O Estudante de MBA em Escolas Internacionais 2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Estudante de MBA em Escolas Internacionais 2013"

Transcrição

1 O Estudante de MBA em Escolas Internacionais 2013

2 A Pesquisa

3 A Pesquisa Esta pesquisa, no seu 6º ano consecutivo, oferece informações ao mercado sobre estudantes brasileiros que estejam cursando MBA nas melhores escolas de negócios do mundo e auxilia no conhecimento do seu perfil e potencial aumento de oportunidades. Este ano, 89 alunos brasileiros graduandos de 2012 e 2013, de 16 escolas, contribuíram para este estudo. 55% dos respondentes são provenientes de escolas nos Estados Unidos e 45% de escolas na Europa, elevando sua participação na pesquisa anterior que foi de 39%. A Pesquisa GNext MBA é uma publicação da Gnext Talent Search. Respondentes por local do curso 45% EUA Europa 55%

4 Escolas University of Chicago Columbia Business School Duke University Harvard Business School University of Michigan MIT Sloan School Tuck School of Business The Wharton School 55% ESADE IE Business School IESE Business School IMD INSEAD HEC London Business School University of Oxford 45%

5 Padrões Sócio-Culturais

6 Padrões Sócio-Culturais A participação da região Sudeste volta a crescer no cenário Geral, alterando a tendência de queda desde 2009, adicionando mais 6 pontos percentuais e chegando a 85%. Isto se deve à queda de 5 pontos percentuais da participação do Nordeste que ficou em 5% este ano e à inexistência de alunos provenientes da região Norte do país. A participação da região Sudeste cresceu de 7 para 90% no cenário americano, enquanto a participação da região Nordeste teve uma queda de 10 pontos percentuais, chegando a 4%. Na Europa, novamete notou-se uma leve diminuição da participação da região Sudeste para 80%, sendo que em 2011/12 já estava em 84%, e em 89% na pesquisa de 2010.

7 Proveniência Região de origem - Geral Proveniência Sudeste Geral % % 2011/12 78% % 85% 5% 7% CO NE S SE

8 Proveniência Região de origem - EUA Região de origem - Europa * (14%) 4% 4% 5% 5% 90% * (7) CO NE S SE 80% 10% * (84 %) CO NE S SE * (2011/12)

9 Padrões Sócio-Culturais A faixa etária entre 28 a 32 anos sofreu aumento de 5 para 78% de participação. Foi observada uma queda acentuada na faixa entre os 25 aos 27 anos para 9% em comparação com 34% em 2011/12 e 24% em Os alunos acima dos 30 anos tiveram uma participação maior, para 58% frente aos 39% em 2011/12 e aos 45% registrados em Em 2011/12, a faixa de 25 a 27 anos liderava com 34% dos respondentes. Este ano, a faixa de 30 a 32 anos lidera com 45%. Nos EUA, a faixa entre 25 a 27 anos foi de 45% para 10%. Já a de 30 a 32 anos, subiu de 2 para 51%. Na Europa, a participação dos alunos entre 33 a 36 anos aumentou de 10% para 2.

10 Idade dos estudantes Idade (em anos) - Geral Faixa etária 28 a 32 anos Geral % 1 1% 9% 25 a e % 3 30 a % % 45% 33 a 36 A partir de / %

11 Idade dos estudantes Idade (em anos) - EUA Idade (em anos) - Europa * (45%) * (10%) * (2) 4% 10% 2 7% 30% 51% * (2) 35% 37% * (2011/12) * (2011/12) 25 a e a a a e a a 36 A partir de 37

12 Padrões Sócio-Culturais O número de alunos do sexo masculino voltou a registrar uma leve queda para 79% frente ao aumento regristrado em 2011/12 (81%) comparado a 2010 (78%). Inversamente a pesquisa do ano anterior, alunos sexo masculino provenientes dos EUA chegaram a 78% em 2013 frente aos 8 em 2011/12 enquanto eram 74% em Da mesma forma, na Europa, a participação do sexo masculino aumentou para 80% frente aos 77% em 2011/12 e 90% em Em 2010, o sexo feminino representava 2 e 10% nos EUA e Europa, respectivamente. Em 2013, representa 2 e 20%.

13 Gênero Gênero - Geral Gênero Masculino Geral % % 21% Feminino Masculino 2011/12 81% % 79%

14 Gênero Gênero- EUA Gênero - Europa Feminino Masculino Feminino Masculino 2 20% 78% 80%

15 Padrões Sócio-Culturais Em 2013, houve um decréscimo do número de alunos que levam suas famílias durante o curso. Em termos gerais, a participação voltou ao patamar de 4, o mesmo registrado em Nos EUA, a porcentagem de famílias que acompanham os alunos caiu de 6 para 49%. Na Europa, este percentual manteve o padrão de queda registrada nos últimos anos chegando a 3 quando comparado a 2011/12 (41%) e 2010 (4).

16 Família Levou a família - Geral Não Sim Sim Geral EUA Europa /12 55% 6 41% 58% % 3

17 Família Levou a família - EUA Levou a família - Europa Não Sim Não Sim * (6) * (41%) 3 49% 51% 67% * (2011/12) * (2011/12)

18 Padrões Sócio-Culturais O esperado aumento das oportunidades de carreira devido à estabilidade e potencial crescimento econômico no Brasil atraem 9 dos alunos para retornarem ao país logo após o término do curso de MBA. Retorno ao Brasil Sim - Geral % % 2011/12 77% Em 2011/12, os interessados em retornar ao país chegavam a 77% tanto nos EUA quanto na Europa. Em 2013, este número saltou para 96% e 90% respectivamente

19 Retorno ao Brasil Retorno ao Brasil logo após o MBA - Geral Sim Não Motivos mencionados - Geral 7% Oportunidades 45% Economia Família 27% 26% 9 Pela melhor Patrocínio 6% 5%

20 Retorno ao Brasil Retorno - EUA Retorno - Europa Sim Não Sim Não 4% 10% * (77%) 96% * (77%) 90% * (2011/12) * (2011/12)

21 Carreira

22 Carreira No cenário Geral, as escolas públicas voltaram a ser maioria representado 58% do total. Entre as públicas, as Estaduais retomaram sua predominância frente as Federais subindo para 38% frente aos 2 registrados em 2011/12. Nos EUA, a participação das escolas públicas federais teve queda de 19 pontos percentuais para 16%, enquanto as estaduais representam 49% da amostra. As escolas privadas perderam participação na Europa, chegando a 50% se comparado aos 6 da pesquisa anterior.

23 Graduação Universidade - Geral Privada Pública - Estadual Pública - Federal 20% 4 Geral Privada Estadual Federal % /12 50% 2 28% % 20% 38%

24 Graduação Universidade - EUA Universidade - Europa * (35%) 16% * (18%) 35% 25% 50% 49% 25% * (2011/12) * (2011/12) Privada Pública - Estadual Pública - Federal Privada Pública - Estadual Pública - Federal

25 Área de Graduação Instituições como FGV, Unicamp, USP e PUC - RJ destacam-se em FGV Unicamp USP - POLI Escola de graduação - Geral PUC - RJ 7% USP 7% todos os cenários. 58% USP - FEA 4% ESPM IME - Instituto Militar de Engenharia UFF - Universidade Federal Fluminense PUC - SP UERJ UFMG UFPR UFRJ Universidade Mackenzie Outras 9% 1 18% 18%

26 Área de Graduação Escola de graduação - EUA Unicamp FGV USP - POLI PUC - RJ USP USP - FEA UFF - Universidade Federal Fluminense ESPM IME - Instituto Militar de Engenharia PUC - SP UERJ UFMG UFPR UFRJ Universidade Mackenzie FAAP FEI - Faculdade de Engenharia Industrial ITA - Instituto Tecnológico de Aeronáutica UFRGS UNIFOR - Universidade de Fortaleza Universidade do Texas em Austin 4% 6% 6% 6% 1 16% 20% 66%

27 Área de Graduação Escola de graduação - Europa FGV PUC - RJ USP Unicamp USP - POLI ESPM IME - Instituto Militar de Engenharia USP - FEA UFF - Universidade Federal Fluminense PUC - SP UERJ UFMG UFPR UFRJ Universidade Mackenzie IBMEC Business School - RJ UFSC UNB UFBA Unesp FAE Business School ISES-SP Arcada University - Finlândia Kingston University London Queensland Univ. of Technology - Australia 5% 5% 5% 5% 8% 8% 20% 46%

28 Carreira Graduação Em 2013, 55% dos estudantes de MBA são provenientes de cursos da área de Humanas. Exatas manteve a participação em 45%, pois Biológicas não teve referência nesta amostra. Área de graduação - Geral Na Europa, Humanas prevaleceu frente a Exatas, aumentando sua participação para 60%, comparado com 56% na pesquisa anterior. A área de Humanas teve leve queda de 5 para 51% nos EUA. 55% 45% Ciências Exatas Humanas

29 Área de Graduação Área de graduação - EUA Área de graduação - Europa Ciências Exatas Humanas Ciências Exatas Humanas 51% 49% 60% 40%

30 Carreira Experiência no exterior Em relação à experiência internacional antes do curso, 87% dos alunos em 2013 (79% em 2011/12 e 75% em 2010) tiveram alguma experiência, seja trabalhando, estudando ou ambos. O quadro de participação foi alterado tanto nos EUA quanto na Europa conforme tabelas abaixo. EUA Trabalho e estudo Só trabalho Só estudo Só turismo 2011/ % % 19% 18% 16% 6% Europa Trabalho e estudo Só trabalho Só estudo Só turismo 2011/12 36% 21% 2 15% 5% Não Não % 27% 15% 0%

31 Experiência no exterior Experiência internacional prévia ao MBA - Geral 17% 10% 2 47% Trabalho e estudo Só trabalho Só estudo Só turismo Não possui

32 Carreira Experiência de trabalho 79% dos alunos possuem pelo menos 5 anos de experiência de trabalho, sendo que 36% possuem acima de 7 anos. A faixa de até 3 anos caiu de 11%, em 2010, para 6% em 2011/12 e para 0% em Nos EUA, 69% dos alunos tiveram experiência de trabalho entre 3 a 7 anos registrando leve queda dos 70% e 7 registrados em 2011/12 e 2010 respectivamente. A faixa acima de 7 anos cresceu de 20% para 31% em Na Europa, houve uma mudança mais acentuada na faixa de 5 a 7 anos de experiência prévia ao curso, de 30% (2010) para 36% (2011/12) chegando agora a 4 (2013). A faixa acima de 7 anos aumentou de 31% (2011/12) para 4 (2013).

33 Experiência de trabalho Anos de experiência - Geral 21% 36% 3-5 anos 5-7 anos Acima de 7 anos 4

34 Experiência de trabalho Anos de experiência - EUA Anos de experiência - Europa 31% 26% * (35%) * (3) 15% 4 4 * (35%) 4 * (36%) 3-5 anos 5-7 anos Acima de 7 anos * (2011/12) * (2011/12) 3-5 anos 5-7 anos Acima de 7 anos

35 Carreira Segmento pré-mba A predominância dos segmentos mercado financeiro e consultoria se mantém apesar da sua participação ter decrescido em todos os cenários e chegando a 40% no Geral. A indústria de bens de consumo, que em 2011/12 chegou a 4% e 0% no quadro Geral e nos EUA, observou retomada de participação chegando a 1 e 14% nos mesmos cenários. Alunos oriundos do setor de energia também aumentaram sua participação em todos os cenários chegando a 8% no Geral ( em ) 2011/12. Nos EUA, alunos vindos de consultoria chegaram a 16% frente aos 3 observados em 2011/12. Na Europa, onde a indústria de origem continua sendo mais diversificada, a consultoria aumentou de 1 para 20% em 2013, enquanto o mercado financeiro caiu de 31% para 20%.

36 Segmento pré-mba Indústria - Geral (2011/12) Mercado Financeiro 26% (3) Consultoria 18% (24%) Bens de Consumo 1 Outra 10% Engenharia 9% Energia 8% Private Equity 6% Telecomunicações Tecnologia Negócio Próprio Automotiva Recursos Naturais 1%

37 Segmento pré-mba Indústria - EUA Mercado Financeiro Consultoria Bens de Consumo Outra Engenharia Energia Private Equity Telecomunicações Tecnologia Negócio Próprio Automotiva Recursos Naturais 4% 6% 8% 10% 14% 16% 31% (2011/12) (3) (3)

38 Segmento pré-mba Indústria - Europa (2011/12) Mercado Financeiro 20% (31%) Consultoria Bens de Consumo 10% 20% (1) Outra 15% Engenharia 8% Energia 1 Private Equity Telecomunicações 5% Tecnologia Negócio Próprio Automotiva Recursos Naturais 0%

39 Carreira Posição pré-mba Posição EUA Europa Ano 11/ /12 13 Analista 1 4% 10% 0% Consultor 1 4% 10% 5% Gerente 18% 24 % 26% 33 % Associado 1 6% 8% 13 % Gerente Sr. 5% 6% 5% 13 % Diretor 6% 0% Acompanhando a tendência de maior participação nas faixas etárias a partir dos 30 anos, também foi observada uma seniorização em relação aos cargos ocupados antes do MBA. O grupo formado por Gerente, Associado, Gerente Sênior e Diretor subiu para 50% (38% em 2011/12) no quadro Geral. Nos EUA e Europa este grupo representa 4 e 6 respectivamente (37% e 39% em 2011/12).

40 Posição pré-mba Posição pré-mba - Geral Por senioridade (2011/12) Analista Analista Senior Coordenador Supervisor Consultor Consultor Senior Gerente Associado Gerente Senior Diretor C-Level (CIO/CFO/COO) Presidente/CEO Sócio Empreendedor / Negócio Próprio 1% 4% 4% 1% 1% 9% 9% 9% 10% 15% 28% (2) (5%)

41 Posição pré-mba Posição pré-mba - EUA Por senioridade (2011/12) Analista 4% Analista Senior 18% Coordenador 6% Supervisor Consultor 4% Consultor Senior Gerente Associado 6% 10% 24% (18%) Gerente Senior Diretor 6% 6% (5%) C-Level (CIO/CFO/COO) Presidente/CEO Sócio 4% Empreendedor / Negócio Próprio 4%

42 Posição pré-mba Posição pré-mba - Europa Por senioridade (2011/12) Analista Analista Senior Coordenador Supervisor Consultor Consultor Senior Gerente Associado Gerente Senior Diretor C-Level (CIO/CFO/COO) Presidente/CEO Sócio Empreendedor / Negócio Próprio 0% 0% 0% 0% 0% 5% 10% 1 10% (26%) (5%)

43 Carreira Summer Job O número de alunos que realizam summer job continua caindo chegando a 74% em Foi observado que 9% dos alunos fizeram mais de um estágio. Nos EUA, 84% dos alunos fizeram summer job comparado a 95% em 2011/12. Na Europa, foi mantido o patamar de 6. Duração EUA Europa Geral Até 12 meses 0% 28% 1 Até 18 meses 16% 4 28% Até 24 meses 84% 30% 60% Alunos em cursos de menor duração mencionam a preferência pelo foco nos estudos à realização de summer job.

44 Summer job Fez Summer job - Geral Sim Não 26% Fez Summer Job / Sim 80% 87% 8 74% 74% Não 20% 1 18% 26%

45 Summer job Fez Summer job- EUA Fez Summer job- Europa Sim Não Sim Não 16% 38% 6 84%

46 Carreira Países do Summer Job Entre aqueles que fizeram summer job, foram consideradas as diferentes localidades de quem fez mais de um estágio no período. A atratividade pelas oportunidades no Brasil continua crescendo e 6 dos estágios foram realizados no país. Em 2011/12, este índice estava em 5 e em 2010, 49%. São Paulo concentrou 51% dos estágios realizados. Em seguida, Nova Iorque foi o destino de 8%, Rio de Janeiro e Londres empataram em 7% cada. Em relação a localidade, o cenário dos EUA está estável incluindo apenas a adição da Itália com e decréscimo dos Estados Unidos de 35% para 3. A Europa continua com destinos mais diversos que os EUA. O Brasil aumentou sua participação de 25% (2011/12) para 6 nesta pesquisa. Estágios no Reino Unido registraram queda de 21% para 15% nesta amostra.

47 Summer job País onde realizou o Summer job Geral 1% 1% 1% 7% Cidade onde realizou o Summer job Geral 2 6 7% 2 51% 7% 8% Brasil Estados Unidos Reino Unido Espanha Suiça Italia Singapura China São Paulo Rio de Janeiro Seattle Outras Nova Iorque Londres Boston

48 Summer job País onde realizou o Summer job - EUA País onde realizou o Summer job Europa 4% 4% 4% 4% 8% % 6 Brasil Reino Unido Brasil Reino Unido Estados Unidos Italia Espanha Suiça China Estados Unidos Singapura

49 Carreira Área do Summer job A predominância absoluta das áreas de Consultoria e Finanças foi alterada nesta pesquisa. Estágios nas áreas de Estratégia e Marketing absorveram uma parcela importante do grupo. No cenário Geral, estas quatro áreas representaram 6 do total. Consultoria de 30% (2011/12) caiu para 1. Marketing e Vendas subiram de 10% (2011/12) para 19%. Estágios em Consultoria foram de 37% para 11% nos EUA. Marketing e Vendas subiram de 5% para 19%. Contando com Finanças, estas áreas representaram 6 dos estágios realizados nos EUA. Quadro inverso na Europa onde Consultoria subiu de 1 para 17%. Já Finanças caiu de 37% para 14% em 4o lugar. Estratégia e Consultoria empatam em 1o lugar com 17% seguidos de Finanças, Marketing e Private Equity com 14% cada.

50 Summer job Área de atuação Summer job Geral Finanças Estratégia Marketing Consultoria Operações Private Equity 9% 9% 1 15% 16% 18% 6 Investment Banking 6% Desenvolvimento de Negócios Vendas Asset Management Investimentos Venture Capital 5% 4% 1%

51 Summer job Área de atuação Summer job EUA Finanças Estratégia Marketing Consultoria Investment Banking Operações Private Equity Desenvolvimento de Negócios Vendas Investimentos Asset Management Venture Capital 4% 4% 4% 6% 8% 9% 11% 15% 15% 21%

52 Summer job Área de atuação Summer job Europa Estratégia Consultoria Finanças Marketing Private Equity Operações Desenvolvimento de Negócios Vendas Asset Management Investment Banking Investimentos Venture Capital 0% 0% 0% 7% 10% 14% 14% 14% 17% 17%

53 Carreira Remuneração do Summer Job Se a remuneração acima de US$ 10 mil representava 45% em 2011/12, este ano representa 26% provavelmente refletindo a queda de participação de estágios nas consultorias. Neste ano, a faixa de US$ 5 US$6,9 mil lidera representando 29% com acréscimo de 10 pontos percentuais ao ano anterior. Nos EUA, remunerações acima de US$ 10 mil cairam de 56% para 29%. 1 receberam salários acima de US$ 12 mil. A faixa entre US$ 5 US$ 6,9 mil continua sendo a de maior representatividade na Europa subindo de 29% para 40%. Não há incidência de salários acima de US$ 12 mil.

54 Summer job US$ 20 - US$ 29,9 US$ 18 - US$ 19,9 US$ 12 - US$ 14,9 US$ 10 - US$ 11,9 US$ 7 - US$ 9,9 US$ 5 - US$ 6,9 US$ 3 - US$4,9 Até US$ 3 US$ 0 Salário Summer job - Geral (em US$ milhares) 18% 8% 9% 26% 29%

55 Summer job US$ 20 - US$ 29,9 US$ 18 - US$ 19,9 US$ 12 - US$ 14,9 US$ 10 - US$ 11,9 US$ 7 - US$ 9,9 US$ 5 - US$ 6,9 US$ 3 - US$4,9 Até US$ 3 US$ 0 5% Salário Summer job - EUA (em US$ milhares) 5% 17% 2 10% 34%

56 Summer job US$ 20 - US$ 29,9 US$ 18 - US$ 19,9 US$ 12 - US$ 14,9 US$ 10 - US$ 11,9 US$ 7 - US$ 9,9 US$ 5 - US$ 6,9 US$ 3 - US$4,9 Até US$ 3 US$ 0 0% 0% 0% 4% Salário Summer job - Europa (em US$ milhares) 20% 1 16% 8% 40%

57 Carreira Remuneração do Summer Job Em média, 58% dos alunos que fizeram summer job receberam 3 salários e 29%, 2 salários. O percentual de estágios sem bolsa-auxílio e/ou pro bono registrou. Alunos de escolas nos EUA receberam mais e maiores salários no summer job provavelmente devido ao tempo disponível para realizar o estágio. Entre os que receberam 2 salários, 56% estava na faixa de US$ 10 - US$ 11,9 nos EUA e 40% na faixa de US$5 - US$6,9 na Europa. No geral deste grupo, a faixa de US$ 10 - US$ 11,9 representou 4. Entre os que receberam 3 salários, 4 estavam na faixa de US$ 7 -US$9,9 nos EUA e 50% na faixa de US$ 5 - US$ 6,9 na Europa. No cenário geral, cada uma destas faixas representou 34% entre os que receberam 3 salários.

58 Summer job 5 sal. Salário Summer job - Geral (em unidades) 4 sal. 6% 3 sal. 58% 2 sal. 29% 1 sal. 0 - pro bono

59 Summer job Número de salários recebidos Summer job - EUA Número de salários recebidos Summer job Europa 5 sal. 0% 5 sal. 4% 4 sal. 10% 4 sal. 0% 3 sal. 6 3 sal. 48% 2 sal. 2 2 sal. 40% 1 sal. 1 sal. 4% 0 - pro bono 0 - pro bono 4%

60 Carreira Segmento pós-mba Consultoria (54% para 45%) deu espaço para o segmento de Private Equity que foi apontado como o mais atraente para 67% dos alunos no cenário Geral (47% em 2011/12). O Interesse de atuação nos segmentos de Energia (29% para 36%), Venture Capital (27% para 35%), Negócio Próprio (14% para 2) e Farmaceutico (8% para 20%) cresceu no interesse dos alunos. A indústria Farmaceutica, que nos EUA não recebeu qualquer menção em 2011/12, é considerada por 16% dos alunos neste estudo. Consultoria, que ocupava o 1º lugar (58%), caiu para o 3o (41%) pois Private Equity (69%) e Mercado Financeiro (47%) lideraram entre as opções de atuação após o MBA. Na Europa, o interesse dos alunos por Negócio Próprio cresceu de 5% para 25%. Consultoria ainda ocupa o segundo lugar com 50% precedida por Private Equity com 65%.

61 Interesse de atuação pós-mba Qual indústria considera após o MBA - Geral Private Equity Consultoria Mercado Financeiro Bens de Consumo Venture Capital Energia Negócio Próprio Farmaceutica Tecnologia Entretenimento/Mídia Engenharia Telecomunicações Recursos Naturais Automotiva Wealth Management Real Estate Petroquimica Educação Aerospace and Defense % 9% 8% 4% 1% 1% 1% 1% 1% 24% 2 20% 36% 35% 45% 44% 67%

62 Interesse de atuação pós-mba Qual indústria considera após o MBA - EUA Private Equity Mercado Financeiro Consultoria Venture Capital Bens de Consumo Negócio Próprio Farmaceutica Entretenimento/Mídia Tecnologia Recursos Naturais Energia Telecomunicações Automotiva Real Estate Petroquimica Engenharia Wealth Management Educação Aerospace and Defense 20% 16% 1 10% 8% 8% 6% 4% 0% 0% 0% 29% 35% 41% 47% 69%

63 Atuação pós-mba Qual indústria considera após o MBA - Europa Private Equity Consultoria Bens de Consumo Energia Mercado Financeiro Venture Capital Negócio Próprio Farmaceutica Engenharia Tecnologia Telecomunicações Entretenimento/Mídia Recursos Naturais Automotiva Wealth Management Educação Aerospace and Defense Real Estate Petroquimica 8% 5% 0% 0% % 18% 25% 25% 35% 45% 4 40% 50% 65%

64 Carreira Atuação pós-mba Em comparação com os resultados da pesquisa de 2011/12, o grupo sinalizou ter a expectativa de ocupar cargos mais seniores possivelmente como reflexo da maior participação de alunos em faixas etárias mais altas. No cenário Geral, 50% dos alunos espera ocupar cargos de gerência, gerência senior ou diretoria (44% em 2011/12). Tanto no cenário Geral, quanto nos EUA, o cargo de Associado foi o mais assinalado chegando a 27% e 31% apresentando uma leve queda de apenas um ponto percentual em cada cenário. 6% dos alunos nos EUA indicaram que tem expectativa de empreender, participação que cresceu 4 pontos percentuais. Já na Europa, existe uma concentração maior entre as posições de Gerentes, Gerentes Seniores e Diretores (60%) refletindo a idade e anos de experiência prévia ao curso. Este grupo representa 40% nos EUA.

65 Interesse de atuação pós-mba Posição que espera atuar pós-mba - Geral Por senioridade 27% 26% 18% 1% 7% 4% 6%

66 Atuação pós-mba Posição que espera atuar pós-mba - EUA Por senioridade 31% 18% 16% 4% 4% 6% 4% 6% 6% Posição que espera atuar pós-mba - Europa Por senioridade 35% 2 20% 0% 0% 8% 5% 5% 0%

67 Carreira Empresas admiradas Em relação as empresas mais admiradas entre os alunos de MBA, as características mais destacadas são a cultura e a capacidade de inovação em ambiente competitivo e desafiador. Para os admiradores do Google, os aspectos mais destacados foram: cultura de meritocracia, empreendedora, flexível, inovadora em ambiente competitivo e desafiador. Os alunos também mencionaram o respeito, tratamento diferenciado e compromisso com a qualidade de vida dos funcionários, assim como o orgulho por trabalhar na empresa. Inovação é o que se destaca para quem escolheu a Apple entre outros aspectos como: ditar tendências, qualidade de produtos, foco e atenção na experiência do usuário e resultados.

68 Aspectos destacados nas empresas: A velocidade de decisão, execução e orientação ao resultado são os diferenciais da Ambev/ABInbev. A gestão, crescimento e solidez diferenciam o Itaú. Na Natura, o bom ambiente de trabalho, a preocupação com sustentabilidade e funcionários que adotam e praticam os valores da empresa são reconhecidos pelos MBAs. 15% dos alunos escolheu não especificar qualquer empresa. Este ano, não houve qualquer menção sobre o Facebook. Empresas admiradas - Geral Google 1 Apple 11% Ambev/ABInbev 10% Itau 6% Natura 6% Odebrecht 4% Mckinsey Johnson&Johnson Bain BCG Dupont BR Foods Em branco ou não especificada 15% Outras * 2 * Outras empresas com 1% cada.

69 Carreira Critérios na escolha da empresa Na escolha de uma empresa para trabalhar, de forma geral, 64% dos alunos valorizam a orientação para resultados e o aspecto empreendedor da empresa. Este último cresceu nas menções de 46% para 5. Este resultado é compatível com a importância e reconhecimento dos alunos pelo sistema meritocrático e o espírito empreendor das empresas mais admiradas indicadas por eles. O planejamento de carreira foi o 3o critério mais destacado em todos os cenários. O aspecto que sofreu queda significativa como critério foi o planejamento estratégico sólido de 44% para 29% no cenário Geral. 1 da amostra mencionou outros aspectos como ambiente, fit, cultura e responsabilidades da posição como critérios na escolha de uma empresa.

70 Critérios na escolha de uma empresa Aspectos que considera em empresa - Geral Orientada para resultados Empreendedora Planejamento de carreira Negócio sustentável Marca forte Planejamento estratégico sólido História sólida Agressividade Orientação para Sustentabilidade Processos definidos Outros 16% 1 9% 1 31% 29% 35% 49% 5 64%

71 Critérios na escolha de uma empresa Aspectos que considera em empresa - EUA Orientada para resultados Empreendedora Planejamento de carreira Marca forte Planejamento estratégico sólido Negócio sustentável Agressividade História sólida Orientação para Sustentabilidade Processos definidos Outros 6% 6% 24% 2 20% 18% 14% 3 51% 49% 69%

72 Critérios na escolha de uma empresa Aspectos que considera em empresa - Europa Orientada para resultados Empreendedora Planejamento de carreira Negócio sustentável Planejamento estratégico sólido Marca forte História sólida Orientação para Sustentabilidade Agressividade Processos definidos Outros 0% % 30% 35% 50% 50% 58% 55%

73 Carreira Qualidade de Vida Equilíbrio entre a vida pessoal e profissional é o aspecto relevante que mais determina o que é qualidade de vida sendo escolhido por 79% dos alunos no Geral. Remuneração alta é o fator menos indicado como determinante de qualidade de vida tendo em torno de um terço da amostra escolhendo este quesito. Desafio intelectual e Ambiente de trabalho são outros aspectos importantes porém com ordem inversa nos EUA e Europa.

74 Qualidade de vida O que significa qualidade de vida? - Geral 79% 49% 5 36% 29% Ambiente saudável Desafio intelectual Equilíbrio entre vida pessoal e profissional Flexibilidade nas horas de trabalho Remuneração alta

75 Qualidade de vida O que significa qualidade de vida? - EUA 80% 37% 5 37% 27% Ambiente saudável Desafio intelectual Equilíbrio entre vida pessoal e profissional O que significa qualidade de vida - Europa Flexibilidade nas horas de trabalho Remuneração alta 65% 5 78% 35% 3 Ambiente saudável Desafio intelectual Equilíbrio entre vida pessoal e profissional Flexibilidade nas horas de trabalho Remuneração alta

76 Carreira Motivações Os alunos consideram a exposição a diferentes culturas (79%) como um dos principais fatores para a escolha de um MBA internacional, assim como a rede de contatos que foi mencionada por 75% da amostra. Nos EUA, a rede de contatos foi o aspecto com maior destaque para os alunos com 84%. Na pesquisa anterior, o fator credibilidade liderava em menções com 88%. A exposição a diferentes culturas foi mencionada por 80% dos alunos na Europa, e 70% escolheram o fator credibilidade, evidenciando um reconhecimento maior da qualidade dos cursos por parte dos alunos. Em 2011/12, a rede de contatos recebeu 74% das menções enquanto em 2013 foi escolhida por 65%.

77 Valia do MBA e Motivações Motivos para MBA Internacional - Geral Exposição a diferentes culturas Rede de contatos Qualidade de ensino Credibilidade Comprometimento integral 79% 75% 74% 7 7 Outros

78 Motivações Motivos para MBA Internacional - EUA Rede de contatos Qualidade de ensino Exposição a diferentes Comprometimento integral Credibilidade 84% 80% 78% 76% 7 Outros 4%

79 Motivações Motivos para MBA Internacional - Europa Exposição a diferentes culturas 80% Credibilidade 70% Qualidade de ensino 68% Comprometimento integral 68% Rede de contatos 65%

80 Carreira Escolha do curso de MBA Quando questionados pelas razões que os levam a escolher determinada escola, a Marca é o aspecto mais indicado pelos alunos no cenário Geral (7), nos EUA (65%) e na Europa (8). O potencial Desenvolvimento de Carreira é considerado por 56% dos alunos no Geral e por 61% nos EUA, sendo a segunda razão mais indicada. Na Europa, a Marca foi citada por 44% dos alunos na pesquisa anterior, enquanto que este ano, liderou com 8. Entre outros fatores, a duração do curso, a diversidade e a flexibilidade do curriculum foram os itens mais mencionados.

81 Escolha do MBA Principais razões pela escolha deste MBA - Geral Marca Desenvolvimento de carreira Valores Foco Estrutura 56% 51% 49% 4 7 História Vanguarda/Visionária 17% 16% Localização 7% Outros 16%

82 Escolha do MBA Principais razões pela escolha deste MBA - EUA Principais razões pela escolha deste MBA - Europa Marca Desenvolvimento de carreira 65% 61% Marca Foco 6 8 Valores 45% Valores 58% Estrutura 45% Desenvolvimento de carreira 50% Foco 39% Estrutura 40% História 16% História 18% Vanguarda/Visionária 14% Vanguarda/Visionária 18% Localização 6% Localização 8% Outros 10% Outros 2

83 Aspectos Financeiros

84 Aspectos Financeiros Formas de pagamento Do total desta amostra, 39% dos alunos utilizaram recursos próprios ou da família para comporem o custeio do MBA. Os que financiaram apenas com recursos próprios no quadro geral chegou a 35%, nos EUA a 18% e na Europa a 55%. A duração menor de alguns cursos europeus e a maior senioridade dos alunos pode influenciar este cenário. 20% dos alunos contaram com um patrocínio total ou parcial por parte do seu atual empregador sendo mais frequente nos EUA (24%) do que na Europa, onde ainda caiu de 21% para 15%.

85 Formas de pagamento Forma de financiamento do MBA - Geral Do total de respondentes, 35% financiaram o curso apenas com recursos próprios ou da família Recursos próprios / família Recursos de instituição da escola de MBA Patrocínio do empregador atual Recursos de instituição financeira 20% 19% 26% 39% Scholarship / Bolsas 19%

86 Formas de pagamento Forma de financiamento do MBA - EUA Dos alunos respondentes de escolas nos EUA, 18% pagaram o curso apenas com recursos próprios ou da família. Recursos próprios / família Recursos de instituição da escola de MBA Patrocínio do empregador atual Recursos de instituição financeira 20% 24% 4 49% Scholarship / Bolsas 2

87 Formas de pagamento Forma de financiamento do MBA - Europa Dos alunos respondentes na Europa, 55% quitaram o curso apenas com recursos próprios ou da família. Recursos próprios / família Recursos de instituição financeira Patrocínio do empregador atual 15% 18% 28% Scholarship / Bolsas 15% Recursos de instituição da escola de MBA 5%

88 Formas de financiamento Da amostra, a escola que mais ofereceu Scholarships e/ou Bolsas foi o Instituto Empresa na Europa. Houve uma menção nos EUA para bolsa através do Instituto Ling. 7% 7% 7% 7% 7% 7% 1 Forma de financiamento do MBA Scholarships / Bolsas - Geral 20% 1 1 IE Chicago CBS Michigan HEC IESE Duke HBS MIT Wharton

89 Aspectos Financeiros Remuneração pré-mba Nesta pesquisa, adicionamos faixas acima dos US$100 mil de remuneração total para um melhor detalhamento desta informação. Verificou-se que remunerações acima dos US$ 100 mil anuais são as mais frequentes com as seguintes alterações: Remuneração anual Geral EUA Europa Ano 11/ / /12 13 > US$ 100 mil 37% 3 40% 36% 3 31% Nas faixas acima de U$ 100 mil, a de US$ 120 US$ 149,9 mil é a mais frequente nos EUA (1), enquanto na Europa, 15% está na faixa de US$ 150 US$ 179,9 mil.

90 Remuneração pré-mba US$ US$ 349,9 US$ US$ 279,9 1% Remuneração anual antes do MBA - Geral (em US$ milhares) US$ US$ 219,9 US$ US$ 179,9 10% 3 US$ US$ 149,9 9% US$ US$ 119,9 7% US$ 80 - US$ 99,9 US$ 60 - US$ 79,9 US$ 50 - US$ 59,9 8% 19% 29% 48% US$ 40 - US$ 49,9 8% US$ 20 - US$ 24,9

91 Remuneração pré-mba US$ US$ 349,9 US$ US$ 279,9 US$ US$ 219,9 US$ US$ 179,9 US$ US$ 149,9 US$ US$ 119,9 US$ 80 - US$ 99,9 US$ 60 - US$ 79,9 US$ 50 - US$ 59,9 US$ 40 - US$ 49,9 US$ 20 - US$ 24,9 0% Remuneração anual antes do MBA - EUA (em US$ milhares) 6% 4% 6% 1 8% 16% 4% 10% 36% 47% 31%

92 Remuneração pré-mba Remuneração anual antes do MBA - Europa US$ US$ 349,9 (em US$ milhares) US$ US$ 279,9 0% US$ US$ 219,9 31% US$ US$ 179,9 15% US$ US$ 149,9 5% US$ US$ 119,9 US$ 80 - US$ 99,9 5% 2 51% US$ 60 - US$ 79,9 28% US$ 50 - US$ 59,9 1 US$ 40 - US$ 49,9 5% US$ 20 - US$ 24,9

93 Aspectos Financeiros Remuneração Fixa pré-mba Também identificamos qual parte da remuneração anual provinha de uma parcela fixa. Observamos que 14% no Geral possui remuneração fixa acima dos US$ 100 mil. A faixa de maior incidência em todos os cenários é de US$60 US$ 79,9 mil com 30% da amostra no Geral, 29% nos EUA e 3 na Europa. A maior parcela do grupo concentra-se entre US$ 40 US$ 99,9 mil da seguinte forma: Remuneração anual fixa pré- MBA Geral EUA Europa US$ 60 US$ 99,9 mil 3 45% 4 US$ 40 US$ 59,9 mil 26% 2 28%

94 Remuneração Fixa Anual pré-mba Remuneração fixa anual antes do MBA - Geral (em US$ milhares) US$ US$ 179,9 US$ US$ 149,9 7% US$ US$ 119,9 4% US$ 80 - US$ 99,9 1 US$ 60 - US$ 79,9 US$ 50 - US$ 59,9 11% US$ 40 - US$ 49,9 15% US$ 35 - US$ 39,9 7% US$ 30 - US$ 34,9 1% US$ 20 - US$ 24,9 1% US$ 15 - US$ 19,9 7% 30%

95 Remuneração Fixa Anual pré-mba Remuneração fixa anual antes do MBA - EUA (em US$ milhares) US$ US$ 179,9 0% US$ US$ 149,9 4% US$ US$ 119,9 8% US$ 80 - US$ 99,9 US$ 60 - US$ 79,9 US$ 50 - US$ 59,9 8% 16% 29% US$ 40 - US$ 49,9 16% US$ 35 - US$ 39,9 10% US$ 30 - US$ 34,9 US$ 20 - US$ 24,9 US$ 15 - US$ 19,9 4%

96 Remuneração Fixa Anual pré-mba US$ US$ 179,9 US$ US$ 149,9 US$ US$ 119,9 US$ 80 - US$ 99,9 US$ 60 - US$ 79,9 US$ 50 - US$ 59,9 US$ 40 - US$ 49,9 US$ 35 - US$ 39,9 US$ 30 - US$ 34,9 US$ 20 - US$ 24,9 US$ 15 - US$ 19,9 Remuneração fixa anual antes do MBA -Europa (em US$ milhares) 8% 10% 0% 10% 15% 1 0% 0% 10% 3

97 Aspectos Financeiros Sign In Bonus e Incremento Na graduação do MBA, 75% dos alunos esperam propostas que contemplem sing in bonus. 30% dos alunos esperam bônus no aceite da proposta acima de US$ 25 mil. Na Europa a expectativa de não receber sign in bonus é maior. 36% dos alunos não esperam sign in bonus, enquanto nos EUA a parcela é de 17%. Entre demais benefícios esperados estão a cobertura do tuition, principalmente do 2º ano, carro e cobertura de multa recisória, caso necessário. 2 do Geral esperam um incremento de 100% na remuneração. Nos EUA, esta é a expectativa de 20% dos alunos e na Europa, de 25% deles.

98 Expectativa Sign in Bonus Sign in bonus - Geral (em US$ milhares) US$ 0 25% Benefício adicional - Geral Acima de US$ 25 30% Tuiton Não espera adicional US$ 20 - US$24,9 18% 10% 1% Carro US$ 15 - US$ 19,9 US$ 10 - US$ 14,9 8% 16% 16% 16% 26% 26% Cobrir multa recisoria Custos de mudança / moradia Seguro saúde / odonto Até US$ 4,9 18% 19% Sign in Previdencia

99 Expectativa Sign in Bonus Sign in bonus - EUA Sign in bonus - Europa US$ 0 17% US$ 0 36% Acima de US$ 25 36% Acima de US$ 25 2 US$ 20 - US$24,9 21% US$ 20 - US$24,9 14% US$ 15 - US$ 19,9 15% US$ 15 - US$ 19,9 17% US$ 10 - US$ 14,9 11% US$ 10 - US$ 14,9 6% Até US$ 4,9 0% Até US$ 4,9 6%

100 Expectativa Sign in Bonus Incremento em % na remuneração - Geral 2 16% 7% 1 8% 10% 7% 1%

101 Expectativa pós-mba Incremento em % na remuneração - EUA 20% 6% 14% 16% 8% 10% 0% 6% 4% 4% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 100% 150% 200% 300% 400% Acima de 400% Incremento em % na remuneração - Europa 18% 25% 8% 8% 8% 10% 5% 8% 0% 0% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 100% 150% 200% 300% 400% Acima de 400%

102 Aspectos Financeiros Remuneração pós-mba Após o MBA, 76% esperam remuneração anual acima dos US$ 120 mil. A expectativa de pacotes acima de US$ 200 mil decresceu de 19% para 17% no Geral, refletindo a queda de expectativa dos alunos nos EUA, de 27% para 20% nesta faixa. Nos EUA, 8% esperam remuneração acima de US$300 mil, enquanto que na Europa, 5% possuem a mesma expectativa. No Geral, 24% esperam pacotes entre US$ 150 US$ 179,9 mil, 35% nos EUA e 10% na Europa nesta mesma faixa. A faixa entre US$ ,9 mil concentra 28% na Europa.

103 Expectativa pós-mba Expectativa de Remuneração Anual - Geral (em US$ milhares) Acima de US$ 350,01 US$ US$ 349,9 US$ US$ 299,9 US$ US$ 279,9 US$ US$ 249,9 US$ US$ 219,9 US$ US$ 199,9 US$ US$ 179,9 US$ US$ 149,9 US$ US$ 119,9 US$ 80 - US$ 99,9 US$ 60 - US$ 79,9 1% 1% 4% 6% 8% 10% 17% 24% 2

104 Expectativa pós-mba Expectativa Remumeração Anual após MBA - EUA (em US$ milhares) Acima de US$ 350,01 4% Expectativa Remumeração Anual após MBA - Europa (em US$ milhares) Acima de US$ 350,01 5% US$ US$ 349,9 4% US$ US$ 349,9 0% US$ US$ 299,9 0% US$ US$ 299,9 US$ US$ 279,9 4% US$ US$ 279,9 0% US$ US$ 249,9 4% US$ US$ 249,9 0% US$ US$ 219,9 4% US$ US$ 219,9 8% US$ US$ 199,9 8% US$ US$ 199,9 1 US$ US$ 179,9 35% US$ US$ 179,9 10% US$ US$ 149,9 18% US$ US$ 149,9 28% US$ US$ 119,9 14% US$ US$ 119,9 20% US$ 80 - US$ 99,9 4% US$ 80 - US$ 99,9 1 US$ 60 - US$ 79,9 0% US$ 60 - US$ 79,9

105 Aspectos Financeiros Remuneração Fixa pós-mba Em relação à expectativa da parcela fixa da remuneração, nota-se que a expectativa dos alunos nos EUA é superior à dos alunos na Europa. No cenário Geral, 36% dos alunos esperam receber pacotes acima de US$ 120 mil. Esta expectativa está em patamar similar nos EUA (37%) e na Europa (38%). Expectativa de remuneração anual fixa pós-mba nas faixas: Geral EUA Europa US$ 120 US$ 149,9 mil 27% 29% 25% US$ 100 US$ 119,9 mil 25% 37% 10% US$ 80 US$ 99,9 mil 21% 1 3 * Cálculos do excel, onde todos os gráficos somam 100%, não foram alterados aqui.

106 Expectativa pós-mba Acima de US$ 350,01 US$ US$ 199,9 Expectativa de Remuneração Fixa - Geral (em US$ milhares) US$ US$ 179,9 US$ US$ 149,9 US$ US$ 119,9 4% 25% 27% US$ 80 - US$ 99,9 21% US$ 60 - US$ 79,9 9% US$ 50 - US$ 59,9 US$ 15 - US$ 19,9 4%

107 Expectativa pós-mba Expectativa Remumeração Fixa após MBA % fixa - EUA (em US$ milhares) Expectativa Remumeração Fixa após MBA % fixa - Europa (em US$ milhares) Acima de US$ 350,01 Acima de US$ 350,01 US$ US$ 199,9 US$ US$ 199,9 5% US$ US$ 179,9 4% US$ US$ 179,9 5% US$ US$ 149,9 29% US$ US$ 149,9 25% US$ US$ 119,9 37% US$ US$ 119,9 10% US$ 80 - US$ 99,9 1 US$ 80 - US$ 99,9 3 US$ 60 - US$ 79,9 4% US$ 60 - US$ 79,9 15% US$ 50 - US$ 59,9 4% US$ 50 - US$ 59,9 US$ 15 - US$ 19,9 6% US$ 15 - US$ 19,9

108 RESUMO

109 Padrões Sócio-Culturais 1. Nesta pesquisa, 55% dos respondentes são provenientes de escolas nos EUA. 2. O Sudeste continua sendo o celeiro de estudantes com 85% deles naturais desta região. Nos EUA representa 90% e na Europa, em nova queda, chegando a 80%. 3. Estudantes na faixa etária entre 30 a 32 anos lideram em participação Geral com 45% de incidência, 51% nos EUA e 37% na Europa. 4. O sexo masculino lidera com 79% no Geral. Na Europa, o sexo feminino representa 20% e nos EUA Caiu o número de estudantes que levam família para 4. Nos EUA foi de 6 para 49%. Na Europa chegou a Houve um salto no número de estudantes que pretendem retornar ao Brasil de 77% para 9. Nos EUA, atingiu 96%.

110 Carreira 1. No contexto geral, as escolas públicas voltaram a ser maioria, representado 58% do total. Escolas privadas representam 50% na Europa e as Públicas Estaduais, 49% nos EUA % dos alunos são graduados na área de Humanas. 3. A exposição internacional aumentou para 87% dos alunos que realizaram trabalho, estudo ou ambos. Na Europa, este número chega a 97% dos alunos % dos alunos possuem pelo menos 5 anos de experiência de trabalho. 36% possuem acima de 7 anos. 5. O Mercado Financeiro e Consultoria são os segmentos que mais geram MBAs com 40% no Geral. 6. O grupo formado por Gerente, Associado, Gerente Senior e Diretor subiu para 50% (38% em 2011/12) no quadro Geral. Nos EUA e Europa este grupo representa 4 e 6 respectivamente.

111 Carreira 7. Novamente em queda, 74% dos alunos fizeram summer jobs. 6 dos estágios foram realizados no Brasil e 51% em São Paulo. Aumentaram os estágios nas áreas de Estratégia e Marketing. Somando aos realizados nas áreas de Finanças e Consultoria, a ocorrência chega a 6 do total. 8. Neste ano, a faixa de US$ 5 US$6,9 mil lidera como remuneração dos estágios, representando 29% com acréscimo de 10 pontos percentuais ao ano anterior. 9. Na Europa, a faixa de US$ 5 US$6,9 mil lidera representando 29% com acréscimo de 10 pontos percentuais ao ano anterior. 10. No Geral, 58% dos alunos que fizeram summer job receberam 3 salários e 29%, 2 salários. 11. Private Equity foi apontado como o setor mais atraente para 67% dos alunos no cenário Geral, 69% nos EUA e 65% na Europa. Cresceu o interesse de atuação nos setores de energia, farmaceutico, venture capital e negócio próprio.

112 Carreira 12. A expectativa por ocupar cargos mais seniores cresceu. No cenário Geral, 50% dos alunos esperam ocupar cargos de gerência, gerência senior ou diretoria. 13. Google e Apple continuam sendo as empresas mais admiradas pelos alunos que destacam a meritocracia, empreendedorismo e inovação como características de destaque. 14. A orientação para resultados continua sendo o critério mais mencionado pelos alunos com 64%, seguido por empreendedorismo (5) na escolha de uma empresa. 15. Qualidade de vida significa equilíbrio entre a vida pessoal e profissional para a 79% dos alunos. 16. A exposição a diferentes culturas (79%) e a rede de contatos (75%) são diferenciais em um MBA internacional. 17. A Marca é o aspecto mais indicado pelos alunos no cenário Geral (7), nos EUA (65%) e na Europa (8) na decisão por determinada escola. Duração do curso, diversidade e flexibilidade do curriculum foram outros itens mencionados pelos alunos.

113 Aspectos Financeiros 1. No Geral, 35% financiaram o curso apenas com recursos próprios, 18% nos EUA a 55% e na Europa. 39% dos alunos utilizaram recursos próprios ou da família para compor o financiamento do curso. 20% dos alunos contaram com um patrocínio total ou parcial pelo empregador. 2. A porcentagem de alunos que ingressam no MBA com remuneração anual acima de US$ 100 mil teve leve queda, mas ainda predomina em 3 no cenário Geral e 36% nos EUA. 3. Em relação à remuneração fixa anual antes do MBA, a faixa de maior incidência é de US$60 US$ 79,9 mil com 30% da amostra no Geral, 29% nos EUA e 3 na Europa % dos alunos esperam propostas que contemplem Sing in bonus. 30% dos alunos esperam bonus no aceite da proposta acima de US$ 25 mil do Geral esperam um incremento de 100% na remuneração total.

114 Aspectos Financeiros 6. Após o MBA, 76% do Geral esperam remuneração anual acima dos US$ 120 mil. 24% esperam pacotes entre US$ 150 US$ 179,9 mil. 7. No cenário Geral, 36% dos alunos esperam receber pacotes acima de US$ 120 mil de remuneração fixa. Nos EUA (37%) e na Europa (38%), a expectativa é similar.

115 Contato GNext MBA Para ter acesso à pesquisa completa acesse este link.

O Estudante de MBA em Escolas Internacionais 2011/2012

O Estudante de MBA em Escolas Internacionais 2011/2012 O Estudante de MBA em Escolas Internacionais 2011/2012 A Pesquisa A Pesquisa A Gnext Talent Search publica pelo 5º ano consecudvo, os resultados da Pesquisa GNext MBA. Os resultados deste ano englobam

Leia mais

Partners of Talenters (Argentina) O estudante de MBA em escolas internacionais - 2010

Partners of Talenters (Argentina) O estudante de MBA em escolas internacionais - 2010 Partners of Talenters (Argentina) O estudante de MBA em escolas internacionais - 2010 A pesquisa No seu quarto ano, a pesquisa MBA contou com a participação de 102 alunos brasileiros de MBA das principais

Leia mais

Partners of Talenters (Argentina) O estudante de MBA em escolas internacionais - 2009

Partners of Talenters (Argentina) O estudante de MBA em escolas internacionais - 2009 Partners of Talenters (Argentina) O estudante de MBA em escolas internacionais - 2009 A pesquisa No seu terceiro ano, a pesquisa MBA 2009 contou com a participação de 94 alunos brasileiros de segundo ano

Leia mais

internacionais - 2008

internacionais - 2008 O estudante brasileiro de MBA em escolas internacionais - 2008 São Paulo Brasil 2009 1 A Pesquisa Realizada por meio de aplicação de questionários quantitativos com 44 alunos brasileiros de 2º ano de MBA

Leia mais

Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil

Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil 2014 Objetivo Metodologia Perfil da Empresa de Consultoria Características das Empresas Áreas de Atuação Honorários Perspectivas e Percepção de Mercado

Leia mais

Programa Avançado de Desenvolvimento de Talentos!

Programa Avançado de Desenvolvimento de Talentos! Programa Avançado de Desenvolvimento de Talentos! CENÁRIO ATUAL - Crescimento exponencial da Telmex e América Móvil na América Latina; - Foco das atenções no Brasil. A Embratel será, em breve, responsável

Leia mais

Relatório Estatístico. 39º Encontro Anual da ANPOCS - 2015. Inscrições e Participação

Relatório Estatístico. 39º Encontro Anual da ANPOCS - 2015. Inscrições e Participação Relatório Estatístico 39º Encontro Anual da ANPOCS - 2015 Inscrições e Participação Caxambu - MG, 2015 Apresentação A Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (ANPOCS) tem transparecido,

Leia mais

na região metropolitana do Rio de Janeiro

na região metropolitana do Rio de Janeiro O PERFIL DOS JOVENS EMPREENDEDORES na região metropolitana do Rio de Janeiro NOTA CONJUNTURAL MARÇO DE 2013 Nº21 PANORAMA GERAL Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD/IBGE) de 2011,

Leia mais

Instituição sem fins lucrativos que visa à concretização do pleno potencial dos talentos acadêmicos de baixa renda no Brasil.

Instituição sem fins lucrativos que visa à concretização do pleno potencial dos talentos acadêmicos de baixa renda no Brasil. Instituição sem fins lucrativos que visa à concretização do pleno potencial dos talentos acadêmicos de baixa renda no Brasil. O ISMART Nenhuma nação que vise seu desenvolvimento sustentável pode prescindir

Leia mais

IBRI e FIPECAFI divulgam resultado de Pesquisa do Profissional e Área de RI. Levantamento traça atual estágio das Relações com Investidores no Brasil

IBRI e FIPECAFI divulgam resultado de Pesquisa do Profissional e Área de RI. Levantamento traça atual estágio das Relações com Investidores no Brasil IBRI e FIPECAFI divulgam resultado de Pesquisa do Profissional e Área de RI Levantamento traça atual estágio das Relações com Investidores no Brasil A 6ª Pesquisa sobre a área e os profissionais de Relações

Leia mais

Prof. Peter Bent Hansen PPGAd FACE PUCRS Junho de 2012.

Prof. Peter Bent Hansen PPGAd FACE PUCRS Junho de 2012. Prof. Peter Bent Hansen PPGAd FACE PUCRS Junho de 2012. Questões: Qual o foco das pesquisas científicas atuais? Quais as demandas atuais das organizações? Quais os temas mais relevantes hoje e nos próximos

Leia mais

Carreira executiva. www.datafolha.com.br

Carreira executiva. www.datafolha.com.br Carreira executiva 30/08 a 09/09/2011 CARREIRA EXECUTIVA HOMENS SÃO A MAIORIA PARA OS CARGOS DE PRESIDÊNCIA E DIRETORIA Principais áreas de formação e seleção dos candidatos são em administração e engenharia

Leia mais

RENDA, POBREZA E DESIGUALDADE NOTA CONJUNTURAL JANEIRO DE 2014 Nº28

RENDA, POBREZA E DESIGUALDADE NOTA CONJUNTURAL JANEIRO DE 2014 Nº28 RENDA, POBREZA E DESIGUALDADE NOTA CONJUNTURAL JANEIRO DE 2014 Nº28 no Estado do Rio de Janeiro NOTA CONJUNTURAL JANEIRO DE 2014 Nº28 PANORAMA GERAL Na última década, o Brasil passou por profundas mudanças

Leia mais

Pesquisa de Perfil, Expectativas e Percepção de Qualidade. Alunos de Programas de MBA 2013

Pesquisa de Perfil, Expectativas e Percepção de Qualidade. Alunos de Programas de MBA 2013 Pesquisa de Perfil, Expectativas e Percepção de Qualidade Alunos de Programas de MBA 2013 Tópicos Sobre a Anamba Objetivos da Pesquisa Metodologia Principais Resultados Sobre a Anamba Tem por missão contribuir

Leia mais

Pesquisa Semesp. A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho

Pesquisa Semesp. A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho Pesquisa Semesp A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho 2008 Ensino superior é um forte alavancador da carreira profissional A terceira Pesquisa Semesp sobre a formação acadêmica dos profissionais

Leia mais

CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2010

CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2010 1 CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2010 O Censo da Educação Superior, realizado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), constitui se em importante instrumento

Leia mais

PROFISSIONAIS DE RECURSOS HUMANOS: EXPECTATIVAS E PERCEPÇÕES SOBRE A INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO

PROFISSIONAIS DE RECURSOS HUMANOS: EXPECTATIVAS E PERCEPÇÕES SOBRE A INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO PROFISSIONAIS DE RECURSOS HUMANOS: EXPECTATIVAS E PERCEPÇÕES SOBRE A INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO 2014 APRESENTAÇÃO Já faz tempo que as empresas estão trabalhando com o desafio

Leia mais

MARKETING PARA ENGENHEIROS - PARTE I

MARKETING PARA ENGENHEIROS - PARTE I MARKETING PARA ENGENHEIROS - PARTE I Objetivos Apresentar os conceitos de marketing e sua aplicabilidade nos negócios com foco no ambiente de produção A quem se destina Profissionais, empreendedores e

Leia mais

PDG Realty ingressa no mercado imobiliário argentino, adquirindo

PDG Realty ingressa no mercado imobiliário argentino, adquirindo PDG Realty ingressa no mercado imobiliário argentino, adquirindo participação i na TGLT Relações com Investidores: Michel Wurman Diretor Vice-Presidente Financeiro e de RI João Mallet Gerente Financeiro

Leia mais

Impasses políticos. Novas tecnologias

Impasses políticos. Novas tecnologias Poder econômico em novos pontos do mundo Impasses políticos Fusões, aquisições e parcerias Mercados voláteis Foco em governança corporativa Mudanças demográficas Operaçõtes + complexas Novas tecnologias

Leia mais

Briefing. Boletim Epidemiológico 2010

Briefing. Boletim Epidemiológico 2010 Briefing Boletim Epidemiológico 2010 1. HIV Estimativa de infectados pelo HIV (2006): 630.000 Prevalência da infecção (15 a 49 anos): 0,61 % Fem. 0,41% Masc. 0,82% 2. Números gerais da aids * Casos acumulados

Leia mais

Balanço Mercado de Trabalho 2014

Balanço Mercado de Trabalho 2014 Balanço Mercado de Trabalho 2014 x Resultados Fevereiro/2015 Apresentação Respondentes: 1016 profissionais do LinkedIn Período: de 15/jan/2015 a 10/fev/2015 Público:participantes dos seguintes grupos de

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira RESUMO TÉCNICO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2007

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira RESUMO TÉCNICO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2007 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira RESUMO TÉCNICO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2007 Brasília DF 2009 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO.... 3 PROCESSO DE COLETA

Leia mais

EFICIÊNCIA DA GESTÃO DA INOVAÇÃO

EFICIÊNCIA DA GESTÃO DA INOVAÇÃO 1 DESMISTIFICANDO A INOVAÇÃO Transformar a inovação em competência gerenciável é o paradigma contemporâneo para empresas, governo e organizações sociais. Nesse contexto, o Congresso Internacional de Inovação

Leia mais

UFRJ ENGENHARIA DE PRODUÇÃO: DESTINO DOS GRADUADOS

UFRJ ENGENHARIA DE PRODUÇÃO: DESTINO DOS GRADUADOS UFRJ ENGENHARIA DE PRODUÇÃO: DESTINO DOS GRADUADOS Ismael S. Soares UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro Escola de Engenharia - Departamento de Engenharia Industrial Cidade Universitária Ilha

Leia mais

TENDÊNCIAS E PRÁTICAS DE RECURSOS HUMANOS 2015

TENDÊNCIAS E PRÁTICAS DE RECURSOS HUMANOS 2015 TENDÊNCIAS E PRÁTICAS DE RECURSOS HUMANOS 2015 CONTEÚDO 1. Como estamos até agora? 2. O que vem por aí... 3. Prioridades do RH para 2015 4. Nossa visão de 2015 01 COMO ESTAMOS ATÉ AGORA? PERFIL DOS PARTICIPANTES

Leia mais

CURRÍCULOS CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

CURRÍCULOS CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO ANTONIO RUBENS SILVA SILVINO, é graduado em Economia pela Facec de Santos e pós-graduado em Administração de Empresas pela FGV-SP. Rubens tem ainda especialização em Estratégia

Leia mais

Instituições de Ensino Superior - estudo financeiro comparativo de universidades públicas: Brasil, Canadá e Estados Unidos

Instituições de Ensino Superior - estudo financeiro comparativo de universidades públicas: Brasil, Canadá e Estados Unidos Instituições de Ensino Superior - estudo financeiro comparativo de universidades públicas: Brasil, Canadá e Estados Unidos Carla Regina Magagnin Roczanski de Albuquerque Pedro Antônio de Melo Universidade

Leia mais

Estudo ABERJE 2012 Comunicação Interna. Comunicação Interna

Estudo ABERJE 2012 Comunicação Interna. Comunicação Interna Estudo ABERJE 2012 JULHO DE 2012 20 2012 ABERJE Pesquisa 2012 Associação Brasileira de Comunicação Empresarial Concepção e planejamento: Prof. Dr. Paulo Nassar Coordenação: Carlos A. Ramello Desenvolvimento:

Leia mais

PESQUISA SOBRE A MULHER NA COMUNICAÇÃO CORPORATIVA

PESQUISA SOBRE A MULHER NA COMUNICAÇÃO CORPORATIVA PESQUISA SOBRE A MULHER NA COMUNICAÇÃO CORPORATIVA O Instituto ABERJE de Pesquisas realizou uma pesquisa sobre a Mulher na Comunicação Corporativa, com o patrocínio da Natura e da Multibrás, e ouviu 6

Leia mais

Especialização em Investment Banking

Especialização em Investment Banking Especialização em Investment Banking Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos modificaram

Leia mais

O MESTRADO PROFISSIONAL, OS MBAS E A REMUNERAÇÃO DO PROFESSOR

O MESTRADO PROFISSIONAL, OS MBAS E A REMUNERAÇÃO DO PROFESSOR O MESTRADO PROFISSIONAL, OS MBAS E A REMUNERAÇÃO DO PROFESSOR Ricardo Pereira Câmara Leal 1 Caixa Postal 68514 - Cidade Universitária CEP: 21949-900 Rio de Janeiro/RJ Brasil Tel: (21) 25989871 E-mail:

Leia mais

M B A P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M G E S T Ã O E M P R E S A R I A L

M B A P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M G E S T Ã O E M P R E S A R I A L depto. mkt. IBS FGV management CONVENIADA RESOLUÇÃO DO MEC Os cursos MBA Pós-Graduação Especialização da Fundação Getulio Vargas atendem aos requisitos da Resolução CNE / CES nº 01, de 08/06/07. Ascensão

Leia mais

Profissionais de sustentabilidade Atuação, projetos e aspirações. Pesquisa 2015

Profissionais de sustentabilidade Atuação, projetos e aspirações. Pesquisa 2015 Profissionais de sustentabilidade Atuação, projetos e aspirações Pesquisa 2015 O agente do crescimento sustentável A Deloitte e a Associação Brasileira dos Profissionais de Sustentabilidade (ABRAPS) apresentam

Leia mais

Certeza de um. grande negócio

Certeza de um. grande negócio ESPECIAL EAD Certeza de um grande negócio A educação a distância no ensino superior segue uma tendência irreversível de crescimento, puxada pelas instituições particulares, que investem cada vez mais pesadamente

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego - PME

Pesquisa Mensal de Emprego - PME Pesquisa Mensal de Emprego - PME Dia Internacional da Mulher 08 de março de 2012 M U L H E R N O M E R C A D O D E T R A B A L H O: P E R G U N T A S E R E S P O S T A S A Pesquisa Mensal de Emprego PME,

Leia mais

M B A P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M G E R E N C I A M E N T O D E P R O J E T O S * Programa sujeito a alterações

M B A P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M G E R E N C I A M E N T O D E P R O J E T O S * Programa sujeito a alterações depto. mkt. IBE FGV * Programa sujeito a alterações RESOLUÇÃO DO MEC Os cursos MBA Pós-Graduação Especialização da Fundação Getulio Vargas atendem aos requisitos da Resolução CNE / CES nº 01, de 08/06/07.

Leia mais

RENDA, TRABALHO E EMPREENDEDORISMO NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

RENDA, TRABALHO E EMPREENDEDORISMO NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RENDA, TRABALHO E EMPREENDEDORISMO NOTA CONJUNTURAL Nº35 2015 NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO NOTA CONJUNTURAL Nº35 2015 PANORAMA GERAL O ano de 2015 se inicia com grandes incertezas com relação à economia

Leia mais

Análise dos resultados

Análise dos resultados Análise dos resultados análise, a seguir, tem como objetivo apresentar a organização, o A perfil e o dimensionamento do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação - TIC, no Brasil, enfocando os principais

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Canadá Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios De acordo com a nomenclatura usada pelo Ministério da Indústria do Canadá, o porte

Leia mais

Gestão de carreira e network. Prepare-se para se tornar o líder de seu desenvolvimento pessoal e construir sua carreira

Gestão de carreira e network. Prepare-se para se tornar o líder de seu desenvolvimento pessoal e construir sua carreira Prepare-se para se tornar o líder de seu desenvolvimento pessoal e construir sua carreira Introdução As organizações e suas características na movimentação de carreira Os segmentos e sua estratégia de

Leia mais

Melhora nos indicadores da presença feminina no mercado de trabalho não elimina desigualdades

Melhora nos indicadores da presença feminina no mercado de trabalho não elimina desigualdades A INSERÇÃO DA MULHER NO MERCADO DE TRABALHO DE PORTO ALEGRE NOS ANOS 2000 Boletim Especial: Dia Internacional das Mulheres MARÇO/2010 Melhora nos indicadores da presença feminina no mercado de trabalho

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programa de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de Pós-MBA

Leia mais

Como é o RH nas Empresas?

Como é o RH nas Empresas? Como é o RH nas Empresas? Informações gerais da pesquisa Objetivo: entender a percepção dos profissionais de RH sobre clima organizacional Pesquisa realizada entre 24/06 e 12/07 Parceria entre Hay Group

Leia mais

Índice de Confiança do Agronegócio

Índice de Confiança do Agronegócio Índice de Confiança do Agronegócio Terceiro Trimestre 2014 Principais Resultados:» Índice de Confiança do Agronegócio» Índice da Indústria (antes e depois da porteira)» Índice do Produtor Agropecuário

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS INEP

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS INEP MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS INEP Alunos apontam melhorias na graduação Aumenta grau de formação dos professores e estudantes mostram que cursos possibilitam

Leia mais

Destaques TIC Domicílios 2007 Uso e Posse de Computador e Internet, Barreiras de Acesso, Uso do Celular, Intenção de aquisição

Destaques TIC Domicílios 2007 Uso e Posse de Computador e Internet, Barreiras de Acesso, Uso do Celular, Intenção de aquisição Destaques TIC Domicílios 2007 Uso e Posse de Computador e Internet, Barreiras de Acesso, Uso do Celular, Intenção de aquisição De maneira geral, os dados indicam que houve um forte aumento da posse e o

Leia mais

CONSELHO DE ÉTICA: Cintia Pureza Cláudia Musto Mailson Hykavei Rodrigo Vazquez Sérgio Galvão Bueno Silvio Paixão

CONSELHO DE ÉTICA: Cintia Pureza Cláudia Musto Mailson Hykavei Rodrigo Vazquez Sérgio Galvão Bueno Silvio Paixão CONSELHO DE ÉTICA: Cintia Pureza Cláudia Musto Mailson Hykavei Rodrigo Vazquez Sérgio Galvão Bueno Silvio Paixão Cíntia Pureza, Candidata a membro do Conselho de Ética do IBCPF 2013-2015 Cintia Pureza,

Leia mais

PESQUISA de HONORÁRIOS e TENDÊNCIAS da CONSULTORIA no BRASIL 11ª edição- 2011 / 2012

PESQUISA de HONORÁRIOS e TENDÊNCIAS da CONSULTORIA no BRASIL 11ª edição- 2011 / 2012 Member of ICMCI International Council of Management Consulting Institutes PESQUISA de HONORÁRIOS e TENDÊNCIAS da CONSULTORIA no BRASIL 11ª edição 2011 / 2012 Av. Paulista, 326 Conj. 77 Bela Vista CEP 01310902

Leia mais

O impacto do INCLUSP no ingresso de estudantes da escola pública na USP

O impacto do INCLUSP no ingresso de estudantes da escola pública na USP VERSÃO: 03-04-2008 2 O impacto do INCLUSP no ingresso de estudantes da escola pública na USP 1. Apresentação do Programa O Programa de Inclusão Social da USP (INCLUSP) foi concebido a partir da preocupação

Leia mais

Dinamismo do mercado de trabalho eleva a formalização das relações de trabalho de homens e mulheres, mas a desigualdade persiste

Dinamismo do mercado de trabalho eleva a formalização das relações de trabalho de homens e mulheres, mas a desigualdade persiste Dinamismo do mercado de trabalho eleva a formalização das relações de trabalho de homens e mulheres, mas a desigualdade persiste Introdução De maneira geral, as mulheres enfrentam grandes dificuldades

Leia mais

Bancos brasileiros prontos para um cenário de crescimento sustentado e queda de juros

Bancos brasileiros prontos para um cenário de crescimento sustentado e queda de juros 1 Bancos brasileiros prontos para um cenário de crescimento sustentado e queda de juros Tomás Awad Analista senior da Itaú Corretora Muito se pergunta sobre como ficariam os bancos num cenário macroeconômico

Leia mais

PED - PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NA CIDADE DE SANTOS

PED - PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NA CIDADE DE SANTOS PED - PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NA CIDADE DE SANTOS MARÇO-2007 OBJETIVO Os principais objetivos desta pesquisa são: Conhecer e divulgar a situação do emprego e desemprego na cidade de Santos, de

Leia mais

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro Como a Copa do Mundo 214 vai movimentar o Turismo Brasileiro 9 dias O estudo As empresas Principais conclusões a 9 dias da Copa 1 principais emissores 1 Desempenho das cidades-sede Chegadas internacionais

Leia mais

Pesquisa Salarial - Presidentes e Diretores Executivos Brasil 2015. www.pageexecutive.com

Pesquisa Salarial - Presidentes e Diretores Executivos Brasil 2015. www.pageexecutive.com Pesquisa Salarial Presidentes e Diretores Executivos Brasil 2015 1 Índice Apresentação Metodologia Destaques Benefícios Outros Benefícios Forma de contratação Seguro D&O Presidente Diretor Financeiro Diretor

Leia mais

Desenvolvimento de educação técnica e científica para a operação de centros de PD&I no Brasil. Carlos Arruda, Erika Barcellos, Cleonir Tumelero

Desenvolvimento de educação técnica e científica para a operação de centros de PD&I no Brasil. Carlos Arruda, Erika Barcellos, Cleonir Tumelero Desenvolvimento de educação técnica e científica para a operação de centros de PD&I no Brasil Carlos Arruda, Erika Barcellos, Cleonir Tumelero Empresas Participantes do CRI Multinacionais Instituições

Leia mais

CFO Panorama Global dos Negócios Cenário Favorável no Brasil em 2013.

CFO Panorama Global dos Negócios Cenário Favorável no Brasil em 2013. CFO Panorama Global dos Negócios Cenário Favorável no Brasil em 2013. ------------------------------------------- DUKE UNIVERSITY NEWS e FGV Notícias Duke University Office of News & Communications http://www.dukenews.duke.edu

Leia mais

PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA

PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA SETEMBRO /2012 ÍNDICE INTRODUÇÃO 3 1. Dimensão e características da ocupação no setor da construção civil no Brasil e na Bahia (2000 e 2010)...

Leia mais

MBA em Gestão Integrada de Marketing, Operações e Logística

MBA em Gestão Integrada de Marketing, Operações e Logística MBA em Gestão Integrada de Marketing, Operações e Logística Público - alvo Indicado para profissionais que atuam nas áreas de operações, logística e marketing e que precisem desenvolver atuação integrada

Leia mais

RELATÓRIO DA GERÊNCIA DE MONITORAMENTO PANORAMA DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO - ANO 2011

RELATÓRIO DA GERÊNCIA DE MONITORAMENTO PANORAMA DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO - ANO 2011 RELATÓRIO DA GERÊNCIA DE MONITORAMENTO PANORAMA DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO - ANO 2011 Março 2012 SUMÁRIO I - EVOLUÇÃO DO NÚMERO DE COOPERATIVAS, COOPERADOS E EMPREGADOS, 3 II - ANÁLISE POR RAMO, 8 2.1

Leia mais

I Ao longo do último século o Brasil passou de um país mentalmente aberto para um país mentalmente fechado.

I Ao longo do último século o Brasil passou de um país mentalmente aberto para um país mentalmente fechado. I Ao longo do último século o Brasil passou de um país mentalmente aberto para um país mentalmente fechado. Em 1900, o País chegou a ter 7,3% da população composta por imigrantes; hoje, tem apenas 0,3%.

Leia mais

Oportunidades de Feiras, Eventos, Estágios e Empregos

Oportunidades de Feiras, Eventos, Estágios e Empregos Oportunidades de Feiras, Eventos, Estágios e Empregos Esta apresentação tem por objetivo informar aos nosso professores e alunos as oportunidades de Feiras, Eventos, Estágios e Emprego participação na

Leia mais

Informativo Vida na ESIC

Informativo Vida na ESIC www.esic.br Informativo Vida na ESIC 25ª edição by: Nestor Eckert PERSPECTIVAS DE NEGÓCIOS 2014. Tendências estratégicas, financeiras, inovação & capital humano. Evento que não se pode perder! Esta é a

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. 15/09/2015 www.palestramos.com.br 1

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. 15/09/2015 www.palestramos.com.br 1 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 15/09/2015 www.palestramos.com.br 1 EMPRESA A PalestRamos está pronta para atender todas as suas necessidades na gestão de profissionais e equipes. Com mais de 5 anos de atuação

Leia mais

Fundo Criatec II. Press Release. 1 O Projeto CRIATEC do BNDES. 2 O Fundo CRIATEC I. 3 O Fundo Criatec II. Rio de Janeiro, 14 de novembro de 2013

Fundo Criatec II. Press Release. 1 O Projeto CRIATEC do BNDES. 2 O Fundo CRIATEC I. 3 O Fundo Criatec II. Rio de Janeiro, 14 de novembro de 2013 1 O Projeto CRIATEC do BNDES Fundo Criatec II Press Release Rio de Janeiro, 14 de novembro de 2013 Em Dezembro de 2006, a Diretoria do BNDES aprovou a criação do Programa CRIATEC, focado no apoio às empresas

Leia mais

acordo com as diferentes funções, competências e áreas de atuação dos nossos profissionais.

acordo com as diferentes funções, competências e áreas de atuação dos nossos profissionais. sustentabilidade Qualidade em serviços/aprendizagem e desenvolvimento O desenvolvimento profissional é essencial para mantermos a qualidade de nossos serviços, assegurarmos o crescimento da Organização

Leia mais

Futuro do trabalho O futuro do trabalho Destaques O futuro do trabalho: Impactos e desafios para as empresas no Brasil

Futuro do trabalho O futuro do trabalho Destaques O futuro do trabalho: Impactos e desafios para as empresas no Brasil 10Minutos Futuro do trabalho Pesquisa sobre impactos e desafios das mudanças no mundo do trabalho para as organizações no B O futuro do trabalho Destaques Escassez de profissionais, novos valores e expectativas

Leia mais

FIPECAFI e IBRI divulgam resultado da 5ª Pesquisa sobre o Perfil e a Área de Relações com Investidores

FIPECAFI e IBRI divulgam resultado da 5ª Pesquisa sobre o Perfil e a Área de Relações com Investidores FIPECAFI e IBRI divulgam resultado da 5ª Pesquisa sobre o Perfil e a Área de Relações com Investidores Os resultados da 5ª Pesquisa sobre o perfil e a área de Relações com Investidores no Brasil divulgado

Leia mais

FORMAÇÃO DE MÃO DE OBRA: RISCO DO NOVO APAGÃO NO BRASIL

FORMAÇÃO DE MÃO DE OBRA: RISCO DO NOVO APAGÃO NO BRASIL FORMAÇÃO DE MÃO DE OBRA: RISCO DO NOVO APAGÃO NO BRASIL Estudo com 130 empresas de grande porte no Brasil*; Faturamento das empresas supera os U$S 350 bilhões, superando a marca de 22% do Produto Interno

Leia mais

Palavras chave: Cursos superiores de tecnologia. Expansão. Percepção. Preconceito.

Palavras chave: Cursos superiores de tecnologia. Expansão. Percepção. Preconceito. CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA: PERCEPÇÃO DOS ALUNOS DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR NO ESTADO DE ALAGOAS. Resumo: Maria De Fátima Da Costa Lippo Acioli Mario Cesar Jucá Paulo Jorge De Oliveira Romildo

Leia mais

Apesquisa suplementar sobre acesso à Internet e posse de telefone

Apesquisa suplementar sobre acesso à Internet e posse de telefone Análise dos resultados Apesquisa suplementar sobre acesso à Internet e posse de telefone móvel celular para uso pessoal ampliou a investigação rotineira da PNAD, que restringe o levantamento sobre o assunto

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira RESUMO TÉCNICO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2008

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira RESUMO TÉCNICO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2008 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira RESUMO TÉCNICO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2008 Brasília DF 2009 SUMÁRIO LISTA DE TABELAS... 3 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF nº 01.417.222/0001-77 Praia de Botafogo, n 228, sala 1201 E Botafogo CEP 22250-906, Rio de Janeiro RJ

Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF nº 01.417.222/0001-77 Praia de Botafogo, n 228, sala 1201 E Botafogo CEP 22250-906, Rio de Janeiro RJ Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF nº 01.417.222/0001-77 Praia de Botafogo, n 228, sala 1201 E Botafogo CEP 22250-906, Rio de Janeiro RJ ELEIÇÃO DE MEMBROS PARA CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Atendimento

Leia mais

GESTÃO E INTELIGÊNCIA DE NEGÓCIOS

GESTÃO E INTELIGÊNCIA DE NEGÓCIOS GESTÃO E INTELIGÊNCIA DE NEGÓCIOS Sistema de Informação Compartilhada e Criação de Valor Novos Modelos de Negócios Equipe Docente com Reconhecimento Internacional Universidade Candido Mendes GESTÃO E INTELIGÊNCIA

Leia mais

LEVANTAMENTO DE CAMPO (SURVEY):

LEVANTAMENTO DE CAMPO (SURVEY): LEVANTAMENTO DE CAMPO (SURVEY): Perfil, percepções e perspectivas dos profissionais de física médica no Brasil (não associados ABFM) JULHO/SETEMBRO 2014 SUMÁRIO Introdução... 3 Objetivos da pesquisa...

Leia mais

ENGENHEIROS - LÍDERES, TEMOS FORMAÇÃO PARA GERIR PESSOAS?

ENGENHEIROS - LÍDERES, TEMOS FORMAÇÃO PARA GERIR PESSOAS? ENGENHEIROS - LÍDERES, TEMOS FORMAÇÃO PARA GERIR PESSOAS? Rita de Castro Engler Florencio de Almeida, Docteur de l Ecole Centrale Paris BSP São Paulo Business School R. Maranhão, 213 / 1 º andar São Paulo/SP

Leia mais

Candidatos à Diretoria do IBCPF para o biênio 2015/2017

Candidatos à Diretoria do IBCPF para o biênio 2015/2017 Candidatos à Diretoria do IBCPF para o biênio 2015/2017 André Novaes Augusto Virgílio Silva Alves Carneiro Eduardo Forestieri Ernesto Leme Francisco José Levy Guilherme Kolberg Lavínia Martins Leanderson

Leia mais

FINANÇAS DOS CLUBES BRASILEIROS E VALOR DAS MARCAS DOS 17 CLUBES MAIS VALIOSOS DO BRASIL

FINANÇAS DOS CLUBES BRASILEIROS E VALOR DAS MARCAS DOS 17 CLUBES MAIS VALIOSOS DO BRASIL FINANÇAS DOS CLUBES BRASILEIROS E VALOR DAS MARCAS DOS 17 CLUBES MAIS VALIOSOS DO BRASIL edição 2012 Sumário Prefácio 5 Finanças dos clubes brasileiros 6 Receita total e 7 receita sem transferências de

Leia mais

Finanças dos clubes de futebol do Brasil em 2011

Finanças dos clubes de futebol do Brasil em 2011 Finanças dos clubes de futebol do Brasil em 2011 Maio 2012 A BDO é a quinta maior empresa de auditoria e consultoria do Brasil, e realiza estudos e análises sobre a Indústria do Esporte, por meio de sua

Leia mais

PESQUISA EMPREGABILIDADE ADMINISTRAÇÃO FORMANDOS -2010/1

PESQUISA EMPREGABILIDADE ADMINISTRAÇÃO FORMANDOS -2010/1 PESQUISA EMPREGABILIDADE INISTRAÇÃO FORMANDOS -2010/1 Objetivo Geral Verificar o percentual de alunos formandos que estão em atividade profissional. Objetivo Específico Identificar e comunicar o nível

Leia mais

O Sonho de ser Empreendedor no Brasil

O Sonho de ser Empreendedor no Brasil O Sonho de ser Empreendedor no Brasil Marco Aurélio Bedê 1 Resumo: O artigo apresenta os resultados de um estudo sobre o sonho de ser Empreendedor no Brasil. Com base em tabulações especiais elaboradas

Leia mais

SALÃO AUTOMÓVEL AEP / GABINETE DE ESTUDOS

SALÃO AUTOMÓVEL AEP / GABINETE DE ESTUDOS SALÃO AUTOMÓVEL AEP / GABINETE DE ESTUDOS MARÇO DE 2009 1 MERCADO AUTOMÓVEL 1. Vendas de ligeiros de passageiros novos na Europa Tendo como fonte o Comunicado de 16 de Janeiro de 2009 divulgado pela ACAP,

Leia mais

Proposta de Valor aos Empregados (EVP) como direcionador estratégico de Recursos Humanos

Proposta de Valor aos Empregados (EVP) como direcionador estratégico de Recursos Humanos RH 2020: Valor e Inovação Proposta de Valor aos Empregados (EVP) como direcionador estratégico de Recursos Humanos Glaucy Bocci 7 de maio de 2015, São Paulo Agenda Contexto O valor estratégico da EVP Pesquisa

Leia mais

MEC/CAPES. Portal de Periódicos

MEC/CAPES. Portal de Periódicos MEC/CAPES Portal de Periódicos A CAPES e a formação de recursos de alto nível no Brasil Criada em 1951, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é uma agência vinculada ao

Leia mais

Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular. Edição n 05

Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular. Edição n 05 Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular Edição n 05 Junho de 2010 2 Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular Edição n 05 O objetivo geral deste estudo foi investigar as percepções gerais

Leia mais

As Demandas do Mercado e dos Especialistas em Carreira Armando Lourenzo - EY

As Demandas do Mercado e dos Especialistas em Carreira Armando Lourenzo - EY em Carreira Armando Lourenzo - EY EY QUEM SOMOS em Carreira Prestamos serviços a mais de 3,5 mil clientes 80% das empresas da Fortune Global 500 5.000 profissionais no Brasil 190.000 profissionais no mundo

Leia mais

Educação Financeira na Infância. 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1

Educação Financeira na Infância. 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Educação Financeira na Infância 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Objetivo, metodologia e amostra o Objetivo: A sondagem teve por objetivo identificar informações relacionadas à educação financeira durante

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CIG-PROPLAN SETEMBRO, 2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CIG-PROPLAN SETEMBRO, 2013 2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CIG-PROPLAN ANÁLISE DO IGC DA UFPE 2007-2012 SETEMBRO, 2013 Apresentação Este relatório contém o resultado da análise do Índice Geral de Cursos (IGC) da UFPE durante

Leia mais

MESTRADO INTERNACIONAL (MBA Pleno)

MESTRADO INTERNACIONAL (MBA Pleno) depto. mkt IBE/FGV Turmas em Belo Horizonte Campinas Rio de Janeiro MESTRADO INTERNACIONAL (MBA Pleno) Mestrado Americano em Administração de Negócios, sem interromper suas atividades profissionais no

Leia mais

Pesquisa do ManpowerGroup revela declínio nas expectativas de contratações no Brasil

Pesquisa do ManpowerGroup revela declínio nas expectativas de contratações no Brasil EMBARGOED UNTIL TUESDAY JUNE 09, 2015 AT 00.01 EST Pesquisa do ManpowerGroup revela declínio nas expectativas de contratações no Brasil A expectativa de contratação no Brasil chega a -3% para o próximo

Leia mais

Quem é Ana Luiza Cunha?

Quem é Ana Luiza Cunha? Apresentação WSI Quem é a WSI? Fundada em 1995 Nascimento da Internet 1.100 Consultores de Marketing Digital 81 países 12 grandes Centros de Produção Receita estimada da rede: acima de US$160 milhões Parceiros:

Leia mais

Trade Marketing. Diagnóstico de Execução e Soluções por canal Concorrentes, Disponibilidade, Arno, Comunicação SOLUÇÕES EM PESQUISA & INSIGHTS

Trade Marketing. Diagnóstico de Execução e Soluções por canal Concorrentes, Disponibilidade, Arno, Comunicação SOLUÇÕES EM PESQUISA & INSIGHTS CONFIDENCIAL SOLUÇÕES EM PESQUISA & INSIGHTS Trade Marketing Proposta Técnica-Comercial Diagnóstico de Execução e Soluções por canal Concorrentes, Disponibilidade, perfil Execução & tendências Arno, Comunicação

Leia mais

Pelo segundo mês consecutivo cai o endividamento e a inadimplência em Santa Catarina. Síntese dos resultados Meses Situação da família

Pelo segundo mês consecutivo cai o endividamento e a inadimplência em Santa Catarina. Síntese dos resultados Meses Situação da família Núcleo de Pesquisas Pelo segundo mês consecutivo cai o endividamento e a inadimplência em Santa Catarina Os dados levantados pela Pesquisa de Endividamento e Inadimplência dos Consumidores (PEIC) de Santa

Leia mais

mhtml:file://e:\economia\ibge Síntese de Indicadores Sociais 2010.mht

mhtml:file://e:\economia\ibge Síntese de Indicadores Sociais 2010.mht Page 1 of 7 Comunicação Social 17 de setembro de 2010 Síntese de Indicadores Sociais 2010 SIS 2010: Mulheres mais escolarizadas são mães mais tarde e têm menos filhos Embora abaixo do nível de reposição

Leia mais

FERROVIA CENTRO ATLÂNTICA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 00.924.429/0001-75 NIRE 31.300.011.879 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

FERROVIA CENTRO ATLÂNTICA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 00.924.429/0001-75 NIRE 31.300.011.879 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO FERROVIA CENTRO ATLÂNTICA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 00.924.429/0001-75 NIRE 31.300.011.879 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO INDICAÇÃO DE MEMBROS PARA ELEIÇÃO E REELEIÇÃO AO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA

Leia mais

MBA Executivo Internacional

MBA Executivo Internacional MBA Executivo Internacional Informações* Dias e horários das aulas: Quinzenalmente. Sextas e sábados. Das 08h30 às 17h30. Carga horária: 612 Horas *As informações podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Executive MBA, e auniversidade de Oxford, que. conquista um terceiro lugar em Gestão, um

Executive MBA, e auniversidade de Oxford, que. conquista um terceiro lugar em Gestão, um posição em Economia e MBA e em terceiro nos mestrados de Empreendedorismo e Gestão. A Universidade de Stanford também aparece muito bem cotada, com dois primeiros lugares, em Gestão e em Recursos Humanos,

Leia mais

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos POPULAÇÃO BRASILEIRA Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos Desde a colonização do Brasil o povoamento se concentrou no litoral do país. No início do século XXI, a população brasileira ainda

Leia mais