Imperialismo dos Estados Unidos na América Latina. 1) Independência das Treze Colônias no século XVIII: A) Fatores:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Imperialismo dos Estados Unidos na América Latina. 1) Independência das Treze Colônias no século XVIII: A) Fatores:"

Transcrição

1 Imperialismo dos Estados Unidos na América Latina 1) Independência das Treze Colônias no século XVIII: A) Fatores: * base ideológica: iluminismo * interesses das elites agrária, no sul e comercial, no norte * Guerra dos Sete Anos (1756/64) * Leis Restritivas B) Alguns acontecimentos importantes: * 1776: Declaração de independência * 1776/1815: Guerras de independência * 1787: Publicação da Constituição que: - estabeleceu a república - lançou as bases ao Presidencialismo - estabeleceu o Federalismo - estabeleceu voto censitário - manteve a escravidão no sul e a mão de obra livre no norte 2) Independência das colônias hispano-americanas: Fatores A) base ideológica: iluminismo B) Revolução Industrial na Inglaterra: a Inglaterra pretendia o alargamento dos mercados consumidores e produtores de matérias primas C) Independência das Treze Colônias, pois na medida em que foram as primeiras, serviram de exemplo às demais independências ocorridas nas Américas D) Revolução Francesa, pois a partir dela houve a mais rápida propagação das ideias iluministas pelo mundo E) Governo de Napoleão Bonaparte F) Congresso de Viena G) Interesses da aristocracia criolla em fazer a independência, pois detentora do poder econômico essas elites pretendem o poder político Das Américas, os EUA foram o primeiro país a se tornar independente. Todos processos emancipatórios das Américas tiveram como base o Iluminismo. Uma das vertentes do Iluminismo é contra o Antigo Regime. A colonização é um processo do mercantilismo, então todos que são contra a colonização são contra o mercantilismo, absolutismo, ou seja, contra o Antigo Regime. Logo quem era contra o Antigo Regime era iluminista, pois o iluminismo prega isso. EUA -> no sul, uma elite rural, enquanto no norte, uma elite comercial

2 O primeiro foco de colonização foi com Elizabeth I, quando ela publicou a Lei do Cerco, e teve como consequências a ida de ingleses ao sul das Treze Colônias. Antigos parlamentares degradados foram mandados para as Treze Colônias. Eles foram para o Norte, devido ao clima ser mais frio e ser parecido com o da Inglaterra. Eles pagavam impostos altíssimos para o Estado inglês e tinham de bancar tudo. Ou seja, no começo, a colonização foi feita através de dinheiro privado. A elite comercial foi criada através do aumento da produção manufatureira. No começo do século XVIII, a Inglaterra já estava estável, então podia olhar mais para suas colônias. Lá, eles vêem terra quente, para poder ser um território agro - exportador. O algodão era o principal produto, e foi posta em prática a escravidão, o plantation etc. Daí surge uma elite rural, retrógrada da mesma que a brasileira. O Sul foi colonizado depois (século XVIII) enquanto o Norte no século XVII

3 A elite comercial lucra com esse comércio, pois ela que organizava. Já a elite agrária lucrava com a chegada de escravos, pois os escravos eram essenciais para suas terras. A elite comercial é o embrião da burguesia. Não era burguesia pois não tinha organização para tal. As duas elites se vigiavam, ou seja, uma não podia crescer mais que a outra. Uma limitava a outra. A independência dos EUA é precoce (1776) se comparada a de outros países. O processo de escravidão norte-americano começou bem depois se comparado ao Brasil. As Treze Colônias, antes independentes entre si, se unem para se tornarem independentes da Inglaterra. A França queria algumas das 13 colônias; então, França e Inglaterra lutam, numa guerra que ficou conhecida como Guerra dos Sete Anos (1756/64). A Inglaterra vence, pois teve apoio do colono e estava melhor economicamente. Mas o apoio norte-americano foi fundamental para a vitória inglesa. Com o contato, os norte-americanos viram que eles não eram ingleses. Criou-se então um sentimento nacionalista entre os norte-americanos. Por ter avaliado mal, a Inglaterra gastou demais com a guerra e, com isso, o Estado inglês quebrou. Para virar isso, aumentaram os impostos, que recaíram sobre os colonos (não tinham representantes no Parlamento). Foram criadas leis restritivas, que fizeram com que os impostos aumentassem substancialmente. Foram leis que restringiram a vida do colono e aumentaram a carga tributária. Junta-se isso as ideias iluministas: está criado um cenário para lutar pela independência. O Norte faz um pedido para entrar no Parlamento, com a desculpa de que só pagaria os impostos se tivesse representatividade política. A Inglaterra não responde. No ano seguinte, o Sul também se junta ao Norte para mandar o pedido a Inglaterra. Os ingleses ignoram de novo. Isso leva à independência e à guerra. A Inglaterra reconhece a independência das 13 colônias, mas não dos territórios até o Mississipi. Até 1815,

4 Inglaterra e EUA brigam pelas terras até o Rio Mississipi. Nesse meio tempo, as Treze Colônias, independentes entre si, decidem se unir e formar um país. É criada uma constituição em 1787 que estabelece uma república, começa a prever o presidencialismo (é de origem norte-americana), com voto censitário, com a escravidão (pra agradar o Sul), com mão de obra livre (pra agradar o Norte), com possibilidade de secessão (saída de um estado) e prevê o federalismo (instrumento legal que delega autonomia aos estados). Governo tinha de ser forte para aguentar separar atritos entre estados. O federalismo dava autonomia para os estados. 3) Estados Unidos no século XIX A) Publicação da Doutrina Monroe ("América para os americanos") B) Aplicação da Teoria do Destino Manifesto: esta teoria estabelecia que os norteamericanos estariam predestinados a fazerem a expansão para o oeste. C) Na década de 1840, Estados Unidos e México estiveram em guerra pelo Texas. A derrota mexicana levou à assinatura do Tratado de Guadalupe-Hidalgo, em que o México cedia boa parte de seu território aos Estados Unidos. D) A expansão para o oeste levou a morte e ao extermínio de milhões de índios. E) A expansão gerou crescimento econômico, mas aprofundou as diferenças e os ódios entre o norte e o sul, o que explica a guerra civil (Guerra de Secessão /65) F) Com o fim da Guerra de Secessão, os Estados Unidos se confirmavam como uma potência capitalista e imperialista 4) A América Latina no século XIX O continente latino-americano do século XIX foi marcado, entre outros: A) pelo subdesenvolvimento B) pela manutenção do perfil agro - exportador -> concentração de terras nas mãos de poucos C) pelo aumento da miséria D) pelo analfabetismo E) pela pouca aplicação das leis F) por sucessivos golpes de estado (que se perpetuaram no século XX) G) pelo Caudilhismo: fenômeno político social que vigorou em boa parte da América Latina, inclusive no sul do Brasil. O caudilho era normalmente um dono de terras, de "índole militar" e que detinha poderes locais ou/e regionais. Mantinha seus poderes, pois era o poder econômico da região, agia com violência e era paternalista.

5 Seu maior objetivo era a ascensão ao poder federal. Quando isso ocorria era normalmente pela via de golpe de estado e seu governo era ditatorial. 5) Obs.: Guerra de Secessão (1861/65): foi a guerra civil dos Estados Unidos fruto das diferenças e das divergências entre o norte e o sul. O norte pretendia: A) o fim da escravidão no sul B) o estabelecimento de rígidas regras de protecionismo alfandegário C) a colonização e o povoamento do interior D) a construção de estradas de ferro que ligassem o país O sul pretendia: A) a manutenção da escravidão B) a livre concorrência com a quebra de barreiras alfandegárias C) não pretendia povoar e colonizar o interior D) não pretendia a construção de estradas de ferro que ligassem o país América Latina -> expressão pejorativa utilizada no século XIX e no século XX, especialmente durante a Guerra Fria. Era para se referir aos povos da América Espanhola, para dizer que eles eram preguiçosos. Crescimento dos EUA e dos países latino-americanos foi muito diferente. Nos EUA, as duas elites fizeram a independência, o que determinou seu elevado crescimento uma vez que uma limitava a outra. Nos países latino-americanos, havia muita miséria, falta de progresso. Meia dúzia de donos de terra tinham o poder. Nesses países, ocorreram muitos golpes de estado, o que fez os países ficarem instáveis politicamente. 1823: Doutrina Monroe "América para os americanos" -> doutrina de nacionalismo O objetivo dessa doutrina era fazer com que os países da América parassem de comprar produtos europeus e comprassem dos EUA. Com isso, os EUA ganhariam mercado consumidor. É uma doutrina que abriu o caminho para o que os EUA se tornariam depois. Publicação do Destino Manifesto -> o norte-americano está predestinado a fazer a expansão para o oeste e chegar ao mar. Foi um apelo religioso. E foi certeiro, uma vez que a população norte-americana era calvinista (calvinismo acredita na predestinação). Foi um discurso religioso e moral, com objetivo de povoar o Oeste. Como consequência, 15 milhões de índios morreram na expansão para o interior. Expansão para o oeste -> significa expandir para as terras que ficam depois do Rio Mississipi Texas -> era mexicano; por causa da instabilidade política mexicana e da concentração de pessoas no sul do México, os EUA invadiram o Texas; nos anos 40, já estava lotado de

6 norte-americano e, em 1845, o Texas se torna independente e é anexado aos EUA. O México grita e entra em guerra com os EUA. Os Estados Unidos vencem, obviamente (México leva uma naba quilométrica), e assinam um Tratado, o de Guadalupe-Hidalgo. Esse tratado dizia que todos territórios na mesma "linha" do Texas ou acima dele eram dos EUA (mesma latitude do Texas). Lei de terras-> 1850 Paralelamente, no Brasil, estava cheio de terras devoludas (terras devolvidas ao estado). Ou seja, o Estado estava cheio de terras e queria vendê-las. Podia ser qualquer comprador. Mas na prática quem comprava eram os donos de terras. Ou seja, a lei de terras no brasil concentrou ainda mais as terras. Já nos EUA, se a pessoa quisesse povoar uma terra no interior, o estado dava, por menor que eram as terras (chácara, por ex). As famílias iam pro meio do nada. É assim que os EUA iniciam o povoamento das terras do Oeste. A lei de terras norte americana tem caráter distribuidor, descentralizador. Latifundio, no geral, é terra improdutiva, devido ao tamanho. Foi uma reforma agrária informal nos EUA. Muitos imigrantes ganharam terras e foram pra terras distantes no interior. Os EUA foi o país que mais recebeu imigrantes no sec. XIX. Lá não tem um prato tipico, uma vez que é terra de imigrante. O imigrante faz diferença, sobretudo no sec XIX, pq ele não tem NADA, ou seja, chega pra trabalhar duro, etc. É melhor ser cidadão em seu país que imigrante em outro país, pois imigrantes tinham menos direitos. Com isso, a expansão se completa ao chegar no Pacífico. Mas nem tudo foi coisa boa. No congresso norte americano, a maior totalidade era de grupos endinheirados, advindos de burgueses ricos e fazendeiros ricos. "Sulistas e Nortistas". As diferenças tendiam a aumentar, pois o Norte queria acabar com a escravidão do sul (pra ganhar mercado consumidor), e o sul nao queria. O norte quer povoar o interior, quer estabeleceler uma malha ferroviária. Sul não quer nada disso, porque o sul exporta. Uma mentalidade retrógrada, como toda elite agrária nas Américas. São interesses antagônicos. O sul pretende a quebra das barreiras alfandegárias (livre comércio), já o Norte quer protecionismo alfandegário (pesados impostos pros produtos estrangeiros). Em 1860, começou a campanha eleitoral. O candidato mais propenso a vencer era Abraham Lincoln. Era um lenhador pobre, que representava o Norte e queria o fim da escravidão. Os congressitas do sul disseram que se Lincoln fosse eleito, eles pediriam a Secessão. Então houve eleição, Lincoln foi eleito. Em 61 o Sul pediu a Secessão. O norte não aceitou, o sul não admite a recusa e então entra em guerra (Guerra da Secessão). Lincoln é morto nessa guerra (1863). É assinada a lei do fim da escravidão em No início parecia que o Sul iria ganhar, mas com o fim da escravidão, hordas de negros se juntaram aos do Norte. Além disso, o norte tinha mais tecnologia. Com isso, o Norte deu uma traulitada no Sul, que ficou arrasado. Ou seja, o capitalismo industrial venceu o projeto escravista e agrário do sul. A partir da guerra da Secessão, a secessão é proibida por lei. Ocorre a consolidação plena do capitalismo. É no início do sec XX que eles entram na corrida imperialista. Eles começam nas Américas, no Caribe (bem barato). Eles encontram uma América pobre, cheia de problemas, golpes. É uma América facilmente dominavel. Os EUA estavam em franco crescimento, enquanto a América estava estagnada. Diferentemente do projeto imperialista europeu, os EUA agiam de forma mais sutil. Eles queriam o controle dos mercados. O que interessava era dominação de forma econômica. Se fosse necessário uma dominação política, ocorreria. Por exemplo, se um candidato do país fosse contra o que os EUA pregavam, eles iriam patrocinar outro grupo, ou patrocinar um golpe de estado (se um candidato que eles não queriam tivesse chegado ao poder). Ou seja, eles afetavam a política dos outros países, mas de forma sutil. O imperialismo americano foi indireto. A última colônia espanhola nas Américas foi Cuba (1898). Quem brigou com a Espanha pela independencia de Cuba foram os EUA. Cuba pagou caro por isso. Entre 1900 e 1902,

7 eles elaboraram uma lei. Nessa mesma época, o presidente norte-americano (primeiro Roosevelt) lança uma política para a América, chamada de Big Stick (grande porrete). Big Stick prevê uma intervençao militar a qualquer momento, em qualquer país da América, desde que apresentem alguma ameaça as Américas. Essa política se perpetua até os anos 30, quando o segundo Roosevelt estabelece a política de Boa Vizinhança. Por isso, passou uma péssima imagem dos EUA ao longo das décadas seguintes. Os EUA propõe uma emenda na Constituição Cubana, a chamada Emenda Plati, que foi uma aplicação do Big Stick em Cuba. Eles podiam intervir em Cuba a qualquer momento. Pra isso, ela também prevê a construção de uma base militar, chamada de Guantanamo. Os EUA se comprometiam a comprar o excedente da produção cubana de açúcar, desde que eles vendessem o açúcar SÓ para os EUA (claramente um monopólio). Isso só termina nos anos 50, na Revolução Cubana. O preço que Cuba pagou por isso foi grande. A ilha se manteve atrasada; enquanto o monopólio dava certo a elite agrária não se preocupava; o que imperou na ilha foi a construção de hotéis, para o turismo barato (comida barata; belas praias; mulheres bonitas e baratas). Se a economia internacional estivesse em crise, o açúcar ia lá em baixo. Se a economia internacional estivesse em alta, o açúcar subia. Ou seja, por causa do monopólio, Cuba não agilizou seu mercado interno, o que fez ela ficar à mercê do mercado internacional. A América espanhola foi fragmentada em 8 colônias na América espanhola e 1 na América portuguesa. Essa tendência continuou após a independência dos países. Os nacionalismos começaram a aflorar na América do Sul, por causa da influência da Doutrina Monroe. Vice Reino de Nova Granada -> só Colômbia (Colombia, Venezuela, Panamá, Nicarágua...) Interessava aos norte-americanos a fragmentação da América. Por isso, eles financiaram a emancipação da Venezuela da Colômbia, do Panamá da Colômbia, etc. Os EUA constroem o Canal do Panamá em Eles compraram o projeto da França. Morreu muita gente na construção do Canal, devido a doenças tropicais, ensolaçao, etc. Foram 20 mil mortos. Para diminuir a ensolacao, eles foram buscar um chapéu do Equador, para proteger o rosto dos trabalhadores. O chapéu ficou conhecido como chapeu do Panamá, mas na verdade é equatoriano. Eles teriam posse perpétua, ou seja, de 100 anos -> politica do Big Stick Caudilhismo-> mandonismo local; existiu mais no sul da América do Sul; América Central também (alguns) e México. No sul do Brasil também. Como o Coronel, ele tem mando local. Ele age de forma paternalista, violenta. É dono de terra, gera empregos. Tinha dinheiro e influência para construir escolas e hospitais, mas não o fazia. Pra ele interessava deixar as regiões atrasadas, pra facilitar sua dominação -> paternalismo. O grande sonho do caudilho é tomar a presidência da República. Ele promovia a violência (sem que o povo soubesse), para mostrar que o Governo não era bom, não protegia o povo. O Caudilhismo deu pra América Latina a característica de golpes de Estado. O Caudilhismo foi um pilar para o subdesenvolvimento da América Latina.

Imperialismo dos EUA na América latina

Imperialismo dos EUA na América latina Imperialismo dos EUA na América latina 1) Histórico EUA: A. As treze colônias, colonizadas efetivamente a partir do século XVII, ficaram independentes em 1776 formando um só país. B. Foram fatores a emancipação

Leia mais

A expansão dos EUA (séc. XVIII-XX)

A expansão dos EUA (séc. XVIII-XX) 1803 Os Estados Unidos compram a Louisiana da França. Cronologia 1846 a 1848 Guerra do México. Os Estados Unidos conquistam e anexam os territórios da Califórnia, Novo México, Nevada, Arizona e Utah. 1810

Leia mais

Estados Unidos da América. Aula I Da colonização ao século XIX

Estados Unidos da América. Aula I Da colonização ao século XIX Estados Unidos da América Aula I Da colonização ao século XIX As Teorias: Corrente asiática Estreito de Bering (beríngia). Malaio Polinésia Corrente australiana Ocupação do Continente Americano: Principais

Leia mais

A expansão dos EUA (séc. XVIII-XX)

A expansão dos EUA (séc. XVIII-XX) 1803 Os Estados Unidos compram a Louisiana da França. Cronologia 1846 a 1848 Guerra do México. Os Estados Unidos conquistam e anexam os territórios da Califórnia, Novo México, Nevada, Arizona e Utah. 1810

Leia mais

MOD. 13 CRISE DO IMPÉRIO COLONIAL ESPANHOL

MOD. 13 CRISE DO IMPÉRIO COLONIAL ESPANHOL MOD. 13 CRISE DO IMPÉRIO COLONIAL ESPANHOL A MUDANÇA DA POLÍTICA COLONIAL ESPANHOLA SE DEU EM FUNÇÃO: DO ENVOLVIMENTO DA ESPANHA NAS GUERRAS EUROPEIAS; DA DECADÊNCIA DA MINERAÇÃO; DAS DIFICULDADES QUE

Leia mais

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA SÉCULO XIX

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA SÉCULO XIX ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA SÉCULO XIX GUERRA DE SECESSÃO secessão significa separação INTRODUÇÃO a Guerra de Secessão foi uma guerra civil ocorrida nos EUA entre 1861 e 1865 motivo rivalidades e divergências

Leia mais

Cap.3 Europa e América antes da primeira Guerra Mundial BELLE EPOQUE IMPERIALISMO DOS ESTADOS UNIDOS A REVOLUÇÃO MEXICANA

Cap.3 Europa e América antes da primeira Guerra Mundial BELLE EPOQUE IMPERIALISMO DOS ESTADOS UNIDOS A REVOLUÇÃO MEXICANA Cap.3 Europa e América antes da primeira Guerra Mundial BELLE EPOQUE IMPERIALISMO DOS ESTADOS UNIDOS A REVOLUÇÃO MEXICANA Café Van Gogh - 1888 EXPOSIÇÃO UNIVERSAL DE LONDRES - 1851 BIG BEN - 1859 1889

Leia mais

GUERRA DE SECESSÃO secessão significa separação INTRODUÇÃO a Guerra de Secessão foi uma guerra civil ocorrida nos EUA entre 1861 e 1865 motivo

GUERRA DE SECESSÃO secessão significa separação INTRODUÇÃO a Guerra de Secessão foi uma guerra civil ocorrida nos EUA entre 1861 e 1865 motivo GUERRA DE SECESSÃO secessão significa separação INTRODUÇÃO a Guerra de Secessão foi uma guerra civil ocorrida nos EUA entre 1861 e 1865 motivo rivalidades e divergências entre o Norte e o Sul dos EUA (

Leia mais

CRISE DO ANTIGO SISTEMA COLONIAL

CRISE DO ANTIGO SISTEMA COLONIAL CRISE DO ANTIGO SISTEMA COLONIAL BASES COMUNS DO SISTEMA COLONIAL PACTO-COLONIAL Dominação Política Monopólio Comercial Sistema de Produção Escravista ESTRUTURA SOCIAL DAS COLONIAS ESPANHOLAS Chapetones

Leia mais

AMÉRICA: PROJETOS DE INTEGRAÇÃO GEOGRAFIA 8ºANO PRFª BRUNA ANDRADE

AMÉRICA: PROJETOS DE INTEGRAÇÃO GEOGRAFIA 8ºANO PRFª BRUNA ANDRADE AMÉRICA: PROJETOS DE INTEGRAÇÃO GEOGRAFIA 8ºANO PRFª BRUNA ANDRADE A FORMAÇÃO DOS ESTADOS LATINO- AMERICANOS OS PAÍSES DA AMÉRICA LATINA FORMARAM-SE A PARTIR DA INDEPENDÊNCIA DA ESPANHA E PORTUGAL. AMÉRICA

Leia mais

Unidade IV Natureza-Sociedade: questões ambientais Aula 21. 1 Conteúdo A conquista do Oeste; Acordos, guerra e ouro; A guerra civil norte-americana.

Unidade IV Natureza-Sociedade: questões ambientais Aula 21. 1 Conteúdo A conquista do Oeste; Acordos, guerra e ouro; A guerra civil norte-americana. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade IV Natureza-Sociedade: questões ambientais Aula 21. 1 Conteúdo A conquista do Oeste; Acordos, guerra e ouro; A guerra civil norte-americana.

Leia mais

A América Espanhola.

A América Espanhola. Aula 14 A América Espanhola. Nesta aula, trataremos da colonização espanhola na América, do processo de independência e da formação dos Estados Nacionais. Colonização espanhola na América. A conquista

Leia mais

INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA http://www.youtube.com/watch?v=lmkdijrznjo Considerações sobre a independência -Revolução racional científica do

Leia mais

CRISE DO ESCRAVISMO. O Brasil foi o último país da América Latina a abolir a escravidão.

CRISE DO ESCRAVISMO. O Brasil foi o último país da América Latina a abolir a escravidão. CRISE DO ESCRAVISMO A Dinamarca foi o primeiro país Europeu a abolir o tráfico de escravos em 1792. A Grã-Bretanha veio a seguir, abolindo em 1807 e os Estados Unidos em 1808. O Brasil foi o último país

Leia mais

SÉCULO XVII A INGLATERRA INCENTIVOU A COLONIZAÇÃO DAS TERRAS NORTE- AMERICANAS INCENTIVANDO A VINDA DE EMIGRANTES INGLESES

SÉCULO XVII A INGLATERRA INCENTIVOU A COLONIZAÇÃO DAS TERRAS NORTE- AMERICANAS INCENTIVANDO A VINDA DE EMIGRANTES INGLESES A GUERRA DE INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA ANTECEDENTES SÉCULO XVII A INGLATERRA INCENTIVOU A COLONIZAÇÃO DAS TERRAS NORTE- AMERICANAS INCENTIVANDO A VINDA DE EMIGRANTES INGLESES NESSA ÉPOCA

Leia mais

Nome: nº. Recuperação Final de História Profª Patrícia

Nome: nº. Recuperação Final de História Profª Patrícia 1 Conteúdos selecionados: Nome: nº Recuperação Final de História Profª Patrícia Lista de atividades 8º ano Apostila 1: O Absolutismo; Revoluções Inglesas e colonização da América do Norte Apostila 2: Revolução

Leia mais

PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA TREZE COLÔNIAS Base de ocupação iniciativa privada: Companhias de colonização + Grupos de imigrantes = GRUPOS DISTINTOS [excedente da metrópole;

Leia mais

EUA NO SÉC. XIX 1. INTRODUÇÃO A. DOUTRINA MONROE:

EUA NO SÉC. XIX 1. INTRODUÇÃO A. DOUTRINA MONROE: 1. INTRODUÇÃO A. DOUTRINA MONROE: 1) Combate às políticas de recolonização do continente americano; 2) Aproximação com a América Latina; defesa do não-intervencionismo europeu na América como expressão

Leia mais

América: a formação dos estados

América: a formação dos estados América: a formação dos estados O Tratado do Rio de Janeiro foi o último acordo importante sobre os limites territoriais brasileiros que foi assinado em 1909, resolvendo a disputa pela posse do vale do

Leia mais

REVISÃO AMÉRICA ANGLO SAXÔNICA E MÉXICO

REVISÃO AMÉRICA ANGLO SAXÔNICA E MÉXICO REVISÃO AMÉRICA ANGLO SAXÔNICA E MÉXICO DIVISÃO DO CONTINENTE AMERICANO Os países que pertencem a América do Norte são: EUA, Canadá e México. Os países que pertencem a América Anglo Saxônica são: EUA

Leia mais

Cap. 12- Independência dos EUA

Cap. 12- Independência dos EUA Cap. 12- Independência dos EUA 1. Situação das 13 Colônias até meados do séc. XVIII A. As colônias inglesas da América do Norte (especialmente as do centro e norte) desfrutavam da negligência salutar.

Leia mais

EUA: Expansão Territorial

EUA: Expansão Territorial EUA: Expansão Territorial Atividades: Ler Livro didático págs. 29, 30 e 81 a 86 e em seguida responda: 1) Qual era a abrangência do território dos Estados Unidos no final da guerra de independência? 2)

Leia mais

O imperialismo. Prof Ferrari

O imperialismo. Prof Ferrari O imperialismo Prof Ferrari Imperialismo ou neocolonialismo do séc. XIX Conceitos e definições sobre o imperialismo O imperialismo dos séculos XIX e XX resultou da expansão capitalista e atendia aos interesses

Leia mais

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. Conteúdo: Independência dos Estados Unidos

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. Conteúdo: Independência dos Estados Unidos Conteúdo: Independência dos Estados Unidos Habilidades: Compreender o processo de independência Norte Americana dentro do contexto das ideias iluministas. Yankee Doodle 1 Causas Altos impostos cobrados

Leia mais

Definição: domínio de vastas áreas do planeta por parte de nações industrializadas (ING, FRA, HOL, BEL, ALE, ITA, JAP, EUA, RUS). Onde?

Definição: domínio de vastas áreas do planeta por parte de nações industrializadas (ING, FRA, HOL, BEL, ALE, ITA, JAP, EUA, RUS). Onde? Definição: domínio de vastas áreas do planeta por parte de nações industrializadas (ING, FRA, HOL, BEL, ALE, ITA, JAP, EUA, RUS). Onde? África e Ásia (Neocolonialismo) e América (Imperialismo). Causas

Leia mais

Independência da América Espanhola

Independência da América Espanhola Independência da América Espanhola Colônias espanholas na América Contexto Século XVIII: mudanças importantes iniciadas e ganhando força: Europa: Espanha e Portugal não dominavam mais o comércio colonial;

Leia mais

EXPANSÃO E COLAPSO DO CAPITALISMO

EXPANSÃO E COLAPSO DO CAPITALISMO EXPANSÃO E COLAPSO DO CAPITALISMO 2ªRevolução Industrial HOLDING TRUSTE CARTEL Empresas financeiras que controlam complexos industriais a partir da posse de suas ações. Formação de grandes conglomerados

Leia mais

INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes

INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes A independência foi o processo político e militar que afetou todas as regiões situadas entre os vicereinados da Nova Espanha e do Rio da

Leia mais

A CRISE DO ANTIGO REGIME A INDEPENDÊNCIA DOS EUA. A Independência dos EUA

A CRISE DO ANTIGO REGIME A INDEPENDÊNCIA DOS EUA. A Independência dos EUA A Independência dos EUA Definição: Movimento que inspirado nos princípios iluministas determinou o fim do domínio da Inglaterra sobre as chamadas 13 colônias americanas (atualmente EUA); que teve início

Leia mais

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Grande migração 3,5 milhões de habitantes 7milhões 1803 A França vende a Louisiana para os EUA Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software O que dificultou a expansão: Guerras Napoleônicas / Bloqueio

Leia mais

A GUERRA DE SECESSÃO UM OLHAR SOBRE A ESCRAVIDÃO

A GUERRA DE SECESSÃO UM OLHAR SOBRE A ESCRAVIDÃO A GUERRA DE SECESSÃO UM OLHAR SOBRE A ESCRAVIDÃO HISTÓRICO O O sul, de clima seco e quente permaneceu no séc. XIX atrasado com uma economia agroexportadora de algodão e de tabaco, baseada no latifúndio

Leia mais

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA Causas da Hegemonia atual dos EUA Hegemonia dos EUA Influência Cultural: músicas, alimentações, vestuários e língua Poderio Econômico: 20% do PIB global Capacidade Militar sem

Leia mais

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Profª. Maria Auxiliadora 3º Ano

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Profª. Maria Auxiliadora 3º Ano Profª. Maria Auxiliadora 3º Ano Contradições entre o sistema colonial e as propostas liberais a partir do século XVIII Guerra de sucessão do trono espanhol (1702-1713) Luís XIV conseguiu impor seu neto

Leia mais

ESTADOS UNIDOS: superpotência mundial. Capítulo 8 Educador: Franco Augusto

ESTADOS UNIDOS: superpotência mundial. Capítulo 8 Educador: Franco Augusto ESTADOS UNIDOS: superpotência mundial Capítulo 8 Educador: Franco Augusto EUA: Processo histórico Colônia de povoamento (Reino Unido, em especial a Inglaterra) A ocupação da costa do Atlântico foi baseada

Leia mais

CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL. Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A

CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL. Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A O capitalismo teve origem na Europa, nos séculos XV e XVI, e se expandiu para outros lugares do mundo ( Ásia, África,

Leia mais

América Latina: Herança Colonial e Diversidade Cultural. Capítulo 38

América Latina: Herança Colonial e Diversidade Cultural. Capítulo 38 América Latina: Herança Colonial e Diversidade Cultural Capítulo 38 Expansão marítima européia; Mercantilismo (capitalismo comercial); Tratado de Tordesilhas (limites coloniais entre Portugal e Espanha):

Leia mais

Os E.U.A. nos séculos XVIII e XIX.

Os E.U.A. nos séculos XVIII e XIX. Aula 13 Os E.U.A. nos séculos XVIII e XIX. Nesta aula iremos tratar da formação dos Estados Unidos da América. Primeiramente o processo de independência dos Estados Unidos, em seguida, o processo de expansão

Leia mais

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. Conteúdo: A Crise Colonial Espanhola

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. Conteúdo: A Crise Colonial Espanhola Conteúdo: A Crise Colonial Espanhola Habilidades: Relacionar as consequências da Revolução Francesa no processo de independência da América Latina Quem foram os Libertadores da América? Influência das

Leia mais

4 de julho 1776 PROF. ROBERTO BRASIL

4 de julho 1776 PROF. ROBERTO BRASIL 4 de julho 1776 PROF. ROBERTO BRASIL A Revolução Americana é um movimento de ampla base popular, a burguesia foi quem levou esta revolução avante. O terceiro estado (povo e burguesia) conseguiu a independência

Leia mais

Equipe de História HISTÓRIA. Exercícios

Equipe de História HISTÓRIA. Exercícios Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 9B Ensino Médio Equipe de História Data: HISTÓRIA ESTADOS UNIDOS Exercícios 1. A ideia de ocupação do continente pelo povo americano teve também raízes populares, no

Leia mais

Período pré-colonial

Período pré-colonial CHILE Período pré-colonial O navegador português Fernão de Magalhães, a serviço do rei da Espanha, foi o primeiro europeu a visitar a região que hoje é chamada de Chile. Os mapuches, grande tribo indígena

Leia mais

VESTIBULAR 2011 1ª Fase HISTÓRIA GRADE DE CORREÇÃO

VESTIBULAR 2011 1ª Fase HISTÓRIA GRADE DE CORREÇÃO VESTIBULAR 2011 1ª Fase HISTÓRIA GRADE DE CORREÇÃO A prova de História é composta por três questões e vale 10 pontos no total, assim distribuídos: Questão 1 3 pontos (sendo 1 ponto para o subitem A, 1,5

Leia mais

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como:

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: 1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: a) incapacidade dos Braganças de resistirem à pressão

Leia mais

REVOLUÇÃO FRANCESA. Por: Rodrigo A. Gaspar

REVOLUÇÃO FRANCESA. Por: Rodrigo A. Gaspar REVOLUÇÃO FRANCESA Por: Rodrigo A. Gaspar REVOLUÇÃO FRANCESA Influência dos valores iluministas Superação do Absolutismo monárquico e da sociedade estratificada Serviu de inspiração para outras revoluções,

Leia mais

HISTÓRIA - MATERIAL COMPLEMENTAR OITAVO ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROF. ROSE LIMA

HISTÓRIA - MATERIAL COMPLEMENTAR OITAVO ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROF. ROSE LIMA HISTÓRIA - MATERIAL COMPLEMENTAR OITAVO ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROF. ROSE LIMA INDEPENDÊNCIA DO Colonização: espanhola até 1697, posteriormente francesa. Produção açucareira. Maioria da população:

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS 11) China, Japão e Índia são três dos principais países asiáticos. Sobre sua História, cultura e relações com o Ocidente, analise as afirmações a seguir. l A China passou por um forte processo de modernização

Leia mais

Exerc ícios de Revisão Aluno(a): Nº:

Exerc ícios de Revisão Aluno(a): Nº: Exerc íciosde Revisão Aluno(a): Nº: Disciplina:HistóriadoBrasil Prof(a).:Cidney Data: deagostode2009 2ªSériedoEnsinoMédio Turma: Unidade:Nilópolis 01. QuerPortugallivreser, EmferrosqueroBrasil; promoveaguerracivil,

Leia mais

Gabarito oficial preliminar: História

Gabarito oficial preliminar: História 1) Questão 1 Segundo José Bonifácio, o fim do tráfico de escravos significaria uma ameaça à existência do governo porque Geraria uma crise econômica decorrente da diminuição da mão de obra disponível,

Leia mais

Cronograma de Estudos de História - Projeto Medicina - www.projetomedicina.com.br

Cronograma de Estudos de História - Projeto Medicina - www.projetomedicina.com.br Cronograma de Estudos de História - Projeto Medicina - www.projetomedicina.com.br Área Assunto Início Fim Teoria Exercícios História da América A Conquista da América e os Povos Pré-Colombianos História

Leia mais

Independência da América Espanhola

Independência da América Espanhola Independência da América Espanhola Nossa América No início do século XIX a América hispânica, inspirada nas idéias liberais do Iluminismo, travou sua guerra de independência vitoriosa contra o colonialismo

Leia mais

AMÉRICA: ASPECTOS NATURAIS E TERRITORIAIS

AMÉRICA: ASPECTOS NATURAIS E TERRITORIAIS AMÉRICA: ASPECTOS NATURAIS E TERRITORIAIS Tema 1: A América no mundo 1. Um continente diversificado A América possui grande extensão latitudinal e, por isso, nela encontramos diversas paisagens. 2. Fatores

Leia mais

2. (Pucrs 2014) Considere as afirmações abaixo sobre a crise do Antigo Sistema Colonial e a Independência do Brasil (1822).

2. (Pucrs 2014) Considere as afirmações abaixo sobre a crise do Antigo Sistema Colonial e a Independência do Brasil (1822). 1. (Enem 2014) A transferência da corte trouxe para a América portuguesa a família real e o governo da Metrópole. Trouxe também, e sobretudo, boa parte do aparato administrativo português. Personalidades

Leia mais

REVOLUÇÃO FRANCESA MCC

REVOLUÇÃO FRANCESA MCC REVOLUÇÃO FRANCESA MCC REVOLUÇÃO FRANCESA. MOVIMENTO BURGUÊS França antes da revolução TEVE APOIO DO POVO Monarquia absolutista Economia capitalista.(costumes feudais) sociedade estamental. 1º Estado-

Leia mais

1º ano. A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10: Item 2

1º ano. A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10: Item 2 1º ano O absolutismo e o Estado Moderno Capítulo 12: Todos os itens A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10:

Leia mais

FORMAÇÃO ECONÔMICA DO BRASIL Celso Furtado. Professor Dejalma Cremonese

FORMAÇÃO ECONÔMICA DO BRASIL Celso Furtado. Professor Dejalma Cremonese FORMAÇÃO ECONÔMICA DO BRASIL Celso Furtado Professor Dejalma Cremonese A ocupação econômica das terras americanas constitui um episódio da expansão comercial da Europa. O comércio interno europeu, em intenso

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 8 o ano 3 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : 1. 25 de janeiro de 1835, ao amanhecer o dia na cidade de Salvador, 600 negros entre libertos e escravos levantaram-se decididos

Leia mais

Equipe de História HISTÓRIA. Exercícios

Equipe de História HISTÓRIA. Exercícios Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 9R Ensino Médio Equipe de História Data: HISTÓRIA ESTADOS UNIDOS Exercícios 1. A expansão dos Estados Unidos em direção ao oeste, na primeira metade do século XIX,

Leia mais

PROFª CLEIDIVAINE DA S. REZENDE DISC. HISTÓRIA / 8º ANO

PROFª CLEIDIVAINE DA S. REZENDE DISC. HISTÓRIA / 8º ANO PROFª CLEIDIVAINE DA S. REZENDE DISC. HISTÓRIA / 8º ANO 1 CONTEXTO HISTÓRICO Crescimento econômico da Inglaterra no século XVIII: industrialização processo de colonização ficou fora. Ingleses se instalaram

Leia mais

RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE

RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE Conceitos Diversos Estado É uma organização políticoadministrativa da sociedade. Estado-nação - Quando um território delimitado é composto de um governo e uma população

Leia mais

Guerra fria (o espaço mundial)

Guerra fria (o espaço mundial) Guerra fria (o espaço mundial) Com a queda dos impérios coloniais, duas grandes potências se originavam deixando o mundo com uma nova ordem tanto na parte política quanto na econômica, era os Estados Unidos

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação História 8 o ano Unidade 5 5 Unidade 5 Nome: Data: 1. Elabore um texto utilizando as palavras do quadro. França Napoleão Bonaparte Egito 18 Brumário guerra Constituição 2. Sobre

Leia mais

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo História baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo 1 PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA Middle e High School 2 6 th Grade A vida na Grécia antiga: sociedade, vida cotidiana, mitos,

Leia mais

De que jeito se governava a Colônia

De que jeito se governava a Colônia MÓDULO 3 De que jeito se governava a Colônia Apresentação do Módulo 3 Já conhecemos bastante sobre a sociedade escravista, especialmente em sua fase colonial. Pouco sabemos ainda sobre a organização do

Leia mais

HISTÓRIA-2009 2ª FASE 2009

HISTÓRIA-2009 2ª FASE 2009 Questão 01 UFBA - -2009 2ª FASE 2009 Na Época Medieval, tanto no Oriente Médio, quanto no norte da África e na Península Ibérica, muçulmanos e judeus conviviam em relativa paz, fazendo comércio e expressando,

Leia mais

América anglo-saxônica. Diferentes povos construíram duas fortes economias

América anglo-saxônica. Diferentes povos construíram duas fortes economias América anglo-saxônica Diferentes povos construíram duas fortes economias A América Desenvolvida Conhecido também como Novo Mundo, a América é sinônimo de miscigenação, desenvolvimento e mazelas sociais.

Leia mais

Economia e Sociedade Açucareira. Alan

Economia e Sociedade Açucareira. Alan Economia e Sociedade Açucareira Alan Características coloniais gerais Colônia de exploração Existência de Pacto Colonial Monopólio Economia de exportação de produtos tropicais Natureza predatória extrativista,

Leia mais

Trabalho de história 3º tri Integrantes Frederico Strasser Nº:15 Diogo Amorim Nº:12 Guilherme Hasslocher Nº:19 Lucas Fuss Nº:28 Mateus Peres Nº:34

Trabalho de história 3º tri Integrantes Frederico Strasser Nº:15 Diogo Amorim Nº:12 Guilherme Hasslocher Nº:19 Lucas Fuss Nº:28 Mateus Peres Nº:34 Trabalho de história 3º tri Integrantes Frederico Strasser Nº:15 Diogo Amorim Nº:12 Guilherme Hasslocher Nº:19 Lucas Fuss Nº:28 Mateus Peres Nº:34 -Enquanto Buenos Aires se tornava mais poderosa, os lideres

Leia mais

Com base nesse artigo e nos conhecimentos sobre a História da América, RESPONDA:

Com base nesse artigo e nos conhecimentos sobre a História da América, RESPONDA: PROCESSO SELETIVO/2006 3 O DIA CADERNO 8 1 HISTÓRIA QUESTÕES DE 01 A 05 01. A base naval norte-americana de Guantanamo tem estado em evidência nos últimos anos. Trata-se de uma área de 117,6 quilômetros

Leia mais

A AMÉRICA CENTRAL E O CARIBE. Professora:Luiza de Marilac Geografia 8º Ano 2015

A AMÉRICA CENTRAL E O CARIBE. Professora:Luiza de Marilac Geografia 8º Ano 2015 A AMÉRICA CENTRAL E O CARIBE Professora:Luiza de Marilac Geografia 8º Ano 2015 Fragmentação política Sub regiões Ístmica Insular Composição étnica: Euroameríndios Indígenas Afrodescendentes AMÉRICA CENTRAL

Leia mais

Prof. Thiago. Os Imperialismos

Prof. Thiago. Os Imperialismos Prof. Thiago Os Imperialismos TECNOLOGIA x TRABALHADORES DIMINUIÇÃO DO CUSTO MENOR Nº DE TRABALHADORES MENOS CONSUMO 1ª GRANDE DEPRESSÃO DO CAPITALISMO SOLUÇÕES PARA CRISE A) Concentração de capitais Grandes

Leia mais

SÉCULO XIX NOVOS ARES NOVAS IDEIAS Aula: 43 e 44 Pág. 8 PROFª: CLEIDIVAINE 8º ANO

SÉCULO XIX NOVOS ARES NOVAS IDEIAS Aula: 43 e 44 Pág. 8 PROFª: CLEIDIVAINE 8º ANO SÉCULO XIX NOVOS ARES NOVAS IDEIAS Aula: 43 e 44 Pág. 8 PROFª: CLEIDIVAINE 8º ANO 1 - INTRODUÇÃO Séc. XIX consolidação da burguesia: ascensão do proletariado urbano (classe operária) avanço do liberalismo.

Leia mais

O CAPITALISMO E A DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO (DIT)

O CAPITALISMO E A DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO (DIT) O CAPITALISMO E A DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO (DIT) O capitalismo teve origem na Europa, entre os séculos XIII e XIV, com o renascimento urbano e comercial e o surgimento de uma nova classe social:

Leia mais

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I APRENDER A APRENDER APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES GEOGRAFIA. Aula 10.2 Conteúdo: Guianas.

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I APRENDER A APRENDER APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES GEOGRAFIA. Aula 10.2 Conteúdo: Guianas. Aula 10.2 Conteúdo: Guianas. 2 Habilidades: Observar as limitações das Guianas e suas ligações com o Brasil. 3 Colômbia 4 Maior população da América Andina. Possui duas saídas marítimas: Para o Atlântico

Leia mais

História. Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo

História. Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo Índice Clique sobre tema desejado: A origem dos Estados Nacionais Contexto Histórico: crise feudal (séc. XIV-XVI) Idade Média Idade Moderna transição Sociedade

Leia mais

DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS. -Atinge as Índias contornando a costa da África

DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS. -Atinge as Índias contornando a costa da África DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS EXPANSÃO MARÍTIMA início século XV ( 1415 ) DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS EXPANSÃO MARÍTIMA início século XV ( 1415 ) PORTUGAL -Atinge as Índias contornando

Leia mais

1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra o regime absolutista. 2º - Abriu espaço para o avanço do CAPITALISMO.

1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra o regime absolutista. 2º - Abriu espaço para o avanço do CAPITALISMO. APRESENTAÇÃO Aula 08 3B REVOLUÇÃO FRANCESA Prof. Alexandre Cardoso REVOLUÇÃO FRANCESA Marco inicial da Idade Contemporânea ( de 1789 até os dias atuais) 1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra

Leia mais

1 - Independências das nações latinoamericanas: Império Espanhol em 1800

1 - Independências das nações latinoamericanas: Império Espanhol em 1800 1 - Independências das nações latinoamericanas: Processo de libertação das colônias espanholas. Quando: Aproximadamente entre 1810 e 1830. Império Espanhol em 1800 Fatores externos: Crise geral do Antigo

Leia mais

ABSOLUTISMO E MERCANTILISMO

ABSOLUTISMO E MERCANTILISMO ABSOLUTISMO E MERCANTILISMO CONTEXTO No final da Idade Média (séculos XIV e XV), ocorreu uma forte centralização política nas mãos dos reis. A burguesia comercial ajudou muito neste processo, pois interessa

Leia mais

A COLONIZAÇÃO INGLESA NA AMÉRICA. O processo de formação dos EUA

A COLONIZAÇÃO INGLESA NA AMÉRICA. O processo de formação dos EUA A COLONIZAÇÃO INGLESA NA AMÉRICA O processo de formação dos EUA Inglaterra X Portugal e Espanha A incursão dos ingleses no processo de colonização do continente americano conta com determinadas particularidades

Leia mais

Unidade II Poder, Estudo e Instituições Aula 10

Unidade II Poder, Estudo e Instituições Aula 10 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade II Poder, Estudo e Instituições Aula 10 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Conteúdo O Consulado: Economia, Educação

Leia mais

CURSO e COLÉGIO ESPECÍFICO Ltda

CURSO e COLÉGIO ESPECÍFICO Ltda CURSO e COLÉGIO ESPECÍFICO Ltda www.especifico.com.br DISCIPLINA : Sociologia PROF: Waldenir do Prado DATA:06/02/2012 O que é Sociologia? Estudo objetivo das relações que surgem e se reproduzem, especificamente,

Leia mais

O TIGRE E A DEMOCRACIA: O CONTRATO SOCIAL HISTÓRICO

O TIGRE E A DEMOCRACIA: O CONTRATO SOCIAL HISTÓRICO 5.11.05 O TIGRE E A DEMOCRACIA: O CONTRATO SOCIAL HISTÓRICO Luiz Carlos Bresser-Pereira Primeira versão, 5.11.2005; segunda, 27.2.2008. No século dezessete, Hobbes fundou uma nova teoria do Estado que

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE HISTÓRIA 8º ANO PROFESSOR: MÁRCIO AUGUSTO

Leia mais

Introdução: Iniciou a industrialização depois da França Porém antes da Alemanha, Itália e Japão Maior potencia mundial: Indústrias, setor financeiro,

Introdução: Iniciou a industrialização depois da França Porém antes da Alemanha, Itália e Japão Maior potencia mundial: Indústrias, setor financeiro, Introdução: Iniciou a industrialização depois da França Porém antes da Alemanha, Itália e Japão Maior potencia mundial: Indústrias, setor financeiro, agrícola, militar e cultural Consequentemente geopolítico.

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 8º Turma: Data: 04/06/2011 Nota: Professor: Edvaldo Valor da Prova: 40 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

China e seu Sistemas

China e seu Sistemas China e seu Sistemas Em 1949, logo depois da revolução chinesa, a China possuía 540 milhões de habitantes, e se caracterizava por ser predominantemente rural, neste período o timoneiro Mao Tsetung, enfatizava

Leia mais

Colonização da América do Norte Formação dos Estados Unidos

Colonização da América do Norte Formação dos Estados Unidos Colonização da América do Norte Formação dos Estados Unidos A ocupação da América do Norte foi marcada por intensos conflitos entre ingleses e indígenas da região. Duas companhias de comércio foram autorizadas

Leia mais

China e seu Sistemas

China e seu Sistemas China e seu Sistemas Em 1949, logo depois da revolução chinesa, a China possuía 540 milhões de habitantes, e se caracterizava por ser predominantemente rural, neste período o timoneiro Mao Tsetung, enfatizava

Leia mais

Independência dos EUA. Colégio Marista Rosário Professora: Adriana Moraes - História

Independência dos EUA. Colégio Marista Rosário Professora: Adriana Moraes - História Independência dos EUA Colégio Marista Rosário Professora: Adriana Moraes - História Considerada a primeira revolução americana (a segunda foi a Guerra de Secessão, também nos Estados Unidos); considerada

Leia mais

FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO. Prof. Israel Frois

FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO. Prof. Israel Frois FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO Prof. Israel Frois SÉCULO XV Território desconhecido; Era habitado por ameríndios ; Natureza praticamente intocada Riqueza imediata: Pau-Brasil (Mata Atlântica) Seus limites

Leia mais

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer CAUSAS: Acirramento da concorrência comercial entre as potências coloniais; Crise das lavouras de cana; Estagnação da economia portuguesa na segunda metade do século XVII; Necessidade de encontrar metais

Leia mais

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 7B AULA 19 e 20. Profº André Tomasini

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 7B AULA 19 e 20. Profº André Tomasini TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 7B AULA 19 e 20 Profº André Tomasini CONTINENTE AMERICANO Possuindo uma área de 42.560.270 Km2 o continente americano é o segundo maior continente da Terra ocupando 28 % das

Leia mais

O maior desafio do Sistema Único de Saúde hoje, no Brasil, é político

O maior desafio do Sistema Único de Saúde hoje, no Brasil, é político O maior desafio do Sistema Único de Saúde hoje, no Brasil, é político Jairnilson Paim - define o SUS como um sistema que tem como característica básica o fato de ter sido criado a partir de um movimento

Leia mais

O Imperialismo Americano no séc. XIX

O Imperialismo Americano no séc. XIX O Imperialismo Americano no séc. XIX Carlos Eduardo de Freitas Lima, Cynthia Stolze Trisuzzi, Paulo Victor Almeida Galvão Os Estados Unidos após a independência O Tratado de Paris estabeleceu a independência

Leia mais

O Antigo Regime europeu: regra e exceção

O Antigo Regime europeu: regra e exceção PORTUGAL NO CONTEXTO EUROPEU DOS SÉCULOS XVII E XVII O Antigo Regime europeu: regra e exceção Meta: Conhecer e compreender o Antigo Regime europeu a nível político e social ANTIGO REGIME Regime político,

Leia mais

HISTÓRIA. Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses da Coluna B, de cima para baixo.

HISTÓRIA. Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses da Coluna B, de cima para baixo. HISTÓRIA 37 Associe as civilizações da Antigüidade Oriental, listadas na Coluna A, às características políticas que as identificam, indicadas na Coluna B. 1 2 3 4 COLUNA A Mesopotâmica Fenícia Egípcia

Leia mais

Analise duas transformações ocorridas nesse contexto histórico que colaboraram para a crise da República.

Analise duas transformações ocorridas nesse contexto histórico que colaboraram para a crise da República. 1) Leia a afirmativa abaixo que relaciona as conquistas territoriais às profundas alterações políticas, sociais e econômicas ocorridas entre os séculos II e I a.c. A República conquistara para Roma o seu

Leia mais

GEOGRAFIA. Prof. Marcus

GEOGRAFIA. Prof. Marcus GEOGRAFIA Prof. Marcus Migração e xenofobia Migração Trata-se de um fluxo de pessoas. Existe por diversos motivos, como: Fluxos globais, regiões superpovoadas, desemprego, desorganização, desigualdade,

Leia mais

(Perry Anderson, Linhagens do Estado absolutista. p. 18 e 39. Adaptado)

(Perry Anderson, Linhagens do Estado absolutista. p. 18 e 39. Adaptado) 1. (Fgv 2014) O paradoxo aparente do absolutismo na Europa ocidental era que ele representava fundamentalmente um aparelho de proteção da propriedade dos privilégios aristocráticos, embora, ao mesmo tempo,

Leia mais

Brasil Império. Sétima Série Professora Carina História

Brasil Império. Sétima Série Professora Carina História Brasil Império Sétima Série Professora Carina História Confederação do Equador Local: Províncias do Nordeste. Época: 1824. Líderes da revolta: Manuel Paes de Andrade, frei Caneca e Cipriano Barata. Causas:

Leia mais