados para determinar tanto a sua capacidade estrutural quanto suas capacidades no que diz respeito aos requisitos e cargas da rede. A avaliação da rede é um processo que permite cria uma imagem global da capacidade. Existe um conjunto de ferramentas e práticas recomendadas antes de implantar o servidor com o Microsoft Lync pois o consumo de largura de banda será alto e em caso de ausência da configuração apropriada pode-se colocar a prova a integridade do trafego de dados. As ferramentas são usadas para determinar as capacidades de ligação em relação a quantidade de usuários; As entrevistas são realizadas para determinar os requisitos de negócios e dependências. Através da leitura da RFC 5777 e de material técnico aplicado interno de empresas especializadas, é sabido que o consumo de largura de banda é ponto crítico de sucesso para qualquer infraestrutura de rede, exigindo muitas vezes a aplicação do conceito de QoS (Quality of Service) para controle do trafego. A tabela 1.1 demonstra os principais serviços de uma infraestrutura de redes com o devido direcionamento de requisitos do QoS. Aplicação Confiabilidade Retardo Flutuação Largura de Banda Correio eletrônico Alta Baixa Baixa Baixa Transferência de arquivos Alta Baixa Baixa Média Acesso Web Alta Média Baixa Média Login remoto Alta Média Média Baixa Áudio por demanda Baixa Baixa Alta Média Vídeo por demanda Baixa Baixa Alta Alta Telefonia Baixa Alta Alta Baixa Videoconferência Baixa Alta Alta Alta Tabela 1.1. Requisitos relacionados ao QoS

12 A saída de uma avaliação da rede permite que os engenheiros determinem se a infraestrutura de rede existente pode acomodar o tráfego adicional representado pela existência do Microsoft Lync, como quando uma organização tem um requisito para implementar uma aplicação intensiva de novos dados. O Microsoft Lync fará uso dos codecs RTAudio, RTVideo, e G.711 para trafego de dados através de streaming. O codec é um padrão específico de trafego de dados definido pelo Internet Engineering Task Force (IETF) para compressão e descompressão de áudio e vídeo que será abordado com ênfase no decorrer da leitura SISTEMAS OPERACIONAIS SUPORTADOS Para a instalação do Microsoft Lync os servidores precisam oferecer suporte aos seguintes sistemas operacionais: Windows Server 2008 R2 com Service Pack 1, Standard, Enterprise e Datacenter Windows Server 2012, Standard, Enterprise e Datacenter Windows Server 2012 R2, Standard, Enterprise e Datacenter ROLES E SERVICES NECESSÁRIAS PARA INSTALAÇÃO DO LYNC Controlador de domínio e Autoridade Certificadora Lync Server Standard Office Web Apps Server Windows Identity Foundation 3.5 Media Foundation COMPATIBILIDADE COM CONTROLADORES DE DOMÍNIO Windows Server 2012 R2 Windows Server 2012 Windows Server 2008 R2 Windows Server 2008 Windows Server 2003 native mode

13 ESQUEMA TÉCNICO DE PLATAFORMA APLICADA Figura 1.0. Esquema técnico para elaboração da Plataforma Lync (PaaS)

14 CLIENTES LYNC A integração da solução Lincs do fabricante Microsoft oferece recursos de mobilidade aplicada ao cotidiano operacional e a segmentação de serviços dentro da realidade vivida por cada empresa, permitindo a flexibilidade da configuração através da ferramenta Microsoft Azure no caso de usuário final e System Center para orquestração do hardware operacional que interconecta a plataforma a infraestrutura. A figura 1.2 representa a usabilidade do Lync em dispositivos móveis comuns de mercado. Figura 1.2. Uso do Lyncs em dispositivos móveis A orquestração de hardware pode ser fornecida por prestador de serviço terceiro ou aquisição de sistema proprietário através de projeto complementar, contudo a estrutura apresentada anteriormente pelo item garante o cumprimento do escopo básico para contemplação do escopo principal. Existe ainda a realidade de uso de técnicas como Cluster de Failover e Load Balance para permitir a integridade, qualidade e disponibilidade dos dados em caso de falhas operacionais. O uso de contingência e tolerância a falhas causará uma mudança no valor oferecido aos usuários ou no tempo de retorno do investimento.

15 TRAFEGO WAN É fundamental para o bom funcionamento do Lync Server que o tráfego de mídia WAN seja otimizado. Qualquer tentativa externa de controlar o tráfego de mídia do Lync Server deve ser desativado por padrão. Também é importante notar que os dispositivos de otimização WAN com firmware desatualizado pode causar perda de pacotes no tráfego unidirecional devido ao alto uso da CPU. Ao estabelecer uma sessão de mídia, o Lync Server usa o protocolo Session Description Protocol (SDP) para configurar o codec inicial entre os endpoints. Durante a sessão de trafego de mídia entre os terminais, o protocolo de transporte em tempo real (RTP) é usado para transferir o fluxo de dados, e em tempo real o protocolo de controle de transporte (RTCP) é usado para controlar o fluxo de mídia trafegada. O RTCP monitora o tráfego RTP. Esta informação é utilizada, entre outras coisas, para negociar possíveis alterações durante a sessão de codec e deve ser lembrada no momento da configuração de equipamentos de borda como Firewalls, IDS e EDS. Existe também a necessidade de validação do controle de banda e trafego controlado através de QoS. O Microsoft Lync Server inclui um mecanismo de gerenciamento de banda chamado controle de admissão (CAC); seu objetivo é determinar a existe permissão de sessões de áudio e vídeo com base na capacidade de infraestrutura de rede disponível. O CAC pode redirecionar fluxos de chamadas usando a Internet ou a Rede Telefônica Pública Comutada (PSTN), se disponível. Ironicamente, enquanto os otimizadores WAN são usados para reduzir o congestionamento da rede, com tráfego o Microsoft Lync pode causar atrasos na rede, inspecionando, enfileiramento e tamponamento de pacotes REGRAS DE FIREWALL O Microsoft Lync Server usa uma variedade de cargas de trabalho de presença, mensagens instantâneas, áudio, vídeo, compartilhamento de aplicativos, web conferência e bate-papo persistente. Essas cargas de trabalho podem usar vários protocolos diferentes de comunicação (SIP, SDP, SRTP, SRTPC, PSOM, ICE e HTTPS) que devem receber sua passagem de liberação em sistemas de segurança interna de redes. Infraestruturas corporativas mais modernas garantem amplamente sua segmentação pelo uso de firewalls. Para minimizar o impacto sobre o tráfego de firewalls com o Lync Server, certifique-se que o desempenho de

16 seus dispositivos e o suporte ao protocolo do seu firmware e software estão nos níveis requeridos pelo fabricante e pelos padrões de qualidade que deseja alcançar. A manipulação de determinadas configurações de firewall para uso do Lync Server pode causar problemas com os fluxos de tráfego de dados. Deve-se minimizar esse risco com o planejando adequado das configuração e liberação de portas.

17 4.0. CUSTO MÉDIO FORNECIDO AO CLIENTE FINAL O fornecimento das tecnologias de comunicação através de redes convergentes baseadas em Cloud Computing permitem o fornecimento do serviço a um preço acessível e com recursos variados em exatos dois planos: Plano1: R$ 5,60 (por usuário mês) Plano2: R$ 13,70 (por usuário mês) Opções de custo e recursos do Lynks Recurso Plano 1 Plano 2 Presença Avançada, MI (1:1 e vários participantes), interoperabilidade do Microsoft Office SIM SIM Federação MI/P de Nuvem Pública com o Windows live SIM SIM Conectividade do Skype SIM SIM Chat Persistente SIM SIM Ligação de Lync para Lync (voz e vídeo em HD, 1:1) SIM SIM Pesquisa de Habilidades (requer o SharePoint Server) - SIM Compartilhamento de Área de Trabalho, de Aplicativo e de Quadro de Comunicações - SIM Vários participantes (3+) Compartilhamento de Áudio/Vídeo/Conteúdo (Agendado e Ad hoc - SIM Controles de Reunião (Organizador, Experiência de Sala de Espera, Ingressar de) - SIM Anotações em Reunião Avançadas com o Compartilhamento do OneNote - SIM Conferências de Áudio do Lync - SIM Interoperabilidade com Fornecedores de Conferências de Áudio de 3º - SIM Vídeo do Lync com Vários Participantes - SIM Funcionalidade do Enterprise Voice (Incl.Rastreamento de Chamada Mal-Intencionado, E911, Estacionamento - SIM de Chamada) Clientes Móveis do Lync SIM SIM Lync Web App - SIM - Tabela 1.2. Comparação de recursos com as premissas do Projeto O custo de cada plano oferecido pelo portfólio está intimamente ligado ao tipo de estrutura recomendada para instalação e aplicação da ferramenta Lync da Microsoft, podendo variar em questão de tempo e retorno sobre o investimento total.

18 5.0. CONCEITO TECNICO APLICADO AO PROJETO 5.1. STREAMING O streaming de dados funciona da seguinte forma, primeiro o cliente se conecta ao servidor e este, inicia o envio do arquivo, então o cliente inicia o recebimento do mesmo e efetua a construção de um buffer para salvar do dado e gerar a informação de forma direcionada. Quando se enche o buffer com uma pequena parte do arquivo, a estação cliente inicia a apresentação sem suspender o download. A técnica é citada pelo professor Andrew Tanenbaum em seu livro Redes de computadores e aqui é representado pela figura 1.3. Figura 1.3. Técnica do balde furado O sistema mantem seu sincronismo permitindo que o arquivo possa ser visto pelo usuário enquanto está sendo recebido, de modo que quando o processo de baixa é finalizado, também acaba de ser visualizado. Se em algum momento a conexão sofre decréscimos de velocidade se utiliza a informação existente no buffer 25, de modo que se pode sustentar um pouco esse decréscimo. Caso a comunicação se interrompa durante um longo período de tempo, o buffer se esvazia e a execução do arquivo se interrompe até que seja efetuado a restauração do sinal em sua íntegra.

19 Esta técnica de distribuição de arquivos via streaming de um servidor para um player ou navegador com suporte ao plugin e codec de visualização, utiliza em sua forma mais básica o protocolo UDP e o protocolo RTSP, com uma qualidade realmente considerável, que só é alcançada graças à arquitetura que prioriza a distribuição em fluxos contínuos. Quando TCP e HTTP são usados e encontram uma falha para entregar um pacote de dados, tentam repetidamente reenviar aquele pacote de dados até que este seja entregue com sucesso. O protocolo UDP continua a enviar os dados mesmo se ocorrer perda dos mesmos, o que permite uma experiência em tempo real, que é uma das principais características do Streaming. O UDP não é indicado para trafego de dados sigilosos por não conter segurança nativa, diferente do TCP, porém é mais leve e sua estrutura simplificada permite melhor aderência ao streaming de dados. Em casos como o Windows Media player, por exemplo, utilizamos Microsoft Media Service (ou MMS), também conhecido como NetShow Services Protocol (NSP), para transferência de dados unicast. Os dados também podem ser transportados via TCP ou UDP, sendo este último o ideal devido simplicidade e aderência, conforme já citado. Se o cliente Windows Media Player não consegue negociar uma boa conexão usando o MSS sobre UDP, tentará utilizando MSS sobre TCP. Se não houver êxito, haverá uma nova tentativa utilizando MSS sobre uma versão modificada do HTTP sobre TCP. Existem ainda técnicas que oferecem o trafego do MSS através de HTTPS sobre TCP, que vale a pena citar porém, não vale a pena para o momento aprimorar seu funcionamento neste projeto em especial. A empresa Adobe tem uma vasta experiência com a criação de tecnologia focada em streaming e utiliza em seus produtos o RTMP, muito eficiente para streaming de áudio, vídeo e dados para internet totalmente voltada para o Flash player, utilizado por quase 100% dos navegadores atualmente. Existem ainda muitos projetos que utilizam o RTMP, sendo alguns inclusive mantidos pela própria Adobe e outros ainda de outros fabricantes e até em plataforma aberta. É interessante lembrar que o protocolo RTMP é muito bloqueado em redes corporativas, redes de acesso gratuito e laboratórios de informática. Pode-se alterar o tipo de protocolo para que trafegue em HTTP, driblando configurações mais simplistas de Firewalls: RTMPT, neste caso o RTMP é encapsulado e transmitidos em HTTP. Por padrão o server deve escutar a, porta 80. RTMPS, neste caso o RTMP é encapsulado e trocado por HTTPS. Por padrão o server deve escutar a porta 443.

20 Como o Streaming consome uma largura de banda considerável, muitas empresas bloqueiam por completo ou limitam sua utilização através de QoS ou ainda de equipamentos com inteligência aprimorada na interpretação de pacotes como por exemplo Juniper e Paloalto. Entendemos o VoIP como sendo a comunicação de voz, sobre uma rede IP, podendo ela ser pública ou privada, entre computadores desktop, notebooks, handhelds, tablets, celulares e qualquer dispositivo móvel. Voz sobre Protocolo de Internet, é um método que consiste em transportar os sinais de áudio analógicos, através de dados digitais podendo ser transmitidos através da internet ou intranet. Utilizar a internet para viabilizar ligações locais e de longa distância, reduzindo os custos com telefonia. Essa é a proposta da tecnologia, solução que tem se mostrado uma opção viável para empresas que buscam aprimorar suas comunicações otimizando custos com chamadas telefônicas A ANATEL E O VOIP A Anatel, assim como a maioria dos órgãos regulatórios no mundo, procura regular os serviços de telecomunicações e não as tecnologias usadas para implementá-los. As tecnologias VoIP servem como meio e não como fim para os serviços de telefonia. Não existe ainda uma regulamentação específica para VoIP no Brasil. Entretanto, devido ao novo paradigma os serviços VoIP têm sido oferecidos no mercado de telecomunicações distribuídos em 4 classes: Classe 1: oferta de um Programa de Computador que possibilite a comunicação de VoIP entre 2 (dois) ou mais computadores (PC a PC), sem necessidade de licença para prestação do serviço. Classe 2: uso de comunicação VoIP em rede interna corporativa ou mesmo dentro da rede de um prestador de serviços de telecomunicações, desde que de forma transparente ao usuário. Neste caso, o prestador do serviço de VoIP deve ter pelo menos a licença SCM. Classe 3: uso de comunicação VoIP irrestrita, com numeração fornecida pelo Órgão Regulador e interconexão com a Rede Pública de Telefonia (Fixa e Móvel). Neste caso o prestador do serviço de VoIP deve ter pelo menos a licença STFC. Classe 4: uso de VoIP somente para fazer chamadas, nacionais ou internacionais. Neste caso a necessidade de licença depende da forma como o serviço é caracterizado, e de onde (Brasil ou exterior) e por qual operadora é feita a interconexão com a rede de telefonia pública. A citação abaixo foi retirada do site oficial da Anatel, e traz orientações sobre o conceito de VoIP.

21 O Voz sobre IP (VoIP) é um conjunto de tecnologias que usam a internet ou redes IP privadas para a comunicação de voz, substituindo ou complementando os sistemas de telefonia convencionais. A Anatel não regulamenta as tecnologias, mas os serviços de telecomunicações que delas se utilizam. A comunicação de voz utilizando computadores conectados à internet - uma das aplicações desta tecnologia - é considerada Serviço de Valor Adicionado, não sendo necessária autorização da Anatel para prestá-lo. Nesse contexto, o uso da tecnologia de VoIP deve ser analisado sob três aspectos principais: Comunicação de voz efetuada entre dois computadores pessoais, utilizando programa específico e recursos de áudio do próprio computador - com acesso limitado a usuários que possuam tal programa - não constitui serviço de telecomunicações, mas Serviço de Valor Adicionado, conforme entendimento internacional; Comunicação de voz no âmbito restrito de uma rede corporativa ou na rede de uma prestadora de serviços de telecomunicações, de forma transparente para o assinante, efetuada entre equipamentos que podem incluir o aparelho telefônico, é caracterizada como serviço de telecomunicações. Neste caso, é exigida a autorização para exploração de serviço de telecomunicações para uso próprio ou para prestação a terceiros; Comunicação de voz de forma irrestrita com acesso a usuários de outros serviços de telecomunicações e numeração específica (objeto de controle pela Anatel) é caracterizada como serviço de telecomunicações de interesse coletivo. É imprescindível autorização da Agência e a prestação do serviço deve estar em conformidade com a regulamentação.

22 5.3. CODECS Podemos afirmar, através de testes efetuados em laboratório, que um processador de 2.3 GHz, utilizando 2GB Ram, um link de 2MB, utilizando o codec G.729, pode segurar até 60 chamadas em conversa simultânea, sem que haja qualquer perda de dados ou qualidade de transmissão do sinal. CODECS Codec Chamadas Simultâneas Consumo de banda (Kb) G GSM ,6 G Tabela 2.0. Comparativo de Codecs 5.4. CONCEITO DE VIDEOCONFERÊNCIA O conceito sobre videoconferência pode ser entendido como o contato visual e sonoro entre pessoas que estão em lugares diferentes, seja em um curto ou longo espaço geográfico, oferecendo a sensação de que os interlocutores encontram-se no mesmo local. Permite não só a comunicação entre um grupo, mas também a comunicação pessoa-a-pessoa. Essa técnica é muito utilizada nos dias atuais por empresas, profissionais e estudantes do mundo todo, para se comunicar e transmitir dados através de uma rede, independendo dos protocolos utilizados da sua fonte até seu destino. A comunicação através de videoconferência é feita em tempo real e pode ser feito através de vários sistemas interpessoais de fabricantes diversos. Além da transmissão simultânea de áudio e vídeo, esses sistemas oferecem ainda recursos de cooperação entre os usuários, compartilhando informações e materiais de trabalho. Em geral os equipamentos de videoconferência disponíveis no mercado possuem capacidade de estabelecer uma comunicação ponto a ponto, e para que vários pontos se conectem simultaneamente é preciso utilizar um equipamento denominado MCU (Multiponto Control Unit). O funcionamento da MCU assim como de outros componentes necessários a videoconferência são especificados pelo padrão H.323 e SIP. Também é possível estabelecer uma conexão entre vários pontos utilizando a tecnologia de conexão Multicast. O Multicast é pouco utilizado por

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O Microsoft Office 365 é a suíte de Produtividade da Microsoft, que oferece as vantagens da Nuvem a empresas de todos os tamanhos, ajudando-as

Leia mais

Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian

Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian Edição 1.0 2 Sobre os aplicativos da Microsoft Sobre os aplicativos da Microsoft Os aplicativos Microsoft oferecem aplicativos corporativos Microsoft para o

Leia mais

Manual do Usuário Microsoft Apps

Manual do Usuário Microsoft Apps Manual do Usuário Microsoft Apps Edição 1 2 Sobre os aplicativos da Microsoft Sobre os aplicativos da Microsoft Os aplicativos da Microsoft oferecem aplicativos para negócios para o seu telefone Nokia

Leia mais

Intranet Social. Parceiro Autorizado Brasil RAD Soluções (51) 3377-4691 www.radsolucoes.com.br. Veja o video com legendas on YouTube.

Intranet Social. Parceiro Autorizado Brasil RAD Soluções (51) 3377-4691 www.radsolucoes.com.br. Veja o video com legendas on YouTube. Veja o video com legendas on YouTube.com Intranet Social Parceiro Autorizado Brasil RAD Soluções (51) 3377-4691 www.radsolucoes.com.br www.bitrix24.com 0 O que é Bitrix24? Bitrix24 é uma solução para intranet

Leia mais

Principais diferenciais do Office 365

Principais diferenciais do Office 365 Guia de compras O que é? é um pacote de soluções composto por software e serviços, conectados à nuvem, que fornece total mobilidade e flexibilidade para o negócio. Acessível de qualquer dispositivo e qualquer

Leia mais

Serviços Prestados Infovia Brasília

Serviços Prestados Infovia Brasília Serviços Prestados Infovia Brasília Vanildo Pereira de Figueiredo Brasília, outubro de 2009 Agenda I. INFOVIA Serviços de Voz Softphone e Asterisk INFOVIA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO INFOVIA MINISTÉRIO

Leia mais

ESCLARECIMENTO I EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 157/2015

ESCLARECIMENTO I EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 157/2015 ESCLARECIMENTO I EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 157/2015 O SESI/SENAI-PR, através de sua Comissão de Licitação, torna público o ESCLARECIMENTO referente ao edital de licitação acima relacionado, conforme

Leia mais

Por que Office 365? Office 365 Por que usar?

Por que Office 365? Office 365 Por que usar? Por que Office 365? Office 365 Por que usar? POR QUE OFFICE 365? Olá. Nesse guia, vamos tratar de um serviço que está sendo extremamente procurado por executivos e especialistas em TI das empresas: o Office

Leia mais

Usar o Office 365 no iphone ou ipad

Usar o Office 365 no iphone ou ipad Usar o Office 365 no iphone ou ipad Guia de Início Rápido Verificar o email Configure o seu iphone ou ipad para enviar e receber emails de sua conta do Office 365. Verificar o seu calendário onde quer

Leia mais

Usar o Office 365 em seu telefone Android

Usar o Office 365 em seu telefone Android Usar o Office 365 em seu telefone Android Guia de Início Rápido Verificar o email Configure o seu telefone Android para enviar e receber emails de sua conta do Office 365. Verificar o seu calendário onde

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Você conectado ao mundo com liberdade APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL > ÍNDICE Sobre a TESA 3 Telefonia IP com a TESA 5 Portfólio de produtos/serviços 6 Outsourcing 6 Telefonia 7 Web

Leia mais

Google Apps para o Office 365 para empresas

Google Apps para o Office 365 para empresas Google Apps para o Office 365 para empresas Faça a migração O Office 365 para empresas tem uma aparência diferente do Google Apps, de modo que, ao entrar, você poderá obter esta exibição para começar.

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul 1 ANEXO VII QUADRO DE QUANTITATIVOS E ESPECIFICAÇÕES DOS ITENS Item Produto Quantidade 1 Aparelhos IP, com 2 canais Sip, visor e teclas avançadas, 2 70 portas LAN 10/100 2 Servidor com HD 500G 4 GB memória

Leia mais

TELEFONIA E SOLUÇÕES CLOUD

TELEFONIA E SOLUÇÕES CLOUD PROPOSTA: TELEFONIA E SOLUÇÕES CLOUD EMPRESA: SCRIBE INFORMÁTICA LTDA DATA: 21 de Janeiro de 2014 A/C SRº JEAN 1 / 10 SOLUÇÃO DE TELEFONIA INTEGRADA O objetivo dessa proposta é apresentar os diferenciais

Leia mais

COLABORAÇÃO COMPLETA PARA O MIDMARKET

COLABORAÇÃO COMPLETA PARA O MIDMARKET COLABORAÇÃO COMPLETA PARA O MIDMARKET Você está realmente conectado? Esse é o desafio atual no panorama dos negócios virtuais e móveis, à medida que as empresas se esforçam para ter comunicações consistentes

Leia mais

Comparativo de soluções para comunicação unificada

Comparativo de soluções para comunicação unificada Comparativo de soluções para comunicação unificada Bruno Mathies Curso de Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, Abril de 2010 Resumo Este artigo tem com objetivo

Leia mais

Introdução ao protocolo SIP*

Introdução ao protocolo SIP* Introdução ao protocolo SIP* 1. SIP (Session Initiation Protocol) Pode se dizer que SIP trata se de um protocolo de controle referente à camada de aplicações do Modelo de Referência OSI (Open System Interconnection),

Leia mais

Serviços de produtividade de nuvem hospedados pela Microsoft Ferramentas de qualidade empresarial a um preço acessível Sempre atualizado Office,

Serviços de produtividade de nuvem hospedados pela Microsoft Ferramentas de qualidade empresarial a um preço acessível Sempre atualizado Office, Serviços de produtividade de nuvem hospedados pela Microsoft Ferramentas de qualidade empresarial a um preço acessível Sempre atualizado Office, email, compartilhamento de documentos, videoconferência

Leia mais

Guia de Referência de Licenciamento por Volume

Guia de Referência de Licenciamento por Volume Guia de Referência de Licenciamento por Volume Microsoft Office Introdução Este guia pode ajudar clientes de Licenciamento por Volume Microsoft a entender como os últimos pacotes Microsoft Office são licenciados

Leia mais

acesse: vouclicar.com

acesse: vouclicar.com Transforme como sua empresa faz negócios, com o Office 365. Vouclicar.com A TI chegou para as pequenas e médias empresas A tecnologia é hoje o diferencial competitivo que torna a gestão mais eficiente,

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Tipos de Sistemas Operacionais Com o avanço dos computadores foram surgindo alguns tipos de sistemas operacionais que contribuíram para o desenvolvimento do software. Os tipos de

Leia mais

Aplicações Multimídia Distribuídas. Aplicações Multimídia Distribuídas. Introdução. Introdução. Videoconferência. deborams@telecom.uff.br H.

Aplicações Multimídia Distribuídas. Aplicações Multimídia Distribuídas. Introdução. Introdução. Videoconferência. deborams@telecom.uff.br H. Departamento de Engenharia de Telecomunicações - UFF Aplicações Multimídia Distribuídas Aplicações Multimídia Distribuídas Videoconferência Padrão H.323 - ITU Padrão - IETF Profa. Débora Christina Muchaluat

Leia mais

FACILIDADES DE COLABORAÇÃO

FACILIDADES DE COLABORAÇÃO MICROSOFT OFFICE 365 FACILIDADES DE COLABORAÇÃO Março 2012 A CLOUD365 estabeleceu acordos estratégicos com os principais fornecedores de TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação), entre os quais destacamos

Leia mais

Software SMART Bridgit Versão 4.5

Software SMART Bridgit Versão 4.5 Especificações Software SMART Bridgit Versão 4.5 Descrição do produto O software de conferências SMART Bridgit é um aplicativo cliente/servidor econômico que permite que você programe facilmente reuniões

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação I

Administração de Sistemas de Informação I Administração de Sistemas de Informação I Prof. Farinha Aula 03 Telecomunicações Sistemas de Telecomunicações 1 Sistemas de Telecomunicações Consiste de Hardware e Software transmitindo informação (texto,

Leia mais

Bibliografia. Termos comuns em VoIp. Termos comuns em VoIp. Programa de Telecomunicações

Bibliografia. Termos comuns em VoIp. Termos comuns em VoIp. Programa de Telecomunicações Introdução a conceitos de hardware e software de computador. Introdução a sistemas operacionais: Microsoft Windows e Linux. Conceitos básicos e utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas

Leia mais

Tecnologias Atuais de Redes

Tecnologias Atuais de Redes Tecnologias Atuais de Redes Aula 5 VoIP Tecnologias Atuais de Redes - VoIP 1 Conteúdo Conceitos e Terminologias Estrutura Softswitch Funcionamento Cenários Simplificados de Comunicação em VoIP Telefonia

Leia mais

Série SV8000 UNIVERGE 360. UNIVERGE 360 - Unificando as Comunicações Empresariais

Série SV8000 UNIVERGE 360. UNIVERGE 360 - Unificando as Comunicações Empresariais Série SV8000 UNIVERGE 360 UNIVERGE 360 - Unificando as Comunicações Empresariais Tudo a ver com mudança E estar preparado para ela Com UNIVERGE360 você estabelece a direção. O ambiente de trabalho está

Leia mais

Software de conferências Bridgit Versão 4.6

Software de conferências Bridgit Versão 4.6 Especificações Software de conferências Bridgit Versão 4.6 Descrição do produto O software de conferências Bridgit é um aplicativo de cliente/servidor econômico que permite agendar reuniões e conectar-se,

Leia mais

Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais

Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais Módulo 3: VoIP INATEL Competence Center treinamento@inatel.br Tel: (35) 3471-9330 As telecomunicações vêm passando por uma grande revolução, resultante do

Leia mais

Mais tempo para ser o empreendedor. E não o cara da TI

Mais tempo para ser o empreendedor. E não o cara da TI Mais tempo para ser o empreendedor. E não o cara da TI Office 365 muda rotina e aumenta a produtividade do maior portal de e-commerce de artigos de dança do Brasil A Mundo Dança nasceu há cinco anos a

Leia mais

O futuro da produtividade

O futuro da produtividade O futuro da produtividade Ambiente cada vez mais exigente CONSUMO DO PRODUTO 11% de profissionais da informação visitam sites de rede social para o trabalho FORÇA DE TRABALHO MULTIGERAÇÃO 4milhões de jovens

Leia mais

Tutorial Webconferência EaD/UFGD. Elaborado por Equipe da TI EaD UFGD

Tutorial Webconferência EaD/UFGD. Elaborado por Equipe da TI EaD UFGD Tutorial Webconferência EaD/UFGD Elaborado por Equipe da TI EaD UFGD Tópicos da Parte I 1. Introdução 1.1 Salas de Webconferência 1.2 Webconferência e RNP 1.3 Adobe Connect 1.4 Uso adequado da Webconferência

Leia mais

Catálogo de Cursos. Knowledge for excellence management

Catálogo de Cursos. Knowledge for excellence management Knowledge for excellence management Atenção: as informações deste catálogo estão sujeitas à alteração sem prévio aviso. Assegure-se de consultar sempre a revisão vigente deste documento. www.softexpert.com.br

Leia mais

Introdução à voz sobre IP e Asterisk

Introdução à voz sobre IP e Asterisk Introdução à voz sobre IP e Asterisk José Alexandre Ferreira jaf@saude.al.gov.br Coordenador Setorial de Gestão da Informática CSGI Secretaria do Estado da Saúde SES/AL (82) 3315.1101 / 1128 / 4122 Sumário

Leia mais

CARTILHA DO SISTEMA DE CONFERÊNCIA WEB. Núcleo de Tecnologia da Informação da Comunicação

CARTILHA DO SISTEMA DE CONFERÊNCIA WEB. Núcleo de Tecnologia da Informação da Comunicação CARTILHA DO SISTEMA DE CONFERÊNCIA WEB Núcleo de Tecnologia da Informação da Comunicação 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA UNIPAMPA NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO NTIC CARTILHA DO

Leia mais

VERSÃO: DIREITOS DE USO: Tellfree Brasil Telefonia IP S.A Tellfree Brasil Telefonia IP S.A

VERSÃO: DIREITOS DE USO: Tellfree Brasil Telefonia IP S.A Tellfree Brasil Telefonia IP S.A VERSÃO: Março, 2015. DIREITOS DE USO: Publicação de uso exclusivo, classificada quanto ao nível de sigilo como RESERVADA. A presente documentação é propriedade da Tellfree Brasil Telefonia IP S.A., tem

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO USUÁRIO OFFICE 365

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO USUÁRIO OFFICE 365 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO USUÁRIO OFFICE 365 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 5 1.1 Conceito Office 365... 5 1.2 Funcionalidades disponíveis no Office 365... 5 1.3 Requisitos de software para o Office 365... 6 1.3.1

Leia mais

O conceito de colaboração

O conceito de colaboração O conceito de colaboração O conceito de colaboração está ligado às técnicas que possibilitam que pessoas dispersas geograficamente possam trabalhar de maneira integrada, como se estivessem fisicamente

Leia mais

XDR. Solução para Big Data.

XDR. Solução para Big Data. XDR Solução para Big Data. ObJetivo Principal O volume de informações com os quais as empresas de telecomunicações/internet têm que lidar é muito grande, e está em constante crescimento devido à franca

Leia mais

:: Telefonia pela Internet

:: Telefonia pela Internet :: Telefonia pela Internet http://www.projetoderedes.com.br/artigos/artigo_telefonia_pela_internet.php José Mauricio Santos Pinheiro em 13/03/2005 O uso da internet para comunicações de voz vem crescendo

Leia mais

E- mail Corporativo. 2RS Soluções em TI

E- mail Corporativo. 2RS Soluções em TI E- mail Corporativo 2RS Soluções em TI Email Corporativo Índice Índice 1. Porque E- mail Corporativo é diferente?... 1 2. Ferramentas do Email Class... 2 2.1 Aplicativos do E- mail Corporativo... 2 2.1.1

Leia mais

MEGAFREE MANUAL DO USUÁRIO

MEGAFREE MANUAL DO USUÁRIO MEGAFREE MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO: Julho, 2013. DIREITOS DE USO: Publicação de uso exclusivo, classificada quanto ao nível de sigilo como RESERVADA. A presente documentação é propriedade da Tellfree Brasil

Leia mais

tendências Unificada Comunicação Dezembro/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 05 Introdução Como Implementar Quais as Vantagens

tendências Unificada Comunicação Dezembro/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 05 Introdução Como Implementar Quais as Vantagens tendências EDIÇÃO 05 Dezembro/2012 Comunicação Unificada Introdução Como Implementar Quais as Vantagens Componentes das Comunicações Unificadas 02 04 05 06 Introdução Nos últimos anos, as tecnologias para

Leia mais

A Intel espera uma redução de 20% nos custos de audioconferências com solução de comunicações unificadas

A Intel espera uma redução de 20% nos custos de audioconferências com solução de comunicações unificadas Microsoft Office System Estudo de caso da solução do cliente A espera uma redução de 20% nos custos de audioconferências com solução de comunicações unificadas Visão geral País ou região: Estados Unidos

Leia mais

Plataforma de Serviços na Nuvem Microsoft

Plataforma de Serviços na Nuvem Microsoft Guia de compras Plataforma de Serviços na Nuvem Microsoft Na era digital a tecnologia tornou-se o grande equalizador, dando voz aos seus clientes, parceiros e funcionários; permitindo que seus negócios

Leia mais

Painel IV Aspectos Jurídicos de VoIP. Prof. Dr. Cláudio R. M. Silva

Painel IV Aspectos Jurídicos de VoIP. Prof. Dr. Cláudio R. M. Silva Painel IV Aspectos Jurídicos de VoIP Prof. Dr. Cláudio R. M. Silva 1 Participantes * Cláudio Rodrigues Muniz da Silva DCO / UFRN; * Fabiano André de Sousa Mendonça DPUB / UFRN; * Lívio Peixoto do Nascimento

Leia mais

Completamente Multi-plataforma

Completamente Multi-plataforma Suporte Remoto Acesso Remoto Chat ao Vivo Conferência Web Completamente Multi-plataforma Solução de Comunicação e Colaboração Online Baixar PDF Suporte Remoto Acesso Remoto Imediato Com a solução de suporte

Leia mais

Microsoft Lync Manual de Instalação e Uso

Microsoft Lync Manual de Instalação e Uso Microsoft Lync Manual de Instalação e Uso Sumário Introdução_... 3 Detalhamento_... 5 Importação_... 8 Funcionalidades na Intranet_... 13 Geração de nova senha... 14 Lembrete de expiração da senha... 15

Leia mais

Lotus Notes 8.5 para o Office 365 para empresas

Lotus Notes 8.5 para o Office 365 para empresas Lotus Notes 8.5 para o Office 365 para empresas Faça a migração O Microsoft Outlook 2013 pode parecer diferente do Lotus Notes 8.5, mas você rapidamente descobrirá que o Outlook permite fazer tudo o que

Leia mais

BlackBerry Mobile Voice System

BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System Comunicações móveis unificadas O BlackBerry Mobile Voice System (BlackBerry MVS) leva os recursos do telefone do escritório aos smartphones BlackBerry. Você pode trabalhar

Leia mais

Mais recursos para professores. Maior controle para TI.

Mais recursos para professores. Maior controle para TI. Acronus System Mais recursos para professores. Maior controle para TI. Características do produto Controle de hardware Permite desligar a internet, pen drive, teclado, mouse e monitor. Transferência de

Leia mais

Sistema M75S. Sistema de comunicação convergente

Sistema M75S. Sistema de comunicação convergente Sistema M75S Sistema de comunicação convergente O sistema M75S fabricado pela MONYTEL foi desenvolvido como uma solução convergente para sistemas de telecomunicações. Com ele, sua empresa tem controle

Leia mais

Configuração SERVIDOR.

Configuração SERVIDOR. REQUISITOS MINIMOS SISTEMAS FORTES INFORMÁTICA. Versão 2.0 1. PRE-REQUISITOS FUNCIONAIS HARDWARES E SOFTWARES. 1.1 ANALISE DE HARDWARE Configuração SERVIDOR. Componentes Mínimo Recomendado Padrão Adotado

Leia mais

MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA

MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA Pioneirismo tecnológico e FLEXIBILIDADE na migração O é uma plataforma de comunicação convergente, aderente às principais necessidades das

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO Artigo Científico Curso de Pós-Graduação em Redes e Segurança de Sistemas Instituto

Leia mais

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 Pela grande necessidade de controlar a internet de diversos clientes, a NSC Soluções em Informática desenvolveu um novo produto capaz de gerenciar todos os recursos

Leia mais

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Aviso de Isenção de Responsabilidade e Direitos Autorais As informações contidas neste documento representam a visão atual da Microsoft

Leia mais

Gerenciador de sistemas Gerenciamento de dispositivo móvel com base em nuvem

Gerenciador de sistemas Gerenciamento de dispositivo móvel com base em nuvem Gerenciador de sistemas Gerenciamento de dispositivo móvel com base em nuvem Resumo O Gerenciador de sistemas da Meraki fornece gerenciamento centralizado em nuvem e pelo ar, diagnósticos e monitoramento

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

Diveo Exchange OWA 2007

Diveo Exchange OWA 2007 Diveo Exchange OWA 2007 Manual do Usuário v.1.0 Autor: Cícero Renato G. Souza Revisão: Antonio Carlos de Jesus Sistemas & IT Introdução... 4 Introdução ao Outlook Web Access 2007... 4 Quais são as funcionalidades

Leia mais

Teste de Qualidade Web based para Banda Larga FAQs

Teste de Qualidade Web based para Banda Larga FAQs Teste de Qualidade Web based para Banda Larga FAQs Pergunta O que é o teste de velocidade? Quem é o público alvo? O que oferece? Como funciona? Por onde é o acesso? Resposta Um teste de qualidade de banda

Leia mais

Consumerização de TI. Paula Nobre. Presented by. Copyright 2011 OSIsoft, LLC

Consumerização de TI. Paula Nobre. Presented by. Copyright 2011 OSIsoft, LLC Consumerização de TI Presented by Paula Nobre Copyright 2011 OSIsoft, LLC ANTES AGORA NO ESCRITÓRIO EM QUALQUER LUGAR DURANTE AS HORAS DE TRABALHO A QUALQUER HORA COMPUTADOR ATRIBUÍDO DISPOSITIVOS E MEU

Leia mais

O Webconference é uma ferramenta para realizar reuniões online.

O Webconference é uma ferramenta para realizar reuniões online. Webconference Wittel O Webconference é uma ferramenta para realizar reuniões online. Com ele você poderá fazer vídeoconferência, compartilhar arquivos, aplicativos e conteúdo do desktop, além de realizar

Leia mais

1. Apresentação. 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social. 1.2. Engajamento na Iniciativa

1. Apresentação. 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social. 1.2. Engajamento na Iniciativa 1. Apresentação 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social A conexão Digital para o Desenvolvimento Social é uma iniciativa que abrange uma série de atividades desenvolvidas por ONGs em colaboração

Leia mais

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.com Windows 2008 Server Construído sob o mesmo código do Vista Server Core (Instalação somente

Leia mais

BlackBerry Mobile Voice System

BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System Comunicações móveis unificadas O Mobile Voice System ( MVS) foi projetado para unificar os recursos do telefone fixo aos smartphones e às redes

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Exchange

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Exchange PROPOSTA COMERCIAL Produto: Exchange Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRAESTRUTURA DO DATA CENTER 4 SOLUÇÕES PROPOSTAS 5 BENEFÍCIOS LOCAWEB 6 CONDIÇÕES COMERCIAIS 7 PRAZOS E DEMAIS CONDIÇÕES 8 www.locaweb.com.br/exchange

Leia mais

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos Arquitetura de Redes Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Sistemas Operacionais de Rede NOS Network Operating Systems Sistemas operacionais que trazem recursos para a intercomunicação

Leia mais

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens Callix PABX Virtual SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens Por Que Callix Foco no seu negócio, enquanto cuidamos da tecnologia do seu Call Center Pioneirismo no mercado de Cloud

Leia mais

Hélio Engholm Jr. Novatec

Hélio Engholm Jr. Novatec Hélio Engholm Jr. Novatec Copyright 2015 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta obra, mesmo parcial, por qualquer

Leia mais

Soluções em Videoconferência Case - TJDFT. A.TELECOM TELEINFORMÁTICA LTDA www.atelecom.com.br

Soluções em Videoconferência Case - TJDFT. A.TELECOM TELEINFORMÁTICA LTDA www.atelecom.com.br Soluções em Videoconferência Case - TJDFT A.TELECOM TELEINFORMÁTICA LTDA www.atelecom.com.br Introdução A A.Telecom participou da licitação de soluções de videoconferência para o TJDFT (Tribunal de Justiça

Leia mais

Guia do Laboratório de Teste: Demonstre colaboração de Intranet com SharePoint Server 2013

Guia do Laboratório de Teste: Demonstre colaboração de Intranet com SharePoint Server 2013 Guia do Laboratório de Teste: Demonstre colaboração de Intranet com SharePoint Server 2013 Este documento é fornecido no estado em que se encontra. As informações e exibições expressas neste documento,

Leia mais

Software Communication System (SCS) Apresentação da Solução

Software Communication System (SCS) Apresentação da Solução Software Communication System (SCS) Apresentação da Solução Apresentando o SCS Um novo Começo com um novo Sistema de Comunicações O SCS é Aberto, Simples, Comunicações Unificadas Software baseado em soluções

Leia mais

Modelo: H.264 Câmera IP (1.0 Megapixels) guia de instalação rápida

Modelo: H.264 Câmera IP (1.0 Megapixels) guia de instalação rápida 1 Modelo: H.264 Câmera IP (1.0 Megapixels) guia de instalação rápida 1. Colocado diretamente no desktop Colocou a câmera IP na posição adequada 2 2. Montagem na parede O suporte com o parafuso de bloqueio

Leia mais

Aula 8 Conversação e rede social na web

Aula 8 Conversação e rede social na web Aula 8 Conversação e rede social na web Aula 8 Conversação e rede social na web Meta Apresentar um programa de voz sobre IP (VoIP), o Skype, e fazer uma breve introdução ao mundo das redes sociais online,

Leia mais

MCONF: o novo sistema de Webconf da RNP

MCONF: o novo sistema de Webconf da RNP MCONF: o novo sistema de Webconf da RNP V WORKSHOP do POP-RS e Reunião da Rede Tchê Outubro de 2014 Valter Roesler: roesler@inf.ufrgs.br Sumário Definição do Mconf, histórico, arquitetura, interface com

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos

Sistema de Automação Comercial de Pedidos Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos Cabana - Versão 1.0 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.5 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com Planejamento Estratégico de TI Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com VPN Virtual Private Network Permite acesso aos recursos computacionais da empresa via Internet de forma segura Conexão criptografada

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL Na internet, cada computador conectado à rede tem um endereço IP. Todos os endereços IPv4 possuem 32 bits. Os endereços IP são atribuídos à interface

Leia mais

Google Apps para o Office 365 para empresas

Google Apps para o Office 365 para empresas Google Apps para o Office 365 para empresas Mude O Office 365 para empresas tem um aspeto diferente do Google Apps, por isso, ao iniciar sessão, obterá esta vista para começar. Após as primeiras semanas,

Leia mais

Manual do Radioserver

Manual do Radioserver Manual do Radioserver Versão 1.0.0 Alex Farias (Supervisão) Luiz Galano (Comercial) Vinícius Cosomano (Suporte) Tel: (011) 9393-4536 (011) 2729-0120 (011) 2729-0120 Email: alex@smartptt.com.br suporte@smartptt.com.br

Leia mais

Winconnection 6. Internet Gateway

Winconnection 6. Internet Gateway Winconnection 6 Internet Gateway Descrição Geral O Winconnection 6 é um gateway de acesso à internet desenvolvido dentro da filosofia UTM (Unified Threat Management). Assim centraliza as configurações

Leia mais

Guia de vendas Windows Server 2012 R2

Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Por que Windows Server 2012 R2? O que é um servidor? Mais do que um computador que gerencia programas ou sistemas de uma empresa, o papel de um servidor é fazer com

Leia mais

Universo Online S.A 1

Universo Online S.A 1 Universo Online S.A 1 1. Sobre o UOL HOST O UOL HOST é uma empresa de hospedagem e serviços web do Grupo UOL e conta com a experiência de mais de 15 anos da marca sinônimo de internet no Brasil. Criado

Leia mais

Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP)

Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP) Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP) Telefonia Tradicional PBX Telefonia Pública PBX Rede telefônica tradicional usa canais TDM (Time Division Multiplexing) para transporte da voz Uma conexão de

Leia mais

VoIP. Redes de Longa Distância Prof. Walter Cunha

VoIP. Redes de Longa Distância Prof. Walter Cunha Redes de Longa Distância Prof. Walter Cunha As principais tecnologias de Voz sobre Rede de dados: Voz sobre Frame Relay Voz sobre ATM Voz sobre IP VoIP sobre MPLS VoIP consiste no uso das redes de dados

Leia mais

F n u d n a d ment n os o Vo V I o P Introdução

F n u d n a d ment n os o Vo V I o P Introdução Tecnologia em Redes de Computadores Fundamentos de VoIP Professor: André Sobral e-mail: alsobral@gmail.com Introdução VoIP (Voice over Internet Protocol) A tecnologia VoIP vem sendo largamente utilizada

Leia mais

CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA

CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA 1. Implantação de Sistema de Call Center 1.1. O software para o Call Center deverá ser instalado em servidor com sistema operacional Windows (preferencialmente

Leia mais

EXIN Cloud Computing Fundamentos

EXIN Cloud Computing Fundamentos Exame Simulado EXIN Cloud Computing Fundamentos Edição Maio 2013 Copyright 2013 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer lugar e independente da plataforma, bastando para isso

Leia mais

Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS)

Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS) Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS) Hoje é fundamental para as empresas poder contar com recursos de comunicação, mobilidade, flexibilidade

Leia mais

Como configurar e-mails nos celulares. Ebook. Como configurar e-mails no seu celular. W3alpha - Desenvolvimento e hospedagem na internet

Como configurar e-mails nos celulares. Ebook. Como configurar e-mails no seu celular. W3alpha - Desenvolvimento e hospedagem na internet Ebook Como configurar e-mails no seu celular Este e-book irá mostrar como configurar e-mails, no seu celular. Sistemas operacionais: Android, Apple, BlackBerry, Nokia e Windows Phone Há muitos modelos

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres Sistemas Colaborativos Empresariais (ECS) Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 1 Conceitos da Computação em Nuvem A computação em nuvem ou cloud computing

Leia mais

Geral O que é Mediasite Live? O que é uma mídia de apresentação? Como se compara Mediasite Live a outras soluções de apresentação?

Geral O que é Mediasite Live? O que é uma mídia de apresentação? Como se compara Mediasite Live a outras soluções de apresentação? Geral O que é Mediasite Live? Mediasite Live é um poderoso sistema de comunicação via web que permitem os usuários a capturar rapidamente, publicar e assistir uma apresentação e transformando-o automaticamente

Leia mais