Importância do CAADP para Moçambique

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Importância do CAADP para Moçambique"

Transcrição

1 Breve Reflexão Apresentada na Revisão Técnica Anual do MINAG/ PROAGRI de 2010 Importância do CAADP para Moçambique Hélder Gêmo (Maputo, ) Agricultura é importante, em especial nos 7 países de baixa renda dos 15 da SADC (2008) 50,0 40,0 30,0 20,0 10,0 R. media alta R. mediabaixa Baixa renda 0,0 Tanzania Congo, DR Malawi Mozambique Madagascar Zambia Zimbabwe Angola Swaziland Namibia Lesotho Mauritius South Africa Seychelles Botswana Source: World Bank (2009)

2 Os países da região enquadrados na SADC priorizam a agricultura havendo duas referências estratégicas CAADP Pelo menos 6% de crescimento anual Pelo menos 10% do total da despesa pública anual para o sector agrário SADC/ RISDP Vários indicadores relevantes Principais metas de desempenho agrário da SADC/RISDP Alcançar um crescimento do PIB até pelo menos 7% por ano e reduzir a metade a proporção o da população vivendo abaixo de USD 1,0 por dia até 2015 Duplicar terra irrigada (em uso) ) da médiam de 3.5% para 7% da área total apta até 2015 Aumentar a utilização o de fertilizantes de 44.6 kg/ha em relação o a terra cultivada para 65 kg/ha até 2015 (a médiam mundial é de 98.8 kg/ha)

3 Principais metas de desempenho agrário da SADC/RISDP Aumentar o rendimento/ / ha de culturas cerealiferas da médiam de 1,3 para 2,0 tons/ ha (média mundial ) até 2015 Duplicar os niveis de adopção o de tecnologias relevantes até 2015 (sementes melhoradas, maneio de solos e agua,, etc.) Aumentar a produção pecuária em pelo menos 4%, anualmente Desde 2003, as taxas de crescimento tem sido notáveis, mas abaixo da meta da SADC/ RISDP Meta da SADC RISDP (7% de crescimento) Source: World Bank (2009)

4 PORQUÊ O LIMITADO PROGRESSO NO DESEMPENHO DO SECTOR AGRÁRIO NA SADC, INCLUINDO EM MOÇAMBIQUE? Algumas razões monitoradas a nível regional. Utilização de fertilizantes ainda abaixo da meta da SADC/ RISDP (65kg/ha até 2015) Meta de 65kg/ha ate 2015 Source: SADC (2008)

5 Progresso limitado da meta da SADC/ RISDP na irrigação (7% da área total apta) até 2015 Meta dos 7% de área irrigada até 2015 Source: SADC (2008) Progresso limitado da meta de pelo menos 10% da despesa pública total para o sector agrário Declaração de Maputo, >10%

6 Sobre o CAADP: os 4 pilares que conferem amplitude ao sector agrário Desenvolvimento Institucional ao Longo do Tempo Pilar 1 Maneio de água e solo Pilar 2 Infrastruturas rurais, mercados e de suporte ao comércio Pilar 3 Reforço alimentar e redução da fome Pilar 4 Investigação agraria, disseminação e adopção de tecnologias CAADP: Importância/ potenciais vantagens Principio de ampla participação de actores relevantes na condução estratégica do sector Encoraja o uso de evidências como alicerce de planificação estratégica e opções de investimento

7 CAADP: Importância/ potenciais vantagens Prioridade para áreas críticas de desenvolvimento agrário Encoraja/ da coordenação inter-ministerial como condição necessária para maior eficiência e eficácia do investimento público no sector Reforço dos compromissos e metas nacionais no sector agrário ao regionaliza-las ou eleva-las a nível do continente, incluindo a sua M&A. CAADP: Importância/ potenciais vantagens Reforço da plataforma de diálogo para mobilização de investimentos junto de parceiros de cooperação e de desenvolvimento (iniciativa Africana). A comparabilidade de indicadores de desempenho agrário entre os países permite colher lições relevantes da região e vice-versa

8 Desafios: ligações de coordenação a nível nacional e regional Secretariado do CAADP SADC Divisão de Agricultura M&A ReSAKSS - SA MINAG e Grupo Nacional do CAADP Instituições Governamentais relevantes Sector Privado Organizações de produtores Parceiros de cooperação e desenvolvimento Moç SAKSS, MSU, CAADP: desafios e factores críticos de sucesso A nível macro, suporte político de alto nível continuado para: Assegurar a colaboração efectiva interministerial ou entre instituições públicas Compromisso em alcançar os 10% de investimento público Complementaridade de objectivos e actividades estrategicas (> 6% cresci/anual)

9 CAADP: desafios e factores críticos de sucesso Manter a agricultura como prioridade na agenda política do País a médio-longo prazos Mobilização de investimentos privados para o sector agrário (incluindo IDE) CAADP: desafios e factores críticos de sucesso A nível do MINAG, assegurar: Revisão/ actualização dos indicadores de desempenho para adequa-lo as necessidades de informação locais, regionais e no âmbito do CAADP ( e maior rigor na M&A, incluindo a despesa pública no sector) Melhoramento do sistema de informação do MINAG como um todo (DPAs e Central)

10 CAADP: desafios e factores críticos de sucesso Esforço mais estratégico na gestão de capital humano a nivel central e local Maior uso de evidências na planificação e decisão sobre alocação de recursos aos subsectores e as províncias Continuidade de esforços para maior interacção com outros actores do sector Apresentação por: MINAG/DE - Moçambique- SAKSS Fontes de informação: CAADP, SADC, ReSAKSS-SA

SOBRE O PAPEL DO GOVERNO NO MERCADO DE ALIMENTOS BÁSICOS PANORAMA BASEADO EM PESQUISA RECENTE E IMPLICAÇÕES PARA MOÇAMBIQUE

SOBRE O PAPEL DO GOVERNO NO MERCADO DE ALIMENTOS BÁSICOS PANORAMA BASEADO EM PESQUISA RECENTE E IMPLICAÇÕES PARA MOÇAMBIQUE SOBRE O PAPEL DO GOVERNO NO MERCADO DE ALIMENTOS BÁSICOS PANORAMA BASEADO EM PESQUISA RECENTE E IMPLICAÇÕES PARA MOÇAMBIQUE Emilio Tostão e David Tschirley UEM e MSU Apresentado no Conselho Técnico do

Leia mais

Oportunidades de Investimento no Sector Agrario em Mocambique

Oportunidades de Investimento no Sector Agrario em Mocambique Oportunidades de Investimento no Sector Agrario em Mocambique Apresentado pelo Director do Centro de Promoção da Agricultura Abdul Cesar Mussuale Turino, Fevereiro 2012 Estrutura de Apresentacao I. Informacao

Leia mais

República de Moçambique MINISTÉRIO DA AGRICULTURA INFORMAÇÃO PROPOSTA

República de Moçambique MINISTÉRIO DA AGRICULTURA INFORMAÇÃO PROPOSTA República de Moçambique MINISTÉRIO DA AGRICULTURA INFORMAÇÃO PROPOSTA O CAADP NA AGENDA DE DESENVOLVIMENTO NACIONAL: Uma introdução para a tomada de decisão para a aceleração do processo em Moçambique

Leia mais

SOBRE O PAPEL DO GOVERNO NO MERCADO DE ALIMENTOS BÁSICOS PANORAMA BASEADO EM PESQUISA RECENTE E IMPLICAÇÕES PARA MOÇAMBIQUE

SOBRE O PAPEL DO GOVERNO NO MERCADO DE ALIMENTOS BÁSICOS PANORAMA BASEADO EM PESQUISA RECENTE E IMPLICAÇÕES PARA MOÇAMBIQUE SOBRE O PAPEL DO GOVERNO NO MERCADO DE ALIMENTOS BÁSICOS PANORAMA BASEADO EM PESQUISA RECENTE E IMPLICAÇÕES PARA MOÇAMBIQUE Emilio Tostão e David Tschirley UEM e MSU Apresentado no Instituto de Investigação

Leia mais

Reforma institucional do Secretariado da SADC

Reforma institucional do Secretariado da SADC Reforma institucional do Secretariado da SADC Ganhamos este prémio e queremos mostrar que podemos ainda mais construirmos sobre este sucesso para alcançarmos maiores benefícios para a região da SADC e

Leia mais

Matriz estratégica do PEE

Matriz estratégica do PEE MEC02-000 MEC02-001 MEC02-002 MEC02-003 Matriz estratégica do PEE Ensino (Pré-) Primário MEC02 Ensino Primário Objectivo Geral Assegurar que todas as crianças tenham oportunidade de concluir uma educação

Leia mais

Desenvolvendo Mercados de Insumos e Produtos Agrícolas em Moçambique: Análise Situacional. Kizito Mazvimavi e Sofia Manussa

Desenvolvendo Mercados de Insumos e Produtos Agrícolas em Moçambique: Análise Situacional. Kizito Mazvimavi e Sofia Manussa Apresentação para o Diálogo sobre a Agricultura em Moçambique, 21 Julho de 2011, Maputo Desenvolvendo Mercados de Insumos e Produtos Agrícolas em Moçambique: Análise Situacional Estudos Especiais Liderados

Leia mais

Políticas Agrárias e a Mulher

Políticas Agrárias e a Mulher República de Moçambique Ministério da Agricultura Direcção deeconomia REPÚBBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA Actualização do Regulamento Proposta da LFFB de Revisão do Regulamento da Lei de

Leia mais

Mudanças Climáticas e Desertificação: Implicações para o Nordeste. Antonio R. Magalhães Agosto 2007

Mudanças Climáticas e Desertificação: Implicações para o Nordeste. Antonio R. Magalhães Agosto 2007 Mudanças Climáticas e Desertificação: Implicações para o Nordeste Antonio R. Magalhães Agosto 2007 ROTEIRO Introdução Definições Cenários Impactos Adaptação e Mitigação Vulnerabilidade Desenvolvimento

Leia mais

Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba CODEVASF. Investindo no Brasil: Vales do São Francisco e Parnaíba

Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba CODEVASF. Investindo no Brasil: Vales do São Francisco e Parnaíba Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba CODEVASF Investindo no Brasil: Vales do São Francisco e Parnaíba O que é Codevasf? Criada em 1974, a Codevasf é uma empresa pública responsável

Leia mais

POLÍTICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL NO BRASIL

POLÍTICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL NO BRASIL POLÍTICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL NO BRASIL Professor Jorge Chami Novembro de 2014 O Monopólio da Petrobras Depois de 17 anos da quebra do monopólio da Petrobras (1997-14) Concentração

Leia mais

O impacto de investimentos públicos e privados no rendimento monetário das culturas no meio rural de Moçambique, 2002-2005

O impacto de investimentos públicos e privados no rendimento monetário das culturas no meio rural de Moçambique, 2002-2005 O impacto de investimentos públicos e privados no rendimento monetário das culturas no meio rural de Moçambique, 2002-2005 B. Cunguara, D. Mather & D. Boughton 21 Julho 2011 MINAG/DE Motivação Valor de

Leia mais

Agua, Economia, Desenvolvimento

Agua, Economia, Desenvolvimento Agua, Economia, Desenvolvimento O Caso Moçambicano Stefano Farolfi IWEGA UEM www.iwega.org Plano da presentaçao Moçambique na regiao SADC: agua e desenvolvimento Janela sobre Moçambique Quais questoes

Leia mais

ACORDO DE PARCERIA 2014-2020 PORTUGAL 2020

ACORDO DE PARCERIA 2014-2020 PORTUGAL 2020 ACORDO DE PARCERIA 2014-2020 PORTUGAL 2020 1 Portugal 2020, o Acordo de Parceria (AP) que Portugal irá submeter à Comissão Europeia estrutura as intervenções, os investimentos e as prioridades de financiamento

Leia mais

POLITICAS DE ENERGIA DE BIOMASSA

POLITICAS DE ENERGIA DE BIOMASSA POLITICAS DE ENERGIA DE BIOMASSA 2008 1 1. ESTRUTURA DE APRESENTACAO Introducao Visao do me Recursos energéticos no pais Potencialidades energéticas no pais Instrumentos legais do sector Politica de energias

Leia mais

O evento INTEGRADO da Água, em Portugal. Agentes de mudança rumo à eficiência e sustentabilidade TAGUSPARK, OEIRAS. ORGANIZAÇÃO Uma Publicação

O evento INTEGRADO da Água, em Portugal. Agentes de mudança rumo à eficiência e sustentabilidade TAGUSPARK, OEIRAS. ORGANIZAÇÃO Uma Publicação TAGUSPARK, OEIRAS Agentes de mudança rumo à eficiência e sustentabilidade O evento INTEGRADO da Água, em Portugal ORGANIZAÇÃO Uma Publicação PATROCÍNIOS O evento INTEGRADO da Água, em Portugal APRESENTAÇÃO

Leia mais

Sustentando o Crescimento Face à Incerteza Global

Sustentando o Crescimento Face à Incerteza Global Sustentando o Crescimento Face à Incerteza Global Perspectivas económicas regionais para África Subsaariana Outubro 2012 Victor Lledó Representante Residente do FMI para Moçambique 7 de Novembro de 2012

Leia mais

Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão

Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão IP/07/721 Bruxelas, 30 de Maio de 2007 Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão A política de coesão teve um efeito comprovado

Leia mais

Diálogo da SADC sobre a Água com Múltiplas Partes Envolvidas e Interessadas

Diálogo da SADC sobre a Água com Múltiplas Partes Envolvidas e Interessadas Nota Informativa 7 th Diálogo da SADC sobre a Água com Múltiplas Partes Envolvidas e Interessadas Desenvolvimento do Fornecimento de Água na SADC: O papel central da água na impulsão da industrialização

Leia mais

A Agenda de Desenvolvimento pós-2015 e os desafios para os Governos Locais. Belo Horizonte 26 de Agosto de 2015

A Agenda de Desenvolvimento pós-2015 e os desafios para os Governos Locais. Belo Horizonte 26 de Agosto de 2015 A Agenda de Desenvolvimento pós-2015 e os desafios para os Governos Locais Belo Horizonte 26 de Agosto de 2015 Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) Em 2000, durante a Cúpula do Milênio, líderes

Leia mais

Perspectivas e Oportunidades de Investimento em Angola

Perspectivas e Oportunidades de Investimento em Angola Perspectivas e Oportunidades de Investimento em Angola PART Angola: Indicadores de Relevo 1 Angola: Indicadores de Relevo Informação Global * Angola 2010 População 18,5M Capital Luanda (aprox. 6 M habitantes)

Leia mais

A aposta em investimento em energias renovaveis em STP

A aposta em investimento em energias renovaveis em STP A aposta em investimento em energias renovaveis em STP I. Apresentação da HET - Service Lda. II. Situação das energias renováveis III.Possibilidade de Investimentos em E.R. Privado Estatal IV.Barreiras

Leia mais

Cimeira do Fórum Índia África

Cimeira do Fórum Índia África REPÚBLICA DA GUINÉ-BISSAU Presidência da República Cimeira do Fórum Índia África Intervenção de Sua Excelência Senhor José Mário Vaz Presidente da República Nova Delhi, 29 de Outubro de 2015 Excelência,

Leia mais

Perspectivas de Mercado Nacional e Regional do Grão de Milho

Perspectivas de Mercado Nacional e Regional do Grão de Milho Perspectivas de Mercado Nacional e Regional do Grão de Milho Por Pedro Arlindo (MINAG-DAP/SIMA) Danilo Carimo Abdula (MINAG-DAP/SIMA) Fórum de Comercialização Agrícola Iniciativa PAMA e AMODER Cuamba e

Leia mais

Na União Europeia e países europeus (I):

Na União Europeia e países europeus (I): O princípio da CPD diz-nos que as políticas nos vários setores devem contribuir ativamente para os objetivos de luta contra a pobreza e de promoção do desenvolvimento ou, pelo menos, não prejudicarem esses

Leia mais

Introduzindo o Programa Compreensivo para o Desenvolvimento da Agricultura em África (CAADP) PARCEIROS DE APOIO DO CAADP

Introduzindo o Programa Compreensivo para o Desenvolvimento da Agricultura em África (CAADP) PARCEIROS DE APOIO DO CAADP Introduzindo o Programa Compreensivo para o Desenvolvimento da Agricultura em África (CAADP) PARCEIROS DE APOIO DO CAADP Agricultura e o CAADP: Uma Nova Visão para a África Se quisermos fazer com que a

Leia mais

Instituto Nacional de Irrigação. A Perspectiva das Instituições Contratantes 31 de Maio de 2013

Instituto Nacional de Irrigação. A Perspectiva das Instituições Contratantes 31 de Maio de 2013 Instituto Nacional de Irrigação 31 de Maio de 2013 Estrutura da apresentação I. Reforma do subsector de irrigação em Moçambique II. O INIR - Instituto Nacional de Irrigação 1. Objectivos 2. Organização

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À I&DT

SISTEMA DE INCENTIVOS À I&DT SISTEMA DE INCENTIVOS À I&DT PROJECTOS DE I&DT EMPRESAS INDIVIDUAIS AVISO N.º 15 / SI/ 2009 REFERENCIAL DE ANÁLISE DO MÉRITO DO PROJECTO Regra geral, o indicador MP (Mérito do Projecto) é determinado através

Leia mais

National Meeting on the Mozambique Case Study on Trade in Services and Sustainable Development

National Meeting on the Mozambique Case Study on Trade in Services and Sustainable Development National Meeting on the Mozambique Case Study on Trade in Services and Sustainable Development Venue: VIP Hotel, Maputo, Mozambique 6-7 November 2006 Estrutura da Apresentacao 1. Observacoes sobre a Economia

Leia mais

ÁFRICA DO SUL AERLIS - Oeiras 31.03.2011

ÁFRICA DO SUL AERLIS - Oeiras 31.03.2011 ÁFRICA DO SUL AERLIS - Oeiras 31.03.2011 Alguns factos históricos 1487 Bartolomeu Dias chega ao Cabo da Boa Esperança 1652 Holandeses, ao serviço da Dutch East India Company, instalam-se no Cabo. Colónia

Leia mais

Findeter financiamento para a reconstrução e a mitigação de mudanças climáticas

Findeter financiamento para a reconstrução e a mitigação de mudanças climáticas Findeter financiamento para a reconstrução e a mitigação de mudanças climáticas Linhas de Financiamento para Reconstrução e Mitigação de Mudanças Climáticas Fortalecimento de estratégias e produtos financeiros

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NA PREPARAÇÃO, DEBATE E ADOPÇÃO DO ORÇAMENTO DA SAÚDE

BOAS PRÁTICAS NA PREPARAÇÃO, DEBATE E ADOPÇÃO DO ORÇAMENTO DA SAÚDE BOAS PRÁTICAS NA PREPARAÇÃO, DEBATE E ADOPÇÃO DO ORÇAMENTO DA SAÚDE A MUDANÇA Mudança no Padrão de Procura Mudança no Padrão Demográfico e de Longevidade Mudança nos Factores de Risco Novas Expectativas

Leia mais

Integração de uma abordagem de género na gestão de recursos hídricos e fundiários Documento de Posição de organizações e redes dos PALOPs

Integração de uma abordagem de género na gestão de recursos hídricos e fundiários Documento de Posição de organizações e redes dos PALOPs Integração de uma abordagem de género na gestão de recursos hídricos e fundiários Documento de Posição de organizações e redes dos PALOPs Isabel Dinis, ACTUAR Lisboa, 3 de Junho de 2010 ACTUAR - ASSOCIAÇÃO

Leia mais

O papel da iniciativa privada no desenvolvimento da gestão pública brasileira

O papel da iniciativa privada no desenvolvimento da gestão pública brasileira O papel da iniciativa privada no desenvolvimento da gestão pública brasileira CONTEXTO BRASIL 1970 90 milhões de habitantes 2010 190 milhões de habitantes... Temos feito muito, mas não o suficiente...

Leia mais

Transformação Agraria em Moçambique: Oportunidades, Desafios, e Prioridades

Transformação Agraria em Moçambique: Oportunidades, Desafios, e Prioridades Transformação Agraria em Moçambique: Oportunidades, Desafios, e Prioridades David Tschirley Universidade Estadual de Michigan Maputo, Outubro de 2015 Tres Tôpicos Enormes oportunidades para o sistema agroalimentar

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO SECTOR AGRÁRIO PEDSA 2011-2020

PLANO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO SECTOR AGRÁRIO PEDSA 2011-2020 República de Moçambique Ministério da Agricultura PLANO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO SECTOR AGRÁRIO PEDSA 2011-2020 3 de Maio 2011 1 I. Contextualização II. Fundamentação III. Visão e Missão IV.

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS CENTRO DE PROMOÇÃO DE INVESTIMENTOS CLIMA DE INVESTIMENTOS EM MOÇAMBIQUE

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS CENTRO DE PROMOÇÃO DE INVESTIMENTOS CLIMA DE INVESTIMENTOS EM MOÇAMBIQUE REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS CENTRO DE PROMOÇÃO DE INVESTIMENTOS CLIMA DE INVESTIMENTOS EM MOÇAMBIQUE CONTEÚDO 1 Razões para investir em Moçambique 2 Evolução do Investimento

Leia mais

VIH-SIDA - SITUAÇÃO ACTUAL

VIH-SIDA - SITUAÇÃO ACTUAL VIH-SIDA - SITUAÇÃO ACTUAL 1 Quadro Institucional Estratégias : Até 22 Sanitarização da abordagem Depois de 22 Multisectorialidade e Descentralização Prevalência do VIH (%), em adultos dos 15-49 anos,

Leia mais

Certificação de Sistemas (Seminário Lipor)

Certificação de Sistemas (Seminário Lipor) Certificação de Sistemas (Seminário Lipor) Outubro 2006 Direcção Comercial e Gestão de Clientes www.apcer.pt Gonçalo Pires Índice: Certificação de S.G.: Qualidade (NP EN ISO 9001:2000); Ambiente (NP EN

Leia mais

2.2 Ambiente Macroeconômico

2.2 Ambiente Macroeconômico Por que Ambiente Macroeconômico? Fundamentos macroeconômicos sólidos reduzem incertezas sobre o futuro e geram confiança para o investidor. A estabilidade de preços é uma condição importante para processos

Leia mais

Equipe do País Roteiro Angola

Equipe do País Roteiro Angola CAADP Nutrition Capacity Development Workshop SOUTHERN AFRICA, 9 th September 13 th September 2013 Gaborone, Botswana Equipe do País Roteiro Angola Participantes Nome Sobrenome Organização/função e.mail

Leia mais

Ser Mãe, Ser Trabalhadora: a Protecção da Maternidade em Moçambique

Ser Mãe, Ser Trabalhadora: a Protecção da Maternidade em Moçambique Ser Mãe, Ser Trabalhadora: a Protecção da Maternidade em Moçambique Ruth Castel-Branco, Organização Internacional do Trabalho Conferencia do SASPEN Maputo, 2 de Setembro 2014 Sumário Contexto A Protecção

Leia mais

S E M P R E E M C O N T R O L O. A Solução Inteligente de Recuperação de Veículos e Gestão de Frotas 84 900 0000 100% CONFIANÇA

S E M P R E E M C O N T R O L O. A Solução Inteligente de Recuperação de Veículos e Gestão de Frotas 84 900 0000 100% CONFIANÇA S E M P R E E M C O N T R O L O A Solução Inteligente de Recuperação de Veículos e Gestão de Frotas 84 900 0000 100% CONFIANÇA INTRODUÇÃO A segurança é, nos dias de hoje, um valor essencial a preservar.

Leia mais

DOCUMENTO SÍNTESE UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA

DOCUMENTO SÍNTESE UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA IE13255 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA P. O. Box 3243, Addis Ababa, ETHIOPIA Tel.: (251-11) 5182402 Fax: (251-11) 5182400 Website: www.au.int CONFERÊNCIA DA CUA/AFCAC/AFRAA DE TRANSPORTES

Leia mais

REDD NO BRASIL UM ENFOQUE AMAZÔNICO PARTE 1: EMISSÕES POR DESMATAMENTO TROPICAL E O PAPEL

REDD NO BRASIL UM ENFOQUE AMAZÔNICO PARTE 1: EMISSÕES POR DESMATAMENTO TROPICAL E O PAPEL REDD NO BRASIL UM ENFOQUE AMAZÔNICO PARTE 1: EMISSÕES POR DESMATAMENTO TROPICAL E O PAPEL DA AMAZÔNIA BRASILEIRA Grupo de Estudo em REDD Amapá Jaqueline Homobono EMISSÕES POR DESMATAMENTO TROPICAL E O

Leia mais

REUNIÃO NÚCLEO DE PLANEJAMENTO E MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO

REUNIÃO NÚCLEO DE PLANEJAMENTO E MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO REUNIÃO NÚCLEO DE PLANEJAMENTO E MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO 15 DE AGOSTO DE 2012 NÚCLEO DE PLANEJAMENTO E MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO 15/08/12 PAUTA 1. AGENDA PLANEJAMENTO II SEMESTRE 2012 2. ESCRITÓRIO DE PROJETOS

Leia mais

UNIAO VITORIOSA PLANO DE GOVERNO SAUDE

UNIAO VITORIOSA PLANO DE GOVERNO SAUDE UNIAO VITORIOSA PLANO DE GOVERNO 2013 2016 SAUDE A saúde publica centra sua ação a partir da ótica do Estado com os interesses que ele representa nas distintas formas de organização social e politica das

Leia mais

Fórum Empresarial de Apoio à Cidade de São Paulo. Propostas para 2011

Fórum Empresarial de Apoio à Cidade de São Paulo. Propostas para 2011 Fórum Empresarial de Apoio à Cidade de São Paulo Propostas para 2011 Justificativa A cidade de São Paulo representa um enorme desafio para todos que se empenham pelo desenvolvimento sustentável e justo

Leia mais

Administração Pública Central Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação Resultados 2000

Administração Pública Central Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação Resultados 2000 Administração Pública Central Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação Resultados 2000 NOTA TÉCNICA Universo de referência Organismos da Administração Pública Central Realização

Leia mais

República de Moçambique MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PLANO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO SECTOR AGRÁRIO PEDSA 2010 2019

República de Moçambique MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PLANO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO SECTOR AGRÁRIO PEDSA 2010 2019 República de Moçambique MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PLANO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO SECTOR AGRÁRIO PEDSA 2010 2019 Por um sector agrário integrado, próspero, competitivo e sustentável Outubro

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DO TRABALHO, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DO TRABALHO, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL l REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DO TRABALHO, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA A MINISTRA DO TRABALHO, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL NA 105ª CONFERÊNCIA DA OIT, EM GENEBRA, SUÍÇA

Leia mais

Estimulando o investimento sustaintavel na agricultura. Catalysing sustainable Investment in Agriculture

Estimulando o investimento sustaintavel na agricultura. Catalysing sustainable Investment in Agriculture Estimulando o investimento sustaintavel na agricultura Catalysing sustainable Investment in Agriculture Oportunidade de Investmento no Corredor da Beira Quase 10 milhões de hectares de solos apropriados

Leia mais

ESTRATÉGIA DE CONSERVAÇÃO E USO SUSTENTÁVEL DA ENERGIA DA BIOMASSA

ESTRATÉGIA DE CONSERVAÇÃO E USO SUSTENTÁVEL DA ENERGIA DA BIOMASSA REPÚBLICA DE MÇAMBIQUE MINISTÉRI DA ENERGIA DIRECÇÃ NACINAL DE ENERGIAS NVAS E RENVAVEIS ESTRATÉGIA DE CNSERVAÇÃ E US SUSTENTÁVEL DA ENERGIA DA BIMASSA Conteúdos Introdução Enquadramento legal e institucional

Leia mais

FORUM FPA IDÉIAS PARA O BRASIL

FORUM FPA IDÉIAS PARA O BRASIL FORUM FPA IDÉIAS PARA O BRASIL Ideias Centrais Metodologia de Construção do Programa Quatro instâncias: 1. Fóruns de discussão regionalizados Um coordenador regional; Espaço de discussão permanente; Diálogo

Leia mais

mercados e liberalização Faculdade de Economia Universidade Nova de Lisboa

mercados e liberalização Faculdade de Economia Universidade Nova de Lisboa Regulação económica, mercados e liberalização Pedro Pita Barros Faculdade de Economia Universidade Nova de Lisboa Princípio geral para a actividade económica - funcionamento do mercado (trocas livres e

Leia mais

Mercados emergentes precisam fazer mais para continuar a ser os motores do crescimento global

Mercados emergentes precisam fazer mais para continuar a ser os motores do crescimento global Mercados emergentes precisam fazer mais para continuar a ser os motores do crescimento global de janeiro de 1 Por Min Zhu Em nossa Reunião Anual de outubro de 13, travamos um longo debate sobre as perspectivas

Leia mais

Investimento estrangeiro direto na África. Roberto Iglesias Katarina P. da Costa. Novembro 2011

Investimento estrangeiro direto na África. Roberto Iglesias Katarina P. da Costa. Novembro 2011 Investimento estrangeiro direto na África Roberto Iglesias Katarina P. da Costa Novembro 2011 Investimento t estrangeiro direto na África Contexto Global Investimento Chinês na África Investimento Brasileiro

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME. Cooperação Internacional com os países Africanos

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME. Cooperação Internacional com os países Africanos MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Cooperação Internacional com os países Africanos Setembro/2012 DIRETRIZES DA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA 1. Baseada em valores clássicos: promoção

Leia mais

Formação-ação no domínio da competitividade e internacionalização -Portugal 2020- Maria José Caçador 15.abril.2016

Formação-ação no domínio da competitividade e internacionalização -Portugal 2020- Maria José Caçador 15.abril.2016 Formação-ação no domínio da competitividade e internacionalização -Portugal 2020- Maria José Caçador 15.abril.2016 ENQUADRAMENTO SISTEMA DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Inovação Empresarial e Empreendedorismo

Leia mais

Os modelos de financiamento da saúde e as formas de pagamento aos hospitais: em busca da eficiência e da sustentabilidade

Os modelos de financiamento da saúde e as formas de pagamento aos hospitais: em busca da eficiência e da sustentabilidade Os modelos de financiamento da saúde e as formas de pagamento aos hospitais: em busca da eficiência e da sustentabilidade Pedro Pita Barros Faculdade de Economia Universidade Nova de Lisboa Agenda Enquadramento

Leia mais

Maputo, 7 de Novembro 2013

Maputo, 7 de Novembro 2013 Maputo, 7 de Novembro 2013 Agenda Este seminário tem por objectivo apresentar o estudo sobre a situação do acesso a finanças rurais e agrícolas em Moçambique 1. Introdução 2. Perfil da População Rural

Leia mais

São Paulo, 17 de Agosto de 2012

São Paulo, 17 de Agosto de 2012 São Paulo, 17 de Agosto de 2012 Discurso do Presidente do Banco Central do Brasil, Alexandre Tombini, no 22º Congresso da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores - Fenabrave Senhoras

Leia mais

OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE

OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA E SEGURANÇA ALIMENTAR OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE ABRIL, 2015 Estrutura da Apresentação 2 I. Papel do CEPAGRI II. III. IV.

Leia mais

Informação útil sobre Angola

Informação útil sobre Angola adso Comunicação Informação útil sobre Angola Este documento e o seu conteúdo são da responsabilidade do autor. A ADSO disponibiliza-o como suporte de informação às potencialidades do mercado angolano.

Leia mais

Prevenir Conflitos, promover a integração CONFERÊNCIA DOS MINISTROS AFRICANOS RESPONSÁVEIS PELAS FRONTEIRAS

Prevenir Conflitos, promover a integração CONFERÊNCIA DOS MINISTROS AFRICANOS RESPONSÁVEIS PELAS FRONTEIRAS AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone : 517 700 Fax : 517844 website : www. africa-union.org CONFERÊNCIA DOS MINISTROS AFRICANOS RESPONSÁVEIS PELAS

Leia mais

Coordenação Multisectorial da Segurança Alimentar e Nutricional. Perspectiva do Governo Moçambicano, o Secretariado

Coordenação Multisectorial da Segurança Alimentar e Nutricional. Perspectiva do Governo Moçambicano, o Secretariado Coordenação Multisectorial da Segurança Alimentar e Nutricional Perspectiva do Governo Moçambicano, o Secretariado Técnico de Segurança Alimentar e Nutricional (SETSAN) ANTECEDENTES DA SEGURANÇA ALIMENTAR

Leia mais

econômica e socialmente sustentáveis. (Artigo 3º da Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional, de 15 de setembro de 2006)

econômica e socialmente sustentáveis. (Artigo 3º da Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional, de 15 de setembro de 2006) Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN Audiência Pública na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado Federal

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 Líderes : Autores do Futuro Ser líder de um movimento de transformação organizacional é um projeto pessoal. Cada um de nós pode escolher ser... Espectador,

Leia mais

Introdução ao MDL. Climate Finance in Mozambique 18 Fev. 2014 Maputo, Mozambique. Mr Timothy Cowman Technical Officer, CRC Kampala

Introdução ao MDL. Climate Finance in Mozambique 18 Fev. 2014 Maputo, Mozambique. Mr Timothy Cowman Technical Officer, CRC Kampala Introdução ao MDL Climate Finance in Mozambique 18 Fev. 2014 Maputo, Mozambique Mr Timothy Cowman Technical Officer, CRC Kampala CDM Regional Collaboration Centre, Kampala Objetivos O mercado de carbono

Leia mais

EXPERIÊNCIA DE MOÇAMBIQUE NA IMPLEMENTAÇÃO DA SEGURANÇA SOCIAL BÁSICA

EXPERIÊNCIA DE MOÇAMBIQUE NA IMPLEMENTAÇÃO DA SEGURANÇA SOCIAL BÁSICA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA MULHER E DA ACÇÃO SOCIAL EXPERIÊNCIA DE MOÇAMBIQUE NA IMPLEMENTAÇÃO DA SEGURANÇA SOCIAL BÁSICA 16 DE OUTUBRO DE 2013 1 CONTEXTO DE MOÇAMBIQUE Cerca de 23 milhões de

Leia mais

Comentários ao Doing Business 2013 Moçambique

Comentários ao Doing Business 2013 Moçambique Support Program for Economic and Enterprise Development (SPEED) Comentários ao Doing Business 2013 Moçambique 23 de Outubro de 2012 Por: Rosário Marapusse A. Desempenho de Moçambique no Doing Business:

Leia mais

A sustentabilidade Financeira do Serviço Nacional de Saúde. Motivação

A sustentabilidade Financeira do Serviço Nacional de Saúde. Motivação A sustentabilidade Financeira do Serviço Nacional de Saúde Pedro Pita Barros Faculdade de Economia Universidade Nova de Lisboa Motivação 25º Aniversário do SNS Qual a sua sustentabilidade financeira? O

Leia mais

A evolução do sector da pecuária em Moçambique (2002-2012)

A evolução do sector da pecuária em Moçambique (2002-2012) A evolução do sector da pecuária em Moçambique (2002-2012) Gerson Machel (DNSV) Jaquelino Massingue (MSU) 19 de Dezembro de 2013 Seminario sobre estudos tematicos do TIA, Hotel VIP, Maputo Estrutura da

Leia mais

OPORTUNIDADES DO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE

OPORTUNIDADES DO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE OPORTUNIDADES DO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE 1 O CEPAGRI (1-3) 2 Criado através do Decreto nº 20/2006 de 29 de Junho como instituição subordinada ao Ministério da Agricultura Criado com objectivo de: Estimular

Leia mais

African Economic Outlook 2010

African Economic Outlook 2010 23 April 2009 2009 Medindo o Pulso de África African Economic Outlook 2010 Perspectivas Económicas em África 2010 Mobilização dos Recursos Públicos e Ajuda em África Mozambique 14 de Dezembro de 2010 UNECA

Leia mais

Enquadramento económico dos mercados regionais da CPLP

Enquadramento económico dos mercados regionais da CPLP www.pwc.com/pt Enquadramento económico dos mercados regionais da CPLP Oportunidades maximizadas? Jaime Carvalho Esteves 19 de Março 2013 Agenda 1. Conceito de hub 2. Relevância da CPLP 3. Os mercados de

Leia mais

O IRC como Instrumento de Competitividade Reforma num contexto de crise

O IRC como Instrumento de Competitividade Reforma num contexto de crise O IRC como Instrumento de Competitividade Reforma num contexto de crise 3 de Outubro de 2013 Paulo Gaspar Tópicos Enquadramento O exemplo de outros Estados-membros Concretizar Um sistema fiscal competitivo

Leia mais

STEPS FORWARD: LINKING AGRICULTURE TO NUTRITION IN MOZAMBIQUE

STEPS FORWARD: LINKING AGRICULTURE TO NUTRITION IN MOZAMBIQUE STEPS FORWARD: LINKING AGRICULTURE TO NUTRITION IN MOZAMBIQUE Hosted by Abt Associates Reduzir a desnutrição crónica em Moçambique: contexto internacional e assistência dos parceiros de desenvolvimento

Leia mais

Cluster Habitat Sustentável

Cluster Habitat Sustentável Workshop Territórios e Cidades Sustentáveis Coimbra, 28.01.2015 Cluster Habitat Sustentável Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável 1 Cluster Habitat

Leia mais

7/1/14. Conteúdos da Apresentação

7/1/14. Conteúdos da Apresentação Conteúdos da Apresentação República de Moçambique Ministério da Agricultura Ins:tuto do Algodão de Moçambique XII Reunião do SEACF A. Banze IAM Agronomist Maputo, 7-8 de Junho de 04 Piloto de Seguro Agrário

Leia mais

Nota de trabalho. Estado actual das negociações comerciais multilaterais sobre os produtos agrícolas REPRESENTAÇÃO COMERCIAL

Nota de trabalho. Estado actual das negociações comerciais multilaterais sobre os produtos agrícolas REPRESENTAÇÃO COMERCIAL MISSÃO PERMANENTE DA REPÚBLICA DE ANGOLA JUNTO DA ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS REPRESENTAÇÃO COMERCIAL GENEBRA - SUÍÇA Estado actual das negociações comerciais multilaterais sobre os produtos agrícolas

Leia mais

Embrapa Estudos Estratégicos e Capacitação: Estrutura e Modo de Atuação. Brasilia, 09 de novembro de 2010

Embrapa Estudos Estratégicos e Capacitação: Estrutura e Modo de Atuação. Brasilia, 09 de novembro de 2010 Embrapa Estudos Estratégicos e Capacitação: Estrutura e Modo de Atuação Brasilia, 09 de novembro de 2010 Embrapa Estudos Estratégicos e Capacitação em Agricultura Tropical inaugurada em 10 de maio de 2010

Leia mais

CRESCIMENTO ECONÓMICO POTENCIAÇÃO DO CRÉDITO À ECONOMIA XXIII ENCONTRO DE LISBOA

CRESCIMENTO ECONÓMICO POTENCIAÇÃO DO CRÉDITO À ECONOMIA XXIII ENCONTRO DE LISBOA 1 CRESCIMENTO ECONÓMICO POTENCIAÇÃO DO CRÉDITO À ECONOMIA XXIII ENCONTRO DE LISBOA 2 Sumário da Apresentação 1. Objectivos. Principais Constrangimentos ao Crescimento do Crédito Bancário em Angola. Conclusões

Leia mais

A sessão da manhã compreendeu 4 apresentações nomeadamente:

A sessão da manhã compreendeu 4 apresentações nomeadamente: Síntese do Mini-simpósio Sobre Agricultura de Conservação IIAM/MSU/Plataforma de Investigação/ ONGs convidadas Recinto do IIAM, 11 de Fevereiro de 2011 Preparada por: Eng Helder Gemo IWMI/MozAKSS Aos 11

Leia mais

Microcrédito e Comércio Justo

Microcrédito e Comércio Justo Microcrédito e Comércio Justo Antiga DIT Antiga DIT A Antiga DIT A Antiga DIT baseava-se no princípio da especialização. Os países do Sul especializavam-se em produtos de baixo valor acrescentado. Quando

Leia mais

Pequenas e médias empresas:

Pequenas e médias empresas: Pequenas e médias empresas: Promovendo ligações empresariais efectivas entre as grandes e as pequenas e médias empresas para o desenvolvimento de Moçambique Comunicação de Sua Excelência Armando Emílio

Leia mais

RSO EM ÉPOCA DE VACAS MAGRAS, O CASE STUDY DO OUTPLACEMENT. O seu Parceiro em Serviços de Outplacement

RSO EM ÉPOCA DE VACAS MAGRAS, O CASE STUDY DO OUTPLACEMENT. O seu Parceiro em Serviços de Outplacement RSO EM ÉPOCA DE VACAS MAGRAS, O CASE STUDY DO OUTPLACEMENT O seu Parceiro em Serviços de OUTPLACEMENT Serviço contratado por uma empresa, que ajuda os colaboradores desvinculados a encontrar um novo projecto

Leia mais

Resumo do Informe sobre Polí1cas: Promoção da Inclusão Financeira das Mulheres Africanas

Resumo do Informe sobre Polí1cas: Promoção da Inclusão Financeira das Mulheres Africanas Resumo do Informe sobre Polí1cas: Promoção da Inclusão Financeira das Mulheres Africanas Henriqueta Hunguana e Nomsa Daniels New Faces New Voices Luanda, 31 de Outubro de 2013 Informe sobre Polí1cas Promoção

Leia mais

O PLANO BRASIL SEM MISÉRIA

O PLANO BRASIL SEM MISÉRIA O PLANO BRASIL SEM MISÉRIA A adoção de uma estratégia multidimensional coordenada, com objetivos e metas claros e mensuráveis, é uma das iniciativas mais importantes dos países que buscam reduzir seus

Leia mais

Estratégia De Mobilização De Recursos Da Sadc SADC ESTRATÉGIA DE MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS DA SADC

Estratégia De Mobilização De Recursos Da Sadc SADC ESTRATÉGIA DE MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS DA SADC SADC ESTRATÉGIA DE MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS DA SADC 1 Areas Dynamix (Pty) Ltd Turnkey Solution Providers Plot 14447 G-West Ind. Gaborone Botswana Contact: 72623416 / 73856499 Email: areasdynamix@gmail.com

Leia mais

DECLARAÇÃO EMPRESARIAL DE LUANDA

DECLARAÇÃO EMPRESARIAL DE LUANDA DECLARAÇÃO EMPRESARIAL DE LUANDA Por iniciativa da Confederação Empresarial da CPLP e das associações empresariais dos PALOP, realizou-se em Luanda, República de Angola, a 17 de Julho de 2014, o Fórum

Leia mais

BUSINESS CONNEXION MOZAMBIQUE

BUSINESS CONNEXION MOZAMBIQUE BUSINESS CONNEXION MOZAMBIQUE 2012 Business Connexion Seminário Sobre a Plataforma de Uniformização de Licenças no âmbito do Governo Electrónico de Moçambique Outubro 2012 A BCX COMO PARCEIRO Parceria

Leia mais

Cidades Analíticas. das Cidades Inteligentes em Portugal

Cidades Analíticas. das Cidades Inteligentes em Portugal Cidades Analíticas Acelerar o desenvolvimento das Cidades Inteligentes em Portugal Programa Operacional Regional Programa Operacional Regional do Centro 2014-2020 PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL DO CENTRO

Leia mais

Education at a Glance: Indicadores OCDE 2012

Education at a Glance: Indicadores OCDE 2012 COUNTRY NOTE Education at a Glance: Indicadores OCDE 2012 BRASIL Dúvidas podem ser enviadas para: Andreas Schleicher, Assessor do Secretário-Geral sobre Política de Educação, Vice-Diretor de Educação E-mail:

Leia mais

PROJECTO DE DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL. Apoio Financeiro à Aquisição de Habitação Própria. Programa Casa Própria. Senhoras e Senhores Deputados

PROJECTO DE DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL. Apoio Financeiro à Aquisição de Habitação Própria. Programa Casa Própria. Senhoras e Senhores Deputados Intervenção do Deputado José Manuel Bolieiro PROJECTO DE DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL Apoio Financeiro à Aquisição de Habitação Própria Programa Casa Própria Senhor Presidente da Assembleia Legislativa

Leia mais

Hildizina Norberto Dias

Hildizina Norberto Dias Hildizina Norberto Dias Objectivo Reflectir sobre a relevância da língua portuguesa na economia no mundo da Lusofonia. Partes da reflexão 1. Mundo da Lusofonia; 2. Mercado linguístico; 3. A língua portuguesa

Leia mais

Moving Business Forward

Moving Business Forward Moving Business Forward Apresentação eurotux.com/empresa/ Criada em 2000, como iniciativa de docentes da Universidade do Minho. Especializada em planeamento, integração e implementação de sistemas informáticos.

Leia mais

Sua Excelência Embaixadora da Finlândia;

Sua Excelência Embaixadora da Finlândia; República de Moçambique Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional Gabinete do Ministro DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA, ENSINO SUPERIOR E

Leia mais

Espaço Fiscal e a Extensão da Protecção Social: Lições de Países em Desenvolvimento

Espaço Fiscal e a Extensão da Protecção Social: Lições de Países em Desenvolvimento Espaço Fiscal e a Extensão da Protecção Social: Lições de Países em Desenvolvimento Nuno Cunha, Coordenador dos Programas de Protecção Social da OIT em Moçambique 20 de Junho 2012 Centro de Conferências

Leia mais

Dois Cenários Antagônicos para 2015

Dois Cenários Antagônicos para 2015 Dois Cenários Antagônicos para 2015 Celso L. Martone Setembro de 2014 A Herança Lula/Dilma I Taxa de inflação efetiva de 7,5%, contida a 6,5% pelo congelamento de preços administrados (energia, combustíveis,

Leia mais