Separata do Guia Técnico Monumentos e Museus de Portugal, Museu Nacional de Arqueologia Lisboa

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Separata do Guia Técnico Monumentos e Museus de Portugal, 2009. Museu Nacional de Arqueologia Lisboa"

Transcrição

1 Separata do Guia Técnico Monumentos e Museus de Portugal, 2009 Museu Nacional de Arqueologia Lisboa

2

3 Museu Nacional de Arqueologia APRESENTAÇÃO O Museu Nacional de Arqueologia (MNA), fundado em 1893, ocupa, desde 1903, a parte oitocentista do Mosteiro dos Jerónimos, virada para a Praça do Império. Trata-se de um enquadramento arquitectónico privilegiado, inscrito como está em conjunto monumental classificado como património Mundial pela UNESCO. A colecção do Museu abrange todos os períodos e regiões portuguesas, desde as origens do povoamento humano do território até a fundação da nacionalidade e à Idade Moderna. HORÁRIO De Terça a Domingo, das 10h00 às 18h00 Encerrado: Segundas 1 de Janeiro Domingo de Páscoa 1 de Maio 25 de Dezembro PREÇOS Bilhete Individual: 4,00 Desconto de 50%: Utentes com mais de 65 anos ou portadores de deficiência Jovens entre os 15 e 25 anos, Famílias com dois ou mais filhos menores (sobre o preço de ingresso de um dos pais acompanhantes) Desconto de 60%: Cartão Jovem Passes dos Museus do IMC (podem ser adquiridos em qualquer bilheteira dos museus do IMC) 2 dias 7,00 5 dias 11,00 7 dias 14,00 Entrada Livre: Domingos e Feriados até às 14h00 Jornalistas e Profissionais de Turismo (devidamente credenciados e no desempenho das suas funções) Portadores de cartões pré-comprados Lisboa Card (adquiridos na internet em ou nos postos de informação turística da ATL) INFORMAÇÃO DISPONÍVEL Desdobrável (português, inglês, francês) Roteiros (português, inglês, francês) Catálogo (português, inglês, francês) Preços sob consulta ACESSIBILIDADE Acessibilidade total nas áreas públicas para pessoas com mobilidade reduzida ESTACIONAMENTO Parques públicos de ampla capacidade num raio de 100 metros do Museu BENGALEIRO Horário de funcionamento do Museu Preço: gratuito CAFETARIA Horário de funcionamento do Museu. Capacidade para cerca de 15/20 pessoas LOJA Horário de funcionamento do museu. Acervo: postais, publicações de carácter científico e didáctico, material de divulgação, réplicas e vários objectos inspirados nas colecções nacionais BIBLIOTECA Horário: de Segunda a Sexta, das 10h00 às 12h00 e das 14h00 às 17h00. Sábado o 1º de cada mês

4 Grupos / Serviços para Organização de Eventos DIMENSÃO DO GRUPO Entre o mínimo de 25/30 pessoas e máximo de 150 pessoas HORÁRIOS Horário de funcionamento do Museu PREÇOS O preço varia consoante os percursos que se pretendem ver, em conjugação com os preçários gerais. Mediante consulta prévia PERCURSOS TEMÁTICOS Há 5 percursos expositivos, que variam em função da oferta expositiva VISITAS GUIADAS PRÓPRIAS Mediante marcação prévia (português, inglês e francês). O museu dispõe de guias próprios, sendo que este serviço deverá ser requerido com 2 semanas de antecedência. No caso de visitas guiadas com guias externos, o Museu pode facultar apoio, se requerido. Os circuitos correspondem à oferta expositiva patente CATERING PRÓPRIO A contratar a empresas exteriores, podendo o Museu facultar contactos ou assegurar a subcontratação. Não é permitida a confecção de refeições dentro do Museu, havendo no entanto a possibilidade de ultimar ou ajustar as mesmas caso seja necessário EVENTOS PERMITIDOS Todos aqueles que possuam conteúdo cultural, a analisar caso a caso. Além dos horários normais de abertura, é possível considerar horários até às 24h, incluindo Sábados, Domingos e Segundas (dia de encerramento ao público) REFEIÇÕES ESPECIAIS Inexistentes OUTRO EQUIPAMENTO Inexistente VISITAS PRIVADAS Fora do horário de funcionamento, em condições a analisar caso a caso. Os circuitos variarão consoante o perfil ou requerimento do visitante. Dimensão dos grupos variável. Sujeito a marcação prévia ESPECTÁCULOS FORNECIDOS Programas diversos de animação cultural, que incluem componentes artísticas performativas (música, dança, teatro, etc.) CONDICIONAMENTOS TÉCNICOS / SEGURANÇA No caso de iniciativas no exterior, os promotores terão de suportar todos os custos inerentes à realização de espectáculos públicos. No caso de iniciativas no interior, esses custos serão incluídos nos preçários gerais de aluguer de espaços, mediante consulta prévia ao Serviço Educativo.

5

6 Espaços disponíveis ESPAÇOS ÁREA ÚTIL CARACTERÍSTICAS CAPACIDADE EQUIPAMENTO Auditório 1 Auditório 2 80 m 2 Sala comum ampla; paredes em gradil, utilizáveis para afixação de painéis, fotos, etc. Pontos de luz 80 m 2 Espaço demarcado, mas situado no interior de uma sala expositiva. Pontos de luz. 70/80 lugares 50/60 lugares Som e projecção (dvd, videoprojector, computador) Salão Polivalente (inclui serviço de restauração) 400 m 2 Salão amplo; paredes utilizáveis para afixação; acessos públicos condicionados. Pontos de luz e água 200 lugares sentados Possibilidade de instalação de cabines de tradução Pátio Exterior 8000 m 2 Chão de terra batida; uso apenas na Primavera / Verão. 1000/2000 lugares Infra-estruturas a montar em cada caso

7

8 Informações INFORMAÇÕES ÚTEIS Venda de bilhetes: no local Meios de pagamento: dinheiro, cartão Visa, multibanco, cheque CONTACTOS Nome: Luís Raposo Cargo: Director Endereço: Praça do Império, Lisboa Telefone: Site: OUTROS CONTACTOS Entidade Regional de Turismo de Lisboa e Vale do Tejo Telefone: Associação de Turismo de Lisboa Telefone: Site: Câmara Municipal de Lisboa Telefone: Site: R. das Pedreiras Av. do Restelo R. Dom Lourenço d Almeida Av. do Restelo R. Dom Francis co d e Almeida Calçada do Galvão Lisboa Calçada da Ajuda R. dos Jerónimos R. São Francisco Xavier R. Bartolomeu Dias R. de Belém Av. da Torre de Belém R. Bartolomeu Dias Centro Cultural de Belém Praça do Império N5 Av. da Índia N5 Av. da Índia 50 ex.

Mosteiro dos Jerónimos Lisboa

Mosteiro dos Jerónimos Lisboa Mosteiro dos Jerónimos Lisboa 10 Mosteiro dos Jerónimos APRESENTAÇÃO Associado pela sua fundação às figuras de D. Manuel e de Vasco da Gama, o Mosteiro dos Jerónimos é uma obra-prima da arquitectura manuelina,

Leia mais

Torre de Belém Lisboa

Torre de Belém Lisboa Torre de Belém Lisboa 12 Torre de Belém APRESENTAÇÃO Construída entre 1514 e 1519, estrategicamente localizada no rio Tejo, para defender a barra, a Torre de Belém é um misto de torre medieval e de baluarte

Leia mais

Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa Braga

Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa Braga Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa Braga 1 Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa APRESENTAÇÃO Edifício de traça actual, construído de raiz, implantado no centro histórico de Braga, na proximidade

Leia mais

Panteão Nacional Igreja de Santa Engrácia Lisboa

Panteão Nacional Igreja de Santa Engrácia Lisboa Panteão Nacional Igreja de Santa Engrácia Lisboa 11 Panteão Nacional Igreja de Santa Engrácia APRESENTAÇÃO Sobranceiro à zona histórica e ao rio Tejo, o Panteão Nacional é uma referência na imagem da

Leia mais

Museu de Artes Decorativas Portuguesas Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva Lisboa

Museu de Artes Decorativas Portuguesas Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva Lisboa Museu de Artes Decorativas Portuguesas Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva Lisboa 18 Museu de Artes Decorativas Portuguesas Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva APRESENTAÇÃO Instalado no Palácio

Leia mais

Museu Nacional de Soares dos Reis Porto

Museu Nacional de Soares dos Reis Porto Museu Nacional de Soares dos Reis Porto 4 Museu Nacional de Soares dos Reis APRESENTAÇÃO O Museu ocupa, desde 1940, o Palácio dos Carrancas, construído nos finais do séc. XVIII para habitação e fábrica

Leia mais

Museu Nacional do Azulejo Lisboa

Museu Nacional do Azulejo Lisboa Museu Nacional do Azulejo Lisboa 15 Museu Nacional do Azulejo APRESENTAÇÃO O Museu Nacional do Azulejo está instalado na zona oriental de Lisboa, no antigo convento da Madre de Deus, Casa da Ordem de

Leia mais

Museu Monográfico de Conímbriga Condeixa-a-Nova

Museu Monográfico de Conímbriga Condeixa-a-Nova Museu Monográfico de Conímbriga Condeixa-a-Nova 7 Museu Monográfico de Conímbriga APRESENTAÇÃO Ruínas de uma cidade romana extensamente escavada, notáveis pela conservação do urbanismo antigo e pelos

Leia mais

Paço dos Duques de Bragança Guimarães

Paço dos Duques de Bragança Guimarães Paço dos Duques de Bragança Guimarães 3 Paço dos Duques de Bragança APRESENTAÇÃO Situado na cidade de Guimarães, cujo centro histórico se encontra classificado pela UNESCO como Património da Humanidade,

Leia mais

Separata do Guia Técnico Monumentos e Museus de Portugal, 2009. Palácio Nacional da Ajuda Lisboa

Separata do Guia Técnico Monumentos e Museus de Portugal, 2009. Palácio Nacional da Ajuda Lisboa Separata do Guia Técnico Monumentos e Museus de Portugal, 2009 Palácio Nacional da Ajuda Lisboa Palácio Nacional da Ajuda APRESENTAÇÃO O Real Paço de Nossa Senhora da Ajuda, iniciado em 1796, veio substituir

Leia mais

Convento de Cristo Tomar

Convento de Cristo Tomar Convento de Cristo Tomar 8 Convento de Cristo APRESENTAÇÃO O Convento de Cristo forma, com o Castelo Templário de Tomar fundado por Gualdim Pais (1118-1195), Mestre da Ordem do Templo em Portugal, um

Leia mais

Museu Nacional de Arqueologia

Museu Nacional de Arqueologia Museu Nacional de Arqueologia - História O atual Museu Nacional de Arqueologia (MNA) foi fundado em 1893 pelo Doutor José Leite de Vasconcelos (e daí a designação oficial mais completa do Museu, conforme

Leia mais

Museu de Alberto Sampaio Guimarães

Museu de Alberto Sampaio Guimarães Museu de Alberto Sampaio Guimarães 2 Museu de Alberto Sampaio APRESENTAÇÃO O Museu de Alberto Sampaio situa-se em pleno centro histórico, no local onde a condessa Mumadona, no século X, mandou construir

Leia mais

MUSEU DO AZULEJO APRESENTAÇÃO

MUSEU DO AZULEJO APRESENTAÇÃO MUSEU DO AZULEJO APRESENTAÇÃO O Museu Nacional do Azulejo tem por missão recolher, conservar, estudar e divulgar exemplares representativos da evolução da Cerâmica e do Azulejo em Portugal, promovendo

Leia mais

Museu Nacional dos Coches Lisboa

Museu Nacional dos Coches Lisboa Museu Nacional dos Coches Lisboa 16 Museu Nacional dos Coches APRESENTAÇÃO O Museu Nacional dos Coches foi inaugurado no dia 23 de Maio de 1905 e criado por iniciativa da Rainha D. Amélia de Orléans e

Leia mais

Museu Nacional do Traje Lisboa

Museu Nacional do Traje Lisboa Museu Nacional do Traje Lisboa 20 Museu Nacional do Traje APRESENTAÇÃO Inserido no Parque Botânico do Monteiro-Mor, o Museu está instalado no antigo Palácio de Angeja- Palmela, antiga quinta de recreio

Leia mais

Mosteiro de Santa Maria da Vitória Batalha

Mosteiro de Santa Maria da Vitória Batalha Mosteiro de Santa Maria da Vitória Batalha 6 Mosteiro de Santa Maria da Vitória APRESENTAÇÃO O Mosteiro de Santa Maria da Vitória é um memorial à batalha que garantiu a independência total do reino de

Leia mais

Museu Nacional da Arte Antiga

Museu Nacional da Arte Antiga Museu Nacional da Arte Antiga Índice 1. Horários e localização: 2. Ingresso 3. História do museu 4. Informações acerca do museu 5. As 10 obras de referência do MNAA 6. Coleções 1 - Horário e Localização

Leia mais

Palácio Nacional de Sintra Sintra

Palácio Nacional de Sintra Sintra Palácio Nacional de Sintra Sintra 24 Palácio Nacional de Sintra APRESENTAÇÃO Visitar o Palácio Nacional de Sintra é fazer uma viagem no tempo ao longo de sete séculos de história. Único sobrevivente íntegro

Leia mais

Distrito de Aveiro Concelho de Ílhavo MUSEU MARÍTIMO DE ÍLHAVO

Distrito de Aveiro Concelho de Ílhavo MUSEU MARÍTIMO DE ÍLHAVO Distrito de Aveiro Concelho de Ílhavo MUSEU MARÍTIMO DE ÍLHAVO HISTORIAL Data da fundação: 7 de Agosto de 1937. Breve Historial: O Museu Marítimo de Ílhavo surgiu como um museu de vocação etnográfica e

Leia mais

Museu Nacional de Arte Antiga Lisboa

Museu Nacional de Arte Antiga Lisboa Museu Nacional de Arte Antiga Lisboa 14 Museu Nacional de Arte Antiga APRESENTAÇÃO O Museu Nacional de Arte Antiga está situado na rua das Janelas Verdes, em ligação com o Largo de Santos-o-Velho, a nascente,

Leia mais

Distrito de Faro Concelho de Olhão PARQUE NATURAL DA RIA FORMOSA

Distrito de Faro Concelho de Olhão PARQUE NATURAL DA RIA FORMOSA Distrito de Faro Concelho de Olhão PARQUE NATURAL DA RIA FORMOSA Galinha sultana porphyrio porphyrio HISTORIAL Data da Fundação: 1991 Breve Historial: O Centro de Educação Ambiental de Marim foi criado

Leia mais

Município de Leiria Câmara Municipal

Município de Leiria Câmara Municipal DELIBERAÇÃO DA REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE 11 DE AGOSTO DE 2015 Serviço responsável pela execução da deliberação Divisão de Ação Cultural, Museus e Turismo Epígrafe 4.2. Museu de Leiria Convento de

Leia mais

Normas de funcionamento e utilização do Mercado de Sant Ana Centro Cultural 1

Normas de funcionamento e utilização do Mercado de Sant Ana Centro Cultural 1 1 6 Normas de funcionamento e utilização do Mercado de Sant Ana Centro Cultural 1 I Disposições Gerais 1. Objecto O presente regulamento tem por finalidade estabelecer as condições gerais a que ficam sujeitos

Leia mais

Museu Nacional de Arte Contemporânea Museu do Chiado Lisboa

Museu Nacional de Arte Contemporânea Museu do Chiado Lisboa Museu Nacional de Arte Contemporânea Museu do Chiado Lisboa 17 Museu Nacional de Arte Contemporânea Museu do Chiado APRESENTAÇÃO Situado no centro de Lisboa, na zona histórica do Chiado, o Museu Nacional

Leia mais

Palácio Nacional de Queluz Sintra

Palácio Nacional de Queluz Sintra Palácio Nacional de Queluz Sintra 23 Palácio Nacional de Queluz APRESENTAÇÃO A história do Palácio remonta aos finais do século XVI, mas é a partir de 1747 que ganha o estatuto de palácio real, como residência

Leia mais

A FESTA DOS MUSEUS. 18 de Maio DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS Os Museus e os Jovens. 20/21 de Maio NOITE DOS MUSEUS

A FESTA DOS MUSEUS. 18 de Maio DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS Os Museus e os Jovens. 20/21 de Maio NOITE DOS MUSEUS MUSEU NACIONAL DE ARQUEOLOGIA MOSTEIRO DOS JERÓNIMOS, PRAÇA DO IMPÉRIO, 1400-206 LISBOA www.mnarqueologia-ipmuseus.pt; info@mnarqueologia-ipmuseus.pt A FESTA DOS MUSEUS 18 de Maio DIA INTERNACIONAL DOS

Leia mais

Equipa de Animação Pedagógica Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém

Equipa de Animação Pedagógica Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém Visita com Atelier -Animais do Mundo Era uma vez um rei chamado Manuel I que gostava de animais... Vamos através da história deste Mosteiro, conhecer os animais que no séc. XVI chegavam a Lisboa vindos

Leia mais

A. A sala dos professores

A. A sala dos professores A. A sala dos professores Esta iniciativa tem como objectivo promover o contacto e o intercâmbio de informação entre os professores e o parque, bem como facilitar a programação e fruição das nossas actividades.

Leia mais

Câmara Municipal da Figueira da Foz Divisão de Cultura NORMAS DE PARTICIPAÇÃO

Câmara Municipal da Figueira da Foz Divisão de Cultura NORMAS DE PARTICIPAÇÃO Câmara Municipal da Figueira da Foz Divisão de Cultura NORMAS DE PARTICIPAÇÃO 1 Câmara Municipal da Figueira da Foz Divisão de Cultura Normas de Participação 1.Objetivo 1.1.O CRIATIVA - Encontro de Criadores

Leia mais

:: EXPOSIÇÕES TEMPORÁRIAS

:: EXPOSIÇÕES TEMPORÁRIAS agenda de janeiro :: EXPOSIÇÕES TEMPORÁRIAS Feltros do Mundo. Arquitecturas de Cabeça Estará patente até ao fim do mês de Janeiro a exposição Feltros do Mundo, Arquitecturas de Cabeça. Esta será a última

Leia mais

Conhecer para estruturar e promover o sector do Turismo.

Conhecer para estruturar e promover o sector do Turismo. As Dinâmicas Regionais e os seus atores Conhecer para estruturar e promover o sector do Turismo. I.P.L. 26.10.2011 Praia do Osso da Baleia Trilhos de Interpretação da Natureza - Projecto Ecomatur I - Trilho

Leia mais

Regulamento de Utilização e Aluguer do Auditório

Regulamento de Utilização e Aluguer do Auditório I PRINCÍPIOS GERAIS 1 - O Auditório é um espaço destinado à realização de eventos e cerimónias do Centro Ciência Viva da Floresta e de entidades externas ao Centro, em regime de aluguer, sempre que solicitados

Leia mais

Regulamento de Utilização dos Auditórios, Sala do Senado e Átrio

Regulamento de Utilização dos Auditórios, Sala do Senado e Átrio Regulamento de Utilização dos Auditórios, Sala do Senado e Átrio Reitoria da NOVA www.unl.pt ÍNDICE I PRINCÍPIOS GERAIS 2 II - CAPACIDADE 2 III MATERIAL DE APOIO 2 IV - ÁTRIO 4 V - CATERING 4 VI EXPOSIÇÕES

Leia mais

Fique a par de todos os descontos e fique a saber: O Que Visitar Onde se Divertir Onde Ficar Onde Comer Onde Comprar Condições Gerais

Fique a par de todos os descontos e fique a saber: O Que Visitar Onde se Divertir Onde Ficar Onde Comer Onde Comprar Condições Gerais português Fique a par de todos os descontos e fique a saber: O Que Visitar Onde se Divertir Onde Ficar Onde Comer Onde Comprar Condições Gerais O QUE VISITAR: vila real Museu de arqueologia e Numismática

Leia mais

PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º /XI

PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º /XI Grupo Parlamentar PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º /XI RECOMENDA AO GOVERNO A SUSPENSÃO DE TODAS AS ACÇÕES RELATIVAS À TRANSFERÊNCIA DE MUSEUS E À CRIAÇÃO DE NOVOS MUSEUS NO EIXO AJUDA/BELÉM, ATÉ À ELABORAÇÃO

Leia mais

COOPERATIVA DE ENSINO DE BENFICA, C.R.L. NORMAS DE FUNCIONAMENTO DA CEBE NO ANO LETIVO 2015/2016

COOPERATIVA DE ENSINO DE BENFICA, C.R.L. NORMAS DE FUNCIONAMENTO DA CEBE NO ANO LETIVO 2015/2016 NORMAS DE FUNCIONAMENTO DA CEBE NO ANO LETIVO 2015/2016 1. FREQUÊNCIA 1.1. A frequência da CEBE está condicionada a que um dos pais e/ou encarregado de educação da criança se tornem sócios da CEBE, para

Leia mais

Palácio Nacional de Mafra Mafra

Palácio Nacional de Mafra Mafra Palácio Nacional de Mafra Mafra 9 Palácio Nacional de Mafra APRESENTAÇÃO Mandado construir por D. João V para cumprir um voto de sucessão, é o mais importante monumento do barroco em Portugal. Construído

Leia mais

Organização de uma viagem a Lisboa e arredores

Organização de uma viagem a Lisboa e arredores Duração da viagem 6 dias na Grande Lisboa + 2 dias de viagem (Vigo-Lisboa e Lisboa-Vigo). No total, 8 dias. Visitas obrigatórias - Sintra: Palácio da Pena. Visita a Sintra de 1 dia, no mínimo podem ir

Leia mais

O NOVO ENQUADRAMENTO JURIDICO DAS EMPRESAS DE ANIMAÇÃO TURÍSTICA

O NOVO ENQUADRAMENTO JURIDICO DAS EMPRESAS DE ANIMAÇÃO TURÍSTICA O NOVO ENQUADRAMENTO JURIDICO DAS EMPRESAS DE ANIMAÇÃO TURÍSTICA 10 de Fevereiro de 2010 Elsa Correia Gavinho 1 Novo enquadramento jurídico das EAT 2 1 - As razões para a mudança 2 - As principais alterações

Leia mais

O ENOTURISMO. Conceito:

O ENOTURISMO. Conceito: Conceito: O conceito de enoturismo ainda está em formação e, a todo o momento, vão surgindo novos contributos; Tradicionalmente, o enoturismo consiste na visita a vinhas, estabelecimentos vinícolas, festivais

Leia mais

ENCONTRO DE 35 ANOS FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE SANTOS PRIMEIRA E SEGUNDA TURMAS

ENCONTRO DE 35 ANOS FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE SANTOS PRIMEIRA E SEGUNDA TURMAS ENCONTRO DE 35 ANOS FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE SANTOS PRIMEIRA E SEGUNDA TURMAS PROGRAMAÇÃO OFICIAL E OPCIONAL: 19/06/2015 Sexta feira ALMOÇO (opcional) Ciceroneados por nosso Amigo Bráz Antunes Mattos

Leia mais

1. COMPLEXO DE PISCINAS MUNICIPAIS DE CASTELO BRANCO

1. COMPLEXO DE PISCINAS MUNICIPAIS DE CASTELO BRANCO TARIFÁRIO 2011 (1.ª alteração) Agosto de 2011 Aprovado pela Câmara Municipal de Castelo Branco, na reunião de 02/09/2011 1. COMPLEXO DE PISCINAS MUNICIPAIS DE CASTELO BRANCO 1.1. PISCINA PRAIA Ingresso

Leia mais

Horários: 10h30 12h30 / 15h00 20h00 (com marcação prévia)

Horários: 10h30 12h30 / 15h00 20h00 (com marcação prévia) MUSEU DO CARRO ELÉTRICO Inaugurado em 1992, o Museu do Carro Elétrico nasceu da dedicação e voluntarismo de um pequeno grupo de entusiastas e apaixonados por este meio de transporte coletivo, impulsionados

Leia mais

FAQs. 1. Os bilhetes já estão à venda? 2. Quais são os meios de pagamento disponíveis nos canais de venda online?

FAQs. 1. Os bilhetes já estão à venda? 2. Quais são os meios de pagamento disponíveis nos canais de venda online? FAQs BILHETES E INSCRIÇÕES 1. Os bilhetes já estão à venda? R: Sim, poderá proceder à compra de bilhetes em www.presentenofuturo.pt, na loja online da Fundação Francisco Manuel dos Santos (www.ffms.pt/loja),

Leia mais

IV Encontro Internacional de Ecomuseus e Museus Comunitários IV EIEMC

IV Encontro Internacional de Ecomuseus e Museus Comunitários IV EIEMC IV Encontro Internacional de Ecomuseus e Museus Comunitários IV EIEMC Belém, Pará, 12 16 de junho 2012 Tema central: Patrimônio e Capacitação dos Atores do Desenvolvimento Local 1ª CIRCULAR - 01/12/2011

Leia mais

Memorando sobre a remodelação e ampliação do Museu Nacional de Arqueologia no Mosteiro dos Jerónimos

Memorando sobre a remodelação e ampliação do Museu Nacional de Arqueologia no Mosteiro dos Jerónimos Memorando sobre a remodelação e ampliação do Museu Nacional de Arqueologia no Mosteiro dos Jerónimos I Antecedentes 1. O espaço do conjunto monumental dos Jerónimos ocupado pelo Museu Nacional da Arqueologia

Leia mais

Regulamento Campanha Vantagens Extra Cofidis

Regulamento Campanha Vantagens Extra Cofidis Regulamento Campanha Vantagens Extra Cofidis 1. A presente oferta é válida para Clientes Cofidis, residentes em Portugal e maiores de 18 anos, que efetuarem um pedido de crédito (Linha de Crédito) entre

Leia mais

Distrito de Lisboa Concelho de Lisboa OCEANÁRIO DE LISBOA

Distrito de Lisboa Concelho de Lisboa OCEANÁRIO DE LISBOA Distrito de Lisboa Concelho de Lisboa OCEANÁRIO DE LISBOA HISTORIAL Data da Fundação: 5 de Outubro de 1995. Breve Historial : Em 1989, a Comissão Nacional para a Comemoração dos Descobrimentos, liderada

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DOS CAMPOS DE FÉRIAS DA LIPOR

REGULAMENTO INTERNO DOS CAMPOS DE FÉRIAS DA LIPOR REGULAMENTO INTERNO DOS CAMPOS DE FÉRIAS DA LIPOR 1 1. Considerações Gerais A Lipor, Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto, com sede em Baguim do Monte, concelho de Gondomar,

Leia mais

É precisamente nestas alturas que temos de equacionar todos os meios possíveis para tornar viáveis, nomeadamente, os museus.

É precisamente nestas alturas que temos de equacionar todos os meios possíveis para tornar viáveis, nomeadamente, os museus. Museus Novos produtos para novos públicos António Ponte Paço dos Duques de Bragança PORTO, 2011-11-07 Ao iniciar esta apresentação quero agradecer o convite que nos foi endereçado para apresentar a situação

Leia mais

EXTERNATO DO OLIVAL BASTO REGULAMENTO INTERNO ATL

EXTERNATO DO OLIVAL BASTO REGULAMENTO INTERNO ATL EXTERNATO DO OLIVAL BASTO REGULAMENTO INTERNO ATL CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS NORMA 1 Âmbito de aplicação O presente regulamento aplica-se à frequência no ATL do Externato do Olival Basto, Lda. NORMA

Leia mais

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo CALENDÁRIO PROGRAMAÇÃO DE MARÇO 2011

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo CALENDÁRIO PROGRAMAÇÃO DE MARÇO 2011 Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo CALENDÁRIO PROGRAMAÇÃO DE MARÇO 2011 Diariamente, de terça a domingo Exposição Islã: Arte e Civilização Subsolo, térreo, 1º, 2º e 3º andares Até 27 de março, de

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL DA CULTURA

PROGRAMA OPERACIONAL DA CULTURA PROGRAMA OPERACIONAL DA CULTURA Relatório de 2000 1. Introdução e enquadramento. 1.1 Apresentação e síntese do documento O relatório de 2000 do Programa Operacional da Cultura, constitui o 1º relatório

Leia mais

Para todas as idades!

Para todas as idades! POUSADAS DE JUVENTUDE Para todas as idades! Numa lógica de descentralização e de promoção da mobilidade juvenil, o Governo Regional da Madeira tem feito uma aposta crescente na criação e modernização de

Leia mais

TASQUINHAS. Critérios de Atribuição ÂMBITO OBJECTIVOS LOCAL E HORÁRIO

TASQUINHAS. Critérios de Atribuição ÂMBITO OBJECTIVOS LOCAL E HORÁRIO TASQUINHAS Critérios de Atribuição ÂMBITO 1. A Câmara Municipal de Moura em colaboração com diversas entidades locais, pretende realizar a XI Feira Empresarial de Moura / IV Fórum das Energias Renováveis

Leia mais

programa jul./set. 2010

programa jul./set. 2010 programa programa Foto: Júlio Marques apresentação Museu de São Roque, da Santa Casa O da Misericórdia de Lisboa, tem vindo a desenvolver um conjunto de actividades que têm por objectivo captar e fidelizar

Leia mais

Natal Luz 2014 Gramado/RS

Natal Luz 2014 Gramado/RS Natal Luz 2014 Gramado/RS Dúvidas Frequentes O que é o Natal Luz de Gramado? Considerado o maior evento natalino do Brasil e um dos maiores do mundo, o Natal Luz transforma Gramado em um grande parque

Leia mais

turismo industrial AGENDAMarinhaGrande GUIA CULTURAL APRESENTAÇÃO OFICIAL Circuitos Industriais Marinha Grande

turismo industrial AGENDAMarinhaGrande GUIA CULTURAL APRESENTAÇÃO OFICIAL Circuitos Industriais Marinha Grande 11.MARÇO.2013 25 anos da elevação a cidade APRESENTAÇÃO OFICIAL Circuitos Industriais Marinha Grande turismo industrial Marinha Grande www.cm-mgrande.pt MARÇO 2013 AGENDAMarinhaGrande GUIA CULTURAL DESTAQUE

Leia mais

Banco. Tendo tomado conhecimento do Regulamento Geral de Feiras e Aditamento da Ecorex, Lda., declaramos aceitar todas as condições aí descritas.

Banco. Tendo tomado conhecimento do Regulamento Geral de Feiras e Aditamento da Ecorex, Lda., declaramos aceitar todas as condições aí descritas. BOLETIM DE INSCRIÇÃO N.º LISBOA NORTE 008 Empresa: CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO Assinalar a opção pretendida Direitos de Inscrição - 150 por expositor Contribuinte N.º: Morada: A - Espaço Livre (Mínimo 9

Leia mais

REGULAMENTO DA CAMPANHA DIA DAS MÃES 2013 O amor passa por aqui

REGULAMENTO DA CAMPANHA DIA DAS MÃES 2013 O amor passa por aqui REGULAMENTO DA CAMPANHA DIA DAS MÃES 2013 O amor passa por aqui 1. A Campanha Dia das Mães 2013 no Paineiras Shopping, doravante denominada simplesmente Campanha, destina-se a oferecer como brinde 01 kit

Leia mais

REALIZAÇÃO APOIO ORGANIZAÇÃO VISITA TÉCNICA A PORTUGAL E ESPANHA

REALIZAÇÃO APOIO ORGANIZAÇÃO VISITA TÉCNICA A PORTUGAL E ESPANHA VISITA TÉCNICA A PORTUGAL E ESPANHA OBJETIVOS DA VISITA Complementar a capacitação dos profissionais que frequentam os nosso cursos de sistema solares fotovoltaicos, promovendo o contacto com profissionais

Leia mais

Palácio Nacional da Ajuda Lisboa

Palácio Nacional da Ajuda Lisboa Palácio Nacional da Ajuda Lisboa 22 Palácio Nacional da Ajuda APRESENTAÇÃO O Real Paço de Nossa Senhora da Ajuda, iniciado em 1796, veio substituir a Real Barraca, palácio mandado construir por D. José

Leia mais

CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES LEGAIS. Artigo 1º PREÂMBULO

CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES LEGAIS. Artigo 1º PREÂMBULO REGULAMENTO INTERNO CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES LEGAIS Artigo 1º PREÂMBULO O presente regulamento do Museu da Ciência da Universidade de Coimbra estabelece-se de acordo com os Estatutos da Fundação Museu

Leia mais

Palmela - Experiências com Sabor

Palmela - Experiências com Sabor Promover a notoriedade da marca turística Palmela, como território associado à gastronomia, aos produtos locais de qualidade e às boas experiências que proporciona a quem o visita. Objectivo global Incentivar

Leia mais

Apresentação Requisitos O Processo Localização Recursos Humanos Legislação Investimento Inicial Prestações mensais

Apresentação Requisitos O Processo Localização Recursos Humanos Legislação Investimento Inicial Prestações mensais Apresentação Requisitos O Processo Localização Recursos Humanos Legislação Investimento Inicial Prestações mensais Para criar este negócio vai precisar de em primeiro lugar criar a sua própria empresa

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA ALINE MENIN FERREIRA (alinemenin.ferreira@hotmail.com ) CLÁUDIA REGINA LUIZ ( cacauluiz@bol.com.br ) CRISTIANE

Leia mais

Museus e Património Universal é o tema escolhido pelo Conselho Internacional de Museus para as comemorações deste ano.

Museus e Património Universal é o tema escolhido pelo Conselho Internacional de Museus para as comemorações deste ano. Coimbra no Mundo, o Mundo em Coimbra, são os motes que convidam turistas, visitantes e conimbricenses a participar nas comemorações do Dia Internacional dos Museus No dia 18 de Maio, comemora-se o Dia

Leia mais

Centro Empresarial AIMinho

Centro Empresarial AIMinho Domiciliação de empresas Eventos e negócios Espaços para ações de formação Centro Empresarial AIMinho Um espaço polivalente para o seu negócio O Centro Empresarial AIMinho é um espaço de excelência localizado

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO PARA OS MONUMENTOS, MUSEUS E PALÁCIOS

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO PARA OS MONUMENTOS, MUSEUS E PALÁCIOS PROGRAMA DE VOLUNTARIADO PARA OS MONUMENTOS, MUSEUS E PALÁCIOS DEPENDENTES DA DGPC CARTA DO VOLUNTÁRIO (MINUTA) VOLUNTARIADO NOS MONUMENTOS, MUSEUS E PALÁCIOS DA DGPC CARTA DO VOLUNTÁRIO DE MONUMENTOS,

Leia mais

Disciplina Objectivos Conteúdos Programáticos

Disciplina Objectivos Conteúdos Programáticos Disciplina Objectivos Conteúdos Programáticos Legislação para Operações Turísticas Análise do quadro legal aplicável no contexto da atividade das agências de viagens. Caracterização dos organismos Institucionais

Leia mais

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior REGULAMENTO DE ACÚMULO DE PONTOS NO PROGRAMA BRADESCO COM TRANSFERÊNCIA PARA O PROGRAMA FIDELIDADE

Leia mais

ANEXO I (À Tabela de Preços e Outras Receitas Municipais 2012) DESCONTOS A APLICAR AOS VALORES DA TABELA DE PREÇOS E OUTRAS RECEITAS MUNICIPAIS

ANEXO I (À Tabela de Preços e Outras Receitas Municipais 2012) DESCONTOS A APLICAR AOS VALORES DA TABELA DE PREÇOS E OUTRAS RECEITAS MUNICIPAIS ANEXO I (À Tabela de Preços e Outras Receitas Municipais 2012) DESCONTOS A APLICAR AOS VALORES DA TABELA DE PREÇOS E OUTRAS RECEITAS MUNICIPAIS Aos preços da Tabela de Preços e Outras Receitas Municipais

Leia mais

BIBLIOTECA MUNICIPAL DAS CALDAS DA RAINHA PERGUNTAS FREQUENTES

BIBLIOTECA MUNICIPAL DAS CALDAS DA RAINHA PERGUNTAS FREQUENTES BIBLIOTECA MUNICIPAL DAS CALDAS DA RAINHA PERGUNTAS FREQUENTES CARTÃO DE LEITOR 1- Efectuar a inscrição como leitor? Para poder efectuar a inscrição como leitor, tem de residir no concelho. Os não residentes

Leia mais

ICS ALUGUER DE ESPAÇOS

ICS ALUGUER DE ESPAÇOS ICS ALUGUER DE ESPAÇOS DESCRIÇÃO CONTACTOS Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa Tânia Almeida - Assessoria da Direcção Email: tania.almeida@ics.ul.pt Telf: (+351) 21 780 47 23 INSTITUTO

Leia mais

MINISTÉRIOS DO AMBIENTE, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL E DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO

MINISTÉRIOS DO AMBIENTE, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL E DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO Diário da República, 2.ª série N.º 80 23 de Abril de 2008 18537 - Direcção -Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural; - Direcção -Geral dos Recursos Florestais; - Direcção Regional de Agricultura e

Leia mais

TURISMO CULTURAL produto estratégico para Portugal. Abrantes, 2011

TURISMO CULTURAL produto estratégico para Portugal. Abrantes, 2011 TURISMO CULTURAL produto estratégico para Portugal Abrantes, 2011 O TURISMO CULTURAL HOJE 44 milhões de turistas procuram turismo cultural na Europa O património cultural motiva a viagem e, por isso, aproxima

Leia mais

Despacho nº 9265-B/2013

Despacho nº 9265-B/2013 Regulamento Interno da Componente de Apoio à Família (CAF) dos Jardim-deinfância e das Escola Básica 1 (EB1) da União de Freguesias de Nogueiró e Tenões 444 Ano Letivo 2014/15 Enquadramento...Quando as

Leia mais

cultura e experiências onde não se sente o tempo

cultura e experiências onde não se sente o tempo cultura e experiências onde não se sente o tempo Neste Mosteiro viveram monges durante mais de sete séculos. Dele fazem parte a Igreja, os edifícios conventuais e o espaço exterior que, enclausurado por

Leia mais

Normas para aluguer de espaços na Mata Nacional do Buçaco Sumário

Normas para aluguer de espaços na Mata Nacional do Buçaco Sumário Normas para aluguer de espaços na Mata Nacional do Buçaco Sumário Introdução Reserva de Espaços Catering, decoração e animação musical Registo Fotográfico/Vídeo Danos/ Incidentes Cancelamentos / Preçários

Leia mais

Objectivo: desenvolver o interesse pela História de Portugal.

Objectivo: desenvolver o interesse pela História de Portugal. Versão Adobe Portable Document Format Boletim do Publicação trimestral Junho - Julho de 2009 N.º 12 Ano II O Rosto de Afonso Henriques numa escultura do Século XIII Um jogo no Claustro da SMS 1 a 31 de

Leia mais

Com o apoio de. Programação e Gestão Cultural Formação Avançada

Com o apoio de. Programação e Gestão Cultural Formação Avançada Com o apoio de Programação e Gestão Cultural EAB Escola de Estudos Avançados das Beiras Programação Instalações da EAB, Edifício Expobeiras, Parque Industrial de Coimbrões, Viseu Contacto Ana Henriques

Leia mais

Especialmente criado para: Soluções criativas para empresas vencedoras

Especialmente criado para: Soluções criativas para empresas vencedoras Especialmente criado para: Soluções criativas para empresas vencedoras Alentejo 08 a 10 de Abril 2016 Itinerário 1º Dia 08 de Abril (Sex.) LISBOA / TRÓIA / CASTRO VERDE Em hora e local a combinar, partida

Leia mais

MERCURE SALVADOR RIO VERMELHO HOTEL

MERCURE SALVADOR RIO VERMELHO HOTEL LOCAL DO EVENTO O XLI CONSOLDA 2015 será realizado de 12 a 15 de outubro no MERCURE SALVADOR RIO VERMELHO HOTEL - Rua Fonte do Boi 215 - Rio Vermelho, Salvador-BA - 41940-360 Fone: (71) 3172-9200. Mercure

Leia mais

A aplicação do regime do licenciamento ZERO às atividades turísticas

A aplicação do regime do licenciamento ZERO às atividades turísticas A aplicação do regime do licenciamento ZERO às atividades turísticas Curso de Pós-Graduação em Direito do Turismo Instituto de Ciências Jurídico-Políticas/Faculdade de Direito de Lisboa 23 de março de

Leia mais

NOVIDADES TRANSPORTE COLETIVO

NOVIDADES TRANSPORTE COLETIVO NOVIDADES TRANSPORTE COLETIVO Segunda Passagem Integrada Grátis 1) Quando será lançada a segunda passagem gratuita? Será lançada no dia 1 de julho. 2) Como funcionará a segunda passagem gratuita? O passageiro

Leia mais

SOBRE O DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES ARTÍSTICAS, CIENTÍFICAS E CULTURAIS NO PROCESSO DA 3ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE JUVENTUDE

SOBRE O DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES ARTÍSTICAS, CIENTÍFICAS E CULTURAIS NO PROCESSO DA 3ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE JUVENTUDE RESOLUÇÃO 08/2015, DA COMISSÃO ORGANIZADORA NACIONAL A Comissão Organizadora da 3ª Conferência Nacional de Juventude, no uso de suas atribuições regimentais, em conformidade com o artigo 6º, objetivo específico

Leia mais

centro para as artes, ciência e tecnologia investigação, inovação e sustentabilidade

centro para as artes, ciência e tecnologia investigação, inovação e sustentabilidade 2 Sphera Castris centro para as artes, ciência e tecnologia investigação, inovação e sustentabilidade O projeto procura responder à necessidade de criar uma infraestrutura de cultura e património, produção

Leia mais

DISTRITO DE AVEIRO SERVIÇO/ATIVIDADE LOCAL APOIO ATRIBUÍDO HORÁRIO CONTACTO ENTIDADE PARCEIRA. Diversas atividades nas áreas de:

DISTRITO DE AVEIRO SERVIÇO/ATIVIDADE LOCAL APOIO ATRIBUÍDO HORÁRIO CONTACTO ENTIDADE PARCEIRA. Diversas atividades nas áreas de: ENTIDADE PARCEIRA Câmara Municipal da Mealhada Câmara Municipal de Vagos SERVIÇO/ATIVIDADE LOCAL APOIO ATRIBUÍDO HORÁRIO CONTACTO Diversas atividades nas áreas de: Desportivas; Artísticas; Solidárias;

Leia mais

Inventário Anual aos Estabelecimentos Hoteleiros 2012. Folha de Informação Rápida

Inventário Anual aos Estabelecimentos Hoteleiros 2012. Folha de Informação Rápida Inventário Anual aos Estabelecimentos Hoteleiros 2012 Folha de Informação Rápida 2013 Instituto Nacional de Estatística Estatísticas do Turismo 2012 Inventario Anual dos Estabelecimentos Hoteleiros Presidente

Leia mais

NOSSOS BENEFÍCIOS CONCIERGE ASSISTÊNCIA PESSOAL

NOSSOS BENEFÍCIOS CONCIERGE ASSISTÊNCIA PESSOAL NOSSOS BENEFÍCIOS CONCIERGE ASSISTÊNCIA PESSOAL NOSSOS BENEFÍCIOS CONCIERGE ASSISTÊNCIA PESSOAL 1. DESCRIÇÃO DO PRODUTO ASSISTÊNCIA 24 HORAS - CONCIERGE A Central de Informações consiste em atendimento

Leia mais

TURISMO NO ESPAÇO RURAL LEGISLAÇÃO MANUAL

TURISMO NO ESPAÇO RURAL LEGISLAÇÃO MANUAL TURISMO NO ESPAÇO RURAL LEGISLAÇÃO MANUAL Índice 1. Turismo no espaço rural: tipologias.2 2. Exploração e funcionamento.... 5 3. Legislação aplicável.17 Bibliografia. 18 1 1.Turismo no espaço rural: tipologias

Leia mais

Memorando Rock no Sado. Conceito

Memorando Rock no Sado. Conceito Memorando Rock no Sado Conceito O festival Rock no Sado teve origem no ano de 2013 e foi pensado com diversos intuitos em mente. Colmatar a falta de eventos do mesmo tipo e/ou dimensão na região fazendo

Leia mais

INFRAESTRUTURA 1. ESPAÇO FÍSICO 1.1. Gabinetes de Trabalho para Professores Tempo Integral - TI

INFRAESTRUTURA 1. ESPAÇO FÍSICO 1.1. Gabinetes de Trabalho para Professores Tempo Integral - TI INFRAESTRUTURA 1. ESPAÇO FÍSICO Atualmente a FIBRA encontra-se em novas instalações contando com 33 salas de aula climatizadas, com instalações de equipamentos de multimídia, auditório climatizado com

Leia mais

Agrupamento de Escolas D.Sancho I. Anexo V REGULAMENTO DE CEDÊNCIA DE INSTALAÇÕES ESCOLARES REGULAMENTO DO ALUGUER DE INSTALAÇÕES 1

Agrupamento de Escolas D.Sancho I. Anexo V REGULAMENTO DE CEDÊNCIA DE INSTALAÇÕES ESCOLARES REGULAMENTO DO ALUGUER DE INSTALAÇÕES 1 Anexo V REGULAMENTO DE CEDÊNCIA DE INSTALAÇÕES ESCOLARES REGULAMENTO DO ALUGUER DE INSTALAÇÕES 1 REGULAMENTO DE CEDÊNCIA DE INSTALAÇÕES ESCOLARES Artigo 1.º Objeto O objeto do presente regulamento consiste

Leia mais

BIBLIOTECA ESCOLAR REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLA SECUNDÁRIA JOÃO DA SILVA CORREIA

BIBLIOTECA ESCOLAR REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLA SECUNDÁRIA JOÃO DA SILVA CORREIA BIBLIOTECA ESCOLAR REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLA SECUNDÁRIA JOÃO DA SILVA CORREIA ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 CONDIÇÕES DE INSTALAÇÃO E DE FUNCIONAMENTO... 3 1. A EQUIPA EDUCATIVA... 3 2. COMPETÊNCIAS

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E O GRUPO DOM PEDRO - INVESTIMENTOS TURíSTICOS, S.A. 1. Preâmbulo

PROTOCOLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E O GRUPO DOM PEDRO - INVESTIMENTOS TURíSTICOS, S.A. 1. Preâmbulo Dom Pedro Hoteís www.dompedro.com PROTOCOLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E O GRUPO DOM PEDRO - INVESTIMENTOS TURíSTICOS, S.A 1. Preâmbulo A celebração do presente protocolo tem como objetivo assegurar aos

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO INFORMAÇÕES O Que é? A Galaicofolia e um evento de grande porte, de índole cultural, de lazer e entretenimento, inspirado nos hábitos e costumes das populações que ocuparam o castro do monte de S. Lourenço

Leia mais

Museu do Louvre - virtual. Lígia Oliveira

Museu do Louvre - virtual. Lígia Oliveira Estudo sobre a integração de ferramentas digitais no currículo da disciplina de Educação Visual e Tecnológica Museu do Louvre - virtual Manual e Guia de exploração do Museu do Louvre - virtual para utilização

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ EDITAL Nº 001/2015, DE 05 DE MAIO DE 2015 CAMPUS AVANÇADO DIRCEU ARCOVERDE/IFPI Dispõe processo seletivo de candidatos para ingresso nos cursos de formação inicial e continuada (FIC) em Cadista para a

Leia mais