ÍNDICE SISTEMÁTICO OBRAS DO AUTOR ABREVIATURAS E SIGLAS USADAS NOTA DO AUTOR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ÍNDICE SISTEMÁTICO OBRAS DO AUTOR ABREVIATURAS E SIGLAS USADAS NOTA DO AUTOR"

Transcrição

1 ÍNDICE SISTEMÁTICO OBRAS DO AUTOR ABREVIATURAS E SIGLAS USADAS NOTA DO AUTOR Capítulo I OBRIGAÇÕES 1.1. Caracterização 1.2. Sentido vernacular de obrigação 1.3. Sentido jurídico de obrigação 1.4. Obrigação e dever jurídico 1.5. O Direito das Obrigações no Código Civil 1.6. Natureza jurídica 1.7. Realce histórico das obrigações 1.8. Fontes das obrigações No direito romano No direito moderno Na doutrina No direito brasileiro 1.9. Obrigação e atos unilaterais de vontade Obrigação e contrato Fato jurídico, contrato e obrigação Causa das obrigações Relações do direito das obrigações com outros ramos do direito Obrigações e moral Direito das obrigações como um direito autônomo Capítulo II ELEMENTOS CONSTITUTIVOS DAS OBRIGAÇÕES 2.1. A relação obrigacional 2.2. O sujeito ativo 2.3. Sujeito passivo 2.4. Conteúdo ou objeto 2.5. O vínculo obrigacional Capítulo III CLASSIFICAÇÃO DAS OBRIGAÇÕES 3.1. Classificação e sistematização 3.2. No direito antigo 3.3. No direito moderno 3.4. No direito brasileiro

2 Capítulo IV OBRIGAÇÕES NATURAIS 4.1. Conceito 4.2. Concepção no direito romano 4.3. Estrutura da obrigação natural 4.4. Natureza da obrigação natural 4.5. Direito natural e obrigação natural 4.6. Obrigação natural no direito brasileiro 4.7. Efeitos civis Capítulo V OBRIGAÇÕES REAIS 5.1. Conceituação 5.2. Distinção entre obrigações reais e pessoais 5.3. Sujeito passivo na obrigação real 5.4. Características 5.5. Ações judiciais na exigibilidade das obrigações reais Capítulo VI OBRIGAÇÕES DE DAR OU ENTREGAR COISA CERTA 6.1. Caracterização 6.2. A definição de coisa certa 6.3. A tradição 6.4. Estrutura da obrigação de dar 6.5. Relações com outros tipos de obrigações 6.6. Perda da coisa na obrigação de dar 6.7. Deteriorações na obrigação de dar 6.8. Melhoramentos e acrescidos da coisa na obrigação de dar 6.9. Obrigação de restituir Obrigação de restituir e deteriorações da coisa Melhoramentos e acrescidos das coisas verificados quando da restituição Execução da obrigação de dar coisa certa Tutela específica na obrigação de dar ou entregar Capítulo VII OBRIGAÇÕES DE DAR OU ENTREGAR COISA INCERTA 7.1. Coisa incerta 7.2. Distinções 7.3. Indicação da coisa incerta 7.4. Direito à escolha pelo devedor 7.5. Aplicação das normas relativas à entrega de coisa certa, uma vez feita a escolha 7.6. Perda ou deterioração da coisa incerta 7.7. Execução da obrigação de dar coisa incerta Capítulo VIII OBRIGAÇÕES DE FAZER 8.1. Fazer em direito das obrigações 8.2. O conteúdo da obrigação de fazer 8.3. Caráter de infungibilidade da obrigação de fazer

3 8.4. Impossibilidade da prestação 8.5. Negativa em cumprir a obrigação 8.6. Execução do ato por terceiro à custa do devedor e indenização 8.7. Lugar, tempo e modo na obrigação de fazer 8.8. Execução da obrigação de fazer Fixação do prazo para o cumprimento Conteúdo da inicial Cumprimento da obrigação pelo devedor Omissão do devedor em cumprir a obrigação Execução por terceiro Execução da obra pelo exequente ou credor Liquidação das perdas e danos e execução Execução de obrigação infungível Execução da obrigação de emitir ato de vontade 8.9. Pena pecuniária na obrigação de fazer multa em execução de título extrajudicial a tutela específica em processos de ações relativas às prestações de fazer e não fazer A tutela específica no cumprimento de sentença de obrigação de fazer e não fazer Capítulo IX OBRIGAÇÕES DE NÃO FAZER 9.1. O dever de se abster 9.2. A obrigação de não fazer no direito positivo 9.3. Obrigação de não fazer nos contratos 9.4. Impossibilidade do cumprimento da obrigação de não fazer 9.5. Desfazimento do ato e perdas e danos 9.6. Execução da obrigação de não fazer Capítulo X A DEFESA NA EXECUÇÃO DE DAR COISA CERTA OU INCERTA E DE FAZER OU NÃO FAZER A defesa por meio de embargos Embargos na execução de dar coisa certa e coisa incerta Embargos na execução de obrigação de fazer ou não fazer Capítulo XI OBRIGAÇÕES ALTERNATIVAS Conceito Distinções A escolha na obrigação alternativa Impossibilidade ou inexequibilidade de uma ou mais prestações Ilicitude de uma das prestações Prestação alternativa prevista na lei

4 11.7. Perecimento de uma das prestações Impraticabilidade de todas as prestações Capítulo XII OBRIGAÇÕES DIVISÍVEIS E INDIVISÍVEIS Cumprimento parcial ou total da obrigação Definições Espécies de indivisibilidade Divisibilidade e indivisibilidade nas obrigações de dar, fazer, não fazer e restituir A divisibilidade e a indivisibilidade no Código Civil A indivisibilidade e a solidariedade Perda ou cessação da indivisibilidade Capítulo XIII OBRIGAÇÕES FACULTATIVAS, CONDICIONAIS, A TERMO, MODAIS, GENÉRICAS E ESPECÍFICAS Conceito de obrigações facultativas Distinções relativamente à obrigação alternativa O exercício da escolha A impossibilidade ou inexequibilidade na prestação facultativa Cláusula penal, obrigação facultativa e dação em pagamento Constituição em mora na obrigação facultativa Obrigações condicionais Obrigações a termo Obrigações modais Obrigações genéricas e específicas Capítulo XIV OBRIGAÇÕES SOLIDÁRIAS A solidariedade obrigacional Conceito e distinções Formalização da solidariedade Unidade e pluralidade das obrigações Natureza jurídica Importância da solidariedade Características da solidariedade Relações na solidariedade Modalidades Capítulo XV SOLIDARIEDADE ATIVA Solidariedade ativa. Caracterização e conceito A natureza da solidariedade ativa Efeitos Extinção da obrigação Falecimento do credor solidário Conversão da prestação solidária em perdas e danos Responsabilidade do credor que recebeu o pagamento ou remiu a dívida Exceções pessoais do devedor

5 Capítulo XVI SOLIDARIEDADE PASSIVA Caracterização e fundamentos Relações externas e internas na solidariedade passiva Natureza da solidariedade passiva Elementos da solidariedade passiva Solidariedade e fiança Solidariedade e litisconsórcio A solidariedade e a morte de um dos devedores solidários O pagamento parcial ou remissão da dívida Alteração das obrigações solidárias Impossibilidade da prestação por culpa de um dos devedores Juros de mora Extensão da defesa do devedor solidário Renúncia da solidariedade em favor de um ou mais dos devedores Rateio e direito de regresso dos que pagaram Interesse exclusivo da dívida a um dos devedores Capítulo XVII CESSÃO DE CRÉDITOS Conceituação Requisitos para a cessão Objeto da cessão e titularidade no exercício do direito Espécies de cessão Semelhança com institutos afins Os acessórios na cessão de crédito A cessão relativamente a terceiros Necessidade de notificação do devedor Multiplicidade de cessões Atos conservatórios pelo cessionário e a defesa reservada ao devedor Responsabilidade do cedente pela existência do crédito Insolvência do devedor Cessão de crédito penhorado Cessão de direitos hereditários e o registro imobiliário Cessão de direitos societários Dação em pagamento através da cessão de um crédito Cessão do contrato Capítulo XVIII ASSUNÇÃO DE DÍVIDA Conceito Espécies Concordância do credor A presença da assunção no direito positivo

6 18.5. Garantias e privilégios da dívida na assunção e na sua anulação Exceções pessoais do devedor primitivo e impugnação da dívida Capítulo XIX EFEITOS DAS OBRIGAÇÕES Efeitos ou execução Efeitos entre as partes e seus herdeiros Cumprimento das obrigações por terceiros Incumprimento mínimo da obrigação Capítulo XX PAGAMENTO Conceito e acepções Pressupostos Natureza Requisitos Pagamento e extinção da obrigação Quem deve pagar A quem se deve pagar Prova do pagamento Despesas da cobrança Forma de pagamento e atualização em moeda corrente Aumento ou redução desproporcional da prestação no pagamento Aumento progressivo das prestações Modos e objeto do pagamento Lugar do pagamento Tempo do pagamento Capítulo XXI PAGAMENTO EM CONSIGNAÇÃO O direito de pagar Noção Natureza da consignação e efeitos Hipóteses de consignação Requisitos da consignação O âmbito do debate na ação consignatória O oferecimento Dúvida sobre quem deve receber Consignação de prestação indeterminada e de coisa certa Prestações continuadas ou periódicas O depósito e encargos Complementação do depósito Consignação de obrigação litigiosa Procedimento da ação

7 Capítulo XXII PAGAMENTO COM SUB-ROGAÇÃO O pagamento feito por terceiro Conceito Espécies básicas de sub-rogação Natureza Sub-rogação legal Sub-rogação convencional Efeitos da sub-rogação A sub-rogação decorrente da denunciação Capítulo XXIII IMPUTAÇÃO DO PAGAMENTO O pagamento na pluralidade de débitos Conceito e espécies Elementos para configurar a imputação feita pelo devedor Elementos para configurar a imputação feita pelo credor Elementos para configurar a imputação decorrente de lei Imputação nas dívidas de capital e juros Capítulo XXIV DAÇÃO EM PAGAMENTO Conteúdo jurídico de dação em pagamento Natureza jurídica Requisitos Efeitos Aplicação das regras da compra e venda e da cessão de crédito Capítulo XXV NOVAÇÃO A criação de nova obrigação Natureza e espécies Requisitos Novação e dívida natural Efeitos da novação Novação e renegociação de dívida Capítulo XXVI COMPENSAÇÃO Definição e utilidade da compensação Elementos históricos Natureza jurídica Espécies Requisitos Obrigações incompensáveis Compensação e cessão de créditos Compensação em dívidas solidárias

8 26.9. Compensação pelo fiador com o crédito do afiançado Efeitos da compensação Compensação na falência Prazo de favor para a solução da dívida e compensação Despesas decorrentes da compensação Existência de várias dívidas e compensação Momento de se operar a compensação Capítulo XXVII CONFUSÃO O significado de confusão no direito obrigacional Espécies Causas ou fontes da confusão Confusão e solidariedade Confusão e garantias acessórias Restabelecimento da obrigação Capítulo XXVIII REMISSÃO DAS DÍVIDAS Sentido de remissão Natureza jurídica Espécies de remissão Requisitos para a validade Remissão em obrigações com garantias reais Remissão em obrigações solidárias Capítulo XXIX INADIMPLEMENTO DAS OBRIGAÇÕES A imputabilidade no inadimplemento A conduta do devedor no inadimplemento O inadimplemento culposo Inadimplemento nos contratos benéficos e onerosos Incumprimento por caso fortuito e força maior Conceito Ausência de culpa Inevitabilidade do fato e impossibilidade da obrigação Hipóteses de não reconhecimento do caso fortuito ou força maior Situações especiais que impedem o cumprimento do contrato Teoria da imprevisão Teoria da base objetiva do negócio Do estado de perigo, da lesão no direito, da onerosidade excessiva e do lucro permitido nos negócios Capítulo XXX RESOLUÇÃO DA RELAÇÃO OBRIGACIONAL Justificações Resolução e figuras afins Resolução por incumprimento da obrigação Espécies de incumprimento

9 30.5. Resolução de obrigações contemplada em lei Caminhos oferecidos ao credor frente ao inadimplemento Cumprimento imperfeito e a resolução Defesas do inadimplente Efeitos da resolução Resolução bilateral e unilateral Cláusula resolutiva expressa Cláusula de decaimento Modos de resolução Capítulo XXXI MORA NO CUMPRIMENTO DAS OBRIGAÇÕES Conceito e espécies Mora do devedor. Caracterização e efeitos Mora do credor. Caracterização e efeitos Modalidades da mora do devedor Purgação da mora Capítulo XXXII PERDAS E DANOS Decorrências do inadimplemento Conceito Espécies Perdas e danos patrimoniais Perdas e danos morais Dano direto e indireto Danos contratuais e extracontratuais Perdas e danos decorrentes do pagamento com atraso Perdas e danos nas obrigações em dinheiro Perdas e danos e culpa Interesses positivos e interesses negativos Capítulo XXXIII JUROS LEGAIS Conceito de juros Espécies de juros Juros de mora e juros compensatórios ou remuneratórios A taxa incidente se não convencionada O limite da taxa convencionada Cumulação de juros moratórios e juros compensatórios ou remuneratórios Limitação da taxa de juros pelas regras do Código de Defesa do Consumidor Início da fluência dos juros de mora Juros legais não moratórios Juros convencionais ou remuneratórios em relação às instituições financeiras Capitalização de juros Juros de mora e prejuízo Incidência dos juros de mora quando não postulados ou omissa a sentença

10 Capítulo XXXIV CLÁUSULA PENAL Importância e conceituação Finalidades Natureza Cláusula penal e institutos afins Espécies O valor ou montante permitido na cláusula penal Cláusula penal e honorários advocatícios Limites da cláusula penal Cláusulas de arrependimento, de resolução expressa e de decaimento A culpa no inadimplemento da obrigação e a constituição em mora Nulidade e resolução da obrigação principal Redução da multa ou da cláusula penal A cláusula penal na obrigação indivisível e divisível Cláusula penal e prejuízo do credor Capítulo XXXV ARRAS OU SINAL Conceito Natureza jurídica Espécies Arras e indenização por perdas e danos Arras e cláusula penal Capítulo XXXVI PROMESSA DE RECOMPENSA Conceituação Natureza jurídica Direito no recebimento da recompensa Revogação da promessa Pluralidade de pessoas na realização de tarefa ou condição Promessa de recompensa em concursos Capítulo XXXVII GESTÃO DE NEGÓCIOS Conceito Características Obrigações e responsabilidades do gestor Obrigações e responsabilidades do dono do negócio Ratificação da gestão pelo dono do negócio Desaprovação da gestão Negócios comuns do gestor e do dono Capítulo XXXVIII PAGAMENTO INDEVIDO Caracterização

11 38.2. Espécies Pressupostos Requisitos Situações excluídas da repetição Duplo pagamento de uma obrigação O erro no pagamento A restituição Capítulo XXXIX ENRIQUECIMENTO SEM CAUSA A introdução da matéria pelo vigente Código Civil Conceito Correspondência entre o enriquecimento e o empobrecimento Cabimento da restituição ou da indenização O Código de Defesa do Consumidor e o enriquecimento sem causa Situações jurisprudenciais mais comuns de enriquecimento sem causa Capítulo XL PREFERÊNCIAS E PRIVILÉGIOS CREDITÓRIOS Declaração de insolvência Âmbito da discussão entre os credores Os títulos de preferência e sua prioridade A ordem na preferência Concorrência de créditos na mesma classe ou hierarquia Linhas procedimentais da insolvência BIBLIOGRAFIA...

12

DIREITO CIVIL OBRIGAÇÕES PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS

DIREITO CIVIL OBRIGAÇÕES PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS DIREITO CIVIL OBRIGAÇÕES PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS MÓDULO I Direito das obrigações; Introdução; Divisão patrimonial; Distinção entre os direitos reais e pessoais; Direitos mistos; Obrigações propter

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2015

FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2015 FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2015 Disciplina: Direito Civil II Departamento II: Direito Privado Docente Responsável: Prof. Dr. Clineu Ferreira Carga Horária Anual: 100 h/a Tipo: Anual 2º Ano Objetivos:

Leia mais

Provas escritas individuais ou provas escritas individuais e trabalho(s)

Provas escritas individuais ou provas escritas individuais e trabalho(s) Programa de DIREITO CIVIL II 3º período: 80h/a Aula: Teórica EMENTA Direito das obrigações. Obrigação. Obrigações de dar. Obrigações de fazer. Obrigações de não fazer. Obrigações alternativas. Obrigações

Leia mais

Sumário. Agradecimentos... 11 Coleção sinopses para concursos... 13 Guia de leitura da Coleção... 15 Nota dos autores à 3ª edição...

Sumário. Agradecimentos... 11 Coleção sinopses para concursos... 13 Guia de leitura da Coleção... 15 Nota dos autores à 3ª edição... Sumário Agradecimentos... 11 Coleção sinopses para concursos... 13 Guia de leitura da Coleção... 15 Nota dos autores à 3ª edição... 17 Capítulo I OPÇÃO METODOLÓGICA... 19 Parte I DIREITO DAS OBRIGAÇÕES

Leia mais

AN 01 IT 013 PQ 03 Plano de Ensino Rev. 00. 21/02/2011 Página 1 de 5. Série 3 Período. Eixo de Formação Eixo de Formação Profissional

AN 01 IT 013 PQ 03 Plano de Ensino Rev. 00. 21/02/2011 Página 1 de 5. Série 3 Período. Eixo de Formação Eixo de Formação Profissional 21/02/2011 Página 1 de 5 PLANO DE ENSINO - Curso Semestral - 2015 Disciplina DIREITO DAS OBRIGAÇÕES Curso Graduação Série 3 Período Eixo de Formação Eixo de Formação Profissional Turmas A, B e D Código

Leia mais

7 Transmissão das obrigações, 139 7.1 Cessão de crédito, 139

7 Transmissão das obrigações, 139 7.1 Cessão de crédito, 139 1 Introdução ao direito das obrigações, 1 1.1 Posição da obrigação no campo jurídico, 1 1.2 Definição, 4 1.3 Distinção entre direitos reais e direitos pessoais, 7 1.4 Importância do Direito das Obrigações,

Leia mais

- Diferenciar os tipos contratuais existentes, revelando os bens jurídicos que tutelam.

- Diferenciar os tipos contratuais existentes, revelando os bens jurídicos que tutelam. 1. IDENTIFICAÇÃO PERÍODO: 4 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO CIVIL II NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 Introdução ao Direito das Obrigações.

Leia mais

É aquela em que há multiplicidade de devedores, sendo que cada devedor responde pela dívida toda como se fosse devedor único.

É aquela em que há multiplicidade de devedores, sendo que cada devedor responde pela dívida toda como se fosse devedor único. SOLIDARIEDADE PASSIVA É aquela em que há multiplicidade de devedores, sendo que cada devedor responde pela dívida toda como se fosse devedor único. Decorre da lei (art.154, 828,II) ou da vontade das partes.

Leia mais

6. Tópicos Especiais em Obrigações. Tópicos Especiais em Direito Civil

6. Tópicos Especiais em Obrigações. Tópicos Especiais em Direito Civil 6. Tópicos Especiais em Obrigações Tópicos Especiais em Direito Civil Obrigações O professor Álvaro Villaça define a obrigação como a relação jurídica de caráter transitório que vai ser garantida pelo

Leia mais

OBRAS DO AUTOR... NOTA EXPLICATIVA... XVII

OBRAS DO AUTOR... NOTA EXPLICATIVA... XVII ÍNDICE SISTEMÁTICO OBRAS DO AUTOR... XV NOTA EXPLICATIVA... XVII CAPÍTULO I TEORIA GERAL DOS TÍTULOS DE CRÉDITO 1. A regulamentação dos títulos de crédito pelo Código Civil e por leis especiais 2. Aplicação

Leia mais

MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI

MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI VERSÃO: 20/7/2009 2/8 MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO TERCEIRO DOS PARTICIPANTES

Leia mais

À guisa de prefácio (à 1a edição), xvii. 1 Âmbito do direito das obrigações, 1 1 Generalidades, 1 2 Âmbito, 2 3 Quadro da matéria, 3

À guisa de prefácio (à 1a edição), xvii. 1 Âmbito do direito das obrigações, 1 1 Generalidades, 1 2 Âmbito, 2 3 Quadro da matéria, 3 À guisa de prefácio (à 1a edição), xvii 1 Âmbito do direito das obrigações, 1 1 Generalidades, 1 2 Âmbito, 2 3 Quadro da matéria, 3 2 Posição do direito das obrigações no Código Civil brasileiro, 4 1 Código

Leia mais

Art. 243. A coisa incerta será indicada, ao menos, pelo gênero e pela quantidade.

Art. 243. A coisa incerta será indicada, ao menos, pelo gênero e pela quantidade. Código Civil Parte Especial - Arts. 233 a 303 PARTE ESPECIAL LIVRO I DO DIREITO DAS OBRIGAÇÕES TÍTULO I DAS MODALIDADES DAS OBRIGAÇÕES CAPÍTULO I DAS OBRIGAÇÕES DE DAR Seção I Das Obrigações de Dar Coisa

Leia mais

STJ00085281 NOTA À 9." EDIÇÃO... OBRAS DO AUTOR... 1.2 Operações bancárias... 18. 1.4 Natureza dos contratos de crédito bancário...

STJ00085281 NOTA À 9. EDIÇÃO... OBRAS DO AUTOR... 1.2 Operações bancárias... 18. 1.4 Natureza dos contratos de crédito bancário... STJ00085281 SUMÁRIO NOTA À 9." EDIÇÃO.................. OBRAS DO AUTOR................... 5 7 1. CRÉDITO BANCÁRIO........ 17 1.1 Atividade creditícia dos bancos.............. 17 1.2 Operações bancárias..........................

Leia mais

MANUAL DE NORMAS ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA COM OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE TAXA DE CÂMBIO

MANUAL DE NORMAS ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA COM OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE TAXA DE CÂMBIO MANUAL DE NORMAS ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA COM OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE TAXA DE CÂMBIO VERSÃO: 01/7/2008 MANUAL DE NORMAS ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA COM OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE TAXA DE CÂMBIO 01/7/2008 2/8 ÍNDICE

Leia mais

TABELA DE CORRESPONDÊNCIA CÓDIGO CIVIL/1916 E CÓDIGO CIVIL/2002

TABELA DE CORRESPONDÊNCIA CÓDIGO CIVIL/1916 E CÓDIGO CIVIL/2002 TABELA DE CORRESPONDÊNCIA CÓDIGO CIVIL/1916 E CÓDIGO CIVIL/2002 PARTE GERAL DISPOSIÇÃO PRELIMINAR Art. 1º............. sem correspondência LIVRO I DAS PESSOAS TÍTULO I DA DIVISÃO DAS PESSOAS DAS PESSOAS

Leia mais

Direito das Obrigações (8.ª Aula)

Direito das Obrigações (8.ª Aula) Direito das Obrigações (8.ª Aula) 1) Classificação das Obrigações V: Obrigações Solidárias Ao lado das obrigações divisíveis e indivisíveis, o Código Civil regulamenta também as chamadas obrigações solidárias,

Leia mais

Teoria Geral das Obrigações. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Teoria Geral das Obrigações. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Teoria Geral das Obrigações Objetivos A presente aula tem por objetivo apresentar a teoria geral das obrigações iniciando-se com um breve relato sobre o Direito das Obrigações, seguindo-se para os elementos

Leia mais

MANUAL DE NORMAS CRI - CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS

MANUAL DE NORMAS CRI - CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS MANUAL DE NORMAS - CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS VERSÃO: 01/7/2008 2 / 11 MANUAL DE NORMAS - CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS

Leia mais

ÍNDICE. Alguns estudos do autor... Prefácio...

ÍNDICE. Alguns estudos do autor... Prefácio... ÍNDICE Alguns estudos do autor................... Prefácio..................................... 5 11 Capítulo I - CONCEITO DE DIREITO TRIBUTÁRIO 1. Direito financeiro e direito tributário........ 23 2.

Leia mais

TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DO SEGURADO EMPREGADO, DOMÉSTICO E AVULSO

TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DO SEGURADO EMPREGADO, DOMÉSTICO E AVULSO TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DO SEGURADO EMPREGADO, DOMÉSTICO E AVULSO A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2010 Salário-de-contribuição (R$) INSS até 1.040,22 8,00% de 1.040,23 até 1.733,70 9,00% de 1.733,71 até 3.467,40

Leia mais

Sumário. TíTULO I INTRODUÇÃO ÀS TÉCNICAS DE EXECUÇÃO FORÇADA. CAPíTULO I AS VIAS DE EXECUÇÃO NO PROCESSO CIVil BRASilEIRO

Sumário. TíTULO I INTRODUÇÃO ÀS TÉCNICAS DE EXECUÇÃO FORÇADA. CAPíTULO I AS VIAS DE EXECUÇÃO NO PROCESSO CIVil BRASilEIRO Sumário TíTULO I INTRODUÇÃO ÀS TÉCNICAS DE EXECUÇÃO FORÇADA CAPíTULO I AS VIAS DE EXECUÇÃO NO PROCESSO CIVil BRASilEIRO l. 2. 3. 4. Tutelas jurisdicionais............ Breve histórico da ação executiva...........

Leia mais

DIREITO CIVIL OBRIGAÇÕES

DIREITO CIVIL OBRIGAÇÕES DIREITO CIVIL OBRIGAÇÕES CONCEITO: - obrigação é uma relação jurídica, de caráter transitório, estabelecida entre devedor e credor, e cujo objeto consiste numa prestação pessoal econômica, positiva ou

Leia mais

DIREITO DAS OBRIGAÇÕES 2.º Ano Turma B (2014/2015)

DIREITO DAS OBRIGAÇÕES 2.º Ano Turma B (2014/2015) DIREITO DAS OBRIGAÇÕES 2.º Ano Turma B (2014/2015) Regente: Pedro Romano Martinez INDICAÇÃO BIBLIOGRÁFICA (Obras gerais) CORDEIRO, António Menezes Direito das Obrigações, Tratado de Direito Civil, Vols.

Leia mais

Conteúdo: IV - Modalidades de Obrigação. 2. Não fazer. 3. Dar Coisa Certa e Incerta. 4. Divisível. 5 - Indivisível

Conteúdo: IV - Modalidades de Obrigação. 2. Não fazer. 3. Dar Coisa Certa e Incerta. 4. Divisível. 5 - Indivisível Turma e Ano: Flex B (2013) Matéria / Aula: Direito Civil - Obrigações / Aula 09 Professor: Rafael da Mota Mendonça Conteúdo: IV - Modalidades de Obrigação. 2. Não fazer. 3. Dar Coisa Certa e Incerta. 4.

Leia mais

índice SISTEMÁTICO Apresentação...

índice SISTEMÁTICO Apresentação... índice SISTEMÁTICO Apresentação....................................... XI Capítulo I - Os Direitos Reais... I. Observações introdutórias: os direitos reais ou direito das coisas..... I 2. Âmbito......

Leia mais

MANUAL DE NORMAS OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE AÇÃO, COTA DE FUNDO DE INVESTIMENTO E ÍNDICE

MANUAL DE NORMAS OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE AÇÃO, COTA DE FUNDO DE INVESTIMENTO E ÍNDICE MANUAL DE NORMAS OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE AÇÃO, COTA DE FUNDO DE INVESTIMENTO E ÍNDICE VERSÃO: 06/09/2010 MANUAL DE NORMAS OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE AÇÃO, COTA DE FUNDO DE INVESTIMENTO E ÍNDICE 2/13 ÍNDICE

Leia mais

Obs. Havendo recusa, deverá o devedor indenizar o credor (247) - tornando-se impossível o adimplemento da obrigação: - SEM - COM

Obs. Havendo recusa, deverá o devedor indenizar o credor (247) - tornando-se impossível o adimplemento da obrigação: - SEM - COM Obrigações Constituem elementos que regem as relações patrimoniais existentes entre pessoas, figurando de um lado o credor (sujeito ativo), que detém o direito de exigir o cumprimento da obrigação e de

Leia mais

Direito Civil Obrigações

Direito Civil Obrigações Direito Civil Obrigações Professora Jesica Lourenço Turma Magistratura Estadual 2014 Vunesp www.jesicalourenco.com.br 2 OBRIGAÇÕES Edital: Modalidades das obrigações Da transmissão das obrigações Do adimplemento

Leia mais

Índice Sistemático do Código Civil

Índice Sistemático do Código Civil 9 Índice Sistemático do Código Civil P A R T E G E R A L LIVRO I DAS PESSOAS Das Pessoas Naturais CAPÍTULO I - Da Personalidade e da Capacidade (arts. 1º ao 10) CAPÍTULO II - Dos Direitos da Personalidade

Leia mais

MANUAL DE NORMAS COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO

MANUAL DE NORMAS COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO MANUAL DE NORMAS COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO VERSÃO: 31/3/2011 2/12 MANUAL DE NORMAS COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO

Leia mais

RESUMO. Um problema que esse enfrenta nesta modalidade de obrigação é a escolha do objeto.

RESUMO. Um problema que esse enfrenta nesta modalidade de obrigação é a escolha do objeto. RESUMO I - Obrigações Alternativas São aquelas que têm objeto múltiplo, de maneira que o devedor se exonera cumprindo apenas uma delas. Nasce com objeto múltiplo. Ex.: A se obriga a pagar a B objeto X

Leia mais

Na última aula estávamos falando do direito das obrigações.

Na última aula estávamos falando do direito das obrigações. Turma e Ano: Delegado Civil (2013) Matéria / Aula: Direito Civil / Aula 2 Professor: Rafael da Mota Mendonça Monitor: Marcelo Coimbra Na última aula estávamos falando do direito das obrigações. 1) Direito

Leia mais

Plano de Curso de Direito das Obrigações. Disciplina do 3º Ano da Licenciatura em Direito

Plano de Curso de Direito das Obrigações. Disciplina do 3º Ano da Licenciatura em Direito Faculdade de Direito da Universidade de Macau Plano de Curso de Direito das Obrigações Disciplina do 3º Ano da Licenciatura em Direito Ano Lectivo 2010/2011 Regente: Manuel M. E. Trigo Assistente: João

Leia mais

RESOLUÇÃO AGE Nº 279, DE 6 DE OUTUBRO DE 2011. (Texto Consolidado)

RESOLUÇÃO AGE Nº 279, DE 6 DE OUTUBRO DE 2011. (Texto Consolidado) RESOLUÇÃO AGE Nº 279, DE 6 DE OUTUBRO DE 2011. (Texto Consolidado) Regulamenta o oferecimento e a aceitação de seguro garantia e da carta de fiança no âmbito da Advocacia Geral do Estado - AGE. O ADVOGADO-GERAL

Leia mais

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária. D 21 4º 04 Semanal Semestral 04 60

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária. D 21 4º 04 Semanal Semestral 04 60 Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária Nome da Disciplina Curso D 21 4º 04 Semanal Semestral 04 60 DIREITO CIVIL II DIREITO/BACHARELADO D 13: DIREITO CIVIL I (MATRIZ 2008/01) D 15: DIREITO CIVIL

Leia mais

INICIAÇÃO A ADVOCACIA CIVEL

INICIAÇÃO A ADVOCACIA CIVEL CONCEITO DE CONTRATO REQUISITOS DO CONTRATO CONTRATO CIVIS E NAS RELAÇÕES DE CONSUMO PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS a. Autonomia da vontade b. Relatividade das convenções c. Força vinculante d. Boa-fé FORMAÇÃO

Leia mais

STJ00029248. 2.2 Principais tipos de depósito..."... "... 30

STJ00029248. 2.2 Principais tipos de depósito...... ... 30 STJ00029248 SUMÁRIO À GUISA DE EXPLICAÇÃO À 1." EDIÇÃO... 5 I. CRÉDITO BANCÁRIO 1.1 Atividade creditícia dos bancos..."... 15 1.2 Operações bancárias... 16 1.3 Contratos de crédito bancário... 18 1.4 Natureza

Leia mais

O que é desconto? O que é factoring? Cessão de crédito Quando um banco precisa transferir créditos e débitos? Quando um banco cede créditos? Empréstimos sindicalizados Securitizações Quando clientes cedem

Leia mais

Perícia Contábil. Prof. Guilherme Luiz Bertoni Pontes 17/5/2013. UNISEB Centro Universitário

Perícia Contábil. Prof. Guilherme Luiz Bertoni Pontes 17/5/2013. UNISEB Centro Universitário Perícia Contábil Prof. Guilherme Luiz Bertoni Pontes UNISEB Centro Universitário 17/5/2013 Módulo 6.2 Unidade 5 UNISEB Centro Universitário Perícia Contábil em Processos Bancários 3 A PERÍCIA BANCÁRIA

Leia mais

ÍNDICE. Esta oportunidade... Prefácio... PARTE I LOCAÇÃO DE IMÓVEL URBANO: CONCEITO, CARACTERES GERAIS E ELEMENTOS ESSEN CIA IS...

ÍNDICE. Esta oportunidade... Prefácio... PARTE I LOCAÇÃO DE IMÓVEL URBANO: CONCEITO, CARACTERES GERAIS E ELEMENTOS ESSEN CIA IS... ÍNDICE Esta oportunidade... Prefácio... PARTE I LOCAÇÃO DE IMÓVEL URBANO: CONCEITO, CARACTERES GERAIS E ELEMENTOS ESSEN CIA IS... XXI XXV I PARTE II CO M EN TÁ RIO S À L E I N. 8.245, DE 18 DE OUTUBRO

Leia mais

STJ00098028. Luiz Antonio Scavone Junior I I I I. 5 a edição revista, atualizada e ampliada RIO DE JANEIRO

STJ00098028. Luiz Antonio Scavone Junior I I I I. 5 a edição revista, atualizada e ampliada RIO DE JANEIRO Luiz Antonio Scavone Junior I I I I 5 a edição revista, atualizada e ampliada RIO DE JANEIRO A EDITORA FORENSE se responsabiliza pelos vicios do produto no que concerne à sua edição (impressão e apresentação

Leia mais

UFRJ/FND Monitoria 2013/2014 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DE DISCIPLINAS DO DEPARTAMENTO DE DIREITO CIVIL. Direito Internacional Privado I

UFRJ/FND Monitoria 2013/2014 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DE DISCIPLINAS DO DEPARTAMENTO DE DIREITO CIVIL. Direito Internacional Privado I UFRJ/FND Monitoria 2013/2014 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DE DISCIPLINAS DO DEPARTAMENTO DE DIREITO CIVIL Direito Internacional Privado I PONTOS: 1. Introdução ao direito internacional privado: objeto, denominação

Leia mais

MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO

MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO MANUAL DE NORMAS CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO VERSÃO: 18/04/2011 2 / 13 MANUAL DE NORMAS CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO

Leia mais

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ Execuções para entrega de coisa, das obrigações de fazer e insolvência civil Sumário Execução para entrega de coisa, características, modalidades e fundamentação legal Execução para entrega de coisa certa:

Leia mais

ÍNDICE SISTEMÁTICO. Nota à Segunda Edição... Apresentação à Terceira Edição... Apresentação...

ÍNDICE SISTEMÁTICO. Nota à Segunda Edição... Apresentação à Terceira Edição... Apresentação... Nota à Segunda Edição... Apresentação à Terceira Edição... Apresentação... XVII XIX XXI Introdução Evolução da Responsabilidade Civil... 1 1. Fatores da evolução... 2 2. Fases da evolução... 4 2.1. A flexibilização

Leia mais

Sumário PARTE GERAL 3. PESSOA JURÍDICA

Sumário PARTE GERAL 3. PESSOA JURÍDICA Sumário PARTE GERAL 1. LINDB, DAS PESSOAS, DOS BENS E DO NEGÓCIO JURÍDICO 1. Introdução (DL 4.657/1942 da LINDB) 2. Direito objetivo e subjetivo 3. Fontes do Direito 4. Lacuna da lei (art. 4.º da LINDB)

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 100, DE 2015

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 100, DE 2015 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 100, DE 2015 Altera a Lei nº 9.961, de 28 de janeiro de 2000, para determinar que a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) estabeleça o índice máximo de reajuste das contraprestações

Leia mais

E) R$ 40.000,00 de André e R$ 40.000,00 de Carlos.

E) R$ 40.000,00 de André e R$ 40.000,00 de Carlos. 01. André, Bolívar, Carlos e Dario tornaram-se devedores solidários (cláusula de solidariedade expressa no instrumento contratual) de Zenóbio pela quantia de R$ 120.000,00 (cento e vinte mil reais). Antes

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Compensação de Títulos com Retenção de PIS e COFINS

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Compensação de Títulos com Retenção de PIS e COFINS Compensação de Títulos com 04/06/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 3.1 A Compensação como Forma de Extinção da Obrigação...

Leia mais

I - Objetivos Gerais:- Estudo da parte geral do direito dos contratos, numa análise gene$rica destes, ou seja,

I - Objetivos Gerais:- Estudo da parte geral do direito dos contratos, numa análise gene$rica destes, ou seja, Plano de Ensino Disciplina: DIREITO CIVIL III Curso: DIREITO Código: Série: 3ª Obrigatória ( X ) Optativa ( ) CH Teórica: 100 CH Prática:36 CH Total: 136 I - Objetivos Gerais:- Estudo da parte geral do

Leia mais

Teoria Geral das Obrigações

Teoria Geral das Obrigações 1 Teoria Geral das Obrigações Maria Bernadete Miranda Mestre em Direito das Relações Sociais, sub-área Direito Empresarial, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Coordenadora e Professora

Leia mais

Código Civil. Parte Especial - Arts. 304 a 420. TÍTULO III Do Adimplemento e Extinção das Obrigações. CAPÍTULO I Do Pagamento

Código Civil. Parte Especial - Arts. 304 a 420. TÍTULO III Do Adimplemento e Extinção das Obrigações. CAPÍTULO I Do Pagamento Código Civil Parte Especial - Arts. 304 a 420 TÍTULO III Do Adimplemento e Extinção das Obrigações CAPÍTULO I Do Pagamento Seção I De Quem Deve Pagar Art. 304. Qualquer interessado na extinção da dívida

Leia mais

Fiscal Online Disciplina: Direito Tributário Prof. Eduardo Sabbag Data: 13.07.2012 MATERIAL DE APOIO MONITORIA. Índice 1.

Fiscal Online Disciplina: Direito Tributário Prof. Eduardo Sabbag Data: 13.07.2012 MATERIAL DE APOIO MONITORIA. Índice 1. Fiscal Online Disciplina: Direito Tributário Prof. Eduardo Sabbag Data: 13.07.2012 MATERIAL DE APOIO MONITORIA Índice 1. Anotações de Aula 1. ANOTAÇÕES DE AULA DIREITO TRIBUTARIO NO CTN Art. 155-A CTN.

Leia mais

Em regra, todos os créditos podem ser cedidos (art. 286 CC) a) Créditos de natureza personalíssima;

Em regra, todos os créditos podem ser cedidos (art. 286 CC) a) Créditos de natureza personalíssima; Turma e Ano: Flex B (2013) Matéria / Aula: Direito Civil / Aula 11 Professor: Rafael da Mota Mendonça Conteúdo: V- Transmissão das Obrigações: 1. Cessão de Crédito. V - Transmissão das Obrigações: 1. CESSÃO

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE JATAÍ - CESUT A s s o c i a ç ã o J a t a i e n s e d e E d u c a ç ã o

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE JATAÍ - CESUT A s s o c i a ç ã o J a t a i e n s e d e E d u c a ç ã o EMENTA: 1. TEORIA GERAL DA EXECUÇÃO 2. PARTES NO PROCESSO DE EXECUÇÃO 3. COMPETÊNCIA 4. REQUISITOS NECESSÁRIOS PARA REALIZAR QUALQUER EXECUÇÃO 5. FASE DE CUMPRIMENTO DE SENTENÇA 5.1 CUMPRIMENTO DE SENTENÇA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 20 DAS SOCIEDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO CAPÍTULO I CARACTERÍSTICAS, CONSTITUIÇÃO E AUTORIZAÇÃO

RESOLUÇÃO Nº 20 DAS SOCIEDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO CAPÍTULO I CARACTERÍSTICAS, CONSTITUIÇÃO E AUTORIZAÇÃO 1 RESOLUÇÃO Nº 20 Documento normativo revogado pela Resolução 2735, de 28/06/2000. O BANCO CENTRAL DA REPÚBLICA DO BRASIL, na forma da deliberação do Conselho Monetário Nacional, em sessão de 28.2.66,

Leia mais

OAB 1ª Fase Direito Civil Responsabilidade Civil Duarte Júnior

OAB 1ª Fase Direito Civil Responsabilidade Civil Duarte Júnior OAB 1ª Fase Direito Civil Responsabilidade Civil Duarte Júnior 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. RESPONSABILIDADE CIVIL É A OBRIGAÇÃO QUE INCUMBE A ALGUÉM DE

Leia mais

DIREITO DAS OBRIGAÇÕES 1. OBRIGAÇÃO DE DAR 1.1. OBRIGAÇÃO DE DAR COISA CERTA

DIREITO DAS OBRIGAÇÕES 1. OBRIGAÇÃO DE DAR 1.1. OBRIGAÇÃO DE DAR COISA CERTA O ACESSÓRIO SEGUE O PRINCIPAL: DIREITO DAS OBRIGAÇÕES 1. OBRIGAÇÃO DE DAR 1.1. OBRIGAÇÃO DE DAR COISA CERTA Art. 233. A obrigação de dar coisa certa abrange os acessórios dela embora não mencionados, salvo

Leia mais

- Espécies. Há três espécies de novação:

- Espécies. Há três espécies de novação: REMISSÃO DE DÍVIDAS - Conceito de remissão: é o perdão da dívida. Consiste na liberalidade do credor em dispensar o devedor do cumprimento da obrigação, renunciando o seu direito ao crédito. Traz como

Leia mais

DIREITO DAS OBRIGAÇÕES

DIREITO DAS OBRIGAÇÕES Direito Civil Professor Grevi Bôa Morte Júnior Obrigações DIREITO DAS OBRIGAÇÕES CONCEITO DE OBRIGAÇÃO Assinala Washington de Barros Monteiro que obrigação é a relação jurídica, de caráter transitório,

Leia mais

1 Introdução ao direito especial dos contratos, 1 1.1 Direito especial dos contratos ou contratos em espécie, 1 1.2 Evolução da técnica contratual, 3

1 Introdução ao direito especial dos contratos, 1 1.1 Direito especial dos contratos ou contratos em espécie, 1 1.2 Evolução da técnica contratual, 3 1 Introdução ao direito especial dos contratos, 1 1.1 Direito especial dos contratos ou contratos em espécie, 1 1.2 Evolução da técnica contratual, 3 2 Compra e venda, 5 2.1 Conceito. Efeitos obrigacionais

Leia mais

CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE CALL CENTER 2013 DAS PARTES

CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE CALL CENTER 2013 DAS PARTES CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE CALL CENTER 2013 DAS PARTES YOU TELECOM ENGENHARIA DE TELECOMUNICAÇÕES LTDA ME, CNPJ nº 14.450.742/0001-23 com sede no endereço SRTV/s, quadra 701, conjunto E, edifício

Leia mais

Legislação Instrumental. Aula 1. Legislação Aplicada à Logística. Legislação Aplicada à Logística Aula 1. Contextualização. Prof.

Legislação Instrumental. Aula 1. Legislação Aplicada à Logística. Legislação Aplicada à Logística Aula 1. Contextualização. Prof. Legislação Instrumental Aula 1 Prof. Guilherme Amintas Legislação Aplicada à Logística Tópicos desta disciplina por aula Aula 1 noções de Direito Aula 2 Direito Constitucional Aula 3 Direito Empresarial

Leia mais

Área Falência e Recuperação Judicial/Extrajudicial

Área Falência e Recuperação Judicial/Extrajudicial Área Falência e Judicial/Extrajudicial ÁREA FALÊNCIA E RECUPERAÇÃO JUDICIAL/EXTRAJUDICIAL Descrição da Classe Ação Civil Pública 65 judicial e Falência Empresas 9616 Alienação Judicial de Bens 52 Alienação

Leia mais

- Cessão de Crédito, - Cessão de Débito, - Cessão de Contrato, ou Cessão de Posição Contratual.

- Cessão de Crédito, - Cessão de Débito, - Cessão de Contrato, ou Cessão de Posição Contratual. 3 - TRANSMISSÃO DAS OBRIGAÇÕES As obrigações podem ser transmitidas por meio da cessão, a qual consiste na transferência negocial, a título oneroso ou gratuito, de uma posição na relação jurídica obrigacional,

Leia mais

Perfil e Jornada de Trabalho da Equipe de Profissionais da Estação Juventude Local

Perfil e Jornada de Trabalho da Equipe de Profissionais da Estação Juventude Local PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE JUVENTUDE Perfil e Jornada de Trabalho da Equipe de Profissionais da Estação Juventude Local a) COORDENADOR ADJUNTO: 01 (Contratação Temporária

Leia mais

MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO

MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO MANUAL DE NORMAS CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO VERSÃO: 01/7/2008 2 / 11 MANUAL DE NORMAS CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO

Leia mais

Sumário. Nota introdutória, xv

Sumário. Nota introdutória, xv Nota introdutória, xv 1 Princípios constitucionais da administração pública, 1 1.1 Conteúdo do capítulo, 1 1.2 Princípios e regras, 2 1.3 Princípi~ constitucionais, 4 IA Princípios expressos, 7 104.1 Legalidade

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DA CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO OPERAÇÃO DE FINANCIAMENTO DE BENS

CONDIÇÕES GERAIS DA CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO OPERAÇÃO DE FINANCIAMENTO DE BENS As Condições Gerais abaixo se aplicam à operação de financiamento de bens contratada pelo EMITENTE junto ao BANCO, ambos indicados e qualificados conforme as Condições Específicas desta Cédula. Estas Condições

Leia mais

MINUTA LEI ANISTIA / LEI Nº 16.943

MINUTA LEI ANISTIA / LEI Nº 16.943 MINUTA LEI ANISTIA / LEI Nº 16.943 Dispõe sobre a concessão de redução na multa e no juros de mora no pagamento de crédito tributário do ICMS nas situações que especifica. A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO

Leia mais

HIRATA CONSULTORES CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CURSOS LIVRES

HIRATA CONSULTORES CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CURSOS LIVRES HIRATA CONSULTORES CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CURSOS LIVRES Pelo presente instrumento particular, HIRATA CONSULTORES, sociedade empresária limitada com sede na Rua Nilo, 163, no Município de São

Leia mais

Em nossa visão a prova de Direito Civil para Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil (ESAF AFRFB/2012) não comporta qualquer possibilidade de anulação de questões. Foi bem objetiva, sendo que todas

Leia mais

RELAÇÃO DE CONSUMO DIREITO DO CONSUMIDOR

RELAÇÃO DE CONSUMO DIREITO DO CONSUMIDOR DIREITO DO CONSUMIDOR RELAÇÃO DE CONSUMO APLICABILIDADE O presente código estabelece normas de proteção e defesa do consumidor, de ordem pública e interesse social, nos termos dos arts. 5, inciso XXXII,

Leia mais

CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO

CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO Por este instrumento e na melhor forma de direito, a COOPERATIVA, doravante designada simplesmente COOPERATIVA, neste ato devidamente representada na forma de seu Estatuto

Leia mais

CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO CONVÊNIO DESCONTO

CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO CONVÊNIO DESCONTO CCB CONV DESC VJ 04/2011 (540) CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO CCB Nº VIA: Negociável (CREDOR) Não Negociável (EMITENTE) I - EMITENTE Nome/Razão Social CPF /CNPJ Banco Agência Conta Corrente nº II TERCEIROS

Leia mais

INSTRUÇÃO N.º 44/2012 - (BO N.º 12, 17.12.2012) SUPERVISÃO Supervisão Comportamental

INSTRUÇÃO N.º 44/2012 - (BO N.º 12, 17.12.2012) SUPERVISÃO Supervisão Comportamental INSTRUÇÃO N.º 44/2012 - (BO N.º 12, 17.12.2012) Temas SUPERVISÃO Supervisão Comportamental ASSUNTO: Comunicação de informação relativa a contratos de crédito abrangidos pelos procedimentos previstos no

Leia mais

V AL R Qualificação do Microempreendedor

V AL R Qualificação do Microempreendedor V AL R Qualificação do Microempreendedor Data: Nome Completo: CPF/CNPJ: Nº Identidade: Órgão Emissor : Sexo: Data de Nascimento: Estado Civil: Naturalidade: Nome do Pai: Nome da Mãe: Endereço: Bairro:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 041/08 Processo nº 31.744/08 Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO E INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTOS PARA SISTEMA

Leia mais

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito Instituto de Ensino Superior de Goiás Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito 1. IDENTIFICAÇÃO: CURSO: DIREITO TURMA: 6º SEMESTRE - NOTURNO DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL

Leia mais

Outros aspetos legais

Outros aspetos legais Outros aspetos legais Ao constituir uma empresa, é necessário ter em atenção uma série de elementos importantes relacionados com a atividade da empresa antes desta ser constituída, relativos ao pacto social,

Leia mais

De (Regulamento Original) Para (Regulamento Proposto) Justificativa

De (Regulamento Original) Para (Regulamento Proposto) Justificativa CAPÍTULO I CAPÍTULO I DO OBJETO DO OBJETO Art. 1º Este Regulamento estabelece os direitos e as obrigações dos Instituidores, dos Participantes, dos Beneficiários e do Fundo de Pensão Multipatrocinado da

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Contrato nº 081/2007 Fls.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Contrato nº 081/2007 Fls. Contrato nº 081/2007 Fls. 1 MINUTA TERMO DE CONTRATO Convite de Preços n.º 081/07 Processo n.º 11784/05 Objeto: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE DESCUPINIZAÇÃO DO PREDIO E ACERVO DO

Leia mais

Original assinado por ROBERTO TEIXEIRA DA COSTA Presidente. NORMAS ANEXAS À INSTRUÇÃO N o 001 DE 27 DE ABRIL DE 1978.

Original assinado por ROBERTO TEIXEIRA DA COSTA Presidente. NORMAS ANEXAS À INSTRUÇÃO N o 001 DE 27 DE ABRIL DE 1978. Dispõe sobre as normas e procedimentos para contabilização e elaboração de demonstrações financeiras, relativas a ajustes decorrentes da avaliação de investimento relevante de companhia aberta em sociedades

Leia mais

6 Inventários e arrolamentos. Processo. Petição de herança, 83

6 Inventários e arrolamentos. Processo. Petição de herança, 83 1 Noções introdutórias, 1 1.1 Sucessão. Compreensão do vocábulo. O direito das sucessões, 1 1.2 Direito das sucessões no direito romano, 2 1.3 Ideia central do direito das sucessões, 4 1.4 Noção de herança,

Leia mais

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR A SUPREMACIA DO INTERESSE PÚBLICO NO CONTRATO ADMINISTRATIVO.

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR A SUPREMACIA DO INTERESSE PÚBLICO NO CONTRATO ADMINISTRATIVO. A SUPREMACIA DO INTERESSE PÚBLICO NO CONTRATO ADMINISTRATIVO. GEDICKSON SANTANA GÓES, graduado em Licenciatura Plena em Letras Português/Inglês pela Universidade Tiradentes- UNIT, Acadêmico do Curso de

Leia mais

DIREITO REAL DE AQUISIÇÃO DO PROMITENTE COMPRADOR

DIREITO REAL DE AQUISIÇÃO DO PROMITENTE COMPRADOR UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS CAMPUS DE PALMAS CURSO DE DIREITO DIREITO CIVIL V TRABALHO DE DIREITO CIVIL DIREITO REAL DE AQUISIÇÃO DO PROMITENTE COMPRADOR Alunos: Maria Aparecida P. S. Apinajé Lucas

Leia mais

ANEXO VII - MODELO DE GARANTIA E SEGURO-GARANTIA DE OFERTA. Concorrente R$ XXX / / / /

ANEXO VII - MODELO DE GARANTIA E SEGURO-GARANTIA DE OFERTA. Concorrente R$ XXX / / / / ANEXO VII - MODELO DE GARANTIA E SEGURO-GARANTIA DE OFERTA PARTE 2 - MODELO DE SEGURO-GARANTIA PARA OFERTA APÓLICE N.º A ( nome da seguradora ), através desta apólice de Seguro-Garantia, garante ao SEGURADO

Leia mais

PLANO DE CURSO 2014/02 TOTAL DE AULAS/ OU CARGA HORÁRIA

PLANO DE CURSO 2014/02 TOTAL DE AULAS/ OU CARGA HORÁRIA Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. PLANO DE CURSO 2014/ DISCIPLINA: DIREITO TRIBUTÁRIO II PROFESSOR: MARCELO MARTINS ALTOÉ TURMA: 9º DM / EN UNIDADE

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DA CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO PARA FINANCIAMENTO DE VEÍCULOS

CONDIÇÕES GERAIS DA CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO PARA FINANCIAMENTO DE VEÍCULOS CONDIÇÕES GERAIS DA CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO PARA FINANCIAMENTO DE VEÍCULOS As Condições Gerais abaixo se aplicam à operação de Financiamento de Veículos, contratada pelo EMITENTE junto ao BANCO TOYOTA,

Leia mais

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito Instituto de Ensino Superior de Goiás Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito PLANO DE ENSINO 1. IDENTIFICAÇÃO: CURSO: BACHARELADO EM DIREITO TURMA: 4º SEMESTRE NOTURNO DISCIPLINA:

Leia mais

Gestão de Contratos. Noções

Gestão de Contratos. Noções Gestão de Contratos Noções Contrato - Conceito Contrato é todo acordo de vontades, celebrado para criar, modificar ou extinguir direitos e obrigações de índole patrimonial entre as partes (Direito Civil).

Leia mais

Plano de Curso de Direito das Obrigações. Disciplina do 3º Ano da Licenciatura em Direito

Plano de Curso de Direito das Obrigações. Disciplina do 3º Ano da Licenciatura em Direito Faculdade de Direito da Universidade de Macau Plano de Curso de Direito das Obrigações Disciplina do 3º Ano da Licenciatura em Direito Ano Lectivo 2014/2015 Regente: Vera Lúcia Raposo Assistente: Joana

Leia mais

Excertos. Código Comercial. Carta de Lei de 28 de junho de 1888. TÍTULO I Disposições gerais. Artigo 96.º Liberdade de língua nos títulos comerciais

Excertos. Código Comercial. Carta de Lei de 28 de junho de 1888. TÍTULO I Disposições gerais. Artigo 96.º Liberdade de língua nos títulos comerciais Excertos do Código Comercial Carta de Lei de 28 de junho de 1888 Livro Segundo Dos Contratos Especiais de Comércio TÍTULO I Disposições gerais Artigo 96.º Liberdade de língua nos títulos comerciais Os

Leia mais

ANEXO IX - MODELO DE SEGURO-GARANTIA PARA O PROGRAMA EXPLORATÓRIO MÍNIMO

ANEXO IX - MODELO DE SEGURO-GARANTIA PARA O PROGRAMA EXPLORATÓRIO MÍNIMO ANEXO IX - MODELO DE SEGURO-GARANTIA PARA O PROGRAMA EXPLORATÓRIO MÍNIMO APÓLICE N.º A Nome da Seguradora, através desta apólice de Seguro-Garantia, garante ao SEGURADO, AGÊNCIA NACIONAL DE PETRÓLEO, GÁS

Leia mais

MANUAL DE NORMAS CERTIFICADO REPRESENTATIVO DE CONTRATO MERCANTIL DE COMPRA E VENDA A TERMO DE ENERGIA ELÉTRICA

MANUAL DE NORMAS CERTIFICADO REPRESENTATIVO DE CONTRATO MERCANTIL DE COMPRA E VENDA A TERMO DE ENERGIA ELÉTRICA MANUAL DE NORMAS CERTIFICADO REPRESENTATIVO DE CONTRATO MERCANTIL DE COMPRA E VENDA A TERMO DE ENERGIA ELÉTRICA VERSÃO: 01/7/2008 2 / 10 MANUAL DE NORMAS CERTIFICADO REPRESENTATIVO DE CONTRATO MERCANTIL

Leia mais

UNIDADE: FACULDADE DE DIREITO DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS

UNIDADE: FACULDADE DE DIREITO DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS Í N D I C E Código Disciplina Página DIR 03-00109 Direito Civil I 2 DIR 03-00475 Direito Civil II 4 DIR 03-00643 Direito Civil III 5 DIR 03-00796 Direito Civil IV 7 DIR 03-00968

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 019/08 Processo nº 5935/0/ Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO DE TERMINAIS DE AUTO ATENDIMENTO Pelo

Leia mais

índice SISTEMÁTICO Capítulo II - A Compra e Venda Mercantil... 7 4. Âmbito do contrato... 7 5. Características... 9 6. Disc ipli na jurídica...

índice SISTEMÁTICO Capítulo II - A Compra e Venda Mercantil... 7 4. Âmbito do contrato... 7 5. Características... 9 6. Disc ipli na jurídica... 24 STF?009125 2 índice SISTEMÁTICO Capítulo I - Os Contratos Comerciais e seu Regime Jurídico........... I. Observações introdutórias: atividades civis e comerciais...... I 2. Os contratos comerciais...............................

Leia mais

Sumário Executivo 7 1 430

Sumário Executivo 7 1 430 43017 Sumário Executivo SUMÁRIO EXECUTIVO CARTÃO DE CRÉDITO BANDEIRA VISA INTERNACIONAL: Este documento contém as informações essenciais e resumidas relacionadas ao seu cartão extraídas das Condições Gerais

Leia mais