O ensino de línguas estrangeiras via redes sociais 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O ensino de línguas estrangeiras via redes sociais 1"

Transcrição

1 O ensino de línguas estrangeiras via redes sociais 1 Gabriel Belinazo 2 Abstract: In this review article, the main goal is to review and analyze information about social networks and the foreign language teaching, try to unveil the language learning in this environment. In order to reach this goal, a brief language teaching history was made, as well as a brief review of how computers affect the language learning. This concepts are analyzed in order to legitimize or not the using of social networks as an interaction mean to learn. Resumo: Nesse artigo de revisão, busca-se rever e analisar informações relativas a redes sociais e ao ensino de línguas estrangeiras, tentando desvelar o processo de aprendizado de idiomas nas redes sociais. Para tanto, esboça-se um breve histórico do ensino de idiomas, bem como é delineada uma breve revisão de como o computador altera (alterou) o ensino de idiomas. Esses conceitos são buscados a fim de legitimar ou não o uso de redes sociais como meio de interação para a aprendizagem. 1. Introdução O sistema de ensino sempre foi baseado nas tecnologias disponíveis, é visto que o desenvolvimento técnico-científico altera métodos de ensino. Um exemplo disso são os livros, que a muito tempo são conhecidos, porém, foram, por muito tempo, usados apenas pelos professores, o primeiro registro de uso de livros por estudantes só se deu após a invenção da imprensa de Gutenberg, que socializou o livro, divulgando-o. Atualmente, encontramo-nos em uma fase de popularização do acesso a Internet, e com isso, as ferramentas que vêm acopladas à Internet, como as redes sociais, são socializadas, aumentando o público que as acessa, que consome suas informações e que gera suas informações. Deste modo é importante que se analise as transformações que estão em processo e quais serão seus resultados. 2. Breve histórico do ensino de idiomas O ensino de idiomas estrangeiros tem início na Europa, no período medieval, após o estabelecimento dos idiomas modernos como padrão da conversação cotidiana, 1 Trabalho apresentado à Profª. Andrea Schwertner Charão, como requisito parcial da disciplina de Computadores e Sociedade do Curso de Sistemas de Informação da UFSM, em abril de Acadêmico do curso de Sistemas de Informção da Universidade Federal de Santa Maria.

2 era necessário ensinar a língua da literatura, a língua da ciência: o latim. Desta forma, começou-se a desenvolver um método, pelo qual as pessoas pudessem a estrutura básica de comunicação do latim. Como a língua latina é basicamente escrita, desenvolveu-se o método chamado gramático-tradutivo que ensinava a língua e a gramática da língua através da tradução. Este é o método mais tradicional de ensino de línguas, e seu uso perdura até os dias atuais para o ensino de línguas consideradas mortas como o latim, hebraico, entre outras, em alguns países ainda se usa esse método para o ensino de línguas estrangeiras modernas. Ao começar-se a pensar sobre o ensino de línguas, pensou-se sobre a experiência natural de convívio linguístico, e dessa forma concebeu-se o método direto, de forma que se ensina a L2 sobre a L2 diretamente na L2. Durante o período de guerra, era necessário que os soldados pudessem ler manuais em L2, e para suprir essa necessidade específica desenvolveu-se um método que rapidamente suprisse tal demanda a única habilidade linguística desejada era a leitura e, portanto todo o esforço educacional é voltado para a aprendizagem da leitura. Como resposta ao método de leitura, foi desenvolvido o método audiolingual... Por fim, o ensino funcional ou comunicativo, que preconiza o ensino da L2, considerando que o estudante não precisa saber sobre a L2, apenas necessita saber a L2. O que desconsidera o ensino de qualquer análise linguística que se baseie na estrutura, bem como o ensino da gramática. 3. O computador e o ensino Oliveira e Paiva faz um resumo sobre o uso da tecnologia para o ensino, e segundo seus estudos, o uso do computador como mediador para o ensino de idiomas teve início na década de 60, na Universidade de Illinois, onde desenvolveu-se o projeto PLATO Programmed Logic for Automatic Teaching Operations que permitia o desenvolvimento de exercícios vocabulares e gramaticais que apresentavam um feedback automático para o aprendiz. Neste projeto, no início, participavam 20 estudantes, porém na década de 80, o projeto migrou para um mainframe que permitiu o acesso de muitas pessoas, que podiam comunicar-se por intermédio dessa plataforma. Entretanto, a conexão com o idioma era basicamente artificial. Um contato natural com falantes de outra língua só se fez possível após 1997, com a popularização da internet e

3 com os modelos que conhecemos hoje possibilitou a comunicação seja via , fórum ou listas de discução. Com a chegada da Web 2.0, é possibilitado ao usuário produzir conteúdo, de forma que a comunicação flua em diversas modalidades comunicativas, sendo que o aprendiz consome e produz conteúdo. 4. Redes Sociais voltadas ao ensino de línguas Segundo Marteleto, existem diversos significados que vem sendo atribuídos à palavra rede, dentre os quais ressalto comunidade não geográfica. Um idioma é definido pela comunidade que o utiliza para se comunicar, e desta forma é significado e ressignificado cotidianamente. Há diversas redes sociais, e seu principal objetivo é a troca de informações, sejam essas relativas a qualquer assunto, entretanto, nota-se o surgimento de especificações, isto é, surgem redes sociais que restrigem os assuntos discutidos em seu escopo. Algumas das redes sociais que elegeram o ensino/aprendizagem de idiomas como escopo principal são LiveMocha, Italks, Babelyou. 5. Ferramentas existentes Ao pensarmos sobre as redes, torna-se necessário tecer uma reflexão sobre as ferramentas que são oferecidas pelas mesmas. As redes sociais de maneira natural promovem a comunicação entre as pessoas, formando uma comunidade agrupada não geograficamente, e as, que usam o ensino/aprendizagem como escopo, utilizam-se da comunicação interpessoal mediada por computador a seu favor. É necessário notar que a maioria das redes voltadas a este fim disponibiliza materiais para acompanhar o progresso do aprendizado da língua estrangeira. Podendo estes serem focados na estrutura da língua ou utilizarem-se de uma visão mais pragmática. Por exemplo, como se vê na figura 1, podem ser facilmente encontrados exercícios gramaticais.

4 Figura 1. Exercício gramátical destinado ao falante de língua inglesa que busca aprender a língua italiana. A maioria dos exercícios, que buscam desenvolver a habilidade de escrever em língua estrangeira, são baseados em um padrão tradutivo. É interessante ressaltar que exercícios feitos na rede podem ser enviados a outros participantes para apreciação como ser observado na figura 2. Figura 2. Testo encaminhado a apreciação de um falante nativo da L2 Além de ferramentas para desenvolvimento das habilidades escritas, existem outras ferramentas que aliam aquisição vocabular à fonética. Na figura 3, é mostrada uma imagem de um vídeo disponível em uma rede social que salienta a pronúncia de palavras, e estas estão agrupadas por campo semântico.

5 Figura 3. Vídeo que salienta a pronúncia É visto que existem ferramentas que permite que o estudante grave sua própria produção oral e a submeta a opiniões de falantes nativos da língua que este busca aprender. Deve-se considerar também que as ferramentas disponíveis enfocam principalmente as questões formais da língua. 6. Considerações finais Em virtude dos fatos discutidos, pode-se concluir que as ferramentas existentes certamente apresentam limitações, porém, no intento de aprender idiomas, estas podem complementar e auxiliar o processo. Entretanto urge que se faça uma análise global sobre o processo de aprendizagem para os estudantes que se submetem somente a este contato como única fonte de informações para o aprendizado. É sabido que a interação é a base de qualquer aprendizado, a interação mediada pelo computador é apenas um processo facilitado pela tecnologia existente. 7. Referências MARTELETO, M. R. Analise de redes sociais aplicação nos estudos de transferência da informação. Disponível em: OLIVEIRA E SILVA, A. B. Análise de redes sociais como metodologia de apoio para a discussão da interdisciplinaridade na ciência da informação. Disponível em: LIMA, J. AS METODOLOGIAS DO ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA. Disponível em: OLEQUES, R. C. M. et al. Aquisição e Aprendizagem de uma Segunda Língua com Crianças de 0 a 6 anos de Idade. Disponível em:

6 PAIVA, V. L. M. de O. e. O USO DA TECNOLOGIA NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS: breve retrospectiva histórica. Disponível em: RAPOSO, E.(1992) TEORIA DA GRAMÁTICA: a faculdade da linguagem. Lisboa. Caminho. Figura 1 disponível em Figura 2 disponível em Figura 3 disponível em

AS NOVAS TECNOLOGIAS COMO PARCEIRAS NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM DE LÍNGUA INGLESA.

AS NOVAS TECNOLOGIAS COMO PARCEIRAS NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM DE LÍNGUA INGLESA. AS NOVAS TECNOLOGIAS COMO PARCEIRAS NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM DE LÍNGUA INGLESA. MORAES, Camilla Santos 1 Palavras-chave: ensino-aprendizagem de inglês, novas tecnologias, ensino mediado pelo computador.

Leia mais

PENSAMENTO E LINGUAGEM: ESTUDO DA INOVAÇÃO E REFLEXÃO DOS ANAIS E DO ENSINO/APRENDIZAGEM DO INGLÊS EM SALA DE AULA

PENSAMENTO E LINGUAGEM: ESTUDO DA INOVAÇÃO E REFLEXÃO DOS ANAIS E DO ENSINO/APRENDIZAGEM DO INGLÊS EM SALA DE AULA PENSAMENTO E LINGUAGEM: ESTUDO DA INOVAÇÃO E REFLEXÃO DOS ANAIS E DO ENSINO/APRENDIZAGEM DO INGLÊS EM SALA DE AULA Adriana Zanela Nunes (UFRJ) zannelli@bol.com.br, zannelli@ig.com.br zannelli@ibest.com.br

Leia mais

LINGUÍSTICA APLICADA AO ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA

LINGUÍSTICA APLICADA AO ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA SPADA, Nina. Linguística Aplicada ao Ensino de Língua Estrangeira: uma entrevista com Nina Spada. Revista Virtual de Estudos da Linguagem - ReVEL. Vol. 2, n. 2, 2004. Tradução de Gabriel de Ávila Othero.

Leia mais

RESPOSTA FÍSICA TOTAL

RESPOSTA FÍSICA TOTAL RESPOSTA FÍSICA TOTAL Valdelice Prudêncio Lima UEMS João Fábio Sanches Silva UEMS O método apresentado é baseado na coordenação da fala e da ação, desenvolvido por James Asher, professor de psicologia

Leia mais

CRENÇAS DE UMA ALUNA INICIANTE NO CURSO DE LETRAS INGLÊS ACERCA DA ORALIDADE

CRENÇAS DE UMA ALUNA INICIANTE NO CURSO DE LETRAS INGLÊS ACERCA DA ORALIDADE CRENÇAS DE UMA ALUNA INICIANTE NO CURSO DE LETRAS INGLÊS ACERCA DA ORALIDADE Marrine Oliveira Sousa (UFG) Tatiana Diello Borges (UFG) marrine_@hotmail.com tatiana.diello@gmail.com 1. Introdução No exterior,

Leia mais

Curso em grupo DEUTSCH online (Níveis A1 e A2)

Curso em grupo DEUTSCH online (Níveis A1 e A2) Curso em grupo DEUTSCH (Níveis A1 e A2) Seite 1 Seite 2 Gruppenkurs DEUTSCH Vantagens das aulas à distância Flexibilidade Ritmo de aprendizagem individual Acompanhamento individual pelo tutor, durante

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LETRAS INGLÊS E LITERATURAS DE LÍNGUA INGLESA (Currículo iniciado em 2010)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LETRAS INGLÊS E LITERATURAS DE LÍNGUA INGLESA (Currículo iniciado em 2010) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LETRAS INGLÊS E LITERATURAS DE LÍNGUA INGLESA (Currículo iniciado em 2010) COMPREENSÃO E PRODUÇÃO ORAL EM LÍNGUA INGLESA I C/H 102 (2358) intermediário de proficiência

Leia mais

PIBID: UMA PONTE INTERDISCIPLINAR ENTRE O ENSINO SUPERIOR E O ENSINO MÉDIO

PIBID: UMA PONTE INTERDISCIPLINAR ENTRE O ENSINO SUPERIOR E O ENSINO MÉDIO PIBID: UMA PONTE INTERDISCIPLINAR ENTRE O ENSINO SUPERIOR E O ENSINO MÉDIO Extensão, docência e investigação. Danielle Gomes Mendes Theciana Silva Silveira Orientadora: Prof.ª Dr.ª Marize Barros Rocha

Leia mais

Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador

Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador Alfabetização de Crianças O Professor Alfabetizador é o profissional responsável por planejar e implementar ações pedagógicas que propiciem,

Leia mais

UNOESTE Universidade do Oeste Paulista, FACLEPP Faculdade de Ciências, Letras e Educação de Presidente Prudente. E MAIL: cintiacf@unoeste.

UNOESTE Universidade do Oeste Paulista, FACLEPP Faculdade de Ciências, Letras e Educação de Presidente Prudente. E MAIL: cintiacf@unoeste. Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 1162 INGLÊS INSTRUMENTAL PARA A FORMAÇÃO DE LEITORES AUTÔNOMOS Cintia Camargo Furquim Caseiro UNOESTE Universidade

Leia mais

Estratégias de Aprendizado da Língua Estrangeira 1. Introdução

Estratégias de Aprendizado da Língua Estrangeira 1. Introdução Estratégias de Aprendizado da Língua Estrangeira Gedeon Santos de Medeiros Gerley Machado de Oliveira 1. Introdução A escolha de determinadas experiências de aprendizagem em qualquer contexto educacional,

Leia mais

ASSESSORIA PEDAGÓGICA PORTFÓLIO DE PALESTRAS E OFICINAS

ASSESSORIA PEDAGÓGICA PORTFÓLIO DE PALESTRAS E OFICINAS Dificuldades de Palestra EF e EM Todas Conscientizar sobre as dificuldades de aprendizagem aprendizagem que podem ser manifestadas pelos alunos numa sala de aula e sugerir ações de encaminhamento, conforme

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DO USO DE SOFTWARES EDUCACIONAIS PARA O ENSINO- APRENDIZAGEM DE INGLÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA: a visão dos alunos

CONTRIBUIÇÕES DO USO DE SOFTWARES EDUCACIONAIS PARA O ENSINO- APRENDIZAGEM DE INGLÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA: a visão dos alunos CONTRIBUIÇÕES DO USO DE SOFTWARES EDUCACIONAIS PARA O ENSINO- APRENDIZAGEM DE INGLÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA: a visão dos alunos Marli Fátima Vick Vieira 1 ; Gicele Vieira Prebianca 2 ; Tháfila Krum de

Leia mais

1) A prática e o aprofundamento das habilidades comunicativas específicas que serão avaliadas nos exames.

1) A prática e o aprofundamento das habilidades comunicativas específicas que serão avaliadas nos exames. C U R S O S ESPECIAIS I n s t i t u t o C e r v a n t e s d e B r a s i l i a CURSOS ESPECIAIS O Instituto Cervantes de Brasília dispõe de uma ampla oferta de cursos especiais para se adaptar as necessidades

Leia mais

READ IN WEB APRENDENDO INGLÊS POR MEIO DA

READ IN WEB APRENDENDO INGLÊS POR MEIO DA READ IN WEB APRENDENDO INGLÊS POR MEIO DA INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS ONLINE ANÁLISE DE UMA SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM BASEADA NAS TIC Marilia Lopes Justino, Roberta Caroline Silva Salomão Universidade Estadual

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE A CONSTITUIÇÃO DA IDENTIDADE DO PROFESSOR DE INGLÊS DA CIDADE DE FAGUNDES - PB

UM ESTUDO SOBRE A CONSTITUIÇÃO DA IDENTIDADE DO PROFESSOR DE INGLÊS DA CIDADE DE FAGUNDES - PB UM ESTUDO SOBRE A CONSTITUIÇÃO DA IDENTIDADE DO PROFESSOR DE INGLÊS DA CIDADE DE FAGUNDES - PB 01. RESUMO Karla Rodrigues de Almeida Graduada em Letras pela UFCG e-mail: karlaalmeida.1@hotmail.com Izanete

Leia mais

IV Seminário de Iniciação Científica

IV Seminário de Iniciação Científica O BOM PROFESSOR DE LÍNGUA ESTRANGEIRA E A SUA RELAÇÃO COM OS MÉTODOS DE ENSINO Ângela Cristina de Jesus Jancitsky 1 ; Marília Moreira de Souza 1 ; Pollyanna Morais Espíndola 2 ; Ms. Marcelo da Silva Pericoli

Leia mais

PROJETO LÍNGUA DE FORA

PROJETO LÍNGUA DE FORA DESCRIÇÃO PROJETO LÍNGUA DE FORA O, de responsabilidade dos professores da disciplina de estágio supervisionado das línguas espanhola, francesa e inglesa, corresponde a 50 horas de estágio, das 200 horas

Leia mais

ESCOLA PIRLILIM /ANO 2015 PLANO DE UNIDADE PLANO DA I UNIDADE SKILLS AND ABILITIES (COMPETÊNCIAS E HABILIDADES)

ESCOLA PIRLILIM /ANO 2015 PLANO DE UNIDADE PLANO DA I UNIDADE SKILLS AND ABILITIES (COMPETÊNCIAS E HABILIDADES) ESCOLA PIRLILIM /ANO 2015 PLANO DE UNIDADE GRUPO: 9 PERÍODO: / / ÁREA DO CONHECIMENTO: LÍNGUA INGLESA CARGA HORÁRIA: 2 AULA SEMANA PLANO DA I UNIDADE SKILLS AND ABILITIES (COMPETÊNCIAS E HABILIDADES) *Identificar

Leia mais

A relação professor-aluno no ensino-aprendizagem de Língua Inglesa em centros de idiomas.

A relação professor-aluno no ensino-aprendizagem de Língua Inglesa em centros de idiomas. A relação professor-aluno no ensino-aprendizagem de Língua Inglesa em centros de idiomas. Katarine LIMA Centro de Comunicação e Letras, Universidade Presbiteriana Mackenzie São Paulo, São Paulo, 01241-001,

Leia mais

Fundação Carmelitana Mário Palmério - FUCAMP Faculdade de Ciências Humanas e Sociais - FACIHUS Educação de qualidade ao seu alcance

Fundação Carmelitana Mário Palmério - FUCAMP Faculdade de Ciências Humanas e Sociais - FACIHUS Educação de qualidade ao seu alcance SUBPROJETO DE LETRAS PORTUGUÊS/ESPANHOL O ensino da língua espanhola no contexto da escola pública INTRODUÇÃO Este plano procura articular-se de forma integrada com o plano de trabalho institucional, que

Leia mais

O ENSINO E APRENDIZAGEM DE LEITURA EM LÍNGUA INGLESA NO CURSO TÉCNICO EM MECÂNICA NA ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL 25 DE JULHO DE IJUÍ/ RS 1

O ENSINO E APRENDIZAGEM DE LEITURA EM LÍNGUA INGLESA NO CURSO TÉCNICO EM MECÂNICA NA ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL 25 DE JULHO DE IJUÍ/ RS 1 O ENSINO E APRENDIZAGEM DE LEITURA EM LÍNGUA INGLESA NO CURSO TÉCNICO EM MECÂNICA NA ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL 25 DE JULHO DE IJUÍ/ RS 1 Jamile Tábata Balestrin Konageski 2, Solânge Lopes Ferrari 3, Luana

Leia mais

CULTURA E HISTÓRIA AFRO-BRASILEIRA NA AULA DE INGLÊS: E A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL NA ESCOLA

CULTURA E HISTÓRIA AFRO-BRASILEIRA NA AULA DE INGLÊS: E A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL NA ESCOLA CULTURA E HISTÓRIA AFRO-BRASILEIRA NA AULA DE INGLÊS: E A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL NA ESCOLA Júlio César Paula Neves Tânia Mayra Lopes de Melo Modalidade: Pôster Sessão Temática 5: Educação e

Leia mais

4º SEMESTRE 3º SEMESTRE CH 480 CRED 26 CH 435 CRED 24 SINTAXE I SINTAXE II. DELL 755 60h (4.0.0) DELL 744 DELL 749. 60h (4.0.0) 60h (4.0.

4º SEMESTRE 3º SEMESTRE CH 480 CRED 26 CH 435 CRED 24 SINTAXE I SINTAXE II. DELL 755 60h (4.0.0) DELL 744 DELL 749. 60h (4.0.0) 60h (4.0. UESB 1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 3º SEMESTRE 4º SEMESTRE 5º SEMESTRE 6º SEMESTRE 7º SEMESTRE 8º SEMESTRE CURSO DE LETRAS MODERNAS CH 360 CRED 21 CH 420 CRED 24 CH 435 CRED 24 CH 480 CRED 26 CH 510 CRED 23

Leia mais

Universidade Comunitária da Região de Chapecó Área de Ciências Humanas e Jurídicas. Curso de Licenciatura em Pedagogia Disciplina: 7081006

Universidade Comunitária da Região de Chapecó Área de Ciências Humanas e Jurídicas. Curso de Licenciatura em Pedagogia Disciplina: 7081006 Universidade Comunitária da Região de Chapecó Área de Ciências Humanas e Jurídicas Curso de Licenciatura em Pedagogia Disciplina: 7081006 Tecnologias da Comunicação e Informação na Educação Professora:

Leia mais

ESCOLA PIRLILIM /ANO 2015 PLANO DE UNIDADE PLANO DA I UNIDADE SKILLS AND ABILITIES (COMPETÊNCIAS E HABILIDADES)

ESCOLA PIRLILIM /ANO 2015 PLANO DE UNIDADE PLANO DA I UNIDADE SKILLS AND ABILITIES (COMPETÊNCIAS E HABILIDADES) ESCOLA PIRLILIM /ANO 2015 PLANO DE UNIDADE GRUPO: 8 PERÍODO: / / ÁREA DO CONHECIMENTO: LÍNGUA INGLESA CARGA HORÁRIA: 2 AULAS SEMANA PLANO DA I UNIDADE SKILLS AND ABILITIES (COMPETÊNCIAS E HABILIDADES)

Leia mais

A SKILL IDIOMAS. Fundada em 1973 (41 anos de mercado); Mais de 200 unidades no Brasil; 150 mil alunos anualmente;

A SKILL IDIOMAS. Fundada em 1973 (41 anos de mercado); Mais de 200 unidades no Brasil; 150 mil alunos anualmente; A SKILL IDIOMAS Fundada em 1973 (41 anos de mercado); Mais de 200 unidades no Brasil; 150 mil alunos anualmente; Uma das maiores redes de Idiomas do país; Premiações por alta qualidade em franquias; 2000

Leia mais

EMENTÁRIO LETRAS EaD INGLÊS

EMENTÁRIO LETRAS EaD INGLÊS EMENTÁRIO LETRAS EaD INGLÊS 1ª FASE LLE 931 Introdução aos Estudos da Linguagem Total h/a Introdução aos conceitos de língua e língua(gem); características da língua(gem) humana; a complexidade da língua(gem)

Leia mais

Centro Universitário de Brusque - Unifebe Conselho Universitário - Consuni INGLÊS INSTRUMENTAL A DISTÂNCIA - NÍVEL I. Brusque, julho de 2009.

Centro Universitário de Brusque - Unifebe Conselho Universitário - Consuni INGLÊS INSTRUMENTAL A DISTÂNCIA - NÍVEL I. Brusque, julho de 2009. Centro Universitário de Brusque - Unifebe Conselho Universitário - Consuni INGLÊS INSTRUMENTAL A DISTÂNCIA - NÍVEL I Brusque, julho de 2009. 1. Identificação do Projeto 1.1. Linha de Extensão: Educação

Leia mais

1 A Internet e sua relação com a linguagem na atualidade: algumas informações introdutórias

1 A Internet e sua relação com a linguagem na atualidade: algumas informações introdutórias 1 A Internet e sua relação com a linguagem na atualidade: algumas informações introdutórias Objetivamos, com esse trabalho, apresentar um estudo dos processos de importação lexical do português que ocorrem

Leia mais

REFLEXÕES ACERCA DO MÉTODO TRADICIONAL E A ABORDAGEM COMUNICATIVA NO ENSINO DE LÍNGUA INGLESA NA SALA DE AULA DO ENSINO MÉDIO

REFLEXÕES ACERCA DO MÉTODO TRADICIONAL E A ABORDAGEM COMUNICATIVA NO ENSINO DE LÍNGUA INGLESA NA SALA DE AULA DO ENSINO MÉDIO REFLEXÕES ACERCA DO MÉTODO TRADICIONAL E A ABORDAGEM COMUNICATIVA NO ENSINO DE LÍNGUA INGLESA NA SALA DE AULA DO ENSINO MÉDIO SILVA, Wellington Jhonner D. B da¹ Universidade Estadual de Goiás - Unidade

Leia mais

EaD como estratégia de capacitação

EaD como estratégia de capacitação EaD como estratégia de capacitação A EaD no processo Ensino Aprendizagem O desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação (tics) deu novo impulso a EaD, colocando-a em evidência na última

Leia mais

Aplicativos gratuitos de ensino de inglês para Android: breve relato de testes

Aplicativos gratuitos de ensino de inglês para Android: breve relato de testes Aplicativos gratuitos de ensino de inglês para Android: breve relato de testes 1 CASTRO, Carlos Henrique Silva de. 1 Considerações Iniciais Há algum tempo os telefones móveis são usados para diversas outras

Leia mais

4 Tecnologia e ensino de línguas

4 Tecnologia e ensino de línguas 33 4 Tecnologia e ensino de línguas Neste capítulo, abordo diferentes aspectos do uso da tecnologia na educação e, em especial, no ensino-aprendizagem de línguas. Ele se divide em três seções. A primeira

Leia mais

MOTIVAÇÃO E DESMOTIVAÇÃO NO APRENDIZADO DE LÍNGUAS

MOTIVAÇÃO E DESMOTIVAÇÃO NO APRENDIZADO DE LÍNGUAS MOTIVAÇÃO E DESMOTIVAÇÃO NO APRENDIZADO DE LÍNGUAS Prof. Dr. Richard Schütz www.sk.com.br Referência: SCHÜTZ, Ricardo. "Motivação e Desmotivação no Aprendizado de Línguas" English Made in Brazil .

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio ETEC PROFª NAIR LUCCAS RIBEIRO Código: 156 Município: TEODORO SAMPAIO Área de conhecimento: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias Componente

Leia mais

ATIVIDADE DA TUTORIA 1. Parte I: De qual/quais estratégia(s) você faz uso ao aprender inglês? Discuta com um colega e faça uma lista no espaço abaixo.

ATIVIDADE DA TUTORIA 1. Parte I: De qual/quais estratégia(s) você faz uso ao aprender inglês? Discuta com um colega e faça uma lista no espaço abaixo. ATIVIDADE DA TUTORIA 1 CURSO: CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS PORTUGUÊS/INGLÊS DISCIPLINA: Produção Oral e Escrita em Língua Inglesa I PERIODO: 3º Estratégias de Aprendizagem Parte I: De qual/quais estratégia(s)

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA RELAÇÃO DE RESUMOS DE MONOGRAFIAS E ARTIGOS DE PÓS- GRADUAÇÃO Lato sensu Curso: Língua Inglesa/2003 - Érika Nunes Martins Simões Formação do Professor de - Sheila Andrade

Leia mais

Letras Tradução Inglês-Português Ementário

Letras Tradução Inglês-Português Ementário Letras Tradução Inglês-Português Ementário Componentes Curriculares CH Ementa Cultura Clássica 04 Estudo da cultura das civilizações clássica em suas diversas fases, tendo em vista reflexões sobre a contribuição

Leia mais

ESCOLA PIRLILIM /ANO 2015 PLANO DE UNIDADE PLANO DA I UNIDADE SKILLS AND ABILITIES (COMPETÊNCIAS E HABILIDADES)

ESCOLA PIRLILIM /ANO 2015 PLANO DE UNIDADE PLANO DA I UNIDADE SKILLS AND ABILITIES (COMPETÊNCIAS E HABILIDADES) ESCOLA PIRLILIM /ANO 2015 PLANO DE UNIDADE GRUPO:10 PERÍODO : / / ÁREA DO CONHECIMENTO: LÍNGUA INGLESA CARGA HORÁRIA: 2 AULA SEMANA PLANO DA I UNIDADE SKILLS AND ABILITIES (COMPETÊNCIAS E HABILIDADES)

Leia mais

Crenças sobre pronúncia na formação de professores de língua inglesa

Crenças sobre pronúncia na formação de professores de língua inglesa Crenças sobre pronúncia na formação de professores de língua inglesa Thaíse Jordania Porto Dos Santos 1 Resumo: Diante de todos os avanços tecnológicos e em meio a tempos de total globalização, o Inglês

Leia mais

LINHA DE PESQUISA E DE INTERVENÇÃO METODOLOGIAS DA APRENDIZAGEM E PRÁTICAS DE ENSINO (LIMAPE)

LINHA DE PESQUISA E DE INTERVENÇÃO METODOLOGIAS DA APRENDIZAGEM E PRÁTICAS DE ENSINO (LIMAPE) História da profissão docente em São Paulo: as estratégias e as táticas em torno dos fazeres cotidianos dos professores primários a instrução pública paulista de 1890 a 1970 Linha de Pesquisa: LINHA DE

Leia mais

O Ensino da Pronúncia do Inglês e a Abordagem Comunicativa

O Ensino da Pronúncia do Inglês e a Abordagem Comunicativa ARTIGO...Letrônica v. 3, n. 1, p.153, julho 2010 O Ensino da Pronúncia do Inglês e a Abordagem Comunicativa Luciane Guimarães de Paula Introdução O presente artigo 1 relata um recorte dos resultados de

Leia mais

LETRAMENTO DIGITAL: CONCEPÇÕES, DESAFIOS E PRÁTICAS

LETRAMENTO DIGITAL: CONCEPÇÕES, DESAFIOS E PRÁTICAS 1 LETRAMENTO DIGITAL: CONCEPÇÕES, DESAFIOS E PRÁTICAS Autora Prof.ª Ms.Maria do Socorro de Lucena Silva Faculdades Integradas de Patos maryhelpbrim@bol.com.br Coautor Júnior Alves Feitosa Faculdades Integradas

Leia mais

O ENSINO DE COMPREENSÃO ORAL EM LÍNGUA INGLESA: IMPLICAÇÕES PARA A FORMAÇÃO DOCENTE

O ENSINO DE COMPREENSÃO ORAL EM LÍNGUA INGLESA: IMPLICAÇÕES PARA A FORMAÇÃO DOCENTE O ENSINO DE COMPREENSÃO ORAL EM LÍNGUA INGLESA: IMPLICAÇÕES PARA A FORMAÇÃO DOCENTE MEIRELES, Mirelly Karolinny de Melo/UNIDERC 1 mirellyk@yahoo.com.br NASCIMENTO, Kaline Brasil Pereira/UEPB 2 k.aline.brasil@hotmail.com

Leia mais

MÉTODOS E ABORDAGENS DE ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS E PROCESSOS DE ENSINO / APRENDIZAGEM

MÉTODOS E ABORDAGENS DE ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS E PROCESSOS DE ENSINO / APRENDIZAGEM MÉTODOS E ABORDAGENS DE ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS E PROCESSOS DE ENSINO / APRENDIZAGEM Katharine Dunham Maciel- (UFRJ) Ingeborg Hartl- (UFRJ) Os métodos apontam um caminho para o professor, fornecem-lhe

Leia mais

O ENSINO DA GRAMÁTICA DE LÍNGUA INGLESA COM BASE NA

O ENSINO DA GRAMÁTICA DE LÍNGUA INGLESA COM BASE NA O ENSINO DA GRAMÁTICA DE LÍNGUA INGLESA COM BASE NA GRAMÁTICA DA LÍNGUA PORTUGUESA EM SALA DE AULA Michael Gouveia de Sousa Júnior Universidade Estadual da Paraíba E-mail: mikesousajunior@gmail.com Dione

Leia mais

DISCIPLINA: INTRODUÇÃO AO ESTUDO DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS

DISCIPLINA: INTRODUÇÃO AO ESTUDO DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS 7.PROJETO PEDAGÓGICO 1º SEMESTRE DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À ECONOMIA EMENTA: Conceitos Fundamentais; Principais Escolas do Pensamento; Sistema Econômico; Noções de Microeconomia; Noções de Macroeconomia;

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL 22 DE ABRIL PROFESSORA AMÍSSIA DA SILVA ANOS DE ESCOLARIZAÇÃO: 1, 2, 3, 4 E 5

ESCOLA MUNICIPAL 22 DE ABRIL PROFESSORA AMÍSSIA DA SILVA ANOS DE ESCOLARIZAÇÃO: 1, 2, 3, 4 E 5 ESCOLA MUNICIPAL 22 DE ABRIL PROFESSORA AMÍSSIA DA SILVA ANOS DE ESCOLARIZAÇÃO: 1, 2, 3, 4 E 5 MARCOS ANUAIS DE APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESTRANGEIRA INGLÊS 1º ANO DE ESCOLARIZAÇÃO REPETIR E PRONUNCIAR PALAVRAS

Leia mais

O USO DIDÁTICO DO DICIONÁRIO ESCOLAR BILÍNGUE PORTUGUÊS- INGLÊS/INGLÊS-PORTUGUÊS NA SALA DE AULA DE INGLÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA

O USO DIDÁTICO DO DICIONÁRIO ESCOLAR BILÍNGUE PORTUGUÊS- INGLÊS/INGLÊS-PORTUGUÊS NA SALA DE AULA DE INGLÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA O USO DIDÁTICO DO DICIONÁRIO ESCOLAR BILÍNGUE PORTUGUÊS- INGLÊS/INGLÊS-PORTUGUÊS NA SALA DE AULA DE INGLÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA Vanessa Rodrigues Barcelos 1 Resumo: O objetivo deste trabalho é relatar

Leia mais

PERSPECTIVAS DO PROJETO ENSINO A DISTÂNCIA (EAD) NA EEEC * PALAVRAS-CHAVE: Ensino a Distância (EaD), TelEduc, Moodle, Conexões de Saberes.

PERSPECTIVAS DO PROJETO ENSINO A DISTÂNCIA (EAD) NA EEEC * PALAVRAS-CHAVE: Ensino a Distância (EaD), TelEduc, Moodle, Conexões de Saberes. PERSPECTIVAS DO PROJETO ENSINO A DISTÂNCIA (EAD) NA EEEC * Ricardo Henrique Fonseca ALVES 1 ; Getúlio Antero de DEUS JÚNIOR 2 ; Marcelo Stehling DE CASTRO 3 e Rodrigo Pinto LEMOS 4 1 Estudante não bolsista

Leia mais

A Prática do Inglês nas Escolas Públicas Brasileiras

A Prática do Inglês nas Escolas Públicas Brasileiras A Prática do Inglês nas Escolas Públicas Brasileiras Luciana Virgília Amorim de Souza¹ RESUMO O trabalho busca questionar os métodos ensinados para praticar a Língua Inglesa nas escolas. O inglês, no Brasil,

Leia mais

O curso de italiano on-line: apresentação

O curso de italiano on-line: apresentação O curso de italiano on-line: apresentação Índice Porque um curso de língua on-line 1. Os cursos de língua italiana ICoNLingua 2. Como é organizado o curso 2.1. Estrutura geral do curso 2.2. Andamento e

Leia mais

Estudo de um Sistema de Gêneros em um Curso Universitário

Estudo de um Sistema de Gêneros em um Curso Universitário Departamento de Letras Estudo de um Sistema de Gêneros em um Curso Universitário Aluna: Esther Ruth Oliveira da Silva Orientadora: Profª. Bárbara Jane Wilcox Hemais Introdução O presente projeto se insere

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município:Garça Eixo Tecnológico: Mecatrônica Habilitação Profissional: Técnico em Mecatrônica Qualificação: Técnico

Leia mais

O ensino de língua inglesa para crianças

O ensino de língua inglesa para crianças O ensino de língua inglesa para crianças Débora Leffa Dimer 1 Adriana Soares 2 Resumo: No presente artigo, iremos analisar como ocorre o aprendizado de uma língua estrangeira, no caso, a Língua Inglesa,

Leia mais

LLE9400 - Introdução à Educação a Distância 05 LLE9401 - Leitura e Produção Textual Acadêmica 05 LLE9411 - Língua Espanhola I 05 TOTAL 15

LLE9400 - Introdução à Educação a Distância 05 LLE9401 - Leitura e Produção Textual Acadêmica 05 LLE9411 - Língua Espanhola I 05 TOTAL 15 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Coordenadoria de Educação a Distância Campus Prof. João David Ferreira Lima CEP 88040-900 Trindade - Florianópolis - Santa Catarina

Leia mais

ANÁLISE DE ALGUNS EXERCÍCIOS DE COMPREENSÃO AUDITIVA DA COLEÇÃO AMERICAN HEADWAY NA PERSPECTIVA DA SOCIOLINGUÍSTICA

ANÁLISE DE ALGUNS EXERCÍCIOS DE COMPREENSÃO AUDITIVA DA COLEÇÃO AMERICAN HEADWAY NA PERSPECTIVA DA SOCIOLINGUÍSTICA ANÁLISE DE ALGUNS EXERCÍCIOS DE COMPREENSÃO AUDITIVA DA COLEÇÃO AMERICAN HEADWAY NA PERSPECTIVA DA Cristiane Toffanello Mestranda UniRitter/Laureate International Universities Cristoffi@hotmail.com SOCIOLINGUÍSTICA

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA DISCIPLINA LÍNGUA INGLESA

RELATO DE EXPERIÊNCIA DISCIPLINA LÍNGUA INGLESA Instituição/Escola: Centro Estadual de Educação Básica Para Jovens e Adultos de Toledo Nome do Autor: Jaqueline Bonetti Rubini Coautor: Nilton Sérgio Rech E-mail para contato: jaquelinebonetti@hotmail.com

Leia mais

O desafio da interação no ensino-aprendizado de língua estrangeira no curso on-line da Evesp e nos presenciais CEL e Early Bird

O desafio da interação no ensino-aprendizado de língua estrangeira no curso on-line da Evesp e nos presenciais CEL e Early Bird O desafio da interação no ensino-aprendizado de língua estrangeira no curso on-line da Evesp e nos presenciais CEL e Early Bird Sandra Regina Silva Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho,

Leia mais

TECHONOLOGY FOR SECOND LANGUAGE LEARNING

TECHONOLOGY FOR SECOND LANGUAGE LEARNING CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS DEPARTAMENTO DE LINGUAGEM E TECNOLOGIA Mestrado em Estudos de Linguagens TECHONOLOGY FOR SECOND LANGUAGE LEARNING CAROL A. CHAPELLE Disciplina: Ambientes

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes

Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes R E P U B L I C A Ç Ã O R E S O L U Ç Ã O N.º 143/2011 CI / CCH CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, neste Centro, no dia 27/08/2012. João Carlos Zanin, Secretário

Leia mais

A PRÁTICA DE MONITORIA PARA PROFESSORES EM FORMAÇÃO INICIAL DE LÍNGUA INGLESA DO PIBID

A PRÁTICA DE MONITORIA PARA PROFESSORES EM FORMAÇÃO INICIAL DE LÍNGUA INGLESA DO PIBID A PRÁTICA DE MONITORIA PARA PROFESSORES EM FORMAÇÃO INICIAL DE LÍNGUA INGLESA DO PIBID Victor Silva de ARAÚJO Universidade Estadual da Paraiba sr.victorsa@gmail.com INTRODUÇÃO A monitoria é uma modalidade

Leia mais

1 CRÍTICA AO MÉTODO ATUAL USADO NAS ESCOLAS PÚBLICAS

1 CRÍTICA AO MÉTODO ATUAL USADO NAS ESCOLAS PÚBLICAS MOTIVAÇÃO E DIVERSIDADE PARA APRENDER A LÍNGUA INGLESA NAS ESCOLAS Luciana Virgília Amorim de Souza Faculdade são Luis de França Aracaju- SE Isabel Maria Amorim de Souza Faculdade são Luis de França Aracaju-

Leia mais

ELABORAÇÃO DE CATÁLOGO DESCRITIVO DE SITES PARA O ENSINO DE ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA

ELABORAÇÃO DE CATÁLOGO DESCRITIVO DE SITES PARA O ENSINO DE ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA ELABORAÇÃO DE CATÁLOGO DESCRITIVO DE SITES PARA O ENSINO DE ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA Dayane Ribeiro da Silva (PICV/PRPPG/ UNIOESTE), Greice da Silva Castela (Orientadora), e-mail: greicecastela@yahoo.com.br

Leia mais

Marcos de Aprendizagem de Língua Inglesa

Marcos de Aprendizagem de Língua Inglesa PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR Secretaria Municipal da Educação e Cultura SMEC Coordenação de Ensino e Apoio Pedagógico CENAP Marcos de Aprendizagem de Língua Inglesa Ciclo de Aprendizagem I e II MARCOS

Leia mais

Manual do aluno. Curso Master

Manual do aluno. Curso Master Manual do aluno Curso Master Sumário A escola... 3 Inglês por nível... 3 Material Didático Interchange Fourth Edition... 4 Série complementar pós-interchange:... 5 Metodologia do curso Master:... 5 Em

Leia mais

Manual do Artikulate. Andreas Cord-Landwehr Ondrila Gupta Tradução: André Marcelo Alvarenga

Manual do Artikulate. Andreas Cord-Landwehr Ondrila Gupta Tradução: André Marcelo Alvarenga Andreas Cord-Landwehr Ondrila Gupta Tradução: André Marcelo Alvarenga 2 Conteúdo 1 Introdução 5 1.1 Conceito de aprendizagem................................. 5 1.2 Primeiros passos no Artikulate..............................

Leia mais

Educação Bilíngüe: avanços e desafios na inclusão escolar dos alunos (as) com surdez

Educação Bilíngüe: avanços e desafios na inclusão escolar dos alunos (as) com surdez Educação Bilíngüe: avanços e desafios na inclusão escolar dos alunos (as) com surdez Profª Drª Profª Drª Mirlene Ferreira Macedo Damázio psmirlenefm@gmail.com DESAFIOS DA POLÍTICA DA EDUCAÇÃO ESCOLAR INCLUSIVA

Leia mais

O AUXÍLIO DA FONÉTICA NO ENSINO DA LÍNGUA INGLESA

O AUXÍLIO DA FONÉTICA NO ENSINO DA LÍNGUA INGLESA O AUÍLIO DA FONÉTICA NO ENSINO DA LÍNGUA INGLESA Ana Beatriz Miranda Jorge UFCG/ beatrizjmiranda@gmail.com Bruna Melo do Nascimento UEPB/ bruna.melo.nascimento@gmail.com Isabelle Coutinho Ramos Benício

Leia mais

ANÁLISE DE COMPREENSÃO DE TEXTO ESCRITO EM LÍNGUA INGLESA COM BASE EM GÊNEROS (BIOGRAFIA).

ANÁLISE DE COMPREENSÃO DE TEXTO ESCRITO EM LÍNGUA INGLESA COM BASE EM GÊNEROS (BIOGRAFIA). ANÁLISE DE COMPREENSÃO DE TEXTO ESCRITO EM LÍNGUA INGLESA COM BASE EM GÊNEROS (BIOGRAFIA). Alinne da Silva Rios Universidade do Sagrado Coração, Bauru/SP e-mail: alinnerios@hotmail.com Profa. Ms. Leila

Leia mais

O Ensino da Língua Estrangeira nas Escolas Públicas e a Distância 1.

O Ensino da Língua Estrangeira nas Escolas Públicas e a Distância 1. O Ensino da Língua Estrangeira nas Escolas Públicas e a Distância 1. Antonio Veras Nunes 2 RESUMO - O presente artigo pretende compreender o que são crenças no ensino de Língua Estrangeira, nas escolas

Leia mais

Formulário de Aprovação de Curso e Autorização da Oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO. Formação Continuada em Inglês para professores de Inglês

Formulário de Aprovação de Curso e Autorização da Oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO. Formação Continuada em Inglês para professores de Inglês MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Formulário de Aprovação de Curso e Autorização da Oferta PROJETO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD LETRAS CURRÍCULO 4 Matriz Curricular 2014/2 Mariana Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) LICENCIATURA EM LÍNGUA PORTUGUESA CÓDIGO DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS PRÉ-REQUISITO PER LET701 Estudos Clássicos

Leia mais

Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI. Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto

Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI. Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto 1 Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI Professor Doutor Marcos T. Masetto Objetivos Desenvolver competências

Leia mais

Letras 2.0. Monitoria nos cursos de línguas para a comunidade. Ultimas notícias: apresentação do curso. Assessora: Márcia Magarinos

Letras 2.0. Monitoria nos cursos de línguas para a comunidade. Ultimas notícias: apresentação do curso. Assessora: Márcia Magarinos Letras 2.0 Assessora: Márcia Magarinos Monitoria nos cursos de línguas para a comunidade Ultimas notícias: apresentação do curso Proposta: - Oferecer ambiente de orientação e formação de monitores de modo

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE A FORMAÇÃO DOS PROFESSORES DE LÍNGUA INGLESA

REFLEXÕES SOBRE A FORMAÇÃO DOS PROFESSORES DE LÍNGUA INGLESA REFLEXÕES SOBRE A FORMAÇÃO DOS PROFESSORES DE LÍNGUA INGLESA Ana Luisa Barbosa de Melo Universidade Federal de Campina Grande analuisamelo35@gmail.com RESUMO: O presente artigo tem por principal analisar

Leia mais

O MUNDO MUDOU. #fato

O MUNDO MUDOU. #fato DO GIZ AO BYTE O MUNDO MUDOU #fato Sociedade da Informação Informação como recurso estratégico Uso intensivo das TIC Interação digital Diversas formas de fazer as mesmas, ou novas coisas Qual é a sua?

Leia mais

PRODUÇÃO TEXTUAL VIRTUAL: CONTRIBUIÇÕES E IMPLICAÇÕES DOS VERIFICADORES E EDITORES DE TEXTOS

PRODUÇÃO TEXTUAL VIRTUAL: CONTRIBUIÇÕES E IMPLICAÇÕES DOS VERIFICADORES E EDITORES DE TEXTOS PRODUÇÃO TEXTUAL VIRTUAL: CONTRIBUIÇÕES E IMPLICAÇÕES DOS VERIFICADORES E EDITORES DE TEXTOS Autor Júnior Alves Feitosa Faculdades Integradas de Patos Alvesjunior338@gmail.com coutora Prof.ª Ms.Maria do

Leia mais

O Crescimento da Educação a Distância nas Universidades do Brasil

O Crescimento da Educação a Distância nas Universidades do Brasil O Crescimento da Educação a Distância nas Universidades do Brasil SALVADOR, Larissa de Souza QUEIROZ, Letícia Maria Silva CAMARGO, Thania de Azevedo Resumo: O Brasil tem demonstrado nos últimos anos forte

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2010. ETEC Rodrigues de Abreu Extensão EE Ernesto Monte. Qualificação: Sem certificação

Plano de Trabalho Docente 2010. ETEC Rodrigues de Abreu Extensão EE Ernesto Monte. Qualificação: Sem certificação Plano de Trabalho Docente 010 Ensino Técnico ETEC Rodrigues de Abreu Extensão EE Ernesto Monte Código: 135 Município: Bauru/SP Área Profissional: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico Jurídico

Leia mais

A PROPOSTA DE ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA DOS PCN E SUA TRANSPOSIÇÃO ENTRE OS PROFESSORES DE INGLÊS DE ARAPIRACA

A PROPOSTA DE ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA DOS PCN E SUA TRANSPOSIÇÃO ENTRE OS PROFESSORES DE INGLÊS DE ARAPIRACA Revista Eletrônica de Educação de Alagoas - REDUC ISSN 2317-1170 V. 01, N. 02 (2013) A PROPOSTA DE ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA DOS PCN E SUA TRANSPOSIÇÃO ENTRE OS PROFESSORES DE INGLÊS DE ARAPIRACA Patrícia

Leia mais

VANTAGENS E DESVANTAGENS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DE LÍNGUA ESTRANGEIRA 1

VANTAGENS E DESVANTAGENS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DE LÍNGUA ESTRANGEIRA 1 VANTAGENS E DESVANTAGENS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DE LÍNGUA ESTRANGEIRA 1 Thais Cerqueira Faria Centro Universitário São José de Itaperuna(UNIFSJ) RESUMO: A internet é um instrumento poderoso nos dias atuais,

Leia mais

A CRIANÇA BILÍNGUE: INFLUÊNCIAS DO BILINGUISMO SOBRE O DESENVOLVIMENTO INFANTIL ESCOLA PAN AMERICANA DA BAHIA. Profa. Conchita Kennedy Dantas

A CRIANÇA BILÍNGUE: INFLUÊNCIAS DO BILINGUISMO SOBRE O DESENVOLVIMENTO INFANTIL ESCOLA PAN AMERICANA DA BAHIA. Profa. Conchita Kennedy Dantas A CRIANÇA BILÍNGUE: INFLUÊNCIAS DO BILINGUISMO SOBRE O DESENVOLVIMENTO INFANTIL ESCOLA PAN AMERICANA DA BAHIA Profa. Conchita Kennedy Dantas Bilingüismo Segundo alguns investigadores as crianças expostas

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Etec Ensino Técnico ETEC RODRIGUES DE ABREU - EXTENSÃO AGUDOS Código: 135.01 D Município: AGUDOS Eixo Tecnológico: CONTROLE E PROCESSOS INDUSTRIAIS Componente Curricular:

Leia mais

Ensino de redação na escola - a prática de ensino de português no Brasil

Ensino de redação na escola - a prática de ensino de português no Brasil Mesa-redonda: Ensino de redação na escola - a prática de ensino de português no Brasil Debatedores: Profª, mestranda em Letras (UFSM) e professora de ensino médio público estadual; e Profª Me. Tânia Maria

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB ANEXO II Edital Pibid n /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA PARA PROFESSORES: UMA EXPERIÊNCIA DE VIVÊNCIA LÚDICA E NATURAL EM INGLÊS

FORMAÇÃO CONTINUADA PARA PROFESSORES: UMA EXPERIÊNCIA DE VIVÊNCIA LÚDICA E NATURAL EM INGLÊS FORMAÇÃO CONTINUADA PARA PROFESSORES: UMA EXPERIÊNCIA DE VIVÊNCIA LÚDICA E NATURAL EM INGLÊS Elizabeth Dantas de Amorim Favoreto * PUCPR Romilda Teorora Ens - PUCPR Resumo A presente pesquisa Formação

Leia mais

O ENSINO DE ESPANHOL COMO LE COM OS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS NA PLATAFORMA MOODLE*

O ENSINO DE ESPANHOL COMO LE COM OS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS NA PLATAFORMA MOODLE* 1 O ENSINO DE ESPANHOL COMO LE COM OS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS NA PLATAFORMA MOODLE* Resumo Este trabalho se propõe a analisar o curso de extensão universitária CESB (Curso de Espanhol Básico) para

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC em Espanhol Básico. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC em Espanhol Básico. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

As atividades on-line na disciplina Leitura e Produção de

As atividades on-line na disciplina Leitura e Produção de As atividades on-line na disciplina Leitura e Produção de textos em Língua Portuguesa Autores: Mônica Tavares Orsini Solimar Patriota Silva I Fórum Letras 2.0 Faculdade de Letras UFRJ Objetivos (a) apresentar

Leia mais

MATEMÁTICA Ellen Hertzog ** RESUMO

MATEMÁTICA Ellen Hertzog ** RESUMO MATEMÁTICA Ellen Hertzog ** O TWITTER COMO FERRAMENTA DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE RESUMO Este artigo trata da utilização do Twitter como uma ferramenta de ensino e aprendizagem de Matemática. A experiência

Leia mais

PRÁTICAS DE LINGUAGEM ORAL E ESCRITA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

PRÁTICAS DE LINGUAGEM ORAL E ESCRITA NA EDUCAÇÃO INFANTIL PRÁTICAS DE LINGUAGEM ORAL E ESCRITA NA EDUCAÇÃO INFANTIL CRUVINEL,Fabiana Rodrigues Docente do curso de pedagogia da faculdade de ciências humana- FAHU/ACEG Garça/SP e-mail:fabianarde@ig.com.br ROCHA,

Leia mais

1. Introdução. 2. Conceitos. 3. Metodologia. 4. Resultados. 5. Considerações

1. Introdução. 2. Conceitos. 3. Metodologia. 4. Resultados. 5. Considerações Comunidades de Prática Experiências e Contribuições da Tecnologia para a Educação Profissional Lane Primo Senac Ceará 2012 Sumário 1. Introdução 2. Conceitos 3. Metodologia 4. Resultados 5. Considerações

Leia mais

A Aplicação das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) no Ambiente Escolar

A Aplicação das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) no Ambiente Escolar A Aplicação das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) no Ambiente Escolar Tatiana Medeiros Cardoso Faculdade Cenecista de Osório (FACOS) Rua 24 de Maio, 141 95.520-000 Osório RS Brasil tati.info@gmail.com

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO PARA O ENSINO DE PORTUGUÊS PARA ESTRANGEIROS 1

CONSTRUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO PARA O ENSINO DE PORTUGUÊS PARA ESTRANGEIROS 1 CONSTRUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO PARA O ENSINO DE PORTUGUÊS PARA ESTRANGEIROS 1 FABRI, Ana Sophia 2 ; RANGEL, Eliane 3 ; BARIN, Nilsa Reichert 4 1 Artigo final produzido no PROBIC- Projeto de bolsisita

Leia mais

APRENDIZAGEM DE LÍNGUA INGLESA NA TERCEIRA IDADE: MEDIAÇÃO DO COMPUTADOR EM SESSÕES TELETANDEM RESUMO

APRENDIZAGEM DE LÍNGUA INGLESA NA TERCEIRA IDADE: MEDIAÇÃO DO COMPUTADOR EM SESSÕES TELETANDEM RESUMO Paula de Melo Bacci UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO - Faculdade de Ciências e Letras de Assis paulinha_mb@yahoo.com.br APRENDIZAGEM DE LÍNGUA INGLESA NA TERCEIRA IDADE: MEDIAÇÃO

Leia mais

Programa Para Aprendizes de Língua Inglesa (ELL) Escolas Públicas de Norwood

Programa Para Aprendizes de Língua Inglesa (ELL) Escolas Públicas de Norwood Programa Para Aprendizes de Língua Inglesa (ELL) Escolas Públicas de Norwood As Escolas Públicas de Norwood acolhem estudantes de diversas origens e experiências culturais. Nós estamos atualmente prestando

Leia mais

AFIRMAÇÃO CULTURAL E DE SOBERANIA:

AFIRMAÇÃO CULTURAL E DE SOBERANIA: AFIRMAÇÃO CULTURAL E DE SOBERANIA: A LÍNGUA PORTUGUESA NA ERA DIGITAL ÁGORA Ciência e Sociedade, ciclo de conferências Universidade de Lisboa Auditório do Instituto para a Investigação Interdisciplinar,

Leia mais

ACENSA IDIOMAS. Início das aulas 04 de março.

ACENSA IDIOMAS. Início das aulas 04 de março. ACENSA IDIOMAS Início das aulas 04 de março. AS AULAS - Apoiados em material de última geração, com livros e Cds produzidos Inglaterra, as aulas são dinâmicas, explorando farto material visual, para fixar

Leia mais