RESOLUÇÃO N. º 003 / 2009

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESOLUÇÃO N. º 003 / 2009"

Transcrição

1 RESOLUÇÃO N. º 003 / 2009 Regulamenta o Regime Especial de Atendimento Domiciliar READ. O PRESIDENTE DO COLEGIADO DE CURSOS DA FACULDADE DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS DA UNIVERSIDADE FUMEC, no uso de suas atribuições regimentais e considerando que: 1. das definições constantes dos artigos 59 a 60 da Lei 9.394/96, fica clara a permissão e a obrigação para os sistemas de ensino, bem como para os estabelecimentos de ensino, de proporcionar atendimento especializado a todos os alunos que dele necessitarem, em especial àqueles caracterizados na Lei 6.202/75; e no Decreto 1.044/69; 2. esses alunos devem ser atendidos em condições especiais, inclusive na forma domiciliar; 3. há a necessidade do estabelecimento de normas complementares à legislação vigente, sobre o regime de atendimento especial de atendimento domiciliar temporário, no âmbito da Faculdade de Ciências Empresarias; 4. o próprio Colegiado de Cursos da FUMEC/FACE assim decide, RESOLVE: Art. 1º. Conceituar como Regime Especial de Atendimento Domiciliar READ, a prática excepcional, cujo objetivo é oferecer condições diferenciadas de acompanhamento e participação das atividades pedagógicas aos discentes em situações que lhes impossibilitem a freqüência e a participação nas atividades institucionais normais.

2 Art. 2º. A exigibilidade da presença física do discente nas aulas será substituída por atividades especiais elaboradas e acompanhadas pelos professores. Art. 3º. A Faculdade, de acordo com as condições disponíveis e conforme o conteúdo curricular da disciplina poderá conceder atividades domiciliares com acompanhamento, para alunos que assim o requeiram, desde que respeitados os requisitos explicitados nesta Resolução. Art. 4º. São considerados aptos a solicitar o direito ao Regime Especial de Atendimento Domiciliar READ: I - a aluna gestante: a) a partir do 8º (oitavo) mês de gestação e durante os 3 (três) meses seguintes, com atestado médico comprobatório; b) em situações excepcionais, comprovadas mediante laudo médico. II o discente portador de afecções adquiridas, doenças infectocontagiosas, traumatismos ou outras condições mórbidas, determinando distúrbios caracterizados por: a) incapacidade física relativa, incompatível com a freqüência às aulas, desde que se verifique a conservação das condições intelectuais e emocionais necessárias para o prosseguimento da atividade acadêmica em novos moldes, comprovada mediante laudo médico; III o discente convocado para o serviço militar obrigatório, que esteja obrigado a faltar às atividades acadêmicas por força de exercício de manobra ou exercício de apresentação das reservas ou cerimônias cívicas, quando comprovado por documento da autoridade competente; Parágrafo único: O disposto nesta Resolução aplica-se somente ao discente regularmente matriculado em curso superior da FACE.

3 Art. 5º. O READ deverá ser solicitado assim que o fato que impede o discente de manter freqüência normal às aulas for observado ou definido por autoridade competente. Não sendo concedido em hipótese alguma para data retroativa. Art. 6º. O READ deverá ser requerido, na Seção de Ensino, pelo discente ou por seu procurador legal, até 2 (dois) dias úteis contados a partir do início do impedimento. 1º Do requerimento devem constar: informações precisas para contato com o discente (telefone, endereço residencial, endereço de correio eletrônico, número de matrícula, curso e período); documento que comprove a necessidade do regime especial (laudo ou atestado médico; declaração da autoridade competente). 2º Do documento de comprovação a que se refere o parágrafo anterior, deverá constar o período de início e de término do impedimento. 3º A Seção de Ensino encaminhará o requerimento preenchido, acompanhado dos devidos comprovantes ao Coordenador do Curso em que o aluno se encontrar matriculado. Art. 7º. O regime especial será efetivado sob a forma de assistência domiciliar, desde que o discente necessite de um afastamento por período igual ou superior a quinze (15) dias. 1º A concessão do Regime Especial de Atendimento Domiciliar não poderá ultrapassar o final do período letivo em que o discente estiver matriculado, de acordo com o calendário institucional. 2º A renovação do READ será permitida durante o semestre letivo, desde que devidamente fundamentada e com apresentação de novo laudo médico ou declaração pertinente. Art. 8º. O período de atendimento especial domiciliar não poderá exceder a 50% dos dias letivos do semestre.

4 Parágrafo único: As disciplinas com atividades práticas que precisam ser realizadas pessoalmente pelo (a) discente em laboratórios, instituições específicas ou sob supervisão individual, não serão beneficiadas pelo regime de atendimento domiciliar, devendo o(a) aluno(a) cursá-las posteriormente. Art. 9.º O Coordenador do curso terá um prazo de 3 ( três) dias úteis para pronunciar se a respeito do requerimento, comunicando o deferimento ou indeferimento à Seção de Ensino, cabendo a esta informar ao discente o resultado de seu pedido. Art. 10. Em caso de deferimento do pedido, a Seção de Ensino informará ao (à) professor(a) responsável pela disciplina que será oferecida em regime especial, o nome do(a) aluna(a); o período de duração do regime especial (início / término) e solicitará a elaboração das atividades domiciliares necessárias. Parágrafo único: As atividades domiciliares devem ser compatíveis com as condições físicas do requerente. Art. 11. O(A) aluno(a) sob assistência poderá ser submetido(a) a uma avaliação para verificação de sua aprendizagem, correspondendo aos pontos atribuídos às avaliações feitas, durante o período de regime especial. Art. 12. É obrigatória a realização de prova final nas dependências da Faculdade, garantido o direito ao exame especial. Art. 13. É responsabilidade do(a) professor(a), além da elaboração das atividades, as seguintes atribuições: I - acompanhar o processo de aprendizagem do discente, determinando o tempo para entrega de cada atividade; II - avaliar as atividades realizadas, atribuindo-lhes notas/médias de acordo com o sistema de avaliação e verificação da aprendizagem adotada pela Faculdade;

5 Art. 14. É responsabilidade do discente manter-se em contato com o(a) professor(a), informando-se sobre as atividades e prazos, além de, se for o caso, indicar pessoa(s) que possa(m) fazer este acompanhamento em seu lugar, servindo como referência para a comunicação com a Faculdade. Parágrafo único: O cumprimento das atividades e dos prazos é de inteira responsabilidade do discente. Em caso de problemas de comunicação, o discente deve entrar em contato com a Seção de Ensino informando-a do ocorrido, imediatamente. Art. 15. O aproveitamento na disciplina será dado pelo cumprimento das atividades elaboradas pelo(a) professor(a) e entregues dentro dos prazos estipulados. Parágrafo único O não cumprimento das atividades e dos prazos estabelecidos pelo professor acarretará na reprovação do discente na disciplina. Art. 16. Revogam-se todas as disposições anteriores sobre o assunto em questão nesta resolução. Art. 17. Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. REGISTRE-SE. PUBLIQUE-SE. CUMPRA-SE. Belo Horizonte, 03 de fevereiro de 2009 Prof. Marco Túlio de Freitas Diretor de Ensino e Presidente do Colegiado de Cursos

PORTARIA Nº079/2010. A PRÓ-REITORA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS, usando de suas atribuições estatutárias, e

PORTARIA Nº079/2010. A PRÓ-REITORA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS, usando de suas atribuições estatutárias, e PORTARIA Nº079/2010 Regulamenta a operacionalização da matrícula em disciplina a cada semestre. A PRÓ-REITORA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS, usando de suas atribuições estatutárias,

Leia mais

FACULDADE DE ODONTOLOGIA

FACULDADE DE ODONTOLOGIA FACULDADE DE ODONTOLOGIA ANEXO II REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES I Das Atividades Artigo 1º As Atividades Complementares estão de acordo com as políticas do Conselho Nacional de Educação

Leia mais

UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Em conformidade com a Resolução CNE/CES n 1, de 08 de Junho de 2007 e o Regimento da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO SECRETARIA GERAL DOS CONSELHOS DA ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO SECRETARIA GERAL DOS CONSELHOS DA ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 15/98 EMENTA: Revoga a Resolução Nº 71/89 deste Conselho e estabelece normas sobre afastamento para Pós-Graduação no Brasil e no Exterior dos servidores da UFRPE. O Presidente do Conselho

Leia mais

INSCRIÇÃO PARA PORTADOR DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR - PDCS (Isento de Taxa) 1º SEMESTRE DE 2015. SOLICITAÇÕES DE 12/12/14 a 13/03/15

INSCRIÇÃO PARA PORTADOR DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR - PDCS (Isento de Taxa) 1º SEMESTRE DE 2015. SOLICITAÇÕES DE 12/12/14 a 13/03/15 Informativo GR nº 002/2014. INSCRIÇÃO PARA PORTADOR DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR - PDCS (Isento de Taxa) 1º SEMESTRE DE 2015 SOLICITAÇÕES DE 12/12/14 a 13/03/15 ESTE INFORMATIVO CONTÉM TODAS AS ORIENTAÇÕES

Leia mais

1. DO OBJETIVO 2. DOS REQUISITOS

1. DO OBJETIVO 2. DOS REQUISITOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS SETOR DE BOLSAS ESTUDANTIS AUXÍLIO TRANSPORTE 1º SEMESTRE EDITAL Nº. 011/2016, 20 DE ABRIL DE 2016 A Pró-Reitora de Assuntos Estudantis,

Leia mais

Faculdades Ibmec-RJ. Regulamento de Atividades Complementares do Curso de Graduação em Administração

Faculdades Ibmec-RJ. Regulamento de Atividades Complementares do Curso de Graduação em Administração Faculdades Ibmec-RJ Regulamento de Atividades Complementares do Curso de Graduação em Administração I. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES: Art.1 O presente regulamento tem por finalidade estatuir e normatizar

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESTUDANTES MONITORES PARA O CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO

EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESTUDANTES MONITORES PARA O CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESTUDANTES MONITORES PARA O CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO A Diretoria da FCHPE e a Coordenação do Curso de Direito da Faculdade de Ciências Humanas de Pernambuco, com base no ANEXO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 139/2009/CONEPE Aprova alteração nas Normas Específicas do Estágio

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE CAMPINAS EDITAL DE TRANSFERÊNCIA Nº 01 / 2016.

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE CAMPINAS EDITAL DE TRANSFERÊNCIA Nº 01 / 2016. FACULDADE DE TECNOLOGIA DE CAMPINAS EDITAL DE TRANSFERÊNCIA Nº 01 / 2016. A Diretora da, no uso de suas atribuições legais, torna pública a realização do Processo Seletivo e faz saber o número de VAGAS

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA IN Nº 011 Declaração de Isenção de Licenciamento Ambiental DILA

INSTRUÇÃO NORMATIVA IN Nº 011 Declaração de Isenção de Licenciamento Ambiental DILA INSTRUÇÃO NORMATIVA IN Nº 011 Declaração de Isenção de Licenciamento Ambiental DILA Disciplina o processo de dispensa de licenciamento ambiental das atividades localizadas no município de Blumenau, e passíveis

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 0558-2009-01 MÉDICO FISIATRA DS/REABILITAÇÃO R$ 4.105,18-20 horas semanais SESI-SP

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 0558-2009-01 MÉDICO FISIATRA DS/REABILITAÇÃO R$ 4.105,18-20 horas semanais SESI-SP EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 0558-2009-01 MÉDICO FISIATRA DS/REABILITAÇÃO R$ 4.105,18-20 horas semanais SESI-SP A Diretoria de Recursos Humanos do SESI-SP abre inscrições para candidatos interessados

Leia mais

FACULDADE DE ARARAQUARA IESP Instituto Educacional do Estado de São Paulo Rua Miguel Cortez, 50, Vila Suconasa, Araraquara/SP Tel: 3332-4093

FACULDADE DE ARARAQUARA IESP Instituto Educacional do Estado de São Paulo Rua Miguel Cortez, 50, Vila Suconasa, Araraquara/SP Tel: 3332-4093 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Dispõe sobre as Atividades Complementares do Curso de Direito da Faculdade de Araraquara CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. Este Regulamento dispõe sobre

Leia mais

EDITAL UFU/DRII /18/2011 PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A)

EDITAL UFU/DRII /18/2011 PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A) UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA D I R E T O R I A D E R E L A Ç Õ E S I N T E R N A C I O N A I S E I N T E R I N S T I T U C I O N A I S Av. João Naves de Ávila, 22 CEP 38.408-00 Uberlândia-MG Campus

Leia mais

CURSO DE FONOAUDIOLOGIA

CURSO DE FONOAUDIOLOGIA CURSO DE FONOAUDIOLOGIA REGULAMENTO DO ESTÁGIO Capítulo I Princípios gerais: Art. 1º De acordo com o Projeto Pedagógico do curso de Fonoaudiologia da Faculdade Redentor, os estágios supervisionados fazem

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO SUPERVISIONADO MANUAL DO ESTAGIÁRIO JULHO 2015 abatista@fatecbt.edu.br 03 a 14/08/2015 Matrícula de Estágio Supervisionado para os alunos que não constam no SIGA. 03 a 14/08/2015 Confirmação da

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 25, DE 15 DE ABRIL DE 2003

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 25, DE 15 DE ABRIL DE 2003 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 25, DE 15 DE ABRIL DE 2003 As importações de vegetais, seus produtos, derivados e partes, subprodutos,

Leia mais

Universidade Federal de São Paulo PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS

Universidade Federal de São Paulo PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS EDITAL PRAE Nº 04/2015 PROGRAMA DE AUXÍLIO PARA ESTUDANTES PAPE/UNIFESP PROGRAMA BOLSA PERMANÊNCIA PBP/MEC (2016) BAIXADA SANTISTA, DIADEMA, GUARULHOS, OSASCO, SÃO JOSÉ DOS CAMPOS E SÃO PAULO. A Pró-Reitoria

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA O Reitor do INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FLUMINENSE - IFFluminense, no uso de suas atribuições legais, torna pública a abertura das inscrições para o Processo Seletivo de Ingresso

Leia mais

FACULDADE PADRE JOÃO BAGOZZI PÓS-GRADUAÇÃO BAGOZZI - NÚCLEO DE CIENCIAS DA ADMINISTRAÇÃO E DESENVOLVIMENTO

FACULDADE PADRE JOÃO BAGOZZI PÓS-GRADUAÇÃO BAGOZZI - NÚCLEO DE CIENCIAS DA ADMINISTRAÇÃO E DESENVOLVIMENTO FACULDADE PADRE JOÃO BAGOZZI PÓS-GRADUAÇÃO BAGOZZI - NÚCLEO DE CIENCIAS DA ADMINISTRAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ORIENTAÇÕES PARA REALIZAÇÃO, CORREÇÃO DO TCC TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PÓS-GRADUANDOS MATRICULADOS

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICIPIO DE PORTO VELHO

PREFEITURA DO MUNICIPIO DE PORTO VELHO DECRETO Nº 11.887, DE 03 DE DEZEMBRO DE 2010. Dispõe sobre o Estágio Remunerado de estudantes matriculados em Instituições Públicas ou Privadas de Ensino Superior e Médio Profissionalizante e dá outras

Leia mais

Dispõe sobre a regulamentação do uso obrigatório do simulador de direção veicular.

Dispõe sobre a regulamentação do uso obrigatório do simulador de direção veicular. DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO - DETRAN/PB Portaria nº 496/2014-DS João Pessoa, 15 de setembro de 2014. (Publicada no Diário Oficial de 19 de setembro de 2014) Dispõe sobre a regulamentação do uso obrigatório

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIO PIC DIREITO/UniCEUB EDITAL DE 2016

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIO PIC DIREITO/UniCEUB EDITAL DE 2016 PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIO PIC DIREITO/UniCEUB EDITAL DE 2016 O reitor do Centro Universitário de Brasília UniCEUB, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, torna público que

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CENTRO DE EDUCAÇÃO, LETRAS E ARTES CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS E RESPECTIVAS LITERATURAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CENTRO DE EDUCAÇÃO, LETRAS E ARTES CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS E RESPECTIVAS LITERATURAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CENTRO DE EDUCAÇÃO, LETRAS E ARTES CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS E RESPECTIVAS LITERATURAS EDITAL N 001/2014 EDITAL DE ELEIÇÃO DE COORDENADOR E VICE-COORDENADOR DO CURSO DE LETRAS:

Leia mais

Faculdade de Paraíso do Norte - FAPAN

Faculdade de Paraíso do Norte - FAPAN EDITAL N 004/2015 DAC O Diretor Acadêmico da Faculdade de Agronegócio Paraíso do Norte - FAPAN, no uso de suas atribuições regimentais, considerando o disposto no Inciso II do Artigo 44 da Lei n 9.394,

Leia mais

RESOLUÇÃO/CONSUNI Nº05/2012. Regulamenta os Cursos de Pós- Graduação Lato Sensu. RESOLVE

RESOLUÇÃO/CONSUNI Nº05/2012. Regulamenta os Cursos de Pós- Graduação Lato Sensu. RESOLVE RESOLUÇÃO/CONSUNI Nº05/2012 Regulamenta os Cursos de Pós- Graduação Lato Sensu. O Presidente do Conselho Universitário do Centro Universitário para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí - UNIDAVI, no

Leia mais

1.8. Correspondência eletrônica dirigida ao Polo 46 do MNPEF deve ser endereçada a: aclm@df.ufpe.br, mnpef.caa@ufpe.br

1.8. Correspondência eletrônica dirigida ao Polo 46 do MNPEF deve ser endereçada a: aclm@df.ufpe.br, mnpef.caa@ufpe.br Universidade Federal de Pernambuco Centro acadêmico do Agreste Núcleo Interdisciplinar de Ciências Exatas e Inovação Tecnológica Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física [POLO 46 UFPE/CARUARU] EDITAL

Leia mais

CAPÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS

CAPÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA FACULDADE ARTHUR THOMAS CAPÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS Art. 1º. Este Regulamento estabelece as políticas básicas das

Leia mais

Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal RESOLUÇÃO PPGCA Nº 10/2014

Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal RESOLUÇÃO PPGCA Nº 10/2014 Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal RESOLUÇÃO PPGCA Nº 10/2014 A coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal (PPGCA) da Universidade Estadual

Leia mais

RESOLUGÃO CFP N 002/98 de 19 de abril de 1998. O CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

RESOLUGÃO CFP N 002/98 de 19 de abril de 1998. O CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA, no uso de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUGÃO CFP N 002/98 de 19 de abril de 1998 "Altera a Consolidação das Resoluções do Conselho Federal de Psicologia, aprovada pela Resolução CFP N 004/86, de 19 de outubro de 1986." O CONSELHO FEDERAL

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 198, DE 20 DE JULHO DE 2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 198, DE 20 DE JULHO DE 2015 Publicada no Boletim de Serviço, n. 8, p. 17-22 em 7/8/2015. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 198, DE 20 DE JULHO DE 2015 Regulamenta a licença para tratamento de saúde e a licença por motivo de doença em pessoa

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSUN N.º 008/2010. O Conselho Superior da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - UERGS, no uso de suas atribuições e

RESOLUÇÃO CONSUN N.º 008/2010. O Conselho Superior da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - UERGS, no uso de suas atribuições e RESOLUÇÃO CONSUN N.º 008/2010 Estabelece as normas para a distribuição dos encargos docentes da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul O Conselho Superior da Universidade Estadual do Rio Grande do

Leia mais

Edital N 05/2016 - SRI

Edital N 05/2016 - SRI Edital N 05/2016 - SRI Dispõe sobre o programa de Mobilidade Internacional de alunos de graduação da Universidade Federal Fluminense Bolsas Luso- Brasileiras Santander Universidades 2016.2 e 2017.1 A Superintendência

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ORIENTAÇOES PARA PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS Cursos: Administração / TADS ORIENTAÇÕES:

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ORIENTAÇOES PARA PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS Cursos: Administração / TADS ORIENTAÇÕES: ESTÁGIO SUPERVISIONADO ORIENTAÇOES PARA PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS Cursos: Administração / TADS ORIENTAÇÕES: As matrizes destes documentos estão disponíveis no site FAINAM / Central do Aluno / Estágio

Leia mais

EDITAL Nº. 43/2014 Processo Seletivo Discente Concessão de Benefícios do Prosup, Bolsas e Taxas Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu

EDITAL Nº. 43/2014 Processo Seletivo Discente Concessão de Benefícios do Prosup, Bolsas e Taxas Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu EDITAL Nº. 43/2014 Processo Seletivo Discente Concessão de Benefícios do Prosup, Bolsas e Taxas No período de 6 a 13 de maio de 2014, estarão abertas as inscrições para o processo seletivo entre os discentes

Leia mais

REGULAMENTO GERAL PARA CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO GERAL PARA CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO GERAL PARA CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Os cursos de pós-graduação lato sensu do Centro Universitário Ritter dos Reis/UniRitter orientam-se

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO Institui o Regulamento dos cursos de Pós-graduação lato sensu Especialização em da Escola de Direito de Brasília EDB, mantida pelo Instituto

Leia mais

CONSELHO DO CURSO DE DIREITO. Resolução nº 01/2015 do Conselho do curso de graduação em Direito do ILES/Ulbra Itumbiara/GO

CONSELHO DO CURSO DE DIREITO. Resolução nº 01/2015 do Conselho do curso de graduação em Direito do ILES/Ulbra Itumbiara/GO CONSELHO DO CURSO DE DIREITO Resolução nº 01/2015 do Conselho do curso de graduação em Direito do ILES/Ulbra Itumbiara/GO Dispõe sobre as atividades complementares do curso. CONSIDERANDO o que determina

Leia mais

EDITAL Nº 12/2016 PREG/UFPI EDITAL PARA SELEÇÃO DE MONITORES REMUNERADOS E NÃO REMUNERADOS DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS PERÍODO LETIVO 2016.

EDITAL Nº 12/2016 PREG/UFPI EDITAL PARA SELEÇÃO DE MONITORES REMUNERADOS E NÃO REMUNERADOS DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS PERÍODO LETIVO 2016. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CAMPUS SENADOR HELVÍDIO NUNES DE BARROS COORDENAÇÃO DO CURSO DE LETRAS Rua Cícero Eduardo S/N Bairro Junco 64.600-000 Picos -PI Fone (89) 3422-4207

Leia mais

FACULDADE DE ARARAQUARA CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO

FACULDADE DE ARARAQUARA CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO REGULAMENTO DE TRABALHO DE CURSO ARARAQUARA 2015 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CURSO DE DIREITO Dispõe sobre a forma de operacionalização do Trabalho de Curso. CAPÍTULO I DAS

Leia mais

Capítulo IV Da Entrega da Versão Final

Capítulo IV Da Entrega da Versão Final UNIVERSIDADEFEDERAL DO AMAPÁ UNIFAP DEPARTAMENTO DE ARTES, LETRAS E COMUNICAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM GÊNERO E DIVERSIDADE NA ESCOLA REGIMENTO DE TCC DO CURSO CAPÍTULO I Do Trabalho Art. 1. O Trabalho de conclusão

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA DE MÚSICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA DE MÚSICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA DE MÚSICA Edital Nº 002 / 2012 Edital de Seleção ao Curso de Pós-Graduação

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE -NDE. Procedimentos para o Trabalho de Conclusão de Curso

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE -NDE. Procedimentos para o Trabalho de Conclusão de Curso UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Campus Arapiraca CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE -NDE Arapiraca-AL, 15 de Dezembro de 2011 Procedimentos para o Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

Faculdade Monteiro Lobato

Faculdade Monteiro Lobato REGULAMENTO N º 04/2015 Dispõe sobre a forma e o prazo de integralização das atividades complementares e seminários na Faculdade Monteiro Lobato. Art. 1º - A integralização das atividades complementares/seminários,

Leia mais

EDITAL N.º 09/2014 DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE MATRÍCULA PARA OS CURSOS TÉCNICOS, CONCOMITANTES E SUBSEQUENTES AO ENSINO MÉDIO

EDITAL N.º 09/2014 DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE MATRÍCULA PARA OS CURSOS TÉCNICOS, CONCOMITANTES E SUBSEQUENTES AO ENSINO MÉDIO EDITAL N.º 09/2014 DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE MATRÍCULA PARA OS CURSOS TÉCNICOS, CONCOMITANTES E SUBSEQUENTES AO ENSINO MÉDIO O, mantido pela Associação Paranaense de Cultura, torna pública a abertura

Leia mais

15. ESTÁGIOS CURRICULARES DO BACHARELADO EM TEOLOGIA

15. ESTÁGIOS CURRICULARES DO BACHARELADO EM TEOLOGIA 15. ESTÁGIOS CURRICULARES DO BACHARELADO EM TEOLOGIA O Estágio Supervisionado profissionalizante é uma atividade do Curso Regular de Bacharel em Teologia, visando ir além do aspecto meramente teórico.

Leia mais

RESOLUÇÃO N 06/2015/CONSUP/IFAP, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2015.

RESOLUÇÃO N 06/2015/CONSUP/IFAP, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2015. RESOLUÇÃO N 06/2015/CONSUP/IFAP, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2015. Aprova o PROGRAMA DE BOLSA-AUXÍLIO À PÓS- GRADUAÇÃO AOS SERVIDORES do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá IFAP. O PRESIDENTE

Leia mais

a) Primeira Fase, com duas provas escritas, de caráter eliminatório e classificatório:

a) Primeira Fase, com duas provas escritas, de caráter eliminatório e classificatório: EDITAL PGM - PRODESP 01/2013 CONCURSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DO CURSO DE DIREITO 1 A PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO, tendo em vista o disposto no art. 101, e parágrafo único da Lei Complementar Municipal

Leia mais

DECRETO Nº. 017/2009, de 04 de setembro de 2009.

DECRETO Nº. 017/2009, de 04 de setembro de 2009. DECRETO Nº. 017/2009, de 04 de setembro de 2009. REGULAMENTA A JUNTA MÉDICA DO MUNICÍPIO DE GUARANTÃ DO NORTE E DO FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES DE GUARANTÃ DO NORTE PREVIGUAR E

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ETNOBIOLOGIA E CONSERVAÇÃO DA NATUREZA -Doutorado-

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ETNOBIOLOGIA E CONSERVAÇÃO DA NATUREZA -Doutorado- PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ETNOBIOLOGIA E CONSERVAÇÃO DA NATUREZA -Doutorado- URCA UEPB MANUAL DO DOUTORANDO Recife, 2012 1 O que é o PPGEtno? O Programa de Pós-Graduação em Etnobiologia e Conservação

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. 2- Nos termos da alínea a) do artº. 2º. do decreto-lei nº. 241/2007 entende-se por Bombeiro : CAPÍTULO II REGALIAS

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. 2- Nos termos da alínea a) do artº. 2º. do decreto-lei nº. 241/2007 entende-se por Bombeiro : CAPÍTULO II REGALIAS REGULAMENTO DO ESTUDANTE BOMBEIRO Conselho Científico (Deliberação CC-5/2008, de 23/01/2008) 15 20 04 2012 01 CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS ARTº 1º (ÂMBITO) 1- O presente Regulamento aplica-se aos bombeiros

Leia mais

EDITAL N.º028/2016 INSCRIÇÕES E MATRICULAS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2º SEMESTRE DE 2016

EDITAL N.º028/2016 INSCRIÇÕES E MATRICULAS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2º SEMESTRE DE 2016 EDITAL N.º028/2016 INSCRIÇÕES E MATRICULAS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2º SEMESTRE DE 2016 Prof. Me. João Batista Gomes de Lima, Magnífico Reitor do Centro Universitário São Camilo, no uso

Leia mais

EDITAL Nº 039/2015 SELEÇÃO DE BOLSISTAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA DO PIBID/UNIFAL-MG

EDITAL Nº 039/2015 SELEÇÃO DE BOLSISTAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA DO PIBID/UNIFAL-MG MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL-MG Pró-Reitoria de Graduação Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700 - Alfenas/MG - CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1329 Fax: (35) 3299-1078 grad@unifal-mg.edu.br

Leia mais

EDITAL N o /2011. EDITAL DE INSCRIÇÃO, SELEÇÃO E MATRÍCULA NO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO DA BIOLOGIA (Modalidade a Distância)

EDITAL N o /2011. EDITAL DE INSCRIÇÃO, SELEÇÃO E MATRÍCULA NO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO DA BIOLOGIA (Modalidade a Distância) EDITAL N o /2011 EDITAL DE INSCRIÇÃO, SELEÇÃO E MATRÍCULA NO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO DA BIOLOGIA (Modalidade a Distância) 1. INFORMAÇÕES GERAIS A Direção do Instituto de Ciências Biológicas ICB,

Leia mais

Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação. Processo Seletivo para o 1º semestre de 2013

Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação. Processo Seletivo para o 1º semestre de 2013 Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação Processo Seletivo para o 1º semestre de 2013 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EDITAL INTRODUÇÃO A Reitoria da Universidade Presbiteriana Mackenzie, por seu Decanato de Pesquisa

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Página 1 de 10 PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO ORDEM DE SERVIÇO nº 01/2016-PROGRAD DATA: 4 de janeiro de 2016 SÚMULA: Determina a normatização do processo de matrícula on-line no ano letivo de 2016, para acadêmicos

Leia mais

ARGANIL INVESTE MAIS REGULAMENTO DE APOIO A INICIATIVAS ECONÓMICAS DE INTERESSE MUNICIPAL. Nota Justificativa

ARGANIL INVESTE MAIS REGULAMENTO DE APOIO A INICIATIVAS ECONÓMICAS DE INTERESSE MUNICIPAL. Nota Justificativa ARGANIL INVESTE MAIS REGULAMENTO DE APOIO A INICIATIVAS ECONÓMICAS DE INTERESSE MUNICIPAL Nota Justificativa Considerando que a competitividade da economia concelhia está na primeira linha das preocupações

Leia mais

EDITAL SELEÇÃO DE ESTUDANTES DA UNOESTE PARA O PROGRAMA DE BOLSAS IBERO AMERICANAS - MOBILIDADE INTERNACIONAL SANTANDER UNIVERSIDADES

EDITAL SELEÇÃO DE ESTUDANTES DA UNOESTE PARA O PROGRAMA DE BOLSAS IBERO AMERICANAS - MOBILIDADE INTERNACIONAL SANTANDER UNIVERSIDADES EDITAL SELEÇÃO DE ESTUDANTES DA UNOESTE PARA O PROGRAMA DE BOLSAS IBERO AMERICANAS - MOBILIDADE INTERNACIONAL SANTANDER UNIVERSIDADES PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO SANTANDER

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. Este regulamento disciplina o Trabalho de Conclusão de Curso - TCC dos Cursos das Faculdades Integradas Hélio Alonso,

Leia mais

EDITAL Nº 022/2013 COMPLEMENTAR AO EDITAL Nº 021/2013

EDITAL Nº 022/2013 COMPLEMENTAR AO EDITAL Nº 021/2013 EDITAL Nº 022/2013 COMPLEMENTAR AO EDITAL Nº 021/2013 A Magnífica Reitora da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas UNCISAL, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, delegadas pelo

Leia mais

REGULAMENTO N 01/2016-PPGEE/MEPE/UNIR

REGULAMENTO N 01/2016-PPGEE/MEPE/UNIR REGULAMENTO N 01/2016-PPGEE/MEPE/UNIR Dispõe sobre os critérios de pontuação das Atividades Programadas de Pesquisa (APP), do Programa de Pós- Graduação em Educação Escolar, Mestrado Profissional. A Coordenação

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA PARA O PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM CULTURA, IDENTIDADE E REGIÃO E ENSINO DA MATEMÁTICA

CHAMADA PÚBLICA PARA O PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM CULTURA, IDENTIDADE E REGIÃO E ENSINO DA MATEMÁTICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS EDITAL Nº 001/2015 UEG/Câmpus Jussara de 30 de Novembro de 2015. CHAMADA PÚBLICA PARA O PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM CULTURA, IDENTIDADE E

Leia mais

Lei Municipal Nº 143/2010 De 07 de Junho de 2010

Lei Municipal Nº 143/2010 De 07 de Junho de 2010 Lei Municipal Nº 143/2010 De 07 de Junho de 2010 Autoriza a criação da Junta Médica Oficial do Município de São Francisco do Conde e regulamenta a Concessão de Licença para tratamento de saúde e dá outras

Leia mais

REGULAMENTO DE MONITORIA. Capítulo I Das Disposições Gerais

REGULAMENTO DE MONITORIA. Capítulo I Das Disposições Gerais REGULAMENTO DE MONITORIA Dispõe sobre a regulamentação da Monitoria Capítulo I Das Disposições Gerais Art. 1 O presente regulamento estabelece normas para o processo seletivo de monitoria da Faculdade

Leia mais

FACULDADE PITAGORAS EDITAL 01/16 PROGRAMA DE MONITORIA DA FACULDADE PITAGORAS - SÃO LUIS

FACULDADE PITAGORAS EDITAL 01/16 PROGRAMA DE MONITORIA DA FACULDADE PITAGORAS - SÃO LUIS EDITAL 01/16 PROGRAMA DE MONITORIA DA - SÃO LUIS O Diretor Geral da Faculdade Pitágoras, através da Núcleo de Atendimento Institucional - NAI, no uso de suas atribuições regimentais e de acordo com o que

Leia mais

EDITAL N.º 01/2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA INGRESSO NOS CURSOS DE EXTENSÃO DO CAMPUS AVANÇADO DO PECÉM

EDITAL N.º 01/2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA INGRESSO NOS CURSOS DE EXTENSÃO DO CAMPUS AVANÇADO DO PECÉM MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ - IFCE CAMPUS CAUCAIA EDITAL N.º 01/2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA INGRESSO NOS CURSOS DE EXTENSÃO DO CAMPUS

Leia mais

DOS OBJETIVOS DO PROGRAMA

DOS OBJETIVOS DO PROGRAMA REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO PARA SERVIDORES TÉCNICO ADMINISTRATIVOS DA UFG PRO QUALIFICAR DOS OBJETIVOS DO PROGRAMA Art.1º. O Programa

Leia mais

POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFBA PROGRAMA DE ASSITÊNCIA E APOIO AO ESTUDANTE PAAE EDITAL Nº 007/2015

POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFBA PROGRAMA DE ASSITÊNCIA E APOIO AO ESTUDANTE PAAE EDITAL Nº 007/2015 Loteamento Espaço Alpha (BA522) Bairro: Limoeiro- CEP 42.808-590 Camaçari-BA Telefax: (71) 3649-8600 E-mail: camacari@ifba.edu.br Site: www.camacari.ifba.edu.br POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFBA

Leia mais

Edital 20/2015 DIRGRAD Seleção de alunos para projetos de Melhoria dos Cursos de Graduação e Técnicos Integrados de Nível Médio da UTFPR

Edital 20/2015 DIRGRAD Seleção de alunos para projetos de Melhoria dos Cursos de Graduação e Técnicos Integrados de Nível Médio da UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Diretoria de Graduação e Educação Profissional PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Edital 20/2015 DIRGRAD Seleção de alunos para

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA PARA O PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA PARA O PROGRAMA JOVEM APRENDIZ EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA PARA O PROGRAMA JOVEM APRENDIZ Dispõe sobre a Seleção Pública Simplificada para o cargo de educadores sociais e Ofícineiro de teatro visando atuação no Programa Jovem

Leia mais

Fundação Educacional de Andradina Edital - 2015

Fundação Educacional de Andradina Edital - 2015 Fundação Educacional de Andradina Edital - 2015 EDITAL DE REQUERIMENTO DE BOLSA DE ESTUDOS PARA ALUNOS DE CURSOS SUPERIORES E TÉCNICOS DA FEA PARA O ANO 2015 A Comissão Permanente de Análise de Bolsa de

Leia mais

REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC

REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC ASSOCIAÇÃO UNIFICADA PAULISTA DE ENSINO RENOVADO OBJETIVO - ASSUPERO - INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO RIO GRANDE DO NORTE - IESRN REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC Natal/RN REGULAMENTO

Leia mais

EMPRESA FAI JUNIOR DA FACULDADE VALE DO ITAPECURU FAI EDITAL N.º 001 DE 05 DE ABRIL DE 2016

EMPRESA FAI JUNIOR DA FACULDADE VALE DO ITAPECURU FAI EDITAL N.º 001 DE 05 DE ABRIL DE 2016 EMPRESA FAI JUNIOR DA FACULDADE VALE DO ITAPECURU FAI EDITAL N.º 001 DE 05 DE ABRIL DE 2016 Divulga o PROCESSO DE ELEIÇÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRATIVO E DA DIRETORIA EXECUTIVA DA EMPRESA FAI JUNIOR, para

Leia mais

EDITAL Nº 001/2016/FCNSV/DG

EDITAL Nº 001/2016/FCNSV/DG EDITAL Nº 001/2016/FCNSV/DG A Diretora Geral e a Vice-Diretora Geral da Faculdade Católica Nossa Senhora das Vitórias, no uso de suas atribuições e tendo como fundamento o Regimento Interno da Instituição,

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA FIC

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA FIC 1 FACULDADES INTEGRADAS DE CASSILÂNDIA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA FIC CASSILÂNDIA 2010 2 REGULAMENTO DA BIBLIOTECA FIC TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este Regulamento disciplina os aspectos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL - MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL - MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL - MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO Av. João Naves de Ávila, 2121 = Campus Santa Mônica = Sala 1G156 = CEP:38.408-100 = Uberlândia/MG

Leia mais

Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. CAMPO GRANDE-MS, 6 DE MAIO DE 2015.

Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. CAMPO GRANDE-MS, 6 DE MAIO DE 2015. GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA- SEJUSP/MS AGÊNCIA ESTADUAL DE ADMINISTRAÇÃO DO SISTEMA PENITENCIÁRIO-AGEPEN/MS PORTARIA AGEPEN Nº 4, DE 6 DE

Leia mais

Ato de autorização Portaria Ministerial nº 1009 de 11 de dezembro de 2015, publicada no D.O.U. no dia 14/12/2015.

Ato de autorização Portaria Ministerial nº 1009 de 11 de dezembro de 2015, publicada no D.O.U. no dia 14/12/2015. Edital de Aviso do Processo Seletivo 2016/1 A Faculdade do Educador Feduc, credenciada pela Portaria nº 1097 de 27 de novembro de 2015 e mantida pela Associação Projeto Nacional de Ensino PRONACE, atendendo

Leia mais

EDITAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA INSTITUCIONAIS A SEREM DESENVOLVIDOS NOS CAMPI DO SISTEMA CEFET/RJ EDITAL APP-CAMPI 2014

EDITAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA INSTITUCIONAIS A SEREM DESENVOLVIDOS NOS CAMPI DO SISTEMA CEFET/RJ EDITAL APP-CAMPI 2014 EDITAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA INSTITUCIONAIS A SEREM DESENVOLVIDOS NOS CAMPI DO SISTEMA CEFET/RJ 1. INFORMAÇÕES GERAIS EDITAL APP-CAMPI 2014 A Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação (DIPPG) e o

Leia mais

FACULDADE SÃO LUCAS EDITAL DO 5 PROCESSO SELETIVO 2016 DA FACULDADE SÃO LUCAS NO CURSO DE MEDICINA PARA PORTADORES DE DIPLOMA 1 SEMESTRE 2016 - EDITAL

FACULDADE SÃO LUCAS EDITAL DO 5 PROCESSO SELETIVO 2016 DA FACULDADE SÃO LUCAS NO CURSO DE MEDICINA PARA PORTADORES DE DIPLOMA 1 SEMESTRE 2016 - EDITAL FACULDADE SÃO LUCAS EDITAL DO 5 PROCESSO SELETIVO 2016 DA FACULDADE SÃO LUCAS NO CURSO DE MEDICINA PARA PORTADORES DE DIPLOMA 1 SEMESTRE 2016 - EDITAL n o 5/2016 A Faculdade São Lucas FSL - torna público

Leia mais

EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- VITÓRIA 003/2016 ALTERADO EM 14/06/2016

EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- VITÓRIA 003/2016 ALTERADO EM 14/06/2016 EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- VITÓRIA 003/2016 ALTERADO EM 14/06/2016 Chamada para submissão de Projetos de Iniciação Científica e Tecnológica A Direção Geral da FACULDADE

Leia mais

A República Federativa do Brasil

A República Federativa do Brasil AJUSTE COMPLEMENTAR AO ACORDO ENTRE A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E A ORGANIZACÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O FUNCIONAMENTO NO BRASIL DO ESCRITÓRIO DA COMISSÃO ECONÔMICA PARA A AMÉRICA LATINA E O CARIBE,

Leia mais

ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 17, DE 2011.

ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 17, DE 2011. ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 17, DE 2011. Dispõe sobre os procedimentos relativos à concessão das licenças para tratamento da própria saúde, por motivo de doença em pessoa da família, à gestante, e por

Leia mais

Dispõe sobre autorização de afastamento do País de servidores e empregados do Ministério da Fazenda e suas entidades vinculadas.

Dispõe sobre autorização de afastamento do País de servidores e empregados do Ministério da Fazenda e suas entidades vinculadas. PORTARIA MF Nº 160, DE 6 DE MAIO DE 2016 DOU de 09.05.2016 Dispõe sobre autorização de afastamento do País de servidores e empregados do Ministério da Fazenda e suas entidades vinculadas. O MINISTRO DE

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DA PREVIDÊNCIA ESCOLA DE GOVERNO DO PARANÁ CENTRAL DE ESTÁGIO

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DA PREVIDÊNCIA ESCOLA DE GOVERNO DO PARANÁ CENTRAL DE ESTÁGIO A Lei Federal Nº 11.788/2008 em seu Art. 2 1º, determina que Estágio obrigatório é aquele definido como tal no projeto do curso, cuja carga horária é requisito para aprovação e obtenção de diploma. Para

Leia mais

CONSIDERANDO a transparência e segurança que resultará da implementação do novo modelo gerencial para a definição da política tarifária;

CONSIDERANDO a transparência e segurança que resultará da implementação do novo modelo gerencial para a definição da política tarifária; DECRETO Nº 5.636/2006 João Pessoa (PB) 10 de Maio de 2006 INSTITUI OS SISTEMAS DE BILHETAGEM ELETRÔNICA E GESTÃO EM TRANSPORTES NOS SERVIÇOS DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS POR ÔNIBUS DE JOÃO PESSOA,

Leia mais

RESOLUÇÃO 01 /2015 RESOLVE. Art. 1 - Aprovar o Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, em nível de Especialização, denominado Autismo.

RESOLUÇÃO 01 /2015 RESOLVE. Art. 1 - Aprovar o Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, em nível de Especialização, denominado Autismo. RESOLUÇÃO 01 /2015 Aprova o Curso de Pós-Graduacão Lato Sensu, na modalidade de Especialização, com a denominação de Curso de Especialização em Autismo. O COLEGIADO ACADÊMICO DA FACULDADE CAMPOS ELÍSEOS

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Porto Alegre, Março/2010 Regulamentação das Atividades Complementares A disciplina de Atividades Complementares

Leia mais

PROGRAMA ERASMUS+ Ação-Chave 1: Mobilidade individual de estudos para estudantes do ensino superior. 2.º Ciclo. Regulamento

PROGRAMA ERASMUS+ Ação-Chave 1: Mobilidade individual de estudos para estudantes do ensino superior. 2.º Ciclo. Regulamento PROGRAMA ERASMUS+ Ação-Chave 1: Mobilidade individual de estudos para estudantes do ensino superior 2.º Ciclo Regulamento I. INDICAÇÕES GERAIS 1.1. A mobilidade Erasmus oferece aos alunos de mestrado a

Leia mais

Regulamento do Núcleo de Apoio à Pesquisa do Curso de Medicina da UNIFENAS-BH

Regulamento do Núcleo de Apoio à Pesquisa do Curso de Medicina da UNIFENAS-BH Regulamento do Núcleo de Apoio à Pesquisa do Curso de Medicina da UNIFENAS-BH CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO Art. 1º O Núcleo de Apoio à Pesquisa do Curso de Medicina da UNIFENAS-BH (NAPMED-BH) foi criado

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 12/2005, DE 26/09/2005.

RESOLUÇÃO Nº 12/2005, DE 26/09/2005. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC - CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE UBERABA-MG CONSELHO DIRETOR RESOLUÇÃO Nº 12/2005, DE 26/09/2005. Aprova o Regulamento de Estágio dos Cursos do Centro Federal de

Leia mais

Centro de Ciências da Saúde

Centro de Ciências da Saúde Regulamento do estágio supervisionado curricular obrigatório e nãoobrigatório do curso de graduação em Terapia Ocupacional Título I - Dos Estágios Supervisionados Art. 1º. Os estágios supervisionados são

Leia mais

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DOS DOCENTES DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. Artigo 1.º Âmbito de aplicação

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DOS DOCENTES DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. Artigo 1.º Âmbito de aplicação REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DOS DOCENTES DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA (Ao abrigo do artigo 41.º do Estatuto da Carreira Docente da Universidade Católica Portuguesa)

Leia mais

COORDENAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº. 01, 23 DE AGOSTO DE 2013.

COORDENAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº. 01, 23 DE AGOSTO DE 2013. COORDENAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº. 01, 23 DE AGOSTO DE 2013. Institui as normas e as atividades de visitas técnicas aprovadas para o aproveitamento

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 249, de 2012.

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 249, de 2012. MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS RESOLUÇÃO CNSP N o 249, de 2012. Dispõe sobre a atividade dos corretores de seguros de ramos elementares e dos corretores de seguros de vida,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECOLÓGICA DA BAHIA COORDENAÇÃO TÉCNICA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECOLÓGICA DA BAHIA COORDENAÇÃO TÉCNICA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECOLÓGICA DA BAHIA COORDENAÇÃO TÉCNICA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA NORMAS COMPLEMENTARES PARA CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DO CEFET-BA Normas adicionais

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA Nº 001/2014 - FACHUCA

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA Nº 001/2014 - FACHUCA EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA Nº 001/2014 - FACHUCA A FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS APLICADAS DO CABO DE SANTO AGOSTINHO FACHUCA AUTARQUIA EDUCACIONAL MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR, torna

Leia mais

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE DE AVEIRO-PORTUGAL - UA REITORIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA EDITAL Nº 01/2013

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE DE AVEIRO-PORTUGAL - UA REITORIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA EDITAL Nº 01/2013 PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE DE AVEIRO-PORTUGAL - UA REITORIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA EDITAL Nº 01/2013 O Reitor do Centro Universitário UNA, Prof. Átila Simões

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO E LICENCIATURA EM GEOGRAFIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA DENTRO DO PROJETO CAPES/FIPSE N O 078/09. A Diretoria de Relações

Leia mais