REGULAMENTO DO SEMINÁRIO DE INTERDISCIPLINARIDADE DO CÁLCULO -SINCAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO DO SEMINÁRIO DE INTERDISCIPLINARIDADE DO CÁLCULO -SINCAL"

Transcrição

1 REGULAMENTO DO SEMINÁRIO DE INTERDISCIPLINARIDADE DO CÁLCULO -SINCAL A Coordenadora da Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros FACIT, no uso de suas atribuições regimentais, considerando que o projeto dos cursos de engenharia prevê uma formação profissional de contínua atualização e contextualização, possibilitada por um conjunto de práticas pedagógicas inovadoras que incluem as Atividades Complementares, e, tendo em vista deliberações do Colegiado do Curso e do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, RESOLVE: Art. 1º - Estabelecer as diretrizes básicas para realização do Seminário de Interdisciplinaridade do Cálculo SINCAL como atividade de extensão da FACIT, cuja carga horária será computada na integralização da carga horária total dos cursos, propondo normas e critérios para a participação da comunidade acadêmica. CAPÍTULO I - DA NATUREZA E FINALIDADE Art. 2º - O SINCAL é um evento proposto como atividade pertinente à aprendizagem (APA), junto à disciplina de Cálculo, abordando tópicos atualizados, unindo o embasamento teórico e o prático, promovendo a integração da comunidade educacional, incentivando a prática da pesquisa, do cálculo e a troca de experiências entre os participantes. Art. 3º - O SINCAL terá como finalidade proporcionar aos acadêmicos a assimilação de informação, estruturação do conhecimento e transformação de competências científicas e tecnológicas em capacidades empreendedoras que lhes possibilitarão inserção no mundo do trabalho e participação nesta sociedade altamente competitiva e marcada pelo poder das idéias. CAPÍTULO II- DOS OBJETIVOS Art. 4º - São objetivos do SINCAL: Enriquecer o processo ensino-aprendizagem, desmistificando e reduzindo a resistência, as dificuldades e deficiências na aprendizagem do cálculo e potencializando a sua aprendizagem pelos acadêmicos dos cursos de engenharia da FACIT; Apresentar os resultados de pesquisas bibliográficas realizadas pelos acadêmicos, através de painéis e maquetes; Conduzir os acadêmicos nos primeiros passos do caminho da ciência; Incentivar a busca da aprendizagem autônoma, através da leitura, da pesquisar e do aprender a pensar; Resgatar conteúdos relacionados à disciplina Cálculo, cujo ensino, em etapas anteriores, apresentaram alguma defasagem; Propiciar a oportunidade da avaliação dos cursos oferecidos pela instituição e de seus profissionais; Apoiar e incentivar a divulgação dos trabalhos desenvolvidos pelos acadêmicos dos cursos de engenharia, junto à comunidade acadêmica. Possibilitar a percepção das relações interdisciplinares das disciplinas ministradas no cursos de engenharia. CAPÍTULO III - DA ESTRUTURA E COMPETÊNCIAS Art. 5º - A Coordenação de Projetos deverá convocar e coordenar a Comissão

2 Organizadora do SINCAL, composta pelo Coordenador de Cálculo da FACIT, por docentes da área de Cálculo, pelos Coordenadores de curso e pelo corpo técnicoadministrativo da FACIT. Art. 6º - Compete a Comissão Organizadora do SINCAL: Elaborar a programação do evento; Estabelecer a data e divulgar o SINCAL; Definir o cronograma com prazo máximo para definição das equipes e inscrição e apresentação dos trabalhos; Proporcionar estrutura e condições para a realização do SINCAL; Proporcionar apoio técnico e logístico para a realização do evento. Art. 7º - Compete à Coordenação de Projetos a coordenação do SINCAL, com as seguintes competências: Coordenar, organizar e realizar, anualmente, o SINCAL, como parte integrante do currículo pleno dos Cursos de Engenharia da FACIT; Buscar financiamento para realização do SINCAL, em agências de fomento e outros órgãos. Apresentar à Comissão Organizadora e ao Colegiado as regras ou mudanças nas regras de participação no evento; Providenciar a confecção das camisetas; Receber os modelos dos banners e resumos dos anais corrigidos, e enviar para a gráfica confeccioná-los; Elaborar e apresentar o relatório final do SINCAL ao Colegiado e à Coordenação Geral; Elaborar e encaminhar as fichas de avaliação à comissão de avaliação; Manter arquivo atualizado com as informações do SINCAL; Tomar, no âmbito de sua competência, todas as demais medidas necessárias à realização do evento. Art. 8º - Compete ao Coordenador de Cálculo da FACIT: Integrar a Comissão de Avaliação dos trabalhos Orientar e apoiar os demais docentes da área de cálculo, na realização do evento; Apoiar a Coordenação de Projetos em suas demandas para a realização do SINCAL; Proporcionar suporte técnico à realização do Seminário garantindo seus objetivos acadêmicos. Art. 9º - Compete aos Docentes Orientadores do SINCAL: Orientar o trabalho e a confecção dos banners e resumos para os anais, de acordo com o tema e modelo definidos; Receber e avaliar os trabalhos - modelos dos banners e resumos dos anais; Entregar à Coordenação de Projetos, os modelos dos banners e resumos dos anais corrigidos, para sua confecção na gráfica; Participar da divulgação do Sincal; Art Compete aos Coordenadores de Curso: Participar da elaboração e execução da programação das atividades do evento; Integrar a Comissão de Avaliação dos Trabalhos e Comissão Organizadora do evento;

3 Participar da divulgação das regras, cronogramas e informações relativas ao evento; Executar a logística necessária para atender os acadêmicos em suas demandas por empréstimos de materiais e equipamentos de laboratório e outros; Art. 11 Compete ao Corpo Técnico Administrativo: Proporcionar apoio técnico e logístico a Coordenação de projetos; Registrar as presenças dos acadêmicos, docentes e visitantes. Art Compete ao Acadêmico: Definir sua equipe e inscrever seu trabalho na Coordenação de Projetos, na data estabelecida no cronograma; Manter-se atualizado quanto às regras de participação e ao cronograma do evento; Solicitar e efetuar o pagamento da Camiseta na tesouraria, na data estabelecida no cronograma; Escolher um docente, de acordo com o tema definido, para orientação do trabalho e da confecção dos banners e resumos para os anais; Montar seu trabalho no local e prazo pré-estabelecidos; Apresentar seu trabalho ao público e à Comissão de Avaliação no horário e data préestabelecidos. CAPÍTULO IV - DO SINCAL Art Os trabalhos apresentados no SINCAL integrarão os Anais do evento e serão impressos e distribuídos na comunidade. Art Os trabalhos apresentados no SINCAL deverão ser formalizados de acordo com as seguintes normas: Configurações de página: Tamanho: A/4 (210x297mm), Margens: 3,0 cm à esquerda e superior, e 2,5 cm à direita e inferior, Espaçamento entre linhas: Simples, Letra (fonte): Tipo Times New Roman, com tamanho 12, Alinhamento: Justificado, sem gráfico, tabela, imagem, caracteres especiais ou notas de rodapé. Título do trabalho: Escrito em Times New Roman, tamanho 14, maiúsculas, negrito, centralizado. Nomes científicos devem ser editados em itálico, conforme normas específicas da área. Nome dos autores: Autores listados pelo sobrenome em caixa alta, seguido do prenome, separando-os por ponto e vírgula (;), incluindo o endereço eletrônico. Descrição do Curso: Período/ano e curso. Texto do resumo: Após a primeira linha digite o texto em um único parágrafo que deverá conter de 100 a 250 palavras. O texto deverá conter uma breve descrição do problema estudado:- o(s) objetivo(s); - o(s) método(s) utilizado(s); - principais resultados e - conclusões. Palavras-chave: Em itálico Cor de impressão: Preta CAPÍTULO IV - DA AVALIAÇÃO E PREMIAÇÃO Art Os trabalhos serão avaliados por uma comissão julgadora formada por docentes da FACIT;

4 1º Os docentes de Cálculo e Física deverão avaliar separadamente os trabalhos das turmas em que ministram estas disciplinas, para efeito de pontuação no semestre. 2º A banca será composta por 04 docentes, e cada um deles deverá avaliar individualmente o trabalho. Art Compete ao Avaliador proceder à avaliação utilizando a Ficha de Avaliação e, ao terminar seu preenchimento, entregá-la assinada à Coordenação de Projetos. Parágrafo único Cada item deverá ser avaliado entre 0 e 10 pontos e a nota total da equipe será o somatório das notas de cada docente que compõe a banca. Art Da Ficha de Avaliação constarão os seguintes itens: Conhecimento: Demonstração do conhecimento e aplicação do cálculo no trabalho apresentado; Coerência entre o exposto no banner, na maquete quando for o caso - e nos anais, e a apresentação oral da equipe; e Capacidade de síntese e conclusão. Habilidades e Atitudes: Comunicação entre os membros e a Comissão de Avaliação; Demonstração de práticas de oratória (postura, tom de voz, eloqüência) ; Envolvimento de todos os membros da equipe durante a apresentação. Art. 18 Poderão ser distribuídos pontos, para os acadêmicos que participarem do SINCAL, conforme decisão e critérios estabelecidos pelo Colegiado. Art. 19 Os melhores trabalhos apresentados no SINCAL serão premiados e o primeiro lugar será agraciado com a Comenda Ronan de Freitas Pereira. CAPÍTULO V - DOS PROCEDIMENTOS RELACIONADOS AO REGISTRO DO SINCAL Art O registro relativo ao SINCAL é de exclusiva competência da Coordenação de Projetos. 1º - A participação dos acadêmicos no SINCAL deverá ser registrada por meio de certificados e Anais do evento. 2º - O acadêmico é o responsável pela guarda e organização de sua documentação. 3º - A participação no SINCAL constará no histórico escolar do acadêmico, pois é uma atividade curricular prevista do Projeto Pedagógico de Curso. CAPÍTULO VI DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art As equipes devem ter no máximo 05 integrantes, sendo permitida a participação de acadêmicos de todos os cursos de graduação da instituição. Parágrafo Único: Os acadêmicos que não estão matriculados na disciplina Cálculo não têm direito à pontuação. Art Não será permitido acrescentar ou trocar integrantes da equipe após a inscrição. Art Os modelos de banner e resumo estarão disponíveis no site da FACIT. Não

5 será permitido alterar os modelos. Art. 24 É desejável que a equipe apresente o protótipo de seu trabalho. Art Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão de Organização do Sincal e pelo colegiado, em última instância. Art.26 - Este Regulamento entra em vigor nesta data. Montes Claros, 16 de dezembro de 2002

REGULAMENTO DA SEMANA DA ENGENHARIA

REGULAMENTO DA SEMANA DA ENGENHARIA REGULAMENTO DA SEMANA DA ENGENHARIA A Coordenadora da Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros FACIT, no uso de suas atribuições regimentais, considerando que o projeto dos cursos de engenharia

Leia mais

REGULAMENTOS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTOS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTOS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ÍNDICE Regulamento da Semana da Engenharia 03 Regulamento do Seminário de Interdisciplinaridade do Cálculo - SINCAL 09 Mostra de Projetos 14 Regulamento do Programa

Leia mais

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO INTEGRADO DE DESIGN E ENGENHARIA DE PRODUTO - LIDEP

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO INTEGRADO DE DESIGN E ENGENHARIA DE PRODUTO - LIDEP REGULAMENTO DO LABORATÓRIO INTEGRADO DE DESIGN E ENGENHARIA DE PRODUTO - LIDEP A Coordenadora da Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros FACIT, no uso de suas atribuições regimentais, considerando

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA A Coordenadora da Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros FACIT, no uso de suas atribuições regimentais, considerando que o projeto dos cursos

Leia mais

VI SEMANA ACADÊMICA INTEGRADA dos cursos de Administração, Enfermagem e Psicologia 21 a 24 de outubro de 2014

VI SEMANA ACADÊMICA INTEGRADA dos cursos de Administração, Enfermagem e Psicologia 21 a 24 de outubro de 2014 VI SEMANA ACADÊMICA INTEGRADA dos cursos de Administração, Enfermagem e Psicologia 21 a 24 de outubro de 2014 NORMAS PARA ENVIO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS Os trabalhos a serem submetidos a

Leia mais

II Encontro de Ciência e Tecnologia FARO/IJN. Edital 2015. Tema: LUZ, CIÊNCIA E VIDA.

II Encontro de Ciência e Tecnologia FARO/IJN. Edital 2015. Tema: LUZ, CIÊNCIA E VIDA. II Encontro de Ciência e Tecnologia FARO/IJN Edital 2015 Tema: LUZ, CIÊNCIA E VIDA. A Direção da Faculdade de Rondônia FARO/IJN torna público, por meio deste edital, as informações para realização do II

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 88/2009

RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 88/2009 RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 88/2009 O Presidente do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso de suas atribuições, considerando o deliberado na 80ª. Reunião Ordinária do CONSEPE, realizada

Leia mais

EDITAL DE TEMAS LIVRES XXVI ECAM

EDITAL DE TEMAS LIVRES XXVI ECAM EDITAL DE TEMAS LIVRES XXVI ECAM 1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Poderão ser inscritos no XXVI Encontro Científico dos Acadêmicos de Medicina (XXVI ECAM), a ser realizado entre os dias 24 e 26 de setembro de

Leia mais

3º Seminário Blogs: Redes Sociais e Comunicação Digital

3º Seminário Blogs: Redes Sociais e Comunicação Digital 3º Seminário Blogs: Redes Sociais e Comunicação Digital Regulamento 1. Disposições Gerais O Curso de Comunicação Social e o Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, com apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa,

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA DE IBAITI

FACULDADE DE EDUCAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA DE IBAITI REGULAMENTO NO NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO DA FEATI NUPEFE Faculdade de Educação, Administração e Tecnologia de Ibaiti FEATI SEÇÃO I Da Natureza e Missão Art. 1 O Núcleo de Pesquisa e Extensão da FEATI

Leia mais

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA REGULAMENTO DE MONITORIA DO CURSO DE PEDAGOGIA

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA REGULAMENTO DE MONITORIA DO CURSO DE PEDAGOGIA FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA REGULAMENTO DE MONITORIA DO CURSO DE PEDAGOGIA Cachoeira, março de 2011 REGULAMENTO DE MONITORIA ACADÊMICA DO CURSO DE PEDAGOGIA Capítulo I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE ANGLO-AMERICANO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º Este Regulamento disciplina as atividades do Estágio Curricular Supervisionado,

Leia mais

EDITAL nº 03/2015. A Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Cascavel UNIVEL através do Centro de Pesquisa e Extensão CPE,

EDITAL nº 03/2015. A Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Cascavel UNIVEL através do Centro de Pesquisa e Extensão CPE, Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Cascavel Av. Tito Muffato, 2317 Bairro Santa Cruz 85806-080 Cascavel PR Fone: (45) 3036-3653 - Fax: (45) 3036-3638 http://www.univel.br jornadacientifica2015@univel.br

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL Conforme determina o Regulamento das Atividades Complementares da Faculdade Visconde de Cairu FAVIC, este regulamento especifica como

Leia mais

II JORNADA DO CONHECIMENTO Faculdade Católica Paulista. II JORNADA DO CONHECIMENTO DA FACULDADE CATÓLICA PAULISTA Edital 02/2015

II JORNADA DO CONHECIMENTO Faculdade Católica Paulista. II JORNADA DO CONHECIMENTO DA FACULDADE CATÓLICA PAULISTA Edital 02/2015 II JORNADA DO CONHECIMENTO DA FACULDADE CATÓLICA PAULISTA Edital 02/2015 A Diretoria Acadêmica da, no uso de suas atribuições, torna pública a alteração do período de realização da II Jornada do Conhecimento,

Leia mais

II JORNADA DO CONHECIMENTO Faculdade Católica Paulista. II JORNADA DO CONHECIMENTO DA FACULDADE CATÓLICA PAULISTA Edital 01/2015

II JORNADA DO CONHECIMENTO Faculdade Católica Paulista. II JORNADA DO CONHECIMENTO DA FACULDADE CATÓLICA PAULISTA Edital 01/2015 II JORNADA DO CONHECIMENTO DA FACULDADE CATÓLICA PAULISTA Edital 01/2015 A Diretoria Acadêmica da, no uso de suas atribuições, torna pública a abertura de inscrições para participação na II Jornada do

Leia mais

I ENCONTRO DE CIÊNCIA & TECNOLOGIA IJN/FARO - EDITAL 2014 -

I ENCONTRO DE CIÊNCIA & TECNOLOGIA IJN/FARO - EDITAL 2014 - A Direção da Faculdade de Rondônia - IJN/FARO torna público por meio deste edital, as informações para realização do I Encontro de Ciência & Tecnologia, que acontecerá nos dias 16 e 17 de outubro de 2014.

Leia mais

Regulamento de TCC do curso de Fisioterapia

Regulamento de TCC do curso de Fisioterapia Regulamento de TCC do curso de Fisioterapia A atividade de trabalho de conclusão de curso é desenvolvida em área escolhida pelo aluno, sob a orientação professor (es) orientador(es). O aluno descreverá

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE NITERÓI EDITAL N 005/2015

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE NITERÓI EDITAL N 005/2015 PUBLICADA EM 15/09/2015 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE NITERÓI EDITAL N 005/2015 O presente Edital torna pública a abertura de inscrições e estabelece as diretrizes gerais para

Leia mais

EDITAL INTERNO Nº 01/2015 IX JORNADA INTERNA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA

EDITAL INTERNO Nº 01/2015 IX JORNADA INTERNA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA EDITAL INTERNO Nº 01/2015 IX JORNADA INTERNA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA A Pró-Reitora de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (PROPPI) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do

Leia mais

REGULAMENTO DE INSCRIÇÃO DE TRABALHOS

REGULAMENTO DE INSCRIÇÃO DE TRABALHOS REGULAMENTO DE INSCRIÇÃO DE TRABALHOS 1 DAS NORMAS GERAIS 1.1 A inscrição poderá ser feita até 30/09/2014, exclusivamente pelo endereço eletrônico sep@famam.com.br e deverá ser dirigida a uma das seguintes

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010

RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010 RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010 Normatiza a oferta de cursos a distância, em nível de graduação, sequenciais, tecnólogos, pós-graduação e extensão universitária ofertados pela Universidade

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL O Colegiado do Curso de Tecnologia em Gestão Ambiental, no uso de suas atribuições, resolve aprovar, com registro

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Este regulamento, elaborado pela Coordenação do Curso de Ciências Econômicas da Universidade Metodista de São Paulo, tem por objetivo regulamentar o desenvolvimento

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE ACOMPANHAMENTO E ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES CAPÍTULO I

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE ACOMPANHAMENTO E ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES CAPÍTULO I REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE ACOMPANHAMENTO E ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Dispõe sobre o Acompanhamento e Orientação do Estágio do Curso Superior de

Leia mais

REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE AGRONOMIA UTFPR CÂMPUS DOIS VIZINHOS

REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE AGRONOMIA UTFPR CÂMPUS DOIS VIZINHOS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE AGRONOMIA DA UTFPR CÂMPUS DOIS VIZINHOS DOIS VIZINHOS Outubro - 2012 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE AGRONOMIA DA UTFPR CÂMPUS

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CAPÍTULO I

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CAPÍTULO I REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING Dispõe sobre o Acompanhamento e Orientação do Estágio do Curso Superior de Tecnologia em Marketing da Faculdade de Castanhal.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 013, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012.

RESOLUÇÃO Nº 013, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012. Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Câmpus Porto Alegre RESOLUÇÃO Nº 013, DE 13 DE NOVEMBRO

Leia mais

PROGRAMA DE EXTENSÃO DA FASETE - PROESETE Edital de 15 de setembro de 2015.

PROGRAMA DE EXTENSÃO DA FASETE - PROESETE Edital de 15 de setembro de 2015. Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão da Faculdade Sete de Setembro PROGRAMA DE EXTENSÃO DA FASETE - PROESETE Edital de 15 de setembro de 2015. Considerando que a extensão universitária constitui um processo

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE QUÍMICA, CAMPUS PATO BRANCO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE QUÍMICA, CAMPUS PATO BRANCO Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Coordenação do Curso Superior de Química: Bacharelado em Química Industrial e Licenciatura em Química REGULAMENTO DAS

Leia mais

FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA

FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA NORMAS DOS TRABALHOS CIENTIFICOS FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA Período: 05 a 07 de Outubro de 2010 IX SEMANA ACADEMICA Responsabilidade sócioambiental Local: Faculdade Integrada da Grande Fortaleza

Leia mais

Cidadania e Desenvolvimento Social. Universidade Federal do Paraná Curitiba Paraná Brasil 03, 04 e 05 de outubro de 2012

Cidadania e Desenvolvimento Social. Universidade Federal do Paraná Curitiba Paraná Brasil 03, 04 e 05 de outubro de 2012 XX Jornadas de Jovens Pesquisadores da Associação de Universidades do Grupo Montevideo (AUGM) Cidadania e Desenvolvimento Social Universidade Federal do Paraná Curitiba Paraná Brasil 03, 04 e 05 de outubro

Leia mais

Normas de submissão e apresentação dos trabalhos

Normas de submissão e apresentação dos trabalhos Faculdade Integrada de Santa Maria FISMA Curso de Graduação em Enfermagem II Encontro do Curso de Graduação em Enfermagem FISMA 26 de maio de 2015 SUBMISSÃO E APRESENTAÇAO DE TRABALHOS Poderão ser submetidos

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Fica alterado o Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Psicologia, do. São Paulo, 26 de abril de 2012.

R E S O L U Ç Ã O. Fica alterado o Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Psicologia, do. São Paulo, 26 de abril de 2012. RESOLUÇÃO CONSEACC/SP 04/2012 ALTERA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PSICOLOGIA, DO CAMPUS SÃO PAULO DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF. A Presidente do Conselho Acadêmico de Campus

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUMAR

REGULAMENTO PROGRAMAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUMAR REGULAMENTO PROGRAMAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUMAR CAPÍTULO FINALIDADES E OBJETIVOS Art. 1º - As normas que seguem visam orientar a comunidade acadêmica quanto aos procedimentos que devem ser observados

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACAR CURSO DE ENFERMAGEM (PIC)

REGULAMENTO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACAR CURSO DE ENFERMAGEM (PIC) REGULAMENTO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACAR CURSO DE ENFERMAGEM (PIC) CAPÍTULO FINALIDADES E OBJETIVOS Art. 1º - As normas que seguem visam orientar os docentes e discentes do curso de Enfermagem

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 2, DE 25 DE JUNHO DE 2012

RESOLUÇÃO Nº 2, DE 25 DE JUNHO DE 2012 RESOLUÇÃO Nº 2, DE 25 DE JUNHO DE 2012 Estabelece normas para realização, execução e avaliação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) no Curso de Engenharia Agronômica da Universidade Federal de São João

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 019/07 CONSUNI

RESOLUÇÃO Nº 019/07 CONSUNI RESOLUÇÃO Nº 019/07 CONSUNI APROVA O REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE JARAGUÁ DO SUL UNERJ. A Presidente do Conselho Universitário CONSUNI do Centro Universitário

Leia mais

II ELPED - ENCONTRO DE LICENCIATURAS E PESQUISA EM EDUCAÇÃO

II ELPED - ENCONTRO DE LICENCIATURAS E PESQUISA EM EDUCAÇÃO II ELPED - ENCONTRO DE LICENCIATURAS E PESQUISA EM EDUCAÇÃO Tema: PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E CURRÍCULO: ABORDAGENS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS DATA: 31 de março e 1º de abril de 2016 1. OBSERVAÇÕES GERAIS a)

Leia mais

NORMAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS DO I CONGRESSO DE CURSOS DA ESCOLA SÃO FRANCISCO DE ASSIS

NORMAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS DO I CONGRESSO DE CURSOS DA ESCOLA SÃO FRANCISCO DE ASSIS NORMAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS DO I CONGRESSO DE CURSOS DA ESCOLA SÃO FRANCISCO DE ASSIS A. INFORMAÇÕES GERAIS Os trabalhos poderão ser apresentados na forma de COMUNICAÇÃO ORAL, PÔSTER ou EXPOSIÇÃO

Leia mais

Edital para seleção de projetos de pesquisa para o período 2014 Programa de Incentivo a Pesquisa Docente (PIPED)

Edital para seleção de projetos de pesquisa para o período 2014 Programa de Incentivo a Pesquisa Docente (PIPED) Edital para seleção de projetos de pesquisa para o período 2014 Programa de Incentivo a Pesquisa Docente (PIPED) A Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), no uso de suas atribuições,

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC ENFERMAGEM Elaboração: Docente Ms. Taísa Guimarães de Souza 2012/1 Revisão: Docente Drº Rogério Alexandre Nunes dos Santos / Docente Esp. Robsom Inácio

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACIS

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACIS REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACIS A iniciação científica é um instrumento de formação que permite introduzir na pesquisa científica os acadêmicos de graduação, colocando-os em contato

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ESCOLA DE FARMÁCIA E ODONTOLOGIA DE ALFENAS CENTRO UNIVERSITÁRIO FEDERAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ESCOLA DE FARMÁCIA E ODONTOLOGIA DE ALFENAS CENTRO UNIVERSITÁRIO FEDERAL REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO DE INTERESSE CURRICULAR DO CURSO DE QUÍMICA DA Efoa/Ceufe Resolução Nº 007/2005 pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) O presente regulamento foi elaborado tendo

Leia mais

Catalão / GO, 04 de novembro de 2010. Resolução CONSUP FACULDADE CESUC 002/2010

Catalão / GO, 04 de novembro de 2010. Resolução CONSUP FACULDADE CESUC 002/2010 Catalão / GO, 04 de novembro de 2010. Resolução CONSUP FACULDADE CESUC 002/2010 Estabelece normas para a realização do Trabalho de Curso (TCC) obrigatório nos cursos de graduação da Faculdade de Ensino

Leia mais

PRÓ- REITORIA DE PESQUISA, PÓS- GRADUAÇÃO, EXTENSÃO E CULTURA GERÊNCIA DE PÓS- GRADUAÇÃO PROGRAMA DE MESTRADO ACADÊMICO EM COMPUTAÇÃO APLICADA

PRÓ- REITORIA DE PESQUISA, PÓS- GRADUAÇÃO, EXTENSÃO E CULTURA GERÊNCIA DE PÓS- GRADUAÇÃO PROGRAMA DE MESTRADO ACADÊMICO EM COMPUTAÇÃO APLICADA PRÓ- REITORIA DE PESQUISA, PÓS- GRADUAÇÃO, EXTENSÃO E CULTURA GERÊNCIA DE PÓS- GRADUAÇÃO PROGRAMA DE MESTRADO ACADÊMICO EM COMPUTAÇÃO APLICADA NORMAS PARA O ESTÁGIO DE DOCÊNCIA Em sua Seção III, Regimento

Leia mais

REGULAMENTO DA DISCIPLINA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS SUPERIORESDE GRADUAÇÃO DO CEFET-PR. Capítulo I DO ESTÁGIO E SUAS FINALIDADES

REGULAMENTO DA DISCIPLINA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS SUPERIORESDE GRADUAÇÃO DO CEFET-PR. Capítulo I DO ESTÁGIO E SUAS FINALIDADES REGULAMENTO DA DISCIPLINA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS SUPERIORESDE GRADUAÇÃO DO CEFET-PR Capítulo I DO ESTÁGIO E SUAS FINALIDADES Art. 1º - O Estágio Curricular, baseado na lei nº 6.494,

Leia mais

Curso de Engenharia de Elétrica

Curso de Engenharia de Elétrica Regulamento de Estágio Curricular Obrigatório Curso de Engenharia de Elétrica Cascavel-PR 2011 - 2 - CAPITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. Este regulamento tem por finalidade normatizar o Estágio

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Curso de Teologia

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Curso de Teologia REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Curso de Teologia Associação Educacional Batista Pioneira 2010 CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO E DA FINALIDADE DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1º - Este instrumento regulamenta

Leia mais

NORMAS PARA EDITORAÇÃO E ENVIO DE TRABALHOS TÉCNICOS AO EVENTOS BRASIL 2014

NORMAS PARA EDITORAÇÃO E ENVIO DE TRABALHOS TÉCNICOS AO EVENTOS BRASIL 2014 NORMAS PARA EDITORAÇÃO E ENVIO DE TRABALHOS TÉCNICOS AO EVENTOS BRASIL 2014 07 a 08 de dezembro de 2014 São Paulo - SP DATAS E CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES Os trabalhos técnicos deverão ser enviados eletronicamente,

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO O Curso Técnico em Segurança do Trabalho estabelece em seu Plano Pedagógico de Curso a realização do Estágio Curricular

Leia mais

REGULAMENTO DE REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO Curso de Administração Hospitalar Faculdade São Camilo - RJ

REGULAMENTO DE REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO Curso de Administração Hospitalar Faculdade São Camilo - RJ REGULAMENTO DE REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO Curso de Administração Hospitalar Faculdade São Camilo - RJ 2 TÍTULO I DAS CONSIDERAÇÕES GERAIS Artigo 1º - O Curso de Administração da Faculdade São Camilo mantém

Leia mais

INSCRIÇÃO E SUBMISSÃO DE PROJETOS TEMÁTICOS E ATIVIDADES NA IX SEMANA ACADÊMICA, VIII JORNADA CIENTÍFICA.

INSCRIÇÃO E SUBMISSÃO DE PROJETOS TEMÁTICOS E ATIVIDADES NA IX SEMANA ACADÊMICA, VIII JORNADA CIENTÍFICA. EDITAL Nº05/2015 INSCRIÇÃO E SUBMISSÃO DE PROJETOS TEMÁTICOS E ATIVIDADES NA IX SEMANA ACADÊMICA, VIII JORNADA CIENTÍFICA. A do Rio de Janeiro - IFRJ - Campus Paracambi torna público o presente documento,

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção NORMAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Curso de Engenharia de Produção NORMAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Curso de Engenharia de Produção NORMAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Viçosa, Minas Gerais 2014 1 INTRODUÇÃO As atividades complementares, inseridas no projeto pedagógico, têm por finalidade proporcionar

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado o Regulamento de Projeto Integrador do Curso Superior de Tecnologia em Logística da FAE Blumenau.

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado o Regulamento de Projeto Integrador do Curso Superior de Tecnologia em Logística da FAE Blumenau. RESOLUÇÃO CSA N.º 12/2010 APROVA O REGULAMENTO DE PROJETO INTEGRADOR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA DA FAE BLUMENAU. O Presidente do Conselho Superior de Administração CSA, no uso das atribuições

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INFORMÁTICA

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INFORMÁTICA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INFORMÁTICA Aprovado pela Resolução CONSUNI nº 31/13, de 21/08/13. CAPÍTULO I DAS CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este regulamento dispõe especificamente do Núcleo de Informática

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FARMÁCIA - UNIPAMPA

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FARMÁCIA - UNIPAMPA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FARMÁCIA - UNIPAMPA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FARMÁCIA - UNIPAMPA CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1º - Este Regulamento destina-se a orientar

Leia mais

II SEMANA AMBIENTAL DA UNICESUMAR NORMAS PARA ENVIO DOS TRABALHOS

II SEMANA AMBIENTAL DA UNICESUMAR NORMAS PARA ENVIO DOS TRABALHOS II SEMANA AMBIENTAL DA UNICESUMAR NORMAS PARA ENVIO DOS TRABALHOS Os trabalhos poderão ser inscritos na forma de resumo expandido (mínimo 3 e máximo 5 páginas); Serão aceitos trabalhos que sejam resultados

Leia mais

EDITAL DE SUBMISSÃO DE TRABALHOS PARA O CONGRESSO MARISTA PARA AS INFÂNCIAS 2014 DA REDE MARISTA DE SOLIDARIEDADE (RMS)

EDITAL DE SUBMISSÃO DE TRABALHOS PARA O CONGRESSO MARISTA PARA AS INFÂNCIAS 2014 DA REDE MARISTA DE SOLIDARIEDADE (RMS) EDITAL DE SUBMISSÃO DE TRABALHOS PARA O CONGRESSO MARISTA PARA AS INFÂNCIAS 2014 DA (RMS) O presente Edital tem por finalidade fixar as normas gerais e específicas para a apresentação de trabalhos a partir

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS REGULAMENTO DAS DISCIPLINAS DE PESQUISA E ANÁLISE EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS, PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO E TRABALHO

Leia mais

VI ENPENEX 2014 TERESINA - PIAUÍ TEMA: ÉTICA E CIÊNCIA NA ACADEMIA

VI ENPENEX 2014 TERESINA - PIAUÍ TEMA: ÉTICA E CIÊNCIA NA ACADEMIA VI ENPENEX 2014 TERESINA - PIAUÍ TEMA: ÉTICA E CIÊNCIA NA ACADEMIA PERÍODO: 10 A 14/11/14 PERÍODO DE INSCRIÇÃO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHO: (COMUNICAÇÃO ORAL E PÔSTER) 22/09 a 10/10/2014 PERÍODO DE INSCRIÇÃO

Leia mais

Regulamento dos Cursos da Diretoria de Educação Continuada

Regulamento dos Cursos da Diretoria de Educação Continuada Regulamento dos Cursos da Diretoria de Educação Continuada Art. 1º Os Cursos ofertados pela Diretoria de Educação Continuada da Universidade Nove de Julho UNINOVE regem-se pela legislação vigente, pelo

Leia mais

CAPÍTULO I - Conceituação e Objetivos

CAPÍTULO I - Conceituação e Objetivos REGULAMENTO GERAL TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC Ensino Técnico do Centro Paula Souza CAPÍTULO I - Conceituação e Objetivos Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso - TCC constitui-se numa atividade

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Professor Mário Antônio Verza Código: 164 Município: Palmital Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Logística

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 199 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011.

RESOLUÇÃO Nº. 199 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. RESOLUÇÃO Nº. 199 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais e considerando o Parecer nº.

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO FACULDADE SUMARÉ

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO FACULDADE SUMARÉ REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO FACULDADE SUMARÉ 2008 CAPÍTULO I DA CONCEPÇÃO E FINALIDADE Art. 1º. Respeitada a legislação vigente, as normas específicas aplicáveis a cada curso e, em

Leia mais

2 DA ETAPA DE SELEÇÃO DOS ORIENTADORES

2 DA ETAPA DE SELEÇÃO DOS ORIENTADORES EDITAL 2014 Estabelece inscrições para o Programa de Iniciação Científica da Faculdade de Tecnologia Intensiva FATECI. O Diretor Geral da Faculdade de Tecnologia Intensiva FATECI, Prof. Clauder Ciarlini

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA 2014

CHAMADA PÚBLICA 2014 EDITAL N º 34/PROPPI/2014 CÂMPUS URUPEMA CHAMADA PÚBLICA 2014 PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS TÉCNICOS COM FINALIDADE DIDÁTICO-PEDAGÓGICA EM CURSOS REGULARES NO CÂMPUS URUPEMA EXECUÇÃO:

Leia mais

Regulamento Geral das Atividades Complementares do CENTRO UNIVERSITÁRIO SANT ANNA

Regulamento Geral das Atividades Complementares do CENTRO UNIVERSITÁRIO SANT ANNA Regulamento Geral das Atividades Complementares do CENTRO UNIVERSITÁRIO SANT ANNA São Paulo - 2010 CAPÍTULO I DA NATUREZA E DEFINIÇÃO Art. 1º As Atividades Complementares, com a sigla ACs, de todos os

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO - NUPE Faculdade de Direito de Alta Floresta - FADAF

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO - NUPE Faculdade de Direito de Alta Floresta - FADAF REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO - NUPE Faculdade de Direito de Alta Floresta - FADAF 2013 SUMÁRIO CAPÍTULO I - DA ESTRUTURA E OBJETIVOS...02 CAPÍTULO II - DO COORDENADOR DE PESQUISA E TRABALHO

Leia mais

FACERB Faculdade Cenecista de Rio Bonito Credenciada pela Portaria Ministerial nº 57/09 de 13/01/2009.Publicada no D.O.U.

FACERB Faculdade Cenecista de Rio Bonito Credenciada pela Portaria Ministerial nº 57/09 de 13/01/2009.Publicada no D.O.U. REGULAMENTO DO NÚCLEO PROFISSIONAL PRÁTICO E ACADÊMICO NUPPAC CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O Núcleo Profissional Prático e Acadêmico - NUPPAC é um órgão executivo subordinado a Direção

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA FADIVA COORDENAÇÃO DO NÚCLEO DE PESQUISA E MONOGRAFIA EDITAL N 01/ 2015 PARA PUBLICAÇÃO DA FADIVA - REVISTA JURIDICA

FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA FADIVA COORDENAÇÃO DO NÚCLEO DE PESQUISA E MONOGRAFIA EDITAL N 01/ 2015 PARA PUBLICAÇÃO DA FADIVA - REVISTA JURIDICA FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA FADIVA COORDENAÇÃO DO NÚCLEO DE PESQUISA E MONOGRAFIA EDITAL N 01/ 2015 PARA PUBLICAÇÃO DA FADIVA - REVISTA JURIDICA A Faculdade de Direito de Varginha através da Coordenação

Leia mais

FAMEC REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

FAMEC REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO FAMEC REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO 1 REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (Lei Nº 11.788 / 2008) Regulamenta as atividades do Estágio Curricular da FAMEC e estabelece normas

Leia mais

1. Normas para inscrição de trabalhos

1. Normas para inscrição de trabalhos I CONGRESSO DE ENFERMAGEM DA FACULDADE ASCES DESAFIOS DO CUIDADO INTEGRAL: UM OLHAR PARA OS CENÁRIOS DE TRANSFORMAÇÃO 25 e 26/09/2014 FACULDADE ASCES, CAMPUS II NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA SUBMISSÃO, SELEÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO CAPÍTULO I DA NATUREZA

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO CAPÍTULO I DA NATUREZA UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º Este Regulamento estabelece a normatização das disciplinas

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESU DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESU DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESU DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - O presente Regulamento tem por finalidade normatizar as atividades relacionadas ao Estágio

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Art. 2º Dê-se ciência aos interessados e a quem de direito para que a presente produza seus efeitos. Publique-se.

R E S O L U Ç Ã O. Art. 2º Dê-se ciência aos interessados e a quem de direito para que a presente produza seus efeitos. Publique-se. RESOLUÇÃO CONSEACC/BP 27/2011 APROVA O REGULAMENTO DO TRABALHO INTERDISCIPLINAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS INTERTEC, DO CAMPUS BRAGANÇA PAULISTA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO.

Leia mais

III CONJUR CONGRESSO JURÍDICO E ENCONTRO TÉCNICO-CIENTÍFICO EM DIREITO NO MATO GROSSO DO SUL. Edital de Chamada de Trabalhos Científicos

III CONJUR CONGRESSO JURÍDICO E ENCONTRO TÉCNICO-CIENTÍFICO EM DIREITO NO MATO GROSSO DO SUL. Edital de Chamada de Trabalhos Científicos III CONJUR CONGRESSO JURÍDICO E ENCONTRO TÉCNICO-CIENTÍFICO EM DIREITO NO MATO GROSSO DO SUL Edital de Chamada de Trabalhos Científicos O III Congresso Jurídico e III Encontro Técnico-Científico em Direito

Leia mais

Regulamento das Atividades Complementares. Faculdade de Jussara

Regulamento das Atividades Complementares. Faculdade de Jussara ATIVIDADES COMPLEMENTARES O curso de Administração da Faculdade de Jussara, considerando a importância da existência de outras atividades acadêmicas na formação do profissional, reservará 5% (cinco por

Leia mais

Curso de Pedagogia REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Curso de Pedagogia REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamenta as atividades complementares do curso de Pedagogia da UNINOVA. As atividades complementares previstas pela resolução n. 4 de 13 de julho de 2005, em

Leia mais

PROJETO 1ª MOSTRA DE SAÚDE DA 13ª DIRES. Integrar para fortalecer o SUS

PROJETO 1ª MOSTRA DE SAÚDE DA 13ª DIRES. Integrar para fortalecer o SUS PROJETO 1ª MOSTRA DE SAÚDE DA 13ª DIRES Integrar para fortalecer o SUS - Local: Centro de Cultura Antônio Carlos Carlos Magalhães - Período: 05/12/2011 a 06/12/2011 - Público alvo: técnicos e gestores

Leia mais

EDITAL FACIT/SEBRAE/ENDEAVOR N.º 001/2012 PROCESSO SELETIVO DE ACADÊMICOS PARA O CURSO DE EXTENSÃO EM EMPREENDEDORISMO: PROGRAMA BOTA PRA FAZER

EDITAL FACIT/SEBRAE/ENDEAVOR N.º 001/2012 PROCESSO SELETIVO DE ACADÊMICOS PARA O CURSO DE EXTENSÃO EM EMPREENDEDORISMO: PROGRAMA BOTA PRA FAZER EDITAL FACIT/SEBRAE/ENDEAVOR N.º 001/2012 PROCESSO SELETIVO DE ACADÊMICOS PARA O CURSO DE EXTENSÃO EM EMPREENDEDORISMO: PROGRAMA BOTA PRA FAZER A Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros FACIT,

Leia mais

Regulamento de Estágio

Regulamento de Estágio Regulamento de Estágio Capitulo I - Do Estágio e suas Finalidades Capitulo II - Da Forma de Realização Capitulo III - Da Inscrição, Duração e Encerramento do Estágio Capitulo IV - Do Acompanhamento e Avaliação

Leia mais

I CONCURSO DE REDAÇÃO E ARTIGO CIENTÍFICO DA FACULDADE ATLÂNTICO 2010 REGULAMENTO

I CONCURSO DE REDAÇÃO E ARTIGO CIENTÍFICO DA FACULDADE ATLÂNTICO 2010 REGULAMENTO I CONCURSO DE REDAÇÃO E ARTIGO CIENTÍFICO DA 2010 CAPÍTULO I - DA INSCRIÇÃO REGULAMENTO Art. 1º O I Concurso de Redação e Artigo Científico caracteriza-se como um evento cultural promovido anualmente pela

Leia mais

Regulamento Geral do Trabalho de Conclusão do Curso de Graduação em Ciência Política Bacharelado TCC

Regulamento Geral do Trabalho de Conclusão do Curso de Graduação em Ciência Política Bacharelado TCC Regulamento Geral do Trabalho de Conclusão do Curso de Graduação em Ciência Política Bacharelado TCC Estabelece normas para a realização do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do Curso de Graduação em

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO ECO DESAFIO PROJETOS SUSTENTÁVEIS DE CAPTAÇÃO, ARMAZENAMENTO, TRATAMENTO E UTILIZAÇÃO DA ÁGUA DA CHUVA.

REGULAMENTO DO CONCURSO ECO DESAFIO PROJETOS SUSTENTÁVEIS DE CAPTAÇÃO, ARMAZENAMENTO, TRATAMENTO E UTILIZAÇÃO DA ÁGUA DA CHUVA. REGULAMENTO DO CONCURSO ECO DESAFIO PROJETOS SUSTENTÁVEIS DE CAPTAÇÃO, ARMAZENAMENTO, TRATAMENTO E UTILIZAÇÃO DA ÁGUA DA CHUVA. APRESENTAÇÃO A Divisão de Gestão Ambiental DGA, unidade responsável pelo

Leia mais

Acadêmico FACIPE Egresso FACIPE Público EXTERNO R$ 25,00 R$ 25,00 R$ 35,00 Minicurso R$ 20,00 R$ 20,00 R$ 25,00

Acadêmico FACIPE Egresso FACIPE Público EXTERNO R$ 25,00 R$ 25,00 R$ 35,00 Minicurso R$ 20,00 R$ 20,00 R$ 25,00 FACULDADE INTEGRADA DE PERNAMBUCO COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA EM RADIOLOGIA 04 a 06 de Novembro de 2015 1. NORMAS DE INSCRIÇÃO 1.1. A inscrição para a IV Encontro Científico de Radiologia é destinada a Estudantes

Leia mais

REGULAMENTO PARA A SUBMISSÃO DE ARTIGOS - ADMINISTRAR 2015

REGULAMENTO PARA A SUBMISSÃO DE ARTIGOS - ADMINISTRAR 2015 Este Regulamento tem como objetivo comunicar as orientações, normas e demais informações pertinentes a submissão de artigos do ADMINISTRAR 2015 a ser realizado nos dias 16,17 e 18 de outubro de 2015, com

Leia mais

COMPARTILHE SUA IDEIA SOBRE ENSINO SUPERIOR INOVADOR REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE RESUMOS SOBRE ENSINO SUPERIOR INOVADOR

COMPARTILHE SUA IDEIA SOBRE ENSINO SUPERIOR INOVADOR REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE RESUMOS SOBRE ENSINO SUPERIOR INOVADOR COMPARTILHE SUA IDEIA SOBRE ENSINO SUPERIOR INOVADOR REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE RESUMOS SOBRE ENSINO SUPERIOR INOVADOR SEMANA ACADÊMICA DO CURSO DE PSICOLOGIA 2015 CESUCA, FACULDADE INEDI A Semana Acadêmica

Leia mais

NORMATIZAÇÃO DE ESTÁGIO PARA OS CURSOS TÉCNICOS E SUPERIORES DO IFSULDEMINAS

NORMATIZAÇÃO DE ESTÁGIO PARA OS CURSOS TÉCNICOS E SUPERIORES DO IFSULDEMINAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS NORMATIZAÇÃO DE ESTÁGIO PARA OS CURSOS TÉCNICOS E SUPERIORES

Leia mais

UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA CURSO DE ZOOTECNIA. Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso I e II

UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA CURSO DE ZOOTECNIA. Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso I e II UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA CURSO DE ZOOTECNIA Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso I e II Presidente Prudente 2009 CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E CARACTERÍSTICAS Art. 1. o - O Trabalho de Conclusão

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PROBIC/UNIARAXÁ)

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PROBIC/UNIARAXÁ) REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PROBIC/UNIARAXÁ) CAPÍTULO I DAS FINALIDADES E OBJETIVOS Art. 1 - As normas que seguem visam orientar pesquisadores e bolsistas vinculados a projetos

Leia mais

ENVIO DE TRABALHOS - APRESENTAÇÃO EM BANNER

ENVIO DE TRABALHOS - APRESENTAÇÃO EM BANNER XVII JORNADA DE BIOLOGIA BIOLOGIA A CIÊNCIA DA VIDA 11, 12 13 E 14 de novembro de 2009 Universidade de Rio Verde - Goiás ENVIO DE TRABALHOS - APRESENTAÇÃO EM BANNER NORMAS PARA FORMATAÇÃO E ENVIO DE TRABALHOS

Leia mais

Edital para seleção de projetos de pesquisa para o período 2015/2016 Programa de Incentivo a Pesquisa Docente (PIPED)

Edital para seleção de projetos de pesquisa para o período 2015/2016 Programa de Incentivo a Pesquisa Docente (PIPED) Edital para seleção de projetos de pesquisa para o período 2015/2016 Programa de Incentivo a Pesquisa Docente (PIPED) A Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), no uso de suas atribuições,

Leia mais

BOLSAS DE APOIO À INOVAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE PROTÓTIPOS OU PRODUTOS INOVADORES FEIRA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO IFPR - IFTECH EDITAL N

BOLSAS DE APOIO À INOVAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE PROTÓTIPOS OU PRODUTOS INOVADORES FEIRA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO IFPR - IFTECH EDITAL N BOLSAS DE APOIO À INOVAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE PROTÓTIPOS OU PRODUTOS INOVADORES FEIRA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO IFPR - IFTECH EDITAL N.º 024/2014 PROEPI/IFPR A Pró-Reitoria de Extensão, Pesquisa e Inovação

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. Capítulo I Das Disposições Gerais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. Capítulo I Das Disposições Gerais REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Dispõe sobre as Atividades Complementares do Curso Superior de Tecnologia em Análise e

Leia mais

Regulamento de Monitoria do Curso de Medicina da UNOESTE. REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA CAPÍTULO I DA APRESENTAÇÃO

Regulamento de Monitoria do Curso de Medicina da UNOESTE. REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA CAPÍTULO I DA APRESENTAÇÃO Regulamento de Monitoria do Curso de Medicina da UNOESTE. REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA CAPÍTULO I DA APRESENTAÇÃO Art. 1º O presente Regulamento estabelece as finalidades, objetivos, atribuições

Leia mais

R E G U L A M E N T O DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

R E G U L A M E N T O DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES R E G U L A M E N T O DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I: DA DEFINIÇÃO, PRÍNCÍPIOS E FINALIDADE Art. 1º. O presente Regulamento disciplina as Atividades Complementares desenvolvidas pelos alunos regularmente

Leia mais

1 - Sobre o I CONGRESSO HISPANO-BRASILEIRO DE DIREITO EMPRESARIAL: REGULAÇÃO JURÍDICA E INTERVENÇÃO DO ESTADO NA ATIVIDADE EMPRESARIAL

1 - Sobre o I CONGRESSO HISPANO-BRASILEIRO DE DIREITO EMPRESARIAL: REGULAÇÃO JURÍDICA E INTERVENÇÃO DO ESTADO NA ATIVIDADE EMPRESARIAL EDITAL DE CHAMADA DE ARTIGOS PARA PARTICIPAÇÃO NO I CONGRESSO HISPANO-BRASILEIRO DE DIREITO EMPRESARIAL: REGULAÇÃO JURÍDICA E INTERVENÇÃO DO ESTADO NA ATIVIDADE EMPRESARIAL 1 - Sobre o I CONGRESSO HISPANO-BRASILEIRO

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DO ISEI RESOLUÇÃO Nº 01/ 2007, DE 29 DE JUNHO DE 2007

CONSELHO SUPERIOR DO ISEI RESOLUÇÃO Nº 01/ 2007, DE 29 DE JUNHO DE 2007 CONSELHO SUPERIOR DO ISEI RESOLUÇÃO Nº 01/ 2007, DE 29 DE JUNHO DE 2007 Aprova o regulamento dos Estágios Supervisionados dos cursos de Graduação - Licenciaturas do ISEI. O Presidente do Conselho Superior

Leia mais