Deputada Maria Fernanda Lay

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Deputada Maria Fernanda Lay"

Transcrição

1 Deputada Maria Fernanda Lay Timor Leste

2 PERCENTAGEM DAS VÍTIMAS DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA NO MUNDO OMS 33% das mulheres no mundo têm sido fisica i ou sexualmente agredidas por um parceiro antigo ou atual. Região OMS Percentagem das mulheres que denunciam violência doméstica ou violência por um não parceiro Países de baixa e média renda África, 45.6 Américas 36.1 Mediterrâneo Oriental 36.4 Europa 27.2 Sudeste Asiático 40.2 Pacífico Ocidental 27.9a Países de alta renda 32.7

3 O QUE É A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E PORQUÊ? VIOLÊNCIA DOMÉSTICA É UM DOS ABUSOS MAIS COMUNS, MAS O DIREITO HUMANO MENOS RECONHECIDO NO MUNDO. VIOLÊNCIA DOMÉSTICA = VIOLÊNCIA FÍSICA, SEXUAL, ECONÓMICA E PSICOLÓGICA DAS MULHERES E MENINAS NO LAR. AS MULHERES E MENINAS SÃO VULNERÁVEIS À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA POR CAUSA DE NORMAS SOCIAIS E CRENÇAS QUE REFORÇAM O ESTATUTO SUBORDINADO DAS MULHERES E MENINAS EM MUITAS SOCIEDADES.

4 ESTATÍSTICA EM TIMOR LESTE Dados da Pesquisa sobre Demografia e Saúde de Timor Leste % DAS JOVENS TIMORENSES RELATARAM QUE SOFRERAM ALGUMA FORMA DE ABUSO FÍSICO DESDE A IDADE DE 15 ANOS E AQUELAS COM IDADES ENTRE ANOS ESTÃO PARTICULARMENTE EM RISCO DE ABUSO. ASIA FOUNDATION 21% DOS ENTREVISTADOS ACREDITAM QUE UM HOMEM TEM O DIREITO DE BATER NA SUA ESPOSA SE ELA SE COMPORTAR MAL. UM ESTUDO EM 2009/10 CONSTATOU QUE 86% DAS MULHERES E 81% DOS HOMENS ACREDITAM QUE SE JUSTIFICA O MARIDO BATER NA SUA MULHER EM DETERMINADAS CIRCUNSTÂNCIAS.

5 A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA É UM ASSUNTO PRIVADO A MAIORIADAPOPULAÇÃOTIMORENSEACREDITAQUEAVIOLÊNCIA DE GÉNERO E A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA SÃO UM ASSUNTO PRIVADO, DE DENTRO DOS LARES E DAS FAMÍLIAS, EÉPERCEBIDA COMO FORA DO ALCANCE PÚBLICO OU DE PREOCUPAÇÃO. AS NORMAS SOCIAIS E CRENÇAS SOBRE O PAPEL DA MULHERE E A SEXUALIDADE DAS MULHERES FAZEM DA DISCUSSÃO SOBRE A VIOLÊNCIA SEXUAL E BASEADA NO GÉNERO CULTURALMENTE UM TABU.

6 DESAFIOS PARA A EFETIVA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI AS BARREIRAS LINGUÍSTICAS, O CONHECIMENTO LIMITADO DE DIREITOS E A FALTA DE ACESSO A SERVIÇOS DE APOIO, IMPEDEM O ACESSO DAS MULHERES À JUSTIÇA E À ASSISTÊNCIA NA MUDANÇA DAS SUAS CIRCUNSTÂNCIAS. A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E MAIS CASOS DE VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA AS MULHERES SÃO MEDIADOS EM FÓRUNS DE JUSTIÇA TRADICIONAIS, NEM SEMPRE COMPATÍVEIS COM AS NORMAS INTERNACIONAIS DE DIREITOS HUMANOS OU DO DIREITO TIMORENSE

7 A LEI CONTRA A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA EM TIMOR-LESTE E L C V Ê D É EM 2010, A LEI CONTRA A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA FOI APROVADA. VIOLÊNCIA DOMÉSTICA =CRIME PÚBLICO (OBRIGA AS AUTORIDADES A INVESTIGAR E PUNIR SUPOSTOS CRIMINOSOS, E REMOVENDO A NECESSIDADE DE QUE O PROCESSO DEVE BASEAR SE NA QUEIXA DO SOBREVIVENTE).

8 NOS TERMOS DO ARTIGO 13.º (N.º1) DA LEI CONTRA A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA, O GOVERNO DE TIMOR-LESTE É RESPONSÁVEL PELO DESENVOLVIMENTO DE UM PLANO NACIONAL DE AÇÃO (PNA) PARA A PREVENÇÃO E SERVIÇOS NA ÁREA DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA", O PLANO DE AÇÃO NACIONAL É DIVIDIDO EM QUATRO SECÇÕES DIFERENTES. 1) PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA DE GÉNERO; 2) PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ÀS VÍTIMAS; 3) ENTREGA À JUSTIÇA; 4) COORDENAÇÃO, ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO. Ç O.

9 AS BARREIRAS PARA A EFETIVA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI ACESSO À INFORMAÇÃO AS INFORMAÇÕES SOBRE A ILEGALIDADE DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E AS INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE O GÉNERO NÃO TÊM SIDO AMPLAMENTE DISTRIBUÍDAS. FALTA DA COMPRENSÃO MUITAS MULHERES NÃO ENTENDEM, NEM SABEM COMO PROCESSAR UM CASO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E QUAIS SÃO OS SEUS DIREITOS ENQUANTO VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA. POUCA PROTEÇÃO ÀS VÍTIMAS PARA ADQUIRIR UMA ORDEM DE PROTEÇÃO, UMA VÍTIMA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA TÊM QUE OBTER UMA ORDEM ATRAVÉS DE UM PROCESSO PENAL.

10 AS BARREIRAS PARA A EFETIVA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI TEMPO POLÍCIA PRECISA REMETER UM PROCESSO PARA O GABINETE DO PROCURADOR GERAL DENTRO DE UM PRAZO DE 5 DIAS. NO ENTANTO,O TEMPO MÉDIO PARA PROCESSAR UM CASO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA É NORMALMENTE DE CERCA DE UM ANO LOGÍSTICA POBRE EM TIMOR LESTE E A FALTA DE ACESSO A SERVIÇOS ESSENCIAIS, MUITAS VÍTIMAS ACHAM QUE NÃO PODEM SUPORTAR A DESPESA DE VIAJAR PARA O HOSPITAL, A ESQUADRA A DE POLÍCIA AOU OS TRIBUNAIS. AS

11 AS BARREIRAS PARA A EFETIVA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI ATITUDES TRADICIONAIS NÃO TRATAM A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA COM A SERIEDADE QUE ESTA MERECE. MUITOS ACREDITAM QUE PARA RECEBER ATENÇÃO SÉRIA, A MULHER PRECISA ESTAR A SANGRAR OU TER SIDO SERIAMENTE ESPANCADA. VIOLÊNCIA DOMÉSTICA AINDA É UMA QUESTÃO PRIVADA. NÃO VEEM A MEDIAÇÃO E A "RESOLUÇÃO" DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA COMO UMA PRIORIDADE, POR ISSO NÃO QUEREM PUNIROAUTORDOCRIMEEACABARCOMAVIOLÊNCIA.O OBJETIVO PRINCIPAL NESTES CASOS É SOBRETUDO RESTABELECER A "HARMONIA"" NA FAMÍLIA ENÃOPUNIROATOR.

12 CONCLUSÕES A LEI ENTROU EM VIGOR APENAS HĀ TRES ANOS DEMORA TEMPO PARA SER EFECTIVA PRECISARMOS DE VONTADE POLÍTICA PARA IMPLEMENTAR A LEI. UM PLANO ESTRATÉGICO TEM QUE INCLUIR A MUDANÇA DAS ATITUDES E A LEI TEM QUE SER DIVULGADA POR TODO O PAÍS NÓS, COMO PARLAMENTARES, TEMOS QUE MONITORIZAR E AVALIAR A IMPLEMENTAÇÃO DALEIE GARANTIR QUE A VOZ DE CADA MULHER SEJA OUVIDA

13 CONCLUSÕES er_embedded

ESTRUTURA DA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA SENASP (1/5) (Decreto nº de 12 de fevereiro de 2016)

ESTRUTURA DA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA SENASP (1/5) (Decreto nº de 12 de fevereiro de 2016) ESTRUTURA DA SECRETARIA NACIONAL DE SENASP (1/5) SECRETARIA NACIONAL DE ASSESSOR DAS 102.4 DAS 101.6 Conselho Nacional de Segurança Pública CHEFE DE GABINETE DE INTELIGÊNCIA ENFRENTAMENTO ÀS AÇÕES CRIMINOSAS

Leia mais

Desde 1998, 18 condenações por aborto 24-Jan-2007

Desde 1998, 18 condenações por aborto 24-Jan-2007 Desde 1998, 18 condenações por aborto 24-Jan-2007 As deputadas Helena Pinto, Sónia Fertuzinhos e Sónia Sanfona, do movimento Voto Sim, denunciaram que desde 1998 houve, por crime de aborto, 34 processos

Leia mais

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNFPA FUNDO DE POPULAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNFPA FUNDO DE POPULAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNFPA FUNDO DE POPULAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS COPATROCINADORES UNAIDS 2015 UNFPA O QUE É O UNFPA? O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) se esforça para oferecer um mundo

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES

Ministério da Educação - MEC Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Programa: 2007 janeiro-2007 a janeiro-2007 90 80 70 60 50 40 30 20 10 Programa: 2006 janeiro-2006 a dezembro-2006 90 80 70 60 50 40 30 20 10 TIMOR LESTE Programa: 2005 janeiro-2005 a dezembro-2005 90 80

Leia mais

Direitos Humanos das Mulheres

Direitos Humanos das Mulheres Direitos Humanos das Mulheres Federal Ministry for Foreign Affairs of Austria Direitos Humanos O avanço das mulheres e a conquista da igualdade entre mulheres e homens são uma questão de direitos humanos

Leia mais

Convenção do Conselho da Europa para a Proteção das Crianças contra a Exploração

Convenção do Conselho da Europa para a Proteção das Crianças contra a Exploração REPÚBLICA PORTUGUESA EDUCAÇÃO CADERNO DIGITAL Convenção do Conselho da Europa para a Proteção das Crianças contra a Exploração Sexual e os Abusos Sexuais (CONVENÇÃO DE LANZAROTE 25.10.2007) VERSÃO AMIGÁVEL

Leia mais

A aplicação da lei de violência doméstica em Moçambique: constrangimentos institucionais e culturais

A aplicação da lei de violência doméstica em Moçambique: constrangimentos institucionais e culturais A aplicação da lei de violência doméstica em Moçambique: constrangimentos institucionais e culturais (Síntese a partir dos slides) Por Joaquim Nhampoca (Departamento da Mulher e da Criança, Ministério

Leia mais

A EXPLORAÇÃO SEXUAL. Vamos entender como juntos podemos proteger crianças e adolescentes dessa grave violação de direitos.

A EXPLORAÇÃO SEXUAL. Vamos entender como juntos podemos proteger crianças e adolescentes dessa grave violação de direitos. A EXPLORAÇÃO SEXUAL Vamos entender como juntos podemos proteger crianças e adolescentes dessa grave violação de direitos. Por que esta causa? É uma das mais graves violações de direitos humanos. Quando

Leia mais

Convenção de Istambul

Convenção de Istambul CONVENÇÃO DO CONSELHO DA EUROPA PARA A PREVENÇÃO E O COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES E A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA Convenção de Istambul LIVRE DO MEDO LIVRE DA VIOLÊNCIA QUAL É O OBJETIVO DA CONVENÇÃO?

Leia mais

IGUALDADE NÃO É (SÓ) QUESTÃO DE MULHERES

IGUALDADE NÃO É (SÓ) QUESTÃO DE MULHERES IGUALDADE NÃO É (SÓ) QUESTÃO DE MULHERES TERESA MANECA LIMA SÍLVIA ROQUE DIFERENÇAS ENTRE HOMENS E MULHERES APENAS UMA QUESTÃO DE SEXO? SEXO GÉNERO SEXO: conjunto de características biológicas e reprodutivas

Leia mais

PLANOS DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR

PLANOS DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR S DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR ANÁLISE DA SITUAÇÃO NACIONAL 1. Identificar causas/ fatores de vulnerabilidade e modalidades de violência sexual contra

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Violência doméstica e a Lei 9.099/95 (Juizados especiais criminais) Edison Miguel da Silva Jr * Generaliza-se pelos meios de comunicação que a violência doméstica perpetrada contra

Leia mais

Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher. Pesquisa de opinião pública nacional

Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher. Pesquisa de opinião pública nacional Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher Pesquisa de opinião pública nacional Mulheres acham que violência doméstica cresceu. E a proteção legal também Pesquisa nacional do DataSenado, concluída

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 62/XIII

PROJETO DE LEI N.º 62/XIII PROJETO DE LEI N.º 62/XIII 41ª ALTERAÇÃO AO CÓDIGO PENAL, APROVADO PELO DECRETO-LEI N.º 400/82, DE 23 DE SETEMBRO, CRIMINALIZANDO UM CONJUNTO DE CONDUTAS QUE ATENTAM CONTRA OS DIREITOS FUNDAMENTAIS DOS

Leia mais

PARECER Nº 6200 EGRÉGIA CÂMARA

PARECER Nº 6200 EGRÉGIA CÂMARA PROCESSO Nº 0018270-65.2010.8.05.0080 CONFLITO NEGATIVO DE COMPETÊNCIA SUSCITANTE: JUIZ DE DIREITO DE FEIRA DE SANTANA - 1ª VARA CRIMINAL SUSCITADO: JUIZ DE DIREITO DE FEIRA DE SANTANA VARA DE VIOLÊNCIA

Leia mais

PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL MEDIA COMPLEXIDADE

PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL MEDIA COMPLEXIDADE OBJETIVO: Prestar atendimento especializado às famílias e indivíduos cujos direitos tenham sido ameaçados ou violados e/ou que já tenha ocorrido rompimento familiar ou comunitário. PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 515/XII

PROJETO DE LEI N.º 515/XII PROJETO DE LEI N.º 515/XII PROCEDE À 31.ª ALTERAÇÃO AO CÓDIGO PENAL, APROVADO PELO DECRETO-LEI N.º 400/82, DE 23 DE SETEMBRO, CRIANDO O CRIME DE MUTILAÇÃO GENITAL FEMININA Exposição de motivos 1 A Mutilação

Leia mais

Casos de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher cadastrados em Macapá

Casos de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher cadastrados em Macapá Casos de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher cadastrados em Macapá No ano de 2012, foram cadastrados pela Promotoria de Justiça de Defesa da Mulher de Macapá, através do Sistema de Cadastro

Leia mais

3. Roteiro de perguntas para serem aplicadas na tomada de declarações ou oitivas dasvítimas indiretas e testemunhas

3. Roteiro de perguntas para serem aplicadas na tomada de declarações ou oitivas dasvítimas indiretas e testemunhas 3. Roteiro de perguntas para serem aplicadas na tomada de declarações ou oitivas dasvítimas indiretas e testemunhas As questões abaixo contribuem para ilustrar comportamentos prévios de violência contra

Leia mais

COORDENADORIA DA MULHER DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SERGIPE PROJETO INTERIOR EM REDE

COORDENADORIA DA MULHER DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SERGIPE PROJETO INTERIOR EM REDE COORDENADORIA DA MULHER DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SERGIPE PROJETO INTERIOR EM REDE Aracaju-SE Abril/2016 1. APRESENTAÇÃO A Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça de Sergipe tem como competência

Leia mais

coleção Conversas ESPECIAL Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas ESPECIAL Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. coleção Conversas ESPECIAL Eu do não meu suporto marido. mais O apanhar que eu faço Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. Essa Coleção CONVERSAS Especial é uma homenagem

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br A Questão Da Renúncia À Representação Na Ação Penal Pública Por Crime De Lesão Corporal Resultante De Violência Doméstica Ou Familiar Contra A Mulher (Lei N. 11.340, De 7 De Agosto

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE IVAIPORÃ-PR PROGRAMA INTERSETORIAL DE ENFRENTAMENTO ÀS SITUAÇÕES DE VIOLÊNCIAS

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE IVAIPORÃ-PR PROGRAMA INTERSETORIAL DE ENFRENTAMENTO ÀS SITUAÇÕES DE VIOLÊNCIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE IVAIPORÃ-PR PROGRAMA INTERSETORIAL DE ENFRENTAMENTO ÀS SITUAÇÕES DE VIOLÊNCIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE IVAIPORÃ-PR Nova estratégia de gestão em redes em matéria

Leia mais

PROGRAMA DE ACÇÃO SAÚDE. - Advocacia junto ao Ministério da Saúde para criação de mais centros de testagem voluntária.

PROGRAMA DE ACÇÃO SAÚDE. - Advocacia junto ao Ministério da Saúde para criação de mais centros de testagem voluntária. PROGRAMA DE ACÇÃO A diversidade e complexidade dos assuntos integrados no programa de acção da OMA permitirá obter soluções eficazes nos cuidados primários de saúde, particularmente na saúde reprodutiva

Leia mais

Conferência Internacional do Trabalho

Conferência Internacional do Trabalho Conferência Internacional do Trabalho PROTOCOLO À CONVENÇÃO 29 PROTOCOLO À CONVENÇÃO SOBRE TRABALHO FORÇADO, 1930, ADOTADA PELA CONFERÊNCIA EM SUA CENTÉSIMA TERCEIRA SESSÃO, GENEBRA, 11 DE JUNHO DE 2014

Leia mais

Sustentabilidade: Desafio Actual do Ensino Superior

Sustentabilidade: Desafio Actual do Ensino Superior Os desafios da Gestão e da Qualidade do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa 15 de Novembro de 2011 Sustentabilidade: Desafio Actual do Ensino Superior Instituto Superior Técnico,

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 659/XII/4.ª

PROJETO DE LEI N.º 659/XII/4.ª PROJETO DE LEI N.º 659/XII/4.ª Procede à alteração do Código Penal, criando os crimes de perseguição e casamento forçado em cumprimento do disposto na Convenção de Istambul Exposição de Motivos Nos últimos

Leia mais

Você já ouviu falar sobre a IGUALDADE DE GÊNERO? Saiba do que se trata e entenda o problema para as crianças, jovens e adultos se essa igualdade não

Você já ouviu falar sobre a IGUALDADE DE GÊNERO? Saiba do que se trata e entenda o problema para as crianças, jovens e adultos se essa igualdade não Você já ouviu falar sobre a IGUALDADE DE GÊNERO? Saiba do que se trata e entenda o problema para as crianças, jovens e adultos se essa igualdade não for ensinada na escola! O QUE É A IGUALDADE DE GÊNERO?

Leia mais

O tráfico de pessoas para fins de exploração sexual

O tráfico de pessoas para fins de exploração sexual O que você precisa saber sobre O tráfico de pessoas para fins de exploração sexual CEDCA / PR Copyright Fundação Nosso Lar Projeto gráfico: Carlos Luz; Edição final: Valtenir Lazzarini; Supervisão do Projeto:

Leia mais

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 ACNUR ALTO COMISSARIADO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA REFUGIADOS

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 ACNUR ALTO COMISSARIADO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA REFUGIADOS COPATROCINADOR UNAIDS 2015 ACNUR ALTO COMISSARIADO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA REFUGIADOS COPATROCINADORES UNAIDS 2015 ACNUR O QUE É ACNUR? Estigma e discriminação continuam a ser um importante obstáculo para

Leia mais

META 2017 Tolerância Valor crítico PESO Mês RESULTADO TAXA REALIZAÇÃO CLASSIFICAÇÃO 80% 80% 80% 10% 100% 20% 90% 90% 90% 0% 100% 50%

META 2017 Tolerância Valor crítico PESO Mês RESULTADO TAXA REALIZAÇÃO CLASSIFICAÇÃO 80% 80% 80% 10% 100% 20% 90% 90% 90% 0% 100% 50% ANO: 2017 Ministério da Justiça Direção-Geral da Política de Justiça MISSÃO: A DGPJ tem por missão prestar apoio técnico, acompanhar e monitorizar políticas, organizar e fomentar o recurso aos tribunais

Leia mais

Da Ordem Social: da família, da criança, do adolescente e do idoso.

Da Ordem Social: da família, da criança, do adolescente e do idoso. Da Ordem Social: da família, da criança, do adolescente e do idoso. Cretella Júnior e Cretella Neto Direito Constitucional III Prof. Dr. João Miguel da Luz Rivero jmlrivero@gmail.com Base da ordem social

Leia mais

VÜ Åxá wx exáñéçátu Ä wtwx wéá YâÇv ÉÇöÜ Éá cøuä véá Crimes de Responsabilidade dos Funcionários Públicos

VÜ Åxá wx exáñéçátu Ä wtwx wéá YâÇv ÉÇöÜ Éá cøuä véá Crimes de Responsabilidade dos Funcionários Públicos Crimes de Responsabilidade dos Funcionários Públicos 01. Marque a alternativa incorreta: a) Nos crimes de responsabilidade dos funcionários públicos, cujo processo e julgamento competirão aos juízes de

Leia mais

Violência Doméstica Contra a Mulher

Violência Doméstica Contra a Mulher SENADO FEDERAL SECRETARIA ESPECIAL DE COMUNICAÇÃO SOCIAL RELATÓRIO DE PESQUISA SEPO 03/2005 Violência Doméstica Contra a Mulher Brasília, março de 2005 RELATÓRIO DE PESQUISA Violência Doméstica Contra

Leia mais

Memorando Semestral. Ação do Ministério Público no Distrito Judicial de Lisboa (Área Penal)

Memorando Semestral. Ação do Ministério Público no Distrito Judicial de Lisboa (Área Penal) Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa Memorando Semestral 1.º Semestre 2016 Ação do Ministério Público no Distrito Judicial de Lisboa (Área Penal) 1. Apresentação Pretende-se com este Memorando fazer

Leia mais

SEMINÁRIO REGIONAL: PERNAMBUCO PELOS DIREITOS HUMANOS.

SEMINÁRIO REGIONAL: PERNAMBUCO PELOS DIREITOS HUMANOS. SEMINÁRIO REGIONAL: PERNAMBUCO PELOS DIREITOS HUMANOS. O GOVERNO DE PERNAMBUCO REALIZARÁ NAS 12 REGIÕES DE DESENVOLVIMENTO DO NOSSO ESTADO AS SEMANAS DE DIREITOS HUMANOS. A INICIATIVA FORTALECE A DEFESA

Leia mais

6170/17 aap/ip 1 DGC 2B

6170/17 aap/ip 1 DGC 2B Conselho da União Europeia Bruxelas, 9 de fevereiro de 2017 (OR. en) 6170/17 RESULTADOS DOS TRABALHOS de: para: Secretariado-Geral do Conselho Delegações COHOM 16 CONUN 54 SOC 81 FREMP 11 n.º doc. ant.:

Leia mais

Violência contra as mulheres: Um inquérito à escala da UE

Violência contra as mulheres: Um inquérito à escala da UE MEMO / 5 de março de 2014 Violência contra as mulheres: Um inquérito à escala da UE 1. Por que razão se realizou o inquérito sobre a violência contra as mulheres? Apesar do grande impacto da violência

Leia mais

PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 1483/XII/4.ª. Recomenda ao governo que regule o exercício da profissão de Criminólogo EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 1483/XII/4.ª. Recomenda ao governo que regule o exercício da profissão de Criminólogo EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 1483/XII/4.ª Recomenda ao governo que regule o exercício da profissão de Criminólogo EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS Através do Memorando de Entendimento (MoU) estabeleceu-se, no âmbito das

Leia mais

O que é uma pesquisa de vitimização?

O que é uma pesquisa de vitimização? O que é uma pesquisa de vitimização? Uma pesquisa de vitimização consiste em uma série de perguntas feitas a pessoas escolhidas para representarem a população, sobre terem ou não sido vítimas de algum

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI N o 3.388, DE 2008 Estabelece prioridade de tramitação para os processos que menciona. Autor: Deputado Dr. Talmir Relator: Deputado Bonifácio

Leia mais

PROJETO DE GUIA LEGISLATIVO: ELEMENTOS BÁSICOS SOBRE OS ÓRGÃOS DE CONTROLE SUPERIOR

PROJETO DE GUIA LEGISLATIVO: ELEMENTOS BÁSICOS SOBRE OS ÓRGÃOS DE CONTROLE SUPERIOR PROJETO DE GUIA LEGISLATIVO: ELEMENTOS BÁSICOS SOBRE OS ÓRGÃOS DE CONTROLE SUPERIOR INTRODUÇÃO...- 1-1. ÓRGÃOS DE CONTROLE SUPERIOR...- 1-2. AUTONOMIA DOS ÓRGÃOS DE CONTROLE SUPERIOR...- 1-3. AUTORIDADES...-

Leia mais

Graças ao apoio financeiro do Departamento do Senado de Berlim para a Justiça e o Direito

Graças ao apoio financeiro do Departamento do Senado de Berlim para a Justiça e o Direito Caros Berlinesas e Berlineses, prezados Senhoras e Senhores, Graças ao apoio financeiro do Departamento do Senado de Berlim para a Justiça e o Direito do Consumidor, o nosso Gewaltschutzambulanz* està

Leia mais

Lei Maria da Penha comentários ao art. 8º

Lei Maria da Penha comentários ao art. 8º Lei Maria da Penha comentários ao art. 8º Professora Alice Bianchini Doutora em Direito Penal pela PUC/SP Presidente do IPAN. Coordenadora do Curso de Especialização TeleVirtual em Ciências Penais da Anhanguera-Uniderp

Leia mais

O Turismo Sexual Infantil: Que Resposta Legal em

O Turismo Sexual Infantil: Que Resposta Legal em O Turismo Sexual Infantil: Que Resposta Legal em Hélder Chambal Advogado Mestre em Direito do Comércio Internacional Email: hchamball@gmail.com Cel: +(258) 84 7015590 Maputo - Moçambique Tópicos 1. Conceito

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Ministro das Relações Exteriores. Excelentíssima Senhora Ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Tereza Campello

Excelentíssimo Senhor Ministro das Relações Exteriores. Excelentíssima Senhora Ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Tereza Campello Excelentíssimo Senhor Ministro das Relações Exteriores Embaixador Antônio de Aguiar Patriota Excelentíssima Senhora Ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Tereza Campello Excelentíssimo Senhor

Leia mais

à condenação dos criminosos. Este problema, transversal ao fenómeno da violência doméstica, deriva da falta de testemunhas e resulta, na

à condenação dos criminosos. Este problema, transversal ao fenómeno da violência doméstica, deriva da falta de testemunhas e resulta, na Primeiro estudo forense carateriza um fenómeno crescente de abus»os cometidos de forma prolongada por parte das companheiras 12% DAS VITIMAS DE ACIRESSÕES SÃO HOMENS latono Anual de Segurança Interna de

Leia mais

Mecanismo de monitorização. Convenção do Conselho da Europa relativa à Luta contra o Tráfico de Seres Humanos

Mecanismo de monitorização. Convenção do Conselho da Europa relativa à Luta contra o Tráfico de Seres Humanos Mecanismo de monitorização Convenção do Conselho da Europa relativa à Luta contra o Tráfico de Seres Humanos Quais são os objetivos da convenção? A Convenção do Conselho da Europa relativa à Luta contra

Leia mais

VIOLÊNCIA CONTRA PROFISSIONAIS DE SAÚDE NOTIFICAÇÃO ON-LINE Departamento da Qualidade na Saúde

VIOLÊNCIA CONTRA PROFISSIONAIS DE SAÚDE NOTIFICAÇÃO ON-LINE Departamento da Qualidade na Saúde VIOLÊNCIA CONTRA PROFISSIONAIS DE SAÚDE NOTIFICAÇÃO ON-LINE 2015 Departamento da Qualidade na Saúde Introdução Em Portugal, o direito à não-violência encontra-se consagrado na Constituição da República

Leia mais

DECLARAÇÃO DA PRAIA DECLARARAM:

DECLARAÇÃO DA PRAIA DECLARARAM: DECLARAÇÃO DA PRAIA Os Procuradores Gerais da República dos Estados Membros da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa, reunidos por ocasião do XIII Encontro, entre 13 e 16 de Julho de 2015,

Leia mais

DECRETO N.º 376/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1.

DECRETO N.º 376/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1. DECRETO N.º 376/XII Define os objetivos, prioridades e orientações de política criminal para o biénio de 2015-2017, em cumprimento da Lei n.º 17/2006, de 23 de maio, que aprova a Lei-Quadro da Política

Leia mais

PLANO DE AÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PALHOÇA

PLANO DE AÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PALHOÇA 2012 PLANO DE AÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PALHOÇA POLÍTICAS DE PROTEÇÃO POLÍTICA PÚBLICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL/ PROTEÇÃO ESPECIAL META: COMBATE AO TRABALHO INFANTIL

Leia mais

RADIOGRAFIA DAS ESCOLAS MÉDICAS DO BRASIL

RADIOGRAFIA DAS ESCOLAS MÉDICAS DO BRASIL RADIOGRAFIA DAS ESCOLAS MÉDICAS DO BRASIL Total das escolas médicas no Brasil Números de vagas no Brasil 271 24.495 Total de escolas privadas 162 Total de escolas estaduais e federais 109 Média do valor

Leia mais

DR. AUGUSTO POMBAL CENTRO POLIVALENTE DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DO MAPTSS 26 DE JUNHO DE 2015

DR. AUGUSTO POMBAL CENTRO POLIVALENTE DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DO MAPTSS 26 DE JUNHO DE 2015 O REGIME DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS NO ÂMBITO DA CONVENÇÃO E DA RECOMENDAÇÃO SOBRE O TRABALHO DECENTE PARA OS TRBALHADORAS E OS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DR. AUGUSTO POMBAL CENTRO POLIVALENTE DE FORMAÇÃO

Leia mais

O problema do ingresso irresponsável de médicos estrangeiros no Brasil

O problema do ingresso irresponsável de médicos estrangeiros no Brasil O problema do ingresso irresponsável de médicos estrangeiros no Brasil A exigência de critérios para a revalidação do diploma de medicina obtido no exterior deve ser entendida como defesa da qualidade

Leia mais

CONCEITO DE AUTORIDADE

CONCEITO DE AUTORIDADE - LEGISLAÇÃO PENAL ESPECIAL - - Lei nº 4.898/65 - Abuso de Autoridade - Professor: Marcos Girão - CONCEITO DE AUTORIDADE 1 CONCEITO DE AUTORIDADE LEI Nº 4.898/65 Pode ser considerado autoridade o servidor

Leia mais

A questão de gênero nas decisões dos tribunais penais internacionais. Professora Camila Lippi (LADIH- UFRJ) Curso Universitários Pela Paz

A questão de gênero nas decisões dos tribunais penais internacionais. Professora Camila Lippi (LADIH- UFRJ) Curso Universitários Pela Paz A questão de gênero nas decisões dos tribunais penais internacionais Professora Camila Lippi (LADIH- UFRJ) Curso Universitários Pela Paz Teoria feminista Gênero Sexo Teoria feminista Crítica das categorias

Leia mais

comunitária, além de colocá-los a salvo de todas as formas de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.

comunitária, além de colocá-los a salvo de todas as formas de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão. SISTEMA DE GARANTIA DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES Art. 227 - É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à vida,

Leia mais

Aumento da Licença Paternidade: estratégia para o desenvolvimento integral na Primeira Infância

Aumento da Licença Paternidade: estratégia para o desenvolvimento integral na Primeira Infância Aumento da Licença Paternidade: estratégia para o desenvolvimento integral na Primeira Infância Milena do Carmo m.santos@promundo.org.br Promundo-Brasil Brasília, 06 de julho de 2016. Instituto Promundo

Leia mais

República Federativa do Brasil Lei n /2006

República Federativa do Brasil Lei n /2006 ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS AMERICANOS COMISSÃO INTERAMERICANA PARA O CONTROLE DO ABUSO DE DROGAS QUADRAGÉSIMA SESSÃO REGULAR 29 de Novembro - o primeiro de Dezembro de 2006 Santa Cruz de la Sierra, Bolivia

Leia mais

PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO E COMBATE AO TRABALHO INFANTIL. Araucária 2016

PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO E COMBATE AO TRABALHO INFANTIL. Araucária 2016 PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO E COMBATE AO TRABALHO INFANTIL. Araucária 2016 Soeli do Rocio Nunes Lechinhoski Pedagoga do Departamento de Ensino Fundamental da Secretaria Municipal de Educação (2013-2016) Secretaria

Leia mais

MODELO DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE. 9 de Janeiro de

MODELO DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE. 9 de Janeiro de MODELO DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE 9 de Janeiro de 2010 1 Modelo CRITÉRIOS RIOS MEIOS CRITÉRIO 1. LIDERANÇA, PLANEAMENTO E ESTRATÉGIA Como a gestão desenvolve e prossegue a missão, a visão e os valores da

Leia mais

É uma alegria estarmos mais uma vez aqui no Plenário da. Câmara dos Deputados para celebrar o Dia Internacional da

É uma alegria estarmos mais uma vez aqui no Plenário da. Câmara dos Deputados para celebrar o Dia Internacional da Bom dia a todos! É uma alegria estarmos mais uma vez aqui no Plenário da Câmara dos Deputados para celebrar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. Dou as boas vindas a todos os nossos convidados,

Leia mais

Fundamentos Socioculturais e Diversidades

Fundamentos Socioculturais e Diversidades NATURALIZAÇÃO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Fundamentos Socioculturais e Diversidades MÓDULO III Prof.: MSc. Getulio Ribeiro Primeira diversidade percebida entre biológica; (homens e mulheres):

Leia mais

Barómetro APAV INTERCAMPUS Perceção da População Portuguesa sobre os Direitos das Vítimas de Crime Preparado para: Associação Portuguesa de Apoio à

Barómetro APAV INTERCAMPUS Perceção da População Portuguesa sobre os Direitos das Vítimas de Crime Preparado para: Associação Portuguesa de Apoio à 1 APAV INTERCAMPUS Perceção da População Portuguesa sobre os Direitos das Vítimas de Crime Preparado para: Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) 2 Índice 1 Objetivos e Metodologia 3 2 Resultados

Leia mais

Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher. Pesquisa de opinião pública nacional

Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher. Pesquisa de opinião pública nacional Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher Pesquisa de opinião pública nacional Metodologia As pesquisas do DataSenado são feitas por meio de entrevistas telefônicas, usando levantamentos por amostragem.

Leia mais

Cuarta Conferencia Regional Intergubernamental sobre Envejecimiento y Derechos de las Personas Mayores en América Latina y el Caribe Asunción, junio

Cuarta Conferencia Regional Intergubernamental sobre Envejecimiento y Derechos de las Personas Mayores en América Latina y el Caribe Asunción, junio Cuarta Conferencia Regional Intergubernamental sobre Envejecimiento y Derechos de las Personas Mayores en América Latina y el Caribe Asunción, junio de 2017 Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa

Leia mais

PARLAMENTO EUROPEU. Comissão dos Direitos da Mulher e da Igualdade de Oportunidades

PARLAMENTO EUROPEU. Comissão dos Direitos da Mulher e da Igualdade de Oportunidades PARLAMENTO EUROPEU 1999 2004 Comissão dos Direitos da Mulher e da Igualdade de Oportunidades 7 de Junho de 2001 PE 298.124/1-14 ALTERAÇÕES 1-14 PROJECTO DE PARECER de Miet Smet (PE 298.124) ASSÉDIO MORAL

Leia mais

Mediação Penal Conselho da União Europeia. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Mediação Penal Conselho da União Europeia. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Mediação Penal Conselho da União Europeia Justiça Restaurativa e Mediação Penal A justiça restaurativa, na qual a mediação penal se insere, pressupõe uma forma inovadora de responder à criminalidade e

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO. Projeto de Lei da Câmara nº 3131/2008 (Projeto de Lei do Senado nº 88/2007)

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO. Projeto de Lei da Câmara nº 3131/2008 (Projeto de Lei do Senado nº 88/2007) COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO Projeto de Lei da Câmara nº 3131/2008 (Projeto de Lei do Senado nº 88/2007) (Apensos os Projetos de Lei nºs. 6132, de 2002; 3716, de 2004;

Leia mais

DELEGACIA DE POLÍCIA DE ENCANTADO. Rio Grande do Sul

DELEGACIA DE POLÍCIA DE ENCANTADO. Rio Grande do Sul DELEGACIA DE POLÍCIA DE ENCANTADO Rio Grande do Sul Município de Encantado Vale do Taquari População 22 mil habitantes Colonização italiana 150 Km de Porto Alegre 45.o Município em alfabetização no Brasil

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 273/XII. Exposição de Motivos

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 273/XII. Exposição de Motivos Proposta de Lei n.º 273/XII Exposição de Motivos 1. A Lei de Organização da Investigação Criminal, aprovada pela Lei n.º 49/2008, de 27 de agosto, alterada pela Lei n.º 34/2013, de 16 de maio, estabelece

Leia mais

Parceria global quer erradicar o casamento precoce na África

Parceria global quer erradicar o casamento precoce na África Parceria global quer erradicar o casamento precoce na África por Por Dentro da África - segunda-feira, novembro 09, 2015 http://www.pordentrodaafrica.com/cultura/parceria-global-quer-erradicar-o-casamento-precoce-na-africa

Leia mais

Violência doméstica e familiar contra a mulher Pesquisa DataSenado

Violência doméstica e familiar contra a mulher Pesquisa DataSenado x Violência doméstica e familiar contra a mulher Pesquisa DataSenado Junho/2017 0 Viole ncia dome stica e familiar contra a mulher Pesquisa DataSenado O Instituto de Pesquisa DataSenado, em parceria com

Leia mais

Partido Popular CDS-PP Grupo Parlamentar

Partido Popular CDS-PP Grupo Parlamentar Partido Popular CDS-PP Grupo Parlamentar PROJECTO DE LEI Nº 593/X Alteração ao Código Penal Exposição de motivos 1- Através do presente projecto de lei, o CDS/PP pretende alterar alguns aspectos respeitantes

Leia mais

A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO MUNDO CONTEMPORÂNEO

A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO MUNDO CONTEMPORÂNEO A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO MUNDO CONTEMPORÂNEO: UM ESTUDO SOBRE A EVOLUÇÃO DAS MEDIDAS PROTETIVAS NO BRASIL MARCELLA RABELLO LAMBAZ Resumo apresentado pela aluna do Curso de Direito ao V Simpósio de

Leia mais

Ministério da Integração Nacional

Ministério da Integração Nacional Protocolo Conjunto para Proteção Integral a Crianças e Adolescentes, Pessoas Idosas e Pessoas com Deficiência em Situação de Riscos e Desastres Portaria Interministerial Nº 02 de 06 de Dezembro de 2012

Leia mais

(Em apenso os PLs 6.362, de 2009, e 800, de 2011)

(Em apenso os PLs 6.362, de 2009, e 800, de 2011) COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI N o 4.569, DE 2008 (Em apenso os PLs 6.362, de 2009, e 800, de 2011) Altera a Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, que dispõe sobre o Estatuto da

Leia mais

Documento de Exemplo de Directiva: Protecção de Menores

Documento de Exemplo de Directiva: Protecção de Menores Directiva de Protecção de Menores para (inserir nome da escola) 1 Na Escola ( ) temos como responsabilidade principal a protecção, o bem-estar e a segurança dos alunos a nosso cargo e desempenhamos esta

Leia mais

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DO NATAL, no uso de suas atribuições legais. Faço saber que a Câmara Municipal de Natal aprovou e eu sanciono a seguinte lei.

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DO NATAL, no uso de suas atribuições legais. Faço saber que a Câmara Municipal de Natal aprovou e eu sanciono a seguinte lei. Estado do Rio Grande do Norte Câmara Municipal do Natal Palácio Padre Miguelinho GABINETE DA VEREADORA PROFESSORA ELEIKA BEZERRA GUERREIRO Projeto de Lei Nº 093 /2016 Autoriza a criação do Programa PAZ

Leia mais

Modificações no Estatuto das Famílias

Modificações no Estatuto das Famílias Modificações no Estatuto das Famílias Projeto de Lei 2.285/2007, apensado ao PL 675/2007 PROJETO ORIGINAL deputado Sérgio Barradas (PT-BA) Art. 91 Constituindo os pais nova entidade familiar os direitos

Leia mais

VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA MULHERES: SAIBA O QUE FAZER E COMO AJUDAR. PROEXT/ MEC-SESu

VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA MULHERES: SAIBA O QUE FAZER E COMO AJUDAR. PROEXT/ MEC-SESu VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA MULHERES: SAIBA O QUE FAZER E COMO AJUDAR PROEXT/ MEC-SESu Casa das Mulheres O objetivo central da rede é apoiar as mulheres que vivenciam a violência procurando garantir e proteger

Leia mais

A SITUAÇÃO SOBRE OS CASAMENTOS PREMATUROS EM MOÇAMBIQUE E A LEGISLAÇÃO RELACIONADA. Maputo, Dezembro de 2015

A SITUAÇÃO SOBRE OS CASAMENTOS PREMATUROS EM MOÇAMBIQUE E A LEGISLAÇÃO RELACIONADA. Maputo, Dezembro de 2015 MINISTÉRIO DO GÉNERO, CRIANÇA E ACÇÃO SOCIAL A SITUAÇÃO SOBRE OS CASAMENTOS PREMATUROS EM MOÇAMBIQUE E A LEGISLAÇÃO RELACIONADA Maputo, Dezembro de 2015 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO 1. Introdução; 2. Situação

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV LINHA DE APOIO À VÍTIMA NOV_2014 DEZ_2015 APAV.PT/ESTATISTICAS

ESTATÍSTICAS APAV LINHA DE APOIO À VÍTIMA NOV_2014 DEZ_2015 APAV.PT/ESTATISTICAS ESTATÍSTICAS APAV LINHA DE APOIO À VÍTIMA NOV_2014 DEZ_2015 APAV.PT/ESTATISTICAS A Linha de Apoio à Vítima (LAV) 116 006 é um serviço de atendimento telefónico da APAV, gratuito e confidencial, adequado

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO MULTISECTORIAL DE EMERGÊNCIA/TRAUMA PERÍODO Maputo 11 de Novembro de 2015

PLANO ESTRATÉGICO MULTISECTORIAL DE EMERGÊNCIA/TRAUMA PERÍODO Maputo 11 de Novembro de 2015 PLANO ESTRATÉGICO MULTISECTORIAL DE EMERGÊNCIA/TRAUMA PERÍODO 2015-2018 Maputo 11 de Novembro de 2015 Conteúdo 1. Conceitos Básicos 2. Contextualização 3. Análise da situação e Justificação 4. Visão e

Leia mais

CULPABILIZAÇÃO FEMININA NA SOCIEDADE: RELATOS DE GRUPO DE MULHERES NO MUNICÍPIO DE AREIA-PB

CULPABILIZAÇÃO FEMININA NA SOCIEDADE: RELATOS DE GRUPO DE MULHERES NO MUNICÍPIO DE AREIA-PB CULPABILIZAÇÃO FEMININA NA SOCIEDADE: RELATOS DE GRUPO DE MULHERES NO MUNICÍPIO DE AREIA-PB Emanoel Marcos Medeiros de Azevedo; UFPB; emanoel.mrcs@hotmail.com Maria da Glória Leoncio de Salles; UFPB; gloria_salles@hotmail.com

Leia mais

SENADO FEDERAL GABINETE do Senador Aloysio Nunes Ferreira PARECER Nº, DE Relator: Senador ALOYSIO NUNES FERREIRA

SENADO FEDERAL GABINETE do Senador Aloysio Nunes Ferreira PARECER Nº, DE Relator: Senador ALOYSIO NUNES FERREIRA PARECER Nº, DE 2015 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre o Projeto de Lei da Câmara (PLC) nº 144, de 2015, da Deputada Keiko Ota, que altera dispositivos da Lei nº 9.503, de 23 de setembro

Leia mais

Estatuto de LACIGF. Estrutura de LACIGF

Estatuto de LACIGF. Estrutura de LACIGF Estatuto de LACIGF Este trabalho tem como objetivo descrever o funcionamento do processo sustentado que reconhece sua origem na celebração das edições repetidas da Reunião Regional Preparatória para o

Leia mais

Estratégia de Comunicação para a Mudança Social e de Comportamento para a Prevenção da Desnutrição em Moçambique

Estratégia de Comunicação para a Mudança Social e de Comportamento para a Prevenção da Desnutrição em Moçambique Estratégia de Comunicação para a Mudança Social e de Comportamento para a Prevenção da Desnutrição em Moçambique 2015 2019 i Introdução No âmbito da implementação do Plano de Acção Multissectorial para

Leia mais

Conselho de Segurança

Conselho de Segurança Nações Unidas Conselho de Segurança Distr. Geral 19 de junho de 2008 S/RES/1820 (2008) Resolução 1820 (2008) Aprovada pelo Conselho de Segurança na sua 5916ª reunião, em 19 de junho de 2008 O Conselho

Leia mais

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE CONCILIADORES E MEDIADORES ÁREAS DE UTILIZAÇÃO DA MEDIAÇÃO. Dra. Ana Luiza Pretel 23 /03 / 2016

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE CONCILIADORES E MEDIADORES ÁREAS DE UTILIZAÇÃO DA MEDIAÇÃO. Dra. Ana Luiza Pretel 23 /03 / 2016 CURSO DE CAPACITAÇÃO DE CONCILIADORES E MEDIADORES ÁREAS DE UTILIZAÇÃO DA MEDIAÇÃO Dra. Ana Luiza Pretel 23 /03 / 2016 ÁREAS DE UTILIZAÇÃO DA MEDIAÇÃO 1.Esperamos alcançar o que? resolvermos a questão

Leia mais

Artigo 1º (DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREIROS DO HOMEM)

Artigo 1º (DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREIROS DO HOMEM) ( de quem verificou que o infrator pagou a sua multa) Artigo 1º (DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREIROS DO HOMEM) Todos os seres humanos nascem livres em dignidade e em direitos Sabia que: tem o direito e o

Leia mais

Nove áreas temáticas do programa

Nove áreas temáticas do programa Nove áreas temáticas do programa Com base no Plano de Ação FLEGT da União Europeia, a gerência do programa estabeleceu nove áreas temáticas apoiadas pelo programa. Sob cada tema, há uma lista indicativa

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO Vara Regional Leste 1 de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher do Foro Regional VI Penha de França Autos nº 0010470-72.2016.8.26.0635 Controle nº 2496/16 Meritíssimo Juiz, O Ministério Público

Leia mais

Direitos Humanos em Conflito Armado

Direitos Humanos em Conflito Armado Direitos Humanos em Conflito Armado Federal Ministry for Foreign Affairs of Austria (...) são e manter-se-ão proibidas, em qualquer ocasião e lugar (...) As ofensas contra a vida e integridade física,

Leia mais

Casa do Direito. A tua CASA! O teu problema tem solução. Há uma resposta. Abre essa porta!

Casa do Direito. A tua CASA! O teu problema tem solução. Há uma resposta. Abre essa porta! Casa do Direito. A tua CASA! O teu problema tem solução. Há uma resposta. Abre essa porta! Pessoas preparadas para ajudar a resolver o teu problema esperam-te nessa CASA. 2 3 O que são as Casas do Direito?

Leia mais

1.1.1 A história dos direitos humanos e da Declaração Universal dos Direitos do Homem

1.1.1 A história dos direitos humanos e da Declaração Universal dos Direitos do Homem 1. Conceitos chave da formação Objectivos de aprendizagem Os participantes adquirirão um conhecimento de base sobre: - a ONU e suas instituições internacionais competentes em matéria de deficiências e

Leia mais

VIH e SIDA: Uma visão geral da epidemia e da importância da ação no mundo do trabalho

VIH e SIDA: Uma visão geral da epidemia e da importância da ação no mundo do trabalho VIH e SIDA: Uma visão geral da epidemia e da importância da ação no mundo do trabalho www.itcilo.org PORQUÊ DEBATER O VIH E A Afetam a faixa etária mais produtiva e economicamente ativa. É difícil conhecer

Leia mais

Caderneta da Gestante

Caderneta da Gestante MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES PROGRAMÁTICAS ESTRATÉGICAS COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE DAS MULHERES Caderneta da Gestante * A assistência pré-natal se constitui em

Leia mais

Guilherme Tostes COMISSÃO DE DEFESA DOS DIREITOS E PRERROGATIVAS DO PROFISSIONAL CONTÁBIL

Guilherme Tostes COMISSÃO DE DEFESA DOS DIREITOS E PRERROGATIVAS DO PROFISSIONAL CONTÁBIL Guilherme Tostes COMISSÃO DE DEFESA DOS DIREITOS E PRERROGATIVAS DO Todos estão sujeitos aos direitos e deveres expressos em Lei. PRIVADO Tudo se pode a não ser que a Lei expresse em contrário Proibição

Leia mais