qwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçz xcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "qwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçz xcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty"

Transcrição

1 qwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçz xcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty ESCOLA SECUNDÁRIA DR. JOÃO CARLOS CELESTINO GOMES uiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbn PLANIFICAÇÃO ANUAL mqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjkl EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA çzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopa 2013/2014 sdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwe rtyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcv bnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfgh jklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuio pasdfghjklçzxcvbnmrtyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwert yuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbn mqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjkl çzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopa

2 PLANIFICAÇÃO ANUAL EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA 3º CICLO Finalidades: Desenvolver competências necessárias ao exercício da cidadania; Proporcionar aos alunos momentos de reflexão sobre a vida na escola e os princípios democráticos que regem o seu funcionamento; Desenvolver comportamentos que conduzam à formação de cidadãos autónomos, responsáveis e críticos; Promover valores de tolerância, solidariedade e respeito pelos outros; Estimular a participação ativa dos alunos na escola e na sociedade; Promover a valorização de uma sexualidade responsável e informada. Avaliação: Domínio A. Atitudes e valores e Domínio B. Participação no trabalho: Grelha de observação de aulas Fichas de trabalho Trabalhos de pesquisa Trabalhos de grupo/pares Apresentação de trabalhos Ficha de auto-avaliação Educação Para a Cidadania 2

3 PLANIFICAÇÃO ANUAL EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA 7º ANO Competências Conteúdos/Temáticas Nº de aulas Calendarização Saber ser assertivo no juízo e na ação face a determinadas situações. Compreender e respeitar normas básicas de convivência que regulam a vida em sociedade. Educação para a Cidadania Reflexão sobre o conceito de Educação para a cidadania Cidadania europeia e intercultural. Assertividade: cumprimentar; pedidos difíceis; dar e receber elogios; exprimir desacordo; defender uma opinião; convencer alguém; lidar com a injustiça; lidar com a recusa. +7 Interessar-se pelos problemas do mundo exterior à Escola, mundo próximo e distante. Valorizar o voluntariado como forma de organização dos indivíduos em torno de objetivos comuns. Conhecer os direitos consagrados na Declaração Universal dos Direitos do Homem. Interiorizar valores subjacentes aos Direitos do Homem. Conhecer os Direitos da Criança. Educação para o Desenvolvimento Justiça; Equidade Social; Solidariedade; Cooperação; Voluntariado e Paz Social. Educação para os Direitos Humanos Declaração Universal dos Direitos Humanos Valores subjacentes aos Direitos Humanos Direitos da Criança Igualdade de Género 1º período Incentivar à poupança Saber gerir mesadas e/ou semanadas Educação Financeira Conselhos sobre a maneira de gerir, planificar e controlar o orçamento. Educação Para a Cidadania 3

4 Aplicar as regras básicas de higiene pessoal. Compreender a necessidade de uma alimentação saudável. Adquirir hábitos de vida saudável. Saber aceitar de forma positiva a sexualidade como uma vertente importante da vida. Assimilar atitudes, valores e comportamentos saudáveis no âmbito da sexualidade. Assimilar atitudes que levem a uma intervenção ativa na defesa dos direitos do consumidor. Conhecer a influência da publicidade sobre os hábitos dos consumidores. Educação Para a saúde e a Sexualidade Cuidados prestados pelo SNS (Centro de Saúde de Ilhavo, ) Alimentação saudável Atividade física Inter-relação entre alimentação saudável, atividade física e saúde Reflexão sobre o que é a adolescência Caraterísticas psicológicas e mudanças físicas, psíquicas e sociais da adolescência Imagem corporal Aquisição de hábitos de higiene Medos e angústias Alimentação saudável Atividade física Inter-relação entre alimentação saudável, atividade física e saúde +6 2º período Educação do Consumidor Direitos e deveres do consumidor A publicidade - publicidade informativa e apelativa Educação Para a Cidadania 4

5 Reconhecer os problemas que perturbam o equilíbrio ambiental. Conhecer projetos de intervenção na defesa e recuperação do património ambiental. EducaçãoAmbiental/ /desenvolvimento sustentável Diferentes tipos de poluição Exemplos a seguir: Eco-Escolas; Coastwatch; Escola Electrão Refletir sobre as vantagens e as vantagens do uso da tecnologia mediática. Educação para os Média Vantagens e desvantagens do uso da tecnologia mediática 3º período Identificar regras e sinais de trânsito. Refletir sobre as regras para um condutor consciente. Educação Rodoviária Regras e sinais de trânsito Consequências da violação de regras rodoviárias Educação Para a Cidadania 5

6 PLANIFICAÇÃO ANUAL EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA 8º ANO Competências Conteúdos/Temáticas Nº de aulas Calendarização Refletir sobre a realidade da escola e interiorizar princípios de uma vivência saudável. Compreender as consequências do incumprimento dos deveres do aluno do Regulamento Interno da escola. Interessar-se pelos problemas do mundo exterior à Escola, mundo próximo e distante. Valorizar o voluntariado como forma de organização dos indivíduos em torno de objetivos comuns. Educação para a Cidadania Reflexão sobre o conceito de Educação para a cidadania Cidadania europeia e intercultural Indisciplina na sala de aula Comunicar Assertividade: - Situações problemáticas relacionadas com a vida da escola; consequências; medidas de remediação A minha turma - análise do comportamento da turma Análise de extratos do RI sobre Direitos e Deveres Educação para o Desenvolvimento Justiça; Equidade Social; Solidariedade; Cooperação; Voluntariado e Paz Social +5 1º período Indicar e refletir sobre casos mundiais de violação dos Direitos do Homem. Educação para os Direitos do Homem Casos mundiais de violação dos Direitos do Homem Educação Para a Cidadania 6

7 Incentivar à poupança Saber gerir mesadas e/ou semanadas Educação Financeira Conselhos sobre a maneira de gerir, planificar e controlar o orçamento. Refletir sobre as vantagens e as vantagens do uso da tecnologia mediática. Educação para os Média Vantagens e desvantagens do uso da tecnologia mediática Aplicar as regras básicas de higiene pessoal. Compreender a necessidade de uma alimentação saudável. Adquirir hábitos de vida saudável. Conhecer os sintomas e consequências das doenças sexualmente transmissíveis. Saber prevenir comportamentos de risco. Educação para a Saúde/ Educação da Sexualidade Cuidados prestados pelo SNS (Centro de Saúde de Ilhavo, ) Alimentação saudável Atividade física Inter-relação entre alimentação saudável, atividade física e saúde Riscos de uma vida sexual ativa Infeções sexualmente transmissíveis Proteger-se das infeções sexualmente transmissíveis SIDA / Proteger-se da SIDA Prevenção do consumo de substâncias psicoativas Saúde Mental: Prevenção da violência em meio escolar º período Educação Para a Cidadania 7

8 Reconhecer os problemas que perturbam o equilíbrio ambiental. Conhecer projetos de intervenção na defesa e recuperação do património ambiental nacional e internacional. Educação Ambiental/ Desenvolvimento sustentável Diferentes tipos de poluição Exemplos a seguir: Eco-Escolas; Coastwatch; Escola Electrão Projetos nacionais e internacionais de educação sustentável Assimilar atitudes que levem a uma intervenção ativa na defesa dos direitos do consumidor. Conhecer a influência da publicidade sobre os hábitos dos consumidores. Educação do Consumidor Direitos e deveres do consumidor A publicidade - publicidade informativa e apelativa Aprender a consumir: reflexão sobre formas de venda, reflexão sobre a utilidade dos produtos em termos de qualidade de vida, consequências ambientais do consumo. +4 3º período Identificar regras e sinais de trânsito. Refletir sobre as regras para um condutor consciente. Educação Rodoviária Regras e sinais de trânsito Consequências da violação de regras Educação Para a Cidadania 8

9 PLANIFICAÇÃO ANUAL EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA 9º ANO Competências Conteúdos/Temáticas Nº de aulas Calendarização Conhecer os Direitos e Deveres do aluno. Interessar-se pelos problemas do mundo exterior à Escola, mundo próximo e distante. Valorizar o voluntariado como forma de organização dos indivíduos em torno de objetivos comuns. Interessar-se pelos problemas do mundo exterior à Escola, mundo próximo e distante. Valorizar o voluntariado como forma de organização dos indivíduos em torno de objetivos comuns. Educação para a Cidadania Reflexão sobre o conceito de Educação para a cidadania Cidadania europeia e intercultural Indisciplina na sala de aula Comunicar Assertividade: - Situações problemáticas relacionadas com a vida da escola; consequências; medidas de remediação A minha turma - análise do comportamento da turma Análise de extratos do RI sobre Direitos e Deveres Educação para o Desenvolvimento - Justiça; Equidade Social; Solidariedade; Cooperação; Corresponsabilização; Partilha, Voluntariado e Paz Social. +4 1º período Conhecer os Direitos do Homem. Aplicar na própria conduta os seus valores e viver de acordo com eles. Educação para os Direitos do Homem Casos mundiais de violação dos Direitos do Homem. Educação Para a Cidadania 9

10 Aplicar as regras básicas de higiene pessoal. Conhecer os perigos e consequências de uma gravidez precoce. Prevenir a violência e o abuso físico e sexual Conhecer as taxas e tendências de maternidade na adolescência e compreensão do respetivo significado. Conhecer as taxas e tendências das interrupções voluntárias de gravidez, as suas sequelas e respetivo significado. Educação para a Saúde/ Educação da Sexualidade Cuidados prestados pelo SNS (Centro de Saúde de Ilhavo, ) Uso e acessibilidade dos métodos contracetivos Violência e abuso físico e sexual Taxas de maternidade e da interrupção da gravidez na adolescência. Reconhecer situações de risco associadas à utilização das TIC. Educação para os Média: Biblioteca Digital Segurança na Internet 2º período Consciencializar os jovens para o Empreendedorismo. Interiorizar os traços/fatores de um(a) Empreendedor(a). Conhecer casos emblemáticos de empreendedorismo em Portugal. Educação para o Empreendedorismo Exemplos de projetos empreendedores de iniciativa de grupos de jovens Exemplos de candidaturas a nível da comissão europeia +5 Incentivar à poupança. Saber gerir mesadas e/ou semanadas. Educação Financeira Conselhos sobre a maneira de gerir, planificar e controlar o orçamento. Educação Para a Cidadania 10

11 Assimilar a importância de refletir sobre o futuro a nível profissional. Conhecer algumas formas e meios de procurar emprego. Educação para o mundo do trabalho Orientação Vocacional e Profissional (colaboração do SPO da Escola) +8 3º período Educação Para a Cidadania 11

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALMEIDA GARRETT VILA NOVA DE GAIA CÓDIGO 400798 FORMAÇÃO CÍVICA

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALMEIDA GARRETT VILA NOVA DE GAIA CÓDIGO 400798 FORMAÇÃO CÍVICA ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALMEIDA GARRETT VILA NOVA DE GAIA CÓDIGO 400798 FORMAÇÃO CÍVICA Para uma Educação e Formação Social, Humana e Profissional dos alunos da Escola Secundária Almeida Garrett 1. Orientações

Leia mais

Promoção da Educação para a Saúde - +Saúde EDUCAÇÃO SEXUAL

Promoção da Educação para a Saúde - +Saúde EDUCAÇÃO SEXUAL EDUCAÇÃO SEXUAL Distribuição de conteúdos Curriculares, tempos letivos e disciplinas intervenientes.º Ciclo 7.º Dimensão ética da sexualidade humana. Compreensão da sexualidade como uma das componentes

Leia mais

EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA

EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA Ano lectivo 2014/2015 Introdução A Educação para a Cidadania é um processo ao longo da vida. Começa em casa e no meio próximo das crianças com as questões da identidade, relações

Leia mais

Ação de Formação OFERTAS CURRICULARES DIVERSIFICADAS: UMA NOVA REALIDADE ESCOLAR PARA TODOS OS DOCENTES

Ação de Formação OFERTAS CURRICULARES DIVERSIFICADAS: UMA NOVA REALIDADE ESCOLAR PARA TODOS OS DOCENTES Ação de Formação OFERTAS CURRICULARES DIVERSIFICADAS: UMA NOVA REALIDADE ESCOLAR PARA TODOS OS DOCENTES Programa para a disciplina de oferta complementar do AER (ensino básico): Educação para a Cidadania

Leia mais

Educação para a Cidadania linhas orientadoras

Educação para a Cidadania linhas orientadoras Educação para a Cidadania linhas orientadoras A prática da cidadania constitui um processo participado, individual e coletivo, que apela à reflexão e à ação sobre os problemas sentidos por cada um e pela

Leia mais

Linhas Orientadoras de Cidadania do Agrupamento de Escolas Engenheiro Fernando Pinto de Oliveira 2014/15

Linhas Orientadoras de Cidadania do Agrupamento de Escolas Engenheiro Fernando Pinto de Oliveira 2014/15 Agrupamento de Escolas Eng. Fernando Pinto de Oliveira Linhas Orientadoras de Cidadania do Agrupamento de Escolas Engenheiro Fernando Pinto de Oliveira 2014/15 A prática da cidadania constitui um processo

Leia mais

Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho, Figueira da Foz

Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho, Figueira da Foz PLANO ANUAL DE TRABALHO 05/06 8ºAno Código 070 Educação para a Cidadania Ano Letivo: 05 / 06 Plano Anual Competências a desenvolver Conteúdos Temas/Domínios Objetivos Atividades / Materiais 3 Períodos

Leia mais

Escola EB 2/3 João Afonso de Aveiro 2011/2012 Formação Cívica 2º Ciclo

Escola EB 2/3 João Afonso de Aveiro 2011/2012 Formação Cívica 2º Ciclo Escola EB 2/3 João Afonso de Aveiro 20/202 Formação Cívica 2º Ciclo Previsão do número de aulas disponíveis (45 minutos) Início das aulas...5-09-20 Fim do Primeiro Período...6-2-20 Número de aulas do º

Leia mais

Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho, Figueira da Foz

Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho, Figueira da Foz PLANO ANUAL DE TRABALHO 205/206 9ºAno Código 40470 Educação para a Cidadania 9º Ano Ano Letivo: 205/ 206 Plano Anual Competências a desenvolver Conteúdos Temas/Domínios Objetivos Atividades / Materiais

Leia mais

PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 1373/XII/4ª

PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 1373/XII/4ª PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 1373/XII/4ª Recomenda ao Governo a definição de uma estratégia para o aprofundamento da cidadania e da participação democrática e política dos jovens A cidadania é, além de um

Leia mais

ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LECTIVO 2011 / 2012 TIC@CIDADANIA. Proposta de planos anuais. 1.º Ciclo do Ensino Básico

ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LECTIVO 2011 / 2012 TIC@CIDADANIA. Proposta de planos anuais. 1.º Ciclo do Ensino Básico ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LECTIVO 2011 / 2012 TIC@CIDADANIA Proposta de planos anuais 1.º Ciclo do Ensino Básico Introdução O objetivo principal deste projeto é promover e estimular

Leia mais

EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE 09/13 INTRODUÇÃO

EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE 09/13 INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO A par do trabalho de transmissão de conhecimentos organizados em disciplinas, a escola deve, também, educar para os valores, promover a saúde, a formação e a participação cívica dos alunos,

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DA GRACIOSA ANO LETIVO 2014-2015 PLANIFICAÇÃO DE CIDADANIA (7º)

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DA GRACIOSA ANO LETIVO 2014-2015 PLANIFICAÇÃO DE CIDADANIA (7º) ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DA GRACIOSA ANO LETIVO 2014-2015 PLANIFICAÇÃO DE CIDADANIA (7º) 1º Período (26 Aulas) Identidade Pessoal As minhas principais qualidades e como se revelam importantes - Os meus

Leia mais

#ESCOLA. Candidaturas ao Programa Escolhas 6ª Geração. Assunto: Proposta de indicadores para objectivos de resultado

#ESCOLA. Candidaturas ao Programa Escolhas 6ª Geração. Assunto: Proposta de indicadores para objectivos de resultado Candidaturas ao Programa Escolhas 6ª Geração Assunto: Proposta de indicadores para objectivos de resultado #ESCOLA Resultados _Promover o sucesso escolar _Promover a progressão nos resultados escolares

Leia mais

Escola Secundária da Ramada. Plano Plurianual de Atividades. Pro Qualitate (Pela Qualidade)

Escola Secundária da Ramada. Plano Plurianual de Atividades. Pro Qualitate (Pela Qualidade) Escola Secundária da Ramada Plano Plurianual de Atividades Pro Qualitate (Pela Qualidade) 2014 A Escola está ao serviço de um Projeto de aprendizagem (Nóvoa, 2006). ii ÍNDICE GERAL Pág. Introdução 1 Dimensões

Leia mais

Centro de Atendimento, Acompanhamento e Animação para pessoas com Deficiência Plano de Atividades 2015

Centro de Atendimento, Acompanhamento e Animação para pessoas com Deficiência Plano de Atividades 2015 ATENDIMENT Realizar o atendimento às pessoas com Centro de Atendimento, Acompanhamento e Animação para pessoas com Deficiência Plano de Ativ 2015 CALENDARIZA- ÇÃ Informar, apoiar e orientar as pessoas

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2014/2015 Página 2 1.º Ciclo.. 05 2.º Ciclo. 09 Língua Portuguesa. Língua Inglesa.. História e Geografia de Portugal 23 Matemática... 24 Ciências da Natureza.. 25 Educação Musical...

Leia mais

DE QUALIDADE E EXCELÊNCIA

DE QUALIDADE E EXCELÊNCIA PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO 2015/2016 PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO 2015-2016 POR UM AGRUPAMENTO DE QUALIDADE E EXCELÊNCIA JI Fojo EB 1/JI Major David Neto EB 2,3 Prof. José Buísel E.S. Manuel Teixeira Gomes

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO HENRIQUE MEDINA PROJETO PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO HENRIQUE MEDINA PROJETO PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO HENRIQUE MEDINA PROJETO PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE Ano letivo 2014/2015 1. Enquadramento Entre os objetivos prioritários da atual política educativa encontram-se os

Leia mais

ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO 2012/2013 TIC@CIDADANIA. Proposta de planos anuais. 1.º Ciclo do Ensino Básico IM-DE-057.

ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO 2012/2013 TIC@CIDADANIA. Proposta de planos anuais. 1.º Ciclo do Ensino Básico IM-DE-057. ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO 2012/2013 TIC@CIDADANIA Proposta de planos anuais 1.º Ciclo do Ensino Básico AEC TIC@CIDADANA Proposta de Plano Anual 2012/2013 1. Introdução A Divisão

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Gafanha da Encarnação. Plano de Trabalho

Agrupamento de Escolas da Gafanha da Encarnação. Plano de Trabalho Plano de Trabalho 2013/2014 Índice ntrodução... 2 Finalidade do projeto... 3 Objetivos do projeto... 3 Áreas temáticas de... 3 Objetivos por área temática... 4 ntervenientes... 4 Atividades... 5 Avaliação...

Leia mais

Carta do Conselho da Europa sobre a Educação para a Cidadania Democrática e a Educação para os Direitos Humanos

Carta do Conselho da Europa sobre a Educação para a Cidadania Democrática e a Educação para os Direitos Humanos Carta do Conselho da Europa sobre a Educação para a Cidadania Democrática e a Educação para os Direitos Humanos Introdução A educação desempenha um papel essencial na promoção dos valores fundamentais

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº 4 DE ÉVORA. Critérios específicos de avaliação História

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº 4 DE ÉVORA. Critérios específicos de avaliação História Critérios específicos de avaliação História Ponto 1 : Informações gerais Os elementos de avaliação serão classificados de forma qualitativa, de acordo com a terminologia que a seguir se indica. A classificação

Leia mais

EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA. FORMAÇÃO CÍVICA. Plano curricular 2014.2017. 1 linhas orientadoras. 2 Plano Curricular

EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA. FORMAÇÃO CÍVICA. Plano curricular 2014.2017. 1 linhas orientadoras. 2 Plano Curricular EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA. FORMAÇÃO CÍVICA Plano curricular 2014.2017 Uma escola promotora de Educação para a Cidadania é aquela que educa pelo exercício e pela vivência quotidiana de cidadania. Apelar

Leia mais

2013/2017 Se não posso realizar grandes coisas, posso pelo menos fazer pequenas coisas com grandeza. (Clarck)

2013/2017 Se não posso realizar grandes coisas, posso pelo menos fazer pequenas coisas com grandeza. (Clarck) 2013/2017 Se não posso realizar grandes coisas, posso pelo menos fazer pequenas coisas com grandeza. (Clarck) Índice Introdução... 2 Caracterização... 4 Objetivos do Projecto... 4 Metodologia... 5 Identificação

Leia mais

Escola Secundária com 3º CEB de Coruche EDUCAÇÃO SEXUAL

Escola Secundária com 3º CEB de Coruche EDUCAÇÃO SEXUAL Escola Secundária com 3º CEB de Coruche 0 EDUCAÇÃO SEXUAL INTRODUÇÃO A Educação da sexualidade é uma educação moral porque o ser humano é moral. É, também, uma educação das atitudes uma vez que, com base

Leia mais

nossa vida mundo mais vasto

nossa vida mundo mais vasto Mudar o Mundo Mudar o Mundo O mundo começa aqui, na nossa vida, na nossa experiência de vida. Propomos descobrir um mundo mais vasto, Propomos mudar o mundo com um projecto que criou outros projectos,

Leia mais

Projetos Sociais da Faculdade Campo Real CIDADANIA REAL 1. O que é o projeto? 2. Em que consistem as atividades do projeto?

Projetos Sociais da Faculdade Campo Real CIDADANIA REAL 1. O que é o projeto? 2. Em que consistem as atividades do projeto? Projetos Sociais da Faculdade Campo Real A promoção da cidadania é qualidade de toda instituição de ensino consciente de sua relevância e capacidade de atuação social. Considerando a importância da Faculdade

Leia mais

FORMAÇÃO ACREDITADA PARA PROFESSORES 2015/2016

FORMAÇÃO ACREDITADA PARA PROFESSORES 2015/2016 FORMAÇÃO ACREDITADA PARA PROFESSORES 2015/2016 QUEM SOMOS A APF Associação para o Planeamento da Família, é uma Organização Não Governamental com estatuto de IPSS (Instituição Particular de Solidariedade

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL SANTO ANTÔNIO VIVENCIANDO VALORES NA ESCOLA POR UMA CULTURA DE PAZ

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL SANTO ANTÔNIO VIVENCIANDO VALORES NA ESCOLA POR UMA CULTURA DE PAZ ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL SANTO ANTÔNIO VIVENCIANDO VALORES NA ESCOLA POR UMA CULTURA DE PAZ Passo Fundo, 2005 1-Justificativa Talvez não haja palavra mais falada, nos dias de hoje, que a

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALANDROAL Ano letivo 2014/15 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALANDROAL Ano letivo 2014/15 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALANDROAL Ano letivo 2014/15 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Departamento Curricular de Matemática e Ciências Experimentais Área /Disciplina de Ciências Experimentais 2º e 3º Ciclo Indicadores/Parâmetros

Leia mais

PGM 3: MOBILIZAÇÃO E PARTICIPAÇÃO NA ESCOLA JOVEM

PGM 3: MOBILIZAÇÃO E PARTICIPAÇÃO NA ESCOLA JOVEM PGM 3: MOBILIZAÇÃO E PARTICIPAÇÃO NA ESCOLA JOVEM Falar em mobilização e participação de jovens na escola de ensino médio implica em discutir algumas questões iniciais, como o papel e a função da escola

Leia mais

Departamento de Psicologia e de Educação Especial

Departamento de Psicologia e de Educação Especial Departamento de Psicologia e de Educação Especial 1- Avaliação e acompanhamento psicológico Avaliação e acompanhamento psicológico e psicopedagógico individual (promoção da autoestima e comportamentos

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS DAS TAIPAS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS DAS TAIPAS Ano Letivo 201/201 PLANIFICAÇÃO ANUAL Disciplina de MATEMÁTICA - 11º Ano Turma J A PROFESSORA: Paula Cristina Gomes 1 1. OBJECTIVOS GERAIS São finalidades da disciplina no ensino secundário: desenvolver

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA MARIA AMÁLIA VAZ DE CARVALHO PLANO DE MELHORIA

ESCOLA SECUNDÁRIA MARIA AMÁLIA VAZ DE CARVALHO PLANO DE MELHORIA ESCOLA SECUNDÁRIA MARIA AMÁLIA VAZ DE CARVALHO PLANO DE MELHORIA 2012-2015 PLANO DE MELHORIA (2012-2015) 1. CONTEXTUALIZAÇÃO DO PROCESSO Decorreu em finais de 2011 o novo processo de Avaliação Externa

Leia mais

RECOMENDAÇÃO DE NORMAS DE COMPORTAMENTO DOS ÁRBITROS DE FUTEBOL E DE FUTSAL

RECOMENDAÇÃO DE NORMAS DE COMPORTAMENTO DOS ÁRBITROS DE FUTEBOL E DE FUTSAL Conselho de Arbitragem RECOMENDAÇÃO DE NORMAS DE COMPORTAMENTO DOS ÁRBITROS DE FUTEBOL E DE FUTSAL Abril /2013 1 / 4 1. INTRODUÇÃO O Futebol evolui consideravelmente nos últimos anos e a competitividade

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA PROGRAMA VOLUNTARIADO. Regulamento do Voluntariado

REGULAMENTO INTERNO PARA PROGRAMA VOLUNTARIADO. Regulamento do Voluntariado REGULAMENTO INTERNO PARA PROGRAMA DE VOLUNTARIADO Índice 1. Enquadramento... 3 2. Definição... 3 3. Princípios... 4 4. Objetivos... 4 5. Direitos... 4 6. Deveres... 5 7. Inscrição... 7 8. Candidatura...

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Moita 171311 Sede Escola Secundária da Moita

Agrupamento de Escolas da Moita 171311 Sede Escola Secundária da Moita Agrupamento de Escolas da Moita 171311 Sede Escola Secundária da Moita 1. Introdução No âmbito do protocolo entre os Ministérios da Educação e Ministério da Saúde Despacho nº 25 995/2005 (2ª série), Despacho

Leia mais

Receitas para a Escola e Família na. ou provocação? Orlanda Cruz

Receitas para a Escola e Família na. ou provocação? Orlanda Cruz Receitas para a Escola e Família na melhoria do processo educativo: verdade ou provocação? Orlanda Cruz Promovendo a Parentalidade Positiva Cruz Orlanda Parentalidade (positiva) Criar as condições (necessárias,

Leia mais

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/ José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros CURSO PROFISSIONAL NÍVEL SECUNDÁRIO Planificação Anual 201-2014 COMUNICAÇÃO E

Leia mais

PROPOSTAS PARA O PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2011/2012

PROPOSTAS PARA O PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2011/2012 PROPOSTAS PARA O PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2011/2012 PROJETO EDUCAR PARA A SAÚDE Atividades a desenvolver Dia mundial da alimentação - Disponibilizar fruta grátis no bar da escola. - Disponibilizar

Leia mais

13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS

13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS 13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS A importância da formação pessoal e social da criança para o seu desenvolvimento integral e para a

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLA DE CUBA

AGRUPAMENTO DE ESCOLA DE CUBA AGRUPAMENTO DE ESCOLA DE CUBA Ano letivo MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIREÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALENTEJO CENTRO DE ÁREA EDUCATIVA DO BAIXO ALENTEJO E ALENTEJO LITORAL Escola Básica Fialho de Almeida Introdução

Leia mais

Colaborar com as várias estruturas da escola nas tarefas inerentes ao cargo.

Colaborar com as várias estruturas da escola nas tarefas inerentes ao cargo. Atualizar e divulgar a composição da equipa. Divulgar as atividades. Atualizar e divulgar diversos materiais. ano lectivo Informação/divulgação dos serviços especializados na página da escola /EE Representar

Leia mais

Atividades do Projeto Educação para a Saúde

Atividades do Projeto Educação para a Saúde Atividades do Projeto Educação para a Saúde A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera que a saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, não consistindo somente numa ausência de

Leia mais

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação.

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Introdução Criar um filho é uma tarefa extremamente complexa. Além de amor,

Leia mais

Projeto de Educação para a Saúde e Sexualidade

Projeto de Educação para a Saúde e Sexualidade AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO BRUNO ESCOLA E.B.I. de SÃO BRUNO Projeto de Educação para a Saúde e Sexualidade 2015/2016 «A promoção da educação para a saúde em meio escolar é um processo em permanente

Leia mais

Planificação Anual Educação para a Cidadania

Planificação Anual Educação para a Cidadania Agrupamento de Escolas de Monforte Ano letivo - 2014-2015 Planificação Anual Educação para a Cidadania Departamento do 1º Ciclo Introdução Rua Professor Dr. Rosado Correia A escola ocupará sempre um papel

Leia mais

REDESENHAR, REORIENTAR, REAJUSTAR:

REDESENHAR, REORIENTAR, REAJUSTAR: REDESENHAR, REORIENTAR, REAJUSTAR: Ponto de partida 2006/ 2007 Convite para integrar o Programa TEIP Territórios Educativos de Intervenção Prioritária Insucesso Escolar Violência e indisciplina Agrupamento

Leia mais

Projeto Saúde Escolar

Projeto Saúde Escolar Agrupamento de Escolas de Eixo PLANO ANUAL DE ATIVIDADES - 2013/2014 Projeto Saúde Escolar PROJETOS E ATIVIDADES A DESENVOLVER AO LONGO DO ANO META/ OBJETIVO do P.E. NOME DO PROJETO /ATIVIDADE SÍNTESE

Leia mais

Roteiro de Diretrizes para Pré-Conferências Regionais de Políticas para as Mulheres. 1. Autonomia econômica, Trabalho e Desenvolvimento;

Roteiro de Diretrizes para Pré-Conferências Regionais de Políticas para as Mulheres. 1. Autonomia econômica, Trabalho e Desenvolvimento; Roteiro de Diretrizes para Pré-Conferências Regionais de Políticas para as Mulheres 1. Autonomia econômica, Trabalho e Desenvolvimento; Objetivo geral Promover a igualdade no mundo do trabalho e a autonomia

Leia mais

Projeto de Promoção e Educação para a Saúde 2015/2016 ESPRODOURO ESCOLA PROFISSIONAL DO ALTO DOURO. A Coordenadora: Elisabete de Jesus Duarte

Projeto de Promoção e Educação para a Saúde 2015/2016 ESPRODOURO ESCOLA PROFISSIONAL DO ALTO DOURO. A Coordenadora: Elisabete de Jesus Duarte Projeto de Promoção e Educação para a Saúde 2015/2016 A Coordenadora: Elisabete de Jesus Duarte ESPRODOURO ESCOLA PROFISSIONAL DO ALTO DOURO INTRODUÇÃO A Saúde é um fator essencial da vida humana. Segundo

Leia mais

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICA

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO FUNDÃO + ESCOLA + PESSOA PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICA 2013-2017 Agrupamento de Escolas do Fundão Página 1 Perante o diagnóstico realizado, o Agrupamento assume um conjunto de prioridades

Leia mais

Um Estudo Sair da Casca junho 2015. Mecenato Educativo. A perspetiva dos professores

Um Estudo Sair da Casca junho 2015. Mecenato Educativo. A perspetiva dos professores Um Estudo Sair da Casca junho 2015 Mecenato Educativo A perspetiva dos professores INTRO Objetivos Qual pode ser o papel das empresas na educação? Qual a importância dos programas educativos e o seu impacto?

Leia mais

1. Saúde individual e comunitária. 1.1. Indicadores do estado de saúde de uma população. 1.2. Medidas de ação para promoção de saúde.

1. Saúde individual e comunitária. 1.1. Indicadores do estado de saúde de uma população. 1.2. Medidas de ação para promoção de saúde. ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DA GRACIOSA CIÊNCIAS NATURAIS 9º ANO ANO LETIVO 2014/2015 AULAS PREVISTAS TEMA ORGANIZADOR CONTEÚDOS CONCETUAIS (45 MINUTOS) A B VIVER MELHOR NA TERRA 1. Saúde individual e comunitária.

Leia mais

ROJECTO PEDAGÓGICO E DE ANIMAÇÃO

ROJECTO PEDAGÓGICO E DE ANIMAÇÃO O Capítulo 36 da Agenda 21 decorrente da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, realizada em 1992, declara que a educação possui um papel fundamental na promoção do desenvolvimento

Leia mais

Prevenção na Escola. 1. Eu não ajo com violência física ou psicológica (Bullying/Cyberbullying).

Prevenção na Escola. 1. Eu não ajo com violência física ou psicológica (Bullying/Cyberbullying). Prevenção na Escola Na verdade, através da prevenção realizada continuadamente na EAL, cada aluno/a, cada professor/a e cada mãe ou pai (1ª reunião de pais/website/anuário) sabe do que se trata, quando

Leia mais

Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho, Figueira da Foz

Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho, Figueira da Foz PLANO ANUAL DE TRABALHO 05/06 7ºAno Código 40470 Educação para a Cidadania 7º Ano Ano Letivo: 05 / 06 Plano Anual Competências a desenvolver Conteúdos Temas/Domínios Objetivos Atividades / Materiais Períodos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER - Código 151427 PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º, 2.º E 3.

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER - Código 151427 PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º, 2.º E 3. PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º, 2.º E 3.º CICLOS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER 2013/2017 O Projeto Plurianual de Atividades do Agrupamento de Escolas Sophia de Mello

Leia mais

Código Deontológico. (Inserido no Estatuto da OE republicado como anexo pela Lei n.º 111/2009 de 16 de Setembro)

Código Deontológico. (Inserido no Estatuto da OE republicado como anexo pela Lei n.º 111/2009 de 16 de Setembro) Código Deontológico (Inserido no Estatuto da OE republicado como anexo pela Lei n.º 111/2009 de 16 de Setembro) SECÇÃO II Do código deontológico do enfermeiro Artigo 78.º Princípios gerais 1 - As intervenções

Leia mais

Agrupamento de Escolas Marquês de Marialva

Agrupamento de Escolas Marquês de Marialva Agrupamento de Escolas Marquês de Marialva PROJETO DE PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE 2013/14 A Coordenadora: Maria do Castelo Nunes da Costa INTRODUÇÃO A Saúde é um fator essencial da vida humana. Segundo

Leia mais

Pacto Europeu. para a Saúde. Conferência de alto nível da ue. Bruxelas, 12-13 de junho de 2008

Pacto Europeu. para a Saúde. Conferência de alto nível da ue. Bruxelas, 12-13 de junho de 2008 Pacto Europeu para a Saúde Mental e o Bem-Estar Conferência de alto nível da ue JUNTOS PELA SAÚDE MENTAL E PELO BEM-ESTAR Bruxelas, 12-13 de junho de 2008 Slovensko predsedstvo EU 2008 Slovenian Presidency

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LORENA

PREFEITURA MUNICIPAL DE LORENA PREFEITURA MUNICIPAL DE LORENA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROJETO JUDÔ NA ESCOLA: A SALA DE AULA E O TATAME Projeto: Domingos Sávio Aquino Fortes Professor da Rede Municipal de Lorena Semeie um pensamento,

Leia mais

O Que São os Serviços de Psicologia e Orientação (SPO)?

O Que São os Serviços de Psicologia e Orientação (SPO)? O Que São os Serviços de Psicologia e Orientação (SPO)? São unidades especializadas de apoio educativo multidisciplinares que asseguram o acompanhamento do aluno, individualmente ou em grupo, ao longo

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA HABITÁGUA

CÓDIGO DE ÉTICA DA HABITÁGUA CÓDIGO DE ÉTICA DA HABITÁGUA ÍNDICE PREÂMBULO... 3 CÓDIGO DE ÉTICA... 5 Secção I: PARTE GERAL............................................... 6 Secção II: PRINCÍPIOS... 8 Secção III: DEVERES CORPORATIVOS...

Leia mais

A psicologia tem uma dimensão prática que se integra em vários contextos e instituições sociais: escolas, hospitais, empresas, tribunais, associações

A psicologia tem uma dimensão prática que se integra em vários contextos e instituições sociais: escolas, hospitais, empresas, tribunais, associações PSICOLOGIA APLICADA A psicologia tem uma dimensão prática que se integra em vários contextos e instituições sociais: escolas, hospitais, empresas, tribunais, associações Os níveis de intervenção vão desde

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MAFRA PLANO DE INTERVENÇÃO PRIORITÁRIA PIP 2 PREVENÇÃO E COMBATE DA INDISCIPLINA ANO LETIVO 2014 2015

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MAFRA PLANO DE INTERVENÇÃO PRIORITÁRIA PIP 2 PREVENÇÃO E COMBATE DA INDISCIPLINA ANO LETIVO 2014 2015 PLANO DE INTERVENÇÃO PRIORITÁRIA PIP 2 PREVENÇÃO E COMBATE DA INDISCIPLINA ANO LETIVO 2014 2015 PROJETO DE INTERVENÇÃO AO NÍVEL DA INDISCIPLINA 1- FUNDAMENTAÇÃO A Equipa Multidisciplinar foi constituída

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARTIM DE FREITAS 2014/2015 PROJETO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARTIM DE FREITAS 2014/2015 PROJETO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARTIM DE FREITAS 20142015 PROJETO Crescer Saudável Responsáveis do Projeto de Educação para a Saúde: Professoras - Ana Paula Lucas Ferreira e Regina Vieira Pires Página 1 1. Descrição

Leia mais

Matemática Aplicada às Ciências Sociais

Matemática Aplicada às Ciências Sociais DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA Matemática Aplicada às Ciências Sociais Ensino Regular Curso Geral de Ciências Sociais e Humanas 10º Ano Planificação 2014/2015 Índice Finalidades... 2 Objectivos e competências

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE FERIAS DESPORTIVAS E CULTURAIS

PROJETO PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE FERIAS DESPORTIVAS E CULTURAIS 1. APRESENTAÇÃO PRINCÍPIOS E VALORES Acreditamos pela força dos factos que o desenvolvimento desportivo de um Concelho ou de uma Freguesia, entendido na sua vertente quantitativa e qualitativa, exige uma

Leia mais

Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho, Figueira da Foz

Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho, Figueira da Foz PLANO ANUAL DE TRABALHO 0/05 7ºAno Código 070 Educação para a Cidadania 7º Ano Ano Letivo: 0 / 05 Plano Anual Competências a desenvolver Conteúdos Temas/Domínios Objetivos Atividades / Materiais 3 Períodos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER - Código 151427 PLANO DE ESTUDOS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER 2013/2014

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER - Código 151427 PLANO DE ESTUDOS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER 2013/2014 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER - Código 7 PLANO DE ESTUDOS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER 0/0 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER - Código 7 ÍNDICE - Introdução...

Leia mais

DEPARTAMENTO DA QUALIDADE

DEPARTAMENTO DA QUALIDADE DEPARTAMENTO DA QUALIDADE PLANO DE MELHORIA ESA 2013-2016 Objetivos gerais do Plano de Melhoria 1. Promover o sucesso educativo e melhorar a sua qualidade 2. Melhorar os processos e resultados pedagógicos

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Sul Mineira 1 Índice Política de Sustentabilidade Unimed Sul Mineira Mas o que é Responsabilidade Social? Premissas Básicas Objetivos da Unimed Sul Mineira Para a Saúde Ambiental

Leia mais

A pessoa humana. Advento e Natal ESCOLA BÁSICA DO 2 E 3 CICLOS DE RATES

A pessoa humana. Advento e Natal ESCOLA BÁSICA DO 2 E 3 CICLOS DE RATES 1 A pessoa humana 2 Advento e Natal O que é a pessoa? Estrutura individual (unidade irrepetível) Estrutura pessoal (ser em relação com os outros) Dimensão física, racional e volitiva (ser livre) A dimensão

Leia mais

Projeto turma E+ Uma opção orientada para o sucesso. Albino Martins Nogueira Pereira Agrupamento de Escolas de Vilela diretor@esvilela.

Projeto turma E+ Uma opção orientada para o sucesso. Albino Martins Nogueira Pereira Agrupamento de Escolas de Vilela diretor@esvilela. Projeto turma E+ Uma opção orientada para o sucesso Albino Martins Nogueira Pereira Agrupamento de Escolas de Vilela diretor@esvilela.pt Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação 15 de fevereiro de

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 660/X ESTABELECE O REGIME DE APLICAÇÃO DA EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR

PROJECTO DE LEI N.º 660/X ESTABELECE O REGIME DE APLICAÇÃO DA EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR PROJECTO DE LEI N.º 660/X ESTABELECE O REGIME DE APLICAÇÃO DA EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR Exposição de Motivos A garantia da saúde sexual e reprodutiva na sociedade contemporânea é condição necessária

Leia mais

Departamento: Ciências 2

Departamento: Ciências 2 Setembro Outubro Novembro Dezembro Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS 2 Ano Letivo: 2013/14 PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES A CONSTAR DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Departamento:

Leia mais

DESIGNAÇÃO DA AÇÃO: CONCEBER E APLICAR ESTRATÉGIAS/METODOLOGIAS CONDUCENTES À MELHORIA DOS RESULTADOS.

DESIGNAÇÃO DA AÇÃO: CONCEBER E APLICAR ESTRATÉGIAS/METODOLOGIAS CONDUCENTES À MELHORIA DOS RESULTADOS. AÇÃO Nº 1 DESIGNAÇÃO DA AÇÃO: CONCEBER E APLICAR ESTRATÉGIAS/METODOLOGIAS CONDUCENTES À MELHORIA DOS RESULTADOS. BREVE DESCRIÇÃO DA AÇÃO: conceber, discutir e aplicar planificações, metodologias, práticas

Leia mais

Blumenau, 24 de junho de 2015. Ilustríssimo(a) Senhor(a) Vereador(a).

Blumenau, 24 de junho de 2015. Ilustríssimo(a) Senhor(a) Vereador(a). 1 Ofício nº 01/2015 - CDS - OAB/BLUMENAU Aos(as) Excelentíssimos(as) Vereadores(as) de Blumenau. Blumenau, 24 de junho de 2015. Ilustríssimo(a) Senhor(a) Vereador(a). Conforme se denota do sítio eletrônico,

Leia mais

Projecto. M3 - Mais Encontro: Mais Participação: Mais Ação. Candidatura Orçamento Tu Decides 2015 Município de Braga

Projecto. M3 - Mais Encontro: Mais Participação: Mais Ação. Candidatura Orçamento Tu Decides 2015 Município de Braga Candidatura Orçamento Tu Decides 2015 Município de Braga Projecto M3 - Mais Encontro: Mais Participação: Mais Ação 1. IDENTIFICAÇÃO 2. CONTEXTUALIZAÇÃO E PROBLEMÁTICA 3. PROPOSTA 4. OBJECTIVOS E RESULTADOS

Leia mais

CIDADANIA. na Escola, em Portugal, na UE e no Mundo

CIDADANIA. na Escola, em Portugal, na UE e no Mundo CIDADANIA na Escola, em Portugal, na UE e no Mundo Ser cidadão é ter direito à vida, à liberdade, à propriedade, à igualdade perante a lei, ou seja, ter direitos civis. É também participar no destino da

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

Fundo de População das Nações Unidas. GIFE - Rede Temática Saúde 14 de julho de 2015

Fundo de População das Nações Unidas. GIFE - Rede Temática Saúde 14 de julho de 2015 Fundo de População das Nações Unidas GIFE - Rede Temática Saúde 14 de julho de 2015 Fundo de População das Nações Unidas Cooperação Internacional para o Desenvolvimento Expansão das liberdades individuais

Leia mais

Saúde Escolar. Secretaria Regional da Educação e Formação

Saúde Escolar. Secretaria Regional da Educação e Formação Saúde Escolar Secretaria Regional da Educação e Formação «Um programa de saúde escolar efectivo é o investimento de custo-benefício mais eficaz que um País pode fazer para melhorar, simultaneamente, a

Leia mais

AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES

AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES ESCOLA BÁSICA LUÍS DE STTAU MONTEIRO - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE LOURES AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES DOMÍNIOS / CRITÉRIOS 3º Ciclo DISCIPLINA COGNITIVO / OPERATIVO E INSTRUMENTAL CONHECIMENTOS

Leia mais

DIREITOS HUMANOS E OUVIDORIAS Prof. Carlos Guimarães Professor da Universidade Estadual da Paraíba Doutorando e Mestre em Ética e Filosofia Política Ex-Ouvidor Público da Assembléia Legislativa -PB O que

Leia mais

Programa Cidadania na Escola

Programa Cidadania na Escola Mostra Local de: Maringá PR Programa Cidadania na Escola Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Romagnole Produtos Elétricos S.A Cidade:

Leia mais

Proposta Pedagógica. Buscando atender às necessidades da comunidade local, o Colégio La Salle Brasília oferece educação infantil, fundamental e médio.

Proposta Pedagógica. Buscando atender às necessidades da comunidade local, o Colégio La Salle Brasília oferece educação infantil, fundamental e médio. Proposta Pedagógica Visão: Ser um centro de excelência em Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio que busca alcançar a utopia que tem de pessoa e sociedade, segundo os critérios do evangelho, vivenciando

Leia mais

O que é a campanha. Continuamos à Espera pretende INFORMAR, INSPIRAR, MOBILIZAR e AGIR em torno da Agenda de Desenvolvimento. Continuamos à Espera 1/5

O que é a campanha. Continuamos à Espera pretende INFORMAR, INSPIRAR, MOBILIZAR e AGIR em torno da Agenda de Desenvolvimento. Continuamos à Espera 1/5 O que é a campanha Continuamos à Espera é uma campanha de Educação para o Desenvolvimento e para a Cidadania Global, centrada nas temáticas da Saúde Sexual e Reprodutiva, Justiça Social, Igualdade de Género

Leia mais

Crescer com Saúde um Projeto de Educação e Promoção da Saúde

Crescer com Saúde um Projeto de Educação e Promoção da Saúde Plano Anual de Atividades Da Educação e Promoção da Saúde Que vai ser quando crescer? Vivem perguntando em redor. Que é ser? É ter um corpo, um jeito, um nome? Tenho os três. E sou? Tenho de mudar quando

Leia mais

FICHA DO PROJECTO. Desporto para todos. Fundação Aragão Pinto - IPSS

FICHA DO PROJECTO. Desporto para todos. Fundação Aragão Pinto - IPSS FICHA DO PROJECTO Desporto para todos Nome do Projecto: Sport For All - Desporto e Inovação Objectivos do projecto:. Envolvimento de jovens na criação de um programa inovador de prevenção e integração

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA CONSTITUIÇÃO DE COOPERATIVAS

ORIENTAÇÃO PARA CONSTITUIÇÃO DE COOPERATIVAS ORIENTAÇÃO PARA CONSTITUIÇÃO DE COOPERATIVAS 1. BREVE HISTÓRICO O cooperativismo objetiva difundir os ideais em que se baseia, para atingir o pleno desenvolvimento financeiro, econômico e social de todas

Leia mais