Informação acerca do SPAM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Informação acerca do SPAM"

Transcrição

1 Informação acerca do SPAM Segundo o pedido realizado na sequência do processo 224/00 venho explicar a natureza do spamming e dos postings, as razões do porquê este tipo de actividade é de difícil investigação senão mesmo impossível, e quais as medidas que se poderão adoptar. Introdução A largura de banda é partilhada entre todo tráfico sem reserva de recursos (apesar de actualmente esta situação se estar a modificar). Infelizmente para nós, a cultura tão cuidadosamente cultivada ao longo dos anos da Internet não foi correctamente transmitida às entidades que procuram essa largura de banda. Muitas dessas entidades acreditam que encontraram um paraíso de milhares de potenciais consumidores cada um deles ansioso por para aprender ou adquirir essas novas oportunidades de negócio. Em alternativa, alguns novos cidadãos acreditam que todas as pessoas deverão escutar, ou serem informadas acerca do verdadeiro partido político, religião ou ouro qualquer processo. E quase todos eles sabem que quase ninguém quer ouvir essa mensagem mas não conseguem resistir ao meio de informação quase sem custos que a rede lhes propicia. Enquanto que poderá existir algumas centenas de pessoas ansiosas por uma qualquer mensagem, maillings de massa ou NetNews posting (envio em massa para vários grupos de news) não é o apropriado uso para dar à rede. Para justificar de uma maneira económica o porquê do spam ser prejudicial aos servidores de correio electrónico, basta pensar que se em média uma mensagem de spam ocupar cerca de 10kb que foi enviada para pessoas, implica que exista no servidor disponíve, só para esta mensagem, kb ou 100 Mb de espaço para mensagens não solicitadas, ora um bom disco de 9Gb a rpm custa à volta de $00, implica que aqueles 100 Mb tenham um custo de 2.220$00, isto para uma mensagem de 10kb e no caso pouco provável de não estar a ser utilizado qualquer tipo de tolerância a falhas, pois se estiver configurado em RAID 5 (como a maior parte dos servidores neste momento estão, senão todos, ou outra forma de tolerância a falhas), então implica um mínimo de 3 discos de 9Gb aumentando o custo por cada byte utilizado. O que é o Spam? O termo Spam que designa correio não solicitado ou netnews em massa, deriva duma rábula dos Monty Python num café. Durante a rábula, passada no café, a palavra spam é pronunciada a cada item oferecido pelo menu até que a palavra spam passa a dominar todo o dialogo da rábula. Quando o mail não solicitado é enviado para uma mailing list e/ou news grupo, dá origem a um maior repúdio à lista ou grupo que aparentemente enviou a mensagem por utilizadores que não entendem a verdadeira origem da mensagem. Se o mailing conter sugestões ou indicações por forma a remover o endereço electrónico dessa mailing list, entre dezenas a centenas de pessoas irão responder à lista com o assunto remover na mensagem ao autor dessa mensagem. Então a mensagem original (spam) cria

2 mais mail não solicitado (spam, spam), que por sua vez gera mais mail não solicitado (spam, spam, spam). O mesmo se passa nos newsgroup que no entanto pode ser controlado pelo uso de programas denominados por cancelbots (programas que cancelam os posting, ver mais adiante o uso deste tipo de programas) disparados por posting em massa. Actualmente os administradores dos newsgroups utilizam filtros mais evoluídos e mais adptados no entanto existem alguns incovenientes no uso destes filtros, uma vez que os cancelbots estariam a originar, também eles, mais spam. Porque é que mass mailing é um inconveniente Geralmente, no mundo do papel, mailing não solicitado não é considerado um problema de maior, pois uma pessoa olha e selecciona o que tem interesse e o restante vai para o lixo. A diferença deste tipo de mailing para o que é recebido por reside no custo que tem um e outro. No mundo do papel quem envia é quem suporta todo o custo da campanha pois tem que criar, redigir, produzir e enviar o objecto da campanha. No mundo electrónico, quem recebe é quem suporta parte do custo do envio da mensagem. Está certo que quem envia ainda tem que criar e redigir, mas já não necessita de imprimir o panfleto apenas terá que pagar o acesso à Internet. No entanto o recipiente ou seja, quem recebe, também tem que pagar o acesso à internet, os impulsos telefónicos, o espaço em disco onde recebe as mensagens. É claro que para quem envia as mensagens este método de envio é muito popular pois é extremamente barato comparativamente com o método tradicional, no entanto e pela razão do custo e por vezes do desperdício de espaço de disco, que quem recebe é frustrante ter que pagar para encher a caixa de correio de lixo. Existe ainda o problema do espaço permitido usar pelo servidor para a caixa de correio do utilizador que por vezes se encontra limitado, impedindo, por força de ter atingido a capacidade dessa caixa, que se receba as mensagens que verdadeiramente nos interessa, isto apesar desse tipo de servidores (como o yahoo.mail, hotmail, bigfoot e outros) já possuírem filtros bastantes eficazes para este tipo de inconveniente, no entanto por vezes o limite imposto pelo servidor é de 3-5 Mb que facilmente é atingido. Basta pensar da seguinte forma, se tivesse que pagar para receber correio não personalizado na sua caixa postal pagaria para receber publicidade ou outro tipo de correio promocional? Outro inconveniente é o impacto que o correio electrónico tem como um meio de comunicação pois quantos de nós tem paciência para procurar no correio as duas ou três mensagens que realmente nos interessam perante uma avalanche de correio publicitário? De notar que em Portugal, felizmente, não estamos muito vulneráveis a este tipo de prática comercial, tirando os endereços mais vulneráveis que fazem parte de listas públicas contendo o nome e seu endereço electrónico. Spam tem um tremendo potencial para criar este tipo de cenário no mundo electrónico. Frequentemente spammers utilizam servidores de mail que permitem que se envie grandes quantidades de pedidos. Ou então forjam os headers das mensagens por forma a parecer que a mensagem teve origem num outro domínio. Eles não estão minimamente preocupados com a intromissão nas caixas pessoais ou caixas de

3 correio das empresas, nem se preocupam com os recursos que estão a consumir às pessoas nem aos utilizadores da Internet. Outra face do problema é que os agentes de mala directa frequentemente recorrem a listas de mailing de grande qualidade e que pagam para as possuir ou que investem grandes recursos humanos e financeiros para as construir e actualizar, respeitando códigos éticos pré-estabelecidos, por forma a enviar material promocional apenas aos cidadãos que realmente querem receber essas mensagens. Do outro extremo temos o bulk mail que é tão barato que quem envia nem sequer precisa de ter o cuidado de actualizar ou seleccionar quem irá receber a sua mensagem promocional. Como resultado, a probabilidade de quem recebe esteja interessado nessa mensagem publicitária é muito mas mesmo muito reduzida. É hábito que todos os dias que um servidor de mail seja prejudicado na sua performance devido a uma sobrecarga originária no spam. Todos os meses acontece a degradação, ou mesmo a negação do serviço a um servidor de mail, originário no spam, prejudicando centenas a milhares de utilizadores. Implica que os ISP s gastem recursos económicos na actualização e aquisição de equipamento por forma a combater essa degradação do serviço, o que implica um aumento à tarifa praticada junto dos consumidores. Os spammers encontram ainda muita da protecção em servidores de correio gratuito, cmo no caso português dos mail.pt, do sapo.pt, netc.pt, etc. Este tipo de servidores são os ideais pois podem fazer o registo de um qualquer endereço de e partir daí para acções de sapmming. É claro que o administrador do servidor que está a favorecer as acções de spamming será alertado mais tarde ou mais cedo para esse problema, isto se não estiver atento ao problema, podendo agir em conformidade. No entanto, torna-se muito difícil desta forma fazer a localização correcta do spammer pois por vezes não se encontra localizado no mesmo país, por vezes, nem sequer no mesmo continente. Esta prática de spamming pode ser considerada como um roubo de serviço, pois é algo eticamente reprovável como não é legal pois, ao contrário da etiqueta que se cola na nossa caixa postal proibindo a entrega de correspondência não endereçada, aqui, no mundo electrónico não existe qualquer tipo de defesa eficaz contra a actuação deste tipo de prática. Quando a pessoa se sente induzido em enviar mensagens não solicitadas bulk mail, deverá pensar e perguntar-se a si mesmo: Que recursos estarei a consumir, a usar? De quem são esses recursos Os destinatários terão dado o seu consentimento para receberem mensagens não solicitadas? O que aconteceria se um numero elevado de utilizadores pensassem da mesma forma, em enviar mensagens não solicitadas?

4 Como me sentiria se 90% das mensagens, fossem mensagens publicitárias de artigos que não me interessam minimamente? Ou 95%? Ou mesmo 99%? Apesar dos números no aumento de volume do spam serem muito difíceis de calcular, por razões óbvias, poder-se-á afirmar que andará perto da taxa de crescimento exponencial da Internet. Este aumento coloca em xeque servidores, routers, e a largura de banda da Internet. No endereço seguinte poderá ser encontrado números referentes ao custo que o mailing não solicitado e rejeitado provoca, onde se localiza o relatório semanal acerca das estimativas dos custos do spamming: Finalmente, o envio de grandes volumes de mail não solicitados ou grandes quantidades de posts nos Newsgroups ou NetNews é algo repugnante. Considere a seguinte analogia: Suponha que descobre uma grande festa numa casa da sua freguesia. Sem convite, aparece, junta-se a cada grupo de conversação que está a decorrer entre os convidados da festa, grita a sua opinião (com o megafone que leva já para o efeito) de qualquer coisa que pense na altura e que nada tem a ver com a conversa que está a decorrer nesse grupo, e depois grita por discriminação quando o anfitrião da festa o chama à atenção de que está a ter um comportamento reprovável. O truque do desculpe se este o incomoda mas. Muitos dos spammers actuam como se o seu comportamento pudesse ser desculpável começando o início das mensagens com um pedido de desculpas, ou personalizando as suas mensagens com o seu verdadeiro nome, ou outras técnicas desculpáveis. Mas como muitos dos truques usados por Luís de Matos ou David Copperfield, o seu efeito tem o objectivo contrário. Falsas, vagas e pobres desculpas tais como não é ilegal ou Isto é um anúncio ou Esta será a única mensagem que receberá, ou ainda É fácil remover-se desta lista ou para unsubscrive esta mail list basta enviar um reply com o assunto UNSUBSCRIVE que parecem que vão aliviar a sua caixa de correio, o mais certo é ir ainda agravá-la mais, e de qualquer forma desculpas não passam de desculpas. Em particular, existem dois problemas severos com o facto de acreditar que o REMOVE ou o UNSUBSCRIVE permitem parar com os futuros mailings não desejados: Existem testes efectuados com o envio de pedidos de REMOVE por contas virgens que nunca foram utilizadas, que indicaram que em 80% dos casos começaram a receber mailings não solicitados, normalmente por outras fontes que aquela para onde foi enviado o pedido de remoção. Por outras palavras, se não deseja receber mais mail não solicitado deverá ter muito cuidado antes de utilizar a opção de remoção, pois poderá traduzir-se num aumento de bulk mail. Mesmo que resulte não irá travar a quantidade de novos bulk mailing que todos os dias são enviados por novos utilizadores, novas empresas que nunca antes enviaram.

5 Recebi bulk mail, então e agora.. Não é agradável, mesmo nada, receber mensagens que não queremos receber. É ainda mais desagradável quando estamos a pagar para receber essas mesmas mensagens. E é desagradável receber mensagens sobre tópicos que considerámos ofensivos. Suponha que o seu filho que utiliza a internet, tem um endereço que usa para discutir os trabalhos da escola ou outros num grupo de discussão, newsgroup, lá da escola, e um spammer consegue capturar o endereço do seu filho, pois (e vamos acreditar que ainda existe alguma dignidade humana) o spammer não sabe que se tratam de miúdos com os seus 14, 15 anos, e desata a enviar mensagens a anunciar sites pornográficos. Agora que tomou conta desta realidade e está furioso com as mensagens que recebeu qual será a resposta adequada? Primeiro, poderá sempre simplesmente apagar a mensagem (que 90% adopta esta medida), e seguir simplesmente com a sua vida. Esta é a mais fácil e segura resposta. Não garante que não receba mais mail não solicitado no futuro mas é a solução possível no momento. E ainda reside o problema de que se o utilizador não verificar frequentemente a sua caixa de correio qualquer acção que pretenda intentar será certamente tarde demais. Segundo, considere as vantagens na adopção de estratégias na adopção de técnicas de screening. Talvez seja a altura ideal de se informar no uso de técnicas que permitem-lhe filtrar correio não desejado. Existe uma variedade de software que permite fazer o scan as linhas referentes ao assunto e apagar mensagens indesejáveis antes de realizar o download dessas mesmas. Outros programas poderão ser configurados por forma a permitir o download de pequenos bocados das mensagens, verificar se estas correspondem a mensagens não desejáveis (publicidade por exemplo) e apagá-las no servidor antes que seja descarregada o resto da mensagem. A sua organização ou seu ISP (Internet Service Provider) poderão fornecer uma funcionalidade de bloquear mail indesejável nos seus servidores de correio electrónico, evitando desta forma que o utilizador tenha que lidar com este problema. Vale a pena questionar o seu fornecedor de serviço de mail acerca desta possibilidade no caso de ser uma vitima frequente neste tipo de acção. De notar que serviços de mail como o yahoo ou hotmail já oferecem estas funcionalidades classificando as mensagens de correio indesejáveis como bulk mail no subject. O próprio software que utiliza para verificar e ler as suas mensagens permite definir algumas regras acerca do que pretende ler e o que não pretende receber. Se for este o caso basta definir uma regra que envie directamente o correio indesejado para o lixo. Esta regra resulta para o caso em que um remetente ou um determinado site lhe envia repetidamente este tipo de mail. Poderá inclusivamente definir mais regras baseadas em outros headers no caso de ter a certeza que estes não activarão os filtros antispam. Desta forma, e apesar de ter que continuar a pagar pelo download, não terá que estar a seleccionar as mensagens, lê-las e movê-las para o lixo pois o programa de correio fará essa acção de forma automática.

6 Terceiro, pode colocar a hipótese de enviar um mail ao remetente, à origem, exercendo o direito à eliminação da mailling list. No entanto não recomendo muito esta hipótese. Primeiro porque muitos dos spammers disfarçam quem eles são na realidade e de onde as suas caixas de correio são através da alteração dos headers das mensagens. A menos que tenha muito experiência na leitura dos headers das mensagens, a descoberta da verdadeira origem da mensagem poderá ser algo de muito difícil. Segundo, ao responder a esse irá fornecer uma prova válida do seu endereço e dar-lhe um valor certo, pois é considerado um endereço válido (por vezes até com o nome da pessoa), para certos abusos, para troca com outros spammers, etc. Terceiro, mesmo que as duas opções anteriores não aconteçam, muito provávelmente o seu irá ser direcionado directamente ao equivalente a um buraco-negro (the bitbucket), ou seja, o serviço não irá dar prova alguma da sua existência. À medida que este documento, e pelas pesquisas efectuadas, pude verificar que existe alguma legislação a ser preparada quanto ao forjar de headers nas mensagens. Se tal vier a acontecer, e essa práctica vier a ser considerada ilegal, então responder ao remetente poderá vir a ser um pouco mais seguro. Uma das acções que também poderá tomar, e que recomendo, será a de enviar uma cópia (Carbon Copy) ou um reencaminhamento (forward) de mails indesejáveis ou news posts ao seu postmaster. O seu postmaster, em principio, será alguém com capacidade e conhecimentos necessários para lêr os headers das mensagens e será capaz de deslindar se o endereço originário foi ou não forjado. Será alguém capaz de localizar o site de onde a mensagem partiu, e caso recebam muitas queixas será capaz de criar um filtro anti-spam para as mensagens provenientes desse remetente. Existem servidores de mail em que se pode ver quais os endereços que estão proibidos de enviar mensagens, ou que as suas mensagens serão imediatamente rejeitadas, como que a existência de uma lista negra. Importante Sempre que envia uma queixa ao seu ISP ou a outra entidade com poderes de investigação, se bem que a mais eficaz será sempre o seu ISP, não se esqueça de incluir todo o header ( a maioria dos programas de mail ou news não mostram os headers na totalidade). Para as mensagens de mail é importante que mostre os Received: headers. Para as news (Usenet), é o Path: headers. Estes normalmente, são reveladores do caminho (route) que o mail ou news seguiu para ser entregue. Sem estes é praticamente impossível detectar a sua origem. Na figura seguinte temos a análise a um header de uma mensagem: Received: from mail.pds.libertysurf.fr (mail.libertysurf.net [ ]) by mail2.ip.pt with ESMTP id FAA27867 for Tue, 27 Jun :51: (WEST) From: X-Recipient: Received: from nitex ( ) by mail.pds.libertysurf.fr ( ) id 3948DB98000B75B9; Tue, 27 Jun :50:

7 Message-Id: X-Sender: (Unverified) X-Mailer: Windows Eudora Light Version (32) Date: Tue, 27 Jun :53: To: Subject: =?iso ?q?informa=e7=e3o?= Mime-Version: 1.0 Content-Type: text/plain; charset="iso " Content-Transfer-Encoding: quoted-printable X-UIDL: d451a5c18295f93a2c442407e558ec4b Finalmente, e não menos importante, não responder enviando, ou reenviando, de resposta ao remetente grandes quantidades de mail não solicitado. Não se torne no inimigo, tenha cuidado com a Net, não desperdice largura de banda e não se esqueça que enquanto que o spam não é considerado ilegal, o ataque por mail bomb poderá ser considerado, pois o envio de grandes quantidades de correio não solicitado poderá levar a que o servidor fique em negação de serviço Denial-of-Service. Existe um site denominado que permite o registo, e o envio da sua mensagem ao remetente que reenviará a sua mensagem ao melhor endereço do domain que ofendeu. O site contem boas indicações e dicas para reportar abusos de s e de news. Possui também algumas ferramentas e programas por forma a flitrar as suas mensagens. Aconselho também, a que dê uma vista de olhos ao boletim CIAC I-005 disponível em: ou Mais adiante poderá verificar os métodos e as ferramentas usadas para fazer o tracking a um spammer. Existe Spam no meu grupo de News Os grupos de news ou newsgroups ou mesmo as chamadas netnews são também objecto de spam. Quantos de nós ao consultar determinados grupos de news não deparámos com as mesmas mensagens nos diferentes newsgroups. Existem varias soluções, que apesar de não eliminarem completamente o problema ajudam a minimizá-lo. Newsgroups e mailing lists poderão ser moderadas pelo criador ou administrador do grupo, o que significa que poderá aprovar todos os mail/posts lançados para o grupo. Se fôr este o caso, o moderador irá agir como um filtro removendo todas as mensagens não pedidas ou fora do âmbito do grupo. Nos newsgroups existem programas que detectam posts que foram enviados para múltiplos newsgroups ou que detectam múltiplos posts tendo a mesma origem. Estes programas cancelam esses posts. No entanto enquanto que estes programas rejeitam este tipo de posts, estes não são 100% eficazes e o

8 spam em newsgroups tem vindo a crescer a uma taxa maior que o mail spam ou o spam em mailing lists. A justificação é simples, pois apesar de tudo é muito mais simples e fácil colocar um post num grupo de news onde será visto por dezenas a centenas de utilizadores do que andar a colecionar endereços de válidos de utilizadores que interessam. Pois quando se pretende realizar uma campanha de venda de material por exemplo, informático é muito mais práctico enviar um post para grupos relacionados com informática que procurar s de utilizadores interessados em material informático. Estas situações acontencem mesmo apesar do desenvolvimento dos cancelbots (por vezes denominados de cancelmoose ) para os grupos de netnews. Os Cancelbots são activados quando uma mensagem é enviada para um grande numero de newsgroups ou quando muitas pequenas mensagens são enviadas (por um mesmo remetente) para o mesmo newsgroup. Em geral estes estão orientados para o chamado Breidbart index 1 que é uma medida escondida do numero de interações do número de posts e o número de grupos. O número de mensagens canceladas tem sido de tal forma elevado que muitos dos administradores de news começaram eles próprios a escrever, a criar filtros em vez de cancelarem as mensagens. No entanto ainda continua a ser muito difícil filtrar de uma forma eficaz. Um livro a que aconselho será o de Alan Schwartz e Simon Garfinkel 2 que contem muitas histórias interessantes acerca de spammers e dá algumas instruções ou dicas por forma a filtrar mail e news. O caso português No caso da hierarquia pt.*, criada no início da década de 90, constituída actualmente por cerca de quarenta grupos em língua portuguesa e utilizada quase exclusivamente por portugueses, não é excepção ao cenário descrito acima. Este conjunto de problemas motivou, em finais de 1996, uma discussão sobre o futuro da hierarquia e quais as medidas que se poderiam tomar para melhorar a qualidade dos artigos. O resultado desta discussão foi a votação e aprovação da entrada em funcionamento de um sistema de moderação automática, que filtrasse os artigos a publicar, de forma a rejeitar aqueles que desrespeitassem um conjunto de regras previamente estabelecidas. Esse sistema, implementado por Artur Romão do Departamento de Informática, Universidade de Évora, entrou em funcionamento em meados de 1997, e inicialmente era aplicado a apenas cinco grupos da hierarquia. Este número foi aumentando progressivamente, até chegar a quinze grupos no final de Em meados de 1998 aprovou-se a moderação de toda a hierarquia, tendo sido posta em prática no início de Abril de O processo de filtragem é aplicado a cada artigo enviado para um servidor de moderação, sendo analisado de acordo com um conjunto de regras bem definidas. Estas regras têm em conta diversos aspectos relativos à forma do artigo, ignorando completamente qualquer significado que possa ser atribuído ao seu conteúdo - por outras palavras, a análise tem um carácter sintático e não semântico. Por exemplo, em certos grupos não são aceites imagens, não por o seu conteúdo poder ser considerado ofensivo para alguém, mas pelos simples facto de se tratarem de imagens. Os problemas mais frequentes prendem-se com os Cross-posts, EMP (Excessive Mailing Posts), citações, conteúdos binários e mesmo alguns formatos HTML das mensagens. O Cross-posts é o acto de enviar um artigo 1 Lewis, Chris e Tim Skirvin, Current Spam thresholds and guidelines, 2 Schwartz, Alan e Simson Garfinkel, Stopping Spam, O Reilly and Associates, 1998

9 para mais de um grupo simultaneamente, através da inclusão do nome dos vários grupos no header Newsgroups. O EMP é outra forma de colocar um artigo para vários grupos enviando cópias do conteúdo para cada grupo, individualmente - ou seja, incluindo apenas um grupo no cabeçalho Newsgroups, é mais grave que o cross-post tradicional, dado que ocupa mais recursos nas redes e servidores por onde circulam os artigos. As Citações um sintoma claro de inexperiência, é frequente verem-se respostas que incluem toda a mensagem inicial (possivelmente com dezenas ou mesmo centenas de linhas) para no final escrever apenas "Concordo plenamente," "Apoiado," ou qualquer outra resposta minimalista. Os artigos deste género não só não acrescentam qualquer conteúdo válido às discussões em que se inserem, como se traduzem num completo desperdício de recursos (disco, tempo de processamento e largura de banda). O Conteudo Binário tratam-se de mensagens com conteúdo binário, como imagens, sons, ficheiros para processadores de texto, folhas de cálculo, etc. A moderação faz-se, numa primeira fase, recorrendo ao processo habitual utilizado na Usenet. Para cada grupo moderado é definido um endereço de correio electrónico (do moderador), para onde serão enviados os artigos a publicar. No caso da moderação automática, aqueles endereços correspondem aos programas que irão filtrar os artigos. Uma vez chegado a um servidor de moderação, o artigo é colocado numa fila de espera e só depois é invocado o programa (filtro) específico para o grupo em que se pretende publicar. (Se um artigo for um cross-post para vários grupos moderados, a escolha de qual irá ser usado para filtragem é arbitrária, sendo feita pelo servidor de news que recebeu o artigo pela primeira vez.) Se o artigo não respeitar algum daqueles critérios, é rejeitado. Neste caso, o conteúdo do artigo (ou um excerto, caso o seu tamanho ultrapasse determinado limite) é guardado em disco, numa área acessível ao público através de um servidor Web (em -pt.org/recusados/). A página através da qual o artigo fica disponível contém ainda o motivo da rejeição e indicações para obtenção de mais informação sobre a moderação automática. Tracing de uma Mailling List De seguida temos um header de uma mailing-list onde é possível verificar a aprovação por parte do moderador: Received: from lists.securityfocus.com (lists.securityfocus.com [ ]) by mail2.ip.pt with ESMTP id RAA17054 for Tue, 18 Jan :34:21 GMT X-Recipient: Received: from lists.securityfocus.com (lists.securityfocus.com [ ]) by lists.securityfocus.com (Postfix) with ESMTP id 8AC5F1F690; Tue, 18 Jan :40: (PST) Received: from LISTS.SECURITYFOCUS.COM by LISTS.SECURITYFOCUS.COM (LISTSERV -TCP/IP release 1.8d) with spool id for Tue, 18 Jan :40: Approved-By: Delivered-To: Received: from securityfocus.com (securityfocus.com [ ]) by lists.securityfocus.com (Postfix) with SMTP id EEE0 for

10 Tue, 18 Jan :10: (PST) Received: (qmail invoked by alias); 18 Jan :10: Delivered-To: Received: (qmail invoked from network); 18 Jan :10: Received: from cmailg4.svr.pol.co.uk ( ) by securityfocus.com with SMTP; 18 Jan :10: Received: from modem-36.niobium.dialup.pol.co.uk ([ ] helo=k6) by cmailg4.svr.pol.co.uk with smtp (Exim 3.13 #0) id 12ATj for Tue, 18 Jan :10: MIME-Version: 1.0 Content-Type: text/plain; charset="iso " Content-Transfer-Encoding: 7bit X-Priority: 3 X-MSMail-Priority: Normal X-Mailer: Microsoft Outlook Express X-MimeOLE: Produced By Microsoft MimeOLE V Message-ID: Date: Tue, 18 Jan :10: Reply-To: x-x-x-x-x-x-x-x-x Sender: Bugtraq List From: x-x-x-x-x-x-x-x-x Subject: Re: ICQ Buffer Overflow Exploit X-To: To: X-UIDL: 9a70d60f7d311da7074de35f45b05184 Status: RO Neste post enviado para uma lista de discussão neste caso a BUGTRAQ, uma mailing list onde são apresentadas as falhas de segurança detectadas por utilizadores de sistemas operativos e que se dedicam a corrigir ou a sugerir correcção dessas falhas apresentando os seus defeitos e que são ou não aceites pelos fabricantes de software (normalmente são), poderemos verificar o seguinte: O utilizador que enviou a mensagem original para a mailing list, neste caso terá sido utilizando uma ligação de dial-up enviando a mensagem para o servidor de correio cmailg4.svr.pol.co.uk com o endereço IP , fazendo um traceroute a este endereço é possível verificar se é um servidor válido ou não. A mensagem terá sido aprovada pelo moderador que deverá ter considerado a mensagem válida, em principio e pelo tempo que a mensagem demorou a ser aprovada deverá ter sido, de uma forma automática, que deverá ter sido reenviada para o servidor da mailling list que se encarregou de a reenviar para todos os que fazem parte desta. Erros na Filtragem Qualquer erro no software que implementa a moderação automática pode ter consequências graves, se conduzir a uma decisão errada em relação ao que fazer a um artigo. Esta gravidade é maior no caso de se rejeitarem artigos válidos. Por esse motivo, os utilizadores que têm artigos rejeitados têm a

11 possibilidade de contestar o resultado da moderação. Uma das consequências desta funcionalidade foi a descoberta, em colaboração com algumas dessas pessoas, de alguns erros nos filtros. Como ajudar os administradores de sistemas Naturalmente, que se for um administrador de sistemas, os utilizadores procurem ajuda por forma a evitar mail não desejado ou a reclamar de posts completamente fora do âmbito das news ou assuntos enviados para mailling lists que não fazem parte da essência dessa lista. Muito possivelmente o administrador do sistema não poderá fazer nada para acerca dessa situação em particular, mas poderá bloquear o domínio que está a enviar determinado mail considerado ofensivo para os utilizadores. É possível analisar em alguns sites de mail, determinados dominios que por terem praticado spamming, as suas mensagens são rejeitadas sempre que tentam enviar mail para um determinado sistema. O que acontence é que muitos dos spammers apenas tem que criar uma nova conta de num dos milhares de servidores de mail gratuitos existentes na Web. Nada impede que eu vá criando contas em servidores como o hotmail e se uma dessas contas ficar bloqueada ainda possuo mais umas tantas. Se como administrador do sistema não tiver definido uma clara política de segurança é a altura de começar a planear uma. Se é o administrador de uma mailing-list, certifique-se que quando é realizado um pedido de adesão, o utilizador entendeu claramente a natureza da mailing-list e que estão proibidos temas fora do contexto. Se possui uma mailing-list ou newsgroup interno e está a ser alvo de spam proveniente de fora da sua organização, então o spamming é uma das suas preocupações menores em termos de segurança. Um dos bons locais onde poderá recolher informações acerca da política de segurança a implementar poderá ser encontrada em: na secção Anti-Spam. Se é o responsável pela gestão da firewall do seu site, então poderá configurá-la de maneira a desencorajar o spamming. Por exemplo, se a sua firewall é um host gateway logo contém um servidor de NNTP, certifique-se que está configurado por forma rejeitar todas as ligações externas à excepção dos seus news feed. Certifique-se que as mensagens geradas dentro da sua organização possuem informação suficiente para identificá-las nos headers e que os utilizadores não poderão forjar esses headers. Certifique-se que esses headers possuem toda a informação estipulada pela RFC e a RFC Se gere uma mailing-list que apenas permite o posting de subscritores, significa que o spammer teve que se juntar a essa mailing-list, o que é pouco natural. Tenha a certeza de que o filtro faz o seu trabalho ao rejeitar mensagens que estão fora do tópico. Existe ainda um outro problema com as mailing-lists, pois os spammers por vezes gostam de retaliar áqueles que se opõem às suas prácticas, e retaliam subscrevendo em massa os seus inimigos em várias mailling-lists. Se é um administrador de sistema de mail tenha muito cuidado em não bloquear sites que tem ligados os MX records, esta parte já é bastante mais técnica e difere do âmbito deste texto pelo que deixo ao cuidado dos administradores a sua pormenorização, no entanto ficou o alerta. Existe bastante ajuda no site atrás indicado para a configuração do serviço e também poderá ir buscar mais informação em 3 Crocker, D., Standard for the format of ARPA Internet text messages, STD 11, RFC 822, August Braden, R., Standard for Internet hosts application and suport, STD 3, RFC 1123, October 1989.

@ e-mail e as boas praticas

@ e-mail e as boas praticas @ e-mail e as boas praticas È comum desvalorizar este assunto rotulando-o de demasiado fácil e obvio para nos preocuparmos com ele. A segurança das comunicações é muito problemática e quase impossível

Leia mais

9.1. A Net Server Brasil Hospedagem de Sites possui uma política de tolerância zero em relação a e-mails comerciais não solicitados.

9.1. A Net Server Brasil Hospedagem de Sites possui uma política de tolerância zero em relação a e-mails comerciais não solicitados. 9. POLÍTICA ANTI-SPAM 9.1. A Net Server Brasil Hospedagem de Sites possui uma política de tolerância zero em relação a e-mails comerciais não solicitados. 9.2. Ao utilizar os nossos serviços você se compromete

Leia mais

Configuração do Outlook para o servidor da SET

Configuração do Outlook para o servidor da SET Configuração do Outlook para o servidor da SET Selecione Ferramentas + Contas... no seu Outlook Express. Clique no botão Adicionar + Email, para acrescentar uma nova conta, ou no botão Propriedades para

Leia mais

MEMORANDO. Caracterização da Actuação no Combate ao spam. Análise das respostas ao questionário

MEMORANDO. Caracterização da Actuação no Combate ao spam. Análise das respostas ao questionário MEMORANDO Caracterização da Actuação no Combate ao spam Análise das respostas ao questionário ÍNDICE 1. Enquadramento da realização do questionário...3 2. Análise das respostas ao questionário...4 2.1

Leia mais

GUIA DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO

GUIA DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO GUIA DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO GMAIL utilizador 2010 O presente manual pretende dar indicações suficientes para que o utilizador possa utilizador o correio electrónico disponibilizado pela empresa GOOGLE

Leia mais

Por razões de segurança não guardamos as passwords (palavra-passe) dos acessos aos sites. Será necessário gerar uma nova password.

Por razões de segurança não guardamos as passwords (palavra-passe) dos acessos aos sites. Será necessário gerar uma nova password. 1 de 7 11-11-2010 09:17 Painel de Administração cpanel Instruções Iniciais Estamos muito gratos por ter escolhido alojar o seu site na IBERWEB. Em caso de dúvidas, por favor contacte de imediato o nosso

Leia mais

Manual de Boas Práticas

Manual de Boas Práticas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA Serviços de Informática da Universidade Aberta Manual de Boas Práticas Temas: Cuidados a ter com os anexos do correio eletrónico (email) Navegar na internet de forma segura:

Leia mais

Manual Internet. Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt

Manual Internet. Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt Manual Internet Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt Fevereiro de 2006 Índice Internet... 2 Correio electrónico... 2 Os endereços... 2 Lista de correio... 2 Grupos

Leia mais

Consulte os anexos com as configurações dos softwares de correio electrónico e as instruções de utilização do novo webmail.

Consulte os anexos com as configurações dos softwares de correio electrónico e as instruções de utilização do novo webmail. Caro(a) Colega: O novo servidor de correio electrónico está finalmente operacional! O Grupo de Trabalho da Intranet da Escola Secundária de Emídio Navarro apresenta-lhe alguns conselhos que elaborámos

Leia mais

Instruções para aceder ao correio electrónico via web

Instruções para aceder ao correio electrónico via web Caro utilizador(a) Tendo por objectivo a melhoria constante das soluções disponibilizadas a toda a comunidade do Instituto Politécnico de Santarém, tanto ao nível de serviços de rede como sistema de informação.

Leia mais

Dia Europeu da Internet Segura (9 de Fevereiro)

Dia Europeu da Internet Segura (9 de Fevereiro) Dia Europeu da Internet Segura (9 de Fevereiro) Para celebrar o Dia Europeu da Internet Segura, dia 9 de Fevereiro, o SeguraNet propõe que os professores desenvolvam com os seus alunos actividades em sala

Leia mais

Tutorial sobre Phishing

Tutorial sobre Phishing Tutorial sobre Phishing Data: 2006-08-15 O que é o Phishing? Phishing é um tipo de fraude electrónica que tem se desenvolvido muito nos últimos anos, visto que a Internet a cada dia que passa tem mais

Leia mais

T ecnologias de I informação de C omunicação

T ecnologias de I informação de C omunicação T ecnologias de I informação de C omunicação 9º ANO Prof. Sandrina Correia TIC Prof. Sandrina Correia 1 Objectivos Aferir sobre a finalidade da Internet Identificar os componentes necessários para aceder

Leia mais

Guia de Boas Práticas para Entrega de Emails

Guia de Boas Práticas para Entrega de Emails Guia de Boas Práticas para Entrega de Emails 1 A quem se destina este guia? Este documento foi elaborado com a finalidade de auxiliar os clientes do IAGENTEmail a obterem melhores resultados no envio de

Leia mais

ANÁLISE DE FERRAMENTAS PARA O CONTROLE DE SPAM

ANÁLISE DE FERRAMENTAS PARA O CONTROLE DE SPAM ANÁLISE DE FERRAMENTAS PARA O CONTROLE DE SPAM Paulo Manoel Mafra Departamento de Automação e Sistemas Universidade Federal de Santa Catarina 88040-900 Florianópolis - SC mafra@das.ufsc.br ANÁLISE DE FERRAMENTAS

Leia mais

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho Outlook 2003 Nivel 1 Objectivos gerais Enviar e Responder a mensagens de correio electrónico, e gestão de contactos, marcação de compromissos e trabalhar com notas. Objectivos específicos Começar a trabalhar

Leia mais

Política Aceitável de Utilização (PAU)

Política Aceitável de Utilização (PAU) Política Aceitável de Utilização (PAU) A Multitel, na qualidade de prestadora de serviços de acesso à Internet, alojamento de páginas web e outros serviços da sociedade da informação relacionados, oferece

Leia mais

UIFCUL. Unidade de Informática. Faculdade de Ciências. Universidade de Lisboa

UIFCUL. Unidade de Informática. Faculdade de Ciências. Universidade de Lisboa UIFCUL Unidade de Informática Universidade de Lisboa Regulamento de utilização do Sistema de Correio Eletrónico e de listas de distribuição da FCUL Versão 1.0 2 Janeiro de 2014 Versão Data Alterações /

Leia mais

Spam. Flávio Augusto Martins Wanderley Professor. Janeiro/2006 COE Comércio Eletrônico. flavio@mwan.com.br

Spam. Flávio Augusto Martins Wanderley Professor. Janeiro/2006 COE Comércio Eletrônico. flavio@mwan.com.br 1 / 55 Spam Flávio Augusto Martins Wanderley Professor flavio@mwan.com.br 2 / 55 Conteúdo desta aula Apresentar o conceito de Spam. Como os Spammers atuam e quais são suas modalidades. Como denunciar este

Leia mais

P.U.A. (Política de Utilização Aceitável)

P.U.A. (Política de Utilização Aceitável) A Política de Uso Aceitável ("PUA") é fornecida de modo a dar aos nossos clientes um claro entendimento do que a EVS Portugal espera deles quando utilizarem os nossos serviços. O uso dos serviços da EVS

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

Curso de Informática Básica

Curso de Informática Básica Curso de Informática Básica O e-mail Primeiros Cliques 1 Curso de Informática Básica Índice Introdução...3 Receber, enviar e responder mensagens...3 Anexando arquivos...9 Cuidado com vírus...11 2 Outlook

Leia mais

SPAM: COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS NÃO SOLICITADAS

SPAM: COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS NÃO SOLICITADAS SPAM: COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS NÃO SOLICITADAS 1. INTRODUÇÃO Com o desenvolvimento da Internet, surgiu a possibilidade de se enviarem mensagens por correio electrónico, de forma quase instantânea e a

Leia mais

A segurança da sua informação e do computador é fundamental e depende muito de si.

A segurança da sua informação e do computador é fundamental e depende muito de si. Proteja o seu PC A segurança da sua informação e do computador é fundamental e depende muito de si. O que deve fazer? Manter o antivírus actualizado Não manter o antivírus actualizado é quase o mesmo que

Leia mais

Política de Utilização Aceitável (PUA)

Política de Utilização Aceitável (PUA) Política de Utilização Aceitável (PUA) HOST TUGATECH Host TugaTech HOST.TUGATECH.COM.PT HOST@TUGATECH.COM.PT A Política de Utilização Aceitável (PUA) do Host TugaTech é disponibilizada com o objetivo de

Leia mais

1 - TERMO DE UTILIZAÇÃO

1 - TERMO DE UTILIZAÇÃO 1 - TERMO DE UTILIZAÇÃO Este Termo de Utilização (doravante denominado "Termo de Utilização") regulamenta a utilização dos SERVIÇOS de envio de mensagens electrónicas - "e-mail" (doravante denominado "SERVIÇO")

Leia mais

Política de Privacidade do SwPt

Política de Privacidade do SwPt Política de Privacidade do SwPt O SwPt é um site de internet único e exclusivo para o estilo de vida Swinger, que lhe permite construir a sua informação e gerir a sua rede de contactos através de ferramentas

Leia mais

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG]

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG] [Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 10-07-2009 Controlo do Documento Autor

Leia mais

CC SMS Manual do Utilizador

CC SMS Manual do Utilizador CC SMS Manual do Utilizador Global Id - Creative Thinkers 2011 Índice Manual do Utilizador 02 Acerca do CC SMS 03 Instalação 04 Visão Geral 05 Sms 05 Noções Básicas e Requisitos 05 Envio de SMS 06 Como

Leia mais

Procedimentos de Segurança

Procedimentos de Segurança Procedimentos de Segurança Proteger o seu computador Utilize um anti-vírus para proteger o seu sistema e os seus dados Mantenha-o constantemente ligado e actualizado, e sempre configurado com protecção

Leia mais

Web & Marketing Digital

Web & Marketing Digital Web & Marketing Digital MANUAL DE UTILIZAÇÃO EMAIL MARKETING 1 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 1.1. ESTRUTURA DO SISTEMA...PG 03 2. CONTATOS...PG 04 2.1. CRIANDO LISTA DE CONTATOS...PG 04 2.2. IMPORTANDO LISTA DE

Leia mais

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos MÓDULO VIII Serviços de Redes Duração: 20 tempos Conteúdos (1) 2 Caraterizar, instalar

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet

Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet Tecnologias da Informação e Comunicação UNIDADE 3 Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet Aula nº 2º Período Escola EB 2,3 de Taíde Ano lectivo 2009/2010 SUMÁRIO Introdução à Internet: história

Leia mais

Estrutura de um endereço de Internet

Estrutura de um endereço de Internet Barras do Internet Explorer Estrutura de um endereço de Internet Na Internet, cada servidor tem uma identificação única, correspondente ao endereço definido no IP (Internet Protocol). Esse endereço é composto

Leia mais

A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados, entre si, através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação

A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados, entre si, através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados, entre si, através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação privadas, satélites e outros serviços de telecomunicação. Hardware

Leia mais

1. Posso proteger qualquer tipo de conta de correio com este serviço?

1. Posso proteger qualquer tipo de conta de correio com este serviço? 1 2 Conteúdo 1. Posso proteger qualquer tipo de conta de correio com este serviço?... 3 2. Como posso subscrever este serviço?... 3 3. O que é feito pelo PANDA MANAGED EMAIL PROTECTION ao spam detectado

Leia mais

VIRUS E SPAM. -Cuidados a ter

VIRUS E SPAM. -Cuidados a ter VIRUS E SPAM -Cuidados a ter Origem da palavra Spam PRESUNTO PICANTE? Originalmente, SPAM, foi o nome dado a uma marca de presunto picante (Spieced Ham) enlatado fabricado por uma empresa norte-americana

Leia mais

Internet. Professor: Francisco Silva

Internet. Professor: Francisco Silva Internet e Serviços Internet A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados entre si através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação privadas, satélites e outros serviços

Leia mais

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG]

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG] [Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 09-06-2010 Controlo do Documento Autor

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Aplicação POP3 IMAP DNS Slide 1 SMTP Rede de Computadores Protocolos de Acesso protocolo utilizado para a comunicação entre os servidores (push protocol); POP3 (Post Office

Leia mais

1. Dados de acesso à Internet

1. Dados de acesso à Internet Ao efectuar o presente registo está a afirmar ter conhecimento e a manifestar a sua aceitação da nossa Política de Privacidade (A Clínica Dr Eduardo Merino- Lda., adiante designada por Eduardo Merino Terapias

Leia mais

Criptografia e Segurança de Comunicações. Comunicações SPAM

Criptografia e Segurança de Comunicações. Comunicações SPAM Curiosidade, não faz parte da avaliação Criptografia e Segurança de Comunicações SPAM SPAM : 1/10 SPAM introdução (1) SPAM 1 mensagem Email não solicitada, dividida por Boato ( Hoax ): história falsa para

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Outlook 2010 Colecção: Software

Leia mais

Semana da Internet Segura Correio Eletrónico

Semana da Internet Segura Correio Eletrónico Enviar correio eletrónico não solicitado em massa (SPAM) a outros utilizadores. Há inúmeras participações de spammers utilizando sistemas comprometidos para enviar e-mails em massa. Estes sistemas comprometidos

Leia mais

COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1

COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina do Correio Para saber mais sobre Correio electrónico 1. Dicas para melhor gerir e organizar o Correio Electrónico utilizando o Outlook Express Criar Pastas Escrever

Leia mais

Termos e Condições da One.com v.09 Os seguintes termos são aplicáveis na One.com a partir de 1 de Setembro de 2015. 1. Subscrição:

Termos e Condições da One.com v.09 Os seguintes termos são aplicáveis na One.com a partir de 1 de Setembro de 2015. 1. Subscrição: Termos e Condições da One.com v.09 Os seguintes termos são aplicáveis na One.com a partir de 1 de Setembro de 2015. 1. Subscrição: Uma subscrição de um espaço web da One.com oferece acesso aos servidores

Leia mais

Correio electrónico em segurança A PCGuia explica-lhe como configurar o Outlook e o Outlook Express para que ninguém leia o seu e-mail

Correio electrónico em segurança A PCGuia explica-lhe como configurar o Outlook e o Outlook Express para que ninguém leia o seu e-mail ADSL.XL Automotor Classificados CorreioManhã JNegócios Máxima MInteriores PCGuia Record Rotas&Destinos SInformática Shopping Fóruns Toques e Imagens Assinar Revista Alojamento Hardware Software Internet

Leia mais

Enterprise 2007. A gama PHC Enterprise é um ERP desenvolvido de forma a satisfazer as exigentes necessidades das médias e grandes empresas.

Enterprise 2007. A gama PHC Enterprise é um ERP desenvolvido de forma a satisfazer as exigentes necessidades das médias e grandes empresas. Enterprise 2007 Descritivo completo A gama PHC Enterprise é um ERP desenvolvido de forma a satisfazer as exigentes necessidades das médias e grandes empresas. Com vista a satisfazer totalmente cada empresa

Leia mais

SYNCING.NET 2.0 Instalação & Configuração

SYNCING.NET 2.0 Instalação & Configuração SYNCING.NET 2.0 Instalação & Configuração Dicas e Recomendações...1 Instalação...2 Configuração...2 Primeiros Passos...2 Sincronização de Pastas (Partilha de Arquivos)...3 Criar uma nova rede de partilha

Leia mais

Protocolos, DNS, DHCP, Ethereal e comandos em Linux

Protocolos, DNS, DHCP, Ethereal e comandos em Linux Redes de Computadores Protocolos, DNS, DHCP, Ethereal e comandos em Linux Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Março de 2006 Endereços e nomes Quaisquer duas estações

Leia mais

CONDIÇÕES PARTICULARES DE ALOJAMENTO PARTILHADO

CONDIÇÕES PARTICULARES DE ALOJAMENTO PARTILHADO CONDIÇÕES PARTICULARES DE ALOJAMENTO PARTILHADO ARTIGO 1 : OBJECTO (Última versão datada de 16 de Fevereiro de 2011) As presentes condições particulares têm por objecto definir as condições técnicas e

Leia mais

Entregabilidade nos provedores A entregabilidade é um grande desafio para as ações de e-mail marketing no mercado brasileiro. Confira dicas para

Entregabilidade nos provedores A entregabilidade é um grande desafio para as ações de e-mail marketing no mercado brasileiro. Confira dicas para provedores A entregabilidade é um grande desafio para as ações de e-mail marketing no mercado brasileiro. Confira dicas para aumentar a entregabilidade nos provedores Hotmail, Gmail e Yahoo!Mail. provedores

Leia mais

Mozilla Thunderbird. Configuração inicial

Mozilla Thunderbird. Configuração inicial Mozilla Thunderbird Configuração inicial A instalação é muito simples, basta aceder ao site http://www.mozilla.com/thunderbird/ e carregar em Download, tal como apresentado na figura seguinte. Figura A

Leia mais

LIÇÃO: Segurança Informática Reconhecimento de Vírus e Acção

LIÇÃO: Segurança Informática Reconhecimento de Vírus e Acção LIÇÃO: Segurança Informática Reconhecimento de Vírus e Acção Idade-alvo recomendada: 11 anos Guia da lição Os alunos irão desenvolver uma compreensão básica de problemas de segurança online e prevenção

Leia mais

Especificações de oferta Serviços de Gestão de Correio Electrónico Segurança do Correio Electrónico

Especificações de oferta Serviços de Gestão de Correio Electrónico Segurança do Correio Electrónico Especificações de oferta Serviços de Gestão de Correio Electrónico Segurança do Correio Electrónico Apresentação dos serviços A Segurança do Correio Electrónico dos Serviços de Gestão de Correio Electrónico

Leia mais

Web & Marketing Digital. Tutorial Email Marketing

Web & Marketing Digital. Tutorial Email Marketing Web & Marketing Digital Tutorial Email Marketing Evitando filtros de spam e dicas de marketing digital 1 E-mail marketing como muitos de nós sabemos, pode ser um método poderoso e barato de alcançar nosso

Leia mais

Guião para as ferramentas etwinning

Guião para as ferramentas etwinning Guião para as ferramentas etwinning Registo em etwinning Primeiro passo: Dados de quem regista Segundo passo: Preferências de geminação Terceiro passo: Dados da escola Quarto passo: Perfil da escola Ferramenta

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº7

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº7 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº7 Análise do tráfego na rede Protocolos TCP e UDP Objectivo Usar o Ethereal para visualizar

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

microsoft chat http://www.uarte.mct.pt sobre o programa... obter e instalar o programa... ... pag.. 4 e 5 iniciar o programa...

microsoft chat http://www.uarte.mct.pt sobre o programa... obter e instalar o programa... ... pag.. 4 e 5 iniciar o programa... microsoft chat 1 http://www.uarte.mct. sobre o programa...... pag.. 2 obter e instalar o programa...... pag.. 3 iniciar o programa...... pag.. 4 e 5 mensagem padrão do servidor de IRC - registar uma alcunha/nick

Leia mais

Conteúdos. Correio Electrónico Protocolos POP3 e SMTP Endereços de correio electrónico Trabalho Prático

Conteúdos. Correio Electrónico Protocolos POP3 e SMTP Endereços de correio electrónico Trabalho Prático Conteúdos Correio Electrónico Protocolos POP3 e SMTP Endereços de correio electrónico Trabalho Prático O desejo de comunicar é a essência das redes. As pessoas sempre desejaram corresponder entre si através

Leia mais

Comunicação através das novas tecnologias

Comunicação através das novas tecnologias Comunicação através das novas tecnologias d o ss i e r 1 A INTERNET COMO FORMA DE REDUZIR CUSTOS DE COMUNICAÇÃO http://negocios.maiadigital.pt Indíce 1 INTRODUÇÃO 2 E-MAIL 3 SMS 4 SKYPE 5 MSN 6 VOIP 7

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet

Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet Tecnologias da Informação e Comunicação UNIDADE 3 Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet Aula nº 2º Período Escola EB 2,3 de Taíde Ano lectivo 2009/2010 SUMÁRIO Serviços básicos da internet

Leia mais

Internet e Email no Akropole. Internet e Email no Akropole

Internet e Email no Akropole. Internet e Email no Akropole Internet e Email no Akropole Internet e Email no Akropole O Akropole tira proveito da ligação à internet, podendo efectuar várias operações de maior valia, com ou sem intervenção directa do utilizador.

Leia mais

INTERNET -- NAVEGAÇÃO

INTERNET -- NAVEGAÇÃO Página 1 Acessando endereços simultaneamente Parte 2 Um recurso interessante e extremamente útil é o de abrir várias janelas ao mesmo tempo. Em cada janela você poderá acessar um endereço diferente na

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE O USO DA INTERNET E

ORIENTAÇÕES SOBRE O USO DA INTERNET E ORIENTAÇÕES SOBRE O USO DA INTERNET E DO CORREIO ELECTRÓNICO NA SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO CÓDIGO DE CONDUTA (VERSÃO 1.0 2005-12-09) Índice 1 INTRODUÇÃO...2 2 CÓDIGO DE CONDUTA...2 2.1 CONDIÇÕES GERAIS

Leia mais

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Manual do Utilizador

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Manual do Utilizador BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Manual do Utilizador Publicado: 2014-01-09 SWD-20140109134740230 Conteúdos 1 Como começar... 7 Acerca dos planos de serviço de mensagens para o BlackBerry Internet

Leia mais

Redes de Computadores (RCOMP 2014/2015)

Redes de Computadores (RCOMP 2014/2015) Redes de Computadores (RCOMP 2014/2015) Correio eletrónico. Protocolos SMTP, POP3 e IMAP. Formato MIME 1 Correio eletrónico O objectivo do correio eletrónico é o envio de mensagens off-line (não interactivo)

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 10/2009 ESCLARECIMENTO 1

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 10/2009 ESCLARECIMENTO 1 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento 1 Referência: Pregão Eletrônico n. 10/2009 Data: 22/01/2009 Objeto: Contratação de empresa especializada para fornecimento de solução para segurança da informação e ferramenta

Leia mais

INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO INTRODUÇÃO À INTERNET A Internet é a maior rede de computadores do Mundo, abrangendo praticamente todos os países; Escrevemos Internet com um «I» maiúsculo

Leia mais

Segurança na Internet. Nuno Coelho

Segurança na Internet. Nuno Coelho Nuno Coelho Como Navegar em Segurança Quando navegas na Internet são poucos os salva-vidas e podem estar longe. É por isso que queremos que te tornes o teu próprio "salva-vidas" e fiques atento à tua própria

Leia mais

Netiqueta (ou Netiquette)

Netiqueta (ou Netiquette) Netiqueta (ou Netiquette) Conjunto de atitudes e normas recomendadas (não impostas) para que todos os utilizadores possam comunicar através da Internet de um forma cordial e agradável. Evite a utilização

Leia mais

Introdução Conselhos para educadores

Introdução Conselhos para educadores Introdução Conselhos para educadores INTRODUÇÃO A utilização da Internet constitui um desafio para a educação dos nossos filhos e dos nossos alunos. Acontece muito frequentemente que os deixamos a navegar

Leia mais

Correio Eletrônico Outlook Express. Prof. Rafael www.facebook.com/rafampsilva rafampsilva@yahoo.com.br

Correio Eletrônico Outlook Express. Prof. Rafael www.facebook.com/rafampsilva rafampsilva@yahoo.com.br Correio Eletrônico Outlook Express Prof. Rafael www.facebook.com/rafampsilva rafampsilva@yahoo.com.br O Microsoft Outlook é o principal cliente de mensagens e colaboração para ajudá-lo a obter os melhores

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Janeiro de 2004

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Janeiro de 2004 MANTENHA-SE INFORMADO Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para ser informado sempre que existirem actualizações a esta colecção ou outras notícias importantes sobre o Outlook Express 6. Reservados

Leia mais

TELEPAC EMAIL - FAQ S 2009. FAQ s TELEPAC EMAIL

TELEPAC EMAIL - FAQ S 2009. FAQ s TELEPAC EMAIL FAQ s TELEPAC EMAIL Webmail (caixas de correio @mail.telepac.pt)... 3 Caixa de entrada... 3 Como apago mensagens?... 3 O que é uma Blacklist? Como funciona?... 3 O que é Reenviar? Como funciona?... 3 Como

Leia mais

Introdução à Internet

Introdução à Internet Internet Introdução à Internet A Internet é a maior rede de computadores do Mundo, abrangendo praticamente todos os países. Uma rede de computadores é um conjunto de dois ou mais computadores interligados,

Leia mais

Manual do Instar Mail Sumário

Manual do Instar Mail Sumário Manual do Instar Mail Sumário 1 - Apresentação do sistema... 2 2 - Menu cliente... 2 3 - Menu Importação... 5 4 - Menu Campanhas... 9 5 - Menu banco de arquivos... 16 6 - Menu agendamento... 16 7 - Menu

Leia mais

Área Cientifica de Informática Disciplina: INFORMÁTICA I - Cursos: CA/MK/CI

Área Cientifica de Informática Disciplina: INFORMÁTICA I - Cursos: CA/MK/CI Assunto: Autor(es) MS Outlook ficha de estudo Alfredo Bastos Silva 1. Conceitos gerais O Microsoft Outlook é uma das aplicações que compõem o pacote Microsoft Office, sendo um cliente de mensagens e colaboração

Leia mais

Uso da ferramenta de mailing

Uso da ferramenta de mailing Uso da ferramenta de mailing Pré-requisitos: Publicação da pesquisa no SphinxnaWeb - Host Contratação de créditos com mailing A ferramenta e-mailing é um recurso integrado na plataforma SphinxnaWeb Host,

Leia mais

Prevenção. Como reduzir o volume de spam

Prevenção. Como reduzir o volume de spam Prevenção Como reduzir o volume de spam A resposta simples é navegar consciente na rede. Este conselho é o mesmo que recebemos para zelar pela nossa segurança no trânsito ou ao entrar e sair de nossas

Leia mais

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Tutorial Hotmail Sobre o MSN Hotmail Acessando o Hotmail Como criar uma conta Efetuando o login Verificar mensagens Redigir

Leia mais

MAIL DINÂMICO O QUE É? . É UM MÓDULO DO SIGARRA QUE PRETENDE FACILITAR A COMUNICAÇÃO

MAIL DINÂMICO O QUE É? . É UM MÓDULO DO SIGARRA QUE PRETENDE FACILITAR A COMUNICAÇÃO MAIL DINÂMICO O QUE É?. É UM MÓDULO DO SIGARRA QUE PRETENDE FACILITAR A COMUNICAÇÃO. PERMITE O ENVIO DE MENSAGENS DE CORREIO ELECTRÓNICO PARA UM OU PARA VÁRIOS DESTINATÁRIOS EM SIMULTÂNEO. FUNCIONA DE

Leia mais

OS JOVENS, A MÚSICA E A INTERNET

OS JOVENS, A MÚSICA E A INTERNET OS JOVENS, A MÚSICA E A INTERNET um guia para os pais sobre a partilha de ficheiros e o download O que é o P2P? Como pai ou encarregado de educação, provavelmente já ouviu os seus filhos falar de partilhar

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação. Principais tipos de serviços da Internet

Tecnologias da Informação e Comunicação. Principais tipos de serviços da Internet Tecnologias da Informação e Comunicação Principais tipos de serviços da Internet Introdução à Internet Serviços básicos Word Wide Web (WWW) Correio electrónico (e-mail) Transferência de ficheiros (FTP)

Leia mais

A utilização dos Serviços da Evolution Bytes constitui a aceitação e concordância com a PUA bem como os TOS da Evolution Bytes.

A utilização dos Serviços da Evolution Bytes constitui a aceitação e concordância com a PUA bem como os TOS da Evolution Bytes. Política de Utilização Aceitável (PUA) A Política de Utilização Aceitável (PUA) da Evolution Bytes Informática e Serviços, Lda., mais abaixo só Evolution Bytes, é fornecida para dar aos nossos clientes

Leia mais

Uso da ferramenta de mailing

Uso da ferramenta de mailing Uso da ferramenta de mailing A ferramenta e mailing integrada na plataforma SphinxnaWeb permite enviar rapidamente centenas ou milhares de e mails a diversos correspondentes, especialmente para obter respostas

Leia mais

E-MAIL ACÇÃO DE FORMAÇÃO ESE VISEU PÓLO DE LAMEGO 10/04/2003 ANA C. C. LOUREIRO ÁREA DAS TIC

E-MAIL ACÇÃO DE FORMAÇÃO ESE VISEU PÓLO DE LAMEGO 10/04/2003 ANA C. C. LOUREIRO ÁREA DAS TIC E-MAIL ACÇÃO DE FORMAÇÃO ESE VISEU PÓLO DE LAMEGO 10/04/2003 ANA C. C. LOUREIRO ÁREA DAS TIC O E-MAIL O Email (Electronic Mail) ou Correio Electrónico é um sistema de troca de mensagens entre dois ou mais

Leia mais

POLÍTICA DE USO DE CORREIO ELETRÔNICO da SECRETARIA DA SAÚDE DO ESTADO DO CEARÁ

POLÍTICA DE USO DE CORREIO ELETRÔNICO da SECRETARIA DA SAÚDE DO ESTADO DO CEARÁ POLÍTICA DE USO DE CORREIO ELETRÔNICO da SECRETARIA DA SAÚDE DO ESTADO DO CEARÁ 1. OBJETIVO Definir os requisitos e as regras de segurança para o uso do correio eletrônico (e-mail) no âmbito da SESA (Secretaria

Leia mais

Manual do Utilizador do Norton 360

Manual do Utilizador do Norton 360 Manual do Utilizador Preocupa-se com o nosso Ambiente, É o que está certo fazer. A Symantec removeu a capa deste manual para reduzir as Pegadas Ambientais dos nossos produtos. Este manual é produzido com

Leia mais

WebMail --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Manual do cliente

WebMail --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Manual do cliente WebMail --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Manual do cliente www.plugin.com.br 1 ÍNDICE Prefácio...3 Sobre Este Manual... 3

Leia mais

Instalação e Manutenção de Microcomputadores (COI)

Instalação e Manutenção de Microcomputadores (COI) Instalação e Manutenção de Microcomputadores (COI) 4. Montagem do Computador Disco rígido limpeza; Disco rígido verificação de erros (modo gráfico); Disco rígido verificação de erros (linha de comandos;

Leia mais

Redes - Internet. Sumário 26-09-2008. Aula 3,4 e 5 9º C 2008 09 24. } Estrutura baseada em camadas. } Endereços IP. } DNS -Domain Name System

Redes - Internet. Sumário 26-09-2008. Aula 3,4 e 5 9º C 2008 09 24. } Estrutura baseada em camadas. } Endereços IP. } DNS -Domain Name System Redes - Internet 9º C 2008 09 24 Sumário } Estrutura baseada em camadas } Endereços IP } DNS -Domain Name System } Serviços, os Servidores e os Clientes } Informação Distribuída } Principais Serviços da

Leia mais

O endereço IP (v4) é um número de 32 bits com 4 conjuntos de 8 bits (4x8=32). A estes conjuntos de 4 bits dá-se o nome de octeto.

O endereço IP (v4) é um número de 32 bits com 4 conjuntos de 8 bits (4x8=32). A estes conjuntos de 4 bits dá-se o nome de octeto. Endereçamento IP Para que uma rede funcione, é necessário que os terminais dessa rede tenham uma forma de se identificar de forma única. Da mesma forma, a interligação de várias redes só pode existir se

Leia mais

INSTALAÇÃO DO SERVIDOR NEWS INN2. (C) 2004 - João Eriberto Mota Filho

INSTALAÇÃO DO SERVIDOR NEWS INN2. (C) 2004 - João Eriberto Mota Filho INSTALAÇÃO DO SERVIDOR NEWS INN2 (C) 2004 - João Eriberto Mota Filho 1. INTRODUÇÃO O INternet News versão 2 é um servidor NNTP 1. Com ele, é possível disponibilizar o serviço de Newsgroup em uma rede.

Leia mais

Manual de Utilizador MDDE Plug-in (Windows) 1 of 22

Manual de Utilizador MDDE Plug-in (Windows) 1 of 22 Manual de Utilizador MDDE Plug-in (Windows) 1 of 22 Marca do Dia Eletrónica (MDDE) A Marca De Dia Eletrónica (MDDE) é um serviço, concebido por CTT e MULTICERT, que coloca uma "estampilha eletrónica" num

Leia mais

Grande conjunto de informação que existe em todo o Mundo alojada em centenas de milhares de computadores chamados servidores Web.

Grande conjunto de informação que existe em todo o Mundo alojada em centenas de milhares de computadores chamados servidores Web. 1. Complete a tabela. Designação Descrição Rede mundial de computadores ligados entre si através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação privadas, satélites e outros serviços de telecomunicação.

Leia mais

INTERNET. TCP/IP protocolo de comunicação sobre o qual se baseia a Internet. (conjunto de regras para a comunicação entre computadores)

INTERNET. TCP/IP protocolo de comunicação sobre o qual se baseia a Internet. (conjunto de regras para a comunicação entre computadores) TCP/IP protocolo de comunicação sobre o qual se baseia a Internet. (conjunto de regras para a comunicação entre computadores) A cada computador integrado na rede é atribuído um número IP que o identifica

Leia mais

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo.

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo. Impressão em série de cartas de formulário e mailings em grande número Intercalação de correio Base de Dados em Excel Comece por planear o aspecto da sua página final - é uma carta, uma página de etiquetas

Leia mais