SIG APLICADO AO MEIO AMBIENTE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SIG APLICADO AO MEIO AMBIENTE"

Transcrição

1 SIG APLICADO AO MEIO AMBIENTE Prof. Luciene Delazari Grupo de Pesquisa em Cartografia e SIG da UFPR SIG Aplicado ao Meio Ambiente GA020- SIG APLICADO AO MEIO AMBIENTE Prof. Luciene S. Delazari - Sala PI-08 Prof. Daniel Rodrigues dos Santos Conceitos de Geoprocessamento. Conceitos de SIG. Fontes de Dados Georreferenciados: Topografia, Geodésia (GPS), Cartografia, Fotogrametria e Sensoriamento Remoto. Estruturas de Dados Geográficos. Bancos de Dados Geográficos. Sensoriamento Remoto: Sensores e Imagens. Noções de Processamento Digital de Imagens. Base de Dados Raster. Análise Espacial: Desenvolvimento de Aplicativos. 1. Topografia 1.1. Conceitos 1.2. Elementos da carta topográfica 1.3. Estudo das formas do terreno Perfis Declividades Curvas de Nível 1.4. Leitura de cartas topográficas 1.5. Exercicios Programa 2. Geodésia por Satélites 2.1. Conceitos 2.2. Sistema de Posicionamento Global (GPS) 2.3. Levantamentos GPS métodos e técnicas 3. Cartografia 3.1. Superficies de referência, datum, SGB 3.2Projeções cartográficas Conceitos Exemplos de projeções UTM 3.3. Mapeamento topográfico 3.4. Mapeamento temático 1

2 4. Fotogrametria 4.1. Conceitos 4.2. Etapas da construção a dase cartografica por aerofotogrametria 4.3. Estereoscopia 4.4. Apoio de campo 4.5.Restituição 4.6. Ortofoto e ortofotocarta 5. SIG 5.1. Conceitos 5.2. Componentes 5.3. Estrutura de dados: vetorial e matricial 5.4. Banco de dados 5.5. Funções de análise em SIG 5.6.Aplicações Referências Bibliográficas ARONOFF, S. Geographical Information Systems: A Management Perspective. Ottawa, WDI Publications, BURROUGH, P. A.; MCDONNELL, R.A. Principles of geographical information systems. Oxford, Oxford University Press, MAGUIRE,D.; GOODCHILD, M.; RHIND, D. (eds.) Geographical Information Systems:Principles and Applications. New York, John Wiley and Sons, CÂMARA, G. Introdução à Ciência da geoinformação. fevereiro 28 2h março h abril h Presença: obrigatória Aulas praticas: laboratório Cartografia e SIG - PI10 (bloco VI) Prova: 27/04 2

3 O que é a Informação Geográfica? Informação sobre: locais na superfície da Terra onde algo pode ser encontrado o que está num dado local Conhecimento sobre relações espaciais: como é que duas entidades estão relacionadas no espaço como determinados acontecimentos se relacionam com o local onde ocorrem O que é Informação Geográfica? A informação geográfica é tudo aquilo que se refere a determinado objeto, que pode ser vinculado a superfície física da terra ou ao seu modelo simplificado o mapa. A informação geográfica possui componentes semânticos e espacial. Características da Informação Geográfica A escala pode ir do detalhado ao geral 3

4 Características da Informação Geográfica Muitas vezes é uma informação estática características naturais ou de origem humana não se alteram muito rapidamente Pode ser muito volumosa um terabyte (10 12 bytes) de dados é enviada num dia por um satélite de observação da Terra gigabytes (10 9 bytes) de dados são necessários para descrever a rede viária de uma cidade Características da Informação Geográfica Informação Geográfica fornece: Localização Atributos Contexto Lat: 39º 49 N Long: 8º 56 W Estação de serviço: - abastecimento - restaurantes A5 N29 Como tratar a informação geográfica? 4

5 Geoprocessamento Ciência (?) que utiliza técnicas matemáticas e computacionais para o tratamento de informações geográficas. Ambiente do Geoprocessamento Conjunto de técnicas utilizadas ao tratamento da informação espacial Fonte: adaptado de Castro (2002) Geoprocessamento o Conjunto de tecnologias para coleta, tratamento, manipulação e armazenamento de informações referenciadas no espaço. o Tem o papel de oferecer tecnologias para a solução de problemas espaciais. 5

6 Geotecnologias o Conceito mais atual: o Conjunto de tecnologias para coleta, processamento, análise e disponibilizaçãode informação com referência geográfica; o As geotecnologias são compostas por soluções em hardware, software e pessoas que juntos se constituem em poderosas ferramentas para tomadade decisão; o As geotecnologias estão entre os três mercados emergentes mais importantes da atualidade, junto com a nanotecnologia e a biotecnologia. (Revista Nature, jan2004). Geotecnologias Aquisição Integração Análise Visualização CAD GPS Detecção Remota SIG Desktop Mapping VR e WWW SIG = Geoprocessamento? Fotogrametria SIG SR GPS Topografia CAD... 6

7 O que é SIG? Conjunto de ferramentas computacionais composto de equipamentos e programas que por meio de técnicas, integra dados (das mais diversas fontes), pessoas e instituições, de forma a tornar possível a coleta, o armazenamento, a análise e a disponibilização, a partir de dados georreferenciados, de informações produzidas por meio de aplicações, visando maior facilidade, segurança e agilidade nas atividades humanas referentes ao monitoramento, planejamento e tomada de decisão relativas ao espaço geográfico. O que é SIG? Permite a integração de diferentes dados, que por meio de processos analíticos se transformam em informação e dão subsídio à tomada de decisão. Componentes de um SIG Dados Pessoas SIG Software Hardware Métodos 7

8 Porque usar um SIG? Um mapa representa os elementos da superfície física para um determinado objetivo. Em um SIG, é possível associar outros dados, não espaciais, para aumentar a capacidade de análise. Analisar as relações geográficas entre os elementos empregando modelagem e técnicas específicas relacionadas à informação espacial. Fonte: Castro, 2006 Principais capacidades dos SIGs Manipular e fornecer conhecimento geográfico em novas formas e abordagens Identificar a associação entre atividades baseadas em proximidade geográfica Mapa estático e animado da localização das mortes pela Cólera em Londres,

9 SIG envolve Enorme volume de dados Recursos humanos especializados SIG Origem dos dados é diversificada Informação tem componente temporal Análise e integração de informações Funções convencionais de um SIG Visualização Análise geográfica - Álgebra de mapas - Análise estatística - Processamento de imagem - Georreferenciamento - Classificação temática -... Suporte à decisão - Avaliação multi-critério - Caminho mais curto -... Onde o SIG é importante? Serviços de emergência Monitoramento e modelamento ambiental Marketing localização de entrega de produtos Logística transportes Governo municipal, federal, militares Educação pesquisa, ensino Empresas de Utilities... ONDE QUER QUE SEJA NECESSÁRIO O SUPORTE À ANÁLISE ESPACIAL 9

10 Análise de deslizamento DADOS Mapa de Vegetação Declividade Solos Pluviometria RESULTADO Áreas de Risco FUNCIONALIDADES 10

11 Base de dados Não é fácil de interpretar!!! Visualização Combinação de dados de diferentes fontes policia cadastro transportes energia saneamento 11

12 Níveis de informação Responder questões Interatividade entre mapas e base de dados 12

13 Visualização 3D Modelo 3D original Modelo 3D com fotografia aérea sobreposta Combinação de vários tipos de visualização Localização e cálculo de distâncias 13

14 Modelagem de tendências Aplicações da Informação Geográfica Mortes pela cólera em Londres 19/Jul a 16/Ago 1866 O mapa mostra o padrão de evolução da epidemia. As mortes começaram nos bairros NE da cidade, onde a epidemia se concentrou. Esta informação foi correlacionada com as fontes de água potável, identificando-as como os focos de infecção. Aplicações da Informação Geográfica Regiões em risco de inundação devido às alterações climáticas A subida do nível das águas do mar coloca as zonas costeiras em risco de submersão. A altimetria costeira limita o potencial de risco. Conhecendo a subida potencial do nível do mar, cartas de altimetria foram usadas para gerar cenários de inundação. Golfo do México Mediterrâneo Oceano Índico 14

15 Aplicações da Informação Geográfica Padrões da umidade da atmosfera no Oceano Pacífico durante o fenómeno El Niño O El Niño foi identificado devido à variabilidade espacial de algumas variáveis climáticas, como a umidade da atmosfera. A observação desta correlação permite a identificação antecipada do fenómeno El Niño usando imagens de satélite, bem como informar as regiões em risco. Aplicações da Informação Geográfica Evolução da cobertura vegetal no Alentejo ( ) Observa-se no mapa a diminuição do coberto vegetal denso, em especial na região SE (Mértola). Esta informação foi correlacionada com a presença de solos esqueléticos na região, permitindo identificar outras zonas em risco. Questões importantes em um SIG Componentes da informação geográfica; Requisitos de modelagem para aplicações SIG; Dados Geográficos e processos de aquisição e transformação; Atributos, SGBD, projeto e modelos de dados. Topografia, GPS, Fotogrametria e Cartografia 15

INTRODUÇÃO AO SIG. Programa. Referências Bibliográficas. Prof. Luciene Delazari

INTRODUÇÃO AO SIG. Programa. Referências Bibliográficas. Prof. Luciene Delazari INTRODUÇÃO AO SIG Prof. Luciene Delazari Programa 1. Conceitos básicos sobre Sistemas de Informação Geográfica 1.1. Conceitos 1.2 Geoprocessamento x SIG 1.3 Componentes de um SIG 1.4 Aplicações em Agronomia

Leia mais

Alterações no padrão de cobertura da terra na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro/RJ nos anos de 1985 e DOMINIQUE PIRES SILVA

Alterações no padrão de cobertura da terra na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro/RJ nos anos de 1985 e DOMINIQUE PIRES SILVA Alterações no padrão de cobertura da terra na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro/RJ nos anos de 1985 e 2010. DOMINIQUE PIRES SILVA Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro E-mail: nique_rhcp@hotmail.com

Leia mais

Aplicações em Sistemas de Informações Geográficas e Atlas Eletrônicos

Aplicações em Sistemas de Informações Geográficas e Atlas Eletrônicos Aplicações em Sistemas de Informações Geográficas e Atlas Eletrônicos Dr a Luciene Stamato Delazari Curso de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas Departamento de Geomática Universidade Federal do Paraná

Leia mais

PLANO DE DISCIPLINA APROVADO PELO DIRETOR DE ENSINO DO IME EM / / Gen Bda EMILIO CARLOS ACOCELLA Diretor de Ensino do IME

PLANO DE DISCIPLINA APROVADO PELO DIRETOR DE ENSINO DO IME EM / / Gen Bda EMILIO CARLOS ACOCELLA Diretor de Ensino do IME INSTITUTO MILITAR DE ENGENHARIA SE / 6 SEÇÃO DE ENGENHARIA CARTOGRÁFICA ANO: 007 PRODUÇÃO CARTOGRÁFICA 0600 1 PERÍODO 4 ANO CARGA HORÁRIA: 60 HORAS PLANO DE DISCIPLINA APROVADO PELO DIRETOR DE ENSINO DO

Leia mais

Mapa topográfico do Sara Brasil (1930) sobreposto às imagens atuais de satélite do Google Earth

Mapa topográfico do Sara Brasil (1930) sobreposto às imagens atuais de satélite do Google Earth Mapa topográfico do Sara Brasil (1930) sobreposto às imagens atuais de satélite do Google Earth FFLCH-USP p. 156 159 revista Disponível em: http://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/97395 Como citar:

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA ERN.702 TÓPICOS EM ECOLOGIA 75: GEOTECNOLOGIAS APLICADAS À CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE Carga Horária: 90 horas Créditos: 06 (2T, 2P) Professor(a) Responsável: Prof. Dr. José Eduardo

Leia mais

Agricultura. Integra um grande número de formatos de imagens aéreas, satélite, radar ou térmicas;

Agricultura. Integra um grande número de formatos de imagens aéreas, satélite, radar ou térmicas; Aplicações O software ENVI é usado por inúmeras organizações e instituições em todo o mundo. Abaixo apresentamos alguns exemplos das diferentes aplicações. Verifique a sua área de interesse! Agricultura

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA (II)

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA (II) UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS DISCIPLINA: LEB450 TOPOGRAFIA E GEOPROCESSAMENTO II PROF. DR. CARLOS ALBERTO VETTORAZZI

Leia mais

MAPEAMENTO COSTEIRO COM APOIO DE IMAGENS DE SATÉLITES THEOS E WORLDVIEW

MAPEAMENTO COSTEIRO COM APOIO DE IMAGENS DE SATÉLITES THEOS E WORLDVIEW 1 MAPEAMENTO COSTEIRO COM APOIO DE IMAGENS DE SATÉLITES THEOS E WORLDVIEW Gilberto Pessanha Ribeiro, gilberto.pessanha@gmail.com Artur Willcox dos Santos, arturwillcox@gmail.com Ubiratan de Souza Dias

Leia mais

INPE/OBT. Monitoramento de Floresta Amazônica por Satélite PRODES

INPE/OBT. Monitoramento de Floresta Amazônica por Satélite PRODES INPE/OBT Monitoramento de Floresta Amazônica por Satélite PRODES PRODES - Monitoramento do desmatamento das formações florestais na Amazônia Legal Levantamento sistemático feito desde 1988 Estima a taxa

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA SIG FORMATOS DE REPRESENTAÇÃO DE DADOS FORMATO VETORIAL

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA SIG FORMATOS DE REPRESENTAÇÃO DE DADOS FORMATO VETORIAL FORMATO VETORIAL 1 FORMATO VETORIAL Formato que utiliza como primitivas Pontos, Linhas e Polígonos, baseadas em equações matemáticas para representar imagens na computação gráfica Primitivas: elementos

Leia mais

PTR Geoprocessamento

PTR Geoprocessamento PTR 3311-12 Geoprocessamento Aula 1 Introdução: conceitos básicos e aplicações Março de 2017 PROF. JOSÉ ALBERTO QUINTANILHA PROFA. MARIANA A. GIANNOTTI 1. Programa da Disciplina 2. Conceitos básicos em

Leia mais

Sistemas de Informação Geográficos. Informação na Organização. O Valor da Informação. Sistemas de Informação Tradicionais. O Valor da Informação

Sistemas de Informação Geográficos. Informação na Organização. O Valor da Informação. Sistemas de Informação Tradicionais. O Valor da Informação Introdução Fundamentos e Histórico dos SIG Clodoveu Davis Geográficos Tópicos Informação Sistemas de informação Informação nas organizações Informação geográfica Histórico dos SIG Características e funcionalidade

Leia mais

GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM A PARTIR DE IMAGENS DE SENSORES ORBITAIS DE ALTA RESOLUÇÃO

GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM A PARTIR DE IMAGENS DE SENSORES ORBITAIS DE ALTA RESOLUÇÃO GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM A PARTIR DE IMAGENS DE SENSORES ORBITAIS DE ALTA RESOLUÇÃO Francisco José Silva Soares Mendes Graduando em Geografia pela Universidade Federal do Ceará- UFC/Fortaleza-CE. mendesfjss@yahoo.com.br.

Leia mais

PRODUÇÃO CARTOGRÁFICA UD 4 ATUALIZAÇÃO

PRODUÇÃO CARTOGRÁFICA UD 4 ATUALIZAÇÃO UD 4 ATUALIZAÇÃO Quando se chega à decisão pela elaboração de um documento cartográfico, seja uma carta, um mapa ou um atlas, é porque a obra ainda não existe, ou existe e se encontra esgotada ou desatualizada

Leia mais

3 Sistema de Informação geográfica

3 Sistema de Informação geográfica 3 Sistema de Informação geográfica 3.1 Introdução Também conhecidas como "geoprocessamento", as geotecnologias são o conjunto de técnicas computacionais para coleta, processamento, análise e compartilhamento

Leia mais

Geoprocessamento. Aula 12 SIG: Arquitetura e Modelagem. Junho de 2017 PROFA. MARIANA A. G I ANNOT TI

Geoprocessamento. Aula 12 SIG: Arquitetura e Modelagem. Junho de 2017 PROFA. MARIANA A. G I ANNOT TI Geoprocessamento Aula 12 SIG: Arquitetura e Modelagem Junho de 2017 PROF. JOSÉ ALBERTO QUINTA NILHA PROFA. MARIANA A. G I ANNOT TI Arquitetura em SIG Bancos de Dados Geográficos Modelagem de Dados Geográficos

Leia mais

Análise Multicritério e Modelagem de Dados Ambientais. Web Treinamento do Instituto GEOeduc Autor: Arthur Paiva

Análise Multicritério e Modelagem de Dados Ambientais. Web Treinamento do Instituto GEOeduc Autor: Arthur Paiva Análise Multicritério e Modelagem de Dados Ambientais Web Treinamento do Instituto GEOeduc Autor: Arthur Paiva SUMÁRIO Análise Espacial e Geoprocessamento Mapeamento Temático no Ambiente SIG Conceito de

Leia mais

2015 direitos reservados verdecima.

2015 direitos reservados verdecima. 1. TECNOLOGIA VANT Novos avanços tecnológicos ao nível da miniaturização de equipamentos, permitiram o desenvolvimento de uma nova metodologia, que se insere no campo da observação remota, onde a captura

Leia mais

CIMIS CALIFORNIA IRRIGATION MANAGEMENT INFORMATION SYSTEM

CIMIS CALIFORNIA IRRIGATION MANAGEMENT INFORMATION SYSTEM APOIO AO IRRIGANTE: O MANEJO DA IRRIGAÇÃO COM O CIMIS CALIFORNIA IRRIGATION MANAGEMENT INFORMATION SYSTEM Discentes: Maria Eliza Falaschi Nucci Patrícia Helena Junqueira Prof. Dr. Fernando Braz Tangerino

Leia mais

Softwares de geoprocessamento e implantação de SIG s. Prof. Dr. Cristiano Zerbato

Softwares de geoprocessamento e implantação de SIG s. Prof. Dr. Cristiano Zerbato Softwares de geoprocessamento e implantação de SIG s Prof. Dr. Cristiano Zerbato O que são? Programa computacional capaz de processar as coordenadas Softwares CAD: sistemas voltados para desenho técnico

Leia mais

Geração de mapas de altitude por sensoriamento remoto. Imagens do Óptico Imagens InSAR

Geração de mapas de altitude por sensoriamento remoto. Imagens do Óptico Imagens InSAR Geração de mapas de altitude por sensoriamento remoto Imagens do Óptico Imagens InSAR Geração de MNT Num passado não muito distante: Digitalizava-se as curvas de nível para então gerar imagem sintética

Leia mais

Roteiro Detecção de informações usando satélites Produtos oriundos de Imagens NOAA Índice de vegetação como indicador de respostas das plantas às cond

Roteiro Detecção de informações usando satélites Produtos oriundos de Imagens NOAA Índice de vegetação como indicador de respostas das plantas às cond Índice de vegetação como indicador de respostas das plantas às condições meteorológicas Denise Cybis Fontana UFRGS XIII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia Aracajú, 2007 Roteiro Detecção de informações

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

Modelagem ambiental do uso e cobertura da terra da savana tropical da Amazônia Legal, para utilização em modelos meteorológicos e hidrológicos

Modelagem ambiental do uso e cobertura da terra da savana tropical da Amazônia Legal, para utilização em modelos meteorológicos e hidrológicos Modelagem ambiental do uso e cobertura da terra da savana tropical da Amazônia Legal, para utilização em modelos meteorológicos e hidrológicos Jorge A. Bustamante Becerra & Regina C. dos Santos Alvalá

Leia mais

Aerotriangulação Digital

Aerotriangulação Digital Aerotriangulação Digital Aerotriangulação é a densificação de Pontos de Controle utilizados na correlação entre as imagens aéreas e o Sistema de Coordenadas do mapeamento, partindo de poucos pontos de

Leia mais

Sensoriamento Remoto II

Sensoriamento Remoto II Sensoriamento Remoto II Sensoriamento Remoto por LIDAR (LIDAR Remote Sensing) Aplicações UFPR Departamento de Geomática Prof. Jorge Centeno 2013 copyright@ centenet Vantagens/problemas Vantagens: alta

Leia mais

CSE-020 Revisão de Métodos Matemáticos para Engenharia

CSE-020 Revisão de Métodos Matemáticos para Engenharia CSE-020 Revisão de Métodos Matemáticos para Engenharia Engenharia e Tecnologia Espaciais ETE Engenharia e Gerenciamento de Sistemas Espaciais L.F.Perondi Engenharia e Tecnologia Espaciais ETE Engenharia

Leia mais

VANT para Monitoramento Hidrológico. Fabiano Cucolo 8/12/2015

VANT para Monitoramento Hidrológico. Fabiano Cucolo 8/12/2015 VANT para Monitoramento Hidrológico Fabiano Cucolo 8/12/2015 Um pouco sobre o palestrante Fabiano Cucolo fabiano@soloverdi.com.br 11-98266-0244 (WhatsApp) Consultor de Geotecnologias. Geógrafo e Mestre

Leia mais

Utilização de Informação Radar em Satélite para Monitorização Oceânica

Utilização de Informação Radar em Satélite para Monitorização Oceânica Utilização de Informação Radar em Satélite para Monitorização Oceânica AFCEA 11 de Março de 2014 1 Estação de satélites de Santa Maria Disponibilidade 24h /365 d 2 Estação de satélites de Santa Maria Satélites

Leia mais

Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais

Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais 1/45 Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais Teoria Eng. Allan Saddi Arnesen Eng. Frederico Genofre Eng. Marcelo Pedroso Curtarelli 2/45 Conteúdo programático: Capitulo 1: Conceitos

Leia mais

Aquisição de dados Geográficos. Soluções para Gestão do Território. Planeamento e Análise Espacial

Aquisição de dados Geográficos. Soluções para Gestão do Território. Planeamento e Análise Espacial Aquisição de dados Geográficos Soluções para Gestão do Território 1999 Constituição com 60 Municípios 2001 1º Voo fotografia aérea 2004 Cartografia Cabo Verde 2004 153 Municípios como acionistas 2008 2ª

Leia mais

Mineração de Dados para Detecção de Padrões de Mudança de Cobertura da Terra. Padrões e processos em Dinâmica de uso e Cobertura da Terra

Mineração de Dados para Detecção de Padrões de Mudança de Cobertura da Terra. Padrões e processos em Dinâmica de uso e Cobertura da Terra Mineração de Dados para Detecção de Padrões de Mudança de Cobertura da Terra Padrões e processos em Dinâmica de uso e Cobertura da Terra Introdução 1 2 3 4 Capacidade de Armazenamento X Análise e Interpretação

Leia mais

P. P. G. em Agricultura de Precisão DPADP0800: Cartografia e GPS aplicados a A. P. (Prof. Dr. Elódio Sebem)

P. P. G. em Agricultura de Precisão DPADP0800: Cartografia e GPS aplicados a A. P. (Prof. Dr. Elódio Sebem) Escalas: Razão de semelhança entre a representação e o mundo real. Relação entre a medida de um objeto ou lugar representado no papel e sua medida real. Relação entre a distância no mapa e a correspondente

Leia mais

Mapas e suas representações computacionais

Mapas e suas representações computacionais Mapas e suas representações computacionais Atributos não espaciais É qualquer informação descritiva relacionada a um único objeto ou um conjunto deles. Os SIGs armazenam estes dados em um Sistema de

Leia mais

3 Interpretação de imagens de satélite

3 Interpretação de imagens de satélite 23 3 Interpretação de imagens de satélite As imagens de satélite, para gerar informações úteis para a compreensão do espaço geográfico, necessitam ser interpretadas de acordo com diferentes técnicas. A

Leia mais

Sessão: Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica (SIG) Aplicação / exercício

Sessão: Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica (SIG) Aplicação / exercício Mestrado Integrado de Engenharia Civil (MEC) Mestrado em Planeamento e Operação de Transportes (MPOT) Disciplina: Gestão da Mobilidade Urbana Prof. Responsável: Rosário Macário Apoio: Ana Galelo Aulas

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO. Sensoriamento Remoto. Prof. Luiz Rotta

GEOPROCESSAMENTO. Sensoriamento Remoto. Prof. Luiz Rotta 1 GEOPROCESSAMENTO Sensoriamento Remoto Prof. Luiz Rotta SENSORIAMENTO REMOTO - DEFINIÇÕES Utilização de sensores para a aquisição de informações sobre objetos ou fenômenos sem que haja contato direto

Leia mais

Água Subterrânea e o Abastecimento Urbano no Rio Grande do Sul

Água Subterrânea e o Abastecimento Urbano no Rio Grande do Sul Água Subterrânea e o Abastecimento Urbano no Rio Grande do Sul Carlos Alvin Heine Superintendente de Recursos Hídricos e Meio Ambiente COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO - CORSAN Água no Planeta Terra

Leia mais

Plano de Formação. Curso de Formação SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA INTRODUÇÃO

Plano de Formação. Curso de Formação SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA INTRODUÇÃO Plano de Formação Curso de Formação SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA INTRODUÇÃO 1. Enquadramento Os Sistemas de Informação Geográfica são ferramentas cada vez mais imprescindíveis para diferentes áreas

Leia mais

QGIS CONCEITOS BÁSICOS *

QGIS CONCEITOS BÁSICOS * QGIS CONCEITOS BÁSICOS * Laboratório de Geotecnologias da UPM 1. Introdução O QGIS é um Sistema de Informações Geográficas (SIG) gratuito e de código aberto (GNU General Public License) desenvolvido pela

Leia mais

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 31de julho e em 15 de agosto de 2012.

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 31de julho e em 15 de agosto de 2012. Situação de Seca Meteorológica em 15 agosto Contributo do Instituto de Meteorologia, I.P. para o Acompanhamento e Avaliação dos Efeitos da Seca 1. Situação Atual de Seca Meteorológica A situação de seca

Leia mais

SENSOREAMENTO REMOTO AULA1

SENSOREAMENTO REMOTO AULA1 O QUE É? SENSOREAMENTO REMOTO AULA1 QUAL A DIFERENÇA ENTRE FOTOINTERPRETAÇÃO E SENSOREAMENTO REMOTO?. SENSOREAMENTO REMOTO AULA1 O QUE É? SENSOREAMENTO REMOTO AULA1 O Sensoriamento Remoto - SR, segundo

Leia mais

PROJETO DE MAPEAMENTO DA BAHIA

PROJETO DE MAPEAMENTO DA BAHIA PROJETO DE MAPEAMENTO DA BAHIA Alberto Pereira Jorge Neto¹ Rodrigo Wanderley de Cerqueira² João Alberto Batista de Carvalho³ Raphael Luiz França Greco4 Diretoria de Serviço Geográfico 3ª Divisão de Levantamento

Leia mais

Global Positioning System

Global Positioning System Global Positioning System O termo Global Positioning System (SIG) é aplicado para sistemas que realizam o posicionamento baseado por satélites operacionalizado pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos.

Leia mais

Banco de Dados Geográficos

Banco de Dados Geográficos Banco de Dados Geográficos Valéria Gonçalves Soares Professora DIMAp/UFRN Conteúdo Bancos de Dados Geográficos 1. Conceitos e Definições Características Gerais 2. Modelos de Dados Geográficos Modelos de

Leia mais

MAPEAMENTO DE AMBIENTES DA PLANÍCIE COSTEIRA DE SOURE (ILHA DE MARAJÓ), A PARTIR DE IMAGENS IKONOS: UMA ABORDAGEM DE CLASSIFICAÇÃO ORIENTADA A OBJETO

MAPEAMENTO DE AMBIENTES DA PLANÍCIE COSTEIRA DE SOURE (ILHA DE MARAJÓ), A PARTIR DE IMAGENS IKONOS: UMA ABORDAGEM DE CLASSIFICAÇÃO ORIENTADA A OBJETO MAPEAMENTO DE AMBIENTES DA PLANÍCIE COSTEIRA DE SOURE (ILHA DE MARAJÓ), A PARTIR DE IMAGENS IKONOS: UMA ABORDAGEM DE CLASSIFICAÇÃO ORIENTADA A OBJETO Diogo Corrêa Santos 1 ; Wilson da Rocha Nascimento

Leia mais

Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais

Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais 1/45 Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais Teoria Eng. Allan Saddi Arnesen Eng. Frederico Genofre Eng. Marcelo Pedroso Curtarelli 2/45 Conteúdo programático: Capitulo 1: Conceitos

Leia mais

FORMA DA TERRA FORMA DA TERRA. 1. As diferentes formas da Terra. 1.1 Forma real da Terra

FORMA DA TERRA FORMA DA TERRA. 1. As diferentes formas da Terra. 1.1 Forma real da Terra 1. As diferentes formas da Terra A determinação da forma da Terra é uma das principais tarefas da Geodesia; Quando se aborda a figura da Terra, esta é geralmente encarada como sendo rígida, pois as perturbações

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO: Fundamentos e Prática com o Software QGIS. Flávia F. Feitosa

GEOPROCESSAMENTO: Fundamentos e Prática com o Software QGIS. Flávia F. Feitosa GEOPROCESSAMENTO: Fundamentos e Prática com o Software QGIS Flávia F. Feitosa Disciplina PGT 035 Geoprocessamento Aplicado ao Planejamento e Gestão do Território Maio de 2015 Objetivos do Curso Oferecer

Leia mais

Correção do fenômeno NODATA na transformação de 16 para 8 bits em imagens QuickBird.

Correção do fenômeno NODATA na transformação de 16 para 8 bits em imagens QuickBird. Correção do fenômeno NODATA na transformação de 16 para 8 bits em imagens QuickBird. Rodrigo Aparecido Domingues Melquiades 1 Camila Souza dos Anjos 1 Luciana Arantes dos Santos 1 1 Imagem Soluções de

Leia mais

Monitorização de praias e dunas usando fotografia aérea digital com georreferenciação directa

Monitorização de praias e dunas usando fotografia aérea digital com georreferenciação directa Monitorização de praias e dunas usando fotografia aérea digital com georreferenciação directa José A. Gonçalves (1), Luísa Bastos (1), Helena Granja (2), José Luís Pinho (3), Renato Henriques (2), Américo

Leia mais

Status das Atividades SIRGAS no Brasil

Status das Atividades SIRGAS no Brasil Status das Atividades SIRGAS no Brasil Luiz Paulo Souto Fortes Sonia Maria Alves Costa Diretoria de Geociências Reunião SIRGAS 2010 Lima, 11 e 12 de novembro de 2010 Sumário SIRGAS no Brasil Brasil no

Leia mais

Geoprocessamento na delimitação de áreas de conflito em áreas de preservação permanente da sub-bacia do Córrego Pinheirinho

Geoprocessamento na delimitação de áreas de conflito em áreas de preservação permanente da sub-bacia do Córrego Pinheirinho Geoprocessamento na delimitação de áreas de conflito em áreas de preservação permanente da sub-bacia do Córrego Pinheirinho Juliano Boeck Santos Osmar Delmanto Junior Célia Regina Lopes Zimback Ana Paula

Leia mais

SUMÁRIO Unidade 1: Cartografia Unidade 2: Geografia física e meio ambiente

SUMÁRIO Unidade 1: Cartografia Unidade 2: Geografia física e meio ambiente SUMÁRIO Unidade 1: Cartografia 1. Localização e orientação Forma e movimento da Terra Coordenadas geográficas Fusos horários Horário de verão 2. Os mapas Evolução dos mapas Escalas Representação do relevo

Leia mais

Operações de Vizinhança Proximidade Buffer zone

Operações de Vizinhança Proximidade Buffer zone Área de Hidráulica e Irrigação UNESP Ilha Solteira Proximidade é uma medida de distância entre elementos existente em um mapa. Essa distância pode ser medida em outras unidades, que não em comprimento.

Leia mais

MAPEAMENTO DE SUSCEPTIBILIDADE À EROSÃO EM ZONA DE AMORTECIMENTO DE ÁREAS PROTEGIDAS BRASILEIRAS, ULTILIZANDO TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO

MAPEAMENTO DE SUSCEPTIBILIDADE À EROSÃO EM ZONA DE AMORTECIMENTO DE ÁREAS PROTEGIDAS BRASILEIRAS, ULTILIZANDO TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO MAPEAMENTO DE SUSCEPTIBILIDADE À EROSÃO EM ZONA DE AMORTECIMENTO DE ÁREAS PROTEGIDAS BRASILEIRAS, ULTILIZANDO TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO Taiana Evangelista dos Reis, Mestranda em Geografia, Universidade

Leia mais

ANÁLISE PRELIMINAR DO IMPACTO DO RESERVATÓRIO DE ITÁ NO CLIMA LOCAL. Maria Laura G. Rodrigues 1 Elaine Canônica 1,2

ANÁLISE PRELIMINAR DO IMPACTO DO RESERVATÓRIO DE ITÁ NO CLIMA LOCAL. Maria Laura G. Rodrigues 1 Elaine Canônica 1,2 ANÁLISE PRELIMINAR DO IMPACTO DO RESERVATÓRIO DE ITÁ NO CLIMA LOCAL Maria Laura G. Rodrigues 1 Elaine Canônica 1,2 RESUMO O presente trabalho investiga as possíveis alterações de precipitação e temperatura

Leia mais

Sistemas de Informações Geográficas

Sistemas de Informações Geográficas Sistemas de Informações Geográficas Aula 2 Assuntos: # Revisão em estatística # Revisão em informática # Revisão em sensoriamento remoto # # Histórico do SIG Geotecnologias Sensoriamento Remoto Geoprocessamento

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO APLICADO À AGRONOMIA AULA 2

GEOPROCESSAMENTO APLICADO À AGRONOMIA AULA 2 GEOPROCESSAMENTO APLICADO À AGRONOMIA AULA 2 1. IDENTIFICAÇÃO Disciplina: Geoprocessamento Aplicado Semestre: 5º Créditos: 2.0.2.0 Carga Horária: 60h Período Letivo: 2015/1 Docente Responsável: Vinicius

Leia mais

FOTOGRAMETRIA E FOTOINTERPRETAÇÃO

FOTOGRAMETRIA E FOTOINTERPRETAÇÃO FOTOGRAMETRIA E FOTOINTERPRETAÇÃO GENERALIDADES Fotogrametria => é o processo de derivação de informação métrica de um objeto através de medições feitas em fotografias desse objeto Foto-interpretação =>

Leia mais

Métodos para Obtenção de Altimetria - Características, Vantagens e Aplicação

Métodos para Obtenção de Altimetria - Características, Vantagens e Aplicação Métodos para Obtenção de Altimetria - Características, Vantagens e Aplicação Introdução Ainda quando nos bancos da Universidade Federal do Paraná, um experiente professor nos disse, o verdadeiro papel

Leia mais

Projeto MAArE Monitoramento Ambiental da Reserva Biológica Marinha do Arvoredo e Entorno. Protocolos Técnicos MAArE Subárea- Sensoriamento Remoto

Projeto MAArE Monitoramento Ambiental da Reserva Biológica Marinha do Arvoredo e Entorno. Protocolos Técnicos MAArE Subárea- Sensoriamento Remoto Protocolos Técnicos MAArE Subárea- Sensoriamento Remoto Equipe: Dra Melissa Carvalho (pesquisadora), Lucas Segismundo Molessani (bolsista IC), Camila S. S. Obata (Ad hoc), Caio Barbosa Fest (bolsista IC)

Leia mais

Modelagem Numérica de Terreno: Teoria & Prática

Modelagem Numérica de Terreno: Teoria & Prática Modelagem Numérica de Terreno: Teoria & Prática Flávia F. Feitosa Disciplina PGT 035 Geoprocessamento Aplicado ao Planejamento e Gestão do Território Aula disponível em: https://flaviafeitosa.wordpress.com/talksteaching/geopgt/

Leia mais

GESTÃO INTEGRADA DA REGA

GESTÃO INTEGRADA DA REGA GESTÃO INTEGRADA DA REGA TECNOLOGIA E SERVIÇOS PARA AGRICULTURA www.terra-pro.net terrapro@terra-pro.net DEZEMBRO 2016 João Noéme A TERRAPRO surge em 2014, pela vontade de reunir a tecnologia adquirida

Leia mais

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Os sistemas de projeções cartográficas foram desenvolvidos para dar uma solução ao problema da transferência de uma imagem da

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Os sistemas de projeções cartográficas foram desenvolvidos para dar uma solução ao problema da transferência de uma imagem da PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Os sistemas de projeções cartográficas foram desenvolvidos para dar uma solução ao problema da transferência de uma imagem da superfície curva da esfera terrestre para um plano

Leia mais

TÉCNICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO NA ANÁLISE TEMPORAL PARA A GESTÃO TERRITORIAL DO MUNICÍPIO DE TIMON-MA

TÉCNICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO NA ANÁLISE TEMPORAL PARA A GESTÃO TERRITORIAL DO MUNICÍPIO DE TIMON-MA p. 001-005 TÉCNICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO NA ANÁLISE TEMPORAL PARA A GESTÃO TERRITORIAL DO MUNICÍPIO DE TIMON-MA ANTONIO CELSO DE SOUSA LEITE FELIPE THIAGO NERES DE SOUSA SENA BENAVENUTO JOSÉ SANTIAGO

Leia mais

Técnicas de Cartografia Digital

Técnicas de Cartografia Digital Técnicas de Cartografia Digital Maria Cecília Bonato Brandalize - 2011 Aula 1 Como o homem percebia o mundo há 1.000 anos? 0: Jerusalém 1: Paraíso 2: Rio Ganges 5: Mar Cáspio 7: Golfo Persa 8: Mar Vermelho

Leia mais

Resoluções das Imagens fotogramétricas e digitais. Fotogrametria e Fotointerpretação Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia

Resoluções das Imagens fotogramétricas e digitais. Fotogrametria e Fotointerpretação Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Resoluções das Imagens fotogramétricas e digitais Fotogrametria e Fotointerpretação Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Classificação dos filmes aerofotogramétricos Os filmes podem ser: preto e branco ou coloridos.

Leia mais

Aula 2 BD Introdução. Profa. Elaine Faria UFU

Aula 2 BD Introdução. Profa. Elaine Faria UFU Aula 2 BD Introdução Profa. Elaine Faria UFU - 2017 Motivação A quantidade de informação disponível está crescendo exponencialmente Os dados e as informações tem um papel importante para as organizações

Leia mais

Mapeamento do risco de deslizamento de encostas na região da Serra do Mar no Estado do Rio de Janeiro

Mapeamento do risco de deslizamento de encostas na região da Serra do Mar no Estado do Rio de Janeiro Mapeamento do risco de deslizamento de encostas na região da Serra do Mar no Estado do Rio de Janeiro Supervisor: Gilvan Sampaio Vanessa Canavesi PCI CCST Engenheira Florestal Mestre em Ciências Florestais

Leia mais

José Hamilton Ribeiro Andrade (1); Érika Gomes Brito da Silva (2)

José Hamilton Ribeiro Andrade (1); Érika Gomes Brito da Silva (2) MAPEAMENTO DO USO E COBERTURA VEGETAL DA SUB- BACIA HIDROGRÁFICA DO RIACHO DO SANGUE, JAGUARETAMA-CE PARA IDENTIFICAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS SUSCEPTÍVEIS À DESERTIFICAÇÃO. José Hamilton Ribeiro Andrade

Leia mais

FUNDAMENTOS DE CARTOGRAFIA PARA GEOPROCESSAMENTO

FUNDAMENTOS DE CARTOGRAFIA PARA GEOPROCESSAMENTO FUNDAMENTOS DE CARTOGRAFIA PARA GEOPROCESSAMENTO NATUREZA DOS DADOS ESPACIAIS Julio Cesar Lima d Alge Introdução Conceitos de Geodésia Sistemas de coordenadas Projeções cartográficas Transformações geométricas

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA EM CICLO URBANO DA ÁGUA. Helena Maria Neto Paixão Vazquez Fernandez Martins

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA EM CICLO URBANO DA ÁGUA. Helena Maria Neto Paixão Vazquez Fernandez Martins English version at the end of this document Ano Letivo 201-17 Unidade Curricular SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA EM CICLO URBANO DA ÁGUA Cursos CICLO URBANO DA ÁGUA (2.º Ciclo) CICLO URBANO DA ÁGUA Tronco

Leia mais

CAPÍTULO 7 SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AOS ESTUDOS GEOLÓGICOS

CAPÍTULO 7 SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AOS ESTUDOS GEOLÓGICOS INPE-8984-PUD/62 CAPÍTULO 7 SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AOS ESTUDOS GEOLÓGICOS Fabio Moreira INPE São José dos Campos 2002 C A P Í T U L O 7 S E N S O R I A M E NT O R E M O T O A P L I C A D O A O S

Leia mais

Livro: Sistemas e Ciências da Informação Geográfica. SUMÁRIO 1 Introdução

Livro: Sistemas e Ciências da Informação Geográfica. SUMÁRIO 1 Introdução Livro: Sistemas e Ciências da Informação Geográfica SUMÁRIO 1 Introdução Sistemas, Ciência e Estudo 3 1.1 Introdução: Por que os SIG são importantes? 4 O espacial é especial 11 1.2 Dados, informação, conhecimento,

Leia mais

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 31de Agosto e em 15 de Setembro de 2012.

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 31de Agosto e em 15 de Setembro de 2012. Situação de Seca Meteorológica em 15 de setembro Contributo do Instituto de Meteorologia, I.P. para o Acompanhamento e Avaliação dos Efeitos da Seca 1. Situação Atual de Seca Meteorológica A situação de

Leia mais

PREDOMINÂNCIA DO VENTO NA REGIÃO DE TABULEIROS COSTEIROS PRÓXIMO A MACEIÓ AL. Roberto Lyra ABSTRACT

PREDOMINÂNCIA DO VENTO NA REGIÃO DE TABULEIROS COSTEIROS PRÓXIMO A MACEIÓ AL. Roberto Lyra ABSTRACT PREDOMINÂNCIA DO VENTO NA REGIÃO DE TABULEIROS COSTEIROS PRÓXIMO A MACEIÓ AL Roberto Lyra UFAL/CCEN/Dpto. de Meteorologia 5772-97 Maceió AL e-mail: rffl@fapeal.br ABSTRACT A survey of the wind predominance

Leia mais

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 30 de novembro e em 15 de dezembro de 2012.

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 30 de novembro e em 15 de dezembro de 2012. Situação de Seca Meteorológica em de dezembro Contributo do para o Acompanhamento e Avaliação dos Efeitos da Seca 1. Situação Atual de Seca Meteorológica Em de dezembro a situação de seca meteorológica

Leia mais

PLANO DE ENSINO ANO 2016

PLANO DE ENSINO ANO 2016 Praça Tiradentes, 416 Centro Tel.:(35) 3464-1200 - CEP 37576-000 Inconfidentes - MG PLANO DE ENSINO ANO 2016 CURSO TÉCNICO EM AGRIMENSURA PROFESSOR DISCIPLINA: Sensoriamento Remoto e Fotogrametria MOSAR

Leia mais

4 METODOLOGIA. 4.1 MATERIAIS

4 METODOLOGIA. 4.1 MATERIAIS 23 4 METODOLOGIA. Para atingir os objetivos propostos deste estudo, várias fontes de dados e materiais foram utilizadas. A descrição foi dividida em duas partes para melhor compreensão, uma de materiais

Leia mais

Ferramentas de sensoriamento remoto e SIG aplicadas ao Novo Código Florestal

Ferramentas de sensoriamento remoto e SIG aplicadas ao Novo Código Florestal 1/53 Ferramentas de sensoriamento remoto e SIG aplicadas ao Novo Código Florestal Teoria Eng. Allan Saddi Arnesen Eng. Frederico Genofre Eng. Matheus Ferreira Eng. Marcelo Pedroso Curtarelli 2/53 Conteúdo

Leia mais

Anais 1º Simpósio de Geotecnologias no Pantanal, Campo Grande, Brasil, novembro 2006, Embrapa Informática Agropecuária/INPE, p

Anais 1º Simpósio de Geotecnologias no Pantanal, Campo Grande, Brasil, novembro 2006, Embrapa Informática Agropecuária/INPE, p Quantificação de Desmatamentos na Bacia do Alto Paraguai no Estado de Mato Grosso MT, com base nos estudos de Dinâmica de Desmatamentos utilizando séries temporais de imagens de satélites LANDSAT TM/ETM+.

Leia mais

Mapeamento de índice de risco de incêndio para a Região da Grande Vitória/ES, utilizando imagens do satélite LANDSAT para o ano de 2002

Mapeamento de índice de risco de incêndio para a Região da Grande Vitória/ES, utilizando imagens do satélite LANDSAT para o ano de 2002 Mapeamento de índice de risco de incêndio para a Região da Grande /ES, utilizando imagens do satélite LANDSAT para o ano de 2002 Maria Aparecida Batista Dalcumune 1,2 Alexandre Rosa dos Santos 1,3 1 Universidade

Leia mais

Modelo Digital do Terreno. Modelação do Relevo. Representação. Representação. Grandezas que se pode obter. Dados altimétricos: amostragem

Modelo Digital do Terreno. Modelação do Relevo. Representação. Representação. Grandezas que se pode obter. Dados altimétricos: amostragem Sistemas de Informação Geográfica Modelação do Relevo. Modelo Digital do Terreno. Representação 3. Declive, Orientação, Curvatura 4. Caracterização morfológica. TIN Redes irregulares trianguladas 6. Isolinhas

Leia mais

Programa Amazônia do INPE: Monitoramento de desmatamento e outros impactos na Floresta Amazônica

Programa Amazônia do INPE: Monitoramento de desmatamento e outros impactos na Floresta Amazônica Programa Amazônia do INPE: Monitoramento de desmatamento e outros impactos na Floresta Amazônica Dalton de Morisson Valeriano Coordenador do Programa Amazônia INPE Projetos do Programa Amazônia do INPE:

Leia mais

Laboratório de Conservação, Gestão e Governança Costeira

Laboratório de Conservação, Gestão e Governança Costeira Laboratório de Conservação, Gestão e Governança Costeira O Laboratório de Conservação, Gestão e Governança Costeira atua há mais de 20 anos no litoral desanta Catarina com o objetivo de diagnosticar, planejar

Leia mais

III Semana Acadêmica de Engenharia Cartográfica e de Agrimensura 2014 PROGRAMAÇÃO

III Semana Acadêmica de Engenharia Cartográfica e de Agrimensura 2014 PROGRAMAÇÃO III Semana Acadêmica de Engenharia Cartográfica e de Agrimensura 2014 PROGRAMAÇÃO De 20 a 23 de Outubro de 2014 08:00 08:30 Programação: Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira 20/10/2014 21/10/2014

Leia mais

Transformação, institucionalização e conflito nas esferas espacial, econômica, social e política

Transformação, institucionalização e conflito nas esferas espacial, econômica, social e política iências Humanas E SUAS TEC ECNOLOGIAS Ficha de Estudo 96 Tema Transformação, institucionalização e conflito nas esferas espacial, econômica, social e política Tópico de estudo Representação espacial Entendendo

Leia mais

Fundamentos do Sensoriamento Remoto. Disciplina: Sensoriamento Remoto Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia

Fundamentos do Sensoriamento Remoto. Disciplina: Sensoriamento Remoto Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Fundamentos do Sensoriamento Remoto Disciplina: Sensoriamento Remoto Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Fundamentos do Sensoriamento Remoto Procedimentos destinados a obtenção de imagens mediante o registro

Leia mais

Plano de Aula. Sumário

Plano de Aula. Sumário IA283/IA293 - Geoprocessamento e Sistemas de Informação Geográficos Prof. Tiago Badre Marino Geoprocessamento Departamento de Geociências Instituto de Agronomia UFRRJ 2 Sobre o Professor - Formação D.Sc.

Leia mais

Desafio da operação do SIN frente às tempestades severas X estado-da-arte das informações meteorológicas para essa tarefa

Desafio da operação do SIN frente às tempestades severas X estado-da-arte das informações meteorológicas para essa tarefa Desafio da operação do SIN frente às tempestades severas estado-da-arte das informações meteorológicas para essa tarefa Marco Antonio Rodrigues Jusevicius Desafio de operar uma infraestrutura como o SIN

Leia mais

Correção geométrica de Imagens. Emiliano Castejon Leila Fonseca 2012

Correção geométrica de Imagens. Emiliano Castejon Leila Fonseca 2012 Correção geométrica de Imagens Nivel 3 Emiliano Castejon Leila Fonseca 2012 Correção geometrica e Registro Objetivo: Automatizar os processos de correção geométrica/registro Participantes: Leila, Júlio,

Leia mais

~J',164x" Cartografia Ambiental da Região de Vitória da Conquista - BA

~J',164x Cartografia Ambiental da Região de Vitória da Conquista - BA .-...--~'" ) ~J',164x" Marcelo Guimarães Cartografia Ambiental da Região de Vitória da Conquista - BA Dissertação apresentada ao Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo, para a obtenção de

Leia mais

Dinâmica da paisagem no parque nacional de Jurubatiba e seu entorno (Rio de Janeiro, Brasil)

Dinâmica da paisagem no parque nacional de Jurubatiba e seu entorno (Rio de Janeiro, Brasil) Dinâmica da paisagem no parque nacional de Jurubatiba e seu entorno (Rio de Janeiro, Brasil) Carla Bernadete Madureira Cruz Simone R. Freitas Vinicius Seabra Rafael Barros Departamento de. Geografia Universidade

Leia mais

O DESAFIO DOS SENSORES REMOTOS NO INVENTÁRIO DE BIOMASSA SÓLIDA. José Rafael M. Silva; Adélia Sousa; e Paulo Mesquita

O DESAFIO DOS SENSORES REMOTOS NO INVENTÁRIO DE BIOMASSA SÓLIDA. José Rafael M. Silva; Adélia Sousa; e Paulo Mesquita O DESAFIO DOS SENSORES REMOTOS NO INVENTÁRIO DE BIOMASSA SÓLIDA José Rafael M. Silva; Adélia Sousa; e Paulo Mesquita 1 A Detecção Remota e uma técnica que nos permite obter informação sobre um objecto

Leia mais

CAPÍTULO 5 RESULTADOS. São apresentados neste Capítulo os resultados obtidos através do programa Classific, para

CAPÍTULO 5 RESULTADOS. São apresentados neste Capítulo os resultados obtidos através do programa Classific, para CAPÍTULO 5 RESULTADOS São apresentados neste Capítulo os resultados obtidos através do programa Classific, para as imagens coletadas no verão II, período iniciado em 18/01 e finalizado em 01/03 de 1999,

Leia mais

C A P Í T U L O 1 8 D I V I S Ã O D E G E R A Ç Ã O D E I M A G E N S

C A P Í T U L O 1 8 D I V I S Ã O D E G E R A Ç Ã O D E I M A G E N S C A P Í T U L O 1 8 D I V I S Ã O D E G E R A Ç Ã O D E I M A G E N S L u i z G e r a l d o F e r r e i r a 1 I n s t i t u t o N a c i o n a l d e P e s q u i s a s E s p a c i a i s 1 e-mail: lgeraldo@dgi.inpe.br

Leia mais

¹ Estudante de Geografia na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), estagiária na Embrapa Informática Agropecuária (Campinas, SP).

¹ Estudante de Geografia na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), estagiária na Embrapa Informática Agropecuária (Campinas, SP). 89 Interpretação e classificação de imagens de satélite na extração de informações sobre o uso da terra e cobertura vegetal na bacia hidrográfica do rio Teles Pires/MT-PA Jéssica da Silva Rodrigues Cecim

Leia mais

GEOTECNOLOGIAS APLICADAS AO ENSINO DA GEOGRAFIA

GEOTECNOLOGIAS APLICADAS AO ENSINO DA GEOGRAFIA GEOTECNOLOGIAS APLICADAS AO ENSINO DA GEOGRAFIA Conceitos Prof. Anselmo C. de Paiva Prof. Geraldo Braz Junior Depto de Informática Apresentação do Curso Objetivos: Integrar as tecnologias digitais no ensino

Leia mais