Projeto Observatório dos Arquivos da Região Metropolitana de Belo Horizonte

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Projeto Observatório dos Arquivos da Região Metropolitana de Belo Horizonte"

Transcrição

1 Projeto Observatório dos Arquivos da Região Metropolitana de Belo Horizonte

2 O Projeto Primeira ação de extensão do curso de Arquivologia da Escola de Ciência da Informação (ECI) da UFMG. Iniciado em 2011, com o objetivo de diagnosticar a situação dos acervos arquivísticos municipais da RMBH, o projeto visava a subsidiar futuras intervenções que poderiam apoiar a criação ou adequação dos arquivos municipais dentro dos preceitos da

3 A Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) Após sucessivas incorporações em 1993 e 1997, finalmente, desde 2002, a Região Metropolitana de Belo Horizonte é composta por 34 municípios. Baldim, Belo Horizonte, Betim, Brumadinho, Caeté, Capim Branco, Confins, Contagem, Esmeraldas, Florestal, Ibirité, Igarapé, Itaguara, Itatiaiuçu, Jaboticatubas, Juatuba, Lagoa Santa, Mário Campos, Mateus Leme, Matozinhos, Nova Lima, Nova União, Pedro Leopoldo, Raposos, Ribeirão das Neves, Rio

4 Objetivo geral Diagnosticar e monitorar permanentemente a existência da gestão de documentos públicos e a implementação da Lei de Acesso à Informação nos municípios da RMBH e descrever a situação (antes, a existência) dos arquivos públicos desses municípios.

5 Objetivos específicos 1. Levantar dados concretos sobre a situação dos acervos arquivísticos da RMBH, no que tange aos critérios relevantes segundo o CONARQ e a legislação brasileira, desde a vinculação institucional até aos meios e serviços. 2. Levantar dados concretos sobre a implementação da Lei de Acesso à Informação (Lei nº /2011) nos municípios da RMBH. 3. Colher informações sobre os processos existentes de gestão dos documentos públicos municipais, por meio de consulta a documentos e sites e também por visitas técnicas.

6 Objetivos específicos 4. Propor intervenções como materiais didáticos, palestras, cursos e visitas técnicas, indicando atuações mais urgentes do poder público para aproximar a situação atual da situação desejável para a gestão adequada dos documentos públicos. 5. Efetivar a tríade ensino pesquisa extensão, no âmbito na Universidade propondo: inclusão de elementos da pesquisa em atividades de disciplinas pertinentes no curso de Arquivologia; proposição de cursos de extensão visando atender os municípios da RMBH, preferencialmente em parceria com entidades públicas. 6. Organizar espaços e agenda para a capacitação propriamente dita.

7 Metodologia Para mapear a existência e as condições dos serviços e instituições arquivísticas públicas municipais e a implementação da Lei de Acesso à Informação, foram feitos levantamentos dessas informações por meio de pesquisa documental e visita técnica (sempre que o município solicitasse ou permitisse).

8 Metodologia Para aproximação com os municípios, na primeira etapa do projeto, foram utilizados algumas parcerias e contatos com as seguintes instituições: Agência de desenvolvimento da RMBH, Arquivo Público Mineiro, Associação dos municípios da RMBH (Granbel), Secretaria de Ciência e Tecnologia, e outros. Paralelamente, foi conduzido um estudo descritivo e exploratório sobre documentos legais na esfera estadual e da região metropolitana de Belo Horizonte. A partir dos contatos mais diretos com os gestores municipais responsáveis pelos acervos correntes e intermediários e também os permanentes, iniciou-se, na primeira etapa da pesquisa, algumas visitas técnicas, pequenos encontros para diagnóstico inicial e pequenos encontros de formação locais.

9 Metodologia Os bolsistas colheram dados sobre os municípios, sobre a gestão dos seus documentos, a existência ou não de serviços e instituições arquivísticas e sobre ao cumprimento da lei de acesso à informação por meio de pesquisa nos seus sítios institucionais e no sitio do IBGE. Os formulários foram construídos procurando mapear informações sobre: identificação das instituições e/ou entidades responsáveis pela custódia dos acervos; caracterização básica do acervo; atividades ou serviços internos e externos do arquivo; infraestrutura e serviços; institucionalização do arquivo (em relação ao próprio município e ao CONARQ); controle dos processos de criação, circulação e destinação dos documentos públicos; atendimento aos requisitos da Lei de Aceso à informação.

10 Metodologia Na última etapa do projeto, as intervenções foram construídas por meio de elaboração de materiais didáticos (disponíveis no site do projeto).

11 Dados sobre os municípios da RMBH Disponíveis no site: Apenas 4 dos 34 municípios da RMBH têm arquivo público institucionalizado. Em 11 deles, há menção a alguma instituição responsável pelo arquivo.

12 Ações/resultados (2011) Visita técnica de toda a equipe do Projeto à prefeitura e secretarias do município de Ribeirão das Neves para diagnóstico preliminar da situação da produção, fluxo, uso e guarda da documentação pública municipal, objetivando a apresentação de relatório diagnóstico preliminar e apontamentos e sugestões para tomada de decisão relacionada à Gestão de documentos no município.

13 Ações/resultados (2011) Curso introdutório de 8h, realizado em parceria com a Agência da RMBH, com o título: Gestão de Documentos Municipais: modernização administrativa e salvaguarda do patrimônio documental público. 87 inscritos, 70 presentes, representando 10 municípios da RMBH, além de servidores do Ministério Público Estadual e até mesmo da iniciativa privada, resultado do grande interesse despertado pelo assunto.

14 Ações/resultados (2011) Disciplina (30h) optativa ECI 087Tópicos em Arquivos Especializados B: Arquivos públicos municipais informação e democracia - oferecida para o 6º período de Arquivologia, tratando sobre a temática dos arquivos públicos municipais. O conteúdo foi baseado em literatura da área e também em conteúdos, dados e realidades levantados e conhecidos por meio dessa ação de extensão.

15 Ações/resultados (2012) Disciplina (60h) optativa ECI 087 Tópicos em arquivos Especializados D: Arquivos públicos municipais informação e democracia - oferecida para o 6º período de Arquivologia. A oferta da disciplina com carga horária maior que a anterior foi demandada pelos alunos.

16 Ações/resultados (2013) Visita técnica da coordenação do Projeto à prefeitura e secretarias do município de Contagem para diagnóstico preliminar da situação do arquivo administrativo da cidade, tanto dos seus aspectos físicos quando organizacionais, objetivando apoiar a ação dos gestores do arquivo para a tomada de decisão relacionada à Gestão de documentos no município. Palestra de capacitação para a Comissão Arquivística da Prefeitura Municipal de Contagem, com a presença de gestores da Secretaria Municipal de Administração.

17 Ações/resultados (2013) Visita técnica à Prefeitura Municipal de Contagem, com o objetivo de orientar e subsidiar uma nova portaria de nomeação de nova Comissão Municipal de Arquivística e apoiar novas decisões dos gestores do arquivo municipal em relação à plena implantação da gestão de documentos no Município.

18 Ações/resultados (2014) 1º semestre: visita técnica e minicurso presenciais em dois módulos, na Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana, para capacitar os membros da nova Comissão Permanente de Avaliação de Documentos daquela instituição. 2º semestre: visita técnica, orientação e palestra para capacitar servidores e gestores do Sistema Mineiro de Inovação (SIMI) da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior sobre a gestão de documentos e sobre a preparação para atender à Lei de Acesso à Informação.

19 Ações/resultados (2014) Disciplina (30h) optativa ECI 087 Tópicos em Arquivos Especializados B: Arquivos públicos municipais informação e democracia oferecida para o 4º período do curso de Arquivologia, trata a temática da gestão dos documentos públicos, dos arquivos e da Lei de acesso à informação nos municípios da RMBH. Baseada na legislação brasileira e literatura da área arquivística, a disciplina beneficia-se dos estudos e dados levantados nesse projeto de extensão e propõe avaliação sobre a realidade RM.

20 Ações/resultados (2015) 1º semestre: finalização da coleta de dados sobre os municípios, a gestão dos seus documentos, a existência ou não de serviços e instituições arquivísticas e sobre o cumprimento da lei de acesso à informação por meio de pesquisa nos seus sítios institucionais e no sitio do IBGE. Reativação do site do projeto hospedado no portal da Escola de Ciência da Informação da UFMG.

21 Ações/resultados (2015) Artigo publicado no periódico "Informação Arquivísitca" sobre o cumprimento da Lei de Acesso nos sítios oficiais dos municípios da RMBH. Disponível em: oarquivistica/article/view/80 Entre setembro de 2015 e fevereiro de 2016, foram desenvolvidos 9 (nove) produtos audiovisuais (vídeos educacionais) abordando temáticas do escopo do projeto, a legislação arquivística brasileira e diretrizes, orientações, serviços, praticas e rotinas arquivísticas; os quais foram disponibilizados, gratuitamente, no site do projeto e no canal do projeto no YouTube.

22 Gestão de documentos intermediários. Produtos desenvolvidos ( ) - Vídeos A legislação brasileira e a necessidade de um arquivo público municipal. Orientações sobre localização e construção de instituição arquivística. Requisitos para criação, implantação e operacionalização de um arquivo publico municipal. Orientações sobre as instalações de instituições arquivísticas Ciclo de vida dos documentos. Instrumentos de gestão de documentos. Gestão de documentos correntes.

23 Coordenação do projeto Marília de Abreu Martins de Paiva (coordenadora de 19/10/2010 a 08/12/2014). Patricia das Neves Santos (Arquivista da Escola de Ciência Informação, co-coordenadora de 01/01/2012 a 30/06/2013) Cintia Aparecida Chagas Arreguy (coordenadora de 01/12/2014 a 13/07/2015; co-coordenadora de 01/08/2013 a 30/11/2014 e de 28/02/2016 a 28/02/2016). Welder Antônio Silva (coordenador de 14/05/2015 a 28/02/2016

24 Obrigada! Cintia Aparecida Chagas Arreguy Escola de Ciência da Informação Universidade Federal de Minas Gerais Welder Silva Escola de Ciência da Informação Universidade Federal de Minas Gerais

Foi base para a estruturação da Lei Nº /2014 Estatuto da Metrópole. Criação: 1973 Lei LC14/1973; LCE 88/2006 e LCE 89/2006

Foi base para a estruturação da Lei Nº /2014 Estatuto da Metrópole. Criação: 1973 Lei LC14/1973; LCE 88/2006 e LCE 89/2006 1 SBC 09/06/2016 1 2 Criação: 1973 Lei LC14/1973; LCE 88/2006 e LCE 89/2006 Cidade Pólo: Belo Horizonte Foi base para a estruturação da Lei Nº 13.089 /2014 Estatuto da Metrópole Área: 9.472,4 Km 2 (1,6%

Leia mais

taxa de crescimento da população (TXP) densidade demográfica (habitantes/km 2 ) área (km 2 ) população reestimada (Pr) diferença (Pr-P)

taxa de crescimento da população (TXP) densidade demográfica (habitantes/km 2 ) área (km 2 ) população reestimada (Pr) diferença (Pr-P) ano população P (n.º de habitantes) Sistema de Informações da Mobilidade Urbana de Belo Horizonte (SisMob-BH) Tabela 241 - Indicadores populacionais de Belo Horizonte (1991-2014) com populações reestimadas

Leia mais

Estatuto da Metrópole e a Região Metropolitana de Belo Horizonte

Estatuto da Metrópole e a Região Metropolitana de Belo Horizonte Estatuto da Metrópole e a Região Metropolitana de Belo Horizonte Agência RMBH 10 de agosto de 2016 Região Metropolitana de Belo Horizonte - RMBH RMBH 34 municípios 4,8 milhões habitantes Colar Metropolitano

Leia mais

. ORIENTAÇÕES AOS CANDIDATOS

. ORIENTAÇÕES AOS CANDIDATOS . ORIENTAÇÕES AOS CANDIDATOS ASPECTOS LEGAIS LEI Nº 4.751, DE 7 DE FEVEREIRO DE 2012 Dispõe sobre o Sistema de Ensino e a Gestão Democrática do Sistema de Ensino Público do Distrito Federal. PORTARIA Nº

Leia mais

JUVENTUDE, ESCOLARIZAÇÃO E PODER LOCAL: REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE (RMBH) MG

JUVENTUDE, ESCOLARIZAÇÃO E PODER LOCAL: REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE (RMBH) MG JUVENTUDE, ESCOLARIZAÇÃO E PODER LOCAL: REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE (RMBH) MG GIOVANETTI, Maria Amélia Gomes de Castro - FaE/UFMG GT: Educação de Pessoas Jovens e Adultas /n.18 Agência Financiadora:.

Leia mais

20 anos do APCBH Organização do arquivo do Arquivo. Cintia Aparecida Chagas Arreguy

20 anos do APCBH Organização do arquivo do Arquivo. Cintia Aparecida Chagas Arreguy 20 anos do APCBH Organização do arquivo do Arquivo Cintia Aparecida Chagas Arreguy Comemoração dos 20 anos do APCBH Há 2 anos, iniciaram-se as discussões de como seria comemorado o aniversário de 20 anos

Leia mais

Arquivos, Bibliotecas, Centros de Documentação, Museus: Por uma Política Pública Regional de Memória e Patrimônio

Arquivos, Bibliotecas, Centros de Documentação, Museus: Por uma Política Pública Regional de Memória e Patrimônio Arquivos, Bibliotecas, Centros de Documentação, Museus: Por uma Política Pública Regional de Memória e Patrimônio Maria de Lourdes Ferreira Centro de Memória de Diadema Secretaria de Cultura do Município

Leia mais

Resolução n 225, de 21 de junho R E S O L V E: Art. 1º - Alterar a redação do parágrafo 2º artigo 12 do Regimento Geral da Universidade:

Resolução n 225, de 21 de junho R E S O L V E: Art. 1º - Alterar a redação do parágrafo 2º artigo 12 do Regimento Geral da Universidade: Resolução n 225, de 21 de junho 2016. Aprova emendas ao Regimento Geral da Universidade, cria setores e dá outras providências. O Conselho Universitário CONSUNI, da Universidade do Planalto Catarinense

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO 2. JUSTIFICATIVA

TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO 2. JUSTIFICATIVA TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO O objeto deste Termo de Referência é a contratação de serviços de consultoria especializada para a implantação de processos de modernização do atendimento presencial ao cidadão,

Leia mais

NOME DA AÇÃO EDUCACIONAL. Curso: Gestão de Riscos na Administração Pública - T01/2015-TRF

NOME DA AÇÃO EDUCACIONAL. Curso: Gestão de Riscos na Administração Pública - T01/2015-TRF NOME DA AÇÃO EDUCACIONAL Curso: Gestão de Riscos na Administração Pública - T01/2015-TRF OBJETIVO Apresentar os conceitos, os princípios, a estrutura e o processo para gerenciamento de riscos em organiza

Leia mais

INDEPAC MISSÃO VISÃO

INDEPAC MISSÃO VISÃO O INDEPAC é especializado em serviços de Consultoria e Assessoria Educacional, nas dimensões: administrativa, jurídica e pedagógica, além de oferecer cursos de formação em serviço, voltados para o aprimoramento

Leia mais

FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR E FORMAÇÃO INTEGRAL FAEF

FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR E FORMAÇÃO INTEGRAL FAEF REGULAMENTO N. 007 /2015 REGULAMENTO GERAL DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NUEMA DA FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR E FORMAÇÃO INTEGRAL FAEF GARÇA/SP Vanessa Zappa, Diretora da FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR

Leia mais

NORMATIZAÇÃO PARA FUNCIONAMENTO DO PRONATEC NO IF BAIANO

NORMATIZAÇÃO PARA FUNCIONAMENTO DO PRONATEC NO IF BAIANO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO COMITÊ GESTOR DO PRONATEC NORMATIZAÇÃO PARA FUNCIONAMENTO DO PRONATEC

Leia mais

II FÓRUM CPA Comissão Própria da Avaliação

II FÓRUM CPA Comissão Própria da Avaliação II FÓRUM CPA Comissão Própria da Avaliação 25 de maio de 2016 EIXO 1: PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Dimensão 8: Planejamento e avaliação Fragilidades Melhorar as reuniões da CPA e reestruturar

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. OBJETO DE CONTRATAÇÃO A presente especificação tem por objeto a contratação de empresa Especializada de Consultoria para Planejamento da Estrutura Funcional e Organizacional

Leia mais

EDITAL 004/2016 Câmpus Araraquara SELEÇÃO DE BOLSISTAS - BOLSA EXTENSÃO

EDITAL 004/2016 Câmpus Araraquara SELEÇÃO DE BOLSISTAS - BOLSA EXTENSÃO EDITAL 004/2016 Câmpus Araraquara SELEÇÃO DE BOLSISTAS - BOLSA EXTENSÃO ABERTURA O Diretor Geral do câmpus Araraquara do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, torna pública,

Leia mais

Avaliação Institucional Docentes

Avaliação Institucional Docentes Avaliação Institucional Docentes A avaliação é um processo fundamental para a qualidade do trabalho desenvolvido nas Instituições de Ensino Superior. Nesse sentido, a Comissão Própria de Avaliação (CPA)

Leia mais

AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS 2014

AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS 2014 AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS 2014 Instrumento para avaliação do curso de graduação em Ciências Econômicas por parte dos docentes que nele ministraram alguma disciplina durante o ano letivo

Leia mais

Formulário de Registro Anual do Plano de AEE

Formulário de Registro Anual do Plano de AEE GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL Formulário de Registro Anual do Plano de AEE I - Dados referentes ao estudante

Leia mais

REGIMENTO DA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS CAPÍTULO I FINALIDADE E COMPETÊNCIA

REGIMENTO DA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS CAPÍTULO I FINALIDADE E COMPETÊNCIA REGIMENTO DA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS CAPÍTULO I FINALIDADE E COMPETÊNCIA Art. 1º - A Secretaria de Relações Institucionais SERIN, criada pela Lei nº 10.549, de 28 de dezembro de 2006, tem

Leia mais

SÍNTESE DO PERFIL E DAS ATRIBUIÇÕES DOS COORDENADORES DAS UNIDADES SOCIOASSISTENCIAIS. Perfil e principais atribuições do Coordenador do CREAS

SÍNTESE DO PERFIL E DAS ATRIBUIÇÕES DOS COORDENADORES DAS UNIDADES SOCIOASSISTENCIAIS. Perfil e principais atribuições do Coordenador do CREAS SÍNTESE DO PERFIL E DAS ATRIBUIÇÕES DOS COORDENADORES DAS UNIDADES SOCIOASSISTENCIAIS Perfil e principais atribuições do Coordenador do CREAS Escolaridade de nível superior de acordo com a NOB/RH/2006

Leia mais

Orientações de navegação do portal Transparência e Acesso à Informação

Orientações de navegação do portal Transparência e Acesso à Informação Orientações de navegação do portal Transparência e Acesso à Informação Como acessar o portal Transparência e Acesso à Informação : O portal Transparência e Acesso à Informação pode ser acessado através

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRPDI Orientação Geral O Plano de Desenvolvimento Institucional -PDI, elaborado para um período de 5

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Orientação Bibliográfica. Normas Técnicas. Bases de dados.

PALAVRAS-CHAVE Orientação Bibliográfica. Normas Técnicas. Bases de dados. 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA (X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO (

Leia mais

NADIME Núcleo de Apoio Didático e Metodológico. RELATÓRIO GERAL DAS ATIVIDADES DE e INÍCIO DE

NADIME Núcleo de Apoio Didático e Metodológico. RELATÓRIO GERAL DAS ATIVIDADES DE e INÍCIO DE RELATÓRIO GERAL DAS ATIVIDADES DE 2010.2 e INÍCIO DE 2011.1 DATA ATIVIDADE ENCAMINHAMENTOS / OBSERVAÇÕES 05.08.10 Acompanhamento da visita de reconhecimento do MEC no curso de Sistemas de Informação. Nas

Leia mais

República Federativa do Brasil Governo Federal. Educação a Distância. e as novas tecnologias

República Federativa do Brasil Governo Federal. Educação a Distância. e as novas tecnologias República Federativa do Brasil Governo Federal Ministério da Educação Educação a Distância e as novas tecnologias Educação Personalizada Vencendo as Barreiras Geográficas e Temporais EAD NO ENSINO PRESENCIAL

Leia mais

REGIMENTO DO NÚCLEO DE ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO - FANEESP -

REGIMENTO DO NÚCLEO DE ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO - FANEESP - REGIMENTO DO NÚCLEO DE ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO - FANEESP - 2015 Ficha Catalográfica Preparada pela Faculdade Nacional de Educação e Ensino Superior do Paraná Faculdade Nacional de Educação e Ensino Superior

Leia mais

Atividades executadas durante o mês de Janeiro:

Atividades executadas durante o mês de Janeiro: INSTITUTO NOROESTE DE BIRIGUI RELATÓRIO PEDAGÓGICO REFERENTE AO MÊS DE JANEIRO DE 2016 Atividades executadas durante o mês de Janeiro: EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL I Atendimento a pais (novas

Leia mais

B e n e f í c i o s. Gestão da Saúde

B e n e f í c i o s. Gestão da Saúde B e n e f í c i o s Gestão da Saúde O GRUPO NUNES & GROSSI Atuamos no mercado de benefícios, oferecendo produtos de qualidade e criados sob medida para você, sua família ou empresa. Através da nossa Administradora

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO - TOR/OEI/MEC/FNDE/DIPRO/

Leia mais

OPORTUNIDADES DE ESTÁGIO

OPORTUNIDADES DE ESTÁGIO da Vaga Nº da 2003 Curso(s): Administração Auxiliar na preparação de documentos administrativos; Auxiliar na elaboração de relatórios em geral, relativos a informações não protegidas por sigilo fiscal;

Leia mais

P O R G O R G A R M A A M A B O B L O S L A S A F A F M A Í M L Í I L A

P O R G O R G A R M A A M A B O B L O S L A S A F A F M A Í M L Í I L A PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA Acompanhamento da Frequência Escolar de Crianças e Jovens em Vulnerabilidade - Condicionalidade Educação do Programa Bolsa Família 2003 -Governo Federal unifica, no Programa Bolsa-Família,

Leia mais

Termos de Referência para Serviços especializados de consultoria Individual na área de Especialista em Processo Administrativo- Fiscal

Termos de Referência para Serviços especializados de consultoria Individual na área de Especialista em Processo Administrativo- Fiscal Termos de Referência para Serviços especializados de consultoria Individual na área de Processo Administrativo- Fiscal Projeto de Modernização Fiscal do Tocantins (PMF/TO) Banco Interamericano de Desenvolvimento

Leia mais

TERMO DE ABERTURA DO PROJETO

TERMO DE ABERTURA DO PROJETO 1 Nome do Projeto 2 Código Projeto Fiscalização do Exercício e Atividade Profissional 3 Coordenador(a) 4 Tipo de Projeto João Augusto de Lima Estratégico 5 Gestor(a) 6 Programa Igor de Mendonça Fernandes

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto

Contrata Consultor na modalidade Produto Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO 914BRZ4012 EDITAL Nº 005/2010 1. Perfil: TR 007/2010-CGS - CIÊNCIAS SOCIAIS APLICÁVEIS 3. Qualificação educacional: Graduação na área de CIÊNCIAS SOCIAIS

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA PLANO DE AÇÃO 2014

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA PLANO DE AÇÃO 2014 ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA PLANO DE AÇÃO 2014 ANGÉLICA/MS 2014 ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA

Leia mais

Missão. Visão. Objetivos Estratégicos (OE)

Missão. Visão. Objetivos Estratégicos (OE) Identidade Organizacional - Acesso à informação - IBAMA - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos R O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) é uma autarquia

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO NAI ANO LETIVO DE 2009

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO NAI ANO LETIVO DE 2009 UNIVERSIDADE DANTA CECÍLIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - NÚCLEO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL É preciso avaliar para mudar RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO ANO LETIVO DE 2009 PERÍODO FEVEREIRO

Leia mais

Filiação Compartilhada FNQ/IQM

Filiação Compartilhada FNQ/IQM Filiação Compartilhada FNQ/IQM Filiação Compartilhada - parceria FNQ/IQM. A Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) foi instituída, em 1991, com a missão de criar o Prêmio Nacional da Qualidade (PNQ). Nestes

Leia mais

Soluções em Tecnologia www.actualdigital.com.br Institucional Actual Digital A Actual Digital oferece uma linha de produtos e serviços em tecnologia, unificando todas as soluções disponíveis na organização

Leia mais

TRAJETÓRIA RESIDUAL NA GEOGRAFIA DA MODA Prof. Gabriela Maria Ladeira Ferreira Torres

TRAJETÓRIA RESIDUAL NA GEOGRAFIA DA MODA Prof. Gabriela Maria Ladeira Ferreira Torres Centro Mineiro de Referência em Resíduos Novembro / 2011 SEMINÁRIO: RESÍDUOS NA INDÚSTRIA DA MODA PROJETOS SUSTENTÁVEIS NA INDÚSTRIA DA MODA TRAJETÓRIA RESIDUAL NA GEOGRAFIA DA MODA Prof. Gabriela Maria

Leia mais

3º INTEGRAR - Congresso Internacional de Arquivos, Bibliotecas, Centros de Documentação e Museus PRESERVAR PARA AS FUTURAS GERAÇÕES

3º INTEGRAR - Congresso Internacional de Arquivos, Bibliotecas, Centros de Documentação e Museus PRESERVAR PARA AS FUTURAS GERAÇÕES Projeto apoio a biblioteca FESP-SP : preservação e integração entre equipes, acervo e disciplina Fernanda Kelly Silva de Brito Rosa Maria Beretta Eixo Temático: Preservação da Memória Institucional. Palavras-chave:

Leia mais

1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob:

1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob: 1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob: a) visa estabelecer diretrizes sistêmicas aplicáveis à execução do Planejamento Estratégico em vigência, no que se refere às ações de

Leia mais

SAÚDE MENTAL, PESQUISAS E PROGRAMAS

SAÚDE MENTAL, PESQUISAS E PROGRAMAS Seminário Motivações para o Início e o Fim do Consumo de Drogas: uma análise das comunidades virtuais relacionadas ao tema SAÚDE MENTAL, PESQUISAS E PROGRAMAS Arthur Guerra de Andrade Coordenação da Área

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE PROCESSAMENTO DE DADOS TÍTULO I DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DO CENTRO CAPÍTULO I DO CENTRO E DE SEUS OBJETIVOS

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE PROCESSAMENTO DE DADOS TÍTULO I DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DO CENTRO CAPÍTULO I DO CENTRO E DE SEUS OBJETIVOS REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE PROCESSAMENTO DE DADOS TÍTULO I DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DO CENTRO CAPÍTULO I DO CENTRO E DE SEUS OBJETIVOS Art. 1º O Centro de Processamento de Dados, Órgão Suplementar

Leia mais

Decreto Nº 353 DE 04/07/2016

Decreto Nº 353 DE 04/07/2016 Decreto Nº 353 DE 04/07/2016 Publicado no DOE em 5 jul 2016 Institui o Comitê Gestor da Rede para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios do Estado de Minas Gerais - REDESIM-MG.

Leia mais

O CARRO-BIBLIOTECA DA ECI/UFMG: 38 ANOS

O CARRO-BIBLIOTECA DA ECI/UFMG: 38 ANOS Adriana Bogliolo Sirihal Duarte Cíntia de Azevedo Lourenço Organizadoras O CARRO-BIBLIOTECA DA ECI/UFMG: 38 ANOS Rona Editora Belo Horizonte 2012 UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Escola de Ciência

Leia mais

A diversidade arquivística brasileira

A diversidade arquivística brasileira A diversidade arquivística brasileira Literatura arquivística Fonte: Costa, Alexandre de Souza. A bibliografia arquivística no Brasil Análise quantitativa e qualitativa. www.arquivistica.net, Rio de janeiro,

Leia mais

REGULAMENTO N. 001 /2010 REGULAMENTO GERAL DO NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA

REGULAMENTO N. 001 /2010 REGULAMENTO GERAL DO NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA REGULAMENTO N. 001 /2010 REGULAMENTO GERAL DO NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA Simone da Silva Gomes Cardoso, Diretora da FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO DO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA PERÍODO 2015 TABELA 1 Adesão de docentes e discentes na avaliação 2015

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL

APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL A Agência de Certificação Ocupacional (ACERT) é parte integrante da Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) Centro de Modernização e Desenvolvimento da Administração

Leia mais

2.2 ATIVIDADES Atividade Formulação e validação dos processos e instrumentos de avaliação de políticas públicas no MEC.

2.2 ATIVIDADES Atividade Formulação e validação dos processos e instrumentos de avaliação de políticas públicas no MEC. Impresso por: Consulta Seleção de Consultores - oei.org.br Data da impressão: 11/07/2016-15:22:50 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2904 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA DE HABITAÇÃO E SANEAMENTO AMBIENTAL

PLANO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA DE HABITAÇÃO E SANEAMENTO AMBIENTAL PLANO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA DE HABITAÇÃO E SANEAMENTO AMBIENTAL OUTUBRO/2009 Experiências de Conselhos e Planos Locais de Habitação

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional

Plano de Desenvolvimento Institucional Plano de Desenvolvimento Institucional Âmbito de atuação Missão Visão Elementos Duráveis Princípios Elementos Mutáveis (periodicamente) Análise Ambiental Objetivos Estratégicos Metas Planos de Ação PDI

Leia mais

INICIATIVAS DO SEBRAE NA PRODUÇÃO DE ESTUDOS DE CASOS

INICIATIVAS DO SEBRAE NA PRODUÇÃO DE ESTUDOS DE CASOS INICIATIVAS DO SEBRAE NA PRODUÇÃO DE ESTUDOS DE CASOS 1 JORNADA ESTUDOS DE CASOS DA PEQUENA EMPRESA Concurso cuja proposta é firmar parcerias com instituições de ensino superior e estimular os alunos de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS, NATURAIS E DA SAÚDE - CCENS CURSO DE FARMÁCIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS, NATURAIS E DA SAÚDE - CCENS CURSO DE FARMÁCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS, NATURAIS E DA SAÚDE - CCENS CURSO DE FARMÁCIA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA 2016 Regulamento

Leia mais

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação PLANO DE ENSINO (2016)

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação PLANO DE ENSINO (2016) Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação PLANO DE ENSINO (2016) I. IDENTIFICAÇÃO DISCIPLINA CURSO PROFESSOR CÓDIGO DA DISCIPLINA Normalização

Leia mais

LIZANE SOARES FERREIRA. MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV)

LIZANE SOARES FERREIRA. MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV) Brasileira, solteira, 39 anos E-mail: lizaneferreira@hotmail.com LIZANE SOARES FERREIRA Formação: MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV) Especialista em Comércio Exterior com Ênfase

Leia mais

4.6. ATENDIMENTO ÀS METAS DO PLANO/PROGRAMA/PROJETO

4.6. ATENDIMENTO ÀS METAS DO PLANO/PROGRAMA/PROJETO 4.6. ATENDIMENTO ÀS METAS DO PLANO/PROGRAMA/PROJETO A planilha de atendimento às metas do projeto é apresentada na sequência. Metas Proporcionar os elementos necessários para que seja definido o processo

Leia mais

CENSO ESCOLAR - EDUCACENSO

CENSO ESCOLAR - EDUCACENSO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO GERAL DO CENSO ESCOLAR DA EDUCAÇÃO BÁSICA CENSO ESCOLAR

Leia mais

PROPOSTA DE MODELO DE ALOCAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DE TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO NA UFG

PROPOSTA DE MODELO DE ALOCAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DE TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO NA UFG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL E RECURSOS HUMANOS DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS PROPOSTA DE MODELO DE ALOCAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DE TÉCNICOS

Leia mais

Edital n o 79/2013 ANEXO II TIPOS, REQUISITOS E VALORES DE BOLSAS. Não possuir vínculo empregatício ou bolsa de pesquisa ou extensão

Edital n o 79/2013 ANEXO II TIPOS, REQUISITOS E VALORES DE BOLSAS. Não possuir vínculo empregatício ou bolsa de pesquisa ou extensão Edital n o 79/2013 ANEXO II TIPOS, REQUISITOS E VALORES DE BOLSAS TIPO REQUISITO C.H. Semanal VALOR Mensal PIBIC-JR Estar no segundo ano do ensino médio Não possuir vínculo empregatício ou bolsa de pesquisa

Leia mais

REGISTRO ELETRÔNICO DE SAÚDE CONECTIVIDADE E INFORMAÇÃO ON-LINE NA REDE DE ATENÇÃO À SAÚDE

REGISTRO ELETRÔNICO DE SAÚDE CONECTIVIDADE E INFORMAÇÃO ON-LINE NA REDE DE ATENÇÃO À SAÚDE REGISTRO ELETRÔNICO DE SAÚDE CONECTIVIDADE E INFORMAÇÃO ON-LINE NA REDE DE ATENÇÃO À SAÚDE Clique para editar Marizélia o nome Leão do Moreira autor Gerente da Gerência Executiva de Clique Padronização

Leia mais

Atividades executadas durante o mês de Maio

Atividades executadas durante o mês de Maio RELATÓRIO PEDAGÓGICO REFERENTE AO MÊS DE MAIO DE 2016 Atividades executadas durante o mês de Maio EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL I Acompanhamento e orientação do processo pedagógico. Acompanhamento

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA Administração e Ciências Contábeis: Reconhecimento pelo Decreto Federal Nº 76177/75 - D.O. 02/09/75 Ciências Econômicas: Reconhecimento através da Portaria Ministerial Nº

Leia mais

A FEIRA DO PRODUTOR DA AGRICULTURA FAMILIAR FEIRA CORUJÃO NO MUNICÍPIO DE RIO CLARO - SP

A FEIRA DO PRODUTOR DA AGRICULTURA FAMILIAR FEIRA CORUJÃO NO MUNICÍPIO DE RIO CLARO - SP A FEIRA DO PRODUTOR DA AGRICULTURA FAMILIAR FEIRA CORUJÃO NO MUNICÍPIO DE RIO CLARO - SP Wilyan Rodrigo LUCIANO¹ Palavras chaves: Agricultura Familiar, Feiras Livres, Comercialização. 1 Bolsista do Programa

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA SELEÇÂO DE BOLSISTA Nº13/2016 BOLSA DE DESENVOLVIMENTO PARA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA. Área de Concentração

TERMO DE REFERÊNCIA PARA SELEÇÂO DE BOLSISTA Nº13/2016 BOLSA DE DESENVOLVIMENTO PARA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA. Área de Concentração TERMO DE REFERÊNCIA PARA SELEÇÂO DE BOLSISTA Nº13/2016 BOLSA DE DESENVOLVIMENTO PARA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Área de Concentração Desenvolvimento Estrutural de CTI Linha de Desenvolvimento de CTI Estruturação

Leia mais

MANUAL EVENTOS APOIADOS

MANUAL EVENTOS APOIADOS MANUAL DE EVENTOS APOIADOS Atualizado em 06 de Maio de 2016 1. INTRODUÇÃO... 3 2. NATUREZA DO APOIO... 3 3. PROPOSTA DE REALIZAÇÃO DO EVENTO... 3 3.1 PERÍODO DE REALIZAÇÃO DOS EVENTOS... 4 4. SERVIÇOS

Leia mais

Resultados iniciais Relatório de Mobilidade RMBH Coletiva de Imprensa 19/12

Resultados iniciais Relatório de Mobilidade RMBH Coletiva de Imprensa 19/12 Resultados iniciais Relatório de Mobilidade RMBH Coletiva de Imprensa 19/12 Premissas de trabalho Articulação entre profissionais da engenharia/técnicos MG, por meio da Câmara Temática de Mobilidade; Ausência

Leia mais

O AVANÇO DAS POLITICAS SOBRE DROGAS NO BRASIL

O AVANÇO DAS POLITICAS SOBRE DROGAS NO BRASIL O AVANÇO DAS POLITICAS SOBRE DROGAS NO BRASIL O AVANÇO DAS POLITICAS SOBRE DROGAS NO BRASIL Arcabouço de leis ao longo dos últimos anos, foram fundamentais na consolidação do processo das políticas sobre

Leia mais

CARGO E REQUISITO DESCRIÇÃO DOS CARGOS DE CARREIRA

CARGO E REQUISITO DESCRIÇÃO DOS CARGOS DE CARREIRA CARGO E REQUISITO Advogado Completo em Direito com inscrição na OAB DESCRIÇÃO DOS CARGOS DE CARREIRA Representar e defender judicialmente e extra judicialmente a Fundação. Analisar e elaborar pareceres

Leia mais

Termos de Referência para serviços especializados de consultoria Individual na área de Especialista em Transito

Termos de Referência para serviços especializados de consultoria Individual na área de Especialista em Transito Termos de Referência para serviços especializados de consultoria Individual na área de Especialista em Transito Projeto de Modernização Fiscal do Tocantins (PMF/TO) Banco Interamericano de Desenvolvimento

Leia mais

O Processo de Avaliação de Impacto Ambiental e seus Objetivos

O Processo de Avaliação de Impacto Ambiental e seus Objetivos Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Biológicas Departamento de Biologia Geral Impacto Ambiental O Processo de Avaliação de Impacto Ambiental e seus Objetivos Monaliza de Araújo Melo

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA (Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial de 13/07/2012) DECRETO Nº 3055-R, DE 12 DE JULHO DE 2012. Dispõe sobre a transformação de cargos de provimento em comissão no âmbito da Secretaria

Leia mais

Eventos RPPS. Palestra de Investimentos com foco em Bolsa de Valores realizado no auditório do Hotel Brisamar.

Eventos RPPS. Palestra de Investimentos com foco em Bolsa de Valores realizado no auditório do Hotel Brisamar. 1 º Curso de Formação de Gestores RPPS realizado na FAMEM em janeiro de 2013, pela primeira vez na história do Maranhão os gestores dos RPPS se reúnem. I Seminário de Sustentabilidade da Previdência Social

Leia mais

PAE: monitoria ou estágio supervisionado em docência?

PAE: monitoria ou estágio supervisionado em docência? PAE: monitoria ou estágio supervisionado em docência? Professora Beatriz Appezzato da Glória Representante do campus Luiz de Queiroz na Comissão Central do PAE _ 1993, por iniciativa da Professora Myriam

Leia mais

Alunos, professores, demais profissionais da educação e de outras áreas interessadas nos temas.

Alunos, professores, demais profissionais da educação e de outras áreas interessadas nos temas. A Educação Especial é definida pela LDBEN 9394/96 como modalidade de educação escolar que permeia todas as etapas e níveis do ensino. As escolas especiais assumem um papel importante, no sentido de apoiar

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA 1. Número e Título do Projeto: OEI BRA09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação

Leia mais

Edital VC 002/2011 EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA APRESENTAÇÃO DE CURRÍCULOS DE CANDIDATOS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS:

Edital VC 002/2011 EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA APRESENTAÇÃO DE CURRÍCULOS DE CANDIDATOS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS: Edital VC 002/2011 EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA APRESENTAÇÃO DE CURRÍCULOS DE CANDIDATOS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS: Modalidade Produto Área de Ciências Humanas e Direitos Humanos SELECIONA CURRÍCULOS

Leia mais

Vulnerabilidade social e criminalidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 1

Vulnerabilidade social e criminalidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 1 Vulnerabilidade social e criminalidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 1 Luciana Teixeira de Andrade 2 Fernanda Odilla Vasconcellos de Figueiredo 3 O objetivo deste trabalho é analisar a criminalidade

Leia mais

Gestão por Competências na Polícia Federal. Brasília, 17 de Junho de 2010.

Gestão por Competências na Polícia Federal. Brasília, 17 de Junho de 2010. Gestão por Competências na Polícia Federal Brasília, 17 de Junho de 2010. Planejamento Estratégico Competências Organizacionais Fatores Críticos de Sucesso Corporativo Políticas Corporativas Competências

Leia mais

E D I T A L Nº 062/2014

E D I T A L Nº 062/2014 E D I T A L Nº 062/2014 O Secretário Municipal de Administração de Erechim, Estado do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições previstas no Decreto nº 3326/2009, TORNA PÚBLICO, para conhecimento de

Leia mais

VI Seminário de Políticas de Gestão da Qualidade

VI Seminário de Políticas de Gestão da Qualidade VI Seminário de Políticas de Gestão da Qualidade do Solo e das Águas Subterrâneas aesas - 24 e 25 de setembro de 2008 Eng.º Giuseppe Michelino CETESB Departamento de Tecnologia do Solo, Águas Subterrâneas

Leia mais

Atividades executadas durante o mês de Março

Atividades executadas durante o mês de Março RELATÓRIO PEDAGÓGICO REFERENTE AO MÊS DE MARÇO DE 2016 Atividades executadas durante o mês de Março EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL I Realização de HTPC com professores 02/03. Acompanhamento e orientação

Leia mais

AVALIAÇÃO E GESTÃO DA INFORMAÇÃO

AVALIAÇÃO E GESTÃO DA INFORMAÇÃO 8 AVALIAÇÃO E GESTÃO DA INFORMAÇÃO 130 Dentre as atividades de apoio para o desenvolvimento das políticas sociais, o Governo Federal investe em ações de avaliação, gestão da informação, disseminação do

Leia mais

PORTARIA Nº 2.164, 30 de Setembro de Aprova o Regimento Interno da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos.

PORTARIA Nº 2.164, 30 de Setembro de Aprova o Regimento Interno da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos. PORTARIA Nº 2.164, 30 de Setembro de 2011 Aprova o Regimento Interno da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos. O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições que lhes

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 17, DE 29 DE MAIO DE 2001 (Publicada no D.O.U de 10 de julho de 2001)

RESOLUÇÃO Nº 17, DE 29 DE MAIO DE 2001 (Publicada no D.O.U de 10 de julho de 2001) Página 1 de 5 RESOLUÇÃO Nº 17, DE 29 DE MAIO DE 2001 (Publicada no D.O.U de 10 de julho de 2001) O Conselho Nacional de Recursos Hídricos, no uso das competências que lhe são conferidas pela Lei nº 9.433,

Leia mais

EDITAL Nº 001/2016 ALUNOS ESPECIAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENSINO DE CIÊNCIAS

EDITAL Nº 001/2016 ALUNOS ESPECIAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENSINO DE CIÊNCIAS EDITAL Nº 001/2016 ALUNOS ESPECIAIS E MATEMÁTICA (PPGECM) EM NÍVEL DE MESTRADO ACADÊMICO 2016/1 Normas para ingresso de alunos especiais no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ensino de Ciências

Leia mais

Idéias sobre o dimensionamento de pessoal

Idéias sobre o dimensionamento de pessoal Idéias sobre o dimensionamento de pessoal Tônia Duarte da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Sul O processo de dimensionamento é um instrumento de gestão que se caracteriza como processo diagnóstico

Leia mais

DOS PROCEDIMENTOS. lnhumas, 08 de fevereiro de Da: Diretoria de Administração - IFG/Câmpus Inhumas Para: Servidores do IFG/Câmpus Inhumas

DOS PROCEDIMENTOS. lnhumas, 08 de fevereiro de Da: Diretoria de Administração - IFG/Câmpus Inhumas Para: Servidores do IFG/Câmpus Inhumas CâmllllS Inhllmas Memorando-Circular noool/d.a.lifg/inhumas/2013 lnhumas, 08 de fevereiro de 2013. Da: Diretoria de Administração - IFG/ Para: Servidores do IFG/ Assunto: Planejamento das aquisições de

Leia mais

ESTADO DO ESPIRITO SANTO PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACRUZ PROJETO DE LEI Nº. XXXX

ESTADO DO ESPIRITO SANTO PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACRUZ PROJETO DE LEI Nº. XXXX ESTADO DO ESPIRITO SANTO PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACRUZ PROJETO DE LEI Nº. XXXX DISPÕE SOBRE O PLANO MUNICIPAL DE APOIO E INCENTIVO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA NO MUNICÍPIO DE ARACRUZ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

INTERDICIPLINARIEDADE NA ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS ESTUDO DE CASO DO NÚCLEO DE ESTUDO, CULTURA, ORALIDADE, IMAGEM E MEMÓRIA NECOIM

INTERDICIPLINARIEDADE NA ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS ESTUDO DE CASO DO NÚCLEO DE ESTUDO, CULTURA, ORALIDADE, IMAGEM E MEMÓRIA NECOIM ENCONTRO INTERNACIONAL DE ARQUIVOS INTERDICIPLINARIEDADE NA ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS ESTUDO DE CASO DO NÚCLEO DE ESTUDO, CULTURA, ORALIDADE, IMAGEM E MEMÓRIA NECOIM Faro/Portugal 5 Out. de 2013 Imagem disponível

Leia mais

O Portal da Transparência do Governo Federal. Fevereiro de 2014

O Portal da Transparência do Governo Federal. Fevereiro de 2014 O Portal da Transparência do Governo Federal Fevereiro de 2014 A Controladoria-Geral da União (CGU), criada em 2003, é o órgão do Governo Federal responsável pelo controle interno, pela defesa do patrimônio

Leia mais

FORMULÁRIO DO PROGRAMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE AVALIADO :

FORMULÁRIO DO PROGRAMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE AVALIADO : I. Capacitação Profissional Pontos 1. Participação em Simpósio, Congresso, Seminário e outros eventos na área pedagógica, na área de atuação do docente ou em áreas afins (1,0 por evento, máximo 4,0 pontos).

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DO ACERVO

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DO ACERVO POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DO ACERVO 1 POLÍTICA DE SELEÇÃO 1.1 Objetivos Permitir o crescimento racional e equilibrado do acervo de acordo com cada curso; Identificar os elementos adequados à formação

Leia mais

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09 MISSÃO O Serviço Social tem como missão dar suporte psico-social e emocional ao colaborador e sua família. Neste sentido, realiza o estudo de casos, orientando e encaminhando aos recursos sociais da comunidade,

Leia mais

ITUIUTABA MONTE ALEGRE DE MINAS MONTE CARMELO PRATA SANTA VITÓRIA MINAS GERAIS

ITUIUTABA MONTE ALEGRE DE MINAS MONTE CARMELO PRATA SANTA VITÓRIA MINAS GERAIS ITUIUTABA MONTE ALEGRE DE MINAS MONTE CARMELO PRATA SANTA VITÓRIA MINAS GERAIS A Mobilidade Urbana A Mobilidade Urbana é um tema amplo, abrange questões de desenvolvimento urbano, a saúde e a qualidade

Leia mais

Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática

Leia mais

Acreditamos no seu envolvimento e dedicação à sua realização e confiamos no seu sucesso.

Acreditamos no seu envolvimento e dedicação à sua realização e confiamos no seu sucesso. ATIVIDADE INTEGRADORA CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM GESTÃO ESCOLAR CIRCUITO: 9 PERIODO: 7º Caro (a) aluno (a), Esta atividade deverá ser desenvolvida individualmente

Leia mais

Orientações para Construção do Projeto Político Pedagógico. Lílian Lessa Andrade Lino

Orientações para Construção do Projeto Político Pedagógico. Lílian Lessa Andrade Lino Orientações para Construção do Projeto Político Pedagógico Lílian Lessa Andrade Lino Objetivos Discutir os objetivos do Projeto Político Pedagógico do Curso (PPC) baseado nas Diretrizes Curriculares do

Leia mais