Uma nova pandemia de gripe? Quais são as evidências?

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Uma nova pandemia de gripe? Quais são as evidências?"

Transcrição

1 Uma nova pandemia de gripe? Quais são as evidências? Cláudia Codeço Programa de Computação Científica FIOCRUZ-RJ Março 2006

2 Estrutura O contexto do problema As evidências científicas As previsões

3 O vírus Hemaglutinina controla ligação do vírus e entrada na célula Neuraminidase controla liberação dos vírus formados na célula

4 aviária e gripe humana aviária pandêmica H1... H15 N1... N9 sazonal H3N2 H1N1

5 A doença: - aviária - sazonal (comum) - pandêmica - espanhola (1918) Asiática (1957) Hong Kong (1968) Russa (1977)

6 Influenza no século XX Reservatório animal (aves)?? H1N Espanhola 40 H2N2 H3N Asiática HongKong 2000

7 Influenza no século XX Reservatório animal (aves)? H5N1??? H1N Espanhola 40 H2N2 H3N Asiática HongKong 1% mortalidade 2000

8 Passos para uma pandemia: A emergência de um novo subtipo viral para o qual humanos tenham pouca imunidade Vírus capaz de infectar e causar doença grave em humanos Vírus deve ser facilmente transmissível entre humanos

9 Passos para uma pandemia: A emergência de um novo subtipo viral para o qual humanos tenham pouca imunidade H5N1?

10 Influenza A H5N1? aviária aviária é reconhecida desde Várias pandemias de gripe aviária já ocorreram, nunca tão virulentas Mas vírus aviários sempre existiram...

11 Pandemia de Aviária

12 Passos para uma pandemia: A emergência de um novo subtipo viral para o qual humanos tenham pouca imunidade: o H5N1 é um candidato... mas ainda é um vírus aviário, como tantos outros... Terá potencial pandêmico? Com certeza para as galinhas. E para nós?

13 Passos para uma pandemia: A emergência de um novo subtipo viral para o qual humanos tenham pouca imunidade Vírus capaz de infectar e causar doença grave em humanos Vírus deve ser facilmente transmissível entre humanos

14 Casos humanos de infecção por AH5N1 (186 casos, 105 óbitos) Casos de Aviária (até março 2006) Vietnam Azerbaijão Cambodia China Indonesia Iraque Tailandia Turquia Vietnam Tailandia Indonésia

15 Infecção de humanos por gripe aviária muito raro Geralmente na forma de conjuntivite H5N1 causando pneumonia viral, quase sempre letal... Vírus com potencial pandêmico?

16 Panzootia de gripe aviária com impacto em humanos

17 Atuais fatores de risco (?) Ambiente rural Contato com fezes/sangue de galinhas e outras aves domésticas Consumo de animais contaminados mal preparados Idade abaixo de 20 anos Laços familiares com infectado Não se mostraram fatores de risco (até agora) Profissional de saúde Controle de zoonose

18 Outros potenciais vírus pandêmicos? Em 1999, infecções por H9N2 foram identificadas em Hong Kong; Em 2003, infecções por H7N7 ocorreram na Holanda; Em 2004, infecções por H7N3 ocorreram no Canadá.

19 Passos para uma pandemia: A emergência de um novo subtipo viral para o qual humanos tenham pouca imunidade Vírus capaz de infectar e causar doença grave em humanos Vírus deve ser facilmente transmissível entre humanos

20 Evolução do vírus influenza espanhola? Hong Kong? Asiática?

21 Por que não aconteceu ainda?

22 Barreiras ecológicas Temperatura Grandes diferenças nas células epiteliais de aves e humanos

23 O que está acontecendo... Ficando mais patogênico para galinhas Maior tempo de sobrevida no ambiente Infectando outros mamíferos (gatos e tigres) Será sinal de evolução em direção ao vírus epidêmico que tanto temos medo????

24 Conclusões atuais Não existe evidência científica que indique a emergência de um vírus pandêmico no curto prazo A longo prazo, é esperado que haja novas pandemias de influenza, de virulência variável Não existe evidência científica que o H5N1 seja o novo vírus pandêmico Também não existe evidência contrária Há consenso de que o monitoramento do vírus é fundamental o cenário epidemiológico pode mudar de uma hora para outra Alerta sem alarme! O que fazer?

INFLUENZA. Cinthya L Cavazzana Médica Infectologista COVISA/CCD

INFLUENZA. Cinthya L Cavazzana Médica Infectologista COVISA/CCD INFLUENZA Cinthya L Cavazzana Médica Infectologista COVISA/CCD GRIPE x RESFRIADO Resfriado: é uma doença do trato respiratório superior. É geralmente causada por um vírus, mais freqüentemente um rhinovirus

Leia mais

Pandemia Influenza. Márcia Regina Pacóla. GVE XVII Campinas SES - SP. http://www.cdc.gov/h1n1flu/images.htm

Pandemia Influenza. Márcia Regina Pacóla. GVE XVII Campinas SES - SP. http://www.cdc.gov/h1n1flu/images.htm Pandemia Influenza 1918 2009 http://www.cdc.gov/h1n1flu/images.htm Márcia Regina Pacóla GVE XVII Campinas SES - SP Pandemias: século XX H1N1 H2N2 PB1 HA NA H3N? PB1 HA PB2, PA NP, M, NS PB2, PA NP, NA,

Leia mais

A genética do vírus da gripe

A genética do vírus da gripe A genética do vírus da gripe Para uma melhor compreensão das futuras pandemias é necessário entender sobre as pandemias passadas e os fatores que contribuem para a virulência, bem como estabelecer um compromisso

Leia mais

Orientações para a prevenção de transmissão da influenza nas escolas de Belo Horizonte. Secretaria Municipal de Saúde Belo Horizonte.

Orientações para a prevenção de transmissão da influenza nas escolas de Belo Horizonte. Secretaria Municipal de Saúde Belo Horizonte. Orientações para a prevenção de transmissão da influenza nas escolas de Belo Horizonte Secretaria Municipal de Saúde Belo Horizonte Agosto 2009 O vírus da influenza Os vírus influenza são subdivididos

Leia mais

Organização Mundial da Saúde

Organização Mundial da Saúde Organização Mundial da Saúde Questões frequentemente postas sobre a Gripe Aviária (tradução informal da responsabilidade da DGS a partir do documento original em inglês) O que é a gripe aviária? Quais

Leia mais

Influenza A (H5N1) Situação epidemiológica atual no mundo e desafios à sua vigilância, prevenção e controle no Brasil

Influenza A (H5N1) Situação epidemiológica atual no mundo e desafios à sua vigilância, prevenção e controle no Brasil Influenza A (H5N1) Situação epidemiológica atual no mundo e desafios à sua vigilância, prevenção e controle no Brasil Dr.José Ricardo Pio Marins Coordenação Geral de Doenças Transmissíveis Secretaria de

Leia mais

Curso internacional sobre saúde, desastres e desenvolvimento. Preparação para pandemia de Influenza

Curso internacional sobre saúde, desastres e desenvolvimento. Preparação para pandemia de Influenza Curso internacional sobre saúde, desastres e desenvolvimento Preparação para pandemia de Influenza Eduardo Hage Carmo Instituto de Saúde Coletiva Universidade Federal da Bahia Plano de preparação para

Leia mais

A Gripe A ALGUMAS NOTAS HISTÓRICAS SOBRE A GRÍPE. Data de 1580, a primeira descrição completa de uma pandemia gripal.

A Gripe A ALGUMAS NOTAS HISTÓRICAS SOBRE A GRÍPE. Data de 1580, a primeira descrição completa de uma pandemia gripal. A Gripe A ALGUMAS NOTAS HISTÓRICAS SOBRE A GRÍPE Data de 1580, a primeira descrição completa de uma pandemia gripal. Desde esta altura que correram mundo, mais de trinta pandemias, causadas por diversos

Leia mais

Vigilância da Influenza no Brasil

Vigilância da Influenza no Brasil Vigilância da Influenza no Brasil GT - Influenza Coordenação de Vigilância de Doenças de Transmissão Respiratória e Imunopreveníveis SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE MINISTÉRIO DA SAÚDE Fonte: MS/SVS/DEVEP/CGDT/COVER

Leia mais

Gripe. Responsável por elevada morbilidade e aumento da mortalidade

Gripe. Responsável por elevada morbilidade e aumento da mortalidade Da Gripe Sazonal à Gripe Pandémica Gripe Doença a respiratória ria aguda transmissível Carácter epidémico Responsável por elevada morbilidade e aumento da mortalidade O Vírus V da Gripe 3 tipos: A, B,

Leia mais

Direcção Geral da Saúde Grupo Operativo da Estrutura da Gripe

Direcção Geral da Saúde Grupo Operativo da Estrutura da Gripe Da Gripe Sazonal à Gripe Pandémica A Gripe Doença a respiratória ria aguda de fácil f disseminação Carácter epidémico por vezes explosivo Responsável por elevada morbilidade e aumento da mortalidade O

Leia mais

Mecanismos de Emergência de Patógenos. Rafael Brandão Varella Prof. Adjunto de Virologia Departamento de Microbiologia e Parasitologia UFF

Mecanismos de Emergência de Patógenos. Rafael Brandão Varella Prof. Adjunto de Virologia Departamento de Microbiologia e Parasitologia UFF Mecanismos de Emergência de Patógenos Rafael Brandão Varella Prof. Adjunto de Virologia Departamento de Microbiologia e Parasitologia UFF Conceitos do emergência e reemergência de patógenos; tipos, origens

Leia mais

Traduzido por: Edson Alves de Moura Filho e-mail: edson.moura@saude.gov.br

Traduzido por: Edson Alves de Moura Filho e-mail: edson.moura@saude.gov.br A Doença Do Boletim Epidemiológico, Vol 22, nº 3, setembro de 2001 Influenza: Aspectos Epidemiológicos Básicos para o Desenvolvimento de Vacinas A influenza (a flu ) é uma dos mais notórios achaques (doença

Leia mais

GRIPE DAS AVES. Informação e Recomendações. Elaborado por: Castro Correia Director Clínico. 14 de Setembro de 2005

GRIPE DAS AVES. Informação e Recomendações. Elaborado por: Castro Correia Director Clínico. 14 de Setembro de 2005 GRIPE DAS AVES Informação e Recomendações Elaborado por: Castro Correia Director Clínico 14 de Setembro de 2005 Escritórios: Rua da Garagem, 1, 4º Piso / 2790-078 CARNAXIDE Sede Social: Avenida do Forte,

Leia mais

Gripe Suína ou Influenza A (H1N1)

Gripe Suína ou Influenza A (H1N1) Gripe Suína ou Influenza A (H1N1) Perguntas e respostas 1. O que é Gripe Suína ou Influenza A (H1N1)? 2. A gripe causada pelo Influenza A (H1N1) é contagiosa? 3. Quem pode adoecer pela nova gripe causada

Leia mais

Perguntas e Respostas sobre o vírus A(H7N9)* Questions and answers about the vírus A(H7N9)

Perguntas e Respostas sobre o vírus A(H7N9)* Questions and answers about the vírus A(H7N9) Republicação de Artigo * Questions and answers about the vírus A(H7N9) Centers for Disease Control and Prevention Uma nova cepa do vírus da influenza aviária foi descoberta em aves e pessoas na China.

Leia mais

Gripe A (H1N1) de origem suína

Gripe A (H1N1) de origem suína Gripe A (H1N1) de origem suína A gripe é caracterizada como uma doença infecciosa com alto potencial de contagio causado pelo vírus Influenza. Este vírus apresenta três tipos, sendo eles o A, B e C. Observam-se

Leia mais

A maioria dos vírus mede entre 15 e 300 nanometros (nm);

A maioria dos vírus mede entre 15 e 300 nanometros (nm); Vírus são as menores entidades biológicas conhecidas; A maioria dos vírus mede entre 15 e 300 nanometros (nm); Um dos maiores vírus conhecidos, que causa a varíola humana, tem cerca 300 nm (0,3 µm), e

Leia mais

1. Aspectos Epidemiológicos

1. Aspectos Epidemiológicos 1. AspectosEpidemiológicos A influenza é uma infecção viral que afeta principalmente o nariz, a garganta, os brônquiose,ocasionalmente,ospulmões.sãoconhecidostrêstiposdevírusdainfluenza:a,b e C. Esses

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA GRIPE. Francisco George

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA GRIPE. Francisco George INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA GRIPE Francisco George A gripe é uma doença aguda, isto é, de início súbito, provocado por um vírus que afecta, sobretudo, o tracto respiratório. O quadro clínico caracteriza-se

Leia mais

VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO

VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO Perguntas frequentes sobre a gripe sazonal O que é a gripe? É uma doença infecciosa aguda das vias respiratórias, causada pelo vírus da gripe. Em

Leia mais

Faculdade de Farmácia Helena Rebelo de Andrade

Faculdade de Farmácia Helena Rebelo de Andrade a ia c á do a r M PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS rm a F e d c a F s; a ic t êu c a m r a F s ia c ên i C em eg t n I o d a r t es v i n U L e d o b s i Família Coronavidae Género Alphacoronavirus Mamíferos

Leia mais

ÍNDICE - 01/03/2006 Folha de S.Paulo... 2 Coluna...2 O Globo... 3 Ciência...3 O Estado de S.Paulo... 4 Vida...4

ÍNDICE - 01/03/2006 Folha de S.Paulo... 2 Coluna...2 O Globo... 3 Ciência...3 O Estado de S.Paulo... 4 Vida...4 ÍNDICE - Folha de S.Paulo...2 Coluna...2 IGOR GIELOW...2 O Brasil e a gripe...2 O Globo...3 Ciência...3 Gato morre de gripe das aves na Alemanha...3 O Estado de S.Paulo...4 Vida...4 Gripe aviária mata

Leia mais

Multicausalidade das doenças Conceitos básicos

Multicausalidade das doenças Conceitos básicos Biologia 1ª série Multicausalidade das doenças Conceitos básicos Profª Reisila Mendes Saúde é o estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença. Homeostase Equilíbrio

Leia mais

Principais Sintomas. Medidas de Prevenção

Principais Sintomas. Medidas de Prevenção A gripe é uma doença causada pelo vírus da Influenza, que ocorre predominantemente nos meses mais frios do ano. Esse vírus apresenta diferentes subtipos que produzem a chamada gripe ou influenza sazonal.

Leia mais

P la n o E s t a d u a l p a r a. E n fr e n t a m e n t o d a P a n d e m ia

P la n o E s t a d u a l p a r a. E n fr e n t a m e n t o d a P a n d e m ia E s t a d o d o R io G r a n d e d o S u l S e c r e t a r ia d e E s t a d o d a S a ú d e P la n o E s t a d u a l p a r a E n fr e n t a m e n t o d a P a n d e m ia d e In flu e n z a S e te m b ro

Leia mais

Ocorrências de casos humanos de influenza suína no México e EUA Informe do dia 26.04.09, às 13h

Ocorrências de casos humanos de influenza suína no México e EUA Informe do dia 26.04.09, às 13h Ministério da Saúde Gabinete Permanente de Emergências em Saúde Pública ALERTA DE EMERGÊNCIA DE SAÚDE PÚBLICA DE IMPORTÂNCIA INTERNACIONAL Ocorrências de casos humanos de influenza suína no México e EUA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BATURITÉ DECISÃO DOS RECURSOS CONTRA GABARITO PRELIMINAR I DOS RECURSOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE BATURITÉ DECISÃO DOS RECURSOS CONTRA GABARITO PRELIMINAR I DOS RECURSOS PREFEITURA MUNICIPAL DE BATURITÉ DECISÃO DOS RECURSOS CONTRA GABARITO PRELIMINAR I DOS RECURSOS Trata-se de recursos interpostos pelos candidatos infra relacionados, concorrentes ao cargo MÉDICO PLANTONISTA

Leia mais

CARACTERÍSTCAS DOS ATENDIMENTOS AOS PACIENTES COM GRIPE H1N1 EM UM SERVIÇO DE REFERÊNCIA

CARACTERÍSTCAS DOS ATENDIMENTOS AOS PACIENTES COM GRIPE H1N1 EM UM SERVIÇO DE REFERÊNCIA 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 CARACTERÍSTCAS DOS ATENDIMENTOS AOS PACIENTES COM GRIPE H1N1 EM UM SERVIÇO DE REFERÊNCIA Regina Lúcia Dalla Torre Silva 1 ; Marcia helena Freire Orlandi

Leia mais

Aprovado em reunião de Disciplina de Moléstias Infecciosas em 04.05.2009.

Aprovado em reunião de Disciplina de Moléstias Infecciosas em 04.05.2009. Plano interino de preparação do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (Unesp) para atendimento a pacientes com Influenza A suína (H1N1). Carlos Magno Castelo Branco Fortaleza Professor

Leia mais

Pneumonia: O Papel dos Vírus Filipe Froes Hospital de Pulido Valente Centro Hospitalar Lisboa Norte 25-03-2010

Pneumonia: O Papel dos Vírus Filipe Froes Hospital de Pulido Valente Centro Hospitalar Lisboa Norte 25-03-2010 Pneumonia: O Papel dos Vírus Filipe Froes Hospital de Pulido Valente Centro Hospitalar Lisboa Norte 25-03-2010 Conflitos de Interesse: Científicos: Comunicação pessoal Financeiros: Sem conflitos de interesses

Leia mais

Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde ISSN: 1415-6938 editora@uniderp.br Universidade Anhanguera Brasil

Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde ISSN: 1415-6938 editora@uniderp.br Universidade Anhanguera Brasil Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde ISSN: 1415-6938 editora@uniderp.br Universidade Anhanguera Brasil Leite, Cleber Aparecido; Alves Leitão, Aurileide; Alves Leite, Aurilucia INFLUENZA

Leia mais

Ministério da Saúde esclarece as principais dúvidas sobre a doença e apresenta recomendações para viajantes internacionais.

Ministério da Saúde esclarece as principais dúvidas sobre a doença e apresenta recomendações para viajantes internacionais. Ministério da Saúde esclarece as principais dúvidas sobre a doença e apresenta recomendações para viajantes internacionais. Fonte: Agência Fiocruz 1. Há casos de influenza A (H1N1) no Brasil? Não. Até

Leia mais

Informe Técnico sobre o vírus Influenza A (H7N9)

Informe Técnico sobre o vírus Influenza A (H7N9) Informe Técnico sobre o vírus Influenza A (H7N9) SOBRE O VÍRUS INFLUENZA A (H7N9) O vírus influenza A (H7N9) é um subtipo de vírus influenza A de origem aviária. Esse subtipo viral A (H7N9) não havia sido

Leia mais

HOSPITAL DE CLÍNICAS UFPR

HOSPITAL DE CLÍNICAS UFPR HOSPITAL DE CLÍNICAS UFPR HC UFPR COMITÊ DE INFLUENZA SUÍNA 27 de abril DIREÇÃO DE ASSISTÊNCIA SERVIÇO DE EPIDEMIOLOGIA INFECTOLOGIA CLÍNICA - ADULTO E PEDIÁTRICA SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR

Leia mais

Plano Estadual de Enfrentamento da

Plano Estadual de Enfrentamento da Plano Estadual de Enfrentamento da Ameaça da Influenza A (H1n1) Plano Estadual de Enfrentamento da Ameaça da Influenza A (H1N1) ORGANIZADORES Marco Antônio Bragança de Matos, médico, superintendente de

Leia mais

Imagem de microscópio electrónico do vírus da gripe A(H1N1)

Imagem de microscópio electrónico do vírus da gripe A(H1N1) GRIPE H1N1 A gripe suína é endémica em porcos Imagem de microscópio electrónico do vírus da gripe A(H1N1) Dos três tipos de vírus influenza conhecidos (A, B e C) o tipo A é o mais prevalente e está associado

Leia mais

Influenza A (H1N1): Perguntas e Respostas

Influenza A (H1N1): Perguntas e Respostas Influenza A (H1N1): Perguntas e Respostas Para entender a influenza: perguntas e respostas A comunicação tem espaço fundamental na luta contra qualquer doença. Um exemplo é o caso do enfrentamento da influenza

Leia mais

GRIPE AVIÁRIA: UMA EMERGÊNCIA EM SAÚDE PÚBLICA

GRIPE AVIÁRIA: UMA EMERGÊNCIA EM SAÚDE PÚBLICA GRIPE AVIÁRIA: UMA EMERGÊNCIA EM SAÚDE PÚBLICA Prof. Dr. Francisco de Assis Penteado Mazetto, Coordenador da Área de Políticas Públicas em Saúde e Defesa Nacional do Centro de Pesquisas Estratégicas Paulino

Leia mais

VÍRUS. DISCIPLINA: BIOLOGIA http://danutaw.webnode.com.br

VÍRUS. DISCIPLINA: BIOLOGIA http://danutaw.webnode.com.br VÍRUS DISCIPLINA: BIOLOGIA 1. CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS VÍRUS - 20 a 300 nm; Micrômetro Nanômetro UNIDADE REPRESENTAÇÃO / VALOR 1 μm = 0,001 milímetro 1 nm = 0,001 micrômetro - Ácido nucléico + proteína

Leia mais

VIROSES RESPIRATÓRIAS FACILIDADE DE TRANSMISSÃO

VIROSES RESPIRATÓRIAS FACILIDADE DE TRANSMISSÃO VIROSES RESPIRATÓRIAS FACILIDADE DE TRANSMISSÃO Causadas por inúmeros vírus Picornavírus: Rinovírus Enterovírus Coronavírus: Ortomixovírus: Vírus Influenza Adenovírus: Paramixovírus: Vírus Parainfluenza

Leia mais

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que podem ocorrer de 250 mil a 500 mil mortes anuais em decorrência da influenza sazonal.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que podem ocorrer de 250 mil a 500 mil mortes anuais em decorrência da influenza sazonal. TEXTO EDUCATIVO QUE ACOMPANHA OS APLICATIVOS NA INTERNET E EM CD-ROM SOBRE A INFLUENZA HUMANA E A INFLUENZA AVIÁRIA - PRODUZIDO COMO PARTE DAS AÇÕES DE PREVENÇÃO CONTRA A PROPAGAÇÃO DA INFLUENZA PANDÊMICA

Leia mais

www.drapriscilaalves.com.br [GRIPE (INFLUENZA A) SUÍNA]

www.drapriscilaalves.com.br [GRIPE (INFLUENZA A) SUÍNA] [GRIPE (INFLUENZA A) SUÍNA] 2 Gripe (Influenza A) Suína Situação epidemiológica da nova influenza A (H1N1) no Brasil I ÓBITOS, CASOS GRAVES E FATORES DE RISCO Entre 25 de abril e 8 de agosto, foram informados

Leia mais

GRIPE AVIÁRIA - ALERTA E RESPONSABILIDADE (Influenza H5N1)¹. Goiânia, 2007/1

GRIPE AVIÁRIA - ALERTA E RESPONSABILIDADE (Influenza H5N1)¹. Goiânia, 2007/1 GRIPE AVIÁRIA - ALERTA E RESPONSABILIDADE (Influenza H5N1)¹ Goiânia, 2007/1 Michel Carvalho Franco² Dr.Antonio Pasqualetto³ RESUMO Os recentes casos de infecção pelo vírus influenza A aviária (H5N1), em

Leia mais

Para a obtenção de informações complementares, poderá ainda consultar os seguintes links da Direcção Geral de Saúde: A AICOPA LINHA DE SAÚDE AÇORES

Para a obtenção de informações complementares, poderá ainda consultar os seguintes links da Direcção Geral de Saúde: A AICOPA LINHA DE SAÚDE AÇORES Diversos Circular n.º 72/2009 15 de Julho de 2009 Assunto: Gripe A (H1N1) Algumas considerações importantes. Caro Associado: Considerando a nova estirpe de vírus da Gripe A (H1N1), e perante o seu risco

Leia mais

Eventos de Relevância em Saúde Pública no Mundo

Eventos de Relevância em Saúde Pública no Mundo Prefeitura do Município de São Paulo Secretaria Municipal da Saúde Coordenação de Vigilância em Saúde - COVISA Gerência de Vigilância em Saúde Ambiental - GVISAM 10 de Março de 2015 Eventos de Relevância

Leia mais

Gripe pandémica. Factos que deve conhecer acerca da gripe pandémica

Gripe pandémica. Factos que deve conhecer acerca da gripe pandémica Gripe pandémica Factos que deve conhecer acerca da gripe pandémica De que trata esta brochura? Esta brochura apresenta informações acerca da gripe pandémica. Dá resposta a 10 perguntas importantes acerca

Leia mais

Gripe A. Plano de Contingência da ThyssenKrupp Elevadores. ThyssenKrupp Elevadores. GRIPE A Plano de Contingência

Gripe A. Plano de Contingência da ThyssenKrupp Elevadores. ThyssenKrupp Elevadores. GRIPE A Plano de Contingência GRIPE A - 1 Gripe A Plano de Contingência da Adaptado de: Pandemic contingency planning at ThyssenKrupp Elevator Dr. Jörg Arnold, Saúde & Segurança Dortmund, 30 de Junho de 2009 GRIPE A - 2 Contextualização

Leia mais

GRIPE sempre deve ser combatida

GRIPE sempre deve ser combatida GRIPE sempre deve ser combatida Aviária Estacional H1N1 SAZONAL suína GRIPE = INFLUENZA Que é a INFLUENZA SAZONAL? É uma doença própria do ser humano e se apresenta principalmente durante os meses de inverno

Leia mais

INFLUENZA (gripe) CID 10: J10 a J11

INFLUENZA (gripe) CID 10: J10 a J11 INFLUENZA (gripe) CID 10: J10 a J11 Características clínicas e epidemiológicas Descrição A influenza ou gripe é uma infecção viral aguda do sistema respiratório que tem distribuição global e elevada transmissibilidade.

Leia mais

Gripe aviária: uma doença devastadora

Gripe aviária: uma doença devastadora Gripe aviária: uma doença devastadora Entrevistado Francisco Ivanildo de Oliveira Júnior Mestre em Infectologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Médico infectologista do Hospital

Leia mais

Encontro Nacional de Vigilância Sanitária sobre a Pandemia de Influenza

Encontro Nacional de Vigilância Sanitária sobre a Pandemia de Influenza Encontro Nacional de Vigilância Sanitária sobre a Pandemia de Influenza Juliana Bertoli Silva Especialista em Regulação e Vigilância Sanitária Unidade de Produtos Biológicos e Hemoterápicos UPBIH Gerência

Leia mais

Waldyr Pessanha Junior

Waldyr Pessanha Junior Waldyr Pessanha Junior AVALIAÇÃO DA CIRCULAÇÃO DOS VÍRUS INFLUENZA E DA DOENÇA DE NEWCASTLE EM POMBOS (Columba livia domestica) NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO PPGVS/INCQS FIOCRUZ 2006 AVALIAÇÃO DA CIRCULAÇÃO

Leia mais

BRUNO MACHADO THEVENARD. INFLUENZA AVIÁRIA: Revisão

BRUNO MACHADO THEVENARD. INFLUENZA AVIÁRIA: Revisão BRUNO MACHADO THEVENARD INFLUENZA AVIÁRIA: Revisão Vitória - ES 2008 BRUNO MACHADO THEVENARD INFLUENZA AVIÁRIA: Revisão Orientadora: Prof.ª Sueli Cristina de Almeida Ribeiro Trabalho apresentado para o

Leia mais

VIROLOGIA HUMANA. Professor: Bruno Aleixo Venturi

VIROLOGIA HUMANA. Professor: Bruno Aleixo Venturi VIROLOGIA HUMANA Professor: Bruno Aleixo Venturi O que são vírus? A palavra vírus tem origem latina e significa "veneno". Provavelmente esse nome foi dado devido às viroses, que são doenças causadas por

Leia mais

Informativo Empresarial Especial

Informativo Empresarial Especial Informativo Empresarial Especial Gripe Suína Plano de Contingência Empresarial A Gripe Influenza A H1N1 e o Transporte Rodoviário A gripe que ficou conhecida como gripe suína é causada por vírus que se

Leia mais

A Ameaça Vem do Aviário

A Ameaça Vem do Aviário A Ameaça Vem do Aviário O maior receio de um virologista concretizou-se com a actual epidemia de gripe aviária no Sudeste asiático. O agente - o subtipo H5N1 do vírus da gripe - reapareceu fortalecido,

Leia mais

Influenza A (H1N1) Aspectos Clínicos Dra. Dionne Rolim. Ceará, 2009

Influenza A (H1N1) Aspectos Clínicos Dra. Dionne Rolim. Ceará, 2009 Influenza A (H1N1) Aspectos Clínicos Dra. Dionne Rolim Ceará, 2009 Influenza Vírus - RNA Vírus A, B e C Família Orthomyxoviridae Fonte: Los Alamos National Laboratory Fonte: CDC Vírus Influenza Antígenos

Leia mais

2. Já foram diagnosticados casos de influenza aviária no Brasil?

2. Já foram diagnosticados casos de influenza aviária no Brasil? 1. O que é influenza aviária? A influenza aviária (IA) também conhecido como gripe aviária é uma doença altamente contagiosa, transmitida pelo vírus da influenza tipo A, que ocorre principalmente em aves

Leia mais

VIROSES. Prof. Edilson Soares www.profedilson.com

VIROSES. Prof. Edilson Soares www.profedilson.com VIROSES Prof. Edilson Soares www.profedilson.com CATAPORA OU VARICELA TRANSMISSÃO Saliva Objetos contaminados SINTOMAS Feridas no corpo PROFILAXIA Vacinação HERPES SIMPLES LABIAL TRANSMISSÃO Contato

Leia mais

Problemas na criação de rebanho e resíduos de matadouros. Sandra Cointreau Solid Waste Advisor The World Bank March 2006

Problemas na criação de rebanho e resíduos de matadouros. Sandra Cointreau Solid Waste Advisor The World Bank March 2006 Problemas na criação de rebanho e resíduos de matadouros Sandra Cointreau Solid Waste Advisor The World Bank March 2006 1 Demanda do consumidor para a produção de rebanhos A produção de rebanhos nos países

Leia mais

Cartilha da Influenza A (H1N1)

Cartilha da Influenza A (H1N1) Cartilha da Influenza A (H1N1) Agosto 2009 SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE SECRETARIA ADJUNTA DE ATENÇÃO INTEGRADA Á SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE Micarla de Sousa Prefeita da Cidade do Natal

Leia mais

Recomendações para instituições

Recomendações para instituições Recomendações para instituições Quando fazer a higiene das mãos A higiene das mãos deve ser feita com grande frequência em contexto de pandemia da gripe, com maior incidência nos seguintes casos: Após

Leia mais

EPIDEMIOLOGIA. CONCEITOS EPIDÊMICOS Professor Esp. André Luís Souza Stella

EPIDEMIOLOGIA. CONCEITOS EPIDÊMICOS Professor Esp. André Luís Souza Stella EPIDEMIOLOGIA CONCEITOS EPIDÊMICOS Professor Esp. André Luís Souza Stella CONCEITOS EPIDÊMICOS - ENDEMIA ENDEMIA: É uma doença localizada em um espaço limitado denominado faixa endêmica. Isso quer dizer

Leia mais

Gripe. (Aspectos Epidemiológicos. gicos) Prof. Doutor Saraiva da Cunha. Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra

Gripe. (Aspectos Epidemiológicos. gicos) Prof. Doutor Saraiva da Cunha. Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra Gripe (Aspectos Epidemiológicos gicos) Prof. Doutor Saraiva da Cunha Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra Gripe em humanos Gripe sazonal Gripe pelos vírus v de origem aviária Gripe pandémica

Leia mais

NOTA TÉCNICA N o 014/2012

NOTA TÉCNICA N o 014/2012 NOTA TÉCNICA N o 014/2012 Brasília, 28 de agosto de 2012. ÁREA: Área Técnica em Saúde TÍTULO: Alerta sobre o vírus H1N1 REFERÊNCIA(S): Protocolo de Vigilância Epidemiológica da Influenza Pandêmica (H1N1)

Leia mais

Assunto: Esclarecimentos sobre a vacina contra Influenza H1N1

Assunto: Esclarecimentos sobre a vacina contra Influenza H1N1 MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE Assunto: Esclarecimentos sobre a vacina contra Influenza H1N1 Em decorrência de boatos sobre a vacina contra Influenza H1N1 que circulam na internet,

Leia mais

Rede Pública ou Particular?

Rede Pública ou Particular? Vacinar seu filho na feito com carinho para você ganhar tempo! Rede Pública ou Particular? guia rápido das vacinas e principais diferenças Um guia de utilidade pública com as fichas de 10 vacinas para

Leia mais

Doenças Emergentes e o Controle de Infecção

Doenças Emergentes e o Controle de Infecção Doenças Emergentes e o Controle de Infecção Carlos Magno C. B. Fortaleza Diretor Técnico Centro de Vigilância Epidemiológica Secretaria de Estado da Saúde SP Professor Assistente Moléstias Infecciosas

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MUZAMBINHO Curso Técnico em Enfermagem

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MUZAMBINHO Curso Técnico em Enfermagem INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MUZAMBINHO Curso Técnico em Enfermagem JUNIEL PEREIRA BRITO A INFLUEZA A-H1N1 Debate e Prevenção MUZAMBINHO 2010 JUNIEL

Leia mais

O QUE PRECISAMOS DE SABER SOBRE A GRIPE DAS AVES

O QUE PRECISAMOS DE SABER SOBRE A GRIPE DAS AVES F ICHA T ÉCNICA S OBRE A G RIPE AVIÁRIA O QUE PRECISAMOS DE SABER SOBRE A GRIPE DAS AVES 1. O que é a gripe das aves? Como se propaga? A gripe das aves é basicamente uma doença das aves que vivem e se

Leia mais

Gripe por Influenza A H1N1 *

Gripe por Influenza A H1N1 * CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO São Paulo, maio de 2009. Gripe por Influenza A H1N1 * Informações básicas O que é Gripe por Influenza A H1N1? A gripe por Influenza A H1N1 (Suína) é uma doença

Leia mais

Serviço Veterinário Oficial A importância em Saúde Animal e Saúde Pública

Serviço Veterinário Oficial A importância em Saúde Animal e Saúde Pública Serviço Veterinário Oficial A importância em Saúde Animal e Saúde Pública Supervisão Regional de Pelotas - SEAPA Objetivos do Serviço Veterinário Oficial * Promoção da saúde animal * Prevenção, controle

Leia mais

ESCOLA DE GUERRA NAVAL C-PEM/2007

ESCOLA DE GUERRA NAVAL C-PEM/2007 ESCOLA DE GUERRA NAVAL C-PEM/2007 A PARTICIPAÇÃO DA MARINHA DO BRASIL NO PLANO GERAL DE PREPARAÇÃO PARA UMA PANDEMIA DE INFLUENZA EM PORTOS Rio de Janeiro 2007 CMG (Md) JOÃO EDUARDO PITANGA MATOS A PARTICIPAÇÃO

Leia mais

RAIVA. A raiva é um doença viral prevenível de mamíferos, que geralmente é transmitida através da mordida de uma animal infectado.

RAIVA. A raiva é um doença viral prevenível de mamíferos, que geralmente é transmitida através da mordida de uma animal infectado. RAIVA A raiva é um doença viral prevenível de mamíferos, que geralmente é transmitida através da mordida de uma animal infectado. RAIVA PRINCIPAIS VETORES - Furão (ferrets) - Raposas - Coiotes - Guaxinins

Leia mais

É uma doença respiratória aguda, causada pelo vírus A (H1N1).

É uma doença respiratória aguda, causada pelo vírus A (H1N1). INFLUENZA (GRIPE) SUÍNA INFLUENZA SUÍNA É uma doença respiratória aguda, causada pelo vírus A (H1N1). Assim como a gripe comum, a influenza suína é transmitida, principalmente, por meio de tosse, espirro

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA - ANVISA GERÊNCIA GERAL DE PORTOS, AEROPORTOS, FRONTEIRAS E RECINTOS ALFANDEGADOS - GGPAF INFLUENZA A (H1N1)

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA - ANVISA GERÊNCIA GERAL DE PORTOS, AEROPORTOS, FRONTEIRAS E RECINTOS ALFANDEGADOS - GGPAF INFLUENZA A (H1N1) AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA - ANVISA GERÊNCIA GERAL DE PORTOS, AEROPORTOS, FRONTEIRAS E RECINTOS ALFANDEGADOS - GGPAF INFLUENZA A (H1N1) Providências adotadas pelas autoridades brasileiras

Leia mais

PLANO DE PREPARAÇÃO BRASILEIRO PARA O ENFRENTAMENTO DE UMA PANDEMIA DE INFLUENZA

PLANO DE PREPARAÇÃO BRASILEIRO PARA O ENFRENTAMENTO DE UMA PANDEMIA DE INFLUENZA MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Vigilância em Saúde PLANO DE PREPARAÇÃO BRASILEIRO PARA O ENFRENTAMENTO DE UMA PANDEMIA DE INFLUENZA Série B. Textos Básicos de Saúde Brasília DF 2005 2005 Ministério

Leia mais

Podem ser portadores e formar uma rede de transmissão. Não, porque contêm químicos e está clorada.

Podem ser portadores e formar uma rede de transmissão. Não, porque contêm químicos e está clorada. Influenza A H1N1 /GRIPE SUÍNA PERGUNTAS E RESPOSTAS: PERGUNTA 1. Quanto tempo o vírus da gripe suína permanece vivo numa maçaneta ou superfície lisa? 2. O álcool em gel é útil para limpar as mãos? 3. Qual

Leia mais

Pandemia no ar: a cobertura da gripe AH1N1 no Jornal Nacional

Pandemia no ar: a cobertura da gripe AH1N1 no Jornal Nacional Pandemia no ar: a cobertura da gripe AH1N1 no Jornal Nacional Flavia Natércia da Silva Medeiros & Luisa Massarani Núcleo de Estudos da Divulgação Científica, Museu da Vida/Casa de Oswaldo Cruz/Fundação

Leia mais

Influenza A aviária (H5N1) - a gripe do frango Avian influenza A (H5N1) - the bird flu

Influenza A aviária (H5N1) - a gripe do frango Avian influenza A (H5N1) - the bird flu 436 Artigo de Revisão Influenza A aviária (H5N1) - a gripe do frango Avian influenza A (H5N1) - the bird flu CÁSSIO DA CUNHA IBIAPINA 1, GABRIELA ARAÚJO COSTA 2, ALESSANDRA COUTINHO FARIA 2 RESUMO Este

Leia mais

RESUMO. Palavras chave: Epidemiologia. Influenza. Biossegurança. Saúde.

RESUMO. Palavras chave: Epidemiologia. Influenza. Biossegurança. Saúde. ENFRENTAMENTO DA CRISE DA GRIPE H1N1 PELA SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE DE CURITIBA EM 2009 1 Elaine Grácia de Quadros Nascimento. Enfermeira CCAA, SMS/Curitiba-PR. e- mail: elainegqn08@yahoo.com.br ;

Leia mais

VÍRUS QUE AFETAM O TRATO RESPIRATÓRIO

VÍRUS QUE AFETAM O TRATO RESPIRATÓRIO Departamento de Microbiologia Disciplina de Virologia Básica VÍRUS QUE AFETAM O TRATO RESPIRATÓRIO Fabrício Souza Campos Mestrando do PPG em Microbiologia Agrícola e do Ambiente Adaptado Prof. Dr. Paulo

Leia mais

RENATA DESORDI LOBO. Fatores de risco para aquisição de influenza A (H1N1)pdm09. entre os profissionais de saúde

RENATA DESORDI LOBO. Fatores de risco para aquisição de influenza A (H1N1)pdm09. entre os profissionais de saúde RENATA DESORDI LOBO Fatores de risco para aquisição de influenza A (H1N1)pdm09 entre os profissionais de saúde Tese apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo para obtenção do título

Leia mais

Plano Brasileiro de Preparação para Enfrentamento de uma Pandemia de Influenza

Plano Brasileiro de Preparação para Enfrentamento de uma Pandemia de Influenza MINISTÉRIO DA SAÚDE Plano Brasileiro de Preparação para Enfrentamento de uma Pandemia de Influenza IV Versão Brasília / DF 2010 Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância

Leia mais

Plano Estratégico Nacional de Prevenção e de Luta contra a Gripe das Aves

Plano Estratégico Nacional de Prevenção e de Luta contra a Gripe das Aves República da Guiné-Bissau Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural Ministério da Saúde Pública Comité Nacional de Prevenção e de Luta contra a Gripe Aviária Plano Estratégico Nacional de Prevenção

Leia mais

Medidas de protecção individual contra a Gripe A(H1N1)

Medidas de protecção individual contra a Gripe A(H1N1) Medidas de protecção individual contra a Gripe A(H1N1) Evite o contacto próximo com pessoas com gripe! Procure não estar na presença de pessoas com gripe. Se ficar doente, mantenha-se afastado dos outros,

Leia mais

Biossegurança Imunização Ativa e Passiva. Professor Dr. Eduardo Arruda

Biossegurança Imunização Ativa e Passiva. Professor Dr. Eduardo Arruda Biossegurança Imunização Ativa e Passiva Professor Dr. Eduardo Arruda Imunização Ativa e Passiva Ativa: Administração de um Antígeno (agente infeccioso ou vacina) dura vários anos; Passiva: Transferência

Leia mais

PCR in situ PCR Hotstart

PCR in situ PCR Hotstart Bruno Matos e Júlia Cougo PCR in situ PCR Hotstart Disciplina de Biologia Molecular Profª. Fabiana Seixas Graduação em Biotecnologia - UFPel PCR in situ - É a técnica de PCR usada diretamente numa lâmina

Leia mais

Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional ESPII. Ocorrências de casos humanos na América do Norte Informe do dia 29.04.

Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional ESPII. Ocorrências de casos humanos na América do Norte Informe do dia 29.04. I. Informações gerais Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Gabinete Permanente de Emergências de Saúde Pública Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional ESPII Ocorrências

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2010 1ª fase www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2010 1ª fase www.planetabio.com 1- O Índice de Massa Corporal (IMC) é o número obtido pela divisão da massa de um indivíduo adulto, em quilogramas, pelo quadrado da altura, medida em metros. É uma referência adotada pela Organização

Leia mais

Pandemia Influenza. Nancy Junqueira Bellei Setor Vírus Respiratórios Infectologia UNIFESP

Pandemia Influenza. Nancy Junqueira Bellei Setor Vírus Respiratórios Infectologia UNIFESP Pandemia Influenza Nancy Junqueira Bellei Setor Vírus Respiratórios Infectologia UNIFESP Pandemia Influenza: a ameaça constante. Pandemia Influenza Pandemias Influenza 10 pandemias últimos 300 anos,, 33/500

Leia mais

4. Os anestésicos, largamente usados pela medicina, tornam regiões ou todo o organismo insensível à dor porque atuam:

4. Os anestésicos, largamente usados pela medicina, tornam regiões ou todo o organismo insensível à dor porque atuam: MATÉRIA: Biologia PROFESSOR: Warley SÉRIE: 3º ano TIPO: Atividade de Recuperação - 2ª etapa 1. Quais os tipos de músculos encontrados no corpo humano? 2. As células do tecido muscular cardíaco apresentam

Leia mais

03/07/2012 PNEUMONIA POR INFLUENZA: PREVENÇÃO, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO, ONDE ESTAMOS? Encontro Nacional de Infecções Respiratórias e Tuberculose

03/07/2012 PNEUMONIA POR INFLUENZA: PREVENÇÃO, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO, ONDE ESTAMOS? Encontro Nacional de Infecções Respiratórias e Tuberculose Encontro Nacional de Infecções Respiratórias e Tuberculose PNEUMONIA POR INFLUENZA: PREVENÇÃO, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO, ONDE ESTAMOS? Encontro Nacional de Infecções Respiratórias e Tuberculose Goiânia

Leia mais

PROTOCOLO PARA A VIGILÂNCIA SENTINELA NACIONAL DA GRIPE

PROTOCOLO PARA A VIGILÂNCIA SENTINELA NACIONAL DA GRIPE PROTOCOLO PARA A VIGILÂNCIA SENTINELA NACIONAL DA GRIPE PROTOCOLO PARA A VIGILÂNCIA SENTINELA NACIONAL DA GRIPE Programa da Vigilância Integrada às Doenças Agrupamento da Segurança e Emergências Sanitárias

Leia mais

Influenza no mundo: Situação epidemiológica e preparação para a Pandemia OPS

Influenza no mundo: Situação epidemiológica e preparação para a Pandemia OPS Influenza no mundo: Situação epidemiológica e preparação para a Pandemia Influenza Pandemias do seculo XX Sistema global de vigilância virológica Intervenções para prevenção e controle Componentes do plano

Leia mais

INFORME TECNICO - Junho 2015

INFORME TECNICO - Junho 2015 GOVERNO DO ESTADO SECRETARIA DA SAÚDE COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS CENTRO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA PROF. ALEXANDRE VRANJAC DIVISÃO DE DOENÇAS DE TRANSMISSÃO RESPIRATÓRIA INFORME TECNICO - Junho

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE AGRONOMIA E MEDICINA VETERINÁRIA

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE AGRONOMIA E MEDICINA VETERINÁRIA 0 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE AGRONOMIA E MEDICINA VETERINÁRIA ANA CAROLINA DE LACERDA SOUSA O PAPEL DO CENTRO DE INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS EM VIGILÂNCIA EM SAÚDE (CIEVS) NO ENFRENTAMENTO DA PANDEMIA

Leia mais