Crianças e Jovens: A sua relação com as Tecnologias e os Meios de Comunicação

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Crianças e Jovens: A sua relação com as Tecnologias e os Meios de Comunicação"

Transcrição

1 Crianças e Jovens: A sua relação com as Tecnologias e os Meios de Comunicação O projecto O CIES-ISCTE (Centro de Investigação e Estudos de Sociologia), em colaboração com a PT. COM Comunicações Interactivas, S.A., e no âmbito de um protocolo de colaboração realizado entre estas instituições, está a desenvolver um estudo sobre as Crianças e Jovens: A sua Relação com as Tecnologias e os Meios de Comunicação. Simultaneamente, o CIES encontra-se também a desenvolver uma pesquisa denominada E-Generation: Os Usos de Media pelas Crianças e Jovens em Portugal, apoiado pela Fundação PT. Ambos têm objectivos semelhantes: mapeamento dos estilos de vida mediáticos de jovens e oportunidades de evolução dos mercados; caracterização dos contextos e usos de media de crianças e jovens em Portugal; e a comparação de resultados a nível europeu e global numa primeira fase (2006) entre Portugal e Catalunha e numa segunda fase EUA, Canadá; Alemanha, Singapura, Índia, Japão, China, Chile, Argentina, França, Reino Unido, Itália, Suécia e Espanha no quadro do World Internet Project. A principal diferença entre estes projectos reside na metodologia de recolha de informação utilizada para cada um deles. O projecto E-Generation baseia-se numa metodologia de recolha de dados realizada através de um questionário presencial aplicado a uma amostra representativa da população, com idades entre 9-20 anos. Em breve será possível apresentar alguns resultados preliminares deste estudo. No caso do projecto desenvolvido em conjunto com a PT.COM, a metodologia escolhida foi a aplicação de um inquérito on-line realizado pelo CIES-ISCTE, alojado na rede SAPO, a jovens utilizadores de internet. O inquérito esteve on-line durante um mês e totalizou 1377 respostas, das quais foram consideradas válidas 1353, o que nos permite fazer uma caracterização dos jovens utilizadores de internet que responderam ao questionário e da sua relação com as tecnologias e os meios de comunicação. A equipa que no CIES está a desenvolver o projecto é constituída por: Gustavo Cardoso (Coordenação Científica) Rita Espanha Maria do Carmo Gomes Tiago Lapa

2 Alguns resultados A população que respondeu ao questionário on-line é um público constituído por utilizadores de internet, até aos 20 anos, o que lhe confere características específicas. Cerca de metade dos inquiridos frequenta o ensino secundário e a esmagadora maioria partilha ainda a casa dos pais. O número de jovens que responderam ao questionário é maioritariamente masculino, mas ainda assim 43,5% dos internautas inquiridos são raparigas. O nível de qualificação dos inquiridos permite perceber que, quanto maior a formação das pessoas, maior é a utilização da internet. Tratando-se de jovens com menos de 20 anos é pertinente o contexto sociocultural dos pais: 2,4% dos inquiridos afirma que o pai não acabou o 1º ciclo e 23,4% afirma que o pai só tem até ao 1º ciclo completo. Contudo, 16,6% dos inquiridos afirma que o pai tem um curso superior e 18,6% afirma que a mãe tem formação superior. É de assinalar que estas percentagens estão acima do que se verifica a nível nacional. Os jovens poderão ser um foco difusor de novos valores e novas práticas e o facto de não terem recursos escolares significativos não quer dizer que os afaste necessariamente das novas tecnologias. Contudo nos mais velhos a dupla condição (da idade e da baixa escolaridade) parece ser um factor inibidor 1. Quadro 1 Características dos Inquiridos (%) Sexo dos inquiridos Masculino 56,5 Feminino 43,5 Escolaridade 2º Ciclo do Ensino Básico 6,9 3º Ciclo do Ensino Básico 27,6 Ensino Secundário 65,6 Idade 9 aos 12 anos 8,9 13 aos 15 anos 26,7 16 aos 18 anos 44,3 19 aos 20 anos 20,1 O público específico que respondeu ao questionário partilha práticas comunicacionais com a generalidade dos portugueses, como é o facto de verem televisão, mas fazem-no noutros moldes. Neste público, a televisão remete-se cada vez mais para um papel de contextualização atomizada em rede e é algo que se deixa ligado em fundo enquanto desenvolvemos outra actividade, como estar na internet 2. Esse aspecto é coerente com o facto de uma parte significativa dos jovens inquiridos preterir a televisão em relação a outros 1 Cardoso, Gustavo, António Firmino da Costa, Cristina Palma Conceição e Maria do Carmo Gomes, A Sociedade em Rede em Portugal, Porto, Campo das Letras, Espanha, Rita; Luís Soares e Gustavo Cardoso, Do Multimedia ao Wireless: As Dietas Mediáticas dos Portugueses, in A Sociedade em Rede.- Do Conhecimento à Acção Política, Colecção Debates, Ed. Imprensa Nacional Casa da Moeda, 2006

3 media, apesar de menos de 1% dos inquiridos afirmar que não vê televisão. O aumento do uso da internet não significa que esta substitui o consumo de outros meios comunicacionais. Antes, a internet desempenha um papel de reforço de informação. Segundo Espanha, Soares e Cardoso (2006), verifica-se também a tendência para a multiplicação de interesses e actividades por parte dos utilizadores da internet, reforçando a hipótese de que a utilização das novas tecnologias de comunicação leva à diversificação e ampliação das capacidades comunicativas. Quanto ao que os jovens inquiridos mais gostam de fazer depois do jantar, a preferência recai sobre a ligação à internet para 38,7% deles. A televisão aparece em segundo lugar com 28,6% das preferências. Grande parte dos jovens internautas (90,5%) utiliza habitualmente o computador e a internet fora da escola para estudar ou fazer trabalhos de casa. Além disso, a utilização de enciclopédias multimédia é uma realidade para 67,8% dos inquiridos e quase a totalidade dos inquiridos (94,2%) utiliza um processador de texto para fazer trabalhos. E 80,3% utiliza o computador para comunicar e pedir ajuda aos colegas. 41,6% afirmam que têm o computador no seu quarto, 28,7% que o computador está no escritório e 13,2% que está na sala de estar. Mais de metade dos internautas utiliza o computador mais de 2 horas por dia, durante a semana. A tendência é para haver uma maior utilização do computador no fim-de-semana. 29,1% dos inquiridos utilizou a internet pela primeira vez quando tinha 10 anos ou menos. Mais de metade começou a utilizar a internet com 12 anos ou menos. A utilização da internet é maior durante o fim-de-semana e mais de metade dos jovens inquiridos navega 2 horas ou mais por dia durante esse período. 41,8% dos inquiridos admite que têm amigos que vêm sites destinados a adultos contra apenas 19,1% que dizem que não conhecem ninguém que o faça. Contudo, é de assinalar a elevada percentagem de inquiridos que não responderam à questão (39%). Um pouco mais de metade dos jovens inquiridos (51,2%) já fez um blog, enquanto que apenas 35,7% já fizeram alguma página na web, o que requer mais conhecimentos técnicos. A grande maioria dos internautas tem, ou duas contas de correio electrónico (43,1%) ou três ou mais (36,7%). É evidente a clara preferência dos inquiridos em comunicarem com pessoas que conhecem de outros locais (como a escola) nos chats (82,1%). Também é a maioria (64,8%) que diz que se mostra como é nos chats, enquanto que 27,5% admite fingir por vezes ser outro tipo de pessoa e 7,7% admite fingir sempre. 41,4% dos inquiridos diz não ter nenhum amigo virtual, 31% diz ter amigos virtuais mas não os conhece pessoalmente, 24,4% afirma conhecer alguns desses amigos e apenas uma pequena minoria (3,3%) afirma conhecer quase todos. Mais de 75% dos inquiridos admite ser quem mais utiliza e o que mais sabe de internet em casa. E mais de metade dos inquiridos (58,3%) diz conhecer alguém que, na sua opinião, não pode viver sem internet. Uma grande parte dos jovens inquiridos acha que tem ou um nível médio (48,3%) ou um nível avançado de utilização da internet (30,6%). A grande maioria prefere a internet (71,3%) à televisão (20,5%). E metade dos internautas prefere a

4 internet ao telemóvel. A televisão é sempre preterida visto que 58,1% optam pelos jogos em vez da televisão e 54,2% optam pelo telemóvel em vez do ecrã da TV. Quadro 2 Preferências em relação aos media (%) Internet vs Televisão Internet 71,3 Televisão 20,5 Não sabe/não responde 8,1 Internet vs Telemóvel Internet 50,2 Telemóvel 42,4 Não sabe/não responde 7,5 Jogos de consola ou computador vs Televisão Jogos 58,1 Televisão 34,7 Não sabe/não responde 7,2 Telemóvel vs Televisão Telemóvel 54,2 Televisão 39,5 Não sabe/não responde 6,2 Quase metade dos inquiridos (49,4%) gasta menos de 3 euros em telemóvel e 29,4% gasta entre 3 e 6 euros por mês. 63,6% teve o seu primeiro telemóvel com 13 anos ou menos. 29,3% dos jovens internautas acha que a sua vida mudaria para pior se ficassem duas semanas sem telemóvel enquanto que 66,4% acha que não mudaria nada. 44,1% dos inquiridos admite que apenas algumas mensagens são necessárias, 38,8% acha que muitas são necessárias e apenas 14,3% acha que são todas necessárias. A maioria dos inquiridos (58,2%) afirma que, às vezes, recebe mensagens quando já está deitado e 20,3% afirma que isso acontece muitas vezes. Pouco menos de 90% afirma que existem três ou mais telemóveis em casa. A grande maioria (78,8%) costuma jogar com consolas ou computadores. 51,1% dos inquiridos joga até uma hora por dia, durante a semana. No fim-de-semana o tempo passado a jogar aumenta visto que, nesse período, perto de 60% joga mais de uma hora por dia. Mais de 70% tem três ou mais televisões em casa e 58,5% afirma ter televisão paga (TV cabo, satélite, etc.). 30,1% dos inquiridos afirma que são eles que vêm mais televisão no agregado familiar. 68,1% dos inquiridos afirma ter um leitor de música portátil em que possa utilizar ficheiros mp3. Quanto à troca de músicas com os amigos, 28,2% diz que o faz utilizando a internet. Só uma pequena minoria (1,8%) compra habitualmente músicas na rede e 7,6% responderam que compram às vezes, contudo, no total, existem 14,8% de inquiridos que já adquiriram músicas na rede pelo menos uma vez. 67,3% acha que é mais errado vender músicas ou

5 CDs pirateados, enquanto que 19,7% acham que é mais errado comprar. 40,9% estariam dispostos a pagar até 10 euros por mês para adquirir músicas em sítios na internet, enquanto que 40,1% não está disposto a pagar nada. A grande maioria assiste a filmes, sendo que 29,6% os vê através da TV e 28,7% nas salas de cinema. 5% descarrega da internet os filmes a que habitualmente assiste, enquanto que 1,6% faz cópias a partir de DVDs originais. 57,3% costumam assistir a filmes no computador e para 26,3% dos inquiridos esses filmes são na sua maioria alugados e para 24% são comprados. Apenas 13,3% dos jovens inquiridos assiste no computador a filmes que são na sua maioria descarregados da internet. Sempre que um filme novo é estreado 66,9% prefere ir vê-lo ao cinema. Apenas 6,2% procura normalmente descarregá-lo na internet e só 2,2% procura comprar uma cópia pirata na rua. Quadro 3 Visionamento de filmes (%) Os filmes que os inquiridos vêem no computador são na sua maioria: Não assiste a filmes no computador 28,1 DVDs comprados 24,0 DVDs alugados 26,3 Filmes descarregados da internet 13,3 Não sabe/não responde 8,3 Quando há um filme novo que interessa aos inquiridos: Vai ver o filme ao cinema 66,9 Espera até que saia o DVD para alugá-lo 11,2 Espera até que saia o DVD para comprar uma cópia oficial 5,7 Espero até que saia o DVD para comprar uma cópia pirata na rua 2,2 Procura na internet para fazer download 6,2 Espera até que passe na televisão 7,8 Quanto às diferenças entre sexos, verifica-se que existem mais raparigas (34,5%) que rapazes (24,1%) a dizer que vêm televisão depois do jantar. Há muitos mais rapazes a preferir os jogos (18,2%) do que raparigas (3,9%). Por outro lado há mais raparigas a preferir ouvir música (12,7%), a enviar Sms s (4,6%) e a conversar com os pais e irmãos (3,9%) do que rapazes (9,2%, 2,2% e 2,5% respectivamente). Existem mais rapazes com computador no quarto (46,3%) que raparigas (35,5%). Durante a semana e durante o fim-de-semana existe uma maior percentagem de rapazes (21,6% e 26,8% respectivamente) do que de raparigas (14,6% e 19,4% respectivamente), a utilizar o computador 5 horas ou mais fora da escola. De um modo geral os rapazes tendem a utilizar mais horas o computador, seja durante a semana seja durante o fim-de-semana. Similarmente, os inquiridos rapazes tendem a utilizar mais horas a internet fora da escola do que as raparigas. Durante a semana e o fim-de-semana, a percentagem de rapazes a utilizar a internet 5 horas ou mais é de

6 19,2% e 22,8% respectivamente, enquanto que a das raparigas é de 11,2% e 16,3%, respectivamente. Por outro lado, os inquiridos do sexo masculino tendem a ter começado a utilizar a internet pela primeira vez um pouco mais novos do que os do sexo feminino. Por seu turno, existe uma percentagem maior de rapazes (51,4%) a admitir que tem amigos que vêem sites destinados a adultos na internet contra 29,4% das raparigas, contudo a percentagem de não respostas nos rapazes (32,1%) é menor do que nas raparigas (48%). Existem mais raparigas a admitir que às vezes fingem ou que fingem sempre ser outro tipo de pessoa (33,4% e 9,2% respectivamente) do que rapazes (22,9% e 6,5% respectivamente). Por outro lado, existem mais rapazes que já conheceram alguns ou quase todos os amigos virtuais (27% e 4,6% respectivamente), enquanto que nas raparigas essas percentagens são 21,1% e 1,5% respectivamente. Quadro 4 Comparação entre os sexos em relação a práticas na internet (%) Sexo dos inquiridos Masculino Feminino Tem amigos que vêem sites destinados a adultos na internet Sim 51,4 29,4 Não 16,5 22,6 Não sabe/não responde 32,1 48,0 Num chat, costuma aparecer tal como é ou finge ser outro tipo de pessoa Mostra-se sempre como é 70,5 57,4 Às vezes finge 22,9 33,4 Finge sempre 6,5 9,2 Conhece os amigos virtuais Não tem nenhum 41,4 41,4 Tem mas não os conhece 27,1 36,0 Tem e já conheceu alguns 27,0 21,1 Tem e conheceu quase todos 4,6 1,5 Se tivessem que optar entre a internet e televisão, 77,5% dos rapazes escolheria a internet, enquanto que essa percentagem desce para 63,2% para as raparigas. Quanto à escolha entre internet e telemóvel, os internautas do sexo masculino continuam claramente a preferir a internet (60,5%) ao telemóvel (33,1%). Todavia, no que respeita às internautas do sexo feminino, os números invertem-se, visto que apenas 36,3% têm preferência pela internet enquanto que 54,8% optaria pelo telemóvel. Por outro lado, 37,2% das raparigas acha que a sua vida mudaria para pior se ficassem duas semanas sem telemóvel contra 23,4% dos rapazes. Quanto aos rapazes também há uma clara preferência dos jogos de consola ou computador (71,7%) sobre a televisão (22%). Apenas 40,4% das raparigas prefere os jogos de consola

7 ou computador à televisão (51,1%). Também há mais rapazes que costumam jogar (87,8%) do que raparigas (67,1%) e são os rapazes que tendem a passar mais horas a jogar, durante a semana e ao fim-de-semana. Por outro lado, as raparigas parecem ser menos piratas que os rapazes visto que 81,5% disseram que não tinham jogos pirateados contra 56,3% dos rapazes. Quanto à escolha entre telemóvel e televisão, metade dos rapazes e 59,8% das raparigas prefere o telemóvel à televisão (44,9% e 32,6%) respectivamente. Porém, parece haver um tendência de as raparigas ficarem um pouco mais de tempo à frente do televisor que os rapazes e há mais raparigas (35%) do que rapazes (26,3%) a admitirem que são elas quem mais vê televisão em casa. Quadro 5 Comparação entre os sexos quanto às preferências em relação aos media (%) Sexo dos inquiridos Masculino Feminino Internet vs Televisão Internet 77,6 63,2 Televisão 15,7 26,8 Não sabe/não responde 6,7 10,0 Internet vs Telemóvel Internet 60,7 36,5 Telemóvel 32,7 54,8 Não sabe/não responde 6,5 8,7 Jogos de consola ou computador vs Televisão Jogos 71,7 40,4 Televisão 22,0 51,1 Não sabe/não responde 6,3 8,5 Telemóvel vs Televisão Telemóvel 50,0 59,8 Televisão 44,9 32,6 Não sabe/não responde 5,1 7,6 Aparentemente, no que diz respeito ao uso de conteúdos pirateados, o predomínio dos jogos de computador e consola parece ser evidente. Se tal se fica a dever ao custo mais elevado dos jogos, à maior visibilidade dada à pirataria de música e filmes ou a uma maior tradição de cópia de jogos na internet é algo que os resultados do próximo estudo E-Generation (CIES-Fundação PT), poderão clarificar. A conclusão geral parece apontar para a importância dos novos media em relação à televisão. Porém, quando consideramos o sexo dos jovens inquiridos verificamos diferenças de género quanto ao uso dos novos media. O telemóvel assume claramente uma maior importância para as raparigas do que para os rapazes visto que são elas que gostam mais

8 de enviar Sms s depois do jantar, há mais raparigas que rapazes a preferir o telemóvel à televisão e, ao contrário dos inquiridos do sexo masculino, na sua maioria preferem o telemóvel à internet. Para além disso, há uma maior percentagem de raparigas do que de rapazes a achar que a sua vida mudaria para pior se ficassem duas semanas sem telemóvel. Quanto às preferências dos jovens inquiridos do sexo masculino, a internet assume claramente um lugar prioritário em relação aos outros media. No meio de práticas diversificadas de media, o telemóvel parece assumir maior importância na vida das raparigas e a internet ter conquistado as preferências dos rapazes que responderam ao questionário.

Quotidianos, media, jovens e saúde na Sociedade em Rede

Quotidianos, media, jovens e saúde na Sociedade em Rede Quotidianos, media, jovens e saúde na Sociedade em Rede Gustavo Cardoso, Rita Espanha, Maria do Carmo Gomes Fórum de Pesquisas 2006 6 de Dezembro Quotidianos, media, jovens e saúde na Sociedade em Rede

Leia mais

ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação. Questionários nas Escolas

ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação. Questionários nas Escolas ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação Questionários nas Escolas Nº de inquiridos: 814 Percentagens de respostas válidas Idade 9 10 11 12 13 14 15,4 18,1 19,5 15,3 17,5 14,1 Sexo Rapaz Rapariga

Leia mais

Actividades de Raparigas e Rapazes com as TIC

Actividades de Raparigas e Rapazes com as TIC Género, Cidadania e Intervenção Educativa: Sugestões Práticas ractividade Actividades de Raparigas e Rapazes com as TIC Inquérito na Escola Objectivos Sugestões Identificar diferenças e semelhanças na

Leia mais

Género e Actividades com as TIC

Género e Actividades com as TIC Género, Cidadania e Intervenção Educativa: Sugestões Práticas q Actividade Género e Actividades com as TIC Objectivos Sugestões Reconhecer que a interpretação da realidade é influenciada por expectativas

Leia mais

Ficha Técnica. Título. E-Generation: Os Usos de Media pelas Crianças e Jovens em Portugal Gustavo Cardoso. Coordenador Científico

Ficha Técnica. Título. E-Generation: Os Usos de Media pelas Crianças e Jovens em Portugal Gustavo Cardoso. Coordenador Científico Ficha Técnica Título Coordenador Científico Investigadores Inquérito Sociedade em Rede em Portugal 2006 Coordenação Editorial Centro de Investigação Apoio à Investigação E-Generation: Os Usos de Media

Leia mais

Vivências condicionadas do digital: as experiências de crianças e jovens do Programa Escolhas

Vivências condicionadas do digital: as experiências de crianças e jovens do Programa Escolhas Vivências condicionadas do digital: as experiências de crianças e jovens do Programa Escolhas Cristina Ponte, José Alberto Simões, Ana Jorge FCSH-UNL, Lisboa, 4 de Novembro 2011 Aspectos gerais Objectivo

Leia mais

Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa

Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa A Universidade de Lisboa está a fazer um estudo que procura saber como é que as crianças e os jovens portugueses utilizam a internet e o que pensam

Leia mais

Anexo A - A UTILIZAÇÃO DAS TIC PELOS ALUNOS (Questionário)

Anexo A - A UTILIZAÇÃO DAS TIC PELOS ALUNOS (Questionário) ANEXOS Anexo A - A UTILIZAÇÃO DAS TIC PELOS ALUNOS (Questionário) 153 A UTILIZAÇÃO DAS TIC PELOS ALUNOS (ESCOLA E.B. 2,3 DE SOURE 7.º Ano de Escolaridade) QUESTIONÁRIO A tua colaboração no preenchimento

Leia mais

ESTUDO DE RECEPÇÃO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PORTUGUESES (ISCTE/ERC) A CRIANÇA/ADOLESCENTE DO ESTUDO E A FAMÍLIA

ESTUDO DE RECEPÇÃO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PORTUGUESES (ISCTE/ERC) A CRIANÇA/ADOLESCENTE DO ESTUDO E A FAMÍLIA ESTUDO DE RECEPÇÃO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PORTUGUESES (ISCTE/ERC) Questionário Pai / Mãe / Encarregado/a de Educação Nota: Não deve escrever o nome e/ou morada em nenhuma das páginas deste questionário

Leia mais

SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO SOBRE DOWNLOADS NA INTERNET

SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO SOBRE DOWNLOADS NA INTERNET SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO SOBRE DOWNLOADS NA INTERNET MARÇO 2009 Sobre a Netsonda A Netsonda, em actividade desde Julho de 2000, é líder e pioneira em Portugal na recolha e análise de informação

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2010

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2010 05 DEE NOVVEEMBBRRO DEE 2010 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2010 Metade dos agregados domésticos em Portugal

Leia mais

COMPORTAMENTOS SOCIAIS FACE ÀS TELECOMUNICAÇÕES

COMPORTAMENTOS SOCIAIS FACE ÀS TELECOMUNICAÇÕES STC-5 Sociedade,Tecnologia e Ciência Redes de informação e comunicação COMPORTAMENTOS SOCIAIS FACE ÀS TELECOMUNICAÇÕES Trabalho realizado por: Vera Valadeiro, nº 20 TAG-4 ÍNDICE: Comparação de modo de

Leia mais

SMS: uma forma diferente de comunicação no Natal

SMS: uma forma diferente de comunicação no Natal SMS: uma forma diferente de comunicação no Natal Dezembro 2006 1 SMS: uma forma diferente de comunicação no Natal Maria do Carmo Gomes OberCom 2006 1. Textos, imagens e Boas Festas Aproxima-se a época

Leia mais

Portugal: ambientes online de crianças e jovens. Resultados do Projecto EU Kids Online, Conferência nacional, 04.02. 2011 Cristina Ponte, FCSH-UNL

Portugal: ambientes online de crianças e jovens. Resultados do Projecto EU Kids Online, Conferência nacional, 04.02. 2011 Cristina Ponte, FCSH-UNL Portugal: ambientes online de crianças e jovens Resultados do Projecto EU Kids Online, Conferência nacional, 04.02. 2011 Cristina Ponte, FCSH-UNL Estrutura 1) Contextos familiares 2) Acesso à internet

Leia mais

ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação. Questionários nas Escolas Pais portugueses

ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação. Questionários nas Escolas Pais portugueses ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação Questionários nas Escolas Pais portugueses Nº de inquiridos: 816 Percentagens de respostas válidas A CRIANÇA/ADOLESCENTE DO ESTUDO E A FAMÍLIA 1. Qual

Leia mais

Do Quarto de Dormir para o Mundo Rita Espanha, 16 Nov. 2010, UCP, Lisboa

Do Quarto de Dormir para o Mundo Rita Espanha, 16 Nov. 2010, UCP, Lisboa Do Quarto de Dormir para o Mundo Rita Espanha, 16 Nov. 2010, UCP, Lisboa Este livro, da autoria de Gustavo Cardoso, Rita Espanha e Tiago Lapa, e publicado pela Editora Âncora, é sobre mediação e literacias.

Leia mais

Crianças e Internet: um retrato diversificado

Crianças e Internet: um retrato diversificado Crianças e Internet: um retrato diversificado Ana Nunes de Almeida (ICS-UL, Portugal) Nuno de Almeida Alves (CIES-ISCTE, Portugal) Ana Delicado (ICS-UL, Portugal) Um debate teórico fosso digital : haves

Leia mais

Os jovens portugueses e os usos dos media e TIC: estudo descritivo

Os jovens portugueses e os usos dos media e TIC: estudo descritivo Os jovens portugueses e os usos dos media e TIC: estudo descritivo Manuel José Damásio, Diogo Morais; Carlos Poupa;, Paulo Ferreira cpoupa@gmail.com; diogo.morais@ulusofona.pt; mjdamasio@ulusofona.pt;

Leia mais

NE Report Digital 2011

NE Report Digital 2011 2011 Enquadramento O NE Report Digital é uma informação anual sobre o meio Internet, fornecido pelo Departamento de Research da Nova Expressão. O estudo tem como propósito uma análise evolutiva da utilização

Leia mais

2006 em análise Crianças e Internet que acesso e usos? Que potencialidades e que riscos dessa relação?

2006 em análise Crianças e Internet que acesso e usos? Que potencialidades e que riscos dessa relação? 2006 em análise Crianças e Internet que acesso e usos? Que potencialidades e que riscos dessa relação? Cristina Ponte 1 Cátia Candeias 2 Resumo Este texto apresenta três contributos de 2006, de natureza

Leia mais

Utilização da internet: uma prática relativamente recente

Utilização da internet: uma prática relativamente recente 2. PRÁTICAS E MOTIVAÇÕES DE USO DA INTERNET Utilização da internet: uma prática relativamente recente A utilização da internet pelos portugueses é, na maioria dos casos, relativamente recente. Cerca de

Leia mais

2010 Edelman Trust Barometer Março 2010. Resultados para Portugal

2010 Edelman Trust Barometer Março 2010. Resultados para Portugal 2010 Edelman Trust Barometer Março 2010 Resultados para Portugal Edelmen Trust Barometer em Portugal A Ficha Técnica O Universo Indivíduos com telefone fixo e/ou telemóvel, residentes em Portugal, com

Leia mais

SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO SOBRE CONSUMO E COMUNICAÇÕES DE NATAL

SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO SOBRE CONSUMO E COMUNICAÇÕES DE NATAL SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO SOBRE CONSUMO E COMUNICAÇÕES DE NATAL DEZEMBRO 2008 Sobre a Netsonda A Netsonda, em actividade desde Julho de 2000, é líder e pioneira em Portugal na recolha e análise de

Leia mais

SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2003

SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2003 9 de Janeiro de 4 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 3 Em Junho de 3, 38,3% dos agregados domésticos portugueses

Leia mais

Netsonda realiza estudo sobre o Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013

Netsonda realiza estudo sobre o Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013 Comunicado de Imprensa Netsonda realiza estudo sobre o Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013 A Netsonda levou a cabo o estudo de opinião sobre um conjunto de questões relacionadas

Leia mais

Crianças, internet e meios móveis em Portugal. Resultados preliminares do

Crianças, internet e meios móveis em Portugal. Resultados preliminares do Crianças, internet e meios móveis em Portugal. Resultados preliminares do projecto José Alberto Simões e Cristina Ponte Lisboa, 16-05-2014 Co-funded by the European Union Estrutura da apresentação o O

Leia mais

INTERCAMPUS Inquérito a Turistas Maio de 2015 EVENTOS DE SURF. Com o apoio de:

INTERCAMPUS Inquérito a Turistas Maio de 2015 EVENTOS DE SURF. Com o apoio de: EVENTOS DE SURF 1 Com o apoio de: Índice 2 1 Análise Síntese 4 2 Resultados 7 1. Caracterização da amostra 8 2. Satisfação 15 4. Regressar e recomendar 20 3 Metodologia 23 Contextualização do Projecto

Leia mais

É uma rede mundial de computadores ligados entre si. INTERNET

É uma rede mundial de computadores ligados entre si. INTERNET INTERNET O QUE É A INTERNET? O QUE É NECESSÁRIO PARA ACEDER À INTERNET? QUAL A DIFERENÇA ENTRE WEB E INTERNET? HISTÓRIA DA INTERNET SERVIÇOS BÁSICOS DA INTERNET 2 1 INTERCONNECTED NETWORK INTERNET A Internet

Leia mais

Agência de Planeamento Estratégico e de Meios. 25 de Outubro de 2011

Agência de Planeamento Estratégico e de Meios. 25 de Outubro de 2011 Agência de Planeamento Estratégico e de Meios 25 de Outubro de 2011 Objetivo do estudo Avaliar o comportamento da população portuguesa utilizadora da internet (59% do total da população com +15 anos,

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012 06 de novembro de 2012 60% das pessoas dos 16 aos 74 anos utilizam Internet

Leia mais

Our Mobile Planet: Portugal

Our Mobile Planet: Portugal Our Mobile Planet: Portugal Compreender o Consumidor de Telemóveis Maio de 2013 Informações Confidenciais e de Propriedade da Google 1 Resumo Executivo Os smartphones tornaram-se uma parte indispensável

Leia mais

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias BANDA LARGA

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias BANDA LARGA 03 DE DEZZEMBRO 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

Perfis de vítimas e agressores. Resultados do inquérito EU Kids Online 4 Fevereiro 2011 Ana Jorge

Perfis de vítimas e agressores. Resultados do inquérito EU Kids Online 4 Fevereiro 2011 Ana Jorge Perfis de vítimas e agressores Resultados do inquérito EU Kids Online 4 Fevereiro 2011 Ana Jorge Objectivo / Plano Caracterizar os perfis de vítimas e agressores online, para os riscos: Ver imagens de

Leia mais

População Portuguesa. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2002 DOCUMENTO METODOLÓGICO

População Portuguesa. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2002 DOCUMENTO METODOLÓGICO População Portuguesa Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2002 DOCUMENTO METODOLÓGICO ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO E OBJECTIVOS DO INQUÉRITO...3 2. RECOLHA E TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO...3

Leia mais

O Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013

O Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013 Estudo Netsonda O Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013 Principais Conclusões 73% dos inquiridos refere que vai comprar presentes de Natal este ano, enquanto um quarto da amostra

Leia mais

O Público dos Blogues

O Público dos Blogues O Público dos Blogues em Portugal Universidade Católica Portuguesa Comunicação Social e Cultural Variante Digital Interactiva Públicos e Audiências Dezembro 2005 Dinis Correia 130301088 Filipa Manha 130301505

Leia mais

O consumo de conteúdos noticiosos dos estudantes de Ciências da Comunicação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto

O consumo de conteúdos noticiosos dos estudantes de Ciências da Comunicação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto Ciências da Comunicação: Jornalismo, Assessoria e Multimédia O consumo de conteúdos noticiosos dos estudantes de Ciências da Comunicação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto Metodologia da Investigaça

Leia mais

Índice. Sumário Executivo 2. Índice de Tabelas e Gráficos 5. Introdução 12. Argentina 17. Brasil 31. Chile 45. Colômbia 58. México 72.

Índice. Sumário Executivo 2. Índice de Tabelas e Gráficos 5. Introdução 12. Argentina 17. Brasil 31. Chile 45. Colômbia 58. México 72. Índice Sumário Executivo 2 Índice de Tabelas e Gráficos Introdução 12 Argentina 17 Brasil 31 Chile 4 Colômbia 8 México 72 Conclusão 86 Notas Metodológicas 96 É proibida a reprodução parcial ou total de

Leia mais

Estágios profissionais são bons para ganhar experiência

Estágios profissionais são bons para ganhar experiência 79% dos universitários portugueses garantem Estágios profissionais são bons para ganhar experiência A rede Universia e o portal de empregos www.trabalhando.com realizaram em nove países um questionário

Leia mais

FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: VISÃO DAS BRASILEIRAS SOBRE A IMAGEM DA MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO

FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: VISÃO DAS BRASILEIRAS SOBRE A IMAGEM DA MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: VISÃO DAS BRASILEIRAS SOBRE A IMAGEM DA MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO Fevereiro 2016 A MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO O que mais incomoda no discurso/posição que a mulher

Leia mais

O CONSUMIDOR MOBILE. Uma visão global

O CONSUMIDOR MOBILE. Uma visão global O CONSUMIDOR MOBILE Uma visão global A PRÓXIMA POTÊNCIA EM MÍDIA Quando a primeira chamada foi realizada por um telefone móvel em 1973, o protótipo utilizado tinha bateria com duração de 30 minutos e levava

Leia mais

PREÇO VS. SERVIÇO. Imagem das Agências de Viagens

PREÇO VS. SERVIÇO. Imagem das Agências de Viagens Análise Imagem das Agências de Viagens PREÇO VS. SERVIÇO Os portugueses que já recorreram aos serviços de uma Agência de Viagens fizeram-no por considerar que esta é a forma de reservar viagens mais fácil

Leia mais

SEGURANÇA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS EM PORTUGAL

SEGURANÇA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS EM PORTUGAL SEGURANÇA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS EM PORTUGAL Estudo sobre hábitos e riscos dos utilizadores de smartphones, tablets e PCs na Europa SEGURANÇA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS EM PORTUGAL Estudo sobre hábitos e riscos

Leia mais

Redes Sociais em Portugal

Redes Sociais em Portugal Relatório de Resultados Redes Sociais em Portugal Dezembro de 2009 Estudo NE396 Netsonda - Network Research Quem Somos? Com quase 10 anos de actividade, a Netsonda foi a primeira empresa em Portugal a

Leia mais

Inquérito Portais Portugueses

Inquérito Portais Portugueses Inquérito Portais Portugueses Janeiro 2001 O estudo promovido pela Netsonda revela dados muito interessantes sobre os hábitos dos utilizadores portugueses da Internet. Depois de uma sucessão de modas por

Leia mais

CEREM. Relatório Interno 02/2009. Steven Abrantes, Luis Borges Gouveia

CEREM. Relatório Interno 02/2009. Steven Abrantes, Luis Borges Gouveia CEREM Relatório Interno 02/2009 Steven Abrantes, Luis Borges Gouveia Estudo da percepção e potencial do uso de aplicações móveis para ambientes colaborativos Julho 2009 Universidade Fernando Pessoa Pr

Leia mais

Estágios Desportivos - Participantes

Estágios Desportivos - Participantes Estágios Desportivos - Participantes 1 Com o apoio de: Índice 2 1 Análise Síntese 4 2 Resultados 6 3 Metodologia 19 Contextualização do Projecto 3 O grupo Controlinveste pretendeu realizar um inquérito

Leia mais

INQUÉRITO POR QUESTIONÁRIO AOS ALUNOS. A Motivação no Ensino Aprendizagem. Questionário sobre as aulas de Inglês

INQUÉRITO POR QUESTIONÁRIO AOS ALUNOS. A Motivação no Ensino Aprendizagem. Questionário sobre as aulas de Inglês Anexo 2 INQUÉRITO POR QUESTIONÁRIO AOS ALUNOS A Motivação no Ensino Aprendizagem Questionário sobre as aulas de Inglês O objectivo deste questionário é ajudar-te a teres um conhecimento melhor de ti próprio

Leia mais

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2008

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2008 Sociedade da Informação e do Conhecimento 04 de Novembro 2008 Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2008 Banda larga presente em 86% dos agregados domésticos

Leia mais

População brasileira Música - Internet Propaganda. Outubro/ 2007

População brasileira Música - Internet Propaganda. Outubro/ 2007 População brasileira Música - Internet Propaganda Outubro/ 00 Objetivo Este estudo têm como objetivo identificar entre a população brasileira os seguintes aspectos: Música estilo musical mais ouvido; Internet

Leia mais

OS CIDADÃOS EUROPEUS e a PROPRIEDADE INTELECTUAL: PERCEÇÃO, TOMADA DE CONSCIÊNCIA E COMPORTAMENTO SUMÁRIO EXECUTIVO

OS CIDADÃOS EUROPEUS e a PROPRIEDADE INTELECTUAL: PERCEÇÃO, TOMADA DE CONSCIÊNCIA E COMPORTAMENTO SUMÁRIO EXECUTIVO OS CIDADÃOS EUROPEUS e a PROPRIEDADE INTELECTUAL: PERCEÇÃO, TOMADA DE CONSCIÊNCIA E COMPORTAMENTO SUMÁRIO EXECUTIVO OS CIDADÃOS EUROPEUS e a PROPRIEDADE INTELECTUAL: PERCEÇÃO, TOMADA DE CONSCIÊNCIA E COMPORTAMENTO

Leia mais

Conferência Crianças e Meios Digitais Móveis em Portugal

Conferência Crianças e Meios Digitais Móveis em Portugal Conferência Crianças e Meios Digitais Móveis em Portugal Painel 1 Meios móveis de acesso à internet: O contexto português Cristina Ponte Co-funded by the European Union Estrutura da apresentação o Locais

Leia mais

APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA

APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA 1 de Abril de 2004 População e Sociedade Educação e Formação 2003 (Dados provisórios) APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA No último ano, mais de um milhão e meio de indivíduos com 15 ou mais anos, ou seja, 18,7,

Leia mais

Síntese de Resultados Janeiro de 2004

Síntese de Resultados Janeiro de 2004 A Imprensa na Internet Síntese de Resultados Janeiro de 2004 Netsonda - Consultadoria, Sondagens e Estudos de Mercado, Lda. Travessa. do Jasmim, 10, 1º Tel: 213 429 318 netsonda@netsonda.pt 1200-230 Lisboa

Leia mais

A Sociedade em Rede em Portugal 2008 - Internet...4!

A Sociedade em Rede em Portugal 2008 - Internet...4! A Sociedade em Rede em Portugal 2008 - Internet...4! Taxa de utilização de Internet... 4! Taxa de utilização de Internet por género... 5! Taxa de utilização de Internet por escalão etário... 6! Posse de

Leia mais

Quadro 23- Saber esperar pela sua vez numa fila ATL/colégio Sala de aula Rua Casa 100% 85,71% 28,57% 14,29% 100% 85,71% 0,00% 14,29%

Quadro 23- Saber esperar pela sua vez numa fila ATL/colégio Sala de aula Rua Casa 100% 85,71% 28,57% 14,29% 100% 85,71% 0,00% 14,29% Resultados e sua Discussão 112 16. Competências Sociais 16.1. Competências Sociais Neste ponto do trabalho pretendemos avaliar as competências sociais das crianças da amostra. Os resultados que obtivemos

Leia mais

A relação dos portugueses com o dinheiro e o crédito. 2 de Abril de 2008

A relação dos portugueses com o dinheiro e o crédito. 2 de Abril de 2008 A relação dos portugueses com o dinheiro e o crédito 2 de Abril de 2008 Caracterização dos inquiridos Sexo 37% 63% Feminino Masculino Idade 12% 18-25 anos 18% 26-35 anos 36-45 anos 54% 16% > de 45 anos

Leia mais

Utilização da Internet cresce quase 20 por cento nos últimos dois anos nas famílias portuguesas

Utilização da Internet cresce quase 20 por cento nos últimos dois anos nas famílias portuguesas Utilização da cresce quase 20 por cento nos últimos dois anos nas famílias portuguesas Mais de metade das famílias portuguesas ainda não dispõe de computador mas o parque informático dos agregados familiares

Leia mais

Educação sexual no contexto escolar em Portugal: dando voz aos alunos

Educação sexual no contexto escolar em Portugal: dando voz aos alunos Educação sexual no contexto escolar em Portugal: dando voz aos alunos Autor(es): Margarida Gaspar de Matos (1) Daniel Sampaio (2) & Equipa do Projecto Aventura Social (3) (1) Faculdade de Motricidade Humana/UTL;

Leia mais

LIÇÃO Interacção na Internet - Web 2.0

LIÇÃO Interacção na Internet - Web 2.0 LIÇÃO Interacção na Internet - Web 2.0 Idade-alvo recomendada: 11 anos Guia da lição Os alunos irão desenvolver uma compreensão básica das considerações de segurança envolvidas na comunicação online. Objectivos

Leia mais

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS Índice Introdução 03 Ficha Técnica 05 Sumário Executivo 06 Relatório de Resultados 07 Entidades Inquiridas

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 03 de Dezembro de 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

Inquérito ao consumo da banda larga Dezembro de 2006 - Principais resultados -

Inquérito ao consumo da banda larga Dezembro de 2006 - Principais resultados - http://www.anacom.pt/template12.jsp?categoryid=231582 Data de publicação - 1.2.27 Inquérito ao consumo da banda larga Dezembro de 26 - Principais resultados - Ligação à Internet e tecnologia de acesso

Leia mais

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Crianças e Meios Digitais Móveis Lisboa, 29 de novembro de 2014 TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Educação para o uso crítico da mídia 1. Contexto

Leia mais

Perfil de Internautas

Perfil de Internautas 1997 6% 2014 64% Fonte: Bareme Internet da Marktest 53% 47% 47% 53% 64,0 Perfil Universo /Internet 64,0 99,7 96,6 87,3 65,0 43,8 20% 13% 24% 16% 24% 18% 17% 17% 10% 15% 5% 23% 15-24 25-34 35-44 45-54 55-64

Leia mais

NCE/10/01121 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/10/01121 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/10/01121 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universitas, Crl A.1.a. Descrição

Leia mais

A INVESTIGAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA E A SUA EVOLUÇÃO

A INVESTIGAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA E A SUA EVOLUÇÃO A INVESTIGAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA E A SUA EVOLUÇÃO Alexandre Homem de Cristo A ciência política cresceu e afirmou-se enquanto disciplina científica em Portugal, desde os anos 1990, sendo a face mais evidente

Leia mais

A Televisão na Sociedade em Rede

A Televisão na Sociedade em Rede A Sociedade em Rede Portugal 2010 A Televisão na Sociedade em Rede Setembro de 2011 flash report Março 2009 0 Índice Introdução... 4 Sumário Executivo... 5 Perfis e caracterização do consumo de Televisão,

Leia mais

Género e Tecnologias da Informação e da Comunicação

Género e Tecnologias da Informação e da Comunicação Enquadramento teórico A transversalidade do género na intervenção educativa 1.3.4. Género e Tecnologias da Informação e da Comunicação A importância das questões de género na utilização das TIC na escola

Leia mais

A Internet em Portugal (2003-2007)

A Internet em Portugal (2003-2007) A Internet em Portugal (23-27) Dados: CIES ISCTE SR 23 SR 26 Análise: Obercom Apoios: Fundação PT OberCom Investigação e Saber em Comunicação Fundação Portugal Telecom Ficha Técnica Título A Internet em

Leia mais

Dinâmica familiar e interacção em torno dos media: autonomia dos jovens, autoridade e controlo paternal sobre os media em Portugal.

Dinâmica familiar e interacção em torno dos media: autonomia dos jovens, autoridade e controlo paternal sobre os media em Portugal. Dinâmica familiar e interacção em torno dos media: autonomia dos jovens, autoridade e controlo paternal sobre os media em Portugal. Gustavo Cardoso, Rita Espanha e Tiago Lapa, ISCTE/OberCom Resumo Nos

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

E-COMMERCE COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR FRENTE ÀS TRANSAÇÕES ON-LINE 1. Tahinan Pattat 2, Luciano Zamberlan 3.

E-COMMERCE COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR FRENTE ÀS TRANSAÇÕES ON-LINE 1. Tahinan Pattat 2, Luciano Zamberlan 3. E-COMMERCE COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR FRENTE ÀS TRANSAÇÕES ON-LINE 1 Tahinan Pattat 2, Luciano Zamberlan 3. 1 Trabalho de conclusão de curso de Administração da Unijuí 2 Aluno do Curso de Administração

Leia mais

Valores, Classes e Género na Europa João Ferreira de Almeida* Rui Brites**

Valores, Classes e Género na Europa João Ferreira de Almeida* Rui Brites** Valores, Classes e Género na Europa João Ferreira de Almeida* Rui Brites** * Professor Catedrático do Departamento de Sociologia do ISCTE e investigador do CIES/ISCTE. ** Professor Auxiliar do Departamento

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

A Internet e o consumo de notícias online em Portugal

A Internet e o consumo de notícias online em Portugal A Internet e o consumo de notícias online em Portugal Julho de 2015 Publicações OberCom ISSN 2182-6722 0 Índice Sumário Executivo... 5 Análise de dados... 7 Caracterização geral da amostra... 7 Caracterização

Leia mais

icq http://www.uarte.mct.pt sobre o programa... ... pag.. 8 e 9 obter o programa... instalar o programa... Registar o icq... menus...

icq http://www.uarte.mct.pt sobre o programa... ... pag.. 8 e 9 obter o programa... instalar o programa... Registar o icq... menus... icq 1 http://www.uarte.mct. sobre o programa...... pag.. 2 obter o programa...... pag.. 3 e 4 instalar o programa...... pag.. 5 Registar o icq...... pag.. 6 e 7 menus...... pag.. 8 entrar num canal e conversar......

Leia mais

População Portuguesa. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003 DOCUMENTO METODOLÓGICO

População Portuguesa. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003 DOCUMENTO METODOLÓGICO População Portuguesa Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003 DOCUMENTO METODOLÓGICO ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO E OBJECTIVOS DO INQUÉRITO...3 2. RECOLHA E TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO...3

Leia mais

Nosso Planeta Mobile: Brasil

Nosso Planeta Mobile: Brasil Nosso Planeta Mobile: Brasil Como entender o usuário de celular Maio de 2012 1 Resumo executivo Os smartphones se tornaram indispensáveis para nosso cotidiano. A difusão dos smartphones atinge 14% da população,

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL

AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL Dezembro ÍNDICE 1. Introdução 4 2. População e Amostra 4 3. Questionário de Satisfação dos Alunos 5 3.1. Caracterização dos inquiridos 5 3.2. Apresentação

Leia mais

7 de Maio de 2009. Contacto Netsonda : Departamento Comercial Tiago Cabral 91.7202203 Estudo NE253

7 de Maio de 2009. Contacto Netsonda : Departamento Comercial Tiago Cabral 91.7202203 Estudo NE253 Contacto Netsonda : Departamento Comercial Tiago Cabral 91.7202203 Estudo NE253 Netsonda Network Research Travessa do Jasmim 10 1º Andar 1200-230 Lisboa Tel. 21.3429318 Fax 21.3429868 Estudo Número N de

Leia mais

LEITURA DA ENTREVISTA 2. E Boa tarde. Desde já quero agradecer-lhe a sua disponibilidade para colaborar neste

LEITURA DA ENTREVISTA 2. E Boa tarde. Desde já quero agradecer-lhe a sua disponibilidade para colaborar neste LEITURA DA ENTREVISTA 2 E Boa tarde. Desde já quero agradecer-lhe a sua disponibilidade para colaborar neste trabalho que estou a desenvolver. Como lhe foi explicado inicialmente, esta entrevista está

Leia mais

A Problemática da Pirataria

A Problemática da Pirataria A Problemática da Pirataria Márcio Miguel Rodrigues Francisco Departamamento de Engenharia Informática Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade de Coimbra 3030 Coimbra, Portugal mfranc@student.dei.uc.pt

Leia mais

Foi-nos proposto este trabalho no âmbito do projecto Segurança na Internet, pela Segura Net.

Foi-nos proposto este trabalho no âmbito do projecto Segurança na Internet, pela Segura Net. Foi-nos proposto este trabalho no âmbito do projecto Segurança na Internet, pela Segura Net. Com este trabalho pretendemos ficar a saber mais e sensibilizar a comunidade escolar sobre os perigos da internet

Leia mais

Do Multimedia ao Wireless: As Dietas Mediáticas dos Portugueses

Do Multimedia ao Wireless: As Dietas Mediáticas dos Portugueses Do Multimedia ao Wireless: As Dietas Mediáticas dos Portugueses Rita Espanha, Luís Soares e Gustavo Cardoso Resumo: Se o séc. XX foi a testemunha da introdução de sistemas de comunicação que permitiam

Leia mais

Contextualização - Setor

Contextualização - Setor Dossier de Imprensa Contextualização - Setor Nestes tempos modernos e de conjuntura económica difícil, as pessoas são cada vez mais individualistas e optam por ficar em casa. Com a evolução da Internet

Leia mais

Estudo de investigação sobre a comunicação no âmbito do programa Janela Aberta à Família. Introdução

Estudo de investigação sobre a comunicação no âmbito do programa Janela Aberta à Família. Introdução Estudo de investigação sobre a comunicação no âmbito do programa Janela Aberta à Família Introdução O programa Janela Aberta à Família (website em www.janela-aberta-familia.org) teve início no Algarve

Leia mais

SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO

SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO NOVEMBRO 2006 Sobre a Netsonda A Netsonda, em actividade desde Julho de 2000, é líder e pioneira em Portugal na recolha e análise

Leia mais

Introdução à Internet

Introdução à Internet Introdução à Internet Paulo Santos v. 2.0-2012 1 Índice 1 Introdução à Internet... 3 1.1 Conceitos base... 3 1.1.1 O que é a internet?... 3 1.1.2 O que é preciso para aceder à internet?... 3 1.1.3 Que

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 24

Transcrição de Entrevista n º 24 Transcrição de Entrevista n º 24 E Entrevistador E24 Entrevistado 24 Sexo Feminino Idade 47 anos Área de Formação Engenharia Sistemas Decisionais E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

Internet e E-mail E. Univ. Sénior de Odivelas. ISCE Jan 2008 Rui Lourenço

Internet e E-mail E. Univ. Sénior de Odivelas. ISCE Jan 2008 Rui Lourenço Internet e E-mail E Univ. Sénior de Odivelas ISCE Jan 2008 Rui Lourenço Sumário O que éa Internet? O que posso fazer na Internet? O que énecessário para aceder àinternet? Usar um browser Usar o e-mail

Leia mais

Estrutura da Apresentação

Estrutura da Apresentação As políticas nacionais para a Sociedade do Conhecimento: literacia/competências digitais e inclusão social Graça Simões Agência para a Sociedade do Conhecimento UMIC Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro

Leia mais

Famílias Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003

Famílias Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003 Famílias Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003 Instrumento de Notação Instrumento de notação do Sistema Estatístico Nacional (Lei n.º 6/89, de 15 de Abril), de resposta

Leia mais

INQUÉRITO POR QUESTIONÁRIO ESTUDO IMIGRANTES E IDENTIDADES

INQUÉRITO POR QUESTIONÁRIO ESTUDO IMIGRANTES E IDENTIDADES 1 INQUÉRITO POR QUESTIONÁRIO ESTUDO IMIGRANTES E IDENTIDADES O presente inquérito por questionário foi elaborado no âmbito do Estudo Imigrantes e Identidades, que está a ser desenvolvido pela Divisão de

Leia mais

O Recurso a Meios Digitais no Contexto do Ensino Superior. Um Estudo de Uso da Plataforma.

O Recurso a Meios Digitais no Contexto do Ensino Superior. Um Estudo de Uso da Plataforma. O Recurso a Meios Digitais no Contexto do Ensino Superior. Um Estudo de Uso da Plataforma. Universidade de Aveiro Mestrado em Gestão da Informação Christelle Soigné Palavras-chave Ensino superior. e-learning.

Leia mais

Análise baseada num inquérito online em 16 países (primeiro semestre de 2013) - estudo coordenado por Gustavo Cardoso, CIES-IUL.

Análise baseada num inquérito online em 16 países (primeiro semestre de 2013) - estudo coordenado por Gustavo Cardoso, CIES-IUL. A Leitura Digital Análise baseada num inquérito online em 16 países (primeiro semestre de 2013) - estudo coordenado por Gustavo Cardoso, CIES-IUL. O que significa ler em 2013? Ontem lia-se apenas no papel,

Leia mais

Brasil Conectado Hábitos de Consumo de Mídia

Brasil Conectado Hábitos de Consumo de Mídia Brasil Conectado Hábitos de Consumo de Mídia Objetivos Buscar compreender a audiência online no Brasil, seu envolvimento com a Internet e os diversos tipos de tecnologia (habitos), percepções e atitudes

Leia mais

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês 3 Truques Para Obter Fluência no Inglês by: Fabiana Lara Atenção! O ministério da saúde adverte: Os hábitos aqui expostos correm o sério risco de te colocar a frente de todos seus colegas, atingindo a

Leia mais

BANCA DIGITAL: do Multibanco ao Homebanking

BANCA DIGITAL: do Multibanco ao Homebanking BANCA DIGITAL: do Multibanco ao Homebanking Rita Cheta OberCom 2007 Quais os níveis de adesão às transacções financeiras electrónicas entre os utilizadores da Internet com idade igual ou superior a 18

Leia mais