PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DA NR-18 Estruturas Pré-moldadas e Pré-Fabricadas de Concreto Versão_CPN ITEM / TEXTO ATUAL TEXTO PROPOSTO OBSERVAÇÕES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DA NR-18 Estruturas Pré-moldadas e Pré-Fabricadas de Concreto Versão_CPN ITEM / TEXTO ATUAL TEXTO PROPOSTO OBSERVAÇÕES"

Transcrição

1 PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DA NR-18 Estruturas Pré-moldadas e Pré-Fabricadas de Concreto Versão_CPN ITEM / TEXTO ATUAL TEXTO PROPOSTO OBSERVAÇÕES OBJETIVO Este anexo estabelece requisitos mínimos de segurança dos trabalhadores que, direta ou indiretamente, estejam envolvidos na moldagem, desmoldagem, movimentação, montagem e desmontagem de estruturas pré-moldadas e préfabricadas de concreto. PARÁGRAFO ÚNICO Deve ser elaborado pela empresa um programa de segurança que contemple as etapas de moldagem, desmoldagem, movimentação e montagem e desmontagem de estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto, o qual deve estar inserido no PCMAT ou no PPRA, no que couber. 1 MOVIMENTAÇÃO Os equipamentos e os assessórios para movimentação de peças pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto devem ser utilizados dentro dos limites de carga especificados pelos fabricantes. Todos os equipamentos devem ser operados e inspecionados por trabalhador qualificado e supervisionado por profissional legalmente habilitado. As inspeções e manutenções dos equipamentos devem obedecer às especificações do fabricante de acordo com a NR Deve ser considerado acessório para montagem e movimentação de peças pré- 1

2 moldadas e pré-fabricadas de concreto qualquer ferramenta utilizada no içamento, tais como: cabo de aço, corrente, cinta, eslingas, manilhas, garras, garras pantográficas, ganchos, pinos, balancim e triângulo de içamento ou qualquer outro sistema projetado para este fim. Os acessórios somente podem ser utilizados após inspeção e liberação por trabalhador qualificado sob supervisão do profissional legalmente habilitado de acordo com o item Os acessórios devem possuir certificado de fabricação e manual de utilização ou projeto e ART. Os acessórios devem ser identificados e possuir no mínimo: nome do fabricante, número, lote, ano de fabricação e capacidade de carga. Prazo de adequação de 24 (vinte e quatro meses) O operador antes do início da jornada de trabalho deve verificar as condições de funcionamento e conservação do equipamento de guindar, registrando em livro próprio. O equipamento de guindar deve estar devidamente estabilizado antes da movimentação das estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto. A movimentação das peças através da utilização de dispositivos, tais como: alavancas e cordas ou qualquer outro designado para este fim, deve ser feita por trabalhador qualificado. 1.8 Quando o local de aplicação da peça ficar fora do alcance visual do operador do 2

3 equipamento a comunicação deve ser através de rádio comunicador em freqüência exclusiva para esta operação. A área de movimentação de estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto deve ser isolada e devidamente sinalizada, proibindo-se a permanência de pessoas que não estejam envolvidas no processo. Durante a movimentação das peças pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto o equipamento de guindar não poderá transportar pessoas ou ferramentas. O transporte de pessoas por equipamento de guindar deve atender o item e o Anexo XII da NR-12. No momento da movimentação das estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas o motorista que não estiver devidamente qualificado a participar do processo deve ficar fora da área isolada. A ponta da lança e o cabo de aço de levantamento da carga deve ficar no mínimo, a 3m (três metros) de qualquer obstáculo e ter afastamento da rede elétrica que atenda à orientação da concessionária local. Para distanciamentos inferiores a 3m (três metros), a interferência deverá ser objeto de análise técnica, por profissional legalmente habilitado, dentro do plano de cargas. Todo dispositivo integrado às estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto destinados ao içamento, devem estar previstos no projeto de fabricação. 3

4 As estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto devem ser identificadas 1.14 e possuir no mínimo: número, peso, comprimento e identificação do fabricante. 2 TRANSPORTE O transporte de estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto deve ser 2.1 feito por veículos que atendam as necessidades de peso e comprimento. Quando da utilização de dispositivos para a fixação e suporte das estruturas prémoldadas e pré-fabricadas de concreto nos veículos, estes devem ser 2.2 dimensionados por profissional legalmente habilitado. Os dispositivos devem garantir a estabilidade e integridade física das estruturas durante o transporte. 3 ARMAZENAMENTO O armazenamento das estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto 3.1 deve ser feito em local com estabilidade garantida, devidamente sinalizada e que permita a livre circulação do equipamento de guindar. A armazenagem das estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto deve ter seus dispositivos de sustentação e altura máxima de empilhamento 3.2 determinadas por profissional legalmente habilitado, conforme procedimento operacional. 4 MONTAGEM 4.1 Os serviços de montagem das estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto devem obedecer ao descrito nos itens de movimentação, transporte e 4

5 armazenamento. Os trabalhadores envolvidos na operação de estruturas pré-moldadas e préfabricadas de concreto devem ser devidamente qualificados. Está prevista a utilização de equipamentos, ferramentas e/ou acessórios a fim de garantir a estabilidade das peças durante o processo de montagem das estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto. As medidas de proteção contra quedas de materiais e pessoas devem atender o previsto no item 18.13, e na sua impossibilidade técnica devem atender ao item e demais subitens. As plataformas de trabalho externas à estrutura devem ser dimensionadas por profissional legalmente habilitado, possuir ART, projeto e estar previstas no PCMAT. A utilização de escadas, rampas e passarelas devem seguir o previsto no item e na RTP 04 Escadas, Rampas e Passarelas. A movimentação nas escadas deve ser feita com cinto de segurança do tipo paraquedista, ligado ao sistema trava quedas ou com a utilização de duplo talabarte com ganchos de abertura mínima de 50 mm e dupla trava. Para trabalhos realizados com risco de queda de pessoas ou materiais deve ser instalados dispositivos de segurança específicos dimensionados por profissional legalmente habilitado. 5

6 4.9 Os trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente nas atividades de movimentação, montagem e desmontagem de estruturas pré-moldadas e préfabricadas de concreto devem receber treinamento mínimo de 8 horas, com o seguinte conteúdo programático: a) Normas e regulamentos aplicáveis ao trabalho; b) Análise de Risco e condições impeditivas; c) Riscos potenciais inerentes ao trabalho; d) Medidas de Proteção Coletiva; e) Equipamentos de proteção individual para trabalho: seleção, inspeção, conservação e limitação de uso; f) Sistemas, equipamentos e procedimentos de trabalho; g) Acidentes típicos no processo. O treinamento deve ser executado por profissional habilitado e capacitado na área de segurança do trabalho, com periodicidade anual. Glossário específico: Balancim Tubular: Ferramenta em forma triangular, composta pela alma de tubos, banzos e tirantes, com finalidade de transporte, armazenamento e montagem de estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto. Balancim com Perfil: Ferramenta em forma triangular, composta de um perfil estrutural, banzos e tirantes, com finalidade de transporte, armazenamento e montagem de estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto. Banzos: 6

7 Garras Pantográficas: Ferramenta articulada, em forma de tesoura, composta por barras e chapas, com finalidade de transporte, armazenamento e montagem de estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto. Seu sistema pantográfico utiliza a própria força de içamento para realizar a compressão da carga. Pré-moldado de concreto: elemento moldado previamente e fora do local de utilização definitiva na estrutura. (NBR 9062) Pré-fabricado de concreto: elemento pré-moldado executado industrialmente, em instalações permanentes de empresa destinada para este fim. (NBR 9062) Triângulo: Equipamento em forma triangular, composto por chapas e barras, com finalidade de transporte, armazenamento e montagem de estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto. Glossário geral: Cintas: São cintas industriais, produzidas de poliéster e/ou outros materiais sintéticos, utilizados para amarração ou elevação de cargas. Correntes: Série de elos de aço ligados entre si, consituídas no mínimo de dois ou mais elos. Podem ser utilizadas para elevação de cargas ou elemento de segurança para fixação. Eslingas: Os laços de cabo de aço (também chamados de estropo de cabo de aço ou de eslingas) são formados por um cabo de aço de uma determinada metragem que em suas extremidades possue um "laço" ou "olhal". Este laço é utilizado para poder prender o cabo em diversas aplicações para se movimentar cargas. Garras: Equipamento em forma de tesoura, composto por barras e chapas, com finalidade de transporte, armazenamento e montagem de estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto. Manilhas: Acessório para movimentação ou fixação de carga, formada por duas partes facilmente desmontáveis, consistindo em corpo e pino. Pinos: Equipamento em forma de um pino, composto por tubos mecânicos ou barras redondas maciças, chapas e contra pinos, com a finalidade de transporte, armazenamento e montagem de estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas de concreto. 7

Normativas Gerais da NR-18

Normativas Gerais da NR-18 Normativas Gerais da NR-18 18.12 - ESCADAS, RAMPAS E PASSARELAS 2 ESCADAS, RAMPAS E PASSARELAS - A transposição de pisos com diferença de nível superior a 40cm deve ser feita por meio de escadas ou rampas.

Leia mais

MANUAL TÉCNICO ANDAIME MULTIDIRECIONAL SISTEMA MULTIMAX

MANUAL TÉCNICO ANDAIME MULTIDIRECIONAL SISTEMA MULTIMAX MANUAL TÉCNICO ANDAIME MULTIDIRECIONAL SISTEMA MULTIMAX Andaime Multidirecional...03 Instruções de Montagem...04 Componentes do Sistema...06 Informações Técnicas...08 Modos e Pontos de Ancoragem...09 Dicas

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA Nº 201, DE 21 DE JANEIRO DE 2011

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA Nº 201, DE 21 DE JANEIRO DE 2011 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA Nº 201, DE 21 DE JANEIRO DE 2011 DOU de 24/01/2011 (nº 16, Seção 1, pág. 100) Altera a Norma Regulamentadora nº 18. A SECRETÁRIA

Leia mais

Portaria MTPS Nº 1113 DE 21/09/2016

Portaria MTPS Nº 1113 DE 21/09/2016 Portaria MTPS Nº 1113 DE 21/09/2016 Publicado no DO em 22 set 2016 Altera o item 35.5 - Equipamentos de Proteção Individual, Acessórios e Sistemas de Ancoragem e inclui o Anexo o Anexo II - Sistema de

Leia mais

Portaria Nº 1.113, de 21 de Setembro de 2016 Ministério do Trabalho

Portaria Nº 1.113, de 21 de Setembro de 2016 Ministério do Trabalho Portaria Nº 1.113, de 21 de PORTARIA Nº 1.113, DE 21 DE SETEMBRO DE 2016 Altera o item 35.5 - Equipamentos de Proteção Individual, Acessórios e Sistemas de Ancoragem e inclui o Anexo o Anexo II - Sistema

Leia mais

Art. 1º A Norma Regulamentadora nº 18, aprovada pela Portaria MTb nº 3.214, de 8 de junho de 1978, passa a vigorar com as seguintes alterações:

Art. 1º A Norma Regulamentadora nº 18, aprovada pela Portaria MTb nº 3.214, de 8 de junho de 1978, passa a vigorar com as seguintes alterações: Portaria SIT Nº 201 DE 21/01/2011 Altera a Norma Regulamentadora nº 18. A Secretária de Inspeção do Trabalho, no uso de suas atribuições e em face da competência que lhe confere o art. 14 do Anexo I do

Leia mais

ITENS MAIS AUTUADOS PELA SRTE-RJ E AS RECENTES ALTERAÇÕES DA NR-06 E NR-18

ITENS MAIS AUTUADOS PELA SRTE-RJ E AS RECENTES ALTERAÇÕES DA NR-06 E NR-18 ITENS MAIS AUTUADOS PELA SRTE-RJ E AS RECENTES ALTERAÇÕES DA NR-06 E NR-18 Itens mais autuados pela Superintendência Regional do Trabalho SRTE-RJ relativos à Saúde Ocupacional Norma Item da norma Nome

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Trata-se de proposta de texto para criação de Norma Regulamentadora sobre Trabalho em Altura

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO. PORTARIA N.º 114, DE 17 DE JANEIRO DE 2005 (DOU de 27/01/2005 Seção I)

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO. PORTARIA N.º 114, DE 17 DE JANEIRO DE 2005 (DOU de 27/01/2005 Seção I) MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N.º 114, DE 17 DE JANEIRO DE 2005 (DOU de 27/01/2005 Seção I) Altera a redação dos itens 18.14.24 e 18.18, inclui o Anexo III

Leia mais

NR 35 SEMINÁRIO Um Ano de Vigência da Norma de Trabalho em Altura

NR 35 SEMINÁRIO Um Ano de Vigência da Norma de Trabalho em Altura NR 35 SEMINÁRIO Um Ano de Vigência da Norma de Trabalho em Altura 26 de setembro do 2013 Projeto de norma Dispositivos de ancoragem Objetivo da apresentação: Apresentar o projeto de norma de dispositivos

Leia mais

ggg A Dois Dez conta com anos de experiência na fabricação, fornecimento e instalação de diversos sistemas para trabalho em altura.

ggg A Dois Dez conta com anos de experiência na fabricação, fornecimento e instalação de diversos sistemas para trabalho em altura. ggg A Dois Dez conta com anos de experiência na fabricação, fornecimento e instalação de diversos sistemas para trabalho em altura. Desenvolvemos este artigo para ajudar você a entender mais sobre nosso

Leia mais

PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DA NR Carpintaria Versão_CPN. TEXTO ATUAL TEXTO PROPOSTO JUSTIFICATIVA (discussões)

PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DA NR Carpintaria Versão_CPN. TEXTO ATUAL TEXTO PROPOSTO JUSTIFICATIVA (discussões) PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DA NR 18 18.7. Carpintaria Versão_CPN TEXTO ATUAL TEXTO PROPOSTO JUSTIFICATIVA (discussões) 18.7.1. As operações em máquinas e equipamentos necessários à realização da atividade de

Leia mais

companhia de saneamento básico do estado de são paulo - sabesp

companhia de saneamento básico do estado de são paulo - sabesp sabesp Área Resp.: Prioridade.: Natureza...: Data da RC.: Inspeção...: Valor da RC...: Data (IO)...: Unid. Req...: Duração...: Objeto: AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO E SEGURANÇA DO TRABALHO. Aprovado

Leia mais

NR-35 TRABALHO EM ALTURA.. Exceto Capítulo 3 (Capacitação e Treinamento) e item 6.4 que entram em vigor em 27/03/2013

NR-35 TRABALHO EM ALTURA.. Exceto Capítulo 3 (Capacitação e Treinamento) e item 6.4 que entram em vigor em 27/03/2013 Prazos:. Entra em vigor em 27/09/2012 NR-35 TRABALHO EM ALTURA Publicação D.O.U. Portaria SIT n.º 313, de 23 de março de 2012 27/03/12. Exceto Capítulo 3 (Capacitação e Treinamento) e item 6.4 que entram

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N. 56, DE 17 DE SETEMBRO DE 2003

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N. 56, DE 17 DE SETEMBRO DE 2003 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N. 56, DE 17 DE SETEMBRO DE 2003 Aprova e inclui na NR-11 o Regulamento Técnico de Procedimentos sobre Movimentação e Armazenagem

Leia mais

NR 10. Prof. Felipe A. Camargo

NR 10. Prof. Felipe A. Camargo QMASS NR 10 Prof. Felipe A. Camargo NR 10 SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE 01 10.1 - OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO 10.1.1 Esta NR estabelece os requisitos e condições mínimas objetivando

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÕES EMAT REVISADO EM 06/12/2011

MANUAL DE OPERAÇÕES EMAT REVISADO EM 06/12/2011 MANUAL DE OPERAÇÕES EMAT - 608 REVISADO EM 06/12/2011 2 MANUAL MONTAGEM OPERAÇÃO MANUTENÇÃO - ELEVADOR MANUAL / EMAT - 608 TECNIPAR MÁQUINAS E METALURGIA LTDA Rua: Silvio Bivar Schmitt - 605 Bairro: Centenário

Leia mais

PLANO DE AULA NR 35 TRABALHO EM ALTURA

PLANO DE AULA NR 35 TRABALHO EM ALTURA NR 35 TRABALHO EM ALTURA OBJETIVO: O treinamento da NR 35 TRABALHO EM ALTURA tem o objetivo de capacitar profi ssionais a exercerem sua função através dos conceitos e das práticas de segurança envolvendo

Leia mais

título: alteração na base das unidades condensadoras da família splitão

título: alteração na base das unidades condensadoras da família splitão Página 01/06 título: alteração na base das unidades condensadoras da família splitão SUMÁRIO: Este Boletim Técnico visa informar a alteração na base das unidades condensadoras da família Splitão (Fixo/Inverter).

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E PREVIDÊNCIA SOCIAL. PORTARIA Nº 505, DE 29 DE ABRIL DE 2016 (DOU de 02/05/2016 Seção I Pág. 91)

MINISTÉRIO DO TRABALHO E PREVIDÊNCIA SOCIAL. PORTARIA Nº 505, DE 29 DE ABRIL DE 2016 (DOU de 02/05/2016 Seção I Pág. 91) MINISTÉRIO DO TRABALHO E PREVIDÊNCIA SOCIAL PORTARIA Nº 505, DE 29 DE ABRIL DE 2016 (DOU de 02/05/2016 Seção I Pág. 91) Altera o Anexo I - Regulamento técnico de procedimentos para movimentação, armazenagem

Leia mais

NR 11 - TRANSPORTE, MOVIMENTAÇÃO, ARMAZENAGEM E MANUSEIO DE MATERIAIS

NR 11 - TRANSPORTE, MOVIMENTAÇÃO, ARMAZENAGEM E MANUSEIO DE MATERIAIS NR 11 - TRANSPORTE, MOVIMENTAÇÃO, ARMAZENAGEM E MANUSEIO DE MATERIAIS 11.1 Normas de segurança para operação de elevadores, guindastes, transportadores industriais e máquinas transportadoras. 11.1.1 Os

Leia mais

CESTO AÉREO ACOPLADO

CESTO AÉREO ACOPLADO CESTO AÉREO ACOPLADO O EQUIPAMENTO 3 EM 1 O cesto aéreo acoplado da Madal Palfinger é um equipamento inovador que possui excelente relação custo-benefício. Além de atender aos requisitos da norma NR12,

Leia mais

PetroCabos - Líder em Equipamentos de Segurança NR-12

PetroCabos - Líder em Equipamentos de Segurança NR-12 PetroCabos - Líder em Equipamentos de Segurança NR-12 A PetroCabos é fabricante de Cabos e Malhas de Segurança (conforme NR-12), Camisas de Puxamento para Cabos e Condutores, e ainda, de Flutuadores para

Leia mais

Legislação do Ministério do Trabalho e Emprego (NR s)

Legislação do Ministério do Trabalho e Emprego (NR s) Legislação do Ministério do Trabalho e Emprego (NR s) http://www.mte.gov.br/ NR 01 Disposições Gerais 02 Inspeção Prévia 03 Embargo ou Interdição TEMA 04 Serviços Especializados em Eng. de Segurança

Leia mais

CHECK-LIST TRABALHO EM ALTURA - NR 35

CHECK-LIST TRABALHO EM ALTURA - NR 35 CHECK-LIST TRABALHO EM ALTURA - NR 35 LOCAL: INSPETOR: RESPONSÁVEL PELO LOCAL: TELEFONES DE EMERGÊNCIA: DESCRIÇÃO DO SERVIÇO: DADOS DA INSPEÇÃO DATA: TELEFONE: TELEFONE: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 Condições

Leia mais

título: alteração na base das unidades condensadoras da família splitão e chiller

título: alteração na base das unidades condensadoras da família splitão e chiller Página 01/07 título: alteração na base das unidades condensadoras da família splitão e chiller SUMÁRIO: Este Boletim Técnico visa informar a alteração na base das unidades condensadoras da família Splitão

Leia mais

Segurança: Todos os colaboradores devem utilizar Equipamentos de Proteção individual (E.P.I.), em condições de uso, tais quais:

Segurança: Todos os colaboradores devem utilizar Equipamentos de Proteção individual (E.P.I.), em condições de uso, tais quais: Segurança: 01 Equipamentos de Proteção Individual (E.P.I.): Ref.: NR-06 Todos os colaboradores devem utilizar Equipamentos de Proteção individual (E.P.I.), em condições de uso, tais quais: Botas; Óculos;

Leia mais

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho MÄdulo 5 VisÇo Geral

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho MÄdulo 5 VisÇo Geral Curso Técnico Segurança do Trabalho Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho MÄdulo 5 VisÇo Geral A NR18 é a norma que regulamenta a Segurança e Medicina do Trabalho na Indústria da Construção

Leia mais

Conhecendo a NR-12 e Suas Obrigatoriedades

Conhecendo a NR-12 e Suas Obrigatoriedades Conhecendo a NR-12 e Suas Obrigatoriedades CLT Consolidação das Leis do Trabalho É de obrigação legal para os empregadores a Lei nº 6.514, de 22 de dezembro de 1977 relativa a segurança e medicina do trabalho

Leia mais

ENGENHEIRO DE SEGURANÇA DO TRABALHO-Nível E Conhecimentos Específicos

ENGENHEIRO DE SEGURANÇA DO TRABALHO-Nível E Conhecimentos Específicos ENGENHEIRO DE SEGURANÇA DO TRABALHO-Nível E Conhecimentos Específicos Questão 21 A questão solicitada não se refere aos índices de frequência ou gravidade, mas sim às ações de vigilância da saúde do trabalhador.

Leia mais

Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional Identificação: PROSHISET 01. Procedimento para fundações, escavações e desmonte de rocha.

Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional Identificação: PROSHISET 01. Procedimento para fundações, escavações e desmonte de rocha. Revisão: 00 Folha: 1 de 6 1. Objetivo Este Manual de Recomendação, tem como objetivo, assegurar que todas as obras efetuem proteção coletiva que prever a adoção de medidas que evitem a ocorrência de desmoronamento,

Leia mais

NORMA REGULAMENTADORA N.º

NORMA REGULAMENTADORA N.º SUMÁRIO SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE NORMA REGULAMENTADORA N.º 10 2. Formação profissional 2.1 Qualificação 2.2 Habilitação 2.3 Capacitação 2.4 Autorização 3. Medidas de controle

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO. PORTARIA Nº 313, DE 23 DE MARÇO DE 2012 (DOU de 27/03/2012 Seção I Pág.

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO. PORTARIA Nº 313, DE 23 DE MARÇO DE 2012 (DOU de 27/03/2012 Seção I Pág. MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA Nº 313, DE 23 DE MARÇO DE 2012 (DOU de 27/03/2012 Seção I Pág. 140) Aprova a Norma Regulamentadora n.º 35 (Trabalho em Altura).

Leia mais

2º Work Shop Internacional de Trabalhos em Altura engº Gianfranco Pampalon Auditor fiscal do trabalho

2º Work Shop Internacional de Trabalhos em Altura engº Gianfranco Pampalon Auditor fiscal do trabalho 14/03/2011 2º Work Shop Internacional de Trabalhos em Altura engº Gianfranco Pampalon Auditor fiscal do trabalho NR.36 TRABALHOS EM ALTURA Esta norma é aplicável a qualquer trabalho realizado acima de

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N.º 15, DE 03 DE JULHO DE 2007 (DOU de 04/07/2007 Seção I págs. 124 e 125) Aprova o Anexo I e altera a redação do item 18.14.19

Leia mais

E-Book Projetos de Andaimes

E-Book Projetos de Andaimes 2016 E-Book Projetos de Andaimes TIPOS DE ANDAIMES TIPOS DE FIXAÇÃO DE POSTE COM BRAÇADEIRA SOLUÇÕES PARA ESTABILIDADE DO ANDAIME Tipos de Andaimes 1) Andaimes Padrão Torres Simples - (isoladas) São andaimes

Leia mais

IV Benchmarking de Segurança 2016

IV Benchmarking de Segurança 2016 IV Benchmarking de Segurança 2016 INOVAÇÃO EDUCAÇÃO COMPORTAMENTO Case: Ministério do Trabalho NR.35 Trabalho em Altura AFT engº Gianfranco Pampalon Quando edificares uma casa nova, farás um Quando edificares

Leia mais

PORTARIA Nº 15, DE 3 DE JULHO DE 2007 DOU

PORTARIA Nº 15, DE 3 DE JULHO DE 2007 DOU PORTARIA Nº 15, DE 3 DE JULHO DE 2007 DOU 04-07-2007 Aprova o Anexo I e altera a redação do item 18.14.19 da Norma Regulamentadora nº 18 A SECRETÁRIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO e o DIRETOR DO DEPARTAMENTO

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS: AMARRAÇÃO E MOVIMENTAÇÃO DE CARGA

CATÁLOGO DE PRODUTOS: AMARRAÇÃO E MOVIMENTAÇÃO DE CARGA CATÁLOGO DE PRODUTOS: AMARRAÇÃO E MOVIMENTAÇÃO DE CARGA 2014 Índice Produtos e Informações Técnicas Página Corrente de Grau 8...4 Exemplos de lingas de corrente de grau 8...5 Instruções para uso e aplicação

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO GABINETE DO MINISTRO. PORTARIA N.º DE 09 DE DEZEMBRO DE 2013 (DOU de 11/12/2013 Seção I Pág.

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO GABINETE DO MINISTRO. PORTARIA N.º DE 09 DE DEZEMBRO DE 2013 (DOU de 11/12/2013 Seção I Pág. MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º 1.895 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2013 (DOU de 11/12/2013 Seção I Pág. 151) Altera a Norma Regulamentadora n.º 29. O MINISTRO DE ESTADO DO TRABALHO

Leia mais

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PROJETO: INCÊNDIO Modelo: 3.000 m2 MAIO 2011 SUMÁRIO 1. Apresentação... 03 2. Extintores... 04 3. Iluminação de Emergência...

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO. Balancim Individual Manual do Tipo Cadeirinha Modelo Cabo Passante

MANUAL DE OPERAÇÃO. Balancim Individual Manual do Tipo Cadeirinha Modelo Cabo Passante MANUAL DE OPERAÇÃO Balancim Individual Manual do Tipo Cadeirinha Modelo Cabo Passante Balancim Individual Manual KTB O Balancim Individual Manual KTB é um equipamento para movimentações verticais realizadas

Leia mais

Máquinas e Equipamentos NR - 12

Máquinas e Equipamentos NR - 12 Máquinas e Equipamentos NR - 12 Publicação - Portaria GM N. 3.214, de 08 de julho de 1978 06/07/78. Atualizações - Portaria SIT N. 197, de 17 de dezembro de 2010 24/12/10. Entra em vigor - 01 de julho

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS COMENTADAS SOBRE NR 13

PERGUNTAS E RESPOSTAS COMENTADAS SOBRE NR 13 PERGUNTAS E RESPOSTAS COMENTADAS SOBRE NR 13 O que são vasos e caldeiras para fins de aplicação da NR 13? Caldeiras a vapor são equipamentos destinados a produzir e acumular vapor sob pressão superior

Leia mais

Coleção MONTICUCO Fascículo Nº 63 Engenharia de Segurança e Meio Ambiente do Trabalho LISTA DE CHECAGEM BATE-ESTACAS

Coleção MONTICUCO Fascículo Nº 63 Engenharia de Segurança e Meio Ambiente do Trabalho LISTA DE CHECAGEM BATE-ESTACAS LISTA DE CHECAGEM DE BATE-ESTACAS 1 Autor DEOGLEDES MONTICUCO Iniciou aos 14 anos como Mensageiro. 1974 - Engenheiro Civil e 1975 - Engenheiro de Segurança do Trabalho. Obras de construções: Hidrelétrica;

Leia mais

Segurança em escavações e fundações. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho

Segurança em escavações e fundações. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Segurança em escavações e fundações Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho A área de trabalho deve ser previamente limpa, devendo ser retirados ou escorados solidamente árvores,

Leia mais

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO. ANEXO I (Incluído pela Portaria SIT n.º 15, de 03 de julho de 2007)

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO. ANEXO I (Incluído pela Portaria SIT n.º 15, de 03 de julho de 2007) NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO ANEXO I (Incluído pela Portaria SIT n.º 15, de 03 de julho de 2007) ANEXO IV PLATAFORMAS DE TRABALHO AÉREO (Alterado pela Portaria

Leia mais

Art. 1º Aprovar a Norma Regulamentadora nº 35 (NR-35), sob o título "Trabalho em Altura", com a redação constante no Anexo desta Portaria.

Art. 1º Aprovar a Norma Regulamentadora nº 35 (NR-35), sob o título Trabalho em Altura, com a redação constante no Anexo desta Portaria. Fonte: Diário Oficial da União, nº 60, Seção I, p. 140, 27.02.2012 Portaria SIT nº 313, de 23.03.2012 - Aprova a Norma Regulamentadora nº 35 (Trabalho em Altura). A Secretária de Inspeção do Trabalho,

Leia mais

ELEVADORES MECAN PARA MATERIAIS OU PASSAGEIROS

ELEVADORES MECAN PARA MATERIAIS OU PASSAGEIROS ELEVADOR UM SISTEMA MECAN DE ELEVADOR E CABINA FECHADA OU SEMIFECHADA PARA O TRANSPORTE DE PASSAGEIROS OU MATERIAIS EM CANTEIRO DE OBRAS EQUIPADO COM FREIO DE SEGURANÇA AUTOMÁTICO E MANUAL TIPO CUNHA ELEVADORES

Leia mais

NR-12 aplicada à máquinas da linha amarela. Marcus C. Lacerda Engenheiro Mecânico e Sócio-diretor OPERACTION

NR-12 aplicada à máquinas da linha amarela. Marcus C. Lacerda Engenheiro Mecânico e Sócio-diretor OPERACTION NR-12 aplicada à máquinas da linha amarela Marcus C. Lacerda Engenheiro Mecânico e Sócio-diretor OPERACTION Mercado de Máquinas Pesadas - Brasil (Estimativa) Retroescavadeiras Pás carregadeiras Escavadeiras

Leia mais

IV SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ENGENHARIA INERCIAL MONTAGEM QUALIFICADA DE CIRCUITOS ELETRÔNICOS PARA APLICAÇÃO ESPACIAL

IV SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ENGENHARIA INERCIAL MONTAGEM QUALIFICADA DE CIRCUITOS ELETRÔNICOS PARA APLICAÇÃO ESPACIAL IV SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ENGENHARIA INERCIAL, 9'6$%(, 1 PALESTRA MONTAGEM QUALIFICADA DE CIRCUITOS ELETRÔNICOS PARA APLICAÇÃO ESPACIAL Alirio Cavalcanti de Brito 17 de novembro de 2004 MONTAGEM COM QUALIFICAÇÃO

Leia mais

NRM - Normas Regulamentadoras da Mineração - Especificidade na Indústria de Areia e Brita NRM 02. Lavra a Céu Aberto

NRM - Normas Regulamentadoras da Mineração - Especificidade na Indústria de Areia e Brita NRM 02. Lavra a Céu Aberto NRM - Normas Regulamentadoras da Mineração - Especificidade na Indústria de Areia e Brita NRM 02 Lavra a Céu Aberto Introdução NRM 02 2.1 Generalidades 2.2 Bancadas e Taludes 2.3 Controle Topográficos

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO INSTALAÇÃO DE LINHA DE VIDA

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO INSTALAÇÃO DE LINHA DE VIDA 1/6 1. Objetivo Estabelecer critérios para instalação da linha de vida nas diversas estruturas quando a tarefa for executada em altura igual ou superior a dois metros em relação ao solo. 2. Aplicação Distribuição.

Leia mais

Seção 5 Cadeias e Ferragens para Condutores

Seção 5 Cadeias e Ferragens para Condutores Transmissão: Seção PLP BRASIL Seção Cadeias e Ferragens para Condutores Índice Página Cadeia de Suspensão para Condutor - Cadeia de Ancoragem para Condutor - Cadeia de Suspensão para Condutores - Cadeia

Leia mais

Segurança do Trabalho com Máquinas e Equipamentos. Thiago Freitas Engº Segurança do Trabalho

Segurança do Trabalho com Máquinas e Equipamentos. Thiago Freitas Engº Segurança do Trabalho Segurança do Trabalho com Máquinas e Equipamentos Thiago Freitas Engº Segurança do Trabalho Tem o objetivo de evitar que o trabalhador entre em contato com partes móveis da máquina. Definições Maquinas

Leia mais

PORTARIA N.º 293 DE 08 DE DEZEMBRO DE 2011

PORTARIA N.º 293 DE 08 DE DEZEMBRO DE 2011 PORTARIA N.º 293 DE 08 DE DEZEMBRO DE 2011 Insere o Anexo XII na Norma Regulamentadora n.º 12 (Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos). A SECRETÁRIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO, no uso das atribuições

Leia mais

Insere o Anexo XII na Norma Regulamentadora nº 12 (Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos).

Insere o Anexo XII na Norma Regulamentadora nº 12 (Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos). Portaria SIT nº 293, de 08.12.2011 - DOU 1 de 09.12.2011 Trabalhista - Inserido o Anexo XII na Norma Regulamentadora sobre Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos (NR 12) Foi inserido o Anexo

Leia mais

SECRETARIA DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

SECRETARIA DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO SECRETARIA DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO PORTARIA SSST N. 20, DE 17 DE ABRIL DE 1998 Altera dispositivos da NR 18 - Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção O SECRETÁRIO DE SEGURANÇA

Leia mais

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E-book TIP Equipamentos NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO 18.15 Andaimes e Plataformas de Trabalho (Alterado pela Fonte: Ministério do Trabalho NR 18 - CONDIÇÕES

Leia mais

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS PP. 1/5 FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS 1 TAREFA TRABALHOS EM ALTURA EM APOIOS METÁLICOS 2 DESCRIÇÃO Os trabalhos em linhas apoiadas em torres metálicas contêm um grande número de operações

Leia mais

APRESENTAÇÃO DOS CURSOS E TREINAMENTOS

APRESENTAÇÃO DOS CURSOS E TREINAMENTOS 1. APRESENTAÇÃO: APRESENTAÇÃO DOS CURSOS E TREINAMENTOS A SETC Consultoria é uma empresa fundada no município de Parauapebas PA, no ano de 2011, voltada para atender com soluções ágeis e necessárias às

Leia mais

Manual de Instruções Coletores de Pó CPO-100 e CPO-200

Manual de Instruções Coletores de Pó CPO-100 e CPO-200 Manual de Instruções Coletores de Pó CPO-100 e CPO-200 Figura 1: VISTA DO COLETOR DE PÓ CPO-200 (IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA) Advertência: Não execute nenhuma operação com o equipamento antes de ler atentamente

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º 592, DE 28 DE ABRIL DE 2014

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º 592, DE 28 DE ABRIL DE 2014 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREO ABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º 592, DE 28 DE ABRIL DE 2014 Altera a Norma Regulamentadora n.º 34 - Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção e Reparação

Leia mais

RCB Rental Company do Brasil. Assunto:. NR-18

RCB Rental Company do Brasil. Assunto:. NR-18 RCB Rental Company do Brasil Assunto:. NR-18 Diário Oficial da União - Seção 1-4 de julho de 2007 - página 124 SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA Nº 15, DE 3 DE JULHO DE 2007 Aprova o Anexo I

Leia mais

By Columbus McKinnon. By Columbus McKinnon

By Columbus McKinnon. By Columbus McKinnon By Columbus McKinnon By Columbus McKinnon Estudar o Manual do Fabricante, mesmo que você seja um operacor experiente em movimentacão de cargas. Manter sempre a talha centralizada sobre a carga antes do

Leia mais

Um novo conceito em postes metálicos

Um novo conceito em postes metálicos Desde 1988, a IDEAL Antenas oferece produtos para a transmissão e recepção de sinais de rádio frequência. Fabricamos também Torres autoportantes e estaiadas. E agora postes metálicos engastados ou flangeados

Leia mais

CINTAS TÊXTEIS E ACESSÓRIOS PARA CABOS DE AÇO. Sinônimo de confiança

CINTAS TÊXTEIS E ACESSÓRIOS PARA CABOS DE AÇO. Sinônimo de confiança CINTAS TÊXTEIS E ACESSÓRIOS PARA CABOS DE AÇO Sinônimo de confiança cintas para elevação de cargas Cintas tipo: SLING - FLAT - ANEL - BAG - GRAB - TUBULAR Fitas poliéster, leves, flexíveis e resistentes,

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CAPACETE DE SEGURANÇA E.P.I. ACS Nº 0056 VISTA LATERAL DO CAPACETE DE SEGURANÇA VISTA INTERNA DO CAPACETE DE SEGURANÇA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CAPACETE DE SEGURANÇA E.P.I. ACS Nº 0056 VISTA LATERAL DO CAPACETE DE SEGURANÇA VISTA INTERNA DO CAPACETE DE SEGURANÇA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CAPACETE DE SEGURANÇA E.P.I. ACS Nº 0056 VISTA LATERAL DO CAPACETE DE SEGURANÇA VISTA INTERNA DO CAPACETE DE SEGURANÇA VISTA FRONTAL DO CAPACETE DE SEGURANÇA 1 - APLICAÇÃO: 1.1 -

Leia mais

Instituto Superior de Tecnologia de Paracambi. NR 8 e NR-10. Professora: Raquel Simas Pereira Teixeira

Instituto Superior de Tecnologia de Paracambi. NR 8 e NR-10. Professora: Raquel Simas Pereira Teixeira Instituto Superior de Tecnologia de Paracambi NR 8 e NR-10 Professora: Raquel Simas Pereira Teixeira NR-8 Edificações Dispõe sobre os requisitos técnicos mínimos que devem ser observados nas edificações

Leia mais

ANEXO A PLANO DE MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS PLANO DE RIGGING. Plano Nº: IPNC Data: 20/09/2016 Revisão: 4 Cliente: XXXXXXXX

ANEXO A PLANO DE MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS PLANO DE RIGGING. Plano Nº: IPNC Data: 20/09/2016 Revisão: 4 Cliente: XXXXXXXX ANEXO A PLANO DE MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS PLANO DE RIGGING 1. Informações Gerais Plano Nº: IPNC-3110.16 Data: 20/09/2016 Revisão: 4 Cliente: XXXXXXXX Local da Movimentação: XXXXXXXX Descrição da Movimentação:

Leia mais

Aços Longos. Telas Soldadas Nervuradas

Aços Longos. Telas Soldadas Nervuradas Aços Longos Telas Soldadas Nervuradas Registro Compulsório 272/2011 Telas Soldadas Nervuradas Qualidade As Telas Soldadas de Aço Nervurado ArcelorMittal são armaduras pré-fabricadas constituídas por fios

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD REDE COMPACTA ENTRADA CLIENTE. Sumário

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD REDE COMPACTA ENTRADA CLIENTE. Sumário Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Ramal de Entrada Subterrâneo 6.1. CE2H ES Poste de Concreto de Seção Circular 6.2.

Leia mais

Modificações nas Normas Regulamentadoras e seus impactos na escolha de máquinas e equipamentos S I N D U S C O N S P 1 7 / 1 2 /

Modificações nas Normas Regulamentadoras e seus impactos na escolha de máquinas e equipamentos S I N D U S C O N S P 1 7 / 1 2 / Modificações nas Normas Regulamentadoras e seus impactos na escolha de máquinas e equipamentos S I N D U S C O N S P 1 7 / 1 2 / 2 0 1 0 Montagem CARACTERÍSTICAS de pré-moldados Fotografias do Acidente

Leia mais

Caixa concentradora de disjuntores

Caixa concentradora de disjuntores FIGURA 1 - CAIXA COM TAMPA 532 15 4 2,5 162 120 42 DETALHE 1 VISTA SUPERIOR DETALHE 2 49 ALINHAMENTO ENTRE A JANELA PARA DISJUNTOR E O TRILHO PARA DISJUNTOR TAMPA DA JANELA PARA DISJUNTOR JANELA VENEZIANA

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO

MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO PROPRIETÁRIO: Município de Três Arroios OBRA: Pavilhão em concreto armado, coberto com estrutura metálica, destinado a Ginásio de Esportes (1ª etapa) LOCAL: Parte do lote

Leia mais

A Inspeção do Trabalho na Construção Civil. Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho Abril de 2012

A Inspeção do Trabalho na Construção Civil. Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho Abril de 2012 A Inspeção do Trabalho na Construção Civil Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho Abril de 2012 Inspeção em SST - Construção Civil Ações 2007 2008 2009 2010 2011

Leia mais

Trabalhos em altura NR 35. Trabalho em altura

Trabalhos em altura NR 35. Trabalho em altura Trabalhos em altura NR 35 Trabalho em altura Conceito de trabalho em altura NR 35.1.2 Considera-se trabalho em altura toda atividade executada acima de 2,00 m (dois metros) do nível inferior, onde haja

Leia mais

CO-18. Corrimão duplo. Componentes. Código de listagem. Atenção. Elaboração Data 12/06/07 Página 1/11

CO-18. Corrimão duplo. Componentes. Código de listagem. Atenção. Elaboração Data 12/06/07 Página 1/11 1/11 2/11 3/11 4/11 5/11 6/11 7/11 8/11 9/11 10/11 DESCRIÇÃO Constituintes CORRIMÃO (galvanizado a fogo e com pintura eletrostática): - Tubo de aço carbono, tipo industrial, Ø=41,27mm (1 5/8 ), e=2,5mm.

Leia mais

SEGURANÇA COM PLATAFORMA ELEVATÓRIA

SEGURANÇA COM PLATAFORMA ELEVATÓRIA SEGURANÇA COM PLATAFORMA ELEVATÓRIA SEGURANÇA COM PLATAFORMA ELEVATÓRIA http://www.mundialcursos.com.br contato@mundialcursos.com.br FIXO: (19)3387-0794 CLARO:(19)99322-8384 Querido leitor, Primeiramente,

Leia mais

Sistemas de Movimentação e Transporte

Sistemas de Movimentação e Transporte Sistemas de Movimentação e Transporte Saulo M.B Miranda RA: 200984 Eduardo Bregagnoli RA: 199308 Rodrigo de Poli RA: 200367 Kevin D. M. Gimenez RA: 200063 Dienesio Pereira de Oliveira RA: 200674 Pórticos

Leia mais

1. estrutura porta palete: gem zena ma ar 2. mini porta palete 3. mezaninos

1. estrutura porta palete: gem zena ma ar 2. mini porta palete 3. mezaninos 1 2 1. estrutura porta palete: estrutura modular de encaixe, projetada conforme peso e o tipo de mercadoria a ser armazenada, bem como as características de recebimento, movimentação e expedição. Estrutura

Leia mais

COMO ESCREVER UM MANUAL DE INSTRUÇÕES CONFORME A NR 12:

COMO ESCREVER UM MANUAL DE INSTRUÇÕES CONFORME A NR 12: COMO ESCREVER UM MANUAL DE INSTRUÇÕES CONFORME A NR 12: Com a publicação do texto revisado da Norma Regulamentadora 12, em Dezembro de 2010 pela Portaria SIT 197 do Ministério do Trabalho e Emprego, surgiram

Leia mais

Telas Soldadas Nervuradas Belgo

Telas Soldadas Nervuradas Belgo Telas Soldadas Nervuradas Belgo As Telas Soldadas de Aço Nervurado são uma armadura pré-fabricada, constituída por fios de aço Belgo 60 nervurado longitudinais e transversais, de alta resistência mecânica,

Leia mais

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO 18.14 Movimentação e Transporte de Materiais e Pessoas (Item 18.14.1 ao 18.14.23.6 com redação dada pela Portaria SIT n.º 224, de

Leia mais

Nas exigências de um determinado material deve prevalecer, respectivamente, o exigido:

Nas exigências de um determinado material deve prevalecer, respectivamente, o exigido: MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-313.0048 EQUIPAMENTOS 1/16 1. FINALIDADE

Leia mais

Diretor Executivo da ABRACOPEL Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade

Diretor Executivo da ABRACOPEL Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade Engenheiro Eletricista Edson Martinho Diretor Executivo da ABRACOPEL Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade abracopel@abracopel.org.br 11-99688-1148 PROXIMIDADE COM A

Leia mais

Segurança de Máquinas e Equipamentos NR12

Segurança de Máquinas e Equipamentos NR12 Segurança de Máquinas e Equipamentos NR12 www.eteck.com.br -1- As zonas de perigo das máquinas e equipamentos devem possuir sistemas de segurança, caracterizados por proteções fixas, proteções móveis e

Leia mais

Manual de Instruções Coletores de Pó CPF-300 e CPF-500

Manual de Instruções Coletores de Pó CPF-300 e CPF-500 Manual de Instruções Coletores de Pó CPF-300 e CPF-500 Figura 1: VISTA DO COLETOR DE PÓ CPF-300 (IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA) Versão: 1609/16 Advertência: Não execute nenhuma operação com o equipamento

Leia mais

agrupados Nº DET 1

agrupados Nº DET 1 CAIXA COM TAMPA VISTA SUPERIOR 22 100 27 53 FURO PARA LACRE Ø2 20 VISTA LATERAL DIREITA ROSCA W 1/4" PARA PARAFUSO DE SEGURANÇA 11 DET 1 VISTA INFERIOR DET 1 Código 6790320 Nº Data Revisões Aprov.: Vanderlei

Leia mais

REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL

REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL Código e Designação da Qualificação 582324 - Condutor/a/Manobrador/a de Equipamentos de Elevação Nível de qualificação do QNQ: 2 Nível de qualificação do QEQ: 2 Unidades

Leia mais

COMPORTAS DE CANAL ( AWWA C513) - VCO-17

COMPORTAS DE CANAL ( AWWA C513) - VCO-17 FKB INDÚSTRIA DE EQUIPAMENTOS LTDA. DESCRIÇÃO GERAL As Comportas de Canal Aberto FKB, são desenvolvidas conforme norma AWWA C513 e tem como função o controle e bloqueio na vazão de fluidos em canais. São

Leia mais

Procedimento para trabalho em Altura NR 35

Procedimento para trabalho em Altura NR 35 Procedimento para trabalho em Altura NR 35 Trabalho em Altura NR 35 - SST Objetivo e Campo de Aplicação 35.1.1 Esta Norma estabelece os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura,

Leia mais

Construction and Civil Work Management

Construction and Civil Work Management STANDARD LME-12:001901 Upt Rev A Índice 1 Introdução... 3 2 Definições... 3 3 Requisitos... 4 3.1 Gerais... 4 3.2 Responsabilidades... 4 3.3 Plano de Segurança de OHS... 5 3.4 Início da Fase de Construção...

Leia mais

MT DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESTRADAS DE RODAGEM. Norma Rodoviária DNER-PRO 176/94 Procedimento Página 1 de 23

MT DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESTRADAS DE RODAGEM. Norma Rodoviária DNER-PRO 176/94 Procedimento Página 1 de 23 Procedimento Página 1 de 23 RESUMO Este documento, que é uma norma técnica, fixa as condições que devem ser obedecidas no projeto e na execução de barreiras de segurança. ABSTRACT This document presents

Leia mais

Segurança em instalações e projetos, conforme a nova NR-10

Segurança em instalações e projetos, conforme a nova NR-10 Segurança em instalações e projetos, conforme a nova João Cunha Algumas questões iniciais 2 Norma x Regulamento Regulamento Técnico: Documento aprovado por órgãos governamentais em que se estabelecem as

Leia mais

A AMARRAÇÃO. Alguns conselhos R. Tipos de amarração R BIZART

A AMARRAÇÃO. Alguns conselhos R. Tipos de amarração R BIZART 7 A AMARRAÇÃO Alguns conselhos R Tipos de amarração R Fevereiro 2012 BIZART A amarração Se uma carga não for amarrada de forma adequada, poderá constituir um perigo para si e para terceiros. Uma carga

Leia mais

NR - 10 SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE

NR - 10 SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE NR - 10 SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE 10.1 - OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO 10.2 - MEDIDAS DE CONTROLE 10.3 - SEGURANÇA EM PROJETOS 10.4 - SEGURANÇA NA CONSTRUÇÃO, MONTAGEM, OPERAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO GABINETE DO MINISTRO. PORTARIA N.º DE 09 DE DEZEMBRO DE 2013 (DOU de 11/12/2013 Seção I Pág.

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO GABINETE DO MINISTRO. PORTARIA N.º DE 09 DE DEZEMBRO DE 2013 (DOU de 11/12/2013 Seção I Pág. MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º 1.896 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2013 (DOU de 11/12/2013 Seção I Pág. 153) Altera a Norma Regulamentadora n.º 31. O MINISTRO DE ESTADO DO TRABALHO

Leia mais

ANEXO XII. Referente ao Edital de Pregão nº. 003/2016

ANEXO XII. Referente ao Edital de Pregão nº. 003/2016 ANEO II Referente ao Edital de Pregão nº. 003/2016 NORMAS E PROCEDIMENTOS DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO PARA O SERVIÇO DE REFORMA DO ALMOARIFADO DA DMED Página 1 de 8 1.) CONDIÇÕES BÁSICAS 1.1. As

Leia mais

NR-35 TRABALHO EM ALTURA

NR-35 TRABALHO EM ALTURA NR-35 TRABALHO EM ALTURA Publicação D.O.U. Portaria SIT n.º 313, de 23 de março de 2012 27/03/12 Alterações/Atualizações D.O.U. Portaria MTE n.º 593, de 28 de abril de 2014 30/04/14 Portaria MTE n.º 1.471,

Leia mais