COMISSÃO CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA - CCEx Av. Dr. Arnaldo, Andar,sala Formulário de PROGRAMA DE COMPLEMENTAÇÃO ESPECIALIZADA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMISSÃO CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA - CCEx Av. Dr. Arnaldo, 455 10. Andar,sala 1301. Formulário de PROGRAMA DE COMPLEMENTAÇÃO ESPECIALIZADA"

Transcrição

1 COMISSÃO CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA - CCEx Av. Dr. Arnaldo, Andar,sala 1301 Formulário de PROGRAMA DE COMPLEMENTAÇÃO ESPECIALIZADA Nome do Estágio Programa de Complementação Especializada em Transplante Cardíaco e Assistência Circulatória Mecânica Coordenador * Dr. Alfredo Inácio Fiorelli Titulação Doutor - Disciplina de Cirurgia Cardíaca Departamento Cardiopneumologia Vice-Coordenador *. Prof. Dr. Noedir Antonio Groppo Stolf Titulação Professor Titular de Cirurgia Torácica e Cardiovascular Departamento Cardiopneumologia Objetivos do Estágio Fornecer aos estagiários a formação básica e o treinamento prático na realização e condução do Transplante Cardíaco e da Assistência Circulatória Mecânica. 1. Atividades Teórico-Práticas Obrigatórias 8horas diárias de estágio teóricoprático desenvolvidas de forma pré-determinada no centro cirúrgico, cirurgia experimental, técnica operatória, enfermaria, ambulatório ou pós-operatório. 1.1 Seminários (programa e carga Horária) 150horas/ano distribuídas em Seminários, Cursos Modulares de atualização em Cirurgia Transplante Cardíaco, Assistência Circulatória Mecânica e Iniciação Científica. 1.2 Outras Atividades Programadas (descrição) Realização de Monografia e participação em trabalhos científicos. Fornecer subsídios básicos para o ingresso na pós-graduação, aos alunos interessados.

2 2. Atividades Optativas O aluno poderá participar de atividades optativas tais como: Congressos da especialidade; de estágio complementar em outro serviço de transplante ou de áreas afins, nacional ou internacional, por período determinado, desde que seja útil à sua formação e em comum acordo com a coordenação do estágio. A carga horária da atividade optativa exercida será aceita pela coordenação do Estágio e devidamente contabilizada. É muito importante que fique devidamente esclarecido que esta modalidade de atividade optativa, nem a coordenação do Estágio, muito menos a direção do InCor, não se responsabilizaram pelo seu oferecimento, muito menos pelo seu custeio. Todavia, desde que o aluno por outros meios venha consegui-los a coordenação do Estágio fará todo o esforço que estiver ao seu alcance para auxiliá-lo na sua realização. 3. Estágios no Serviço (descrição das atividades, carga horária e formas de supervisão) O estágio será supervisionado pelo Coordenador e Cirurgiões-assistentes do Grupo de Transplante Cardíaco Adulto e da Unidade de Perfusão e Assistência Cardiorrespiratória, onde serão respeitados os critérios de pontualidade, assiduidade e ética profissional. 4. Trabalho de Campo (descrição das atividades, carga horária e formas de supervisão) 4.1 Atividade Assistencial O grupo cirúrgico do transplante cardíaco oferece assistência cirúrgica aos pacientes portadores de insuficiência cardíaca em fase avançada da Unidade de Insuficiência Cardíaca e demais pacientes internados em nossa Instituição. Portanto, as atividades do aluno têm início já no acompanhamento clínico desses pacientes junto com os Cardiologistas da Unidade de ICC e o grupo de Transplante. Participará ativamente auxiliando na complementação diagnóstica

3 das miocardiopatias através da realização das biopsias endomiocárdicas e do cateterismo direito para determinação da reatividade vascular pulmonar. As atividades cirúrgicas do estágio serão desenvolvidas no Centro Cirúrgico participando na realização dos Transplantes Cardíacos, como cirurgião-auxiliar ou cirurgião-principal, e na procura de órgãos à distância, sempre sob a supervisão direta de um médico cirurgião-assistente do grupo. No centro cirúrgico terá oportunidade de conhecer as diferentes modalidades de assistência circulatória mecânica aplicada em nossa instituição, participando na indicação, escolha do tipo de dispositivo e implantação. Acompanhará o seguimento clínico dos pacientes após o transplante ou na vigência de assistência durante a permanência deles na Unidade de Recuperação Pós-operatória e, posteriormente, na enfermaria até a alta hospitalar. Participará no ambulatório cirúrgico de seguimento dos pacientes em fase de pré-transplante e pós-operatório, realizado todas às terças-feiras das 15h:00 às 18h:00. Participará de um dos ambulatórios realizado pelo grupo clínico de ICC, onde terá oportunidade de acompanhar mais de perto a sistemática que envolve o período pré e pós-transplante. 4.1 Atividade Didática e Científica Participação nas reuniões semanais as quinta-feira, das 7h:00 às 9h:00, de discussão de casos clínicos junto com o grupo clínico da Unidade de ICC. Nesta reunião onde participam todos os membros da equipe multiprofissional (cardiologistas, cirurgiões, infectologistas, psicólogos, serviço social, farmácia e outros) são discutidos todos os pacientes internados em fase de avaliação prétransplante, bem como, os operados. Nesta reunião são ministradas aulas teóricas sobre temas diversos da especialidade e protocolos clínicos. Após a reunião geral do grupo, acima mencionada, ocorre a reunião da equipe cirúrgica das 9h:30min às 12h:00, onde são discutidos aspectos eminentemente cirúrgico, protocolos científicos, revisão de artigos e visita aos pacientes internados.

4 As avaliações dos alunos serão feitas pelo seu desempenho técnicoprofissional, interesse pelo estágio, respeitando-se a pontualidade, assiduidade e a ética profissional. Fará parte da avaliação a confecção obrigatória de trabalho do tipo monografias, visando publicação em revista científica. Trimestralmente, o aluno apresentará relatório objetivo das atividades desenvolvidas, da evolução da sua monografia e avaliação do próprio estágio. Carga Horária Total 1920 horas Duração do Estágio de 1 até 3 anos (opcional) Período do Estágio 01/02/2010 a 31/01/2011 Pré-requisito Diploma de Médico, Curriculum Vitae, CRM, 3 anos de estágio em Cirurgia Cardiovascular ou equivalente. Período de Inscrição 01 a 30 de Outubro de 2009 Taxa de inscrição R$ 300,00 Período de Seleção 11 a 15 de Dezembro de 2009 Forma(s) de Seleção Prova escrita, Entrevista, Análise de Currículo Período de Matrícula 04 a 08 de Janeiro de 2010 Taxa de Matricula R$ 600,00 Mensalidade Não há Número de Vagas (mínimo e máximo) 02 vagas Forma(s) de Avaliação e critérios de aprovação final 70% de freqüência + desempenho nas atividades desenvolvidas no Estágio + apresentação da Monografia. Bibliografia Cardiac Surgery in the Adult - Lawrence H. Cohn e L. Henry Edmunds acesso gratuito.

5 emedicine Thoracic Surgery acesso gratuito. Multimedia Manual of Cardiothoracic Surgery - Marko Turina acesso gratuito. State of the Heart - By Larry W. Stephenson, MD with Jeffrey L. Rodengen acesso gratuito. Mechanical device-based methods of managing and treating heart failure. Circulation Jul 19;112(3): Review. Mancini D et al. acesso gratuito. Executive summary of the guidelines on the diagnosis and treatment of acute heart failure: the Task Force on Acute Heart Failure of the European Society of Cardiology. Eur Heart J Feb;26(4): Epub 2005 Jan 28. acesso Mechanical circulatory support for advanced heart failure: where does it stand in 2003? Circulation Dec 23;108(25): Review. Frazier OH et al. acesso Left ventricular assist devices: bridges to transplantation, recovery, and destination for whom? Circulation Dec 23;108(25): Review. Stevenson LW et al. acesso Cardiac transplantation. Heart Feb;87(2): Review. Deng MC. acesso Lista de Colaboradores (indique: nome, titulação ou qualificação, instituição, atividade a ser desenvolvida por ele e justificativa ) APROVAÇÕES Conselho do Departamento Data Carimbo e Assinatura CCEx-FMUSP Data Carimbo e Assinatura

CIRCULAÇÃO EXTRACORPÓREA

CIRCULAÇÃO EXTRACORPÓREA Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia CIRCULAÇÃO EXTRACORPÓREA e Assistência Circulatória Mecânica Organização: Diretor da Divisão de Cirurgia: Luiz Carlos Bento Souza Coordenação Médica: Magaly Arrais

Leia mais

Anexo C. Cursos de Especialização/ Estágios em Cardiologia Normas para Credenciamento pela Sociedade Brasileira de Cardiologia

Anexo C. Cursos de Especialização/ Estágios em Cardiologia Normas para Credenciamento pela Sociedade Brasileira de Cardiologia Anexo C Cursos de Especialização/ Estágios em Cardiologia Normas para Credenciamento pela Sociedade Brasileira de Cardiologia O Curso de Especialização/ Estágios em Cardiologia constitui modalidade do

Leia mais

Treinamento em Clínica Médica 2014. do Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia e Outras Especialidades (IBEPEGE)

Treinamento em Clínica Médica 2014. do Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia e Outras Especialidades (IBEPEGE) Treinamento em Clínica Médica 2014 do Pesquisas de Gastroenterologia (IBEPEGE) Reconhecido pela Sociedade Brasileira de Clínica Médica São Paulo - 2014/2016 Coordenador: Dr. Norton Wagner Ferracini O IBEPEGE

Leia mais

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM ANESTESIOLOGIA

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM ANESTESIOLOGIA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM ANESTESIOLOGIA 1- IDENTIFICAÇÃO 1.1- Hospital: Rubens de Souza Bento Hospital Geral de Roraima. 1.2- Entidade Mantenedora: Secretaria Estadual de Saúde/SESAU-RR 1.3- Curso:

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 009/98 DA CONGREGAÇÃO DA ESCOLA DE FARMÁCIA E ODONTOLOGIA DE ALFENAS

RESOLUÇÃO Nº 009/98 DA CONGREGAÇÃO DA ESCOLA DE FARMÁCIA E ODONTOLOGIA DE ALFENAS RESOLUÇÃO Nº 009/98 DA CONGREGAÇÃO DA ESCOLA DE FARMÁCIA E ODONTOLOGIA DE ALFENAS A Congregação da Escola de Farmácia e Odontologia de Alfenas, no uso de suas atribuições regimentais e tendo em vista o

Leia mais

XIII CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MANIPULAÇÃO FARMACÊUTICA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FACULDADE DE FARMÁCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO

XIII CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MANIPULAÇÃO FARMACÊUTICA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FACULDADE DE FARMÁCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO XIII CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MANIPULAÇÃO FARMACÊUTICA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FACULDADE DE FARMÁCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO 2010-2011 A manipulação farmacêutica tem crescido muito

Leia mais

FACULDADE DA REGIÃO DOS LAGOS REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

FACULDADE DA REGIÃO DOS LAGOS REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DA REGIÃO DOS LAGOS REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da FERLAGOS orientam-se pelas normas

Leia mais

São Paulo, 18 de Outubro de 2010.

São Paulo, 18 de Outubro de 2010. São Paulo, 18 de Outubro de 2010. Edital de Inscrições para Programa de Treinamento e Aperfeiçoamento 201 1 Curso: ESPECIALIZAÇÃO EM ECOCARDIOGRAFIA 1 - LEIA ATENTAMENTE ESTE EDITAL ATÉ O FIM, POIS TODAS

Leia mais

Pós graduação em Psicologia Educacional DESCRITIVO DE CURSO

Pós graduação em Psicologia Educacional DESCRITIVO DE CURSO Pós graduação em Psicologia Educacional DESCRITIVO DE CURSO 1. Apresentação O curso de Pós Graduação Lato Sensu em Psicologia Educacional da POSGLOGAL visa a formação profissional de graduados que tenham

Leia mais

UNIARA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO: PROCESSOS DE ENSINO, GESTÃO E INOVAÇÃO REGULAMENTO SUMÁRIO

UNIARA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO: PROCESSOS DE ENSINO, GESTÃO E INOVAÇÃO REGULAMENTO SUMÁRIO UNIARA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO: PROCESSOS DE ENSINO, GESTÃO E INOVAÇÃO REGULAMENTO SUMÁRIO TÍTULO I - APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA... 1 TÍTULO II - DOS OBJETIVOS...

Leia mais

PROCESSO. para RECONHECIMENTO. SERVIÇOS ou PROGRAMAS. ANGIOLOGIA e CIRURGIA VASCULAR. pela S B A C V

PROCESSO. para RECONHECIMENTO. SERVIÇOS ou PROGRAMAS. ANGIOLOGIA e CIRURGIA VASCULAR. pela S B A C V PROCESSO para RECONHECIMENTO de SERVIÇOS ou PROGRAMAS de ANGIOLOGIA e CIRURGIA VASCULAR pela S B A C V 1 Procedimento ETAPA I: O processo do solicitante, com o requerimento dirigido ao Presidente da SBACV,

Leia mais

REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA. Capítulo I Das Disposições Preliminares

REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA. Capítulo I Das Disposições Preliminares Capítulo I Das Disposições Preliminares Art. 1º Os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Faculdade de Ciências Humanas ESUDA orientam-se pelas normas especificadas neste Regulamento e estão sujeitos ao

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM NO SUPORTE À CIRURGIA ROBÓTICA

Leia mais

Curso de Especialização em Nutrição Clínica em Pediatria

Curso de Especialização em Nutrição Clínica em Pediatria Curso de Especialização em Nutrição Clínica em Pediatria Descrição do curso Período do curso De 18/02/2013 a 29/01/2014 Carga horária Total de horas = 476 horas 292 h de aulas teóricas, 120 h de prática

Leia mais

Edital para Complementação Especializada em Geriatria - 2016

Edital para Complementação Especializada em Geriatria - 2016 Edital para Complementação Especializada em Geriatria - 2016 Público Alvo: Médicos com residência ou especialização completa em Geriatria. Objetivos do Programa Aperfeiçoar os conhecimentos de médicos

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 8. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 8. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 3 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula 7 Cronograma de Aulas Pág. 8 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM DOR Unidade Dias e Horários

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ Faculdade de Medicina Departamento de Cirurgia Grupo de Educação e Estudos Oncológicos

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ Faculdade de Medicina Departamento de Cirurgia Grupo de Educação e Estudos Oncológicos E D I T A L Nº 04/2007 Seleção ao II Curso de Especialização em Mastologia A Coordenação do, extensão do Departamento de Cirurgia da da Universidade Federal do Ceará FAZ SABER aos interessados que estarão

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PNEUMOLOGIA Ato de Oficialização: ATA de 12.03.1992 Conselho Departamental

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PNEUMOLOGIA Ato de Oficialização: ATA de 12.03.1992 Conselho Departamental PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PNEUMOLOGIA Ato de Oficialização: ATA de 12.03.1992 Conselho Departamental 1. Nome do Curso e Área de Conhecimento: Curso de Especialização em

Leia mais

Curso de Pós-Graduação Lato Sensu (Especialização) em Fisioterapia 6ª. Edição 2013

Curso de Pós-Graduação Lato Sensu (Especialização) em Fisioterapia 6ª. Edição 2013 Curso de Pós-Graduação Lato Sensu (Especialização) em Fisioterapia 6ª. Edição 2013 Apresentação O Curso de Especialização em Fisioterapia será mantido e realizado sob a responsabilidade do Departamento

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO I. Objetivos II. Modalidades Pós Graduação Stricto Sensu: Pós Graduação Lato Sensu: Especialização

PÓS-GRADUAÇÃO I. Objetivos II. Modalidades Pós Graduação Stricto Sensu: Pós Graduação Lato Sensu: Especialização PÓS-GRADUAÇÃO O Programa de Pós Graduação Lato Sensu da FAEC foi aprovado pela Resolução do CAS, ATA 001/08, de 12 de março de 2008 e será implantado a partir do primeiro semestre de 2010, após aprovação

Leia mais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais IDENTIFICAÇÃO DO CURSO Curso de Especialização em Gestão e Relações Internacionais Área de Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas

Leia mais

Universidade Estadual do Paraná Unespar Pró-Reitoria de Ensino de Graduação PROGRAD Diretoria de Programas e Projetos

Universidade Estadual do Paraná Unespar Pró-Reitoria de Ensino de Graduação PROGRAD Diretoria de Programas e Projetos Universidade Estadual do Paraná Unespar Pró-Reitoria de Ensino de Graduação PROGRAD Diretoria de Programas e Projetos Edital nº 001/2015 PROGRAD Inscrição e seleção de Projetos de Docentes ao Programa

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO nº 029/94 Autoriza a criação do Curso de Especialização em Médico de Familia. O CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA, no uso da competência que lhe

Leia mais

U N I V E R S I D A D E D E S Ã O P A U L O

U N I V E R S I D A D E D E S Ã O P A U L O U N I V E R S I D A D E D E S Ã O P A U L O E S C O L A D E E N F E R M A G E M Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 419 - CEP 05403-000 SP Tel./Fax.: (11) 3061-7531 E-mail: scex@usp.br C.P. 41633 - CEP 05422-970

Leia mais

CONSIDERANDO que este Conselho compete normatizar esse procedimento; R E S O L V E:

CONSIDERANDO que este Conselho compete normatizar esse procedimento; R E S O L V E: RESOLUÇÃO N o 03/90, CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Aprova as Normas para elaboração de Projetos de Cursos de Especialização (Pós-Graduação lato sensu ). O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

Leia mais

ASSOCIAÇÃO EDUCADORA SÃO CARLOS HOSPITAL MÃE DE DEUS EDITAL DE CONCURSO PARA CONCURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CARDIOLOGIA

ASSOCIAÇÃO EDUCADORA SÃO CARLOS HOSPITAL MÃE DE DEUS EDITAL DE CONCURSO PARA CONCURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CARDIOLOGIA ASSOCIAÇÃO EDUCADORA SÃO CARLOS HOSPITAL MÃE DE DEUS EDITAL DE CONCURSO PARA CONCURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CARDIOLOGIA 1. INTRODUÇÃO A Comissão de Ensino do Curso de Especialização em Cardiologia do Hospital

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO Rio de Janeiro, 2003 CAPÍTULO I DOS CURSOS: MODALIDADES E OBJETIVOS Art. 1º. Em conformidade com o Regimento Geral de nos termos da Lei de Diretrizes e Bases da

Leia mais

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Ação Comunitária Coordenadoria de Extensão e Ação Comunitária PROPOSTA DE PROGRAMA

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Ação Comunitária Coordenadoria de Extensão e Ação Comunitária PROPOSTA DE PROGRAMA Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Ação Comunitária Coordenadoria de Extensão e Ação Comunitária Coordenadoria de Extensão e Ação Comunitária PROPOSTA DE PROGRAMA Número da Ação (Para

Leia mais

projeto DE PÓS GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE CIDADES Enfase em CONTROLADORIA

projeto DE PÓS GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE CIDADES Enfase em CONTROLADORIA FACULDADE REGIONAL DA BAHIA - UNIRB DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS projeto DE PÓS GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE CIDADES Enfase em CONTROLADORIA PROJETO PROPOSTO PARA CELEBRAÇÃO DO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul 1 NORMATIVA DE ESTÁGIOS Fixa normas para o funcionamento dos Estágios Supervisionados Específicos em Psicologia. (Aprovado pelo Colegiado da Faculdade de Psicologia em 04/06/2014). SEÇÃO I - DOS OBJETIVOS

Leia mais

Processo Seletivo 2015.1

Processo Seletivo 2015.1 Processo Seletivo 2015.1 Edital 1. O Curso 2. Hospitais Sedes 3. Das Inscrições 4. Das vagas e seleção 5. Prova escrita / Entrevista 6. Apresentação do Programa 7. Requesitos para inscrição 8. Cronograma

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÕES DO INSTITUTO SUPERIOR DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÕES DO INSTITUTO SUPERIOR DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÕES DO INSTITUTO SUPERIOR DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS INDICE PREÂMBULO... 2 ARTIGO 1 - (Âmbito)... 2 ARTIGO 2 (Natureza)... 2 ARTIGO 3 (Gestão das atividades de pós-gradução)...

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 8 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM CARDIOLOGIA PARA MÉDICOS

Leia mais

CONHECIMENTOS GERAIS DE MEDICINA

CONHECIMENTOS GERAIS DE MEDICINA Normatizações dos Serviços de Estágios e Especializações Médicas Hospital São Francisco de Ribeirão Preto I.INFORMAÇÕES GERAIS O Hospital São Francisco de Ribeirão Preto tem tradição de várias décadas

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO CAPITULO I DAS FINALIDADES Art. 1º - Os cursos de pós-graduação da UNIABEU são regidos pela Lei Federal 9394/96 Lei de Diretrizes

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 10. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 10. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 8 Cronograma de Aulas Pág. 10 2 PÓS-GRADUAÇÃO DE ENFERMAGEM EM CENTRO

Leia mais

EDITAL N 02 / 2014 DISCIPLINA CURSO BLOCO N DE VAGAS CARGA HORARIA OBSERVAÇÃO/ Direito Constitucional II

EDITAL N 02 / 2014 DISCIPLINA CURSO BLOCO N DE VAGAS CARGA HORARIA OBSERVAÇÃO/ Direito Constitucional II EDITAL DE INSCRIÇÃO DO PROCESSO DE SELEÇÃO INTERNA DE PROFESSORES PARA O PERÍODO 2014/1 PARA DISCIPLINAS NOS CURSOS DE BIOMEDICINA, DIREITO, ENFERMAGEM, SERVIÇO SOCIAL E FARMÁCIA DA FACULDADE DE TECNOLOGIA

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM RESSONÂNCIA E TOMOGRAFIA CARDIOVASCULAR

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM RESSONÂNCIA E TOMOGRAFIA CARDIOVASCULAR CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM RESSONÂNCIA E TOMOGRAFIA CARDIOVASCULAR Coordenadores: Drs. Clerio Azevedo e Marcelo Hadlich 1. Objetivos do Programa Proporcionar, aos pós-graduandos, formação especializada

Leia mais

Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP

Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP 1.INTRODUÇAO...... 3 2.ONDE CONSEGUIR INFORMAÇÔES?... 4 Normas USP... 4 Site EACH...4 Sistema de atendimento da Comissão de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO TOCANTINS/CAMETÁ FACULDADE DE HISTÓRIA FACHTO EDITAL Nº 01/2015 Especialização Hist. Afro-br. indígena/ufpa SELEÇÃO PARA O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU USJT REGULAMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU USJT REGULAMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU USJT REGULAMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA CEPE 04/12/2013 I - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1 o O Curso de Mestrado do Programa

Leia mais

Edital Centro de Estudos em Saúde Med Imagem N 001/2015

Edital Centro de Estudos em Saúde Med Imagem N 001/2015 Edital Centro de Estudos em Saúde Med Imagem N 001/2015 O Diretor Clínico do CENTRO DE ESTUDOS EM SAÚDE MED IMAGEM, Dr. Marcos Gomes da Silva, CRM: 8621, no uso de suas atribuições, torna público à abertura

Leia mais

Serviço de Cirurgia Plástica Prof. Dr. Cassio M. Raposo do Amaral (Credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e pelo MEC)

Serviço de Cirurgia Plástica Prof. Dr. Cassio M. Raposo do Amaral (Credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e pelo MEC) Serviço de Cirurgia Plástica Prof. Dr. Cassio M. Raposo do Amaral (Credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e pelo MEC) Instituto de Cirurgia Plástica Craniofacial Sociedade Brasileira

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sua 45ª Reunião Ordinária, realizada no dia 26 de setembro de 2013, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Campina Grande Secretaria de Recursos Humanos Coordenação de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Campina Grande Secretaria de Recursos Humanos Coordenação de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Campina Grande Secretaria de Recursos Humanos Coordenação de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas EDITAL CGDP/SRH Nº 12/2011 ABERTURA E DISPOSIÇÕES GERAIS

Leia mais

EDITAL Nº 01/2014. Seleção Pública de Profissional de Educação Física para Academia de Ginástica do Centro Administrativo Fernando Ferrari

EDITAL Nº 01/2014. Seleção Pública de Profissional de Educação Física para Academia de Ginástica do Centro Administrativo Fernando Ferrari ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SAÚDE EDITAL Nº 01/2014 Seleção Pública de Profissional de Educação Física para Academia de Ginástica do Centro Administrativo Fernando Ferrari 1.DA NATUREZA DAS

Leia mais

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica 1. APRESENTAÇÃO O Estágio Curricular Supervisionado Obrigatório no curso de Engenharia Elétrica é uma atividade curricular obrigatória

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG DEPARTAMENTO DE CIRURGIA

FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG DEPARTAMENTO DE CIRURGIA 1 FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG DEPARTAMENTO DE CIRURGIA Av. Prof. Alfredo Balena 190-2 0 andar Caixa postal 340 - CEP 30130-100 031-3409-9759 e 3409-9760 cirurgia@medicina.ufmg.br CIR TÓPICOS CLÍNICA

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE NORMAS ESPECÍFICAS DA FEA SÃO PAULO I Taxas 1. Não serão cobradas taxas nos processos seletivos dos programas de pós-graduação desta Faculdade. 2. Não será cobrada dos alunos especiais taxa de matrícula

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA PROCESSO DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS À BOLSA DE PÓS-DOUTORADO (PNPD/CAPES)

Leia mais

TÍTULO I DAS ENTIDADES

TÍTULO I DAS ENTIDADES RESOLUÇÃO Nº 444 DE 27 DE ABRIL DE 2006. 1205 Ementa: Dispõe sobre a regulação de cursos de pós-graduação lato sensu de caráter profissional. O Conselho Federal de Farmácia, no uso das atribuições que

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU R E G I M E N T O G E R A L PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Regimento Geral PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Este texto foi elaborado com as contribuições de um colegiado de representantes da Unidades Técnico-científicas,

Leia mais

CONSELHO DE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE

CONSELHO DE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA PROFISSIONAL NÍVEL SUPERIOR CONTEUDISTA (MESTRE) PARA O CURSO DE QUALIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA, COM UTILIZAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE GESTÃO DA

Leia mais

Regulamento do Curso de Especialização em Sanidade Animal

Regulamento do Curso de Especialização em Sanidade Animal Regulamento do Curso de Especialização em Sanidade Animal DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º - O curso de Especialização em Sanidade Animal destina-se à qualificação de profissionais fornecendo elementos de capacitação

Leia mais

NORMAS COMPLEMENTARES À RESOLUÇÃO Nº 684/09 CONSEPE, REFERENTE À PRÁTICA DE ENSINO/ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO SUPERVISIONADO

NORMAS COMPLEMENTARES À RESOLUÇÃO Nº 684/09 CONSEPE, REFERENTE À PRÁTICA DE ENSINO/ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO SUPERVISIONADO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS COORDENADORIA DE LICENCIATURA EM TEATRO COLEGIADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM TEATRO NORMAS COMPLEMENTARES

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO PARA OBTENÇÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CLÍNICA MÉDICA 2014

EDITAL DO CONCURSO PARA OBTENÇÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CLÍNICA MÉDICA 2014 EDITAL DO CONCURSO PARA OBTENÇÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CLÍNICA MÉDICA 2014 Em vista das crescentes valorização e importância relativas a obter-se o Título de Especialista em Clínica Médica, apresentamos

Leia mais

Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência do Hospital das Clínicas da FMRPUSP

Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência do Hospital das Clínicas da FMRPUSP Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência do Hospital das Clínicas da FMRPUSP Conteúdo DISPOSIÇÕES GERAIS 3 APOIO AO APRIMORAMENTO DE RECURSOS HUMANOS 4 Participação em congressos e eventos científicos

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO E PRÁTICA DE ENSINO DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA FAP - FACULDADE DE APUCARANA

REGULAMENTO INTERNO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO E PRÁTICA DE ENSINO DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA FAP - FACULDADE DE APUCARANA REGULAMENTO INTERNO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO E PRÁTICA DE ENSINO DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA FAP - FACULDADE DE APUCARANA TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS CAPÍTULO I DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Artigo

Leia mais

HOSPITAL SÃO FRANCISCO RIBEIRÃO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA EM 2016

HOSPITAL SÃO FRANCISCO RIBEIRÃO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA EM 2016 HOSPITAL SÃO FRANCISCO RIBEIRÃO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA EM 2016 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia Início 2 de Fevereiro

Leia mais

Regulamenta e estabelece normas sobre os Cursos de Extensão Universitária da Universidade de São Paulo e dá outras providências.

Regulamenta e estabelece normas sobre os Cursos de Extensão Universitária da Universidade de São Paulo e dá outras providências. RESOLUÇÃO CoCEx nº 6667, de 19 de dezembro de 2013. (D.O.E. 21.12.13) (Protocolado 11.5.2443.1.5). Regulamenta e estabelece normas sobre os Cursos de Extensão Universitária da Universidade de São Paulo

Leia mais

EDITAL PROPEG Nº 005/2013 EXAME DE SELEÇÃO PARA A 5ª TURMA DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM OBSTÉTRICA - CEEO - VAGAS REMANESCENTES

EDITAL PROPEG Nº 005/2013 EXAME DE SELEÇÃO PARA A 5ª TURMA DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM OBSTÉTRICA - CEEO - VAGAS REMANESCENTES 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO DESPORTO SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO ACRE EDITAL PROPEG Nº 005/2013 EXAME DE SELEÇÃO PARA A

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2006

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2006 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2006 Regulamenta os Cursos de Pósgraduação lato sensu na Universidade de Taubaté. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº PRPPG-036/2006, aprovou e eu

Leia mais

Regulamento do Núcleo de Pós- Graduação Lato Sensu - Especialização

Regulamento do Núcleo de Pós- Graduação Lato Sensu - Especialização Regulamento do Núcleo de Pós- Graduação Lato Sensu - Especialização Juiz de Fora-MG Regulamento do Núcleo de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Os Cursos

Leia mais

Serviço de Cirurgia Plástica Prof. Dr. Cassio M. Raposo do Amaral (Credenciado pelo MEC e pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica)

Serviço de Cirurgia Plástica Prof. Dr. Cassio M. Raposo do Amaral (Credenciado pelo MEC e pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) Serviço de Cirurgia Plástica Prof. Dr. Cassio M. Raposo do Amaral (Credenciado pelo MEC e pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) Instituto de Cirurgia Plástica SOBRAPAR Sociedade Brasileira de

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 8 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM ONCOLOGIA - CURITIBA Unidade

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 30, DE 28 DE ABRIL DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 30, DE 28 DE ABRIL DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 30, DE 28 DE ABRIL DE 2011 Dispõe sobre as normas para a pós-graduação na modalidade lato sensu ofertada pela Universidade Federal do Pampa. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal

Leia mais

Lato Sensu - Especialização

Lato Sensu - Especialização Regulamento Geral do Núcleo de Pós- Graduação Lato Sensu - Especialização CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu - Especialização da Fundação Educacional de Além

Leia mais

PROGRAMAÇÃO RESIDÊNCIA MEDICINA INTENSIVA 2016 R1, R2, R3 HSF

PROGRAMAÇÃO RESIDÊNCIA MEDICINA INTENSIVA 2016 R1, R2, R3 HSF PROGRAMAÇÃO RESIDÊNCIA MEDICINA INTENSIVA 2016 (CENTRO DE TERAPIA INTENSIVA) R1, R2, R3 HSF Residência em Medicina Intensiva Introdução: A Residência em Medicina Intensiva foi criada nesta instituição

Leia mais

Anexo I Tabela das Atividades Complementares do curso de Licenciatura em Química do IF Goiano Câmpus Ceres. Acadêmico: Data: Grupo de atividades

Anexo I Tabela das Atividades Complementares do curso de Licenciatura em Química do IF Goiano Câmpus Ceres. Acadêmico: Data: Grupo de atividades Anexo I Tabela das Atividades Complementares do curso de Licenciatura em Química do IF Goiano Câmpus Ceres. Acadêmico: Data: Grupo de atividades ATIVIDADES DE ENSINO ATIVIDADES DE PESQUISA ATIVIDADES DE

Leia mais

XX Curso de Especialização em Enfermagem em Estomaterapia, Estomias, Feridas e Incontinências 23.03.2015 a 23.03.2016

XX Curso de Especialização em Enfermagem em Estomaterapia, Estomias, Feridas e Incontinências 23.03.2015 a 23.03.2016 XX Curso de Especialização em Enfermagem em Estomaterapia, Estomias, Feridas e Incontinências 23.03.2015 a 23.03.2016 PÚBLICO ALVO: Enfermeiros com, no mínimo, 2 anos de formados e experiência clínica

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE PEDRO II

PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE PEDRO II PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE PEDRO II CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO (LATO SENSU) LINGUAGEM E NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO CREDENCIADA PELA PORTARIA MEC Nº 1.096, DE 29/05/06 (Resolução CNE/CES nº 01/2007)

Leia mais

Considerando a necessidade de acompanhar, orientar e preparar melhor os acadêmicos no

Considerando a necessidade de acompanhar, orientar e preparar melhor os acadêmicos no FAPAC - Faculdade Presidente Antônio Carlos. ITPAC-INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS PORTO LTDA. Rua 02 Qd. 07 - Jardim dos Ypês Porto Nacional TO CEP 77.500-000 Fone: (63) 3363 9600 - CNPJ

Leia mais

CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO (LATO SENSU) MODALIDADE PRESENCIAL

CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO (LATO SENSU) MODALIDADE PRESENCIAL CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO (LATO SENSU) MODALIDADE PRESENCIAL 1. CURSOS E VAGAS OFERECIDAS CURSO PSICOLOGIA, SAÚDE E EDUCAÇÃO Assistência Especializada ao Paciente Internado em Unidade de Terapia Intensiva

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA CLÍNICA Unidade Dias e Horários

Leia mais

EDITAL PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ALUNOS A PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM MEDICINA FETAL

EDITAL PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ALUNOS A PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM MEDICINA FETAL EDITAL PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ALUNOS A PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM MEDICINA FETAL 2014 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. CARACTERÍSTICAS GERAIS DO CURSO... 3 3. PRÉ-REQUISITOS... 4 4. INSCRIÇÃO... 4 5.

Leia mais

SOCIEDADE CULTURAL E EDUCACIONAL DE ITAPEVA - ACITA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA - FAIT

SOCIEDADE CULTURAL E EDUCACIONAL DE ITAPEVA - ACITA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA - FAIT REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA DA FAIT ATUALIZADO EM 22 DE MAIO DE 2013. PARA VIGÊNCIA A PARTIR DE 2013 2º SEMESTRE Itapeva- SP 1 ANO DE 2013 - REGULAMENTO

Leia mais

Homologa adequações no Regulamento do Programa de pós-graduação lato sensu. DA FINALIDADE E OBJETIVOS

Homologa adequações no Regulamento do Programa de pós-graduação lato sensu. DA FINALIDADE E OBJETIVOS Resolução do CS nº 11/2013 Aparecida de Goiânia, 29 de janeiro de 2013. Homologa adequações no Regulamento do Programa de pós-graduação lato sensu. O Presidente Conselho Superior, no uso de suas atribuições,

Leia mais

REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR VALE DO IGUAÇU DO COLEGIADO DE CURSO

REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR VALE DO IGUAÇU DO COLEGIADO DE CURSO REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR VALE DO IGUAÇU DO COLEGIADO DE CURSO Art. 1º O colegiado de curso é órgão consultivo da Coordenação de Curso, destinado a subsidiar a

Leia mais

EDITAL SELEÇÃO DE ESTÁGIO DE DOCÊNCIA PARA ALUNOS DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA FACULDADE ASCES CIÊNCIAS HUMANAS, SOCIAIS APLICADAS E ENGENHARIAS

EDITAL SELEÇÃO DE ESTÁGIO DE DOCÊNCIA PARA ALUNOS DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA FACULDADE ASCES CIÊNCIAS HUMANAS, SOCIAIS APLICADAS E ENGENHARIAS EDITAL SELEÇÃO DE ESTÁGIO DE DOCÊNCIA PARA ALUNOS DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA FACULDADE ASCES CIÊNCIAS HUMANAS, SOCIAIS APLICADAS E ENGENHARIAS O Diretor da Faculdade Asces, no uso de suas atribuições

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ESCOLA DE FARMÁCIA E ODONTOLOGIA DE ALFENAS CENTRO UNIVERSITÁRIO FEDERAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ESCOLA DE FARMÁCIA E ODONTOLOGIA DE ALFENAS CENTRO UNIVERSITÁRIO FEDERAL REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO DE INTERESSE CURRICULAR DO CURSO DE QUÍMICA DA Efoa/Ceufe Resolução Nº 007/2005 pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) O presente regulamento foi elaborado tendo

Leia mais

Nome do Programa Programa de Complementação Especializada em Arritmologia Clínica

Nome do Programa Programa de Complementação Especializada em Arritmologia Clínica COMISSÃO DE CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA CCEX Av. Dr. Arnaldo, 455 1º andar sala 1301 FORMULÁRIO DE PROGRAMA DE COMPLEMENTAÇÃO ESPECIALIZADA Nome do Programa Programa de Complementação Especializada

Leia mais

PROGRAMA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO - FACHASUL 1 - DEFINIÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS

PROGRAMA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO - FACHASUL 1 - DEFINIÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS PROGRAMA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO - FACHASUL 1 - DEFINIÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS O Programa de Atividades Complementares para o Curso de Administração

Leia mais

Regulamento da Pós-Graduação Lato Sensu

Regulamento da Pós-Graduação Lato Sensu Regulamento da Pós-Graduação Lato Sensu CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Os cursos de pós-graduação lato sensu da FACULDADE UNIDA são regidos pela Resolução n. º 01, de 8 de junho de 2007,

Leia mais

EDITAL Nº 01/2013 UGF-SETI/PROEC/UNICENTRO

EDITAL Nº 01/2013 UGF-SETI/PROEC/UNICENTRO EDITAL Nº 01/2013 UGF-SETI/PROEC/UNICENTRO ABERTURA DE SELEÇÃO DE BOLSISTAS PARA O PROJETO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA ESTRATÉGIAS PARA O MANEJO FLORESTAL SUSTENTÁVEL EM PEQUENAS PROPRIEDADES RURAIS NO CENTRO-SUL

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 3 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 8 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM ACONSELHAMENTO GENÉTICO

Leia mais

Precisamos. Edital Nº 01/2015. Curso de Especialização em Saúde Pública - Gestão. de Sistemas e Ações de Saúde

Precisamos. Edital Nº 01/2015. Curso de Especialização em Saúde Pública - Gestão. de Sistemas e Ações de Saúde Precisamos Edital Nº 01/2015 Curso de Especialização em Saúde Pública - Gestão de Sistemas e Ações de Saúde A coordenadora do Curso de Pós- Graduação Lato Sensu em Saúde Pública - Gestão de Sistemas e

Leia mais

FACULDADE RADIAL SÃO PAULO - FARSP CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO

FACULDADE RADIAL SÃO PAULO - FARSP CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO FACULDADE RADIAL SÃO PAULO - FARSP CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO 1 SUMÁRIO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS...3 DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES...3 DA COORDENAÇÃO DAS

Leia mais

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2 NÚMERO DE VAGAS: 25 (Vinte e Cinco) Vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS 01 de Novembro de 2013 CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA A Fundação Visconde

Leia mais

EDITAL Nº 82 de 23 de DEZEMBRO de 2015, publicado no Diário Oficial da União nº 248 de 29 de DEZEMBRO de 2015

EDITAL Nº 82 de 23 de DEZEMBRO de 2015, publicado no Diário Oficial da União nº 248 de 29 de DEZEMBRO de 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIRURGIA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR EDITAL Nº 82 de 23 de DEZEMBRO de 2015,

Leia mais

Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais Diretor Geral: Damião Mendonça Vieira

Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais Diretor Geral: Damião Mendonça Vieira Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais Diretor Geral: Damião Mendonça Vieira CREDENCIAMENTO DE DOCENTE ESP-MG Nº 066/2013 CURSO TÉCNICO DE ENFERMAGEM COMPLEMENTAÇÃO Objetivo do Curso: Complementação

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM TERAPIA INTENSIVA ADULTO Unidade Dias

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ATIVIDADE FÍSICA PARA PREVENÇÃO, TRATAMENTO

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Em conformidade com a Resolução CNE/CES n 1, de 08 de Junho de 2007 e o Regimento da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Aprovado pelo Parecer CONSEPE

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO TÓRAX

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO TÓRAX PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO TÓRAX 1. Nome do Curso e Área de Conhecimento: Curso de Especialização em Diagnóstico por Imagem do Tórax 4.01.00.00-6

Leia mais

Residência Médica. Equivalência da Residência Médica com Curso de Especialização e Título de Especialista

Residência Médica. Equivalência da Residência Médica com Curso de Especialização e Título de Especialista Residência Médica A Residência Médica foi instituída no Brasil pela Lei nº. 6.932 de 07 de julho de 1981 e regulamentada pelo Decreto nº. 80.281, de 05 de setembro de 1977. Equivalência da Residência Médica

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENFERMAGEM COMISSÃO DE CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENFERMAGEM COMISSÃO DE CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Norma para realização dos Cursos de Extensão Universitária (Especialização, Aperfeiçoamento, Atualização e Difusão) no âmbito da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo - EEUSP (Aprovada na 348ª

Leia mais

REGULAMENTO DO INTERNATO DO CURSO DE MEDICINA DA UFCSPA CAPÍTULO I DA NATUREZA DOS OBJETIVOS

REGULAMENTO DO INTERNATO DO CURSO DE MEDICINA DA UFCSPA CAPÍTULO I DA NATUREZA DOS OBJETIVOS REGULAMENTO DO INTERNATO DO CURSO DE MEDICINA DA UFCSPA CAPÍTULO I DA NATUREZA DOS OBJETIVOS Art. 1º. A formação dos alunos do Curso de Medicina da UFCSPA incluirá como etapa integrante da graduação, estágio

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE MEDICINA CLÍNICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE MEDICINA CLÍNICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE MEDICINA CLÍNICA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 05, de 11 de fevereiro

Leia mais

REGULAMENTO GERAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO LICENCIATURA

REGULAMENTO GERAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO LICENCIATURA REGULAMENTO GERAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO LICENCIATURA APRESENTAÇÃO 1. CARGA HORÁRIA DE ESTÁGIO 2. A COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS 2.1. SUPERVISÃO GERAL DE ESTÁGIOS 2.2. COORDENADORES DE CURSO 2.3. PROFESSORES

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU A Portaria MEC nº 328 de 1º de Fevereiro de 2005, instituiu o Cadastro de Pós- Graduação Lato Sensu a ser administrado pelo INEP. Assim, o cadastro

Leia mais