Qual é o objetivo do Governo com a implantação do esocial?

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Qual é o objetivo do Governo com a implantação do esocial?"

Transcrição

1 O que é o esocial? O esocial é parte do sistema de escrituração digital que exigirá que todos os empregadores enviem ao Fisco, de forma unificada, ou seja, em um único documento digital, todas as informações trabalhistas, previdenciárias, fundiárias e tributárias relativas aos seus trabalhadores. Qual é o objetivo do Governo com a implantação do esocial? a) simplificar o cumprimento das obrigações trabalhistas, previdenciárias e fundiárias; b) facilitar a fiscalização por parte dos diversos órgãos públicos (Receita, INSS, MTE e Caixa) do cumprimento das obrigações principais e acessórias por parte das empresas; c) maior controle das informações; d) garantir os direitos previdenciários e trabalhistas dos trabalhadores; e) melhorar a qualidade das informações prestadas. Quais são as vantagens da adoção do esocial? O sistema possibilitará uma redução de fraudes/sonegação quanto ao recolhimento e à prestação das informações trabalhistas e previdenciárias? a. atendimento a diversos órgãos do Governo com uma única fonte de informações voltada para o cumprimento das diversas obrigações trabalhistas, previdenciárias e tributárias atualmente existentes; b. integração dos sistemas informatizados das empresas com o ambiente nacional do esocial, possibilitando a automação na transmissão das informações dos empregadores; c. padronização e integração dos cadastros das pessoas físicas e jurídicas no âmbito dos órgãos participantes do projeto; d. melhora, segundo declarações de representantes dos próprios órgãos oficiais participantes do projeto, da qualidade das informações prestadas, já que o fato de passaram a ser prestadas por um canal único permitirá que as empresas dediquem uma atenção maior quando da transmissão dessas informações, ao mesmo tempo em que serão transmitidas com mais agilidade, o que possibilitará aos órgãos fiscalizadores a oportunidade de desenvolverem ações com mais segurança, no sentido de evitar sonegação e fraudes por parte dos contribuintes sujeitos à elaboração do esocial. Módulos do E-Social

2 Quais são os eventos abrangidos pelo esocial? Os eventos iniciais: É a carga inicial do "RET" (registro de eventos trabalhista), que são as informações cadastrais como, cadastramento inicial de vínculos, informações dos empregados, arquivos e tabelas como de cargos, funções, lotação, rubricas da folha de pagamento, entre outros. S Informações do Empregador/Contribuinte; S Tabela de Estabelecimentos e Obras de Construção Civil; S Cadastramento Inicial do Vínculo. Os eventos de tabela são compostos pelas informações previstas nos seguintes leiautes: S Tabela de Rubricas; S Tabela de Lotações Tributárias; S Tabela de Cargos/Empregos Públicos; S Tabela de Funções/Cargos em Comissão; S Tabela de Horários/Turnos de Trabalho; S Tabela de Ambientes de Trabalho; S Tabela de Processos Administrativos/Judiciais; S Tabela de Operadores Portuários. Os eventos não periódicos são compostos pelas informações previstas nos seguintes leiautes: S Admissão de Trabalhador Registro Preliminar; S Admissão de Trabalhador; S Alteração de Dados Cadastrais do Trabalhador; S Alteração de Contrato de Trabalho; S Comunicação de Acidente de Trabalho; S Monitoramento da Saúde do Trabalhador; S Afastamento Temporário; S Condições Ambientais do Trabalho - Fatores de Risco; S Insalubridade, Periculosidade e Aposentadoria Especial;

3 S-2250 Aviso-Prévio; S-2298 Reintegração; S-2299 Desligamento; - Trabalhador Sem Vínculo de Emprego Início; S Trabalhador Sem Vínculo de Emprego Alt. Contratual; S Trabalhador Sem Vínculo de Emprego Término; S-3000 Exclusão de Eventos S Solicitação de Totalização de Eventos, Bases e Contribuições; S-4999 Adesão Antecipada ao esocial. Os eventos periódicos são compostos pelas informações previstas nos seguintes leiautes: S Eventos Periódicos Remuneração do Trabalhador; S Pagamentos de Rendimentos do Trabalho; S Pagamentos a Beneficiários Não Identificados; S Aquisição de Produção Rural; S Comercialização da Produção Rural Pessoa Física; S Contratação de Trabalhadores Avulsos Não Portuários; S Informações Complementares aos Eventos Periódicos; S Reabertura dos Eventos Periódicos; S Fechamento dos Eventos Periódicos; S Contribuição Sindical Patronal Os eventos iniciais, de tabelas, não periódicos e periódicos, que compõem o esocial, necessitam ser transmitidos por meio de arquivos preparados de acordo com os leiautes estabelecidos para cada um. O quadro a seguir relaciona os eventos, sua obrigatoriedade e os requisitos necessários ao seu envio.

4 Evento Código Descrição Obrigatoriedade do Evento Evento Requisito Obrigatoriedade do Requisito Eventos Iniciais e de Tabela S-1000 Informações do O Não N/A Empregador/Contribuinte possui S-1005 Tabela de Estabelecimentos e Obras de O S-1000 O construção civil S-1010 Tabela de Rubricas S-1000 O S-1020 Tabela de Lotações Tributárias S-1000 O S-1030 Tabela de Cargos/Empregos Públicos S-1000 O S-1035 de Carreiras Públicas S-1000 O S-1040 Tabela de Funções/ Cargos em N S-1000 O Comissão S-1050 Tabela de Horários/Turnos de Trabalho S-1000 O S-1060 Tabela de Ambientes de Trabalho S-1000 O S-1070 Tabela de Processos S-1000 O Administrativos/Judiciais S-1080 Tabela de Operadores Portuários S-1000 O S-2100 Cadastramento Inicial do Vínculo S-1000 O O Eventos Periódicos S-1200 Remuneração do Trabalhador S-2100 S-2200 S-1202 Remuneração de Trabalhadores RPPS S-2100 O S-2200 S-1207 Benefícios Previdenciários_ RPPS S-2400 O S-1210 Pagamentos de Rendimentos do S-2100 O Trabalho S-1250 Aquisição de Produção Rural S-1000 O S-1260 Comercialização da Produção Rural S-1000 O Pessoa Física S-1270 Contratação de Trabalhadores Avulsos S-1000 O Não Portuários S-1280 Informações Complementares aos S-1000 O Eventos Periódicos S-1298 Reabertura dos Eventos Periódicos S-1299 O S-1299 Fechamento dos Eventos Periódicos O S-1200 S-1210 S-1250 S-1260 S-1270 S-1280

5 S-1300 Contribuição Sindical Patronal S-1000 O Eventos Não Periódicos S-2190 Admissão de Trabalhador_Registro S-1000 O Preliminar S-2200 Admissão de Trabalhador S-1000 O O S-2205 Alteração de Dados Cadastrais do S-2100 ou Trabalhador S-2200 ou S-2206 Alteração de Contrato de Trabalho S-2100 ou S-2210 Comunicação de Acidente de Trabalho S-2200 S-2100 ou S-2200 ou S-2220 Monitoramento da Saúde do S-2100 ou Trabalhador S-2200 S-2230 Afastamento Temporário S-2100 S-2200 ou S-2240 Condições Ambientais do Trabalho Fatores de Risco S-2241 Insalubridade, Periculosidade e Aposentadoria Especial S-2100 ou S-2200 ou e S-1060 S-2100 ou S-2200 ou e S-2240 e S-1060 S-2250 Aviso Prévio S-2200 ou S-2298 Reintegração S-2299 O S-2299 Desligamento S-2100 ou S-2200 Trabalhador Sem Vínculo S-1000 O Emprego/Estatuto-Início S-2306 Trabalhador Sem Vínculo Emprego/Estatuto-Alteração Contratual O S-2399 Trabalhador Sem Vínculo O Emprego/Estatuto-Término S-2400 Cadastro de Benefícios O S-1000 O Previdenciários - RPPS S-3000 Exclusão de Eventos Evento a O excluir S-4000 Solicitação de Totalização de Eventos, Bases e Contribuições S-1000, S e S- O 1005 S-5001 Totalização da Contribuição (*) S-4000 (*) Previdenciária por Trabalhador S-5002 Totalização do IRRF por Trabalhador (*) S-4000 (*) S-5011 Totalização da Contribuição (*) S-4000 (*) Previdenciária por Empregador S-5012 Totalização do IRRF por Empregador (*) S-4000 (*)

6 TABELA TABELA 1 TABELA 2 TABELA 3 TABELA 4 TABELA 5 TABELA 6 TABELA 7 TABELA 8 TABELA 9 TABELA 10 TABELA 11 TABELA 12 TABELA 13 TABELA 14 TABELA 15 TABELA 16 TABELA 17 TABELA 18 TABELA 19 TABELA 20 TABELA 21 TABELA 22 TABELA 23 TABELA 24 TABELA 25 TABELA 26 DESCRIÇÃO Categoria de Trabalhadores Financiamento da Aposent. Especial e Redução de Tempo de Contribuição Natureza das Rubricas de Folha de Pagamento Códigos e Alíquotas de FPAS/Terceiros Tipos de Inscrição Países Tipos de Dependentes Classificação Tributária Tipos de Arquivo do esocial Tipos de Lotação Tributária Compatibilidade entre Categoria de Trabalhadores, Classificação Tributária e Tipos de Lotação Compatibilidade entre Tipos de Lotação e Classificação Tributária Parte do corpo atingida Agente causador do Acidente de Trabalho Agente causador/situação Geradora de Doença Profissional Situação Geradora do Acidente de Trabalho Descrição da Natureza da Lesão Motivos de Afastamento Motivos de Desligamento Tipos de Logradouros Natureza Jurídica Compatibilidade entre FPAS e Classificação Tributária Fatores de Riscos do Meio Ambiente do Trabalho Codificação de Acidente de Trabalho Tipos de Benefícios Previdenciários Motivos de Cessação de Benefícios Previdenciários A partir de quando entrará em vigor o esocial? Em Janeiro de 2018 para as empresascom faturamento acima de $ ,00 Em Junho de 2018 para as demais empresas. Quem estará obrigado a adotar o esocial? Estarão obrigados a adotar o esocial todos os empregadores, inclusive o doméstico, as empresas, inclusive as públicas, os equiparados a empresa e o segurado especial em relação a trabalhadores que lhe prestem serviço. Empresas que não possuem empregados estarão obrigadas a enviar informações via esocial? O esocial abrange informações trabalhistas, previdenciárias, tributárias e fiscais relacionadas ou não com a contratação e utilização de mão de obra onerosa, e considerando

7 que há a previsão de substituir obrigações trabalhistas e previdenciárias aplicáveis a empresas sem empregados (ex.: Rais e GFIP), entende-se que, mesmo que não tenha empregados, a empresa deve enviar informações ao esocial. O esocial será implantado para todas as empresas em um único mês? A implantação será gradativa, haverá um processo escalonado, os prazos de entrega dos eventos e o cronograma da obrigatoriedade serão objetos de Resolução do Comitê Diretivo a ser publicada brevemente no Diário Oficial da União. pessoas físicas ou jurídicas As pessoas com empregados terão que observar as determinações do e-spcial? A adoção do e-social deverá ser observada por todos os empregadores, sejam eles pessoas física ou jurídica. Aquele que possui um(a) diarista que trabalha três vezes por semana, estando ele(a) registrado(a), terá de cumprir com as obrigações do esocial? Efetivamente, o esocial será aplicado para todos os empregadores, indistintamente. Entretanto, em alguns casos, o Governo estabelecerá procedimentos simplificados, como no caso dos empregadores domésticos, para os quais já foi criado o Portal esocial. O Governo disponibilizará o programa do esocial? Os empregadores/contribuintes não obrigados à utilização do certificado digital, podem gerar Código de Acesso no Portal esocial, que lhe permite a utilização de diversos serviços, dentre eles, a geração dos arquivos eletrônicos que se transformarão em documentos eletrônicos nos termos legais. As empresas que são obrigadas a utilização dos certificados, deve adaptar ou adquirir um sistema de folha atualizado conforme o layout do esocial. Como será feito o controle de acesso no governo para garantia do sigilo fiscal? O controle será feito por meio de certificado digital para as empresas com mais de sete empregados e por meio de código de acesso para as demais. Nenhum empregador poderá acessar informação de outro e não será dado acesso a nenhuma outra pessoa física ou jurídica às informações, a não ser aos órgãos e entidades que participam do projeto e possuem competência legal para exigir e acessar as informações.

8 Os arquivos do esocial serão transmitidos utilizando Certificado Digital específico? Qual o tipo de certificado aceito? A1 ou A3? Quanto ao nível de acesso/delegação para procuração eletrônica? Será por evento, bloco, área como, por exemplo, finanças ou recursos humanos? a. Será obrigatório o uso de certificado digital ICP-Brasil: A1 ou A3 (PF e PJ); b. Poderão utilizar código de acesso: i. Empresas optantes pelo Simples Nacional, pequeno produtor rural e CI equiparado à empresa, todos com até 07 empregados, e o MEI. ii. Empregador doméstico; c. O serviço de procuração eletrônica está em fase final de definição. Serão aceitas as procurações emitidas pela CAIXA, por meio da Conectividade Social, e pela RFB. Será permitido ao outorgante repassar os poderes para transmissão de eventos esocial para um CNPJ ou CPF. O outorgado, que receber tais poderes, poderá enviar todos os eventos do esocial. As empresas terão algum custo para implantação do esocial? As empresas poderão ter custo em face de implantação/desenvolvimento e/ou aquisição do(s) sistema(s) visando à implantação do esocial. Contudo, poderá haver um portal, assim como hoje existe para o empregador doméstico, atendendo a pequenas empresas para que elas não tenham necessidade de desenvolvê-lo. Existe alguma limitação quanto ao número de empregados para implantação do esocial? Não. Para tanto, basta que seja empregador, empresa ou equiparado, de acordo com a legislação aplicável. Quais obrigações acessórias serão abrangidas pelo esocial? Dentre as obrigações acessórias abrangidas, temos: Relação Anual de Informações Sociais (Rais); Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social (Sefip/GFIP); Cadastro Geral de Empregados e desempregados (Caged); Manual Normativo de Arquivos Digitais (Manad) Comunicação de Acidente do Trabalho (CAT); Registro de Empregados; Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP); Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF); Folha de Pagamento; Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho (TRCT).

9 Que órgãos públicos utilizarão as informações do esocial? Utilizarão as informações do esocial os seguintes órgãos: Ministério do Trabalho e Emprego; Receita Federal do Brasil; Instituto Nacional do Seguro Social; Ministério da Previdência Social; Caixa Econômica Federal, entre outros. O empregado terá acesso às informações do esocial? Primeiramente, o empregado não terá acesso às informações do esocial. Entretanto, de acordo com a estruturação do projeto, o objetivo é que o empregado possa verificar, por exemplo, se os recolhimentos previdenciários e fundiários foram realizados pela empresa, por meio de um portal, utilizando o seu CNIS. As empresas terão de transcrever os dados anteriores à implantação para o novo sistema? Receita Federal do Brasil, juntamente com os demais Ministérios participantes do sistema do esocial, deixaram claro que o sistema abrangerá os eventos ocorridos, especificamente, a partir da competência de inicial de envio dos dados. Contudo, conforme o leiaute divulgado, para cada vínculo trabalhista existente na empresa na data de implantação do esocial deverá ser gerado um arquivo correspondente, contendo as informações cadastrais e contratuais atualizadas até a data de envio do arquivo. Qual o prazo para o envio das informações referente a admissão, demissão, afastamento e falecimento? Admissão: Deverá ser enviado até o final do dia anterior da atividade laboral ou no início da mesma. Demissão: As informações de desligamento deverão ser enviadas até o 1 (primeiro) dia útil seguinte a data do desligamento, no caso de aviso prévio trabalhado, ou do término de contrato por prazo determinado, e até 10 (dez) dias seguintes a data do desligamento nos demais casos. Afastamento: Deve ser enviado até 10 (dez) dias da ocorrência de afastamento. Falecimento: imediato.

10 Qual o prazo para enviar a admissão de um empregado sem vínculo empregatício? As informações iniciais de admissão de empregado ou de contratação de trabalhador se vínculo empregatício deverão ser enviadas até o final do dia imediatamente anterior ao do início da prestação de serviço. Qual o procedimento a ser adotado no caso em que o envio da admissão e demais eventos vinculados a um empregado não foi feita no prazo devido e cuja falha só foi percebida posteriormente ao encerramento da folha da respectiva competência? Essa folha precisa ser retificada. A folha é reaberta e o evento de remuneração e ou pagamento do empregado é transmitido. A folha é recalculada e os novos débitos são apurados e declarados. Em casos de retificação, em que haja mudança a maior no valor a recolher a título de contribuição previdenciária, será possível a geração de novo DARF e um nova Guia de Recolhimento do FGTS. Este poderá ser uma guia completa ou poderá ser uma guia complementar. Como será realizada a fiscalização após a implantação do esocial? Tendo em vista a não ocorrência de modificações nas legislações pertinentes ao processo fiscalizador, depreende-se, por conseguinte, que não haverá mudança no processo. Todavia, devemos ficar atentos às modificações legais que poderão ocorrer após a implantação. O que poderá ocorrer é que, como os órgãos fiscalizadores terão acesso a todas as informações via esocial, a ocorrência de fiscalizações físicas deverá diminuir. Qual a penalidade para a entrega com atraso e se a penalidade ocorre ao retificar valores, por exemplo? Haverá penalidade para entrega em atraso de informações apenas nos casos já previstos em lei, inclusive com relação às retificações, e nos valores nela estipulado. A retificação durante a denúncia espontânea (sem procedimento de ofício regularmente instaurado) não gera penalidades tributárias, excluídas as de caráter moratório sobre os débitos não recolhidos em época própria. Haverá multa devido ao envio de eventos fora do prazo? As empresas estarão sujeitas às multas por atraso já previstas na legislação previdenciária, fiscal, trabalhista e do FGTS.

11 O Governo disponibilizará um Programa Gerador de Declaração? Os eventos poderão ser enviados por web service ou pelo portal web. Diferentemente do modelo atual em que o empregador prepara um arquivo e aplica as validações em um Programa Gerador de Declaração (PGD Sefip, PDG Rais, PDG Dirf,...) na sua própria máquina antes de transmitir, o esocial fará todas as validações online, dispensando a utilização de um PGD para geração e transmissão dos eventos. A comunicação será feita ligando diretamente o sistema da empresa com o esocial por meio de um webservice que será o canal de envio dos arquivos XML ou a empresa gera o evento preenchendo os campos diretamente no portal na internet. Como será o tratamento para colaboradores com mais de um emprego (vínculo empregatício)? No cadastro do trabalhador, ao informar que este possui mais de um vínculo empregatícios, será habilitado um botão Múltiplos Vínculos, onde deverá preencher com os dados solicitados para o cálculo correto do INSS. E-Social Doméstico Todos os tributos e o FGTS relacionados à folha de pagamento do empregador doméstico deverão ser recolhidos em apenas uma guia, de acordo com a Lei Complementar nº 150/2015 (institui o Simples Doméstico). As seguintes responsabilidades serão recolhidas no Documento de Arrecadação do esocial DAE Valores de responsabilidade do empregador 8,0% de contribuição patronal previdenciária; 0,8% de seguro contra acidentes do trabalho (GILRAT); 8,0% de FGTS; 3,2% de indenização compensatória (Multa FGTS). Valores retidos do salário do trabalhador 8,0% a 11,0% de contribuição previdenciária; Imposto sobre a Renda Pessoa Física, se incidente. O DAE será calculado e gerado automaticamente pelo Módulo Doméstico do esocial após o fechamento da folha de pagamento da competência.

esocial esocial Compartilhar informações integradas e atualizadas através de um único banco de dados entre os órgãos envolvidos;

esocial esocial Compartilhar informações integradas e atualizadas através de um único banco de dados entre os órgãos envolvidos; Ref.: nº 34/2013 esocial 1. Conceito O esocial é um projeto do Governo Federal que vai coletar as informações descritas em seu objeto, armazenando-as em Ambiente Nacional, possibilitando aos órgãos participantes,

Leia mais

esocial Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (Decreto nº 8.373, 11/12/2014 )

esocial Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (Decreto nº 8.373, 11/12/2014 ) O que é o? esocial Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (Decreto nº 8.373, 11/12/2014 ) É um projeto do governo federal que vai unificar o envio de informações

Leia mais

esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Copyright 2013 1

esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Copyright 2013 1 esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Copyright 2013 1 O que é esocial? É o projeto de escrituração digital da folha de pagamento e das obrigações trabalhistas, previdenciárias

Leia mais

esocial Material de Apoio

esocial Material de Apoio esocial Material de Apoio Fundamento Legal Ato Declaratório Execu1vo n.5. de 17 de Julho de 2013 - Layout esocial Aprovou e divulgou o layout do Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais,

Leia mais

II Seminário esocial Uma nova era nas relações entre empregadores, empregados e governo

II Seminário esocial Uma nova era nas relações entre empregadores, empregados e governo II Seminário esocial Uma nova era nas relações entre empregadores, empregados e governo Câmara Americana de Comércio São Paulo / SP 02/10/2015 Paulo Roberto Magarotto Auditor-Fiscal da Receita Federal

Leia mais

esocial Sistema de Escrituração das Obrigações Fiscais, Previdênciárias e Trabalhistas

esocial Sistema de Escrituração das Obrigações Fiscais, Previdênciárias e Trabalhistas esocial Sistema de Escrituração das Obrigações Fiscais, Previdênciárias e Trabalhistas O que é o esocial? O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (esocial)

Leia mais

Dra. Valéria de Souza Telles. esocial - Dra. Valéria de Souza Telles 1

Dra. Valéria de Souza Telles. esocial - Dra. Valéria de Souza Telles 1 Dra. Valéria de Souza Telles esocial - Dra. Valéria de Souza Telles 1 Manual de Orientação do e - Social Versão 1.0 (Ato Declaratório Executivo SUFIS nº 5/13 DOU de 18/07/2013) Manual de Orientação do

Leia mais

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. esocial - FECON 19/02/2014

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. esocial - FECON 19/02/2014 esocial - FECON 19/02/2014 Contextualização - Objetivo do Projeto OBJETIVOS - O que é o esocial Conceitos básicos - Qualificação cadastral - Povoamento da base - Eventos Não periódicos - Eventos periódicos

Leia mais

1) O que é o esocial?

1) O que é o esocial? 1) O que é o esocial? O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (esocial) é um projeto do governo federal que vai unificar o envio de informações pelo empregador

Leia mais

CONFERÊNCIA esocial. São Paulo 03/03/2015. Paulo Roberto Magarotto Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil

CONFERÊNCIA esocial. São Paulo 03/03/2015. Paulo Roberto Magarotto Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil CONFERÊNCIA esocial São Paulo 03/03/2015 Paulo Roberto Magarotto Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil e-social Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas.

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE CONTABILIDADE

CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE CONTABILIDADE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE CONTABILIDADE CONTRATO DE GESTÃO IGAM/ABHA N 002/2009 = TERMO DE REFERÊNCIA = REPETIÇÃO DE PROCESSO PROCESSO SELETIVO 004-A/2012 ARAGUARI - MG ABRIL / 2012 1. INTRODUÇÃO 1.1.

Leia mais

SPED Contábil - Versão 3.1.9

SPED Contábil - Versão 3.1.9 SPED Contábil - Versão 3.1.9 A Escrituração Contábil Digital (ECD) é parte integrante do projeto SPED e tem por objetivo a substituição da escrituração em papel pela escrituração transmitida via arquivo,

Leia mais

Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT.

Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT. Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT. Versão: 16/03/12 As instruções abaixo aplicam-se a todas as Operações de Transportes

Leia mais

esocial Informações e Orientações Atualizadas

esocial Informações e Orientações Atualizadas esocial Informações e Orientações Atualizadas Conceito e Objetivos do esocial O esocial é uma ação conjunta destes órgãos e entidades do governo federal: Caixa Econômica Federal Instituto Nacional do Seguro

Leia mais

São Paulo, 14/11/2014 Samuel Kruger Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil

São Paulo, 14/11/2014 Samuel Kruger Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil São Paulo, 14/11/2014 Samuel Kruger Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil Cenário atual Termo de Rescisão Empresa Único Cana l Ambiente Nacional Direitos Gar antidos Proces sos Simplificados Informações

Leia mais

O que é o esocial? esocial subprojeto do SPED

O que é o esocial? esocial subprojeto do SPED O que é o esocial? esocial subprojeto do SPED Transmissão única Informações de folha de pagamento e de outras obrigações trabalhistas, previdenciárias e tributárias pelo empregador em relação aos seus

Leia mais

O que é o esocial? esocial subprojeto do SPED. MTE, CAIXA, RFB, Previdência, outros

O que é o esocial? esocial subprojeto do SPED. MTE, CAIXA, RFB, Previdência, outros O que é o esocial? esocial subprojeto do SPED Transmissão única Informações de folha de pagamento e de outras obrigações trabalhistas, previdenciárias e tributárias pelo empregador em relação aos seus

Leia mais

Problema CULTURAL ESOCIAL. Palestra dia 28/04/2014 Palestrante: Ricardo Cruz Miranda

Problema CULTURAL ESOCIAL. Palestra dia 28/04/2014 Palestrante: Ricardo Cruz Miranda Problema CULTURAL ESOCIAL Palestra dia 28/04/2014 Palestrante: Ricardo Cruz Miranda DECRETO n.º 6.022/2007 Cria o SPED (PAC 2007 2010 - Informatização) ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO N.º 5, DE 17 DE JULHO

Leia mais

Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo

Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo CONSTRUÇÃO CONJUNTA Receita Federal do Brasil; Caixa; Instituto Nacional do Seguro Social INSS; Ministério da Previdência Social MPS;

Leia mais

2.5. Qual foi a legislação que trouxe as disposições sobre o leiaute do esocial?... 3

2.5. Qual foi a legislação que trouxe as disposições sobre o leiaute do esocial?... 3 Cartilha esocial Índice 1. INTRODUÇÃO... 1 2. LEGISLAÇÃO... 2 2.1. O que é o esocial?... 2 2.2. Antes da adoção da nomenclatura do esocial, quais foram os principais nomes cogitados para o Sistema de Informações

Leia mais

Projeto esocial Aspectos Legais

Projeto esocial Aspectos Legais Projeto esocial Aspectos Legais ÍNDICE O que é o esocial Cenários e Leiaute Cronograma do Governo Fiscalização e Penalidades ÍNDICE O que é o esocial? O esocial é um projeto do Governo Federal, com implantação

Leia mais

Potenciais riscos do esocial Como previnir? 2015 Grant Thornton International Ltd. All rights reserved.

Potenciais riscos do esocial Como previnir? 2015 Grant Thornton International Ltd. All rights reserved. Potenciais riscos do esocial Como previnir? Agenda 1 2 Contexto Introdutório Definição, Objetivos, Operacionalização, Comprovante/recibo de entrega; Sequência lógica de transmissão; Recolhimento de encargos

Leia mais

03/05/2015. Entendendo o esocial

03/05/2015. Entendendo o esocial Entendendo o esocial 1 O que é o esocial O esocialé o instrumento de unificação da prestação das informações referentes à escrituração das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas e tem por finalidade

Leia mais

esocial Uma nova forma de registro dos eventos trabalhistas

esocial Uma nova forma de registro dos eventos trabalhistas esocial Uma nova forma de registro dos eventos trabalhistas José Maia Ministério do Trabalho e Previdência Social Eduardo Tanaka Receita Federal Apresentação: - Visão geral do projeto - Aspectos conceituais

Leia mais

CCA BERNARDON DESTAQUES DA SEMANA: CONTADORES E ADVOGADOS SEMANÁRIO Nº 22/2014 1ª SEMANA JUNHO DE 2014

CCA BERNARDON DESTAQUES DA SEMANA: CONTADORES E ADVOGADOS SEMANÁRIO Nº 22/2014 1ª SEMANA JUNHO DE 2014 News Consultoria, treinamento para gestão administrativa e atuação em processos e negócios. CCA BERNARDON CONTADORES E ADVOGADOS SEMANÁRIO Nº 22/2014 1ª SEMANA JUNHO DE 2014 DESTAQUES DA SEMANA: TRIBUTOS

Leia mais

ÍNDICE. Com a criação do Sistema Público de INTRODUÇÃO. Introdução. Legislação. Empresas. Obrigações Abrangidas. Identificadores

ÍNDICE. Com a criação do Sistema Público de INTRODUÇÃO. Introdução. Legislação. Empresas. Obrigações Abrangidas. Identificadores 1 ÍNDICE 2 3 8 13 13 14 19 19 22 23 Introdução Legislação Empresas Obrigações Abrangidas Identificadores Envio, Prazo, Transmissão e Retificação Fiscalização e Autuação Carga Inicial Segurados Sistema

Leia mais

Caso tenha alguma dificuldade nesta etapa, procure um técnico de informática para auxiliá-lo.

Caso tenha alguma dificuldade nesta etapa, procure um técnico de informática para auxiliá-lo. Preenchimento da SEFIP para gerar a GFIP e imprimir as guias do INSS e FGTS Você, Microempreendedor Individual que possui empregado, precisa preencher a SEFIP, gerar a GFIP e pagar a guia do FGTS até o

Leia mais

-Folha de Pagamento - MANAD: Manual de Arquivos Digitais - GFIP - HomologNet

-Folha de Pagamento - MANAD: Manual de Arquivos Digitais - GFIP - HomologNet -Folha de Pagamento - MANAD: Manual de Arquivos Digitais - GFIP - HomologNet Por Dr. Jairo Guadagnini VERITAE www.veritae.com.br Belo Horizonte, 12.08.2011 LEGISLAÇÃO FUNDAMENTAL Constituição Federal de

Leia mais

Cenário Atual. Os empregadores devem preencher inúmeras declarações e documentos que possuem as mesmas informações.

Cenário Atual. Os empregadores devem preencher inúmeras declarações e documentos que possuem as mesmas informações. índice O que é o esocial?...03 Cenário Atual...04 Cenário Ideal...05 Abrangência...06 Identificadores das Empresas...07 Identificadores...08 Módulo Consulta Cadastral...09 Órgãos envolvidos no Projeto...11

Leia mais

esocial Abril 2014 Equipe de Legislação

esocial Abril 2014 Equipe de Legislação esocial Abril 2014 Equipe de Legislação O que é o esocial? É um projeto do governo federal que vai unificar o envio de informações pelo empregador em relação aos seus empregados. Está sendo desenvolvido,

Leia mais

esocial esocial Diminuir o custo de produção, o controle e disponibilização das informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais;

esocial esocial Diminuir o custo de produção, o controle e disponibilização das informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais; Ref.: nº 26/2015 esocial 1. Conceito O esocial é um projeto do Governo Federal que vai coletar as informações descritas em seu objeto, armazenando-as em Ambiente Nacional, possibilitando aos órgãos participantes,

Leia mais

Como o esocial muda o dia a dia da sua empresa?

Como o esocial muda o dia a dia da sua empresa? Como o esocial muda o dia a dia da sua empresa? SISTEMA HUMANUS DE GESTÃO DE RH O QUE É O ESOCIAL? O esocial é um projeto do governo federal que vai unificar o envio de informações pelo empregador em relação

Leia mais

Boletim Técnico esocial

Boletim Técnico esocial esocial Datasul Materiais (Tomadores de Serviço) Produto : Datasul 11.5.10 - MRE -Recebimento Projeto : DMAT001/IRM2047 Data da criação : 05/03/2014 Data da revisão : 07/03/14 País(es) : Brasil Banco(s)

Leia mais

e-social Alexandre Corrêa

e-social Alexandre Corrêa e-social Alexandre Corrêa e-social O e-social consiste na escrituração digital da folha de pagamento e das obrigações trabalhistas, previdenciárias e fiscais. Permitirá uma fiscalização muito mais eficaz,

Leia mais

e-social Divisão Trabalhista e Previdenciária Agosto de 2013

e-social Divisão Trabalhista e Previdenciária Agosto de 2013 Divisão Trabalhista e Previdenciária Agosto de 2013 Conceito de EFD-Social O (EFD-Social) é um projeto do governo federal que visa a unificação das obrigações trabalhistas, previdenciárias e tributárias

Leia mais

esocial 08/04/2015 Sua Empresa Está Preparada? Sincotecpel- 08/04/2015 Legislação Básica:

esocial 08/04/2015 Sua Empresa Está Preparada? Sincotecpel- 08/04/2015 Legislação Básica: esocial Sua Empresa Está Preparada? Sincotecpel- 08/04/2015 Apresentação: César Thompsen Contador, Empresário Contábil, Diretor de Comunicação e Mídia do SINCOTECPEL, Orientador de Cursos de Educação Profissional

Leia mais

Finalidade. Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas. Renata Santana Santos renata@ensicon.com.

Finalidade. Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas. Renata Santana Santos renata@ensicon.com. esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas renata@ensicon.com.br Finalidade A Escrituração Fiscal Digital Social tem por finalidade: a) Prestar

Leia mais

e-social - VERSÃO 2.1

e-social - VERSÃO 2.1 Recursos Humanos OBRIGAÇÕES TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA NA FOLHA DE PAGAMENTO Março de 2016 - Brasília Realização Workshop OBRIGAÇÕES TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA NA FOLHA DE PAGAMENTO Apresentação Com

Leia mais

Perguntas e Respostas do esocial Versão 1.0. Brasília, 27.12.2013

Perguntas e Respostas do esocial Versão 1.0. Brasília, 27.12.2013 Perguntas e Respostas do esocial Versão 1.0 Brasília, 27.12.2013 I. esocial 1) O que é o esocial? O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (esocial) é um

Leia mais

O que é? Pra que serve? Quem promove? Como vai funcionar? O dia a dia? Quando começa? Agenda. E agora, o que tenho que fazer????

O que é? Pra que serve? Quem promove? Como vai funcionar? O dia a dia? Quando começa? Agenda. E agora, o que tenho que fazer???? Fevereiro de 2014 O que é? Pra que serve? Quem promove? Como vai funcionar? O dia a dia? Quando começa? Agenda E agora, o que tenho que fazer???? O QUE É AFINAL? Componente do SPED (Sistema Público de

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO esocial

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO esocial MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO esocial Versão 2.1 Junho de 2015 SUMÁRIO CAPÍTULO I INFORMAÇÕES GERAIS... 4 1. Introdução... 4 1.1 Forma de substituição das informações da GFIP, outras declarações e formulários,

Leia mais

esocial e PUC Programa de Unificação do Crédito e PUC

esocial e PUC Programa de Unificação do Crédito e PUC esocial e PUC Programa de Unificação do Crédito VI Fórum Interestadual de Regularidade 9 de outubro de 2014 Frederico Faber Coordenador de Cobrança Cenário Atual Os empregadores são obrigados a preencher

Leia mais

Empregador WEB. Cadastramento do Requerimento do Seguro-desemprego

Empregador WEB. Cadastramento do Requerimento do Seguro-desemprego Empregador WEB Cadastramento do Requerimento do Seguro-desemprego O que é Empregador WEB? É um aplicativo online, acessível a partir do Portal Mais Emprego para preenchimento de requerimento do Seguro-Desemprego

Leia mais

esocial 2.0: Nova realidade para Escritórios Contábeis e seus Clientes Cátia Maria Soares Medeiros 19/05/2015 Vitória - ES

esocial 2.0: Nova realidade para Escritórios Contábeis e seus Clientes Cátia Maria Soares Medeiros 19/05/2015 Vitória - ES esocial 2.0: Nova realidade para Escritórios Contábeis e seus Clientes Cátia Maria Soares Medeiros 19/05/2015 Vitória - ES Regulamentação O que existia: Ato Declaratório SUFIS 05/2013 de 17 de julho de

Leia mais

EFD-Social. Rio de Janeiro, 23 de Janeiro de 2013

EFD-Social. Rio de Janeiro, 23 de Janeiro de 2013 EFD-Social Arquitetura Rio de Janeiro, 23 de Janeiro de 2013 Simplificação das Obrigações Tributárias Prestação de Serviço ao Contribuinte-Cidadão x Modelo Tributário Complexo Pacto Federativo Combate

Leia mais

Impactos do esocial. Projeto multidisciplinar. Impactos. Substituição da GFIP e MANAD (RAIS, CAGED e DIRF prevista para 2015)

Impactos do esocial. Projeto multidisciplinar. Impactos. Substituição da GFIP e MANAD (RAIS, CAGED e DIRF prevista para 2015) Impactos do esocial Impactos Substituição da GFIP e MANAD (RAIS, CAGED e DIRF prevista para 2015) Disponibilização da DCTF Web PER/DCOMP como meio para compensações após a extinção da GFIP Projeto multidisciplinar

Leia mais

FOLHA DE PAGAMENTO E SUAS RETENÇÕES Carlos Alencar OUTUBRO/2013

FOLHA DE PAGAMENTO E SUAS RETENÇÕES Carlos Alencar OUTUBRO/2013 FOLHA DE PAGAMENTO E SUAS RETENÇÕES Carlos Alencar OUTUBRO/2013 OBRIGATORIEDADE A empresa é obrigada a elaborar mensalmente a folha de pagamento da remuneração paga devida ou creditada a todos os segurados

Leia mais

SPED Folha de Pagamento

SPED Folha de Pagamento SPED Folha de Pagamento Ricardo Nogueira www.ocftreinamento.com.br Cenário atual Os empregadores são obrigados a preencher diversas declarações e documentos que possuem, em muitos casos, as mesmas informações...

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO esocial

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO esocial MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO esocial Versão 2.0 Fevereiro de 2015 2 / 105 SUMÁRIO CAPÍTULO I INFORMAÇÕES GERAIS...5 1. Introdução...5 1.1 Forma de substituição das informações do esocial pelas mesmas informações

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, Estado do Piauí, no uso das atribuições legais que lhe confere a Lei Orgânica do Município, e

O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, Estado do Piauí, no uso das atribuições legais que lhe confere a Lei Orgânica do Município, e DECRETO Nº 9.540, DE 17 DE AGOSTO DE 2009. Disciplina a emissão da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica NFS-e e dá outras providências, nos termos que especifica. O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, Estado

Leia mais

Não muda legislação, muda procedimentos.

Não muda legislação, muda procedimentos. Versão 1.1 esocial Não muda legislação, muda procedimentos. esocial = Transparência Fiscal Circular n. 642, de 06/01/2014 Aprova e divulga o leiaute do Sistema de Escrituração Fiscal Digital das obrigações

Leia mais

Declaração de Serviços Tomados

Declaração de Serviços Tomados Declaração de Serviços Tomados O que é isto? O que isto faz? Por meio desta página, qualquer contribuinte pode realizar a declaração dos serviços tomados para gerar as guias de Retenção. Nesta página,

Leia mais

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. ABEMI Associação Brasileira de Engenharia Industrial São Paulo, 03/12/2013

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. ABEMI Associação Brasileira de Engenharia Industrial São Paulo, 03/12/2013 ABEMI Associação Brasileira de Engenharia Industrial São Paulo, 03/12/2013 Jeziel Tadeu Fior Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil O que é o esocial? Sistema de Escrituração Digital das Obrigações

Leia mais

SISTEMA ISS - CURITIBA LIVRO ELETRÔNICO

SISTEMA ISS - CURITIBA LIVRO ELETRÔNICO PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS DEPARTAMENTO DE RENDAS MOBILIÁRIAS SISTEMA ISS - CURITIBA LIVRO ELETRÔNICO EMPRESAS Curitiba 2008 2 1 - CONCEITO O Sistema ISS Curitiba

Leia mais

Assunto. esocial. Diminuir o custo de produção, o controle e disponibilização das informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais;

Assunto. esocial. Diminuir o custo de produção, o controle e disponibilização das informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais; Ref.: nº 34/2013 esocial 1. Conceito O esocial é um projeto do Governo Federal que vai coletar as informações descritas em seu objeto, armazenando-as em Ambiente Nacional, possibilitando aos órgãos participantes,

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO CONTROLADORIA-GERAL DO ESTADO - CGE/MT

ESTADO DE MATO GROSSO CONTROLADORIA-GERAL DO ESTADO - CGE/MT Orientação Técnica 0002/2015 UNIDADE ORÇAMENTÁRIA: TODAS AS UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS INTERESSADO: C/ CÓPIA: ASSUNTO: SECRETÁRIOS DE ESTADO E PRESIDENTES DE AUTARQUIAS,FUNDAÇÕES, EMPRESAS E DEMAIS ENTIDADES

Leia mais

14/11/2013. Centralização do FGTS. Surgimento do REMAG. Surgimento da GFIP. Surgimento do SPED. Histórico das Obrigações JOHNATAN ABREU

14/11/2013. Centralização do FGTS. Surgimento do REMAG. Surgimento da GFIP. Surgimento do SPED. Histórico das Obrigações JOHNATAN ABREU JOHNATAN ABREU Histórico das Obrigações Centralização do FGTS Surgimento do REMAG Surgimento da GFIP Surgimento do SPED 1 Objetivos do Projeto OBJETIVO: O esocial tem por objeto, informações trabalhistas,

Leia mais

TAX. esocial 2014. PAINEL FIEAM, CIEAM e CAMARA- NIPO BRASILEIRA. Abril de 2014 Tax

TAX. esocial 2014. PAINEL FIEAM, CIEAM e CAMARA- NIPO BRASILEIRA. Abril de 2014 Tax TAX esocial 2014 PAINEL FIEAM, CIEAM e CAMARA- NIPO BRASILEIRA Abril de 2014 Tax kpmg 1 Histórico T-Rex e Harpia A partir de 2006 a Receita Federal do Brasil colocou em operação um equipamento capaz de

Leia mais

ISS Eletrônico. Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE. Extensão do Arquivo JUNHO2006.

ISS Eletrônico. Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE. Extensão do Arquivo JUNHO2006. ISS Eletrônico Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE Caro contribuinte. A transmissão de arquivos é uma facilidade fornecida pelo sistema de ISS Eletrônico

Leia mais

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. Conferência esocial

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. Conferência esocial Conferência esocial O esocial é composto por consórcio do qual fazem parte: O Ministério do Trabalho e Emprego MTE O Ministério da Previdência Social MPS O Instituto Nacional do Seguro Social - INSS A

Leia mais

esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas

esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas SPED DECRETO 6.022/07 O QUE É? Art. 2º O esocial é o instrumento de unificação da prestação das informações

Leia mais

Palestrantes: Reginaldo da Silva dos Santos, André Bocchi e. Luis Antônio dos Santos

Palestrantes: Reginaldo da Silva dos Santos, André Bocchi e. Luis Antônio dos Santos esocial SEMINÁRIO Uma realidade RETENÇÕES a ser DE enfrentada IMPOSTOS pelos E CONTRIBUIÇÕES profissionais de RH, Contabilidade e de Gestão Administrativa Palestrantes: André Bocchi da Silva Reginaldo

Leia mais

Auditoria Trabalhista: Uma Forma de Gestão Integrada entre Empresa Contratante e Empresa Contratada.

Auditoria Trabalhista: Uma Forma de Gestão Integrada entre Empresa Contratante e Empresa Contratada. XIX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2010 22 a 26 de novembro São Paulo - SP - Brasil Auditoria Trabalhista: Uma Forma de Gestão Integrada entre Empresa Contratante e Empresa

Leia mais

Andrezza Célia Moreira

Andrezza Célia Moreira Andrezza Célia Moreira Contadora e Perita Sócia da JANIR MOREIRA & CONTADORES ASSOCIADOS Conselheira do Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais CRC-MG O esocial é um projeto do governo federal

Leia mais

Escrituração Fiscal da Folha de Pagamento e das Obrigações Previdenciárias (EFD-Social) esocial

Escrituração Fiscal da Folha de Pagamento e das Obrigações Previdenciárias (EFD-Social) esocial Escrituração Fiscal da Folha de Pagamento e das Obrigações Previdenciárias (EFD-Social) esocial O esocial vem mudar a legislação? Qual o prazo para o registro de funcionários? Art. 5º O empregador anotará

Leia mais

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos SISTEMA DE GESTÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS (SiGPC) CONTAS ONLINE Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos Atualização: 20/12/2012 A necessidade de registrar despesas em que há retenção tributária é

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO PEDIDO DE CANCELAMENTO OU EXCLUSÃO DE BENEFICIÁRIOS DE PLANOS DE SAÚDE Principais Contribuições. Câmara Técnica 3ª reunião

REGULAMENTAÇÃO DO PEDIDO DE CANCELAMENTO OU EXCLUSÃO DE BENEFICIÁRIOS DE PLANOS DE SAÚDE Principais Contribuições. Câmara Técnica 3ª reunião REGULAMENTAÇÃO DO PEDIDO DE CANCELAMENTO OU EXCLUSÃO DE BENEFICIÁRIOS DE PLANOS DE SAÚDE Principais Contribuições Câmara Técnica 3ª reunião PRINCIPAIS CONTRIBUIÇÕES Entidades que enviaram contribuições

Leia mais

Portaria da EPSJV 023/2012-DIR/EPSJV. O Diretor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, no uso de suas atribuições, RESOLVE: 1.

Portaria da EPSJV 023/2012-DIR/EPSJV. O Diretor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, no uso de suas atribuições, RESOLVE: 1. 01 O Diretor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, no uso de suas atribuições, 1. DOS OBJETIVOS RESOLVE: Normatizar o pagamento da Gratificação por Encargo de Curso, no âmbito da Escola Politécnica

Leia mais

Regramentos Funcionalidades

Regramentos Funcionalidades Regramentos e Funcionalidades 1 O que é o esocial? O esocial é um projeto do Governo Federal que vai coletar as informações trabalhistas, previdenciárias, tributarias, fiscais e do FGTS, relativas à contratação

Leia mais

Desvendando o esocial

Desvendando o esocial Desvendando o esocial O que é o esocial? O esocial é um dos componentes do SPED e visa formalizar digitalmente as informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais relativas a todos os empregados e empregadores,

Leia mais

RAIS RELAÇÃO ANUAL DE INFORMAÇÕES SOCIAIS

RAIS RELAÇÃO ANUAL DE INFORMAÇÕES SOCIAIS RAIS RELAÇÃO ANUAL DE INFORMAÇÕES SOCIAIS O que é? A RAIS é um instrumento de coleta de dados utilizado pela gestão governamental do setor do trabalho, Instituída pelo Decreto nº 76.900, de 23/12/75, a

Leia mais

Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos!

Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos! Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos! CAMPINAS Centro Empresarial Conceição Rua Conceição, 233 Centro 23º andar conj.2303 CEP 13010-916 Tel: 19 3231 0399 SÃO PAULO Edifício

Leia mais

esocial Aplicação e impactos das novas exigências legais

esocial Aplicação e impactos das novas exigências legais esocial Aplicação e impactos das novas exigências legais esocial Dante Barini Filho email:dante.alliance@alterdata.com.br Montando o quebra cabeça do esocial Corre, corre... Detecção e comunicação do erro

Leia mais

CONCESSÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE TRANSPORTE COLETIVO URBANO DE PASSAGEIROS DO MUNICÍPIO DE CURITIBANOS-SC

CONCESSÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE TRANSPORTE COLETIVO URBANO DE PASSAGEIROS DO MUNICÍPIO DE CURITIBANOS-SC CONCESSÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE TRANSPORTE COLETIVO URBANO DE PASSAGEIROS DO MUNICÍPIO DE CURITIBANOS-SC PLANO DE OUTORGA ANEXO IV INFORMAÇÕES QUE DEVERÃO SER ENVIADAS AO ÓRGÃO GESTOR DO SERVIÇO Abril/2014

Leia mais

CONTABILIDADE EM TEMPO REAL

CONTABILIDADE EM TEMPO REAL CONTABILIDADE EM TEMPO REAL A EMPRESA A SINC CONTABILIDADE é uma organização especialista em assessoria nas áreas: CONTÁBIL, FISCAL, SOCIETÁRIA e TRABALHISTA. Contamos com uma equipe de profissionais qualificados

Leia mais

CNS - Confederação Nacional de Serviços. Principais Reflexos no FGTS

CNS - Confederação Nacional de Serviços. Principais Reflexos no FGTS CNS - Confederação Nacional de Serviços Principais Reflexos no FGTS Números Grandes R$ 410,6 bilhões Total Ativo R$ 311,6 bilhões 70 Milhões de clientes Saldo Contas Vinculadas R$ 77,8 bilhões Patrimônio

Leia mais

Andrezza Célia Moreira

Andrezza Célia Moreira Andrezza Célia Moreira Contadora e Perita Sócia da JANIR MOREIRA & CONTADORES ASSOCIADOS Conselheira do Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais CRC-MG O esocial é um projeto do governo federal

Leia mais

Tabela de Temporalidade de Documentos de Pessoa Física

Tabela de Temporalidade de Documentos de Pessoa Física Tabela de Temporalidade de Documentos de Pessoa Física 1. VIDA FINANCEIRA 1.1 PAGAMENTO DE TRIBUTOS 1.1.1 Imposto de Renda de Pessoa Física(IRPF) e seu respectivo DARF 1.1.2 Imposto Predial e Territorial

Leia mais

O SPED e o cruzamento das obrigações acessórias

O SPED e o cruzamento das obrigações acessórias O SPED e o cruzamento das obrigações acessórias ENTRADA DE DADOS PROCESSAMENTO DE DADOS Maior risco Entradas erradas causam saídas erradas SAÍDA DE INFORMAÇÃO Na visão de LAUDON & LAUDON(1999, p.

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

esocial 2.0 Uma nova realidade nos processos de RH

esocial 2.0 Uma nova realidade nos processos de RH esocial 2.0 Uma nova realidade nos processos de RH 1. Visão geral do esocial - Status 2. Mudanças da versão 1.0 para a versão 2.0; 3. Cadastros a. Módulo Consulta Qualificação Cadastral b. Qualificação

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO. Resposta aos questionamentos efetuados pela empresa TOTVS, temos a informar conforme segue:

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO. Resposta aos questionamentos efetuados pela empresa TOTVS, temos a informar conforme segue: Resposta aos questionamentos efetuados pela empresa TOTVS, temos a informar conforme segue: Questionamento 1: Tomando como base a definição de que os Conselhos o Federal e os Regionais foram criados por

Leia mais

MPS. Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde ANEXO I SÃO PAULO ANS N 31004-2 PLANOS ODONTOLÓGICOS

MPS. Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde ANEXO I SÃO PAULO ANS N 31004-2 PLANOS ODONTOLÓGICOS MPS ANEXO I Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde ANS N 31004-2 SÃO PAULO PLANOS ODONTOLÓGICOS 1 ANEXO I UNIODONTO DE SÃO PAULO SÃO PAULO PLANOS ODONTOLÓGICOS CNPJ: 51.701.878/0001-95

Leia mais

E-Financeira (IN RFB 1.571, de 02.07.15) 24.09.2015

E-Financeira (IN RFB 1.571, de 02.07.15) 24.09.2015 E-Financeira (IN RFB 1.571, de 02.07.15) 24.09.2015 e-financeira IN nº 1.571, de 02 de julho de 2015, dispõe sobre a prestação de informações relativas às operações financeiras de interesse da RFB pela

Leia mais

Assessoria, Consultoria e Treinamentos em Segurança do Trabalho e Meio Ambiente.

Assessoria, Consultoria e Treinamentos em Segurança do Trabalho e Meio Ambiente. www.ssocial.com.br TÓPICOS Sobre Nós...03 Relatório do perfil profissiográfico previdenciário - PPP...04 Laudo técnico das condições do ambiente de trabalho...04 Laudo de avaliação dos riscos ambientais...05

Leia mais

Anexo II - Regras de Validação - Manual de Orientação do esocial Versão 2.0. Regras de Validação

Anexo II - Regras de Validação - Manual de Orientação do esocial Versão 2.0. Regras de Validação Nome da Regra REGRA_ADESAO_ANTECIPADA REGRA_ADMISSAO_ANTERIOR_INICIO_ESOCIAL REGRA_ADMISSAO_POSTERIOR_INICIO_ATIVIDADES REGRA_ADMISSAO_POSTERIOR_INICIO_ESOCIAL REGRA_ADMISSAO_RETIFICA_DT_ADM Regras de

Leia mais

Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos!

Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos! Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos! CAMPINAS Centro Empresarial Conceição Rua Conceição, 233 Centro 23º andar conj.2303 CEP 13010 916 Tel: 19 3231 0399 SÃO PAULO Edifício

Leia mais

Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente

Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - O que são os FUNDOS DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE? São recursos públicos mantidos em contas bancárias específicas. Essas contas têm a finalidade de receber repasses orçamentários e depósitos

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 1.127, de 7 de fevereiro de 2011

Instrução Normativa RFB nº 1.127, de 7 de fevereiro de 2011 Instrução Normativa RFB nº 1.127, de 7 de fevereiro de 2011 DOU de 8.2.2011 Dispõe sobre a apuração e tributação de rendimentos recebidos acumuladamente de que trata o art. 12-A da Lei nº 7.713, de 22

Leia mais

ESOCIAL: SPED TRABALHISTA 1

ESOCIAL: SPED TRABALHISTA 1 ESOCIAL: SPED TRABALHISTA 1 Caroline Keidann Soschinski 2, Maria Margareta Baccin Brizolla 3, Lauri Basso 4. 1 Trabalho resultante de atuação conjunta de aluno e professor, inseridos em projetos de extensão

Leia mais

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. AMCHAM-RJ, 24/02/2014

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. AMCHAM-RJ, 24/02/2014 AMCHAM-RJ, 24/02/2014 Cenário atual Os empregadores são obrigados a preencher diversas declarações e documentos que possuem as mesmas informações... Termo de Rescisão Seguro Desemprego Evento Trabalhista

Leia mais

PREÇOS DOS SERVIÇOS DE ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO E DE INSPEÇÃO

PREÇOS DOS SERVIÇOS DE ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO E DE INSPEÇÃO PREÇOS DOS SERVIÇOS DE ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO E DE INSPEÇÃO NORMA Nº: NIE-CGCRE-140 APROVADA EM DEZ/2015 Nº 01/07 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Responsabilidade 4 Histórico

Leia mais

Boletim Mensal - Dezembro/2015

Boletim Mensal - Dezembro/2015 Boletim Mensal - Dezembro/2015 Fiscal Contábil RH Notícias Calendário Obrigações Fiscal Receita abre consulta ao último lote de restituição do IR. Para fazer a consulta, o contribuinte deve acessar a página

Leia mais

DECOM Digital. Perguntas Frequentes

DECOM Digital. Perguntas Frequentes DECOM Digital Perguntas Frequentes O Sistema DECOM Digital SDD é um sistema de formação de autos digitais que permitirá o envio eletrônico de documentos no âmbito de petições e de processos de defesa comercial,

Leia mais

Guia Unicred do IMPOSTO DE RENDA 2016

Guia Unicred do IMPOSTO DE RENDA 2016 Guia Unicred do IMPOSTO DE RENDA 2016 1 ÍNDICE Imposto de Renda 2016... 03 Obrigatoriedade de entrega da declaração... 04 Orientações gerais.... 05 Formas de entrega.... 06 Multa pelo atraso na entrega...

Leia mais

Educação Fiscal. Treinamento sobre assuntos fiscais. Maria Fernanda da Silva e Paulo Sérgio Ramos Covo 28/03/2014

Educação Fiscal. Treinamento sobre assuntos fiscais. Maria Fernanda da Silva e Paulo Sérgio Ramos Covo 28/03/2014 Educação Fiscal Treinamento sobre assuntos fiscais Maria Fernanda da Silva e Paulo Sérgio Ramos Covo 28/03/2014 Este treinamento foi montado especialmente para esclarecimento de dúvidas na parte fiscal

Leia mais

Conferência esocial. Brasilia, abril de 2014

Conferência esocial. Brasilia, abril de 2014 Conferência esocial Brasilia, abril de 2014 O que é o esocial? Quem participa do esocial? O esocial é composto por consórcio do qual fazem parte: O Ministério do Trabalho e Emprego MTE O Ministério da

Leia mais