CARTILHA DO BENEFICIÁRIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CARTILHA DO BENEFICIÁRIO"

Transcrição

1 CARTILHA DO BENEFICIÁRIO O Programa de Assistência Médica Supletiva Saúde CAIXA configura-se na empresa como um benefício diferenciado oferecido aos empregados, cuja importância pode ser percebida pela relevância dos serviços disponibilizados, fundamentais e necessários para a qualidade de vida de todos os seus beneficiários. Foi para você e sua família que desenvolvemos esta cartilha. Para que conheçam melhor o Saúde CAIXA e possam fazer uso dele com segurança, agilidade e qualidade. A saúde é a principal condição para que todos nós tenhamos a tranqüilidade necessária para desenvolver bem o nosso trabalho, assim como nossos relacionamentos em família e em sociedade. Lembre-se: a correta utilização do Saúde CAIXA por todos é a chave para a sustentação do programa. Abril/2013

2 ÍNDICE 1. Apresentação Cobertura Abrangência geográfica Tipo de acomodação Relação de credenciados Regra de suspensão ou rescisão 2. Titulares do Saúde CAIXA 3. Opção pelo plano 4. Beneficiários 5. Documentação para inscrição/renovação 6. Dependentes que permanecem no plano após o falecimento do titular 7. Cartão Saúde CAIXA 8. Solicitação de emissão de novo cartão Saúde CAIXA 9. Motivo de cancelamento do cartão do Saúde CAIXA 10. Devolução do cartão Saúde CAIXA 11. Responsabilidade pelo uso indevido do Saúde CAIXA 12. Solicitação de cancelamento da inscrição de beneficiário 13. Responsabilidade do beneficiário 14. Rede credenciada 15. Reembolso 16. Adiantamento 17. Procedimentos não cobertos pelo Saúde CAIXA 18. Procedimentos passíveis de adiantamento 19. Carências 20. Autorização prévia da GIPES de vinculação 21. Recursos financeiros 22. Casal CAIXA/Aposentados 23. Participação nas despesas 24. Co-participação 25. Participação integral nas despesas 26. Saldo devedor 27. Conselho de Usuários 28. Conselho Consultivo 29. Dicas úteis

3 30. SOS VIDA 31. Relação de credenciados 32. Canais de atendimento 33. Relação dos Manuais Normativos do Saúde CAIXA 34. Anexo I GIPES e Auditorias Médicas Autorizações Prévias

4 1. APRESENTAÇÃO O Saúde CAIXA coloca à disposição dos empregados, aposentados, pensionistas e respectivos dependentes assistência médica, hospitalar, odontológica, psicológica, fisioterápica, fonoaudiológica, terapêutica ocupacional, serviço social, nutricional, remoção terrestre e aérea, adiantamento assistencial, custeio de medicamentos especiais em ambiente domiciliar, ambulatorial ou hospital-dia, entre outras. Para utilização de determinadas assistências, há necessidade de autorização prévia da Gerência de Filial de Gestão de Pessoas de vinculação, que nesta cartilha, será denominada apenas por GIPES. No Saúde CAIXA você conta com cerca de 25 mil entidades e profissionais de saúde credenciados em todo o Brasil. O Saúde CAIXA é um dos maiores planos de assistência à saúde do País no modelo de autogestão e a CAIXA está registrada na Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS como operadora de plano de saúde, sob o número e está adaptada à Lei 9656/98. O Saúde CAIXA é um plano de saúde que tem abrangência nacional, nos municípios onde exista pelo menos uma unidade CAIXA, com ampla cobertura de procedimentos, tendo como padrão de acomodação hospitalar apartamento individual com banheiro privativo. A relação de credenciados do Saúde CAIXA encontra-se disponível na Internet no endereço e na Intranet por meio do Portal do Empregado ou Nessa relação você pode pesquisar profissionais e entidades credenciadas em todo o país, por estado, município e especialidade médica. A relação de credenciados é atualizada quinzenalmente. 2. SÃO TITULARES DO SAÚDE CAIXA Empregados; Aposentados. 3. OPÇÃO OU RENÚNCIA PELO PLANO A opção pelo plano ou renúncia pode ser manifestada a qualquer momento, tendo como início ou encerramento a data da solicitação, desde que encaminhados todos os documentos necessários, conforme o caso. No caso de falecimento de empregado ou aposentado e havendo beneficiários de pensão já inscritos na condição de dependentes diretos e indiretos, o pensionista ou responsável pela pensão deve confirmar a opção ao Saúde CAIXA.

5 O responsável por pensão somente tem direito ao Saúde CAIXA se ele já constava como beneficiário antes do falecimento do titular e estiva com cartão válido na data do óbito do titular. A inscrição/renovação de beneficiário é realizada pela Centralizadora Nacional de Recursos Humanos - CEPES mediante solicitação expressa do titular ou do responsável pela pensão por meio do endereço eletrônico A inscrição do pensionista é retroativa à data de concessão do benefício de pensão pelo INSS/FUNCEF e é devida a cobrança de mensalidades dos meses entre a data de concessão do benefício de pensão e a data de inscrição do(s) pensionista(s). 4. BENEFICIÁRIOS O Saúde CAIXA possui três tipos de beneficiários: Beneficiário Direto, Beneficiário Indireto e Beneficiário Restrito. Beneficiário Direto Cônjuge ou companheiro; Dependente titular de Casal CAIXA; Filhos e enteados menores de 21 anos e solteiros; Filho e enteado, a partir de 21 anos, solteiro e enquadrado como pessoa portadora de deficiência permanente ou incapaz, que não possua qualquer fonte de renda, inclusive pensão alimentícia. Beneficiário Indireto Filho e enteado, maior de 21 e menor de 24 anos de idade, solteiro, sem renda ou cuja renda não ultrapasse o valor correspondente a dois salários mínimos; Filho com idade entre 24 e 26 anos 11 meses e 29 dias, estudante do 1ª curso de Graduação, solteiro, sem renda ou cuja renda não ultrapasse o valor correspondente a dois salários mínimos; Pais - podem ser inscritos pai e mãe, mediante a comprovação de dependência econômica exclusiva do titular, atendendo, cumulativamente, as condições a seguir: Inexistência de qualquer fonte de renda formal ou informal, inclusive aluguel, pensão alimentícia, benefício previdenciário, auxílio ao idoso, entre outras; Inexistência de dependência econômica do respectivo cônjuge/companheiro; Inexistência de fonte de renda formal ou informal do cônjuge/companheiro;

6 Residir com o titular ou em imóvel deste ou por este mantido, ou de propriedade do proposto beneficiário dependente; Ser inscrito como dependente para fins de imposto de renda, junto à CAIXA. Filho e enteado inválido, maior de 21 anos, solteiro, que não possua qualquer fonte de renda, inclusive pensão alimentícia; Menor de 18 anos, solteiro, que se ache sob a guarda ou tutela do titular por determinação judicial, desde que não tenha qualquer fonte de renda, inclusive pensão alimentícia, tenha dependência econômica e resida com o titular ou em imóvel deste ou por este mantido, ou de propriedade do proposto beneficiário e seja inscrito como dependente no imposto de renda, junto à CAIXA. Para a inscrição ou permanência de enteado como beneficiário, é exigido que a guarda do menor esteja em nome do cônjuge/companheiro e que o cônjuge/companheiro esteja inscrito no Saúde CAIXA. Cabe ao titular ou pensionista do Saúde CAIXA renovar a inscrição de seus beneficiários indiretos, cuja vigência acompanha o prazo de validade do cartão do titular, exceto para filhos e enteados maiores de 21 anos, que segue as regras abaixo: Até a data prevista para término do curso, mediante declaração da Instituição de Ensino para dependentes com idade entre 24 e 27 anos incompletos ou Até o dia imediatamente anterior à data de aniversário de 24 anos do dependente, o que ocorrer primeiro. É cobrada uma mensalidade para cada dependente indireto cadastrado. Beneficiário Restrito - Modalidade em Extinção Para esse tipo de beneficiário, é permitida a renovação somente para pais, sogros, avós, filhos e enteados maiores de 24 anos, netos, ex-cônjuge/excompanheiro (a) com determinação judicial e irmãos já inscritos até 31 de agosto de Cabe ao titular ou pensionista a renovação do dependente restrito, cuja vigência possui o prazo de 10 anos a contar da data de renovação. 5. DOCUMENTAÇÃO PARA INSCRIÇÃO/RENOVAÇÃO Para inscrição de cônjuge Preenchimento do formulário de solicitação de inscrição; Cópia da certidão de casamento.

7 Para inscrição de companheiro (a) Preenchimento do formulário de solicitação de inscrição; Cópia da carteira de identidade do companheiro (a); Cópia do CPF do companheiro (a); Apresentação de, no mínimo, quatro documentos de natureza distinta da seguinte relação: Cópia da declaração de imposto de renda em que conste a vinculação com o titular; Cópia de disposições testamentárias; Cópia da escritura pública de reconhecimento de união estável lavrada perante tabelionato; Cópia de certidão de nascimento de filho havido em comum; Cópia de certidão de casamento religioso; Prova de mesmo domicílio; Prova de encargos domésticos evidentes e existência de sociedade ou comunhão nos atos da vida civil; Cópia de procuração ou fiança reciprocamente outorgada, registrada em cartório; Comprovante de conta bancária conjunta; Cópia do comprovante de registro em associação de qualquer natureza onde conste o interessado como beneficiário dependente do titular ou o inverso; Cópia de apólice de seguro na qual conste o titular ou o companheiro como instituidor do seguro e o proposto dependente ou o titular como beneficiário; Cópia de escritura de compra e venda de imóvel em nome do titular e do proposto dependente; Cópia do formulário da FUNCEF: Declaração de Dependentes/Beneficiários, devidamente protocolado naquela Fundação ou cópia da tela do site da FUNCEF, Serviços e Números, onde conste o proposto beneficiário como dependente do titular naquela Fundação. Para inscrição de filho menor de 21 anos de idade Preenchimento do formulário de solicitação de inscrição; Cópia da certidão de nascimento ou carteira de identidade do filho. Para inscrição de enteado Preenchimento do formulário de solicitação de inscrição;

8 Cópia de certidão de nascimento ou carteira de identidade do enteado onde conste o cônjuge/companheiro como genitor; Cópia de documento judicial se houver separação judicial dos pais do menor, onde conste a determinação da guarda em nome do cônjuge/companheiro ou certidão de óbito do genitor ausente, se menor de 18 anos e na ausência deste, apresentar declaração do titular informando esta situação; Declaração do titular informando a dependência econômica do enteado e que o mesmo reside junto ao titular e o cônjuge/companheiro ou que é mantido por ambos, apresentando documentos comprobatórios de despesas efetuadas com a sua manutenção; Ser inscrito como dependente para fins de imposto de renda, se for o caso; Registro em associação de qualquer natureza, onde conste o proposto beneficiário como dependente do titular ou de cônjuge/companheiro. Para inscrição/renovação de filho ou enteado (maior de 21 e menor de 24 anos) Preenchimento do formulário de solicitação de inscrição; Cópia da cédula de identidade do filho/enteado; Comprovante de renda do proposto beneficiário dependente ou declaração do imposto de renda do titular constando-o como dependente. Para inscrição/renovação de filho ou enteado estudante (maior de 24 e menor de 27 anos) Preenchimento do formulário de solicitação de inscrição; Cópia da cédula de identidade do filho/enteado; Comprovante de renda do proposto beneficiário dependente ou declaração do imposto de renda do titular constando-o como dependente; Declaração de instituição de ensino superior sobre a condição de estudante do dependente; Declaração do titular informando que o dependente está cursando seu primeiro curso de graduação. Para inscrição/renovação de filho, enteado e menor sob guarda ou tutela na situação de invalidez Preenchimento do formulário de solicitação de inscrição; Atestado de invalidez emitido ou homologado por médico do SUS ou médico perito credenciado habilitado pelo INSS, para ser submetido a médico da CAIXA

9 ou médico indicado pela GIPES de vinculação, a quem cabe a decisão final, para comprovar a invalidez e prever a duração; Cópia da certidão de nascimento ou da cédula de identidade do dependente, somente na inscrição; Certidão do INSS e do Instituto de Previdência Estadual, comprovando a inexistência de benefício em âmbito nacional ou regional, com data dos últimos 30 dias; Declaração do titular explicando como mantém o proposto beneficiário e apresentação de comprovantes de gastos e declaração de imposto de renda, se houver; Sentença judicial onde conste o titular como responsável, no caso de menor sob guarda que atinge a maioridade na situação de inválido; Declaração do titular informando que o proposto beneficiário reside junto com o titular e o cônjuge/companheiro para enteado e menor sob guarda ou tutela. Para inscrição/renovação de inscrição de menor sob guarda ou tutela Preenchimento do formulário de solicitação de inscrição; Cópia da certidão de nascimento ou da cédula de identidade do menor, somente na inscrição; Cópia da certidão da sentença judicial que determina a guarda do menor ou certidão de tutela expedida pelo juízo competente em que conste o titular como tutor; Certidão do INSS e do Instituto de Previdência Estadual, com data dos últimos 30 dias, comprovando a inexistência de contribuição ou benefício; Declaração do titular explicando como mantém o menor e apresentação de comprovantes de gastos e declaração de imposto de renda, se houver. Para inscrição/renovação de inscrição de pai e mãe Preenchimento do formulário de solicitação de inscrição; Cópia da cédula de identidade do pai ou da mãe, somente na inscrição; Certidão do INSS e do Instituto de Previdência Estadual, comprovando a inexistência de benefício previdenciário em âmbito nacional e regional, com data dos últimos 30 dias; Declaração do INSS e do Instituto de Previdência Estadual, comprovando a inexistência de benefício em nome do cônjuge desaparecido ou separado de fato; Declaração do INSS e do Instituto de Previdência Estadual, comprovando a inexistência de benefício em nome do cônjuge/companheiro, se casada (o) ou se mantêm união estável;

10 Cópia do atestado de óbito, quando da inscrição de mãe ou pai viúvo; Cópia da sentença de separação judicial dos genitores se forem separados; Declaração do titular, explicando como mantém o proposto beneficiário dependente e apresentação de comprovantes; Declaração de imposto de renda se houver; Cópia do formal de partilha se houver, para proposto beneficiário dependente viúvo, separado judicialmente ou divorciado; Cópia da escritura ou do contrato de aluguel, em nome do titular, se houver; Declaração do titular, com 2 testemunhas devidamente identificadas com nome, número de Registro de Identidade e CPF, informando que seu genitor encontrase desaparecido, se for o caso; Apresentar documento de pesquisa no FGTS comprovando a inexistência de conta em nome do proposto beneficiário; Apresentar carteira de trabalho comprovando a inexistência de registro de emprego, se for o caso; Informar a inexistência de qualquer fonte de renda formal ou informal, inclusive aluguel, pensão alimentícia, benefício previdenciário, auxílio ao idoso; Informar a renda do grupo familiar, se o proposto beneficiário não residir com o titular. Para renovação de cartão de dependente restrito Preenchimento do formulário de solicitação de inscrição/renovação; Declaração assinada pelo titular informando que permanecem inalteradas as condições do beneficiário quando da inscrição como dependente restrito. FIQUE ATENTO É considerada dependência econômica exclusiva do titular quando a renda do grupo familiar, que reside em companhia do proposto dependente, for de até três salários mínimos, excetuando-se a renda do titular; O filho e o enteado beneficiários diretos que se tornem inválidos podem ser inscritos como beneficiários indiretos ao completarem 21 anos, permanecendo nessa categoria enquanto perdurar a situação de invalidez; Beneficiário indireto na condição de menor sob guarda que se tornar inválido pode permanecer nessa categoria além da idade-limite prevista enquanto perdurar a situação de invalidez, desde que o titular regularize a situação legal do dependente (adoção); Em caso de separação, o titular deve fazer o cancelamento da inscrição e devolver o cartão do Saúde CAIXA do ex-cônjuge/companheiro (a) e beneficiários vinculados a este, se for o caso, ficando responsável pelo ressarcimento à CAIXA das despesas realizadas indevidamente, após a data da separação.

11 Para empregado ativo, toda inscrição, renovação, alteração e exclusão de dependentes deve ser realizada por meio do AUTOSC disponível na Intranet através do Portal do Empregado link Saúde CAIXA. Para empregados afastados, aposentados e pensionistas, toda inscrição, renovação, alteração e exclusão de dependentes deve ser realizada pela CEPES por meio do endereço eletrônico 6. DEPENDENTES QUE PERMANECEM NO PLANO APÓS O FALECIMENTO DO TITULAR Podem ser mantidos como beneficiários do Saúde CAIXA, desde que respeitadas as condições de inscrição de dependentes e com a anuência do responsável pela pensão, os dependentes inscritos à época do falecimento do titular, tais como: Cônjuge ou companheiro do titular falecido; Pais do titular falecido; Beneficiário restrito; Filho e enteado solteiros, menores de 21 anos de idade; Filho e enteado maiores de 21 anos e menores de 24, solteiros sem renda ou cuja renda seja inferior ao valor correspondente a dois salários mínimos; Filho e enteado maiores de 24 anos e menores de 27, solteiros, estudantes, sem renda ou cuja renda seja inferior ao valor correspondente a dois salários mínimos; Filho e enteado maiores de 21, portadores de necessidades especiais. No caso do menor sob guarda ou tutela, o responsável pela pensão pode mantêlo como beneficiário do Saúde CAIXA, desde que a guarda esteja em seu nome ou em nome de algum beneficiário inscrito anteriormente à morte. Ao responsável pela pensão por morte do titular somente é permitida a inscrição de filho nascituro do titular, dependente reconhecido após a morte, na inscrição determinada pela justiça e filho maior de 24 e menor de 27 anos estudante e vinculado à pensão percebida pelo responsável. Para que o responsável pela pensão por morte do titular inscreva o filho nascituro ou dependente post mortem, é necessária a apresentação da cópia da certidão de nascimento ou cédula de identidade que comprove a filiação do proposto beneficiário, obedecidas as regras do Saúde CAIXA.

12 7. CARTÃO SAÚDE CAIXA O cartão do Saúde CAIXA é o documento que habilita o beneficiário a usufruir os benefícios do programa junto à rede credenciada. Cada beneficiário recebe apenas um Cartão ou Autorização Provisória de Utilização APU. O cartão do Saúde CAIXA é enviado para a unidade de lotação do empregado titular ativo e para o endereço domiciliar do aposentado/pensionista. É importante manter atualizados os dados cadastrais e controlar o recebimento dos cartões nos locais definidos. 8. SOLICITAÇÃO DE EMISSÃO DE NOVO CARTÃO SAÚDE CAIXA Nos casos de perda, extravio ou roubo, o titular ativo pode requerer a emissão de um novo cartão por meio do endereço ou, no caso de empregados afastados, aposentados e pensionistas, no endereço eletrônico O novo cartão, em caso de perda ou extravio, tem um custo operacional de R$ 15,00, ficando o titular desobrigado a pagar o referido valor em caso de roubo/furto, mediante a apresentação da ocorrência policial. Para atendimento junto à rede credenciada, os usuários que tiverem seus cartões vencidos ou não recebidos deverão utilizar a Autorização Provisória de Utilização disponibilizada em um dos links: opção Beneficiários > Cartão > Gerar cartão provisório ou acesso ao Sistema de Saúde, link Beneficiário ; após login, opção SISBE > BENEFICIÁRIOS > Autorização Provisória de Utilização, botão Gerar APU. 9. MOTIVO DE CANCELAMENTO DO CARTÃO SAÚDE CAIXA O cartão do Saúde CAIXA pode ter o seu prazo de validade encerrado de imediato pelos seguintes motivos: Licença/afastamento que interrompa o contrato de trabalho; Rescisão do contrato de trabalho do titular; Recadastramento; Roubo/Furto; Uso indevido do Saúde CAIXA; Separação de fato, judicial e divórcio do titular, no caso de cônjuge/companheiro; Alteração das condições que viabilizavam a inscrição; Falecimento do titular ou exclusão do titular por outros motivos;

13 Penalidade por uso indevido; Não pagamento de três mensalidades consecutivas do Saúde CAIXA. 10. DEVOLUÇÃO DO CARTÃO SAÚDE CAIXA O titular é responsável pela devolução do cartão do Saúde CAIXA nas seguintes condições: Não opção pelo Saúde CAIXA; Exclusão do dependente; Falecimento do dependente; Renovação de inscrição do dependente; Suspensão ou rescisão do contrato de trabalho; Utilização indevida do Saúde CAIXA; Separação do titular, devolução da carteira do ex-cônjuge/companheiro e beneficiários vinculados a este. O empregado que não devolver o seu cartão e de seus dependentes e realizar atendimentos tem o desconto integral das despesas realizadas, com juros e correção monetária, e está sujeito às sanções previstas no Regulamento de Pessoal. 11. RESPONSABILIDADE PELO USO INDEVIDO DO SAÚDE CAIXA O titular responde por si e seus dependentes junto à CAIXA por qualquer irregularidade cometida na obtenção da assistência do Saúde CAIXA, pelo uso indevido do cartão, utilização do cartão no prazo de validade vencido, por falsas declarações, por sonegar informações sobre a situação que altere as condições previstas para a inscrição de beneficiário, ficando sujeito, além do débito automático das despesas, com juros e correção monetária, as seguintes penalidades: Empregado da CAIXA instauração de processo de apuração de Responsabilidade Disciplinar e Civil pela GIPES de vinculação, por caracterização de uso indevido do Saúde CAIXA, se for o caso, atribuindo penalidade de advertência, suspensão, rescisão do contrato de trabalho ou suspensão do direito ao Saúde CAIXA por 12 meses; Aposentado, beneficiário de pensão por morte e dependentes suspensão do direito ao Saúde CAIXA por 12 meses ou perda definitiva do direito ao Saúde CAIXA.

14 12. SOLICITAÇÃO DE CANCELAMENTO DA INSCRIÇÃO DE BENEFICIÁRIO O cancelamento da inscrição do beneficiário pode ser solicitado pelo titular à CEPES, mediante requerimento pessoal e devolução do respectivo cartão do Saúde CAIXA. No caso de filho/enteado menor de 24 anos, inscrito por determinação judicial, a exclusão somente pode ser efetuada se o titular apresentar nova certidão da sentença judicial alterando a condição anterior. Quando o beneficiário solicitar exclusão do Saúde CAIXA, só poderá fazer nova adesão após 731 dias, com carência de 180 dias para realização de procedimentos, exceto consultas médicas e atendimentos de emergência/urgência. 13. RESPONSABILIDADE DO BENEFICIÁRIO É de responsabilidade do beneficiário do Saúde CAIXA: Conferir o demonstrativo de despesas do Saúde CAIXA; Notificar à GIPES de vinculação as ocorrências que comprometam a qualidade da assistência prestada pela rede credenciada e procedimentos incompatíveis com as normas vigentes; Observar as exigências dos normativos; Comparecer à avaliação clínica quando convocado e/ou fornecer a documentação solicitada pela GIPES de vinculação sob pena de cobrança integral do procedimento.

15 MODOS DE UTILIZAÇÃO 14. REDE CREDENCIADA O beneficiário do Saúde CAIXA: Escolhe um profissional ou entidade de saúde da rede credenciada para realizar o atendimento desejado consulta, exame laboratorial ou tratamento; Apresenta obrigatoriamente o cartão do Saúde CAIXA com data de validade vigente e documento de identidade quando do atendimento; Assina o Comprovante de Prestação de Serviços, conferindo o preenchimento dos serviços realizados, não sendo devido o pagamento de valor a título de antecipação ou complementação de pagamento ao credenciado. A relação de credenciados está disponível no endereço ou 15. REEMBOLSO O beneficiário do Saúde CAIXA: Submete-se ao atendimento com profissional ou entidade não-credenciada; O titular preenche o formulário de Pedido de Reembolso de Despesas PRDP Saúde CAIXA; Empregado ativo acessa o endereço e solicita o reembolso, anexando a imagem o recibo ou nota fiscal para consultas, vacinas, odontologia e medicamentos. Nos demais casos, solicita à GIPES de vinculação; Empregado afastado, aposentado ou pensionistas solicita o reembolso de consulta, vacinas, odontologia e medicamentos à CEPES por malote ou pelo endereço eletrônico Nos demais casos solicita à GIPES de vinculação. Entrega o original do recibo ou nota fiscal ao agente de RH da unidade de lotação, que deverá mantê-la em arquivo; Na utilização do reembolso, o valor é ressarcido pela CAIXA, observado o menor dos valores entre aquele pago pelo beneficiário e o constante na tabela do Saúde CAIXA na data do atendimento; Para reembolso, observa-se também a tabela de carência dos procedimentos, deduzindo-se o percentual de participação do titular, bem como, aqueles que necessitam autorização prévia.

16 Custeio de medicamentos O custeio de medicamento especial de alto custo e uso contínuo para patologias específicas, nacional ou importado, é precedido de inscrição no programa de reembolso de medicamentos feito diretamente pelos empregados ativos no endereço link Reembolso - Inscrever-me no Programa de Reembolso de Medicamentos, onde, após preenchimento dos dados solicitados, o titular deverá enviar, pelo mesmo aplicativo, laudo/relatório médico minucioso em que descreva a condição de saúde do beneficiário, a patologia, a medicação a ser utilizada e a duração do tratamento. No caso dos aposentados e empregados afastados, o cadastramento no programa de reembolso de medicamentos será feito pela GIPES de vinculação após recebimento da solicitação juntamente com o laudo/relatório médico minucioso onde há descrição da condição de saúde do beneficiário, a patologia, a medicação a ser utilizada e a duração do tratamento. As solicitações de inscrição no programa de reembolso de medicamentos são avaliadas pelo médico da GESAD e deferidas ou não pelo aplicativo AUTOSC, sendo enviada mensagem automática para o beneficiário quando do deferimento ou não. As patologias cujo custeio de medicamentos é autorizado pelo Saúde CAIXA são: Neoplasias Malignas, Doenças Hepáticas, Insuficiência Renal Crônica, Aplasia Medular, Doença de Crohn, AIDS, Degenaração Macular Relacionada à Idade DMRI, Doença Mieloproliferativa Crônica, Epilepsia, Esclerose Múltipla, Espondilite Ancilosante, Hipertireoidismo, Leucemia Linfóide, Osteoporose e Transplantes (Anti Rejeição), O custeio de medicamentos especiais se restringe aos medicamentos não fornecidos pelo SUS. SAIBA TAMBÉM QUE: Nem todos os atendimentos são reembolsáveis, portanto, o beneficiário deve se informar com a GIPES de vinculação; Os atendimentos referentes a mais de um beneficiário devem ser especificados em pedidos de reembolsos distintos; Devem ser observadas as exigências de autorização prévia, inclusive no atendimento realizado pelo reembolso; Não é permitida a apresentação de mais de um recibo para o mesmo atendimento; O Saúde CAIXA não permite o reembolso de despesa decorrente de atendimento prestado por profissionais: Que mantenham vínculo empregatício com a CAIXA; Que sejam credenciados do Saúde CAIXA para a especialidade atendida; Que pertençam à empresa de auditoria médica contratada pela CAIXA;

17 Que sejam parentes do titular, na qualidade de cônjuge, pai, mãe ou filho; Com a assistência psicossocial, exceto nas localidades onde não há rede credenciada, mediante autorização prévia da GIPES de vinculação. O prazo para a apresentação do pedido de reembolso está limitado a 60 dias a partir da data do atendimento. 16. ADIANTAMENTO O Saúde CAIXA concede adiantamento assistencial e odontológico, sendo que o ressarcimento é integral, mediante o desconto em folha de pagamento do titular ou conta depósito, em até 10 parcelas mensais e sucessivas, sem juros e sem atualização monetária, com o valor mínimo para cada parcela estipulado em R$ 50,00. Para fazer uso desse benefício, o titular deve contatar previamente a GIPES de vinculação para montagem de processo específico. Adiantamento Assistencial É concedido pela GIPES de vinculação do titular para cobertura de despesa decorrente de: Aquisição de aparelho com finalidade médica; Diferença entre o valor reembolsado e o valor pago pelo titular cirurgia/internação em localidade onde não haja credenciado na especialidade; Passagem e hospedagem do titular, dependente direto, indireto e acompanhante para se submeter a tratamento médico-hospitalar fora do domicílio, sendo a hospedagem limitada ao valor da tabela de diárias da CAIXA. O processo (autorizações e orientações) deve ser analisado pela GIPES de vinculação do empregado. Adiantamento Odontológico O adiantamento odontológico é concedido ao titular para cobertura de despesa decorrente de prótese dentária, correção ortodôntica e implante dentário ósseo integrado de titânio. O plano de tratamento proposto pelo dentista assistente deve conter informações necessárias ao enquadramento do procedimento, como radiografias de auxílio diagnóstico e documentação ortodôntica. Para concessão do benefício, o titular deve entrar em contato com sua GIPES de vinculação.

18 FIQUE ATENTO O valor do adiantamento odontológico é o menor dos valores resultantes da comparação entre o valor do orçamento e aquele constante na tabela do Saúde CAIXA. Depois de autorizado o tratamento odontológico, o titular envia no prazo de até 60 dias corridos a cópia do recibo ou nota fiscal em nome do titular emitida pelo dentista assistente para fins de liberação do valor do adiantamento na conta de depósito do titular. O valor total ou o saldo devedor do adiantamento odontológico é descontado automaticamente do titular e recolhido à conta Saúde CAIXA, acrescido de juros de 0,5% ao mês e atualização monetária, nas seguintes situações: Não forem cumpridas as normas do adiantamento odontológico; For comprovada a não-realização do tratamento no prazo previsto; Houver alteração do plano de tratamento sem autorização da GIPES de vinculação; Não houver comparecimento à convocação para avaliação final, quando for o caso. Não é permitido o refinanciamento do saldo devedor do adiantamento Saúde CAIXA. A escolha do dentista assistente para os procedimentos de adiantamento odontológico é de inteira responsabilidade do beneficiário, não havendo qualquer vínculo com a CAIXA ou com a rede de credenciados. A CAIXA não se responsabiliza pela indicação, qualidade, danos e alterações nos trabalhos propostos pelo dentista assistente. O titular e seus dependentes diretos e indiretos ficam obrigados a comparecer à perícia quando convocados, sob pena de enquadramento em uso indevido do adiantamento Saúde CAIXA. É obrigatória a apresentação da declaração de conclusão de tratamento odontológico na data informada pelo dentista assistente. 17. PROCEDIMENTOS QUE NÃO SÃO PASSÍVEIS DE CUSTEIO, REEMBOLSO OU ADIANTAMENTO PELO SAÚDE CAIXA Acomodação hospitalar em padrão de conforto superior ao estabelecido pela CAIXA; Bota ortopédica; Colete ortopédico; Ceratomileuses; Coleta de material em domicílio: Cirurgia de orelha de abano (otoplastia); Cirurgia do ronco; Cirurgia não ética e suas complicações;

19 Cirurgia plástica cosmética ou embelezadora; Despesa hospitalar extraordinária referente a, entre outras, telefonema, televisão, alimentação não prescrita no tratamento, serviço de lavanderia particular e indenização por dano ou destruição de objetos; Despesa hospitalar de iniciativa do beneficiário e não prescrita pelo médico assistente; Escleroterapia de microvarizes e telangiectasia; Exame de paternidade; Honorários do nutricionista no hospital; Inseminação artificial; Internação para realização de exames de diagnóstico que não requeiram o procedimento e/ou administração de medicamentos; Lente de contato; Lipoaspiração; Óculos; Palmilha ortopédica; Procedimentos estéticos como: Epilação (depilação) definitiva; Leucodermia; Melanose solar; Nevus rubi; Peeling químico (esfoliação química superficial, média ou profunda) ou mecânico; Preenchedores como: ácido hialurônico, ácido poliático, fios de ouro e outros; Resurfacing (tratamento de lesões cutâneas e vasculares a laser/photoderm); Retirada de tatuagens; Seringoma; Toxina botulínica (Botox); Procedimento não reconhecido pelo Ministério da Saúde e conselhos federais de profissionais da área de saúde; Procedimento experimental; Recanalização de trompas e canais deferentes; Reversão de vasectomia; Terapia ortomolecular; Tratamento em estância hidromineral e hidrotermal, de repouso ou clínica de emagrecimento; Tratamento no exterior; Vacina dessensibilizante; Vacina imunizante disponível na rede pública ou não reconhecida pelo Ministério da Saúde; Vacina contra gripe; Xantelasma; Procedimento assistencial realizado sem atendimento das condições estabelecidas em normativo.

20 18. PROCEDIMENTOS NÃO CUSTEADOS PASSÍVEIS DE ADIANTAMENTO PELO SAÚDE CAIXA Andador; Aparador urinário; Aparelho auditivo; Aparelho Ortodôntico; Aparelho tipo CPAP - Pressão Positiva Contínua em Vias Aéreas; Bomba de insulina; Bombas de infusão implantáveis ou não; Cadeira de Rodas; Cadeira Higiênica; Colchão Caixa de Ovo; Colchão d água; Colchão Magnetizado; Colchão Ortopédico; Glicofita; Glicosímetro; Lentes de Contato. 19. CARÊNCIAS As informações referentes à carência para realização de procedimentos devem ser obtidas na GIPES de vinculação. 20. AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DA GIPES DE VINCULAÇÃO As assistências/procedimentos que dependem de autorização prévia da GIPES estão listadas no endereço ou entrar em contato com a GIPES de vinculação. 21. RECURSOS FINANCEIROS Os recursos do Saúde CAIXA são estabelecidos por Acordo Coletivo de Trabalho e constituem-se de: Contribuição mensal da CAIXA, correspondente a 70% das despesas assistenciais; Contribuição mensal dos titulares de 30% das despesas assistenciais, composta por: Mensalidade do grupo familiar do titular de 2% sobre a remuneração básica;

Apresentação. Prezado beneficiário,

Apresentação. Prezado beneficiário, LANOIII Apresentação Prezado beneficiário, Visando dar continuidade à prestação dos melhores serviços em saúde e promover uma melhor qualidade de vida ao beneficiário, a CompesaPrev apresenta o CompesaSaúde

Leia mais

VERSÃO 2013 (*) Para facilitar o entendimento do contido neste Regulamento Interno, fica definido que:

VERSÃO 2013 (*) Para facilitar o entendimento do contido neste Regulamento Interno, fica definido que: REGULAMENTO INTERNO DO PLANO DE SAÚDE DA PATROCINADORA SERCOMTEL S.A. - TELECOMUNICAÇÕES, ADMINISTRADO PELA SUPRE (autorização pelo OFÍCIO Nº. 3141/SPC/COJ, DE 31/10/2000) 1. Da Finalidade VERSÃO 2013

Leia mais

SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP

SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP 1. OBJETO: 1.1. A presente proposta tem por objeto disponibilizar seguros saúde da Sul América Seguros Saúde S.A., operadora registrada na Agência Nacional de Saúde Suplementar

Leia mais

TABELA DE CUSTOS ODONTOLÓGICO 93,75 16,29

TABELA DE CUSTOS ODONTOLÓGICO 93,75 16,29 TABELA DE CUSTOS ODONTOLÓGICO ODONTOLÓGICO PME + SAÚDE PME (NOVOS CLIENTES) ODONTOLÓGICO PME - CONTRATANDO SOMENTE O PLANO ODONTOLÓGICO 14,81 23,05 43,92 93,75 16,29 25,35 48,31 103,13 Saúde PME: O Valor

Leia mais

Manual de Orientação: BRADESCO DENTAL. Produto: Seguro Odontológico. 1 Descrição do Produto:

Manual de Orientação: BRADESCO DENTAL. Produto: Seguro Odontológico. 1 Descrição do Produto: Manual de Orientação: BRADESCO DENTAL Produto: Seguro Odontológico 1 Descrição do Produto: O Produto BRADESCO DENTAL é um seguro de despesas de assistência odontológica e atendimento em rede referenciada

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE O PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR CASU/UFMG

INFORMAÇÕES SOBRE O PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR CASU/UFMG INFORMAÇÕES SOBRE O PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR CASU/UFMG APRESENTAÇÃO Com esta publicação, a da Universidade Federal de Minas Gerais (PRORH/UFMG) pretende informar os Servidores ativos e inativos e os

Leia mais

TRIBUNAL PLENO RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 23/2004. Considerando o que consta do processo TRT nº 9791/2004, e

TRIBUNAL PLENO RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 23/2004. Considerando o que consta do processo TRT nº 9791/2004, e TRIBUNAL PLENO RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 23/2004 O PLENO DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA DÉCIMA NONA REGIÃO, na sessão administrativa realizada nesta data, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA PRÓTESE E ÓRTESE

REGULAMENTO PROGRAMA PRÓTESE E ÓRTESE REGULAMENTO PROGRAMA PRÓTESE E ÓRTESE 1. Finalidade Estabelecer critérios para concessão de reembolso de parte das despesas com a aquisição de próteses e órteses não implantáveis por ato cirúrgico. 2.

Leia mais

ASSISTÊNCIA À SAÚDE SUPLEMENTAR

ASSISTÊNCIA À SAÚDE SUPLEMENTAR ASSISTÊNCIA À SAÚDE SUPLEMENTAR DEFINIÇÃO DOCUMENTAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES DEFINIÇÃO É um benefício concedido ao servidor, ativo ou inativo,

Leia mais

Manual de Cadastro. Versão 1.0

Manual de Cadastro. Versão 1.0 1 Manual de Cadastro Versão 1.0 2 SUMÁRIO DEFINIÇÕES... 7 1. ORIENTAÇÕES... 9 1.1 DOCUMENTAÇÃO... 9 1.2 ASSINATURA DOS DOCUMENTOS... 9 1.2.1 Pessoa Jurídica... 9 1.2.2 Beneficiário... 9 1.3 ENDEREÇO...

Leia mais

Solicitação de Pensão Previdenciária por morte do(a) Associado(a);

Solicitação de Pensão Previdenciária por morte do(a) Associado(a); Solicitação de Pensão Previdenciária por morte do(a) Associado(a); Quem são os dependentes: Cônjuge, companheiro(a), filhos menores de 21 anos, não emancipados ou inválidos e filhos até 24 anos cursando

Leia mais

3 Há alguma carência na adaptação de contrato, ou seja, quando o beneficiário já possui um plano?

3 Há alguma carência na adaptação de contrato, ou seja, quando o beneficiário já possui um plano? Navegue pelas perguntas mais frequentes respondidas pelo Santa Casa Saúde. Se sua dúvida não estiver nesta página ou as respostas não forem esclarecedoras, procure orientações no site através do link Atendimento,

Leia mais

DENOMINAÇÃO NATUREZA SEDE OBJETO DURAÇÃO

DENOMINAÇÃO NATUREZA SEDE OBJETO DURAÇÃO DENOMINAÇÃO NATUREZA SEDE OBJETO DURAÇÃO A Caixa de Assistência dos Trabalhadores e Servidores Públicos do Estado do Espírito Santo é pessoa jurídica de direito privado, constituída em Assembleia Geral

Leia mais

CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL

CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL 7PENSÃO CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL CARTA DE SERVIÇOS A Carta de Serviços é uma ferramenta de gestão criada pelo Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização GesPública. A

Leia mais

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 075/2014 Dispõe sobre o reconhecimento e o registro de união estável e sobre o instituto da dependência econômica em

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 075/2014 Dispõe sobre o reconhecimento e o registro de união estável e sobre o instituto da dependência econômica em PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 075/2014 Dispõe sobre o reconhecimento e o registro de união estável e sobre o instituto da dependência econômica em relação aos magistrados e servidores do Tribunal Regional

Leia mais

O BENEFICIÁRIO opta por aderir, juntamente com seus respectivos dependentes, ao Plano de Saúde:

O BENEFICIÁRIO opta por aderir, juntamente com seus respectivos dependentes, ao Plano de Saúde: ESTIPULANTE: VIVA ADMINISTRADORA DE BENEFÍCIOS, inscrita no CNPJ nº 12.149.094/0001-44, com sede à Rua Dom Jaime Câmara, 66, salas 603 e 604, Centro, Florianópolis (SC), SUB-ESTIPULANTE: SINDICATO DOS

Leia mais

Companhia Hidro Elétrica do São Francisco DIRETORIA ADMINISTRATIVA. Superintendência de Tecnologia da Informação - STI

Companhia Hidro Elétrica do São Francisco DIRETORIA ADMINISTRATIVA. Superintendência de Tecnologia da Informação - STI Companhia Hidro Elétrica do São Francisco DIRETORIA ADMINISTRATIVA Superintendência de Tecnologia da Informação - STI Número Sistema : RECURSOS HUMANOS Sub-Sistema : Vigência : 01/05/2013 Emissão : 25/10/2013

Leia mais

Cartilha do Participante

Cartilha do Participante Benefício definido (Eletra 01) BENEFICIO DEFINIDO Cartilha do Participante Introdução A ELETRA Fundação Celg de Seguros e Previdência é uma entidade fechada de previdência privada, de fins previdenciários

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE GOV. VALADARES Departamento de Benefícios

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE GOV. VALADARES Departamento de Benefícios DIREITOS PREVIDENCIÁRIOS DO SERVIDOR PÚBLICO O RPPS é estabelecido por lei elaborada em cada um dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal, e se destina exclusivamente aos servidores públicos titulares

Leia mais

Passo 1: Entre em contato no numero abaixo em nossa Central Itaú Seguros para registrar a retirada do KIT de sinistro;

Passo 1: Entre em contato no numero abaixo em nossa Central Itaú Seguros para registrar a retirada do KIT de sinistro; Prezado Beneficiário, Para melhor apoiá-lo neste momento, encaminhamos abaixo todos os formulários e documentos necessários, bem como a orientação de como realizar o envio desses documentos. Procedimentos

Leia mais

Desejo requerer o Benefício de Prestação Continuada na(s) seguinte(s) opção(ões):

Desejo requerer o Benefício de Prestação Continuada na(s) seguinte(s) opção(ões): Nome do(a) Participante DADOS DO(A) PARTICIPANTE Matrícula Data de Nascimento CPF Telefone ( ) Conta bancária para recebimento do benefício Nº da Agência Código de Operação Nº da Conta - DV Endereço do(a)

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SECRETARIA DE GESTÃO PÚBLICA ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 14, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2013 Orienta os órgãos e entidades integrantes do Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal (SIPEC) sobre os procedimentos

Leia mais

Guia Prático. do seu PLANO DE SAÚDE. Rio

Guia Prático. do seu PLANO DE SAÚDE. Rio Guia Prático do seu PLANO DE SAÚDE Rio Bem -vindo à ALIANÇA ADMINISTRADORA! Sumário Informações Importantes...3 Guia de Leitura Contratual...6 Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde...8

Leia mais

MANUAL DO BENEFICIÁRIO PLANO A

MANUAL DO BENEFICIÁRIO PLANO A Página 1 de 12 MANUAL DO BENEFICIÁRIO PLANO A Prezado Beneficiário, Este é o Manual do Beneficiário da ELOSAÚDE. Nele você encontrará informações importantes para melhor usufruir dos benefícios oferecidos

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS - PROUNI -

LISTA DE DOCUMENTOS - PROUNI - LISTA DE DOCUMENTOS - PROUNI - Os candidatos pré-selecionados devem entrar em contato com o SAE (Serviço de Assistência ao Estudante) para agendar a entrevista. Telefone: 35-3299-3044 Segue abaixo a relação

Leia mais

Passo 1: Entre em contato no numero abaixo em nossa Central Itaú Seguros para registrar a retirada do KIT de sinistro;

Passo 1: Entre em contato no numero abaixo em nossa Central Itaú Seguros para registrar a retirada do KIT de sinistro; Prezado Beneficiário, Para melhor apoiá-lo neste momento, encaminhamos abaixo todos os formulários e documentos necessários, bem como a orientação de como realizar o envio desses documentos. Procedimentos

Leia mais

3 Benefícios. 3.1 Plano de Saúde

3 Benefícios. 3.1 Plano de Saúde 3 Benefícios O Processo de Benefícios atua como agente visando minimizar as situações problemas existentes na relação homem-trabalho, através de orientações e esclarecimentos aos empregados sobre os benefícios

Leia mais

INFORMATIVO DA SUBGERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAL SOBRE MUDANÇAS NO PLANSERV

INFORMATIVO DA SUBGERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAL SOBRE MUDANÇAS NO PLANSERV Universidade Estadual de Feira de Santana Autorizada pelo Decreto Federal n.º 77.496 de 27/04/76 Reconhecida pela Portaria Ministerial n.º 874/86 de 19/12/86 INFORMATIVO DA SUBGERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Plano de Saúde UNIMED. Perguntas e Respostas

Plano de Saúde UNIMED. Perguntas e Respostas Plano de Saúde UNIMED Perguntas e Respostas Como aderir ao Plano de saúde? O interessado deverá dirigir-se à sede da Unimed Porto Alegre, localizada na Av. Venâncio Aires, 1040 Setor de Cadastro Térreo,

Leia mais

Roteiro dos documentos a serem anexados ao Formulário de Solicitação das Prestações de Benefícios BR/PT 07

Roteiro dos documentos a serem anexados ao Formulário de Solicitação das Prestações de Benefícios BR/PT 07 Acordo de Previdência Social entre a República Federativa do Brasil e a República Portuguesa Roteiro dos documentos a serem anexados ao Formulário de Solicitação das Prestações de Benefícios BR/PT 07 1

Leia mais

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS NORMA OPERACIONAL Nº 001/2009 DIREH, DE 17 DE SETEMBRO DE 2009

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS NORMA OPERACIONAL Nº 001/2009 DIREH, DE 17 DE SETEMBRO DE 2009 FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS NORMA OPERACIONAL Nº 001/2009 DIREH, DE 17 DE SETEMBRO DE 2009 Dispõe sobre os procedimentos a serem adotados para o ressarcimento, mediante auxílio

Leia mais

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio.

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Prezado (a) cliente: Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Procedimentos para envio dos documentos de

Leia mais

CONVÊNIO DE RECIPROCIDADE E COOPERAÇÃO TÉCNICA OFERTA DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ODONTOLÓGICA

CONVÊNIO DE RECIPROCIDADE E COOPERAÇÃO TÉCNICA OFERTA DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ODONTOLÓGICA CONVÊNIO DE RECIPROCIDADE E COOPERAÇÃO TÉCNICA OFERTA DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ODONTOLÓGICA BELO DENTE FAMILIAR E INDIVIDUAL Registro Produto nº. 455.668/06-2. SINCOR-MG, Sindicato dos Corretores

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL DAP/GEPE/UFF

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL DAP/GEPE/UFF DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL DAP/GEPE/UFF AGOSTO de 2014 Direção: Marlette Rose Galvão Alves Organograma elaborado com base na Portaria nº 45.242,de 21/07/2011-BS nº 117/2011 Departamento de

Leia mais

SAÚDE CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL

SAÚDE CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL 1PLANOS DE SAÚDE CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL CARTA DE SERVIÇOS A Carta de Serviços é uma ferramenta de gestão criada pelo Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização GesPública.

Leia mais

EDITAL DE BOLSA SOCIAL 2015

EDITAL DE BOLSA SOCIAL 2015 EDITAL DE BOLSA SOCIAL 2015 A Diretoria de Colégios da ABEU Colégios, no uso de suas atribuições, torna público o Edital para o Processo de Concessão de Bolsas Sociais destinadas a estudantes regularmente

Leia mais

FUNERAL CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL

FUNERAL CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL 8AUXÍLIO FUNERAL CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL CARTA DE SERVIÇOS A Carta de Serviços é uma ferramenta de gestão criada pelo Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização GesPública.

Leia mais

PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR CASU/UFMG INFORMAÇÕES PARA OS DOCENTES SOBRE O PROCESSO DE ADESÃO AO PLANO IFES III

PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR CASU/UFMG INFORMAÇÕES PARA OS DOCENTES SOBRE O PROCESSO DE ADESÃO AO PLANO IFES III PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR CASU/UFMG INFORMAÇÕES PARA OS DOCENTES SOBRE O PROCESSO DE ADESÃO AO PLANO IFES III Com esta mensagem, a Pró-Reitoria de Recursos Humanos da Universidade Federal de Minas Gerais

Leia mais

Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu Foz Previdência

Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu Foz Previdência INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 05/2015 FOZPREV DATA: 18 de dezembro de 2015 SÚMULA: Estabelece a forma e os procedimentos para o Recadastramento Anual, na modalidade Prova de Vida, dos pensionistas vinculados

Leia mais

ANEXO I - Edital 02/2015 - DOCUMENTAÇÃO COMPROBATÓRIA

ANEXO I - Edital 02/2015 - DOCUMENTAÇÃO COMPROBATÓRIA MINISTÉRIO DAEDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS E ESTUDANTIS Av. Getúlio Guaritá, 159 Sala 230 - Abadia 38025-440 - Uberaba MG Tel: (34) 3318-5978

Leia mais

DOCUMENTOS PARA INSCRIÇÃO/REINGRESSO NO PLANO GEAPEssencial

DOCUMENTOS PARA INSCRIÇÃO/REINGRESSO NO PLANO GEAPEssencial PARA INSCRIÇÃO/REINGRESSO NO PLANO GEAPEssencial TITULARES Co-patrocinado - Ativo, Inativo ou no exercício de função comissionada. Autopatrocinado - Aposentado pelo Regime Geral de Previdência Social (CLT)

Leia mais

A seguir, alguns conceitos e explicações sobre o beneficio previsto nos artigos 30 e 31 da Lei 9.656/98 e inovações trazidas pela RN 279/11:

A seguir, alguns conceitos e explicações sobre o beneficio previsto nos artigos 30 e 31 da Lei 9.656/98 e inovações trazidas pela RN 279/11: O presente Manual tem por objetivo esclarecer os principais aspectos referentes ao direito de continuidade no plano de saúde à demitidos e aposentados, conforme previsto na Lei dos Planos de Saúde e recentemente

Leia mais

Passo 1: Entre em contato no numero abaixo em nossa Central Itaú Seguros para registrar a retirada do KIT de sinistro;

Passo 1: Entre em contato no numero abaixo em nossa Central Itaú Seguros para registrar a retirada do KIT de sinistro; Prezado Beneficiário, Para melhor apoiá-lo neste momento, encaminhamos abaixo todos os formulários e documentos necessários, bem como a orientação de como realizar o envio desses documentos. Procedimentos

Leia mais

Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO. Manual do Usuário

Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO. Manual do Usuário Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO. QUALIFICAÇÃO DA OPERADORA DE PLANO DE SAÚDE... 3 2. CARACTERÍSTICAS DO PLANO... 3 2.. Objetivo... 3 2.2. Nome comercial

Leia mais

Norma de Empréstimos Financeiros

Norma de Empréstimos Financeiros Gestão de Atendimento AFAF D.GA.03 1/11 ÍNDICE 1. Objetivo... 2 2. Responsabilidades... 2 3. Conceitos... 2 4. Critérios... 3 4.1. Modalidades de Empréstimos Financeiros... 3 4.2. Limite de Contratos...

Leia mais

EDITAL DE BOLSA SOCIAL 2015.2 2ª SELEÇÃO PARA ALUNOS DE RENOVAÇÃO

EDITAL DE BOLSA SOCIAL 2015.2 2ª SELEÇÃO PARA ALUNOS DE RENOVAÇÃO EDITAL DE BOLSA SOCIAL 2015.2 2ª SELEÇÃO PARA ALUNOS DE RENOVAÇÃO O Reitor no uso de suas atribuições, torna público o Edital para o Processo de Concessão de Bolsas Sociais. O Programa de Bolsas Sociais

Leia mais

ROTINAS PARA ATENDIMENTO DO USUÁRIO

ROTINAS PARA ATENDIMENTO DO USUÁRIO ROTINAS PARA ATENDIMENTO DO USUÁRIO Rotinas para Atendimento do Usuário Este manual tem por objetivo facilitar a utilização do seu Plano de Saúde. A observância das instruções nele contidas facilita o

Leia mais

ANEXO I GRAUS DE DEPENDÊNCIA

ANEXO I GRAUS DE DEPENDÊNCIA ANEXO I GRAUS DE DEPENDÊNCIA Código Descrição 1 Cônjuge Feminino 34 Cônjuge Masculino 7 Companheiro(a)/ Convivente 30 Ex-Cônjuge Feminino com Pensão Alimentícia 3 Filho(a) Solteiro(a) 17 Enteado(a) Solteiro(a)

Leia mais

RESPOSTAS A QUESTIONAMENTOS Nº 01.

RESPOSTAS A QUESTIONAMENTOS Nº 01. RESPOSTAS A QUESTIONAMENTOS Nº 01. Acusamos o recebimento tempestivo do pedido de esclarecimentos ao instrumento convocatório apresentado pela UNIMED BELO HORIZONTE COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO, que

Leia mais

MANUAL DE BENEFÍCIOS. ABEP Associação Beneficente dos Empregados da Prodabel

MANUAL DE BENEFÍCIOS. ABEP Associação Beneficente dos Empregados da Prodabel MANUAL DE BENEFÍCIOS ABEP Associação Beneficente dos Empregados da Prodabel ÍNDICE 1. Princípios gerais da assistência prestada pela ABEP. 2. Normas gerais para concessão de reembolsos. 3. Beneficiários

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO REGULAMENTO DO ESTATUTO

ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO REGULAMENTO DO ESTATUTO ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO REGULAMENTO DO ESTATUTO TÍTULO I DOS ASSOCIADOS Art.1º. Os associados distribuem-se pelas seguintes categorias: I - fundadores:

Leia mais

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição Manual de Reembolso 2ª edição Você sabia que quando não utiliza os serviços da rede credenciada do Agros, seja por estar fora da área de cobertura do plano de saúde ou por opção, pode solicitar o reembolso

Leia mais

Lei 8.036/90 ( FGTS: possibilidades e condições de utilização/saque; Certificado de Regularidade do FGTS; Guia de Recolhimento GRF)

Lei 8.036/90 ( FGTS: possibilidades e condições de utilização/saque; Certificado de Regularidade do FGTS; Guia de Recolhimento GRF) Lei 8.036/90 ( FGTS: possibilidades e condições de utilização/saque; Certificado de Regularidade do FGTS; Guia de Recolhimento GRF) FGTS Fundo indenizatório, criado com o objetivo de proteger o trabalhador

Leia mais

1. Entidades titulares elegíveis documentos necessários

1. Entidades titulares elegíveis documentos necessários 1. Entidades titulares elegíveis documentos necessários Estas são as entidades para as quais a Ransom Resgate Consultoria em Seguros oferece, em condições especiais, o seguro-saúde coletivo por adesão

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS ACEITOS PARA FINS COMPROBATÓRIOS I. DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO UM)

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS ACEITOS PARA FINS COMPROBATÓRIOS I. DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO UM) PARA ALUNOS EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIOECONÔMICA No ato da apresentação dos documentos comprobatórios obrigatórios deverão ser apresentados os originais e cópias dos mesmos OU cópias autenticadas

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO PORTARIA Nº 4.247, DE 04 DE AGOSTO DE 2015. Dispõe sobre o Programa de Assistência Médica, Ambulatorial e Hospitalar no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região. A PRESIDENTE DO, no uso de

Leia mais

Manual do Usuário do Plano CELOS Saúde Agregados PLANO CELOS SAÚDE

Manual do Usuário do Plano CELOS Saúde Agregados PLANO CELOS SAÚDE MANUAL DO USUÁRIO DO PLANO CELOS SAÚDE AGREGADOS Revisado em 04/05/2011 O objetivo deste manual é orientar os usuários sobre a correta utilização do. As informações e instruções aqui contidas devem ser

Leia mais

Guia técnico do consultor. Plano de Saúde Coletivo por Adesão

Guia técnico do consultor. Plano de Saúde Coletivo por Adesão Guia técnico do consultor Plano de Saúde Coletivo por Adesão Principais destaques e características dos planos: Excelente rede médica e hospitalar credenciada Os planos Omint oferecem uma ampla rede credenciada

Leia mais

Proposta de Adesão. Contrato de Plano de Saúde Coletivo por Adesão. RIC. Telefone Comercial RIC RIC RIC RIC

Proposta de Adesão. Contrato de Plano de Saúde Coletivo por Adesão. RIC. Telefone Comercial RIC RIC RIC RIC ANS 417050 ANS 360449 Matrícula: Início da Vigência: / / 1 IDENTIFICAÇÃO ENTIDADE/SUBESTIPULANTE CNPJ: Nome: 2 PROPONENTE TITULAR Data de Nascimento Sexo E C CPF PIS/PASEP Cartão Nacional de Saúde Nome

Leia mais

ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS

ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS Este aditivo é parte integrante do Seguro Saúde contratado pelo Estipulante abaixo indicado, bem como de suas Condições Gerais. Número

Leia mais

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio.

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Prezado (a) cliente: Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Procedimentos para envio dos documentos de

Leia mais

PROGRA M A DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PAS/SERPRO MANUAL DO USUÁRIO IMPORTANTE

PROGRA M A DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PAS/SERPRO MANUAL DO USUÁRIO IMPORTANTE PROGRA M A DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PAS/SERPRO MANUAL DO USUÁRIO IMPORTANTE O PAS/SERPRO em Convênio de Reciprocidade com a CASSI foi criado de maneira a possibilitar o acesso de todos os empregados e seus

Leia mais

MANUAL DO ASSOCIADO CONTRATANTE: SENGE - PR CÓDIGO CONTRATANTE: 54780-0

MANUAL DO ASSOCIADO CONTRATANTE: SENGE - PR CÓDIGO CONTRATANTE: 54780-0 MANUAL DO ASSOCIADO CONTRATANTE: SENGE - PR CÓDIGO CONTRATANTE: 54780-0 Este manual tem o objetivo de levar ao Associado informações sobre o plano de saúde ao qual está propondo sua adesão. Colocamos as

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL 1. - FINALIDADE Este Regulamento dispõe sobre a concessão de empréstimo pessoal pela Fundação de Previdência do Instituto Emater - FAPA, ao participante ativo, assistido,

Leia mais

EDITAL DE BOLSA DE ESTUDO E PESQUISA ART. 170 EDITAL 2010/1

EDITAL DE BOLSA DE ESTUDO E PESQUISA ART. 170 EDITAL 2010/1 EDITAL DE BOLSA DE ESTUDO E PESQUISA ART. 170 EDITAL 2010/1 O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, através do seu Diretor Regional Sérgio Roberto Arruda, faz saber aos interessados que, de acordo

Leia mais

A proposta de adesão é preenchida pelo beneficiário principal, nos campos listados abaixo:

A proposta de adesão é preenchida pelo beneficiário principal, nos campos listados abaixo: Movimentações Cadastrais: Inclusões: TIPOS: Imediata: Movimentações recebidas fora do prazo de 25 a 30 dias antes do vencimento serão processadas, com aplicação de cobrança proporcional em fatura do mês

Leia mais

EDITAL - BOLSA DE ESTUDO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR

EDITAL - BOLSA DE ESTUDO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR EDITAL - BOLSA DE ESTUDO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR Inscrições disponíveis no site da Prefeitura Municipal de Joinville Entrega de formulário preenchido e documentação exigida: Servidores Lotados nas demais

Leia mais

Regulamento. do Programa de Empréstimo Pessoal

Regulamento. do Programa de Empréstimo Pessoal Regulamento do Programa de Empréstimo Pessoal 2 Regulamento do Programa de Empréstimo Pessoal Índice CAPÍTULO I DA FINALIDADE... 4 CAPÍTULO II DOS PARTICIPANTES ELEGÍVEIS... 4 CAPÍTULO III DOS LIMITES

Leia mais

Guia técnico do consultor. Seguro-Saúde Coletivo por Adesão

Guia técnico do consultor. Seguro-Saúde Coletivo por Adesão Guia técnico do consultor Seguro-Saúde Coletivo por Adesão 1. Entidades titulares elegíveis documentos necessários Estas são as entidades para as quais a Qualicorp Corretora de Seguros oferece, em condições

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA COHAB-ARAUCÁRIA Nº 03, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2014.

INSTRUÇÃO NORMATIVA COHAB-ARAUCÁRIA Nº 03, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA COHAB-ARAUCÁRIA Nº 03, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2014. Súmula: Estabelece normas e procedimentos para a realização de inscrição dos mutuários, relaciona os documentos necessários a instruir

Leia mais

ASSISTÊNCIA À SUPLEMENTAR DO SERVIDOR

ASSISTÊNCIA À SUPLEMENTAR DO SERVIDOR ASSISTÊNCIA À SAÚDE SUPLEMENTAR DO SERVIDOR AMPARO LEGAL Lei 8.112/90 (RJU) Art. 230 A assistência à saúde do servidor, ativo ou inativo, e de sua família compreende assistência médica, m hospitalar, odontológica,

Leia mais

A EMPRESA. Visão. Missão

A EMPRESA. Visão. Missão MANUAL DE RH 2015 A EMPRESA Com mais de 18 anos e com profundo conhecimento sobre saúde bucal, a DENTALPAR destaca-se no mercado odontológico pela qualidade nos serviços prestados e por promover e manter

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES REFERENTES À RESOLUÇÃO NORMATIVA ANS Nº 279/2011

MANUAL DE ORIENTAÇÕES REFERENTES À RESOLUÇÃO NORMATIVA ANS Nº 279/2011 MANUAL DE ORIENTAÇÕES REFERENTES À RESOLUÇÃO NORMATIVA ANS Nº 279/2011 Versão 01/2014 2 O presente Manual tem por objetivo esclarecer os principais aspectos referentes ao direito de continuidade no plano

Leia mais

CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE ANIMAL

CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE ANIMAL CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE ANIMAL Contrato nº CONTRATADA NOME SITUADA na Rua, Vl. CEP Sorocaba / SP, Inscrição Estadual n., Inscrição Municipal n., CNPJ n., através de seu representante legal Nome, brasileiro,

Leia mais

Manual do Plano de Saúde/PMF. As pessoas investidas em cargo de provimento em comissão, declarado em lei, de livre nomeação e exoneração;

Manual do Plano de Saúde/PMF. As pessoas investidas em cargo de provimento em comissão, declarado em lei, de livre nomeação e exoneração; Manual do Plano de Saúde/PMF ADESÃO AO PLANO DE SAÚDE A adesão ao plano de saúde será facultativa, e observará a regulamentação estabelecida pela Secretaria Municipal de Administração. USUÁRIO TITULAR

Leia mais

Cartilha dos Planos Administrados pela FAECES

Cartilha dos Planos Administrados pela FAECES Cartilha dos Planos Administrados pela FAECES Conheça os planos de benefícios e assistência médica da Fundação 2 3 SUMÁRIO 06 Apresentação 08 Glossário 10 Introdução Geral Entidades Fechadas de Previdência

Leia mais

Editado em junho/2007. Cartilha da Saúde

Editado em junho/2007. Cartilha da Saúde Editado em junho/2007 Cartilha da Saúde ÍNDICE Prosaúde Integrado da Cemig - PSI.... pág. 4 CaracterísticasdoPSI...pág. 7 Coberturas... pág. 7 Inscrição de dependentes no PSI e Carências.... pág. 10 Tabelas

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSA DE ESTUDOS - FPTE 2015

PROGRAMA DE BOLSA DE ESTUDOS - FPTE 2015 PROGRAMA DE BOLSA DE ESTUDOS - FPTE 2015 A FUNDAÇÃO PAULISTA DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO, define os procedimentos, critérios e normas para a seleção de candidatos e renovação às bolsas de estudo integrais

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO GEAPFamília PARTICIPANTE

CONTRATO DE ADESÃO GEAPFamília PARTICIPANTE CONTRATO DE ADESÃO GEAPFamília PARTICIPANTE Contrato de adesão nº A GEAP Autogestão em Saúde, Fundação com personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, qualificada juridicamente como

Leia mais

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO Prezado (a) Doutor (a): A ORAL ODONTO é uma empresa criada e administrada por profissionais dentistas que se dedicam a oferecer os melhores recursos

Leia mais

EDITAL FEMC N 01/2012

EDITAL FEMC N 01/2012 EDITAL FEMC N 01/2012 REGULAMENTA O PROCESSO DE CONCESSÃO DE BOLSA DE ESTUDO PARA AS UNIDADES DE ENSINO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MONTES CLAROS O Presidente do Conselho de Administração da Fundação Educacional

Leia mais

EDITAL Nº 01/2014 BOLSA DE ESTUDOS DO ART. 170/CE

EDITAL Nº 01/2014 BOLSA DE ESTUDOS DO ART. 170/CE EDITAL Nº 01/2014 BOLSA DE ESTUDOS DO ART. 170/CE O Diretor da Faculdade Metropolitana de Guaramirim - FAMEG, faculdade do Grupo UNIASSELVI, faz saber aos interessados que, de acordo com o a Lei Complementar

Leia mais

Reembolso de Despesas Médicas e Não Médicas Perguntas e Respostas. Vigência Julho/2015

Reembolso de Despesas Médicas e Não Médicas Perguntas e Respostas. Vigência Julho/2015 Reembolso de Despesas Médicas e Não Médicas Perguntas e Respostas Vigência Julho/2015 Além de disponibilizar uma ampla rede de recursos credenciados, a SABESPREV ainda possibilita aos seus BENEFICIÁRIOS

Leia mais

Guia técnico do consultor. Plano de Saúde Coletivo por Adesão

Guia técnico do consultor. Plano de Saúde Coletivo por Adesão Guia técnico do consultor Plano de Saúde Coletivo por Adesão Principais destaques e características dos planos: Excelente rede médica e hospitalar credenciada Os planos Omint oferecem uma ampla rede credenciada

Leia mais

Sinistro de Morte Natural do Segurado Titular

Sinistro de Morte Natural do Segurado Titular Sinistro de Morte Natural do Segurado Titular Os documentos desta lista marcados com (*) não se aplicam a seguros individuais ou contratados pelo próprio segurado titular, mas somente a seguros corporativos,

Leia mais

VIGÊNCIA: 19/11/2014. (Aprovado na 1550ª Reunião de Diretoria, realizada em outubro/2014)

VIGÊNCIA: 19/11/2014. (Aprovado na 1550ª Reunião de Diretoria, realizada em outubro/2014) VIGÊNCIA: 19/11/2014 (Aprovado na 1550ª Reunião de Diretoria, realizada em outubro/2014) SUMÁRIO 1 OBJETIVO... 3 2 DEFINIÇÕES... 3 3 - LIMITE DE CRÉDITO... 4 4 - ENCARGOS FINANCEIROS, ADMINISTRATIVO E

Leia mais

Plano de Assistência Médica

Plano de Assistência Médica Sociedade Meridional de Educação (Some) União Sul Brasileira de Educação e Ensino (USBEE) Plano de Assistência Médica NORMA Atualizada em de 22/09/2015 Todo empregado das Mantenedoras Sociedade Meridional

Leia mais

Prosaúde Integrado da Cemig

Prosaúde Integrado da Cemig Prosaúde Integrado da Cemig Cartilha editada em junho de 2013 A Cemig Saúde A Cemig Saúde é a operadora de autogestão que administra o Prosaúde Integrado da Cemig - PSI. A autogestão é a modalidade de

Leia mais

Trabalhador avulso, segurado especial e segurado empregado, à exceção do doméstico pensão por acidente do trabalho

Trabalhador avulso, segurado especial e segurado empregado, à exceção do doméstico pensão por acidente do trabalho Previdência social Benefícios Documentação específica, por categoria Pensão por acidente do trabalho trabalhador avulso, segurado especial e segurado empregado, à exceção do doméstico Esposo(a) ou companheiro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO DIREÇÃO DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS E ESTUDANTIS DACE REITORIA EDITAL DO AUXÍLIO-MORADIA 2014.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO DIREÇÃO DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS E ESTUDANTIS DACE REITORIA EDITAL DO AUXÍLIO-MORADIA 2014. UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO DIREÇÃO DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS E ESTUDANTIS DACE REITORIA EDITAL DO AUXÍLIO-MORADIA 2014.2 Chamada para seleção de estudantes de graduação, candidatos

Leia mais

REGULAMENTO EMPRÉSTIMO CASANPREV

REGULAMENTO EMPRÉSTIMO CASANPREV REGULAMENTO EMPRÉSTIMO CASANPREV 1/9 CAPÍTULO I Do Objeto Art. 1º Este documento, doravante denominado Regulamento de Empréstimo, estabelece os direitos e as obrigações da CASANPREV, dos Participantes,

Leia mais

Manual do Plano de Saúde/PMF

Manual do Plano de Saúde/PMF Manual do Plano de Saúde/PMF INCLUSÃO DE TITULAR DOCUMENTOS NECESSÁRIOS Cópia RG e CPF; Comprovante de residência em nome do titular (três meses de validade). Contra Cheque (três meses de validade). Ficha

Leia mais

SulAmérica Saúde PME Folheto de Apoio às Vendas. Atualização: Nov/2007

SulAmérica Saúde PME Folheto de Apoio às Vendas. Atualização: Nov/2007 SulAmérica Saúde PME Folheto de Apoio às Vendas Atualização: Nov/2007 Folheto de Apoio às Vendas Este folheto contém as principais informações, regras e características pra facilitar a venda do SulAmérica

Leia mais