EDA - ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A (BWSC - Burmeister & Wain Scandinavian Contractor A/S) ILHA TERCEIRA - AÇORES (PORTUGAL)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDA - ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A (BWSC - Burmeister & Wain Scandinavian Contractor A/S) ILHA TERCEIRA - AÇORES (PORTUGAL)"

Transcrição

1 CENTRAL TERMOELÉCTRICA DE BELO JARDIM EDA - ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A (BWSC - Burmeister & Wain Scandinavian Contractor A/S) ILHA TERCEIRA - AÇORES (PORTUGAL) Central Térmica de Belo Jardim com as seguintes características: 2 Grupos Diesel 6 kv, de 2 x 7625 KVA, com possibilidade de Expansão para mais 2 de Igual Potência Ampliação da Rede de 15 kv Existente Nova Rede de 30 kv Automatização dos Sistemas de Controlo dos Grupos Remodelação da Instalação Eléctrica das Naves dos Grupos e Edifício Administrativo e dos Parques Exteriores Estudo, Projecto, Fornecimento de: Celas de MT de fabrico EFACEC (30 kv e 15 kv) Transformadores de Potência de fabrico EFACEC (2 x 8 MVA + 10 MVA) 2 Transformadores de Serviços Auxiliares (2 x 1,25 MVA) Quadros de BT de Potência, Comando e Medida 1996/1997

2 SUBESTAÇÃO DA PETROGAL - REFINARIA DO PORTO PETROGAL S.A - PETRÓLEOS DE PORTUGAL LEÇA DA PALMEIRA (PORTUGAL) Remodelação das Subestações de Utilidades e Aromáticos 3 Blocos Extraíveis de 60 kv - Subestação de Utilidades Substituição de 9 Transformadores de Potência em Piraleno por Transformadores Secos, Tipo Cast Resin, 6/0,4 kv, com Potências de 1600 e 2000 KVA - Subestação de Aromáticos Automatização dos Sistemas de Controlo dos Grupos Remodelação da Instalação Eléctrica das Naves dos Grupos e Edifício Administrativo e dos Parques Exteriores Estudo, Fornecimento e Montagem de: Subestação Utilidades 3 Blocos Extraíveis, cada um constituído por 3 disjuntores EFACEC, 3 Transformadores Combinados EFACEC, 3 Carros e Acessórios 3 Transformadores de Corrente, de fabrico EFACEC Novos Barramentos de 60 kv, com acessórios Subestação Aromáticos Desligação e Envio para Destruição de 9 Transformadores de Potência em Piraleno Transformadores de Potência Secos, Tipo Cast Resin, de fabrico EFACEC Construção Civil (Construção de Celas em Betão Armado/Alvenaria) Instalações Eléctricas Gerais (Iluminação, Tomadas, Detecção de Incêndios e Pressurização) 1996/1997

3 SUBESTAÇÃO DE OUTEIRO DA RANHA CENEL - ELECTRICIDADEDO CENTRO, S.A OUTEIRO DA RANHA - POMBAL (PORTUGAL) Construção da Subestação de Outeiro da Ranha 60/30 kv, com Fornecimento da Construção Civil e Eléctrica, constituída por: 2 Painéis de Linha de 60 kv 2 Painéis de Transformadores 60/30 kv - 20 MVA 2 Painéis de Seccionamento de Barramento 60 kv 1 Painel de Bateria de Condensadores 30 kv - 6MVAr 1 Painel de Transformador de Serviços Auxiliares 50 KVA, com Reactância de Neutro 1 Painel de Quadro de 30 kv constituído por 14 Celas Fornecimento e Montagem de: Estruturas de Apoio de toda a Aparelhagem Exterior Ligações Tendidas e entre Aparelhos de 60kV Quadros de Serviços Auxiliares c.a e c.c Armários de Comando e protecções Cabos de Potência e de Comando 1996/1997

4 REFINARIA DE LUANDA FINA - Angola Luanda Refinaria de Luanda - Shut Down 98 Remodelação da rede de M.T., Força Motriz, Iluminação e Tomadas Instrumentação

5 CENTRAL TERMOELÉCTRICA DA REFINARIA DE LUANDA FINA - Petróleos de Angola Refinaria de Luanda (Republica de Angola) Projecto completo chave na mão incluindo construção civil para a Central Termoeléctrica com 3 Grupos Geradores de 2020 kw cada, com as seguintes características principais: Combustível : Gasóleo Tipo de Alternador : Sem escovas (Brushless) Potência Instalada : 6060 kw Tensão de Geração : 6 kv Estudos, projecto, fornecimento e montagem para os 3 Grupos de : Edifício pré-fabricado com Zonas das Máquinas e Zona do Comando Ventilação forçada do interior da zona das máquinas Comando e Controlo da Central Quadros de Potência de 15 kv com 7 Celas Transformadores de 2,525 kva - 15/6 kv Transformadores de Serviços Auxiliares de 630 kva - 15/0,4 kv Registo Cronológico de Acontecimentos Quadros de Distribuição de ca e cc Cabos e Caminhos de Cabos Sistema de Bombagem de Gasóleo Sistema de Bombagem de Água de Refrigeração Sistema de Recolha de Óleo de Lubrificação 1997 a 1998

6 SISTEMA DE CAPTAÇÃO, TRATAMENTO E ADUÇÃO DE ÁGUA A CASTELO DE PAIVA E CINFÃES ÁGUAS DO DOURO E PAIVA SA CASTELO DE PAIVA Sistema de Captação, Tratamento e Adução de Água a Castelo de Paiva e Cinfães constituído por : Açude e Sistema de Captação no Rio Paiva Estação Elevatória da Captação Estação de Tratamento de Água de Castelo de Paiva Estação Elevatória de Castelo de Paiva Reservatórios de Água Tratada de Cinfães Concepção, Projecto, Fornecimento, Montagem e Ensaio de : Instalação Electromecânica incluindo grupos verticais 900 kw 25m3/h 3 kv, grupos 55 kw 75 m3/h 400 V, reservatório hidropneumático vertical, instrumentação, válvulas e tubagens Instalação Eléctrica de Média Tensão incluindo quadros de média tensão Normafix de fabrico EFACEC, transformadores secos Powercast de fabrico EFACEC e arrancadores progressivos 3 kv Instalação Eléctrica de Baixa Tensão incluindo quadros eléctricos de força motriz, grupo de emergência, iluminação e tomadas Instalações de Segurança e de Telecomunicações incluindo detecção de incêndios, CCTV, telefones e rede estruturada de comunicações Sistema de Automação, Comando e Supervisão 1998/1999/2000

7 SIDERURGIA NACIONAL Empresa de Produtos Longos, S.A. Siderurgia Nacional Aldeia de Paio Pires - Seixal Subestação 220 / 31,5 kv 3x80MVA ; SVC 150 / 135MVAr - Sistema de Compensação Estática; Instalações eléctricas da Nova Aciaria Eléctrica : - Rede Geral de Terras; - Galerias Técnicas; - Edifício auxiliar do Forno Eléctrico e Forno Panela; - Iluminação da Nave da Sucata e Aditivos. Projecto, fornecimento e montagem da S/E 220 / 31,5 kv 3x80MVA ; Fornecimento e montagem das Instalações eléctricas da Nova Aciaria eléctrica, nomeadamente rede média tensão, iluminação e tomadas, quadros de distribuição e Sistema de Detecção de Incêndios Montagem do Sistema de SVC (Compensação estática do Forno Eléctrico) / 2002

8 SISTEMA DE CONTROLO DE TRÁFEGO MARÍTIMO - VTS APL - ADMINISTRAÇÃO DO PORTO DE LISBOA LISBOA (PORTUGAL) Infra-Estruturas e Instalações Eléctricas do Sistema de Controlo Marítimo - VTS do Porto de Lisboa, designadamente: Edifício VTS (Algés) Gibalta Solipor (Beato) Montijo (BA6) Cacilhas Solipor (Trafaria) Fornecimento e Montagem de : Instalação Eléctrica Geral Quadros Eléctricos de BT Instalações Auxiliares (Iluminação, Tomadas, Detecção de Incêndios e Intrusão, Ar Condicionado) Sistemas de Alimentação Interrupta: UPS s e Carregadores Rede de CCTV Equipamentos Complementares (Estruturas Metálicas) Construção Civil 2000/2002

9 ESTADIO ALVALADE SECULO XXI NEJA Novo Estádio José Alvalade Lisboa Portugal Subestações Quadros Eléctricos Contagem de Energia Cabos eléctricos para alimentação geral, iluminação, tomadas e AVAC Iluminação Normal 7400 luminárias Iluminação de Emergência 2700 luminárias Iluminação do Campo 168 luminárias Iluminação das Bancadas 186 luminárias Inst.eléctricas e iluminação dos Parques, Restaurantes, Bares, Bingo, Family Entertainment Center, Sala UEFA INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS E MECÂNICAS GERAIS E ESPECIAIS DO NOVO ESTADIO ALVALADE XXI Sistema de comando e controlo AVAC - Ar Condicionado, Aquecimento, Ventilação Quadros de Baixa Tensão Ventilação e Desenfumagem de Estacionamento Abastecimento de Água Redes de Gás Protecção contra incêndios Redes de Drenagem Sistema de Gestão Técnica Centralizada Fornecimento até à colocação em serviço, de todas as infraestruturas necessárias ao bom funcionamento das Instalações Eléctricas e Mecânicas tais como : Quadros de M.T. Normacel 15 kv A Quadros de M.T. Normafix 15 kv 630 A Quadros de B.T. Cabos Eléctricos 400 km Caminhos de Cabos 50 km Transformadores de Distribuição UPS 2003 Pág.27

10 ETAR DE GAIA LITORAL ÁGUAS DE GAIA, EM Vila Nova de Gaia Portugal Concepção / Construção da ETAR de Gaia Litoral e Remodelação do Troço Final do Sistema Interceptor. Concepção, Projecto, Fornecimento, Montagem e Ensaios das Seguintes Instalações: Instalações Eléctricas: - Posto de Transformação kva ; - Grupo de Emergência de kva; - UPS 30 kva; - Força Motriz; - Iluminação e Tomadas; - Rede de Terras e Pára-raios; - Integração de Grupo de Cogeração de 465 kw Instalações Especiais: - Telefones e Rede Estruturada; - CCTV; - Detecção de Incêndios; Detecção de Intrusão; - Controlo de Acessos; - Informação Horária Controlo e Supervisão: - Instrumentação; - Automação; - Centro de Comando e Supervisão

11 EMPREENDIMENTO DE FINS MÚLTIPLOS DO ALQUEVA Dono da Obra: EDIA Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas, S.A Álamos - Alqueva Portugal Sistema de Adução Alqueva / Álamos Fornecimento, Montagem de Equipamentos Eléctricos e Automação Subestação 60 kv 20 MVA Rede de BT Transformador 600 / 400 V 500 kva Transformador / 400 V 500 kva Autómatos CLP 500 Carregadores de Bateria EFAPOWER CIB - TONT Rede de Terras

12 CENTRO COMERCIAL DOLCE VITA DOURO Grupo Amorim Vila Real - Portugal Instalações Eléctricas: - Alimentação e Distribuição de Energia - Quadros Eléctricos - Iluminação Tomadas e Sinalização de Saídas - Rede de Terras - Para-raios Telecomunicações: - Rede de Infra-estruturas Telefónicas Sistemas Electrónicos de Segurança - Infra-estruturas da Instalação de Segurança Sistemas de Recepção e Distribuição de Sinais TV/RF Instalações eléctricas e electromecânicas de todo o Centro Comercial incluindo zonas comuns, lojas e parques de estacionamento Instalações Electromecânicas : - Fornecimento e montagem dos sistemas de climatização das zonas comuns do centro comercial - Produção e distribuição de energia térmica para as infra-estruturas das lojas - Ventilação e desenfumagem dos parques de estacionamento - Ventilação, desenfumagem e pressurização das zonas comuns e apoio ao centro comercial Projecto e execução das instalações mecânicas associadas ao AVAC - Coordenação e compatibilização das instalações eléctricas associadas e redes de águas e esgotos Pág.30

13 PRAÇA DE TOUROS DO CAMPO PEQUENO Sociedade de Renovação Urbana do Campo Pequeno, S.A Lisboa Portugal Renovação da Praça de Touros do Campo Pequeno: Projecto Chave na Mão para construção das Instalações Eléctricas, Telecomunicações, Ventilação, Ar Condicionado e Sistemas Electrónicos do Subsolo da Praça de Touros. Instalações Eléctricas: - Postos de Seccionamento e Transformação; - Caminhos de Cabos; - Alimentadores; - Iluminação e Tomadas. Telecomunicações: - Rede de Infra-estruturas Telefónicas. Sistemas de Sonorização, Controlo de Acessos, CATV. Sistemas Electrónicos de Segurança: - Sistema Automático de Detecção de Incêndios, de Monóxido de Carbono e de Gás Combustível; - Sinalização Gráfica de Segurança; - Plantas de Emergência; - Sist. Aut. de Controlo de Acessos; - Circuito Fechado de Televisão; - Sistema de Transmissão e Detecção Remota de Alarmes; - Instalação Eléctrica e Montagem dos Equipamentos dos Sistemas - Electrónicos de Segurança. AVAC: - Sistema de Ventilação (Parques); - Sistema Central de Controlo e Gestão; - Sistema de Climatização do Centro de Controlo da Segurança; - Sistema de Ventilação e Desenfumagem dos Arrumos; - Sistemas de Pressurização das Escadas e Ventilação das Ante-Câmeras; - Registo de Controlo e Desenfumagem (Em Execução) Pág.31

ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A. ANÚNCIO DE CONCURSO

ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A. ANÚNCIO DE CONCURSO ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A. ANÚNCIO DE CONCURSO SECÇÃO I: ENTIDADE ADJUDICANTE I.1) DESIGNAÇÃO, ENDEREÇOS E PONTOS DE CONTACTO Designação Oficial: ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A. Endereço postal: RUA

Leia mais

Missão & Visão. Missão. Visão

Missão & Visão. Missão. Visão Missão & Visão Missão -- Prestação de Serviços, com elevados padrões de diferenciação, associados a Sistemas de Protecção, Comando e Controlo (SPCC) de Sistemas de Energia Eléctrica de Muito Alta Tensão

Leia mais

EMPRESA DE ELECTRICIDADE DA MADEIRA SA

EMPRESA DE ELECTRICIDADE DA MADEIRA SA EMPRESA DE ELECTRICIDADE DA MADEIRA SA CENTRAL TÉRMICA DO PORTO SANTO EEM/DSP 1 16 MWe Central Térmica do Porto Santo 1 Descrição Geral A Central Térmica do Porto Santo entrou em funcionamento em 1992,

Leia mais

EDIFÍCIO MARAVILHA JUNHO/2009

EDIFÍCIO MARAVILHA JUNHO/2009 INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS GERAIS JUNHO/2009 POSTO DE SECCIONAMENTO E TRANSFORMAÇÃO CENTRAL GERADORA DE EMERGÊNCIA SISTEMAS DE ALIMENTAÇÃO ININTERRUPTA COMPENSAÇÃO DO FACTOR DE POTÊNCIA QUADROS ELÉCTRICOS

Leia mais

FICHA TECNICA CONTRA RISCO DE INCENDIOS EM EDIFICIOS HABITACIONAIS COMERCIAS E INDUSTRIAIS

FICHA TECNICA CONTRA RISCO DE INCENDIOS EM EDIFICIOS HABITACIONAIS COMERCIAS E INDUSTRIAIS Página 1/5 INSTALAÇÃO ELETRICA CONTADOR ENERGIA / ACE Verificação da não violação do selo do contador Verificação da existência de limitador de potência do distribuidor / Fatura QUADRO ELECTRICO Verificação

Leia mais

Pretendemos por este meio dar a conhecer as áreas de intervenção da nossa empresa, na expectativa do vosso interesse.

Pretendemos por este meio dar a conhecer as áreas de intervenção da nossa empresa, na expectativa do vosso interesse. Energia sem limites Lic. n.º 38549 Amorlux Projectos e Instalações Eléctricas, Lda. Amorlux, Projectos e Instalações Eléctricas, Lda, fundada em 1994, é uma empresa Portuguesa com ampla e reconhecida experiência

Leia mais

EDIFÍCIO LUBANGO CENTER

EDIFÍCIO LUBANGO CENTER : 1 piso : 4 pisos : 5 pisos Descrição do Projeto O Edifício Lubango Center está localizado no centro da cidade do Lubango, perto da Sé, na esquina da Avenida 14 de Agosto com a Rua Patrice Lumunba. Projetado

Leia mais

INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO

INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO Sistemas de iluminação, tomadas interiores, extracção de fumos, ar condicionado, centrais de intrusão e incêndio Regras de execução Elaboração: GTRPT Homologação:

Leia mais

A GSMk é uma empresa vocacionada para o projecto, licenciamento, instalação e manutenção de:

A GSMk é uma empresa vocacionada para o projecto, licenciamento, instalação e manutenção de: A Empresa A empresa GSMk Gestão Energia, S.A, foi fundada no ano 2000 com o objectivo de colaborar com médias e grandes empresas na execução de obras nas áreas de Sistemas de Energia, Automação e Controlo,

Leia mais

EMPRESA DE ELECTRICIDADE DA MADEIRA SA

EMPRESA DE ELECTRICIDADE DA MADEIRA SA EMPRESA DE ELECTRICIDADE DA MADEIRA SA CENTRAL TÉRMICA DA VITÓRIA EEM/DSP 1 117 MWe Central Térmica da Vitória 1 Descrição Geral A Central Térmica da Vitória entrou em funcionamento em 1979, para fazer

Leia mais

2.4.0 TRANSPORTE, ARMAZENAGEM E SERVIÇOS RELACIONADOS

2.4.0 TRANSPORTE, ARMAZENAGEM E SERVIÇOS RELACIONADOS Listagem Categorias Criticas Portugal Esta é a listagem de categorias de produto/serviço consideradas criticas pelas empresas que compõem a omunidade RePro em Portugal. Caso tenha inscrito ou pretenda

Leia mais

Central Hidroeléctrica da Calheta de Inverno

Central Hidroeléctrica da Calheta de Inverno Central Hidroeléctrica da Calheta de Inverno Descrição Geral A Central da Calheta de Inverno foi construída em 1992, com o objectivo de aproveitar os caudais excedentários ao abastecimento público e garantidos

Leia mais

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL Código PTE00 Denominação Nível Família profissional EÓLICOS DE PRODUÇÃO DE ENERGIA ELÉCTRICA DE BAIXA POTÊNCIA Duração Indicativa (Horas).00 Elaborar projectos de sistemas eólicos de produção de energia

Leia mais

ISEL. Subestação de Alto Mira. Relatório de Visita de Estudo. 27 Maio 2005. Secção de Sistemas de Energia

ISEL. Subestação de Alto Mira. Relatório de Visita de Estudo. 27 Maio 2005. Secção de Sistemas de Energia ISEL INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E AUTOMAÇÃO Relatório de Visita de Estudo 27 Maio 2005 Secção de Sistemas de Energia Junho 2005 Índice 1. Enquadramento

Leia mais

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES Complexo Esportivo de Deodoro Edital 1.10 1. Instalações Hidráulicas e Sanitárias Os serviços de manutenção de instalações hidráulicas e sanitárias,

Leia mais

Ganha o contrato de três anos da manutenção das Fábricas de Óleos Base, Gasolinas, Aromáticos e Utilidades da Refinaria do porto da PETROGAL (GALP).

Ganha o contrato de três anos da manutenção das Fábricas de Óleos Base, Gasolinas, Aromáticos e Utilidades da Refinaria do porto da PETROGAL (GALP). HISTÓRIA A COEM foi fundada em 1990, com o objectivo de prestar serviços de Engenharia, Montagem e Manutenção de instalações industriais nas áreas de Electricidade, Instrumentação e Controlo. 1991 1992

Leia mais

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL. N.º Denominação Código

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL. N.º Denominação Código Código IMA00 Denominação MONTAGEM E MANUTENÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS INDUSTRIAIS DE BAIXA TENSÃO Nível Família profissional Instalação e Manutenção Duração indicativa (Horas).60 Elaborar e aplicar

Leia mais

CARLOS ROBERTO SUTTER

CARLOS ROBERTO SUTTER CARLOS ROBERTO SUTTER CREA-RJ.: xxxxx Engenheiro Eletricista - UFRJ, 1971. Idiomas: Inglês Cursos e Aperfeiçoamento Máquinas Elétricas -por Edward T. metcalf, PROMON, Rio de Janeiro, 1978, 1979 Congressos

Leia mais

Estrutura da ERI. Administração. Direção Geral. Qualidade, Ambiente e Segurança. Comercial & Marketing. Departamento de Compras

Estrutura da ERI. Administração. Direção Geral. Qualidade, Ambiente e Segurança. Comercial & Marketing. Departamento de Compras At tud p rm t! ERI Engenharia SA A ERI Engenharia S.A. é uma empresa que está no mercado desde 1995. A nossa estratégia de actuação pauta-se pela flexibilidade e ajustamento face às necessidades e exigências

Leia mais

CONDIÇÕES A OBSERVAR PARA O ESTEBELECIMENTO DE POSTO DE TRANSFORMACÃO PRIVATIVO

CONDIÇÕES A OBSERVAR PARA O ESTEBELECIMENTO DE POSTO DE TRANSFORMACÃO PRIVATIVO CONDIÇÕES A OBSERVAR PARA O ESTEBELECIMENTO DE POSTO DE TRANSFORMACÃO PRIVATIVO 1 CONDIÇÕES PRÉVIAS Antes de iniciar qualquer trabalho de montagem, ou antes de adquirir um posto de transformação (PT),

Leia mais

Transformadores. Artur Morais Março 2012. Ligue-se à Siemens Angola

Transformadores. Artur Morais Março 2012. Ligue-se à Siemens Angola Transformadores Índice SIEMENS FS Fábrica do Sabugo E T TR FS Fábrica de Transformadores e Equipa de Engenharia Transformadores de Distribuição Transformadores de Potência Transformadores para Parques

Leia mais

Soluções da Elipse garantem um melhor desempenho ao Centro de Pesquisas da Petrobras

Soluções da Elipse garantem um melhor desempenho ao Centro de Pesquisas da Petrobras Soluções da Elipse garantem um melhor desempenho ao Centro de Pesquisas da Petrobras Tecnologias da Elipse Software permitem controlar os sistemas de refrigeração e distribuição de energia elétrica aos

Leia mais

Esquemas. & diagramas. caderno 9

Esquemas. & diagramas. caderno 9 Esquemas & diagramas caderno 9 Segurança contra incêndios em edifícios > Simbologia gráfica para plantas Legenda para projectos de SCIE 1 - Resistência ao fogo Elemento resistente ao fogo com função de

Leia mais

Equipamento: Chiller

Equipamento: Chiller Equipamento: Chiller Limpeza/lavagem de condensadores Medições e registos de temperatura e pressões de água Medição e registo de consumos dos compressores, reajustes dos térmicos, medições e registos de

Leia mais

Central Hidroeléctrica da Serra de Água

Central Hidroeléctrica da Serra de Água Central Hidroeléctrica da Serra de Água Descrição Geral A Central da Serra de Água foi inaugurada em 1953, fazendo parte da primeira fase dos aproveitamentos hidroagrícolas realizados na década de cinquenta.

Leia mais

Introdução ENERGIA ELÉTRICA: GERAÇÃO, TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO.

Introdução ENERGIA ELÉTRICA: GERAÇÃO, TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO. ENERGIA ELÉTRICA: GERAÇÃO, TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO. Introdução A energia elétrica que alimenta as indústrias, comércio e nossos lares é gerada principalmente em usinas hidrelétricas, onde a passagem

Leia mais

ELECTRO AS. Especialista em Contracting Eléctrico e Electromecânico

ELECTRO AS. Especialista em Contracting Eléctrico e Electromecânico ELECTRO AS Especialista em Contracting Eléctrico e Electromecânico Índice 1. Organograma 2. História e Fundação 3. Referências 4. Know-how 5. Faturação dos últimos três anos 6. Estratégia Índice 1. Organograma

Leia mais

ISEL. Subestação de Sacavém. Relatório de Visita de Estudo. 6 Dezembro 2005. Secção de Sistemas de Energia

ISEL. Subestação de Sacavém. Relatório de Visita de Estudo. 6 Dezembro 2005. Secção de Sistemas de Energia ISEL INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E AUTOMAÇÃO Relatório de Visita de Estudo 6 Dezembro 2005 Secção de Sistemas de Energia Março 2006 Índice 1. Enquadramento

Leia mais

Postos de transformação. PFS Cabinas Subterrâneas para Postos de Transformação Até 36 kv

Postos de transformação. PFS Cabinas Subterrâneas para Postos de Transformação Até 36 kv Postos de transformação PFS Cabinas Subterrâneas para Postos de Transformação Até 36 kv PFS CABINAS SUBTERRÂNEAS PARA POSTOS DE TRANSFORMAÇÃO DESCRIÇÃO A cabina PFS é uma envolvente monobloco de betão

Leia mais

Ecologicamente correto. Economicamente viável. Socialmente justo. Culturalmente aceito.

Ecologicamente correto. Economicamente viável. Socialmente justo. Culturalmente aceito. Ecologicamente correto Economicamente viável Socialmente justo Culturalmente aceito. ENERGIA SEGURANÇA ETE FIBRA-ÓTICA DADOS TELEFONIA PAVIMENTAÇÃO VIAS PROJETADAS GÁS ETA SINALIZAÇÃO EQUIP. URBANOS ACESSIBILIDADE

Leia mais

A AngoBIM é uma empresa de direito Angolano, sedeada em Talatona, que tem como atividade principal o desenvolvimento de projetos de Arquitectura e de

A AngoBIM é uma empresa de direito Angolano, sedeada em Talatona, que tem como atividade principal o desenvolvimento de projetos de Arquitectura e de A AngoBIM é uma empresa de direito Angolano, sedeada em Talatona, que tem como atividade principal o desenvolvimento de projetos de Arquitectura e de Engenharia, bem como Assistência Técnica e Fiscalização

Leia mais

Assunto: Módulos na área de Instalações Técnicas em Edifícios Prazos de inscrição alargados.

Assunto: Módulos na área de Instalações Técnicas em Edifícios Prazos de inscrição alargados. Diversos Circular n.º 30/2009 3 de Abril de 2009 Assunto: Módulos na área de Instalações Técnicas em Edifícios Prazos de inscrição alargados. Caro Associado: Para Vosso conhecimento, vimos por este meio

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO HOSPITAL DOUTOR MANOEL CONSTÂNCIO INSTALAÇÕES TÉCNICAS. Mestrado em Manutenção Técnica de Edifícios

RELATÓRIO DE ESTÁGIO HOSPITAL DOUTOR MANOEL CONSTÂNCIO INSTALAÇÕES TÉCNICAS. Mestrado em Manutenção Técnica de Edifícios RELATÓRIO DE ESTÁGIO INSTALAÇÕES TÉCNICAS HOSPITAL DOUTOR MANOEL CONSTÂNCIO Mestrado em Manutenção Técnica de Edifícios Fernando Jorge Albino Varela de Oliveira Abrantes Dezembro 2014 ÍNDICE Objectivos

Leia mais

Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992

Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992 Subestações Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992 Parte de um sistema de potência, concentrada em um dado local, compreendendo primordialmente as extremidades de linhas de transmissão

Leia mais

EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES

EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES PROJETOS DE HOSPITAIS SUSTENTÁVEIS EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES É importante destacar os benefícios de um edifício sustentável. Os green buildings podem ser definidos pelas seguintes

Leia mais

Case Study Boavista Golf. Sistema de Monitorização e Controlo da Produção de Água para Rega de Campos de Golfe.

Case Study Boavista Golf. Sistema de Monitorização e Controlo da Produção de Água para Rega de Campos de Golfe. Case Study Boavista Golf Sistema de Monitorização e Controlo da Produção de Água para Rega de Campos de Golfe. Introdução Portugal é considerado, por muitos especialistas, um dos melhores lugares para

Leia mais

INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO

INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO Armários de comando e controlo Características Elaboração: GTRPT Homologação: conforme despacho do CA de 2007-02-13 Edição: 1ª Emissão: EDP Distribuição

Leia mais

INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO

INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO Ensaios de funcionamento e verificações gerais Protocolo de ensaios Elaboração: GTRPT Homologado: conforme despacho do CA de 2007-02-13 Edição: 1ª Emissão:

Leia mais

PROVA DE AVALIAÇÃO TÉCNICO-MILITAR (PARTE ESPECÍFICA) Mecânicos de Electricidade MELECT

PROVA DE AVALIAÇÃO TÉCNICO-MILITAR (PARTE ESPECÍFICA) Mecânicos de Electricidade MELECT PROVA DE AVALIAÇÃO TÉCNICO-MILITAR (PARTE ESPECÍFICA) Mecânicos de MELECT ESTRUTURA DA PROVA Disciplina Capítulo Nº de questões Automação 01 3 02 2 03 2 01 1 Instalações Eléctricas 03 1 04 1 05 1 06 1

Leia mais

SPDA (Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas) É PROIBIDA a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização.

SPDA (Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas) É PROIBIDA a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização. SPDA (Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas) Desenvolvimento de projetos Instalação de sistema de proteção (SPDA) Manutenção do sistema de SPDA Laudo Técnico Medição da resistividade do solo

Leia mais

GRUPO ROLEAR. Porque há coisas que não podem parar!

GRUPO ROLEAR. Porque há coisas que não podem parar! GRUPO ROLEAR Porque há coisas que não podem parar! INOVAÇÃO COMO CHAVE DO SUCESSO Desde 1979, com sede no Algarve, a Rolear resulta da oportunidade identificada pelo espírito empreendedor do nosso fundador

Leia mais

Quem Somos. Desde o seu início que a EDITEME - instalações técnicas em edifícios, Lda. especializou-se em projectos, soluções e serviços de:

Quem Somos. Desde o seu início que a EDITEME - instalações técnicas em edifícios, Lda. especializou-se em projectos, soluções e serviços de: .01 A empresa EDITEME - instalações técnicas em edifícios, Lda. é uma empresa fundada em 2001, assumindo desde essa data um compromisso crescente e suporteado, tanto na área financeira como na capacidade,

Leia mais

LISTA DE ACABAMENTOS E EQUIPAMENTOS ASPECTOS GERAIS

LISTA DE ACABAMENTOS E EQUIPAMENTOS ASPECTOS GERAIS LISTA DE ACABAMENTOS E EQUIPAMENTOS ASPECTOS GERAIS Condomínio privado com entrada controlada e jardim interior, através do qual se acede aos átrios dos apartamentos Estrutura em betão armado, anti-sísmica,

Leia mais

Jayme da costa. A Jayme da Costa desenvolve a sua actividade em várias áreas

Jayme da costa. A Jayme da Costa desenvolve a sua actividade em várias áreas SOMOS ENERGIA Jayme da costa Ao longo dos seus 95 anos de actividade, a Jayme da Costa tornou-se numa das mais conceituadas empresas no ramo da Engenharia. As suas realizações ao nível das instalações

Leia mais

PERÍCIAS DE ENGENHARIA ELÉTRICA

PERÍCIAS DE ENGENHARIA ELÉTRICA PERÍCIAS DE ENGENHARIA ELÉTRICA PERICIAS NAS DIVERSAS ÁREAS DA ENGENHARIA ELÉTRICA 1. PERICIAS EM TRANSFORMADORES Transformadores a óleo e transformadores a seco; Verificação de seus componentes; Ensaios

Leia mais

SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA

SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA Memorial descritivo e de cálculo SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA 1 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. IDENTIFICAÇÃO 3. CARACTERÍSTICAS DA SUBESTAÇÃO 4. PROJETO ELÉTRICO 4.1. MEMORIAL DESCRITIVO

Leia mais

SILECTRIS Sistemas de Energia Eléctrica, Lda

SILECTRIS Sistemas de Energia Eléctrica, Lda SILECTRIS Sistemas de Energia Eléctrica, Lda Rua João Eloy do Amaral, 116 2900-414 Setúbal Tel.: 265 229 180 Fax: 265 237 371 www.silectris.pt SISTEMAS E EQUIPAMENTOS DE PROTECÇÃO, CONTROLO, MEDIDA E AUTOMAÇÃO

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º 5 8 de janeiro de 2016 721

Diário da República, 2.ª série N.º 5 8 de janeiro de 2016 721 Diário da República, 2.ª série N.º 5 8 de janeiro de 2016 721 b) Os perfis de consumo aplicáveis a instalações em Média Tensão (MT), Baixa Tensão Normal (BTN) e Baixa Tensão Especial (BTE), e o diagrama

Leia mais

A excelência ao serviço do cliente

A excelência ao serviço do cliente A ENGIMAGNE A excelência ao serviço do cliente A ENGIMAGNE é uma resposta de excelência para as necessidades de empresas, instituições e particulares em tecnologias e soluções de engenharia, energia e

Leia mais

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO E TELEGESTÃO DE REDES DE REGA EM PRESSÃO. CASO DE ESTUDO. Resumo

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO E TELEGESTÃO DE REDES DE REGA EM PRESSÃO. CASO DE ESTUDO. Resumo SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO E TELEGESTÃO DE REDES DE REGA EM PRESSÃO. CASO DE ESTUDO Autores: ISABEL GRAZINA Eng.ª Civil, EDIA, Rua Zeca Afonso, 2 7800-522 Beja, 00351284315100, igrazina@edia.pt JOSÉ CARLOS

Leia mais

Redes de Distribuição Áreas Urbanas - RDAU

Redes de Distribuição Áreas Urbanas - RDAU Redes de Distribuição Áreas Urbanas - RDAU Normas CEMIG ND2.1 - Instalações Básicas de Redes de Distribuição Áreas Urbanas ND3.1 - Projetos de Redes de Distribuição Aéreas Urbanas RDU Rede de Distribuição

Leia mais

Reforço de Potência Aproveitamento Hidroeléctrico de Vila Nova/Venda Nova. (Venda Nova II) Relatório de Visita de Estudo.

Reforço de Potência Aproveitamento Hidroeléctrico de Vila Nova/Venda Nova. (Venda Nova II) Relatório de Visita de Estudo. ISEL INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E AUTOMAÇÃO Reforço de Potência Aproveitamento Hidroeléctrico de Vila Nova/Venda Nova (Venda Nova II) Relatório

Leia mais

Guia para a elaboração de Estudos de Segurança contra Incêndio em Edifícios Hospitalares G 02/2006

Guia para a elaboração de Estudos de Segurança contra Incêndio em Edifícios Hospitalares G 02/2006 Guia para a elaboração de Estudos de Segurança contra Incêndio em Edifícios Hospitalares G 02/2006 Ficha técnica Número G 02/2006 Data de aprovação JUL 2006 Data de publicação JUL 2006 Data última revisão

Leia mais

SOLUÇÕES INTEGRADAS PARA PROCESSOS ININTERRUPTOS DE PRODUÇÃO

SOLUÇÕES INTEGRADAS PARA PROCESSOS ININTERRUPTOS DE PRODUÇÃO SOLUÇÕES INTEGRADAS PARA PROCESSOS ININTERRUPTOS DE PRODUÇÃO Quem Somos Missão: Ser reconhecida como referência em sistema de adequação de energia com responsabilidade social e ambiental e alto grau de

Leia mais

Curriculum da Empresa

Curriculum da Empresa 1/6 Curriculum da Empresa Firma: ECLICONTROL Engenharia de Climatização e Controlo, Lda. Sede: Urbanização Serrada do Pinhal, Lote 25 Cv. Esq., 2415-468 Leiria NIPC: 505256940 Capital Social: 10.000,00

Leia mais

Despoeiramento industrial Ventilação Ecologia Recuperação de energia Pintura e Acabamento

Despoeiramento industrial Ventilação Ecologia Recuperação de energia Pintura e Acabamento Despoeiramento industrial Ventilação Ecologia Recuperação de energia Pintura e Acabamento A Empresa Sediada na Trofa há mais de 25 anos, somos uma empresa dinâmica que oferece uma gama de soluções que

Leia mais

3ª Jornadas Electrotécnicas Máquinas e Instalações Eléctricas

3ª Jornadas Electrotécnicas Máquinas e Instalações Eléctricas 3ª Jornadas Electrotécnicas Máquinas e Instalações Eléctricas Segurança Contra Incêndios em Edifícios Decreto-Lei 220/2008 Portaria 1532/2008 ISEP- Porto - 2010 ISEP - Abril 2010 Cap Eng Luís Bispo 1 Sumário

Leia mais

SUBESTAÇÃO 300KVA SEC. DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO CE. SEDUC

SUBESTAÇÃO 300KVA SEC. DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO CE. SEDUC Memorial descritivo e de cálculo SUBESTAÇÃO 300KVA SEC. DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO CE. SEDUC 1 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. IDENTIFICAÇÃO 3. CARACTERÍSTICAS DA SUBESTAÇÃO 4. PROJETO ELÉTRICO 4.1. MEMORIAL DESCRITIVO

Leia mais

As exigências de sustentabilidade ambiental e económica estão sempre presentes nas soluções técnicas apresentadas pela FACTORIAL.

As exigências de sustentabilidade ambiental e económica estão sempre presentes nas soluções técnicas apresentadas pela FACTORIAL. QUEM SOMOS A FACTORIAL Desenvolvimento Integrado de Projectos e Construções, Lda. foi fundada em 2006 com o objectivo de prestar serviços na área da engenharia. Actualmente, a FACTORIAL está predominantemente

Leia mais

SISTEMAS PREDIAIS II. Automação Predial

SISTEMAS PREDIAIS II. Automação Predial PCC-2466 SISTEMAS PREDIAIS II Automação Predial Serviços dos Edifícios HIDRÁULICOS Água Fria; Água Gelada; Água Quente; Sistemas de Aquecimento (solar etc.); Esgotos Sanitários; Águas Pluviais; Drenagem

Leia mais

Guia de declaração para equipamentos de AVAC&R. (Aplicação dos DL 230/2004 e 132/2010)

Guia de declaração para equipamentos de AVAC&R. (Aplicação dos DL 230/2004 e 132/2010) (Aplicação dos DL 230/2004 e 132/2010) ÍNDICE 1 Objectivo... 3 2 Porquê esta legislação?... 3 3 Quem está abrangido?... 3 4 Quais os equipamentos abrangidos?... 3 5 Dúvidas frequentes... 5 5.1 Equipamentos

Leia mais

Sumário. Detectores Automáticos. Iluminação de Emergência. Prof. Ivan Bottger

Sumário. Detectores Automáticos. Iluminação de Emergência. Prof. Ivan Bottger Sumário Detectores Automáticos Iluminação de Emergência Sumário Análise de riscos Resistência / Reação Atuação Detecção Extinção Retirada dos ocupantes Detectores Automáticos NBR 17240:2011 - Execução

Leia mais

FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN Edifícios da Sede e Museu e Centro de Arte Moderna. Serviços Centrais

FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN Edifícios da Sede e Museu e Centro de Arte Moderna. Serviços Centrais 1 Os edifícios da Sede e Museu foram inaugurados em 1969, 7 anos depois do início da construção, sendo o projecto dos arquitectos Alberto Pessoa, Pedro Cid e Ruy d Athouguia; Os jardins são projecto dos

Leia mais

CLIMATIZAÇÃO. Relação de Entradas e Saídas

CLIMATIZAÇÃO. Relação de Entradas e Saídas CLIMATIZAÇÃO O exemplo apresentado aqui controla um sistema que envolve bombas, torres, chillers e fan-coils para climatização ambiente para conforto térmico. Pode-se montar controles para sistemas dos

Leia mais

Memorial Descritivo. Montreal Plaza

Memorial Descritivo. Montreal Plaza Memorial Descritivo Montreal Plaza MEMORIAL DESCRITIVO MONTREAL PLAZA A - INSTALAÇÕES PREDIAIS 1. SISTEMA AUXILIAR DE ENERGIA (GERADOR) Instalação de um grupo de geradores para atender: Área comum: Recepção,

Leia mais

PROJETISTAS CONTRATADOS Arquitetura Konisgberger &Vanucchi Arquitetura Legal Baggio&Schiavon Paisagismo Benedito Abbud Fundação Consultrix Estrutura

PROJETISTAS CONTRATADOS Arquitetura Konisgberger &Vanucchi Arquitetura Legal Baggio&Schiavon Paisagismo Benedito Abbud Fundação Consultrix Estrutura PROJETISTAS CONTRATADOS Arquitetura Konisgberger &Vanucchi Arquitetura Legal Baggio&Schiavon Paisagismo Benedito Abbud Fundação Consultrix Estrutura França&Associados e A.S. Estruturas Elétrica e Automação

Leia mais

S A D I José Rui Ferreira

S A D I José Rui Ferreira Concepção de Instalações Eléctricas S A D I José Rui Ferreira Setembro 2000 SADI - Sistema Automático de Detecção de Incêndios Índice - Introdução - Equipamento - Concepção da instalação - Instalação eléctrica

Leia mais

OMNIMETAL we think... we do.

OMNIMETAL we think... we do. we think... we do. OMNIMETAL we think... we do. A Omnimetal, fundada a 29 de Setembro de 1998, é uma empresa portuguesa de âmbito familiar que junta duas gerações na sua gestão, pai e filho. Tendo como

Leia mais

Questionário Preliminar de Risco

Questionário Preliminar de Risco Questionário Preliminar de Risco MULTIRISCOS PME Identificação interna Sucursal Comercial Técnico Agente / Corretor Data da visita Referência Proponente Nome Morada Ocupação do risco Código Postal DESCRIÇÃO

Leia mais

Manual de Execução de Trabalhos em Equipamento de Contagem de Energia e de Controlo de Potência em instalações BTN ÍNDICE

Manual de Execução de Trabalhos em Equipamento de Contagem de Energia e de Controlo de Potência em instalações BTN ÍNDICE Manual de Execução de Trabalhos em Equipamento de Contagem de Energia e de Controlo de Potência em instalações BTN ÍNDICE 1. Localização e montagem... 2 1.1. Equipamento de contagem... 2 1.2. Dispositivos

Leia mais

ELÉTRICA MECÂNICA UTILIDADES

ELÉTRICA MECÂNICA UTILIDADES Tecnologia Qualidade Eficiência Montagem, Instalação e Manutenção Industrial GRUPO TÉCNICO DE ELETROMECÂNICA ELÉTRICA MECÂNICA UTILIDADES Material para veiculação interna e externa. É expressamente vedada

Leia mais

A C E S S I B I L I D A D E S O L U Ç Õ E S D E D O M U S L I F T O Domuslift é o elevador ideal para moradias (novas ou existentes) proporcionando estilo e comodidade de vida, podendo também ser utilizado

Leia mais

Ligações às redes de energia eléctrica de instalações consumidoras (em vigor a partir de 12 de maio de 2013)

Ligações às redes de energia eléctrica de instalações consumidoras (em vigor a partir de 12 de maio de 2013) Ligações às redes de energia eléctrica de instalações consumidoras (em vigor a partir de 12 de maio de 2013) Novembro de 2012 Índice Competências da ERSE Princípios e conceitos gerais Potência requisitada

Leia mais

Atuando no mercado brasileiro, fabricando equipamentos nas áreas de caldeiraria e serralheria industrial.

Atuando no mercado brasileiro, fabricando equipamentos nas áreas de caldeiraria e serralheria industrial. Atuando no mercado brasileiro, fabricando equipamentos nas áreas de caldeiraria e serralheria industrial. A trabalha dentro de normas. Como: NBR, ASME, DIN, API e etc. Nosso galpão industrial comporta

Leia mais

Soluções DataCenter Servidores

Soluções DataCenter Servidores Apresentação A gama de armários para DataCenter Olirack foi concebida para a instalação de equipamentos de telecomunicações e informáticos. Os espaços DataCenter são projectados para serem extremamente

Leia mais

Arthur Boin Construções R. Pirassununga, 355 Chácara da Barra Campinas SP. CEP. 13.090-761 fone / fax (19) 3201 1070

Arthur Boin Construções R. Pirassununga, 355 Chácara da Barra Campinas SP. CEP. 13.090-761 fone / fax (19) 3201 1070 Arthur Boin Construções R. Pirassununga, 355 Chácara da Barra Campinas SP. CEP. 13.090-761 fone / fax (19) 3201 1070 Quem Somos Somos um grupo de profissionais que atuam no desenvolvimento de projetos

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Workshop Etapa BRASÍLIA CEB CEB 01 UPS 150 kva IGBT/IGBT BASEADO NAS INFORMAÇÕES DO DIAGRAMA UNIFILAR APRESENTADO, DEFINIR: 1 - Corrente nominal

Leia mais

Somos uma empresa portuguesa presente em mais de 65 países, nos 5 continentes.

Somos uma empresa portuguesa presente em mais de 65 países, nos 5 continentes. E F A C E C Transformadores de Distribuição Comportamento dos transformadores secos ao fogo DTEN 2010 1 O Grupo Efacec Somos uma empresa portuguesa presente em mais de 65 países, nos 5 continentes. Temos

Leia mais

Curso de Formação de. Actualização de Projectista ITED 2 (175h) Curso de Formação de. Actualização de Projectista ITED 2 (175h)

Curso de Formação de. Actualização de Projectista ITED 2 (175h) Curso de Formação de. Actualização de Projectista ITED 2 (175h) Curso de Formação de O curso tem como objectivos específicos, dotar os participantes de conhecimentos que lhes permitam: Obter a RENOVAÇÃO da CERTIFICAÇÃO reconhecida pela ANACOM como técnico de projecto

Leia mais

ELIPSE POWER AUTOMATIZA A SUBESTAÇÃO CRUZ ALTA DA CPFL, UTILIZANDO OS PROTOCOLOS IEC 61850 E DNP3

ELIPSE POWER AUTOMATIZA A SUBESTAÇÃO CRUZ ALTA DA CPFL, UTILIZANDO OS PROTOCOLOS IEC 61850 E DNP3 ELIPSE POWER AUTOMATIZA A SUBESTAÇÃO CRUZ ALTA DA CPFL, UTILIZANDO OS PROTOCOLOS IEC 61850 E DNP3 Solução da Elipse Software apresenta rápida integração com os equipamentos da subestação localizada em

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL OPERADOR(A) DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Operador/a de Electrónica Nível 2 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/16

PERFIL PROFISSIONAL OPERADOR(A) DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Operador/a de Electrónica Nível 2 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/16 PERFIL PROFISSIONAL OPERADOR(A) DE ELECTRÓNICA PERFIL PROFISSIONAL Operador/a de Electrónica Nível 2 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/16 ÁREA DE ACTIVIDADE - ELECTRÓNICA E AUTOMAÇÃO OBJECTIVO GLOBAL

Leia mais

Segurança em Túneis Rodoviários Urbanos

Segurança em Túneis Rodoviários Urbanos Segurança em Túneis Rodoviários Urbanos João Palma C. Oliveira Costa João Viegas LNEC/CIC/NSE LNEC/CIC/Ch LNEC/DED/NAICI Segurança em Túneis Rodoviários Urbanos RESUMO: Introdução Tecnologias para a redução

Leia mais

Prestígio numa localização privilegiada. T1 I Área privativa de 100 m 2 I Vista e exposição solar

Prestígio numa localização privilegiada. T1 I Área privativa de 100 m 2 I Vista e exposição solar Prestígio numa localização privilegiada T1 I Área privativa de 100 m 2 I Vista e exposição solar T1 exclusivo no último andar, com 100 m 2 de área privativa, excelente exposição solar e uma vista deslumbrante

Leia mais

BELÉM RESIDENCE MAPA DE ACABAMENTOS. - Pavimento flutuante com acabamento em madeira de carvalho envernizada.

BELÉM RESIDENCE MAPA DE ACABAMENTOS. - Pavimento flutuante com acabamento em madeira de carvalho envernizada. BELÉM RESIDENCE MAPA DE ACABAMENTOS APARTAMENTOS VESTÍBULOS E CIRCULAÇÕES - Pavimento flutuante com acabamento em madeira de carvalho envernizada. - Rodapé em mdf (medium density fiberboard) hidrófugo

Leia mais

Escolha o melhor parceiro para estar entre os maiores. Escolha TSE ENERGIA E AUTOMAÇÃO. www.grupotse.com.br

Escolha o melhor parceiro para estar entre os maiores. Escolha TSE ENERGIA E AUTOMAÇÃO. www.grupotse.com.br Escolha o melhor parceiro para estar entre os maiores. Escolha TSE www.grupotse.com.br I. A EMPRESA II. SERVIÇOS III. CLIENTES IV. CERTIFICAÇÕES V. CASES www.grupotse.com.br A Empresa Com Matriz em São

Leia mais

TRANSFORMADORES MOLDADOS EM RESINA

TRANSFORMADORES MOLDADOS EM RESINA MODELO TAM TRANSFORMADORES - TIPO TAM Os transformadores a seco moldados em resina epóxi são indicados para operar em locais que exigem segurança, os materiais utilizados em sua construção são de difícil

Leia mais

INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO

INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO Projecto-tipo Memória descritiva Elaboração: INTS, ICTS, ICSE, ISTS, DNT Homologado: conforme despacho do CA de 2007-02-13 Edição: 1ª Emissão: EDP Distribuição

Leia mais

Fornecemos energia que gera desenvolvimento e segurança de forma inteligente e sustentável. A P3 Engenharia Elétrica é especializada no

Fornecemos energia que gera desenvolvimento e segurança de forma inteligente e sustentável. A P3 Engenharia Elétrica é especializada no Energia ao seu alcance Fornecemos energia que gera desenvolvimento e segurança de forma inteligente e sustentável. A P3 Engenharia Elétrica é especializada no desenvolvimento de projetos elétricos, laudos,

Leia mais

INSTALAÇÕES TÉCNICAS

INSTALAÇÕES TÉCNICAS SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EM EDIFÍCIOS RT-SCIE INSTALAÇÕES TÉCNICAS Carlos Ferreira de Castro Novembro de 2009 1 Regulamento Técnico de SCIE Temas a abordar: Instalações Técnicas - Condições Gerais Critérios

Leia mais

ACSS ACSS. ACSS Unidade de Instalações e Equipamentos. Especificações técnicas para Ar Comprimido Industrial em EdifíciosHospitalares.

ACSS ACSS. ACSS Unidade de Instalações e Equipamentos. Especificações técnicas para Ar Comprimido Industrial em EdifíciosHospitalares. Guia para Especificações técnicas para Ar Comprimido Industrial em EdifíciosHospitalares ET 08/2010 V. 2013 ACSS Administração Central do Sistema de Saúde, IP ACSS ACSS Unidade de Instalações e Equipamentos

Leia mais

Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto TEMA: Distribuição eléctrica na FEUP PROBLEMA: Como é feita a distribuição de energia eléctrica na FEUP ALUNOS: Ana Barros, João Carvalho, Maria Ribeiro,

Leia mais

CORRECÇÃO DO FACTOR DE POTÊNCIA DE UMA INSTALAÇÃO ELÉCTRICA

CORRECÇÃO DO FACTOR DE POTÊNCIA DE UMA INSTALAÇÃO ELÉCTRICA CORRECÇÃO DO FACTOR DE POTÊNCIA DE UMA INSTALAÇÃO ELÉCTRICA Sobre o custo da energia eléctrica inside, consideravelmente, a penalização por baixo factor de potência (Cos ϕ) de acordo com o contrato com

Leia mais

ENERGIA RENOVÁVEIS & EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

ENERGIA RENOVÁVEIS & EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ENERGIA RENOVÁVEIS & EFICIÊNCIA ENERGÉTICA SUPERINTENDÊNCIA DE PROJETOS DE GERAÇÃO (SPG) CHESF 1 TEMAS ABORDADOS PERFIL DA CHESF MATRIZ ENERGÉTICA FONTES DE ENERGIA RENOVÁVEIS & NUCLEAR ASPECTOS ECONÔMICOS

Leia mais

Infinity Tower características de projeto e tecnologia de sistemas prediais para a sustentabilidade.

Infinity Tower características de projeto e tecnologia de sistemas prediais para a sustentabilidade. Realização: Parceiro: Infinity Tower características de projeto e tecnologia de sistemas prediais para a sustentabilidade. Cesar Ramos - Gerente de projetos da Yuny Incorporadora Daniel Gallo - Gerente

Leia mais

OUTRAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

OUTRAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS OUTRAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Documento complementar ao Guia de medição, leitura e disponibilização de dados Regras relativas à instalação, manutenção e verificação de equipamentos de medição, cabos e outros

Leia mais

MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA PESQUEIRA DO ANO 2009

MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA PESQUEIRA DO ANO 2009 PÁGINA : 1 1. FUNÇÕES GERAIS 200.000,00 200.000,00 200.000,00 1.1. 180.000,00 180.000,00 180.000,00 1.1.1. ADMINISTRAÇÃO GERAL 180.000,00 180.000,00 180.000,00 1.1.1. 01 2005 ADMINISTRAÇÃO GERAL 55.000,00

Leia mais

Posto de transformação compacto de manobra interior MT/BT até 1000 kva - 24/36 KV KIOBLOC. índice. apresentação 2. características 3.

Posto de transformação compacto de manobra interior MT/BT até 1000 kva - 24/36 KV KIOBLOC. índice. apresentação 2. características 3. Posto de transformação compacto de manobra interior MT/BT até 1000 kva - 24/36 KV KIOBLOC índice apresentação 2 características 3 componentes 4 instalação 5 gama 6 escolha 8 planos 10 MERLIN GERIN 3 apresentação

Leia mais

www.pratil.com.br Infraestrutura Elétrica AT (69kW) UNIFOR PROPOSTA COMERCIAL Fortaleza, 16 de Abril de 2014

www.pratil.com.br Infraestrutura Elétrica AT (69kW) UNIFOR PROPOSTA COMERCIAL Fortaleza, 16 de Abril de 2014 Infraestrutura Elétrica AT (69kW) UNIFOR PROPOSTA COMERCIAL Fortaleza, 16 de Abril de 2014 Eduardo Guimarães E-mail.: eduguimarães@pratil.com.br Cel.: (85) 9635-2993 Tel.: (85) 3133-9404 Rua Vicente Linhares,

Leia mais

Central de Produção de Energia Eléctrica

Central de Produção de Energia Eléctrica Central de Produção de Energia Eléctrica Ref.ª CPEE Tipo 1 Tipo 2 Tipo 3 Tipo 4 Tipo 5 5 a 25 kva 25 a 150 kva 150 a 500 kva 500 a 1.000 kva 1.000 a 2.700 kva Pág. 1 ! Combustível Diesel! Frequência 50

Leia mais

INSTALAÇÕES AT E MT. Postos de transformação pré-fabricados (prontos a instalar) DMA-C13-912/N NOV 2011. Características e ensaios

INSTALAÇÕES AT E MT. Postos de transformação pré-fabricados (prontos a instalar) DMA-C13-912/N NOV 2011. Características e ensaios INSTALAÇÕES AT E MT Postos de transformação pré-fabricados (prontos a instalar) Características e ensaios Elaboração: DTI Homologação: conforme despacho do CA de 2011-11-02 Edição: 1ª Emissão: EDP Distribuição

Leia mais