Humberto de Sá Garay

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Humberto de Sá Garay"

Transcrição

1 Humberto de Sá Garay

2 Representantes Brasília- DF 15 Empresas Aproximadamente 100 consultores

3 Planejamento e Gestão Estratégica Prospectiva Estratégica Inteligência Estratégica Projetos Internacionais Análise de Dinâmicas Governantes (ADG) Ciência, Tecnologia e Inovação Segurança e Defesa

4 Gestão acadêmica e universitária Logística e gestão de recursos Defesa, preservação e conservação do meio ambiente Gestão estratégica de saúde Promoção do desenvolvimento sustentável Cultura, defesa e Promoção da ética, da paz, da conservação do patrimônio cidadania, dos direitos humanos, histórico e artístico de democracia e de valores universais

5 Possui uma equipe altamente capacitada e reconhecida nas respectivas áreas de atuação Os projetos são customizados, atendendo as particularidades do cliente Atuação no segmento público e privado e executando projetos com comprovada eficiência (Portfólio) Sem fins lucrativos Possui metodologia própria Apresenta resultados

6 Consultoria Cursos Palestras Soluções de TI

7 Clientes Acionistas DIMENSÃO DE MERCADO DIMENSÃO FINANCEIRA VISÃO E ESTRATÉGIA DIMENSÃO DE PROCESSOS Excelência DIMENSÃO DE APRENDIZADOE CRESCIMENTO Evolução

8 Valor Acionista DIRETRIZES ESTRATÉGICAS Clientes e Sociedade Orçamento e Processos Internos Orçamento e Finanças Finanças PRIVADAS PRIVADAS Processos Internos Aprendizado e Crescimento Aprendizado e Crescimento

9 Prospectiva Estratégica Ferramentas Integradas de Gestão Estratégica Tecnologia da Informação e Comunicação

10 Mapa Estratégico Harvard Business School (HBS) Robert Kaplan e David Norton, em 1992

11 BSC (Stratec

12 RECURSOS Perspectivas PROCESSOS INTERNOS SOCIEDADE Diretrizes VISÃO SER RECONHECIDA PELA SOCIEDADE COMO A CORPORAÇÃO MAIS EFICIENTE, EFICAZ E EFETIVA NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS VALORES LEGALIDADE IMPESSOALIDADE MORALIDADE PUBLICIDADE EFICIÊNCIA Art. 37 da CF MISSÃO PRESERVAR A ORDEM PUBLICA COM CIDADANIA Art. 144 CF Engajamento Operacional Acesso aos Serviços PRESERVAÇÃO DA ORDEM PÚBLICA PROMOVER O EXERCICIO DA CIDADANIA PRONTO ATENDIMENTO OUVIDORIA PROGRAMAS SOCIAIS AÇÕES PROATIVAS/PREVENTIVAS/REPRESSIVAS OPERAÇÕES PONTUAIS EXERCICIO DE POLICIA OSTENSIVA IDENTIFICAÇAO DOS PROBLEMAS SOCIAIS PROTEÇAO AOS DIREITOS HUMANOS PERMITIR A PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE NAS QUESTÕES DE SEGURANÇA PÚBLICA IMPLEMENTAR CANAIS DE COMUNICAÇÃO ABERTA E DE SOLICITAÇÃO DE SERVIÇOS REPOSICIONAR OS SERVIÇOS DE ACORDO COM A DEMANDA ATUAR COMO CANAL DE COMUNICAÇÃO, PROPICIAR A AVALIÇAO DO GRAU DE SATISFAÇÃO DOS SERVIÇOS PRESTADOS, PROMOVER A MEDIAÇÃO ENTRE O CIDADÃO E A CORPORAÇÃO ESTIOMULAR ATIVIDADES SOCIAIS VISANDO AUXILIO A POPULAÇÃO \ ROBUSTECER E AMPLIAR OS PROGRAMAS SOCIAIS JÁ EM DESENVOLVIMENTO \ IMPLEMENTAR A SUSTENTABILIDADE Alinhamento Estratégico e Integração Atuação Institucional GARANTIR O ALINHAMENTO ESTRATÉGICO IMPLEMENTAR A INTEGRAÇÃO SISTÊMICA GOVERNO CORPORAÇÃO COMUNIDADE COMUNICAR A ESTRATÉGIA OBJETIVOS PERMANENTES SINERGIA ORGANIZACIONAL CONTINUIDADE DAS AÇÕES Integrar os serviços e as fontes de informações corporativas e externas Fomentar a interação e a troca de práticas e experiências entre órgãos policiais e comunidade empresarial HARMONIZAR AS RELAÇÕES COM OS ORGAOS DE GOVERNO \ PREVENIR LITIGIOS INSTITUCIONAIS ESTABELECER PARCERIA NA BUSCA DE SOLUÇÕES PROMOVER O CLIMA CORPORATIVO INCENTIVAR A MERITOCRACIA MANTER A MOTIVAÇAO ESTIMULAR A SINERGIA ORGANIZACIONAL TRANSPARENCIA DOS ATOS \ ESTIMULAR A DOUTRINA DE POLICIA COMUNITARIA \ SOLIDARIEDADE SOCIAL \ PARCERIA COM O EMPRESARIADO Gestão de Pessoas Infraestrutura e Tecnologia Recursos orçamentários PROPORCIONAR CONHECIMENTOS, DESENVOLVER HABILIDADES E ESTIMULAR ATITUDES NOS MILITARES ESTADUAIS EXERCITAR A LIDERANÇA GARANTIR A INFRA-ESTRUTURA APROPIADA AS ATIVIDADES DE PRESERVAÇÃO DA ORDEM PUBLICA GARANTIR A DISPONIBILIDADE DE SISTEMAS ESSENCIAIS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ASSEGURAR RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS PARA A EXECUÇÃO DA ESTRATÉGIA IMPLEMENTAR A CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL COM VALIDAÇÃO ACADEMICA E ESTIMULAR A QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL - ESTIMULAR A PESQUISA CIENTÍFICA - IPBM / ESTABELECER FORUNS DE DISCUSSÃO E TROCA DE CONHECIMENTOS (SEMINÁRIOS, CONGRESSOS) PROMOVER A IMPLEMENTAÇAO DA ESTRATÉGIA \ REPRESENTAR A INSTITUIÇÃO \ EXERCITAR O COMANDO E ESTIMULAR A INOVAÇÃO SISTEMA DE COMUNICAÇAO EFETIVO ATUALIZACAO DOAPARATO POLICIAL ARMAMENTO\EQUIPAMENTOS\VIATURAS AUMENTAR A CAPILARIDADE OPERACIONAL PARA A PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS SUPORTE A IMPLEMENTACAO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO \ SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO \ SUPORTE A INVESTIGAÇÃO, GESTÃO DO CONHECIMENTO E COMANDO E CONTROLE DE INCIDENTES IMPLEMENTAR SISTEMA DE GESTAO POR PROJETOS \ ARTICULAÇAO NO MEIO POLITICO - Dir. Orç. \ COMUNICAR OS REUCURSOS ORÇAMENTARIIOS DISPONIVEIS E SUA DESTINAÇÃO Fonte: TCC-CEPGSP/APM-RS. Garay, H.S.

13 Marco de Reflexão Segurança Pública e Tecnologia da Informação

14 Marco Regulatório Segurança Pública e Tecnologia da Informação LEI Nº , DE 2 DE AGOSTO DE Define organização criminosa e dispõe sobre a investigação criminal, os meios de obtenção da prova LEI Nº , DE 23 DE ABRIL DE Estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da Internet no Brasil. LEI Nº , DE 16 DE MARÇO DE Antiterrorismo, tratando de disposições investigatórias e processuais e reformulando o conceito de organização terrorista; LEI nº DE 19 DE JANEIRO DE 2015 Dispensa de Licitação - rastreamento e obtenção de provas

15 CONSELHO NACIONAL CHEFES DE POLÍCIA E DE COMANDANTES-GERAIS Flagrante Integração de dados Cadeia de custódia da informação PPP , DE 30 DE DEZEMBRO DE 2004 Geoinformação Netnografia

16 INTELIGÊNCIA CONSCIÊNCIA SITUACIONAL GESTÃO DE RISCOS PERMANÊNCIA EM AÇÃO.

17

18 Sede: SHCN CL, Quadra 309, Bloco B, sala 212/A Asa Norte, Brasília DF (55)

3) Qual é o foco da Governança de TI?

3) Qual é o foco da Governança de TI? 1) O que é Governança em TI? Governança de TI é um conjunto de práticas, padrões e relacionamentos estruturados, assumidos por executivos, gestores, técnicos e usuários de TI de uma organização, com a

Leia mais

Sistema CFQ/CRQ Planejamento Estratégico INOVAÇÃO & INTEGRAÇÃO

Sistema CFQ/CRQ Planejamento Estratégico INOVAÇÃO & INTEGRAÇÃO Sistema CFQ/CRQ Planejamento Estratégico 2018-2028 INOVAÇÃO & INTEGRAÇÃO A importância do pensar e agir estrategicamente nos dias atuais 1. Ter uma unica gestão estratégica 2. Ter um direcionamento estratégico

Leia mais

Criando Conhecimento e Desenvolvendo Competências ESCOLA DE GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL

Criando Conhecimento e Desenvolvendo Competências ESCOLA DE GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL Criando Conhecimento e Desenvolvendo Competências ESCOLA DE GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL Plano de Trabalho 2013 PALAVRA DO PRESIDENTE Desde 2007, os municípios de Santa Catarina contam com a Escola de Gestão

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional

Plano de Desenvolvimento Institucional Plano de Desenvolvimento Institucional Âmbito de atuação Missão Visão Elementos Duráveis Princípios Elementos Mutáveis (periodicamente) Análise Ambiental Objetivos Estratégicos Metas Planos de Ação PDI

Leia mais

ESTRUTURA DA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA SENASP (1/5) (Decreto nº de 12 de fevereiro de 2016)

ESTRUTURA DA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA SENASP (1/5) (Decreto nº de 12 de fevereiro de 2016) ESTRUTURA DA SECRETARIA NACIONAL DE SENASP (1/5) SECRETARIA NACIONAL DE ASSESSOR DAS 102.4 DAS 101.6 Conselho Nacional de Segurança Pública CHEFE DE GABINETE DE INTELIGÊNCIA ENFRENTAMENTO ÀS AÇÕES CRIMINOSAS

Leia mais

Política Nacional de Segurança Pública - PNaSP

Política Nacional de Segurança Pública - PNaSP MINISTÉRIO DA JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA Política Nacional de Segurança Pública - PNaSP Novembro/2017 Página 1 de 9 POLÍTICA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA INTRODUÇÃO CONSIDERANDO que compete ao Ministério

Leia mais

Gestão Pública Orientada para Resultados

Gestão Pública Orientada para Resultados Gestão Pública Orientada para Brasília, 24 de novembro de 2009. Paulo Daniel Barreto Lima Consultor em desenvolvimento gerencial p Estado: Estado: Estado: o o o campo campo campo da da da gestão gestão

Leia mais

COMITÊ REGIONAL DA QUALIDADE DE CACHOEIRA DO SUL

COMITÊ REGIONAL DA QUALIDADE DE CACHOEIRA DO SUL COMITÊ REGIONAL DA QUALIDADE DE CACHOEIRA DO SUL Planejamento Estratégico 2007/2009 COMITÊ REGIONAL DA QUALIDADE DE CACHOEIRA DO SUL NEGÓCIO Disseminar o Modelo de Excelência em Gestão Fornecedores PGQP

Leia mais

Missão. Visão. Objetivos Estratégicos (OE)

Missão. Visão. Objetivos Estratégicos (OE) Identidade Organizacional - Acesso à informação - IBAMA - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos R O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) é uma autarquia

Leia mais

APRESENTAÇÃO O Nosso Core Business é atuar como agente facilitador no desenvolvimento de Sistemas Logísticos, com foco no retorno

APRESENTAÇÃO O Nosso Core Business é atuar como agente facilitador no desenvolvimento de Sistemas Logísticos, com foco no retorno APRESENTAÇÃO O Nosso Core Business é atuar como agente facilitador no desenvolvimento de Sistemas Logísticos, com foco no retorno de RESULTADOS para perpetuação do negócio. HISTÓRIA OBJETIVOS DIRETRIZES

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DA SUSTENTABILIDADE

PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DA SUSTENTABILIDADE PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DA SUSTENTABILIDADE 1 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. O novo contexto de negócios (48 horas) 2. Economia de Baixo Carbono (44 horas) 3. Governança, Responsabilidade Corporativa

Leia mais

Soluções Corporativas Eduardo Pitombo

Soluções Corporativas Eduardo Pitombo Soluções Corporativas Eduardo Pitombo Nossa Missão Desenvolver soluções de educação customizadas para empresas públicas e privadas, que contribuam diretamente para a melhoria das competências de seus funcionários

Leia mais

SLA Aplicado ao Negócio

SLA Aplicado ao Negócio SLA Aplicado ao Negócio Melhores Práticas para Gestão de Serviços Rildo Santos @rildosan rildo.santos@etecnologia.com.br www.etecnologia.com.br http://etecnologia.ning.com SLA V 51 Rildo F Santos (@rildosan)

Leia mais

VISÃO 2020 SER RECONHECIDO COMO A MELHOR SOLUÇÃO EM SERVIÇOS INTEGRADOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA PROPÓSITO JUNTOS PELO DESENVOLVIMENTO

VISÃO 2020 SER RECONHECIDO COMO A MELHOR SOLUÇÃO EM SERVIÇOS INTEGRADOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA PROPÓSITO JUNTOS PELO DESENVOLVIMENTO VISÃO 2020 SER RECONHECIDO COMO A MELHOR SOLUÇÃO EM SERVIÇOS INTEGRADOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA PROPÓSITO JUNTOS PELO DESENVOLVIMENTO Garantir a sustentabilidade financeira Assegurar a eficiência

Leia mais

Balanced Scorecard. Daciane de Oliveira Silva. Referências: Livro Estratégias de Empresas: Lobato et.al (Cap. 7)

Balanced Scorecard. Daciane de Oliveira Silva. Referências: Livro Estratégias de Empresas: Lobato et.al (Cap. 7) Balanced Scorecard Daciane de Oliveira Silva Referências: Livro Estratégias de Empresas: Lobato et.al (Cap. 7) Ferramenta de implementação e controle das estratégias, com enfoque financeiro e não financeiro.

Leia mais

Governança Pública e o Papel do TCU

Governança Pública e o Papel do TCU Governança Pública e o Papel do TCU Marcelo Eira Secretário de Fiscalização de TI Belém/PA, 26 de setembro de 2013 Melhorar a governança, com efeito, significa ouvir a sociedade, planejar melhor, coordenar

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2012 2013 APRESENTAÇÃO O Planejamento Estratégico tem como objetivo descrever a situação desejada de uma organização e indicar os caminhos para

Leia mais

Profª Valéria Castro V

Profª Valéria Castro V Profª Valéria Castro Críticas Sistemas tradicionais de mensuração de desempenho devido ao foco em medidas financeiras de curto prazo. Dificultam a criação de valor econômico para o futuro. BSC propõe o

Leia mais

Balanced ScoreCard Professor Flávio Toledo

Balanced ScoreCard Professor Flávio Toledo Balanced ScoreCard Professor Flávio Toledo www.masterjuris.com.br Origem do BSC Os primeiros estudos que deram origem ao Balanced Scorecard remontam a 1990, quando o Instituto Nolan Norton, uma unidade

Leia mais

quatro perspectivas: 1 Financeira 2 Clientes/Mercado 3 Processos Internos 4 Aprendizado/Inovação e Crescimento

quatro perspectivas: 1 Financeira 2 Clientes/Mercado 3 Processos Internos 4 Aprendizado/Inovação e Crescimento Balanced Scorecard 1990 métodos e indicadores de desempenho focados apenas nas finanças. Kaplan e Norton: Proposta de avaliação do desempenho organizacional englobando quatro perspectivas: 1 Financeira

Leia mais

Excelência na Gestão

Excelência na Gestão Mapa Estratégico 2012-2014 Visão Até 2014, ser referência no atendimento ao público, na fiscalização e na valorização das profissões tecnológicas, reconhecido pelos profissionais, empresas, instituições

Leia mais

INDICADORES E METAS ESTRATÉGICOS

INDICADORES E METAS ESTRATÉGICOS 1 Reduzir homicídios Redução do número de homicídios Identificar a redução do número de homicídios no país 5% ao ano por 3 anos ou 15 % no final de 2018 2 Reduzir a violência no trânsito das rodovias federais

Leia mais

Medição do Desempenho Organizacional. SPE-3/7ª SCh EME

Medição do Desempenho Organizacional. SPE-3/7ª SCh EME Medição do Desempenho Organizacional SPE-3/7ª SCh EME OBJETIVO Conhecer os Fundamentos da Medição do Desempenho Organizacional e a sua relação com o GEPEEx e o PES. ROTEIRO Introdução Mapa Estratégico

Leia mais

Av. Princesa Isabel, Fone (51) CEP Porto Alegre - RS - Brasil.

Av. Princesa Isabel, Fone (51) CEP Porto Alegre - RS - Brasil. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO - 2016/2018 Apresentação da Técnica de Planejamento Estratégico Adotada O Cremers estará em 2016 dando segmento na implantação de seu Planejamento Estratégico segundo a filosofia

Leia mais

Fundamentos Estratégicos

Fundamentos Estratégicos 1 Fundamentos Estratégicos MISSÃO Fornecer soluções e serviços em sistemas de suspensões, eixos e componentes para veículos comerciais com inovação, qualidade, segurança e sustentabilidade. VISÃO Ser reconhecida,

Leia mais

20/03/2018 SENAI SANTO ANDRÉ

20/03/2018 SENAI SANTO ANDRÉ 20/03/2018 SENAI SANTO ANDRÉ O Centro das Indústrias do Estado de São Paulo, entidade civil sem fins lucrativos fundada em 1928, reúne indústrias, associações ligadas ao setor produtivo e empresas com

Leia mais

OBJETIVOS E INDICADORES ESTRATÉGICOS

OBJETIVOS E INDICADORES ESTRATÉGICOS OBJETIVOS E INDICADORES ESTRATÉGICOS PERSPECTIVA: TRE/RN e Sociedade Objetivo 1: Primar pela satisfação do cliente de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) Descritivo: Conhecer e ouvir o cliente

Leia mais

PROJETOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

PROJETOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PROJETOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Aula 5 BSC: Balanced Scorecard Prof. Fabiano Nezello, Msc DESVENDANDO O BSC Balanced Scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenvolvida pelos

Leia mais

SEMINÁRIO: " O SETOR DE SAÚDE COMO MODELO

SEMINÁRIO:  O SETOR DE SAÚDE COMO MODELO SEMINÁRIO: " O SETOR DE SAÚDE COMO MODELO PRODUTIVO E DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO " Painel 1: Acesso à saúde com qualidade - Implantação de uma agenda de longo prazo para o sistema de saúde do país Instituto

Leia mais

Lei de Acesso a Informação pelos Conselhos de Fiscalização do Exercício Profissional

Lei de Acesso a Informação pelos Conselhos de Fiscalização do Exercício Profissional Lei de Acesso a Informação pelos Conselhos de Fiscalização do Exercício Profissional Engenheiro Civil José Gilberto P. Campos Superintendente de Integração do Sistema CONFEA Observações Os Conselhos de

Leia mais

Lei de Acesso a Informação pelos Conselhos de Fiscalização do Exercício Profissional

Lei de Acesso a Informação pelos Conselhos de Fiscalização do Exercício Profissional Lei de Acesso a Informação pelos Conselhos de Fiscalização do Exercício Profissional Engenheiro Civil José Gilberto P. Campos Superintendente de Integração do Sistema CONFEA Observações Os Conselhos de

Leia mais

A Importância Estratégica dos ODS e Exemplos de Sucesso na Implementação. 20ª Semana do Meio Ambiente FIESP São Paulo, 7 de junho de 2018

A Importância Estratégica dos ODS e Exemplos de Sucesso na Implementação. 20ª Semana do Meio Ambiente FIESP São Paulo, 7 de junho de 2018 A Importância Estratégica dos ODS e Exemplos de Sucesso na Implementação 20ª Semana do Meio Ambiente FIESP São Paulo, 7 de junho de 2018 1 Agenda 2030 Oportunidades e Desafios Até 2030 o Brasil e outros

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Unidade 4: Implementação e controle do planejamento estratégico 1 SEÇÃO 4.1 A ESTRUTURA E A CULTURA ORGANIZACIONAL NA IMPLEMENTAÇÃO DA ESTRATÉGIA 2 Estrutura organizacional Especifica

Leia mais

3ª Reunião Ordinária do FORPLAD em 2018

3ª Reunião Ordinária do FORPLAD em 2018 INVESTIGAÇÃO SOBRE A EFICIÊNCIA DO GASTO PÚBLICO E A OTIMIZAÇÃO DE ARTEFATOS DO SISTEMA DE COMPRAS PÚBLICAS 3ª Reunião Ordinária do FORPLAD em 2018 22, 23 e 24 de agosto de 2018 Rio de Janeiro RJ André

Leia mais

Formular a Gestão da Estratégia da Previdência Social para o novo ciclo Disseminar da Gestão da Estratégia na Previdência Social

Formular a Gestão da Estratégia da Previdência Social para o novo ciclo Disseminar da Gestão da Estratégia na Previdência Social Estrutura Analítica do Projeto - EAP Formular a Gestão da Estratégia da Previdência Social para o novo ciclo 2016-2019 Gerenciar o projeto Planejar a gestão da estratégia Desdobrar a estratégia Programar

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA. Escritório de Gestão de Processos

Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA. Escritório de Gestão de Processos - ANVISA Escritório de Gestão de Processos III Congresso Paraibano da Qualidade IV Seminário em Busca da Excelência João Pessoa - PB 25/08/2010 Cenário Desejado Cumprimento efetivo de sua missão Agência

Leia mais

Gestão Estratégica

Gestão Estratégica Gestão Estratégica Uma Reflexão inicial Qual o novo papel do contador neste mundo de rápidas transformações? 2 Novos Desafios para o Contador Mudanças tecnológicas geram grandes transformações em diferentes

Leia mais

Ficha 03 MEGP Prof. Carlos Xavier.

Ficha 03 MEGP Prof. Carlos Xavier. Ficha 03 MEGP 2014. Os fundamentos gerais estão mantidos com base nos princípios da Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência. Apesar disso, foram incluídos os seguintes princípios:

Leia mais

Alta Disponibilidade de Serviços VP Tecnologia da Informação

Alta Disponibilidade de Serviços VP Tecnologia da Informação Alta Disponibilidade de Serviços VP Tecnologia da Informação Agenda 1 Ambientes de Alta Disponibilidade 2 Investimentos em TI para o Data Center 3 Instalação do Data Center 4 Migração dos Serviços Dimensões

Leia mais

Utilização de Critérios de Excelência como Referência no Desenvolvimento da Gestão de Águas do Paraíba

Utilização de Critérios de Excelência como Referência no Desenvolvimento da Gestão de Águas do Paraíba Utilização de Critérios de Excelência como Referência no Desenvolvimento da Gestão de Águas do Paraíba Viviane Lanunce Paes Supervisora da Gestão Integrada - CAP Carlos Eduardo Tavares de Castro Superintendente

Leia mais

CHAPA 1. Proposta Bienal de Trabalho Diretoria do Gemar Marques do Herval Escoteiros do Brasil - Rio Grande do Sul

CHAPA 1. Proposta Bienal de Trabalho Diretoria do Gemar Marques do Herval Escoteiros do Brasil - Rio Grande do Sul Proposta Bienal de Trabalho Diretoria do Gemar Marques do Herval - 139 Escoteiros do Brasil - Rio Grande do Sul CHAPA 1 Diretor Presidente: Ângelo Gamba (Chefe Fá) Diretor Administrativo: Vanderlei Cesca

Leia mais

PORTARIA Nº 2.164, 30 de Setembro de Aprova o Regimento Interno da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos.

PORTARIA Nº 2.164, 30 de Setembro de Aprova o Regimento Interno da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos. PORTARIA Nº 2.164, 30 de Setembro de 2011 Aprova o Regimento Interno da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos. O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições que lhes

Leia mais

PROPOSTA DE TRABALHO PARA A COORDENAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL DA FATEC PIRACICABA DEPUTADO ROQUE TREVISAN ( )

PROPOSTA DE TRABALHO PARA A COORDENAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL DA FATEC PIRACICABA DEPUTADO ROQUE TREVISAN ( ) PROPOSTA DE TRABALHO PARA A COORDENAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL DA FATEC PIRACICABA DEPUTADO ROQUE TREVISAN (2018-2020) Proponente e candidata à coordenação: Professora Ms

Leia mais

EGTI Aprovada por Resolução SISP n o 7, de 22/12/2010. Apresentação para o CTIC UNIRIO 14/02/2011

EGTI Aprovada por Resolução SISP n o 7, de 22/12/2010. Apresentação para o CTIC UNIRIO 14/02/2011 EGTI 2011-2012 Aprovada por Resolução SISP n o 7, de 22/12/2010 Apresentação para o CTIC UNIRIO 14/02/2011 EGTI 2011-2012 A Estratégia Geral de Tecnologia da Informação (EGTI) é o instrumento base para

Leia mais

Conselho Regional de Medicina

Conselho Regional de Medicina Conselho Regional de Medicina Defendendo a medicina, protegendo a sociedade PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2015 Apresentação dos Resultados Produtos Etapas de trabalho: Produto 01 Produto 02 Produto 03

Leia mais

A ATRICON ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS MEMBROS DOS TRIBUNAIS DE CONTAS DO BRASIL, no uso de suas atribuições Estatutárias,

A ATRICON ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS MEMBROS DOS TRIBUNAIS DE CONTAS DO BRASIL, no uso de suas atribuições Estatutárias, PROPOSTA DE RESOLUÇÃO ATRICON Nº XX/2013 Estabelece itens e critérios de avaliação de qualidade e agilidade para o controle externo no âmbito dos Tribunais de Contas. A ATRICON ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS

Leia mais

Balanced Scorecard. Dicas para resolver questões: O que é Balanced Scorecard? Basta traduzir o nome. Pra que ele serve? Nome do livro.

Balanced Scorecard. Dicas para resolver questões: O que é Balanced Scorecard? Basta traduzir o nome. Pra que ele serve? Nome do livro. Balanced Scorecard Conceito: Ferramenta de gestão estratégica cujo objetivo é traduzir a estratégia em termos operacionais, permitindo que a organização alinhe suas ações, acompanhe seu desempenho e alcance

Leia mais

GESPÚBLICA - FMVZ/USP

GESPÚBLICA - FMVZ/USP Universidade de São Paulo Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia GESPÚBLICA - FMVZ/USP Desburocratização & Excelência 2008 O que é GESPÚBLICA? É o programa do Ministério do Planejamento, Orçamento

Leia mais

2. MODELO EVOLUCIONÁRIO Incerteza Adaptação aos ambientes interno e externo

2. MODELO EVOLUCIONÁRIO Incerteza Adaptação aos ambientes interno e externo 3 PARADIGMAS DE GESTÃO 1. MODELO RACIONAL Passos no desenvolvimento da estratégia 1. Definição da missão - Definir utilidade - Definir objetivos estratégicos 2. Análise SWOT - Análise interna - Previsão

Leia mais

PLANO DE TRABALHO

PLANO DE TRABALHO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO REITORIA PLANO DE TRABALHO Ouvidoria Institucional- Apresentação, Análise Estratégica e Mapeamento Estratégico de sua Implantação. 2013-2014

Leia mais

Observatório da Responsabilidade Social e Instituições de Ensino Superior

Observatório da Responsabilidade Social e Instituições de Ensino Superior ORSIES Observatório da Responsabilidade Social e Instituições de Ensino Superior O ORSIES é uma rede colaborativa que pretende fomentar a responsabilidade social das Instituições de Ensino Superior e promover

Leia mais

Rafael de Abreu Faria

Rafael de Abreu Faria Rafael de Abreu Faria Brasileiro, Casado, 44 anos, Tenente-Coronel de Comunicações Exército Brasileiro Endereço Residencial Avenida Ipiranga, 8400, Bloco 3, Apto 705. Jardim Botânico, Porto Alegre-RS,

Leia mais

Balanced Scorecard quatro perspectivas: 1 Financeira 2 Clientes/Mercado 3 Processos Internos 4 Aprendizado/Inovação e Crescimento

Balanced Scorecard quatro perspectivas: 1 Financeira 2 Clientes/Mercado 3 Processos Internos 4 Aprendizado/Inovação e Crescimento Balanced Scorecard 1990 métodos e indicadores de desempenho focados apenas nas finanças. Kaplan e Norton: Proposta de avaliação do desempenho organizacional englobando quatro perspectivas: 1 Financeira

Leia mais

Plano Estratégico

Plano Estratégico Plano Estratégico 2016-2019 Objetivos Estratégicos e Metas Revisão - Decreto 8.788 de junho/2016 Objetivos, Descrições e Conceitos Apex-Brasil Roberto Jaguaribe Gomes de Mattos PRESIDENTE André Marcos

Leia mais

BSC. deve contar a história da estratégia, começando. relacionando-se depois à seqüência de ações que precisam ser tomadas em relação aos

BSC. deve contar a história da estratégia, começando. relacionando-se depois à seqüência de ações que precisam ser tomadas em relação aos BSC Para KAPLAN & NORTON (1997), o Scorecard deve contar a história da estratégia, começando pelos objetivos financeiros a longo prazo e relacionando-se depois à seqüência de ações que precisam ser tomadas

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados Enfam

PLANO ESTRATÉGICO Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados Enfam PLANO ESTRATÉGICO 2014-2018 Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados Enfam MISSÃO Promover, regulamentar e fiscalizar, em âmbito nacional, a formação e o aperfeiçoamento dos magistrados

Leia mais

RELATÓRIO DOS GRUPOS DE TRABALHO

RELATÓRIO DOS GRUPOS DE TRABALHO RELATÓRIO DOS GRUPOS DE TRABALHO No dia 7 de abril, os participantes do Seminário Internacional Fortificações Brasileiras Patrimônio Mundial, distribuídos em três grupos de trabalho, elaboraram coletivamente

Leia mais

política de sustentabilidade política de SUSTENTABILIDADE

política de sustentabilidade política de SUSTENTABILIDADE política de SUSTENTABILIDADE INTRODUÇÃO Esta Política representa o compromisso da Santos Brasil em enraizar a Sustentabilidade em sua cultura, nas decisões de negócio e em suas práticas diárias, servindo

Leia mais

Analista de Negócio 3.0

Analista de Negócio 3.0 Balanced Scorecard Introdução Podemos comparar o Planejamento Estratégico como um bussola que orienta e direciona a empresa a chegar ao seu destino (objetivo de longo prazo). AN V 3.0 [60] Rildo F Santos

Leia mais

BALANCED SCORECARD. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP

BALANCED SCORECARD. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP BALANCED SCORECARD Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP Gestão Estratégica e BSC Balanced Scoredcard GESTÃO ESTRATÉGICA GESTÃO

Leia mais

Balanced Scorecard. Implantando a Gestão Estratégica através do Balanced Scorecard. Case Politeno

Balanced Scorecard. Implantando a Gestão Estratégica através do Balanced Scorecard. Case Politeno Balanced Scorecard Implantando a Gestão Estratégica através do Balanced Scorecard Case Politeno Tsiane Poppe Araújo / Vera Pustilnik Novembro/2002 Planejamento Estratégico 1 Um pouco de História Planejamento

Leia mais

1º SIMPÓSIO GESTÃO DE ATIVOS

1º SIMPÓSIO GESTÃO DE ATIVOS 1º SIMPÓSIO GESTÃO DE ATIVOS MBA de Gestão de Ativos Ênfase em Excelência rial e Operacional. João Esmeraldo da Silva. Eng. Industrial Mecânico - Doutor em Engenharia de Produção. FUNDAÇÃO GORCEIX. Belo

Leia mais

DA INDUSTRIA, no uso de suas atribuições legais, regulamentares e regimentais,

DA INDUSTRIA, no uso de suas atribuições legais, regulamentares e regimentais, RESOLU ÇÃO N 0212005 NOVA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO DEPARTAMENTO NACIONAL 1)0 SESI - APROVA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS - O PRESIDENTE DO DO SERVIÇO SOCIAL DA INDUSTRIA, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

Governança e Gestão Pública Desafios das macrofunções do Estado

Governança e Gestão Pública Desafios das macrofunções do Estado Governança e Gestão Pública Desafios das macrofunções do Estado 1 Pilares Estratégicos de Negócio BPM BSC EIM Construção da Cadeia de Valor Organização da gestão de processos Gestão corporativo de processos

Leia mais

PROTOCOLO DE INTENÇÕES Nº.../2018

PROTOCOLO DE INTENÇÕES Nº.../2018 PROTOCOLO DE INTENÇÕES Nº.../2018 PROTOCOLO DE INTENÇÕES QUE, ENTRE SI, CELEBRAM O MINISTÉRIO DO TURISMO, O MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE E O MINISTÉRIO DA CULTURA, COM O PROPÓSITO DE INTEGRAR AS EXPERIÊNCIAS

Leia mais

Apresentação da Ficha Setorial Responsabilidade Social nas Entidades Públicas. 11 de Janeiro de 2018 Secretaria-Geral do Ministério do Ambiente

Apresentação da Ficha Setorial Responsabilidade Social nas Entidades Públicas. 11 de Janeiro de 2018 Secretaria-Geral do Ministério do Ambiente Apresentação da Ficha Setorial Responsabilidade Social nas Entidades Públicas 11 de Janeiro de 2018 Secretaria-Geral do Ministério do Ambiente Ficha Setorial da Responsabilidade Social nas Entidades Públicas

Leia mais

Atendimento Humanizado. Liderança de Equipes. Qualidade Gestão de Resultados

Atendimento Humanizado. Liderança de Equipes. Qualidade Gestão de Resultados Atendimento Humanizado Liderança de Equipes Qualidade Gestão de Resultados Palestras Seminários Orientação dirigida possibilidades para projetos customizados sob medida à realidade do hospital possibilidades

Leia mais

PORTFÓLIO. Alimentos

PORTFÓLIO. Alimentos Alimentos QUEM SOMOS? Entidade privada que promove a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos empreendimentos de micro e pequeno porte aqueles com faturamento bruto anual de até R$ 3,6 milhões.

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO

PLANO ESTRATÉGICO PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 Líderes : Autores do Futuro Ser líder de um movimento de transformação organizacional é um projeto pessoal. Cada um de nós pode escolher ser... Espectador, Ator, ou Autor. AGENDA

Leia mais

Plan Quadro de Detalhamento da Despesa por Unidade Orçamentária

Plan Quadro de Detalhamento da Despesa por Unidade Orçamentária Exercício igual a 2018 Valor (1-Inicial;2-Atual) igual a Inicial Unidade Orçamentária igual a 11303 Código (PAOE / Objetivo) E Natureza da 12.128.212.5444 Capacitação de Profissional do Ensino Superior

Leia mais

Plan Quadro de Detalhamento da Despesa por Unidade Orçamentária

Plan Quadro de Detalhamento da Despesa por Unidade Orçamentária Exercício igual a 2017 Valor (1-Inicial;2-Atual) igual a Inicial Unidade Orçamentária igual a 11303 Código (PAOE / Objetivo) E Natureza da 12.128.212.5444 Capacitação de Profissional do Ensino Superior

Leia mais

QUEM SOMOS. global compliance

QUEM SOMOS. global compliance QUEM SOMOS Somos uma empresa de compliance com exper ses diversas cons tuida com o fim de disseminar a cultura da integridade e é ca no âmbito corpora vo. Prestamos consultoria jurídica, estratégica, contábil,

Leia mais

Tema 3. Planejamento Estratégico na Administração Pública. Ricardo Naves Rosa

Tema 3. Planejamento Estratégico na Administração Pública. Ricardo Naves Rosa Tema 3 Planejamento Estratégico na Administração Pública Ricardo Naves Rosa Planejamento Estratégico na Administração Pública Balanced Scorecard Ricardo Naves Rosa Gerente de Gestão Estratégica - AGR Engenheiro

Leia mais

Santa Casa da Misericórdia de Pombal

Santa Casa da Misericórdia de Pombal Manual de Políticas Santa Casa da Misericórdia de Pombal Índice 1. Política da Qualidade 2. Politica de Apoio Social 3. Politica de Recursos Humanos 4. Politica de Ética 5. Politica de Envolvimento Ativo

Leia mais

PROPLAD Plano de Desenvolvimento Institucional PDI UFOP

PROPLAD Plano de Desenvolvimento Institucional PDI UFOP PROPLAD Plano de Desenvolvimento Institucional PDI UFOP 2016-2025 Reunião de trabalho da Comissão e dos Coordenadores dos GTs, 15 Fev 2016 Pauta #1. Acompanhamento das atividades dos GTs; #2. Definição

Leia mais

FORMAÇÃO AVANÇADA hahaha

FORMAÇÃO AVANÇADA hahaha FORMAÇÃO AVANÇADA 1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA Prof. RONALDO RAEMY RANGEL Doutor em Economia - UNICAMP Mestre PUC de Campinas 2. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO AVANÇADA O Programa de Formação Avançada

Leia mais

O MODELO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO DOS CORREIOS. KM Brasil 2016

O MODELO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO DOS CORREIOS. KM Brasil 2016 O MODELO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO DOS CORREIOS KM Brasil 2016 O Modelo de Gestão do Conhecimento dos Correios e suas práticas Os Correios... 33 Milhões Objetos entregues/dia 9 Bilhões (ano) 1 milhão km/rodados/dia

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Declaração Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável das áreas onde atuamos e das

Leia mais

O COMANDANTE-GERAL DA POLÍCIA MILITAR DA BAHIA, no uso de suas atribuições, e;

O COMANDANTE-GERAL DA POLÍCIA MILITAR DA BAHIA, no uso de suas atribuições, e; PORTARIA N.º 002-CG/12 Dispõe sobre a reorganização do Grupo de Trabalho da Polícia Militar da Bahia para assuntos da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014 e eventos afins GT PMBA COPA - e seu Regimento Interno,

Leia mais

Quadro de Avaliação e Responsabilização

Quadro de Avaliação e Responsabilização ANO:2018 Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P. MISSÃO: A FCT tem por missão desenvolver, financiar e avaliar o Sistema Nacional de Investigação

Leia mais

REGULAMENTO ATRICON Nº 01/2013. A ATRICON ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS MEMBROS DOS TRIBUNAIS DE CONTAS DO BRASIL, no uso de suas atribuições Estatutárias,

REGULAMENTO ATRICON Nº 01/2013. A ATRICON ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS MEMBROS DOS TRIBUNAIS DE CONTAS DO BRASIL, no uso de suas atribuições Estatutárias, REGULAMENTO ATRICON Nº 01/2013 Estabelece as regras e os parâmetros de qualidade e agilidade do controle externo, para fins de avaliação dos Tribunais de Contas, e dá outras providências. A ATRICON ASSOCIAÇÃO

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA JUSTIÇA DO TRABALHO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA JUSTIÇA DO TRABALHO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA JUSTIÇA DO TRABALHO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Processo gerencial, contínuo e dinâmico, que envolve toda estrutura organizacional, tendo em vista o planejamento do futuro mediante

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Resultados obtidos em 2016

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Resultados obtidos em 2016 Defendendo a Medicina, protegendo a sociedade PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Resultados obtidos em 2016 Curitiba, 27.03.2017 Produtos Etapas de trabalho: Plano de Trabalho Ajustado Capacitação dos Colaboradores

Leia mais

PLANO DE GOVERNO PRESSUPOSTOS E VALORES BÁSICOS

PLANO DE GOVERNO PRESSUPOSTOS E VALORES BÁSICOS PLANO DE GOVERNO PRESSUPOSTOS E VALORES BÁSICOS O Plano de Ação Governamental do Município de Itinga assume os seguintes pressupostos ou valores básicos: Métodos democráticos e participativos de gestão;

Leia mais

O Novo Servidor Público. Cristiano De Angelis

O Novo Servidor Público. Cristiano De Angelis O Novo Servidor Público Cristiano De Angelis Uma nova Administração Pública (pessoas + estratégia + ação) Os governos não têm recursos, habilidades internas e inteligência suficientes (Bourgon, 2009).

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO (PDI E BSC): UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO (PDI E BSC): UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO (PDI E BSC): UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA Prof. Dr. Cláudio Márcio Mendonça e Profa. Msc. Sheila Trícia Docentes do Curso de Administração da UNIFAP Reflexão... "A melhor maneira de

Leia mais

02 a 05 de junho de 2009 Expo Center Norte - SP. Eventos Oficiais:

02 a 05 de junho de 2009 Expo Center Norte - SP. Eventos Oficiais: 02 a 05 de junho de 2009 Expo Center Norte - SP Eventos Oficiais: 1 A Saúde Rompendo Paradigmas para o Crescimento Sustentável Dificuldades da Prestação de Serviços de Saúde devido à falta de Profissionais

Leia mais

Caso Unimed Circuito das Águas. Dra. Maristela Nogueira Leônidas Diretora Administrativa

Caso Unimed Circuito das Águas. Dra. Maristela Nogueira Leônidas Diretora Administrativa Caso Unimed Circuito das Águas Dra. Maristela Nogueira Leônidas Diretora Administrativa Agosto/2014 Objetivo: Abordar as principais práticas de gestão que levaram a cooperativa a conquistar o prêmio do

Leia mais

PLANO SETORIAL DE TEATRO. DOCUMENTO BASE: Secretaria de Políticas Culturais - SPC Fundação Nacional de Artes FUNARTE Câmaras Setoriais de Teatro

PLANO SETORIAL DE TEATRO. DOCUMENTO BASE: Secretaria de Políticas Culturais - SPC Fundação Nacional de Artes FUNARTE Câmaras Setoriais de Teatro PLANO SETORIAL DE TEATRO DOCUMENTO BASE: Secretaria de Políticas Culturais - SPC Fundação Nacional de Artes FUNARTE Câmaras Setoriais de Teatro MARÇO DE 2009 EIXO 1 FORTALECER A AÇÃO DO ESTADO NO PLANEJAMENTO

Leia mais

DECLARAÇÃO ESTRATÉGICA MAIS DE 18 ANOS DE EXPERIÊNCIA, ALIADOS À ÉTICA + determinação + profissionalismo

DECLARAÇÃO ESTRATÉGICA MAIS DE 18 ANOS DE EXPERIÊNCIA, ALIADOS À ÉTICA + determinação + profissionalismo HISTÓRIA Em março de 1999, iniciaram-se as atividades do escritório Jacó Coelho Advogados fundado pelo sócio Jacó Carlos Silva Coelho, que atua, desde então, com espírito empreendedor e acreditando num

Leia mais

Artigo: Planejamento com foco na execução

Artigo: Planejamento com foco na execução Artigo: Planejamento com foco na execução O uso do BSC no BANDES Gilson Domingues Cardoso Planejamento com foco na execução Gilson Domingues Cardoso gilson@ bandes.com.br e gilsondc@gmail.com RESUMO Trata

Leia mais

A ATUAÇÃO CONTEMPORÂNEA DO CONTROLE EXTERNO

A ATUAÇÃO CONTEMPORÂNEA DO CONTROLE EXTERNO A ATUAÇÃO CONTEMPORÂNEA DO CONTROLE EXTERNO André Kirchheim Diretor 1ª DT Carlos Fettermann Bosak - Assessor Auditores Federais de Controle Externo (AUFC) SECEX-RS/TCU Agosto/2017 R Introdução Objetivo:

Leia mais

Seminário de Atualização e implantação de Ouvidoria do Sistema Unimed

Seminário de Atualização e implantação de Ouvidoria do Sistema Unimed Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor Procon/SP Seminário de Atualização e implantação de Ouvidoria do Sistema Unimed Importância da Atuação da Ouvidoria

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Definição de Objetivos; Metas para 2018, 2019 e 2020;

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Definição de Objetivos; Metas para 2018, 2019 e 2020; PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Definição de Objetivos; Metas para 2018, 2019 e 2020; Planos de Ações. Objetivos: I. Área de negócio; II. Gestão de Pessoas; III. Governança; IV. Infraestrutura; V. Sustentabilidade

Leia mais

Diretoria Executiva Gestão Eudes de Freitas Aquino Presidente. Orestes Barrozo Medeiros Pullin Vice-Presidente

Diretoria Executiva Gestão Eudes de Freitas Aquino Presidente. Orestes Barrozo Medeiros Pullin Vice-Presidente Diretoria Executiva Gestão 2013 2017 Eudes de Freitas Aquino Presidente Orestes Barrozo Medeiros Pullin Vice-Presidente João Saad Diretor Administrativo Euclides Malta Carpi Diretor Financeiro Valdmário

Leia mais

CARTA DE PRINCÍPIOS Indústria Brasileira de Árvores (Ibá)

CARTA DE PRINCÍPIOS Indústria Brasileira de Árvores (Ibá) CARTA DE PRINCÍPIOS Indústria Brasileira de Árvores (Ibá) A Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), entidade que representa institucionalmente as principais empresas do setor de árvores plantadas, criada

Leia mais

PROGRAMA PÓS-FLEX 2017 UNIVERSIDADE POSITIVO CÂMPUS SEDE - ECOVILLE CALENDÁRIO GERAL

PROGRAMA PÓS-FLEX 2017 UNIVERSIDADE POSITIVO CÂMPUS SEDE - ECOVILLE CALENDÁRIO GERAL PRESENCIAL E A DISTÂNCIA COMPLETA COM VOCÊ PROGRAMA PÓS-FLEX 2017 UNIVERSIDADE POSITIVO CÂMPUS SEDE - ECOVILLE CALENDÁRIO GERAL CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO ÁREA DE NEGÓCIOS, GESTÃO AMBIENTAL E ENGENHARIA

Leia mais

Gestão Estratégica Prof. Charles Pantoja Esteves

Gestão Estratégica Prof. Charles Pantoja Esteves Prof. Charles Pantoja Esteves Administrador de Empresas Analista de Sistemas Msc. PNL e Inteligência Emocional Desenvolvimento 1. Gestão Estratégia: O que é? 2. Direcionamento Estratégico: Conectando o

Leia mais