Clipping Nacional. Educação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Clipping Nacional. Educação"

Transcrição

1 Clipping Nacional de Educação Quarta-feira, 18 de Junho de 2014 Capitare Assessoria de Imprensa SHN, Quadra 2 Bloco F Edifício Executive Tower - Brasília Telefones: (61) (61)

2 Valor Econômico 18/06/14 00 BRASIL Pronatec 2 A presidente Dilma Rousseff anunciará hoje, em cerimônia no Palácio do Planalto, a segunda fase do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), com roupagem mais "moderna" e meta de matrículas superior aos 8 milhões previstos para este ano. Educação e qualificação da mão de obra no país são algumas das prioridades do governo e será uma das bandeiras de Dilma em sua campanha pela reeleição. Na mesma cerimônia, para a qual foram convidadas diversas entidades privadas que apoiam o programa, a presidente Dilma anunciará a criação de mais de 50 campi de institutos federais de ensino técnico, estendendo um esforço feito pelo expresidente Luiz Inácio Lula da Silva de difundir, principalmente pelo interior do país, o ensino técnico. Já a nova etapa do Ciência Sem Fronteiras, que prevê bolsas de estudos no exterior, ainda está sendo finalizada e será lançada até o fim deste mês.

3 Valor Econômico 18/06/14 00 SUPLEMENTO EDUCAÇÃO EXECUTIVA Ensino dirigido Por Adriana Fonseca Para o Valor, de São Paulo Desde que surgiram no Brasil, na década de 90, as universidades corporativas vêm evoluindo e estruturando melhor os programas que oferecem aos funcionários de grandes empresas. "Vemos que o foco da educação corporativa agora está na gestão de resultado para o negócio", diz Marcos Baumgartner, diretor da Associação Brasileira de Educação Corporativa (AEC Brasil). Hoje, um sistema de educação corporativa bem estruturado identifica as competências críticas do negócio e, a partir daí, cria trilhas de aprendizagem para aquisição dessas habilidades. É, portanto, uma capacitação com um olhar que leva em conta o futuro da organização. Para chegar a esse patamar, o que muitas grandes empresas fizeram foi transformar a área de treinamento em um sistema mais amplo de educação, que considera esses novos paradigmas. A CPFL Energia seguiu por esse caminho. Em 2008, com a criação de sua universidade em Campinas (SP), mudou a forma de desenvolvimento dos funcionários. "Antes, a capacitação focava na função. Hoje, trabalhamos concentrados nas competências críticas para o negócio", diz Mônica de Oliveira Rocha, gerente do desenvolvimento de pessoas da CPFL Energia. "Foi um trabalho denso no início, com o mapeamento de habilidades e a criação de trilhas de desenvolvimento." Mônica está envolvida com o próximo ciclo da universidade, que abrange os rumos que a CPFL pretende traçar para o período de 2015 até "Temos o plano estratégico da companhia e a partir daí é que saem as diretrizes das competências que precisamos desenvolver para o futuro." A educação corporativa na CPFL envolve todos os níveis hierárquicos, desde a formação básica de eletricista - a companhia não encontra profissionais preparados no mercado - até programas de MBA para o alto escalão. Já foram 13 turmas desse tipo de pós-graduação organizadas em parceria com escolas de negócios. "A progressão de carreira depende de vários fatores e os programas obrigatórios são um deles." Mesmo com cinco campi construídos, a universidade corporativa da CPFL não deixou de lado o investimento em educação a distância. Em 2008, os programas remotos não representavam 2% do portfólio de cursos. Hoje, somam 30%. "É uma evolução importante para a empresa, já que temos 8 mil funcionários em 565 cidades", diz Mônica. Para viabilizar toda essa estrutura - em 2013, a universidade contabilizou participações de funcionários -, a CPFL investe entre R$ 10 milhões e R$ 13 milhões por ano em educação corporativa. Caminho semelhante ao da CPFL traçou a EY. Em 2007, quando a consultoria implementou sua universidade corporativa, já havia uma área de treinamento focada em cursos presenciais e técnicos. Com a mudança, dois novos pilares foram incorporados ao treinamento: coaching e experiência. "Hoje, os programas são modelados com aulas dinâmicas em torno de cases. Insistimos muito na aplicação do conhecimento, com testes, experimentações e simulações", afirma Armando Lourenzo, diretor da EYU (EY University). Após a implementação da universidade, o leque de cursos oferecidos também cresceu. Os programas técnicos continuam presentes e agora o material global recebe uma customização para assuntos locais. Além disso, novos programas foram incorporados, como o MBA in company - que já formou 250 pessoas - e treinamentos de "soft skills", como gestão de equipe, gestão do tempo e etiqueta corporativa. Como parte desse projeto e da inovação constante a que se propõe, a EYU vai implementar neste ano uma plataforma de ensino colaborativo. O "social learning", como é chamado, foi testado em uma ação piloto no começo de 2014 e permite aos funcionários continuar, de forma virtual, a troca de Continua

4 Continuação 18/06/14 experiências após o término do treinamento. "A geração de hoje é colaborativa", afirma Lourenzo, explicando a necessidade de incorporação da nova ferramenta. Com investimento que alcança 6% da receita da EY no Brasil - equivalentes a R$ 60 milhões em 2013, aproximadamente -, a universidade da consultoria soma 35 mil participações por ano. Tal envolvimento com a formação de seus funcionários rendeu diversos prêmios à EYU. Ela já foi eleita pelo Cubic Awards - Prêmio Anual de Excelência em Educação Corporativa - a melhor universidade corporativa do Brasil em 2009, 2011 e Na Petrobras, a criação da universidade corporativa se deu em 2000, mas foi em 2005 que ganhou o nome de Universidade Petrobras. "Passamos a ter uma proposta mais arrojada, com geração e aplicação de conhecimento e pesquisas, além de treinamentos", diz José Alberto Bucheb, gerente geral da Universidade Petrobras. Com registro de 84 mil participações em 2013, atua em duas frentes: cursos de formação, obrigatórios a todos os novos funcionários, e educação continuada, que engloba todos os demais programas a partir da conclusão do curso de formação. Ao entrar na Petrobras, cada funcionário passa por um período de treinamento, que pode durar de três a 13 meses. "As universidades não têm como fornecer conhecimentos de um setor tão específico como o nosso", diz Bucheb. Com a oferta de cerca de programas por ano, o que inclui um mestrado customizado, a estatal também investe no ensino a distância. Em 2008, os programas remotos registraram 5 mil participações. Hoje, são 17 mil. Em 2013, a empresa investiu R$ 225 milhões em capacitação. "Estruturar um sistema de educação corporativa deve ser uma ação pautada pelo desenvolvimento estratégico da corporação", afirma a professora da Fundação Instituto de Administração (FIA) Marisa Eboli, especialista em educação corporativa e que lança mais um livro sobre o tema em agosto, intitulado "Educação Corporativa - Muitos Olhares", pela editora Atlas. Segundo ela, uma universidade corporativa, para ser bem estruturada, precisa se basear nas competências estratégicas da empresa e, a partir daí, desenhar programas de capacitação para os funcionários que garantam essas habilidades. "É diferente de o que faz o centro de treinamento de uma organização, que avalia as pessoas e identifica seus gaps de competência", explica. Marisa estima que haja cerca de 600 universidades corporativas no país, atuando com foco nas competências estratégicas para os negócios. Realizada pela Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD), a pesquisa "O retrato do treinamento no Brasil" mostra que 11% das empresas consultadas tinham uma universidade corporativa em Porcentagem superior aos 8% detectados em "Há cada vez mais empresas transformando a área de treinamento em universidade", diz Igor Cozzo, diretor de comunicação da ABTD. Continua

5 Continuação 18/06/14

6 Valor Econômico 18/06/14 00 SUPLEMENTO EDUCAÇÃO EXECUTIVA Cresce procura por programas criados sob encomenda Por Adriana Fonseca Para o Valor, de São Paulo Há mais de dez anos no mercado, a escola de negócios Saint Paul abriu suas portas com cursos criados sob medida para empresas, os chamados programas "in company". Pouco tempo depois, os cursos abertos passaram a fazer parte do negócio, mas o modelo "in company" continua bastante representativo, chegando a responder por 50% da operação da escola. Com foco inicial em programas de finanças, controladoria e contabilidade, a Saint Paul aos poucos foi incorporando outras áreas aos seus cursos, como gestão de negócios. Hoje, os programas mais procurados estão nessa segunda vertente. "Os mais pedidos no modelo 'in company' são os cursos ligados à gestão comportamental com liderança", diz José Cláudio Securato, presidente da Saint Paul Escola de Negócios. Outra mudança que se nota nos últimos anos está nos programas técnicos. Antes, segundo Securato, a tomada de decisões nas organizações ficava muito restrita ao pessoal do financeiro, que fazia análise de risco dos projetos. "Hoje, os executivos da operação também precisam estar preparados para tomar decisões importantes", afirma. Assim, mudou o perfil de quem frequenta os programas ligados a áreas mais técnicas. "As empresas querem desenvolver executivos de diferentes áreas para serem bons tomadores de decisão, e isso passa por uma capacitação técnica mais elevada". Diante desses cenários, os cursos "in company" da Saint Paul seguem com crescimento expressivo. Segundo Securato, o segmento dentro na escola dobrou de tamanho no primeiro semestre de 2014 na comparação com todo o ano passado. "Somos uma escola que cresce muito rápido e atribuo isso à nossa capacidade de fazer uma customização profunda para as empresas, com simulações e casos práticos do dia a dia do funcionário", diz. Os cursos desenvolvidos de acordo com as especificidades dos clientes podem abranger grandes grupos de alunos - "já fizemos um programa para pessoas, quando houve a fusão de duas concorrentes" - ou serem específicos para um executivo sênior de uma organização, com aulas individuais. Na média, no entanto, as turmas têm entre 30 e 40 alunos. Levando em conta o número de alunos, a complexidade do tema e a carga de customização, os valores dos cursos "in company" podem ser bem variáveis, de R$ a R$ por hora de curso, no caso da Saint Paul. No Mackenzie, que também atua no setor de cursos customizados para empresas há mais de uma década, os critérios para estabelecer os valores dos programas "in company" são semelhantes, mas a maneira de cobrar é outra - por aluno e não por hora. Segundo Waldomiro Barbosa Júnior, gerente do Mackenzie Soluções, o braço de cursos "in company" da escola paulista, um programa customizado de 18 meses, custa a partir de 21 parcelas de R$ 690. "Às vezes a empresa arca com todo o valor, mas também há casos em que paga apenas parte e o restante fica com o funcionário", diz. O crescimento do Mackenzie Soluções também é expressivo, chegando a 50% por ano, de acordo com Barbosa Júnior. "O mercado está cada vez mais competitivo e as empresas precisam de especialistas para sobreviver", afirma o professor, justificando o crescimento da instituição. Entre os programas mais procurados, ele cita gestão de projetos, gestão pública, cursos relacionados à área do direito e logística. Cada turma formada recebe cerca de 30 alunos e entre as empresas que já contrataram os serviços do Mackenzie Soluções estão Santander, Itaú Unibanco e Capgemini. Por ser uma universidade, o Mackenzie tem em seu expertise uma Continua

7 Continuação 18/06/14 ampla gama de áreas educacionais e assim oferece no modelo "in company" cursos de arquitetura e urbanismo, administração, estratégia e gestão, comunicação e letras, controladoria e finanças, direito, engenharia, marketing, mercados financeiros, tecnologia da informação e vendas. Ao fazer a customização, a escola analisa as necessidades do cliente junto com os executivos da empresa e substitui as disciplinas para que o programa fique dentro da expectativa da companhia. Ele afirma que, de uns tempos para cá, observou que muitas empresas já chegam à escola com um diagnóstico do que precisam e pedem à escola um solução para isso. "São programas desenvolvidos a quatro mãos, com professores e executivos", afirma Barbosa Júnior. José Mauro Gonzalez, diretor de programas corporativos e internacionais da BSP - Business School São Paulo, também notou mudança semelhante na procura por cursos "in company" na escola. "Antes, as empresas eram mais generalistas quando nos pediam um programa customizado. Hoje elas chegam com um diagnóstico dos gaps de competências de seus funcionários", diz Gonzalez. Com um leque amplo de cursos, a BSP oferece aos seus clientes desde programas de curta duração, com 8 ou 16 horas de aula, até pósgraduações e MBAs com um ano e meio de duração. Como diferencial da instituição, Gonzalez cita a possibilidade de desenhar programas com módulos internacionais, o que é possível graças às parcerias da BSP com escolas do exterior - a BSP integra o grupo americano Laureate. Entre as empresas que já encomendaram cursos customizados para a BSP estão Sabesp, Avaya, Bradesco, Bayer e Carrefour. A Anhembi Morumbi, outra escola do grupo Laureate, ingressou no segmento de programas customizados para empresas em 2004, quando adaptou para a TAM um curso de graduação em aviação civil que já fazia parte da grade da escola. "Foi uma necessidade da companhia aérea, que queria capacitar e preparar seus pilotos para assumir cargos de liderança", afirma Thiago Dantas, gerente de matrícula para corporativo da Universidade Anhembi Morumbi.

8 Valor Econômico 18/06/14 00 SUPLEMENTO EDUCAÇÃO EXECUTIVA Alunos destacam experiências positivas nos cursos Por Adriana Fonseca De São Paulo Diretor de operações de uma companhia aérea, Adalberto Bogsan já tem alguma experiência com cursos "in company", aqueles desenhados sob medida para as empresas. Afinal, são três em seu currículo. O primeiro, em 2006, foi uma graduação em administração de empresas aéreas. Depois vieram um programa de direito aeronáutico e um MBA em segurança de voo - todos desenhados pela empresa, em parceria com a Universidade Anhembi Morumbi. "A empresa fez um acordo com a escola, desenharam o MBA e ofereceram o programa aos funcionários." Bogsan aponta as vantagens de se fazer um curso "in company". No caso dele, o MBA foi ministrado nas dependências da empresa e isso gerava uma grande economia de tempo e dinheiro. "Eu não enfrentava nenhum problema de deslocamento. Terminava o expediente e logo ia para o curso", conta o executivo. Além disso, ele diz que a interação com funcionários de outras áreas enriqueceu a experiência. Bogsan diz que os casos apresentados em sala de aula tinham total identificação com sua rotina de trabalho. "Nós conseguíamos desenvolver projetos de trabalho no curso", afirma. Ricardo Gutierrez, engenheiro do departamento de estratégias de tecnologia da informação da Sabesp, também teve a oportunidade de cursar um MBA customizado. Ministrado pelos professores da BSP - Business School São Paulo, o curso foi desenhado a partir de um programa de sucessão gerencial da empresa. "Inscrevi-me com cerca de 800 pessoas e em torno de 120 se classificaram", afirma Gutierrez. O executivo ressalta como ponto positivo a troca de experiências em sala de aula, já que a turma era formada apenas por funcionários da Sabesp. "Costumo dizer que aprendi mais sobre a empresa em um ano e meio de curso do que em 20 de carreira na companhia", brinca. Patrícia Lima da Silva, controller da Nielsen, também avalia de forma positiva o curso "in company" que ela ajudou a levar para a empresa. "Nós da equipe financeira queríamos um programa customizado, que tivesse um conteúdo bem direcionado às nossas necessidades", afirma. Segundo ela, os cursos abertos oferecidos pelo mercado trazem uma bagagem teórica muito grande - algo que ela e sua equipe já têm. Dessa forma, a Nielsen fechou um programa de treinamento para a equipe de finanças com o Mackenzie Soluções, focado em exercícios práticos, sendo a maioria dos casos de estudo da própria Nielsen. "Chegamos até eles com o conteúdo que queríamos aprofundar e eles desenharam um programa sob medida para nossa equipe", diz. Foram quatro dias de treinamento no escritório da Nielsen, dois em setembro e mais dois em outubro do ano passado, cada um com cerca de oito horas de atividades. "O fato de as aulas serem na empresa também ajuda muito", afirma. No primeiro módulo, os funcionários do financeiro da Nielsen estudaram normas contábeis internacionais. Já no segundo as aulas se concentraram em planejamento tributário. Também no Mackenzie Soluções, Marcos Paulo da Silva cursou um programa de especialização customizado. Neste caso, a customização foi feita a pedido dele, e não da grande varejista para a qual trabalha. "Senti a necessidade de um acompanhamento mais forte de estratégia para os próximos três ou quatro anos, com novas ferramentas, e pensei que um curso de estratégia avançada poderia me fornecer isso", afirma. Ele diz que não teria tempo para cursar um programa aberto desse tipo, o que levaria seis meses ou um ano. Foram cerca de 30 horas de aulas particulares durante dois meses. Silva diz que levou para o professor suas necessidades de aperfeiçoamento e as aulas foram baseadas em exemplos concretos tanto da empresa para a qual trabalha como em casos selecionados pelo professor. Tamanha customização tem um preço alto: Silva investiu R$ 25 mil no programa. E não se arrepende. "Já estou aplicando o conhecimento no desenho da estratégia da minha área para os próximos quatro anos", afirma.

9 Valor Econômico 18/06/14 00 SUPLEMENTO EDUCAÇÃO EXECUTIVA Inovação e tecnologia são diferenciais das pequenas Por Carmen Nery Para o Valor, do Rio O mercado de educação executiva já começa a registrar o surgimento de instituições de ensino de pequeno e médio portes mais especializadas e que se diferenciam por uma oferta customizada de treinamentos, com foco em gestão inovadora e no uso de novas tecnologias. As escolas de negócios tradicionais atuam com o escopo completo de formação executiva, do trainee à alta gerência, e ensinando conteúdos que vão do core de finanças, contabilidade e estratégia até a questão comportamental - liderança e negociação -, com cursos presenciais e de ensino a distância ou híbrido. Elas começaram a perceber que havia muitos candidatos que iam estudar fora do país e, para aproveitar a onda, se internacionalizaram com parcerias globais. Longe desse perfil, as pequenas escolas focam em nichos, explorando inicialmente seu networking: oferecem um curso em uma empresa e, dando certo, vão crescendo com uma série de produtos para o mesmo cliente. Com essas carteiras de bons resultados, passam a buscar outros clientes. Esse é o caso da Modus consultoria educacional comandada por Luiz Alberto Campos Filho, professor de estratégia empresarial e internacionalização e ex-diretor acadêmico do IbmecMEC. Ele diz que o foco da empresa é o desenvolvimento de soluções educacionais por meio de cursos customizados in company e programas de especialização. Entre os clientes, estão fundos de pensão, a escola de negócios francesa Insead, Bradesco Seguros, Cooper Gay e Sotrec. "Atuamos desde a concepção até a realização dos cursos. O diferencial não é o conteúdo - que é atualizado e focado em metodologias para o desenvolvimento -, mas sim a forma como ele é entregue. Em alguns momentos, fazemos uma avaliação rápida e, dependendo do resultado, avançamos com o conteúdo ou voltamos para que o aluno assimile melhor, pois o foco é a aprendizagem e não o ensino", afirma Campos. Os cursos variam de 16 a 256 horas. Na área de finanças incluem "valuation", gestão de carteiras, avaliação de projetos, auditoria, gestão de riscos. E em gestão abrangem negócios sustentáveis, estratégia empresarial, internacionalização, gestão de projetos e de processos, comunicação e negociação, alianças estratégicas e inovação, entre outros temas. Como há forte especialização em finanças e fundos de pensão, um dos trabalhos da Modus é o treinamento dos conselheiros de administração das fundações que estão em conselhos de empresas onde têm participação acionária. "Nesse caso, há muita capacitação em direito empresarial, direito societário, direito tributário, auditoria e, sobretudo, gestão. Hoje em dia, a maior parte dos conselheiros fica 90% focada no passado, olhando contabilidade e auditoria, e se esquece de analisar o futuro, a estratégia, a gestão de risco, a cultura e o clima organizacional", diz Campos. A Affero Lab destaca-se pelo uso das novas tecnologias para o desenvolvimento da aprendizagem. A empresa é resultante da fusão da paulista LAB SSJ e com a carioca Affero. Esta última é focada em tecnologia da informação para a área educacional e tem origem no Instituto Genesis, programa de empreendedorismo da PUC Rio. E recebeu aporte de R$ 25 milhões do Fundo BR Educacional, fundo de private Equity focado em educação. Já a LAB SSJ tem foco em desenvolvimento de habilidades comportamentais - liderança, negociação, cultura e comportamento -, sobretudo de trainees, com treinamento presencial e digital. Juntas, contam com uma carteira de mais de 150 clientes, incluindo empresas como Gerdau, Vale, Vivo, Oi e Embraer, entre outras. O faturamento em 2013 somou R$ 130 milhões. Segundo Daniel Orlean, Continua

10 Continuação 18/06/14 sócio-diretor da Affero Lab, as duas empresas compartilham da crença de que a educação corporativa pode e deve apoiar as empresas na busca de suas metas estratégicas. Mas, para isso ocorrer, é preciso repensar a maneira pela qual o treinamento e o desenvolvimento ocorrem na organização. A empresa desenvolveu para a HSM Educação - empresa que integra o portfólio do Fundo BR Educacional - o C-BOOK, um tablet com conteúdo colaborativo em mais de 60 cursos. A ferramenta permite a troca e o compartilhamento de informações na nuvem e é usada por executivos em mobilidade. "Oferecemos, ainda, aplicações mobile learning. O aluno aprende na sala de aula, mas depois tem de transferir o conhecimento para a prática. Com essa solução, ele continua recebendo conteúdo mesmo após terminar o curso. Assim, o grau de retenção é maior" diz Orlean. A empresa também usa recursos de gameficação transformando o processo de aprendizagem em jogo para aumentar o engajamento. "Os estudos mostram que, quando o aluno supera os desafios dos jogos, a retenção é maior porque estimula áreas do cérebro que retêm conhecimento", diz. O corpo docente é formado por uma rede de 300 professores e instrutores parceiros, que são executivos de mercado, mestres e doutores. A empresa conta com um grupo de instrutores e pedagogos internos.

11 Valor Econômico 18/06/14 00 SUPLEMENTO EDUCAÇÃO EXECUTIVA Trainees entram na era do 'job rotation' Por Jacilio Saraiva Para o Valor, de São Paulo Programas de trainees de empresas como Cyrela, Kimberly- Clark Brasil, Dow e BRF abrem inscrições a partir de julho. A ideia é selecionar até 20 profissionais, por companhia. Na maior parte das ações, 100% dos inscritos são efetivados e recebem treinamento para ocupar cargos de liderança. Uma das principais tendências do setor é o 'job rotation', em que os profissionais selecionados ocupam posições por períodos determinados, em várias áreas das organizações. O objetivo é permitir que os futuros gestores tenham uma visão completa das operações. Para especialistas em RH, a presença dos trainees nos escritórios estimula outros funcionários a aprimorar habilidades corporativas. Na construtora Cyrela, com dez mil colaboradores, o programa de trainees é mantido desde Segundo Renata Moura, diretora de RH, 108 candidatos já passaram pela iniciativa - 100% do total de inscritos foram admitidos. "A formação dura 18 meses e os candidatos que trabalham fora de suas cidades recebem auxílio moradia", diz. As facilidades incluem planos de saúde e odontológico, seguro de vida, vale refeição e transporte. "O objetivo é que, no final do programa, o profissional assuma uma função em área chave da empresa, com potencial para participar das futuras lideranças." As ações de treinamento envolvem "job rotation", para a imersão em várias frentes de negócios, reconhecimento por meritocracia e experiências em outras unidades da companhia para garantir um "olhar" abrangente da operação. Em 2015, o programa da Cyrela será voltado às áreas de incorporação, terrenos e vendas. Diferentemente dos anos anteriores, os candidatos farão três "rotações", permanecendo seis meses em cada diretoria, ao invés de três. "A ideia é que eles possam desenvolver projetos maiores", diz Renata. As inscrições para a próxima turma começam em julho, com a estimativa de contratar até dez pessoas. "A iniciativa é uma oportunidade para quem quer ter seu desenvolvimento profissional acelerado dentro da organização. A cobrança é grande, mas você aprende tudo, na medida da sua curiosidade e disposição", garante o engenheiro civil Gustavo Rassi de Andrade Vaz, de 24 anos, trainee há 16 meses e agora na área de novos negócios da Cyrela. Na Kimberly-Clark, a recepção dos trainees recebeu o formato de um programa de estágio superior. A multinacional com 3,8 mil empregados no Brasil estruturou a ação em Já acolheu 476 currículos e, hoje, tem 123 inscritos trabalhando na operação. Em janeiro, realizou a maior contratação de estagiários da sua história, com 90 admissões, de um total de 11,7 mil inscrições. "Nos três últimos anos, a média de contratação entre os novatos foi de 70%", diz Sérgio Nogueira, diretor de RH. "Onze por cento do nosso quadro administrativo, entre diretores, gerentes e especialistas, já passaram pela iniciativa." A estratégia da empresa é inserir os estagiários em situações reais de negócios, por meio da realização de projetos de trabalho, no modelo "aprender fazendo", afirma Nogueira. "A formação dos profissionais gera um senso de pertencimento e a construção de uma identidade com a organização." Os candidatos são orientados por um gestor, que cuida do desenvolvimento de competências, e de um mentor, que dá dicas sobre orientação de carreira. No próximo ano, os líderes seniores da Kimberly-Clark participarão também das etapas de divulgação do programa nas universidades. Aplicações para a próxima turma serão abertas em setembro. "A presença dos trainees estimula outros funcionários da companhia a aprimorar habilidades", avalia Rodrigo Vieira, diretor de desenvolvimento organizacional e Continua

12 Continuação remuneração da BRF, com 107 mil funcionários. O conglomerado do ramo de produtos alimentícios iniciou o programa de formação em 2011 e já diplomou 113 profissionais. Em 2015, contratará a quinta turma de trainees. Este ano, o grupo experimenta uma revisão de cultura corporativa, centrada em performance, engajamento e meritocracia, de acordo com Vieira. "Hoje, todas as áreas trabalham para formar equipes 18/06/14 e futuros líderes", diz o diretor. "O objetivo é que os trainees estejam aptos a atuar em qualquer um dos nossos escritórios no mundo." A empresa opera 50 fábricas no Brasil, 33 centros de distribuição, além de nove unidades industriais na Argentina e duas na Europa. Mantém 19 escritórios comerciais para o atendimento de clientes em mais de 100 países. Para Susannah Thomas, diretora de RH para a Dow na América Latina, uma das vantagens dos programas de trainees é aumentar a força de trabalho jovem nos corredores das empresas. A maioria dos iniciantes da companhia da área química, com 2,9 mil funcionários no país, é composta de estudantes de engenharia, alocados nos setores de manufatura e comercial. As inscrições para o próximo programa começam em setembro.

13 Valor Econômico 18/06/14 00 SUPLEMENTO EDUCAÇÃO EXECUTIVA Disputa árdua para entrar nos rankings Por Roseli Loturco Para o Valor, de São Paulo Fazer parte da prestigiosa lista das 70 melhores escolas de educação executiva do mundo não é para qualquer um. Ainda mais se este ranking é minuciosamente montado pelo jornal "Financial Times" (FT), que considera mais de 15 medidas e utiliza critérios extremamente rigorosos de classificação. As escolas brasileiras se esmeram para constar na lista de instituições renomadas como Harvard, Stanford, MIT, Insead e London Business School. Como não há levantamento específico, estimase que existam cerca de 3,5 mil escolas de negócios no mundo. Destas, 1,1 mil tentam todos os anos conquistar seu lugar no ranking do FT, que, neste caso, avalia especificamente cursos abertos e customizados para executivos, mas é dono também de outra listagem, ainda mais disputada, a dos melhores MBA do planeta. E as escolhas não são feitas só com base nas análises de um colegiado eleito para esta função. Os principais critérios classificadores vêm da avaliação dos próprios alunos da instituição de ensino e das empresas que as contrataram. São os participantes dos cursos os principais responsáveis pelo status que a instituição terá ao analisarem a preparação e eficácia da escola no campo do ensino e pesquisa, concepção do programa, métodos, matérias, relevância, qualidade do ensino, extensão do aprendizado no ambiente de trabalho, expectativas alcançadas, instalações adequadas, participação de alunos estrangeiros, utilização internacional do programa e escolas parceiras de outros países. Com base nessas respostas, totalmente sigilosas, o FT monta a linha classificatória das escolas. Todos os itens pesam matematicamente na posição que a instituição irá ou não ocupar no ranking. Das brasileiras, somente quatro escolas (Fundação Dom Cabral, Insper, Saint Paul e Fundação Instituto de Administração -FIA) conquistaram seu lugar ao sol. A FDC, apesar de ter caído 11 posições em relação ao ano passado, é a mais bem colocada, em 27º lugar nos cursos customizados e 23º nos abertos, e não esconde o quanto essa classificação traz orgulho para a instituição. "Imagina uma escola brasileira e além de tudo mineira estar nesta lista. Sim, porque Minas Gerais é mais longe que os outros lugares", brinca Paulo Resende, diretor executivo de programas abertos e pós-graduação da FDC. A instituição, que existe há 38 anos, é uma das poucas que têm parceria exclusiva há 20 anos com a Kellogg, dos EUA, e a Insead, da França. Este, aliás, é um dos prérequisitos para estar no ranking do FT. "Os critérios nos quais fomos mais bem avaliados foram 'objetivos atingidos', ' uso futuro do aprendizado', 'relação custo benefício' e 'desenho do programa'", afirma Resende. O ponto frágil da FDC, porém, foi considerado o seu nível de internacionalização. Este é de fato o item que mais tira pontos das escolas brasileiras. O baixo nível de estudantes estrangeiros que frequentam as escolas e a baixa publicação nas revistas científicas internacionais. Dos 35 mil executivos que frequentaram as aulas da FDC no ano passado, somente 800 são de outros países. Os custos dos cursos abertos da instituição mineira costuma variar de R$ 12 mil a R$ 90 mil, com carga horária que vai de uma semana a dois meses. Um dos cursos mais procurados por estrangeiros na FDC é o 'jornada do aprendizado', em que empreendedores e executivos de fora aprendem como fazer negócios no Brasil, considerando as particularidades econômicas, políticas, sociais, estruturais e fiscal. Participando pela terceira vez no ranking, a Saint Paul Escola de Negócios, especializada na área financeira, é a 59ª colocada na classificação dos cursos abertos e perdeu cinco posições, em relação ao ano de "Nós não nos Continua

14 Continuação 18/06/14 classificamos nos cursos customizados, apesar de ser relevante a nossa participação nesta área. Estamos em todos os grandes bancos e nas universidades corporativas das principais companhias abertas do país", afirma José Cláudio Securato, presidente da Saint Paul Escola de Negócios e do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças. Securato tem como meta liderar o ranking dentre as escolas brasileiras listadas pelo FT em 10 anos. Para isso, está cuidando dos critérios como a não muito expressiva participação de estrangeiros nos cursos. "Eles representam hoje de 3% a 5% do total de alunos. Queremos aumentar esta participação." A escola ficou em segundo lugar no item 'retorno do aluno', com 20% de executivos que procuram a escola mais de uma vez para se reciclar. No ano passado, mais de 10 mil executivos passaram por algum módulo de aprendizado desenvolvido pela Saint Paul. "O executivo volta porque quer lapidar as suas competências nas posições novas que vai alçando ao longo da carreira. 50% dos nossos cursos são in company. São cerca de 300 programas por ano", afirma Securato. Nos cursos mais longos, como o MBA em Finanças e Crédito, a Saint Paul tem uma parceria exclusiva com a Moody's, agência internacional de classificação de riscos. Além da Moody's Analytics, a Saint Paul conta com parceiros como a New York Institute of Finance e a European School of Management and Technology. Os cursos abertos da instituição custam, em média, R$ 30 mil, e os MBA, R$ 50 mil. O Insper ocupou a 38ª posição nos cursos abertos e a 52ª nos customizados. Foram mais de 150 turmas com 3,6 mil executivos em programas que variam entre 16 horas a 270 horas. "Nós compensamos a baixa internacionalização com portfólio de cursos inovadores nas áreas de relações governamentais, relações corporativas e compliance, branding e futuring", garante Rodrigo Amantea, coordenador e diretor do Insper. Para melhorar a posição no ranking, a escola fechou parcerias com escolas como Center for Creative Leadership, Instituto de Empresa, New York University, Universidade Católica de Lisboa, ESCP Europe e Florida International University.

15 Valor Econômico 18/06/14 00 SUPLEMENTO EDUCAÇÃO EXECUTIVA Além de títulos, professor deve ter intimidade com mundo corporativo Por Roseli Loturco De São Paulo Além de títulos de pósgraduação e doutorado, quase sempre em universidades estrangeiras, os professores das escolas que estão na lista do FT têm em comum a vivência com o mundo corporativo. É esse relacionamento com as empresas que lhes dará condições de entender melhor como funciona o mundo de onde vêm os seus alunos. Qual a dinâmica da rotina dos executivos, seus principais conflitos, desafios e metas. Orgulhosa por ser uma das únicas escolas brasileiras (ao lado da Coppead, do Rio) a se classificar no ranking de MBA do "Financial Times" de 2004 a 2012, a Fundação Instituto de Administração (FIA), que está em 69º lugar nos cursos abertos, atribui à qualidade do corpo técnico da Universidade de São Paulo o destaque na classificação. "90% dos 325 professores de MBA, cursos abertos e customizados são doutores formados pela USP. E todos têm atuação em pesquisa e consultoria de empresas, o que lhes confere uma visão bem prática de mercado", afirma James Wright, coordenador de MBA executivo internacional. Todas as aulas são avaliadas, todos os dias. O professor é analisado por seu desempenho em sala de aula e recebe benefícios com base nessa pontuação, com chances de participar em cursos com maior remuneração, prestar consultoria e ter maior tempo de pesquisa. "Quando o professor realiza publicação científica em revistas internacionais também é reconhecido e gratificado", atesta Wright. Nas escolas de negócios, termos como meritocracia não estão em discussão apenas nos cursos ministrados. Na Saint Paul Escola de Negócios a relação com os professores é meritocrática. Ali os 290 docentes são remunerados pela titulação, experiência e resultados das avaliações. Coordenadores, por exemplo, chegam a virar sócios, algo difícil de acontecer em outras grandes escolas no país. Mas para subir degraus, eles precisam de títulos, boa comunicação e conhecimento técnico inquestionável, além de constante reciclagem. "A reciclagem é fundamental. Na Saint Paul, os professores são convidados, por exemplo, a participar de projetos na Saint Paul Advisors (braço de fusões e aquisições com mais de US$ 20 bilhões em operações) e a atuar como gestores nas empresas investidas da Saint Paul Capital Partners (braço de venture capital)", afirma José Cláudio Securato, presidente da instituição. Na Fundação Dom Cabral, para ser professor em tempo integral é preciso ter doutorado, experiência acadêmica com executivos e falar inglês e espanhol fluentes. Se houver empate entre candidatos a uma vaga, a preferência vai para quem carregar competências em gestão ou consultoria empresarial. São 42 professores e mais de 200 executivos e professores estrangeiros convidados por ano a participar das aulas. "12% da receita bruta da fundação vão para geração de conhecimento, o que no ano passado ultrapassou os R$ 22 milhões. Somos umas das 10 escolas do Brasil que fazem pesquisa aplicada", garante Paulo Resende, diretor executivo de programas abertos e pós-graduação da FDC, que em 2012 faturou R$ 220 milhões. Resende explica que há na fundação núcleos temáticos para formação de conhecimento patrocinados por mais de 100 empresas. Lá são desenvolvidas pesquisas de interesse universal, que são divulgadas em seminários e discutidas em centros de referências.

16 Valor Econômico 18/06/14 00 SUPLEMENTO EDUCAÇÃO EXECUTIVA Módulos internacionais se voltam para o Oriente Por Jacilio Saraiva Para o Valor, de São Paulo Os módulos internacionais, com aulas no exterior, estão cada vez mais presentes nos cursos de pósgraduação. Antes voltados apenas para os Estados Unidos e Europa, agora direcionam-se a escolas de negócios na Índia e China. Segundo as instituições de ensino ouvidas pelo Valor, os programas estão ficando mais curtos, para atrair executivos com pouco tempo livre na agenda, e focados em temas específicos, como tributação ou mídias sociais. A temporada fora do país, que pode variar de sete dias a cinco semanas, inclui aulas em universidades, seminários, visitas a empresas e passeios culturais. Além da complementação da formação acadêmica, a experiência abre oportunidades de networking global e de conhecimento de novos mercados. Tiago Spritzer, CIO da IBM para a América Latina, fez um MBA executivo em São Paulo (SP), com um módulo internacional na Kellogg School of Management, nos Estados Unidos. Concluída em dezembro de 2013, a experiência no exterior durou seis dias. "Aprofundei conhecimentos em inovação, mídias sociais e seus impactos no comportamento do consumidor", afirma. "As dinâmicas em grupo, com diretores de empresas de outros países, também permitem 'insights' estratégicos sobre mercados e estilos de liderança diferentes. Até hoje, utilizo essas referências nas minhas reuniões de time." Na época do curso no exterior, Spritzer havia acabado de assumir a cadeira de CIO da IBM, onde gerencia equipes na América Latina, Índia e China. "Reforcei comportamentos de liderança que inspiram o engajamento dos funcionários, a criatividade e a colaboração", lembra. Para ele, dificilmente poderia alcançar os mesmos objetivos somente com cursos on-line. "A imersão em um campus com estudantes de outros países e as discussões em sala de aula deram o retorno do investimento." Para Paula Matos Marques Simões, coordenadora de programas MBA da Fundação Dom Cabral, os alunos que optam por módulos no exterior querem experiências em uma escola internacional para conhecer novas realidades de negócios. Em 2013, a instituição, que tem parceria com a Kellogg há dez anos, firmou um acordo com a Cheung Kong Graduate School of Business, da China. "A proposta é compreender como a globalização das companhias chinesas afeta a economia mundial", diz. O curso dura uma semana, com visitas a empresas e programação cultural. Na Fundação Getúlio Vargas (FGV), todos os alunos matriculados em MBAs presenciais podem cursar um módulo de curta duração em instituições internacionais parceiras. O programa OneMBA, por exemplo, contempla quatro viagens, de uma semana cada, e faz parte de um consórcio com escolas de negócios no Brasil, China, Estados Unidos, Holanda e México. É oferecido desde 2002, segundo Sílvia Sampaio, program director da instituição. "Os alunos procuram uma formação acadêmica enriquecida com trocas de experiências e networking internacional." No ano passado, a Escola Brasileira de Administração Pública da GV (Ebap/FGV) formou a primeira turma do Corporate International Masters (CIM), programa de mestrado profissional com aulas nos Estados Unidos, Espanha e China. "Proporcionamos um conhecimento do mercado latinoamericano e suas relações econômicas com os Estados Unidos, Europa e Ásia", explica Marco Túlio Zanini, professor e program director do CIM no Brasil. "Também ajuda interessados a expandir atividades internacionais." No Insper, há módulos nos Estados Unidos e Portugal. Na Universidade da Virginia, o programa se baseia na discussão das redes sociais e suas implicações no meio corporativo, enquanto em Lisboa, as turmas resolvem problemas propostos por empresas participantes. "Cada vez mais, as etapas no exterior oferecem uma Continua

17 Continuação 18/06/14 abordagem ligada a projetos e atividades em campo", avalia Sílvio Laban, coordenador dos programas de MBA do Insper. Para Carlos Alberto Pereira, diretor da Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi), o período de aulas em outros países está ficando mais curto para conciliar compromissos pessoais e profissionais dos alunos, além de reduzir o valor do investimento, tornando-o mais acessível. "O conteúdo também ganha mais foco e trata de temas específicos, ao invés de assuntos gerais", diz. Este ano, a escola criou um módulo de tributação internacional como uma extensão do seu MBA de gestão tributária, com aulas na Miami University, nos Estados Unidos. A instituição também tem programas na Espanha e em Portugal. "Possuir experiência internacional é um diferencial no mercado e, muitas vezes, um fator decisivo na hora de competir por uma vaga ou conquistar novos clientes." Com parcerias nos Estados Unidos, Índia e Espanha, a BBS Business School acaba de firmar um contrato com o Instituto Politécnico de Setúbal, em Portugal. "A tendência é realizar mais convênios com escolas da Ásia porque a região se tornou muito importante para o Brasil", diz o sócio fundador John Schulz. "Temos um acordo com a Índia e já notamos que a demanda de alunos para esse país vai crescer."

18 Valor Econômico 18/06/14 00 SUPLEMENTO EDUCAÇÃO EXECUTIVA Acreditação reúne grupo seleto e global Por Carmen Nery Para o Valor, do Rio As principais escolas de negócio do país estão se credenciando frente às mais importantes acreditadoras acadêmicas do mundo. Mais do que um selo que confere status, uma acreditação de renome coloca a instituição em um seleto grupo de escolas de ensino em nível global e abre as portas para a internacionalização, facilitando o ingresso em redes de pesquisas, o fechamento de parceiras e convênios e a atração de alunos que querem ter aqui o mesmo padrão de suas escolas de origem. A Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV - Eaesp) é a única do país a ter as três principais acreditações, tendo sido a primeira da América Latina a alcançar esse feito. A principal acreditação é a conferida pela americana AACSB - The Association to Advance Collegiate Schools of Business. Criada na década de 1930, é a mais tradicional e respeitada acreditação e avalia todo o escopo acadêmico: portfólio de cursos, pesquisa, infraestrutura e corpo docente. A EQUIS (European Quality improvement System) é conferida pela EFMD - The European Foundation for Management Development, com sede em Bruxelas, que também faz uma análise completa avaliando a qualidade do ensino de administração e negócios. A EAEP ainda tem a acreditação inglesa AMBA - The Association of MBAs que avalia os cursos de MBA. "Optamos por ter as três acreditações porque queríamos nos expor a padrões internacionais de qualidade, alcançar um aprendizado e passar a fazer parte de uma comunidade global de escolas de excelência. Ficou mais fácil fechar parcerias", diz Maria Tereza Leme Fleury, diretora da FGV-EAESP. Ela explica que nos EUA não há uma regulação de cursos como a que o Ministério da Educação (MEC) realiza no Brasil. E, com o surgimento das escolas de negócios na primeira metade do século XX, apesar de haver escolas seculares de excelência - como Harvard e Stanford -, houve uma proliferação de instituições de menor qualidade. "A AACSB surgiu como uma organização privada que estabeleceu padrões para as escolas de administração americanas. A acreditação consiste numa visita de avaliação, análise de materiais e uma segunda auditoria final. Na pósgraduação, é avaliado o número de professores com doutorado que fazem pesquisa e publicam artigos", diz Maria Teresa. A primeira certificação ocorreu em Na segunda, em 2009, a instituição promoveu renovou o corpo docente para melhor organizá-lo em relação aos programas dos cursos. A AMBA foi obtida em 2004 e 2009 e deve ser ratificada este ano. A EQUIS, em 2002, 2007 e O Insper também se prepara para alcançar as três acreditações. Hoje a escola de negócios já conta com as certificações da AACBS e da AMBA e, segundo Luca Borroni, diretor de educação executiva e relações internacionais do Insper, está trabalhando para obter a certificação da EFDM. Ele explica que o processo é longo e caro. O Insper levou sete anos para se preparar para a primeira acreditação de ACCBS, obtida em Agora a escola deve ser reacreditada em A certificação da AMBA foi obtida em 2008 e "A primeira análise da ACCBS visa a identificar fraquezas. Foi um processo doloroso pois, embora tivéssemos excelência em âmbito regional, tínhamos gaps no contexto global. Contávamos com um grande número de economistas; então, nos foi recomendado ampliar o quadro de administradores. Entre diversas ações tivemos de ampliar a titulação do corpo docente patrocinando e incentivando-os a fazer mestrado e doutorado. Eles também têm de ter experiência de mercado", conta Borroni. Ele explica que a acreditação não é uma camisa de força para todas as escolas ficarem iguais. "O ponto de partida é a missão e a visão, pois há uma grande Continua

19 Continuação 18/06/14 preocupação para que a pessoa que esteja comprando o curso não seja enganada", diz Borroni. A Fundação Dom Cabral já obteve as acreditações da AMBA e da EFMD e só não tem a da ACCBS porque os cursos de MBA, foco da instituição, não se encaixam nos padrões da acreditação americana. Segundo Paulo Resende, diretor executivo de programas de pós-graduação, a instituição já está na terceira certificação da EFMD e na segunda da AMBA. "Ser certificado indica muito mais do que um selo, mostra que estamos no caminho certo. Nas áreas corporativas - finanças, RH, processos - tínhamos carência de professores com experiência acadêmica, mas, nas áreas mais novas - inovação, liderança -, davase o contrário: muita experiência acadêmica e pouca prática", diz. Para Adriana Victoria Garibaldi Hilal, vice diretora de relações internacionais do Instituto Coppead de Administração da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppead/UFRJ), as certificações representam adesão a um padrão de qualidade internacional vigente nas melhores escolas do mundo, respeitando sempre especificidades do contexto local. A instituição escolheu o selo Equis da EFDM, e, por ser pública e sujeita a restrições orçamentárias, ainda não pode se candidatar às demais acreditações. "O nome MBA é usado com muita liberalidade no Brasil, com cursos muito distantes dos da Europa e dos EUA. A acreditação assegura que a instituição atende a padrões internacionais e permite a formação de alianças com as melhores escolas do mundo", diz Adriana. O Coppead/UFRJ é a única unidade do sistema federal que tem acreditação internacional. O Ibmec Rio credenciou-se na AMBA e, segundo Flávia de Almeida, coordenadora dos MBAs, foi buscar a acreditação para que o aluno possa ter um reconhecimento internacional. Ela diz que a instituição teve de ampliar a carga horária de 360 para mais de 500 horas. "Para fortalecer a capacidade de gestão criamos um core básico para todos os cursos com dez disciplinas comuns aos cursos de finanças, gestão de negócios, gestão de projetos, controladoria e comunicação estratégica", acrescenta Flávia. A Fundação Instituto de Administração (FIA) escolheu o AMBA por considerá-lo o organismo internacional mais seletivo e formado por ex-alunos, sem compromisso com as escolas. "A AACBS e a EFDM são associações de escolas. Fomos a primeira do Brasil a obter o AMBA, e nosso foco foi criar um MBA desenhado de acordo com os padrões internacionais, aumentando a carga horária de 400 para 500 horas", diz James Wright, coordenador do programa de estudos do futuro da FIA.

20 Valor Econômico 18/06/14 00 SUPLEMENTO EDUCAÇÃO EXECUTIVA Internacionalização está nos planos estratégicos da ESPM Por Carmen Nery Do Rio A Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) decide, este ano, a quais acreditadoras internacionais poderá se candidatar. Segundo Cesar Alvez Ferragi, assessor acadêmico internacional da ESPM, a iniciativa faz parte um plano maior de internacionalização do ensino da instituição. Ele diz que tem participado de encontros da Embratur e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) com o objetivo de trazer a experiência internacional para o Brasil. "Estamos avaliando as acreditações para entender os custos institucionais e financeiros. Além de conferir status, a certificação auxilia na mobilidade do aluno e vai ajudar nos processos acadêmicos internacionais. Até novembro, definiremos o estudo de viabilidade", diz Ferragi. Segundo ele, o projeto se insere no Plano Diretor Acadêmico que a ESPM desenvolve com o apoio de consultorias como a Mandalah, com foco em inovação. "Queremos que o aluno seja um transformador e, para isso, o professor passa a ser um curador. O transformador é consciente. Faz parte da sua meta pessoal mudar a si mesmo e o seu entorno para melhor, sempre guiado por um propósito, seja ele cultural, social ou econômico, e trazendo um olhar empreendedor para o desenvolvimento do seu projeto pessoal adequado ao compromisso coletivo", explica Ferragi. Com o PDA foram criados oito vetores de mudança. Para cada vetor, foi criado um comitê. Os oito comitês reportamse ao Comitê de Implantação, liderado pelo Pró-Reitor Marcos Amatucci que por sua vez, se remete ao Comitê Acadêmico. Com a internacionalização, o orçamento foi quadruplicado entre 2012 e Os recursos visam à promoção de ações como o processo de mobilidade acadêmica, por meio do intercâmbio de alunos, professores e pesquisadores; desenvolvimento de cursos de extensão para estrangeiros; e participação em eventos internacionais.

MBA. Controladoria PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Controladoria

MBA. Controladoria PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Controladoria MBA Controladoria Controladoria O MBA Controladoria une a tradição do Ibmec em pesquisas avançadas em Administração, Economia e Finanças com a Controladoria. Com este embasamento, propõe-se desenvolver

Leia mais

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

MBA Gestão de Negócios FIA-ROTARY Turmas Março 2016

MBA Gestão de Negócios FIA-ROTARY Turmas Março 2016 A Fundação de Rotarianos de São Caetano do Sul - ROTARY Colégio Eduardo Gomes objetivando o desenvolvimento profissional de seus associados e seus familiares estabeleceu parceria educacional com a Fundação

Leia mais

MBA BPM - Business Process

MBA BPM - Business Process MBA BPM - Business Process Management BPM - Business Process Management O curso busca fundamentar o profissional na gestão de processos, provendo-lhe uma visão geral dos conceitos e princípios do que é

Leia mais

Programas 2008. Investir nas pessoas é a semente para o futuro da sua empresa. Na teoria e na vida, FDC

Programas 2008. Investir nas pessoas é a semente para o futuro da sua empresa. Na teoria e na vida, FDC Programas 2008. Investir nas pessoas é a semente para o futuro da sua empresa. Na teoria e na vida, FDC Conte com a FDC ao planejar os seus investimentos em desenvolvimento para 2008 e colha o futuro

Leia mais

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina 1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA SIGA: TMBAGCH*14/02 Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina 2. FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS É uma instituição

Leia mais

A Faculdade Certificada pela FGV em Goiás. Acordo de Parceria - Convênios 2011. AFFEGO Associação Funcionários do Fisco de Goiás

A Faculdade Certificada pela FGV em Goiás. Acordo de Parceria - Convênios 2011. AFFEGO Associação Funcionários do Fisco de Goiás A Faculdade Certificada pela FGV em Goiás Acordo de Parceria - Convênios 2011 AFFEGO Associação Funcionários do Fisco de Goiás ACORDO DE PARCERIA - CONVÊNIOS 2011 Preparada Por: Empreza Educação e Serviços

Leia mais

Curso superior, de verdade Depois de levar a excelência de seus cursos de MBA por todo o País, a FGV começa a democratizar sua graduação de qualidade

Curso superior, de verdade Depois de levar a excelência de seus cursos de MBA por todo o País, a FGV começa a democratizar sua graduação de qualidade Curso superior, de verdade Depois de levar a excelência de seus cursos de MBA por todo o País, a FGV começa a democratizar sua graduação de qualidade Qualquer um dos milhares de brasileiros que passaram

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina 1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina SIGA: TMBAGEP*14/05 2. FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS É uma instituição

Leia mais

MBA EXECUTIVO ESTRATÉGIA, LIDERANÇA E INOVAÇÃO MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL

MBA EXECUTIVO ESTRATÉGIA, LIDERANÇA E INOVAÇÃO MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL MBA EXECUTIVO ESTRATÉGIA, LIDERANÇA E INOVAÇÃO MANUAL DO CANDIDATO Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Central de Candidatos: (51) 3218-1400

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programa de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de Pós-MBA

Leia mais

CBA. Gestão de Negócios PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Gestão de Negócios

CBA. Gestão de Negócios PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Gestão de Negócios CBA Gestão de Negócios Gestão de Negócios O curso desenvolve a capacidade de compreender, de forma ampla e sistêmica, a interação entre as diversas áreas funcionais de uma empresa, além dos aspectos externos

Leia mais

M B A P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M G E R E N C I A M E N T O D E P R O J E T O S * Programa sujeito a alterações

M B A P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M G E R E N C I A M E N T O D E P R O J E T O S * Programa sujeito a alterações depto. mkt. IBE FGV * Programa sujeito a alterações RESOLUÇÃO DO MEC Os cursos MBA Pós-Graduação Especialização da Fundação Getulio Vargas atendem aos requisitos da Resolução CNE / CES nº 01, de 08/06/07.

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration CBA Pós - Graduação QUEM SOMOS PARA PESSOAS QUE TÊM COMO OBJETIVO DE VIDA ATUAR LOCAL E GLOBALMENTE, SER EMPREENDEDORAS, CONECTADAS E BEM POSICIONADAS NO MERCADO, PROPORCIONAMOS UMA FORMAÇÃO DE EXCELÊNCIA,

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

MBA em gestão de negócios

MBA em gestão de negócios MBA em gestão de negócios MBA EXECUTIVO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS O MBA Executivo em Gestão de Negócios do Grupo Ibmec foi desenvolvido para responder à demanda do mercado por profissionais cada vez mais qualificados

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação executiva

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu PORTFÓLIO ESPECIALIZAÇÃO / MBA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Sumário ÁREA: CIÊNCIAS DA SAÚDE... 2 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO... 2 ÁREA: COMUNICAÇÃO E LETRAS...

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de

Leia mais

CEO FGV Um programa para altos executivos feito por altos executivos. 2013.1

CEO FGV Um programa para altos executivos feito por altos executivos. 2013.1 CEO FGV Um programa para altos executivos feito por altos executivos. 2013.1 CEO FGV Com o CEO FGV, executivos em posições-chave em suas organizações podem: analisar em profundidade a realidade socioeconômica

Leia mais

UM LÍDER TEM O PODER DE PROMOVER GRANDES MUDANÇAS. INCLUSIVE NA PRÓPRIA CARREIRA.

UM LÍDER TEM O PODER DE PROMOVER GRANDES MUDANÇAS. INCLUSIVE NA PRÓPRIA CARREIRA. Pense antes de imprimir. A natureza agradece. em Inteligência Empresarial UM LÍDER TEM O PODER DE PROMOVER GRANDES MUDANÇAS. INCLUSIVE NA PRÓPRIA CARREIRA. O PÓS-MBA FGV é um programa avançado para profissionais

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

FIPECAFI completa 35 anos de pioneirismo na construção da história Contábil, Atuarial e Financeira do Brasil

FIPECAFI completa 35 anos de pioneirismo na construção da história Contábil, Atuarial e Financeira do Brasil FIPECAFI completa 35 anos de pioneirismo na construção da história Contábil, Atuarial e Financeira do Brasil A FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) foi fundada

Leia mais

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 ÁREAS DE NEGÓCIOS E ENGENHARIA O Programa Pós-Flex da Universidade Positivo possui 15 cursos voltados para

Leia mais

GRADUAÇÃO FGV EM SÃO PAULO. Administração de Empresas. fgv.br/vestibular

GRADUAÇÃO FGV EM SÃO PAULO. Administração de Empresas. fgv.br/vestibular GRADUAÇÃO FGV EM SÃO PAULO Administração de Empresas fgv.br/vestibular Idealismo, Excelência e Credibilidade A Fundação Getulio Vargas surgiu em 20 de dezembro de 1944, com o objetivo de preparar profissionais

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO CAIRU O QUE VOCÊ PRECISA SABER: Por que fazer uma pós-graduação?

PÓS-GRADUAÇÃO CAIRU O QUE VOCÊ PRECISA SABER: Por que fazer uma pós-graduação? PÓS-GRADUAÇÃO CAIRU O QUE VOCÊ PRECISA SABER: Por que fazer uma pós-graduação? O mercado do trabalho está cada vez mais exigente. Hoje em dia, um certificado de pós-graduação é imprescindível para garantia

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

AUTORAS ROSANGELA SOUZA

AUTORAS ROSANGELA SOUZA AUTORAS ROSANGELA SOUZA Especialista em Gestão Empresarial com MBA pela FGV e Professora de Estratégia na Pós-Graduação da FGV. Desenvolveu projetos acadêmicos sobre segmento de idiomas, planejamento estratégico

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

CGBA Certificate in Global Business Administration

CGBA Certificate in Global Business Administration CGBA Certificate in Global Business Administration Desafios Internacionais, Líderes Globais O CERTIFICATE IN GLOBAL BUSINESS ADMINISTRATION O Certificate in Global Business Administration (CGBA), criado

Leia mais

Porque Educação Executiva Insper

Porque Educação Executiva Insper 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso março 2011. ESPM Unidade Porto Alegre. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS.

MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso março 2011. ESPM Unidade Porto Alegre. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. MANUAL DO CANDIDATO Ingresso março 2011 ESPM Unidade Porto Alegre Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Central de Candidatos: (51) 3218-1400 Segunda a sexta-feira 9h00

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Liderança e Gestão de Pessoas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

Empresas investem em programas para formar a liderança do futuro

Empresas investem em programas para formar a liderança do futuro Empresas investem em programas para formar a liderança do futuro Natalia Gómez (Fonte: Revista Melhor) Almeida, da IBM: RH tem papel-chave na formação de liderança O líder cobiçado pelas empresa na atualidade

Leia mais

GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO. fgv.br/vestibular

GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO. fgv.br/vestibular GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO fgv.br/vestibular IDEALISMO, EXCELÊNCIA E CREDIBILIDADE A Fundação Getulio Vargas surgiu em 20 de dezembro de 1944 com o objetivo de preparar profissionais qualificados em Administração

Leia mais

Liderança, Estratégia e Inovação. Ingresso Março 2014. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba

Liderança, Estratégia e Inovação. Ingresso Março 2014. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Liderança, Estratégia e Inovação Ingresso Março 2014 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA Executivo Internacional em Liderança, Estratégia e Inovação Formar líderes com visão estratégica,

Leia mais

Pós-graduação MBA em Administração e Marketing

Pós-graduação MBA em Administração e Marketing 1 Ascensão Acadêmica Pós-Graduação alavanca sucesso na carreira profissional Pesquisa coordenada pelo Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em 2010, indica que as pessoas que não

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Av. Princesa Diana, 760 34000-000 Nova Lima MG Campus Aloysio Faria Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil Campus BH Rua Bernardo Guimarães, 3.071 Santo Agostinho

Leia mais

Treinamento Intensivo: Strategic Sourcing, Negociação e Tributação em Compras

Treinamento Intensivo: Strategic Sourcing, Negociação e Tributação em Compras Treinamento Intensivo: Strategic Sourcing, Negociação e Data: 04 à 30 de Setembro -terças e quintas-feiras Horário: 19h às 22h15 Carga horária: 28 horas Local: São Paulo/ SP Procurement Business School

Leia mais

Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br

Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br www.grupovalure.com.br Estes são alguns dos grandes desafios da atualidade no mundo profissional e o nosso objetivo é contribuir

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Projetos

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Projetos DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão de Projetos 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que apontam a

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Marketing e Vendas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Marketing e Vendas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão de Marketing e Vendas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

Na teoria e na vida, FDC

Na teoria e na vida, FDC C T E C E N T R O D E T E C N O L O G I A E M P R E S A R I A L C T E C o o p e r a ç ã o e n t r e e m p r e s a s d e g r a n d e p o r t e Na teoria e na vida, FDC AF - 05-006 - CTE02 R.indd 2 7/10/07

Leia mais

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS PLANEJAMENTO PARA ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA 1º SEMESTRE DE 2016 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a suas atividades em 1944 com o objetivo de preparar profissionais bem

Leia mais

TURMAS ABERTAS BELO HORIZONTE

TURMAS ABERTAS BELO HORIZONTE TURMAS ABERTAS BELO HORIZONTE Apresentação A Academia de Lideranças tem foco prático no desenvolvimento das competências essenciais dos líderes de pessoas, processos e metas. As competências técnicas e

Leia mais

Private Equity e Venture Capital Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Private Equity e Venture Capital Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Gestão de Departamentos Jurídicos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração

Gestão de Departamentos Jurídicos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com.

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com. A pós-graduação é fundamental para manter-se bem colocado no mercado de trabalho e para aperfeiçoar competências profissionais. Além de enriquecer o currículo, este tipo de especialização ajuda a melhorar

Leia mais

Carga horária Carga horária de 24 horas presenciais.

Carga horária Carga horária de 24 horas presenciais. 1 Características Sobre o curso O curso Avaliação de Empresas apresenta as mais eficientes ferramentas e técnicas de análise do valor das empresas, discutindo quais fatores influenciam a sua criação. São

Leia mais

MBA IBMEC 30 anos. No Ibmec, proporcionamos a nossos alunos uma experiência singular de aprendizado. Aqui você encontra:

MBA IBMEC 30 anos. No Ibmec, proporcionamos a nossos alunos uma experiência singular de aprendizado. Aqui você encontra: MBA Pós - Graduação QUEM SOMOS Para pessoas que têm como objetivo de vida atuar local e globalmente, ser empreendedoras, conectadas e bem posicionadas no mercado, proporcionamos uma formação de excelência,

Leia mais

MBA EM BRANDING (GESTÃO DE MARCAS) APOIO: INFOBRANDING O MAIOR PORTAL DE BRANDING DO BRASIL

MBA EM BRANDING (GESTÃO DE MARCAS) APOIO: INFOBRANDING O MAIOR PORTAL DE BRANDING DO BRASIL MBA EM BRANDING (GESTÃO DE MARCAS) APOIO: INFOBRANDING O MAIOR PORTAL DE BRANDING DO BRASIL O programa irá prepara-lo para especializar-se no desenvolvimento e planejamento da gestão de marcas; capacitando-o

Leia mais

Negociação Estratégica e Gestão de Conflitos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Negociação Estratégica e Gestão de Conflitos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

webaula S/A 1 de 15 Grupo webaula Educação sem fronteiras

webaula S/A 1 de 15 Grupo webaula Educação sem fronteiras webaula S/A 1 de 15 Grupo webaula 1. LMS webaula O LMS WEBAULA (Learning Management System) foi desenvolvido especialmente para promover a capacitação e reciclagem teórica e prática dos colaboradores de

Leia mais

Versão 006 20-mar-15

Versão 006 20-mar-15 Versão 006 20-mar-15 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO (MBA) EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU A Sustentare Escola de Negócios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente conhecimentos e práticas

Leia mais

Características. Carga horária O curso possui carga horária de 48 horas presenciais.

Características. Carga horária O curso possui carga horária de 48 horas presenciais. 1 Características Sobre o curso Cada vez mais o sucesso das organizações está baseado nas habilidades de adaptação, planejamento e execução frente às mudanças impostas por fatores internos e externos.

Leia mais

Se vencer na vida fosse apenas sobre trabalho, a expressão seria vencer no trabalho.

Se vencer na vida fosse apenas sobre trabalho, a expressão seria vencer no trabalho. Pense antes de imprimir. A natureza agradece. MBA em Gerenciamento de Projetos Se vencer na vida fosse apenas sobre trabalho, a expressão seria vencer no trabalho. O que é ser bem-sucedido? Para sua carreira,

Leia mais

Direito Digital Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração

Direito Digital Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Entrepreneurship Lab Inovação, Desempenho e Crescimento Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração

Entrepreneurship Lab Inovação, Desempenho e Crescimento Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

QUEM SOMOS. Localização

QUEM SOMOS. Localização EY QUEM SOMOS Prestamos serviços a mais de 3,5 mil clientes 80% das empresas da Fortune Global 500 5.000 profissionais no Brasil 175.000 profissionais no mundo Localização São Paulo (SP), Rio de Janeiro

Leia mais

MBA EM GESTÃO COMERCIAL E INTELIGÊNCIA DE MERCADO

MBA EM GESTÃO COMERCIAL E INTELIGÊNCIA DE MERCADO MBA EM GESTÃO COMERCIAL E INTELIGÊNCIA DE MERCADO O programa irá desenvolver no aluno competências sobre planejamento e força de Vendas, bem como habilidades para liderar, trabalhar em equipe, negociar

Leia mais

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS SALVADOR 2012 1 CONTEXTUALIZAÇÃO Em 1999, a UNIJORGE iniciou suas atividades na cidade de Salvador, com a denominação de Faculdades Diplomata. O contexto

Leia mais

acordo com as diferentes funções, competências e áreas de atuação dos nossos profissionais.

acordo com as diferentes funções, competências e áreas de atuação dos nossos profissionais. sustentabilidade Qualidade em serviços/aprendizagem e desenvolvimento O desenvolvimento profissional é essencial para mantermos a qualidade de nossos serviços, assegurarmos o crescimento da Organização

Leia mais

VOCÊ SABE DO QUE É FEITO NOSSO SUCESSO?

VOCÊ SABE DO QUE É FEITO NOSSO SUCESSO? MBA... VOCÊ SABE DO QUE É FEITO NOSSO SUCESSO? PÓS-GRADUAÇÃO MBA - LL.M. - MASTER - PÓS-GRADUAÇÃO ENTRE OS 5 MELHORES DESTINOS PARA CURSAR MBA, SEGUNDO A Marketing Direito Gestão Esportiva Finanças e Controladoria

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Projetos tem por fornecer conhecimento teórico instrumental que

Leia mais

CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS O CBA em Gestão de Negócios é um curso que proporciona aos participantes sólidos fundamentos em gestão e liderança. O programa tem o objetivo de formar

Leia mais

METODOLOGIA HSM Centrada nos participantes com professores com experiência executiva, materiais especialmente desenvolvidos e infraestrutura tecnológica privilegiada. O conteúdo exclusivo dos especialistas

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

MBA EM MARKETING E COMUNICAÇÃO MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS.

MBA EM MARKETING E COMUNICAÇÃO MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. MBA EM MARKETING E COMUNICAÇÃO MANUAL DO CANDIDATO Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Central de Candidatos: (51) 3218-1400 Segunda a sexta-feira

Leia mais

Direito Digital Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Direito Digital Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL MBA e Pós-Graduação Cursos inovadores e alinhados às tendências globais Nossos cursos seguem modelos globais e inovadores de educação. Os professores

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Tecnologia da Informação tem por fornecer conhecimento

Leia mais

As Demandas do Mercado e dos Especialistas em Carreira Armando Lourenzo - EY

As Demandas do Mercado e dos Especialistas em Carreira Armando Lourenzo - EY em Carreira Armando Lourenzo - EY EY QUEM SOMOS em Carreira Prestamos serviços a mais de 3,5 mil clientes 80% das empresas da Fortune Global 500 5.000 profissionais no Brasil 190.000 profissionais no mundo

Leia mais

CFO Estrategista Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

CFO Estrategista Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Público Alvo: Investimento. Disciplinas: Profissionais graduados, que lidam ou estejam interessados em atuar com gestão e marketing de serviços.

Público Alvo: Investimento. Disciplinas: Profissionais graduados, que lidam ou estejam interessados em atuar com gestão e marketing de serviços. A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Projeto de Curso de Pós-Graduação MULTI MBA FAGV TURMA 02. MBA Master in Business Administration Especialização Lato-Sensu E AUDITORIA.

Projeto de Curso de Pós-Graduação MULTI MBA FAGV TURMA 02. MBA Master in Business Administration Especialização Lato-Sensu E AUDITORIA. Projeto de Curso de Pós-Graduação MULTI MBA FAGV TURMA 02. MBA Master in Business Administration Especialização Lato-Sensu GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS E PROJETOS - GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS E LIDERANÇA

Leia mais

Avaliação de Empresas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração

Avaliação de Empresas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Porque Educação Executiva Insper

Porque Educação Executiva Insper 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Gestão de Pessoas. Formação, desenvolvimento e qualificação de profissionais na PricewaterhouseCoopers* *connectedthinking

Gestão de Pessoas. Formação, desenvolvimento e qualificação de profissionais na PricewaterhouseCoopers* *connectedthinking Gestão de Pessoas Formação, desenvolvimento e qualificação de profissionais na * *connectedthinking Gestão de Pessoas Quem somos e o que fazemos Slide 2 Gestão de Pessoas Presença no Mundo Mais de 140.000

Leia mais

Características. Carga horária 36 horas presenciais.

Características. Carga horária 36 horas presenciais. 1 Características Sobre o curso A indústria de Private Equity e Venture Capital está em pleno desenvolvimento no Brasil, no ano de 2013 os investimentos foram de R$ 17,6 bilhões representando 0,37% do

Leia mais

O MBA CONTROLLER foi lançado em 1994 e é o mais tradicional MBA do mercado brasileiro

O MBA CONTROLLER foi lançado em 1994 e é o mais tradicional MBA do mercado brasileiro MBA Controller Ao cursar o MBA CONTROLLER FIPECAFI/ANEFAC, o aluno convive com pessoas de diferentes perfis entre os mais diversos segmentos de mercado e com a experiência profissional exigida para que

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação MANUAL DO CANDIDATO Pós-graduação Prezado(a) Candidato(a), Agradecemos o interesse pelos nossos cursos. Este manual contém informações básicas pertinentes ao curso, tais como: objetivos do curso e das

Leia mais

Treinamento Presencial: Intensivo: Tributação orientada para compras, Gestão de categorias e Negociação

Treinamento Presencial: Intensivo: Tributação orientada para compras, Gestão de categorias e Negociação Treinamento Presencial: Intensivo: Tributação orientada para compras, Gestão de categorias e Negociação Data: 21 e 22 de Maio de 2015 Carga horária: 16 horas Local: São Paulo/ SP Procurement Business School

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann 1 OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil P e s q u i s a d a F u n d a ç ã o G e t u l i o V a r g a s I n s t i t u t o d e D e s e n v o l v i m e n t o E d u c a c i o n a l Conteúdo 1. Propósito

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Apresentação O programa de MBA em Estratégia e Liderança Empresarial tem por objetivo preparar profissionais para

Leia mais

Gestão de projetos. Da ideia ao resultado. Inscrições até 10 de Julho

Gestão de projetos. Da ideia ao resultado. Inscrições até 10 de Julho Gestão de projetos Da ideia ao resultado Inscrições até 10 de Julho Gestão de Projetos À distância, ao vivo De $640 a $840 16h Julho a Agosto Módulos 1. A geração do projeto 2. Viabilidade e visibilidade

Leia mais

MBA Executivo Internacional

MBA Executivo Internacional MBA Executivo Internacional Informações* Dias e horários das aulas: Quinzenalmente. Sextas e sábados. Das 08h30 às 17h30. Carga horária: 612 Horas *As informações podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Características. Carga horária 24 horas presenciais.

Características. Carga horária 24 horas presenciais. 1 Características Sobre o curso As organizações que apresentam melhores resultados financeiros, são nitidamente as que aprendem a lidar com as incertezas de forma proativa. Em mercados em constante mudança

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação MANUAL DO CANDIDATO Pós-graduação Prezado(a) Candidato(a), Agradecemos o interesse pelos nossos cursos. Este manual contém informações básicas pertinentes ao curso, tais como: objetivos do curso e das

Leia mais

A organização investe fortemente na capacitação de pessoas e na formação de profissionais capazes de atender aos desafios do crescimento acelerado

A organização investe fortemente na capacitação de pessoas e na formação de profissionais capazes de atender aos desafios do crescimento acelerado RELATÓRIO ANUAL GERDAU 27 65 COLABORADORES A organização investe fortemente na capacitação de pessoas e na formação de profissionais capazes de atender aos desafios do crescimento acelerado Ed Carlos Alves

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

Gestão Estratégica de Projetos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Gestão Estratégica de Projetos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais