Webinar Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Webinar Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha"

Transcrição

1 Webinar Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião

2 Tópicos Formação Mercado Organizações Desafios & Dúvidas Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião 1

3 Formação Processo de Bolonha 3 ciclos de ensino 1º Ciclo Graduação (bacharel/licenciatura) 2º Ciclo Mestrado 3º Ciclo Doutorado Bastante diversificada Ensino Mercado Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião 2

4 Formação 1º Ciclo 1º Ciclo - Graduação 3 anos 180 ECTS Inicial Geral Planeamento e gestão do território Exemplo pioneiro da UNL (década de 1980) Geografia e Planeamento Regional Sistemas de Informação Geográfica Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião 3

5 Formação 1º Ciclo Oferta pública Geografia (273 vagas) Universidade do Porto - 74 Universidade de Coimbra - 74 Universidade de Lisboa Universidade de Évora - 20 Geografia e Planeamento (40 vagas) Universidade do Minho Geografia e Planeamento Regional (62 vagas) Universidade Nova de Lisboa Planeamento e Gestão do Território (45 vagas) Universidade de Lisboa Oferta privada Geografia e Gestão do Território (15 vagas) Universidade Lusófona Total da oferta de 2014: 435 vagas Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião 4

6 Formação 1º Ciclo Procura pública Geografia (660 candidatos) Universidade do Porto Universidade de Coimbra Universidade de Lisboa Universidade de Évora - 45 Geografia e Planeamento (130 candidatos) Geografia e Planeamento Regional (261 candidatos) Planeamento e Gestão do Território (152 candidatos) Oferta privada Geografia e Gestão do Território (sem dados) Total da procura em 2014: 1082 candidatos Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião 5

7 Formação 1º Ciclo Evolução da Oferta e Procura Geral Vagas Candidatos Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião 6

8 Formação 1º Ciclo Evolução da Oferta e Procura Específica Vagas Candidatos Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião 7

9 Formação 2º Ciclo e 3º Ciclo Complementar e de aprofundamento Geral Temático Tecnológico Presencial e e-learning Ciência e Sistemas de Informação Geográfica (ISEGI/UNL) Ordenamento do Território e Sistemas de Informação Geográfica (FCSH/UNL) Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião 8

10 Mercado Contexto em mudança Ensino Administração pública Empresas Acesso ao mercado 1 emprego Áreas tradicionais Planeamento e gestão do território Ambiente e recursos naturais Património e paisagem Estudos socioeconómicos e sociodemográficos SIG municipais Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião 9

11 Mercado Áreas emergentes Riscos Geomarketing Estudos e consultoria suportados por geoprocessamento Preparação e processamento de dados geográficos Nichos de mercado(s) Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião 10

12 Organizações Associações de Geógrafos Associação Portuguesa de Geógrafos Comissão Nacional de Geografia Associações dos Professores de Geografia Associação Insular de Geografia Associações Pluridisciplinares Sociedade de Geografia de Lisboa Associação Portuguesa de Geomorfólogos Associação de Urbanistas Portugueses Associação dos Utilizadores de Informação Geográfica Associação para o Desenvolvimento da Sociedade de Informação Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião 11

13 Associação Portuguesa de Geógrafos 25 anos 800 sócios Com Estatuto de Utilidade Pública desde 2012 Intervenção diversificada Geral + Grupos temáticos Edições Newsletter (3/semana) Inforgeo Eventos Congresso Nacional de Geografia Colóquio Ibérico de Geografia Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião 12

14 Desafios & Dúvidas Os desafios da sociedade são os desafios da Geografia crescimento inteligente (promover o conhecimento, a inovação, a educação e a sociedade digital) crescimento sustentável (tornar a nosso aparelho produtivo mais eficiente em termos de recursos, ao mesmo tempo que se reforça a nossa competitividade) crescimento inclusivo (aumento da taxa de participação no mercado de trabalho, aquisição de qualificações e luta contra a pobreza) Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião 13

15 Desafios & Dúvidas Ajustamento da formação Procura Perfis Conciliar Componentes iniciais e gerais Requisitos específicos e temáticos 3+2 é uma boa solução Há espaço e necessidade para formação complementar Universitária Técnica Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião 14

16 Desafios & Dúvidas Afirmação do papel da Geografia, dos Geógrafos e reconhecimento do valor social Empreendedorismo Afirmação do profissional liberal Modelo de suporte organizacional Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião 15

17 Poster CGP

18 Obrigado pela atenção Webinar Formação e Mercado de Trabalho do Geógrafo no Brasil, Portugal e Espanha 28 de Abril de 2015 Rui Pedro Julião

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Identidade, Competitividade, Responsabilidade ACORDO DE PARCERIA Consagra a política de desenvolvimento económico, social, ambiental e territorial Define

Leia mais

EFIÊNCIA DOS RECURSOS E ESTRATÉGIA ENERGIA E CLIMA

EFIÊNCIA DOS RECURSOS E ESTRATÉGIA ENERGIA E CLIMA INTRODUÇÃO Gostaria de começar por agradecer o amável convite para participar neste debate e felicitar os organizadores pela importância desta iniciativa. Na minha apresentação irei falar brevemente da

Leia mais

UM OLHAR PARA O MUNDO RURAL DLBC - A NOVA ESTRATÉGIA PARA O TERRITÓRIO

UM OLHAR PARA O MUNDO RURAL DLBC - A NOVA ESTRATÉGIA PARA O TERRITÓRIO UM OLHAR PARA O MUNDO RURAL DLBC - A NOVA ESTRATÉGIA PARA O TERRITÓRIO LIMITES DO TERRITÓRIO DE INTERVENÇÃO CONSTRUÇÃO DA ESTRATÉGIA - Acordo Parceria 2020 - PDR 2014-2020 - PORA 2020 - PROT OVT - EIDT

Leia mais

A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo Território e Municípios

A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo Território e Municípios 19 março 2015 A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo Território e Municípios A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo Atribuições e Competências das CIM Prossecução dos seguintes fins públicos: (Lei

Leia mais

Geomarketing para Geoinformação: Estratégias de Geomarketing no elearning de C&SIG do ISEGI-UNL

Geomarketing para Geoinformação: Estratégias de Geomarketing no elearning de C&SIG do ISEGI-UNL Geomarketing para Geoinformação: Estratégias de Geomarketing no elearning de C&SIG do ISEGI-UNL Miguel PEIXOTO Marco PAINHO Miguel NETO mpeixoto@isegi.unl.pt painho@isegi.unl.pt mneto@isegi.unl.pt Lisboa,

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR As preferências e a consistência das escolhas

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR As preferências e a consistência das escolhas ACESSO AO ENSINO SUPERIOR As preferências e a consistência das escolhas Seminário "Acesso ao Ensino Superior: Desafios para o Século XXI CNE Universidade de Évora, 7 de Abril de 2015 Orlanda Tavares CIPES

Leia mais

Universidade e Desenvolvimento Rural: Mestrado em Desenvolvimento Rural na Universidade da Extremadura

Universidade e Desenvolvimento Rural: Mestrado em Desenvolvimento Rural na Universidade da Extremadura Facultad de Filosofía y Letras DEPARTAMENTO DE ARTE Y CIENCIAS DEL TERRITORIO Campus Universitario 10071-Cáceres SEMINÁRIO IBÉRICO COMBATE À DESERTIFICAÇAO, ABANDONO RURAL E DESPOVOAMENTO INTERVENÇOES

Leia mais

ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO

ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO Joaquim Mourato (Presidente do CCISP e do IP de Portalegre) XX Congresso Nacional da Ordem dos Engenheiros Centro de Congressos da Alfândega do Porto 18.10.2014 SUMÁRIO

Leia mais

Seminário Turismo 2020: Fundos Comunitários

Seminário Turismo 2020: Fundos Comunitários Seminário Turismo 2020: Fundos Comunitários Plano de Ação para o Desenvolvimento do Turismo em Portugal 2014-2020 Braga, 15 de janeiro 2014 Nuno Fazenda Turismo de Portugal, I.P. TURISMO Importância económica

Leia mais

CIDADES INTELIGENTES DIREITO DA ENERGIA RITA NORTE

CIDADES INTELIGENTES DIREITO DA ENERGIA RITA NORTE CIDADES INTELIGENTES DIREITO DA ENERGIA RITA NORTE CIDADES INTELIGENTES NOTAS INTRODUTÓRIAS As cidades - espaços de oportunidades, desafios e problemas Diagnóstico dos espaços urbanos: Transformação demográfica

Leia mais

Gestão Bancária Gestão e Sistemas de Informação

Gestão Bancária Gestão e Sistemas de Informação Gestão Bancária Gestão e Sistemas de Informação O Instituto Superior de Gestão Bancária (ISGB) é um estabelecimento de ensino superior dirigido preferencialmente às necessidades de todo o Setor Financeiro.

Leia mais

IV Seminário Plataformas Logísticas Ibéricas

IV Seminário Plataformas Logísticas Ibéricas IV Seminário Plataformas Logísticas Ibéricas Preparar a Retoma, Repensar a Logística 10 de Novembro NOVOHOTEL SETUBAL Comunicação: Factores de Atractividade da oferta logística do Alentejo Orador: Dr.

Leia mais

Europass Curriculum Vitae

Europass Curriculum Vitae Europass Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada(s) Endereço(s) de correio electrónico Praceta Brunilde Judice, Lt2, R/C Frente, 2620-267 Ramada Odivelas (Portugal) Telefone(s)

Leia mais

DESAFIO PORTUGAL 2020

DESAFIO PORTUGAL 2020 DESAFIO PORTUGAL 2020 Estratégia Europa 2020: oportunidades para os sectores da economia portuguesa Olinda Sequeira 1. Estratégia Europa 2020 2. Portugal 2020 3. Oportunidades e desafios para a economia

Leia mais

A PRÁTICA DA CONSCIÊNCIA CIDADÃ NOS CURSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE GEOGRAFIA NO BRASIL E EM PORTUGAL: PRIMEIRAS ANÁLISES.

A PRÁTICA DA CONSCIÊNCIA CIDADÃ NOS CURSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE GEOGRAFIA NO BRASIL E EM PORTUGAL: PRIMEIRAS ANÁLISES. A PRÁTICA DA CONSCIÊNCIA CIDADÃ NOS CURSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE GEOGRAFIA NO BRASIL E EM PORTUGAL: PRIMEIRAS ANÁLISES. Flávia Spinelli Braga Dranda. Em Geografia no Instituto de Geografia e Ordenamento

Leia mais

GESTÃO MESTRADO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO. REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos OBJETIVOS DO CURSO

GESTÃO MESTRADO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO. REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos OBJETIVOS DO CURSO MESTRADO GESTÃO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos O mestrado em Gestão é uma novidade da oferta formativa da ESTG, para o

Leia mais

Turnaround Social 26/07/2015. Instrumentos de Financiamento Portugal 2020. 27 junho 2015. Portugal 2020

Turnaround Social 26/07/2015. Instrumentos de Financiamento Portugal 2020. 27 junho 2015. Portugal 2020 Instrumentos de Financiamento Portugal 2020 27 junho 2015 Portugal 2020 1 Apoios ao setor social A estratégia constante do PO ISE procura dar resposta a um conjunto de compromissos assumidos por Portugal

Leia mais

Solidariedade. Inovação. Oportunidade. Cultura. A s s o c i a ç õ e s F u n d a ç õ e s. E m p r e s a s C o o p e rativa s. Inclusão Social e Emprego

Solidariedade. Inovação. Oportunidade. Cultura. A s s o c i a ç õ e s F u n d a ç õ e s. E m p r e s a s C o o p e rativa s. Inclusão Social e Emprego Solidariedade A s s o c i a ç õ e s F u n d a ç õ e s P a r c e r i a Oportunidade Cultura E m p r e s a s C o o p e rativa s Empreendedorismo PORTUGAL Inclusão Social e Emprego Inovação A c o r d o I

Leia mais

I N C E N T I V O S A O E M P R E E N D E D O R I S M O Page 1. Incentivos ao EMPREENDEDORISMO

I N C E N T I V O S A O E M P R E E N D E D O R I S M O Page 1. Incentivos ao EMPREENDEDORISMO I N C E N T I V O S A O E M P R E E N D E D O R I S M O Page 1 Incentivos ao EMPREENDEDORISMO Abril 2015 I N C E N T I V O S A O E M P R E E N D E D O R I S M O Pag. 2 ÍNDICE 1. Enquadramento... 3 2. Criação

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO Jorge Abegão Secretário-Técnico do COMPETE Coimbra, 28 de janeiro de 2015 Estratégia Europa 2020 ESTRATÉGIA EUROPA 2020 CRESCIMENTO INTELIGENTE

Leia mais

DESTAQUE BIBLIOGRÁFICO

DESTAQUE BIBLIOGRÁFICO DESTAQUE BIBLIOGRÁFICO SETEMBRO 2014 PORTUGAL 2015: UMA SEGUNDA OPORTUNIDADE? Portugal 2015: uma segunda oportunidade / Lino Fernandes. - 1ª ed. - Lisboa: Gradiva Publicações S.A, 2014. - 264 p.: gráf.,

Leia mais

MESTRADO / ESPECIALIZAÇÃO EM Ciência &SIG 10ª Edição

MESTRADO / ESPECIALIZAÇÃO EM Ciência &SIG 10ª Edição MESTRADO / ESPECIALIZAÇÃO EM Ciência &SIG 10ª Edição Pedro CABRAL, Director do Programa pcabral@isegi.unl.pt 27 de Setembro, 2010 www.isegi.unl.pt/unigis Tópicos Conteúdos Certificações Modo de funcionamento

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DADOS ESTATÍSTICOS EMPREGABILIDADE NOS CICLOS DE ESTUDOS DE ARQUITETURA E DESIGN EM PORTUGAL 2010

ANÁLISE COMPARATIVA DADOS ESTATÍSTICOS EMPREGABILIDADE NOS CICLOS DE ESTUDOS DE ARQUITETURA E DESIGN EM PORTUGAL 2010 ANÁLISE COMPARATIVA DADOS ESTATÍSTICOS EMPREGABILIDADE NOS CICLOS DE ESTUDOS DE ARQUITETURA E DESIGN EM PORTUGAL 2010 EMPREGABILIDADE A informação estatística recolhida neste documento é baseada no relatório

Leia mais

GRADE HORÁRIA 1º SEMESTRE DE 2014

GRADE HORÁRIA 1º SEMESTRE DE 2014 1º PERÍODO/SEMESTRE # TURNO Noite # SALA # Nº DE ALUNOS Projeto Integrador I PIN I: EMPREENDEDORISMO, LIDERANÇA, CRIATIVIDADE E INOVAÇÃO Projeto Integrador I Metodologia do Trabalho Científico Metodologia

Leia mais

FÓRUM DE PESQUISA CIES 2009. Olhares sociológicos sobre o emprego: relações laborais, empresas e profissões 18 de Dezembro de 2009

FÓRUM DE PESQUISA CIES 2009. Olhares sociológicos sobre o emprego: relações laborais, empresas e profissões 18 de Dezembro de 2009 FÓRUM DE PESQUISA CIES 2009 Olhares sociológicos sobre o emprego: relações laborais, empresas e profissões 18 de Dezembro de 2009 EMPRESAS E INOVAÇÃO Luísa Oliveira luisa.oliveira@iscte.pt Luísa Veloso

Leia mais

Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização

Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização Duarte Rodrigues Vogal da Agência para o Desenvolvimento e Coesão Lisboa, 17 de dezembro de 2014 Tópicos: 1. Portugal

Leia mais

TURISMO E COMPETITIVIDADE

TURISMO E COMPETITIVIDADE TURISMO E COMPETITIVIDADE Rui Vinhas da Silva Presidente da Comissão Diretiva Braga 15 de janeiro de 2015 Portugal 2020 DOMÍNIOS TEMÁTICOS COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO CAPITAL HUMANO INCLUSÃO

Leia mais

ERASMUS+ MOBILIDADE TRANSNACIONAL, E d u c a ç ã o e F o r m a ç ã o FACTOR DE EMPREGABILIDADE

ERASMUS+ MOBILIDADE TRANSNACIONAL, E d u c a ç ã o e F o r m a ç ã o FACTOR DE EMPREGABILIDADE ERASMUS+ E d u c a ç ã o e F o r m a ç ã o MOBILIDADE TRANSNACIONAL, FACTOR DE EMPREGABILIDADE APG II CONGRESSO NACIONAL DO EMPREGO UNIVERSIDADE LUSÓFONA 30 DE SETEMBRO DE 2014 O projeto Europeu tem vindo

Leia mais

MARKETING RELACIONAL. Como Transformar a Fidelização de Clientes numa Vantagem Competitiva? Regime b-learning. mestrado 2012 > 2013

MARKETING RELACIONAL. Como Transformar a Fidelização de Clientes numa Vantagem Competitiva? Regime b-learning. mestrado 2012 > 2013 2012 > 2013 mestrado MARKETING RELACIONAL Regime b-learning escola superior de tecnologia e gestão instituto politécnico de leiria Como Transformar a Fidelização de Clientes numa Vantagem Competitiva?

Leia mais

Desafios da Implementação. Estoril, 29 Setembro 2014 Carlos Correia Prosegur, Diretor Comercial 1

Desafios da Implementação. Estoril, 29 Setembro 2014 Carlos Correia Prosegur, Diretor Comercial 1 Desafios da Implementação da Nova Lei da Segurança Privada Estoril, 29 Setembro 2014 Carlos Correia Prosegur, Diretor Comercial 1 AGENDA 1. Nova Lei da Segurança Privada Balanço Impactos nos Clientes Impactos

Leia mais

Desenvolvimento Local nos Territórios Rurais: desafios para 2014-2020

Desenvolvimento Local nos Territórios Rurais: desafios para 2014-2020 Desenvolvimento Local nos Territórios Rurais: desafios para 2014-2020 Seminário Turismo Sustentável no Espaço Rural: Experiências de Sucesso em Portugal e na Europa Castro Verde - 06 de Março 2013 Joaquim

Leia mais

Política agrícola e protecção e gestão eficiente da água

Política agrícola e protecção e gestão eficiente da água Política agrícola e protecção e gestão eficiente da água Francisco Cordovil Director do GPP Conselho Nacional da Água Ponto 4 da ordem de trabalhos Lisboa 3 de Dezembro de 2010 Política agrícola e protecção

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Identidade, Competitividade, Responsabilidade Acordo de Parceria Consagra a política de desenvolvimento económico, social, ambiental e territorial Define

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Universidade de Évora, 10 de março de 2015 Identidade, Competitividade, Responsabilidade Lezíria do Tejo Alto Alentejo Alentejo Central Alentejo Litoral

Leia mais

Programa de Licenciaturas Internacionais CAPES/ Universidade de Lisboa

Programa de Licenciaturas Internacionais CAPES/ Universidade de Lisboa Programa de Licenciaturas Internacionais / (23 Dezembro de 2011) 1. Introdução 2. Objectivos 3. Organização e procedimentos 4. Regime de Titulação do Programa de Licenciaturas Internacionais /UL 5. Regime

Leia mais

O que somos hoje. Empreendedorismo

O que somos hoje. Empreendedorismo O que somos hoje Ensino Investigação Empreendedorismo O que podemos ser Ensino Investigação Inovação O que podemos fazer Linhas de brinquedos historicamente informados Roteiros de turismo sénior Aplicações

Leia mais

horário atribuída 28/jan Civilização Grega 09:00/11:30 CPII-C2/205 30/jan Civilizações Antigas 09:00/11:30 CPI-C1-210 13/fev

horário atribuída 28/jan Civilização Grega 09:00/11:30 CPII-C2/205 30/jan Civilizações Antigas 09:00/11:30 CPI-C1-210 13/fev Nome do Curso: Licenciatura Arqueologia 28/jan Civilização Grega 09:00/11:30 CPII-C2/205 30/jan Civilizações Antigas 09:00/11:30 CPI-C1-210 Arqueologia da Pré História Recente e da proto História 11:00/13:30

Leia mais

RELAÇÃO DE HORÁRIOS POR TURMA. Segunda Terça Quarta Quinta Sexta. Segunda Terça Quarta Quinta Sexta

RELAÇÃO DE HORÁRIOS POR TURMA. Segunda Terça Quarta Quinta Sexta. Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Turma: ADM11N - 20161 FORMAÇÃO PROFISSIONAL I MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA EM I INTRODUÇÃO À ECONOMIA I INTRODUÇÃO ÀS CIÊNCIAS SOCIAIS FORMAÇÃO PROFISSIONAL I MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA EM I INTRODUÇÃO

Leia mais

Atelier Inclusão Social

Atelier Inclusão Social Atelier Inclusão Social Porto, 3 de setembro de 2013 ccdr-n.pt/norte2020 Atelier Inclusão Social: Estrutura de apresentação Sumário 1. Enquadramento Europeu: Próximo ciclo da Politica de Coesão 2. Investimentos

Leia mais

Apoios à Internacionalização e à Inovação. António Costa da Silva Santarém, 26 de setembro de 2014

Apoios à Internacionalização e à Inovação. António Costa da Silva Santarém, 26 de setembro de 2014 Apoios à Internacionalização e à Inovação António Costa da Silva Santarém, 26 de setembro de 2014 ALENTEJO PRIORIDADES PARA UMA ESPECIALIZAÇÃO INTELIGENTE 1. Alimentar e Floresta 2. Recursos Naturais,

Leia mais

Portugal 2020. Inovação da Agricultura, Agroindústria. Pedro Cilínio pedro.cilinio@iapmei.pt

Portugal 2020. Inovação da Agricultura, Agroindústria. Pedro Cilínio pedro.cilinio@iapmei.pt Portugal 2020 Inovação da Agricultura, Agroindústria e Floresta Pedro Cilínio pedro.cilinio@iapmei.pt FEDER 2020 - Prioridades Concentração de investimentos do FEDER Eficiência energética e energias renováveis

Leia mais

ATRATIVIDADE EMPRESARIAL E PROJETOS DE ESTIMULO À ECONOMIA DA EUROREGIÃO

ATRATIVIDADE EMPRESARIAL E PROJETOS DE ESTIMULO À ECONOMIA DA EUROREGIÃO ATRATIVIDADE EMPRESARIAL E PROJETOS DE ESTIMULO À ECONOMIA DA EUROREGIÃO O PROJETO PROMOINVEST E A REDE Professor Augusto Medina Sociedade Portuguesa de Inovação FÓRUM DE DISCUSSÃO: A EUROACE e a ligação

Leia mais

CTSP e Pós-Graduações THE MARKETING SCHOOL. porto. aveiro. lisboa

CTSP e Pós-Graduações THE MARKETING SCHOOL. porto. aveiro. lisboa CTSP e Pós-Graduações THE MARKETING SCHOOL porto. aveiro. lisboa LICENCIATURA & MESTRADO THE MARKETING SCHOOL Somos uma escola vocacionada essencialmente para as empresas e mercados. Queremos qualificar

Leia mais

Conselho Regional da RLVT. Referencial para a elaboração do Plano de Ação Regional de Lisboa, 2014-20

Conselho Regional da RLVT. Referencial para a elaboração do Plano de Ação Regional de Lisboa, 2014-20 Conselho Regional da RLVT Referencial para a elaboração do Plano de Ação Regional de Lisboa, 2014-20 19 de fevereiro de 2013 Domínios-Chave Crescimento Inteligente Crescimento Inclusivo Crescimento Sustentável

Leia mais

Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável

Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável 2ª CONFERÊNCIA PASSIVHAUS PORTUGAL 2014 29 de Novembro de 2014 Aveiro - Centro Cultural e de Congressos Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável

Leia mais

Fundos Comunitários. geridos pela Comissão Europeia. M. Patrão Neves. www.mpatraoneves.pt. www.mpatraoneves.pt. www.mpatraoneves.

Fundos Comunitários. geridos pela Comissão Europeia. M. Patrão Neves. www.mpatraoneves.pt. www.mpatraoneves.pt. www.mpatraoneves. Fundos Comunitários geridos pela Comissão Europeia M. Patrão Neves Fundos comunitários: no passado Dependemos, de forma vital, dos fundos comunitários, sobretudo porque somos um dos países da coesão (e

Leia mais

Sistemas de Suporte à Decisão

Sistemas de Suporte à Decisão Pós-graduação Sistemas de Suporte à Decisão 1ª edição 2008/2009 Departamento de Inovação, Ciência e Tecnologia Pós-graduação em Sistemas de Suporte à Decisão Mensagem da Directora do DICT O DICT está certo

Leia mais

PORTUGAL 2020: Como financiar a sua empresa?

PORTUGAL 2020: Como financiar a sua empresa? PORTUGAL 2020: Como financiar a sua empresa? QUAL O MONTANTE DE APOIOS COMUNITÁRIOS ATRIBUÍDOS A PORTUGAL? 25 Mil Milhões de Euros. Outros Programas* Este é o montante que Portugal vai receber em fundos

Leia mais

Plano de Atividades 2015

Plano de Atividades 2015 Plano de Atividades 2015 ÍNDICE Introdução 1. Princípios orientadores do Plano Plurianual. Desempenho e qualidade da Educação. Aprendizagens, equidade e coesão social. Conhecimento, inovação e cultura

Leia mais

Discriminação AÇÃO AÇÃO 67 68. Elaboração do Programa de Promoção de Eventos do Pólo Costa do Delta

Discriminação AÇÃO AÇÃO 67 68. Elaboração do Programa de Promoção de Eventos do Pólo Costa do Delta CUSTO PREVISTO DA AÇÃO (R$) - 840.000,00 2.500.000,00 1. CONDIÇÕES DE ACEITAÇÃO 1.1 Atende aos componentes dos Termos de Referência? 1.2 Escala da ação é compatível com a escala do programa? 1.3 Existem

Leia mais

Discriminação AÇÃO AÇÃO AÇÃO AÇÃO AÇÃO AÇÃO 7 8 9 10 11 12. Estudo da Capacidade de Carga de Recursos Turisticos Naturais do Pólo

Discriminação AÇÃO AÇÃO AÇÃO AÇÃO AÇÃO AÇÃO 7 8 9 10 11 12. Estudo da Capacidade de Carga de Recursos Turisticos Naturais do Pólo CUSTO PREVISTO DA AÇÃO (R$) - 1.000.000,00 300.000,00 1.000.000,00 3.000.000,00 2.000.000,00 400.000,00 1. CONDIÇÕES DE ACEITAÇÃO 1.1 Atende aos componentes dos Termos de Referência? 1.2 1.3 Escala da

Leia mais

Portugal 2020. 03-11-2014 Areagest Serviços de Gestão S.A.

Portugal 2020. 03-11-2014 Areagest Serviços de Gestão S.A. Portugal 2020 Os Nossos Serviços Onde pode contar connosco? Lisboa Leiria Braga Madrid As Nossas Parcerias Institucionais Alguns dos Nossos Clientes de Referência Bem Vindos à Areagest Índice O QREN;

Leia mais

BALCÃO + CULTURA BALCÃO +CULTURA + B +

BALCÃO + CULTURA BALCÃO +CULTURA + B + BALCÃO + CULTURA B BALCÃO + +CULTURA 1. CONTEXTUALIZAÇÃO A crescente relevância das Indústrias Culturais e Criativas, enquanto atividades que com base na criatividade, no talento, nos ativos culturais

Leia mais

ORDENAMENTO CIVIL DO NAS TERRITÓRIO DINÂMICAS TERRITORIAIS: CONTRIBUTO PARA O PLANEAMENTO, GESTÃO DE EMERGÊNCIA

ORDENAMENTO CIVIL DO NAS TERRITÓRIO DINÂMICAS TERRITORIAIS: CONTRIBUTO PARA O PLANEAMENTO, GESTÃO DE EMERGÊNCIA ALTO PATROCÍNIO PROGRAMA DATA: LOCAL: DIA AUDITÓRIO 12 DE NOVEMBRO DO CENTRO (SEXTA CÍVICO EXTA-FEIRA DO EIRA) ESTREITO DE CÂMARA DE LOBOS PROTECÇÃO E CONFERÊNCIA ORDENAMENTO CIVIL DO NAS TERRITÓRIO DINÂMICAS

Leia mais

Não aponte defeitos, aponte soluções. Qualquer um se sabe queixar. Henry Ford

Não aponte defeitos, aponte soluções. Qualquer um se sabe queixar. Henry Ford Não aponte defeitos, aponte soluções. Qualquer um se sabe queixar. Henry Ford A LRB Investimentos e Consultoria é uma empresa que pretende congregar o know-how de diversas áreas de conhecimento e ação

Leia mais

ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS

ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS ENCONTRO DA COMISSÃO SECTORIAL PARA A EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO CS/11 ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS OPORTUNIDADES, DESAFIOS E ESTRATÉGIAS DE QUALIDADE APRESENTAÇÃO DO TRABALHO GT2 - Ensino Superior

Leia mais

CONCEÇÃO PLANEAMENTO OPERACIONALIZAÇÃO

CONCEÇÃO PLANEAMENTO OPERACIONALIZAÇÃO CONCEÇÃO PLANEAMENTO OPERACIONALIZAÇÃO MAR PORTUGAL - Um Mar de Oportunidades MAR PORTUGAL Conectividade intercontinental; Todas as regiões são litorais ou insulares; Mar profundo. MAR PORTUGAL - Um Mar

Leia mais

OCPLP Organização Cooperativista dos Povos de Língua Portuguesa. Proposta de Plano de Atividades e Orçamento 2014-2015

OCPLP Organização Cooperativista dos Povos de Língua Portuguesa. Proposta de Plano de Atividades e Orçamento 2014-2015 Proposta de Plano de Atividades e Orçamento 2014-2015 1 Índice: I Enquadramento II Eixos de Intervenção Estratégica III Proposta de Orçamento IV Candidaturas a Programas de Apoio 2 I Enquadramento Estratégico

Leia mais

Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020

Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 30 de julho de 2014 Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020 Informações gerais O Acordo de Parceria abrange cinco fundos: Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional

Leia mais

Fundos Estruturais e de Investimento 2014-2020

Fundos Estruturais e de Investimento 2014-2020 + competitivo + inclusivo + sustentável Fundos Estruturais e de Investimento 2014-2020 Piedade Valente Vogal da Comissão Diretiva do COMPETE Santarém, 26 de setembro de 2014 Estratégia Europa 2020 ESTRATÉGIA

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Especialização: Liderança e Gestão Intermédia na Escola Edição Instituto de Educação

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE DESENVOLVIMENTO RURAL E SEGURANÇA ALIMENTAR

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE DESENVOLVIMENTO RURAL E SEGURANÇA ALIMENTAR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE DESENVOLVIMENTO RURAL E SEGURANÇA ALIMENTAR CÓDIGOS SIGAA COMPONENTES

Leia mais

I N C E N T I V O S À C O N T R A T A Ç Ã O Page 1. Incentivos à CONTRATAÇÃO

I N C E N T I V O S À C O N T R A T A Ç Ã O Page 1. Incentivos à CONTRATAÇÃO I N C E N T I V O S À C O N T R A T A Ç Ã O Page 1 Incentivos à CONTRATAÇÃO Abril 2015 I N C E N T I V O S À C O N T R A T A Ç Ã O Pag. 2 ÍNDICE 1. Introdução... 4 1.1. Enquadramento... 4 1.2. Objetivos

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: História da Educação (Regime a Distância) Edição Instituto de Educação da Universidade de

Leia mais

Inscrições. As inscrições para os cursos realizam-se em Setembro de 2012. O Sector Empresarial do Estado não se encontra abrangido por esta Aliança.

Inscrições. As inscrições para os cursos realizam-se em Setembro de 2012. O Sector Empresarial do Estado não se encontra abrangido por esta Aliança. Caderno de s 2 Objectivos A formação de executivos é, hoje em dia, uma necessidade incontornável, sendo um importante factor do sucesso, da competitividade e da sustentabilidade das organizações. Considerando

Leia mais

Destino Turístico Porto e Norte de Portugal

Destino Turístico Porto e Norte de Portugal O Caminho Português de Santiago Novas Perspetivas `14 -`20 Destino Turístico Porto e Norte de Portugal Ponte de Lima, 30 setembro`14 Importância económica do Turismo. das indústrias mais importantes do

Leia mais

Região Competitiva, Resiliente, Empreendedora e Sustentável com base na valorização do Conhecimento

Região Competitiva, Resiliente, Empreendedora e Sustentável com base na valorização do Conhecimento Região Competitiva, Resiliente, Empreendedora e Sustentável com base na valorização do Conhecimento Volta ao Emprego Albufeira 23.10.14 Catarina Cruz mcruz@ccdr-alg.pt A Politica de Coesão 2014-2020 e

Leia mais

Competitividade, economia e sociedade Valorização das Pessoas e qualificação profissional

Competitividade, economia e sociedade Valorização das Pessoas e qualificação profissional Competitividade, economia e sociedade Valorização das Pessoas e qualificação profissional Ângelo Sarmento, Membro do Conselho de Administração da EDP Distribuição Lisboa, Junho de 2015 EDP Distribuição:

Leia mais

Descarbonizar a economia Competitividade Desenvolvimento sustentável

Descarbonizar a economia Competitividade Desenvolvimento sustentável Descarbonizar a economia Competitividade Desenvolvimento sustentável O BCSD Portugal Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável é uma associação sem fins lucrativos, de utilidade pública,

Leia mais

O Futuro da Política Europeia de Coesão. Inovação, Coesão e Competitividade

O Futuro da Política Europeia de Coesão. Inovação, Coesão e Competitividade O Futuro da Política Europeia de Coesão Inovação, Coesão e Competitividade 20 de Abril de 2009 António Bob Santos Gabinete do Coordenador Nacional da Estratégia de Lisboa e do Plano Tecnológico Desafios

Leia mais

MINISTÉRIO DO AMBIENTE

MINISTÉRIO DO AMBIENTE REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DO AMBIENTE O Ministério do Ambiente tem o prazer de convidar V. Exa. para o Seminário sobre Novos Hábitos Sustentáveis, inserido na Semana Nacional do Ambiente que terá

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Administração Educacional Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa julho de

Leia mais

PO AÇORES 2020 FEDER FSE

PO AÇORES 2020 FEDER FSE Apresentação pública PO AÇORES 2020 FEDER FSE Anfiteatro C -Universidade dos Açores -Ponta Delgada 04 de marçode 2015 PO AÇORES 2020 UM CAMINHO LONGO, DIVERSAS ETAPAS A definição das grandes linhas de

Leia mais

QUERES SER VOLUNTÁRIO(A) NO GEOTA?

QUERES SER VOLUNTÁRIO(A) NO GEOTA? INVENTARIAÇÃO DE POPULAÇÕES DE AVIFAUNA DA RESERVA NATURAL LOCAL DO PAUL DE TORNADA - Quais os objetivos da tarefa? Manter, incrementar e divulgar os valores naturais da Reserva Natural Local do Paul de

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR GUIAS PROVAS DE INGRESSO ALTERAÇÕES PARA 2016, 2017, 2018 PÚBLICO PRIVADO COMISSÃO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR GUIAS PROVAS DE INGRESSO ALTERAÇÕES PARA 2016, 2017, 2018 PÚBLICO PRIVADO COMISSÃO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR ACESSO AO ENSINO SUPERIOR GUIAS PROVAS DE INGRESSO ALTERAÇÕES PARA 2016, 2017, 2018 PÚBLICO PRIVADO COMISSÃO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR DIREÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR Direção de Serviços de

Leia mais

Feiras livres da agricultura familiar

Feiras livres da agricultura familiar Feiras livres da agricultura familiar FEIRAS LIVRES DA AGRICULTURA FAMILIAR Tradicionalmente, a Emater MG tem participação efetiva na organização e implantação dessas feiras no Estado, desenvolvendo ações,

Leia mais

PERSPETIVA APCER. www.apcergroup.com. André Ramos Diretor de Marketing andre.ramos@apcer.pt

PERSPETIVA APCER. www.apcergroup.com. André Ramos Diretor de Marketing andre.ramos@apcer.pt PERSPETIVA APCER André Ramos Diretor de Marketing andre.ramos@apcer.pt Tópicos Perspetiva APCER Avaliação Preliminar ISO DIS 9001:2014 Transição ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 - disposições IAF e APCER

Leia mais

Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado. Edital 1ª Edição 2012-2013

Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado. Edital 1ª Edição 2012-2013 Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado Edital 1ª Edição 2012-2013 Barreiro, Maio de 2012 ENQUADRAMENTO A Pós-Graduação em Gestão da Sustentabilidade do Edificado (PGGSE) é uma realização

Leia mais

O PROJETO PROMOINVEST Município de Vendas Novas

O PROJETO PROMOINVEST Município de Vendas Novas O PROJETO PROMOINVEST Município de Vendas Novas Alentejo no horizonte 2020 desafios e oportunidades Auditório Municipal de Vendas Novas, 02 de julho de 2013 página 2 I. Rede Corredor Azul A Rede Urbana

Leia mais

Curriculum Vitae. Nacionalidade: Portuguesa Morada: Rua da Restauração lt 27 Localidade: Leiria Andar: 1º Drt.

Curriculum Vitae. Nacionalidade: Portuguesa Morada: Rua da Restauração lt 27 Localidade: Leiria Andar: 1º Drt. Curriculum Vitae Dados biográficos: Nome: Filipe Miguel Lopes Botelho Data de nascimento: 19 Out. 1981 Idade: 30 anos Nacionalidade: Portuguesa Morada: Rua da Restauração lt 27 Localidade: Leiria Andar:

Leia mais

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos Os Desafios da Fileira da Construção As Oportunidades nos Mercados Externos Agradeço o convite que me foi dirigido para participar neste Seminário e felicito a AIP pela iniciativa e pelo tema escolhido.

Leia mais

UM ESTUDO DE CASO SOBRE A INFLUÊNCIA DA UESB NA REGIÃO SUDOESTE DA BAHIA - BRASIL

UM ESTUDO DE CASO SOBRE A INFLUÊNCIA DA UESB NA REGIÃO SUDOESTE DA BAHIA - BRASIL UM ESTUDO DE CASO SOBRE A INFLUÊNCIA DA UESB NA REGIÃO SUDOESTE DA BAHIA - BRASIL Marialda da Silva Brito (Profª Ms. do Departamento de Geografia/ Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Brasil/ Doutoranda

Leia mais

CIDADES SUSTENTÁVEIS Diplomas de Estudos Pós-Graduados

CIDADES SUSTENTÁVEIS Diplomas de Estudos Pós-Graduados 1 CIDADES SUSTENTÁVEIS Diplomas de Estudos Pós-Graduados 1. Área Científica Predominante do Curso: Ambiente, urbanismo e desenvolvimento sustentável 2. Porquê um Curso na Área do Ambiente e Urbanismo na

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008.

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. Título: Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Turno: Noturno

Leia mais

EXCELÊNCIA CONHECIMENTO IMPACTO. Ana Cristina Neves Lisboa 12 dezembro 2013

EXCELÊNCIA CONHECIMENTO IMPACTO. Ana Cristina Neves Lisboa 12 dezembro 2013 EXCELÊNCIA CONHECIMENTO IMPACTO Ana Cristina Neves Lisboa 12 dezembro 2013 O porquê? O que é? Metodologia de trabalho Resultados esperados O porquê? Após o Plano de Ação Ligar Portugal (2005-2010) - Espaços

Leia mais

Um Programa dirigido às Empresas Francisco Nunes

Um Programa dirigido às Empresas Francisco Nunes Um Programa dirigido às Empresas Francisco Nunes Gestor de Eixo Aveiro 2 de dezembro de 2015 Fonte: Comissão Europeia Contexto competitivo global Melhoria dos fatores domésticos de competitividade Ambiente

Leia mais

OPÇÕES 2.º Ciclo 2013-2014

OPÇÕES 2.º Ciclo 2013-2014 OPÇÕES 2.º Ciclo 2013-2014 0 ALIMENTAÇÃO FONTES, CULTURA E SOCIEDADE Alimentos, Medicamentos e Venenos Religiões e Alimentação ARQUEOLOGIA E TERRITÓRIO (escolher apenas uma em cada semestre) Antropologia

Leia mais

Seminário. Apresentação das Conclusões. Promotor

Seminário. Apresentação das Conclusões. Promotor Seminário Apresentação das Conclusões Promotor Reuniões Técnicas Planos Estratégicos Ciclo de Debates Mobilidade e Transportes Saúde, Apoio Social, Segurança Social e Proteção Civil (Março, 2012) Educação,

Leia mais

Plano de Ação Regional Algarve 2014-2020 Desafios Regionais no contexto da Europa 2020. Recursos Humanos: Desafios para uma Região Inclusiva

Plano de Ação Regional Algarve 2014-2020 Desafios Regionais no contexto da Europa 2020. Recursos Humanos: Desafios para uma Região Inclusiva CONFERÊNCIA Plano de Ação Regional Algarve 2014-2020 Desafios Regionais no contexto da Europa 2020 Estrutura de Apresentação 3. Perspetivas para o Crescimento Inclusivo no contexto da Estratégia Europa

Leia mais

ANEXO I LINHAS DE PESQUISA POR INSTITUTO/FACULDADE E DEPARTAMENTO/CAMPUS 2002

ANEXO I LINHAS DE PESQUISA POR INSTITUTO/FACULDADE E DEPARTAMENTO/CAMPUS 2002 ANEXO I LINHAS DE PESQUISA POR INSTITUTO/FACULDADE E DEPARTAMENTO/CAMPUS 2002 ICNT Ciências Biológicas - Ecologia Alta Floresta Nova Xavantina - Antropologia Cultural - Ecologia - Genética Animal Anexo

Leia mais

Agenda 21 Local em Portugal

Agenda 21 Local em Portugal Agenda 21 Local em Portugal Miguel P. Amado, FCT UNL ma@fct.unl.pt Saúde da Comunidade Sistemas de Informação de Apoio à Decisão 2012.10.09 1 Temas Agenda 21 Local Percurso Agenda Local 21 em Portugal

Leia mais

Urban Analytics AcceleratingtheDevelopmentofSmartCitiesinPortugal

Urban Analytics AcceleratingtheDevelopmentofSmartCitiesinPortugal Urban Analytics AcceleratingtheDevelopmentofSmartCitiesinPortugal Iniciativa do Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia Promoção da Direção Geral do Território com a colaboração das

Leia mais

O Papel da Engenharia no Crescimento

O Papel da Engenharia no Crescimento O Papel da Engenharia no Crescimento Visão e Objectivos Projecto Engenharia 2020 - Tecnologia e Inovação Iniciativa António Manzoni e Vilar Filipe 11 de Abril de 2013 Projecto Engenharia 2020 Plataforma

Leia mais

GESTÃO DE RISCO E PROTEÇÃO CIVIL

GESTÃO DE RISCO E PROTEÇÃO CIVIL Curso Novo Ficha Académica de Curso GESTÃO DE RISCO E PROTEÇÃO CIVIL Pós-Graduação Curso Pós-Graduação em GESTÃO DE RISCO E PROTEÇÃO CIVIL Unidade Orgânica ULP / FCNET Grau ECTS 65 ECTS Horas de Contacto

Leia mais

EMPREGABILIDADE DOS PSICÓLOGOS:

EMPREGABILIDADE DOS PSICÓLOGOS: EMPREGABILIDADE DOS PSICÓLOGOS: FACTOS E MITOS VÍTOR COELHO E ANA AMARO OBSERVATÓRIO DE EMPREGABILIDADE DA OPP Durante os últimos anos, periodicamente, têm sido apresentados dados contrastantes sobre os

Leia mais

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012 Apoio à Internacionalização CENA 3 de Julho de 2012 Enquadramento Enquadramento Comércio Internacional Português de Bens e Serviços Var. 13,3% 55,5 68,2 57,1 73,4 48,3 60,1 54,5 66,0 67,2 61,7 Exportação

Leia mais

FUNDOS EUROPEUS APOIAM INOVAÇÃO SOCIAL/EMPREENDEDORISMO SOCIAL

FUNDOS EUROPEUS APOIAM INOVAÇÃO SOCIAL/EMPREENDEDORISMO SOCIAL FUNDOS EUROPEUS APOIAM INOVAÇÃO SOCIAL/EMPREENDEDORISMO SOCIAL Rosa Maria Simões Vice-presidente do Conselho Diretivo Agência para o Desenvolvimento e Coesão, IP 8 de maio de 2014, Teatro Municipal do

Leia mais

MBA Executivo Internacional

MBA Executivo Internacional MBA Executivo Internacional Informações* Dias e horários das aulas: Quinzenalmente. Sextas e sábados. Das 08h30 às 17h30. Carga horária: 612 Horas *As informações podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Leia mais

O PATRIMÓNIO NATURAL E O DO ALGARVE. Conversas sobre a Ria Formosa 3 de Março de 2011

O PATRIMÓNIO NATURAL E O DO ALGARVE. Conversas sobre a Ria Formosa 3 de Março de 2011 O PATRIMÓNIO NATURAL E O DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO DO ALGARVE Conversas sobre a Ria Formosa 3 de Março de 2011 1. PENT - estratégia para o desenvolvimento do Turismo em Portugal RCM 53/2007, de 04 de Abril

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012 INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS 1.ª Edição 2011-2012 Nos termos do disposto no artigo 8.º, n.º 1, a), do Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior, aprovado

Leia mais