Banda Larga para Todos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Banda Larga para Todos"

Transcrição

1 Banda Larga para Todos Jonio Foigel, presidente da Alcatel-Lucent no Brasil Painel Telebrasil 1 de junho de 2007, #####

2 Visão Mundial da Alcatel-Lucent Situação atual: 6 bilhões de pessoas, mas apenas: 2,7 bilhões de usuários de celular 470 milhões de usuários banda larga (com fio & sem fio) Desafio: Fonte: Alcatel-Lucent (2006) Banda larga é uma necessidade para o desenvolvimento econômico e social * Velocidade > 128kpbs e-saúde e-educação e-governo e-meio ambiente e-business e-agricultura e-emprego e-ciência Fonte: ITU E-aplicações A missão: habilitar a Banda Larga para Todos 2

3 O Desafio: Atender 3 diferentes segmentos de usuários com 3 propostas de valor distintas USUÁRIOS ENTRANTES USUÁRIOS DE INTERNET USUÁRIOS AVANÇADOS Aumentar a penetração da telefonia móvel Habilitar a adoção em massa da banda larga Oferecer uma experiência centrada no usuário Acesso a serviços em banda larga por meio de centros comunitários Desktop com USB CPE Pacotes acessíveis (pré-pago, limitação de download) Laptop com placa de dados móvel Banda adicional para casa/escritório Uma arquitetura que ofereça uma proposta de valor atrativa para cada segmento 3

4 Desafio Regulatório-Governamental Novo marco regulatório Universalização viável e urgente + A partir da liberação de novas freqüências e o lançamento de novos serviços de banda larga sem fio Propiciar o acesso à informação para todos, qualquer que seja o meio tecnológico para isso Tornar possível a transformação de serviços, redes e negócios para atender a TODOS 4

5 Qual a combinação ideal de tecnologias de acesso para aumentar a base instalada de banda larga? Uma tecnologia não atende a todas as situações e depende de parâmetros como: Infra-estrutura existente Topologia e densidade Demanda dos usuários finais Regulamentação, Espectro Necessidade de otimizar a estratégia de implementação em cada cliente: Alavancar os ativos existentes Preparar-se para a demanda dos usuários Usar tecnologias e terminais mais atuais Massificação com custo-benefício Necessidade de diversas tecnologias de banda larga Soluções combinadas de uma maneira consistente para o mercado de massa 5

6 Transformação da Rede: not one technology fits all Alavancar os ativos de cobre e combinar tecnologias para expandir a banda larga Hoje Extensões Áreas urbanas (usuários iniciais) Áreas urbanas/suburbanas Áreas com cobre Novas áreas ou áreas com serviços de alto valor agregado Central ADSL2+ Oferecido a partir da central e unidades multilocalidade (fibra até os edifícios) FTTN ADSL2+/VDSL2 Estender o alcance das centrais usando fibra com custo-benefício FTTU GPON Comunidades rurais e remotas Áreas sem cobre Novas áreas WiMAX e 3G (802.16e-2005) Otimizar a rede de acesso em cada estratégia de implementação de rede 6

7 O projeto Mauá Digital : parceria Proderj e Alcatel-Lucent 7

8 O projeto Mauá Digital : parceria Proderj e Alcatel-Lucent Município Digital : Inclusão digital dos municípios fluminenses levando em consideração a topologia e as necessidades de cada um deles: modernas tecnologias de redes sem fio (WiFi, WiMAx e comunicação por satélite) meios convencionais de conexão cabeada Projeto em duas fases: interconexão dos órgãos que compõem o governo municipal local, escolas públicas e hospitais; tecnologia oferecida diretamente para o cidadão, com a instalação de telecentros públicos e oferta de serviços para entidades privadas e empresas. A previsão é de que, até 2010, todas as 92 cidades fluminenses sejam beneficiadas, fazendo do Rio de Janeiro o primeiro estado 100% digital do Brasil. 8

9 9

Banda Larga Móvel no Brasil: Cenário Regulatório, Espectro de Radiofrequências, Mercado, Perspectivas e Desafios

Banda Larga Móvel no Brasil: Cenário Regulatório, Espectro de Radiofrequências, Mercado, Perspectivas e Desafios Banda Larga Móvel no Brasil: Cenário Regulatório, Espectro de Radiofrequências, Mercado, Perspectivas e Desafios Maximiliano Martinhão Secretário de Telecomunicações Brasília, 3 de junho de 2013 Espectro

Leia mais

TV: Mais um passo em direção à. Convergência. IPTV WORLD FORUM LATIN AMERICA Rio de Janeiro, 30 de janeiro de 2007

TV: Mais um passo em direção à. Convergência. IPTV WORLD FORUM LATIN AMERICA Rio de Janeiro, 30 de janeiro de 2007 TV: Mais um passo em direção à Convergência IPTV WORLD FORUM LATIN AMERICA Rio de Janeiro, 30 de janeiro de 2007 ATUAÇÃO DO GRUPO TELEMAR DADOS DO ÚLTIMO BALANÇO SETEMBRO/2006 14,4 milhões de linhas fixas

Leia mais

Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática 08 de outubro de 2013

Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática 08 de outubro de 2013 Marco Regulatório Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática 08 de outubro de 2013 Panorama do Setor Em 1997, na corrida pelo usuário, a telefonia fixa era o destaque

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores J. F. de REZENDE COPPE/UFRJ rezende@land.ufrj.br http://www.land.ufrj.br Redes de Computadores: Definição conjunto de módulos processadores, capazes de trocar informações e compartilhar

Leia mais

Cidadãos Inteligentes

Cidadãos Inteligentes Cidadãos Inteligentes Senador Walter Pinheiro Março/2015 Agenda O panorama brasileiro Oportunidades Smart People 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 Panorama 8.00 6.00 4.00

Leia mais

A Telefónica está à frente do setor com negócios inovadores baseados na tecnologia ADSL que alavancarão o crescimento do negócio de Banda larga.

A Telefónica está à frente do setor com negócios inovadores baseados na tecnologia ADSL que alavancarão o crescimento do negócio de Banda larga. Marcando tendências A Telefónica está à frente do setor com negócios inovadores baseados na tecnologia ADSL que alavancarão o crescimento do negócio de Banda larga. Nos últimos anos a Telefónica vem se

Leia mais

Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre Femtocell, pequenas estações rádio base (ERB's) desenvolvidas para operar dentro de residências.

Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre Femtocell, pequenas estações rádio base (ERB's) desenvolvidas para operar dentro de residências. O que é Femtocell? Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre Femtocell, pequenas estações rádio base (ERB's) desenvolvidas para operar dentro de residências. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco

Leia mais

MONTES RELATÓRIO FINAL DE PROJETO MEIO DE TRANAMISSÃO

MONTES RELATÓRIO FINAL DE PROJETO MEIO DE TRANAMISSÃO Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática SANDI MONTES RELATÓRIO FINAL DE PROJETO

Leia mais

UBS CEO CONFERENCE. 21 de março de 2006

UBS CEO CONFERENCE. 21 de março de 2006 UBS CEO CONFERENCE 21 de março de 2006 1 Disclaimer Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

Desafios da Informatização da Sociedade

Desafios da Informatização da Sociedade Telebrasil 2003 Desafios da Informatização da Sociedade Jose Roberto de Souza Pinto Diretor de Regulamentação e Interconexão - 0 - AGENDA Uma Sociedade Informatizada A Condição Atual do Brasil Por que

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA TECNOLOGIA 4G NO BRASIL XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES

IMPLANTAÇÃO DA TECNOLOGIA 4G NO BRASIL XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES IMPLANTAÇÃO DA TECNOLOGIA 4G NO BRASIL XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES SÉRGIO KERN CURITIBA, 15 A 17 DE OUTUBRO DE 2013 crescimento do setor de telecomunicações está acelerado 8% 10% telefonia

Leia mais

Explorando a visão do setor privado brasileiro sobre o potencial e possibilidades de projetos governamentais de Banda Larga no Brasil

Explorando a visão do setor privado brasileiro sobre o potencial e possibilidades de projetos governamentais de Banda Larga no Brasil TIM BRASIL Salvador, 22 de Fevereiro de 2016 Painel: Iniciativas de Projetos de Banda Larga: Experiências brasileiras e britânicas Explorando a visão do setor privado brasileiro sobre o potencial e possibilidades

Leia mais

Capítulo 1 Introdução

Capítulo 1 Introdução Capítulo 1 Introdução 1.1. Acesso sem fio Existem diversos tipos de acesso sem fio [1], dependendo do tipo de aplicação implementada. Sistemas sem fios podem ser usados de forma a permitir mobilidade ao

Leia mais

Plano Estratégico Relações com Investidores

Plano Estratégico Relações com Investidores 1 Limitação de Responsabilidade Esta apresentação contém declarações prospectivas que refletem crenças e expectativas atuais sobre a base de clientes, estimativas em relação aos resultados financeiros

Leia mais

Mercado de Trabalho e o Futuro do Setor de Serviços

Mercado de Trabalho e o Futuro do Setor de Serviços Mercado de Trabalho e o Futuro do Setor de Serviços Seminário Terceirização, Evolução e Marco Legal Brasília, 06 de dezembro de 2011 Eduardo Levy histórico do setor de telecomunicações Serviços de telefonia

Leia mais

Palestra sobre Wireless

Palestra sobre Wireless Palestra sobre Wireless LUIZ HENRIQUE COLETTO e-mail: henrique@cirp.usp.br Seção Técnica de Manutenção Apresentação Os avanços da comunicação nos últimos anos, possibilitaram o surgimento de várias tecnologias,

Leia mais

Matéria: Redes de Computadores/ Telemática REDES SEM FIO. Prof. Esp. Patricia Peixoto. 2 Bimestre

Matéria: Redes de Computadores/ Telemática REDES SEM FIO. Prof. Esp. Patricia Peixoto. 2 Bimestre Matéria: Redes de Computadores/ Telemática REDES SEM FIO Prof. Esp. Patricia Peixoto 2 Bimestre WIRELESS O termo wireless, significa sem fio, possui alguns sinônimos tais como: Rede sem fio Comunicação

Leia mais

12/08/2014. Esclarecimentos quanto às condições de uso de RF na subfaixa de ,5 MHz por transceptores de radiação restrita

12/08/2014. Esclarecimentos quanto às condições de uso de RF na subfaixa de ,5 MHz por transceptores de radiação restrita No Brasil a utilização das Frequências Wireless é regulamentada pela ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações), atualmente regida pela Resolução 365/2004. Prof. Marcel Santos Silva Redes Wireless 2

Leia mais

RUCA Avaliação da Rede em Malha do Projeto Um Computador por Aluno

RUCA Avaliação da Rede em Malha do Projeto Um Computador por Aluno RUCA Avaliação da Rede em Malha do Projeto Um Computador por Aluno Plano de Testes da Universidade Federal Fluminense Débora Christina Muchaluat Saade Célio Vinicius Neves de Albuquerque Luiz Claudio Schara

Leia mais

O Papel dos Provedores Regionais na disseminação da Banda Larga

O Papel dos Provedores Regionais na disseminação da Banda Larga O Papel dos Provedores Regionais na disseminação da Banda Larga Cenário da Demanda e Oferta de Banda Larga no Brasil: Desafios e Oportunidades São Paulo 28 de Junho de 2017 CGI.br Comitê Gestor da Internet

Leia mais

2016: Um ano de recuperação

2016: Um ano de recuperação 2016: Um ano de recuperação Cenário macro ainda difícil, mas com perspectiva de melhora... aliada à uma profunda recuperação operacional... mostrando uma recuperação consistente nos resultados de 2016

Leia mais

Ementa REDES WIRELES. Bibliografia. Ementa. Critérios de avaliação. Plano de aula 31/07/2014. Tecnologias: infravermelho, rádio, laser.

Ementa REDES WIRELES. Bibliografia. Ementa. Critérios de avaliação. Plano de aula 31/07/2014. Tecnologias: infravermelho, rádio, laser. REDES WIRELES Ementa Tecnologias: infravermelho, rádio, laser. Topologias, protocolos. Prof. Marcel Santos Silva Padrões IEEE 802.11 (Wi-Fi), IEEE 802.16 (WiMAX), IEEE 802.15.4 (ZigBee), IEEE 802.11s (Mesh),

Leia mais

Apresentação dos principais resultados TIC Domicílios São Paulo 15 de Setembro de 2015

Apresentação dos principais resultados TIC Domicílios São Paulo 15 de Setembro de 2015 Apresentação dos principais resultados TIC Domicílios 14 São Paulo 15 de Setembro de 15 MEDIÇÃO DO ACESSO E USO DAS TIC Áreas de Investigação Série de Pesquisas Nacionais TIC do CGI.br 1 anos produzindo

Leia mais

Anatel. As Ações Públicas para Incentivo a Programas de Cidade Digitais. IV Seminário de Telecomunicações Inovar para Crescer - FIERGS

Anatel. As Ações Públicas para Incentivo a Programas de Cidade Digitais. IV Seminário de Telecomunicações Inovar para Crescer - FIERGS Anatel As Ações Públicas para Incentivo a Programas de Cidade Digitais IV Seminário de Telecomunicações Inovar para Crescer - FIERGS Porto Alegre, 20 de agosto de 2009. Eng. João Jacob Bettoni Gerente

Leia mais

O Setor de Telecomunicações

O Setor de Telecomunicações O Setor de Telecomunicações 2ª CODE Conferência do Desenvolvimento IPEA/2011 Brasília, 25 de novembro de 2011 Eduardo Levy 83 empresas representadas 17 empresas associadas Serviços de telefonia fixa Serviços

Leia mais

Alexandre Dal Forno Diretor de Produtos

Alexandre Dal Forno Diretor de Produtos Serviços Corporativos Convergentes Alexandre Dal Forno Diretor de Produtos 2 Sumário A Intelig Telecom Portfólio Completo 3 A Intelig Telecom A Rede Intelig Telecom Investimento de R$ 2,8 bilhões em infra-estrutura

Leia mais

MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES. ROAD SHOW LEILÃO 700MHz

MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES. ROAD SHOW LEILÃO 700MHz MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES ROAD SHOW LEILÃO 700MHz INDICADORES DE AMBIENTE 2 POPULAÇÃO BRASILEIRA divisão demográfica Região Norte 16,9 milhões de habitantes Região Nordeste 55,8 milhões de habitantes

Leia mais

700 MHZ EDUARDO LEVY SÃO PAULO, 21 DE AGOSTO DE 2013 CONVIVÊNCIA DA TV E DA BANDA LARGA CONGRESSO DA SET - SOCIEDADE DE ENGENHARIA DE TELEVISÃO

700 MHZ EDUARDO LEVY SÃO PAULO, 21 DE AGOSTO DE 2013 CONVIVÊNCIA DA TV E DA BANDA LARGA CONGRESSO DA SET - SOCIEDADE DE ENGENHARIA DE TELEVISÃO 700 MHZ CONVIVÊNCIA DA TV E DA BANDA LARGA CONGRESSO DA SET - SOCIEDADE DE ENGENHARIA DE TELEVISÃO EDUARDO LEVY SÃO PAULO, 21 DE AGOSTO DE 2013 crescimento do setor de telecomunicações está acelerado 8%

Leia mais

Arquitetura de Redes de Computadores e Tecnologia de Implementação de Redes. Personal Area Networks)

Arquitetura de Redes de Computadores e Tecnologia de Implementação de Redes. Personal Area Networks) Arquitetura de Redes de Computadores e Tecnologia de Implementação de Redes 2016.2 Camada Física Tecnologias Alternativas de Meios Físicos * WPANs (Wireless( Personal Area Networks) Curso Técnico Integrado

Leia mais

Atualização do Plano Estratégico

Atualização do Plano Estratégico Londres, 03 de dezembro de 2008 Atualização do Plano Estratégico 2009-2011 TIM Participações TIM Brasil: Ações de Recuperação 2008 Ações TIM 1. Melhorando o processo de caring para clientes de alto valor

Leia mais

Diretrizes e programas prioritários do Ministério das Comunicações

Diretrizes e programas prioritários do Ministério das Comunicações Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) Diretrizes e programas prioritários do Ministério das Comunicações Paulo Bernardo Silva Ministro de Estado das Comunicações Brasília,

Leia mais

Meios de Comunicação de Dados.

Meios de Comunicação de Dados. Meios de Comunicação de Dados www.profjvidal.com Redes sem Fio: - Com infraestrutura - Sem infraestrutura ou AD-HOC Introdução As redes de computadores vieram para revolucionar a forma como nos comunicamos

Leia mais

Electricity price increase and effects on metering O aumento no preço da energia elétrica e os efeitos na medição Fabio Cavaliere de Souza

Electricity price increase and effects on metering O aumento no preço da energia elétrica e os efeitos na medição Fabio Cavaliere de Souza Electricity price increase and effects on metering O aumento no preço da energia elétrica e os efeitos na medição Fabio Cavaliere de Souza O aumento no preço o da energia elétrica e os efeitos na medição

Leia mais

É POSSÍVEL MEDIR A OCUPAÇÃO EFICIENTE DO ESPECTRO?

É POSSÍVEL MEDIR A OCUPAÇÃO EFICIENTE DO ESPECTRO? A OCUPAÇÃO DE ESPECTRO, O COMPARTILHAMENTO E OUTRAS QUESTÕES CONCEITUAIS É POSSÍVEL MEDIR A OCUPAÇÃO EFICIENTE DO ESPECTRO? SUPERINTENDÊNCIA DE OUTORGA E RECURSOS À PRESTAÇÃO 43º ENCONTRO TELE.SÍNTESE

Leia mais

As TIC como Motor para o Desenvolvimento

As TIC como Motor para o Desenvolvimento As TIC como Motor para o Desenvolvimento 7º Fórum Lusófono das Comunicações 18 fevereiro 2016 Agenda Overview do país As necessidades e desafios do mercado das telecomunicações em STP O papel da CST no

Leia mais

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES NO BRASIL AUDIÊNCIA PÚBLICA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS ALEXANDER CASTRO BRASÍLIA, 1º DE MARÇO DE 2016 Solução para novo modelo de telecomunicações precisa garantir a estabilidade

Leia mais

Papel das Telecomunicações na Viabilização das Políticas Sociais do Governo

Papel das Telecomunicações na Viabilização das Políticas Sociais do Governo Papel das Telecomunicações na Viabilização das Políticas Sociais do Governo Alternativas e Experiências no Brasil e no Exterior Maio de 2003 2 Accenture 2001 2003 O atual governo possui uma política clara

Leia mais

IPTV. Fundamentos e Sistemas Multimídia. Alex da Costa Castro e Fabiano Rocha Abreu UFF Universidade Federal Fluminense Profª.

IPTV. Fundamentos e Sistemas Multimídia. Alex da Costa Castro e Fabiano Rocha Abreu UFF Universidade Federal Fluminense Profª. IPTV Fundamentos e Sistemas Multimídia Alex da Costa Castro e Fabiano Rocha Abreu UFF Universidade Federal Fluminense Profª.: Débora IPTV Introdução Serviços IPTV Componentes da Infra-estrutura da Rede

Leia mais

Curso Técnico de Nível Médio em Informática Forma Integrada Disciplina: Informática Prof. Leandro Camargo

Curso Técnico de Nível Médio em Informática Forma Integrada Disciplina: Informática Prof. Leandro Camargo Curso Técnico de Nível Médio em Informática Forma Integrada Disciplina: Informática Prof. Leandro Camargo leandrocamargo@ifsul.edu.br www.leandrocamargo.com.br Redes de Computadores História Como e onde

Leia mais

EVOLUÇÃO DAS TELECOMUNICAÇÕES NO BRASIL. Grupo: Anna Claudia Geraldo Vinicius Guilherme Spadotto Rafael Cunha.

EVOLUÇÃO DAS TELECOMUNICAÇÕES NO BRASIL. Grupo: Anna Claudia Geraldo Vinicius Guilherme Spadotto Rafael Cunha. EVOLUÇÃO DAS TELECOMUNICAÇÕES NO BRASIL Grupo: Anna Claudia Geraldo Vinicius Guilherme Spadotto Rafael Cunha. INTRODUÇÃO A influência do Protocolo de Internet (IP) nos setores de Telecomunicações, criando

Leia mais

MODEM ADSL M702 PLUS INTRODUÇÃO

MODEM ADSL M702 PLUS INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO O desafio atual das operadoras é obter número cada vez maior de assinantes ADSL, de forma a oferecer mais rápido retorno do alto investimento feito em infra estrutura de rede. Atender essa demanda

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação Tecnologia da Informação Redes de Telecomunicações Prof. Robson Almeida INFRA-ESTRUTURA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 3 TELECOMUNICAÇÕES NAS ORGANIZAÇÕES CONCEITOS BÁSICOS Telecomunicações Reúne toda infraestrutura

Leia mais

INCLUSÃO DIGITAL. instrumento de INCLUSÃO SOCIAL

INCLUSÃO DIGITAL. instrumento de INCLUSÃO SOCIAL INCLUSÃO DIGITAL instrumento de INCLUSÃO SOCIAL Brasil Telecom Área territorial: 2,6 milhões de km² (33% do território nacional) 25% do PIB (R$ 276 bilhões em 2001) 23% da População (40 milhões) 10.548

Leia mais

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Expo Money Brasília

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Expo Money Brasília Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados Expo Money Brasília Conhecendo a TIM Aniversário de 15 anos de Listagem TIM: Uma Gigante Brasileira Crescimento Orgânico Receita Bruta (R$ Bi) 27,8 Base

Leia mais

Resultados 4T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro, 2015.

Resultados 4T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro, 2015. Resultados 4T14_ Fevereiro, 2015. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

36 PAINEL TELE.SÍNTESE

36 PAINEL TELE.SÍNTESE 36 PAINEL TELE.SÍNTESE 4G E A FAIXA DE 700 MHz OS ESTUDOS DE INTERFERÊNCIA Brasília DF, 4 de fevereiro de 2014 HISTÓRICO SOBRE A LIBERAÇÃO DA FAIXA: CONSULTA PÚBLICA N 12/2012 da Anatel: sinalização da

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Redes de Acesso Carga Horária: 100h Período: 5º. Ementa

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Redes de Acesso Carga Horária: 100h Período: 5º. Ementa PLANO DE ENSINO Disciplina: Redes de Acesso Carga Horária: 100h Período: 5º Ementa Redes de acesso telefônico com cabos metálicos. Noções de projeto de redes metálicas. Tecnologias de acesso telefônico

Leia mais

BANDA LARGA FIXA NO BRASIL

BANDA LARGA FIXA NO BRASIL 1 BANDA LARGA FIXA NO BRASIL AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR DA CÂMARA DOS DEPUTADOS BRASÍLIA, 09 DE MAIO DE 2017 CARLOS DUPRAT Índice 1. Como funciona a oferta da banda larga fixa?

Leia mais

Conecte-se e assuma o controle

Conecte-se e assuma o controle Conecte-se e assuma o controle A RealVNC inventou a tecnologia de compartilhamento de tela VNC há mais de vinte anos. Hoje, oferecemos um compartilhamento de tela seguro para uma grande variedade de aplicativos

Leia mais

Meios Físicos Cont. Espectro Eletromagnético

Meios Físicos Cont. Espectro Eletromagnético Meios Físicos Cont. Pares Metálicos Cabo coaxial Par Trançado Condutores Óticos Fibra Rádio Microondas Satélites Infravermelho Espectro Eletromagnético 1 Espectro Eletromagnético Frequências 30MHz to 1GHz

Leia mais

Primeiro Técnico TIPOS DE CONEXÃO, BANDA ESTREITA E BANDA LARGA

Primeiro Técnico TIPOS DE CONEXÃO, BANDA ESTREITA E BANDA LARGA Primeiro Técnico TIPOS DE CONEXÃO, BANDA ESTREITA E BANDA LARGA 1 Banda Estreita A conexão de banda estreita ou conhecida como linha discada disponibiliza ao usuário acesso a internet a baixas velocidades,

Leia mais

Nasceu para atendimento demanda interna comunicação de dados usinas e telefonia. Anos 70, 80 - comunicação por rádio. Anos 90 - Sistema UHF/microondas

Nasceu para atendimento demanda interna comunicação de dados usinas e telefonia. Anos 70, 80 - comunicação por rádio. Anos 90 - Sistema UHF/microondas Sobre a COPEL Telecom Nasceu para atendimento demanda interna comunicação de dados usinas e telefonia 1970 - inicialmente uma Divisão subordinada ao Departamento de Engenharia da Copel Anos 70, 80 - comunicação

Leia mais

TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto e as Resoluções N 38/95, 15/96 e 20/96 do Grupo Mercado Comum.

TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto e as Resoluções N 38/95, 15/96 e 20/96 do Grupo Mercado Comum. MERCOSUL/GMC/RES. N 61/01 PAUTAS NEGOCIADORAS DO SGT N 1 COMUNICAÇÕES TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto e as Resoluções N 38/95, 15/96 e 20/96 do Grupo Mercado Comum. CONSIDERANDO:

Leia mais

IoT: Políticas e Infraestrutura

IoT: Políticas e Infraestrutura Ministério das Comunicações IoT: Políticas e Infraestrutura A Evolução da Internet das Coisas no Brasil. FIESP, São Paulo 29/07/2015 PNBL para PBLT Banda Larga para Todos Chegar a 90% dos municípios com

Leia mais

Aquisição de Telmex do Brasil e 37,1% da NET. Outubro, 2005

Aquisição de Telmex do Brasil e 37,1% da NET. Outubro, 2005 Aquisição de Telmex do Brasil e 37,1% da NET Outubro, 2005 Exceto pelas informações históricas contidas aqui, esta apresentação pode incluir estimativas de acordo com os meios da Seção 27A da Securities

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS DE BANDA LARGA NO BRASIL ( ): CRÍTICAS E IMPASSES

POLÍTICAS PÚBLICAS DE BANDA LARGA NO BRASIL ( ): CRÍTICAS E IMPASSES POLÍTICAS PÚBLICAS DE BANDA LARGA NO BRASIL (2014-2017): CRÍTICAS E IMPASSES Rafael A. F. Zanatta, Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor Senado Federal, 24/05/17 O Idec Organização civil criada

Leia mais

Informática. Transferência de Arquivos e Dados. Professor Márcio Hunecke.

Informática. Transferência de Arquivos e Dados. Professor Márcio Hunecke. Informática Transferência de Arquivos e Dados Professor Márcio Hunecke www.acasadoconcurseiro.com.br Informática TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS E DADOS Upload e Download Em tecnologia, os termos download e

Leia mais

Satélite: peça vital no eco-sistema 5G Gerson Souto SES DTH DO BRASIL

Satélite: peça vital no eco-sistema 5G Gerson Souto SES DTH DO BRASIL Satélite: peça vital no eco-sistema 5G Gerson Souto SES DTH DO BRASIL Painel Abrasat - Telebrasil 22-23 de Novembro de 2016 1 Agenda Visão para o 5G (IMT-2020) Tecnologia Satelital no Mundo 5G Elementos

Leia mais

Redes e Serviços Convergentes para o Brasil Digital

Redes e Serviços Convergentes para o Brasil Digital Redes e Serviços Convergentes para o Brasil Digital Telebrasil 2007 - Costa do Sauípe - Bahia Antônio Carlos Valente 01 de Junho de 2007 Indicadores das maiores operadoras européias Telefonia Fixa Banda

Leia mais

I Fórum Regional de Cidades Digitais do Litoral do Paraná Morretes

I Fórum Regional de Cidades Digitais do Litoral do Paraná Morretes I Fórum Regional de Cidades Digitais do Litoral do Paraná Morretes - 2015 Morretes em busca da Cidade Digital Inteligente Prefeitura de Morretes Secretaria de Administração Depto de Tecnologias da Informação

Leia mais

TELEBRASIL. Os impactos do Triple Play nas Telecomunicações Brasileiras. Costa do Sauípe, Junho de diamondcluster

TELEBRASIL. Os impactos do Triple Play nas Telecomunicações Brasileiras. Costa do Sauípe, Junho de diamondcluster TELEBRASIL Os impactos do Triple Play nas Telecomunicações Brasileiras Costa do Sauípe, Junho de 2005 Mundo convergente Quando uma operadora de TV a cabo puder oferecer... Quando uma distribuidora de energia

Leia mais

Revoluçãoautomotiva - perspectiva para 2030 Bernardo Ferreira. McKinsey & Company 1

Revoluçãoautomotiva - perspectiva para 2030 Bernardo Ferreira. McKinsey & Company 1 Revoluçãoautomotiva - perspectiva para 2030 Bernardo Ferreira McKinsey & Company 1 A maioria dos especialistas automotivos estão convencidos de que a indústria automotiva está muito próxima da disrupção

Leia mais

Operadoras Competitivas Negócios de VALOR

Operadoras Competitivas Negócios de VALOR Operadoras Competitivas Negócios de VALOR No Brasil a penetração da banda larga fixa nos domicílios ainda é baixa Cresceu de 10M em 2008 para 14,4M agora A banda larga fixa é referência abrangente do desenvolvimento

Leia mais

Projeto: Comunidade Participativa Powered By Marketing 3.0

Projeto: Comunidade Participativa Powered By Marketing 3.0 Projeto: A Bitcom é uma empresa Caxiense, nasceu junto com a Internet Brasileira em 1995, como Provedor de Serviços de Internet (ISP). Com sua experiência com mais de 21 anos, tornou-se especialista na

Leia mais

Um pouco de história... Alguns fatos relevantes dos 35 anos da vida do CPqD

Um pouco de história... Alguns fatos relevantes dos 35 anos da vida do CPqD Um pouco de história... Alguns fatos relevantes dos 35 anos da vida do CPqD 1976 1977 1979 1980 1981 1982 1984 1987 Criação do CPqD Concluído o primeiro protótipo do multiplexador digital para transmissão

Leia mais

Redes de Computadores. Técnico em Informática - Integrado Prof. Bruno C. Vani

Redes de Computadores. Técnico em Informática - Integrado Prof. Bruno C. Vani Redes de Computadores Técnico em Informática - Integrado Prof. Bruno C. Vani Internet: aplicações diversas tostadeira Porta-retratos TV a cabo Refrigerador telefones Visão geral da Internet: PC servidor

Leia mais

REDES ÓPTICAS PASSIVAS. UM NOVO HORIZONTE PARA O CABEAMENTO ESTRUTURADO MARIANA PAULI BALAN ENGENHEIRA DE APLICAÇÃO

REDES ÓPTICAS PASSIVAS. UM NOVO HORIZONTE PARA O CABEAMENTO ESTRUTURADO MARIANA PAULI BALAN ENGENHEIRA DE APLICAÇÃO REDES ÓPTICAS PASSIVAS. UM NOVO HORIZONTE PARA O CABEAMENTO ESTRUTURADO MARIANA PAULI BALAN ENGENHEIRA DE APLICAÇÃO 2015, um ano bom? Produtos de fibra óptica, aumentaram sua quota no mercado para mais

Leia mais

Padrão IEEE PROJETO DE REDES SEM FIO Prof. Dr. Andrei Piccinini Legg. Bruno Lucena Raissa Monego

Padrão IEEE PROJETO DE REDES SEM FIO Prof. Dr. Andrei Piccinini Legg. Bruno Lucena Raissa Monego PROJETO DE REDES SEM FIO Prof. Dr. Andrei Piccinini Legg Bruno Lucena Raissa Monego Histórico O primeiro sistema de computadores que empregou as técnicas de radiodifusão em vez de cabos ponto a ponto foi

Leia mais

DESAFIOS PARA A INSTALAÇÃO DE INFRAESTRUTURA DE TELECOMUNICAÇÕES

DESAFIOS PARA A INSTALAÇÃO DE INFRAESTRUTURA DE TELECOMUNICAÇÕES DESAFIOS PARA A INSTALAÇÃO DE INFRAESTRUTURA DE TELECOMUNICAÇÕES COMISSÃO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO SÃO PAULO, 17 DE NOVEMBRO DE 2015 CARLOS DUPRAT AGENDA 1. Números do

Leia mais

De 1997 a 2007, foi Conselheiro Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL, órgão regulador de telecomunicações no Brasil.

De 1997 a 2007, foi Conselheiro Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL, órgão regulador de telecomunicações no Brasil. Objetivos Estratégicos da Anatel e Agenda Regulatória para 2007 Este tutorial apresenta os Objetivos Estratégicos da Anatel e a Agenda Regulatória. São apresentadas as estratégias de abordagem que a Anatel

Leia mais

4 Descrição do setor de telecomunicações e das empresas do estudo

4 Descrição do setor de telecomunicações e das empresas do estudo 4 Descrição do setor de telecomunicações e das empresas do estudo Neste capítulo é feito um breve descritivo do setor de telecomunicações brasileiro englobando sua origem e características para posterior

Leia mais

Meios de Comunicação de Dados.

Meios de Comunicação de Dados. Meios de Comunicação de Dados www.profjvidal.com Acesso Remoto Meios de Comunicação de Dados Introdução A necessidade da troca de informações sigilosas de forma segura e com baixos custos tornou-se um

Leia mais

Voz sobre IP VoIP telefonia IP telefonia Internet telefonia em banda larga voz sobre banda larga Públicas Privadas Telefonia IP

Voz sobre IP VoIP telefonia IP telefonia Internet telefonia em banda larga voz sobre banda larga Públicas Privadas Telefonia IP Voz sobre IP Voz sobre IP, também chamada de VoIP (Voice over Internet Protocol), telefonia IP, telefonia Internet, telefonia em banda larga ou voz sobre banda larga é o roteamento de conversação humana

Leia mais

Tecnologias Atuais de Redes

Tecnologias Atuais de Redes GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL MARIA EDUARDA RAMOS DE BARROS Tecnologias Atuais de Redes Redes Wireless Curso Técnico em Redes de Computadores Professor Emerson Felipe Módulo II

Leia mais

Geração Y dá mais importância à conexão com internet do que a serviços básicos

Geração Y dá mais importância à conexão com internet do que a serviços básicos Geração Y dá mais importância à conexão com internet do que a serviços básicos CommScope divulga pesquisa que indica padrões de consumo e novos desafios para setores de telecomunicação e TI Integrantes

Leia mais

Obs.: O plano de 20 Mega está suspenso temporariamente em todo o Estado do Paraná.

Obs.: O plano de 20 Mega está suspenso temporariamente em todo o Estado do Paraná. REGULAMENTO PROMOÇÃO 01/2015 PROMOÇÃO BEL FIBRA 01/2015 Período de 01/01/2015 a 30/06/2015 Banda Extra Larga: Internet + Telefonia Fixa 1. - OBJETO: O objeto desta promoção é a oferta em parceria, por

Leia mais

700 MHZ SENADO FEDERAL CONSELHO NACIONAL DE COMUNICAÇÃO SOCIAL SÉRGIO KERN AS CONSEQUÊNCIAS DA DESTINAÇÃO DA FAIXA BRASÍLIA, 02 DE DEZEMBRO DE 2013

700 MHZ SENADO FEDERAL CONSELHO NACIONAL DE COMUNICAÇÃO SOCIAL SÉRGIO KERN AS CONSEQUÊNCIAS DA DESTINAÇÃO DA FAIXA BRASÍLIA, 02 DE DEZEMBRO DE 2013 AS CONSEQUÊNCIAS DA DESTINAÇÃO DA FAIXA 700 MHZ PARA OS SERVIÇOS DE BANDA LARGA MÓVEL 4G SENADO FEDERAL CONSELHO NACIONAL DE COMUNICAÇÃO SOCIAL SÉRGIO KERN BRASÍLIA, 02 DE DEZEMBRO DE 2013 crescimento

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações Ministério das Comunicações Acessos dez/2010 a mar/2014 Internet móvel (3G+4G) 454% Cidades com cobertura 3G de 824 para 3.253 295% 2 Crescimento da banda larga móvel por região Período: dez/2010 a mar/2014

Leia mais

COMPRAS GOVERNAMENTAIS: ANÁLISE DE ASPECTOS DA DEMANDA PÚBLICA POR EQUIPAMENTOS DE TELECOMUNICAÇÕES

COMPRAS GOVERNAMENTAIS: ANÁLISE DE ASPECTOS DA DEMANDA PÚBLICA POR EQUIPAMENTOS DE TELECOMUNICAÇÕES COMPRAS GOVERNAMENTAIS: ANÁLISE DE ASPECTOS DA DEMANDA PÚBLICA POR EQUIPAMENTOS DE TELECOMUNICAÇÕES Rodrigo Abdalla Filgueiras de Sousa João Maria de Oliveira Brasília, 28 de outubro de 2010. Objetivos,

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Capítulo 4: Introdução às Telecomunicações nas Empresas Sistemas de Informação e as decisões gerenciais na era da Internet James A. O'Brien Editora Saraiva The McGraw-Hill Companies, Inc., 1999 Objetivos

Leia mais

1 Acesso à Internet

1 Acesso à Internet Acesso à Internet ste tutorial apresenta as formas de acesso a Internet disponíveis para o usuário brasileiro, e apresenta os números atuais da Internet no Brasil. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME

Leia mais

RESULTADOS DO PROGRAMA BANDA LARGA NAS ESCOLAS

RESULTADOS DO PROGRAMA BANDA LARGA NAS ESCOLAS RESULTADOS DO PROGRAMA BANDA LARGA NAS ESCOLAS Instituto de Tecnologia & Sociedade do Rio (ITS Rio) Novembro 2015 O PBLE - Programa Banda Larga nas Escolas foi implementado em 2008 com o objetivo de conectar

Leia mais

Inclusão Digital. Marcos Sunye. Centro de Computação Científica e Software Livre C3SL/UFPR

Inclusão Digital. Marcos Sunye. Centro de Computação Científica e Software Livre C3SL/UFPR Inclusão Digital Marcos Sunye Centro de Computação Científica e Software Livre C3SL/UFPR INCLUSÃO DIGITAL Desafios da Inclusão Digital Experiência do C3SL/UFPR Integração Governo do Paraná MEC MC Desafios

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS SOBRE COMUNICAÇÕES

CONCEITOS BÁSICOS SOBRE COMUNICAÇÕES CONCEITOS BÁSICOS SOBRE COMUNICAÇÕES DEFINIÇÕES Comunicação processo pelo qual a informação é transmitida de forma confiável de um ponto, no espaço e no tempo, denominado fonte, para outro ponto, o destino.

Leia mais

Soluciona TI Abril/17

Soluciona TI Abril/17 Soluciona TI Abril/17 Book de equipamentos Utilização Manutenção Equipamento Aquisição Por quê contratar o Vivo Soluciona TI? Previsibilidade de custos, com pagamentos em parcelas fixas e mensais Sem necessidade

Leia mais

REGULAMENTO OFERTAS LIGADO VÁLIDO PARA ARAGUARI, ARAXÁ E DIVINÓPOLIS

REGULAMENTO OFERTAS LIGADO VÁLIDO PARA ARAGUARI, ARAXÁ E DIVINÓPOLIS REGULAMENTO OFERTAS LIGADO VÁLIDO PARA ARAGUARI, ARAXÁ E DIVINÓPOLIS 1. OBJETIVO: o presente regulamento tem por objetivo estabelecer a relação entre as empresa Algar Multimídia Data Net S/A, inscrita

Leia mais

Desafios de Infraestrutura: Setor de Telecomunicações no Brasil

Desafios de Infraestrutura: Setor de Telecomunicações no Brasil Desafios de Infraestrutura: Setor de Telecomunicações no Brasil Audiência Pública Comissão de Infraestrutura do Senado Outubro de 2013 Um bom marco legal e regulatório incentiva investimentos Lei Mínima

Leia mais

Qualidade dos Serviços de Telecomunicações

Qualidade dos Serviços de Telecomunicações Qualidade dos Serviços de Telecomunicações Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática 24 de setembro de 2013 Agenda Contextualização do Setor Qualidade Indicadores

Leia mais

PAINÉIS INTELIGENTES NUNCA FORAM TÃO SIMPLES

PAINÉIS INTELIGENTES NUNCA FORAM TÃO SIMPLES PAINÉIS INTELIGENTES NUNCA FORAM TÃO SIMPLES A FAMÍLIA DE PAINÉIS INTELIGENTES DA VALLEY : ICON A vida acaba de se tornar mais fácil A Valley, líder em tecnologia de irrigação, traz até você o controle

Leia mais

Telecomunicação e Redes

Telecomunicação e Redes Telecomunicação e Redes Gleidson Emanuel Engª. Mecânica Izaac Damasceno Engª. Agrícola e Ambiental Jadson Patrick Engª. Agrícola e Ambiental Sergio Santos Engª. Agrícola e Ambiental DEFINIÇÃO (Telecomunicação)

Leia mais

Painel Tele.Síntese 36

Painel Tele.Síntese 36 Painel Tele.Síntese 36 Espectro e ampliação do acesso Katia Costa da Silva Pedroso Brasília, 4 de fevereiro de 2014. A DEMANDA POR DADOS CONTINUA ACELERANDO E A BANDA LARGA MÓVEL SEGUE AVANÇANDO FORTEMENTE

Leia mais

INF-111 Redes Sem Fio Aula 06 Tecnologias para WMAN Prof. João Henrique Kleinschmidt

INF-111 Redes Sem Fio Aula 06 Tecnologias para WMAN Prof. João Henrique Kleinschmidt INF-111 Redes Sem Fio Aula 06 Tecnologias para WMAN Prof. João Henrique Kleinschmidt Santo André, março de 2016 Roteiro WMAN WiMAX Arquitetura Sistemas de Telefonia Celular Evolução dos Sistemas Celulares

Leia mais

Roteiro 01: Introdução a redes de computadores

Roteiro 01: Introdução a redes de computadores SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS CC Conectividade Docente: Nataniel Vieira 1 módulo Técnico em Informática Roteiro 01: Introdução a redes de computadores

Leia mais

Meios de Comunicação de Dados.

Meios de Comunicação de Dados. Meios de Comunicação de Dados www.profjvidal.com Redes sem Fio: - Com infraestrutura - Sem infraestrutura ou AD-HOC Introdução As redes de computadores vieram para revolucionar a forma como nos comunicamos

Leia mais

Soluciona TI Jan-Fev/17

Soluciona TI Jan-Fev/17 Soluciona TI Jan-Fev/17 Book de equipamentos Utilização Manutenção Equipamento Aquisição Por quê contratar o Vivo Soluciona TI? Previsibilidade de custos, com pagamentos em parcelas fixas e mensais Sem

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações Ministério das Comunicações Política de Comunicação M2M/IoT GUGST São Paulo, 18 de agosto de 2015 INTERNET DAS COISAS (IoT): REDE DE OBJETOS INCORPORADOS A DISPOSITIVOS E APLICATIVOS, CONECTADOS À INTERNET.

Leia mais

Painel 1 A Banda Larga como Política Pública

Painel 1 A Banda Larga como Política Pública Painel 1 A Banda Larga como Política Pública Marco A O Tavares Gerente Operacional de Planejamento Engenharia do Espectro tavares@anatel.gov.br Agenda A Anatel neste Contexto Passos Percorridos E para

Leia mais

700 MHZ PARA OS SERVIÇOS DE BANDA LARGA MÓVEL 4G

700 MHZ PARA OS SERVIÇOS DE BANDA LARGA MÓVEL 4G DESTINAÇÃO DA FAIXA DE 700 MHZ PARA OS SERVIÇOS DE BANDA LARGA MÓVEL 4G SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 15 DE MAIO DE 2014 em 08.abr.14 o SindiTelebrasil participou

Leia mais

PACTO DAS ANTENAS RICARDO DIECKMANN CDC ALEP - ACAMPAR LEGISLAÇÃO RESTRITIVA - CENÁRIO REGULATÓRIO E DESAFIOS. Cascavel, 21 de Novembro de 2013

PACTO DAS ANTENAS RICARDO DIECKMANN CDC ALEP - ACAMPAR LEGISLAÇÃO RESTRITIVA - CENÁRIO REGULATÓRIO E DESAFIOS. Cascavel, 21 de Novembro de 2013 PACTO DAS ANTENAS CDC ALEP - ACAMPAR LEGISLAÇÃO RESTRITIVA - CENÁRIO REGULATÓRIO E DESAFIOS Cascavel, 21 de Novembro de 2013 RICARDO DIECKMANN R$ 25,8 bilhões de investimentos em 2012 recorde histórico

Leia mais

Curso de Redes sem Fio e dispositivos Móveis

Curso de Redes sem Fio e dispositivos Móveis Curso de Redes sem Fio e dispositivos Móveis Redes Wireless Wire = fio Less=sem É o tipo de comunicação entre computadores feita sem a necessidade de fios ou cabos. Em 1896 Guglielmo Marconi, demostrou

Leia mais