2014/2015. História da Cultura e das Artes ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA. Curso Profissional de Técnico de Turismo 2º Ano

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2014/2015. História da Cultura e das Artes ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA. Curso Profissional de Técnico de Turismo 2º Ano"

Transcrição

1 . ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA História da Cultura e das Artes Curso Profissional de Técnico de Turismo 2º Ano Planificação a Médio e Longo Prazo 2014/2015

2 1 -FINALIDADES DA DISCIPLINA: Preservar e cultural; Entender a defesa do património como ato de cidadania; Consolidar o sentido de apreciação estética do mundo; enquanto recetor de objetos artísticos; realidade contemporânea; autónoma, responsável e criativa; como documento / testemunho do seu tempo histórico; Enquadrar a especificidade do discurso e das categorias analíticas de cada tempo e do espaço (histórica e cultural). 2 - PLANIFICAÇÃO ANUAL: A planificação estrutura-se em cinco módulos, correspondendo a outros tantos tempos da História da Cultura e das Artes: o módulo 1, a Cultura da Ágora (Grécia Clássica); o módulo 2, a Cultura do Senado (Roma); o módulo 3, a Cultura do Mosteiro (Românico); o módulo 4, a Cultura da Catedral (Gótico); o módulo 5, a Cultura do Palácio (Renascimento e Maneirismo). Em cada módulo existe o Tronco Comum e a área das Artes Visuais, atendendo a que a disciplina integra o currículo do Curso Profissional de Técnico de Turismo. 3 - SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM As situações de aprendizagem a utilizar serão diversificadas, tendo-se como referência o maior ou menor grau de exigência ou de simplificação dos conteúdos. Prevê-se assim, o recurso genérico a aulas com as seguintes metodologias: - expositivas e/ou dialogadas; - análise/exploração de documentos escritos e iconográficos, coleções de imagens em suporte variado, além de cronologias, quadros e mapas; - debate de assuntos relacionados com a atualidade cultural; - trabalhos de grupo realizados em aula com discussão na aula seguinte; - trabalhos de casa/individuais ou de pequenos grupos, para consolidação de conceitos ou preparação de aulas seguintes; - visitas de estudo. Página 1 de 7

3 4. AVALIAÇÃO 1. Domínios de avaliação, parâmetros, indicadores e ponderações 1.1. O grupo de História, em consonância com as orientações do Conselho Pedagógico, definiu para a disciplina de História da Cultura e das Artes do presente curso do Ensino Profissional os seguintes parâmetros e ponderações: Atitudes/Comportamentos Domínios Ponderações 2º Ano 3º Ano Atitudes/Comportamento 20 % 20 % Conhecimentos 80 % 80 % Parâmetros Indicadores Ponderações Intervém de forma oportuna e adequada 30% Participação / Colabora nas actividades partilhando tarefas e saberes 30% Cooperação Revela empenho no desenvolvimento das atividades 40% 50% Sentido de Respeita as normas estabelecidas para o funcionamento da aula 50% responsabilidade Cumpre as tarefas dentro e fora da sala de aula 50% 50% Conhecimentos Parâmetros Indicadores / Competências Ponderações Análise/ Pesquisar, selecionar e organizar informação diversificada de forma autónoma; 20 % 25 % Interpretação Analisar fontes históricas e objetos artísticos (especificidade técnica e formal); 80 % Compreensão Comunicação Enquadrar a especificidade do discurso e das categorias analíticas de cada área artística na análise conjuntural do tempo e do espaço (histórico e cultural); Identificar a relevância de fatores históricos e de ações de indivíduos ou grupos em épocas culturais e artísticas diversas; 25 % 30 % Compreender o objeto artístico como documento/testemunho do tempo histórico; 30 % Reconhecer o estudo do objecto artístico como processo fundamental para o conhecimento do passado e para a defesa do património; Comunicar sínteses de assuntos estudados, de forma organizada e criativa, com correção linguística. 15 % Página 2 de 7 65 % 100 % 10 % 1.2. As ponderações atribuídas a cada parâmetro dos conhecimentos referem-se às situações de trabalho de grupo e/ou pares e de intervenção individual em aula, estando expressos em percentagens. Instrumentos de avaliação Fichas sumativas 60 % Registo de trabalhos de grupo/pares 15 % Registo de intervenção individual (oral/ escrita) 25 % 2. Classificação 3.1. Provas formais - A classificação deve ser obrigatoriamente quantitativa, devendo colocar-se sempre, no teste do aluno, a classificação (informação quantitativa) obtida, ao lado de cada questão Provas informais A informação destas provas será traduzida em níveis de 1 a 5, como se segue: 0 a 4 valores (Muito insuficiente) 5 a 9 valores (Insuficiente) 10 a 13 valores (Suficiente) 14 a 17 valores (Bom) 18 a 20 valores (Muito Bom)

4 MÓDULO 1 A CULTURA DA ÁGORA TRONCO COMUM - O homem da democracia de Atenas Século V a.c..atenas, a pólis. O Grego Péricles. A Ágora. A Batalha de Salamina. A Mitologia: deuses e heróis. A organização do pensamento. Os templos do Parthenon e Athena Niké. O diálogo entre o coro e Xerxes nos Persas de Ésquilo. A arquitetura grega em busca da harmonia e da proporção. A escultura grega o Homem em todas as suas dimensões: A cerâmica e a pintura Uma arte menor? A cerâmica, arquivo de imagens da civilização grega. projeção. histórias de arte, dicionários específicos e Internet. 24 MÓDULO 2 A CULTURA DO SENADO TRONCO COMUM - A lei e a ordem do Império Século I a.c./d.c. Roma. O romano Octávio. O Senado. O Incêncio de Roma por Nero. A língua latina. O ócio. A Coluna de Trajano. Os Frescos de Pompeia. 28 Página 3 de 7

5 A arquitectura romana entre o belo e o útil. A escultura romana o Homem enquanto indivíduo. A pintura e o mosaico a vida enquanto forma de arte. projeção. histórias de arte, dicionários específicos e Internet. MÓDULO 3 A CULTURA DO MOSTEIRO TRONCO COMUM - Os espaços de cristianismo Século IX a XII. A Europa dos Reinos Cristãos. O cristão São Bernardo. O mosteiro. A coroação de Carlos Magno. Os guardiães do saber. O poder da escrita. Canto Gregoriano. São Pedro de Rates. A arquitetura românica Deus, fortaleza da Humanidade. A escultura românica os poderes da imagem. As artes da cor (pintura, mosaico, iluminura) o refúgio do esplendor. A Europa sob o signo de Alá um Deus conquistador. projecção. histórias de arte e dicionários específicos e Internet. 30 Página 4 de 7

6 MÓDULO 4 A CULTURA DA CATEDRAL TRONCO COMUM As cidades e Deus Século XII a 1ª metade do século XV. A Europa das Cidades. O letrado Dante Alighieri. A Catedral. A Peste negra. A cidade. A cultura cortesã. A Catedral de Notre-Dame de Amiens. Nicolau Lanckman de Valckenstein, casamento de Frederico III com D. Leonor de Portugal. A arquitetura gótica em louvor de Deus e dos homens. A escultura gótica a humanização do Céu. A Itália e a Flandres Gótico e Humanismo. O gótico cortesão o luxo ao serviço do Homem. Ainda sob o signo de Alá a materialização do paraíso aprendizagem abaixo referidas A adoptar no contexto de situações de projecção. histórias de arte e dicionários específicos e Internet. 30 Página 5 de 7

7 MÓDULO 5 A CULTURA DO PALÁCIO COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS CONTEÚDOS ESTRATÉGIAS / ACTIVIDADES RECURSOS AVALIAÇÃO TEMPO TRONCO COMUM Homens novos, espaços novos, uma memória clássica 1ª metade do século XV a A Europa das rotas comerciais. O mecenas Lourenço de Médicis. O palácio. O Revolutionibus orbium coelestium, Nicolau Copérnico. O Humanismo e a imprensa. Reformas e espiritualidade. A Anunciação de Leonardo da Vinci. Fala do Licenciado e diálogo de Todo-o-Mundo e Ninguém. A pintura renascentista o Homem, unidade de medida. A arquitetura renascentista a arquitetura como metáfora do universo. A escultura renascentista entre o gótico e o retorno ao antigo. O(s) maneirismo(s) da regra à transgressão A Europa entre Renascimento e Maneirismo A Europa renascentista ou Europa maneirista? projecção. histórias de arte e dicionários específicos e Internet. 31 Página 6 de 7

2014/2015. História da Cultura e das Artes ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA. Curso Profissional de Técnico de Turismo 3º Ano

2014/2015. História da Cultura e das Artes ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA. Curso Profissional de Técnico de Turismo 3º Ano . ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA História da Cultura e das Artes Curso Profissional de Técnico de Turismo 3º Ano Planificação a Médio e Longo Prazo 2014/2015 1 -FINALIDADES DA DISCIPLINA: Preservar e cultural;

Leia mais

Planificação Anual da Disciplina de História da Cultura e das Artes - 10º Ano. Ano letivo Módulo 1: A Cultura da Ágora

Planificação Anual da Disciplina de História da Cultura e das Artes - 10º Ano. Ano letivo Módulo 1: A Cultura da Ágora Planificação Anual da Disciplina de História da Cultura e das Artes - 10º Ano Ano letivo 2016-2017 PERÍODO COMPETÊNCIAS VISADAS TEMAS 1º Período - Apresentação do programa, critérios de avaliação e atividades

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES - 10.º ANO ANO LECTIVO DE 2010/2011

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES - 10.º ANO ANO LECTIVO DE 2010/2011 PLANIFICAÇÃO ANUAL DE HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES - 10.º ANO ANO LECTIVO DE 2010/2011 Módulos/Conteúdos Tronco Comum Módulo inicial Criatividade e Rupturas A Cultura, a Arte e a História; as artes

Leia mais

PLANIFICAÇÕES OPERACIONALIZAÇÃO (DESCRITORES) Relacionar o Estádio Municipal de Braga com as artes do jogo e a dignificação do corpo.

PLANIFICAÇÕES OPERACIONALIZAÇÃO (DESCRITORES) Relacionar o Estádio Municipal de Braga com as artes do jogo e a dignificação do corpo. PLANIFICAÇÕES PROFESSORES CURSOS PROFISSIONAIS: TÉCNICO DE MULTIMÉDIA / TÉCNICO DE TURISMO PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES 10º ANO DE ESCOLARIDADE CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA Ano Letivo 2014/2015 I - AVALIAÇÃO: Escola Secundária com 3º Ciclo do Ensino Básico de Amora 1. Domínios de avaliação, parâmetros e ponderações I Domínio dos Conhecimentos

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA 9º Ano História Planficação a Médio e Longo Prazo Ano Letivo 2014/2015 I - AVALIAÇÃO: 1. Domínios de avaliação, parâmetros e ponderações I Domínio dos Conhecimentos

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES - 11.º ANO ANO LECTIVO DE 2010/2011

ESCOLA SECUNDÁRIA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES - 11.º ANO ANO LECTIVO DE 2010/2011 Comum Módulo inicial Continuidade e Rupturas Caso Prático: Helena Almeida, Sente-me, Ouve-me, Vê-me 4 A Cultura da Catedral As Cidades de Deus Tempo e o espaço: Do século XII à primeira metade do século

Leia mais

História da Cultura e das Artes

História da Cultura e das Artes Prova de Exame Nacional de História da Cultura e das Artes Prova 724 2013 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Para: Direção-Geral da Educação Inspeção-Geral de Educação e Ciência Direções Regionais de Educação

Leia mais

Planificação Anual de Operações Técnicas em Empresas Turísticas OTET 12.º Ano

Planificação Anual de Operações Técnicas em Empresas Turísticas OTET 12.º Ano ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3.º CICLO DE AMORA Curso Profissional de Técnico de Turismo Planificação Anual de Operações Técnicas em Empresas Turísticas OTET 12.º Ano Componente de Formação Técnica Ano Letivo

Leia mais

DISCIPLINA DE: HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES código 326 2014

DISCIPLINA DE: HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES código 326 2014 INFORMAÇÃO-EXAME A NÍVEL DE ESCOLA DISCIPLINA DE: HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES código 326 2014 11º ano de escolaridade 1. OBJETO DE AVALIAÇÃO Competências A prova permite avaliar as competências seguintes,

Leia mais

ARTES AVALIAÇÃO. Aula 3.2 - AVALIAÇÃO

ARTES AVALIAÇÃO. Aula 3.2 - AVALIAÇÃO Aula 3.2-2 1. A Anunciação é uma das obras mais conhecidas de Leonardo da Vinci. Feita por volta do ano de 1472, ela retrata uma das cenas bíblicas mais famosas de todos os tempos. Escreva nas linhas abaixo

Leia mais

Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul Escola sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul. Critérios de Avaliação 1º Ciclo do Ensino Básico

Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul Escola sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul. Critérios de Avaliação 1º Ciclo do Ensino Básico Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul Escola sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul Critérios de Avaliação 1º Ciclo do Ensino Básico 1. Enquadramento legal da avaliação - Decreto-Lei 138/2012,

Leia mais

CONHECIMENTOS CAPACIDADES

CONHECIMENTOS CAPACIDADES CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO (Aprovados em Conselho Pedagógico de 15 de Outubro de 2013) No caso específico da disciplina de HCA, do 10ºano de escolaridade, a avaliação incidirá ainda ao nível de

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL. Documento Orientado: Programa da Disciplina

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL. Documento Orientado: Programa da Disciplina AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM ENSINO SECUNDÁRIO Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento Orientado: Programa da Disciplina HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES 10º ANO DE ESCOLARIDADE

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação Critérios de Avaliação Ano letivo 2013/2014 Critérios de Avaliação 2013/2014 Introdução As principais orientações normativas relativas à avaliação na educação pré-escolar estão consagradas no Despacho

Leia mais

PLANIFICAÇÕES ATIVIDADES E ESTRATÉGIAS. Exploração de mapas, textos e cronologias.

PLANIFICAÇÕES ATIVIDADES E ESTRATÉGIAS. Exploração de mapas, textos e cronologias. PLANIFICAÇÕES CURSO PROFISSIONAL TÉCNICO DE MULTIMÉDIA PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES 11º ANO DE ESCOLARIDADE CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS Módulo 4 A Cultura da Catedral Caso

Leia mais

Índice. Introdução 3 Preparação ao longo do ano Conselhos úteis 10. Parte I Teoria 12

Índice. Introdução 3 Preparação ao longo do ano Conselhos úteis 10. Parte I Teoria 12 Índice Introdução 3 Preparação ao longo do ano Conselhos úteis 10 Parte I Teoria 12 MÓDULO 1 A Cultura da Ágora 14 1. O Homem da democracia de Atenas 16 1.1. O século V a. C.; o século de Péricles (Tempo)

Leia mais

PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO HISTÓRIA A. (sujeita a reajustamentos) 1º PERÍODO

PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO HISTÓRIA A. (sujeita a reajustamentos) 1º PERÍODO PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO HISTÓRIA A 10º Ano Ano Lectivo - 2012/2013 (sujeita a reajustamentos) Prof. ª Irene Lopes 1º PERÍODO MÓDULO 0 ESTUDAR E APRENDER HISTÓRIA MÓDULO 1 RAÍZES MEDITERRÂNICADA CIVILIZAÇÃO

Leia mais

As Metas Curriculares de Português, para o 3º Ciclo, apresentam cinco características essenciais:

As Metas Curriculares de Português, para o 3º Ciclo, apresentam cinco características essenciais: DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 9º ANO C Ano Letivo: 204 /205. Introdução / Metas Curriculares Na disciplina de Português o desenvolvimento do ensino será orientado por Metas Curriculares cuja definição

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CAMARATE Planificação Anual - História

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CAMARATE Planificação Anual - História ESCOLA SECUNDÁRIA DE CAMARATE Planificação Anual - História Grupo - 400 Ano Letivo 2014/2015 Ano de Escolaridade 7º Ano Temas e Conteúdos Metas Metodologia / Estratégias - Recursos Avaliação Tempos Tema

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular HISTÓRIA DA ARTE MODERNA Ano Lectivo 2011/2012

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular HISTÓRIA DA ARTE MODERNA Ano Lectivo 2011/2012 Programa da Unidade Curricular HISTÓRIA DA ARTE MODERNA Ano Lectivo 2011/2012 1. Unidade Orgânica Arquitectura e Artes (1º Ciclo) 2. Curso Arquitectura 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular HISTÓRIA

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOAQUIM ARAÚJO MATRIZ DOS EXAMES DE HISTÓRIA CURSOS VOCACIONAIS DE DESIGN DE MODA e HORTOFLORICULTURA E JARDINAGEM

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOAQUIM ARAÚJO MATRIZ DOS EXAMES DE HISTÓRIA CURSOS VOCACIONAIS DE DESIGN DE MODA e HORTOFLORICULTURA E JARDINAGEM AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOAQUIM ARAÚJO MATRIZ DOS EXAMES DE HISTÓRIA CURSOS VOCACIONAIS DE DESIGN DE MODA e HORTOFLORICULTURA E JARDINAGEM Duração da Prova: 45 minutos (cada módulo) Módulos Categorias/Conteúdos

Leia mais

EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO

EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO TEXTO O termo Renascimento é comumente aplicado à civilização européia que se desenvolveu entre 1300 e 1650. Além de reviver a antiga cultura greco-romana, ocorreram nesse

Leia mais

O RENASCIMENTO FOI UM MOVIMENTO CULTURAL, OCORRIDO NO INÍCIO DA IDADE MODERNA E QUE FEZ RENASCER A CULTURA GRECO-ROMANA

O RENASCIMENTO FOI UM MOVIMENTO CULTURAL, OCORRIDO NO INÍCIO DA IDADE MODERNA E QUE FEZ RENASCER A CULTURA GRECO-ROMANA O RENASCIMENTO FOI UM MOVIMENTO CULTURAL, OCORRIDO NO INÍCIO DA IDADE MODERNA E QUE FEZ RENASCER A CULTURA GRECO-ROMANA IDADE ANTIGA CULTURA GRECO-ROMANA ANTROPOCÊNTRICA ANTROPO = Homem CÊNTRICA = centro

Leia mais

2014 / 2015. Agrupamento de Escolas de Pegões, Canha e Santo Isidro

2014 / 2015. Agrupamento de Escolas de Pegões, Canha e Santo Isidro 2014 / 2015 O projecto Metas de Aprendizagem insere-se na Estratégia Global de Desenvolvimento do Currículo Nacional que visa assegurar uma educação de qualidade e melhores resultados escolares nos diferentes

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 2015/2016

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 2015/2016 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 2015/2016 I INTRODUÇÃO De acordo com a legislação em vigor, a avaliação é um elemento integrante e regulador de todo o processo de ensino aprendizagem. A avaliação visa promover

Leia mais

PROPOSTA DE CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2011/2012

PROPOSTA DE CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2011/2012 PROPOSTA DE CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2011/2012 1. INTRODUÇÃO: Na lógica do Decreto-Lei 6/2001, de 18 de janeiro, a avaliação constitui um processo regulador das aprendizagens, orientador do percurso escolar

Leia mais

AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES

AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES ESCOLA BÁSICA LUÍS DE STTAU MONTEIRO - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE LOURES AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES DOMÍNIOS / CRITÉRIOS 3º Ciclo DISCIPLINA COGNITIVO / OPERATIVO E INSTRUMENTAL CONHECIMENTOS

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FLÁVIO GONÇALVES PÓVOA DE VARZIM Critérios Específicos de Avaliação DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS ANO LETIVO 2014/15 Rua José Régio 4490-648 Póvoa de Varzim CRITÉRIOS

Leia mais

INFORMAÇÃO DA PROVA FINAL DE HISTÓRIA 9.º ANO

INFORMAÇÃO DA PROVA FINAL DE HISTÓRIA 9.º ANO 1. INTRODUÇÃO INFORMAÇÃO DA PROVA FINAL DE HISTÓRIA 9.º ANO Ano Letivo 2014-2015 O presente documento visa divulgar as caraterísticas da prova final do 3.º ciclo do ensino básico da disciplina de História,

Leia mais

AERT - ESCOLA EB 2,3 DE RIO TINTO. Ano Letivo de 2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA DE HISTÓRIA -3ºCICLO

AERT - ESCOLA EB 2,3 DE RIO TINTO. Ano Letivo de 2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA DE HISTÓRIA -3ºCICLO AERT - ESCOLA EB 2,3 DE RIO TINTO Ano Letivo de 2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA DE HISTÓRIA -3ºCICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Os critérios definidos pelas docentes da disciplina de História

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE LEAL DA CÂMARA

ESCOLA SECUNDÁRIA DE LEAL DA CÂMARA ESCOLA SECUNDÁRIA DE LEAL DA CÂMARA DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIAS 2007/08 Curso Tecnológico de Informática Ensino Secundário Recorrente DISCIPLINA DE BASES LÓGICAS DE PROGRAMAÇÃO 11º ano (Módulo 4) OBJECTIVOS

Leia mais

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS Os Conteúdos Programáticos estão enunciados segundo o programa em vigor e as Metas Curriculares definidas pelo ministério da Educação e Ciência.* 1º Período 26/28 aulas previstas

Leia mais

HISTÓRIA DA ARTE Da Pré-história ao Barroco. Professora: Vanessa Oliveira Arte 1ª série Ensino Médio

HISTÓRIA DA ARTE Da Pré-história ao Barroco. Professora: Vanessa Oliveira Arte 1ª série Ensino Médio HISTÓRIA DA ARTE Da Pré-história ao Barroco Professora: Vanessa Oliveira Arte 1ª série Ensino Médio O contexto de uma imagem nos apresenta o cenário geral em que ela foi produzida, sua função e o impacto

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PORTELA E MOSCAVIDE. Critérios de Avaliação da Área Disciplinar de Informática Ano Lectivo 2014/2015

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PORTELA E MOSCAVIDE. Critérios de Avaliação da Área Disciplinar de Informática Ano Lectivo 2014/2015 Escola EB1/JI Quinta da Alegria Critérios de Avaliação da Área Disciplinar de Informática Ano Lectivo 2014/2015 Programação e Multimédia Curso Vocacional 3.º Ciclo Avaliação A metodologia a adoptar na

Leia mais

Guia de exploração pedagógico-didático dos PowerPoint (amostra)

Guia de exploração pedagógico-didático dos PowerPoint (amostra) Guia de exploração pedagógico-didático dos PowerPoint (amostra) Apresentamos um conjunto de 8 PowerPoint que abordam todos os conteúdos programáticos e das Metas Curriculares do 8.º ano. Estes obedecem

Leia mais

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2015/2016 DEPARTAMENTO DE ARTES VISUAIS. 1º Período 18 de Setembro a 17 de Dezembro [Aulas previstas: 89]

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2015/2016 DEPARTAMENTO DE ARTES VISUAIS. 1º Período 18 de Setembro a 17 de Dezembro [Aulas previstas: 89] COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2015/2016 DEPARTAMENTO DE ARTES VISUAIS PLANIFICAÇÃO 1º PERÍODO DESENHO A 10º ANO Domínio Perceção visual Expressão gráfica Comunicação visual Calendarização

Leia mais

HISTÓRIA E TEORIA ARQ. PAISAGISMO E URBANISMO I

HISTÓRIA E TEORIA ARQ. PAISAGISMO E URBANISMO I HISTÓRIA E TEORIA ARQ. PAISAGISMO E URBANISMO I União Educacional do Norte Faculdade Uninorte Professora: Edinete Oliveira Arquiteta e Urbanista Tema: A ignorância da Arquitetura & As várias idades do

Leia mais

Lista de Exercícios:

Lista de Exercícios: PROFESSOR(A): Ero AVALIAÇÃO RECUPERAÇÃO DATA DA REALIZAÇÃO ROTEIRO DA AVALIAÇÃO 2ª ETAPA AVALIAÇÃO RECUPERAÇÃO DISCIPLINA: HISTÓRIA ANO: 6º CONTÉUDOS ABORDADOS Cap. 4: o mundo grego todos os temas Cap

Leia mais

A Arte do Renascimento

A Arte do Renascimento A Arte do Renascimento Estas duas pinturas têm o mesmo tema mas são muito diferentes. Porquê? Nossa Senhora e Criança (Idade Média) Nossa Senhora e Criança (Renascimento) Surgiu em Itália: Séc. XV (Quattrocento)

Leia mais

Escola Evaristo Nogueira

Escola Evaristo Nogueira Escola Evaristo Nogueira Grupo Disciplinar de Educação Física Ano Lectivo 2014 / 2015 Critérios de Avaliação Os critérios de avaliação constituem referenciais dos professores que lecionam as disciplinas

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

GRUPO DISCIPLINAR DE INGLÊS - 330. Critérios de Avaliação. Ano letivo 2015/2016

GRUPO DISCIPLINAR DE INGLÊS - 330. Critérios de Avaliação. Ano letivo 2015/2016 GRUPO DISCIPLINAR DE INGLÊS - 330 Critérios de Avaliação Ano letivo 2015/2016 Em conformidade com os programas e respectivas orientações e processos de operacionalização da disciplina de Inglês procurou-se

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio ETEC Professora Nair Luccas Ribeiro Código: 156 Município: TEODORO SAMPAIO Área de conhecimento: Ciências Humanas Componente Curricular: Historia

Leia mais

Renascimento. Prof. Adriano Portela

Renascimento. Prof. Adriano Portela Renascimento Prof. Adriano Portela O que é o Renascimento? Dados Início: século 14 Local: Península Itálica Se estendeu até o século 17 por toda Europa. Artistas, escritores e pensadores exprimiam em suas

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALANDROAL Ano letivo 2014/15 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALANDROAL Ano letivo 2014/15 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALANDROAL Ano letivo 2014/15 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Departamento Curricular de Matemática e Ciências Experimentais Área /Disciplina de Ciências Experimentais 2º e 3º Ciclo Indicadores/Parâmetros

Leia mais

ES C O L A S U PERI O R A G RÁ RI A

ES C O L A S U PERI O R A G RÁ RI A Licenciatura em Ecoturismo Ref.ª : 1822006 Ano lectivo: 2012-13 DESCRITOR DA UNIDADE CURRICULAR HISTÓRIA E PATRIMÓNIO CULTURAL HISTORY AND CULTURAL HERITAGE 1. Unidade Curricular: 1.1 Área científica:

Leia mais

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas. Ano letivo 2012/2013. Critérios de Avaliação do 1º CEB

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas. Ano letivo 2012/2013. Critérios de Avaliação do 1º CEB Agrupamento de Escolas Martim de Freitas Ano letivo 2012/2013 Critérios de Avaliação do 1º CEB 1- Introdução Tal como o disposto no nº 1 do art. 23º do Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho, a avaliação

Leia mais

ARTE PROTO-GREGA, GREGA E HELENÍSTICA

ARTE PROTO-GREGA, GREGA E HELENÍSTICA ARTE PROTO-GREGA, GREGA E HELENÍSTICA Arte Proto-Grega A arte Proto-Grega também é conhecida como Creto-Micênica. Na Ilha de Creta, no Mar Egeu, desenvolveu-se uma civilização que deixou como principal

Leia mais

A Idade Média e O Renascimento

A Idade Média e O Renascimento Estes textos são produzidos sob patrocínio do Departamento Cultural da Clínica Naturale.Direitos são reservados. A publicação e redistribuição de qualquer conteúdo é proibida sem prévio consentimento.

Leia mais

Escola Secundária e Artística António Arroio HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES

Escola Secundária e Artística António Arroio HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES Escola Secundária e Artística António Arroio Prova 824 / 8 Páginas Prova de Equivalência à Frequência de HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES 12º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei Nº 74/2004) Duração da Prova

Leia mais

Critérios de Avaliação. Departamento de Ciências Geoeconómicas

Critérios de Avaliação. Departamento de Ciências Geoeconómicas Critérios de Avaliação Departamento de Ciências Geoeconómicas 2015/2016 7.º ano Geografia Testes de avaliação sumativa (70%); Trabalhos escritos e/ou orais dentro da sala de aula (); I Pontualidade 4%

Leia mais

REGULAMENTO DE APLICAÇÃO DO SISTEMA DE CRÉDITOS CURRICULARES (ECTS)

REGULAMENTO DE APLICAÇÃO DO SISTEMA DE CRÉDITOS CURRICULARES (ECTS) REGULAMENTO DE APLICAÇÃO DO SISTEMA DE CRÉDITOS CURRICULARES (ECTS) (Ratificado pelo Conselho Científico em 20 de Abril de 2006) CAPÍTULO I Objecto, âmbito e conceitos Artigo 1.º Objecto Em conformidade

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação

Critérios Gerais de Avaliação Ensino Secundário 10º ano Cursos Científico Humanísticos Ano Letivo 2014/2015 Critérios Gerais de Avaliação O presente documento pretende materializar a execução dos princípios orientadores da avaliação

Leia mais

História da Arte - Linha do Tempo

História da Arte - Linha do Tempo História da Arte - Linha do Tempo PRÉ- HISTÓRIA (1000000 A 3600 a.c.) Primeiras manifestações artísticas. Pinturas e gravuras encontradas nas paredes das cavernas. Sangue de animais, saliva, fragmentos

Leia mais

A IMAGEM COMO TRANSMISSORA DE CONHECIMENTO. Korina Costa

A IMAGEM COMO TRANSMISSORA DE CONHECIMENTO. Korina Costa Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 155 A IMAGEM COMO TRANSMISSORA DE CONHECIMENTO Korina Costa Arquiteta e Urbanista, Especialista em Docência do Ensino

Leia mais

Programa de História da Cultura e das Artes

Programa de História da Cultura e das Artes MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIRECÇÃO-GERAL DE INOVAÇÃO E DE DESENVOLVIMENTO CURRICULAR Programa de História da Cultura e das Artes Cursos Científico-Humanísticos de Artes Visuais e de Línguas e Humanidades

Leia mais

A pessoa humana. Advento e Natal ESCOLA BÁSICA DO 2 E 3 CICLOS DE RATES

A pessoa humana. Advento e Natal ESCOLA BÁSICA DO 2 E 3 CICLOS DE RATES 1 A pessoa humana 2 Advento e Natal O que é a pessoa? Estrutura individual (unidade irrepetível) Estrutura pessoal (ser em relação com os outros) Dimensão física, racional e volitiva (ser livre) A dimensão

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL 2014

PLANEJAMENTO ANUAL 2014 PLANEJAMENTO ANUAL 2014 Disciplina: HISTÓRIA Período: Anual Professor: INÊS PEREIRA Série e segmento: 1º ENSINO MÉDIO 1º TRIMESTRE 2º TRIMESTRE 3º TRIMESTRE Respeitar e entender a importância do patrimônio

Leia mais

Planificação de Língua Portuguesa 9º ano

Planificação de Língua Portuguesa 9º ano Ano letivo: 2012/2013 Planificação de Língua Portuguesa 9º ano Competências gerais Competências específicas Conteúdos temáticos Conhecimento explícito Estratégias / Atividades Material Avaliação Tempo

Leia mais

3º bimestre 2009_1ª série Era Moderna XV/XVIII Renascimento Cultural. Cap. 23. Roberson de Oliveira

3º bimestre 2009_1ª série Era Moderna XV/XVIII Renascimento Cultural. Cap. 23. Roberson de Oliveira 3º bimestre 2009_1ª série Era Moderna XV/XVIII Renascimento Cultural. Cap. 23 Condições propiciadoras séculos XIV, XV e XVI 1. A influência árabe: novas tecnologias, cálculo matemático, filosofia aristotélica.

Leia mais

LEGADOS / CONTRIBUIÇÕES. Democracia Cidadão democracia direta Olimpíadas Ideal de beleza Filosofia História Matemática

LEGADOS / CONTRIBUIÇÕES. Democracia Cidadão democracia direta Olimpíadas Ideal de beleza Filosofia História Matemática LEGADOS / CONTRIBUIÇÕES Democracia Cidadão democracia direta Olimpíadas Ideal de beleza Filosofia História Matemática GEOGRAFIA, ECONOMIA E POLÍTICA Terreno montanhoso Comércio marítimo Cidades-estado

Leia mais

Agrupamento de Escolas Agualva-Mira Sintra Planificação anual 2013/2014

Agrupamento de Escolas Agualva-Mira Sintra Planificação anual 2013/2014 Agrupamento de Escolas Agualva-Mira Sintra Planificação anual 2013/2014 Departamento Curricular de Ciências Sociais e Humanas Disciplina de História ANO:7º Temas Conteúdos Conceitos 1. Das Sociedades Recoletoras

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa da disciplina e metas curriculares 3º CICLO HISTÓRIA 7º ANO TEMAS/DOMÍNIOS CONTEÚDOS

Leia mais

Avaliação da Aprendizagem

Avaliação da Aprendizagem Avaliação da Aprendizagem A avaliação constitui um processo regulador do ensino, orientador do percurso escolar e certificador dos conhecimentos adquiridos e capacidades desenvolvidas pelo aluno. A avaliação

Leia mais

OPÇÕES 1.º Ciclo 2013-2014

OPÇÕES 1.º Ciclo 2013-2014 OPÇÕES 1.º Ciclo 2013-2014 0 DEFINIÇÕES GERAIS Disciplinas de opção curricular 1- São consideradas opções curriculares as disciplinas de opção contempladas nos planos de estudos dos cursos, constituindo,

Leia mais

Arte Renascentista. Prof. Arlindo F. Gonçalves Jr. http://www.mural-2.com

Arte Renascentista. Prof. Arlindo F. Gonçalves Jr. http://www.mural-2.com Arte Renascentista Prof. Arlindo F. Gonçalves Jr. http://www.mural-2.com ARTE É UM TODO ORGÂNICO E ORDENADO, DIRIGIDO POR LEIS PRÓPRIAS, QUE REGEM, QUER OS ELEMENTOS DO MACROCOSMO, DOS ASTROS, QUER DO

Leia mais

GRUPO DE RECRUTAMENTO 620 (ED. FÍSICA)

GRUPO DE RECRUTAMENTO 620 (ED. FÍSICA) GRUPO DE RECRUTAMENTO 620 (ED. FÍSICA) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO (10º, 11º e 12º anos) ENSINO SECUNDÁRIO ATITUDES E VALORES Assiduidade e Pontualidade 3% Fichas de registo de observação Responsabilidade e

Leia mais

ITINERÁRIOS DE CONTEÚDOS / º ANO ARTES VISUAIS

ITINERÁRIOS DE CONTEÚDOS / º ANO ARTES VISUAIS CONSOLIDAÇÃO DE CONTEÚDOS TRANSVERSAIS DISCIPLINA: PORTUGUÊS 52 aulas 2º 40 aulas 3º 40 aulas ITINERÁRIOS DE CONTEÚDOS - 2015/2016 10º ANO ARTES VISUAIS Educação Literária Poesia trovadoresca - Cantigas

Leia mais

O que fazer para transformar uma sala de aula numa comunidade de aprendizagem?

O que fazer para transformar uma sala de aula numa comunidade de aprendizagem? Rui Trindade Universidade do Porto Portugal trindade@fpce.up.pt I SEMINÁRIO INTERNACIONAL DA UNDIME/MG Belo Horizonte 11 de Abril de 2012 O que fazer para transformar uma sala de aula numa comunidade de

Leia mais

Arte 1º. Ano do Ensino Médio. Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico).

Arte 1º. Ano do Ensino Médio. Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico). Arte 1º. Ano do Ensino Médio 1º. Trimestre - Conteúdo Avaliativo: Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico). Períodos Artísticos: Pré-História/Idade Antiga

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico. Professor: Renato Custódio da Silva

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico. Professor: Renato Custódio da Silva PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 Ensino Técnico Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Componente Curricular: Ética e Cidadania Organizacional Eixo Tecnológico: Segurança

Leia mais

Total aulas previstas

Total aulas previstas ESCOLA BÁSICA 2/3 DE MARTIM DE FREITAS Planificação Anual de História do 7º Ano Ano Lectivo 2011/2012 LISTAGEM DE CONTEÚDOS TURMA Tema 1.º Período Unidade Aulas Previas -tas INTRODUÇÃO À HISTÓRIA: DA ORIGEM

Leia mais

Planificação Anual ANO LECTIVO - 2010/ 2011 COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS TEMA(S) / CONTEÚDOS AVALIAÇÃO CALENDARIZAÇÃO

Planificação Anual ANO LECTIVO - 2010/ 2011 COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS TEMA(S) / CONTEÚDOS AVALIAÇÃO CALENDARIZAÇÃO ANO LECTIVO - 010/ 011 ÁREA DISCIPLINAR DE HISTÓRIA HISTÓRIA 7º ANO COMPETÊNCIAS GERAIS 1. Tratamento de informação; utilização de fontes;. Compreensão histórica:.1. Temporalidade.. Espacialidade.3. Contextualização

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Documento Orientador de Gestão do Programa de História da Cultura e das Artes

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Documento Orientador de Gestão do Programa de História da Cultura e das Artes MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIRECÇÃO-GERAL DE INOVAÇÃO E DE DESENVOLVIMENTO CURRICULAR ENSINO RECORRENTE DE NÍVEL SECUNDÁRIO Documento Orientador de Gestão do Programa de História da Cultura e das Artes 10º

Leia mais

Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio

Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio 1º ANO - ENSINO MÉDIO Objetivos Conteúdos Expectativas - Conhecer a área de abrangência profissional da arte e suas características; - Reconhecer e valorizar

Leia mais

Sugestão de Atividade / História / 6ª Série (7º Ano)

Sugestão de Atividade / História / 6ª Série (7º Ano) Sugestão de Atividade / História / 6ª Série (7º Ano) COMPONENTE CURRICULAR: História SÉRIE/ANO: 6ª SÉRIE (7º Ano) INTERDISCIPLINARIDADE: Artes CONTEÚDO: Renascimento Cultural Eixo Temático I de Artes:

Leia mais

Instituto dos Pupilos do Exército

Instituto dos Pupilos do Exército Instituto dos Pupilos do Exército Critérios de Avaliação 015-016 Página 1 de 5 1. Introdução A aplicação de critérios de avaliação pretende refletir o resultado da apreciação clara, coerente e objetiva

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação DGEstE Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços Região Centro Agrupamento de Escolas Figueira Mar Critérios de Avaliação 1º Ciclo Ano Letivo 14/ Terminologia a utilizar na classificação

Leia mais

OPÇÕES. 1.º Ciclo 2012-2013

OPÇÕES. 1.º Ciclo 2012-2013 OPÇÕES 1.º Ciclo 2012-2013 Coimbra, 12 de julho de 2012 DEFINIÇÕES GERAIS Disciplinas de opção curricular 1- São consideradas opções curriculares as disciplinas de opção contempladas nos planos de estudos

Leia mais

Prof.: Thiago Oliveira

Prof.: Thiago Oliveira Prof.: Thiago Oliveira O Renascimento foi um conjunto de transformações (Sociais, Econômicas, Políticas, Religiosas, Científicas e Artísticas) ocorridas na Europa a partir do Séc. XI, tendo seu auge durante

Leia mais

OPÇÕES 1.º Ciclo 2014-2015

OPÇÕES 1.º Ciclo 2014-2015 OPÇÕES 1.º Ciclo 2014-2015 0 DEFINIÇÕES GERAIS Disciplinas de opção curricular 1- São consideradas opções curriculares as disciplinas de opção contempladas nos planos de estudos dos cursos, constituindo,

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES

REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES Artigo 1º Âmbito O Regulamento interno dos mestrados em ensino formação inicial de professores aplica-se aos seguintes ciclos de estudo

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2014/2015 Página 2 1.º Ciclo.. 05 2.º Ciclo. 09 Língua Portuguesa. Língua Inglesa.. História e Geografia de Portugal 23 Matemática... 24 Ciências da Natureza.. 25 Educação Musical...

Leia mais

Planificação TIC - 8.º Ano 2012/2013

Planificação TIC - 8.º Ano 2012/2013 Agrupamento de Escolas Dr. Vieira de Carvalho Planificação TIC - 8.º Ano 2012/2013 AULAS PREVISTAS (50 minutos) 1.- Conhecimento e utilização adequada e segura de diferentes tipos de ferramentas de comunicação,

Leia mais

Prova Escrita de História da Cultura e das Artes

Prova Escrita de História da Cultura e das Artes EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de História da Cultura e das Artes 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Prova 724/1.ª Fase 14 Páginas Duração da Prova:

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRANDELA Critérios de Avaliação Matemática A 10º Ano Matemática Ano Letivo 2014/2015

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRANDELA Critérios de Avaliação Matemática A 10º Ano Matemática Ano Letivo 2014/2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRANDELA Critérios de Avaliação Matemática A 10º Ano Matemática Ano Letivo 2014/2015 A avaliação deve reflectir a Matemática que todos os alunos devem saber e ser capazes de

Leia mais

ARTE PRÉ-HISTÓRICA. IDADE DOS METAISaproximadamente 5.000 a 3.500 a.c. aparecimento de metalurgia; invenção da roda;

ARTE PRÉ-HISTÓRICA. IDADE DOS METAISaproximadamente 5.000 a 3.500 a.c. aparecimento de metalurgia; invenção da roda; ARTE PRÉ-HISTÓRICA PALEOLÍTICO INFERIOR aproximadamente 5.000.000 a 25.000 a.c.; controle do fogo; e instrumentos de pedra e pedra lascada, madeira e ossos: facas, machados. PALEOLÍTICO SUPERIOR instrumentos

Leia mais

RENASCIMENTO E HUMANISMO Profª Erô Cirqueira

RENASCIMENTO E HUMANISMO Profª Erô Cirqueira RENASCIMENTO E HUMANISMO Profª Erô Cirqueira Definição: Movimento científico e científico ocorrido na Europa durante a transição entre as idades Média e Moderna. Fatores: A expansão marítima e o renascimento

Leia mais

ANO LECTIVO PLANIFICAÇÃO ANUAL. Tema 1: A Terra: estudos e representações UNIDADE DIDÁCTICA: 1- Da paisagem aos mapas. A descrição da paisagem;

ANO LECTIVO PLANIFICAÇÃO ANUAL. Tema 1: A Terra: estudos e representações UNIDADE DIDÁCTICA: 1- Da paisagem aos mapas. A descrição da paisagem; ANO LECTIVO PLANIFICAÇÃO ANUAL DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA 2007/2008 ANO GEOGRAFIA 7.º GERAIS Tema 1: A Terra: estudos e representações Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos

Leia mais

2-Educação para o desenvolvimento sustentável e para o consumo CURRÍCULO OFERTA COMPLEMENTAR -8º ANO DE ESCOLARIDADE

2-Educação para o desenvolvimento sustentável e para o consumo CURRÍCULO OFERTA COMPLEMENTAR -8º ANO DE ESCOLARIDADE Página 1 de 5 TEMÁTICAS: 1- Educação para a sexualidade 2-Educação para o desenvolvimento sustentável e para o consumo CURRÍCULO OFERTA COMPLEMENTAR -8º ANO DE ESCOLARIDADE EDUCAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 2º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 2º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: História da Educação Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 2º 1 - Ementa (sumário, resumo) A educação primitiva. A educação

Leia mais

Cursos de Licenciatura

Cursos de Licenciatura DLLM Cursos de Licenciatura 2009-2010 1 Cursos de Licenciatura 2009/2010 1º Ciclo Bolonha DLLM Departamento de Línguas e Literaturas Modernas 2 Cursos de Licenciatura 2009-2010 DLLM DLLM Cursos de Licenciatura

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular Curso de Design Cerâmico e Vidro

Ficha de Unidade Curricular Curso de Design Cerâmico e Vidro Ficha de Unidade Curricular Curso de Design Cerâmico e Vidro Unidade Curricular Designação: Desenho II Área Científica: Desenho (DES) Ciclo de Estudos: Licenciatura Carácter: Obrigatória Semestre: 2º ECTS:

Leia mais

Idade Média. Barroco RENASCIMENTO. Prof. Vinicius Rodrigues

Idade Média. Barroco RENASCIMENTO. Prof. Vinicius Rodrigues Idade Média, RENASCIMENTO Barroco e Prof. Vinicius Rodrigues LITERATURA MEDIEVAL Alta Idade Média TROVADORISMO (Século XI-XIV) Novelas de Cavalaria (PROSA) - O herói-cavaleiro carrega os ideias da Igreja

Leia mais

1º Ano Artes 4ª Aula 2015 Prof. Juventino

1º Ano Artes 4ª Aula 2015 Prof. Juventino 1º Ano Artes 4ª Aula 2015 Prof. Juventino Contrapondo-se a Egípcia vida pósmortem. Arte grega fundamenta-se na inteligência Os governantes não eram deuses, mas seres mortais Usavam a razão e o senso de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 136, DE 24 DE JUNHO DE 2009

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 136, DE 24 DE JUNHO DE 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 136, DE 24 DE JUNHO DE 2009 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: Tupã Área de conhecimento: INFRAESTRUTURA Componente Curricular: Ética e Cidadania Organizacional

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio ETEC Professora Nair Luccas Ribeiro Código: 156 Município: TEODORO SAMPAIO Área de conhecimento: Ciências Humanas Componente Curricular: Historia

Leia mais

Renascimento Cultural

Renascimento Cultural Renascimento Cultural Séculos XIV ao XVII Prof. Dieikson de Carvalho Renascimento Cultural Contexto histórico Transição da Idade Média para Idade Moderna. Século XIV ao XVII. Resultado do Renascimento

Leia mais