RELATÓRIO DAS ALTERAÇÕES PROPOSTAS PARA O ANO DE Curso: Engenharia Agronômica

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO DAS ALTERAÇÕES PROPOSTAS PARA O ANO DE Curso: Engenharia Agronômica"

Transcrição

1 RELATÓRIO DAS ALTERAÇÕES PROPOSTAS PARA O ANO DE 2014 Curso: Engenharia Agronômica a) criação de disciplina optativa eletiva a.1.) LCB0222 Tópicos em Ciências Biológicas optativa 2 0 6º sem. sem requisito (oferecimento também em inglês) b) substituição de disciplina optativa de: LES0673 Estatística Econômica e Introdução à Econometria 4 1 6º sem. req. LCE0211 Estatística Geral e LES0213 Fundamentos de Economia, Política e Desenvolvimento para: LES0407 Estatística Aplicada II 4 1 6º sem. req. LCE0211 Estatística Geral e LES0213 Fundamentos de Economia, Política e Desenvolvimento c) alteração de requisito c.1) A disciplina optativa LCB1555 Seminários em Biotecnologia II 2 0 6º sem. teve a exclusão do requisito LCB1500 Seminários em Biotecnologia I. c.2) A disciplina optativa LEB0400 Zootecnia de Precisão, Ambiência e Bem Estar Animal 4 0 6º sem. teve a exclusão dos requisitos LEB0306 Meteorologia Agrícola e LZT0313 Anatomia e Fisiologia Animal. c.3) A disciplina obrigatória LEB0418 Construções Rurais e Desenho Técnico 4 0 7º sem. teve a exclusão do requisito LEB0332 Mecânica e Máquinas Motoras. c.4) A disciplina optativa LEB0589 Gerenciamento de Sistemas Mecanizados 2 2 7º sem. teve a substituição da disciplina requisito LEB0332 Mecânica e Máquinas Motoras por LEB0432 Máquinas e Implementos Agrícolas. c.5) A disciplina optativa LEB0630 Agrometeorologia dos Cultivos 4 1 8º sem. teve os requisitos LEB0306 Meteorologia Agrícola, LPV0448 Fruticultura OU LPV0582 Produção de Algodão, Arroz, Café e Trigo ou LPV0584 Produção de Cana, Mandioca e Soja substituídos por LEB0306 Meteorologia Agrícola LPV0448 Fruticultura ou LEB0306 Meteorologia Agrícola LPV0582 Produção de Algodão, Arroz, Café e Trigo ou LEB0306 Meteorologia Agrícola LPV0584 Produção de Cana, Mandioca e Soja c.6) A disciplina optativa LES0684 Análise de Decisões e Administração de Riscos optativa 4 1 7º sem. teve a disciplina requisito LES0673 Estatística Econômica e Introdução à Econometria substituída por LES0407 Estatística Aplicada II.

2 2 c.7) A disciplina obrigatória LGN0215 Genética 4 0 2º sem. teve a disciplina requisito conjunto LGN0232 Genética Molecular substituída por LGN0114 Biologia Celular (Alteração válida para o curso de Engenharia Florestal) c.8) A disciplina obrigatória LGN0313 Melhoramento Genético 4 0 7º sem. teve a inclusão do requisito LGN0232 Genética Molecular (Alteração válida para o curso de Engenharia Florestal). c.9) A disciplina optativa LPV0615 Estágio Supervisionado em Produção Vegetal I 1 3 7º sem. teve a exclusão do requisito LCB0311 Fisiologia Vegetal. c.10) A disciplina optativa LZT1495 Gestão de Negócios Agropecuários 4 0 6º sem. teve a exclusão do requisito LZT0100 Zootecnia Geral. d) alteração de requisito e pequenas alterações d.1) a disciplina optativa LCF1697 Gestão de Impactos Ambientais 4 1 9º sem. teve a exclusão da disciplina requisito LCF1581 Recursos Florestais em Propriedades Agrícolas. d.2) a disciplina optativa LEA0498 Acarologia optativa 6º sem. 4 0 teve a exclusão do requisito LFN0212 Zoologia Geral e Parasitologia. d.3) a disciplina optativa LES0453 Mercados Futuros e de Opções Agropecuárias optativa 4 0 7º sem. teve a exclusão do requisito LES0560 Comercialização de Produtos Agrícolas. Programas analítico/resumido e avaliação da aprendizagem. d.4) a disciplina optativa LPV0513 Agroecologia e Agricultura Orgânica 4 1 8º sem. teve a exclusão do requisito LPV0584 Produção de Cana, Mandioca e Soja. e) alteração de semestre, requisito e pequenas alterações e.1) LPV0504 Plantas Estimulantes optativa 4 0 De 5º para 7º sem Requisito: de LSO0410 Gênese, Morfologia e Classificação de Solos para LPV0582 Produção de Algodão, Arroz, Café e Trigo. e.2) A disciplina optativa LPV0638 Produção de Sementes 4 0 teve a exclusão do requisito LPV0580 Produção de Feijão, Milho e Sorgo. Semestre: de 9º para 7º.

3 3 f) alteração de nome, requisito e pequenas alterações f.1) De LZT0693 Técnicas Experimentais em Biotecnologia optativa 6º sem. 4 0 para Iniciação Científica em Biotecnologia. Requisito: teve a exclusão do requisito LGN0232 Genética Molecular. Objetivos, programas analítico e resumido, avaliação da aprendizagem e bibliografia. g) alteração de créditos e pequenas alterações g.1) LAN0188 Gastronomia Molecular optativa 9º sem. de 4 1 para 4 0 Objetivos, programas analítico/resumido e avaliação da aprendizagem. g.2) LEB0534 Perícias e Avaliações de Engenharia Aplicadas a Imóveis Rurais optativa 5º semestre de 2 1 para 4 0. Objetivos e programa analítico. g.3) LPV0612 Culturas de Inverno optativa 7º sem. de 4 0 para 4 1 g.4) LPV0613 Orizicultura e Manejo de Várzeas optativa 7º sem. de 4 0 para 4 1 h) alteração de semestre h.1) LAN0615 Estágio Supervisionado em Agroindústria, Alimentos e Nutrição I optativa 1 3 De 8º para 6º sem. h.2. LPV0580 Produção de Feijão, Milho e Sorgo obrigatória 4 0 de 8º para 6º Adaptação: Em 2014 será oferecida aos ingressantes de 2011 e de h.3) LPV0651 Paisagismo, Parques e Jardins optativa 4 0 De 8º para 6ºsem. h.4) LCF0693 Sistemas Agroflorestais optativa 4 0 De 9º para 8º sem. i) alteração de semestre e de requisito i.1) A disciplina optativa LAN0635 Estágio Supervisionado em Agroindústria, Alimentos e Nutrição II 1 3 teve os requisitos LAN01444 Qualidade e Processamento de Alimentos de Origem Animal, LAN2444 Pós colheita e processamento de Alimentos Vegetais ou LAN1458 Açúcar e Álcool substituídos por LAN0615 Estágio Supervisionado em Agroindústria, Alimentos e Nutrição I. Semestre: de 8º para 7º. j) alterações diversas (objetivos, programas resumido/analítico, avaliação da aprendizagem e bibliografia) j.1) Introdução à Engenharia Agronômica obrigatória 2 0 1º sem. j.2) Sistema de Produção Plantio Direto optativa 4 0 6º sem.

4 j.3) Produtos Fitosssanitários optativa 4 1 8º sem. j.4 ) LAN0685 Tecnologia do Álcool optativa 4 0 5º sem. j.5) LAN1444 Qualidade e Processamento de Alimentos de Origem Animal obrigatória 2 0 5º sem. j.6) LAN2444 Pós colheita e processamento de Alimentos Vegetais obrigatória 2 0 5º sem. Objetivos, programa analítico e bibliografia (separação da bibliografia básica da complementar). j.7) LAN2670 Produtos Amiláceos optativa 4 1 8º semestre j.8) LCB1402 Ecologia Vegetal obrigatória 4 0 4º sem. j.9) LCE0108 Química Inorgânica e Analítica obrigatória 6 0 1º sem. Programas analítico/resumido, avaliação da aprendizagem e bibliografia j.10) LCE0120 Cálculo I obrigatória 4 0 1º sem. j.11) LCE0220 Cálculo II obrigatória 4 0 2º sem. j.12) LCE0615 Estágio Supervisionado em Ciências Exatas I optativa 1 3 5º sem. j.13) LCE0635 Estágio Supervisionado em Ciências Exatas II optativa 1 3 5º sem. j.14) LCF0622 Tópicos de Educação voltados à Questão Ambiental optativa 4 1 8º sem. j.15) LCF0662 Projetos de Educação Ambiental optativa 4 1 9º sem. ( j.16) LEA0430 Pragas das Plantas Cultivadas obrigatória 4 0 5º sem. j.17) LEA0592 Entomologia Aplicada optativa 4 0 6º sem. j.18) LEB0432 Máquinas em Implementos Agrícolas obrigatória 4 0 6º sem. j.19) LEB0630 Agrometeorologia dos Cultivos optativa 4 0 8º sem. j.20) LES0135 Ecologias do Artificial e do Simbólico optativa 4 1 6º sem. j.21) LES0180 Introdução à Administração obrigatória 2 0 1º sem. j.22) LES0220 Comunicação nas Organizações e Marketing optativa 4 0 8º sem. j.23) LES0250 Contabilidade voltada à Gestão Ambiental optativa 3 1 5º sem. j.24) LES0310 Economia e Política Agrícola optativa 4 0 6º sem. Programas analítico/resumido e bibliografia. j.25) LES0456 Teoria Microeconômica I optativa 4 0 5º sem. Objetivos, programa resumido e avaliação da aprendizagem. j.26) LES0556 Teoria Macroeconômica I optativa 4 0 7º sem. 4

5 Avaliação da aprendizagem j.27) LES0470 Mercado de Capitais optativa 4 0 6º sem. j.28) LES0557 Teoria Macroeconômica II optativa 4 0 8º sem. Programa resumido. j.29) LES0629 Capital social: associativismo e cooperativismo optativa 4 0 6º sem. Objetivos, programas analítico/resumido. j.30) LES0663 Planejamento e Desenvolvimento Sustentável optativa 4 0 8º sem. j.31) LES0665 Contabilidade e Análise de Demonstrações Financeiras optativa 4 0 5º sem. Objetivos, programas analítico/resumido. j.32) LES0681 Comunicação Rural optativa 4 0 9º sem. Objetivos, avaliação da aprendizagem e bibliografia. j.33) LES0685 Política e Planejamento Econômico optativa 4 0 8º sem. Objetivos. j.34) LES0687 Economia de Recursos Naturais e Ambientais optativa 4 0 6º sem. Objetivos e programa analítico. j.35) LES0700 Tecnologia e Sistemas de Informação optativa 4 1 8º sem. Objetivos, programa analítico e bibliografia. j.36) LFN0424 Fitopatologia obrigatória 4 0 4º sem. j.37) LGN0478 Genética e Questões Socioambientais optativa 4 1 6º sem. Bibliografia j.38) LGN0615 Estágio Supervisionado em Genética I optativa 1 3 7º sem. Programa resumido j.39) LGN0635 Estágio Supervisionado em Genética II optativa 1 3 6º sem. Avaliação da Aprendizagem. j.40) LPV0515 Plantas Fibrosas optativa 4 0 7º sem. Objetivos, programas analítico/resumido e bibliografia. j.41) LPV0580 Produção de Feijão, Milho e Sorgo obrigatória 4 0 6º sem. j.42) LPV0582 Produção de Algodão, Arroz, Café e Trigo obrigatória 4 0 6º sem. Programas analítico/resumido. j.43) LSO0410 Gênese, Morfologia e Classificação de Solos obrigatória 4 0 4º sem. j.44) LSO0526 Adubos e Adubação obrigatória 2 1 5º sem. Programas analítico/resumido e bibliografia. j.45) LZT0100 Zootecnia Geral obrigatória 4 0 1º sem j.46) LZT0313 Anatomia e Fisiologia Animal obrigatória 4 0 2º sem j.47) LZT0547 Planejamento de Sistemas de Produção de Ruminantes optativa 4 0 7º sem. Programa resumido e avaliação da aprendizagem. j.48) LZT0550 Ovinocultura e Caprinocultura optativa 4 0 7º sem. Bibliografia j.49) LZT0570 Qualidade e Conservação de Volumosos para Ruminantes optativa 4 1 8º sem. Programa resumido. j.50) LZT0614 Melhoramento Genético Animal optativa 4 0 7º sem. Objetivos. j.51) LZT0615 Estágio Supervisionado em Práticas Zootécnicas I optativa 1 3 6º sem. 5

6 6 Objetivos. j.52) LZT0635 Estágio Supervisionado em Práticas Zootécnicas II optativa 1 3 7º sem. j.53) LZT0650 Bovinocultura de Corte optativa 4 0 7º sem. Objetivos e programa analítico. j.54) LZT0652 Manejo de Bovinos Leiteiros optativa 4 0 7º sem. Programa analítico e resumido. j.55) LZT0697 Formulação e Preparo de Rações optativa 4 0 9º sem. Objetivos, avaliação da aprendizagem e bibliografia. j.56) LZT1696 Piscicultura optativa 4 0 6º sem. Objetivos, programas analítico e resumido e bibliografia. k) alteração de nome e pequenas alterações k.1) LAN2660 de: Princípios de Conservação de Alimentos para: Operações unitárias na indústria de alimentos optativa 4 1 7º sem. Programas analítico/resumido, avaliação da aprendizagem e bibliografia. l) suspensão de disciplinas optativas l.1) CEN0119 Química Orgânica Ambiental 4 0 5º sem. l.2) LAN0690 Microbiologia e Deterioração de Alimentos 8º/9º sem. l.3) LCF0689 Introdução à Ergonomia e Segurança do Trabalho 2 1 9º sem. req. LEB0332 Mecânica e Máquinas Motoras l.4) LEA0434 Insetos Úteis 4 0 5º sem. req. LEA0332 Entomologia Geral IMPORTANTE: NO ANO DA MUDANÇA DO REQUISITO, O ALUNO PODERÁ VALER-SE DO REQUISITO ANTERIOR.

GRADE CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2014

GRADE CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2014 GRADE CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2014 Disciplinas em Seqüência Aconselhada Créditos Carga Per. Obrigatórias Aula Trab. Tot. Horária Ideal 0110113(5) Introdução à Engenharia Agronômica 2

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2012

ESTRUTURA CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2012 ESTRUTURA CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2012 Disciplinas em Seqüência Aconselhada Créditos Carga Per. Obrigatórias Aula Trab. Tot. Horária Ideal 0110113(5) Introdução à Engenharia Agronômica

Leia mais

ENGENHARIA AGRONÔMICA - USP

ENGENHARIA AGRONÔMICA - USP Apresentação ENGENHARIA AGRONÔMICA - USP A Agronomia está intimamente ligada à produção de alimentos, sejam estes de origem animal ou vegetal. Compete ao Engenheiro Agrônomo produzir, conservar, transformar

Leia mais

10. MATRIZ CURRICULAR SEMESTRAL DO CURSO DE AGRONOMIA CAMPUS DE CÁCERES

10. MATRIZ CURRICULAR SEMESTRAL DO CURSO DE AGRONOMIA CAMPUS DE CÁCERES 10. MATRIZ CURRICULAR SEMESTRAL DO CURSO DE AGRONOMIA CAMPUS DE CÁCERES Tabela 2. Matriz Curricular Semestral do Curso de Agronomia Campus de Cáceres 1 - Semestre Carga Horária (h) 1 Citologia 60 3 0 1

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA FLORESTAL - UFG/EA, Campus Samambaia - Goiânia, GO. - MATRIZ CURRICULAR - PRÉ- REQUISITO(S) UNID. RESP.

CURSO DE ENGENHARIA FLORESTAL - UFG/EA, Campus Samambaia - Goiânia, GO. - MATRIZ CURRICULAR - PRÉ- REQUISITO(S) UNID. RESP. CURSO DE ENGENHARIA FLORESTAL - UFG/EA, Campus Samambaia - Goiânia, GO. - MATRIZ CURRICULAR - CHTS C H S NÚCLEO NATUREZA 01 5117 Introdução à Engenharia Florestal EA 32 32 00 Específico Obrigatória 02

Leia mais

NORMAS PARA A SEGUNDA ETAPA DO PROCESSO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA 2º/SEMESTRE/2015 MAIO/2015

NORMAS PARA A SEGUNDA ETAPA DO PROCESSO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA 2º/SEMESTRE/2015 MAIO/2015 Av. Pádua Dias, 11 Caixa Postal 9 CEP: 1318-900 Piracicaba, SP Brasil NORMAS PARA A SEGUNDA ETAPA DO PROCESSO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA 2º/SEMESTRE/2015 I. DISPOSIÇÕES GERAIS MAIO/2015 a) A abertura do

Leia mais

FACULDADES INTA COORDENAÇÃO DE MEDICINA VETERINÁRIA

FACULDADES INTA COORDENAÇÃO DE MEDICINA VETERINÁRIA PRIMEIRO SEMESTRE MV01 Química Geral e Analítica 45 15 60 4 MV02 Biologia Celular e Molecular 45 15 60 4 MV03 Histologia e Embriologia Geral 45 15 60 4 MV04 Introdução à Medicina Veterinária 30 15 45 3

Leia mais

ANEXO I CURSO: ADMINISTRAÇÃO - EQUIVALÊNCIAS

ANEXO I CURSO: ADMINISTRAÇÃO - EQUIVALÊNCIAS ANEXO I CURSO: ADMINISTRAÇÃO - EQUIVALÊNCIAS DISCIPLINA ADM009 - Informática Básica - CON001 - Informática Básica - /Ciências Contábeis ADM010 - Metodologia Científica - ADM042 - Metodologia Científica

Leia mais

CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE CRUZEIRO DE SUL CENTRO DE EDUCAÇÃO E LETRAS

CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE CRUZEIRO DE SUL CENTRO DE EDUCAÇÃO E LETRAS 1 CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE CRUZEIRO DE SUL CENTRO DE EDUCAÇÃO E LETRAS Área de concurso Conteúdos/Disciplinas Vinculadas Perfil do Candidato Perfil dos Membros da Banca Doutorado em Educação Doutorado em

Leia mais

Unidade: 10 CANOAS - GRADUAÇÃO Curso: 010656 CIENCIAS BIOLOGICAS - BACHARELADO Habilitação: BACHAREL(A) EM CIENCIAS: BIOLOGIA.

Unidade: 10 CANOAS - GRADUAÇÃO Curso: 010656 CIENCIAS BIOLOGICAS - BACHARELADO Habilitação: BACHAREL(A) EM CIENCIAS: BIOLOGIA. PÁGINA 00 / 00 /0/0 : Unidade: 0 CANOAS - GRADUAÇÃO Curso: 00 CIENCIAS BIOLOGICAS - BAARELADO Habilitação: BAAREL(A) EM CIENCIAS: BIOLOGIA Com Renovação Reconhecimento: Portaria Nro - D.O.U. DE //0 Disciplinas

Leia mais

PROFESSOR ÁREA(S) TITULAÇÃO CONTATO Nutrição e Bioclimatologia Animal

PROFESSOR ÁREA(S) TITULAÇÃO CONTATO Nutrição e Bioclimatologia Animal PROFESSOR ÁREA(S) TITULAÇÃO CONTATO Nutrição e Bioclimatologia Adriano Geraldo Alcilene de Abreu Pereira Avicultura Citologia, Bioquímica e Doutorado em Zootecnia. Zootecnia,Licenciatura em Biologia,Mestre

Leia mais

CURSO BACHARELADO EM AGRONOMIA TURMA AG 01

CURSO BACHARELADO EM AGRONOMIA TURMA AG 01 CURSO BACHARELADO EM AGRONOMIA TURMA AG 01 08-10h Inovação Tecnológica Fruticultura I Hidroponia e Cultivo Protegido Fruticultura I Comunicação e Extensão Rural 10-12h Irrigação Plantas Espontâneas Irrigação

Leia mais

2º PERÍODO Código Disciplina ALI Álgebra Linear 60 4 CDI DES Desenho Técnico 45 3 ------------------- FIS I Física I 60 4 CDI FCS

2º PERÍODO Código Disciplina ALI Álgebra Linear 60 4 CDI DES Desenho Técnico 45 3 ------------------- FIS I Física I 60 4 CDI FCS GRADE CURRICULAR DO CURSO BACHARELADO EM ENGENHARIA FLORESTAL A matriz curricular do curso de Engenharia encontra-se organizada em períodos e suas respectivas disciplinas são listadas abaixo. Também estão

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO)

MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO) MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO) Ingressantes a partir de 2015 1º SEMESTRE HORAS 2º SEMESTRE HORAS Introdução à Engenharia Agronômica 60 Metodologia Científica 60 Álgebra Linear 60 Desenho

Leia mais

(1) DE ACORDO COM A TABELA DE CURSOS DE FORMAÇÃO DISPONÍVEL NO ANEXO II, CASO NÃO ESTEJA CADASTRADO, INFORMAR CÓDIGO 9999 OUTROS.

(1) DE ACORDO COM A TABELA DE CURSOS DE FORMAÇÃO DISPONÍVEL NO ANEXO II, CASO NÃO ESTEJA CADASTRADO, INFORMAR CÓDIGO 9999 OUTROS. ARQUIVO DA UNIDADE CENTRAL NOME DO ARQUIVO : SIGLA DA UF+UC+DATA E HORA DE ENVIO NO FORMATO AAAAMMDDHHMMSS EXEMPLO PARA ARQUIVO DO RIO DE JANEIRO : RJUC20080125190000.CSV UNIDADE CENTRAL NOME DA UNIDADE

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA 2013 APRESENTAÇÃO Os programas das Áreas de Concentração

Leia mais

ZOOTECNIA - SEQUÊNCIA IDEAL DO CURSO E PRÉ-REQUISITOS

ZOOTECNIA - SEQUÊNCIA IDEAL DO CURSO E PRÉ-REQUISITOS ZOOTECNIA - SEQUÊNCIA IDEAL DO CURSO E PRÉ-REQUISITOS 1º PERÍODO Obrigatória ou Carga Horária Anatomia dos Animais Domésticos Obrigatória 60 - Biologia geral animal Obrigatória 60 - Biologia geral vegetal

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2013 95 ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br

UFV Catálogo de Graduação 2013 95 ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2013 95 ENGENHARIA AMBIENTAL COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br 96 Currículos dos Cursos UFV Engenheiro Ambiental ATUAÇÃO O curso de Engenharia Ambiental da UFV habilita

Leia mais

1 PERÍODO INTEGRAL - SALA 38

1 PERÍODO INTEGRAL - SALA 38 1 PERÍODO INTEGRL - SL 38 HORÁR SEGUND TERÇ QURT QUINT SEXT 07:40 08:30 INTRODUÇÃO À GRONOMI METODOLOGI E TEXTO 12:00 INTRODUÇÃO À GRONOMI METODOLOGI E TEXTO METODOLOGI E TEXTO METODOLOGI E TEXTO BLOGI

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Educação Física

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Educação Física MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSCA GRADE 1 Currículo Pleno aprovado pelo Conselho de Curso para o ano de 2010 1º SEMESTRE 1425-1 ANATOMIA HUMANA I 3 60 30 30 10555-2 CULTURA TEOLOGICA 2 40 40-10713-9

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA AMBIENTAL

FACULDADE DE ENGENHARIA AMBIENTAL FACULDADE DE ENGENHARIA AMBIENTAL MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL (Adequada conforme as exigências da Resolução CNE/CES Nº. 11, de 11 de março de 2002) (Matriz curricular aprovada pela

Leia mais

A Matriz curricular do curso de Engenharia Agronômica das Faculdades Integradas de Santa Fé do Sul fica estabelecida da seguinte forma:

A Matriz curricular do curso de Engenharia Agronômica das Faculdades Integradas de Santa Fé do Sul fica estabelecida da seguinte forma: 5.2 Objetivo do Curso Capacitar o aluno para que se torne um profissional com habilidades para produzir mais e melhor, com competência para gerenciar e gerar tecnologias que reduzam os impactos negativos

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ECONOMIA DOMÉSTICA. CRÉDITOS Obrigatórios: 182 Optativos: 20. 1º Semestre

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ECONOMIA DOMÉSTICA. CRÉDITOS Obrigatórios: 182 Optativos: 20. 1º Semestre Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:12:49 Curso : ECONOMIA

Leia mais

AGRONOMIA. COORDENADOR Moacil Alves de Souza moacil@ufv.br

AGRONOMIA. COORDENADOR Moacil Alves de Souza moacil@ufv.br AGRONOMIA COORDENADOR Moacil Alves de Souza moacil@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2011 65 Engenheiro Agrônomo ATUAÇÃO Compete ao Engenheiro Agrônomo desempenhar as atividades profissionais previstas

Leia mais

ENGENHARIA FLORESTAL. COORDENADORA Angélica de Cássia Oliveira Carneiro cassiacarneiro@ufv.br

ENGENHARIA FLORESTAL. COORDENADORA Angélica de Cássia Oliveira Carneiro cassiacarneiro@ufv.br ENGENHARIA FLORESTAL COORDENADORA Angélica de Cássia Oliveira Carneiro cassiacarneiro@ufv.br 76 Currículos dos Cursos do CCA UFV Currículo do Curso de Engenharia Engenheiro ATUAÇÃO O Engenheiro estará

Leia mais

LISTAGEM DAS UNIDADES DE ENSINO OFERTADAS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM 2016/1 * EM REGIME DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO

LISTAGEM DAS UNIDADES DE ENSINO OFERTADAS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM 2016/1 * EM REGIME DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO Administração de Sistemas de Informação Administração / Ciências Contábeis / Sist. de Informação Análise das Demonstrações Financeiras Administração / Ciências Contábeis / Sist. de Informação Análise de

Leia mais

Pré-requisito Coreq Disciplina 01 - - CCA024 - BIOLOGIA GERAL - Ativa desde: 01/01/2006. Natureza - Obrigatoria Prática 34 Teórica 34

Pré-requisito Coreq Disciplina 01 - - CCA024 - BIOLOGIA GERAL - Ativa desde: 01/01/2006. Natureza - Obrigatoria Prática 34 Teórica 34 1 de 9 Colegiado: Nível:Graduação Início: 19941 Título: Concluinte: Mínimo: 01 - - CCA024 - BIOLOGIA GERAL - Ativa desde: CCA029 - ZOOLOGIA GERAL - Ativa desde: CCA283 - METODOLOGIA DA PESQUISA - Ativa

Leia mais

DISCIPLINAS PEDAGOGIA ORGANIZAÇÃO CURRICULAR (NOVA) CARGA HORÁRIA PRÉ REQUISITO 1º SEMESTRE. 01 - Metodologia Científica

DISCIPLINAS PEDAGOGIA ORGANIZAÇÃO CURRICULAR (NOVA) CARGA HORÁRIA PRÉ REQUISITO 1º SEMESTRE. 01 - Metodologia Científica PEDAGOGIA ORGANIZAÇÃO CURRICULAR (NOVA) DISCIPLINAS CARGA HORÁRIA PRÉ REQUISITO 1º SEMESTRE 01 - Metodologia Científica 02 - Fundamentos epistemológicos da Educação 1 / 29 03 - Sociologia e Educação 04

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ZOOTECNIA. PRÉ-REQUISITO e/ou CO-REQUISITO (CR)

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ZOOTECNIA. PRÉ-REQUISITO e/ou CO-REQUISITO (CR) MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ZOOTECNIA Quadro 1- Matriz curricular do curso de zootecnia DISCIPLINA 1º Período Introdução à Zootecnia Nenhum 24 08 32 NC OB Exercício da Profissão de Zootecnista Nenhum

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PROCESSO SELETIVO 2014 Demanda de Candidatos ---------- Candidatos ---------- 13/11/2013 11:13:32 Página: 1

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PROCESSO SELETIVO 2014 Demanda de Candidatos ---------- Candidatos ---------- 13/11/2013 11:13:32 Página: 1 Página: 1 054 ADMINISTRACAO - MATUTINO BELEM 64 1,611 684 2 2,297 50.34 21.38 055 ADMINISTRACAO - NOTURNO BELEM 64 2,476 821 14 3,311 77.38 25.66 007 AGRONOMIA - INTEGRAL ALTAMIRA 32 273 149 1 423 17.06

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ Av. Pádua Dias, 11 Caixa Postal 9 Piracicaba/SP 13418-900 SERVIÇO DE GRADUAÇÃO Fones/Fax: (19) 3429.4158 e 3429.4328 http://www.esalq.usp.br/graduacao

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001836 - TECNOLOGIA EM PRODUCAO SUCROALCOOLEIRA Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001836 - TECNOLOGIA EM PRODUCAO SUCROALCOOLEIRA Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 001836 - TECNOLOGIA EM PRODUCAO SUCROALCOOLEIRA Nivel: Superior Area Profissional: AGROPECUARIA Area de Atuacao: GESTAO AGRO-IND./AGROP.

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCB UFV BIOQUÍMICA. COORDENADORA DO CURSO BIOQUÍMICA Márcia Rogéria de Almeida marcia@ufv.br

Currículos dos Cursos do CCB UFV BIOQUÍMICA. COORDENADORA DO CURSO BIOQUÍMICA Márcia Rogéria de Almeida marcia@ufv.br 88 Currículos dos Cursos do CCB UFV BIOQUÍMICA COORDENADORA DO CURSO BIOQUÍMICA Márcia Rogéria de Almeida marcia@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 89 Bacharelado ATUAÇÃO O curso de Bacharelado em Bioquímica

Leia mais

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios Você é nosso convidado para participar

Leia mais

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO Agropecuária É o termo utilizado para designar as atividades da agricultura e da pecuária A agropecuária é uma das atividades mais antigas econômicas

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO DE AGRONOMIA

CURRÍCULO DO CURSO DE AGRONOMIA 48 CURSO DE AGRONOMIA COORDENADOR DO CURSO DE AGRONOMIA Valterley Soares Rocha vsrocha@ufv.br Catálogo de Graduação 2002 49 ATUAÇÃO Compete ao Engenheiro-Agrônomo desempenhar as atividades profissionais

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO UNIVERSIDADE ESDUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE AGRONOMIA ENSALAMENTO TEMPORÁRIO NO CAMPUS SAN CRUZ 1ª SÉRIE 1º SEMESTRE DE 2011 09h 10min Citologia DEBIO Citologia DEBIO Informática TC DECOMP

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO FINAL PROGRAMA DE MONITORIA EDITAL Nº 001/2016

CLASSIFICAÇÃO FINAL PROGRAMA DE MONITORIA EDITAL Nº 001/2016 CLASSIFICAÇÃO FINAL PROGRAMA DE MONITORIA EDITAL Nº 001/2016 CLASSIFICAÇÃO UNIDADE CURSO DISCIPLINA 1 Guaíba Eng. da Computação Produção Textual 2 Guaíba Eng. da Computação Circuitos Elétricos I 3 Guaíba

Leia mais

Relatório de versão curricular

Relatório de versão curricular UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Configuração Curricular Relatório de versão curricular Curso: 24001 - ADMINISTRAÇÃO Versão curricular: N20131ICA Situação: Liberada Carga horária mínima para mudança

Leia mais

Universidade Federal do Pará Processo Seletivo Seriado 2007 Demanda de Candidatos - 1ª Fase. 06/11/2006 09:17:20 Página: 1

Universidade Federal do Pará Processo Seletivo Seriado 2007 Demanda de Candidatos - 1ª Fase. 06/11/2006 09:17:20 Página: 1 Página: 1 001 ADMINISTRACAO - MATUTINO BELEM 40 622 15,55 002 ADMINISTRACAO - NOTURNO BELEM 40 557 13,93 089 AGRONOMIA MARABA 30 285 9,50 003 ARQUITETURA E URBANISMO BELEM 50 479 9,58 004 BIBLIOTECONOMIA

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS - CCA

CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS - CCA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS - CCA MEMBROS DA CÂMARA DE ENSINO DO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS Sérgio Hermínio Brommonschenkel - Presidente Coordenadores de curso Agronomia (AGN) - Eveline Mantovani Alvarenga

Leia mais

Resumo do Perfil dos Docentes Permanentes

Resumo do Perfil dos Docentes Permanentes Resumo do Perfil dos Docentes Permanentes Linha de atuação científico/tecnológica em Gestão na Indústria Animal 1. Augusto Hauber Gameiro VNP/FMVZ/USP: Doutor e mestre em Economia Aplicada pela Escola

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 028/2013, DE 07 DE FEVEREIRO DE 2013 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

RESOLUÇÃO Nº 028/2013, DE 07 DE FEVEREIRO DE 2013 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG RESOLUÇÃO Nº 028/2013, DE 07 DE FEVEREIRO DE 2013 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho Universitário da UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições regimentais e estatutárias,

Leia mais

PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR 2010/2011

PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR 2010/2011 PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR 2010/2011 Mais crédito, mais segurança e juros menores. Do Plano Safra 2002/2003 ao Plano Safra 2010/2011, o volume de recursos oferecidos por meio do Pronaf para custeio

Leia mais

Disciplinas da Componente de Formação Técnica dos Cursos Profissionais por Área de Educação e Formação

Disciplinas da Componente de Formação Técnica dos Cursos Profissionais por Área de Educação e Formação Área de Educação e Formação 212 - Artes do espectáculo Área de Educação e Formação 213 - Audiovisuais e produção dos media Adereços 380 Cenografia 400 Cenotecnia 380 Conjuntos Instrumentais 180 Figurinos

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS - IFSULDEMINAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS - IFSULDEMINAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS - IFSULDEMINAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO Regulamento 2ª Olimpíada Brasileira de Agropecuária OBAP 1.

Leia mais

ALGUNS CRITÉRIOS PARA DEPENDÊNCIA/ ADAPTAÇÃO 2012 1º SEMESTRE

ALGUNS CRITÉRIOS PARA DEPENDÊNCIA/ ADAPTAÇÃO 2012 1º SEMESTRE * ALGUNS CRITÉRIOS PARA DEPENDÊNCIA/ ADAPTAÇÃO 2012 1º SEMESTRE Pode progredir para o período seguinte o aluno aprovado em todas as unidades de ensino ou que possuir até 4 (quatro) dependências. Aluno

Leia mais

Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba CODEVASF. Investindo no Brasil: Vales do São Francisco e Parnaíba

Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba CODEVASF. Investindo no Brasil: Vales do São Francisco e Parnaíba Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba CODEVASF Investindo no Brasil: Vales do São Francisco e Parnaíba O que é Codevasf? Criada em 1974, a Codevasf é uma empresa pública responsável

Leia mais

Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo Coordenadoria de Assistência Técnica Integral Resumo de UPAs do Município

Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo Coordenadoria de Assistência Técnica Integral Resumo de UPAs do Município Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo Coordenadoria de Assistência Técnica Integral Resumo de UPAs do Município Município: 274 - ITUVERAVA Estrutura Fundiária Extrato No. UPAs

Leia mais

b) Componentes curriculares Eletivas

b) Componentes curriculares Eletivas 3.8.1 Tabela com a Matriz Curricular do Núcleo Comum - Total de 2367 horas a) Componentes curriculares do Núcleo Comum Básico 1967 horas Linguagens, Códigos e suas Tecnologias Língua Portuguesa 200 240

Leia mais

CURSO DE ZOOTECNIA CARACTERIZAÇÃO DOS DOCENTES 1º.

CURSO DE ZOOTECNIA CARACTERIZAÇÃO DOS DOCENTES 1º. 1º. Período Introdução ao Cálculo 60 Luciana Alvarenga Santos Graduação em Engenharia Civil, Mestrado em Estruturas de Concreto. Química Geral 60 Nayara Penoni Graduação em Química e Mestrado em Agroquímica.

Leia mais

Matriz Curricular. Natureza Disciplinas. Àrea de. 1º semestre. Formação

Matriz Curricular. Natureza Disciplinas. Àrea de. 1º semestre. Formação Matriz Curricular Faculdade: Engenharia, Arquitetura e Urbanismo Curso: Engenharia de Produção Turno: Diurno Campus: Santa Bárbara d Oeste Modalidade: Título oferecido: Engenheiro de Produção Duração do

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR CURSOS DE GRADUAÇÃO

ESTRUTURA CURRICULAR CURSOS DE GRADUAÇÃO ADMINISTRAÇÃO PERÍODO DISCIPLINAS C.H. 1º Antropologia e Sociologia 60 Língua Portuguesa 60 Matemática Básica 60 Metodologia Científica 60 TGA I 60 2º Ciências da Religião 60 Instituições do Direito Público

Leia mais

CIÊNCIAS ECONÔMICAS. COORDENADOR Evonir Pontes de Oliveira evonirpo@ufv.br

CIÊNCIAS ECONÔMICAS. COORDENADOR Evonir Pontes de Oliveira evonirpo@ufv.br CIÊNCIAS ECONÔMICAS COORDENADOR Evonir Pontes de Oliveira evonirpo@ufv.br 282 Currículos dos Cursos do CCH UFV Bacharelado ATUAÇÃO O curso de graduação em Ciências Econômicas enseja a formação do Economista,

Leia mais

Tecnologia em Produção de Grãos

Tecnologia em Produção de Grãos Tecnologia em Produção de Grãos Nível/Grau: Superior/Tecnólogo Vagas: 30 Turno: Matutino Duração: 3 anos mais estágio (7 semestres) Perfil do Egresso O profissional estará capacitado para: Produzir grãos

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA O CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - UCS

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA O CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - UCS ORIENTAÇÕES GERAIS PARA O CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - UCS Prof. Matheus Parmegiani Jahn Coordenação do Curso de Ciências Biológicas Universidade de Caxias do Sul Abaixo estão algumas orientações gerais

Leia mais

ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL. COORDENADOR Antônio Teixeira de Matos atmatos@ufv.br

ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL. COORDENADOR Antônio Teixeira de Matos atmatos@ufv.br ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL COORDENADOR Antônio Teixeira de Matos atmatos@ufv.br 70 Currículos dos Cursos do CCA UFV Engenheiro Agrícola e Ambiental ATUAÇÃO Compete ao Engenheiro Agrícola e Ambiental

Leia mais

CAPES/DPR/CDI PRODOC - RELAÇÃO DE PROJETOS ENCAMINHADOS NO EDITAL 2007 - PROJETOS RECOMENDADOS - RESULTADO FINAL

CAPES/DPR/CDI PRODOC - RELAÇÃO DE PROJETOS ENCAMINHADOS NO EDITAL 2007 - PROJETOS RECOMENDADOS - RESULTADO FINAL ADMINISTRAÇÃO UFMS ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO UFSC ADMINISTRAÇÃO ANTROPOLOGIA UNB ANTROPOLOGIA ANTROPOLOGIA UNICAMP ANTROPOLOGIA SOCIAL ARTES / MÚSICA UFRGS ARTES VISUAIS ARTES / MÚSICA UDESC MÚSICA ARTES

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.209, DE 7 DE OUTUBRO DE 2004

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.209, DE 7 DE OUTUBRO DE 2004 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.209, DE 7 DE OUTUBRO DE 2004 Homologa o Parecer n.º 036/04-CEG, que aprova a revogação da Resolução

Leia mais

Estratégias de ação vinculadas ao manejo da agrobiodiversidade com enfoque agroecológico visando a sustentabilidade de comunidades rurais

Estratégias de ação vinculadas ao manejo da agrobiodiversidade com enfoque agroecológico visando a sustentabilidade de comunidades rurais Estratégias de ação vinculadas ao manejo da agrobiodiversidade com enfoque agroecológico visando a sustentabilidade de comunidades rurais O desenvolvimento das ações em diferentes projetos poderão identificar

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO Nº 216/89

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO Nº 216/89 UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO Nº 216/89 Define a Reestruturação dos Departamentos do Instituto de Biologia. O CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA, no uso da competência que lhe

Leia mais

EDITAL DE 02 DE SETEMBRO DE 2014 DISCIPLINAS EM OFERTA ESPECIAL 2014-2

EDITAL DE 02 DE SETEMBRO DE 2014 DISCIPLINAS EM OFERTA ESPECIAL 2014-2 EDITAL DE 02 DE SETEMBRO DE 2014 DISCIPLINAS EM OFERTA ESPECIAL 2014-2 A Universidade Potiguar, mantida pela APEC - Sociedade Potiguar de Educação e Cultura Ltda, com sede em Natal, RN, torna públicas

Leia mais

ALOCAÇÃO DAS UNIDADES POR SEÇÃO ELEITORAL

ALOCAÇÃO DAS UNIDADES POR SEÇÃO ELEITORAL ALOCAÇÃO DAS UNIDADES POR SEÇÃO ELEITORAL 1ª SEÇÃO - AUDITORIO DA REITORIA AGENCIA DE INOVACAO TECNOLOGICA ASSESSORIA DE COMUNICACAO INSTITUCIONAL ASSESSORIA DE EDUCACAO A DISTANCIA AUDITORIA INTERNA BIBLIOTECA

Leia mais

Turma/período Disciplina Professor G. A. e Álgebra Linear Ricardo

Turma/período Disciplina Professor G. A. e Álgebra Linear Ricardo Serviço Público Federal Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano Câmpus Urutaí HORÁRIOS DE REPOSIÇÃO DE AULAS

Leia mais

FOLDER PRODUÇÃO INTEGRADA DE ARROZ IRRIGADO. Produção Integrada de Arroz Irrigado

FOLDER PRODUÇÃO INTEGRADA DE ARROZ IRRIGADO. Produção Integrada de Arroz Irrigado FOLDER PRODUÇÃO INTEGRADA DE ARROZ IRRIGADO Produção Integrada de Arroz Irrigado O que é a Produção Integrada de Arroz Irrigado? A Produção Integrada é definida como um sistema de produção agrícola de

Leia mais

GRADE CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM BIOTECNOLOGIA CAMPUS DE ARARAS

GRADE CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM BIOTECNOLOGIA CAMPUS DE ARARAS GRADE CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM BIOTECNOLOGIA CAMPUS DE ARARAS PERFIL 1 215090 Física para 1 04 220612 Tópicos em Matemática I 04 220663 Introdução a 04 220671 Fundamentos de Química 04 220680

Leia mais

Entenda o IC AGRO. Sobre o Índice de Confiança do Agronegócio (IC Agro)

Entenda o IC AGRO. Sobre o Índice de Confiança do Agronegócio (IC Agro) Metodologia Entenda o IC AGRO O Índice de Confiança do Agronegócio (IC Agro) apresenta informações sobre a percepção econômica do Brasil e do agronegócio por produtores agropecuários, cooperativas e indústrias

Leia mais

Comunicado Edital 07/2013 IPIRANGA DO NORTE

Comunicado Edital 07/2013 IPIRANGA DO NORTE Comunicado Edital 07/2013 A Comissão de Seleção do PRONATEC Campus Sorriso, designada pelas Portarias nº 020/2013, nº 024/2013 e 026/2013 serve-se do presente para publicar o Resultado Preliminar de Análise

Leia mais

Fórum ABAG, ESALQ, AEASP e CREA-SP. Gestão Territorial

Fórum ABAG, ESALQ, AEASP e CREA-SP. Gestão Territorial Fórum ABAG, ESALQ, AEASP e CREA-SP Piracicaba (SP), 10 de outubro de 2012 Ocupação e Uso do Solo: Gestão Territorial Claudio Spadotto e Equipe O território i rural é alterado por expansão, concentração,

Leia mais

Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde

Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde BLOCO I ANFITEATRO A 78 carteiras c/ PG - EA Manutenção e Lubrificação de Máquinas Agrícolas PG -EA Ensaio de Máquinas Agrícolas Radiação Solar- SALA 2 SALA 3 SALA 4 50 carteiras c/ SALA 7 SALA 8 SALA

Leia mais

ORIGEM DA AGRICULTURA E DA PECUÁRIA

ORIGEM DA AGRICULTURA E DA PECUÁRIA ORIGEM DA AGRICULTURA E DA PECUÁRIA PRIMEIROS CAMPONESES Os primeiros camponeses foram caçadores e coletores, ou seja, eram somente extrativistas: retiravam os alimentos da natureza, sem qualquer controle

Leia mais

LISTA DE PROPOSTAS SELECIONADAS PARA A GRADE 2015 DO PROGRAMA DE RÁDIO PROSA RURAL

LISTA DE PROPOSTAS SELECIONADAS PARA A GRADE 2015 DO PROGRAMA DE RÁDIO PROSA RURAL ANEXO 2 LISTA DE PROPOSTAS SELECIONADAS PARA A GRADE 2015 DO PROGRAMA DE RÁDIO PROSA RURAL Região Norte Mês Semana Título principal FEV. 1ª Como lidar com a resistência de bovinos e ovinos aos antiparasitários

Leia mais

Departamento: ENGENHARIA FLORESTAL

Departamento: ENGENHARIA FLORESTAL Departamento: ENGENHARIA FLORESTAL Nome do professor Disciplina que está credenciado Curso N do Parecer Data da Aprovação ADELAR MANTOVANI Incêndios Florestais Ecologia Básica Biologia da Conservação Portaria

Leia mais

O que é uma empresa rural?

O que é uma empresa rural? Contabilidade Rural Prof. João Marcelo O que é uma empresa rural? É aquela que explora a capacidade produtiva do solo por meio do cultivo da terra, da criação de animais e da transformação de determinados

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

(RelGradeCurricular) Número de créditos no período: 30 2 CMP4121 INTROD CIENCIA DA COMPUTACAO II MAF4231 CALCULO PARA COMPUTACAO III

(RelGradeCurricular) Número de créditos no período: 30 2 CMP4121 INTROD CIENCIA DA COMPUTACAO II MAF4231 CALCULO PARA COMPUTACAO III 1 de 5 Per Código Nome Créditos TOT PRE EST LAB PRA ORI 1 CMP4111 INTROD CIENCIA DA COMPUTACAO I FIT2010 LOGICA LET2071 PORTUGUES I LET4523 INGLES I MAF4111 CALCULO P/ COMPUTACAO I 6 6 0 0 0 0 90 MAF4112

Leia mais

CONJUNTURA DE SAFRAS, OU MAIS DO MESMO: EXPANSÃO DA FRONTEIRA AGRÍCOLA COM SOJA EM 2015/16

CONJUNTURA DE SAFRAS, OU MAIS DO MESMO: EXPANSÃO DA FRONTEIRA AGRÍCOLA COM SOJA EM 2015/16 CONJUNTURA DE SAFRAS, OU MAIS DO MESMO: EXPANSÃO DA FRONTEIRA AGRÍCOLA COM SOJA EM 2015/16 A Companhia Nacional do Abastecimento (Conab), divulgou recentemente sua primeira estimativa para a safra brasileira

Leia mais

Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira Grade Curricular Faculdade de Ciências Administrativas e Contábeis de Itabira

Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira Grade Curricular Faculdade de Ciências Administrativas e Contábeis de Itabira Emissão: 07/01/16 11:22 Página: 1/6 Reconhecido pela Portaria nº 599 de 17/03/11 - DOU nº 54 de 21/03/11 - Seção 1, p.. 0 ADM005 Diversidade e Formação Cidadã 0 ADM0 Mercado de Capitais 0 ADM058 Jogos

Leia mais

Anexo 07. Demonstrativo da Despesa do Estado Discriminada a Nível de Programa

Anexo 07. Demonstrativo da Despesa do Estado Discriminada a Nível de Programa Anexo 07 Demonstrativo da Despesa do Estado Discriminada a Nível de Programa DEMONSTRATIVO DA DESPESA DO ESTADO DISCRIMINADA A NIVEL DE PROGRAMA ANEXO 07 DA LEI 4.320/64 FOLHA: 1 01 LEGISLATIVA 1.052.751,74

Leia mais

AGENDA CURSOS MÊS JUNHO 2012

AGENDA CURSOS MÊS JUNHO 2012 AGENDA CURSOS MÊS JUNHO 2012 CASTRO Cestaria e Trançados - artesanato em palha de milho - boneco (as) Castro Socavão 27/06/2012 28/06/2012 Eletricista - básico em eletricista - CTP Castro CTP - Centro

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 002/2005-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 002/2005-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 002/2005-COU/UNICENTRO Autoriza a realização de Teste Seletivo para admissão de Professor Colaborador e dá outras providências. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO:

Leia mais

C T A : T A B E L A D E E Q U I V A L Ê N C I A S

C T A : T A B E L A D E E Q U I V A L Ê N C I A S C T A : T A B E L A D E E Q U I V A L Ê N C I A S Ciência e Tecnologia Animal (3 anos) 1º ano/1º semestre Matemática Matemática I ou Matemática I ou Biologia celular Biologia celular ou Biologia I ou Histologia

Leia mais

LIVRO DAS COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS

LIVRO DAS COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS LIVRO DAS COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS CENTRO PAULA SOUZA - Nº 2, 2008, VERSÃO ELETRÔNICA Governador José Serra Secretário de Desenvolvimento Geraldo Alckmin Presidente do Conselho Deliberativo Yolanda Silvestre

Leia mais

Relação de Disciplinas

Relação de Disciplinas Relação de Disciplinas Disciplinas Obrigatórias Nome: Metodologia da Pesquisa Científica Carga Horária: 30 h/a Ementa: Ciência, pesquisa e conhecimento científicos. Ciências básicas, ciência aplicada e

Leia mais

GRADE HORÁRIA 1º SEMESTRE DE 2016

GRADE HORÁRIA 1º SEMESTRE DE 2016 1º PERÍODO # TURNO Noite # SALA # Nº DE ALUNOS Optativa PIN i: Matemática Empreendedorismo, Matemática I I criatividade e inovação I Matemática Optativa PIN i: Empreendedorismo, criatividade e inovação

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS DE CURITIBANOS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL Currículo 2014 Atualização 2015-1 BACHARELADO Curitibanos 2015 Campus Curitibanos

Leia mais

EDITAL N.º 232/2015 RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 230/2015

EDITAL N.º 232/2015 RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 230/2015 RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 230/2015 O VICE-REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, retifica o Edital nº 230/2015, de 25 de setembro de 2015, publicado no

Leia mais

A inserção do cultivo do arroz irrigado na Agricultura de Baixo Carbono do Plano Agrícola e Pecuário, Safra 2013/14

A inserção do cultivo do arroz irrigado na Agricultura de Baixo Carbono do Plano Agrícola e Pecuário, Safra 2013/14 A inserção do cultivo do arroz irrigado na Agricultura de Baixo Carbono do Plano Agrícola e Pecuário, Safra 2013/14 Eng. Agr. Sérgio Iraçu Gindri Lopes Gerente da Divisão de Pesquisa Estação Experimental

Leia mais

Regulamento de creditação da formação anterior no Mestrado em Recursos Florestais da Escola Superio Agrária de Coimbra

Regulamento de creditação da formação anterior no Mestrado em Recursos Florestais da Escola Superio Agrária de Coimbra Regulamento de creditação da formação anterior no Mestrado em Recursos Florestais da Escola Superio Agrária de Coimbra 1. Os alunos com o grau de licenciado (com planos de estudos de 5 anos) pelos cursos

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2014 231 ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR Paulo Sérgio de Almeida Barbosa pbarbosa@ufv.br

UFV Catálogo de Graduação 2014 231 ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR Paulo Sérgio de Almeida Barbosa pbarbosa@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 231 ENGENHARIA CIVIL COORDENADOR Paulo Sérgio de Almeida Barbosa pbarbosa@ufv.br 232 Currículos dos Cursos do CCE UFV Engenheiro Civil ATUAÇÃO Ao Engenheiro Civil compete

Leia mais

RESOLUÇÃO N 031, DE 13 DE JUNHO DE 2016

RESOLUÇÃO N 031, DE 13 DE JUNHO DE 2016 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO N 031, DE 13 DE JUNHO DE 2016 Aprova o alinhamento da matriz do curso de Ciências Biológicas

Leia mais

TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS

TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS 132 TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS COORDENADOR DO CURSO DE TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS José Alexandrino Andrade Rocha jarocha@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 133 CURRÍCULO DO CURSO DE TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em AGROPECUÁRIA Campus Nilo Peçanha - Pinheiral

Ementário do Curso Técnico em AGROPECUÁRIA Campus Nilo Peçanha - Pinheiral Ementário do Curso Técnico em AGROPECUÁRIA Campus Nilo Peçanha - Pinheiral Disciplina: Agroindústria EMENTA: Introdução à Agroindústria; Importância das boas práticas de fabricação- BPF s. Valor nutricional

Leia mais

GRÁFICO 1 - EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL, NO PERÍODO DE 1969 A 2003, EM BILHÕES DE REAIS - VALORES CONSTANTES DE 2003

GRÁFICO 1 - EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL, NO PERÍODO DE 1969 A 2003, EM BILHÕES DE REAIS - VALORES CONSTANTES DE 2003 GRÁFICO 1 - EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL, NO PERÍODO DE 1969 A 2003, EM BILHÕES DE REAIS - VALORES CONSTANTES DE 2003 100 90 80 70 60 50 40 30 20 10 0 R$ bilhões 1969 1971 1973 1975 1977 1979 1981 1983 1985

Leia mais

AS CARACTERÍSTICAS PRÓPRIAS DA EMPRESA AGRÍCOLA E SEUS INVESTIMENTOS NA AGRICULTURA.

AS CARACTERÍSTICAS PRÓPRIAS DA EMPRESA AGRÍCOLA E SEUS INVESTIMENTOS NA AGRICULTURA. AS CARACTERÍSTICAS PRÓPRIAS DA EMPRESA AGRÍCOLA E SEUS INVESTIMENTOS NA AGRICULTURA. OLIVEIRA, Graciela Aparecida Bueno de. Discente da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais/ACEG. E-mail : gracielagabo@hotmail.com

Leia mais

FACULDADE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA Credenciamento: Portaria Nº 3.494 de 24/11/2003 BACHARELADO EM NUTRIÇÃO 1º SEMESTRE DISCIPLINA T P CR PRÉ- REQUISITO

FACULDADE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA Credenciamento: Portaria Nº 3.494 de 24/11/2003 BACHARELADO EM NUTRIÇÃO 1º SEMESTRE DISCIPLINA T P CR PRÉ- REQUISITO CURRÍCULO PLENO 1º SEMESTRE DISCIPLINA T P CR PRÉREQUISITO Nutrição e Alimentação Humana 72 04 Anatomofisiologia Humana I T 54 04 Anatomofisiologia Humana I P Introdução à Saúde Coletiva 54 03 Histologia

Leia mais

Florestas de Eucalipto e Outras Biomassas como Fontes Alternativas de Energia

Florestas de Eucalipto e Outras Biomassas como Fontes Alternativas de Energia Florestas de Eucalipto e Outras Biomassas como Fontes Alternativas de Energia Roberto Pinto Superintendente Agroflorestal ERB - Energias Renováveis do Brasil Alagoas Mar/2014 ERB Energias Renováveis do

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : AGRONOMIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 230 Optativos: 10. 1º Semestre

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : AGRONOMIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 230 Optativos: 10. 1º Semestre Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:07:30 Curso : AGRONOMIA

Leia mais

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Resultados incluem primeiro ano de cultivo de milho geneticamente modificado, além das já tradicionais

Leia mais

Curso Técnico em Agroecologia

Curso Técnico em Agroecologia Curso Técnico em Agroecologia Nível/Grau/Forma: Médio/Técnico/Integrado Vagas: 25 Turno: Integral Duração: 3 anos + estágio Perfil do Egresso O Técnico em Agroecologia deverá ser um profissional com formação

Leia mais